Projeto Educação Alimentar

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Projeto Educação Alimentar"

Transcrição

1 Projeto Educação Alimentar Objetivo: Sensibilizar a comunidade educativa para a data do Dia Mundial da Alimentação. Estratégia: Estabelecer contatos com os coordenadores de núcleo e diretores de turma. Indicador(s): Número de núcleos e ou turmas que realizaram atividades no âmbito do Dia Mundial da alimentação. Meta(s): % de núcleos e turmas que participaram ativamente na atividade proposta. Grelhas com as atividades realizadas. Reunião com os coordenadores de núcleo e Conhecimento por parte dos Recursos utilizados/recursos previstos diretores de turma propondo e motivando coordenadores de núcleo e diretores para a realização de projetos e ou atividades de turma do projeto e sensibilização dos mesmos para desenvolver atividades no âmbito do dia mundial da alimentação. Constituição de um dossier de atividades de Não Executado Optou-se pela utilização apoio e envio para as escolas (1ºciclo) da plataforma Moodle para a divulgação de propostas de atividades Recolha e partilha das atividades realizadas Pela 1ª vez foram partilhadas, através na EBI, no âmbito do Dia Mundial da da página Moodle, algumas das Alimentação. atividades desenvolvidas pela escola no âmbito do dia mundial da

2 alimentação. Dar a conhecer à comunidade educativa atividades desenvolvidas pela escola. Objetivo: Proporcionar um conjunto de estratégias que facilitem a implementação do projeto da Educação alimentar. Estratégia: Transmitir e motivar os participantes através da divulgação do projeto. Indicador(s): % de participantes no projeto. Meta(s): Motivar a participação no projeto (% de escolas e alunos no projeto). Elaboração e distribuição de panfleto Não executado Recursos utilizados/recursos previstos A equipa considerou informativo que toda a comunidade docente já estava informada da existência do projeto (atividades/ objetivos) através da reunião realizada e da página Moodle e também devido à implicação de verbas. Partilha de atividades na Plataforma Moodle 5 núcleos divulgaram as atividades Nota informativa a todos os Devido à falta de desenvolvidas (JI F.O.C., JI BA4, JI coordenadores de departamento. hábito, pelas as de São Brás, EB1/JI de Santa Rita e Página Moodle escolas/docentes, de

3 Divulgação das atividades a desenvolver e desenvolvidas na página EB1/JI de Aldeia Nova) e 1 turma Computador cidadania III Dar a conhecer o projeto à Criação de página sobre o projeto no comunidade escolar (ver página Moodle. Computador. Moodle - projeto educação alimentar). divulgação dos trabalhos desenvolvidos, verificou-se um nº reduzido de colaborações, apesar de terem demonstrado interesse em fazê-lo. Objetivos: -Promover Estilos de Vida Saudáveis na população escolar; -Articular com restantes intervenientes da Saúde Escolar ou outros profissionais necessários. Estratégia: Reforço das ações de prevenção e promoção da Saúde junto da Comunidade Escolar. Indicador(s): Número de alunos com 5 e 6 anos (idades chave do PRSESIJ) que assistiram à sessão. Meta(s): Adoção de comportamentos e estilos de vida saudáveis no combate à obesidade, nomeadamente, alimentação saudável, atividade física e saúde oral. Atividade Aprende a Comer com a Fada 9 sessões (1hora cada) Recursos utilizados/recursos previstos Transporte A sessão realizada na EB1/JI do Dentinho EB1/JI de Irmãos Goulart Custo com Pessoal Cabo da Praia foi solicitada a Previstos 20 crianças Computador posteriori (não estava programada com 5 anos (JI) e 18 alunos Projetor no plano de atividades).

4 com 6 anos (1º ano) Presentes 18 crianças e 12 alunos EB1/JI da Base Aérea nº 4 Previstos 12 crianças com 5 anos (JI) e 18 alunos com 6 anos (1º ano) Presentes 12 crianças e 18 alunos EB1/JI de Santa Rita Previstos 18 crianças com 5 anos (JI) e 10 alunos com 6 anos (1º ano) Presentes 13 crianças e 10 alunos EB1/JI Francisco Ornelas da Câmara Previstos 41 crianças com 5 anos (JI) e 60 alunos com 6 anos (1º ano) Presentes 36 crianças e 55 alunos EB1/JI do Cabo da Praia Previstos 9 crianças com 5 anos (JI) e 17 alunos com 6 anos (1º ano) Presentes 7 crianças e

5 16 alunos Objetivos: -Promover Estilos de Vida Saudáveis na população escolar; -Articular com restantes intervenientes da Saúde Escolar ou outros profissionais necessários. Estratégia: Reforço das ações de prevenção e promoção da Saúde junto da Comunidade Escolar. Indicador(s): Número de alunos do 6º ano (idade chave do PRSESIJ) que assistiram à sessão. Meta(s): Esclarecer os alunos sobre os métodos de seleção do menu vencedor e sobre os critérios da elaboração de uma ementa escolar. Tema: Ementas Saudáveis 1 sessão Recursos utilizados/recursos previstos Transporte Ação de sensibilização e esclarecimento Previstos 137 alunos do 6º ano Custo com Pessoal sobre os métodos de seleção do menu Presentes 175 alunos Computador vencedor e sobre os critérios de Projetor elaboração de uma ementa escolar Microfone

6 Objetivos: -Promover Estilos de Vida Saudáveis na população escolar; -Articular com restantes intervenientes da Saúde Escolar ou outros profissionais necessários. Estratégia: Reforço das ações de prevenção e promoção da Saúde junto da Comunidade Escolar. Indicador(s): Número de alunos com presentes na atividade. Meta(s): Adoção de comportamentos e estilos de vida saudáveis, em particular, a alimentação saudável. Recursos utilizados/recursos previstos A EB1/JI da Aldeia Nova Apreciação e perguntas sobre o trabalho Total de alunos da Escola Transporte não comunicou elaborado por todos os alunos da EB1/JI da 118 alunos presentes Custo com Pessoal atempadamente connosco Aldeia Nova, alusivo ao Dia Mundial da sobre os objetivos da Alimentação intervenção solicitada. Pelo que no próprio dia, nos deparámos com uma apresentação elaborada por todos os alunos da Escola e não com um grupo restrito como previsto.

7 Objetivos: -Promover Estilos de Vida Saudáveis na população escolar; -Articular com restantes intervenientes da Saúde Escolar ou outros profissionais necessários. Estratégia: Avaliação ponderal dos alunos. Indicador(s): Número de alunos avaliados. Meta(s): Transpor os valores de IMC para valores de percentis e encaminhar os casos prioritários para a consulta de nutrição e saúde infanto-juvenil. Recursos utilizados/recursos previstos Passagem dos valores de IMC para Numa comunidade de 1703 Computador 29 alunos não foram avaliados por terem sido valores de percentis, de acordo alunos, foram avaliados 1674 Base de dados transferidos ou por não existirem dados com o sexo e a idade de cada Tabelas do Centers for suficientes para calcular o IMC aluno (rastreio de peso e estatura Disease Control aos alunos efetuado pelos docentes da Escola) Foram encaminhados 42 Balança Encaminhamento dos casos alunos (maioritariamente do 1º Estadiómetro

8 prioritários para a consulta de nutrição infanto-juvenil do CSPV Ciclo) Fita métrica Protocolo de consulta Programa informático Consultórios Telemóvel de Serviço Telefone de Serviço Objetivos: -Promover Estilos de Vida Saudáveis na população escolar; -Articular com restantes intervenientes da Saúde Escolar ou outros profissionais necessários. Estratégia: Reforço das ações de prevenção e promoção da Saúde junto da Comunidade Escolar. Indicador(s): Número de refeições servidas pela escola. Meta(s): Adoção de comportamentos e estilos de vida saudáveis. Melhoria do estado nutricional dos alunos. Recursos utilizados/recursos previstos A ementa que não foi Avaliação mensal das ementas da Escola 9 ementas avaliadas Custo com pessoal avaliada corresponde ao (Setembro de 2011 a Junho de 2012) 1 ementa por avaliar (90%) Computador Internet Correio eletrónico do serviço mês de Abril. Foi enviada pela Escola a meados do referido mês, não tendo sido Servidas cerca de 700 refeições/dia possível executar a sua avaliação.

