O perfil do eleitorado de Caruaru. Dados do TSE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O perfil do eleitorado de Caruaru. Dados do TSE"

Transcrição

1 O perfil do eleitorado de Caruaru Dados do TSE 1

2 Diretora-Presidente Ivania Porto Diretor Financeiro Vanuccio Pimentel Diretor Administrativo Osório Chalegre Membros Associados Fernando César Lima Fabiana Souto Maior 2

3 Apresentação O período eleitoral é sempre uma oportunidade para a sociedade se envolver mais profundamente com as discussões importantes que perpassam a administração pública. Muitos analistas, cientistas políticos, assessores e a imprensa especializada debatem e se debruçam sobre os candidatos, suas estratégias e como suas mensagem serão levadas aos eleitores. Em meio a esta discussão, o IGPública busca oferecer uma contribuição para o debate chamando atenção para o perfil dos eleitores. Vale ressaltar que o país é palco de profundas mudanças sociais que impactam significativamente no perfil do eleitorado. Os eleitores jovens e os adultos, homens e mulheres, analfabetos ou com ensino superior, todos estas pessoas irão se manifestar livremente no pleito deste ano. É muito importante reconhecer estas mudanças, analisá-las e buscar traçar estratégias eficientes para atingir com mensagens adequadas os diversos nichos eleitorais que surgiram nos últimos anos. A contribuição deste trabalho é apresentar melhor esta população de eleitores e ir um pouco mais além do período eleitoral. Pois, conhecer esta população é também conhecer um pouco mais do perfil que o governo deve ter levando em conta a multiplicidade de realidades que vivem estes eleitores. Esperamos contribuir com o debate apresentando uma análise realista e mais acurada possível sobre esta realidade em nossa região. Ivania Porto Diretora Presidente do IGPública 3

4 Oct-00 Jul-01 Apr-02 Jan-03 Oct-03 Jul-04 Apr-05 Jan-06 Oct-06 Jul-07 Apr-08 Jan-09 Oct-09 Jul-10 Apr-11 Jan-12 Oct-12 Jul-13 Apr-14 Jan-15 Oct-15 Eleitores Caruaru e as eleições de 2016 O quadro eleitoral do município de Caruaru em 2016 será diferente dos anos anteriores. Em 2015 a cidade superou a barreira dos 200 mil eleitores e terá a possibilidade de segundo turno em seu contexto político. A figura do segundo turno altera significativamente o jogo eleitoral, pois acrescenta um outro pleito caso o mais votado não obtenha mais de 50% dos votos válidos no primeiro turno. 250,000 Gráfico 1 - Evolução do eleitorado de Caruaru ( ) 200, , ,000 50,000 0 O gráfico 1 apresenta a evolução do eleitorado no município, vale ressaltar que a queda verificada entre 2011 e 2012 é tributada ao processo de recadastramento biométrico que ocorreu nas eleições de O recadastramento permitiu uma visão mais concreta e real do eleitorado da cidade que apresenta uma taxa sustentada de crescimento. O crescimento do eleitorado em Caruaru sofre duas influências: a primeira é a entrada de jovens no processo político como é verificado no gráfico 2 que apresenta o eleitorado por faixa etária; o segundo fator é a migração para o município. Segundo o Censo 2010 do IBGE, o Brasil apresenta uma média de 35% da população que não reside no seu município de nascimento. Essa mesma média pode ser 4

5 aplicada ao caso de Caruaru, é possível que o município tenha uma taxa similar de migração que impacta na composição do eleitorado. O número de eleitores na zona rural do município se mantem estável, em torno de 33 mil eleitores, no entanto esse número tende a diminuir em proporção a Zona Urbana. Em 2016, apenas 16% do eleitorado da cidade reside na zona rural do município. Porém, apesar do declínio em proporção a zona urbana, esse eleitorado rural ainda exerce papel muito importante da disputa podendo decidir qualquer eleição. Gráfico 2 - Eleitorado de Caruaru por faixa etária (2016) 70 a 79 anos 4% Superio r a 79 anos 1% 16 anos 17 anos 1% 1% 60 a 69 anos 9% 18 a 20 anos 6% 21 a 24 anos 10% 45 a 59 anos 23% 25 a 34 anos 24% 35 a 44 anos 21% A faixa etária apresenta algumas peculiaridades em relação ao número de jovens. Considerando jovens os eleitores até 34 anos, Caruaru tem 42% do eleitorado até 34 anos, número acima da média nacional que é de 38%. A faixa anos está acima da média nacional de 8% junto a faixa com 22% na média nacional. As demais faixas seguem as médias nacionais. O gráfico 2 ilustra a distribuição dos 5

6 Porcentagem eleitores por faixa e apresenta a dimensão e o peso das faixas etárias até os 34 anos. Este componente etário deve ser considerado elemento crucial em uma disputa eleitoral por ser a faixa mais engajada e com maior participação nas redes sociais. Segundo a Pesquisa Brasileira de Mídia - PBM (2015) publicada pela Secretaria de Comunicação da Presidência República 37% dos brasileiros utilizam a internet todos os dias, esse valor sobe para 65% quando se observa a faixa que vai até os 24 anos de idade e 50% até os 34 anos. Estas informações revelam que os canais de comunicação das faixas etárias mais jovens é a internet e as redes sociais cumprem papel importante nessa forma de se comunicar. Em dados gerais da PBM 92% dos internautas estão conectados as redes sociais dos quais 83% estão no Facebook Gráfico 3 - Eleitorado por sexo e grau de instrução de Caruaru (2016) ANALFABET O FUNDAME NTAL COMPLETO FUNDAME NTAL INCOMPLE TO MÉDIO COMPLETO MÉDIO INCOMPLE TO LÊ E ESCREVE SUPERIOR COMPLETO SUPERIOR INCOMPLE TO Homens Mulheres O contraste de gênero segue todas as tendências nacionais. Caruaru possui 45% de homens e 55% de mulheres entre seus eleitores, a média nacional gira na mesma tendência 48% de homens e 52% mulheres. O maior grupo é o do ensino fundamental incompleto onde se enquadram 28% dos eleitores caruaruenses, o mesmo valor nacional. Entretanto, chama a atenção os eleitores com ensino superior completo que 6

