6º ANO CP-03 desacordo mesma classificação exceto verbos mesma conjugação substantivo verbo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "6º ANO CP-03 desacordo mesma classificação exceto verbos mesma conjugação substantivo verbo"

Transcrição

1 6º ANO CP-03 01) Em uma das alternativas há entre a sequência de substantivos, uma em desacordo com as demais. Assinale-a. a) piloto, médico, dentista, engenheiro. b) almoço, lanche, jantar, merenda. c) feijoada, vinho, chá, refrigerante. d) infância, adolescência, juventude, velhice. 02) Os substantivos destacados em cada uma das orações abaixo possuem a mesma classificação, exceto. a) Os homens aprendem mais com exemplos do que com teorias. b) As árvores são preciosas à vida humana, portanto não as destruamos. c) Cabral, que veio de Portugal, descobriu o Brasil. d) Vicente é um menino que transmite paz. 03) Leia o texto. A felicidade Ensinaram-lhe que ali, naquele sítio, é que ele encontraria o pedaço de felicidade. E agora lá está ele: as mãos crispadas nas reentrâncias do rochedo e o corpo fustigado pelo vento. Seus olhos não saem do pedaço da felicidade. Temos certeza de que acabará soltando uma das mãos para apanhar a felicidade e aí cairá do rochedo. E nós veremos o vento levar um homem com a felicidade nas mãos. (Oswaldo França Júnior) Os verbos destacados no texto estão no tempo: a) presente. b) pretérito ou passado. c) futuro. d) nenhuma das alternativas. 04) Assinale a alternativa em que encontramos verbos que pertençam à mesma conjugação. a) moves correm dê rompe b) brinca vás corres cantamos c) sacuda partires cobri - divido d) partiremos deverão estudaria foi 05) Dentre as alternativas abaixo, uma é formada apenas com substantivo e verbo. Assinale-a. a) Bombas explodiram. b) As bombas explodiram. c) Bombas explodiram ontem. d) Bombas de nitrogênio explodiram. Centro Educacional Professor Ruy Azevedo Avenida Getúlio Vargas 243/253 Centro Santo Antônio de Pádua RJ CEP: Tel.: (22)

2 LUA NO CINEMA A lua foi ao cinema, passava um filme engraçado, a história de uma estrela que não tinha namorado. Não tinha porque era apenas uma estrela bem pequena, dessas que, quando apagam, ninguém vai dizer, que pena! Era uma estrela sozinha, ninguém olhava pra ela, e toda a luz que ela tinha cabia numa janela. A lua ficou tão triste com aquela história de amor, que até hoje a lua insiste: Amanheça, por favor! Paulo Leminski. Distraídos venceremos. São Paulo, Brasiliense, ) Nos versos Não tinha porque era apenas / uma estrela bem pequena da segunda estrofe do poema, o uso da palavra porque introduz a) a causa de não ter namorado. b) uma ideia contraditória ao filme assistido.. c) a consequência de uma história de amor. d) uma comparação do tamanho da estrela com a intensidade da luz. 07) Este poema a) explica o nascimento do cinema. b) faz a propaganda de um filme engraçado. c) apresenta as características de uma lua solitária. d) conta a história de uma estrela que não tinha namorado. Olá, mãe! Mãe, eu queria te dizer... (não te chamando de mamãe como no tempo em que a vida era você,mas te chamando de mãedeste meu outro tempo de silêncio e solidão.) Mãe, eu queria te dizer (sem cara de quem pede desculpa pelo que não fez ou pensa que fez) que amar virou uma coisa difícil e muitas vezes o que parece ingratidão, ou até indiferença, é apenas a semente do amor que brotou de um jeito diferente e amadureceu diferente no atrapalhado coração da gente. Acho que era isso, mãe, o que eu queria te dizer. (Carlos Queiroz Telles. Sonhos, grilos e paixões. São Paulo: Moderna, 1995.) 08) O eu poético, ou seja, a pessoa que fala no poema, escreve uma mensagem à mãe por meio de a) um conto. b) um poema. c) uma lenda. d) uma propaganda.

3 09) O verso que comprova para quem o texto foi escrito é a) acho que era isso, mãe... b) que amar virou uma coisa difícil. c) no atrapalhado coração da gente d) deste meu outro tempo de silêncio e solidão 10) Na primeira estrofe do poema, o eu poético utiliza-se dos parênteses para a) pedir desculpa pelo que pensa que fez. b) contar que a semente do amor brotou de um jeito diferente. c) explicar o porquê do uso da palavra mãe ao invés de mamãe. d) opinar sobre o sentimento de ingratidão ou indiferença demonstrado. 11)Circle the odd one out: a) Black; b) Yellow; c) Flag; d) Pink 12)Circle the odd one out: a) Germany; b) Jamaica; c) Brazil; d) Mexican 13)Circle the odd one out: a) Spain; b) Egyptian; c) Japanese; d) American 14)Circle the odd one out: a) Hi; b) Hello; c) Gray; d) Good evening 15)Circle the odd one out: a) London; b) Curitiba; c) San Francisco; d) England

4 16) Para el chaval, tocar la guitarra es: a) un problema b) Una afición c) Una lástima d) Algo prohibido 17) Al Chico le gusta tocar: a) baladas b) rock duro c) la cueca d) el flamenco 18) Para el padre: a) La música que hace el Chico combina de forma melódica el silencio y el sonido. b) Lo importante es que el hijo lo invite a tocar en su banda. c) La música que su hijo toca es muy sencilla. d) Lo que su hijo toca no es música. 19) El Chico invita al padre a participar de su banda porque: a) quiere aburrirlo. b) El padre se comporta como los músicos de las bandas de rock duro. c) El padre toca muy bien la guitarra. d) Al padre le gusta su música.

