EDITORIAL. Diretamente da bancada. Diagnóstico de infeções da corrente sanguínea - o caminho a seguir SETEMBRO 2011

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDITORIAL. Diretamente da bancada. Diagnóstico de infeções da corrente sanguínea - o caminho a seguir SETEMBRO 2011"

Transcrição

1 SETEMBRO 2011 EDITORIAL A septicemia (vulgo sepsis) é a principal causa de morte não coronária em UCIP s, onde a taxa de mortalidade pode atingir os 32% no caso de septicemia grave e 54% em caso de choque séptico 1. No mundo, há mais de 18 milhões de casos de septicemia grave por ano, e todos os dias, morrem cerca de doentes 2,3. O diagnóstico precoce da septicemia é a chave para iniciar a terapêutica adequada para a melhor evolução do estado do doente, contudo, o diagnóstico ainda é um desafio clínico. Reduzir o tempo até ao resultado para melhorar os cuidados ao doente é a primeira prioridade da biomérieux e particularmente em relação à septicemia, uma área-chave da empresa. A nossa empresa desenvolveu uma ampla gama de soluções para apoiar o diagnóstico clínico, o prognóstico e a administração de antibióticos para a gestão da septicemia, tais como, o biomarcador VIDAS PCT, o software de epidemiologia VIGIGUARD, a hemocultura automatizada BacT / ALERT, a ID / AST com VITEK 2 e agora com VITEK MS, o qual integra espetrometria de massa MALDI-TOF. Nesta edição de One Microbiology World, o Dr. Tim Drake, Supervisor do Laboratório de Microbiologia do Grady Health System Hospital, nos EUA, analisa a sua mudança ao encontro de um laboratório de Microbiologia totalmente automatizado e, como isso, ajudou o dia-adia da sua equipa de trabalho nas práticas de laboratório. Mais de 400 participantes estiveram presentes no simpósio biomérieux, "Diagnóstico de infeções da corrente sanguínea: Presente e Futuro", no recente Congresso Europeu de Microbiologia Clínica e Doenças Infecciosas (ECCMID). Partilhamos os destaques das apresentações dos principais especialistas internacionais, Prof. Pierre-François Laterre, Prof. Emmanuelle Cambau, Prof. Stephan Harbarth e Dr. Patricia Munoz e olhamos para novos métodos alternativos para o diagnóstico precoce da septicemia. A Prof.ª Emmanuelle Cambau da Universidade Paris Diderot, Assistance Publique-Hôpitaux de Paris, também apresenta algumas dicas sobre como otimizar hemoculturas. A nossa meta é sermos parceiros dos microbiologistas e profissionais de saúde em todo o mundo na luta contra a septicemia. Estamos, portanto, particularmente interessados em receber os seus comentários sobre esta edição de One Microbiology World. Alexandre Mérieux, Vice-Presidente Corporativo, Unidade de Microbiologia Nesta edição: > Diagnóstico de infeções da corrente sanguínea > Futuro laboratório > Teste ID/AST rápido > HAI Fórum > Teste C. difficile > Triagem SGB > Certificados de Compatibilidade Diagnóstico de infeções da corrente sanguínea - o caminho a seguir "O diagnóstico de infeções da corrente sanguínea: Presente e Futuro" foi o tema do Simpósio Integrado biomérieux, no Congresso Europeu de Microbiologia Clínica e Doenças Infecciosas (ECCMID), a 8 de maio de Mais de 400 participantes assistiram a apresentações feitas pelos principais especialistas internacionais Prof. Pierre-François Laterre, Profª. Emmanuelle Cambau, Prof. Stephan Harbarth e Dra. Patricia Munoz. Apesar do progresso na gestão dos doentes, a septicemia grave continua a ser uma condição com risco de vida com taxas de mortalidade de 20-40% 1. A septicemia é um dos desafios mais significativos em Cuidados Intensivos, e o diagnóstico precoce é um fator decisivo na determinação do resultado para o doente. A hemocultura, seguida pela identificação do agente patogénico e o seu perfil de resistência (ID/AST), ainda é o exame mais importante para a septicemia. No entanto, até 30-50% dos casos de septicemia apresentam resultados de cultura negativa, e 1/3 das culturas positivas são causadas por contaminantes. Além disso, a média do tempo para o resultado de horas para ID/AST excede atualmente o tempo limite para se começar o tratamento inicial, que é de 1-24 horas. O início precoce da terapia antimicrobiana na sequência de sinais clínicos de septicemia está associado ao aumento da sobrevivência do doente, com um aumento da mortalidade em 7% por cada hora que o tratamento se atrasa 2. Esta urgência muitas vezes leva à prescrição precoce de antibióticos de largo espetro - uma situação que poderá levar a um tratamento prolongado não-específico e ao desenvolvimento de uma multirresistência aos fármacos. Hoje, há uma necessidade de novas ferramentas que forneçam uma mais rápida identificação e antibiograma para retificar as decisões de tratamento precoce para obter um maior impacto na evolução do estado de saúde dos doentes. (page 5) Diretamente da bancada Grady Health System é um dos maiores sistemas de saúde pública nos Estados Unidos. Composto pelo Grady Memorial Hospital com 953 camas, seis centros de saúde de bairro, Centro de Saúde & Reabilitação Crestview e Saúde Infantil de Atlanta em Hughes Spalding - operações consistentes e eficientes são essenciais para o sucesso da organização e a qualidade do atendimento e serviços oferecidos aos seus doentes. (page 2) 1. Vincent J.L., et al.crit Care Med. 2006;34: Angus D.C., et al. Crit Care Med. 2001;29: Bone R.C., et al. Chest 1992;101: * Consulte o representante da biomérieux local para a disponibilidade do produto