7 corresponde a 7% do eleitorado de Caruaru contra 6% da média nacional. Nesse grupo, as mulheres são maioria com 63% dos eleitores contra 60% da média nacional. Considerações finais O novo quadro eleitoral de Caruaru com o advento do segundo turno dá mais complexidade ao jogo eleitoral ao abrir a possibilidade de um novo pleito no processo político. Não é possível prever como o eleitor vai se comportar em relação a possibilidade de segundo turno na cidade, mas com a possibilidade de dois pleitos com níveis diferentes de disputa venha a desenvolver o voto estratégico do eleitor. Este voto estratégico já é presente nas disputas estaduais e nacionais nas quais os eleitores se comportam estrategicamente levando em conta a possibilidade da nova disputa. Em relação aos dados dos eleitores de Caruaru é possível destacar algumas características que devem ganhar alguma atenção daqueles que pretendem disputar as eleições majoritárias na cidade. Em primeiro lugar é fundamental levar em consideração a população jovem da cidade, essa larga fatia do eleitorado é o ponto mais peculiar do processo político na cidade. A população mais jovem está menos suscetível aos veículos tradicionais de comunicação de uma campanha eleitoral, rádio e tv impactam menos este grupo ao passo que as redes sociais ganham maior relevância. A linguagem desse grupo também é diferente, a abordagem informal e interativa é fundamental para conseguir engajamento. Outro elemento que já desponta como tendência é o aumento no número de eleitores com ensino superior. Considerando juntos ensino superior completo e incompleto eles representam 12% do eleitorado. Com a ampliação da oferta do ensino superior na cidade a tendência é de que esse número ainda se eleve, é uma fatia importante e disputada do eleitorado por ser mais crítica e ter maior facilidade de formar de opinião. Vale ressaltar que a maioria deste grupo de eleitores são mulheres em níveis acima da média nacional, o que torna questões de gênero como um tema mais sensível e pode gerar engajamento de uma parcela significativa deste grupo. 7

Laboratório de Políticas Públicas Municipais (LPPM) Nota Técnica n 02 ANÁLISE DO MUNICÍPIO DE CARUARU

Laboratório de Políticas Públicas Municipais (LPPM) Nota Técnica n 02 ANÁLISE DO MUNICÍPIO DE CARUARU Laboratório de Políticas Públicas Municipais (LPPM) Nota Técnica n 02 ANÁLISE DO MUNICÍPIO DE CARUARU Caruaru, 2013 Diretor Presidente da Associação Caruaruense de Ensino Superior Prof. Paulo Muniz Lopes

Leia mais

Censo Demográfico 2010. Trabalho e Rendimento Educação e Deslocamento

Censo Demográfico 2010. Trabalho e Rendimento Educação e Deslocamento Censo Demográfico 2010 Trabalho e Rendimento Educação e Deslocamento Rio de Janeiro, 19 de dezembro de 2012 As presentes publicações dão continuidade à divulgação dos resultados do Censo Demográfico 2010

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PREFERÊNCIAS ELEITORAIS (ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2012) BLUMENAU SC. (19-20/Setembro/2012)

PESQUISA DE OPINIÃO PREFERÊNCIAS ELEITORAIS (ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2012) BLUMENAU SC. (19-20/Setembro/2012) 1 PESQUISA DE OPINIÃO PREFERÊNCIAS ELEITORAIS (ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2012) BLUMENAU SC (19-20/Setembro/2012) 2 1. APRESENTAÇÃO O presente relatório contém o resultado da pesquisa eleitoral realizada pelo

Leia mais

35º Encontro Anual da ANPOCS GT21 - Mídia, política e eleições

35º Encontro Anual da ANPOCS GT21 - Mídia, política e eleições 35º Encontro Anual da ANPOCS GT21 - Mídia, política e eleições As pesquisas das pesquisas A opinião do eleitor sobre as pesquisas eleitorais Adriano Oliveira Professor Adjunto do Departamento de Ciência

Leia mais

As oportunidades de utilização do SMS no marketing político

As oportunidades de utilização do SMS no marketing político As oportunidades de utilização do SMS no marketing político "Dicas e oportunidades para mobilização de massas através de mensagens curtas de texto via SMS e marketing de permissão." por Rubem Didini e

Leia mais

SENSUS. Relatório CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO DO TSE ELEIÇÕES 2010 FIELDS COMUNICAÇÃO TSE. 03 a 07 de Novembro de 2010

SENSUS. Relatório CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO DO TSE ELEIÇÕES 2010 FIELDS COMUNICAÇÃO TSE. 03 a 07 de Novembro de 2010 Pesquisa e Consultoria Relatório CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO DO TSE ELEIÇÕES 2010 FIELDS COMUNICAÇÃO TSE 03 a 07 de Novembro de 2010 Rua Grão Pará 737, 4 andar Cep 30150-341 Belo Horizonte MG Tel. 31-33042100

Leia mais

INTELIGÊNCIA POLÍTICA DIAGNÓSTICO ELEITORAL PERNAMBUCO

INTELIGÊNCIA POLÍTICA DIAGNÓSTICO ELEITORAL PERNAMBUCO INTELIGÊNCIA POLÍTICA DIAGNÓSTICO ELEITORAL PERNAMBUCO Esta pesquisa foi registrada junto a JUSTIÇA ELEITORAL, sob os números PE- 00018/2014 e BR-00416/2014, no dia 21 de agosto de 2014. RECIFE PESQ. Nº039/2014

Leia mais

Você está recebendo a Cartilha Eleitoral 2014, elaborada pela Abert para orientar a conduta do radiodifusor durante o período eleitoral.