9 Objetivos: -Promover Estilos de Vida Saudáveis na população escolar; -Articular com restantes intervenientes da Saúde Escolar ou outros profissionais necessários. Estratégia: Reforço das ações de prevenção e promoção da Saúde junto da Comunidade Escolar Indicador(s): Elaboração de um relatório com os principais pontos a corrigir Meta(s): Melhoria do estado dos equipamentos e materiais da cozinha. Avaliação do espaço e equipamentos da Entrega de um relatório ao Conselho Recursos utilizados/recursos previstos Custo com pessoal cozinha (higiene e segurança alimentar) Executivo da Escola com os principais Computador pontos a melhorar Internet Correio eletrónico do serviço Objetivos: -Promover Estilos de Vida Saudáveis na população escolar; -Articular com restantes intervenientes da Saúde Escolar ou outros profissionais necessários. Estratégia: Reforço das ações de prevenção e promoção da Saúde junto da Comunidade Escolar Indicador(s): Nº de formandos Meta(s): Melhoria das boas práticas na manipulação de alimentos e aquisição de competências sobre receitas saudáveis e saborosas. Recursos utilizados/recursos previstos 7 formandos Custo com pessoal

10 Formação sobre Higiene, Segurança e Qualidade Alimentar Grau de satisfação máximo (de 1 a Computador 5) = 100% Projetor Internet Cozinha Materiais de cozinha Géneros alimentícios Objetivos: -Promover Estilos de Vida Saudáveis na população escolar; -Articular com restantes intervenientes da Saúde Escolar ou outros profissionais necessários. Estratégia: Reforço das ações de prevenção e promoção da Saúde junto da Comunidade Escolar Indicador(s): Sem efeito Meta(s): Sem efeito Recursos utilizados/recursos previstos

11 Sessões do projeto Perturbações do Comportamento Alimentar: Deteção Precoce Sem efeito Sem efeito (será entregue pelo Psicólogo, logo que possível) Objetivos: -Promover Estilos de Vida Saudáveis na população escolar; -Articular com restantes intervenientes da Saúde Escolar ou outros profissionais necessários. Estratégia: Reforço das ações de prevenção e promoção da Saúde junto da Comunidade Escolar Indicador(s): Nº de pais e de alunos que participaram na atividade Meta(s): Informar sobre a quantidade de açúcar, sal e gordura presentes em alguns dos alimentos mais consumidos pelos adultos e pelas crianças; obesidade Atividade prática sobre Eco Peddy Previstos 200 pais Recursos utilizados/recursos previstos Embalagens de alimentos Esta atividade não estava Paper IV Previstos 100 alunos Pacotinhos de açúcar contemplada no plano de atividades. Taça de vidro grande Foi solicitada no fim do 3º Período. Presentes 89 pais Colheres de café, chá e Presentes 83 alunos sobremesa Objetivo: Sensibilizar os pais para o seu papel crucial, enquanto modelos, na promoção de comportamentos (alimentares) saudáveis nas crianças Estratégia: Realização de ação de sensibilização Indicador(s): nº de participantes. Opinião dos participantes.

12 Meta(s): Sensibilizar para uma alimentação adequada Organização da ação de sensibilização (o Executado Recursos utilizados/recursos previstos Fotocópias espaço, nota informativa, cartaz e ou Impressão de folhetos panfleto de divulgação, inscrição e ficha de avaliação) Ação de sensibilização o papel dos pais na Executado Auditório da EBI promoção de comportamentos alimentares 51 inscritos Computador adequados e saudáveis nas crianças 22 presentes Oradores: psicóloga da escola Ana Fevereiro e nutricionista do CSPV Ana Carrapa (Nutrição na infância). Análise da avaliação dos participantes Avaliação da temática/ação: Grelha - 75% importante Computador - 25% muito importante -100% temática pertinente.

13 Objetivo: Sensibilizar para a cultura biológica e para as suas técnicas de cultivo Estratégia: Visitas de estudo Indicador(s): nº de turmas. das grelhas de avaliação. Meta(s): Alertar para uma alimentação saudável e variada. Proporcionar novos conhecimentos e experiências. Dar continuidade às visitas iniciadas no ano letivo anterior. Recursos utilizados/recursos previstos Visitas à quinta Biofontinhas Não executado Indisponibilidade pelo responsável pela quinta Biofontinhas Objetivo: Estabelecer uma relação entre estatura e o peso do aluno, indicando se existe consonância entre as duas medidas e envio à equipa do C.S.P.V. para estudo e análise dos dados. Estratégia: Efetuar o rastreio nas escolas Indicador(s): % de alunos rastreados Meta(s): Avaliar alunos quanto ao IMC facilitando o seu encaminhamento quando necessário. Recursos utilizados/recursos previstos

14 Realizar o rastreio a todos os alunos, no início do ano letivo Realizar o rastreio a todos os alunos, 1 mês antes do final do ano Realizar o tratamento dos dados recolhidos, a fim de se estabelecer a relação pretendida entre peso e a estatura do aluno 1674 alunos rastreados de um Professores de educação física universo de 1703 Protocolo de Medição Antropométrica Balança Computador Executado Professores de educação física Protocolo de Medição Antropométrica Balança Computador Executado no início do ano letivo e Professor de educação física dados enviados à nutricionista do Computador C.S.P.V. com o objetivo de fazerem a passagem dos valores de IMC para valores de percentis, de acordo com o sexo e a idade de cada aluno e posterior encaminhamento dos casos prioritários para a consulta de nutrição infanto-juvenil do CSPV Objetivo: Consciencializar os pais dos alunos para a relação entre a nossa dinâmica afetiva e a sua expressão através da forma como nos alimentamos Estratégia: Realização de palestra Indicador(s): % de participantes. Análise da opinião dos participantes Meta(s): Consciencializar os pais e encarregados de educação para temáticas pouco debatidas

15 Recursos utilizados/recursos previstos Palestra Os afetos e alimentação Não executado Indisponibilidade do preletor devido a falta de tempo. Objetivo: Articular com os restantes intervenientes de Saúde Escolar e apoiar as atividades desenvolvidas na escola no âmbito da alimentação. Estratégia: Levantamento das necessidades com os outros intervenientes. Preparação do material necessário atempadamente. Indicador(s): Observação direta do desenrolar da atividade. Meta(s): Bom funcionamento e organização ao nível do espaço. Apoio logístico ao concurso de sopas a Executado. Bom funcionamento e Recursos utilizados/recursos previstos Toalhas, cartazes de identificação das Não planeada. realizar no âmbito das II Jornadas de Saúde organização. sopas, boletins de voto, elementos Escolar. decorativos da sala, tigelas, talheres, guardanapos,

16 Projeto: Alimentação XS Objetivo: Envolver os pais e os alunos na educação de uma alimentação saudável como prevenção de diversas doenças, sem nunca esquecer a tradição culinária da ilha. Implementar o referencial curricular para a educação básica na região autónoma dos açores - CREB Estratégia: Promover o trabalho colaborativo e a negociação. Fomentar a reflexão sobre o conteúdo de aprendizagens. Estimular a reflexão sobre o processo de aprendizagem. Apelar à criatividade e ao pensamento divergente. Indicador(s): Nº de alunos que participaram, trabalhos realizados (ilustrações) e as receitas alteradas. Meta(s): Criar composições a partir de observações diretas e de realidades imaginadas utilizando os elementos e os meios da expressão visual. Desenvolver a capacidade de compreender a sua própria cultura alertando para os cuidados necessários a uma alimentação saudável e aos perigos inerentes. Construção de um livro digital. Envolvimento da família na atividade escolar. Recolha de receitas tradicionais, pelos Envolvimento da família nas Recursos utilizados/recursos previstos Pais, avós, outros, alunos atividades escolares. Livros de culinária tradicional e outros. Nº de alunos:78 do 7ºano Nº de receitas recolhidas: 40 Reestruturação da receita para a tornar Trabalho colaborativo com as Nutricionista do CSPV e membro da saudável nutricionistas do C.S.P.V. equipa do projeto de educação Nº de receitas trabalhadas: 9 alimentar Consciencialização da culinária regional e adaptação dos pratos tradicionais para pratos mais saudáveis.

17 Abordagem ao tema: alimentação saudável/equilibrada e as doenças provocadas por má alimentação Ilustração das receitas pelos alunos, em suporte de papel/digital Digitalização dos trabalhos dos alunos e elaboração de um livro digital Introdução das receitas na ementa da escola, por um ou mais dias Palestra sobre o tema da alimentação saudável e as consequências da má alimentação, como: obesidade e a diabetes infantil Despertar os alunos para a Internet importância de uma alimentação PowerPoint saudável. Variedade de trabalhos realizados Madeira, cola, barro, plasticina, papel, utilizando diferentes técnicas e guache, aguarela, gesso, material aplicação de conhecimentos. recicláveis, Livros diversos sobre ilustração e imagens (para apoio) Elaboração e apresentação do livro Computador digital. Máquina fotográfica Projeção do livro átrio da entrada da Scanner escola. Programas informáticos específicos Registar as aprendizagens. Internet Não executado Não executado Falta de tempo Falta de tempo

18 Exemplo de algumas ilustrações utilizadas na ilustração do livro. Projeto Boas Maneiras Bons Hábitos JI FOC Objetivo: Fazer da hora de almoço um momento calmo, tranquilo e de qualidade. Utilizar os espaços da escola respeitando a si e os outros. Estratégia: Realização de reuniões de trabalho. Elaboração e implementação de quadro de registo. Fomentar conversas/diálogos sobre o mesmo (levar a criança a refletir sobre a sua importância, ouvir e registar as suas observações. Indicador(s): Análise dos comportamentos através da observação direta. Executado ou não. Meta(s): Mudança de atitudes e comportamentos. Apresentação do projeto aos educadores de infância titulares, assistentes operacionais e pais. Apresentação do projeto nas diferentes salas, os instrumentos de trabalho e seu funcionamento. Explorar a aprender a canção de marcha que servira para nos acompanhar no percurso sala/refeitório. Permitiu que todos os intervenientes ficassem a conhecer as razões da existência do projeto, como vai decorrer a sua implementação/ avaliação. Motivou e despertou interesse para a participação no mesmo. Participaram 5 salas/93 crianças Fazer do percurso um momento organizado e calmo. Recursos utilizados/recursos previstos Computador Fotocópias Computador e quadro de registo (papel de cenário, papel autocolante, impressão de fotografias e cola) Cartaz Regras do refeitório regras à Passaram a reconhecer situações Papel de cenário colorido, impressão Justificação dos desvios

19 mesa Implementar o quadro de Comportamentos e a sua avaliação (entrega de crachás semanalmente e entrega de faixas, por sala, no final de cada período) de comportamentos corretos e de imagens, papel autocolante e incorretos, não só se corrigindo cola. como chamando a atenção aos outros. Verificou-se alteração em alguns Fotocópias das grelhas semanais e hábitos/atitudes menos corretas no dos crachás refeitório. Com o passar do tempo Papel A4 e A3 demonstraram controlo progressivo Cartolinas do seu comportamento com base Papel autocolante nas regras estabelecidas. Marcadores Manifestação de satisfação e Máquina fotográfica orgulho no seu comportamento, Impressora bem como, os pais. Empenhamento Cola em obter uma boa avaliação e em Quanto aos recursos financeiros autoavaliar-se diária e utilizados não existiam, assim sendo, semanalmente. utilizaram-se as verbas destinadas à Foram entregues entre 63 a 74 compra de material para as salas e crachás semanalmente, resultando financiamento pessoal. de bom comportamento. Em média por sala, 82% a 98% obtiveram sempre Bom comportamento.

20 Objetivo: Compreender a importância de uma alimentação variada. Estratégia: Exploração de histórias. Visualização de PowerPoint. Promover debate entre o grupo. Fazer inquéritos aos pais. Indicador(s): % de participação de pais. Observação direta. Meta(s): Alterar hábitos alimentares e envolver a família do projeto. Explorar histórias relacionadas com Despertar para novos conhecimentos Recursos utilizados/recursos previstos Livros, papel, cartolinas e marcadores. alimentos e elaborar registo das e para a consciencialização de uma aprendizagens. alimentação saudável, resultando nas crianças novas aprendizagem. Visualizar PowerPoint da roda dos alimentos Conhecer a roda dos alimentos e as Computador, PowerPoint e papel. promovendo o debate. suas características. Construção de uma roda de alimentos com alimentos reais. Conhecerem a roda dos alimentos, os alimentos saudáveis e os menos Papel, cartolinas, fotocópias, alimentos reais. saudáveis.

21 Inquérito aos pais sobre hábitos alimentares saudáveis. Analise do inquérito através da elaboração de registos, gráficos, Observação das quantidades de cada alimento para uma refeição e elaboração de cartaz para fixar no refeitório (utilizando a medida da mão) Exploração de jogos e fichas de trabalho relacionadas com a alimentação Tomar consciência sobre o que devem ou não comer e as quantidades (mais de menos de ) e que independentemente das suas preferências é importante variar a alimentação. Permitiu o envolvimento da família na vida do jardim-deinfância, bem como a divulgação das aprendizagens das crianças (através da exposição dos trabalhos realizados junto à roda dos alimentos) e a interação com os outros níveis de ensino da escola (visitas à roda dos alimentos). Envolvimento da família. Fotocopias dos questionários, papel, Conhecimento dos hábitos marcadores. alimentares de cada criança e reflexão sobre estes. Não executado Avaliação da aquisição de Fotocopias. Jogos. Panfletos com competências, da temática alimentos, cola e tesoura. trabalhada. Nº elevado de propostas de atividades para o tempo disponível. Devido à falta de transporte o desfile realizou-se no espaço escolar.

22 Objetivo: Tomar consciência da importância de ter Boas Maneiras à Mesa. Estratégia: Visualização de PowerPoint. Exploração de livros relacionados com a temática. Análise de fotografias. Indicador(s): Observação de alteração de comportamentos à mesa. % de alunos que receberam crachás. Meta(s): Tomar a refeição num ambiente agradável e criar bons hábitos à mesa. Visualizar PowerPoint, fotografias e livro Consolidar conhecimentos. Verificou- Recursos utilizados/recursos previstos Computador, PowerPoint criado relacionados com a temática, promover o se que as crianças apresentaram, de propositadamente, livros de boas debate e registar as aprendizagens através forma crescente, alterações em maneiras, máquina fotográfica, do registo gráfico ou escrito. alguns hábitos à mesa, como por ex: impressão de fotografias, papel e estar sentado direito, utilizar marcadores corretamente os talheres, utilizar o

23 guardanapo, colocar corretamente os talheres no fim da refeição e comer de forma adequada (não espalhar a comida, comer devagar, comer de boca fechada, ter a boca vazia e limpar antes de beber ). Alterações de hábitos também em casa (testemunhos dos pais). Elaborar panfleto para enviar aos pais (as Não executado crianças que já trabalharam a temática o ano anterior) Dramatizar comportamentos adequados e não adequados Avaliação das aprendizagens. Materiais de cozinha (área do faz de conta) Máquina fotográfica Objetivo: Tomar consciência da importância de um bom pequeno-almoço. Transmitir a ideia que o pequeno-almoço é uma refeição obrigatório para o dia começar bem. Estratégia: Exploração de canções e poemas. Pesquisa na internet. Elaboração de cartazes. Promover debates e conversas sobre a temática. Fazer registos. Inquéritos. Indicador(s): Registo de dados recebidos. % de pais que participaram. Observação direta dos comportamentos e aprendizagens. Meta(s): Alteração de hábitos menos corretos. Recursos utilizados/recursos previstos

24 Explorar canções O pequeno-almoço e dialogar sobre o seu conteúdo e a sua importância. Investigar sobre diferentes pequenosalmoços (outros países) e elaborar registos Seriar de panfletos de produtos alimentares os utilizados no pequeno-almoço, elaborar ementas (recorte e colagem ou outras técnicas) Motivar para a temática. Promoção de Livro de canções, CD e computador. debate. Não executado. Tomar consciência do que é um Panfletos publicitários, tesouras, cola e pequeno-almoço saudável. papel Solicitação de alteração de alguns hábitos menos saudáveis em casa, por parte das crianças (testemunho de pais). Fazer inquérito oral às crianças e registar as Autoavaliação sobre a qualidade dos Só se realizaram os respostas e enviar inquérito aos pais. seus pequenos-almoços e avaliação inquéritos às crianças. Elaborar registos sobre as respostas obtidas do dos colegas (deteção de erros) (gráficos, desenho, ) Apresentação oral, por sala, de um pequeno- Valorização das aprendizagens. Cartolinas, fotocópias, lápis de cor, Não planificada almoço rico e saudável, no auditório. Debate Recolha de nova informação e marcadores, cola e tesoura. e esclarecimento por parte da nutricionista consolidação da adquirida. Auditório da escola. do C.S.P.V. cantar a canção do pequeno- Nutricionista estagiária do C.S.P.V. almoço e jogo selecionar alimentos para Embalagens de alimentos. um pequeno-almoço. Desenhos de alimentos pintados, recortados e plastificados.

25 Objetivo: Promover práticas de alimentação saudável. Divulgação do projeto à comunidade educativa. Estratégia: Utilização de materiais reais. Cozinhar pratos simples e saudáveis. Participação no desfile carnavalesco. Indicador(s): Executado ou não. Meta(s): Criar bons hábitos alimentares. Levar a escola à comunidade divulgando o trabalho e aprendizagens desenvolvidas pelas crianças. Confecionar um prato saudável na sala (se Não realizado Recursos utilizados/recursos previstos possível com a colaboração de alguns pais) com materiais. Construção dos adereços necessários para Participação dos pais através da Cartolina, papel crespo, marcadores, as fantasias de carnaval (chapéu de construção de um prato saudável plástico branco, pratos de plástico, cozinheiros e pratos) (materiais diversificados). esferovite, tintas, plasticina, Participar no desfile carnaval promovido pela Alertar a comunidade para a Câmara Municipal ou desfile pela escola importância da educação alimentar,

26 Master Chefe e distribuição de informação sobre as temáticas trabalhadas e aprendizagens feitas. desde cedo. Promoção/divulgação do trabalho realizado à comunidade educativa. Objetivo: Tomar consciência da importância de ter Bons hábitos: higiene oral e sensibilizar para a importância da qualidade alimentar na saúde oral. Estratégia: Apresentação de imagens. Promoção de diálogos. Utilização de fantoches. Utilização de utensílios e materiais reias relacionados com a higiene oral. Exploração de canções. Indicador(s): Executado ou não. Observarão direta de mudanças. Meta(s): Alteração de hábitos menos corretos. Apresentar imagens de doces, Executado. Consciencialização do Recursos utilizados/recursos previstos Cartões de imagens/fotografias promovendo o debate sobre os mesmos perigo dos doces. (quais os preferidos, em que quantidade os devemos comer, o que podem provocar, )

27 Apresentação de teatro de fantoches A história do dentinho. Exploração dos fantoches pelas crianças. Dramatização de vivências (lavagem dos dentes) utilizando diferentes materiais. Cantar canções relacionadas com a temática. Elaborar cartaz O Sr. Dente (alimentos que gosta/alimentos que não gosta). Executado. Consolidação das Fantoches e história aprendizagens. Executado. Consolidação das Objetos e materiais relacionados com aprendizagens. a higiene oral (escova de dentes, pasta, elixir, fio dental, ) Executado. Consolidação das aprendizagens. Executado. Consciencialização e Cartolinas, panfletos publicitários ou conhecimento dos alimentos imagens imprimidas, cola, fotocópias, saudáveis e perigosos. Objetivo: Sensibilizar para a importância do consumo diário de fruta e produtos hortícolas. Estratégia: Utilização de cartões. Promover debates. Degustação de alimentos confecionados pelas crianças. Indicador(s): Executado ou não. Meta(s): Criar novos hábitos alimentares.

28 Apresentar cartões aos alunos com fruta e Não executado Recursos utilizados/recursos previstos Não se realizou devido produtos hortícolas (identificar, nomear, ao nº reduzido de dias identificar características, agrupa-los, ) letivos no mês de abril O arco-íris cartaz com símbolo de Não executado diferentes cores, associar à cor o fruto ou produto hortícola. Fazer batidos de frutas e ou sumo de frutas. Não executado Fazer o registo das receitas e elaborar gráficos dos preferidos. Confecionar máscaras de legumes e/ou Não executado frutos, utilizando diferentes técnicas. Brincar livremente, dialogar sobre o que sabem de cada um. Objetivo: Descobrir diferentes produtos, identificar as suas características, a sua importância, o que lhes fornecem (energia). Estratégia: Visualização dos produtos reais. Promover debate do grupo. Utilização de fantoches. Exploração de diferentes técnicas de expressão plástica. Indicador(s): Executado ou não. Meta(s): Criar novos hábitos alimentares.

29 Apresentar diferentes produtos, Conhecer os alimentos que dão Recursos utilizados/recursos previstos Imagens, produtos reais, identificar as suas características, a sua energia. importância, o que lhe fornecem (energia) Construir fantoches de dedo com Não executado Falta de tempo imagens dos produtos, criar histórias ou recontar situações vividas. Fazer o registo escrita e/ou gráfico das mesmas. Utilizando massas de várias formas Executado Papel A4, cola, massas, (grãos de arroz, cereais e também leguminosas) fazer obras de arte (colagem). Construção de instrumentos música Executado Material de desperdício, (maracas) utilizando alimentos. leguminosas, papel autocolante, fita Utilização dos mesmos nas sessões de de várias cores,, cola, fita-cola, expressão musical.

30 Objetivo: Valorizar o trabalho e as aprendizagens das crianças e divulgação do trabalho realizado ao longo do ano. Estratégia: Organização de exposição. Indicador(s): Análise de registo de opinião dos visitantes. Meta(s): Promover a escola e as atividades nela desenvolvida. Expor os trabalhos realizados pelas crianças Executado. Recursos utilizados/recursos previstos Placar, trabalhos realizados ao longo ao longo do ano. Convidar os pais a do ano, cartolinas, cola, fita-cola, visitarem a exposição. impressão de fotografias, Apresentar os resultados do projeto ao Executado. Conselho executivo.

31 Adaptação do projeto Boas Maneiras Bons Hábitos EB1/JI Irmãos Goulart Objetivo: 1- Que as crianças adquiram hábitos de alimentação saudável. 2- Que as refeições (no refeitório da escola) sejam feitas num ambiente de calma e respeito. 3- Que as crianças apliquem regras de higiene. Estratégia: 1-Diversas ações de sensibilização sobre alimentação saudável. 2- Diversas ações de sensibilização sobre maneiras de estar à mesa; atribuição de prémios aos que evidenciarem um comportamento exemplar. 3- Diversas ações de sensibilização sobre normas de higiene. Indicador(s): 1- Diminuição da quantidade de alimentos que são rejeitados; aumento da rapidez ao ingerir a sopa e os legumes. 2- Comportamento correto em relação ao saber estar à mesa. 3- Aplicação das regras de higiene, antes e depois das refeições. Meta(s): Uma ação de sensibilização por período a todos os alunos da escola para atingir as seguintes metas: - Que até ao final do ano, todas as crianças sejam capazes de comer uma refeição completa sem ajuda. - Que até ao final do ano, algumas crianças sejam capazes de comer a sopa sem ajuda. - Que de forma gradual, a maior parte das crianças passe a ingerir legumes sem ser preciso alertar para isso. - Que o barulho no refeitório seja diminuído consideravelmente até ao fim de uma semana e um ambiente de calma seja mantido até ao final do ano. - Que até ao fim de uma semana, todas as crianças lavem as mãos antes das refeições Ações de sensibilização (a todos os Os alunos (especialmente os mais Recursos utilizados/recursos previstos Computador, Justificação dos desvios alunos da EB1/JI Irmãos Goulart velhos) demonstraram muito interesse e Projetor, Fontinhas) sobre hábitos de higiene, participaram fazendo muitas questões. PowerPoint alusivo ao tema. antes e depois das refeições; a Muitos pais relataram que a mensagem importância de uma alimentação foi levada para casa pelos seus filhos. saudável; maneiras de estar à mesa e no refeitório da escola. Construção de grelhas, para todas as Houve uma grande responsabilidade em Folhas A3, turmas, nas quais era registado pelo relação à escolha do chefe (que seria Fotocopias, chefe do dia o comportamento dos por ordem alfabética) bem como na Marcadores para cada turma decorar colegas durante as refeições, no refeitório marcação do código de comportamento.

32 da escola. Construção de autocolantes a distribuir por todos os alunos da escola, por forma a fomentar uma alimentação saudável. Elaboração de uma mesa especial decorada com a participação das crianças, onde comeriam aqueles que se destacassem pelo comportamento exemplar no refeitório da escola. Entrega e assinatura de um compromisso onde as crianças prometiam melhorar o seu comportamento e os seus hábitos alimentares. Entrega de diplomas de excelência, aos alunos que se destacassem pelo comportamento exemplar aquando das refeições no refeitório da escola. Entrega de diplomas de melhoria, aos alunos que se destacassem por melhorias consideráveis, aquando das refeições no refeitório da escola. Houve uma grande satisfação por parte das crianças na escolha dos motivos (alimentos) dos autocolantes. Esta iniciativa provocou muita responsabilidade nas crianças, sendo que aqueles que eram selecionados, manifestaram um comportamento cada vez mais exemplar, servindo como modelo para os colegas. Este tipo de motivação resultou numa melhoria global do comportamento no refeitório da escola. Este compromisso foi muito importante para as crianças, uma vez que lhes foi atribuída uma hipótese de escolha e gestão do seu comportamento. As crianças manifestaram satisfação pela recompensa das suas atitudes. Este iniciativa foi uma verdadeira surpresa para aquelas crianças que, apesar dos seus esforços, não conseguiam atingir a excelência (inicialmente não comiam sozinhos, não comiam sopa nem legumes). Mas a Folhas autocolantes coloridas Impressora. Mesa de 3 metros Toalha de 3 metros Toalha de plástico transparente de 3 metros Fixadores de toalha Frutas gigantes coloridas pelas crianças Decoração especial dias temáticos (natal ) Computador Impressora Tesoura de contornos Computador Impressora Tesoura de contornos Computador Impressora Tesoura de contornos

33 Implementação do jogo dos 5minutos segundo o qual, durante a refeição, se reservavam 5 minutos de silêncio. Construção de um crachá (por todas as crianças) no qual, em forma de quadra, se apelava para a importância de uma alimentação saudável. Implementação de um jogo (no dia do pai) alusivo à alimentação. Completar uma roda dos alimentos gigante com os diversos alimentos em cada grupo. Completar diversos puzzles de frutos e legumes gigantes. Construção de gráficos de comportamento dos alunos valorização do seu esforço foi um impulso para uma grande melhoria. No início era necessário intervir e Relógio do Refeitório lembrar que estavam a decorrer os 5minutos de silêncio, após alguns dias, algumas crianças começaram a lembrar e a pedir o jogo. O facto de participarem na decoração do Computador seu crachá, transmite às crianças maior Impressora responsabilidade e motivação. Marcadores Tesoura Cola Fita de cetim Comemorou-se o dia do pai, envolvendo 2 rodas dos alimentos gigantes em cartão pais e filhos em diversos jogos, na Diversos recortes de alimentos com velcro para escola. Na nossa estação foi reforçada, colar na roda gigante. de forma lúdica, uma mensagem, sobre Diversos puzzles de frutos e legumes gigantes bons hábitos alimentares. Os pais para ordenar, (em cartão duro, pintados com demonstraram interesse e participaram guaches) ativamente. As crianças puderam ver materialmente Computador a manha dos dias em que se portaram Dados das grelas de registo do comportamento bem ou menos bem. Impressora colorida

34 Projeto: Mini hortas biológicas Objetivo: Promover uma alimentação saudável, com recurso a produtos vegetais provenientes da horticultura biológica Estratégia: Pesquisa de informação sobre cada espécie hortícola e elaboração de diapositivos pelos diversos grupos de trabalho da turma. Cultivo em vasos improvisados (garrafões de água de 5l) das seguintes espécies hortícola: Cebolinho, Salsa, Alface, Pimentão, Malagueta e Alecrim Indicador(s): nº de alunos que participaram, nº de vasos Meta(s): Incutir nos alunos o gosto por práticas agrícolas biológicas em pequena escala. Sensibilizar os alunos e Encarregados de Educação para ingestão de hortícolas na alimentação. Recursos utilizados/recursos previstos Elaboração de diapositivos com informações Apresentação à restante turma dos Computador, internet, pen, entrevistas sobre cada espécie hortícola (nome da diapositivos elaborados pelos aos familiares e agricultores, projetor, espécie, nome comum, valor nutricional, respetivos grupos de trabalho.

35 propriedades medicinais, técnicas de cultivo, utilidades culinárias 23 alunos (turma 6º9ª) Cultivo das várias espécies. Do cultivo resultou: 4 vasos de salsa, 4 de cebolinho, 2 de pimentão, 1 de alecrim e 4 de alface. Colheita dos diferentes plantios: cebolinho, salsa, alface, pimentão, malagueta e alecrim. Despertar o gosto pela horticultura biológica. Sementes (pimentão, alface) Plantios (cebolinho, malagueta, alecrim) Projeto Horta Joaninha - Objetivo: Educação para o Desenvolvimento Sustentável Estratégia: Criação de uma horta biológica na escola Horta da Joaninha Indicador(es): plantações efetuadas Meta(s): Alimentação Saudável Plantar na minha horta. Atividade no Plantação de favas, nabos, Recursos utilizados/recursos previstos Plantio fornecido pelos serviços exterior/horta tomateiros, couves, cebolas e agrários/parceiros neste projeto. morangos pelos alunos do 2º1ª, Turmas envolvidas 2º1ª e 9º7ª. permitindo-lhes deste modo um Professor José Espadinha (responsável

36 Semear para depois crescer. Atividade em sala aula/ev1 A minha estufa. Atividade de sala aula/ev1 Como desenhar a horta. Atividade de sala aula/ev1 Crachá da Horta da Joaninha. Atividade de sala aula/28 contato/experiência com a natureza. pelo projeto). Será de salientar que alguns dos alimentos produzidos na horta de forma biológica, foram integrados na sopa da cantina fornecida aos alunos desta escola, promovendo-se deste modo uma alimentação saudável e respeitadora do meio ambiente. Os alunos do 2º1ª semearam favas Copos de iogurte (reciclagem), em copos de iogurte (reciclagem), e fornecidos pelos alunos. Professor ficaram responsáveis pelo José Espadinha. crescimento e posterior plantio na horta. Montagem por parte dos alunos de Estufa. uma estufa e exemplificação/explicação da sua utilização. Plantio de sementes de espinafre por parte dos alunos do 2º1ª e posterior colocação na estufa. Os alunos do 2º1ª, desenharam e Folhas A4 e lápis de cor. depois pintaram a sua representação da horta da Joaninha. Entrega a todos os alunos do 2º1ª de Fotocópias a cores. um crachá personalizado da Horta da Joaninha.

37

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida SETEMBRO Regresso à escola/adaptação Facilitar a adaptação/readaptação ao jardim de infância Negociar e elaborar a lista de regras de convivência Diálogo sobre

Leia mais

Projeto Curricular de Escola

Projeto Curricular de Escola Projeto Curricular de Escola QUADRIÉNIO 2014-2018 Somos aquilo que comemos. Hipócrates Cooperativa de Ensino A Colmeia 2 Índice Introdução... 4 Identificação do Problema... 5 Objetivos... 6 Estratégias/Atividades...

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Atividades Previstas para o ano letivo de 2013 2014 Atividades Objetivos Estratégias Calendarização Adaptar a criança à escola e à vida Diálogos conviventes de social; apresentação

Leia mais

Plano de ação para o tema: Resíduos

Plano de ação para o tema: Resíduos Plano de ação para o tema: Resíduos Diagnóstico (situações a melhorar) Objetivo(s) Meta(s) Ações e Atividades Previstas Concretização Avaliação- instrumentos e Indicadores (de monitorização e avaliação

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2013/14

PLANO DE AÇÃO 2013/14 Tema Diagnóstico (situações a melhorar) Objetivo(s) Meta(s) Ações e Atividades Previstas Sensibilizar a comunidade escolar para a necessidade crescente de reutilização de materiais; PLANO DE AÇÃO 2013/14

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008 Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008 Objectivos gerais: - Proporcionar o diálogo e o respeito pelas pessoas mais velhas. - Desenvolver o espírito

Leia mais

Planificação Anual da Sala dos 5anos

Planificação Anual da Sala dos 5anos Nome do Aluno: Janine Colaço Reis Planificação Anual da Sala dos 5anos Calendarizaçã o (mês) Áreas de conteúdo/ Conteúdos Curriculares Competências Situações de aprendizagem/ Estratégias Recursos Humanos/

Leia mais

Área de Formação Pessoal e Social

Área de Formação Pessoal e Social Área de Formação Pessoal e Social Identidade/ Auto-estima Independência/ Autonomia Convivência democrática/ Cidadania Brincar com o outro (s); Ouvir os outros; Saber identificar-se a si e o outro; Esperar

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular que permitirá distinguir e recriar

Leia mais

PROPOSTAS PARA O PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2011/2012

PROPOSTAS PARA O PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2011/2012 PROPOSTAS PARA O PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2011/2012 PROJETO EDUCAR PARA A SAÚDE Atividades a desenvolver Dia mundial da alimentação - Disponibilizar fruta grátis no bar da escola. - Disponibilizar

Leia mais

PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES. Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES. Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular que permitirá

Leia mais

Sala: 3 anos (1) Educadora: Isabel Ferreira

Sala: 3 anos (1) Educadora: Isabel Ferreira Sala: 3 anos (1) Educadora: Isabel Ferreira SETEMBRO A Escola as Cores (cont.) Estabelecer relações com os outros e conhecer as regras e os comportamentos sociais na sala; Utilizar de forma adequada os

Leia mais

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades Externato Cantinho Escolar Plano Anual de Atividades Ano letivo 2014 / 2015 Pré-escolar e 1º Ciclo Ação Local Objetivos Atividades Materiais Recursos Humanos Receção dos Fomentar a integração da criança

Leia mais

BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES

BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES 1.º PERÍODO PLANIFICAÇÃO DA ATIVIDADE DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES. Reconhecimento da importância das artes plásticas;. Desenvolvimento progressivo das possibilidades

Leia mais

Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês

Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês Criar ambientes de partilha; Proporcionar momentos de incentivo à leitura e ao relevo das ilustrações; Facilitar e promover a criatividade e imaginação;

Leia mais

Projeto Alimentação. EMEF M BOI MIRIM III DRE Campo Limpo

Projeto Alimentação. EMEF M BOI MIRIM III DRE Campo Limpo Projeto Alimentação EMEF M BOI MIRIM III DRE Campo Limpo 2013 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL 2012 JUSTIFICATIVA A ADOÇÃO DE HÁBITOS ALIMENTARES POUCO SAUDÁVEIS PELAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES VEM AUMENTANDO CONSIDERAVELMENTE.

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Ano letivo O Plano Anual de Actividades constitui-se como um documento orientador das actividades desenvolvidas 2015/2016 ao longo do ano lectivo. Desta forma, nas páginas que

Leia mais

MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA

MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA ESCOLA ESTADUAL ALMIRANTE TOYODA-2014 PROJETO IDENTIDADE MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA TURMA: 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL (AZALÉIA E ACÁCIA) PROFESSORAS: GENISMEYRE E LUCILEILA Projeto Identidade Público

Leia mais

Caracterização do Projecto

Caracterização do Projecto Caracterização do Projecto http://www.cm-lousa.pt/educacao/alimbem_crscsaud.htm O Projecto "Alimenta-te bem, Cresce saudável" tem a sua base na preocupação da Autarquia em garantir a todas as crianças

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular

Leia mais

PROGRAMA DE INTERVENÇÃO EM OBESIDADE INFANTIL. Centro de Saúde da Marinha Grande Ana Laura Baridó

PROGRAMA DE INTERVENÇÃO EM OBESIDADE INFANTIL. Centro de Saúde da Marinha Grande Ana Laura Baridó PROGRAMA DE INTERVENÇÃO EM OBESIDADE INFANTIL Centro de Saúde da Marinha Grande Ana Laura Baridó 1 A obesidade é considerada a epidemia do séc. XXI (OMS) Em Portugal tem vindo a aumentar vertiginosamente

Leia mais

Questionário do Pessoal Docente do Pré-escolar

Questionário do Pessoal Docente do Pré-escolar Questionário do Pessoal Docente do Pré-escolar Liderança 1.1 1.2 1.3 1.4 1. As decisões tomadas pelo Conselho Pedagógico, pela Direção e pelo Conselho Geral são disponibilizadas atempadamente. 2. Os vários

Leia mais

1 - JUSTIFICAÇÃO DO PROJECTO

1 - JUSTIFICAÇÃO DO PROJECTO 1 - JUSTIFICAÇÃO DO PROJECTO A actual transformação do mundo confere a cada um de nós professores, o dever de preparar os nossos alunos, proporcionando-lhes as qualificações básicas necessárias a indivíduos

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Samora Correia 2011/2012

Agrupamento de Escolas de Samora Correia 2011/2012 Plano Anual de Actividades Jardins de Infância Organização do Ambiente Educativo e espaços comuns. (de 4 a 09-09-2011) Cada educadora prepara a sua sala Organizar o Ambiente Educativo educadoras. Observação

Leia mais

% de crianças identificadas por médico que necessitam realizar EG. % de crianças que efectuaram o EGS por inscrição em médico assistente.

% de crianças identificadas por médico que necessitam realizar EG. % de crianças que efectuaram o EGS por inscrição em médico assistente. Programa Regional de Unidade de Saúde da Ilha do Faial PLANO DE ACTIVIDADES 2011 Int-USIF/2011/719 META1: Promover a Saúde da População Escolar da Ilha do Faial OBJECTIVO 1: Manter a vigilância de saúde

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede 1. Identificação DEPARTAMENTO: Pré-Escolar PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES - PROPOSTA DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO - 2010 / 2011 Coordenador(a):

Leia mais

AEC ALE EXPRESSÃO PLÁSTICA. Planificação. 1.º Ciclo do Ensino Básico

AEC ALE EXPRESSÃO PLÁSTICA. Planificação. 1.º Ciclo do Ensino Básico ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO AEC ALE EXPRESSÃO PLÁSTICA Planificação 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução A atividade de enriquecimento curricular, ALE (atividades lúdico-expressivas)

Leia mais

O Programa Educativo Apetece-me chegou ao Pré-Escolar.

O Programa Educativo Apetece-me chegou ao Pré-Escolar. O Programa Educativo Apetece-me chegou ao Pré-Escolar. O Programa Educativo Apetece-me é uma iniciativa da Nestlé Portugal que conta com o apoio da Direção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Objetivos Atividades Responsáveis Datas Recursos Avaliaçõe s Promover o convívio entre os elementos da comunidade educativa Proporcionar momentos de alegria e partilha Recepção

Leia mais

Conhecer, sentir e viver a Floresta

Conhecer, sentir e viver a Floresta Projeto de Sensibilização e Educação da População Escolar Conhecer, sentir e viver a Floresta 2011-12 Floresta, Fonte de Vida Guia das Atividades - - Dia de S. Martinho, Castanhas e Castanheiros - Dia

Leia mais

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM?

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? As Áreas de Conteúdo são áreas em que se manifesta o desenvolvimento humano ao longo da vida e são comuns a todos os graus de ensino. Na educação pré-escolar

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PAIS DE EIXO. çzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopa

ASSOCIAÇÃO DE PAIS DE EIXO. çzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopa qwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçz xcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbn mqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjkl

Leia mais

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança Planificação Anual Professor: Gabriela Maria R. D. T. L. C. Silva Disciplina: Ano: préescolar Turma: I Ano letivo: 2014-2015 Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação Facilitar a adaptação

Leia mais

Programa 5 ao Dia. Um Alimentação Saudável está nas nossas mãos.

Programa 5 ao Dia. Um Alimentação Saudável está nas nossas mãos. Programa 5 ao Dia Um Alimentação Saudável está nas nossas mãos. O que é o Programa 5 ao Dia? Enquadramento Conceito Objectivos e Destinatários Associação 5 ao Dia Desenvolvimento Enquadramento Mudança

Leia mais

Apresentação de Resultados Plano de Ações de Melhoria. www.anotherstep.pt

Apresentação de Resultados Plano de Ações de Melhoria. www.anotherstep.pt Apresentação de Resultados Plano de Ações de Melhoria www.anotherstep.pt 2 Sumário Ponto de situação Plano de Ações de Melhoria PAM Enquadramento e planeamento Selecção das Ações de Melhoria Fichas de

Leia mais

Alimentação Saudável E.E. Ludovina Credidio Peixoto Sala 11 Sessão 2

Alimentação Saudável E.E. Ludovina Credidio Peixoto Sala 11 Sessão 2 Alimentação Saudável E.E. Ludovina Credidio Peixoto Sala 11 Sessão 2 Professor(es) Apresentador(es): Ivana Grandino Vanessa Ribeiro Vilma Nascimento Realização: Foco Projeto interdisciplinar visando às

Leia mais

Perguntas frequentes. 20142015 Rede de Bibliotecas Escolares Plano Nacional de Leitura Direção Geral da Saúde

Perguntas frequentes. 20142015 Rede de Bibliotecas Escolares Plano Nacional de Leitura Direção Geral da Saúde Perguntas frequentes 20142015 Rede de Bibliotecas Escolares Plano Nacional de Leitura Direção Geral da Saúde lista de perguntas Projeto SOBE Trabalhar no projeto Saúde Oral, Bibliotecas Escolares (SOBE)

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Cascais Plano Anual de Atividades 2014/2015 ANEXO 1 DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º CICLO

Agrupamento de Escolas de Cascais Plano Anual de Atividades 2014/2015 ANEXO 1 DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º CICLO ANEO 1 DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º CICLO 0 1º Período A CAF (Componente de Apoio à Família 2 primeiras semanas de setembro e interrupção do Natal) será acionada de acordo com resposta dos Encarregados

Leia mais

Plano de Ação ECO-ESCOLAS 2013/2014

Plano de Ação ECO-ESCOLAS 2013/2014 Gestão ambiental da escola Tema Diagnóstico Objetivos Metas Ações e Atividades Previstas Concretização - Recursos Concretização - Intervenientes Concretização - Calendarização Indicadores (monitorização

Leia mais

2-6 anos Oo CATCGAM_20141558_CP.indd 1 5/9/14 10:48 AM

2-6 anos Oo CATCGAM_20141558_CP.indd 1 5/9/14 10:48 AM 2-6 Oo É através da ação e das interações com os outros que a criança explora o mundo que a rodeia e vai construindo as suas aprendizagens. Torna-se, por isso, importante criar e estimular diferentes experiências

Leia mais

CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011

CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011 CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011 Responsável pelo Clube de Francês Profª Ana Serra CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA - ANO LECTIVO 2010/2011 INTRODUÇÃO O Francês, como língua estrangeira

Leia mais

PLANO DE AÇÃO E MELHORIA DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALPENDORADA 1. INTRODUÇÃO

PLANO DE AÇÃO E MELHORIA DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALPENDORADA 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO A Lei nº 31/2012, de 20 de Dezembro, veio aprovar o sistema de avaliação dos estabelecimentos de educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário, definindo orientações para a autoavaliação

Leia mais

Cumprimento das actividades definidas no Plano Curricular Anual

Cumprimento das actividades definidas no Plano Curricular Anual Cumprimento das actividades definidas no Plano Curricular Anual Áreas de Conteúdo Actividades planificadas e realizadas Actividades planificadas e não realizadas Actividades não planificadas e realizadas

Leia mais

Pré-Projeto de Educação Ambiental

Pré-Projeto de Educação Ambiental Pré-Projeto de Educação Ambiental Vamos Descobrir e Valorizar o Alvão Ano 2014/15 Centro de Informação e Interpretação Lugar do Barrio 4880-164 Mondim de Basto Telefone: 255 381 2009 ou 255 389 250 1 Descobrir

Leia mais

Associação Sócio-Cultural Idéia Solidária

Associação Sócio-Cultural Idéia Solidária PROJETO COMER BRINCANDO HISTÓRICO: No CEI Vó Xinha desde 2010 vem sendo desenvolvido a cultura do plantio de horta. As crianças que passaram e as que estão no CEI, sempre tiveram a oportunidade de manusear

Leia mais

PROJETO EDUCANDO COM A HORTA: CORES AROMAS E SABORES. NEI João Machado da Silva

PROJETO EDUCANDO COM A HORTA: CORES AROMAS E SABORES. NEI João Machado da Silva PROJETO EDUCANDO COM A HORTA: CORES AROMAS E SABORES NEI João Machado da Silva Justificativa Aproveitar racionalmente a pequena disponibilidade de espaço de terra do NEI João Machado da Silva na produção

Leia mais

Agrupamento de escolas de Vila Nova de Poiares

Agrupamento de escolas de Vila Nova de Poiares Agrupamento de escolas de Vila Nova de Poiares Departamento da Educação Pré Escolar Avaliação na educação pré-escolar -Competências -Critérios gerais de avaliação Ano letivo 2013-2014 1 INTRODUÇÃO Para

Leia mais

DESIGNAÇÃO DA AÇÃO: CONCEBER E APLICAR ESTRATÉGIAS/METODOLOGIAS CONDUCENTES À MELHORIA DOS RESULTADOS.

DESIGNAÇÃO DA AÇÃO: CONCEBER E APLICAR ESTRATÉGIAS/METODOLOGIAS CONDUCENTES À MELHORIA DOS RESULTADOS. AÇÃO Nº 1 DESIGNAÇÃO DA AÇÃO: CONCEBER E APLICAR ESTRATÉGIAS/METODOLOGIAS CONDUCENTES À MELHORIA DOS RESULTADOS. BREVE DESCRIÇÃO DA AÇÃO: conceber, discutir e aplicar planificações, metodologias, práticas

Leia mais

CÂMARA MU NI CIPAL DE A ZAMBU JA. Centro de Educação Ambiental de Azambuja

CÂMARA MU NI CIPAL DE A ZAMBU JA. Centro de Educação Ambiental de Azambuja CÂMARA MU NI CIPAL DE A ZAMBU JA Centro de Educação Ambiental de Azambuja Página 2 Página 11 Índice Educação Ambiental.. 3 Centro de Educação Ambiental de Azambuja.... 4 Objetivos. 5 Atribuição visitas.

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA Balinha e Dentinho 2. EPISÓDIO TRABALHADO Situação delicada 3. SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO O episódio Situação delicada faz parte da série Balinha

Leia mais

A INFLUÊNCIA DOS PROJETOS NO DOMÍNIO DOS RESULTADOS: O PONTO DE VISTA DOS COORDENADORES

A INFLUÊNCIA DOS PROJETOS NO DOMÍNIO DOS RESULTADOS: O PONTO DE VISTA DOS COORDENADORES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CABECEIRAS DE BASTO A INFLUÊNCIA DOS PROJETOS NO DOMÍNIO DOS RESULTADOS: O PONTO DE VISTA DOS COORDENADORES A EQUIPA DE AUTOAVALIAÇÃO: Albino Barroso Manuel Miranda Paula Morais

Leia mais

Grupo de Trabalho dos Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária (BIP/ZIP) Rua Nova do Almada, nº 2-3º Andar 1100-060

Grupo de Trabalho dos Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária (BIP/ZIP) Rua Nova do Almada, nº 2-3º Andar 1100-060 REFERÊNCIA: 090 DESIGNAÇÃO: Participar para Alimentar BIP/ZIP em que pretende intervir: 8. Ameixoeira (PER) ENTIDADES: Promotora: ANAFS - Associação Nacional dos Alistados das Formações Sanitárias Parceiras:

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Revelar curiosidade e desejo de saber; Explorar situações de descoberta e exploração do mundo físico; Compreender mundo exterior mais próximo e do

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. MANUEL I, BEJA

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. MANUEL I, BEJA ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. MANUEL I, BEJA Plano Estratégico de Melhoria 2011-2012 Uma escola de valores, que educa para os valores Sustentabilidade, uma educação de, e para o Futuro 1. Plano Estratégico

Leia mais

AGENDA 21 escolar. Pensar Global, agir Local. Centro de Educação Ambiental. Parque Verde da Várzea 2560-581 Torres Vedras 39º05'08.89" N 9º15'50.

AGENDA 21 escolar. Pensar Global, agir Local. Centro de Educação Ambiental. Parque Verde da Várzea 2560-581 Torres Vedras 39º05'08.89 N 9º15'50. AGENDA 21 escolar Pensar Global, agir Local Centro de Educação Ambiental Parque Verde da Várzea 2560-581 Torres Vedras 39º05'08.89" N 9º15'50.84" O 918 773 342 cea@cm-tvedras.pt Enquadramento A Agenda

Leia mais

Apresentação do projeto:

Apresentação do projeto: Apresentação do projeto: Este projeto tem o intuito do conhecimento global do ser humano: conhecendo seu corpo, ampliando conceitos de higiene e saúde, descobrindo que o indivíduo está presente em todas

Leia mais

DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS

DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 (Resposta Social de Creche) DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS Setembro Integração/adaptação das Crianças Reunião de Pais 24/09/2014 Outono - Promover a integração

Leia mais

Ano letivo 2014/2015. Planificação da disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação 8º ano. Domínio: Comunicação e Colaboração CC8

Ano letivo 2014/2015. Planificação da disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação 8º ano. Domínio: Comunicação e Colaboração CC8 Ano letivo 2014/2015 Planificação da disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação 8º ano Domínio: Comunicação e Colaboração CC8 Aulas Previstas Semestre 32 Subdomínio: Conhecimento e utilização

Leia mais

Colaborar com as várias estruturas da escola nas tarefas inerentes ao cargo.

Colaborar com as várias estruturas da escola nas tarefas inerentes ao cargo. Atualizar e divulgar a composição da equipa. Divulgar as atividades. Atualizar e divulgar diversos materiais. ano lectivo Informação/divulgação dos serviços especializados na página da escola /EE Representar

Leia mais

Programa de Educação para a Sustentabilidade 2014/2015

Programa de Educação para a Sustentabilidade 2014/2015 Programa de Educação para a Sustentabilidade 2014/2015 Plano de Atividades Programa de Educação para a Sustentabilidade O Programa de Educação para a Sustentabilidade para o ano letivo 2014/2015 integra

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As Histórias do Senhor Urso. 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S) O Desfile a fantasia. 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECÍFICO(S) O episódio O desfile a

Leia mais

Setembro: 01 - Início do ano escolar - Início do ano letivo. Outubro:

Setembro: 01 - Início do ano escolar - Início do ano letivo. Outubro: CALENDARIZAÇÃO ATIVIDADES OBJETIVOS RECURSOS HUMANOS Setembro: 01 - Início do ano escolar - Início do ano letivo Preparar o ano letivo Criar uma relação de empatia entre as crianças e os adultos da sala

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Ano letivo O constitui-se como um documento orientador das actividades desenvolvidas 2014/2015 ao longo do ano lectivo. Desta forma, nas páginas que

Leia mais

GUIÃO DO PROFESSOR BRINCAR CIÊNCIA. As profissões. Exploração de conteúdos Preparação da visita Caderno do professor

GUIÃO DO PROFESSOR BRINCAR CIÊNCIA. As profissões. Exploração de conteúdos Preparação da visita Caderno do professor GUIÃO DO PROFESSOR BRINCAR CIÊNCIA Exploração de conteúdos Preparação da visita Caderno do professor As profissões Introdução Preparação da visita A Casa Inacabada é um dos espaços que faz parte da exposição

Leia mais

PROGRAMA ECO-ESCOLAS

PROGRAMA ECO-ESCOLAS PROGRAMA ECO-ESCOLAS Programa de Educação Ambiental e/ou Educação para o Desenvolvimento Sustentável PLANO DE AÇÃO 2014/2015 O Eco-Escolas é um Programa internacional, coordenado em Portugal pela Associação

Leia mais

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual / Critérios de avaliação. Disciplina: Estudo do Meio 2.º ano 2015/2016

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual / Critérios de avaliação. Disciplina: Estudo do Meio 2.º ano 2015/2016 DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110 Planificação Anual / Critérios de avaliação Disciplina: Estudo do Meio 2.º ano 2015/2016 Domínio (Unidade/ tema) Subdomínio/Conteúdos Metas de Aprendizagem Estratégias/

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP PROJETO SOBRE HIGIENE EM UMA ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP PROJETO SOBRE HIGIENE EM UMA ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP PROJETO SOBRE HIGIENE EM UMA ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL Trabalho de aproveitamento apresentado à disciplina Estágio Supervisionado I do Curso de Enfermagem da Universidade

Leia mais

Departamento de Psicologia e de Educação Especial

Departamento de Psicologia e de Educação Especial Departamento de Psicologia e de Educação Especial 1- Avaliação e acompanhamento psicológico Avaliação e acompanhamento psicológico e psicopedagógico individual (promoção da autoestima e comportamentos

Leia mais

Avaliação do Projecto Curricular

Avaliação do Projecto Curricular Documento de Reflexão Avaliação do Projecto Curricular 2º Trimestre Ano Lectivo 2006/2007 Actividade Docente desenvolvida Actividade não lectiva Com base na proposta pedagógica apresentada no Projecto

Leia mais

Núcleo de Educação Infantil Solarium

Núcleo de Educação Infantil Solarium 0 APRESENTAÇÃO A escola Solarium propõe um projeto de Educação Infantil diferenciado que não abre mão do espaço livre para a brincadeira onde a criança pode ser criança, em ambiente saudável e afetivo

Leia mais

Mestrado em Educação Pré-escolar

Mestrado em Educação Pré-escolar Apêndice 10 Exemplo de planificação diária cooperada em jardim-de-infância Dia: 09-05-14 Mestrado em Educação Pré-escolar Prática de Ensino Supervisionada em Jardim-de- Infância 2013/2014 Planificação

Leia mais

EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR O QUE SABEMOS

EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR O QUE SABEMOS EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR O QUE SABEMOS O QUE SABEMOS UMA METODOLOGIA DE PROJETO PARA A EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR O QUE É O TRABALHO DE PROJETO? Os projetos da coleção «O Que Sabemos» enquadram-se numa metodologia

Leia mais

2010/2011 Plano Anual de Actividades

2010/2011 Plano Anual de Actividades 2010/2011 Plano Anual de Actividades Cristiana Fonseca Departamento de Educação para a Saúde 01-07-2010 2 Plano Anual de Actividades Introdução Quando em 1948 a Organização Mundial de Saúde definiu a saúde

Leia mais

PLANO DE MELHORIA CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DO PORTO

PLANO DE MELHORIA CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DO PORTO PLANO DE MELHORIA DO 2015-2017 Conservatório de Música do Porto, 30 de outubro de 2015 1. Introdução... 3 2. Relatório de Avaliação Externa... 5 Pontos Fortes... 5 Áreas de Melhoria... 6 3. Áreas Prioritárias...

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Agosto 2014

Atividades Pedagógicas. Agosto 2014 Atividades Pedagógicas Agosto 2014 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. ATIVIDADES DE SALA DE AULA GRUPO II A GRUPO II B GRUPO II C GRUPO II

Leia mais

PROJETO VIVER MELHOR OBESIDADE NA ADOLESCÊNCIA

PROJETO VIVER MELHOR OBESIDADE NA ADOLESCÊNCIA PROJETO VIVER MELHOR OBESIDADE NA ADOLESCÊNCIA Responsáveis: Maria Jesus José Gil Fradique Natalina Maria Candeias Sousa Cardoso Membros da equipa: Cláudia Isca, Cláudia Rodrigues, Elda Riscado, Fátima

Leia mais

PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez.

PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez. PROJETO DE LEITURA E ESCRITA Era uma vez... E conte outra vez. CARACTERIZAÇÃO DO PROJETO TEMA; PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez. INSTITUIÇÃO Escola Estadual Lino Villachá

Leia mais

10. SUGESTÕES DE PROPOSTAS PARA IMPLANTAÇÃO NO MUNICÍPIO DE HORTOLÂNDIA/SP

10. SUGESTÕES DE PROPOSTAS PARA IMPLANTAÇÃO NO MUNICÍPIO DE HORTOLÂNDIA/SP 10. SUGESTÕES DE PROPOSTAS PARA IMPLANTAÇÃO NO MUNICÍPIO DE HORTOLÂNDIA/SP Políticas e Ambiente Escolar Padronização dos ambientes físicos de todas as escolas, procurando proporcionar espaços saudáveis

Leia mais

AEC ALE TIC. Orientações Pedagógicas. 1.º Ciclo do Ensino Básico

AEC ALE TIC. Orientações Pedagógicas. 1.º Ciclo do Ensino Básico ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO 2014/2015 AEC ALE TIC Orientações Pedagógicas 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução A atividade de enriquecimento curricular, ALE (atividades lúdico-expressivas)

Leia mais

REDE PRÓ-MENINO. ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA)

REDE PRÓ-MENINO. ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA) REDE PRÓ-MENINO ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil CURSISTA: JACKELYNE RIBEIRO CINTRA MORAIS CPF: 014275241-06 ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA) Características

Leia mais

Escola EB 2,3 de António Feijó

Escola EB 2,3 de António Feijó AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ANTÓNIO FEÍJO Escola EB 2,3 de António Feijó 8.º ANO PLANIFICAÇÃO SEMESTRAL Tecnologias de Informação e Comunicação Ano Letivo 2014/2015 INFORMAÇÃO Domínio Conteúdos Objetivos

Leia mais

DEPARTAMENTO DA QUALIDADE

DEPARTAMENTO DA QUALIDADE DEPARTAMENTO DA QUALIDADE PLANO DE MELHORIA ESA 2013-2016 Objetivos gerais do Plano de Melhoria 1. Promover o sucesso educativo e melhorar a sua qualidade 2. Melhorar os processos e resultados pedagógicos

Leia mais

DOMÍNIO/SUBDOMÍNIOS/ METAS Subdomínio: Conhecimento e utilização

DOMÍNIO/SUBDOMÍNIOS/ METAS Subdomínio: Conhecimento e utilização Comunicação e Colaboração Planificação da Disciplina de Planificação Semestral DOMÍNIO/SUBDOMÍNIOS/ METAS Subdomínio: Conhecimento e utilização OBJETIVOS Explorar sumariamente diferentes ferramentas e

Leia mais

PROJETO: DE ONDE VEM? PARA ONDE VAI? Sustentabilidade e Consumismo EMEI GUIA LOPES DRE FO

PROJETO: DE ONDE VEM? PARA ONDE VAI? Sustentabilidade e Consumismo EMEI GUIA LOPES DRE FO PROJETO: DE ONDE VEM? PARA ONDE VAI? Sustentabilidade e Consumismo EMEI GUIA LOPES DRE FO Como tudo começou A EMEI Guia Lopes possui uma área verde privilegiada e a criação de uma horta era uma vontade

Leia mais

Plano Regional de Saúde 2009-2012 Programa Regional de Saúde em Meio Escolar da Escola Básica e Secundária das Lajes do Pico

Plano Regional de Saúde 2009-2012 Programa Regional de Saúde em Meio Escolar da Escola Básica e Secundária das Lajes do Pico ÁREA DE INTERVENÇÃO PRIORITÁRIA : OBESIDADE Público Alvo: Alunos do 2.º e 3.º Ciclos 1 Dar continuidade à prevenção da obesidade na população em idade escolar -Sensibilização da comunidade educativa para

Leia mais

PROGRAMA REGIONAL DE SAÚDE ESCOLAR E DE SAÚDE INFANTO-JUVENIL. Nordeste

PROGRAMA REGIONAL DE SAÚDE ESCOLAR E DE SAÚDE INFANTO-JUVENIL. Nordeste PROGRAMA REGIONAL DE SAÚDE ESCOLAR E DE SAÚDE INFANTO-JUVENIL PLANO DE ACTIVIDADES 2011/2012 Nordeste Este Plano de Actividades de Saúde Escolar PASE, e de acordo com a Circular Normativa nº13 de 27 de

Leia mais

REGIMENTO DO PROGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR (A.E.C.)

REGIMENTO DO PROGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR (A.E.C.) REGIMENTO DO PROGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR (A.E.C.) A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S D E B E N A V E N T E INTRODUÇÃO Tendo por base os normativos legais

Leia mais

PROMOÇÃO DA SAÚDE ESCOLAR. Anabela Martins. Bragança, de 20 setembro de 2014

PROMOÇÃO DA SAÚDE ESCOLAR. Anabela Martins. Bragança, de 20 setembro de 2014 PROMOÇÃO DA SAÚDE ESCOLAR Anabela Martins Bragança, de 20 setembro de 2014 PROMOÇÃO DA SAÚDE ESCOLAR Sumário Nota prévia Objetivos da Saúde Escolar Literacia em saúde Eixo estratégicos Exemplos de Boas

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 TÍTULO DO PROGRAMA Balinha e Dentinho. 2 EPISÓDIO TRABALHADO Um punhado de sementes mágicas. 3 SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO O episódio Um punhado de sementes mágicas

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Uma alimentação equilibrada proporciona uma quantidade correcta

Leia mais

Educação para Sustentabilidade. Projeto Cultura Ambiental nas Escolas. Oficina

Educação para Sustentabilidade. Projeto Cultura Ambiental nas Escolas. Oficina Educação para Sustentabilidade Projeto Cultura Ambiental nas Escolas Oficina Educador Ambiental: Marcos Wilson Cidade: Taquarana (Alagoas) Data: 19 de Setembro Atividades realizadas: Interação com professores;

Leia mais

Projeto - Desvendando o meio ambiente

Projeto - Desvendando o meio ambiente Projeto - Desvendando o meio ambiente http://pixabay.com/pt/bola-sobrebal%c3%a3o-folhas-jornal-108651/ Público alvo: Educação Infantil Área: Natureza e Sociedade Duração: 8 semanas Justificativa: Tendo

Leia mais

DEPARTAMENTO DO 1º CICLO ANO LETIVO 2012-2013. Critérios de avaliação

DEPARTAMENTO DO 1º CICLO ANO LETIVO 2012-2013. Critérios de avaliação DEPARTAMENTO DO 1º CICLO ANO LETIVO 2012-2013 Critérios de avaliação 0 MATRIZ CURRICULAR DO 1º CICLO COMPONENTES DO CURRÍCULO Áreas curriculares disciplinares de frequência obrigatória: Língua Portuguesa;

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2013/ 2014. - Receção e entrega de lembranças às. - Proporcionar momentos de alegria e Educadoras (S.A.

Plano Anual de Atividades 2013/ 2014. - Receção e entrega de lembranças às. - Proporcionar momentos de alegria e Educadoras (S.A. Data em que se realiza Setor/ Departamento Atividades Objetivos Específicos Responsáveis 2 de setembro - Receção e entrega de lembranças às - Fomentar a adaptação das crianças e Ajudantes crianças; na

Leia mais

Turma do Maternal as minhocas e a plantação de rabanetes.

Turma do Maternal as minhocas e a plantação de rabanetes. RELATÓRIO DE GRUPO MATERNAL VESPERTINO 2º SEMESTRE DE 2014 Professora: Jéssica Oliveira Professora auxiliar: Elizabeth Fontes Coordenação: Lucy Ramos Torres Turma do Maternal as minhocas e a plantação

Leia mais

Projeto de leitura com o envolvimento dos pais

Projeto de leitura com o envolvimento dos pais Projeto de leitura com o envolvimento dos pais aler+ em família A importância da leitura em família Sendo a biblioteca/ escola e a família dois espaços naturais para a promoção da leitura, o seu contributo

Leia mais

PROGRAMA ESCOLA + Voluntária

PROGRAMA ESCOLA + Voluntária PROGRAMA ESCOLA + Voluntária 1. Apresentação O voluntariado é considerado como uma atividade inerente ao exercício de cidadania que se traduz numa relação solidária para com o próximo, participando de

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE FERIAS DESPORTIVAS E CULTURAIS

PROJETO PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE FERIAS DESPORTIVAS E CULTURAIS 1. APRESENTAÇÃO PRINCÍPIOS E VALORES Acreditamos pela força dos factos que o desenvolvimento desportivo de um Concelho ou de uma Freguesia, entendido na sua vertente quantitativa e qualitativa, exige uma

Leia mais

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 C O L É G I O L A S A L L E Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 2000 - Fone (045) 3252-1336 - Fax (045) 3379-5822 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ PROGRAMA DE 2014 DISCIPLINA: LINGUAGEM

Leia mais

Perguntas frequentes. 20152016 Rede de Bibliotecas Escolares Plano Nacional de Leitura Direção Geral da Saúde

Perguntas frequentes. 20152016 Rede de Bibliotecas Escolares Plano Nacional de Leitura Direção Geral da Saúde Perguntas frequentes 20152016 Rede de Bibliotecas Escolares Plano Nacional de Leitura Direção Geral da Saúde lista de perguntas Projeto SOBE Trabalhar no projeto Saúde Oral, Bibliotecas Escolares (SOBE)

Leia mais