5 20) Pesquise y contesta: La cueca es un baile típico de: a) Argentina b) Chile c) España d) Ecuador 21)O valor de 2 X X 2 2 é: a) 32 b) 136 c) 92 d) 62 22) A diferença entre 3 X 10 3 e o sucessor de 8 X 10 2 é: a) 2199 b) c) d) ) Leia as sentenças: I) Todo numeral natural tem antecessor. II) 2 5 = 5 2 III) 987 é o maior número natural formado por três algarismos distintos. Assinale a alternativa correta: a)se a afirmação I for a verdadeira. b) se apenas a afirmação II for verdadeira. c) se apenas a afirmação III for verdadeira. d) se todas as afirmações forem falsas. 24) Um boato de mau gosto sobre um prefeito foi espalhado por telefone. O boato partiu de um inimigo político, que o espalhou para5 pessoas. Cada uma dessas 5 pessoas telefonou para 5 pessoas telefonou para outras 5, que, por sua vez,contaram a outras 5, que contaram a outras 5. Supondo que cada pessoa tenha sabido do boato por meio de um único telefonema. Quantas ligações telefônicas foram feitas? a)125 b) 625 c) 780 d) ) O antecessor de 51 X 10 2 é: a)5 099 b) c) 50 X 10 2 d) )Só não podemos definir como arte: a) desenho b) pintura c) fotografia d) textos informativos

6 27)A arte manifesta-se em várias modalidades. Dentre os exemplos seguintes, indique a opção que apresenta apenas formas de expressão visual: a) instrumentos musicais textos literários danças b) balés pinturas desenhos com um graveto sobre a areia c) afrescos colagens fotografias litogravuras d) serigrafias encenações danças folclóricas 28)Relacione: (I) Expressão Musical (II) Expressão Corporal (III) Expressão Visual (IV)Expressão Audiovisual (A) Pintura de afrescos (B) Orquestras sinfônicas (C)Colagens de recortes de revistas (D)Capoeira (E) Gravuras em telas de nylon (F) Cinema mudo (G) Cinema moderno (H) Monotipia A sequência correta para a relação acima estabelecida é: a) I, II, III, I, II, II, I, IV b) II, I, III, IV, IV, IV, IV, III c) III, IV, II, I, III, III, IV, IV d) III, I, III, II, III, III, IV, III 29) A MONOTIPIA, em Artes, significa: a) A utilização, na pintura, de apenas uma cor. b) Colagem na qual se trabalha apenas com um tipo de material. c) Um tipo de gravura especial, único tipo em que se faz apenas uma cópia, ou seja, a pintura é única, pois ela é feita sobre a própria matriz. d) Característica única aplicada ao artista, por este escolher apenas um tipo de pintura. 30) Sabendo que a expressão visualdesdobra-se em várias modalidades, identifique cada uma destas, nas ilustrações abaixo, obedecendo ao seguinte código: (I) Colagem (II) Pintura de afrescos (III)Pinturas em geral (a óleo, nanquim etc.) (IV)Gravura Xilogravura (V) Gravura Gravura em metal (VI) Gravura Serigrafia (VII) Gravura Litogravura

7 (A) (B) (C)

8 (D) (E) (F)

9 (G) A sequência que corresponde ao seguimento das ilustrações acima é: a) I, III, V, II, VII, IV, VI b) II, IV, VII, V, VI, III, I c) II, VII, IV, VI, V, I, III d) III, II, I, V, VII, VI, IV 31) A água pode ser encontrada na natureza nos estados sólido, líquido ou gasoso.conforme as condições, a água pode passar de um estado para outro através de processos que recebem nomes específicos. Um desses casos é quando ela muda do estado gasoso para o líquido. Assinale a alternativa que apresenta o nome correto dessa transformação. a) Sublimação. b) Vaporização. c) Solidificação. d) Condensação. 32) Indique se as afirmativas são verdadeiras com a letra (V) ou falsas com a letra (F), depois marque a alternativa correta: ( ) Quando penduramos roupas molhadas no varal, notamos que após algum tempo elas secam.nesse caso a água mudou do estado líquido para o estado gasoso. ( ) Fusão é a passagem da água do estado líquido para o estado gasoso. ( ) A água é mais importante para os seres vivos no estado gasoso. ( ) A passagem da água do estado gasoso para o líquido se chama condensação. a) V F F V b) V V V V c) F F F F d) V F V F

10 33) Analise as situações abaixo e marque a opção correta: Você e seu irmão tomaram chuva quando vinham da escola. Em casa, os dois trocaram de roupa. Seu irmão esqueceu a roupa molhada num canto do quarto dele. Você estendeu a roupa no varal do quintal, onde bate muito sol. Qual das roupas secou mais depressa: a sua ou do seu irmão? a) A minha. b) A do meu irmão. c) As duas secaram da mesma forma ao mesmo tempo. d) Nenhuma das duas secaram. 34) Analise as mudanças de estado físico abaixo com seus respectivos exemplos e marque a alternativa que apresenta uma relação correta: a) fusão - água congelando. b) solidificação - água vaporizando lentamente. c) ebulição - gelo derretendo. d) condensação - formação das nuvens. 35) Que mudança de estado físico ocorre, caso coloquemos uma tampa sobre uma panela com água no fogo e ocorra a formação de gotículas de água? a) Sublimação. b) Vaporização. c) Solidificação. d) Condensação. 36) A linha do Equador e o trópico de Capricórnio cortam o território brasileiro. Considerando a posição do Brasil em relação a esses dois círculos, assinale a alternativa correta. a) Os estados brasileiros a leste de Brasília estão localizados no hemisfério oriental, enquanto os estados a oeste da capital se localizam no hemisfério ocidental. b) O ponto extremo norte do Brasil e o ponto extremo norte do estado do Paraná encontram-se no hemisfério norte, enquanto os pontos extremos sul, do país e do estado do Paraná, estão no hemisfério sul. c) Os estados brasileiros localizados entre o Equador e o trópico de Capricórnio estão na zona temperada do sul, totalmente ou em parte. d) a pequena parte do território brasileiro está localizada no hemisfério norte, e a maior parte, no hemisfério sul. 37) Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a sede administrativa de um município, no Brasil, é considerada como a) bairro. b) sítio urbano. c) área metropolitana. d) cidade 38) O espaço natural em a que a cidade foi assentada, ou seja, o local de origem das cidades é chamado de: a) município b) sítio urbano c) metrópole d) bairro