2 Diretamente da bancada O laboratório de Microbiologia do hospital, que recebe e é responsável por testar cerca de 600 amostras por dia, depara-se com uma pressão significativa para fornecer resultados da mais alta qualidade no mais curto espaço de tempo, particularmente dado o aumento rápido de organismos resistentes a multifármacos, uma lista cada vez maior de superbactérias responsáveis por infeções potencialmente fatais, e com uma força de trabalho cada vez mais reduzida em Microbiologia. O laboratório de Microbiologia no Grady Health System usa biomérieux s PREVI Isola, PREVI Color Gram, BacT/ALERT, VITEK 2, e tecnologias Etest para enfrentar os desafios atuais do laboratório de Microbiologia e fornecer informações precisas, rápidas e acionáveis aos médicos, para uma melhor gestão dos doentes. O VITEK Mass Spec está atualmente em fase de avaliação (apenas para investigação). A seguir poderá leruma entrevista com Tim Drake, o Gerente do Laboratório de Microbiologia no Grady Health System. Integrar um laboratório de Microbiologia totalmente automatizado é um grande passo porquê a mudança? Tim Drake: Grady testa cerca de 600 culturas por dia o que equivale a muitas placas. Claro, há também uma grande ênfase no rápido fornecimento de resultados. O hospital integra instalações de ensino e a informação precisa de ser direcionada para vários sítios diferentes. Com essas demandas e desafios do dia-a-dia, percebemos que as soluções biomérieux iriam realmente ajudar o nosso fluxo de trabalho. Qual era o objetivo de Grady ao considerar uma mudança nos testes de laboratório? TD: A ideia era agilizar o nosso trabalho para conseguir resultados mais rápidos e com maior eficiência para o melhor tratamento do doente. Quanto mais rápido conseguirmos pôr a informação nas mãos dos profissionais de saúde, melhores decisões poderão ser tomadas em relação ao tratamento dos doentes. Obrigar recursos limitados a irem mais longe foi outra preocupação. Temos uma grande população indigente, que, na verdade, é a maioria da população vista em Grady, o que limita, até certo ponto, a nossa capacidade de obter financiamento adicional para novos recursos para gerir a carga de trabalho. Queremos garantir que os nossos doentes recebem cuidados de alta qualidade e a nossa capacidade de reportar a informação certa, e a horas certas, aos nossos médicos é fundamental na gestão dos nossos doentes o mais eficientemente possível. funcionários em diferentes projetos. Por exemplo, o PREVI Isola proporcionanos uma melhor sementeira e isola mais colónias na placa. A jusante, isto ajuda o técnico a evitar a subcultura adicional, para que possa concentrar o seu tempo no teste de identificação e suscetibilidade (ID/AST). Evitar subcultura poupa um dia no fornecimento de resultados do doente para os médicos. Porque escolheu as soluções da biomérieux? TD: Uma coisa boa da biomérieux é que tem a solução completa de automatização. É o único fornecedor que oferece tudo, e quando se tem uma solução, ela ajuda na comunicação e gestão de quaisquer problemas que possam surgir. Lidando com uma só empresa ajuda a reduzir o número de dores de cabeça com que lidar. Como é que a sua equipa lidou com o processo de transição? TD: A mudança pode ser assustadora, especialmente quando se considera trazer soluções automatizadas. Uma pessoa pode pensar: "Se este aparelho vai fazer esta tarefa, o que vou fazer eu?" Mas o objetivo de gestão Grady nunca foi o de eliminar ninguém. A ideia era usar a automatização para ajudar a alocar recursos, para aumentar a capacidade de trabalho. Na verdade, com o novo laboratório, os técnicos em Microbiologia estão agora a oferecer-se para aprender a fazer coisas novas e trabalhar em projetos especiais. Que impacto é que as mudanças tiveram nas práticas do dia-a-dia do laboratório? TD: Houve um efeito positivo na eficiência do laboratório. É incrível o tempo que o equipamento tem poupado a cada indivíduo, o que lhes permite fazer outras coisas. Verificamos uma economia de tempo de cerca de 8 horas/semana, só com a implementação do Previ Isola. Produz colónias tão bem isoladas, sempre com o mesmo padrão de estria - dá aos nossos técnicos um melhor fluxo de trabalho. Eles podem ir rapidamente para a parte da placa, onde podem encontrar colónias isoladas, o que lhes permite passar para o próximo passo no processo de teste sem o atraso diário adicional da subcultura. Todas as culturas que passamos para o Isola fazem-nos ganhar mais tempo, que pode ser usado para outra coisa. Para quê pagar a uma pessoa para se sentar a fazer uma tarefa de rotina, quando se pode usar um aparelho que a faz sempre do mesmo modo? Preferimos ter os nossos recursos qualificados focados em ID/AST, a rever e a reportar esses resultados aos médicos. Já verificou uma melhoria no fluxo de informações para os médicos? TD: Em Microbiologia, o cerne da questão é que a maioria dos médicos querem saber "o que vai matar o bicho?" Para saber o que vai eliminar o microrganismo, temos, antes de mais, de identificá-lo. Com resultados de rápida identificação e as informações de tendências que estamos a gerar sobre os padrões de resistência aos antibióticos no Grady, em relação a um organismo específico, conseguimos ajudar a encurtar a ponte para iniciar o doente no tratamento adequado. Receber este nível de informação é para os médicos mais de metade da batalha. O que pensa do modo como o laboratório de Microbiologia Grady está atualmente a proceder? TD: O laboratório de Microbiologia do Grady não obteve muito reconhecimento no passado. As expectativas sobre o que o laboratório de Microbiologia pode fazer para os médicos não são muito altas. Curiosamente, uma grande parte dos médicos que exerce prática no estado da Geórgia fez o seu estágio no Grady, mas quando um estagiário está em formação não tem muita experiência em Microbiologia, a menos que vá para uma especialidade de doenças infecciosas, por isso, o laboratório de Micro não tem muita visibilidade. No que diz respeito à Microbiologia, já estamos a usar sistemas de testes moderníssimos no Grady. E quanto mais rápido conseguirmos que os médicos obtenham as informações que necessitam, mais valiosos seremos para eles. Tim Drake, Microbiology Laboratory Manager at Grady Health System.

3 Futuro laboratório Teste ID/AST rápido: Arranjar as informações corretas às pessoas certas, mais rapidamente VITEK MS Acquisition Station Operational visibility Practicality and ease of use VITEK MS Sample Prep Station Simple scanning steps Connecting VITEK MS ID and VITEK 2 AST Myla server with MS-ID database VITEK 2 Reduzir o tempo para obtenção de resultados e fornecer os clínicos com a informação que necessitam para gerir o tratamento do doente, reduzindo os custos da saúde é uma prioridade para os laboratórios de Microbiologia. Clínicos dependem cada vez mais de informações provenientes do laboratório de Microbiologia, pois a resistência antimicrobiana tem tornado a tomada de decisões sobre o tratamento mais difícil. Mantendo o ritmo com essas necessidades, ao longo dos últimos dez anos as novas tecnologias e soluções automatizadas têm reduzido bastante o tempo que demora fornecer aos clínicos resultados acionáveis. A biomérieux tem estado na vanguarda desse desenvolvimento, oferecendo aos microbiologistas soluções de ponta. Hoje, a biomérieux desenvolveu a solução mais rápida, mais integrada, disponível para testes ID/AST de identificação em poucos minutos e no mesmo dia, testes de suscetibilidade com o VITEK MS* e VITEK 2, perfeitamente interligados através da aplicação Myla. Lançado em maio na Europa, o VITEK MS é um aparelho de espectrometria de massa e solução de software concebido para a rápida identificação de microrganismos, com base na tecnologia MALDI-TOF (matrix assisted laser desorption ionization time of flight). A identificação microbiana é alcançada através da obtenção de espetros e analisando os espetros com o banco de dados VITEK MS. Os picos desses espetros são comparados com o padrão característico de uma espécie, género, ou família de microrganismos, resultando na identificação do organismo. O aparelho inclui uma Estação de Preparação e aplicação que permite ao utilizador uma ligação segura para obter informações da amostra entre cada ponto do slide alvo e a posição da cassete VITEK 2 que contém a carta AST. Isto permite uma integração fácil e segura de identificação por espetrometria de massa com o resultado de suscetibilidade VITEK 2. O VITEK MS usa slides alvo descartáveis com códigos de barras únicos e quarenta e oito posições por slide. Quatro slides podem ser colocados dentro do aparelho ao mesmo tempo. Flexibilidade e uma solução ID/AST fácil de usar permitem que o microbiologista forneça informações críticas para as pessoas certas, na hora certa. O VITEK MS e VITEK 2 estão totalmente integrados com a aplicação Myla, middleware altamente flexível que pode ser configurado para acesso remoto, multi-utilizador, em terminais de todo o laboratório. O Myla centraliza informações de vários aparelhos num painel de comandos principal, usado pelos microbiologistas para acompanhar os testes de preparação da amostra para o carregamento de aparelhos, análise das amostras, e gestão de dados. Pode ser consultado a partir de estações remotas, como um portátil ou um ipad, e pode ser diretamente ligado a sistemas de informação hospitalar para a transferência rápida dos resultados. O comprovado aparelho VITEK 2 fornece resultados AST no mesmo dia e reduz as tarefas de preparação e padronização do inóculo, gerindo as fases de incubação e de leitura, bem como proporcionando rastreabilidade completa com códigos de barras pré-aplicados. A sua simplicidade e automatização significa tempo médio de preparação limitado, tornando-o o único sistema que realmente produz resultados no mesmo dia. A aplicação Advanced Expert System (AES), um componente crítico da tecnologia VITEK 2, também é única, na medida em que analisa valores de MIC para determinar fenótipos de resistência. Indo além de outros sistemas que utilizam interpretações de categoria única - suscetíveis, intermediárias ou resistentes o AES ajuda a detetar resistências emergentes e novos fenótipos. Na prática, como funciona? Após a cultura, os isolados são simultaneamente introduzidos no VITEK 2 e no VITEK MS. Páginas eletrónicas são geradas automaticamente com a Myla, garantindo a rastreabilidade completa da amostra do início ao fim. Em cerca de dois minutos, o VITEK MS fornece a identificação do organismo; informações que podem ser imediatamente transmitidas ao médico como um auxílio ao diagnóstico. Resultados dos testes de sensibilidade podem estar disponíveis a partir do VITEK 2 em menos de cinco horas, e com o tempo de configuração mínima, que é dentro de um turno. A Myla conecta os dois aparelhos, automaticamente ligando o resultado de identificação do VITEK MS com o resultado VITEK 2 AST, permitindo a obtenção de informações corretas às pessoas certas, mais rapidamente. Apresentação simples e estruturada dos resultados, no painel da aplicação Myla Facilita a validação de resultados visto que todos os detalhes necessários estão ao seu alcance, mesmo trabalhando de modo remoto. * A disponibilidade comercial depende da conclusão bem-sucedida dos ensaios clínicos e inscrições em conformidade com os regulamentos locais

