EXCLUSIVO PARA ALUNOS DPU

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EXCLUSIVO PARA ALUNOS DPU"

Transcrição

1 DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E GERENCIAIS 2012 MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO ACADÊMICO EXCLUSIVO PARA ALUNOS DPU Cursos Administração Ciências Atuariais Ciências Contábeis São Paulo 2012/2

2 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 2 Sumário 2. INTRODUÇÃO OBJETIVOS INSCRIÇÃO CRONOGRAMA Alunos DPU matriculados deverão seguir o seguinte esquema: CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ATRIBUIÇÕES DOS ENVOLVIDOS NO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ACADÊMICO Supervisão de Estágio Professor-Orientador Estudante COMPROVAÇÃO DE VÍNCULO COM A EMPRESA CURSOS E ÁREAS SUGESTÕES ETAPAS PARA APRESENTAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO Elementos Pré-Textuais Elementos Textuais Elementos Pós-Textuais FOLHA DE AVALIAÇÃO ESPECIFICAÇÕES DA FORMATAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO Anexo 1- Inscrição - Modelo utilizado por aluno DPU Anexo 2 Casos Especiais - Sugestão de Modelo de Orientação às Empresas - Estagiários 20 Anexo 3 Casos Especiais - Sugestão de Modelo de Orientação às Empresas Alunos Empregados Anexo 4 Sugestão de Modelo Termo de Compromisso de Estágio Acadêmico Anexo 5 - Modelo do Termo de Finalização de Estágio... 23

3 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 3 1. Apresentação O objetivo deste manual é o de facilitar a compreensão e entendimento dos alunos quartanistas dos cursos de Administração, Ciências Atuariais e Ciências Contábeis, e foi organizado para dar suporte à parte metodológica da construção de um Relatório de Estágio. Para a estruturação de um Relatório de Estágio, uma vez que deve possuir cunho acadêmico-técnico-científico, devem ser consultadas várias obras especializadas, de vários autores, que, freqüentemente, não apresentam consenso com relação às suas instruções. Assim, dispor de um manual de orientação significa proporcionar um considerável benefício e conforto, tanto para os alunos quanto para os professores orientadores, que passam a contar com uma única forma para o desenvolvimento das atividades, tanto de elaboração dos relatórios por parte dos alunos, como de conferência por parte dos professores orientadores. Sem nenhuma pretensão de esgotar as possibilidades de Metodologia da Pesquisa, este manual tem como foco principal elucidar as principais questões e disciplinar a forma de apresentação do Relatório de Estágio de acordo com as normas de Apresentação de Trabalhos Acadêmicos e Científicos da FMU Faculdades Metropolitanas Unidas, disponível em 2. Introdução O Estágio Supervisionado Acadêmico é atividade acadêmica obrigatória para obtenção do Certificado de Conclusão, e posterior diploma registrado no Ministério da Educação, dos da FMU Faculdades Metropolitanas Unidas. O Estágio Supervisionado esta regulamentado pela Lei nº de 25/09/2008, que revogou a Lei nº 6494/77 de 07/12/1977, que o instituiu e que posteriormente foi regulamentada pelo Decreto 87497/82 de 18/08/1982, e a Lei nº 8859/94 de , o parágrafo único do art. 82 da Lei nº 9.394, de 20/12/1996, e o art. 6º da Medida Provisória nº , de 24/08/2001, que dispõe sobre o estágio de estudantes de ensino superior, de ensino médio, de educação profissionalizante e educação especial. A atividade de Estágio em empresas deverá apresentar uma duração mínima correspondente a um semestre letivo, totalizando um mínimo de 300 horas. Para o desenvolvimento dos estágios, é facultado aos alunos a escolha da empresa em que pretendem estagiar, observando-se a necessidade de celebração de convênio entre a instituição educacional e as empresas concedentes de estágio, conforme as determinações constantes neste manual de orientação. O Estágio Supervisionado Acadêmico deverá ser realizado em empresas onde os conteúdos curriculares desenvolvidos ao longo do curso possam ser aplicados de acordo com as metas definidas na orientação da atividade. Define-se como meta do estágio, o envolvimento dos alunos na análise, projeto, estudo e/ou resolução de situação inerente aos processos junto às empresas conveniadas, sob a orientação de

4 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 4 docentes habilitados junto à Coordenação do Curso e da Supervisão de Estágio, de acordo com o cronograma de atividades pré-estabelecido. A regularização do Estágio Supervisionado Acadêmico junto ao Coordenador do Curso dar-se-á pela apresentação do Relatório de Estágio aprovado em sistemática definida pelo Supervisor de Estágio da Empresa e constante neste manual. O Relatório de Estágio deverá apresentar o conteúdo constante na presente normatização, sendo entregue juntamente com Declaração da Empresa (Termo de finalização do Estágio) que deverá constar à assinatura do responsável pelo Estágio na Empresa (firma reconhecida), com a menção da carga horária cumprida. 3. Objetivos O Estágio Supervisionado Acadêmico tem por objetivos: Permitir aos alunos a oportunidade de complementar o aprendizado teórico através da vivência profissional; Aplicar, ampliar e adequar conhecimento técnico-científico visando à integração entre a teoria e a prática no desenvolvimento de habilidades requeridas para formação do perfil profissional; Exercitar-se na perspectiva da prática profissional através de sua inserção em situação real de trabalho; Estimular a capacidade de interpretação e de articulação dos argumentos teóricos e/ou empíricos para demonstrar análises críticas, conclusões e sugestões de desdobramentos pertinentes ao assunto pesquisado; Participar do trabalho em equipes multidisciplinares. Desenvolver ferramentas metodológicas na apresentação de trabalhos técnicocientíficos; Diagnosticar e analisar empresas, propondo alternativas e soluções criativas em situações reais, embasando sua futura vivência profissional. 4. Inscrição A inscrição no Estágio Supervisionado deverá ser feita na Secretaria Unificada dos Cursos (Administração, Ciências Atuariais e Ciências Contábeis), através da Ficha de Inscrição, do vínculo com a empresa concedente, (Termo de Compromisso de Estágio Supervisionado Acadêmico), conforme cronograma (item 5.1 deste Manual) e a comprovação da cobertura ou não do seguro de Acidentes Pessoais. Caso o aluno não tenha cobertura de seguro na empresa onde estará realizando o Estágio Supervisionado Acadêmico, a FMU fará a cobertura do seguro, durante o período de estágio, gratuitamente. A Proposta de Seguro a ser preenchida, caso o aluno não tenha cobertura, deverá ocorrer no momento da inscrição do Estágio Supervisionado Acadêmico. O aluno que não tiver legalizado a sua cobertura de seguro terá a sua inscrição anulada, pois estará infringindo a Lei que regulamenta o Estágio Supervisionado.

5 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 5 A data de entrega da Ficha de Inscrição será entendida como a data de início do Estágio Supervisionado Acadêmico Curricular, e deverá ser apresentada em duas vias, tendo obrigatoriamente as assinaturas do supervisor do Estágio na empresa, com firma reconhecida, a assinatura do professor orientador e do aluno. A Ficha de Inscrição é considerada como compromisso da empresa na aceitação do desenvolvimento do estágio em suas dependências. A Ficha de Inscrição, com todas as assinaturas citadas, deverá ser entregue na Secretaria Unificada dos Cursos (Administração, Ciências Atuariais e Ciências Contábeis), mediante protocolo, e posteriormente vistada pelo Supervisor de Estágios da Faculdade, o qual confirmará os seus dados. A Supervisão de Estágios publicará a relação dos Professores-Orientadores determinados pela Coordenação, dias e horários em que os mesmos estarão na Instituição para orientação, bem como os horários de plantão do Supervisor de Estágios. Caberá a cada aluno verificar esta relação, e conversar com o Professor que julgar adequado à sua orientação, e este Professor poderá ou não aceitar o trabalho. Importante: só será considerado inscrito o aluno que apresentar a documentação completa até a data final de Inscrição do Estágio Supervisionado. Não será aceito, em hipótese alguma, períodos de estágios anteriores a data da inscrição. Os casos especiais, serão analisados pela Supervisão de Estágios em conjunto com o Professor-Orientador e o Coordenador do Curso. 5. Cronograma O desenvolvimento do Estágio Supervisionado Acadêmico Curricular está vinculado à rigorosa observância do cronograma de atividades a ser cumprido pelos Alunos e pelos Professores-Orientadores. Os alunos DPU que se inscreverem para o Estágio Acadêmico deverão seguir, rigorosamente, o item 5.1., abaixo, caso contrário, não terão tempo hábil, de acordo com a Lei que regula os Estágios, para realização do mesmo no próprio semestre.