Você está recebendo a Cartilha Eleitoral 2014, elaborada pela Abert para orientar a conduta do radiodifusor durante o período eleitoral. Cartilha Eleitoral 2014 Caro Associado da ABERT, Você está recebendo a Cartilha Eleitoral 2014, elaborada pela Abert para orientar a conduta do radiodifusor durante o período eleitoral. O desconhecimento

Leia mais

Instituto Konsultta. Pesquisa Eleitoral. Cascavel 26/10/2012 Registro TSE: PR-00707/2012

Instituto Konsultta. Pesquisa Eleitoral. Cascavel 26/10/2012 Registro TSE: PR-00707/2012 Instituto Konsultta Pesquisa Eleitoral Cascavel 26/10/2012 Registro TSE: PR-00707/2012 www.institutokonsultta.com Instituto Konsultta Número do protocolo: PR-00707/2012 Data de registro: 20/10/2012 Data

Leia mais

PESQUISA ELEITORAL NOVA UBIRATÃ/MT. Assunto: ELEIÇÕES 2012

PESQUISA ELEITORAL NOVA UBIRATÃ/MT. Assunto: ELEIÇÕES 2012 PESQUISA ELEITORAL NOVA UBIRATÃ/MT Assunto: ELEIÇÕES 2012 Período: 25/09/2012 a 27/09/2012 1 Especificações Técnicas: Público Pesquisado: Eleitores da Cidade de NOVA UBIRATÃ - MT Período de Campo: 25/09/2012

Leia mais

I Seminário de Pesquisas Eleitorais Agosto de 2003

I Seminário de Pesquisas Eleitorais Agosto de 2003 I Seminário de Pesquisas Eleitorais Aspectos críticos da Legislação Eleitoral 25 e 26 de agosto de 2003 Márcia Cavallari Nunes OBJETIVOS Debater de maneira propositiva os pontos polêmicos da atual legislação,

Leia mais

1 - DO CALENDÁRIO ELEITORAL 1.1 - Registro de chapas e candidatos: até o dia 19 de fevereiro de 2014;

1 - DO CALENDÁRIO ELEITORAL 1.1 - Registro de chapas e candidatos: até o dia 19 de fevereiro de 2014; REGIMENTO ELEITORAL ELEIÇÕES DA ASSOCIAÇÃO DOS TÉCNICOS DE NÍVEL SUPERIOR DA UFMG E OUTRAS IFES MINEIRAS, SEÇÃO SINDICAL DO SINDICATO NACIONAL DOS TÉCNICOS DE NÍVEL SUPERIOR DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE

Leia mais

NORMAS E REGULAMENTOS

NORMAS E REGULAMENTOS NORMAS E REGULAMENTOS Lei nº 9.096/1995; Lei nº 9.504/1997; Resolução TSE nº 23.406/2014; Comunicado BACEN nº 25.091/2014; IN Conjunta RFB/TSE nº 1.019/2010. REQUISITOS PARA ARRECADAR E REALIZAR GASTOS

Leia mais

Panorama Municipal. Município: Aliança / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia

Panorama Municipal. Município: Aliança / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia Município: Aliança / PE Aspectos sociodemográficos Demografia A população do município ampliou, entre os Censos Demográficos de 2000 e 2010, à taxa de 0,06% ao ano, passando de 37.188 para 37.415 habitantes.

Leia mais

Pnad: Um em cada cinco brasileiros é analfabeto funcional

Pnad: Um em cada cinco brasileiros é analfabeto funcional 08/09/2010-10h00 Pesquisa visitou mais de 150 mil domicílios em 2009 Do UOL Notícias A edição 2009 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia

Leia mais

Quem somos. Mais de 20 anos de atuação nacional. Especialistas em inteligência política. Referência em pesquisas no Sul do Brasil.

Quem somos. Mais de 20 anos de atuação nacional. Especialistas em inteligência política. Referência em pesquisas no Sul do Brasil. Quem somos Mais de 20 anos de atuação nacional. Especialistas em inteligência política. Referência em pesquisas no Sul do Brasil. Alguns de nossos clientes Pré-Eleições Principais Problemas Mapeados

Leia mais

Assessoria de Gestão Estratégica. Diretoria Geral do Tribunal Superior Eleitoral TSE

Assessoria de Gestão Estratégica. Diretoria Geral do Tribunal Superior Eleitoral TSE Assessoria de Gestão Estratégica Diretoria Geral do Tribunal Superior Eleitoral TSE Agenda Justiça Eleitoral no Brasil A Gestão de Processos no TSE Metodologia Gestão de Processos do TSE Melhoria dos Processos

Leia mais

Resolução n o 23.216. Brasília DF. Dispõe sobre a arrecadação de recursos financeiros de campanha eleitoral por cartões de crédito.

Resolução n o 23.216. Brasília DF. Dispõe sobre a arrecadação de recursos financeiros de campanha eleitoral por cartões de crédito. Relator: Ministro Arnaldo Versiani. Interessado: Tribunal Superior Eleitoral. Instrução n o 22-06.2010.6.00.0000 Resolução n o 23.216 Brasília DF Dispõe sobre a arrecadação de recursos financeiros de campanha

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO COPA DO MUNDO E OLIMPÍADAS NO BRASIL: QUAL É A OPINIÃO DE PERNAMBUCANO? RECIFE PESQ. Nº 066/2009

PESQUISA DE OPINIÃO COPA DO MUNDO E OLIMPÍADAS NO BRASIL: QUAL É A OPINIÃO DE PERNAMBUCANO? RECIFE PESQ. Nº 066/2009 PESQUISA DE OPINIÃO COPA MUN E OLIMPÍADAS NO BRASIL: QUAL É A OPINIÃO DE PERNAMBUCANO? RECIFE PESQ. Nº 066/2009 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA: OBJETIVO: Investigar a opinião dos eleitores da área

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

RESOLUÇÃO Nº TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS RESOLUÇÃO Nº INSTRUÇÃO Nº xxxx CLASSE 19ª BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Dispõe sobre a arrecadação de recursos financeiros de campanha eleitoral por cartões de crédito O Tribunal Superior

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 DIREITO ELEITORAL...

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 DIREITO ELEITORAL... Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 CAPÍTULO 1 DIREITO ELEITORAL... 21 1.1. Conceito...21 1.1.1. Competência legislativa em

Leia mais

Calendário Eleitoral 2012 - Eleições Municipais

Calendário Eleitoral 2012 - Eleições Municipais Calendário Eleitoral 2012 - Eleições Municipais Em ano de eleições municipais é importante estar atento ao calendário eleitoral 2012 para as eleições municipais. O Tribunal Superior Eleitoral/TSE divulgou

Leia mais

Características dos empreendedores formais e informais do Estado de São Paulo. Novembro/03

Características dos empreendedores formais e informais do Estado de São Paulo. Novembro/03 Características dos empreendedores formais e informais do Estado de São Paulo Novembro/03 1 Objetivos: Informações sobre a Pesquisa Identificar as principais características dos empreendedores paulistas

Leia mais

DEMOCRACIA VIVA 37 DEZEMBRO 2007. Dez anos de compromisso com a informação crítica e cidadã

DEMOCRACIA VIVA 37 DEZEMBRO 2007. Dez anos de compromisso com a informação crítica e cidadã DEMOCRACIA VIVA 37 DEZEMBRO 2007 Dez anos de compromisso com a informação crítica e cidadã NACIONAL Jairo Nicolau* Para reformar o financiamento de campanhas no Brasil O financiamento de campanhas é o

Leia mais

Gerenciamento de Resultados Exercício 2007 GCO. Roteiro de apresentação. 1. Semáforo. 2. Gráfico. 3. Relatório das 3 Gerações. 4.

