DESPACHO RT-1/2002. Por proposta do Plenário do Conselho Académico, homologo o Regulamento

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DESPACHO RT-1/2002. Por proposta do Plenário do Conselho Académico, homologo o Regulamento"

Transcrição

1 DESPACHO RT-1/2002 Por proposta do Plenário do Conselho Académico, homologo o Regulamento Geral dos Cursos de Doutoramento da Universidade do Minho, anexo ao presente despacho. Universidade do Minho, 4 de Fevereiro de 2002 O Reitor, (Licínio Chainho Pereira)

2 REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE DOUTORAMENTO DA UNIVERSIDADE DO MINHO PREÂMBULO 0 Regulamento do Grau de Doutor conferido pela Universidade do Minho, homologado pelo Despacho RT-23/93, de 26 de Abril, com as alterações nele introduzidas pelo Despacho RT-40/98, de 10 de Julho, define os princípios, as regras e as formas de gestão a que obedece a concessão do grau de doutor da Universidade. Por sua vez, o modelo de gestão das actividades de pós-graduação assenta nos princípios e níveis de competência definidos no Regulamento dos Cursos de Pós-Graduação, anexo ao Despacho RT-27/99, de 26 de Julho, complementado com a Circular RT-7/2000, de 13 de Abril. A experiência já adquirida pelas Escolas e Institutos da Universidade e o reconhecimento de que as Universidades devem estar atentas às aspirações e às necessidades das sociedades em que se inserem recomenda não só a definição de novas formas de formação pós-graduada, como também o reforço da articulação entre os diversos níveis e modalidades de formação superior. A integração da obtenção do grau de doutor no sistema de cursos de pós-graduação também através da frequência e aprovação em cursos de doutoramento vem ao encontro destes objectivos. A criação de cursos de doutoramento, para além de constituir um suporte decisivo para a obtenção de níveis de excelência na formação pós-graduada, permitirá um avanço qualitativo na diversificação e alargamento da oferta de oportunidades de doutoramento a estudantes, nacionais e internacionais. Neste sentido, o presente Regulamento define um conjunto de princípios e regras gerais a que deve obedecer a criação de cursos de doutoramento, bem como a sua articulação com as demais actividades de formação pós-graduada na Universidade do Minho. Artº 1º (Objecto) 1. 0 presente regulamento define os princípios e regras gerais a que deve obedecer a criação de cursos de doutoramento na Universidade do Minho.

3 2. Poderão ser criados, pelos órgãos competentes, cursos de doutoramento nos ramos de doutoramento e áreas de conhecimento em que a Universidade confere este grau. 3. A implementação de cursos de doutoramento não prejudica outras formas de candidatura e de acesso a doutoramento previstas na lei.

4 Artº 2º (Definição) 1. Os cursos de doutoramento são actividades de ensino pós-graduado, com duração limitada no tempo, cuja estrutura compreende as seguintes componentes: a) ensino formal de unidades curriculares; b) realização, sob supervisão, de trabalhos de investigação com contribuição inovadora e original para o progresso do conhecimento e dos quais resulte uma tese. Artº 3º (Princípios) 1. A componente de ensino formal de cada curso de doutoramento organiza-se em unidades curriculares, em articulação com as demais actividades de formação pós-graduada funcionamento da componente de ensino formal dos cursos de doutoramento obedece ao Regulamento dos Cursos de Pós-Graduação da Universidade. 3. A componente de ensino formal de cada curso de doutoramento deve organizar-se em conformidade com o sistema de unidades de crédito nacional devendo ainda ser estabelecida a respectiva correspondência com o regime em vigor na União Europeia. 4. Poderão ainda constituir unidades curriculares dos cursos de doutoramento da Universidade outras unidades curriculares de formação avançada leccionadas por outras universidades ou instituições de investigação, nacionais ou estrangeiras, mediante o estabelecimento de protocolos para este efeito. 5. A definição da estrutura curricular e do plano de estudos de cada curso de doutoramento compete ao Conselho Científico da Escola ou Instituto em cujo âmbito se insere o respectivo ramo de doutoramento. 6. A duração máxima de todas as actividades conducentes à concessão do grau de doutor é de quatro anos, podendo o termo destas actividades ser prorrogado em casos excepcionais devidamente fundamentados, não ultrapassando o limite de cinco anos previsto na lei para a caducidade do registo do tema e plano.

5 7. Compete a cada Conselho Científico a definição das metodologias de acompanhamento e supervisão das actividades dos doutorandos. Artº 4º (Creditação) 1. A componente de ensino formal de cada curso de doutoramento é constituída por um elenco de unidades curriculares acumuláveis, correspondente a um mínimo de dez unidades de crédito nacionais. 2. A cada unidade curricular corresponde um mínimo de duas e um máximo de quatro unidades de crédito nacionais. Artº 5º (Certificação) A aprovação em cada unidade curricular é atestada pelo respectivo certificado, no qual se especifica a área científica a que pertence a unidade curricular e o respectivo número de unidades de crédito. Artº 6º (Regulamento) Para cada curso será elaborado um regulamento próprio, a ser homologado pelo Reitor, que, para além das matérias para ele remetidas pelo presente regulamento, contemple as normas de funcionamento que sejam específicas do curso, nomeadamente: a) denominação, estrutura e plano de estudos; b) as condições de acesso; c) limitações quantitativas e prazos; d) modo de designação do orientador e metodologias de acompanhamento e supervisão das actividades dos doutorandos; e) formas de gestão específicas com relevância para o funcionamento do curso. Artº 7º (Disposições finais)

6 1. 0 presente regulamento não se aplica aos doutorandos que já tenham sido admitidos à preparação de doutoramento. 2. Também não se aplica este regulamento aos candidatos que se inscrevem em áreas de conhecimento ainda não criadas nos ramos de doutoramento da Universidade do Minho. Artº 8º (Entrada em vigor) 0 presente regulamento entra em vigor após homologação pelo Reitor e respectiva publicação.

REGULAMENTO DO PROGRAMA DOUTORAL EM MATEMÁTICA E APLICAÇÕES DAS UNIVERSIDADES DE AVEIRO E MINHO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DOUTORAL EM MATEMÁTICA E APLICAÇÕES DAS UNIVERSIDADES DE AVEIRO E MINHO REGULAMENTO DO PROGRAMA DOUTORAL EM MATEMÁTICA E APLICAÇÕES DAS UNIVERSIDADES DE AVEIRO E MINHO Artigo 1º Criação do Programa As Universidades do Aveiro e Minho, designadas por Universidades, instituem

Leia mais

Formação Pós-Graduada Cursos de Especialização e Cursos de Formação Avançada. Preâmbulo

Formação Pós-Graduada Cursos de Especialização e Cursos de Formação Avançada. Preâmbulo Formação Pós-Graduada Cursos de Especialização e Cursos de Formação Avançada Preâmbulo Considerando que, nos termos do nº 1 do artigo 15º da Lei de Bases do Sistema Educativo, Lei nº 46/86, de 14 de Outubro,

Leia mais

Universidade do Minho PROPOSTA DE REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS INTEGRADO CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE

Universidade do Minho PROPOSTA DE REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS INTEGRADO CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE Universidade do Minho PROPOSTA DE REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS INTEGRADO CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM ENGENHARIA ELECTRÓNICA INDUSTRIAL E COMPUTADORES 1 Artigo 1º (Natureza e âmbito de aplicação)

Leia mais

do Ciclo de Estudos conducentes ao Grau de Mestre em Engenharia Informática e Sistemas de Informação. Ano lectivo de 2011/2012

do Ciclo de Estudos conducentes ao Grau de Mestre em Engenharia Informática e Sistemas de Informação. Ano lectivo de 2011/2012 REGULAMENTO do Ciclo de Estudos conducentes ao Grau de Mestre em Engenharia Informática e Sistemas de Informação. Ano lectivo de 2011/2012 De acordo com o disposto no Decreto-Lei n.º 274/2006, de 24 de

Leia mais

REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS INTEGRADO CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE

REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS INTEGRADO CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS INTEGRADO CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM ENGENHARIA DE MATERIAIS Artigo 1º (Natureza e âmbito de aplicação) 1. O presente Regulamento dá cumprimento ao estabelecido no

Leia mais

Reitoria. Universidade do Minho, 24 de Fevereiro de 2010

Reitoria. Universidade do Minho, 24 de Fevereiro de 2010 Reitoria RT-21/2010 Por proposta do Conselho Académico da Universidade do Minho, é homologado o Regulamento do Mestrado Integrado em Psicologia, anexo a este despacho. Universidade do Minho, 24 de Fevereiro

Leia mais

Normas regulamentares do Mestrado em Cultura e Comunicação

Normas regulamentares do Mestrado em Cultura e Comunicação Normas regulamentares do Mestrado em Cultura e Comunicação a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos I. Regulamento 1. Condições de natureza académica e curricular Podem candidatar se a este ciclo

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-DOUTORAMENTO NO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE DO MINHO. Artigo 1º (âmbito)

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-DOUTORAMENTO NO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE DO MINHO. Artigo 1º (âmbito) REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-DOUTORAMENTO NO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE DO MINHO Preâmbulo Tem vindo a aumentar o número de candidatos, especialmente estrangeiros, que pretendem realizar estudos

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM Regulamento da PGDEEC 0 Departamento Engenharia Electrotécnica e de Computadores REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES (PDEEC) Departamento de Engenharia

Leia mais

Normas regulamentares do Mestrado em Filosofia

Normas regulamentares do Mestrado em Filosofia a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos Normas regulamentares do Mestrado em Filosofia I. Regulamento 1. Condições de natureza académica e curricular Podem candidatar se a este ciclo de estudos:

Leia mais

Reitoria. Universidade do Minho, 20 de Novembro de O Reitor, A. Guimarães Rodrigues

Reitoria. Universidade do Minho, 20 de Novembro de O Reitor, A. Guimarães Rodrigues Reitoria despacho RT-100/2007 Por proposta do Conselho Académico da Universidade do Minho, é homologado o Regulamento do Ciclo de Estudos Integrado Conducente à Obtenção do Grau de Mestre em Engenharia

Leia mais

(Preâmbulo) Artigo 1.º Objecto e âmbito

(Preâmbulo) Artigo 1.º Objecto e âmbito Instituto Politécnico de Bragança Regulamento dos regimes de mudança de curso, transferência e de reingresso no ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado (Preâmbulo) A legislação decorrente da

Leia mais

UNIVERSIDADE DE AVEIRO DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO E ARTE UNIVERSIDADE DO PORTO FACULDADE DE LETRAS

UNIVERSIDADE DE AVEIRO DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO E ARTE UNIVERSIDADE DO PORTO FACULDADE DE LETRAS UNIVERSIDADE DE AVEIRO DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO E ARTE UNIVERSIDADE DO PORTO FACULDADE DE LETRAS REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE DOUTOR EM INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO EM PLATAFORMAS

Leia mais

Normas regulamentares do Mestrado em Estudos Clássicos

Normas regulamentares do Mestrado em Estudos Clássicos a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos Normas regulamentares do Mestrado em Estudos Clássicos I. Regulamento 1. Condições de natureza académica e curricular Podem candidatar se a este ciclo de

Leia mais

REGULAMENTO DO 3º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA MECÂNICA NA FCT-UNL

REGULAMENTO DO 3º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA MECÂNICA NA FCT-UNL REGULAMENTO DO 3º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA MECÂNICA NA FCT-UNL PREÂMBULO O programa de doutoramento organiza, estrutura e explicita o percurso dos estudantes de doutoramento

Leia mais

É revogado o Despacho RT-21/2012 de 04 de abril. Universidade do Minho, 08 de fevereiro de 2013

É revogado o Despacho RT-21/2012 de 04 de abril. Universidade do Minho, 08 de fevereiro de 2013 Universidade do Minho Reitoria Despacho RT-15/2013 Sobre proposta da Escola Superior de Enfermagem, ouvido o Senado Académico, é homologado o Regulamento do Curso de Formação Especializada em Intervenção

Leia mais

Regulamento de criação e funcionamento de cursos não conferentes de grau

Regulamento de criação e funcionamento de cursos não conferentes de grau Regulamento de criação e funcionamento de cursos não conferentes de grau O permanente progresso científico e tecnológico exige que a aprendizagem não se circunscreva à formação inicial mas se consubstancie

Leia mais

REGULAMENTO DOS DOUTORAMENTOS PELA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Introdução No desenvolvimento da Lei

REGULAMENTO DOS DOUTORAMENTOS PELA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Introdução No desenvolvimento da Lei REGULAMENTO DOS DOUTORAMENTOS PELA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Introdução No desenvolvimento da Lei e do Regulamento dos Doutoramentos da Universidade de

Leia mais

Normas regulamentares do Mestrado em Tradução

Normas regulamentares do Mestrado em Tradução a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos Normas regulamentares do Mestrado em Tradução I. Regulamento 1. Condições de natureza académica e curricular Podem candidatar se a este ciclo de estudos:

Leia mais

Normas regulamentares do Mestrado em Português como Língua Estrangeira/Língua Segunda

Normas regulamentares do Mestrado em Português como Língua Estrangeira/Língua Segunda Normas regulamentares do Mestrado em Português como Língua Estrangeira/Língua Segunda a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos I. Regulamento 1. Condições de natureza académica e curricular Podem

Leia mais

Universidade do Minho Universidade do Porto- Faculdade de Ciências

Universidade do Minho Universidade do Porto- Faculdade de Ciências Universidade do Minho Universidade do Porto- Faculdade de Ciências PROPOSTA DE REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM Tecnologia, Ciência e Segurança Alimentar Artigo 1º Concessão

Leia mais

Artigo 1 Criação do Programa. Artigo 2 Órgãos de gestão do Programa

Artigo 1 Criação do Programa. Artigo 2 Órgãos de gestão do Programa REGULAMENTO DO PROGRAMA DOUTORAL CONJUNTO EM ESTUDOS CULTURAIS DAS UNIVERSIDADES DE MINHO E AVEIRO Artigo 1 Criação do Programa As Universidades do Minho e Aveiro, designadas por Universidades, instituem

Leia mais

Regulamento de criação, acreditação interna e creditação dos cursos de formação na área da educação contínua da UPorto

Regulamento de criação, acreditação interna e creditação dos cursos de formação na área da educação contínua da UPorto Regulamentos Regulamento de criação, acreditação interna e creditação dos cursos de formação na área da educação contínua da UPorto Secção Permanente do Senado de 07 de Abril de 2004 Alterado pela Secção

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR. Departamento de Matemática

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR. Departamento de Matemática UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Matemática Regulamento interno do 3º Ciclo de Estudos Conducentes à obtenção do Grau de Doutor em Matemática e Aplicações Artigo 1.º Criação A Universidade

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Ciências do Desporto

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Ciências do Desporto UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Ciências do Desporto REGULAMENTO DO 3º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE DOUTOR EM CIÊNCIAS DO DESPORTO Artigo 1.º Criação 1. A Universidade da Beira

Leia mais

Regulamento do Ciclo de Estudos conducente à Obtenção do grau de Doutor pela Universidade do Minho, no ramo de Estudos da Criança

Regulamento do Ciclo de Estudos conducente à Obtenção do grau de Doutor pela Universidade do Minho, no ramo de Estudos da Criança Regulamento do Ciclo de Estudos conducente à Obtenção do grau de Doutor pela Universidade do Minho, no ramo de Estudos da Criança Artigo 1º Natureza e âmbito de aplicação 1. O presente Regulamento dá cumprimento

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS SEGUNDOS CICLOS DE ESTUDO DO ISCIA

REGULAMENTO GERAL DOS SEGUNDOS CICLOS DE ESTUDO DO ISCIA REGULAMENTO GERAL DOS SEGUNDOS CICLOS DE ESTUDO DO ISCIA Artigo 1.º Enquadramento jurídico O presente Regulamento desenvolve e complementa o regime jurídico instituído pelo Decreto-Lei n.º 74/2006, de

Leia mais

Instituto Politécnico de Bragança Regulamento dos concursos especiais de acesso e ingresso no ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado

Instituto Politécnico de Bragança Regulamento dos concursos especiais de acesso e ingresso no ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado Instituto Politécnico de Bragança Regulamento dos concursos especiais de acesso e ingresso no ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado Artigo 1.º Objecto e âmbito O presente regulamento estabelece

Leia mais

Doutoramento em Saúde Pública

Doutoramento em Saúde Pública Doutoramento em Saúde Pública Normas regulamentares Artigo 1.º Criação do curso A Universidade Nova de Lisboa, através da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/UNL), em cumprimento do disposto no Decreto-Lei

Leia mais

REGULAMENTO DO DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA CIVIL

REGULAMENTO DO DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA CIVIL REGULAMENTO DO DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA CIVIL Regulamento do Ciclo de Estudos Conducente ao Doutoramento de 3.º Ciclo em Engenharia Civil Preâmbulo A Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) da Universidade

Leia mais

Normas regulamentares do doutoramento em Teoria da Literatura

Normas regulamentares do doutoramento em Teoria da Literatura Normas regulamentares do doutoramento em Teoria da Literatura I. Regulamento a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos 1. Condições de natureza académica e curricular São admitidos como candidatos

Leia mais

REGULAMENTO DO MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO,

REGULAMENTO DO MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO, Considerando o disposto da alínea f), do n.º 1, do art. 62.º, dos Estatutos do Instituto Politécnico de Leiria; Com vista a dar cumprimento ao estabelecido no artigo 26º do Decreto-Lei n.º 74/2006, de

Leia mais

REGULAMENTO Artigo 1.º Criação do curso Artigo 2.º Objectivos Artigo 3.º Condições de acesso Artigo 4.º Critérios de selecção

REGULAMENTO Artigo 1.º Criação do curso Artigo 2.º Objectivos Artigo 3.º Condições de acesso Artigo 4.º Critérios de selecção REGULAMENTO Artigo 1.º Criação do curso A Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC) e a Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho (EEGUM), através do seu Departamento de Economia,

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Ciências do Desporto

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Ciências do Desporto UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Ciências do Desporto REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM CIÊNCIAS DO DESPORTO Artigo 1.º Criação A Universidade da Beira Interior,

Leia mais

Normas regulamentares do doutoramento em Português como Língua Estrangeira/Língua Segunda

Normas regulamentares do doutoramento em Português como Língua Estrangeira/Língua Segunda Normas regulamentares do doutoramento em Português como Língua Estrangeira/Língua Segunda I. Regulamento a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos 1. Condições de natureza académica e curricular São

Leia mais

REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM DESIGN GRÁFICO E PROJECTOS EDITORIAIS

REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM DESIGN GRÁFICO E PROJECTOS EDITORIAIS REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM DESIGN GRÁFICO E PROJECTOS EDITORIAIS Artigo 1º Criação 1- A Universidade do Porto (UP), através da Faculdade de Belas Artes (FBAUP), confere

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA CIVIL (PRODEC)

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA CIVIL (PRODEC) REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA CIVIL (PRODEC) Objectivos Como definido no Decreto-Lei nº 74/2006, o grau de doutor é conferido aos que demonstrem: Capacidade de compreensão sistemática

Leia mais

Regulamento do Programa de Doutoramento em Matemática Aplicada da Universidade do Porto. Artigo 1º. Enquadramento jurídico

Regulamento do Programa de Doutoramento em Matemática Aplicada da Universidade do Porto. Artigo 1º. Enquadramento jurídico Regulamento do Programa de Doutoramento em Matemática Aplicada da Universidade do Porto Artigo 1º Enquadramento jurídico O presente regulamento visa desenvolver e complementar o regime jurídico instituido

Leia mais

REGULAMENTO DE DOUTORAMENTOS DO ISEG (Aprovado pela Comissão Coordenadora do Conselho Científico em 17/07/2008)

REGULAMENTO DE DOUTORAMENTOS DO ISEG (Aprovado pela Comissão Coordenadora do Conselho Científico em 17/07/2008) REGULAMENTO DE DOUTORAMENTOS DO ISEG (Aprovado pela Comissão Coordenadora do Conselho Científico em 17/07/2008) Em conformidade com o disposto no Decreto Lei nº 74/2006, de 24 de Março, republicado em

Leia mais

Regulamento para obtenção do Grau de Mestre pelos Licenciados Pré-Bolonha. (Recomendação CRUP)

Regulamento para obtenção do Grau de Mestre pelos Licenciados Pré-Bolonha. (Recomendação CRUP) Regulamento para obtenção do Grau de Mestre pelos Licenciados Pré-Bolonha (Recomendação CRUP) Na sequência da Recomendação do CRUP relativa à aquisição do grau de mestre pelos licenciados Pré-Bolonha,

Leia mais

Regulamento dos Diplomas IST do 3º Ciclo de Estudos Superiores

Regulamento dos Diplomas IST do 3º Ciclo de Estudos Superiores Regulamento dos Diplomas IST do 3º Ciclo de Estudos Superiores Lisboa, 23 de Outubro de 2009 INTRODUÇÃO O nº1 do artigo 39.º do Decreto-Lei nº 74/2006 de 24 de Março determina que os estabelecimentos de

Leia mais

Regulamento do Curso de Mestrado em Educação 1

Regulamento do Curso de Mestrado em Educação 1 Regulamento do Curso de Mestrado em Educação 1 A. Condições de matrícula e inscrição Os candidatos à frequência do curso de mestrado que tenham sido seleccionados deverão formalizar a matrícula e a inscrição,

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM GESTÃO AMBIENTAL. Artigo 1º. (Natureza e âmbito de aplicação)

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM GESTÃO AMBIENTAL. Artigo 1º. (Natureza e âmbito de aplicação) REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM GESTÃO AMBIENTAL Artigo 1º (Natureza e âmbito de aplicação) 1. O presente Regulamento dá cumprimento ao estabelecido no artº. 32º do Regulamento do Ciclo de Estudos

Leia mais

Regulamento do 1º ciclo de estudos da Universidade da Madeira

Regulamento do 1º ciclo de estudos da Universidade da Madeira Regulamento do 1º ciclo de estudos da Universidade da Madeira Artigo 1.º Enquadramento jurídico O presente Regulamento visa desenvolver e complementar o regime jurídico instituído pelo Decreto-Lei n.º

Leia mais

Cursos de Pós-Graduação REGULAMENTO. Elaborado por: Aprovado por: Versão

Cursos de Pós-Graduação REGULAMENTO. Elaborado por: Aprovado por: Versão REGULAMENTO Cursos de Pós-Graduação Elaborado por: Aprovado por: Versão Gabinete Apoio Reitoria Reitor 2.0 (Professor Doutor Rui Oliveira) Revisto e Confirmado por: Data de Aprovação Inicial Secretário-Geral

Leia mais

Normas regulamentares do Mestrado em Ciências da Documentação e Informação

Normas regulamentares do Mestrado em Ciências da Documentação e Informação Normas regulamentares do Mestrado em Ciências da Documentação e Informação a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos I. Regulamento 1. Condições de natureza académica e curricular Podem candidatar-se

Leia mais

REGULAMENTO DOS PROGRAMAS DE PÓS-DOUTORAMENTO NA ESCOLA DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DO MINHO

REGULAMENTO DOS PROGRAMAS DE PÓS-DOUTORAMENTO NA ESCOLA DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DO MINHO REGULAMENTO DOS PROGRAMAS DE PÓS-DOUTORAMENTO NA ESCOLA DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DO MINHO Artigo 1º Âmbito 1. O presente regulamento aplica-se aos programas de pós-doutoramento da Escola de Direito (ED)

Leia mais

Normas regulamentares do Mestrado em Arte, Património e Teoria do Restauro

Normas regulamentares do Mestrado em Arte, Património e Teoria do Restauro Normas regulamentares do Mestrado em Arte, Património e Teoria do Restauro a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos I. Regulamento 1. Condições de natureza académica e curricular Podem candidatar

Leia mais

Reitoria. É revogado o Despacho RT-37/2011, de 21 de junho. Universidade do Minho, 30 de outubro de O Reitor, António M.

Reitoria. É revogado o Despacho RT-37/2011, de 21 de junho. Universidade do Minho, 30 de outubro de O Reitor, António M. Reitoria despacho RT-51/2014 Na sequência das alterações ao funcionamento do Curso de Preparação e Avaliação de Capacidade para Frequência do Ensino Superior por Maiores de 23 anos, importa agora definir

Leia mais

AOS NOVOS. b. Os outros casos enquadram-se no novo regime de acesso ao ensino superior para os maiores de 23 anos.

AOS NOVOS. b. Os outros casos enquadram-se no novo regime de acesso ao ensino superior para os maiores de 23 anos. PEDIDOS DE EQUIPARAÇÃO OU EQUIVALÊNCIA AOS NOVOS PLANOS DE ESTUDO E TÍTULOS ACADÉMICOS EM TEOLOGIA E CIÊNCIAS RELIGIOSAS 1. Cursos Básicos de Teologia O Mapa em anexo ao Despacho Normativo n.º 6-A/90,

Leia mais

EESTÁGIO PROFISSIONAL

EESTÁGIO PROFISSIONAL CAPÍTULO I Artigo 1.º Regime aplicável 1. O presente regulamento refere-se aos procedimentos de regulação do Estágio do 1.º ano do ramo de Design, da licenciatura do Curso de Arte e Design da Escola Superior

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS DE VERÃO

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS DE VERÃO REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS DE VERÃO Nos termos do art.º 24º da Lei nº 62/2007 de 10 de Setembro, compete às Instituições de Ensino Superior apoiar a inserção dos seus estudantes no mundo do trabalho. Tal

Leia mais

Creditação de formação académica e de competências profissionais

Creditação de formação académica e de competências profissionais Creditação de formação académica e de competências profissionais (Aprovado em reunião CTC de 28 de junho de 2012) Preâmbulo A Lei nº 49/2005, de 30 de Agosto, que alterou a Lei de Bases do Sistema Educativo,

Leia mais

CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL N. EMNOP 16 de Dezembro de 2008

CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL N. EMNOP 16 de Dezembro de 2008 CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL N SECUNDÁRIO DE EDUCAÇÃO EMNOP 16 de Dezembro de 2008 1 Legislação de referência Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º

Leia mais

REGULAMENTO DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO

REGULAMENTO DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO REGULAMENTO DO DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES DO INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Artigo 1º (Definição) Por deliberação da Comissão Coordenadora do Conselho Científico de 9 de Junho

Leia mais

Artigo Primeiro. Artigo Segundo OBJECTIVOS DO CURSO O Mestrado em Matemática (MM) e o Curso Pós-Graduado em Matemática e suas Aplicações

Artigo Primeiro. Artigo Segundo OBJECTIVOS DO CURSO O Mestrado em Matemática (MM) e o Curso Pós-Graduado em Matemática e suas Aplicações UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Reitoria Desp.R/Sac/xx/2003 - Na sequência da aprovação pelo Senado desta Universidade e sob proposta do Conselho Científico da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade

Leia mais

Normas regulamentares do doutoramento em História da Arte e de Arte, Património e Restauro

Normas regulamentares do doutoramento em História da Arte e de Arte, Património e Restauro Normas regulamentares do doutoramento em História da Arte e de Arte, Património e Restauro I. Regulamento a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos 1. Condições de natureza académica e curricular

Leia mais

Sistema Educativo de Portugal

Sistema Educativo de Portugal Departamento de Ciências da Educação Curso de 1.º Ciclo em Ciências da Educação Unidade Curricular: Educação Comparada Ano lectivo - 2009/2010 2.ºAno 1.º Semestre Sistema Educativo de Portugal Investigação

Leia mais

PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENFERMAGEM

PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENFERMAGEM PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENFERMAGEM REGULAMENTO 1 - Justificação As Ciências da Saúde têm registado nos últimos anos um progresso assinalável em múltiplos domínios. Este progresso assenta, em grande

Leia mais

REGULAMENTO DA DIREÇÃO E GESTÃO DOS CICLOS DE ESTUDOS DA ESCOLA DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO MINHO 12

REGULAMENTO DA DIREÇÃO E GESTÃO DOS CICLOS DE ESTUDOS DA ESCOLA DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO MINHO 12 Escola de Medicina REGULAMENTO DA DIREÇÃO E GESTÃO DOS CICLOS DE ESTUDOS DA ESCOLA DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO MINHO 12 1 2 Aprovado em reunião de Conselho Pedagógico da Escola de Medicina (CP) no dia

Leia mais

Regulamento do Aluno Extraordinário

Regulamento do Aluno Extraordinário Regulamento do Aluno Extraordinário Conselho Científico (Deliberação CC-32/2007, de 20 de dezembro) 05 03 2012 01 ARTIGO 1º (ÂMBITO) 1- Consideram-se alunos regulares os alunos matriculados e inscritos

Leia mais

Regulamento específico Assistência Técnica FEDER

Regulamento específico Assistência Técnica FEDER Regulamento específico Assistência Técnica FEDER Capítulo I Âmbito Artigo 1.º Objecto O presente regulamento define o regime de acesso aos apoios concedidos pelo Programa Operacional de Assistência Técnica

Leia mais

PROJETO REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR SIMULAÇÃO EMPRESARIAL DA LICENCIATURA EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO

PROJETO REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR SIMULAÇÃO EMPRESARIAL DA LICENCIATURA EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO PROJETO REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR SIMULAÇÃO EMPRESARIAL DA LICENCIATURA EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO Ao abrigo da autonomia científica, pedagógica e cultural das unidades orgânicas

Leia mais

(aprovado em reunião do Conselho Científico Plenário em ) Artigo 1º (Estrutura)

(aprovado em reunião do Conselho Científico Plenário em ) Artigo 1º (Estrutura) REGULAMENTO DE DOUTORAMENTO DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA (aprovado em reunião do Conselho Científico Plenário em 11.10.2013) Artigo 1º (Estrutura) 1. O programa de doutoramento

Leia mais

REGULAMENTO Acesso e Ingresso nos Ciclos de Estudo Conducentes ao Grau de Doutor

REGULAMENTO Acesso e Ingresso nos Ciclos de Estudo Conducentes ao Grau de Doutor REGULAMENTO Acesso e Ingresso nos Ciclos de Estudo Conducentes ao Grau de Doutor Elaborado por: Aprovado por: Versão Reitor 1.0 (Professor Doutor Rui Oliveira) Revisto e Confirmado por: Data de Aprovação

Leia mais

2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM ENSINO DAS ARTES VISUAIS NO 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO E ENSINO SECUNDÁRIO

2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM ENSINO DAS ARTES VISUAIS NO 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO E ENSINO SECUNDÁRIO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM ENSINO DAS ARTES VISUAIS NO 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO E ENSINO SECUNDÁRIO CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E SERIAÇÃO, ANO LETIVO 2017/2018 Fator A (pa 0,20) Natureza

Leia mais

Regulamento dos Programas de Pós-Doutoramento na Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica Portuguesa. Artigo 1º.

Regulamento dos Programas de Pós-Doutoramento na Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica Portuguesa. Artigo 1º. Regulamento dos Programas de Pós-Doutoramento na Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica Portuguesa Artigo 1º Âmbito 1. O presente regulamento aplica-se aos Programas de Pós-Doutoramento

Leia mais

Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso e de Mudança de Par Instituição / Curso no Ensino Superior e do Concurso Especial de Acesso para

Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso e de Mudança de Par Instituição / Curso no Ensino Superior e do Concurso Especial de Acesso para Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso e de Mudança de Par Instituição / Curso no Ensino Superior e do Concurso Especial de Acesso para Titulares de Cursos Superiores 2017 20 de março de 2017 ÍNDICE

Leia mais

CENTRO DE INVESTIGAÇÃO JOÃO DE DEUS

CENTRO DE INVESTIGAÇÃO JOÃO DE DEUS CENTRO DE INVESTIGAÇÃO JOÃO DE DEUS Preâmbulo 1. Caracterização O Centro de Investigação João de Deus é um serviço da Escola Superior de Educação João de Deus, onde se desenvolverá o apoio e o acompanhamento

Leia mais

Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Nova de Lisboa. Regulamento do Programa de Doutoramento em Ciência e Engenharia de Materiais

Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Nova de Lisboa. Regulamento do Programa de Doutoramento em Ciência e Engenharia de Materiais Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Nova de Lisboa Regulamento do Programa de Doutoramento em Ciência e Engenharia de Materiais PREÂMBULO No cumprimento da sua missão, a Faculdade de Ciências

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA INFORMÁTICA PELA FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO. Cláusula 1ª. Área de especialização

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA INFORMÁTICA PELA FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO. Cláusula 1ª. Área de especialização REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA INFORMÁTICA PELA FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO Cláusula 1ª Área de especialização A Universidade do Porto, através da Faculdade de Engenharia,

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE MESTRADO

REGULAMENTO DOS CURSOS DE MESTRADO REGULAMENTO DOS CURSOS DE MESTRADO Aprovado por deliberação do Conselho Científico da Escola do Porto da Faculdade de Direito da UCP em 4 de dezembro de 2015 Artigo 1.º Grau de Mestre em Direito 1. A Universidade

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTUDANTE EXTRAORDINÁRIO

REGULAMENTO DE ESTUDANTE EXTRAORDINÁRIO REGULAMENTO DE ESTUDANTE EXTRAORDINÁRIO 17 07 10 CONSELHO TÉCNICO-CIENTÍFICO 2015 03 REGULAMENTO DE ESTUDANTE EXTRAORDINÁRIO ARTIGO 1º (ÂMBITO) 1- Consideram-se Estudantes Regulares os Estudantes matriculados

Leia mais

Despacho. Assim, nos termos do n.º 1 do artigo 18º do Despacho n.º 5328/2011, de 28 de Março, determino o seguinte:

Despacho. Assim, nos termos do n.º 1 do artigo 18º do Despacho n.º 5328/2011, de 28 de Março, determino o seguinte: Despacho O Despacho n.º 5328/2011, de 28 Março, estabeleceu as regras e os princípios orientadores a observar na organização das escolas e na elaboração do horário semanal de trabalho do pessoal docente

Leia mais

DIÁRIO DA REPÚBLICA II SÉRIE

DIÁRIO DA REPÚBLICA II SÉRIE Faculdade de Economia Despacho n.º xxxxxx A Universidade Nova de Lisboa (UNL), através da Faculdade de Economia da UNL Nova School of Business and Economics, abreviadamente designada por Nova SBE, nos

Leia mais

Regulamento de Mobilidade Internacional de Estudantes do Instituto de Estudos Políticos. I. Disposições Gerais. Artigo 1º.

Regulamento de Mobilidade Internacional de Estudantes do Instituto de Estudos Políticos. I. Disposições Gerais. Artigo 1º. Regulamento de Mobilidade Internacional de Estudantes do Instituto de Estudos Políticos I. Disposições Gerais Artigo 1º (Objecto) 1. O presente Regulamento rege a mobilidade internacional de estudantes

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO

REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO (Aprovado pelo Conselho Técnico-Científico em 13 de Junho de 2016) Capítulo I Disposições gerais Artigo 1.º Objecto e âmbito

Leia mais

Universidade do Minho, 27 de outubro de O Presidente da Escola de Engenharia

Universidade do Minho, 27 de outubro de O Presidente da Escola de Engenharia Escola de Engenharia Despacho EEUM-Pres-03/2015 Regulamento de Grau de Doutor Dando cumprimento ao disposto no artigo 145 do Regulamento Académico da Universidade do Minho (Despacho RT-41/2014) e por proposta

Leia mais

FACULDADE DE PSICOLOGIA UNIVERSIDADE DE LISBOA

FACULDADE DE PSICOLOGIA UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE PSICOLOGIA UNIVERSIDADE DE LISBOA PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM PSICOLOGIA NORMAS E PROCEDIMENTOS As Normas e Procedimentos aprovadas pela Comissão de Estudos Pós- Graduados, na reunião de 2007/09/27,

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO AOS MELHORES CALOIROS DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO AOS MELHORES CALOIROS DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO PROPOSTA DE ALTERAÇÃO AO REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO AOS MELHORES CALOIROS DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO O Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo aos Melhores Caloiros da Universidade

Leia mais

Cursos gerais e Cursos tecnológicos (Decreto-Lei n.º 286/89, de 29 de Agosto)

Cursos gerais e Cursos tecnológicos (Decreto-Lei n.º 286/89, de 29 de Agosto) Este exame, ao nível do 1º ciclo, deverá consistir numa prova diagnóstico, tendo em consideração o nível de conhecimentos que um aluno português terá da língua portuguesa com aquela idade, devendo o aluno

Leia mais

Equiparação a Bolseiro

Equiparação a Bolseiro Instituto Politécnico de Coimbra (IPC) Equiparação a Bolseiro Regulamento Preâmbulo Face ao disposto no artigo 29º- A do Decreto-Lei nº 207/2009, de 31 de Agosto - Estatuto da Carreira do Pessoal Docente

Leia mais

REGIME DE TRANSIÇÃO PARA O CURSO DE LICENCIATURA EM GESTÃO

REGIME DE TRANSIÇÃO PARA O CURSO DE LICENCIATURA EM GESTÃO REGIME DE TRANSIÇÃO PARA O CURSO DE LICENCIATURA EM GESTÃO Normas regulamentares Artigo 1º Objecto O presente documento apresenta as normas regulamentares que são adoptadas na Universidade Aberta para

Leia mais

REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM ANIMAÇÃO ARTÍSTICA

REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM ANIMAÇÃO ARTÍSTICA REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM ANIMAÇÃO ARTÍSTICA REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM ANIMAÇÃO ARTÍSTICA O presente regulamento foi homologado pelo Presidente da ESEV, a 18 de maio de

Leia mais

No final do estágio, o estudante deverá realizar um balanço global do mesmo (cf. Anexo 3) que deverá anexar no seu relatório final.

No final do estágio, o estudante deverá realizar um balanço global do mesmo (cf. Anexo 3) que deverá anexar no seu relatório final. No final do estágio, o estudante deverá realizar um balanço global do mesmo (cf. Anexo 3) que deverá anexar no seu relatório final. 2.1. Relatório de Estágio O relatório final do estágio tem uma dimensão

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Psicologia e Educação

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Psicologia e Educação UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Psicologia e Educação REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM EDUCAÇÃO SOCIAL E COMUNITÁRIA Artigo 1.º Criação A Universidade

Leia mais

[Ano] Regulamento Concurso para provimento do lugar de Diretor da Escola Secundária Ferreira Dias, Agualva-Sintra

[Ano] Regulamento Concurso para provimento do lugar de Diretor da Escola Secundária Ferreira Dias, Agualva-Sintra [Ano] Regulamento Concurso para provimento do lugar de Diretor da Escola Secundária Ferreira Dias, Agualva-Sintra Escola Secundária Ferreira Dias, Agualva-Sintra Promover o sucesso educativo numa escola

Leia mais

Artigo 4º (Grau de Mestre)

Artigo 4º (Grau de Mestre) REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE À OBTENÇÃO DO GRAU DE MESTRE EM FÍSICA Artigo 1º (Natureza e âmbito de aplicação) 1. O presente Regulamento dá cumprimento ao disposto no Regulamento do Ciclo

Leia mais

Instituto Politécnico de Lisboa Escola Superior de Educação. Regulamento de Creditação. Preâmbulo

Instituto Politécnico de Lisboa Escola Superior de Educação. Regulamento de Creditação. Preâmbulo Instituto Politécnico de Lisboa Escola Superior de Educação Regulamento de Creditação Preâmbulo No âmbito da concretização do Processo de Bolonha, o Decreto-Lei n.º 74/2006 consagra normas relativas à

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE DOUTORAMENTO EM GEOCIÊNCIAS DAS UNIVERSIDADES DO PORTO E DE AVEIRO

REGULAMENTO DO CURSO DE DOUTORAMENTO EM GEOCIÊNCIAS DAS UNIVERSIDADES DO PORTO E DE AVEIRO REGULAMENTO DO CURSO DE DOUTORAMENTO EM GEOCIÊNCIAS DAS UNIVERSIDADES DO PORTO E DE AVEIRO Artigo 1.º Enquadramento jurídico O presente Regulamento visa desenvolver e complementar o regime jurídico instituído

Leia mais

Artigo 1º Do Objecto

Artigo 1º Do Objecto ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE PAULA FRASSINETTI Normas Regulamentares das Unidades Curriculares que integram a Profissional (IPP) da Licenciatura em Educação Básica Preâmbulo As alterações legislativas

Leia mais

Instituto de Educação Universidade de Lisboa

Instituto de Educação Universidade de Lisboa Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Educação e Tecnologias Digitais 14 15 Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa

Leia mais

01 de abril de 2016 Republicação

01 de abril de 2016 Republicação Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso e de Mudança de Par Instituição / Curso no Ensino Superior e do Concurso Especial de Acesso para Titulares de Cursos Superiores 2016 01 de abril de 2016 Republicação

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA. Regulamento do Terceiro Ciclo de Estudos. Conducente ao Grau de Doutor(a) em Direito

FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA. Regulamento do Terceiro Ciclo de Estudos. Conducente ao Grau de Doutor(a) em Direito FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Regulamento do Terceiro Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Doutor(a) em Direito (Versão em vigor a partir de 11 de Maio de 2013) Artigo 1.º Objeto 1

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA. Regulamento do Terceiro Ciclo de Estudos. Conducente ao Grau de Doutor/a em Direito

FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA. Regulamento do Terceiro Ciclo de Estudos. Conducente ao Grau de Doutor/a em Direito FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Regulamento do Terceiro Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Doutor/a em Direito Na sequência do processo de acreditação dos ciclos de estudos da Faculdade

Leia mais

REGULAMENTO PARA CREDITAÇÃO DE FORMAÇÕES ANTERIORMENTE OBTIDAS INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA

REGULAMENTO PARA CREDITAÇÃO DE FORMAÇÕES ANTERIORMENTE OBTIDAS INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA REGULAMENTO PARA CREDITAÇÃO DE FORMAÇÕES ANTERIORMENTE OBTIDAS INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA Artigo 1.º Âmbito 1. O presente regulamento define os princípios e estabelece as normas a seguir no Instituto

Leia mais

DESPACHO. ASSUNTO: Regulamento de Candidatura - Programa Leonardo Da Vinci para diplomados ESTeSL

DESPACHO. ASSUNTO: Regulamento de Candidatura - Programa Leonardo Da Vinci para diplomados ESTeSL DESPACHO N.º 29/2013 Data: 2013/06/21 Para conhecimento de: Pessoal Docente, Discente e não Docente ASSUNTO: Regulamento de Candidatura - Programa Leonardo Da Vinci para diplomados ESTeSL 2012-2014. No

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA Responsável Directora da UDI Data 2011 02 24 Refª V.1 Aprovado por: Conselho Científico da UDI Data: 24 02 2011 REGULAMENTO DOS

Leia mais

Faculdade de Desporto da Universidade do Porto FAD[UP. Regulamento do Primeiro Ciclo de Estudos em Ciências do Desporto

Faculdade de Desporto da Universidade do Porto FAD[UP. Regulamento do Primeiro Ciclo de Estudos em Ciências do Desporto Faculdade 1 ciclo de estudos em Ciências do Desporto Faculdade de Desporto da Universidade do Porto 1 ciclo de estudos em Ciências do Desporto FAD[UP de Desporto da Universidade do Porto Regulamento do

Leia mais