Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas. Garibaldi - RS 29 de março de 2017

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas. Garibaldi - RS 29 de março de 2017"

Transcrição

1 Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas Garibaldi - RS 29 de março de 2017

2 Agenda Quem pode solicitar financiamento? O que podemos financiar? Principais produtos do BNDES para apoio às MPMEs Cartão BNDES BNDES Automático BNDES Finame BNDES Progeren 3. Como solicitar o financiamento? Garantias: BNDES FGI 4. Canais de relacionamento

3 1. Quem pode solicitar financiamento? PESSOAS FÍSICAS Empreendedores sem CNPJ Apenas alguns casos PESSOAS JURÍDICAS Empresas com CNPJ

4 1. Quem pode solicitar financiamento? PESSOAS FÍSICAS Empreendedores sem CNPJ BNDES Microcrédito Agentes operadores de microcrédito Caminhoneiro Caminhão, carreto etc. Produtor Rural Programas agrícolas do Governo Federal

5 1. Quem pode solicitar financiamento? PESSOAS JURÍDICAS Empresas com CNPJ Microempreendedor individual (MEI) Empresas da agropecuária, indústria, comércio ou serviços Cooperativas ou associações Pré-requisitos Certidões em dia: FGTS, Tributos Federais e Dívida Ativa da União, INSS e RAIS; Atender a Legislação Ambiental; Não estar em regime de recuperação de crédito.

6 1. Quem pode solicitar financiamento? As operações do BNDES com MPMEs (99%) são realizadas por meio dos Agentes Financeiros Credenciados Bancos Comerciais Públicos e Privados Agências de Fomento Cooperativas de Crédito O BNDES não exige tempo mínimo de faturamento!

7 1. Quem pode solicitar financiamento? Porte da Empresa Receita Operacional Bruta Anual * MPMEs Micro Pequena Média I Média II Grande Até R$ 360 mil Até R$ 3,6 milhões Até R$ 90 milhões Até R$ 300 milhões Acima de R$ 300 milhões * ROB da empresa ou de seu grupo econômico.

8 1. Quem pode solicitar financiamento? M P M E Porte da Empresa Micro Pequena Média I Média II Receita Operacional Bruta Anual até R$ 360 mil até R$ 3,6 milhões até R$ 90 milhões até R$ 300 milhões

9 2. O que podemos financiar? O QUE PODE SER FINANCIADO Móveis Caminhões Reformas e Construções Franquias Computadores Máquinas e equipamentos

10 2. O que podemos financiar? FOCOS DE APOIO FINANCEIRO Cartão BNDES BNDES Automático Projetos de Investimento BNDES Progeren Capital de Giro $ BNDES Finame Máquinas e Equipamentos

11 2. O que podemos financiar? Exemplo: Vou montar uma lanchonete. Quais serão os investimentos? Investimentos Valores (R$) Reforma ,00 Material de construção 8.000,00 Mão-de-obra ,00 Móveis e utensílios 5.000,00 Máquinas e equipamentos 3.000,00 Capital de giro 6.000,00 TOTAL ,00 Recursos próprios ,00 Necessidade de financiamento ,00

12 Cartão BNDES Imagem da página inicial do Portal do Cartão BNDES em fevereiro de 2017.

13 Cartão BNDES AMBIENTE DE NEGÓCIOS Março de mil Cartões habilitados R$ 58 bilhões de limite pré-aprovado 72 mil fornecedores credenciados 276 mil produtos cadastrados PARCEIROS

14 Cartão BNDES - Vantagens COMPRADORES Limite de até R$ 2 milhões, por banco emissor; Prestações fixas em até 48 meses; Taxa de juros atrativa: 1,18 % a.m. (março/2017); Financiamento de até 100% do valor do produto; Crédito rotativo e préaprovado; uso automático. Importante! O banco emissor pode cobrar a Tarifa de Abertura de Crédito (TAC), limitada a 2% do valor do limite concedido; As operações são sujeitas à cobrança de IOF; Não é possível sacar dinheiro ou financiar capital de giro!

15 2. O que podemos financiar? Exemplo:Vou montar uma lanchonete. Como financiar? Material de construção Móveis Equipamentos Mão-de-obra Computador Capital de giro

16 2. O que podemos financiar? Simulador Simulação* - Financiamento de R$ 10 mil Parcelas Fixas Valor em R$ ,51 888,14 475,28 338,56 270,87 *Taxa de 1,18% a.m. (Março/2017)

17 Como solicitar seu Cartão BNDES? MPME SOLICITA O CARTÃO NO PORTAL 1 Preenche proposta de solicitação do Cartão no site, que é enviada automaticamente, pela Internet, ao Banco Emissor

18 Como solicitar seu Cartão BNDES? MPME SOLICITA O CARTÃO NO PORTAL 1 Preenche proposta de solicitação do Cartão no site, que é enviada automaticamente, pela Internet, ao Banco Emissor MPME ENTREGA DOCUMENTAÇÃO AO GERENTE DO BANCO 2 Banco Emissor analisa a documentação e define limite de crédito 3 Assinatura do Termo de Adesão ao Regulamento do Cartão BNDES PRAZO DE EMISSÃO MÉDIO: 4 30 dias

19 Cartão BNDES - Vantagens FORNECEDORES 721 mil potenciais clientes com R$ 58 bilhões de crédito pré-aprovado Financiamento automático para o cliente Sem risco de crédito Fabricantes podem indicar distribuidores Exposição do catálogo de produtosgratuita Importante! Custos para o fornecedor: - TAXA DE AFILIAÇÃO: Cielo - R$ 79,90 (1ª venda). -TAXA DE DESCONTO sobre venda: Cielo até 2,7% Rede até 2,5% Cabal Brasil até 2,0% (limitado a R$ 1.000,00 por operação). O fornecedor receberá o valor da transação, descontada a taxa de administração, em 30 dias, após a inclusão do número da nota fiscal.

20 Como ser um Fornecedor Credenciado? Seja um Fornecedor Credenciado

21 Como ser um Fornecedor Credenciado? Seja um Fornecedor Credenciado

22 Como ser um Fornecedor Credenciado? Distribuidor/Revendedor Poderá vender no Site do Cartão BNDES desde que seja indicado por fabricante(s) já credenciado(s); Venderá somente os produto(s) autorizado(s) pelo fabricante que o indicou; As demais condições são as mesmas do fabricante; Não poderá adquirir os produtos que está autorizado a vender, utilizando o Cartão BNDES, caso o possua.