Gerenciamento de Resultados Exercício 2007 GCO. Roteiro de apresentação. 1. Semáforo. 2. Gráfico. 3. Relatório das 3 Gerações. 4. Roteiro de apresentação 1. Semáforo 2. Gráfico 3. Relatório das 3 Gerações 4. Fatos Relevantes Meta/Item de Controle Meta JAN FEV MAR ABR MAIO JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ METAS DE MELHORIA (PTO) Meta1

Leia mais

Brasília- IPEA-IFC-CONFEA Oficina de Políticas Públicas - 10/10/11 Lizete Verillo

Brasília- IPEA-IFC-CONFEA Oficina de Políticas Públicas - 10/10/11 Lizete Verillo Brasília- IPEA-IFC-CONFEA Oficina de Políticas Públicas - 10/10/11 Lizete Verillo Fundação Novembro/1999 Desenvolvimento social, cultural, turístico, econômico, juventude Objetivos: O acompanhamento da

Leia mais

mhtml:file://e:\economia\ibge Síntese de Indicadores Sociais 2010.mht

mhtml:file://e:\economia\ibge Síntese de Indicadores Sociais 2010.mht Page 1 of 7 Comunicação Social 17 de setembro de 2010 Síntese de Indicadores Sociais 2010 SIS 2010: Mulheres mais escolarizadas são mães mais tarde e têm menos filhos Embora abaixo do nível de reposição

Leia mais

QUESTÃO DE VICE. João Andrade Neto. Doutrina

QUESTÃO DE VICE. João Andrade Neto. Doutrina QUESTÃO DE VICE João Andrade Neto Mestre em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Analista Judiciário do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) Cinco de outubro de 2010.

Leia mais

A MELHOR EDUCAÇÃO É AQUELA DOS BONS EXEMPLOS

A MELHOR EDUCAÇÃO É AQUELA DOS BONS EXEMPLOS A MELHOR EDUCAÇÃO É AQUELA DOS BONS EXEMPLOS Euro Brasílico Vieira Magalhães E um dos maiores e melhores exemplos de que a educação e o mérito pessoal levam à conquista dos sonhos e da realização foi mostrado

Leia mais

TERMO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA

TERMO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA RELATÓRIO DE RESULTADOS DE PESQUISA COMPORTAMENTO ELEITORAL E AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DE PREFEITO MUNICIPAL BALNEÁRIO CAMBORIÚ/SC AGOSTO de 2012 TERMO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA SÃO TECNICAMENTE RESPONSÁVEIS

Leia mais

3Apesar dos direitos adquiridos pelas

3Apesar dos direitos adquiridos pelas objetivo. promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres mulheres ao longo do século 20, ainda há considerável desigualdade entre os gêneros no mundo. Em geral, as mulheres sofrem com a

Leia mais

Obrigações Eleitorais

Obrigações Eleitorais Obrigações Eleitorais Votação no Catar Inscrição eleitoral para residentes no Catar Documentação necessária para inscrição eleitoral no Catar Transferência do título de eleitor para o Catar Documentação

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM POLÍTICA E REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM POLÍTICA E REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM POLÍTICA E REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR SUB-COMISSÃO DO VOTO ELETRÔNICO E O DEBATE EM TORNO DA ESCOLHA DEMOCRÁTICA DOS REPRESENTANTES POR MEIO DO VOTO ELETRÔNICO, A MANUTENÇÃO E

Leia mais

O IDEAL DA MUDANÇA E OS ATAQUES NOS SPOTS DO PRIMEIRO TURNO DAS

O IDEAL DA MUDANÇA E OS ATAQUES NOS SPOTS DO PRIMEIRO TURNO DAS O IDEAL DA MUDANÇA E OS ATAQUES NOS SPOTS DO PRIMEIRO TURNO DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS DE 2014 Luma Doné Miranda 1 RESUMO: Este artigo analisa as inserções na programação de televisão dos candidatos à

Leia mais

1. As eleições do PEDEX 2011 serão realizadas em todo o Paraná no dia 28 de agosto de 2011 das 9 às 17 horas.

1. As eleições do PEDEX 2011 serão realizadas em todo o Paraná no dia 28 de agosto de 2011 das 9 às 17 horas. ORIENTAÇÕES AOS MUNICÍPIOS, SOBRE O PEDEX 2011 PROCESSO DE ELEIÇÕES DIRETAS EXTRAORDINÁRIAS 2011 I- NORMAS GERAIS DAS ELEIÇÕES 1. As eleições do PEDEX 2011 serão realizadas em todo o Paraná no dia 28 de

Leia mais

Aeconomia brasileira tem passado por constantes

Aeconomia brasileira tem passado por constantes Populaçăo de 10 anos ou mais de idade: taxas e desocupaçăo Aeconomia brasileira tem passado por constantes transformaçőes. Portanto, conhecer e acompanhar os movimentos que orientam estas mudanças é de

Leia mais

BlogAuto internet Internet 6.000 24 milhões www.interconectada.com.br - interconectada@interconectada.com.br

BlogAuto internet Internet 6.000 24 milhões www.interconectada.com.br - interconectada@interconectada.com.br O BlogAuto surgiu com a missão de falar de carros, motos e do mercado automobilístico em geral de maneira independente e informal, sem preocupação em agradar a este ou aquele fabricante. Oferecemos um

Leia mais

TEMAS DEBATIDOS DECISÕES DA COMISSÃO 1- SUPLÊNCIA DE SENADOR. Foram aprovadas as seguintes alterações:

TEMAS DEBATIDOS DECISÕES DA COMISSÃO 1- SUPLÊNCIA DE SENADOR. Foram aprovadas as seguintes alterações: Senado Federal Comissão da Reforma Política TEMAS DEBATIDOS DECISÕES DA COMISSÃO 1- SUPLÊNCIA DE SENADOR a) Redução de dois suplentes de Senador para um; b) Em caso de afastamento o suplente assume; em

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA ENTREVISTAS COM ELITE POLÍTICA PARANAENSE

QUESTIONÁRIO PARA ENTREVISTAS COM ELITE POLÍTICA PARANAENSE 1 QUESTIONÁRIO PARA ENTREVISTAS COM ELITE POLÍTICA PARANAENSE GRUPO DE PESQUISA DE DEMOCRACIA E NÚCLEO DE ESTUDOS DE SOCIOLOGIA POLÍTICA UFPR - CURITIBA - 2004 INFORMAÇÕES GERAIS AO ENTREVISTADOR 1 O PRIMEIRO

Leia mais

Hora de pensar o seguinte: para que você quer agir na internet? Para conseguir mais votos e ganhar a eleição.