11 39) Muitas vezes o espaço natural onde fica o sítio urbano é tão importante que define o tipo de cidade. Dessa forma uma cidade situada a beira mar e outra em um local elevado, são conhecidas respectivamente como cidades: a) litorânea e fluvial b) em acrópole e litorânea c) em acrópole e fluvial d) litorânea e em acrópole. 40) A Terra se formou provavelmente a partir de uma gigantesca massa gasosa, pela condensação e decantação progressivas da matéria, produto da ação de forças gravitacionais e de diversos processos de transformação energética. I - A idade da Terra, como a dos demais planetas do Sistema Solar, é estimada em 4,6 bilhões de anos. II - A idade da Terra está dividida em éons, eras e períodos. III Entre o desaparecimento dos dinossauros e o surgimento do homem, passaram-se aproximadamente 70 milhões de anos IV - Os períodos Triásico, Jurássico e Cretáceo constituem a era Cenozoica. Assinale a afirmação ou afirmações corretas. a) apenas I. b) apenas I e II. c) apenas I, II e III. d) apenas III e IV. 41) O uso do calendário facilita a vida das pessoas. Muitas vezes, contar um determinado acontecimento exige o uso de medidas de tempo tais como século, ano, mês, dia e até mesmo a hora em que o fato ocorreu. Algumas medidas de tempo muito utilizadas são: a) milênio: período de anos; b) século: período de 100 anos; c) década: período de 10 anos; d) todas as alternativas estão corretas. 42) As pinturas rupestres são: a) Pinturas em paredes de caverna. b) Pinturas em tela. c) Pinturas de animais. d) Pinturas sobre as cavernas. 43) As primeiras expressões de arte eram: a) abstratas b) bastante complexas. c) muito simples. d) simples com motivos cristãos. 44) Os fósseis são: a) restos de seres vivos (apenas pequenos animais). b) restos ou vestígios de seres vivos que se conservaram enterrados no solo. c) vestígios de seres vivos(casas e utensílios) d) restos ou vestígios de seres vivos (ferramentas e obras de arte). 45) Arqueólogos são profissionais que estudam as culturas do passado por meio dos objetos produzidos por seus membros, como pontas de flechas, de lanças, machados, restos de alimentação, de túmulos e pinturas feitas em cavernas. Este texto, escrito pelo arqueólogo Norberto Luiz Guarinello, mostra uma das formas pelas quais estesestudiosos ficam sabendo quando foi feito ou usado aquilo que encontram. O principal método de datação é denominado carbono 14 e se baseia numa interessante descoberta. Todos os seres vivos, todas as plantas e animais possuem em seus corpos uma quantidade, embora

12 pequena, de carbono radioativo, que absorvem ao respirar e se alimentar. Quando os seres morrem, no entanto, a radiação vai naturalmente diminuindo, e é possível medir essa diminuição. Um pedaço de osso ou de madeira encontrado numa escavação pode ser enviado a um laboratório para medir a quantidade de carbono radioativo. O resultado do exame será o conhecimento de quando a árvore ou animal viveram e, assim, de quando viveu o povo que se utilizou deles.(fonte: GUARINELLO. Norberto L. Os primeiros habitantes do Brasil. p. 10.) Assinale a afirmativa correta em relação ao que foi exposto no texto. a) os arqueólogos são pesquisadores que utilizam como fonte de pesquisa apenas os documentos escritos deixados pelos homens. b) a identificação da idade de um objeto ou ser vivo é possível a partir da quantidade de Carbono 14 nele encontrado. c) os avanços tecnológicos ainda não possibilitam a identificação de época de qualquer objeto encontrado nas escavações arqueológicas. d) os seres vivos, após sua morte, iniciam a absorção de uma substância radioativa que permite aos arqueólogos identificar sua origem e idade.

Nome: N.º: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 6 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs

Nome: N.º: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 6 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 6 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões 1 e 2. PLANETA sustentável QUANTO SE GASTA DE ÁGUA

Leia mais

Mudanças de estado da água: fusão, solidificação, evaporação, ebulição, condensação...

Mudanças de estado da água: fusão, solidificação, evaporação, ebulição, condensação... PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= Mudanças de estado

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

SISTEMA GÁLATAS EDUCACIONAL DISCIPLINA: CIÊNCIAS - 5ºANO DATA: / /2014 AV2-1ºBIMESTRE. NOME: Vale 10,0

SISTEMA GÁLATAS EDUCACIONAL DISCIPLINA: CIÊNCIAS - 5ºANO DATA: / /2014 AV2-1ºBIMESTRE. NOME: Vale 10,0 SISTEMA GÁLATAS EDUCACIONAL DISCIPLINA: CIÊNCIAS - 5ºANO DATA: / /2014 AV2-1ºBIMESTRE NOME: Vale 10,0 1ª QUESTÃO VALE 0,2 Leia a charge de Maurício de Souza abaixo com atenção: Marque com um x a resposta

Leia mais

ATIVIDADE EXTRA 6º ANO

ATIVIDADE EXTRA 6º ANO ATIVIDADE EXTRA 6º ANO DISCIPLINA CIÊNCIAS 1) Na natureza, a água passa constantemente de um estado físico para outro, sendo que a energia solar é a principal responsável por essa mudanças.baseando-se