23 Cartão BNDES Estatísticas do Cartão BNDES Garibaldi RS Cartões emitidos Limites concedidos R$ 33,5 mi R$ 4,7 bi Nº de transações* Valor das transações* R$ 4,3 mi R$ 478,2 mi Fornecedores credenciados Nota: * Últimos 12 meses (13/03/2017)

24 2. O que podemos financiar? FOCOS DE APOIO FINANCEIRO Cartão BNDES BNDES Automático Projetos de Investimento BNDES Progeren Capital de Giro $ BNDES Finame Máquinas e Equipamentos

25 Projetos de investimento BNDES Automático O QUE PODE SER FINANCIADO Projetos de investimentos: construção, ampliação, modernização, incluindo os diversos itens que compõem o projeto.

26 2. O que podemos financiar? Exemplo:Vou ampliar meu comércio (ou qualquer setor) Com o BNDES Automático é possível financiar: Construções e reformas (material de construção e mão-deobra) Mobiliário e instalações Equipamentos nacionais Software nacional Treinamento de funcionários Capital de giro associado Faça um plano de investimentos! ATENÇÃO: itens como terrenos, imóveis, ponto comercial ou luvas NÃO SÃO FINANCIÁVEIS!

27 2. O que podemos financiar? No BNDES Automático: Os recursos são vinculados ao projeto É possível financiar treinamento, capital de giro e outros itens intangíveis Pode ter capital de giro associado Pode ter carência Exige acompanhamento e comprovação pelo agente financeiro Com o Cartão BNDES: Crédito é rotativo para os investimentos em geral Financiamento apenas de treinamentos e serviços credenciados Não financia capital de giro Não financia mão de obra Não tem carência Financiamento apenas dos itens credenciados

28 2. O que podemos financiar? FOCOS DE APOIO FINANCEIRO Cartão BNDES BNDES Automático Projetos de Investimento BNDES Progeren Capital de Giro $ BNDES Finame Máquinas e Equipamentos

29 Máquinas e Equipamentos BNDES Finame O QUE PODE SER FINANCIADO Aquisição de equipamentos novos, nacionais e credenciados no BNDES

30 Máquinas e Equipamentos BNDES Finame O QUE PODE SER FINANCIADO Capital de giro associado

31 2. O que podemos financiar? Exemplos: a) Vou investir em uma transportadora: Com BNDES Finame, é possível financiar os caminhões e empilhadeiras. b) Vou investir em uma padaria: Com BNDES Finame, é possível financiar equipamentos industriais como forno, geladeira, batedeira etc.

32 2. O que podemos financiar? FOCOS DE APOIO FINANCEIRO Cartão BNDES BNDES Automático Projetos de Investimento BNDES Progeren Capital de Giro $ BNDES Finame Máquinas e Equipamentos

33 Capital de giro BNDES Progeren O QUE PODE SER FINANCIADO Capital de giro isolado, para todos os setores.

34 Condições de Financiamento Cartão BNDES BNDES Automático BNDES Finame BNDES Progeren Custo Financeiro BNDES Remuneração (*) Agente Financeiro Taxa Final Prazo e Carência Negociado +/- com o 1,07% a.m. Agente Financeiro +/- 15,1 % a.a. Março ,18 % a.m. Até 48 meses Não tem 9,6% a.a. Negociada 3,7% a.a. Negociado 9,6% a.a. Negociada 4,0% a.a. Até 10 anos Até 2 anos 9,6% a.a. Negociada 7,0% a.a. Negociado com o Agente Financeiro Negociado +/- com o 1,29% a.m. Agente Financeiro Até 5 anos Até 2 anos +/- 1,05% a.m. Participação max. Até 100% Até 80% Até 80% Até R$ 70 milhões (*) Fonte: Média das operações de 2016, apenas para referência (AOI/DESCO).

35 Condições de Financiamento Cartão BNDES BNDES Automático BNDES Finame BNDES Progeren Custo Financeiro BNDES Remuneração (*) Agente Financeiro +/- 15,4 % a.a. 9,6% a.a. Negociada 3,7% a.a. 9,6% a.a. Negociada 4,0% a.a. 9,6% a.a. Negociada 7,0% a.a. Taxa Final Nov ,2 % a.m. +/- 1,05% a.m. +/- 1,07% a.m. +/- 1,29 % a.m. Prazo e Carência Até 48 meses Não tem Negociado Até 10 anos Até 2 anos Até 5 anos Até 2 anos Participação max. Até 100% Até 80% Até 80% Até R$ 70 milhões (*) Fonte: Média das operações de 2016, apenas para referência (AOI/DESCO).

36 3. Como solicitar o financiamento? Micro, Pequena e Média Empresa Agente Financeiro 1º Passo 2º Passo 3º Passo Dirigir-se à instituição financeira credenciada de sua preferência Apresentação da documentação necessária; Análise da possibilidade de concessão do crédito; Negociação das garantias; Aprovação da operação. Homologação da operação; Liberação dos recursos para o agente financeiro.

37 3. Como solicitar o financiamento? Dê atenção ao seu cadastro! A qualidade das informações é fundamental! O AGENTE FINANCEIRO ASSUME O RISCO DA OPERAÇÃO! Por isso, ele irá avaliar: O cadastro da empresa e dos sócios; Histórico de adimplemento ( bom pagador ); Capacidade de pagamento da empresa e do projeto; Setor de atividade; Garantias oferecidas.

38 BNDES FGI COMO FUNCIONA Complementador de garantias.

39 BNDES FGI Complementador de Garantias Condições de Contratação Limite por Beneficiário: Cobertura máxima: R$ 10 milhões 80% do financiamento Contragarantias Exigidas Valor Garantido Até R$ 1 milhão Acima de R$ 1 milhão Contragarantias Mínimas* Garantias Fidejussórias (ex: fiança) Garantias Fidejussórias + Garantias Reais Qual o custo? ECG Calculado com base em: Valor financiado Percentual de cobertura Prazo de financiamento O Encargo por Concessão de Garantia ECG poderá ser financiado juntamente com o principal, nas mesmas condições de juros e prazo.

40 BNDES FGI Complementador de Garantias Agentes Financeiros que operam o BNDES FGI

41 4. Canais de relacionamento Guia de Financiamento: fornece informações detalhadas sobre as linhas de crédito e como acessá-las.