4 Diagnóstico de infeções da corrente sanguínea - o caminho a seguir Melhorar as taxas de positividade da hemocultura através do uso de melhores práticas é certamente um caminho a seguir (ver "As 5 Melhores Dicas para uma Hemocultura Otimizada" Entrevista com a Profª. E. Cambau). No simpósio ECCMID, várias soluções alternativas de diagnóstico, tais como espetrometria de massa, métodos moleculares e biomarcadores de resposta do hospedeiro também foram discutidas. Uma abordagem baseada em espetroscopia de massa, conhecida como MALDI-TOF (matrix assisted laser desorption ionization time-of-flight) mostra um grande potencial. Quando usado em hemoculturas positivo, MALDI-TOF consegue fornecer identificação do género e ao nível da espécie numa questão de minutos, permitindo uma economia de tempo significativa em relação aos métodos de identificação tradicionais. A pesquisa está em andamento para determinar o potencial da espetrometria de massa para fornecer outras informações úteis para o clínico (genotipagem, mecanismo de resistência e deteção do fator de virulência). Métodos moleculares, realizados em hemoculturas positivas, também podem fornecer resultados muito rápidos (ID do agente patogénico numa questão de minutos). A solução ideal, é claro, é a realização de testes moleculares diretamente em amostras de sangue. Isto ainda é um desafio devido a vários fatores, incluindo a carga bacteriana insuficiente. Além disso, esses métodos moleculares exigem ensaios clínicos robustos antes que eles possam realmente ser integrados no processo de gestão de septicemia. Do ponto de vista da resposta do hospedeiro, há uma clara necessidade de uma nova geração de biomarcadores rápidos, de alta precisão, para ajudar a identificar doentes com alto risco de infeção na corrente sanguínea (BSI). Idealmente, um biomarcador da septicemia deve encurtar o tempo de diagnóstico, facilitar a diferenciação entre causas infecciosas / não infecciosas da inflamação e refletir a eficácia do tratamento antimicrobiano. Biomarcadores recentes já oferecem valor médico acrescentado e tempo de diagnóstico mais precoce. A procalcitonina (PCT) tem sido extensivamente avaliada em ensaios clínicos prospetivos de larga escala (3,4), e mostrou desempenhar um papel útil em: - Distinguir infeções bacterianas de virais, - Fornecer orientações sobre a iniciação, duração e interrupção da antibioterapia, - Discriminar a contaminação de BSI. A adrenomedulina e a PSP (Pancreatic Stone Protein) são dois outros biomarcadores atualmente em avaliação. São encontrados níveis elevados em doentes com septicemia e choque sético (SIRS) e, tal como a PCT, os níveis plasmáticos correlacionam com os scores de gravidade, podendo ajudar a prever o choque sético 5,6. Diversas linhas de evidência sugerem agora que a morte relacionada com septicemia, ou ferimentos graves, é devido ao efeito de diferentes mecanismos ao longo do tempo. Inicialmente, após uma infeção grave, os doentes desenvolvem uma forte resposta inflamatória sistémica, que pode levar à disfunção de múltiplos órgãos e morte precoce. Concomitantemente, o organismo desenvolve mecanismos anti-inflamatórios levando a um estado imunossupressivo persistente, aumento do risco de infeções em meio hospitalar. Portanto, a estratificação do doente, com base em biomarcadores do estado imunitário, antes da implementação de tratamentos anti-inflamatórios ou estimulação de imunidade, é outro caminho interessante para o desenvolvimento de cuidados personalizados em indivíduos criticamente doentes. Biomarcadores de resposta do hospedeiro, provavelmente combinados com marcadores de agentes patogénicos, representam uma área-chave para pesquisa, e muita esperança é aí depositada para melhor prever as complicações da septicemia e o desfecho fatal em pacientes críticos. Ajustes precoces da antibioterapia, levando a melhores resultados nos doentes, menores taxas de mortalidade e a uma resistência multifármaco reduzida são os principais benefícios que estas novas soluções de diagnóstico têm como objetivo proporcionar. Como os especialistas no simpósio concordaram, mais estudos são necessários para estabelecer claramente o seu impacto na gestão precoce do doente e a sua integração no processo de tomada de decisão clínica. Referências bibliográficas: 1. Schaaf et al. Eur Respir J. 2007;30: Kumar et al. CCM 2006;34(6): Christ- Crain M et al. Am J Respir Crit Care Med. 2006;174: Bouadma L. et al. Lancet 2010 ;375 : Christ-Crain M. et al. Crit Care 2005;9: Keel M. et al. Crit Care Med. 2009;37: As 5 Melhores Dicas para uma Hemocultura Otimizada Pedimos à Profª. Emmanuelle Cambau, Universidade Paris Diderot, Assistance Publique-Hôpitaux de Paris, França, cinco dicas para otimizar o desempenho e taxas de positividade nas hemoculturas. 1 Volume de sangue colhido para a cultura: pelo menos, ml por colheita O volume de sangue colhido é o aspeto mais importante do teste de hemocultura. Quatro frascos de 10 ml resultam num volume mais eficiente e rentável. Dar formação para colher o volume correto também é importante, uma vez que as técnicas de colheita diferem, dependendo se é utilizado uma agulha e seringa ou um kit de colheita. 2 Anti-sepsia adequada da pele É importante executar corretamente a anti-sepsia da pele: lavar com sabonete anti-séptico, enxaguar, secar e aplicar iodopovidona ou clorexidina em álcool. A experiência do enfermeiro, a formação, bem como a utilização de luvas são todos importantes aqui. No entanto, mesmo com a melhor anti-sepsia, é difícil reduzir a taxa de contaminação para menos de 2%. Entre 3 e 4% de contaminação representa cerca de 30% de todos os resultados positivos, o que é um nível elevado de falsos positivos. Níveis de contaminação acima dos 5% são inaceitáveis. 3 Minimizar o tempo entre a punção venosa e a incubação Uma amostra de sangue deve ser incubada logo que tenha sido colhida, caso contrário, começam-se a perder microrganismos viáveis que não conseguem sobreviver à temperatura ambiente. Uma amostra pode não ser incubada imediatamente após a colheita por diversos fatores, tais como a organização geral, o horário de trabalho e a distância do laboratório. Idealmente, a amostra deve ser incubada dentro de 2-3 horas após a colheita. 4 Colher dois conjuntos de hemocultura, com minutos de intervalo Um contaminante geralmente estará presente em apenas um frasco de um conjunto de frascos de hemocultura, ao contrário de uma verdadeira infeção da corrente sanguínea, por isso, devem ser sempre colhidos dois conjuntos de hemocultura. Devem ser colhidos de sítios anatómicos separados de forma rápida, um após o outro. 5 Respeitar a ordem das amostras aeróbicas e anaeróbicas A introdução de ar no frasco é o que faz com que seja um frasco "aeróbico". Quando se utiliza uma agulha e seringa, comece com o frasco anaeróbico, mas quando colhe com um kit de colheita com butterfly, encha o frasco aeróbico primeiro. Quando um cateter está presente, já existe ar no cateter, de modo que o frasco aeróbico é o que deve ser utilizado primeiro. Finalmente, vídeos de formação e auditorias de prática de hemocultura podem desempenhar um papel importante no aumento da sensibilização do pessoal e melhorar a forma como a colheita de hemocultura é realizada. Para mais informações, consulte o Guia ASM / CUMITECH 1 e Parâmetros de teste ideais para hemoculturas ASM/CUMITECH Guidelines. Baron, E.J., M.P. Weinstein, W.M. Dunne, Jr., P. Yagupsky, D.F. Welch, and D.M. Wilson. Cumitech 1C, Blood Cultures IV. Coordinating ed., E.J. Baron. ASM Press, Washington, D.C Cockerill FR, Wilson JW, Vetter EA, et al. Optimal testing parameters for blood cultures. Clin Infect Dis. 2004;38: A biomérieux organizou a 3ª edição do World HAI Fórum de 27 a 29 de Junho na Fundação Mérieux. O Centro de Conferências Pensières situa-se em Annecy, França. Juntaram-se mais de 70 peritos internacionais em medicina, doenças infecciosas, microbiologia e epidemiologia para discutir um dos maiores problemas actuais que a saúde humana está a confrontar: a resistência microbiana aos antibióticos. Este problema cresceu em proporções alarmantes enquanto a investigação para desenvolver novos antibióticos está praticamente parada. As apresentações no Fórum incluíram: Como é que os CDC estão a gerir o aumento da KPC? Por Arjun Srinivasan, Diretor Associado para os Programas de Infeções Associadas à Saúde, Divisão de Promoção da Qualidade na Saúde, Centers for Disease Control and Prevention (EUA). Pronto para um mundo sem antibióticos? A visão política, por John Ryan, Responsável pela Unidade, Ameaças à Saúde, DG SANCO, Comissão Europeia (Bélgica). O que nos tem ensinado a NDM-1? e A perspectiva indiana, por Patrice Nordmann, Chefe de Departamento de Microbiologia, Bicêtre Hospital, South Paris Medical School e Chefe da Unidade de Investigação INSERM U914 Emerging Resistances to Antibiotics, K-Bicêtre, França; Timothy Walsh, Professor de Medicina, Departamento de Imunidade Infeciosa & Bioquímica; Cardiff University School of Medecine (RU); Abdul Ghafur, Médico, Consultor em Doenças Infeciosas e Microbiologia Clínica nos Hospitais Apollo (Índia). Queremos proteger os antibióticos como protegemos o ambiente. Um dos objectivos do Fórum este ano era sensibilizar mais o público para que os médicos e doentes utilizem os antibióticos de uma forma mais responsável. Os participantes do Fórum efectuaram propostas para medidas concretas que irão ser incluídas num apelo à acção destinado às autoridades de saúde e políticos do mundo. Quer saber mais? Veja as entrevistas dos peritos e os debates sobre o apelo à acção em:

5 A solução completa para testes C. difficile testing A mais recente adição à gama chromid tem como alvo um agente patogénico cuja ocorrência está a aumentar, o C. difficile, e fornece resultados em tempo recorde. Anteriormente visto como um incómodo clínico, C. difficile é agora considerado uma crescente ameaça à saúde. O aparecimento de estirpes altamente toxigénicas e resistentes e o aumento da CDAD (doença associada a C. difficile) adquirida na comunidade tem levado organizações de saúde nacionais e internacionais a pedir uma deteção mais eficaz e medidas de controlo. A cultura ainda é o método de diagnóstico mais sensível, essencial para a investigação de doentes com doença severa ou complicada, e o único método que permite estudos epidemiológicos e testes de suscetibilidade a antibióticos. ChromID C. difficile, recentemente lançado pela biomérieux é o primeiro meio cromogénico para o isolamento e identificação do C. difficile em apenas 24 horas. É rápido e preciso, fácil de utilizar e não exige especialistas para a sua leitura. Com uma deteção de 96-99% após 24 horas e sensibilidade até 30% superior aos meios convencionais, facilita as tomadas de decisão no tratamento do doente e a implementação de controlo de infecção e medidas no meio hospitalar, fornecendo resultados mais rápidos. Juntamente com o chromid C. difficile, a biomérieux oferece uma solução completa para testar C. difficile. O teste VIDAS C. difficile Toxin A&B inteiramente automatizado oferece soluções padronizadas e resultados em apenas 75 minutos, para uma mais rápida tomada de decisão terapêutica e medidas para isolamento do doente. O VITEK 2 permite uma identificação e um teste de sensibilidade aos antibióticos rápidos e exactos. O Etest é uma ferramenta eficaz para a geração de CMIs (Concentração Mínima Inibitória). As galerias API & ATB contribuem para identificar a infeção por C. difficile e ajudar a controlar o aparecimento de resistência aos antibióticos (por exemplo, ao metronidazol ou vancomicina). Finalmente, o sistema DiversiLab, oferece genotipagem microbiana automatizada para o rastreio da estirpe em aproximadamente 4 horas, e o software de vigilância epidemiológica VIGIGUARD permite um acompanhamento eficaz. Uma triagem e diagnóstico de SGB abrangente A doença perinatal a Streptococcus do grupo B continua a ser uma das principais causas de infeção neonatal em países industrializados. Com início precoce, geralmente ocorre nas primeiras 24 horas de vida, muitas vezes resultando em septicemia fulminante, meningite ou pneumonia associada a alta morbilidade e mortalidade. A estratégia mais eficaz para diminuir a incidência de GBS em recém-nascidos é, atualmente, o rastreio pré-natal universal de todas as mulheres grávidas de semanas de gestação, usando métodos de cultura para determinar a necessidade de profilaxia antibiótica intraparto. Organismos oficiais como o CDC (veja a nova revista CDC 2010 Diretrizes para a Prevenção da doença estreptocócica Grupo B Perinatal: ) recomendam esta estratégia, e é aplicada, quer na íntegra, quer adaptada, para atender às necessidades locais, na maioria dos países industrializados. Os produtos da biomérieux para o rastreio e diagnóstico de GBS estão de acordo com as Diretrizes CDC e podem ser combinados para fornecer soluções para as diferentes necessidades dos laboratórios. Por exemplo: Solução 1. Para rapidamente triar resultados positivos, com a identificação direta em horas: Caldo Bifásico Granada seguido por subcultura em Columbia ANC + 5% de sangue de carneiro ou placas chromid Strepto B. Solução 2. Para a deteção de estirpes não-hemolíticas e confirmação definitiva de resultados negativos: o enriquecimento seletivo em solução de Todd Hewitt seguido por subcultura em placas chromid Strepto B e teste de aglutinação em látex com SLIDEX Strepto Plus group B. A biomérieux lançou recentemente a biplaca Granada/Columbia ANC + 5% de sangue de carneiro, dedicada à prevenção do GBS em mulheres grávidas e determinação do estado de portadoras de estreptococos grupo A. Permite uma leitura mais rápida, um fluxo de trabalho simplificado e uma melhor rastreabilidade de resultado com as vantagens acrescidas da redução do espaço de armazenamento, custos e desperdícios. Certificados de Compatibilidade: facilita a sua vida diária A implementação de novos testes e a aquisição de acreditação pode ser caro e demorado. É por isso que, como parte da sua oferta global, a biomérieux verifica a compatibilidade das suas gamas de produtos e oferece - gratuitamente - Certificados de compatibilidade. O Certificado de Compatibilidade é um documento validado mostrando a compatibilidade de um meio de cultura com outros testes complementares biomérieux. Como exemplo, o meio chromid CPS, um meio de isolamento para amostras de urina, é totalmente compatível com 23 reagentes de identificação e com 10 reagentes AST incluindo cartas VITEK 2, galerias API/ATB e testes rápidos Os nossos estudos de compatibilidade para novos meios são uma parte integrante do processo de desenvolvimento de produtos sob garantia de qualidade, garantindo a rastreabilidade completa. São realizados por uma equipa interna de pesquisa e desenvolvimento em Microbiologia dedicada, de acordo com um protocolo de verificação validado. Para cada meio, os estudos são realizados com um painel de estirpes representativas de acordo com a utilização prevista do teste, com gelose de sangue ou com outro meio apropriado, como referência. O Certificado de Compatibilidade é um documento pronto a ser utilizado que pode facilmente retirar do website biomérieux na Biblioteca Técnica para o seu arquivo de acreditação do laboratório. Atualizado regularmente em caso de modificação do produto, no site da biomérieux pode encontrar 20 Certificados de Compatibilidade dedicados a 36 produtos. Outros estão em curso e estarão disponíveis em breve. A biomérieux oferece uma gama completa de documentos online para apoiar os nossos clientes no cumprimento das suas exigências regulamentares. Folhetos informativos Declarações de produto não-perigoso Declaração de Conformidade do produto Declarações de Choque Térmico Certificados de Controlo de Qualidade Certificados de Compatibilidade https://techlib.biomerieux.com * Para mais pormenores, ver instruções de utilização. What do you think of this newsletter? Fill in our quick questionnaire and let us know! All information given is strictly anonymous and confidential. https://www.surveymonkey.com/s/newslettersatisfaction-survey 08/2011 A biomérieux, o logótipo azul, API, ATB, Advanced Expert System, BACT / ALERT, chromid, CPS, DiversiLab, Etest, MS, Myla, PREVI, SLIDEX, VIDAS, VITEK E VIGIGUARD são utilizadas, pendentes, e/ou marcas registadas, pertencentes a biomérieux SA ou a uma de suas subsidiárias. Qualquer outra marca é de propriedade de seus respetivos proprietários. Disponibilidade do produto pode variar de país para país e está sujeita a diversas exigências regulamentares. / Por favor, contacte o seu representante local para saber da disponibilidade. Avisos Legais - Fotos: C. Ganet, Obsession Graphic / biomérieux SA RCS Lyon / THERA Conseil RCS Lyon B biomérieux Portugal, Lda. Av. 25 de Abril de 1974, nº 23-3º, Linda-a-Velha biomérieux S.A. Todos os direitos reservados.