Hora de pensar o seguinte: para que você quer agir na internet? Para conseguir mais votos e ganhar a eleição. Hora de pensar o seguinte: para que você quer agir na internet? Para conseguir mais votos e ganhar a eleição. No caso da internet, o foco é pensar em como essa meta pode ser alcançada. Para isso, você

Leia mais

PRINCIPAIS DESTAQUES DA EVOLUÇÃO DO MERCADO DE TRABALHO NAS SEIS REGIõES METROPOLITANAS ABRANGIDAS PELA PESQUISA MENSAL DE EMPREGO DO IBGE

PRINCIPAIS DESTAQUES DA EVOLUÇÃO DO MERCADO DE TRABALHO NAS SEIS REGIõES METROPOLITANAS ABRANGIDAS PELA PESQUISA MENSAL DE EMPREGO DO IBGE PRINCIPAIS DESTAQUES DA EVOLUÇÃO DO MERCADO DE TRABALHO NAS SEIS REGIõES METROPOLITANAS ABRANGIDAS PELA PESQUISA MENSAL DE EMPREGO DO IBGE (RECIFE, SALVADOR, BELO HORIZONTE, RIO DE JANEIRO, SÃO PAULO E

Leia mais

PARANÁ 22 A 27 DE AGOSTO DE 2014 REGISTRO PR- 00026/2014

PARANÁ 22 A 27 DE AGOSTO DE 2014 REGISTRO PR- 00026/2014 PARANÁ 22 A 27 DE AGOSTO DE 2014 REGISTRO PR- 00026/2014 REGISTRO BR- 00421/2014 Metodologia da Pesquisa: A pesquisa quantitativa, consistiu na realização de entrevistas pessoais residenciais, com aplicação

Leia mais

23.216 - INSTRUÇÃO Nº 22-06.2010.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL.

23.216 - INSTRUÇÃO Nº 22-06.2010.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. 23.216 - INSTRUÇÃO Nº 22-06.2010.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Arnaldo Versiani. Interessado: Tribunal Superior Eleitoral. Dispõe sobre a arrecadação de recursos financeiros

Leia mais

Você pode contribuir para eleições mais justas

Você pode contribuir para eleições mais justas Procuradoria Regional Eleitoral no Estado de SP Defesa da democracia, combate à impunidade. Você pode contribuir para eleições mais justas Os cidadãos e as cidadãs podem auxiliar muito na fiscalização

Leia mais

Prestação de Contas Eleitorais 2010

Prestação de Contas Eleitorais 2010 Prestação de Contas Eleitorais 2010 Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria de Controle Interno e Auditoria Contas Eleitorais e Partidárias pcontas@tre-rs.gov.br Legislação

Leia mais

REGULAMENTO PARA CANDIDATAS 2015

REGULAMENTO PARA CANDIDATAS 2015 REGULAMENTO PARA CANDIDATAS 2015 Este regulamento contém as regras que deverão ser observadas e seguidas pelos Coordenadores Municipais Licenciados, bem como as respectivas candidatas municipais eleitas,

Leia mais

Reforma Política Democrática Eleições Limpas 13 de janeiro de 2015

Reforma Política Democrática Eleições Limpas 13 de janeiro de 2015 Reforma Política Democrática Eleições Limpas 13 de janeiro de 2015 A Coalizão é uma articulação da sociedade brasileira visando a uma Reforma Política Democrática. Ela é composta atualmente por 101 entidades,

Leia mais

SUBSECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA CASA CIVIL

SUBSECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA CASA CIVIL SUBSECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA CASA CIVIL ORIENTAÇÕES PARA A PUBLICIDADE GOVERNAMENTAL DURANTE O PERÍODO ELEITORAL 2014 ORIENTAÇÕES PARA A PUBLICIDADE GOVERNAMENTAL DURANTE O PERÍODO ELEITORAL

Leia mais

Estudo compara utilização das mídias sociais nos negócios B2B

Estudo compara utilização das mídias sociais nos negócios B2B Estudo compara utilização das mídias sociais nos negócios B2B O segmento das empresas que responderam a pesquisa O cenário das empresas entrevistadas nos dois anos consecutivos foram similares. As companhias

Leia mais

A melhor maneira de ficar informado em São José dos Pinhais

A melhor maneira de ficar informado em São José dos Pinhais A melhor maneira de ficar informado em São José dos Pinhais A sua agência de notícias em São José dos Pinhais O PautaSJP.com é um canal de Comunicação de São José dos Pinhais e Região, criado em 02 de

Leia mais

O que fazer para reformar o Senado?

O que fazer para reformar o Senado? O que fazer para reformar o Senado? Cristovam Buarque As m e d i d a s para enfrentar a crise do momento não serão suficientes sem mudanças na estrutura do Senado. Pelo menos 26 medidas seriam necessárias

Leia mais

RESOLUÇÃO TSE 23.276 DAS DOAÇÕES

RESOLUÇÃO TSE 23.276 DAS DOAÇÕES RESOLUÇÃO TSE 23.276 DAS DOAÇÕES As doações poderão ser realizadas por pessoas físicas ou jurídicas em favor do candidato, comitê financeiro e/ou partido político, mediante (art.22): I cheques cruzados

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL SECRETARIA DE GESTÃO, CONTROLE E NORMAS

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL SECRETARIA DE GESTÃO, CONTROLE E NORMAS 00170.001380/2009-94 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL SECRETARIA DE GESTÃO, CONTROLE E NORMAS OFÍCIO-Circular nº 13 /2010/SGCN/SECOM-PR Brasília, 13 de janeiro de 2010. A Sua Excelência