6 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado Alunos DPU matriculados deverão seguir o seguinte esquema: Data-Limite Atividade Procedimento Até 15/08/12 Até 06/09/12 Até 28/09/12 Até 26/10/12 Até 12/11/12 Até 16/11/12 19/11/12 a 23/11/12 Até 27/11/12 Período de Inscrição do Estágio Supervisionado, (ver item 7 deste manual comprovação de vínculo com a Organização). Entrega do primeiro relatório parcial ao Professor-Orientador. Entrega do segundo relatório parcial ao Professor-Orientador. Entrega do Relatório Final de Estágio e da Carta de Finalização do Estágio. Entrega das avaliações dos Relatórios de Estágio, pelos Professores-Orientadores à Secretaria do Curso. Divulgação da avaliação do Relatório de Estágio. Bancas Examinadoras Divulgação da avaliação da Banca Examinadora. Observações Importantes: Entrega da Ficha de Inscrição, comprovação de vinculo com a empresa concedente (Anexo 5) e cobertura de seguro de acidentes pessoais, junto à Secretaria do Curso. Entregar exclusivamente ao Prof. Orientador. Entregar exclusivamente ao Prof. Orientador. Entregar na Secretaria do Curso. As avaliações serão entregues pela Secretaria ao Supervisor de Estágios. Divulgação no aluno online. Divulgação da composição das Bancas Examinadoras e das datas de realização pela supervisão. Divulgação no aluno online. 1. O aluno que não entregar os relatórios de estágio nas datas estipuladas estará reprovado. 2. O aluno que não entregar a documentação exigida de forma correta terá o seu diploma retido até que a situação seja regularizada. 6. Critérios de Avaliação 1) O Professor-Orientador avalia o trabalho entregue e, caso atribua nota: Entre 7,0 (sete) a 10,0 (dez), o trabalho estará aprovado; Entre 4,0 (quatro) e 6,5 (seis e meio), o trabalho será encaminhado para a Banca Examinadora. Inferior a 4,0 (quatro) o aluno estará reprovado. 2) Avaliação dos trabalhos encaminhados para a Banca Examinadora: Todas as notas da etapa anterior serão desconsideradas e o aluno deverá obter a nota mínima de 5,0 (cinco). Caso não obtenha a nota 5,0 (cinco) nesta etapa, o aluno estará reprovado. Para os casos julgados excepcionais ou em inobservância com as diretrizes fixadas para os Estágios Supervisionados Acadêmico, caberá a Supervisão de Estágios e a Coordenação do Curso decidir em relação ao encaminhamento, ou não, do Relatório de Estágio para a avaliação da Banca Examinadora. Lembretes importantes:

7 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado Serão efetuadas avaliações parciais durante o desenvolvimento do estágio, considerando, entre outros aspectos, o atendimento aos prazos estipulados no cronograma de estágio e no cronograma do professor orientador. 2 - A Supervisão de Estágio poderá intervir e encaminhar o Relatório de Estágio para Banca, mesmo que o Professor Orientador atribua nota igual ou acima de 7, 0 (sete). 3 - A Banca Examinadora será sempre composta por dois ou três Professores indicados pela Supervisão de Estágios e a Coordenação do Curso. 4 - O relatório de estágio será avaliado a partir dos seguintes critérios préestabelecidos: Desenvolvimento e Fundamentação Teórica - refere-se ao nível demonstrado de informação, a amplitude da pesquisa bibliográfica sobre o tema desenvolvido e a dissertação do tema apresentada pelo aluno. Condução Prática e Coerência Temática - capacidade de utilizar as informações teóricas e práticas selecionadas aplicando-as adequadamente ao estudo desenvolvido na empresa. Complexidade do Trabalho refere-se ao processo de produção do trabalho, às dificuldades para coleta de dados e acesso às informações compatíveis, bem como avaliar as dificuldades pertinentes ao tema de estudo proposto. Característica Reflexiva do Relatório - capacidade de problematização do tema estudado, bem como a forma de abordagem e construção metodológica do mesmo. Estrutura Formal e Bibliografia - apresentação gráfica da editoração do relatório e sua construção de acordo com as normas da ABNT. As referências bibliográficas devem estar de acordo com as formas definidas e fixadas nas normas para Apresentação de Trabalhos Acadêmicos e Científicos da FMU - Faculdades Metropolitanas Unidas, disponível em Coerência do Trabalho - compatibilidade entre a problematização e as análises apresentadas no relatório (principalmente a Introdução, e a Conclusão/Considerações Finais). OBS: O plágio é condição de reprovação direta. Nos casos em que os alunos forem submetidos à avaliação de Banca Examinadora, os critérios serão os mesmos considerados anteriormente, incluindo-se ainda: Apresentação Oral do Trabalho apresentação da dinâmica da realização do Estágio Supervisionado, área de estágio, desenvolvimento do Estágio e embasamento teórico da pesquisa e análise dos problemas e conclusões/considerações finais. Argüição resultado, após a apresentação oral do estágio, dos questionamentos efetuados pela Banca Examinadora ao aluno, com o objetivo de verificar o grau de conhecimento acerca dos aspectos inerentes ao estágio realizado bem como ao referencial teórico apresentado.

8 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 8 O aluno que conseguir alcançar nota 9,5 (nove e meio) ou 10 (dez), poderá, a título de reconhecimento acadêmico, ter seu trabalho catalogado no Sistema Integrado de Bibliotecas FMU e disponível para consultas, caso seja atendido os requisitos necessários da FMU para a publicação. 7. Atribuições dos envolvidos no Estágio Supervisionado Acadêmico 7.1. Supervisão de Estágio Divulgar no início de cada período letivo o cronograma de realização do Estágio Supervisionado, bem como a relação dos Professores-Orientadores disponíveis, datas e horários de plantão do Supervisor de Estágio. Prestar esclarecimentos sobre o Estágio Supervisionado aos alunos e Professores-Orientadores. Divulgar o Manual de Orientação do Estágio Supervisionado para os alunos, Professores-Orientadores e Secretaria do Curso. Orientar os procedimentos acadêmico-administrativos a serem executados pela Secretaria de Curso. Zelar pelo bom andamento do processo do Estágio Supervisionado. Buscar soluções junto à Coordenação de Curso para as situações não previstas neste Manual de Orientação Professor-Orientador Auxiliar seus orientandos quanto a Ficha de Inscrição e os documentos que comprovem o vínculo com a Empresa bem como na elaboração do Plano de Ação. Acompanhar a evolução do orientando quanto ao desenvolvimento do estágio junto à empresa. Acompanhar a elaboração de propostas e os resultados do trabalho do alunoestagiário. Orientar e avaliar os orientandos quanto à elaboração do Relatório de Estágio. Responsabilizar-se pelo preenchimento e guarda da Folha de Acompanhamento do Estágio Supervisionado. Elucidar dúvidas de seus orientandos sobre o desenvolvimento geral de seu estágio bem como das particularidades observadas na prática diária de suas atividades. Indicar as bibliografias que poderão fornecer suporte ao desenvolvimento das atividades de estágio de seus orientandos e ao referencial teórico que servirá de embasamento teórico na construção do Relatório de Estágio. Zelar pelo cumprimento dos prazos previsto no Plano de Estágio e pelo Cronograma de Estágio de seus orientandos Estudante Realizar o processo de inscrição do Estágio Supervisionado segundo os procedimentos indicados neste manual. Escolher a Empresa na qual realizará o Estágio Supervisionado. Observação: Somente serão aceitas empresas que reúnam condições para proporcionar experiências práticas no contexto básico da profissão. Selecionar um Professor-Orientador da relação publicada pela Secretaria do Curso. O aluno que escolher um Professor que não faz parte da relação e se

9 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 9 interessar em dar orientação, deverá manter contato com a Supervisão de Estágios para que o seu nome conste da lista. Cumprir os prazos estabelecidos pelo Manual de Estágio e no Cronograma de Trabalho definido junto ao Professor-Orientador. Reportar-se ao Professor-Orientador sempre que enfrentar problemas relativos ao Estágio Supervisionado. Participar dos encontros de orientação de acordo com o agendamento previsto pelo Professor-Orientador. O aluno que não participar dos encontros de orientação, marcado pelo Prof. Orientador, no mínimo duas vezes a cada mês, durante o período do Estágio Supervisionado assinando, com o Professor-Orientador, a ficha de controle, estará reprovado, podendo recomeçar o Estágio no semestre seguinte. Cumprir as atividades solicitadas pelo Professor-Orientador. Elaborar e apresentar os Relatórios Parciais e Relatório Final de Estágio Supervisionado junto com a Carta de Finalização do Estágio. O não cumprimento dos prazos inviabilizará o estágio que deverá ser recomeçado no próximo período. Caso o aluno venha a mudar de emprego e manter o mesmo tema indicado na Ficha de Inscrição, deverá apresentar ao supervisor de estágios uma declaração da empresa na qual o novo supervisor de estágio se apresenta como tal, sendo assinada por este com firma reconhecida. 8. Comprovação de Vínculo com a Empresa Para inscrever-se no Estágio Supervisionado, o aluno deverá providenciar a Ficha de Inscrição e o Termo de Comprovação de Vínculo com a Empresa. Condição do Aluno Documento de Vínculo com a Organização Estudante-Estagiário Estudante-Empregado Estudante-Proprietário Estudante Filho, esposa ou marido de Proprietário (a) Termo de Compromisso de Estágio Acadêmico (papel timbrado), com a cláusula de cobertura de seguro de acidentes pessoais. Caso a empresa não tenha cobertura de seguros de acidentes pessoais, a Instituição, através de proposta preenchida pelo aluno, fará a cobertura do seguro, gratuitamente. A empresa deverá indicar um funcionário responsável (o Supervisor de Estágio da Empresa), que acompanhará as atividades do aluno na empresa. Ele será o elo de ligação entre a Empresa e a FMU Faculdades Metropolitanas Unidas, responsabilizando-se pela assinatura da Ficha de Inscrição e a Carta de Finalização do Estágio, bem como por todos os documentos que se fizerem necessários.