42

43 Simulador on-line: Para simular alguns financiamentos online, basta preencher informações como o valor do bem ou do projeto, a participação do BNDES, os prazos desejados e a taxa de remuneração do agente financeiro

44

45 Aplicativo BNDES MPME Consultas a operações de crédito com informações atualizadas sobre o estágio em que se encontram, incluindo as datas das liberações Pesquisas no cadastro de máquinas e equipamentos, sistemas e componentes no CFI do BNDES: por produto ou pelo nome do fabricante

46 ATENÇÃO O BNDES não credencia nem indica quaisquer consultores, pessoas físicas ou jurídicas, como intermediários para facilitar, agilizar ou aprovar operações com o próprio Banco ou com as instituições financeiras credenciadas a repassar seus recursos.

47 Posto de Informações 40 Postos de Informações Presente em todas as regiões e em 18 estados Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul - FIERGS Vanessa Nunes e Kelly Cristine Santos Tel. (51) e FIERGS / BNDES

48 Obrigado. Fale conosco: DESUL: (11) Ouvidoria: facebook.com/bndes.imprensa twitter.com/bndes_imprensa youtube.com/bndesgovbr slideshare.net/bndes

Apoio do BNDES às Empresas de Comércio e Serviços. São Paulo - SP 24.jun.2015

Apoio do BNDES às Empresas de Comércio e Serviços. São Paulo - SP 24.jun.2015 Apoio do BNDES às Empresas de Comércio e Serviços São Paulo - SP 24.jun.2015 Quem somos Fundado em 20 de Junho de 1952 Empresa pública de propriedade integral da União Principal fonte de crédito de longo

Leia mais

Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet. Curitiba / PR 17 de março de 2014

Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet. Curitiba / PR 17 de março de 2014 Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet Curitiba / PR 17 de março de 2014 Agenda Informações Institucionais Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas Projetos de Investimento Aquisição de Máquinas

Leia mais

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Transportadoras de Carga. São Paulo - SP 16.abr.2015

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Transportadoras de Carga. São Paulo - SP 16.abr.2015 Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Transportadoras de Carga São Paulo - SP 16.abr.2015 Quem somos Fundado em 20 de Junho de 1952 Empresa pública de propriedade integral da União Principal fonte

Leia mais

CAFÉ COM CRÉDITO. Santo André - SP. 06 de outubro de 2009

CAFÉ COM CRÉDITO. Santo André - SP. 06 de outubro de 2009 CAFÉ COM CRÉDITO Santo André - SP 06 de outubro de 2009 Missão Banco do DESENVOLVIMENTO Competitividade e sustentabilidade Redução das desigualdades sociais e regionais Áreas de atuação Inovação Bens de

Leia mais

O BNDES Mais Perto de Você. Santos - SP 22 de maio de 2014

O BNDES Mais Perto de Você. Santos - SP 22 de maio de 2014 O BNDES Mais Perto de Você Santos - SP 22 de maio de 2014 Agenda Informações Institucionais Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas Projetos de Investimento Aquisição de Máquinas e Equipamentos Capital

Leia mais

Linhas de Financiamento para a Construção Civil

Linhas de Financiamento para a Construção Civil Linhas de Financiamento para a Construção Civil Câmara Brasileira da Indústria de Construção 16 de dezembro de 2009 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da

Leia mais

O BNDES mais perto de você. abril de 2009

O BNDES mais perto de você. abril de 2009 O BNDES mais perto de você abril de 2009 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da União Federal; Principal fonte de crédito de longo prazo; Apoio ao mercado

Leia mais

BNDES FGI Fundo Garantidor para Investimentos. Dezembro de 2011

BNDES FGI Fundo Garantidor para Investimentos. Dezembro de 2011 BNDES FGI Fundo Garantidor para Investimentos Dezembro de 2011 Contexto Solicitação de financiamento MPME Exigência de garantias Agente Financeiro BNDES FGI Atua como complementador de garantias para o

Leia mais

Formas de apoio do BNDES

Formas de apoio do BNDES Formas de apoio do BNDES ABIMAQ São Paulo/SP 16 de junho de 2011 BNDES FGI Fundo Garantidor para Investimentos Contexto BNDES FGI - Fundo Garantidor para Investimentos Micro, Pequena e Média Empresa Solicitação

Leia mais

BNDES Turismo. BNDES Turismo. Foz do Iguaçu 18 de Junho 2011

BNDES Turismo. BNDES Turismo. Foz do Iguaçu 18 de Junho 2011 BNDES Turismo BNDES Turismo Foz do Iguaçu 18 de Junho 2011 Agenda Informações Institucionais Apoio ao Turismo Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas - Projetos de Investimento; - Aquisição

Leia mais

ASSESSORIA AO CRÉDITO E INOVAÇÃO Incentivando o Desenvolvimento Mineiro. Departamento de Economia Posto de Informações do BNDES Posto Avançado do BDMG

ASSESSORIA AO CRÉDITO E INOVAÇÃO Incentivando o Desenvolvimento Mineiro. Departamento de Economia Posto de Informações do BNDES Posto Avançado do BDMG ASSESSORIA AO CRÉDITO E INOVAÇÃO Incentivando o Desenvolvimento Mineiro Departamento de Economia Posto de Informações do BNDES Posto Avançado do BDMG www.bndes.gov.br LINHAS DE CRÉDITO BNDES Automático

Leia mais

Feira Internacional da Amazônia Manaus - AM

Feira Internacional da Amazônia Manaus - AM O BNDES Mais Perto de Você Feira Internacional da Amazônia Manaus - AM 25 de novembro de 2009 Como apoiamos Operações Diretas Contratadas t diretamente t com o BNDES Operações Indiretas Instituições i

Leia mais

APOIO ÀS MPME s. CIESP Campinas SP 28/05/2013

APOIO ÀS MPME s. CIESP Campinas SP 28/05/2013 APOIO ÀS MPME s CIESP Campinas SP 28/05/2013 Agenda 1. Informações Institucionais 2. Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas Projetos de Investimento Aquisição de Máquinas e Equipamentos Capital de

Leia mais

Linhas de Financiamento e Programas Complementares. Montes Claros, 15 de abril de 2010

Linhas de Financiamento e Programas Complementares. Montes Claros, 15 de abril de 2010 BNDES - Linhas de Financiamento e Programas Complementares Montes Claros, 15 de abril de 2010 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da União Federal; Principal

Leia mais

O BNDES Mais Perto de Você. julho de 2009

O BNDES Mais Perto de Você. julho de 2009 O BNDES Mais Perto de Você julho de 2009 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da União Federal; Principal fonte de crédito de longo prazo; Subsidiárias BNDESPar

Leia mais

FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA

FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA LINHAS DE FINANCIAMENTO E ACESSO AO CRÉDITO PARA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO 13 / 4 / 09 ACESSO AO CRÉDITO PARA AS MICROS E