Leia mais

Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais

Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais A campanha do prefeito de Duque de Caxias Alexandre Aguiar Cardoso, natural de Duque de Caxias, cidade da região metropolitana do Rio de Janeiro,

Leia mais

VII CENSO DOS ALUNOS DE GRADUAÇÃO DA UERJ

VII CENSO DOS ALUNOS DE GRADUAÇÃO DA UERJ UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO- UERJ NÚCLEO DE INFORMAÇÃO E ESTUDOS DE CONJUNTURA NIESC/PRODEMAN SUB-REITORIA DE GRADUAÇÃO- SR-1 DEPARTAMENTO DE ORIENTAÇÃO E SUPERVISÃO PEDAGÓGICA - DEP Prezado

Leia mais

Sistema de Registros de Pesquisas Eleitorais PesqEle Módulo Empresas

Sistema de Registros de Pesquisas Eleitorais PesqEle Módulo Empresas Sistema de Registros de Pesquisas Eleitorais PesqEle Módulo Empresas Dúvidas Frequentes 1. Minha empresa realiza pesquisas eleitorais em vários estados. Preciso fazer um cadastro no sistema para cada estado?

Leia mais

PROJETO IDENTIDADE FUNCIONAL DO GOVERNO

PROJETO IDENTIDADE FUNCIONAL DO GOVERNO III Congresso Consad de Gestão Pública PROJETO IDENTIDADE FUNCIONAL DO GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Henrique Garcia de Lima Alexon Fernandes Painel 30/116 A modernização da gestão de recursos humanos

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR CENECISTA DE FARROUPILHA Mantido pela Campanha Nacional de Escolas da Comunidade

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR CENECISTA DE FARROUPILHA Mantido pela Campanha Nacional de Escolas da Comunidade CENTRO DE ENSINO SUPERIOR CENECISTA DE FARROUPILHA Mantido pela Campanha Nacional de Escolas da Comunidade DOCUMENTAÇÃO QUE DEVE SER APRESENTADA PELO CANDIDATO E MEMBROS DO GRUPO FAMILIAR NO MOMENTO DA

Leia mais

Pesquisa de Opinião Eleitoral Eleições Majoritárias no Amazonas 2014

Pesquisa de Opinião Eleitoral Eleições Majoritárias no Amazonas 2014 Pesquisa de Opinião Eleitoral Eleições Majoritárias no Amazonas 2014 Setembro / 2013 Sumário 2 ESTRUTURA DO RELATÓRIO... ESCOPO DA PESQUISA 3 INTENÇÃO DE VOTO PARA GOVERNADOR 4 INTENÇÃO DE VOTO PARA SENADOR

Leia mais

As 10 coisas que todas as campanhas vitoriosas fazem

As 10 coisas que todas as campanhas vitoriosas fazem Eleições 2012 As 10 coisas que todas as campanhas vitoriosas fazem Dicas práticas para prefeito e vereador Conquiste o diploma mais importante da sua vida Faça do blog Campanhas e Mandatos sua vantagem

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br A propaganda eleitoral na internet André Augusto Lins da Costa Almeida* SUMÁRIO: 1- Introdução; 2- Regulamentação; 3- A propaganda eleitoral através das ferramentas de comunicação

Leia mais

Parte 1 Código / Área Temática. Educação Especial

Parte 1 Código / Área Temática. Educação Especial NOME DO CURSO: O Ensino de Língua Portuguesa como segunda língua para estudantes surdos e/ou com deficiência auditiva Nível: Especialização Modalidade: Presencial Parte 1 Código / Área Temática Código

Leia mais

EDITAL Nº 048, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2012 PROCESSO DE INGRESSO 2013/1 CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO EM RECURSOS HUMANOS MODALIDADE PROEJA

EDITAL Nº 048, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2012 PROCESSO DE INGRESSO 2013/1 CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO EM RECURSOS HUMANOS MODALIDADE PROEJA Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Restinga EDITAL Nº 048, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2012

Leia mais

Aplicação de Data Warehousing no Cadastro de Ficha Limpa do TSE

Aplicação de Data Warehousing no Cadastro de Ficha Limpa do TSE Aplicação de Data Warehousing no Cadastro de Ficha Limpa do TSE Mateus Ferreira Silva, Luís Gustavo Corrêa Lira, Marcelo Fernandes Antunes, Tatiana Escovedo, Rubens N. Melo mateusferreiras@gmail.com, gustavolira@ymail.com,

Leia mais

Seção I Das disposições preliminares

Seção I Das disposições preliminares INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 6, DE 14 DE MARÇO DE 2014. Dispõe sobre a suspensão da publicidade dos órgãos e entidades do Poder Executivo federal, no período eleitoral de 2014, e dá outras providências. O MINISTRO

Leia mais

ANEXO X - Indicadores para monitoramento e avaliação da evolução das metas do PME

ANEXO X - Indicadores para monitoramento e avaliação da evolução das metas do PME ANEXO X - Indicadores para monitoramento e avaliação da evolução das metas do PME Observação: no presente documento, são listados os indicadores básicos que poderão ser utilizados para monitoramento e

Leia mais

Prestação de Contas Eleitorais 2010

Prestação de Contas Eleitorais 2010 Prestação de Contas Eleitorais 2010 Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria de Controle Interno e Auditoria Contas Eleitorais e Partidárias pcontas@tre-rs.gov.br Legislação

Leia mais

EXCELENTÍSSIMA SENHORA PROMOTORA DE JUSTIÇA DA CAPITAL DRA. FERNANDA LEÃO DE ALMEIDA

EXCELENTÍSSIMA SENHORA PROMOTORA DE JUSTIÇA DA CAPITAL DRA. FERNANDA LEÃO DE ALMEIDA EXCELENTÍSSIMA SENHORA PROMOTORA DE JUSTIÇA DA CAPITAL DRA. FERNANDA LEÃO DE ALMEIDA REF. INQUÉRITO CIVIL N 02/2006 Ação Educativa - Assessoria, Pesquisa e Informação, Associação Três Irmãos, Associação

Leia mais

9ª PESQUISA ELEITORAL REGISTRADA - 2º TURNO

9ª PESQUISA ELEITORAL REGISTRADA - 2º TURNO ESPECIFICAÇÕES DA PESQUISA METODOLOGIA E PERÍODO DE REALIZAÇÃO DA PESQUISA PLANO AMOSTRAL PÚBLICO PESQUISADO PESQUISA A SER FEITA COM METODOLOGIA PROBABILÍSTICA E ALEATÓRIA EM CLUSTERS (CONGLOMERADOS).