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROVA 3º BIMESTRE 6 ANO

LÍNGUA PORTUGUESA PROVA 3º BIMESTRE 6 ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA PROVA 3º BIMESTRE 6 ANO 2010 QUESTÃO 1 Folheto Publicitário No

Leia mais

Aluno (a): Professor:

Aluno (a): Professor: 3º BIM P1 LISTA DE EXERCÍCIOS CIÊNCIAS 6º ANO Aluno (a): Professor: Turma: Turno: Data: / / Unidade: ( ) Asa Norte ( ) Águas Lindas ( )Ceilândia ( ) Gama ( )Guará ( ) Pistão Norte ( ) Recanto das Emas

Leia mais

Aula: 16.2 Assíncrona Tema: Calor e temperatura

Aula: 16.2 Assíncrona Tema: Calor e temperatura Aula: 16.2 Assíncrona Tema: Calor e temperatura Conteúdo: - Mudanças de estado físico Habilidades: - Entender as mudanças de estado físico de diversas substâncias Mudança de estado físico O que caracteriza

Leia mais

Introdução. Observando o ambiente

Introdução. Observando o ambiente Introdução A curiosidade natural do homem, o leva a explorar o ambiente que o cerca, observando, analisando, realizando experiências, procurando saber o porquê das coisas. Nesta atividade, exploradora

Leia mais

Quem te fala mal de. 10º Plano de aula. 1-Citação as semana: Quem te fala mal de outra pessoa, falará mal de ti também." 2-Meditação da semana:

Quem te fala mal de. 10º Plano de aula. 1-Citação as semana: Quem te fala mal de outra pessoa, falará mal de ti também. 2-Meditação da semana: 10º Plano de aula 1-Citação as semana: Quem te fala mal de outra pessoa, falará mal de ti também." Provérbio Turco 2-Meditação da semana: Mestre conselheiro- 6:14 3-História da semana: AS três peneiras

Leia mais

JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO EM CORDEL

JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO EM CORDEL 1 NOME: Nº: 4º ANO: DATA DE ENTREGA: Queridos alunos e alunas As férias chegaram e com elas a vontade de passear, viajar, brincar com os amigos e curtir o merecido descanso, mas não podemos esquecer que

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Ernesto entra numa fria!

Ernesto entra numa fria! A UU L AL A Ernesto entra numa fria! Segunda-feira, 6 horas da tarde, Cristiana e Roberto ainda não haviam chegado do trabalho. Mas Ernesto, filho do casal, já tinha voltado da escola. Chamou a gangue

Leia mais

Exercício de Reforço de Língua Portuguesa 2º ano

Exercício de Reforço de Língua Portuguesa 2º ano Exercício de Reforço de Língua Portuguesa 2º ano 1- Conforme estudamos em sala de aula, os substantivos são palavras que dão nomes aos seres, objetos, sentimentos etc. Marque a alternativa que explica

Leia mais

Atividade: Leitura e interpretação de texto. Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto

Atividade: Leitura e interpretação de texto. Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto Atividade: Leitura e interpretação de texto Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto Orientações: 1- Leia o texto atentamente. Busque o significado das palavras desconhecidas no dicionário. Escreva

Leia mais

CORREÇÃO GEOGRAFIA - PROVA 1 1ª ETAPA 6º ANO

CORREÇÃO GEOGRAFIA - PROVA 1 1ª ETAPA 6º ANO CORREÇÃO GEOGRAFIA - PROVA 1 1ª ETAPA 6º ANO 1) Observe o quadro O Pescador (1931), de Tarsila do Amaral, e responda: a) A paisagem retratada pela artista é uma paisagem transformada ou preservada. Justifique

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Aluno(a): Nº. Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE. Análise de textos poéticos. Texto 1. Um homem também chora

Aluno(a): Nº. Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE. Análise de textos poéticos. Texto 1. Um homem também chora Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor: Daniel Série: 9 ano Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE Análise de textos poéticos Texto 1 Um homem também chora Um homem também

Leia mais

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um.

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um. coleção Conversas #10 - junho 2014 - Eu sou Estou garoto num de programa. caminho errado? Respostas para algumas perguntas que podem estar sendo feitas Garoto de Programa por um. A Coleção CONVERSAS da

Leia mais

A MATÉRIA E SEUS ESTADOS FÍSICOS I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE

A MATÉRIA E SEUS ESTADOS FÍSICOS I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE A MATÉRIA E SEUS ESTADOS FÍSICOS I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE Matéria é tudo em que você puder pensar, destas páginas que você está lendo até a cadeira que você está sentado, a água que

Leia mais

Não é o outro que nos

Não é o outro que nos 16º Plano de aula 1-Citação as semana: Não é o outro que nos decepciona, nós que nos decepcionamos por esperar alguma coisa do outro. 2-Meditação da semana: Floresta 3-História da semana: O piquenique

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO 1

PROJETO PEDAGÓGICO 1 PROJETO PEDAGÓGICO 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Título: Maricota ri e chora Autor: Mariza Lima Gonçalves Ilustrações: Andréia Resende Formato: 20,5 cm x 22 cm Número de páginas: 32

Leia mais

A PREENCHER PELO ALUNO

A PREENCHER PELO ALUNO Prova Final do 1.º e do 2.º Ciclos do Ensino Básico PLNM (A2) Prova 43 63/2.ª Fase/2015 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo Documento de identificação Assinatura

Leia mais

Lindo e Triste Brasil

Lindo e Triste Brasil SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 07 / / 0 II AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 5.º ANO/EF UNIDADE: ALUNO(A): Nº: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR: 0,0 MÉDIA:

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?)

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ação nº41/2012 Formadora: Madalena Moniz Faria Lobo San-Bento Formanda: Rosemary Amaral Cabral de Frias Introdução Para se contar histórias a crianças,

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA?