Leia mais

Prazo: 6 meses (a partir publicação da medida provisória em

Prazo: 6 meses (a partir publicação da medida provisória em LINHAS DE CAPITAL INFORME DE GIRO DEMPI e SIMPLES 1/2009 NACIONAL São Paulo, 04 de fevereiro de 2009. Prezado O Departamento Presidente encontro ampliar com as suas da Micro, propostas Pequena e objetivos,

Leia mais

Palestra MPME. 30 de junho de 2011

Palestra MPME. 30 de junho de 2011 Palestra MPME 30 de junho de 2011 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Operações Indiretas Instituições financeiras credenciadas pelo BNDES Empresário Informação e Relacionamento

Leia mais

Cartão BNDES Peças, Partes e Componentes. São Paulo, 23 de setembro de 2010

Cartão BNDES Peças, Partes e Componentes. São Paulo, 23 de setembro de 2010 Cartão BNDES Peças, Partes e Componentes São Paulo, 23 de setembro de 2010 Cartão BNDES Baseado no conceito de cartão de crédito, visa financiar de forma ágil e simplificada os investimentos das MPMEs.

Leia mais

FGO e FGI. Fundos garantidores de risco de crédito Como as micro, pequenas e médias empresas podem se beneficiar. 2ª Edição

FGO e FGI. Fundos garantidores de risco de crédito Como as micro, pequenas e médias empresas podem se beneficiar. 2ª Edição FGO e FGI Fundos garantidores de risco de crédito Como as micro, pequenas e médias empresas podem se beneficiar 2ª Edição Brasília 2010 Sumário Apresentação 5 5 1 O que é o fundo garantidor de risco de

Leia mais

Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet. Recife PE 08/10/2014

Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet. Recife PE 08/10/2014 Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet Recife PE 08/10/2014 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Como apoiamos? N o de operações 2013 R$ 1,1 milhões Instituição

Leia mais

Cartão BNDES. Volta Redonda RJ. 06 de abril de 2011

Cartão BNDES. Volta Redonda RJ. 06 de abril de 2011 Cartão BNDES Volta Redonda RJ 06 de abril de 2011 Cartão BNDES Baseado no conceito de cartão de crédito, visa financiar de forma ágil e simplificada os investimentos das MPMEs. Como Funciona? Ambiente

Leia mais

Linhas e Programas de Financiamento às MPMEs Inovadoras. Florianópolis, 09 de abril de 2010

Linhas e Programas de Financiamento às MPMEs Inovadoras. Florianópolis, 09 de abril de 2010 Linhas e Programas de Financiamento às MPMEs Inovadoras Florianópolis, 09 de abril de 2010 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da União Federal; Principal

Leia mais

Cartão BNDES. financiar de forma ágil e simplificada os investimentos das MPMEs.

Cartão BNDES. financiar de forma ágil e simplificada os investimentos das MPMEs. Cartão BNDES ABCEM 02/08/2010 Cartão BNDES Baseado no conceito de cartão de crédito, visa financiar de forma ágil e simplificada os investimentos das MPMEs. Como Funciona? Ambiente de Negócios 300 mil

Leia mais

Solicitando o Cartão BNDES no Portal de Operações do BNDES

Solicitando o Cartão BNDES no Portal de Operações do BNDES SOLICITANDO O CARTO BNDES NO PORTAL DE OPERAÇÕES DO BNDES CARTO Solicitando o Cartão BNDES no Portal de Operações do BNDES - Cartão BNDES Formatados: Marcadores e numeração C:\BNDES - SOLICITACAO DE CARTAO.doc

Leia mais

APRESENTAÇÃO ABRIL 2011

APRESENTAÇÃO ABRIL 2011 APRESENTAÇÃO ABRIL 2011 QUEM SOMOS NOSSA CAIXA DESENVOLVIMENTO AGÊNCIA DE FOMENTO DO ESTADO DE SÃO PAULO ÉUMA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA CONTROLADA PELO ESTADO DE SÃO PAULO E ATUA COMO BANCO DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Senado Federal. O BNDES e o Apoio ao Setor de Software

Senado Federal. O BNDES e o Apoio ao Setor de Software Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática O BNDES e o Apoio ao Setor de Software Alan Fischler Área Industrial Depto das Industrias de TICs 11/04/2012 Brasília

Leia mais

PALESTRA: LINHAS DE CRÉDITOS.

PALESTRA: LINHAS DE CRÉDITOS. PALESTRA: LINHAS DE CRÉDITOS. Facilitador: Wolney Luis do Nascimento Sousa. Responsável pelo Evento: 1 LINHAS DE CRÉDITO Motivos Vantagens Desvantagens Aplicação 2 LINHAS DE CRÉDITO Função dos Bancos Para

Leia mais

Financiamento externo. As opções de financiamento são variáveis.

Financiamento externo. As opções de financiamento são variáveis. Financiamento externo As opções de financiamento são variáveis. O suporte que a administração do MAXIPAS pode vir a fornecer aos franqueados consiste na elaboração do projeto de financiamento para aquisição

Leia mais

O BNDES Mais Perto de Você. Rio de Janeiro - RJ 29 de setembro de 2015

O BNDES Mais Perto de Você. Rio de Janeiro - RJ 29 de setembro de 2015 O BNDES Mais Perto de Você Rio de Janeiro - RJ 29 de setembro de 2015 Agenda 1. 2. 3. 4. 5. Informações Institucionais Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas Exportação Projetos de Investimento e Inovação

Leia mais

SeminárioADI-2012. Inclusão financeira inovação para as MPE s

SeminárioADI-2012. Inclusão financeira inovação para as MPE s SeminárioADI-2012 Inclusão financeira inovação para as MPE s Guilherme Lacerda Diretor de Infraestrutura Social, Meio Ambiente, Agropecuária e Inclusão Social Barcelona Outubro 2012 1. Diagnóstico Não

Leia mais

Nota sobre o Cartão BNDES

Nota sobre o Cartão BNDES Conselho Temático Permanente da Micro e Pequena Empresa COMPEM Nota sobre o Cartão BNDES Unidade de Política Econômica Unidade de Pesquisa, Avaliação e Desenvolvimento Brasília, 17 de março de 2009. Nota

Leia mais

Agenda. Política de Inovação do BNDES. Instrumentos de Apoio à Inovação. Linhas; Programas; Fundos; Cartão BNDES. Canais de Comunicação

Agenda. Política de Inovação do BNDES. Instrumentos de Apoio à Inovação. Linhas; Programas; Fundos; Cartão BNDES. Canais de Comunicação O BNDES e Inovação Agenda Política de Inovação do BNDES Instrumentos de Apoio à Inovação Linhas; Programas; Fundos; Cartão BNDES. Canais de Comunicação Perguntas e Respostas Política de Inovação do BNDES