Leia mais

RESUMO DOS PROGRAMAS POR TIPO

RESUMO DOS PROGRAMAS POR TIPO Tipo: 1 - Finalístico Programa: 5224 - NÚCLEO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO Objetivo: CRIAR UM NÚCLEO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO CAPAZ DE MAPEAR, CATEGORIZAR, ORGANIZAR E DISTRIBUIR INFORMAÇÕES PARA OS DIVERSOS

Leia mais

LIMITE DE GASTOS. Cada partido deve fixar o limite de gastos a ser observado, por candidatura(caso Lei não faça)

LIMITE DE GASTOS. Cada partido deve fixar o limite de gastos a ser observado, por candidatura(caso Lei não faça) Prestação de Contas Eleitoral: Legislação x Prática Contador Ruberlei Bulgarelli Julho 2012 LIMITE DE GASTOS Cada partido deve fixar o limite de gastos a ser observado, por candidatura(caso Lei não faça)

Leia mais

FICHA CADASTRAL DE PROGRAMAS

FICHA CADASTRAL DE PROGRAMAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÓ REITORIA ESPECIAL DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS E ESTUDANTIS FICHA CADASTRAL DE PROGRAMAS ( ) BOLSA ALIMENTAÇÃO ( ) BOLSA PERMANÊNCIA ( ) AUXÍLIO

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego - PME

Pesquisa Mensal de Emprego - PME Pesquisa Mensal de Emprego - PME Dia Internacional da Mulher 08 de março de 2012 M U L H E R N O M E R C A D O D E T R A B A L H O: P E R G U N T A S E R E S P O S T A S A Pesquisa Mensal de Emprego PME,

Leia mais

DECRETO N. 16.202, DE 20 DE SETEMBRO DE 2011. ( DOE N. 1820 de 20 DE SETEMBRO DE 2011)

DECRETO N. 16.202, DE 20 DE SETEMBRO DE 2011. ( DOE N. 1820 de 20 DE SETEMBRO DE 2011) DECRETO N. 16.202, DE 20 DE SETEMBRO DE 2011. ( DOE N. 1820 de 20 DE SETEMBRO DE 2011) Dispõe sobre critérios e condições para a realização de eleições às funções de Diretor e de Vice-Diretor de Escolas

Leia mais

Projeto Eleições 2014 e o Exercício da Cidadania

Projeto Eleições 2014 e o Exercício da Cidadania Governo do Distrito Federal Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal Coordenação Regional de Ensino do Plano Piloto e Cruzeiro Centro de Ensino Fundamental Polivalente Projeto Eleições 2014

Leia mais

Inelegibilidades. Renata Oliveira Soares 1 CONCEITO NATUREZA JURÍDICA

Inelegibilidades. Renata Oliveira Soares 1 CONCEITO NATUREZA JURÍDICA 274 Série Aperfeiçoamento de Magistrados 7 Curso: 1º Seminário de Direito Eleitoral: Temas Relevantes para as Eleições de 2012 Inelegibilidades Renata Oliveira Soares 1 CONCEITO É o impedimento ao exercício

Leia mais

PROPAGANDA ELEITORAL

PROPAGANDA ELEITORAL O que é Propaganda Eleitoral? A partir de quando pode ocorrer a propaganda eleitoral? Pode ser realizada propaganda eleitoral em língua estrangeira? Quais os tipos de propaganda eleitoral permitidos? A

Leia mais

3º Indicador Nacional de Alfabetismo Funcional

3º Indicador Nacional de Alfabetismo Funcional 3º Indicador Nacional de Alfabetismo Funcional Um diagnóstico para a inclusão social pela educação [Avaliação de Leitura e Escrita] São Paulo, 8 de setembro de 2003 1 FICHA TÉCNICA COORDENAÇÃO INSTITUTO

Leia mais

MANUAL DE FISCALIZAÇÃO

MANUAL DE FISCALIZAÇÃO MANUAL DE FISCALIZAÇÃO ELEIÇÕES 2010 1 I - FISCALIZAÇÃO DURANTE A VOTAÇÃO Número de Fiscais e Delegados Cada Partido ou Coligação poderá nomear dois (2) Delegados em cada Zona Eleitoral e dois (2) Fiscais

Leia mais

INSTRUÇÃO Nº 22-06.2010.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Arnaldo Versiani. Interessado: Tribunal Superior Eleitoral.

INSTRUÇÃO Nº 22-06.2010.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Arnaldo Versiani. Interessado: Tribunal Superior Eleitoral. * RESOLUÇÃO Nº 23.216 ** INSTRUÇÃO Nº 22-06.2010.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Arnaldo Versiani. Interessado: Tribunal Superior Eleitoral. Ementa: Dispõe sobre a arrecadação

Leia mais

Evolução demográfica 1950-2010

Evolução demográfica 1950-2010 Evolução demográfica 195-1 37 A estrutura etária da população brasileira em 1 reflete as mudanças ocorridas nos parâmetros demográficos a partir da segunda metade do século XX. Houve declínio rápido dos

Leia mais

Pode. Alto-falantes ou amplificadores de som. Pode

Pode. Alto-falantes ou amplificadores de som. Pode O Tribunal Superior Eleitoral publicou a Resolução nº 23.404/14, com as regras sobre propaganda eleitoral a serem seguidas nas eleições de 2014. Estão relacionados abaixo os tipos de propaganda mais comuns

Leia mais

Brasil. Pesquisa sobre juventudes no. Juventudes Sul-americanas: diálogos para construção da democracia regional. Relatório nacional.