10 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 10 Os documentos encaminhados pelo estudante à Secretaria do Curso e que forem de origem da empresa, deverão ser redigidos em papel timbrado desta. 9. Cursos e áreas Sugestões ADMINISTRAÇÃO Administração / Gestão Finanças / Orçamentos Marketing / Vendas Planejamento Estratégico Produção / Materiais Recursos Humanos Sistemas de Informação CIENCIAS CONTÁBEIS Auditoria e Perícia Contábil Contabilidade Geral / Ambiental / Social Contabilidade Gerencial Gestão e Contabilidade de Custos Planejamento Tributário CIÊNCIAS ATUARIAIS Capitalização e Fundos de Pensão Finanças e Controladoria Saúde Seguro / Vida / Previdência Seguros Ramos Elementares 10. Etapas para apresentação do Relatório de Estágio O Relatório de Estágio Supervisionado Acadêmico a ser apresentado, constitui-se num documento de comunicação técnico-científica, estando de acordo com as orientações constantes do modelo apresentado neste manual e no resultado escrito e aprofundado dos tópicos relacionados na Ficha de Inscrição. Relatórios acadêmicos, monografias, teses, de modo geral, seguem instruções da ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas, órgão que regulamenta a apresentação de trabalhos e publicações, cuja norma mais recente é a NBR de Agosto de 2002, baseada na ISO 7144:1986. As normalizações da ABNT fornecem instruções precisas que auxiliam no processo de produção dos trabalhos acadêmicos e, ao mesmo tempo, possibilitam aos alunos inserirem-se em padrões convencionados pela comunidade científica, o que de certo modo, facilita a continuidade de seus estudos em cursos de pós-graduação. Para a construção e desenvolvimento de seu relatório de estágio consulte no site da FMU, no link da Biblioteca, a normalização para os trabalhos acadêmicos e científicos. Basicamente, um trabalho acadêmico compreende em sua estrutura os seguintes elementos:

11 10.1. Elementos Pré-Textuais Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 11 Capa Deve conter obrigatoriamente os seguintes elementos: Nome do Autor: no topo da página, centralizado, com as letras iniciais em maiúscula e fonte arial 14, negrito. Título: no centro da página, centralizado, em letras maiúsculas. Fonte arial 14, negrito. Sub-título: se houver (só as iniciais em maiúsculas). Local: cidade da Instituição; citar com as letras iniciais em maiúscula, na parte inferior da página. Ano de entrega; citar na parte inferior da página, abaixo do Local. Folha de rosto Os elementos da folha de rosto devem ser apresentados na seguinte ordem: Nome da instituição: no topo da página, centralizado, em maiúsculo e fonte arial 14, negrito. Nome do autor, com letras iniciais em maiúscula, centralizado. Título do trabalho - centralizado em letras maiúsculas Sub título - se houver, citar com as letras iniciais em minúscula. Nota do título deve figurar no quadrante inferior direito, entre o título e local e ano. O parágrafo deve ser recuado à direita e digitado com espaço 1, fonte Arial, 8 ou 9, especificando os seguintes dados: Trabalho de Estágio Supervisionado, apresentado para a conclusão do curso de... da FMU Faculdades Metropolitanas Unidas, sob a orientação do Prof.(a)... Local: cidade da Instituição: citar com as letras iniciais em maiúscula, na parte inferior da página. Ano de entrega: citar na parte inferior da página, abaixo do Local. Dedicatória Página opcional dirigida aos que contribuíram de maneira relevante na elaboração do trabalho. Agradecimentos Página opcional na qual o autor presta homenagem ou dedica seu trabalho. Epígrafe Página opcional que traz a citação de um pensamento, que de certa forma serviu de base ao trabalho, seguida de seu autor. Pode figurar também no início das seções primárias. Resumo Página obrigatória que consiste na apresentação concisa dos pontos relevantes de um texto. O resumo deve dar uma visão objetiva do conteúdo e das conclusões do trabalho. Constitui-se em seqüência de frases que não ultrapassam 500 palavras, seguido abaixo das palavras-chave. Sumário Página obrigatória que apresenta a enumeração das principais divisões, seções e outras partes do trabalho, na mesma ordem e grafia em que a matéria nele se sucede.

12 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 12 Os títulos de partes ou capítulos deverão ser apresentados em letras maiúsculas e as divisões de capítulos somente com a primeira letra em maiúsculo. Lista de tabelas e gráficos Gráficos referem-se aos elementos demonstrativos de síntese que constituem unidade autônoma e explicam ou complementam visualmente o texto. Tabelas que apresentem informações tratadas estatisticamente. As listas de tabelas e gráficos devem ser apresentadas de acordo com a ordem exposta no texto, com o devido título e numeração e indicação da página de localização. A indicação do título deve vir na parte superior pelo termo TABELA ou QUADRO. Lista de Figuras Elemento ilustrativo, sua indicação pode estar no texto ou ao final entre parênteses. Lista de Abreviaturas e Siglas Refere-se à relação alfabética das abreviaturas e siglas utilizadas no texto, seguidas das palavras ou expressões correspondentes grafadas por extenso Elementos Textuais Introdução Parte inicial do texto onde deve constar a delimitação do assunto tratado, objetivo da pesquisa, o problema identificado e a solução. Indicar a importância do estudo/pesquisa. Elaborar hipóteses. Indicar a pergunta central da pesquisa e definir a metodologia utilizada. I - Caracterização da empresa Neste tópico o aluno apresentará: a) Identificação resumida da empresa, tais como; nome completo, endereço, telefones, site, CNPJ, Inscrição Estadual e Municipal, ramos de atividade, filiais, número de funcionários, faturamento do último exercício encerrado, etc; b) Um breve histórico da empresa, fundação, constituição, dados sobre produtos, participação de mercado etc; c) A estrutura funcional da empresa, ou seja, seu organograma funcional, geral e setorial. II - Área de estágio Parte principal do trabalho no qual o aluno deverá indicar a área na qual estará realizando seu estágio, apresentando o tema do trabalho e descrevendo sua(s) rotina(s). Aqui deverá ser apresentado o organograma da área objeto de estudo bem como o fluxograma das rotinas das atividades desenvolvidas e analisadas. III - Referencial teórico Caracteriza-se por ser parte do relatório de estágio que dá suporte e fundamentação teórica / científica. O aluno deverá eleger autores que tratam sobre o tema em estudo e registrar as diversas opiniões, posições e teorias dos autores, que servirá de base teórica para a análise do tema que estará observando, analisando e desenvolvendo.

13 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 13 IV - Estágio e observação Deverão ser registradas, todas as observações sobre as descrições das rotinas desenvolvidas pelo setor onde o estágio está sendo realizado, para que possam ser analisadas à luz da base teórica apresentada (referencial teórico). V - Discussão e Recomendação Momento onde o aluno se posiciona a respeito das observações das rotinas desenvolvidas e se constroem as análises a partir da teoria apresentada. Recomendações, sugestões, críticas, observações, deverão vir constantes neste estágio do relatório. Conclusão A partir da discussão e do posicionamento que o aluno assumiu em razão da análise realizada, indica as conclusões a que chegou sobre a experiência vivida Elementos Pós-Textuais Referências bibliográficas Registram-se as obras que foram utilizadas para construção do referencial teórico e que auxiliaram no desenvolvimento de todo o raciocínio lógico e construção do relatório. Deverão estar de acordo com as normas da ABNT de agosto de As referências devem fazer parte do texto quando forem utilizadas. Anexos Documentos que forem julgados importantes para a apresentação e ilustração do relatório deverão ser apresentados nesta seção, e exclusivamente aqui. Glossário Lista em ordem alfabética de expressões técnicas ou de uso restrito apresentadas no decorrer do texto.