Leia mais

Departamento de Financiamentos da ABIMAQ Posto de Informações ABIMAQ/BNDES (11) 5582-6361 defi@abimaq.org.br www.abimaq.org.br

Departamento de Financiamentos da ABIMAQ Posto de Informações ABIMAQ/BNDES (11) 5582-6361 defi@abimaq.org.br www.abimaq.org.br Departamento de Financiamentos da ABIMAQ Posto de Informações ABIMAQ/BNDES (11) 5582-6361 defi@abimaq.org.br www.abimaq.org.br Serviços Prestados pelo Departamento de Financiamentos O Departamento de Financiamentos

Leia mais

XIII Seminário Internacional de Países Latinos Europa-América. Políticas de Facilitação de Créditos para o Desenvolvimento das PME

XIII Seminário Internacional de Países Latinos Europa-América. Políticas de Facilitação de Créditos para o Desenvolvimento das PME XIII Seminário Internacional de Países Latinos Europa-América Políticas de Facilitação de Créditos para o Desenvolvimento das PME Fortaleza, 30 de outubro de 2006 1 Sumário 1 - Mercado MPE 2 - Acesso ao

Leia mais

Recebíveis. Antecipação de Crédito Lojista ACL. BB Giro Cartões. BB Giro Recebíveis. Desconto de Cheques. Desconto de Títulos

Recebíveis. Antecipação de Crédito Lojista ACL. BB Giro Cartões. BB Giro Recebíveis. Desconto de Cheques. Desconto de Títulos Atualizada em 29/04/2015 Capital de Giro BB Capital de Giro Mix Pasep Recebíveis Antecipação de Crédito Lojista ACL Financiamento de Investimentos BB Crédito Empresa BB Giro Empresa Flex BB Giro Cartões

Leia mais

PROGRAMA DE FINANCIAMENTO PARA O TURISMO

PROGRAMA DE FINANCIAMENTO PARA O TURISMO PROGRAMA DE FINANCIAMENTO PARA O TURISMO LINHAS DE CRÉDITO PARA MICRO, PEQUENA E MÉDIA EMPRESAS Novembro 2008 FUNGETUR Fundo Geral de Turismo Fomentar e prover recursos para o financiamento de atividades

Leia mais

QUEM SOMOS. Fundada em março de 2009 com capital integralizado de R$ 1 bilhão

QUEM SOMOS. Fundada em março de 2009 com capital integralizado de R$ 1 bilhão QUEM SOMOS A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo que promove o crescimento sustentável das pequenas e médias empresas e municípios paulistas. Nosso objetivo é colaborar

Leia mais

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado QUEM SOMOS A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo. Atua como banco de desenvolvimento apoiando financeiramente às iniciativas que estimulam o crescimento da economia

Leia mais

LINHAS DE FINANCIAMENTO PARA O SETOR DE TRANSPORTE. Sindicato das Empresas de Transporte de Carga e Logística - SETCERGS 26 de setembro de 2012

LINHAS DE FINANCIAMENTO PARA O SETOR DE TRANSPORTE. Sindicato das Empresas de Transporte de Carga e Logística - SETCERGS 26 de setembro de 2012 LINHAS DE FINANCIAMENTO PARA O SETOR DE TRANSPORTE Sindicato das Empresas de Transporte de Carga e Logística - SETCERGS 26 de setembro de 2012 BNDES Banco de Desenvolvimento Competitividade e sustentabilidade

Leia mais

O Apoio do BB à Copa do Mundo de 2014. Diretoria de Micro e Pequenas Empresas

O Apoio do BB à Copa do Mundo de 2014. Diretoria de Micro e Pequenas Empresas O Apoio do BB à Copa do Mundo de 2014 Diretoria de Micro e Pequenas Empresas Novembro de 2011 O Apoio do BB à Copa do Mundo de 2014 Posicionamento junto ao Mercado MPE MPE O Apoio do BB à Copa do Mundo

Leia mais

Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas

Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas CAPA_MPMEs040411APROVADA.indd 1 05/04/2011 13:09:31 BNDES Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas As informações contidas nesta publicação são baseadas nas

Leia mais

LINHAS DE FINANCIAMENTO - HIDROSP SISTEMAS HIDRÁULICOS LTDA

LINHAS DE FINANCIAMENTO - HIDROSP SISTEMAS HIDRÁULICOS LTDA LINHAS DE FINANCIAMENTO - HIDROSP SISTEMAS HIDRÁULICOS LTDA 1 - OUROCARD AGRO (Banco do Brasil) OuroCard Agro é um cartão de crédito, em que é possível adquirir bens e produtos agrícolas, por meio de financiamento

Leia mais

LINHAS ATIVAS FINAME BK FINAME ÔNIBUS E CAMINHÕES FINAME EVENTOS FINAME AGRÍCOLA BNDES INOVAGRO

LINHAS ATIVAS FINAME BK FINAME ÔNIBUS E CAMINHÕES FINAME EVENTOS FINAME AGRÍCOLA BNDES INOVAGRO FINANCIAMENTOS 2014 LINHAS ATIVAS FINAME BK PSI (taxa fixa) FINAME ÔNIBUS E CAMINHÕES FINAME EVENTOS FINAME AGRÍCOLA BNDES INOVAGRO PADRÃO (taxa pós fixada-tjlp) FINAME BK FINAME ÔNIBUS E CAMINHÕES FINAME

Leia mais

Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas

Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas BNDES Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas As informações contidas nesta publicação são baseadas nas Políticas Operacionais do BNDES em vigor. Essas condições podem ser alteradas a qualquer tempo.

Leia mais

As MPE s como eixo central de cadeias produtivas

As MPE s como eixo central de cadeias produtivas As MPE s como eixo central de cadeias produtivas Guilherme Lacerda Diretor de Infraestrutura Social, Meio Ambiente, Agropecuária e Inclusão Social Madrid Outubro 2012 MPEs Importância, Desafios e Contribuições

Leia mais

Produtos e Serviços. Convênio. Banco do Brasil e AmBev

Produtos e Serviços. Convênio. Banco do Brasil e AmBev Produtos e Serviços Convênio Banco do Brasil e AmBev Setembro/20 Senhores Franqueados, O convênio firmado com o Banco do Brasil visa propiciar às Franquias Brahma AmBev, acesso à linhas de crédito (capital

Leia mais

Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas

Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas BNDES Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas As informações contidas nesta publicação são baseadas nas Políticas Operacionais do BNDES em vigor. Essas condições

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE GARANTIA DE CRÉDITO DA SERRA GAÚCHA. GarantiSerra - Novembro de 2010 Oficina Superando Dificuldades no Acesso ao Crédito

ASSOCIAÇÃO DE GARANTIA DE CRÉDITO DA SERRA GAÚCHA. GarantiSerra - Novembro de 2010 Oficina Superando Dificuldades no Acesso ao Crédito ASSOCIAÇÃO DE GARANTIA DE CRÉDITO DA SERRA GAÚCHA GarantiSerra - Novembro de 2010 Oficina Superando Dificuldades no Acesso ao Crédito INSTITUCIONAL HISTÓRICO - Idéia junho/2001; - Estudos Jurídicos novembro/2002;

Leia mais

Crédito para o Desenvolvimento

Crédito para o Desenvolvimento Crédito para o Desenvolvimento O BADESUL Agência de Fomento, controlada pelo Governo Estadual, integra o Sistema de Desenvolvimento do Estado coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do

Leia mais

Cartão BNDES FINANCIAMENTO À INOVAÇÃO

Cartão BNDES FINANCIAMENTO À INOVAÇÃO Cartão BNDES FINANCIAMENTO À INOVAÇÃO 31.03.2009 Slide 1 MP8 Micro Padrão; 03/04/2008 Objetivo Apoiar de forma ágil, com uma linha de crédito automática e pré-aprovada, as Micro, Pequenas e Médias Empresas.

Leia mais

23ª Abertura Oficial da COLHEITA DO ARROZ. Restinga Seca - RS

23ª Abertura Oficial da COLHEITA DO ARROZ. Restinga Seca - RS 23ª Abertura Oficial da COLHEITA DO ARROZ. Restinga Seca - RS Carteira de Crédito Sicredi Fevereiro/2013 Saldo da Carteira de Crédito do Sicredi Carteira de Crédito Sicredi R$ 10.310,12 56,13% R$ 4.563,96

Leia mais

e renda Superintendência Nacional Estratégia Competitividade das MPE Associação e a cooperação Micro e Pequeno Empreendedorismo

e renda Superintendência Nacional Estratégia Competitividade das MPE Associação e a cooperação Micro e Pequeno Empreendedorismo e renda Superintendência Nacional Estratégia Competitividade das MPE Micro e Pequeno Empreendedorismo e renda Superintendência Nacional Estratégia Competitividade das MPE Micro e Pequeno Empreendedorismo

Leia mais

Apoio ao Setor de Armazenagem e Irrigação Moderinfra

Apoio ao Setor de Armazenagem e Irrigação Moderinfra Apoio ao Setor de Armazenagem e Irrigação Moderinfra O BNDES, como banco de fomento à economia, entende que um dos itens de grande importância para a sustentação do crescimento do país é o apoio ao armazenamento

Leia mais

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Novembro 2009 DEPARTAMENTO REGIONAL NORDESTE - DENOR O que apoiamos Projetos de investimento em indústria, comércio e serviços aumento da capacidade

Leia mais

Realizando Vendas no site do Cartão BNDES

Realizando Vendas no site do Cartão BNDES Realizando Vendas no site do Cartão BNDES Fornecedor Atualizado em 16/07/2013 Pág.: 1/23 Introdução Este manual destina-se a orientar os fornecedores que irão registrar as vendas no site do Cartão BNDES,

Leia mais

CIRCULAR Nº 033/2003. Programa "Crédito Empresarial Nossa Caixa"

CIRCULAR Nº 033/2003. Programa Crédito Empresarial Nossa Caixa São Paulo, 06 de Outubro de 2003. DE: ASSESSORIA JURÍDICA PARA: ASSOCIADOS CIRCULAR Nº 033/2003 Programa "Crédito Empresarial Nossa Caixa" Encaminhamos à V.Sa., novo Anexo I do Protocolo de Intenções,

Leia mais

Apresentação Institucional BNDES Departamento de Bens de Capital ABIMAQ

Apresentação Institucional BNDES Departamento de Bens de Capital ABIMAQ Apresentação Institucional BNDES Departamento de Bens de Capital ABIMAQ Fevereiro de 2015 Os indicadores demonstram as dificuldades que as empresas de BK vêm encontrando... 2 3 Em um cenário adverso no

Leia mais

Teotonio Vilela Filho Governador. José Thomaz Nonô Vice-Governador

Teotonio Vilela Filho Governador. José Thomaz Nonô Vice-Governador 11111 Teotonio Vilela Filho Governador José Thomaz Nonô Vice-Governador Luiz Otavio Gomes Secretário de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico Keylle André Lima Secretário Adjunto do Desenvolvimento

Leia mais

Produtos e Serviços para Associados. Pessoas Jurídicas

Produtos e Serviços para Associados. Pessoas Jurídicas Produtos e Serviços para Associados Pessoas Jurídicas O Sicoob Divicred entende o que seu associado precisa. Por isso, oferece soluções ágeis e modernas para otimizar suas operações bancárias e proteger

Leia mais

Apoio à Inovação. Luciana Capanema Gerente de Inovação

Apoio à Inovação. Luciana Capanema Gerente de Inovação Apoio à Inovação Luciana Capanema Gerente de Inovação Apoio à Inovação http://www.bndes.gov.br O objetivo do BNDES é fomentar e apoiar operações associadas à formação de capacitações e ao desenvolvimento

Leia mais

ORIENTAÇÕES LINHAS DE CRÉDITO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS E O MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL

ORIENTAÇÕES LINHAS DE CRÉDITO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS E O MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL 1 Compilações das Informações Maria da Conceição Mira dos Santos - Outubro/2014 APRESENTAÇÃO O crédito, que estimula o nascimento de novos negócios, a implementação de inovação e tecnologia dentro da empresa

Leia mais

Produtos e Serviços. Convênio. Banco do Brasil S.A. e FENACAT

Produtos e Serviços. Convênio. Banco do Brasil S.A. e FENACAT Produtos e Serviços Convênio Banco do Brasil S.A. e FENACAT 2 Prezadas Associadas, As informações aqui tratadas orientam sobre como obter os benefícios e utilizar os produtos e serviços descritos nesta

Leia mais

XX Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas. Setembro de 2010

XX Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas. Setembro de 2010 XX Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas Setembro de 2010 Agenda O BNDES Inovação Instrumentos de Apoio à Inovação Linhas Programas Fundos Produtos Criatec Cartão BNDES O

Leia mais

Secretário de Estado de Turismo e Esportes Tiago Lacerda. Secretário Adjunto Rogério Aoki Romero. Chefe de Gabinete Mario Queiroz Guimarães Neto

Secretário de Estado de Turismo e Esportes Tiago Lacerda. Secretário Adjunto Rogério Aoki Romero. Chefe de Gabinete Mario Queiroz Guimarães Neto Secretário de Estado de Turismo e Esportes Tiago Lacerda Secretário Adjunto Rogério Aoki Romero Chefe de Gabinete Mario Queiroz Guimarães Neto Subsecretária de Turismo Silvana Nascimento Superintendente

Leia mais

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços SEDEIS

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços SEDEIS Apresentação Criada em 2002 e autorizada a funcionar pelo Banco Central em 2003, entrou em operação em 2004. É uma sociedade anônima de economia mista vinculada à. Atualmente conta com um patrimônio líquido

Leia mais

Cartão BNDES. Guia Cartão BNDES

Cartão BNDES. Guia Cartão BNDES Guia O é destinado para micro, pequenas e médias empresas para o financiamento da compra de equipamentos, serviços e insumos. As vendas com o cartão BNDES são realizadas exclusivamente no Portal (www.cartaobndes.gov.br)

Leia mais

alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO

alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO 2014-2015 alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO O Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015 Alimentos Para o Brasil vem consolidar mais de uma década de políticas públicas que melhoram a vida de quem

Leia mais

Soluçõ. ções BB. para a Economia dos Municípios

Soluçõ. ções BB. para a Economia dos Municípios Soluçõ ções BB para a Economia dos Municípios Presença Nacional Presença Nacional Presença Exclusiva 4.388 Municípios * 874 Municípios * *Municípios com agências BB - dados de janeiro/2009 - Fonte: Bacen

Leia mais

Produtos e Serviços Revendedores e Transportadores LIQUIGÁS. Convênio. Banco do Brasil e Liquigás

Produtos e Serviços Revendedores e Transportadores LIQUIGÁS. Convênio. Banco do Brasil e Liquigás Produtos e Serviços Revendedores e Transportadores LIQUIGÁS Convênio Banco do Brasil e Liquigás 2 Senhores Revendedores e Transportadores, O convênio firmado com o Banco do Brasil propiciar aos Revendedores

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

Visão Geral dos instrumentos de apoio financeiro às empresas da Abinee

Visão Geral dos instrumentos de apoio financeiro às empresas da Abinee Visão Geral dos instrumentos de apoio financeiro às empresas da Abinee 08/10/2015 Margarida Baptista BNDES Focos de Apoio Financeiro Indústria e Infraestrutura Projetos de Investimento Máquinas e Equipamentos

Leia mais

Financiamento à Inovação

Financiamento à Inovação Financiamento à Inovação Slide 1 MP1 Micro Padrão; 03/04/2008 Objetivo Baseado no conceito de cartão de crédito, visa financiar de forma ágil e simplificada os investimentos das MPMEs. Como funciona? As

Leia mais

opções de crédito para sua empresa

opções de crédito para sua empresa para sua empresa sumário introdução... 3 cartão bndes... 6 Introdução... 7 Custos operacionais... 8 Recebimentos... 9 Distribuidores... 9 Exemplos de operação...10 Revendedor compra com o Cartão BNDES

Leia mais

Solicitando o Cartão BNDES

Solicitando o Cartão BNDES Solicitando o Cartão BNDES Atualizado em 03/03/2010 Pág.: 1/18 Introdução Este manual destina-se a orientar as micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) na solicitação do Cartão BNDES no Portal de Operações

Leia mais

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho brasília-df 2012 2012. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação

Leia mais

Sicredi União PR e ACEJ: Uma parceria que coopera com o seu crescimento.

Sicredi União PR e ACEJ: Uma parceria que coopera com o seu crescimento. Sicredi União PR e ACEJ: Uma parceria que coopera com o seu crescimento. Parceria Sicredi e ACEJ O objetivo desta parceria é proporcionar redução de custo financeiro para os empresários de Jaguapitã através

Leia mais

alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO

alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO 2014-2015 APRESENTAÇÃO O Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015 Alimentos Para o Brasil vem consolidar mais de uma década de políticas públicas que melhoram a vida de quem vive no Brasil Rural.

Leia mais

Percentual de financiamento. TJLP + Taxa de juros

Percentual de financiamento. TJLP + Taxa de juros FINAME FINANCIAMENTOS Percentual de financiamento O percentual máximo de financiamento é 90%, a depender do porte da empresa Utilizando recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

Leia mais

Soluções de Crédito. Cadeia Produtiva do Café CADA VEZ BOMPRATODOS

Soluções de Crédito. Cadeia Produtiva do Café CADA VEZ BOMPRATODOS Cadeia Produtiva do Café CADA + VEZ BOMPRATODOS Capital de Giro Recebíveis BB Giro Empresa Flex Agro Crédito Agroindustrial Desconto de Cheques/Títulos BB Giro Recebíveis Duplicatas/Cheques/Cartões BB

Leia mais

Curso: Adm Geral. Decisões de Investimento e Financiamento III. Financiamentos. Financiamentos de Curto Prazo. Prof.: Marcelo dos Santos

Curso: Adm Geral. Decisões de Investimento e Financiamento III. Financiamentos. Financiamentos de Curto Prazo. Prof.: Marcelo dos Santos Curso: Adm Geral Prof.: Marcelo dos Santos Decisões de Investimento e Financiamento III Financiamentos Fontes de financiamento de curto prazo. Fontes de financiamento a médio e a longo prazo. Arrendamento

Leia mais

Orientação ao Lojista

Orientação ao Lojista BB CRÉDITO MATERIAL CONSTRUÇÃO Orientação ao Lojista Junho/2007 1 Índice 1. Para sua Empresa 1.1 O que é?...03 1.2 Quais são as características do BB Crédito Material Construção...03 1.3 Quais são as vantagens

Leia mais

SCRIPTS CLIENTES (Comprador) ÍNDICE

SCRIPTS CLIENTES (Comprador) ÍNDICE SCRIPTS CLIENTES (Comprador) ÍNDICE PERGUNTAS A SEREM RESPONDIDAS PELA CENTRAL DE ATENDIMENTO 1 BANCOS EMISSORES DO CARTÃO 1 1. Quais são os bancos emissores do Cartão BNDES? 1 2. Posso mudar o banco emissor

Leia mais

Solicitando o Arquivo Agenda Financeira no Site do Cartão BNDES

Solicitando o Arquivo Agenda Financeira no Site do Cartão BNDES ÃO SOLICITANDO O ARQUIVO AGENDA FINANCEIRA NO SITE DO CARTÃO BNDES Solicitando o Arquivo Agenda Financeira no Site do Cartão BNDES J:\Comunicação\Manuais\Manual do Fornecedor - Arquivo Agenda Financeira.doc

Leia mais

I SEMINÁRIO ESTADUAL DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS - AM

I SEMINÁRIO ESTADUAL DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS - AM I SEMINÁRIO ESTADUAL DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS - AM Grupo de Trabalho Permanente / GTP-APL Rede de Distribuição 3.407 Agências 6.015 Agências 36 Milhões de Clientes Agências Bradesco Expresso Banco

Leia mais

Módulo 11 Corretora de Seguros

Módulo 11 Corretora de Seguros Módulo 11 Corretora de Seguros São pessoas físicas ou jurídicas, que se dedicam a angariar e promover contratos entre as Sociedades Seguradoras e seus clientes. A habilitação e o registro do corretor se

Leia mais

A importância do crédito para as pequenas e médias empresas. Condicionantes da oferta de crédito

A importância do crédito para as pequenas e médias empresas. Condicionantes da oferta de crédito A importância do crédito para as pequenas e médias empresas Condicionantes da oferta de crédito Distribuição de empresas por porte MICRO PEQUENA MÉDIA GRANDE 0,4% 0,7% 6,2% Micro e Pequenas empresas 98,9%

Leia mais

CRÉDITO FOMENTO CRESCIMENTO

CRÉDITO FOMENTO CRESCIMENTO INTRODUÇÃO OBJETIVO PRINCIPAL. Oferecer microcrédito para população de baixa renda, atendendo pessoas que não tem perspectivas e nenhum crédito nas instituições financeiras tradicionais. Acreditamos que,

Leia mais

ABEMD ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MARKETING DIRETO. INDICADORES 2009 e 1º SEMESTRE 2010

ABEMD ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MARKETING DIRETO. INDICADORES 2009 e 1º SEMESTRE 2010 ABEMD ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MARKETING DIRETO INDICADORES 2009 e 1º SEMESTRE 2010 1 Outubro de 2010 AGRADECEMOS AOS CORREIOS POR VIABILIZAR ESTE ESTUDO 2 APOIO TECNOLÓGICO 3 INDICE Objetivo Metodologia

Leia mais

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste O que é FCO? O Fundo de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) é um fundo de crédito criado pela Constituição Federal de 1988 com o objetivo de promover

Leia mais

Apoio à Inovação. Desenvolve SP 11 de novembro de 2014

Apoio à Inovação. Desenvolve SP 11 de novembro de 2014 Apoio à Inovação Desenvolve SP 11 de novembro de 2014 Quem somos Fundado em 20 de Junho de 1952 Empresa pública de propriedade integral da União Principal fonte de crédito de longo prazo para investimento

Leia mais

O ISS e as tarifas bancárias

O ISS e as tarifas bancárias O ISS e as tarifas bancárias No jargão bancário, tarifa é a contrapartida de uma prestação de serviço, é a receita decorrente do serviço prestado. Por conseguinte, sempre que o Banco registra uma receita

Leia mais

O QUE FAZEMOS? Mais do que financiar empresas ajudamos a transformar grandes ideias em negócios ainda mais rentáveis, oferecendo crédito sustentável.

O QUE FAZEMOS? Mais do que financiar empresas ajudamos a transformar grandes ideias em negócios ainda mais rentáveis, oferecendo crédito sustentável. INOVAR PARA CRESCER O QUE FAZEMOS? Mais do que financiar empresas ajudamos a transformar grandes ideias em negócios ainda mais rentáveis, oferecendo crédito sustentável. Além disso, damos todo suporte

Leia mais

1.8. Cartões emitidos para pagamento de benefícios ou repasse de programas sociais devem ser considerados?

1.8. Cartões emitidos para pagamento de benefícios ou repasse de programas sociais devem ser considerados? PAGAMENTOS DE VAREJO E CANAIS DE ATENDIMENTO Perguntas freqüentes 1. Arquivo ESTATCRT.TXT Informações relativas aos cartões com função saque e e-money 1.1. Devo informar os saques efetuados sobre linhas

Leia mais

FIESP Sustentabilidade Financiamentos para PME

FIESP Sustentabilidade Financiamentos para PME FIESP Sustentabilidade Financiamentos para PME Junho/2013 Diretoria de Sustentabilidade Linda Murasawa Brasil SANTANDER NO MUNDO 102 milhões DE CLIENTES 14.392 AGÊNCIAS 186.763 FUNCIONÁRIOS Dezembro de

Leia mais

Microcrédito é a designação para diversos tipos de empréstimos dos quais apontamos as seguintes características:

Microcrédito é a designação para diversos tipos de empréstimos dos quais apontamos as seguintes características: O QUE É MICROCRÉDITO Microcrédito é a designação para diversos tipos de empréstimos dos quais apontamos as seguintes características: Apesar de maiores limites determinados pelo governo, comumente percebemos

Leia mais

APRESENTAÇÃO BDMG. I Encontro COMTUR. Sete Lagoas - 25/02/2010

APRESENTAÇÃO BDMG. I Encontro COMTUR. Sete Lagoas - 25/02/2010 APRESENTAÇÃO BDMG I Encontro COMTUR Sete Lagoas - 25/02/2010 SOLUÇÕES DE FINANCIAMENTO PARA EMPREENDIMENTOS QUE INTEGRAM O SETOR DE TURISMO: GERAMINAS OBJETIVO Conceder financiamentos a microempresas e

Leia mais

Estudo sobre a Indústria de Cartões 1/7/2010 1

Estudo sobre a Indústria de Cartões 1/7/2010 1 Estudo sobre a Indústria de Cartões 1/7/2010 1 Glossário de Termos Técnicos Bases operacionais de cartões são as alternativas de captura de dados que os estabelecimentos podem utilizar para efetivar as

Leia mais

Produtos e Serviços. Convênio. Banco do Brasil S.A. e ABIMAQ

Produtos e Serviços. Convênio. Banco do Brasil S.A. e ABIMAQ Produtos e Serviços Convênio Banco do Brasil S.A. e ABIMAQ 2 Prezadas Associadas, As informações aqui tratadas foram disponibilizadas pelo Banco do Brasil e orientam sua empresa como obter os benefícios

Leia mais

Produtos e Serviços para Associados. Pessoas Físicas

Produtos e Serviços para Associados. Pessoas Físicas Produtos e Serviços para Associados Pessoas Físicas O Sicoob Divicred entende o que seu associado precisa. Por isso, oferece soluções ágeis e modernas para otimizar suas operações bancárias e proteger

Leia mais