Brasil. Pesquisa sobre juventudes no. Juventudes Sul-americanas: diálogos para construção da democracia regional. Relatório nacional. Relatório nacional Brasil Pesquisa sobre juventudes no Brasil Projeto Juventudes Sul-americanas: diálogos para construção da democracia regional Equipe nacional Helena Abramo (coordenação técnica) Anna

Leia mais

TABELAS COM O PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS APROVADOS NO CURSO DE TURISMO VESTIBULAR 2013

TABELAS COM O PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS APROVADOS NO CURSO DE TURISMO VESTIBULAR 2013 TABELAS COM O PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS APROVADOS NO CURSO DE TURISMO NATAL, 2013 1 Lista de Tabelas: Tabela 1: Gênero... 3 Tabela 2: Estado Civil... 3 Tabela 3: Como você se considera?... 3 Tabela 4:

Leia mais

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios: uma Análise de Indicadores de Educação e Rendimento no Brasil

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios: uma Análise de Indicadores de Educação e Rendimento no Brasil Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios: uma Análise de Indicadores de Educação e Rendimento no Brasil Adriana Stankiewicz Juliana Ortigara INTRODUÇÃO A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO Conheça as ações realizadas.

PLANO DE COMUNICAÇÃO Conheça as ações realizadas. PLANO DE COMUNICAÇÃO Conheça as ações realizadas. Prezado Expositor, Para esta edição da Office Brasil Escolar, ampliamos ainda mais o Plano de Comunicação junto ao mercado comprador visando a realização

Leia mais

Indústria, desenvolvimento local e renda: o caso da produção de cachaça em Salinas/MG

Indústria, desenvolvimento local e renda: o caso da produção de cachaça em Salinas/MG Indústria, desenvolvimento local e renda: o caso da produção de cachaça em Salinas/MG Patrine Soares Santos Ciências Econômicas Centro de Economia, Administração patrinedetaio@hotmail.com Nelly Maria Sansígolo

Leia mais

Mapa do Ensino Superior no Estado de São Paulo

Mapa do Ensino Superior no Estado de São Paulo Mapa do Ensino Superior no Estado de São Paulo 2014 2 Índice Palavra do Presidente 4 Educação Superior no Brasil: crescimento forte e constante 5 Instituições de Ensino Superior 6 por Estado Presenciais

Leia mais

PESQUISA SOBRE O USO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DE COMUNICAÇÃO NO BRASIL DESTAQUES 2008

PESQUISA SOBRE O USO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DE COMUNICAÇÃO NO BRASIL DESTAQUES 2008 PESQUISA SOBRE O USO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DE COMUNICAÇÃO NO BRASIL DESTAQUES 2008 A pesquisa TIC Domicílios 2008 traz uma importante novidade: a expansão do estudo para a área rural do país,

Leia mais

Glossário. Assembleia de Voto É o local onde o eleitor vota, ou o conjunto de cerca de 1.000 eleitores que a integram.

Glossário. Assembleia de Voto É o local onde o eleitor vota, ou o conjunto de cerca de 1.000 eleitores que a integram. Glossário Apuramento Geral É a determinação final e a nível nacional através de escrutínio, da vontade expressa pelos eleitores relativamente à escolha dos Deputados ao Parlamento e do Presidente da República.

Leia mais

AS ELEIÇÕES DE 2014 E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A POLÍTICA ECONÔMICA. Abril/2013

AS ELEIÇÕES DE 2014 E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A POLÍTICA ECONÔMICA. Abril/2013 AS ELEIÇÕES DE 2014 E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A POLÍTICA ECONÔMICA Abril/2013 Cenário Político 2 A conjuntura política brasileira aponta uma antecipação dos debates em torno da eleição presidencial de 2014,

Leia mais

Esplanada dos Ministérios Bloco L - CEP 70047-900 Brasília - DF Informações 0800 616161 www.mec.gov.br

Esplanada dos Ministérios Bloco L - CEP 70047-900 Brasília - DF Informações 0800 616161 www.mec.gov.br Esplanada dos Ministérios Bloco L - CEP 70047-900 Brasília - DF Informações 0800 616161 www.mec.gov.br Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro da Educação Tarso Genro Secretário-Executivo

Leia mais

Propaganda Eleitoral. Eduardo Buzzinari Ribeiro de Sá 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS ESPÉCIES DE PROPAGANDA POLÍTICA

Propaganda Eleitoral. Eduardo Buzzinari Ribeiro de Sá 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS ESPÉCIES DE PROPAGANDA POLÍTICA Série Aperfeiçoamento de Magistrados 7 Curso: 1º Seminário de Direito Eleitoral: Temas Relevantes para as Eleições de 2012 Propaganda Eleitoral 85 Eduardo Buzzinari Ribeiro de Sá 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000023 - COMUNICACAO SOCIAL - JORNALISMO Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000023 - COMUNICACAO SOCIAL - JORNALISMO Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000023 - COMUNICACAO SOCIAL - JORNALISMO Nivel: Superior Area Profissional: 0006 - COMUNICACAO Area de Atuacao: 0110 - EDITORACAO/COMUNICACAO

Leia mais

Python Condicionais e Loops. Introdução à Programação SI1

Python Condicionais e Loops. Introdução à Programação SI1 Python Condicionais e Loops Introdução à Programação SI1 Conteúdo Comando de Decisão Comandos de Repetição Exercícios 13/06/2013 2 Condicional Controle de fluxo É muito comum em um programa que certos

Leia mais

Esta síntese apresenta a linha de base dos indicadores referentes às metas do PNE. O documento consiste em análises descritivas das séries históricas

Esta síntese apresenta a linha de base dos indicadores referentes às metas do PNE. O documento consiste em análises descritivas das séries históricas Esta síntese apresenta a linha de base dos indicadores referentes às metas do PNE. O documento consiste em análises descritivas das séries históricas dos indicadores selecionados pelo Ministério da Educação

Leia mais

Mapa do Mercado de Trabalho no Brasil

Mapa do Mercado de Trabalho no Brasil Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestăo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Diretoria de Pesquisas Departamento de Emprego e Rendimento Estudos e Pesquisas Informaçăo Demográfica

Leia mais

LEGISLAÇÃO SOBRE FINANCIAMENTO DE PARTIDOS E DE CAMPANHAS ELEITORAIS NO BRASIL, EM PERSPECTIVA HISTÓRICA

LEGISLAÇÃO SOBRE FINANCIAMENTO DE PARTIDOS E DE CAMPANHAS ELEITORAIS NO BRASIL, EM PERSPECTIVA HISTÓRICA LEGISLAÇÃO SOBRE FINANCIAMENTO DE PARTIDOS E DE CAMPANHAS ELEITORAIS NO BRASIL, EM PERSPECTIVA HISTÓRICA Ana Luiza Backes Consultora Legislativa da Área XIX Ciência Política, Sociologia Política História,

Leia mais