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE 18 MARÇO 2015 Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa PATROCINDADORES Apoio Patrocinadores Globais APDSI As Tecnologias de Informação e Comunicação na monitorização

Leia mais

Preenchendo a lacuna entre o autoatendimento e o atendimento assistido

Preenchendo a lacuna entre o autoatendimento e o atendimento assistido Folheto do produto Genesys Chat Preenchendo a lacuna entre o autoatendimento e o atendimento assistido Hoje os clientes querem e esperam opções de autoatendimento quando participam de vendas on-line e

Leia mais

Diretrizes Assistenciais PREVENÇÃO DA DOENÇA ESTREPTOCÓCICA NEONATAL

Diretrizes Assistenciais PREVENÇÃO DA DOENÇA ESTREPTOCÓCICA NEONATAL Diretrizes Assistenciais PREVENÇÃO DA DOENÇA ESTREPTOCÓCICA NEONATAL Versão eletrônica atualizada em fev/2012 O agente etiológico e seu habitat A doença estreptocócica neonatal é causada por uma bactéria,

Leia mais

Gerencie a força de trabalho móvel, sem a complexidade e o custo de uma instalação on-premise

Gerencie a força de trabalho móvel, sem a complexidade e o custo de uma instalação on-premise de Soluções SAP SAP Afaria, edição para nuvem Objetivos Gerencie a força de trabalho móvel, sem a complexidade e o custo de uma instalação on-premise 2013 SAP AG ou empresa afiliada da SAP. Investimentos

Leia mais

Preparação e Resposta à Doença por Vírus Ébola Avaliações Externas

Preparação e Resposta à Doença por Vírus Ébola Avaliações Externas Preparação e Resposta à Doença por Vírus Ébola Avaliações Externas European Centre for Disease Prevention and Control (ECDC) Global Health Security Agenda (GHSA) Enquadramento A Plataforma de Resposta

Leia mais

Dimensão Segurança do Doente. Check-list Procedimentos de Segurança

Dimensão Segurança do Doente. Check-list Procedimentos de Segurança 1. 1.1 1.2 Cultura de Segurança Existe um elemento(s) definido(s) com responsabilidade atribuída para a segurança do doente Promove o trabalho em equipa multidisciplinar na implementação de processos relativos

Leia mais

Check-list Procedimentos de Segurança

Check-list Procedimentos de Segurança Check-list Procedimentos de Segurança 1. Cultura de Segurança 1.1 1.2 Existe um elemento definido como responsável pelas questões da segurança do doente Promove o trabalho em equipa multidisciplinar na

Leia mais

DA IH À IACS: A NOMENCLATURA MUDOU ALGUMA COISA? Elaine Pina

DA IH À IACS: A NOMENCLATURA MUDOU ALGUMA COISA? Elaine Pina DA IH À IACS: A NOMENCLATURA MUDOU ALGUMA COISA? Hospitais Públicos P e Privados Elaine Pina O NOME DAS COISAS What s s there in a name? A rose by any other name would smell as sweet William Shakespeare

Leia mais

Worldwide Charter for Action on Eating Disorders

Worldwide Charter for Action on Eating Disorders Worldwide Charter for Action on Eating Disorders - CARTA MUNDIAL DE ACÇÃO PARA AS PARTURBAÇÕES ALIMENTARES- DIREITOS E EXPECTATIVAS PARA PESSOAS COM PERTURBAÇÕES ALIMENTARES E AS SUAS FAMÍLIAS PREÂMBULO

Leia mais

CA Protection Suites. Proteção total dos dados para as pequenas e médias empresas

CA Protection Suites. Proteção total dos dados para as pequenas e médias empresas CA Protection Suites Proteção total dos dados para as pequenas e médias empresas Desafios das SMBs As ameaças crescem em número e gravidade - Spywares e adwares - Vírus, worms, cavalos de Tróia e ataques

Leia mais

USO PRÁTICO DOS INDICADORES DE IRAS: SUBSIDIANDO O TRABALHO DA CCIH HOSPITAIS COM UTI

USO PRÁTICO DOS INDICADORES DE IRAS: SUBSIDIANDO O TRABALHO DA CCIH HOSPITAIS COM UTI USO PRÁTICO DOS INDICADORES DE IRAS: SUBSIDIANDO O TRABALHO DA CCIH HOSPITAIS COM UTI Débora Onuma Médica Infectologista INTRODUÇÃO O que são Indicadores? 1. Indicador é uma medida quantitativa que pode

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

ISO 9001 Relatórios. A importância do risco em gestao da qualidade. Abordando a mudança. ISO Revisions. ISO Revisions

ISO 9001 Relatórios. A importância do risco em gestao da qualidade. Abordando a mudança. ISO Revisions. ISO Revisions ISO 9001 Relatórios A importância do risco em gestao da qualidade Abordando a mudança BSI Group BSI/UK/532/SC/1114/en/BLD Contexto e resumo da revisão da ISO 9001:2015 Como uma Norma internacional, a ISO

Leia mais

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR CLOUD PARA AS SUAS APLICAÇÕES?

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR CLOUD PARA AS SUAS APLICAÇÕES? PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR CLOUD PARA AS SUAS APLICAÇÕES? As ofertas de cloud pública proliferaram e a cloud privada popularizou-se. Agora, é uma questão de como aproveitar o potencial

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

Infeções associadas aos cuidados de saúde no contexto do CHCB. Vasco Lino 2015-06-16

Infeções associadas aos cuidados de saúde no contexto do CHCB. Vasco Lino 2015-06-16 Infeções associadas aos cuidados de saúde no contexto do CHCB Vasco Lino 2015-06-16 GCL- PPCIRA Grupo de Coordenação Local do Programa de Prevenção e Controlo das Infeções e de Resistência aos Antimicrobianos

Leia mais

A sua operação de mina faz uso de uma solução de software de planejamento integrado ou utiliza aplicações de software isoladas?

A sua operação de mina faz uso de uma solução de software de planejamento integrado ou utiliza aplicações de software isoladas? XACT FOR ENTERPRISE A ênfase na produtividade é fundamental na mineração à medida que as minas se tornam mais profundas, as operações se tornam cada vez mais complexas. Empresas de reconhecimento mundial

Leia mais

Programa de assistência técnica alargada da Kaspersky

Programa de assistência técnica alargada da Kaspersky Programa de assistência técnica alargada da Kaspersky NÍVEIS MSA ENTERPRISE E MSA BUSINESS Reduza os impactos financeiros e operacionais negativos das interrupções Preserve a imagem da sua marca e os níveis

Leia mais

Um White Paper da Websense Web Security Gateway: A Web 2.0 Protegida e Simplificada

Um White Paper da Websense Web Security Gateway: A Web 2.0 Protegida e Simplificada Um White Paper da Websense Web Security Gateway: A Web 2.0 Protegida e Simplificada Visão Geral do Mercado Embora o uso dos produtos da Web 2.0 esteja crescendo rapidamente, seu impacto integral sobre

Leia mais

D-18925-2010. Ao seu lado na Unidade de Terapia Intensiva

D-18925-2010. Ao seu lado na Unidade de Terapia Intensiva D-18925-2010 Ao seu lado na Unidade de Terapia Intensiva 2 Fornecer segurança e qualidade neste ambiente estressante é tudo, menos fácil. D-18926-2010 D-18927-2010 D-18928-2010 A UTI um ambiente de reabilitação

Leia mais

Programa de Treinamento Judicial Internacional IJTP. Um Programa da Faculdade de Direito da Universidade da Géorgia

Programa de Treinamento Judicial Internacional IJTP. Um Programa da Faculdade de Direito da Universidade da Géorgia Programa de Treinamento Judicial Internacional IJTP Um Programa da Faculdade de Direito da Universidade da Géorgia Programa de Treinamento Judicial Internacional Por que Nos últimos anos, um número crescente

Leia mais

Rede Nacional de Câncer Familial: Sub-rede de Epidemiologia

Rede Nacional de Câncer Familial: Sub-rede de Epidemiologia Fórum INCA-ASCO sobre Câncer Hereditário Predisposição Genética ao Câncer 21 e 22 de novembro de 2011 Hotel Novo Mundo Flamengo Rio de Janeiro Brasil Rede Nacional de Câncer Familial: Sub-rede de Epidemiologia

Leia mais

Segurança + Conformidade. Dentro do Prazo e Orçamento Previsto Sob Demanda

Segurança + Conformidade. Dentro do Prazo e Orçamento Previsto Sob Demanda Segurança + Conformidade Dentro do Prazo e Orçamento Previsto Sob Demanda Segurança e Conformidade via Software-as-a-Service (SaaS) Hoje em dia, é essencial para as empresas administrarem riscos de segurança

Leia mais

Análise de risco em alimentos, com foco na área de resistência microbiana

Análise de risco em alimentos, com foco na área de resistência microbiana IV CONGRESSO BRASILEIRO DE QUALIDADE DO LEITE Análise de risco em alimentos, com foco na área de resistência microbiana Perigo (hazard): agente biológico, químico ou físico, ou propriedade do alimento

Leia mais

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000 ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário Gestão da Qualidade 2005 1 As Normas da família ISO 9000 ISO 9000 descreve os fundamentos de sistemas de gestão da qualidade e especifica

Leia mais

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a...