14 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado Folha de avaliação FMU Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas Cursos de Administração,Ciências Atuariais e Ciências Contábeis Estagiário: Título: Empresa concedente: Professor Orientador: Avaliação: Nota: ( )( ) Por extenso Observações: Professor Orientador: Assinatura Data:

15 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado Especificações da Formatação do Relatório de Estágio Fontes Título: Arial ou Times tamanho 14 Subtítulos e Texto: Arial ou Times tamanho 12 Notas de Rodapé: Arial ou Times tamanho 10 Espaçamento 1,5 para o texto 1 para as notas de rodapé e citações em destaque 2 entre parágrafos Tamanho do Papel A4 (21cm X 29,7cm) Margens Superior: 3 cm Inferior: 2 cm Esquerda: 3 cm Direita: 2 cm Início de parágrafo: 0,7 cm ou um espaço de tabulação da margem esquerda Paginação Canto direito superior Números romanos minúsculos para os elementos pré-textuais. Algarismos arábicos na numeração sempre utilizando números inteiros a partir de 1 para todo o relatório. Encadernação Em espiral ou encadernação (a critério do aluno) Forma de entrega e Número de Exemplares Situação normal de entrega: 1 via em espiral ou encadernada acompanhado de: CD gravado em Word 7.0 ou superior, devidamente identificado. Situação de banca examinadora: 3 vias em espiral acompanhado de: CD gravado em Word 7.0 ou superior, devidamente identificado. Elementos pós-textuais Referências Bibliográficas Trata-se de um conjunto padronizado de elementos descritivos retirados de um documento que permite sua identificação (Norma da ABNT 6023/2000) - ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. Apresentação: relacionar lista em ordem alfabética, digitada em espaço simples (1) entre linhas, e em espaço duplo para separar as referências entre si, alinhado à margem esquerda. A referência deve obedecer a seguinte sequência: sobrenome do autor, em letra maiúscula, seguido do nome em letra minúscula com a letra inicial em maiúscula e ponto;

16 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 16 título da obra, em negrito e não itálico (somente as iniciais em letra maiúscula, exceto nome próprio).o negrito deve ser utilizado por inteiro no título da obra, caso haja somente o título principal. Havendo título secundário, não utilizar negrito. edição: referenciar com o numeral, seguido de ponto e a abreviação ed, em letra minúscula, seguido de ponto Exemplo: 2. ed. local (da edição da publicação citada na obra) Exemplo: São Paulo, Porto Alegre, etc. editora: citar tão somente o nome da editora sem a palavra editora. Exemplo: Atlas, Makron, etc. ano da publicação - indicar em algarismo arábico sem espaçamento.exemplo: (seguido de ponto no final) Exemplos: Um Autor OLIVEIRA, Djalma R. Manual de consultoria empresarial: conceitos, metodologias e práticas. 2. ed. São Paulo: Atlas, Dois Autores - no caso de dois autores, estes são citados separados por ponto e vírgula. DUSSEL, Enrique; BOFF, Leonardo... Mais de Três Autores - utiliza - se o nome do autor considerado principal seguido da expressão et al, expressa em letra minúscula (significa e outros ). PAGE, C. P. et al. Farmacologia integrada. São Paulo: Manole, Capítulo de Livro ou Parte Escrita por Determinado Autor, dentro deuma Obra CHOW, T.W. Frontal - subcortical circuits. In: MILLER, B. (Org.) The human frontal lobes. New York : Gilford Press, Obra constituída de vários autores que tem um Coordenador e/ou Organizador CHOW, T.W. Frontal - subcortical circuits. In: MILLER, B. (Org.) The human frontal lobes. New York: Gilford Press, Autor como entidade coletiva Citar como autor, a instituição CNBB. Ética: pessoa e sociedade. 31ª. Assembléia geral. São Paulo: Paulinas, p. Edição Referenciar com algarismo arábico, seguido de ponto e a abreviação ed, em letra minúscula, seguido de ponto Exemplo: 2ª. ed. OLIVEIRA, Djalma R. Manual de consultoria empresarial: conceitos, metodologias e práticas. 2ª. ed. São Paulo: Atlas, Local No caso de local inexistente utilizar a expressão [S.l.] entre colchetes. Esta citação significa sine loco (local desconhecido) OLIVEIRA, Djalma R. Manual de consultoria empresarial: conceitos, metodologias e práticas. 2ª..ed. [S.l.]: Atlas,1996.

17 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 17 Editora No caso de inexistência de identificação da editora adota-se a expressão [s.n.], em letras minúsculas e entre colchetes. Esta citação significa sine nomine. OLIVEIRA, Djalma R. Manual de consultoria empresarial: conceitos, metodologias e práticas. 2ª. ed. São Paulo: [s.n.],1996. Artigo em Revista (Periódico) FARIA, W.E. A Necessidade de um Tribunal de Justiça no Mercosul. Revista da Faculdade de Direito das Faculdades Metropolitanas Unidas. São Paulo. Ano 10, n.16, p Periódico como um todo BOLETIM GEOGRÁFICO. Rio de Janeiro: IBGE, Trimestral ÉPOCA. São Paulo: Globo, 2001.Semanal. Matéria de Jornal AUTORIA CONHECIDA LANDIM, P. M. Situação dramática. Folha de São Paulo, São Paulo, 9 jan.1991.cidades, p.8. AUTORIA DESCONHECIDA ARRANJO tributário. Diário do Nordeste, Fortaleza, 27 nov Caderno 1, p.9. DISSERTAÇÃO, TESE BARCELOS, M.F. Ensaio tecnológico, bioquímico e sensorial de soja e guandu enlatados no estádio verde e maturação de colheita p.Tese (Doutorado em Nutrição) - Faculdade de Engenharia de Alimentos, Universidade Estadual de Campinas, Campinas. Outros: ATLAS ATLAS histórico e geográfico. Rio de Janeiro: Geoatlas, Legislação SÃO PAULO (Estado). Decreto n , de 20 de janeiro de Dispõe sobre as unidades administrativas de órgãos da administração direta. Lex Coletânea de Legislação e Jurisprudência, São Paulo, v.62, n.3, p ,1998. BRASIL.Constituição, 1988.Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado, Congressos SIMPÓSIO BRASILEIRO DE REDES DE COMPUTADORES, 12.,1994. Belo Horizonte. Anais...Belo Horizonte: UFMG, Textos Eletrônicos Artigo BRECHT, Bertold. O analfabeto político. Disponível em: Acesso em: 12 fev Artigo de revista eletrônica

18 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 18 SILVA, M.M. Crimes da era digital. Net, Rio de Janeiro, nov Seção Ponto de vista. Disponível em: Acesso em: 28 nov CD-ROM CD-ROM. Encarta. São Paulo: Abril Cultural, 1999.

19 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado Anexos Anexo 1- Inscrição - Modelo utilizado por aluno DPU. (DEVERÁ SER ENTREGUE EM 2 VIAS, E COM FIRMA RECONHECIDA PAPEL SEM TIMBRE) CURSO DE (colocar o nome do curso) ESTÁGIO SUPERVISIONADO ACADÊMICO FICHA DE INSCRIÇÃO ALUNO RA TELEFONES: E.MAIL EMPRESA CONCEDENTE SUPERVISOR DOESTÁGIO: PROFESSOR ORIENTADOR: PERÍODO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO: SEGUNDO SEMESTRE DE CARGA HORÁRIA MINIMA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO: 300 (TREZENTAS) HORAS O Estágio Supervisionado estará regulado pela Lei nº , de 25/09/2008. ÁREA DE ESTÁGIO: TEMA A SER DESENVOLVIDO: CONDIÇÃO DO ALUNO: ( )ESTAGIÁRIO,( )EMPREGADO,( )PROPRIETÁRIO, ( ) FILHO DE PROPRIETÁRIO São Paulo, de de 2012 NOME E ASSINATURA DO ALUNO NOME E CARGO DO SUPERVISOR DO ESTÁGIO (RECONHECER A FIRMA) PROF. ORIENTADOR

20 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 20 Anexo 2 Casos Especiais - Sugestão de Modelo de Orientação às Empresas - Estagiários Senhor Diretor, A Supervisão de Estágios do Curso de Administração, Ciências Atuariais e Ciências Contábeis da FMU Faculdades Metropolitanas Unidas, vêm à sua presença, para esclarecer o pensamento deste estabelecimento de ensino quanto à matéria de estágio escolar, seguramente objeto de seu conhecimento. Independentemente de nossa inclusão do estágio como importante matéria curricular, quem primeiro o define como obrigatório é o Ministério da Educação, através das Diretrizes Curriculares Nacionais e é regulado pela LEI Nº , de 25 de Setembro de O objetivo principal do estágio é fornecer ao aluno a necessária complementação acadêmica. Na prática, estagiar significa participar em situações reais de trabalho com possibilidade de aplicar ou observar as técnicas estudadas durante o curso, em uma ou mais áreas: Administração: Logística, Recursos Humanos, Produção, Financeira, Comercial, Comércio Exterior, Sistema de informação, entre outras. Ciências Atuariais: Seguro, Vida, Previdência, Saúde, Seguros Ramos Elementares, Capitalização e Fundos de Pensão. Ciências Contábeis: Contabilidade Geral, Contabilidade Ambiental, Contabilidade Social, Auditoria, Perícia Contábil, Planejamento Tributário, Contabilidade Gerencia l e Gestão e Contabilidade de Custos. Sem o estágio o aluno não poderá colar grau e registrar seu diploma no MEC. No aspecto trabalhista, o estagiário não terá qualquer vínculo empregatício obrigatório. Tanto o MEC como o Ministério do Trabalho já oficializaram a figura do estagiário. A responsabilidade técnica do estágio é da Supervisão de Estágios de dos Cursos de Administração, Ciências Atuariais e Ciências Contábeis da FMU Faculdades Metropolitanas Unidas, e o aluno terá um Professor Orientador ligado à matéria básica do estágio. Entretanto, para acompanhá-lo na empresa e para validação do relatório, a empresa deve nomear um Supervisor Responsável. O conteúdo do Relatório de Estágio Supervisionado que o estudante apresentará à FMU Faculdades Metropolitanas Unidas será submetido à apreciação prévia da empresa. Esse relatório poderá merecer referência especial para permanência em nossa biblioteca ou para publicação. Finalmente, enfatizamos a importância que a complementação acadêmica pelo estágio representa para a FMU Faculdades Metropolitanas Unidas, pois o resultado pode significar produção de conhecimento e decorrente evolução do ensino que objetivará a formação de profissionais competentes. Cordialmente. À disposição para os esclarecimentos necessários, firmamo-nos. FMU - Faculdades Metropolitanas Unidas,

21 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 21 Anexo 3 Casos Especiais - Sugestão de Modelo de Orientação às Empresas Alunos Empregados Senhor Diretor, A Supervisão de Estágios dos da FMU Faculdades Metropolitanas Unidas, vem à sua presença para esclarecer aspectos acadêmicos sobre o Estágio Supervisionado - que estão sujeitos os alunos deste estabelecimento de ensino superior, particularmente em razão da existência de empregado de sua organização atualmente aluno de um dos nossos Cursos de Administração. Independentemente de nossa inclusão do estágio como importante matéria curricular, quem primeiro o define como obrigatório é o Ministério da Educação, através das Diretrizes Curriculares Nacionais e é regulado pela LEI Nº , de 25 de Setembro de O objetivo principal do estágio é fornecer ao aluno a necessária complementação acadêmica. Na prática, estagiar significa participar em situações reais de trabalho com possibilidade de aplicar ou observar as técnicas estudadas durante o curso, em uma ou mais áreas: Administração: Logística, Recursos Humanos, Produção, Financeira, Comercial, Comércio Exterior, Sistema de informação, entre outras. Ciências Atuariais: Seguro, Vida, Previdência, Saúde, Seguros Ramos Elementares, Capitalização e Fundos de Pensão. Ciências Contábeis: Contabilidade Geral, Contabilidade Ambiental, Contabilidade Social, Auditoria, Perícia Contábil, Planejamento Tributário, Contabilidade Gerencia l e Gestão e Contabilidade de Custos. Sem o estágio o aluno não poderá colar grau e registrar seu diploma no MEC. O Legislador, ao criar a lei que reconheceu a figura do estagiário, tinha em mente o ensino médio e o ensino superior, incluindo todas as modalidades de ensino. No caso do ensino superior, é muito comum o aluno adquirir vida profissional antes de formado. De qualquer maneira, entretanto, temos que cumprir o dispositivo legal. Mais que isso, temos grande interesse de fazer do estágio curricular obrigatório, também chamado trabalho de formatura, uma oportunidade de produção de conhecimento. O estudante que trabalha tem formalizada sua vida na empresa e, teoricamente, facilitado seu trabalho de formatura. Na verdade, reconhecemos um problema prático de tempo, uma vez que para pesquisar ou estudar aplicação de técnicas de administração deverá ocupar parte de seu tempo produtivo. O objetivo principal desta comunicação reside exatamente na expectativa de compreensão de sua parte para permitir ao seu empregado, nosso aluno de, um acesso aos dados necessários para seu trabalho de pesquisa, seja permitindo-lhe alguma disponibilidade de tempo, seja facilitando coleta de informações. A responsabilidade técnica do estágio é da Supervisão de Estágios dos Cursos de Administração, Ciências Atuariais e Ciências Contábeis da FMU Faculdades Metropolitanas Unidas, e o aluno terá um Professor Orientador ligado à matéria básica do estágio. Entretanto, para acompanhá-lo na empresa e para validação do relatório, a empresa deve nomear um Supervisor Responsável. O conteúdo do Relatório de Estágio Supervisionado que o estudante apresentará à FMU Faculdades Metropolitanas Unidas, será submetido à apreciação prévia da empresa. Esse relatório poderá merecer referência especial para permanência em nossa biblioteca ou para publicação. Finalmente, enfatizamos a importância que a complementação acadêmica pelo estágio representa para esta Faculdade, cujo resultado pode significar produção de conhecimento e decorrente evolução do ensino que objetivará a formação de profissionais mais competentes para a administração empresarial. Cordialmente Colocamo-nos à disposição para outros esclarecimentos e subscrevemo-nos. FMU FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS

22 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 22 Anexo 4 Sugestão de Modelo Termo de Compromisso de Estágio Acadêmico (PAPEL TIMBRADO)..., com C.N.P.J. nº... estabelecida a Rua...,na cidade de..., estado de... doravante denominada CONCEDENTE, por seu representante abaixo, autoriza... aluno da FMU Faculdades Metropolitanas Unidas, doravante denominado ESTAGIÁRIO, a realizar um período de Estágio Supervisionado nas suas dependências, estágio este que se regará pelas normas e condições seguintes: 1 - O ESTAGIÁRIO se obriga a cumprir fielmente a programação de estágio comunicando em tempo hábil, a impossibilidade de fazê-lo; 2 - Pelas reais e recíprocas vantagens técnicas e administrativas, a CONCEDENTE designará como Supervisor do ESTAGIÁRIO... (nome)... (cargo; área; telefone; ramal) 3 - À CONCEDENTE caberá a fixação dos locais, datas e horários em que se realizarão as atividades componentes da programação do Estágio Supervisionado, elaborada em comum acordo com a Supervisão de Estágios do Curso de Administração da FMU Faculdades Metropolitanas Unidas. 4 - São expressamente consideradas como motivo justo para o não cumprimento da programação de Estágio, as obrigações escolares do ESTAGIÁRIO; 5 - O ESTAGIÁRIO se obriga a cumprir as normas internas da CONCEDENTE, as quais declaram expressamente conhecer; 6 - O ESTAGIÁRIO responderá pelas perdas e danos conseqüentes da inobservância das normas internas ou das constantes no presente contrato; 7 - O Estágio terá a duração mínima de 300 (trezentas) horas. 8 A Concedente oferecerá ao Estagiário bolsa de acordo com a legislação vigente. 9 - Tanto a CONCEDENTE quanto o ESTAGIÁRIO poderão a qualquer momento dar por terminado o Estágio, bastando um simples aviso por escrito; 10 - O ESTAGIÁRIO se obriga a elaborar relatório circunstanciando sobre o Estágio Supervisionado realizado, sob orientação do Professor-Orientador a ser escolhido pelo ESTAGIÁRIO, respeitado sua área de interesse, o qual deverá ser entregue em duas vias assinado pela Supervisão de Estágios do Curso de Administração, Ciências Atuariais e Ciências Contábeis da FMU Faculdades Metropolitanas Unidas A CONCEDENTE se obriga a fornecer relatório à Supervisão de Estágios dos Cursos de Administração, Ciências Atuariais e Ciências Contábeis da FMU Faculdades Metropolitanas Unidas, determinando a atuação do ESTAGIÁRIO e documentos que comprovam as horas destinados à realização do Estágio; 12 - Nos termos do artigo 3º da Portaria 1002, de 29/06/67, do Ministério do Trabalho e de Previdência Social, o ESTAGIÁRIO não terá, para quaisquer efeitos, vínculo empregatício com a CONCEDENTE; O ESTAGIÁRIO terá cobertura do seguro de acidentes pessoais através da apólice... da Seguradora... para clareza, é firmado o presente contrato em três vias de igual teor. São Paulo...de...de CONCEDENTE... ESTAGIÁRIO... FMU Faculdades Metropolitanas Unidas Testemunhas: Nome RG Endereço Nome R G Endereço OBS.: 1) Reconhecer a firma da Concedente; 2) Afim de atender situações incomuns, outras cláusulas poderão ser adicionadas ao contrato ou serem em comum acertadas. Caso não haja Bolsas de Complementação Educacional a cláusula a este respeito deverá ser inutilizada. A primeira via do Termo de Compromisso deve possuir a rubrica das pessoas que o assinam. 3) Preparar em três vias

23 Manual de Orientação - Estágio Supervisionado 23 Anexo 5 - Modelo do Termo de Finalização de Estágio Modelo utilizado pelo aluno DPU. DEVERÁ SER ENTREGUE EM 2 VIAS, PAPEL TIMBRADO E COM FIRMA RECONHECIDA. São Paulo, A FMU Faculdades Metropolitanas Unidas At. Supervisor de Estágios Ref. Termo de Finalização de Estágio Supervisionado Prezados Senhores Informamos para o fim a que se destina que, NOME DO ALUNO, estudante desta instituição de ensino superior, no curso de administração, finalizou seu Estágio Supervisionado em nossa organização, na área de (nome da área de estágio), tendo a duração de 300 horas, e tendo sido supervisionado pelo Sr. (nome do supervisor da empresa concedente). O estágio supra referido foi realizado durante o segundo semestre de Por ser a expressão da verdade, firmamos apresente. Atenciosamente. NOME - SUPERVISOR DE ESTÁGIO DA EMPRESA CARGO

CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO - FMU SÃO

Leia mais

EXCLUSIVO PARA ALUNOS DO 8º SEMESTRE OU DPU

EXCLUSIVO PARA ALUNOS DO 8º SEMESTRE OU DPU DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E GERENCIAIS 2012 MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO ACADÊMICO EXCLUSIVO PARA ALUNOS DO 8º SEMESTRE OU DPU Cursos Administração Ciências Atuariais Ciências Contábeis São Paulo

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO O Curso Técnico em Segurança do Trabalho estabelece em seu Plano Pedagógico de Curso a realização do Estágio Curricular

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Alunos do 5º ciclo, a partir de 2012 Arujá - SP 2012 1 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. OBJETIVO GERAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1 REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Este regulamento normatiza as atividades relacionadas ao Estágio Curricular do Curso de Administração

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE COSTA RICA-FECRA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO LAURADAIANE REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CURSO: LETRAS

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE COSTA RICA-FECRA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO LAURADAIANE REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CURSO: LETRAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE COSTA RICA-FECRA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO LAURADAIANE REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CURSO: LETRAS INTRODUÇÃO FORMAS E REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO O trabalho deve ser digitado e impresso em papel formato A4. O texto deve ser digitado, no anverso das folhas, em espaço 1,5, letra do tipo

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO FACULDADE DE INFORMÁTICA CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Aprovado na 22ª reunião do Conselho de Unidade (CONSUN) da Faculdade de Informática realizada dia 30 de

Leia mais

Normas para Apresentação dos Trabalhos no VI Congresso de Contabilidade do Sudoeste da Bahia - FAINOR

Normas para Apresentação dos Trabalhos no VI Congresso de Contabilidade do Sudoeste da Bahia - FAINOR Estão abertas, no período de 20 de Agosto a 10 de Setembro de 2013, as inscrições para submissão de Trabalhos no VI Congresso de Contabilidade do Sudoeste da Bahia, em conformidade com as disposições que

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE ESTÁGIO

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE ESTÁGIO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE ESTÁGIO INSTITUTO FEDERAL MINAS GERAIS CAMPUS CONGONHAS MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE ESTÁGIO Congonhas 2009 Caio Mário Bueno Silva Reitor do IFMG Eleonardo

Leia mais

SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA

SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA São Paulo 2014 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 1 ELEMENTOS EXTERNOS 1.1 CAPA 1.2 LOMBADA 2 ELEMENTOS INTERNOS PRÉ-TEXTUAIS

Leia mais

Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011. São Carlos

Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011. São Carlos Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011 São Carlos Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico As orientações abaixo estão de acordo com NBR 14724/2011 da Associação

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MANUAL DE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA FORMOSA/GO

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA APRESENTAÇÃO NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS O trabalho deve ser digitado e impresso em papel

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA FACULDADES DEL REY

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA FACULDADES DEL REY REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA FACULDADES DEL REY Sumário Título I... 3 Das disposições Preliminares... 3 Título II... 4 Caracterização do Estágio... 4 Capítulo

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO CAMPINA GRANDE 2015 1 DISSERTAÇÃO A defesa pública da dissertação

Leia mais

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS MONOGRAFIA Trata-se de uma construção intelectual do aluno-autor que revela sua leitura, reflexão e interpretação sobre o tema da realidade. Tem como base a escolha de uma unidade ou elemento social, sob

Leia mais

Regulamento Interno. de Estágios

Regulamento Interno. de Estágios Regulamento Interno de Estágios Índice Apresentação... 3 Capítulo 1 Caracterização e objetivo do estágio... 3 Capítulo 2 - Oferta de vagas de estágio... 4 Capítulo 3 - Duração do estágio... 5 Capítulo

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA

FACULDADE DE ENGENHARIA FACULDADE DE ENGENHARIA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DOS CURSOS DA FACULDADE DE ENGENHARIA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DOS CURSOS DA FACULDADE

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA Normas para elaboração de Dissertações do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais MODELO

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO-OESTE DONA LINDU CCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Serviço Social é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC ANEXO A TERMO DE COMPROMISSO DE ORIENTAÇÃO DO TRABALHO DE Nome do Aluno: Matricula: Título do TCC CONCLUSAO DE CURSO (TCC) Solicito que seja designado como meu Orientador do Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 013, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012.

RESOLUÇÃO Nº 013, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012. Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Câmpus Porto Alegre RESOLUÇÃO Nº 013, DE 13 DE NOVEMBRO

Leia mais

FACULDADE DE ROSEIRA FARO

FACULDADE DE ROSEIRA FARO REGULAMENTO PARA TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO 2009 FACULDADE DE ROSEIRA DIRETOR GERAL PROF. DR. JORGE PASIN DE OLIVEIRA DIRETOR ACADÊMICO PROF. DR. FRANCISLENE HASMANN ELABORAÇÃO PROF. DR. FRANCISLENE

Leia mais

Normas técnicas para a monografia de graduação da Faculdade de Letras

Normas técnicas para a monografia de graduação da Faculdade de Letras UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE LETRAS DIREÇÃO ADJUNTA DE GRADUAÇÃO SEÇÃO DE ENSINO Normas técnicas para a monografia de graduação da Faculdade de Letras 2 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

Elaboração da Proposta de Consultoria Empresarial

Elaboração da Proposta de Consultoria Empresarial Coordenação de Estágio Normas para Elaboração da Proposta de Consultoria Empresarial Voltada para a Excelência em Gestão APRESENTAÇÃO A organização deste manual surge da necessidade de esclarecimento sobre

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM MEIO AMBIENTE REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO

CURSO TÉCNICO EM MEIO AMBIENTE REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CURSO TÉCNICO EM MEIO AMBIENTE REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO O Curso Técnico em Meio Ambiente estabeleceu em seu Plano de Curso a realização do Estágio Curricular Obrigatório. De acordo

Leia mais

ANEXO II - Trabalho de conclusão de curso (TCC)

ANEXO II - Trabalho de conclusão de curso (TCC) ANEXO II - Trabalho de conclusão de curso (TCC) O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) compreende a elaboração de trabalho de caráter individual teórico, projetual ou aplicativo, com observância de exigências

Leia mais

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA A elaboração da monografia deve ter como referência a ABNT NBR 14724/ 2006, a qual destaca que um trabalho acadêmico compreende elementos pré-textuais,

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO OESTE DONA LINDU GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ DIVINÓPOLIS MG 2009 O Trabalho de

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO 2013 Coordenação Pedagógica: Prof. Ms José Luiz de Miranda Alves Coordenação do Núcleo de Estágio - NEST: Profª. Ms

Leia mais

Central. Estágios. Manual de Elaboração do Relatório de Estágio Supervisionado FAECO. 18/Novembro/2013 ATENÇÃO

Central. Estágios. Manual de Elaboração do Relatório de Estágio Supervisionado FAECO. 18/Novembro/2013 ATENÇÃO 2013 1 Central de Estágios FAECO Manual de Elaboração do Relatório de Estágio Supervisionado Autor: Prof. Me. Luiz Carlos Barbosa de Lima Colaboradores: Prof. Me. Antonio Maia Navarro ATENÇÃO Data Final

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE ANGLO-AMERICANO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º Este Regulamento disciplina as atividades do Estágio Curricular Supervisionado,

Leia mais

FACULDADE CAMPO REAL CURSO DE NUTRIÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

FACULDADE CAMPO REAL CURSO DE NUTRIÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FACULDADE CAMPO REAL CURSO DE NUTRIÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Caracterização A elaboração do Trabalho de Curso fundamenta-se nas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Nutrição,

Leia mais

FACULDADE 7 DE SETEMBRO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

FACULDADE 7 DE SETEMBRO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FACULDADE 7 DE SETEMBRO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FORTALEZA - 2014 Diretor Geral Ednilton Gomes de Soárez Diretor Acadêmico Ednilo Gomes de

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO A partir do 5º ciclo Arujá - SP 2013 1 SUMÁRIO Apresentação..... 2 1. Objetivo Geral do Estágio Supervisionado.... 3 2. Como o Estágio

Leia mais

SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO 2 2. OBJETIVO 2 3. DA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO 2. 3.1 Requisitos para participar do estágio supervisionado 2

SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO 2 2. OBJETIVO 2 3. DA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO 2. 3.1 Requisitos para participar do estágio supervisionado 2 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO 2 2. OBJETIVO 2 3. DA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO 2 3.1 Requisitos para participar do estágio supervisionado 2 3.2 Como Fazer o Estágio Supervisionado Curricular 3 3.3 A empresa e o supervisor

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO ORIENTAÇÕES GERAIS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO Prezado(a) Aluno(a): Esta pequena orientação e o modelo de relatório em anexo foram produzidos com o objetivo de facilitar a elaboração do Relatório

Leia mais

CENTRO TECNOLÓGICO UFES COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS PARA O PROJETO DE GRADUAÇÃO

CENTRO TECNOLÓGICO UFES COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS PARA O PROJETO DE GRADUAÇÃO CENTRO TECNOLÓGICO UFES COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS PARA O PROJETO DE GRADUAÇÃO O Colegiado do Curso de Engenharia Ambiental, em reunião de 26 de agosto de 2011, RESOLVE: Aprovar

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO GRADE CURRICULAR 2008-2010 RIO CLARO 2010 1 REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CAPÍTULO I Da Origem, Finalidades e das Modalidades Art. 1º -

Leia mais

FACULDADE LEÃO SAMPAIO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM IX SEMANA DE ENFERMAGEM. Edital 001/2014

FACULDADE LEÃO SAMPAIO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM IX SEMANA DE ENFERMAGEM. Edital 001/2014 FACULDADE LEÃO SAMPAIO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM IX SEMANA DE ENFERMAGEM Edital 001/2014 Dispõe sobre normas para inscrição de trabalhos científicos na IX Semana de Enfermagem da Faculdade Leão

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO. CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA e CURSO TÉCNICO EM REDES DE COMPUTADORES

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO. CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA e CURSO TÉCNICO EM REDES DE COMPUTADORES REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA e CURSO TÉCNICO EM REDES DE COMPUTADORES Os Cursos Técnicos da área de Informática (Informática e Redes de Computadores) estabelecem

Leia mais

Presidente da FUSVE Américo da Silva Carvalho. Vice-Presidente Executivo da FUSVE Antônio Orlando Izolani. Reitora da USS Ana Maria Severiano de Paiva

Presidente da FUSVE Américo da Silva Carvalho. Vice-Presidente Executivo da FUSVE Antônio Orlando Izolani. Reitora da USS Ana Maria Severiano de Paiva Presidente da FUSVE Américo da Silva Carvalho Vice-Presidente Executivo da FUSVE Antônio Orlando Izolani Reitora da USS Ana Maria Severiano de Paiva Vice-Reitor da USS Marco Antonio Soares de Souza Pró-Reitor

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso (Administração) ETEC TEOTÔNIO ALVES PEREIRA

Trabalho de Conclusão de Curso (Administração) ETEC TEOTÔNIO ALVES PEREIRA Trabalho de Conclusão de Curso (Administração) ETEC TEOTÔNIO ALVES PEREIRA Objetivo: Estas diretrizes têm por objetivo padronizar a apresentação dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) dos Cursos Técnicos

Leia mais

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DOS PRINCÍPIOS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DOS PRINCÍPIOS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DOS PRINCÍPIOS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) tem os seguintes princípios: 1.1 Consolidar o ISEAT na

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CAPÍTULO I

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CAPÍTULO I REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING Dispõe sobre o Acompanhamento e Orientação do Estágio do Curso Superior de Tecnologia em Marketing da Faculdade de Castanhal.

Leia mais

GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) Mestrado Profissional em Metrologia e Qualidade Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial 2010 APRESENTAÇÃO

Leia mais

MODELO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA

MODELO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA MODELO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE MATERIAIS Elaborado por Prof. Dr. Rodrigo Sampaio Fernandes Um projeto de pesquisa consiste em um documento no qual

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 153/2005-CEPE/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 153/2005-CEPE/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 153/2005-CEPE/UNICENTRO Aprova o Regulamento de Estágio Curricular do Curso de Comunicação Social/Publicidade e Propaganda da UNICENTRO e dá outras providências. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL

Leia mais

Manual para Elaboração do Relatório Final de Estágio

Manual para Elaboração do Relatório Final de Estágio Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul Manual para Elaboração do Relatório Final de Estágio Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul

Leia mais

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT TRABALHOS ACADÊMICOS:

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT TRABALHOS ACADÊMICOS: MANUAL PARA TCC www.etecmonteaprazivel.com.br Estrada do Bacuri s/n Caixa Postal 145 Monte Aprazível SP CEP 15150-000 Tel.: (17) 3275.1522 Fax: (17) 3275.1841 NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL

NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL AQUIDAUANA MS 2009 1. PAPEL E PROCESSO DE MULTIPLICAÇÃO O papel

Leia mais

COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA

COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA O I Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência e Tecnologia/FACIT oportunizará a apresentação de Trabalhos Científicos sob a forma de Comunicação Oral para professores, profissionais

Leia mais

FACULDADE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E CULTURA FABEC BRASIL REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

FACULDADE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E CULTURA FABEC BRASIL REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FABEC BRASIL REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Artigo 1º - O presente regulamento tem por finalidade normatizar as atividades relacionadas ao Trabalho

Leia mais

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2 UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA COORDENAÇÃO ADJUNTA DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT Editoração do Trabalho Acadêmico 1 Formato 1.1. Os trabalhos devem ser digitados em papel A-4 (210 X297 mm) apenas no anverso (frente) da folha. 2 Tipo e tamanho

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS Revisão: setembro/2012 Escola SENAI Santos Dumont CFP 3.02 Rua Pedro Rachid, 304 Santana São José dos Campos - SP Fone: (12) 3519-4850 Fax: (12) 3922-9060 ELABORAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE ACOMPANHAMENTO E ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES CAPÍTULO I

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE ACOMPANHAMENTO E ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES CAPÍTULO I REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE ACOMPANHAMENTO E ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Dispõe sobre o Acompanhamento e Orientação do Estágio do Curso Superior de

Leia mais

GUIA PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO E TCC - LOGÍSTICA

GUIA PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO E TCC - LOGÍSTICA GUIA PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO E TCC - LOGÍSTICA Este guia é um resumo das normas sobre Estágio e Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) contidos no Projeto Pedagógico do Curso Superior de Tecnologia em

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP CURSO: Ciências Contábeis

UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP CURSO: Ciências Contábeis UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP CURSO: Ciências Contábeis MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR Prezado aluno: A princípio, receba meus sinceros parabéns por ter chegado ao final do curso de Ciências

Leia mais

Orientações Gerais para as Disciplinas de Trabalho de Conclusão do Cursos de Sistemas para Internet IFRS - Câmpus Porto Alegre

Orientações Gerais para as Disciplinas de Trabalho de Conclusão do Cursos de Sistemas para Internet IFRS - Câmpus Porto Alegre Orientações Gerais para as Disciplinas de Trabalho de Conclusão do Cursos de Sistemas para Internet IFRS - Câmpus Porto Alegre Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul -

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1. APRESENTAÇÃO É essencial o uso de normas técnicas para uma boa apresentação e compreensão da leitura de um trabalho acadêmico-científico.

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. por. Fábio Zschornack Clarissa Tarragô Candotti CONCEPÇÃO E COMPOSIÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. por. Fábio Zschornack Clarissa Tarragô Candotti CONCEPÇÃO E COMPOSIÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS por Fábio Zschornack Clarissa Tarragô Candotti CONCEPÇÃO E COMPOSIÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR Conforme

Leia mais

NBR 14724/2011 ABNT NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 19/10/2011. Objetivo

NBR 14724/2011 ABNT NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 19/10/2011. Objetivo Objetivo ABNT Normas para elaboração de trabalhos científicos Esta Norma especifica os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos, visando sua apresentação à instituição Estrutura Parte

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO Escola Profissionalizante Francisca Nobre da Cruz Educação Profissional Credenciada pelo o parecer Nº 0484/2009 do CEE/CE, DOE nº 005 08.01.2010 Recredenciamento nº 1788/2013, DOE nº 216 18.11.2013 - Censo

Leia mais

4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Este capítulo visa a orientar a elaboração de artigos científicos para os cursos de graduação e de pós-graduação da FSG. Conforme a NBR 6022 (2003, p. 2),

Leia mais

NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL) Apresentação Gráfica

NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL) Apresentação Gráfica UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Faculdade de Educação UAB/UnB Curso de Especialização em Educação na Diversidade e Cidadania, com Ênfase em EJA Parceria MEC/SECAD NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL)

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO fevereiro 2012 2 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO 2 NORMAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I E II... 3 3 ESTRUTURA DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO...

Leia mais

Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos

Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos Padrão FEAD de normalização Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos Objetivo Visando padronizar os trabalhos científicos elaborados por alunos de nossa instituição Elaboramos este manual

Leia mais

REGRAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS

REGRAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS REGRAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS A Revista Ius Gentium é uma publicação anual do Curso de Direito (graduação e pós-graduação) da Faculdade Internacional de Curitiba, que visa: propiciar à comunidade

Leia mais

Associação Recifense de Educação e Cultura. Faculdade de Ciências Humanas ESUDA. Centro de Treinamento Especializado - CETE

Associação Recifense de Educação e Cultura. Faculdade de Ciências Humanas ESUDA. Centro de Treinamento Especializado - CETE Associação Recifense de Educação e Cultura Faculdade de Ciências Humanas ESUDA Centro de Treinamento Especializado - CETE I N F O R M A T I V O ARQUITETURA E URBANISMO 2015.2 Prezado(a) aluno(a), Bem-vindo

Leia mais

REGULAMENTO (ARTIGO CIENTÍFICO) X ENCONTRO BAIANO DOS ESTUDANTES DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Feira de Santana - BA

REGULAMENTO (ARTIGO CIENTÍFICO) X ENCONTRO BAIANO DOS ESTUDANTES DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Feira de Santana - BA REGULAMENTO (ARTIGO CIENTÍFICO) X ENCONTRO BAIANO DOS ESTUDANTES DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Feira de Santana - BA Capítulo I Do Local e Data de Realização Art. 1 - O Prêmio do X EBECIC realizar-se-á no Anfiteatro

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A):

ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A): ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A): MATRÍCUL A ALUNO (A) REUNI ÃO ORIENTAÇ ÕES TCC Entregue Corrigida Nota Assinatura do Orientador: Data: / / Assinatura do Orientador: Data: / / Assinatura do Orientador:

Leia mais

2. Desenvolver Pesquisa de Campo sobre uma pequena empresa conforme modelo de pesquisa anexo.

2. Desenvolver Pesquisa de Campo sobre uma pequena empresa conforme modelo de pesquisa anexo. 1 1. ESTÁGIO SUPERVISIONADO 2. OBJETIVO Resolução nº 01 de 02/02/2004 do Conselho Nacional de Educação CNEC/CN/MEC. Proporcionar ao estudante oportunidade de desenvolver suas habilidades, analisar situações

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE GOVERNADOR VALADARES

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE GOVERNADOR VALADARES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE GOVERNADOR VALADARES FUNDAÇÃO FUPAC GOVERNADOR VALADARES 2010 TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO INTRODUÇÃO Todo aluno

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO/PUBLICIDADE E PROPAGANDA COORDENAÇÃO DE TCC

FACULDADE SETE DE SETEMBRO COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO/PUBLICIDADE E PROPAGANDA COORDENAÇÃO DE TCC REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art.1º. Este regulamento disciplina o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de Comunicação Social (Cursos de Jornalismo

Leia mais

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO HOSPITALAR PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Elaborar um estudo acerca Estrutura e Funcionamento do Sistema de Saúde Pública e Privada no Brasil.

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Andersown Becher Paes de Barros * Ideraldo Bonafé ** RESUMO Este trabalho apresenta

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES. Coordenação de Estágio e Trabalho de Conclusão.

MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES. Coordenação de Estágio e Trabalho de Conclusão. MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES Porto Alegre/RS 2014 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. O ESTÁGIO... 3 3. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL DO ESTÁGIO... 3 4. OBJETIVOS DO ESTÁGIO... 3

Leia mais

F A C U L D A D E N A Z A R E N A D O B R A S I L REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO B A C H A R E L A D O E M T E O L O G I A

F A C U L D A D E N A Z A R E N A D O B R A S I L REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO B A C H A R E L A D O E M T E O L O G I A F A C U L D A D E N A Z A R E N A D O B R A S I L REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO B A C H A R E L A D O E M T E O L O G I A 2 CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM GESTÃO EDUCACIONAL

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM GESTÃO EDUCACIONAL CENTRO UNIVERSITÁRIO PAULISTANO UniPaulistana Departamento de Pedagogia MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM GESTÃO EDUCACIONAL PEDAGOGIA GESTÃO EDUCACIONAL São Paulo 2008 R. Madre Cabrini, 38 Vila Mariana

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE INGRESSO E VITALICIAMENTO DOS NOVOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE INGRESSO E VITALICIAMENTO DOS NOVOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ GESTÃO2010/2012 ESCOLASUPERIORDOMINISTÉRIOPÚBLICO(Art.1ºdaLei11.592/89) Credenciada pelo Parecer 559/2008, de 10/12/08, do CEC (Art. 10, IV da Lei Federal n.º 9.394, de 26/12/1996 - LDB) NORMAS PARA ELABORAÇÃO

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

II JORNADA DO CONHECIMENTO Faculdade Católica Paulista. II JORNADA DO CONHECIMENTO DA FACULDADE CATÓLICA PAULISTA Edital 01/2015

II JORNADA DO CONHECIMENTO Faculdade Católica Paulista. II JORNADA DO CONHECIMENTO DA FACULDADE CATÓLICA PAULISTA Edital 01/2015 II JORNADA DO CONHECIMENTO DA FACULDADE CATÓLICA PAULISTA Edital 01/2015 A Diretoria Acadêmica da, no uso de suas atribuições, torna pública a abertura de inscrições para participação na II Jornada do

Leia mais

Orientações de Estágio. Pedagogia 4 Semestre

Orientações de Estágio. Pedagogia 4 Semestre Orientações de Estágio Pedagogia 4 Semestre 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 1. ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA... 3 1.1 - Responsabilidades da Monitoria do Estágio Supervisionado:... 4 1.2 - Responsabilidades

Leia mais

PROPAGARE REVISTA CIENTÍFICA DA FACULDADE CAMPO REAL REVISTA PROPAGARE

PROPAGARE REVISTA CIENTÍFICA DA FACULDADE CAMPO REAL REVISTA PROPAGARE REVISTA PROPAGARE A Revista PROPAGARE, publicação da Faculdade Campo Real, criada em 2010, é dirigida à comunidade científica. A PROPAGARE reúne, debate coopera e propaga conhecimento para o progresso

Leia mais

Manual TCC Administração

Manual TCC Administração 1 Manual TCC Administração 2013 2 Faculdade Marista Diretor Geral Ir. Ailton dos Santos Arruda Diretora Administrativo-Financeiro Sra. Rafaella Nóbrega Coordenador do Curso de Administração e Gestão de

Leia mais

II JORNADA DO CONHECIMENTO Faculdade Católica Paulista. II JORNADA DO CONHECIMENTO DA FACULDADE CATÓLICA PAULISTA Edital 02/2015

II JORNADA DO CONHECIMENTO Faculdade Católica Paulista. II JORNADA DO CONHECIMENTO DA FACULDADE CATÓLICA PAULISTA Edital 02/2015 II JORNADA DO CONHECIMENTO DA FACULDADE CATÓLICA PAULISTA Edital 02/2015 A Diretoria Acadêmica da, no uso de suas atribuições, torna pública a alteração do período de realização da II Jornada do Conhecimento,

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP. FACULDADE (do aluno) CURSO. TÍTULO DO PROJETO Subtítulo do Projeto AUTOR DO PROJETO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP. FACULDADE (do aluno) CURSO. TÍTULO DO PROJETO Subtítulo do Projeto AUTOR DO PROJETO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP FACULDADE (do aluno) CURSO TÍTULO DO PROJETO Subtítulo do Projeto AUTOR DO PROJETO TÍTULO DO RELATÓRIO AUTOR(ES) DO RELATÓRIO SÃO PAULO 200_ NOTA PRÉVIA

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS CURSO DE PSICOLOGIA UNIDADE SÃO GABRIEL

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS CURSO DE PSICOLOGIA UNIDADE SÃO GABRIEL 1 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS CURSO DE PSICOLOGIA UNIDADE SÃO GABRIEL DIRETRIZES PARA O PROCESSO DE AVALIAÇÃO DAS DISCIPLINAS DE ORIENTAÇÃO DE MONOGRAFIA I E II Considerando os problemas

Leia mais

Regulamento Estágio Curricular Obrigatório

Regulamento Estágio Curricular Obrigatório Regulamento Estágio Curricular Obrigatório CST em Fabricação Mecânica CST em Gestão de Recursos Humanos CST em Mecatrônica Industrial 1 CAPÍTULO I DA JUSTIFICATIVA E FINALIDADES Art. 1º - O programa de

Leia mais

MANUAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Técnico em Informática

MANUAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Técnico em Informática INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS - CAMPUS AVANÇADO SÃO JOÃO DEL-REI MANUAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Técnico em Informática APRESENTAÇÃO O objetivo do presente

Leia mais

REGULAMENTO GERAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO LICENCIATURA

REGULAMENTO GERAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO LICENCIATURA REGULAMENTO GERAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO LICENCIATURA APRESENTAÇÃO 1. CARGA HORÁRIA DE ESTÁGIO 2. A COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS 2.1. SUPERVISÃO GERAL DE ESTÁGIOS 2.2. COORDENADORES DE CURSO 2.3. PROFESSORES

Leia mais

GESTÃO EMPRESARIAL. PIM I Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO EMPRESARIAL. PIM I Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO EMPRESARIAL PIM I Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrição e Análise de Práticas de Gestão Organizacional em uma Empresa. OBS: O Projeto deverá

Leia mais

REGIMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TURISMO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

REGIMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TURISMO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS REGIMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TURISMO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Os estágios curriculares do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo do Instituto

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FACULDADE DE EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FACULDADE DE EDUCAÇÃO NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CURSO DE PEDAGOGIA, LICENCIATURA EM FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL PARA CRIANÇAS, JOVENS E ADULTOS E BACHARELADO

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO - ESCOLA DE NEGÓCIOS. CURSOS: ADMINISTRAÇÃO, COMÉRCIO EXTERIOR e CIÊNCIAS CONTÁBEIS MANUAL DE ESTÁGIO ESCOLA DE NEGÓCIOS

MANUAL DE ESTÁGIO - ESCOLA DE NEGÓCIOS. CURSOS: ADMINISTRAÇÃO, COMÉRCIO EXTERIOR e CIÊNCIAS CONTÁBEIS MANUAL DE ESTÁGIO ESCOLA DE NEGÓCIOS MANUAL DE ESTÁGIO ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE COMÉRCIO EXTERIOR CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Profª. Dra. Neyde Lopes de Souza Prof. Ms. Luiz Vieira da Costa SUMÁRIO Pág. 1. Apresentação...

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DE CASSILÂNDIA - FIC PÓS GRADUAÇÃO Lato sensu

FACULDADES INTEGRADAS DE CASSILÂNDIA - FIC PÓS GRADUAÇÃO Lato sensu FACULDADES INTEGRADAS DE CASSILÂNDIA - FIC PÓS GRADUAÇÃO Lato sensu MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DA MONOGRAFIA DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO Lato sensu DA FIC Cassilândia - 2010 APRESENTAÇÃO Este

Leia mais