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? Projeto Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação O livro tem como tema o meio ambiente em que mostra o homem e a destruição da natureza,

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

VAMOS CONSTRUIR UMA CIDADE

VAMOS CONSTRUIR UMA CIDADE VAMOS CONSTRUIR UMA CIDADE Versão adaptada de Eugénio Sena para Wir Bauen Eine Stadt de Paul Hindemith 1. MARCHA (Entrada) Uma cidade nossa amiga Não queremos a cidade antiga. Nós vamos pensar tudo de

Leia mais

Lista de Recuperação de Arte 6º ANO

Lista de Recuperação de Arte 6º ANO 1 Nome: nº Data: / /2012 ano bimestre Profa.: Denise Lista de Recuperação de Arte 6º ANO Nota: 1) A arte fez parte da vida do homem desde a pré-história ( período anterior ao surgimento da escrita ) que

Leia mais

AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE

AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE Mesmo não acreditando na Educação Criativa, o professor pode fazer uma experiência para ver o resultado. É o caso da professora deste relato. Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br

Leia mais

Escola Municipal Professora Zezé Ribas. Premio Afago de Literatura. A política brasileira

Escola Municipal Professora Zezé Ribas. Premio Afago de Literatura. A política brasileira Aluno: Camila Aparecida Pinto Serie: 7º ano A política brasileira Na política brasileira, existe uma grande chaga aberta e crescente já se tornou grande praga. Doença maldita, domina e contamina a toda

Leia mais

Unidade II Cultura: a pluralidade na expressão humana Aula 18.1 Conteúdo: Tempos verbais.

Unidade II Cultura: a pluralidade na expressão humana Aula 18.1 Conteúdo: Tempos verbais. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade II Cultura: a pluralidade na expressão humana Aula 18.1 Conteúdo: Tempos verbais. 3 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO

Leia mais

CURUPIRA AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VIII 3 O BIMESTRE RESOLUÇÃO COMENTADA

CURUPIRA AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VIII 3 O BIMESTRE RESOLUÇÃO COMENTADA Aluno(a) Data: 14 / 09 / 11 3 o ano 2 a Série Turma: Ensino Fundamental I Turno: Matutino Professoras: Disciplinas: Língua Portuguesa, Matemática, Ciências Naturais e História/Geografia Eixo Temático Herança

Leia mais

O homem e o meio ambiente

O homem e o meio ambiente A U A UL LA O homem e o meio ambiente Nesta aula, que inicia nosso aprendizado sobre o meio ambiente, vamos prestar atenção às condições ambientais dos lugares que você conhece. Veremos que em alguns bairros

Leia mais

OS AMIGOS NÃO SE COMPRAM

OS AMIGOS NÃO SE COMPRAM OS AMIGOS NÃO SE COMPRAM Era o dia 22 de dezembro. O Natal aproximava-se e o Pai Natal estava muito atarefado a preparar os sacos com os brinquedos. Muito longe dali, em Portugal, um menino chamado João

Leia mais

OLIMPVS.NET. Capítulo Áreas / Disciplinas

OLIMPVS.NET. Capítulo Áreas / Disciplinas VOLUME 1 GUIÕES INTERDISCIPLINARES Capítulo Áreas / Disciplinas 1 Psicólogos e diretores de turma 2 História; Geografia 3 Psicólogos e Diretores de Turma ; Geografia 4 Matemática; História 5 História 6

Leia mais

A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II

A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II Meditação Crianças de 10 a 11 anos NOME: DATA: 03/03/2013 PROFESSORA: A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II Versículos para decorar: 1 - O Espírito de Deus me fez; o sopro do Todo-poderoso me dá vida. (Jó 33:4)

Leia mais

Sistema de Ensino CNEC. 2014-09a-20s-tg-09 Trabalho de Geografia Eu no Mundo

Sistema de Ensino CNEC. 2014-09a-20s-tg-09 Trabalho de Geografia Eu no Mundo TRABALHO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA Aluno: n o Data para entrega: _11/07/ Créditos distribuídos: 6 pontos / Créditos obtidos: 4º ano do Ensino Fundamental Turma: 1-09a-20s-tg-09 Trabalho de Geografia Eu no

Leia mais

REVISÃO PARA AVALIAÇÃO 1º BIMESTRE CIÊNCIAS

REVISÃO PARA AVALIAÇÃO 1º BIMESTRE CIÊNCIAS REVISÃO PARA AVALIAÇÃO 1º BIMESTRE CIÊNCIAS 1) A partir das informações dadas, enumere as informações, em ordem sequencial, de acordo com as etapas do método científico: ( ) Conclusões ( ) Possíveis respostas

Leia mais

Portuguese Poetry / 14-30 lines HS 5-6

Portuguese Poetry / 14-30 lines HS 5-6 Ai quem me dera 1. Ai, quem me dera, terminasse a espera 2. Retornasse o canto simples e sem fim, 3. E ouvindo o canto se chorasse tanto 4. Que do mundo o pranto se estancasse enfim 5. Ai, quem me dera

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

HABILIDADES. Compreender que cada pessoa é única e especial. Valorizar a identidade de cada um. Descobrir e conhecer a sua história de vida.

HABILIDADES. Compreender que cada pessoa é única e especial. Valorizar a identidade de cada um. Descobrir e conhecer a sua história de vida. Disciplina: História Trimestre: 1º PLANEJAMENTO ANUAL - 2012 Série: 2º ano Turma: 21, 22, 23 e 24 CONTEÚDOS HABILIDADES AVALIAÇÕES Unidade 1 Cada um tem um jeito de ser. Descobrindo a minha história. Eu

Leia mais

Unidade 01- Estamos apenas começando Deus criou, eu cuidarei

Unidade 01- Estamos apenas começando Deus criou, eu cuidarei Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 01- Estamos apenas começando Deus criou, eu cuidarei O velho testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No.

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. Trabalho Avaliativo Valor: 30 % Nota: Minhas Férias Eu, minha mãe, meu pai, minha irmã (Su) e meu cachorro

Leia mais

Ciências E Programa de Saúde

Ciências E Programa de Saúde Governo do Estado de São Paulo Secretaria de Estado da Educação Ciências E Programa de Saúde 18 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE SP Grandes realizações são possíveis quando se dá atenção aos pequenos

Leia mais

Cao Guimarães: "Não conseguir ficar sozinho é a maior solidão i

Cao Guimarães: Não conseguir ficar sozinho é a maior solidão i Cao Guimarães: "Não conseguir ficar sozinho é a maior solidão i O cineasta mineiro Cao Guimarães, 41, terá seu filme mais recente "Andarilho" (2006) exibido pela primeira vez na Quinzena de Realizadores,

Leia mais

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Geografia

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Geografia COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Geografia Nome: Ano: 2º Ano 1º Etapa 2014 Colégio Nossa Senhora da Piedade Área do Conhecimento: Ciências Humanas Disciplina:

Leia mais

Quem mais torce, incentiva, acompanha e

Quem mais torce, incentiva, acompanha e Capa esporte de pai para filho Edgard Rondina, o filho Felipe e uma paixão em comum: velejar no Lago Paranoá Por Leane Ribeiro Quem mais torce, incentiva, acompanha e muitas vezes até sofre com a carreira

Leia mais

O PATINHO QUE NÃO QUERIA APRENDER A VOAR

O PATINHO QUE NÃO QUERIA APRENDER A VOAR Numa bela manhã, nasceram seis lindos patinhos que encheram de encanto seus pais. Eram amarelinhos e fofinhos. Um dos patinhos recebeu o nome de Taco. Mamãe e papai estavam muito felizes com seus filhotes.

Leia mais

Conteúdo: Aula: 12 assíncrona. Ciclo da água e dos nutrientes. Ciclo do nitrogênio, carbono e oxigênio. CONTEÚDO E HABILIDADES

Conteúdo: Aula: 12 assíncrona. Ciclo da água e dos nutrientes. Ciclo do nitrogênio, carbono e oxigênio. CONTEÚDO E HABILIDADES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula: 12 assíncrona Conteúdo: Ciclo da água e dos nutrientes. Ciclo do nitrogênio, carbono e oxigênio. 2 CONTEÚDO E

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES IMPORTÃNCIA DA ÁGUA PARA OS SERES VIVOS

LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES IMPORTÃNCIA DA ÁGUA PARA OS SERES VIVOS CIÊNCIAS 6º Ano do Ensino Fundamental Professora: Stella Maris Nome: Nº. Turma: LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES IMPORTÃNCIA DA ÁGUA PARA OS SERES VIVOS Questão 1- A água é a substância que se encontra

Leia mais

Propriedades físicas e químicas das substâncias

Propriedades físicas e químicas das substâncias Ciências Físico-Químicas - 7º ano Propriedades físicas e M. Neli G. C. Cavaleiro M. Domingas Beleza Há substâncias que, mesmo misturadas com outras, facilmente identificamos através de características

Leia mais

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL 1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL LUGAR: EUNÁPOLIS(BA) DATA: 05/11/2008 ESTILO: VANEIRÃO TOM: G+ (SOL MAIOR) GRAVADO:16/10/10 PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL VOCÊ É O BERÇO DO NOSSO PAIS. PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL

Leia mais

O Capitão Avape contra o Fantasma Autismo

O Capitão Avape contra o Fantasma Autismo O Capitão Avape contra o Fantasma Autismo Esta é a segunda edição do manual sobre o autismo, elaborado pelo Grupo de Saúde Mental da Avape (Associação para Valorização de Pessoas com Deficiência), em parceria

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

GRUPO VI 2 o BIMESTRE PROVA A

GRUPO VI 2 o BIMESTRE PROVA A Sistema de Ensino Unidade Portugal Série: 6 o ano (5 a série) Período: MANHÃ Data: 24/6/2009 PROVA GRUPO GRUPO VI 2 o BIMESTRE PROVA A Nome: Turma: Valor da prova: 4,0 Nota: Sou água cristalina Sou água

Leia mais

JANELA SOBRE O SONHO

JANELA SOBRE O SONHO JANELA SOBRE O SONHO um roteiro de Rodrigo Robleño Copyright by Rodrigo Robleño Todos os direitos reservados E-mail: rodrigo@robleno.eu PERSONAGENS (Por ordem de aparição) Alice (já idosa). Alice menina(com

Leia mais

A Terra gira... Nesta aula vamos aprender um pouco mais. sobre o movimento que a Terra realiza em torno do seu eixo: o movimento de

A Terra gira... Nesta aula vamos aprender um pouco mais. sobre o movimento que a Terra realiza em torno do seu eixo: o movimento de A U A U L L A A Terra gira... Nesta aula vamos aprender um pouco mais sobre o movimento que a Terra realiza em torno do seu eixo: o movimento de rotação. É esse movimento que dá origem à sucessão dos dias

Leia mais

O céu. Aquela semana tinha sido uma trabalheira! www.interaulaclube.com.br

O céu. Aquela semana tinha sido uma trabalheira! www.interaulaclube.com.br A U A UL LA O céu Atenção Aquela semana tinha sido uma trabalheira! Na gráfica em que Júlio ganhava a vida como encadernador, as coisas iam bem e nunca faltava serviço. Ele gostava do trabalho, mas ficava

Leia mais

AS TRÊS EXPERIÊNCIAS

AS TRÊS EXPERIÊNCIAS Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 8 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões de 1 a 7. AS TRÊS EXPERIÊNCIAS Há três coisas para

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Ciências

PROVA BIMESTRAL Ciências 6 o ano 2 o bimestre PROVA BIMESTRAL Ciências Escola: Nome: Turma: n o : 1. Os animais apresentam diferentes formas de locomoção, alimentação e revestimento do corpo, características estas que os organizam

Leia mais

O menino e o pássaro. Rosângela Trajano. Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava

O menino e o pássaro. Rosângela Trajano. Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava O menino e o pássaro Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava comida, água e limpava a gaiola do pássaro. O menino esperava o pássaro cantar enquanto contava histórias para

Leia mais

ATIVIDADE II COLÉGIO TIA IVONE - CTI. PROFESSOR: NEW CRISTIAN SÉRIE: 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO Aluno(a): 1. Conceitue:

ATIVIDADE II COLÉGIO TIA IVONE - CTI. PROFESSOR: NEW CRISTIAN SÉRIE: 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO Aluno(a): 1. Conceitue: COLÉGIO TIA IVONE - CTI DISCIPLINA: QUÍMICA Data: / /2012 PROFESSOR: NEW CRISTIAN SÉRIE: 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO Aluno(a): ATIVIDADE II 1. Conceitue: a) Matéria b) Energia 2. Qual a relação entre matéria

Leia mais

5º ANO 8 8/nov/11 PORTUGUÊS 4º

5º ANO 8 8/nov/11 PORTUGUÊS 4º 5º ANO 8 8/nov/11 PORTUGUÊS 4º 1. Um músico muito importante do nosso país é Milton Nascimento, cantor e compositor brasileiro, reconhecido, mundialmente, como um dos mais influentes e talentosos cantores

Leia mais

Pós-Modernismo. Literatura Professor: Diogo Mendes 19/09/2014. Material de apoio para Aula ao Vivo. Texto I. Poema Brasileiro

Pós-Modernismo. Literatura Professor: Diogo Mendes 19/09/2014. Material de apoio para Aula ao Vivo. Texto I. Poema Brasileiro Pós-Modernismo Texto I Poema Brasileiro No Piauí de cada 100 crianças que nascem 78 morrem antes de completar 8 anos de idade No Piauí de cada 100 crianças que nascem 78 morrem antes de completar 8 anos

Leia mais

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Crianças e Meios Digitais Móveis Lisboa, 29 de novembro de 2014 TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Educação para o uso crítico da mídia 1. Contexto

Leia mais

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa O PASTOR AMOROSO Alberto Caeiro Fernando Pessoa Este texto foi digitado por Eduardo Lopes de Oliveira e Silva, no Rio de Janeiro, em maio de 2006. Manteve-se a ortografia vigente em Portugal. 2 SUMÁRIO

Leia mais

Como os seres vivos modificam o ambiente?

Como os seres vivos modificam o ambiente? Como os seres vivos modificam o ambiente? O ar e a água possibilitam a integração dos seres vivos na dinâmica planetária. Por que a parede do copo com água fria fica molhada? Será? Toda matéria é constituída

Leia mais

AUTORES E ILUSTRADORES: FELIPE DE ROSSI GUERRA JULIA DE ANGELIS NOGUEIRA VOGES

AUTORES E ILUSTRADORES: FELIPE DE ROSSI GUERRA JULIA DE ANGELIS NOGUEIRA VOGES AUTORES E ILUSTRADORES: FELIPE DE ROSSI GUERRA JULIA DE ANGELIS NOGUEIRA VOGES 1ºC - 2011 APRESENTAÇÃO AO LONGO DESTE SEMESTRE AS CRIANÇAS DO 1º ANO REALIZARAM EM DUPLA UM TRABALHO DE PRODUÇÃO DE TEXTOS

Leia mais

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MÓDULO I Corredor Etnoambiental Tupi Mondé Atividade 1 Conhecendo mais sobre nosso passado, presente e futuro 1. No

Leia mais

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE Introdução A CF deste ano convida-nos a nos abrirmos para irmos ao encontro dos outros. A conversão a que somos chamados implica

Leia mais

PORTUGUÊS 2 o BIMESTRE

PORTUGUÊS 2 o BIMESTRE AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VI Unidade Portugal Série: 4 o ano (3 a série) Período: MANHÃ Data: 29/6/2011 PORTUGUÊS 2 o BIMESTRE Nome: Turma: Valor da prova: 3,5 Nota: Eixo temático Proteção ao meio

Leia mais

Ano: 8 Turma: 81 / 82

Ano: 8 Turma: 81 / 82 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 3ª Etapa 2012 Disciplina: Ciências Professor (a): Felipe Cesar Ano: 8 Turma: 81 / 82 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri. Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.com Página 1 1. HISTÓRIA SUNAMITA 2. TEXTO BÍBLICO II Reis 4 3.

Leia mais

Sugestões de avaliação. Geografia 9 o ano Unidade 8

Sugestões de avaliação. Geografia 9 o ano Unidade 8 Sugestões de avaliação Geografia 9 o ano Unidade 8 Nome: Unidade 8 Data: 1. Sobre a Oceania, marque V (verdadeiro) ou F (falso) nas sentenças a seguir. ( ) a colonização da Oceania promoveu o domínio da

Leia mais

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão!

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão! CLÁUDIO MARTINS & MAURILO ANDREAS PARA SABER MAIS Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES LÚCIA HIRATSUKA JASON GARDNER Priscilla Kellen Cabe aqui na minha mão! Frutas GUIA

Leia mais

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão!

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão! CLÁUDIO MARTINS & MAURILO ANDREAS PARA SABER MAIS Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES LÚCIA HIRATSUKA JASON GARDNER Priscilla Kellen Cabe aqui na minha mão! Frutas GUIA

Leia mais

Sistema de Ensino CNEC

Sistema de Ensino CNEC 1 SUMÁRIO VOLUME 1 "O homem é um pedaço do Universo cheio de vida." Ralph Waldo Emerson Capítulo 1 O Tempo não para 5 Capítulo 2 Você percebendo-se como sujeito histórico 20 Capítulo 3 O Universo que nos

Leia mais

Para a grande maioria das. fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo.

Para a grande maioria das. fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo. Sonhos Pessoas Para a grande maioria das pessoas, LIBERDADE é poder fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo. Trecho da música: Ilegal,

Leia mais

ESTUDO 1 - ESTE É JESUS

ESTUDO 1 - ESTE É JESUS 11. Já vimos que Jesus Cristo desceu do céu, habitou entre nós, sofreu, morreu, ressuscitou e foi para a presença de Deus. Leia João 17:13 e responda: Onde está Jesus Cristo agora? Lembremo-nos que: Jesus

Leia mais

AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV

AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV Ciências AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV Graduada em História e Pedagogia, Doutora em Filosofia e Metodologia de Ensino, Autora da Metodologia ACRESCER. REGINALDO STOIANOV Licenciatura Plena em Biologia,

Leia mais

Prezado Candidato (a), Coloque seu número de inscrição e seu nome no local indicado abaixo: Nº de inscrição: Nome:

Prezado Candidato (a), Coloque seu número de inscrição e seu nome no local indicado abaixo: Nº de inscrição: Nome: Prezado Candidato (a), Coloque seu número de inscrição e seu nome no local indicado abaixo: 1 Nº de inscrição: Nome: LÍNGUA PORTUGUESA RUAS DE INFÂNCIA A professora dizia que a rua tinha aquele nome em

Leia mais

E quem garante que a História é uma carroça abandonada numa beira de estrada? (Hollanda, C. B; Milanes, P. Canción por la unidad latinoamericana.

E quem garante que a História é uma carroça abandonada numa beira de estrada? (Hollanda, C. B; Milanes, P. Canción por la unidad latinoamericana. E quem garante que a História é uma carroça abandonada numa beira de estrada? (Hollanda, C. B; Milanes, P. Canción por la unidad latinoamericana.) O termo História foi utilizado pelos gregos antigos.

Leia mais

OLHAR GLOBAL. Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas. A poeira do. renascimento. Fotografe Melhor n o 207

OLHAR GLOBAL. Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas. A poeira do. renascimento. Fotografe Melhor n o 207 OLHAR GLOBAL Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas A poeira do renascimento 36 Fotografe Melhor n o 207 Olivier convida pessoas que encontra na rua ou na internet para posarem

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

O Livro de informática do Menino Maluquinho

O Livro de informática do Menino Maluquinho Coleção ABCD - Lição 1 Lição 1 O Livro de informática do Menino Maluquinho 1 2 3 4 5 6 7 8 Algumas dicas para escrever e-mails: 1. Aprender português. Não adianta fi car orgulhoso por mandar um e-mail

Leia mais

9º Plano de aula. 1-Citação as semana: Não aponte um defeito,aponte uma solução. 2-Meditação da semana:

9º Plano de aula. 1-Citação as semana: Não aponte um defeito,aponte uma solução. 2-Meditação da semana: 9º Plano de aula 1-Citação as semana: Não aponte um defeito,aponte uma solução. 2-Meditação da semana: Enraizando e criando raiz (CD-Visualização Criativa faixa 2) 3-História da semana: Persistência X

Leia mais

Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido.

Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido. Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido. Assim que ela entrou, eu era qual um menino, tão alegre. bilhete, eu não estaria aqui. Demorei a vida toda para encontrá-lo. Se não fosse o

Leia mais

DIRETORIA DE ENSINO/GERÊNCIA DE FORMAÇÃO CONTINUADA

DIRETORIA DE ENSINO/GERÊNCIA DE FORMAÇÃO CONTINUADA DIRETORIA DE ENSINO/GERÊNCIA DE FORMAÇÃO CONTINUADA Autores: Ana Cláudia Cerini Trevisan Leandro Henrique Magalhães Ilustrações: Sassá MATERIAL INTERDISCIPLINAR ELABORADO PELAS ASSESSORAS DA EQUIPE DE

Leia mais

A História de Uma Árvore

A História de Uma Árvore A História de Uma Árvore Blumenau/2013 Editora: Cristina Marques Produção: Instituto Evoluir Revisão: Gervásio Tessaleno Luz Ilustrações: Sydnei Prado Jr. Arte final-colorização: Célio Vogel / Paulo Zanon

Leia mais

Palavras do autor. Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura.

Palavras do autor. Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura. Palavras do autor Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura. Durante três anos, tornei-me um leitor voraz de histórias juvenis da literatura nacional, mergulhei

Leia mais

PORTUGUÊS 3 o BIMESTRE

PORTUGUÊS 3 o BIMESTRE Sistema de Ensino Unidade Portugal Série: 4 o ano (3 a série) Período: MANHÃ AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VII PORTUGUÊS 3 o BIMESTRE Nome: Turma: Data: 2/9/2009 Valor da prova: 6,0 Nota: Eixo temático

Leia mais

www.google.com.br/search?q=gabarito

www.google.com.br/search?q=gabarito COLEGIO MÓDULO ALUNO (A) série 6 ano PROFESSOR GABARITO DA REVISÃO DE GEOGRAFIA www.google.com.br/search?q=gabarito QUESTÃO 01. a) Espaço Geográfico RESPOSTA: representa aquele espaço construído ou produzido

Leia mais

PORTUGUÊS 3 o BIMESTRE

PORTUGUÊS 3 o BIMESTRE A GERAÇÃO DO CONHECIMENTO AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VII Transformando conhecimentos em valores www.geracaococ.com.br Unidade Portugal Série: 4 o ano (3 a série) Período: MANHÃ Data: 18/8/2010 PORTUGUÊS

Leia mais