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... INNOVA Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... Maximizar o rendimento e a produtividade Estar em conformidade com os padrões de qualidade e garantir a segurança dos alimentos Obter

Leia mais

Declaração da OMS sobre Taxas de Cesáreas

Declaração da OMS sobre Taxas de Cesáreas Declaração da OMS sobre Taxas de Cesáreas Os esforços devem se concentrar em garantir que cesáreas sejam feitas nos casos em que são necessárias, em vez de buscar atingir uma taxa específica de cesáreas.

Leia mais

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS?

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? As ofertas de nuvem pública proliferaram, e a nuvem privada se popularizou. Agora, é uma questão de como aproveitar o potencial

Leia mais

Suporte Técnico de Software HP

Suporte Técnico de Software HP Suporte Técnico de Software HP Serviços Tecnológicos HP - Serviços Contratuais Dados técnicos O Suporte Técnico de Software HP fornece serviços completos de suporte de software remoto para produtos de

Leia mais

Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens

Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens Academia de Tecnologia da IBM White paper de liderança de pensamento Novembro de 2010 Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens 2 Proteção da nuvem: do desenvolvimento da estratégia

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO Santa Maria, 27 de Setembro de 2013. Revisão aula anterior Desenvolvimento Ágil de Software Desenvolvimento e entrega

Leia mais

EMC Consulting. Estratégia visionária, resultados práticos. Quando a informação se reúne, seu mundo avança.

EMC Consulting. Estratégia visionária, resultados práticos. Quando a informação se reúne, seu mundo avança. EMC Consulting Estratégia visionária, resultados práticos Quando a informação se reúne, seu mundo avança. Alinhando TI aos objetivos de negócios. As decisões de TI de hoje devem basear-se em critérios

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE PREVENÇÃO DAS RESISTÊNCIAS AOS ANTIMICROBIANOS

PROGRAMA NACIONAL DE PREVENÇÃO DAS RESISTÊNCIAS AOS ANTIMICROBIANOS PROGRAMA NACIONAL DE PREVENÇÃO DAS RESISTÊNCIAS AOS ANTIMICROBIANOS Novembro de 2009 PROGRAMA NACIONAL DE PREVENÇÃO DAS RESISTÊNCIAS AOS ANTIMICROBIANOS ÍNDICE Pág. I. INTRODUÇÃO... 2 II. ENQUADRAMENTO...

Leia mais

Inovações Métodos Analíticos - Microbiologia. Gabriel T. Luiz Outubro/2012

Inovações Métodos Analíticos - Microbiologia. Gabriel T. Luiz Outubro/2012 Inovações Métodos Analíticos - Microbiologia Gabriel T. Luiz Outubro/2012 Sistema MICROSCAN Siemens Healthcare Diagnostics 2012 Siemens Healthcare Diagnostics. All rights reserved PAINÉIS ANALISADORES

Leia mais

CHECK - LIST - ISO 9001:2000

CHECK - LIST - ISO 9001:2000 REQUISITOS ISO 9001: 2000 SIM NÃO 1.2 APLICAÇÃO A organização identificou as exclusões de itens da norma no seu manual da qualidade? As exclusões são relacionadas somente aos requisitos da sessão 7 da

Leia mais

Resultados da Pesquisa

Resultados da Pesquisa Resultados da Pesquisa 1. Estratégia de Mensuração 01 As organizações devem ter uma estratégia de mensuração formal e garantir que a mesma esteja alinhada com os objetivos da empresa. Assim, as iniciativas

Leia mais

O desafio é A Segurança do Paciente

O desafio é A Segurança do Paciente O desafio é A Segurança do Paciente CAISM - Fevereiro de 2011: Implantação do Segundo Desafio Global Cirurgias Seguras Salvam Vidas Profª Drª Roseli Calil Enfº Adilton Dorival Leite Conhecendo um pouco

Leia mais

Modelo de Plano de Ação

Modelo de Plano de Ação Modelo de Plano de Ação Para a implementação da Estratégia Multimodal da OMS para a Melhoria da Higiene das Mãos Introdução O Modelo de Plano de Ação é proposto para ajudar os representantes de estabelecimentos

Leia mais

D-18969-2010. Ao seu lado no hospital

D-18969-2010. Ao seu lado no hospital D-18969-2010 Ao seu lado no hospital 2 Estamos procurando empresas de tecnologia hospitalar que atuem como parceiras, não como apenas fornecedoras. D-18971-2010 D-18972-2010 Soluções terapêuticas efetivas

Leia mais

Melhore rapidamente a eficiência do seu consultório. INTRODUZINDO a família de produtos cardiopulmonares da Welch Allyn

Melhore rapidamente a eficiência do seu consultório. INTRODUZINDO a família de produtos cardiopulmonares da Welch Allyn Melhore rapidamente a eficiência do seu consultório INTRODUZINDO a família de produtos cardiopulmonares da Welch Allyn Uma família de equipamentos cardiopulmonares flex que permite optim Trabalhe mais

Leia mais

DECLARAÇÕES EUROPEIAS DA FARMÁCIA HOSPITALAR

DECLARAÇÕES EUROPEIAS DA FARMÁCIA HOSPITALAR DECLARAÇÕES EUROPEIAS DA FARMÁCIA HOSPITALAR As páginas que se seguem constituem as Declarações Europeias da Farmácia Hospitalar. As declarações expressam os objetivos comuns definidos para cada sistema

Leia mais

Tratado do Paris contra o câncer

Tratado do Paris contra o câncer Tratado do Paris contra o câncer portugais portuguese 71 72 Profundamente pertubados pelas repercussões importantes e universais do câncer sobre a vida humana, o sofrimento humano, e sobre a produtividade

Leia mais

MONITORE E CONTROLE SEUS SISTEMAS INTELIGENTES DE GERENCIAMENTO DE EVENTOS E MONITORAMENTO VISUAL DE ALARME DE INCÊNDIO ALARME DE INCÊNDIO

MONITORE E CONTROLE SEUS SISTEMAS INTELIGENTES DE GERENCIAMENTO DE EVENTOS E MONITORAMENTO VISUAL DE ALARME DE INCÊNDIO ALARME DE INCÊNDIO MONITORE E CONTROLE SEUS SISTEMAS GERENCIAMENTO DE EVENTOS INTELIGENTES DE E MONITORAMENTO VISUAL DE ALARME DE INCÊNDIO ALARME DE INCÊNDIO SEJA VOCÊ GERENTE DE UNIDADE OU PROFISSIONAL DO SETOR DE COMBATE

Leia mais

Código de prática para a gestão da segurança da informação

Código de prática para a gestão da segurança da informação Código de prática para a gestão da segurança da informação Edição e Produção: Fabiano Rabaneda Advogado, professor da Universidade Federal do Mato Grosso. Especializando em Direito Eletrônico e Tecnologia

Leia mais

Estudo PARTNER. Foi convidado a participar neste estudo porque tem uma relação em que é o parceiro VIH positivo.

Estudo PARTNER. Foi convidado a participar neste estudo porque tem uma relação em que é o parceiro VIH positivo. Informação ao participante e consentimento informado para o parceiro VIH positivo Estudo PARTNER O estudo PARTNER é um estudo levado a cabo com casais em que: (i) um parceiro é VIH positivo e o outro é

Leia mais

Desigualdades em saúde - Mortalidade infantil. Palavras-chave: mortalidade infantil; qualidade de vida; desigualdade.

Desigualdades em saúde - Mortalidade infantil. Palavras-chave: mortalidade infantil; qualidade de vida; desigualdade. Desigualdades em saúde - Mortalidade infantil Ruth Rangel * Fernanda Azevedo * Palavras-chave: mortalidade infantil; qualidade de vida; desigualdade. Resumo A redução das desigualdades sociais tem sido

Leia mais

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR?

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? Descubra os benefícios que podem ser encontrados ao se adaptar as novas tendências de mercado ebook GRÁTIS Como o investimento em TI pode

Leia mais

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa Aécio Costa A segurança da informação é obtida a partir da implementação de um conjunto de controles adequados, incluindo políticas, processos, procedimentos, estruturas organizacionais e funções de software

Leia mais

Certificação para Parceiros de Canais Axis

Certificação para Parceiros de Canais Axis Axis Communications' Academy Certificação para Parceiros de Canais Axis O mais novo requisito para Parceiros de Soluções também é um dos seus melhores benefícios. Axis Certification Program o padrão mundial

Leia mais

3 - Introdução. gestão hospitalar? 8 - Indicadores clínicos. 11 - Indicadores operacionais. 14 - Indicadores financeiros.

3 - Introdução. gestão hospitalar? 8 - Indicadores clínicos. 11 - Indicadores operacionais. 14 - Indicadores financeiros. 3 - Introdução 4 - Quais são as métricas para alcançar uma boa ÍNDICE As Métricas Fundamentais da Gestão Hospitalar gestão hospitalar? 8 - Indicadores clínicos 11 - Indicadores operacionais 14 - Indicadores

Leia mais

Desempenho da Fase Analítica. Fernando de Almeida Berlitz

Desempenho da Fase Analítica. Fernando de Almeida Berlitz Indicadores de Desempenho da Fase Analítica Fernando de Almeida Berlitz Ishikawa Estratégia e Medição PARA QUEM NÃO SABE PARA ONDE VAI, QUALQUER CAMINHO OS SERVE... Processos PROCESSOS Não existe um produto

Leia mais

Software de gerenciamento de trabalho

Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho GoalPost O software de gerenciamento de trabalho (LMS) GoalPost da Intelligrated fornece informações sob demanda para medir,

Leia mais

Newsletter 2. Estudo multicanal da ActOne ABRIL 2012

Newsletter 2. Estudo multicanal da ActOne ABRIL 2012 Newsletter 2 ABRIL 2012 Estudo multicanal da ActOne DIMs, emails, telefone, internet, sites, congressos, iphone, livros, vídeos, artigos, visitas, multicanal, marketing digital, email marketing, e-detailing

Leia mais

ISO 9001:2015 Avaliações de Transição Manual do Cliente

ISO 9001:2015 Avaliações de Transição Manual do Cliente ISO Revisio ISO Revisions Latest update New ISO 9001:2015 Avaliações de Transição Manual do Cliente ISO 9001:2015 - Transition Assessments ISO Revisions Introdução Como um cliente certificado do BSI, você

Leia mais

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Módulo 4 Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Estruturas e Metodologias de controle adotadas na Sarbanes COBIT

Leia mais

Thomas Hub Guia do Utilizador

Thomas Hub Guia do Utilizador Thomas Hub Guia do Utilizador O seu novo e melhorado sistema de apoio à decisão sobre pessoas Descubra a forma simples e rápida de diagnosticar e desenvolver o Capital Humano Acompanhe-nos 1 Guia do Utilizador

Leia mais

Nota Técnica: Prevenção da infecção neonatal pelo Streptococcus agalactiae (Estreptococo Grupo B ou GBS)

Nota Técnica: Prevenção da infecção neonatal pelo Streptococcus agalactiae (Estreptococo Grupo B ou GBS) Prefeitura do Município de São Paulo Secretaria Municipal da Saúde Áreas Técnicas da Saúde da Mulher e da Criança e Assistência Laboratorial Nota Técnica: Prevenção da infecção neonatal pelo Streptococcus

Leia mais

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Outubro de 2007 Resumo Este white paper explica a função do Forefront Server

Leia mais

Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor

Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor Resumo: A finalidade desse documento é apresentar o projeto de planejamento

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL Automatização do processo de Controlo Ambiental Auto-controlo ambiental Sendo a Indústria que detém fontes poluidoras (Cimenteiras, Produção de energia, Incineradoras, etc.), uma das mais intervenientes

Leia mais

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa, ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa, ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade O módulo PHC dcrm permite aos comerciais da sua empresa focalizar toda a actividade no cliente, aumentando a capacidade de resposta aos potenciais negócios da empresa. PHC dcrm Aumente o potencial da força

Leia mais

INFORMATIZAÇÃO CLÍNICA DOS SERVIÇOS DE URGÊNCIA LINHAS BÁSICAS DE ORIENTAÇÃO

INFORMATIZAÇÃO CLÍNICA DOS SERVIÇOS DE URGÊNCIA LINHAS BÁSICAS DE ORIENTAÇÃO INFORMATIZAÇÃO CLÍNICA DOS SERVIÇOS DE URGÊNCIA LINHAS BÁSICAS DE ORIENTAÇÃO FUNCIONALIDADES TÉCNICAS INFORMATIZAÇÃO CLÍNICA DOS SERVIÇOS DE URGÊNCIA OBJECTIVO Dispor de um sistema de informação, que articule

Leia mais

Autoatendimento Digital. Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas.

Autoatendimento Digital. Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas. Autoatendimento Digital Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas. Oferece aos clientes as repostas que buscam, e a você,

Leia mais

Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010

Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010 Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010 A Manutenção do Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA consiste numa infra-estrutura de disponibilidade

Leia mais

Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment

Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment Visão geral da solução Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment Visão geral À medida que tecnologias como nuvem, mobilidade, mídias sociais e vídeo assumem papéis

Leia mais

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm Anexo C: Súmula das principais iniciativas desenvolvidas na Europa na área da Sociedade de Informação e da mobilização do acesso à Internet em banda larga Para informação adicional sobre os diversos países

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

Entrevista com Tetrafarma. Nelson Henriques. Director Gerente. Luísa Teixeira. Directora. Com quality media press para Expresso & El Economista

Entrevista com Tetrafarma. Nelson Henriques. Director Gerente. Luísa Teixeira. Directora. Com quality media press para Expresso & El Economista Entrevista com Tetrafarma Nelson Henriques Director Gerente Luísa Teixeira Directora Com quality media press para Expresso & El Economista Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As

Leia mais

Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas

Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas Uma solução de gerenciamento de nuvens abrangente, segura e flexível Documento técnico de negócios Página 2 Frente às tendências significativas

Leia mais

ca@hsjoao.min-saude.ptsaude.pt 50 Anos Serviços Farmacêuticos

ca@hsjoao.min-saude.ptsaude.pt 50 Anos Serviços Farmacêuticos Programa do Medicamento Hospitalar Infarmed, 26 de Janeiro 2009 Centro de preparação de medicamentos:. Prof. Doutor António Ferreira ca@hsjoao.min-saude.ptsaude.pt Hospital S. João, E.P.E. Maio 2007 Unidade

Leia mais

Campanha Nacional de Higiene das MãosMinistério Resultados Nacionais

Campanha Nacional de Higiene das MãosMinistério Resultados Nacionais Campanha Nacional de Higiene das MãosMinistério da Saúde Resultados Nacionais Dia 5 de Maio, Compromisso Mundial de Higienização das mãos Direcção-Geral da Saúde Campanha Nacional de Higiene das mãos Situação

Leia mais

AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI

AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI CUSTOMER SUCCESS STORY Março 2014 AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI PERFIL DO CLIENTE Indústria: Manufatura Empresa: AT&S Funcionários: 7.500 Faturamento: 542 milhões

Leia mais

LOGÍSTICA MADE DIFFERENT LOGÍSTICA

LOGÍSTICA MADE DIFFERENT LOGÍSTICA LOGÍSTICA MADE DIFFERENT LOGÍSTICA ENTREGA ESPECIAL Na economia globalizada 24/7 de hoje, a logística e a gestão de armazéns eficientes são essenciais para o sucesso operacional. O BEUMER Group possui

Leia mais

5.1 Nome da iniciativa ou Projeto. Academia Popular da Pessoa idosa. 5.2 Caracterização da Situação Anterior

5.1 Nome da iniciativa ou Projeto. Academia Popular da Pessoa idosa. 5.2 Caracterização da Situação Anterior 5.1 Nome da iniciativa ou Projeto Academia Popular da Pessoa idosa 5.2 Caracterização da Situação Anterior O envelhecimento é uma realidade da maioria das sociedades. No Brasil, estima-se que exista, atualmente,

Leia mais

Obrigações Legais dos Produtores de Resíduos Hospitalares e método de tratamento Cannon Hygiene

Obrigações Legais dos Produtores de Resíduos Hospitalares e método de tratamento Cannon Hygiene Seminários 2015 Resíduos Hospitalares Obrigações Legais dos Produtores de Resíduos Hospitalares e método de tratamento Cannon Hygiene Francisco Valente OBJETIVOS Informação sobre as obrigações legais dos

Leia mais

Situação epidemiológica e medidas de preparação. Jarbas Barbosa da Silva Jr. Secretário de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde

Situação epidemiológica e medidas de preparação. Jarbas Barbosa da Silva Jr. Secretário de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Situação epidemiológica e medidas de preparação Jarbas Barbosa da Silva Jr. Secretário de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Vírus Ebola Família Filoviridae, gênero Ebolavirus A primeira espécie de

Leia mais

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Aviso de Isenção de Responsabilidade e Direitos Autorais As informações contidas neste documento representam a visão atual da Microsoft

Leia mais

O aumento da força de vendas da empresa

O aumento da força de vendas da empresa PHC dcrm O aumento da força de vendas da empresa O enfoque total na actividade do cliente, através do acesso remoto à informação comercial, aumentando assim a capacidade de resposta aos potenciais negócios

Leia mais

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social Não há dúvidas de que as tecnologias sociais têm um impacto substancial no modo como as empresas funcionam atualmente.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 10 PROFª BRUNO CALEGARO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 10 PROFª BRUNO CALEGARO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 10 PROFª BRUNO CALEGARO Santa Maria, 10 de Outubro de 2013. Revisão aula anterior Documento de Requisitos Estrutura Padrões Template Descoberta

Leia mais

SYSTIMAX Solutions. imvisiontm. Gestão de Infraestrutura. Simplificada.

SYSTIMAX Solutions. imvisiontm. Gestão de Infraestrutura. Simplificada. SYSTIMAX Solutions imvisiontm. Gestão de Infraestrutura. Simplificada. 1 Toda rede deve ser administrada. A questão é COMO? A visão: Conseguir o sucesso comercial a partir de uma melhor administração de

Leia mais

Cobit e ITIL. Cobit. Planejamento e organização; Aquisição e implementação; Entrega e suporte; Monitoração.

Cobit e ITIL. Cobit. Planejamento e organização; Aquisição e implementação; Entrega e suporte; Monitoração. Cobit e ITIL GOVERNANÇA, GP - RISCO, GP PROJETOS - PMP, SEGURANÇA DAIANA BUENO OUTUBRO 20, 2010 AT 8:00 3.496 visualizações Atualmente, as empresas estão com seus processos internos cada vez mais dependentes

Leia mais

Tecnologia gerando valor para a sua clínica.

Tecnologia gerando valor para a sua clínica. Aumente a eficiência de seu negócio O sclínica é a ferramenta ideal para a gestão de clínicas de diagnóstico. Desenvolvido a partir das necessidades específicas deste mercado, oferece uma interface inteligente,

Leia mais

Contrato de Suporte End.: Telefones:

Contrato de Suporte End.: Telefones: Contrato de Suporte Contrato de Suporte Desafios das empresas no que se refere à infraestrutura de TI Possuir uma infraestrutura de TI que atenda as necessidades da empresa Obter disponibilidade dos recursos

Leia mais

Este sistema é sustentado por 14 pilares: Elemento 1 Liderança, Responsabilidade e Gestão

Este sistema é sustentado por 14 pilares: Elemento 1 Liderança, Responsabilidade e Gestão Este sistema é sustentado por 14 pilares: Elemento 1 Liderança, Responsabilidade e Gestão Como as pessoas tendem a imitar os seus líderes, estes devem-se empenhar e comprometer-se com o QSSA, para servirem

Leia mais

EXAMES MICROBIOLÓGICOS. Profa Dra Sandra Zeitoun

EXAMES MICROBIOLÓGICOS. Profa Dra Sandra Zeitoun EXAMES MICROBIOLÓGICOS Profa Dra Sandra Zeitoun Exames microbiológicos Os microorganismos que causam doenças infecciosas são definidos como patógenos, pois se multiplicam e causam lesão tecidual. Todos

Leia mais

Introdução ao GetResponse

Introdução ao GetResponse Guia rápido sobre... Introdução ao GetResponse Neste guia... Aprenda a construir sua lista, a criar envolventes e-mails e a converter contatos em clientes em GetResponse, com acesso aos melhores recursos

Leia mais

T-DOC CyCle RegisTRO De DaDOs De máquinas DigiTalize seus CiClOs De PROCessO

T-DOC CyCle RegisTRO De DaDOs De máquinas DigiTalize seus CiClOs De PROCessO T-DOC Cycle Registro de dados de máquinas Digitalize seus CICLOS DE PROCESSO Always with you 2 T-DOC Cycle Documentação digital monitore seus parâmetros de ciclo em tempo real Pode ser muito difícil aumentar

Leia mais

Preparação de um Plano de Trabalho

Preparação de um Plano de Trabalho Preparação de um Plano de Trabalho Tomando em consideração os limites de tempo e recursos dos implementadores, as ferramentas da série Straight to the Point (Directo ao Ponto), da Pathfinder International,

Leia mais

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Apoiar a empregabilidade pela melhora da qualidade do ensino profissionalizante UK Skills Seminar Series 2014 15 British Council UK Skills Seminar

Leia mais

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português 1 de 7 28/10/2012 16:47 SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português RESULTADO DO SIMULADO Total de questões: 40 Pontos: 0 Score: 0 % Tempo restante: 55:07 min Resultado: Você precisa

Leia mais

Levando os benefícios do IP aberto ao controle de acesso físico. Controlador de porta em rede AXIS A1001

Levando os benefícios do IP aberto ao controle de acesso físico. Controlador de porta em rede AXIS A1001 Levando os benefícios do IP aberto ao controle de acesso físico. Controlador de porta em rede AXIS A1001 Abra as portas para o futuro. Com o Controlador de porta em rede AXIS A1001, estamos introduzindo

Leia mais

Eleve a experiência do consumidor: como criar uma situação de win-win entre a TI e seus usuários

Eleve a experiência do consumidor: como criar uma situação de win-win entre a TI e seus usuários Eleve a experiência : como criar uma situação de win-win entre a TI e seus usuários Introdução Soluções da CA Por que é necessário melhorar a experiência dos usuários com os serviços de TI? A consumerização

Leia mais

CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE

CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE Quem somos A nossa equipa apresenta um atendimento personalizado ao nível da Osteopatia através de uma abordagem multidisciplinar de qualidade, avaliação, diagnóstico e

Leia mais

Monografia apresentada ao Departamento de Ciência da Computação da Universidade de Brasília Curso de Especialização em Gestão da Segurança da

Monografia apresentada ao Departamento de Ciência da Computação da Universidade de Brasília Curso de Especialização em Gestão da Segurança da Monografia apresentada ao Departamento de Ciência da Computação da Universidade de Brasília Curso de Especialização em Gestão da Segurança da Informação e Comunicações 1 - Há milhões e milhões de anos

Leia mais

Transição para a parentalidade após um diagnóstico de anomalia congénita no bebé: Resultados do estudo

Transição para a parentalidade após um diagnóstico de anomalia congénita no bebé: Resultados do estudo 2013 Transição para a parentalidade após um diagnóstico de anomalia congénita no bebé: Resultados do estudo Ana Fonseca, Bárbara Nazaré e Maria Cristina Canavarro Pontos de interesse especiais: Porque

Leia mais

Congresso Internacional de Informação em Saúde

Congresso Internacional de Informação em Saúde Congresso Internacional de Informação em Saúde HEPIC Hospital Epidemiologic Control 08 de Maio de 2014 Carlos Cordeiro HEPIC Vigilância Epidemiológica A solução Apoio e suporte à Vigilância Epidemiológica

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais