& CLASSIFICAÇÃO DE RISCO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "& CLASSIFICAÇÃO DE RISCO"

Transcrição

1 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO GRUPO MARÍTIMA SEGUROS COR AZUL CLASSIFICAÇÃO: MUITO BOA Exercício 2003

2 GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA RESPONSÁVEL TÉCNICO Engenheiro e Mestre em Economia (FGV), com tese sobre seguro. Professor e Conselheiro Editorial da FUNENSEG (Fundação Escola Nacional de Seguros). Catedrático em Rating e Estatísticas Gerenciais pela ANSP (Academia Nacional de Seguros e Previdência). Consultor, é especialista nas áreas de seguros, de previdência privada e de capitalização, sendo autor de diversos estudos sobre estes setores. #

3 GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL Metodologia...6 Resumo...7 Relatório 1. Institucional Evolução...10 Rentabilidade...13 Total...13 Carteira de Seguros...16 Investimentos...18 Despesas Administrativas...19 Capitalização e Liquidez Produtos... 21

4 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO Metodologia O trabalho de classificação de riscos ( rating ) das empresas de seguros é feito há 8 anos e tem por objetivo formar uma opinião sobre o risco e a qualidade das operações deste segmento específico de mercado, dividindo-se em duas etapas: Na primeira delas, a análise é baseada em dados públicos. Neste caso, a empresa pode ganhar 5 cores distintas, cada uma representativa da sua condição AZUL (Muito Boa), VERDE (Boa), AMARELA (Regular), VERMELHA (Deficiente) e BRANCA (Sem Opinião). Já a segunda classificação (com avaliação dos dados internos) é mais sofisticada em seu conteúdo e é gerada apenas por solicitação. Este é o caso deste relatório. Nesta nova situação, as possibilidades são ampliadas para 7 cores as citadas anteriormente, menos a cor BRANCA (Sem Opinião), mais as cores VERDE* (De Boa para Muito Boa), AMARELA( (De Regular para Boa) e VERMELHA ( (De Deficiente para Regular). CRITÉRIOS USADOS CLASSIFICAÇÃO DOS RISCOS AZUL (Muito Boa) VERDE VERDE (Boa) AMARELA (De Boa para Muito Boa) AMARELA (Regular) VERMELHA (De Regular para Boa) (De Deficiente para Regular) VERMELHA (Deficiente) BRANCA (Sem Opinião ocorre somente na divulgação pública) $

5 Resumo A) Evolução do Rating do Grupo Marítima Seguros Dezembro / 2001 Junho / 2002 Dezembro / 2002 Junho / 2003 Dezembro / 2003 Cor( Rating ) Azul Azul Azul Azul Azul Qualificação Muito Boa Muito Boa Muito Boa Muito Boa Muito Boa B) Cenário Estratégico PONTOS FORTES Com mais de 60 anos no setor, a seguradora é tradicional no mercado brasileiro, com boa imagem junto aos seus clientes e corretores, fato comprovado pelas inúmeras premiações que vêm recebendo nos últimos anos. A empresa conta com uma equipe de funcionários competente e experiente, o que permite projetar margens de rentabilidade positivas. PONTOS FRACOS A seguradora tem atuação concentrada, geograficamente (Estado de São Paulo) e comercialmente (Automóvel e Saúde). Teoricamente, este fato pode ser um elemento de risco adicional, quando ela é comparada a outras empresas em situação similar. Esta atuação, entretanto, está em efeito decrescente, em função das novas filiais abertas (por exemplo, nos estados do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul). OPORTUNIDADES A seguradora tem boas possibilidades de crescer em outras regiões do país, assim como em outros produtos em que não é tradicionalmente especialista, como os ligados ao ramo de Riscos Especiais. AMEAÇAS A eventual entrada de empresas nos mesmos ramos de atuação, com políticas comerciais agressivas, pode afetar as suas margens de rentabilidade futuras. %

6 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO 1 - Institucional Empresas do Grupo: Marítima Seguros S. A. Marítima Saúde Seguros S. A. Sede: Rua Coronel Xavier de Toledo, 114 São Paulo-SP CEP Telefone: (11) Site: Presidente/Diretores: Marítima Seguros S/A Francisco Caiuby Vidigal Moysés Leme Marivaldo Medeiros Milton Bellizia Filho Francisco C. Vidigal Filho Marítima Saúde Seguros S/A Francisco Caiuby Vidigal Moysés Leme Marivaldo Medeiros Milton Bellizia Filho Francisco C. Vidigal Filho Murilo Rego Lins Auditores Externos: Ecopal S/C Auditores Independentes Fundada em 1943, a Marítima Seguros é hoje um dos mais importantes grupos empresariais atuantes neste segmento. Com uma estrutura de capital fechado, integralmente nacional, o grupo é formado pelas empresas Marítima Seguros e Marítima Saúde Seguros. Na tabela 1, uma cronologia mais detalhada da história da Companhia, com os principais fatos e prêmios obtidos. &

7 Tabela 1 Cronologia - Grupo Marítima Seguros Fatos Fundação da Marítima Seguros - ramos: Transporte Marítimo e Incêndio A matriz da Seguradora instala-se na cidade de São Paulo Início das operações no ramo de Acidentes Pessoais Passa a atuar em 14 cidades, operando em Lucros Cessantes, Resp. Civil e Transporte Terrestre Início das operações no segmento Automóvel Início das operações no segmento Vida Início das operações do Auto Mensal Marítima Início da descentralização das operações e da vanguarda em tecnologia de processamento de imagens Início das operações no segmento Saúde Incentivo aos Ramos Elementares Eleita a "Seguradora do Ano" pelo Clube dos Corretores de Seguros de São Paulo Eleita a "Seguradora do Ano" pelos Clubes dos Corretores de Seguros de São Paulo e de Campinas; "Top de Vendas" da ADVB, com o Auto Mensal; uma das marcas mais admiradas do país, pela revista Carta Capital Eleita a "Seguradora do Ano" pelo Clube dos Corretores de Seguros de Campinas;. "TOP de Vendas" da ADVB, com o Seguro Marítima Saúde Empresarial Início dos serviços WAP; eleita a "Seguradora do Ano" pelo Clube dos Corretores de Seguros de Campinas; Melhor Seguradora da Região Sul, pela Fenacor; "Top de Vendas" da ADVB, com o Seguro Empresarial Eleita, pelos corretores participantes do 10º Congresso Estadual dos Corretores de Seguros (Conec) de São Paulo, a Melhor Seguradora do Brasil e das regiões Sul e Sudeste do País; Melhor Performance do Mercado Segurador Brasileiro, na categoria Seguro Saúde, pela Revista Cobertura. Melhor carteira de seguros na categoria de seguro de automóvel, em prêmios oferecidos pela Revista Cobertura e pela ANSP; Melhor seguradora em Campinas e Região, pelo Clube dos Corretores de Campinas e Região Tabela 2 - Princípios de Atuação - Grupo Marítima Seguros Princípios Missão do Grupo Valores Filosofia de Atuação Atuação no Sinistro Descrição Proporcionar aos clientes produtos e serviços diferenciados com a finalidade de garantir indenizações e reembolsos com agilidade incomparável em todo o mercado, de acordo com as ocorrências previstas no contrato de seguro. Atendimento personalizado aos segurados, em produtos, serviços, informações e orientações, utilizando os mais modernos recursos de tecnologia; Garantia aos parceiros (corretores e prestadores) de amplo suporte, lealdade e transparência na condução dos negócios. Solidez e inovação são as principais características que marcam a existência da Marítima Seguros no mercado segurador brasileiro; Utilização intensiva de tecnologia, visando um atendimento mais rápido, preciso e simples possível; Atendimento personalizado; Posicionar o corretor de seguros como único canal de distribuição e principal elemento para levar ao mercado os seus diferenciais. Agilidade e simplicidade nos processos de indenizações, devido a utilização de pessoal tecnicamente qualificado; Uso de modernos sistemas informatizados. ' '

8 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO Tabela 3 Características do Grupo Marítima Seguros Características Quantidade de Corretores Distribuição Geográfica Clientes Funcionários Quantidade 15,6 mil ativos Opera nas regiões sudeste, sul e nordeste do país, com 76 escritórios, em 61 cidades 770 mil segurados ativos, com 295 mil veículos, 156 mil vidas em Seguro- Saúde e 319 mil itens nos demais ramos Empregados, Terceirizados, 599 Com uma visão voltada para o futuro, a Marítima busca se diferenciar no mercado através do emprego de tecnologia de ponta em seus negócios. Neste sentido, em 2003, foi desenvolvida uma nova política estratégica para a sua área de Tecnologia da Informação, ao optar pelo outsourcing de seu Data Center, permitindo, desta maneira, focar a atuação em seu negócio fim. Dentro desse novo contexto, a companhia garante o compromisso com a estabilidade e o perfeito funcionamento de seus sistemas, aliados a uma redução de custos, uma melhoria da infra-estrutura básica, de segurança e de acesso mais rápido a novas tecnologias. 2 - Evolução Na tabela 4, o faturamento do Grupo Marítima Seguros em 2003 foi de R$ 721,2 milhões, bastante similar ao do ano anterior. Em relação a 2002, o perfil de sua receita teve poucas variações, sendo esta distribuída, aproximadamente, em seguro de Automóvel, Saúde e Riscos Especiais. No gráfico 1, esta posição é destacada. Tabela 4 - Distribuição da Receita - Grupo Marítima Seguros Prêmios Totais - Composição % % Perfil Faturamento Automóvel Saúde Riscos Especiais Total Faturamento (R$ milhões) % 60% 51% 50% 29% 26% 31% 31% 16% 14% 18% 19% 100% 100% 100% 100% 614,4 692,9 726,2 721,2

9 Gráfico 1 Perfil de Receita- Grupo Marítima Seguros Riscos Especiais ' Auto # Saúde! Um outro aspecto importante é quando avaliamos a participação do Grupo Marítima Seguros no mercado segurador brasileiro, tanto no que se refere à posição nos respectivos rankings (tabela 5), como a sua própria participação percentual (tabela 6) no total. Com relação ao seguro de Automóvel (o principal da companhia), embora tenha havido a manutenção no posicionamento (8ª colocação), houve queda de participação relativa. Já, no ramo Saúde, houve melhora na posição, embora a participação relativa tenha caído um pouco (em relação a 2002). Tabela 5 - Posição no Ranking - Grupo Marítima Seguros Posição Ranking Automóvel Saúde Grupo e e: estimado Tabela 6 - Participação no Faturamento - Grupo Marítima Seguros Posição Faturamento e Automóvel 4,64% 5,22% 4,56% 3,47% Saúde 3,14% 3,05% 3,61% 3,29% Na tabela 7, apresentamos a evolução proporcional do faturamento do Grupo Marítima Seguros, em termos geográficos. Como os números indicam, a maior parte da receita vem do Estado de São Paulo, com, aproximadamente, 90% do total.

10 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO Tabela 7 Distribuição Geográfica - Grupo Marítima Seguros Prêmios Totais - Composição Distribuição Geográfica SP RJ MG RS Demais Total % 93% 92% 90% 2% 2% 3% 4% 2% 1% 2% 1% 2% 2% 2% 2% 2% 1% 1% 3% 100% 100% 100% 100% Entretanto, nos últimos anos, tem sido registrado uma tendência de diversificação, como indica o gráfico 2, ao se analisar dois Estados (Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul) onde o grupo também atua. Por exemplo, em termos absolutos, o faturamento da companhia no estado carioca dobrou em 3 anos. Gráfico 2 - Grupo Marítima Seguros Faturamento - R$milhões R$ Milhões e Anos RJ RS Na tabela 8, como ilustração, uma evolução de alguns tipos de contratos negociados no Estado do Rio de Janeiro. Tabela 8 Distribuição de Contratos - Quantidade de Itens - Grupo Marítima SegurosEstado do Rio de Janeiro Distribuição de Contratos Residencial Condomínio Empresarial

11 3 - Rentabilidade Total As tabelas 9 e 10, dadas a seguir, apresentam alguns números referentes às taxas de rentabilidade total do Grupo Marítima Seguros. Tabela 9 Dados Contábeis - Grupo Marítima Seguros (Marítima Seguros + Marítima Saúde) - R$ milhões Prêmios Ganhos (PG) 576,3 679,6 642,1 664,7 Sinistros Retidos (SR) (367,7) (413,2) (383,9) (394,8) Despesas Comercialização (DC) (103,0) (119,4) (113,2) (116,9) Despesas Administrativas (DA) (109,5) (126,8) (142,1) (152,2) Out. Rec./Despesas Operacionais(ORD) (6,1) (10,9) (6,2) (5,8) Resultado. Investimentos (RI) 19,3 27,1 34,4 41,1 Resultado Operacional (RO) 9,3 36,4 31,1 36,1 Resultado Não Operacional (RNO) 0,5 1,4 1,0 0,7 Tributos e Participações (T) (4,0) (14,0) (11,6) (9,6) Lucro Líquido (LL) 5,8 23,8 20,5 27,2 Patrimônio Líquido (PL) 71,8 88,7 108,0 139,7 Ativo (A) 311,1 346,8 426,4 471,0 RO = PG+SR+DC+DA+RI+ORD RI = Financeiro + Patrimonial + Equivalência Patrimonial + Previdência Privada Tabela 10 - Indicadores Econômico-Financeiros de Rentabilidade Grupo Marítima Seguros Indicadores Empresa PG/PG SR/PG DC/PG DA/PG ORD/PG RI/PG RO/PG Indicadores Empresa LL/PL LL/PG RI/A ,0-63,8% -17,9% -19,0% -1,1% 3,3% 1,6% ,1% 1,0% 6,2% ,0% ,0% ,0% -60,8% -59,8% -59,4% -17,6% -17,6% -17,6% -18,7% -22,1% -22,9% -1,6% -1,0% -0,9% 4,0% 5,4% 6,2% 5,4% 4,8% 5,4% ,8% 19,0% 19,5% 3,5% 3,2% 4,1% 7,8% 8,1% 8,7%!

12 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO Já, na tabela 11, em cada ano, calculamos os indicadores obtidos a partir do somatório dos dados contábeis de todas as seguradoras atuantes no mercado brasileiro. Com estes números, chegamos à tabela 12, que permite situar o Grupo Marítima Seguros diante do setor. Tabela 11 Indicadores Econômico-Financeiros de Rentabilidade Mercado Segurador Brasileiro (Amostra de Seguradoras) Indicadores Mercado e PG/PG 100% 100% 100% 100% SR/PG -67,8% -66,7% -67,3% -67,5% DC/PG -16,3% -15,5% -15,3% -15,5% DA/PG -19,0% -18,7% -19,4% -19,0% ORD/PG -1,7% -2,5% -2,9% -2,5% RI/PG 14,7% 14,1% 14,8% 15,0% RO/PG 9,9% 10,7% 9,9% 10,5% Indicadores Mercado LL/PL 16,0% 16,3% 13,6% 15,0% LL/PG 8,4% 9,0% 7,9% 8,0% RI/A 10,3% 9,3% 9,4% 10,0% Indicadores obtidos pela somatória de todas as seguradoras. e = estimado Tabela 12 - Diferença dos Indicadores de Rentabilidade do Grupo Marítima Seguros em relação ao Mercado Segurador Brasileiro Diferença SR/PG 4,0% 5,9% 7,5% 8,1% DC/PG -1,6% -2,1% -2,3% -2,1% DA/PG 0,0% 0,0% -2,7% -3,9% ORD/PG 0,6% 0,9% 1,9% 1,6% RI/PG -11,4% -10,1% -9,4% -8,8% RO/PG Diferença -8,3% ,3% ,1% ,1% 2003 LL/PL -7,9% 10,5% 5,4% 4,5% LL/PG -7,4% -5,5% -4,7% -3,9% RI/A -4,1% -1,5% -1,3% -1,3% "

13 Na análise dos resultados, constatamos a continuação dos bons números, já registrados em exercícios anteriores, fato resultante de uma política continuada de aceitação e desenvolvimento de produtos. Em 2003, particularmente, é importante ressaltar que o Grupo Marítima Seguros obteve o maior Lucro Líquido (em termos nominais) da sua história, conforme indica o gráfico 3. Gráfico 3 Lucro Líquido - Grupo Marítima Seguros R$ milhões Anos Dando continuidade a este raciocínio, apresentamos, no gráfico 4, uma análise comparativa das rentabilidades do Grupo Marítima Seguros e do Mercado Segurador Brasileiro, o que confirma a observação anterior, visto que os valores foram superiores ao padrão médio de mercado nos últimos três anos (desde 2001). Gráfico 4 Margens de Rentabildade (LL/PL) - Comparativo e = estimado #

14 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO Um último aspecto contábil importante desta análise (e específica do ano de 2003) foi o ganho não realizado ocorrido nas ações, registradas na carteira de investimentos do Grupo Marítima Seguros. Este tipo de acontecimento resulta em um ajuste direto no saldo do Patrimônio Líquido, sem entrar no resultado da companhia. Assim, se fossemos calcular os indicadores de rentabilidade sobre o valor do Patrimônio Líquido de final de 2002, ao invés do de 2003, as diferenças seriam relevantes (como indica a tabela 13), pois, neste caso, as margens passariam de 19,2% para 24,8%. Tabela 13 Comparativo de Taxas de Rentabilidade (LL/PL) - Grupo Marítima Seguros - Valores em R$ milhões Períodos Final 2002 Médio Final 2003 LL 2003 PL 108,0 123,9 139,7 27,2 LL/PL 25,2% 22,0% 19,5% Carteira de Seguros Na tabela 14, analisamos as taxas de sinistralidade e de comissionamento total do Grupo Marítima Seguros, caso estas, em cada ramo, fossem idênticas às taxas médias do setor. Esta metodologia evita as distorções existentes ao se comparar números de carteiras de seguros distintas. Calculando os valores, encontramos uma diferença favorável para a Marítima, sobretudo na taxa de sinistralidade (vide indicadores de qualidade). Tabela 14 Taxas de Sinistralidade e de Comissionamento Comparativas Grupo Marítima Seguros Ramos Patrimonial Saúde Responsabilidades Cascos Automóvel Transportes Riscos Financeiros TOTAL PG 16,0% 31,6% 0,2% 0,2% 51,3% 0,6% 0,1% 100,0% SR/PG mercado Pondera DC/PG mercado Pondera -48% -84% -54% -61% -73% -50% -55% Taxa teórica Taxa real Indicador de Qualidade -7,6% -26,6% -25% -4% -0,1% -8% -0,1% -19% -37,2% -18% -0,3% -20% 0% 21% -72,0% Taxa teórica -59,5% Taxa real 21,0% Indicador de Qualidade -3,9% -1,3% 0% 0% -9,1% -0,1% 0% -14,4% -17,6% -18,0% $

15 A tabela 15 detalha diretamente os indicadores de sinistralidade e de comissionamento dos três principais ramos operados pela companhia, comparando-os aos valores de mercado. Tabela 15 Taxas de Sinistralidade e Comssionamento - Ramos Selecionados Grupo Marítima Seguros Ramos Automóvel Saúde Patrimonial Sinistralidade Comissionamento Empresa Mercado Empresa Mercado -57% -73% -19% -18% -72% -84% -7% -4% -44% -48% -35% -25% Como ilustração da situação anterior, apresentamos, no gráfico 5, um comparativo das taxas de sinistralidade, o que mostra o bom nível da carteira do Grupo Marítima Seguros nos principais ramos operados. Gráfico 5 Comparativo - Taxas de Sinistralidade Valores em Módulo Dando continuidade a este raciocínio, observamos, na tabela 16, a qualidade de alguns ramos específicos (levando em conta somente os sinistros e as comissões). Por exemplo, no ramo Automóvel, o ganho é de 16 pontos percentuais, enquanto que, no ramo Saúde, é de 10 pontos. Essas diferenças são motivos importantes para explicar os bons resultados obtidos pela companhia nos últimos anos. Tabela 16 Ganhos das Carteiras dos Ramos Grupo Marítima Seguros Ramos Automóvel Saúde Patrimonial Total (Sinistros + Comissões) Empresa Mercado Ganhos -75% -91% 16% -78% -88% 10% -79% -73% -6% %

16 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO Investimentos Neste item, avaliamos o comportamento do Resultado dos Investimentos do Grupo Marítima Seguros, sobretudo o de suas aplicações financeiras, as mais relevantes em seu perfil de ativos, conforme demonstrado na tabela 17. Tabela 17 - Investimentos Dados Contábeis - Grupo Marítima Seguros - R$ milhões Contas Empresa Imobilizado Resultado Financeiro Aplicações Financeiras Ativo ,6 24,4 22,1 23,7 19,0 26,8 34,3 41,0 135,9 188,1 227,6 263,7 311,1 346,8 426,4 471,0 Tabela 18 - Análise dos Investimentos Indicadores - Grupo Marítima Seguros e Mercado Segurador Brasileiro Imobilizado/Ativo Aplicações/Ativo Imobilizado/Aplicações Indicadores Empresa Resultado Financeiro/Aplicações 14,0% 14,2% 15,1% 15,5% Mercado e Imobilizado/Ativo Aplicações/Ativo Imobilizado/Aplicações Res. Financeiro/Aplicações Indicadores obtidos pelo somatório de todas as seguradoras. 9,8% 43,7% 22,5% 5,4% 43,9% 12,3% 16,8% 7,0% 54,2% 13,0% 4,2% 44,7% 9,4% 14,2% 5,2% 53,4% 9,7% 3,8% 44,0% 8,6% 14,9% 5,0% 56,0% 9,0% 4,0% 45,0% 9,0% 15,0% Em relação aos valores apresentados, destacam-se os seguintes pontos: a) Nos últimos anos, a Marítima vem melhorando o perfil de seus ativos disponíveis para investimento (por exemplo, ver evolução dos indicadores Imobilizado/Ativo e Aplicações/Ativo). Atualmente, a seguradora já trabalha com níveis equivalentes ao padrão médio do setor. Um desses indicadores é representado no gráfico 6. &

17 Gráfico 6 Imobilizado/Ativo - Comparativo (%) 12% 10% 8% 6% 4% 2% 0% Anos Marítima Mercado b) No que se refere às margens de rentabilidade dos seus ativos, a seguradora também segue em um nível satisfatório Despesas Administrativas As tabelas 19 e 20 apresentam as Despesas Administrativas do Grupo Marítima Seguros, comparandoas aos valores praticados no mercado (obtidos pelo somatório dos dados das companhias). Tabela 19 - Despesas Administrativas - Dados Contábeis - Grupo Marítima Seguros - R$ milhões Perfil Despesas Administrativas Pessoal Próprio (PP) Localização e Funcionamento (LF) Serviços de Terceiros e Outros (ST) Despesas Adminstrativas (DA) Prêmios Ganhos (PG) DA/PG Em Outros, está incluída a conta Despesas com Tributos. (54,0) (28,2) (27,3) (109,5) 576,3-19,0% (55,8) (62,9) (68,6) (46,9) (24,1) (126,8) 679,6-18,7 (50,4) (28,8) (142,1) 642,1-22,1% (38,0) (45,6) (152,2) 664,7-22,9% Tabela 20 - Indicadores Administrativos - Grupo Marítima Seguros e Mercado Segurador Brasileiro 2002 Indicadores 2003 Empresa Mercado Diferença PP/PG -10% -9% -1% LF/PG -6% -5% -1% ST/PG -7% -7% 0% DA/PG -23% -21% -2% Indicadores do mercado obtidos pela somatória de todas as seguradoras. Pela análise dos números anteriores, constatamos que, de um modo geral, houve um aumento no nível destas despesas no Grupo Marítima Seguros, em função da política de investimentos em outras regiões do país. De qualquer maneira, esta variável deverá tender a valores menores nos próximos exercícios, conforme as atuais previsões orçamentárias da companhia. Este crescimento, entretanto, foi compensado pelo ganho econômico registrado em outras contas, não alterando desta maneira os seus resultados finais. '

18 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO 4 - Capitalização e Liquidez A tabela 21 apresenta diversos dados contábeis do Grupo Marítima Seguros e, na tabela 22, a determinação dos indicadores de Capitalização e de Liquidez. Já, na tabela 23, estes mesmos indicadores médios, agora correspondendo aos números do mercado segurador brasileiro. *Somente PPNG ** Sem PPNG Tabela 21 - Dados Contábeis - Grupo Marítima Seguros - R$ milhões Contas Empresa Prêmios Retidos (PR) Sinistros Retidos (SR) Disponíveis + Aplicações (DI) Ativo Circulante (AC) Ativo Permanente (AP) Provisões Técnicas (PT)* Provisões Comprometidas (PP) Passivo Circulante (PC)** Patrimônio Líquido (PL) Ativo (A) ,3 (367,7) 135,9 256,8 36,0 111,3 58,6 89,7 71,8 311, ,5 (413,2) 188,1 301,8 30,3 103,7 62,3 110,6 88,7 346, ,3 (383,9) 237,1 372,3 29,4 117,9 70,6 143,3 108,0 426, ,3 (394,8) 271,4 427,1 34,7 128,5 66,5 137,6 139,7 471,0 Tabela 22 - Indicadores de Capitalização e Liquidez - Grupo Marítima Seguros Capitalização Empresa PL/PR 12,0% 13,2% 16,5% 20,7% PL/SR -19,5% -21,5% -28,1% -35,4% MNO 103,5% 96,3% 83,1% 101,6% Liquidez Empresa AC/PC 286,3% 272,9% 259,8% 310,4% AP/PL 50,1% 34,2% 27,2% 24,8% DI/PP 231,9% 301,9% 335,8% 408,1% MNO=PL/(A-PL-PT-PP) Tabela 23 - Indicadores de Capitalização e Liquidez - Mercado Segurador Brasileiro Capitalização Empresa e PL/PR 49,7% 54,6% 57,1% 60,0% PL/SR -76,0% -83,2% -86,2% -85,0% MNO 182,8% 181,8% 179,8% 180,0% Liquidez Empresa e AC/PC 244,0% 239,9% 233,3% 240,0% AP/PL 62,2% 55,9% 58,9% 60,0% DI/PP 312,2% 308,4% 303,1% 300,0% Indicadores obtidos pelo somatório de todas as seguradoras

19 Em função dos valores apresentados, concluímos que, no que se refere ao nível de capitalização, o Grupo Marítima Seguros tem mostrado um excelente grau de recuperação, conforme indica o gráfico 7. Gráfico 7 - Indicador Patrimônio Líquido - PL/PR - Grupo Marítima Seguros (%) Anos Em termos da liquidez dos seus ativos, a avaliação também é favorável, a partir da comparação de vários indicadores (AP/PL, por exemplo). 5 - Produtos Os produtos oferecidos pelo Grupo Marítima Seguros podem ser divididos em 3 tipos, conforme indica a tabela 24. Nesta tabela, não estão incluídos os produtos dos ramos de Vida e Previdência Privada, que são comercializados pela seguradora Nationwide Marítima. Tipos Automóvel Saúde Riscos Especiais Tabela 24 - Produtos - Grupo Marítima Seguros Produtos Auto Mensal/Auto Convencional/Auto Perfil Saúde Empresarial Pequenas e Médias Empresas (PME) Residencial Condomínio Empresarial Náutico Imobiliário Engenharia Garantia Demais Ramos No Ramo Automóvel, a seguradora se qualifica, em termos estratégicos, pelo oferecimento de serviços com alta tecnologia, resultando assim em uma liquidação dos sinistros e em uma emissão de apólice eficientes. No Brasil, neste tipo de produto, a companhia foi pioneira na utilização de recursos de processamento de imagem no pagamento das indenizações. Na tabela 25, algumas vantagens comparativas.

20 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO Tabela 25 - Forma de Atuação e Algumas Vantagens Competitivas - Produto Automóvel Formas de Atuação e Algumas Vantagens Competitivas A indenização mais rápida do mercado. Apenas uma franquia por reclamação, e não por quantidade de eventos, deduzindo-se uma classe de bônus. Livre escolha de Oficinas para conserto. Assistência residencial gratuita. Neste ramo, as suas coberturas principais são de Roubo, Furto, Incêndio e Colisão. Como garantias adicionais possíveis, citamos, por exemplo: a Cobertura para Acessórios, a Assistência 24 horas, a Responsabilidade Civil Facultativa, Acidentes Pessoais ao Passageiro; e Carro Reserva. Além disso, há serviços diferenciados prestados pela Rede Conveniência aos veículos segurados, e também benefícios exclusivos oferecidos aos segurados relacionados com entretenimento, lazer e capacitação pessoal através do Auto Clube Marítima. No Seguro Saúde, a maior preocupação da companhia é oferecer produtos para o mercado empresarial, proporcionando aos segurados maior comodidade no atendimento através da central de atendimento 24 horas, sem ônus e burocracia, e disponibilizando uma ampla e qualificada rede de atendimento (Rede Referenciada). Há também outras vantagens e benefícios como, por exemplo, o rápido reembolso das despesas, no caso de livre escolha de atendimento. Os produtos agrupados em Riscos Especiais são variados (Residencial, Condomínio, Empresarial, Imobiliária, Construção, Responsabilidade Civil, Garantia, entre outros), e possuem características e coberturas que atendem as necessidades dos segurados, através de formas de atuação diferenciadas, como consta na tabela 26. Tabela 26 - Forma de Atuação e Algumas Vantagens Competitivas Produtos Riscos Especiais Formas de Atuação e Algumas Vantagens Competitivas Apoio total ao Corretor. Equipe própria de engenheiros e reguladores. Cursos e treinamento de produtos. Atendimento rápido e personalizado (elaboração de propostas, emissão de apólice, etc.). Propostas definidas em conjunto com os corretores e perfeitamente adequadas às necessidades. Preços e condições competitivas, com flexibilidade na contratação. Ou seja, a partir da análise dos produtos oferecidos pelo Grupo Marítima, concluímos que estes se comportam, de um modo geral, de acordo com as exigências do mercado. Na Companhia, uma premissa relevante é a não utilização de estratégias arriscadas, tentando obter maiores fatias de participação no setor. Este aspecto é um ponto forte e importante, quando analisamos e projetamos os seus resultados futuros.

21 Endereços Matriz : Rua: Coronel Xavier de Toledo, Centro, São Paulo/SP Tel. : ( 011 ) Fax: Filiais (Grande São Paulo): Alphaville : Praça das Rosas, 18 Tel.: (11) Fax: Aricanduva : Av. Aricanduva, 5555, Loja 117 Tel.: (11) Fax: Brasil : Av. Brasil, 611 Tel.: (11) Fax: Guarulhos : R. Dr. Diogo de Faria, 95 Tel.: (11) Fax: Ipiranga: Av. Nazaré, 1902 Tel.: (11) Fax: Lapa : R. Pio XI, 919 Tel.: (11) Fax: Mogi das Cruzes: Av. Vol. Fernando P Franco, 488 Tel.: (11) Fax: Osasco: Av. Maria Campos, 698 Tel.: (11) Fax: / Pacaembú: Av. Pacaembu, 1047 Fone (11) Fax (11) Paulista : Av. Paulista, 37 - Conj.81 Tel.: (11) Fax: Rebouças : Av. Rebouças, 2708 Tel.: (11) Fax: Santana : Av. Brás Leme, 1700 Tel.: (11) Fax: Santo Amaro : Av. Santo Amaro, 6428 Tel.: (11) Fax: Santo André : Av. Dom Pedro II, 1241 Tel.: (11) Fax: São Miguel : Av. São Miguel, 2515 Tel.: (11) Fax: São Bernardo: Av. Kennedy, 990 Tel.: (11) Fax: Tatuapé : R. Padre Adelino, 2074 Tel.: (11) Fax: Inspetorias e Sucursais: Interior São Paulo Americana: Av. Brasil, 484 Tel.: (19) Fax: Araçatuba: R. Cristiano Olsen, Tel.: (18) Fax: Araraquara: Av. Feijó, 674 Tel.: (16) Fax: Avaré: Av. Prefeito Paulo Novaes, 870 Tel.: (14) Fax: Barretos: Rua 24, 1480 Tel.: (17) Fax: Bauru: Rua Antônio Alves, Tel.: (14) Fax: Bragança Paulista: Av. Antônio Pires Pimentel, 2072 Tel:(11) Fax: Campinas: Av. Júlio de Mesquita, 1065 Tel.: (19) Fax: Campinas : Filial São Bento: Av. Joaquim Vilac, 336 Tel.: (019) Fax: Catanduva: Av. Dep. Orlando Zancaner, 255 Tel.: (17) Fax: Franca: R. Major Nicácio, 1160 Tel.: (16) Fax: Guaratinguetá: Av. Presidente Vargas, 567 Tel.: (12) Fax: Guarujá: R. Montenegro, 59 Tel: (13) Fax: Indaiatuba: Av. Presidente Kennedy, 608 Tel.: (19) Fax: Jundiaí: Av. Jundiaí, 1270 Tel.: (11) Fax: Marília: Av. Sampaio Vidal, 45a Tel.: (14) Fax: Mogi Guaçú: Av 9 de Abril, 842 Tel.: (11) Fax Ourinhos: Av. Antônio de Almeida Leite, 793 Tel.: (14) Fax Piracicaba: Av. Carlos Botelho, 491 Tel.: (19) Fax: Praia Grande: R. Pernambuco, 452 Tel.: (13) Fax: Presidente Prudente: Av. Washington Luiz, 981 Tel.: (18) Fax: Registro: Av. Clara Gianotti de Souza, 1213 Tel.: (13) Fax Ribeirão Preto: Av. Independência, 2336 Tel.: (16) Fax: Rio Claro: Av. 29, 612-B Tel.: (19) Fax: Santos: Av. Ana Costa, 236 Tel.: (13) Fax: São João da Boa Vista: R. Oscar Pirajá Martins, 319 Tel.: (19) Fax: São José do Rio Preto: R. Jorge Tibiriçá, 3387 Tel.: (17) Fax: São José dos Campos: Av. São João, 1558 Tel.: (12) Fax: Sorocaba: Av. Antônio Carlos Comitre, 690 Tel.: (15) Fax: Tatuí: Rua São Bento, 507 Tel.: (15) Fax: Taubaté: R. Dr. Emílio Winther, 1430 Tel.:(12) Fax: Vinhedo: Av. dos Emigrantes, 570 Tel.: (19) Fax: Outros Estados Belo Horizonte/MG: R. Guajajaras, 40-12º andar Tel.: (31) Fax: Belo Horizonte/MG - Filial Savassi: Rua: Pernambuco, Tel.: (31) Fax: Caxias de Sul/RS: Av. Julio de Castilhos, 1069 Tel.:(54) Fax: Curitiba/PR: R. Monsenhor Celso, 255-4º andar Tel.: (41) Fax: Curitiba/PR - Filial Batel: Rua Cândido Xavier, 647 Tel.: (41) Fax: Criciúma: R. Princesa Isabel, andar Tel.: (48) fax Divinópolis/MG: Rua Oswaldo Machado Contijo, 744 Tel: (37) Fax: (37) Fortaleza/CE: Av. Senador Virgílio Távora 1727, Tel.:(85) Fax:(085) Florianópolis/SC: R. Dom Jaime Câmara, Centro Tel. :(48) Fax: Joinville/SC: Rua Itaiópolis, 206 Tel.: (47) Fax: Juiz de Fora/MG: Av. Rio Branco, 3860 Tel.: (32) Fax: Londrina/PR: R. Pernambuco, 906 Tel.: (43) Fax: Macaé/RJ: Av. Rui Barbosa, sala 105 Tel.: (22) Fax: Maringá/PR: Av. Tiradentes, 828 Tel.: (44) Fax: Niterói/RJ: R. São Pedro, 154 sala 1505/1506 Tel.: (21) Fax: Nova Iguaçú: Rua Dom Walmor, s/406 Tel.:(21) Fax: Novo Hamburgo/RS: Av. Nações Unidas, 2359 Tel.: (51) Fax: Passo Fundo/RS: Rua Uruguai, Lj 04 Tel.: (54) Fax: Pelotas/RS: R. Felix da Cunha, 705 sala 503 Tel.: (53) Fax: Petrópolis/RJ: R. Dr. Nelson de Sá Earp, 95 - sala 206 Tel.:(24) Fax: Porto Alegre/RS: Av. dos Andradas, º andar - cj /1511 Tel.: (51) Fax: Porto Alegre/RS - Filial Bela Vista: Av. Carlos Gomes, 1234 Tel.:(51) Fax: Rio de Janeiro/RJ: R. da Quitanda, 19-3º andar Tel.: (21) Fax: Rio de Janeiro/RJ - Filial Barra da Tijuca: Av. das Américas, 555 Loja C Tel.: (21) Fax: Santa Cruz do Sul/RS: Rua Senador Pinheiro Machado, 678 Tel.: (51) Fax: Uberlândia/MG: Av. Nicomedes Alves dos Santos, 445 Tel.: (34) fax Volta Redonda/RJ: Rua Alberto Pasqueline, 125 Tel.: (24) Fax:

22 MARÍTIMA SEGUROS Rua Cel. Xavier de Toledo, Capital - São Paulo CEP:

RELATÓRIO FINANCEIRO E CLASSIFICAÇÃO DE RISCO

RELATÓRIO FINANCEIRO E CLASSIFICAÇÃO DE RISCO RELATÓRIO FINANCEIRO E CLASSIFICAÇÃO DE RISCO EXERCÍCIO GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA FEVEREIRO/2003 Responsável Técnico Francisco Galiza (email:galiza@seguroscombr) Engenheiro

Leia mais

GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA

GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA Exercício 2008 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO Exercício 2008 GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL Relatório 1. Institucional

Leia mais

GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA

GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA GRUPO MARÍTIMA SEGUROS RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA Exercício 2007 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO Exercício 2007 GRUPO MARÍTIMA SEGUROS

Leia mais

FEDERAL SEGUROS RELATÓRIO. Responsabilidade Técnica: CLASSIFICAÇÃO: COR VERDE De Boa para Muito Boa Março / 2005.

FEDERAL SEGUROS RELATÓRIO. Responsabilidade Técnica: CLASSIFICAÇÃO: COR VERDE De Boa para Muito Boa Março / 2005. FEDERAL SEGUROS RELATÓRIO Análise Econômica CLASSIFICAÇÃO: COR VERDE De Boa para Muito Boa Março / 2005 Responsabilidade Técnica: www.ratingdeseguros.com.br Sócio Principal: Francisco Galiza e-mail: galiza@ratingdeseguros.com.br

Leia mais

Uma fonte inédita de informação

Uma fonte inédita de informação Mensagem do Presidente Uma fonte inédita de informação Este trabalho, patrocinado pelo Sincor-SP, corresponde a uma expectativa do setor quanto aos dados relativos às corretoras de seguros, em um momento

Leia mais

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 I) Critérios www.ratingdeseguros.com.br 1) Os dados usados serão os números de 2007 e do 1º Semestre de 2008. 2) Os prêmios serão dados nas

Leia mais

RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO. Classificação: Cor Azul Muito Boa

RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO. Classificação: Cor Azul Muito Boa Classificação: Cor Azul Muito Boa Exercício Exercício Grupo Marítima Seguros Classificação: Cor Azul - Muito Boa Relatório 1. Institucional 2. Análises Econômica e Financeira 2.1 Evolução 2.2 Total 2.3

Leia mais

Análise econômica das novas regras de solvência das seguradoras brasileiras Francisco Galiza 1 Outubro/2007

Análise econômica das novas regras de solvência das seguradoras brasileiras Francisco Galiza 1 Outubro/2007 Análise econômica das novas regras de solvência das seguradoras brasileiras Francisco Galiza 1 Outubro/2007 1) Introdução Nos últimos dias úteis de 2006, o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP)

Leia mais

Projeções econômicas para o setor de seguros Ano 2000 (Trabalho concluído em 21/10/99)

Projeções econômicas para o setor de seguros Ano 2000 (Trabalho concluído em 21/10/99) Projeções econômicas para o setor de seguros Ano 2000 (Trabalho concluído em 21/10/99) Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV), Professor do MBA - Gestão Atuarial e Financeira (USP) e-mail: galiza@gbl.com.br

Leia mais

Relatório. Análise Econômica. Cia. Excelsior de Seguros Classificação: Cor Azul. Muito Boa Março/2011

Relatório. Análise Econômica. Cia. Excelsior de Seguros Classificação: Cor Azul. Muito Boa Março/2011 Relatório Análise Econômica Cia. Excelsior de Seguros Classificação: Cor Azul Muito Boa Março/2011 www.ratingdeseguros.com.br Responsável Técnico: Francisco Galiza Email: galiza@ratingdeseguros.com.br

Leia mais

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na Visão das Seguradoras: Uma análise da distribuição de seguros no Brasil Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV), membro do Conselho Editorial da FUNENSEG, catedrático pela ANSP e sócio da empresa "Rating

Leia mais

Critérios: Qualificação:

Critérios: Qualificação: Classificação: COR AZUL MUITO BOA Agosto/2010 Critérios: O objetivo deste estudo é expressar uma opinião sobre os níveis de gerenciamento e de risco desta seguradora, a partir das análises quantitativa

Leia mais

Mairton Machado de Souza Diretor Comercial. Adriana Naves Diretora de Acidentes Pessoais. Ernesto Canedo Diretor de Bens Pessoais

Mairton Machado de Souza Diretor Comercial. Adriana Naves Diretora de Acidentes Pessoais. Ernesto Canedo Diretor de Bens Pessoais ACE SEGURADORA S.A. CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL Muito Boa Março/2006 Mairton Machado de Souza Diretor Comercial Adriana Naves Diretora de Acidentes Pessoais Ernesto Canedo Diretor de Bens Pessoais Gustavo

Leia mais

Agenda de Treinamento de Produtos para Corretores - Matriz - 2014. PRODUTO julho Agosto Setembro AUTO 13 3156-1353 CONJUGADO COMPLETO 17 3156-1353

Agenda de Treinamento de Produtos para Corretores - Matriz - 2014. PRODUTO julho Agosto Setembro AUTO 13 3156-1353 CONJUGADO COMPLETO 17 3156-1353 Agenda de Treinamento de Produtos para Corretores - Matriz - 2014 PRODUTO julho Agosto Setembro AUTO 13 CONJUGADO COMPLETO 17 CONJUGADO AVANÇADO SAÚDE - COMPLETO 27 VIDA 20 10 SAÚDE PME GARANTIA RESIDENCIAL

Leia mais

Cadastro das Principais

Cadastro das Principais 46 Cenário Econômico Cadastro das Principais Corretoras de Seguros Primeiras conclusões Francisco Galiza O estudo ESECS (Estudo Socioeconômico das Corretoras de Seguros), divulgado pela Fenacor em 2013,

Leia mais

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 POR AÇÃO ATÉ MAIO DE 2008. São Paulo, 02 de julho de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados dos 5M08. As informações

Leia mais

Seguro ACE PME: Plano de Seguro diferenciado com ampla cobertura para pequenas e médias empresas.

Seguro ACE PME: Plano de Seguro diferenciado com ampla cobertura para pequenas e médias empresas. INSURING PROGRESS Seguro ACE PME: Plano de Seguro diferenciado com ampla cobertura para pequenas e médias empresas. 2 Veja por que a parceria com a área de PME da ACE é fácil e lucrativa A ACE Seguradora

Leia mais

Relatório Anual 2012

Relatório Anual 2012 Relatório Anual 2012 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida Relatório Anual Exercício 2012 3 Relatório Anual 2012 Rating de Seguros Consultoria www.ratingdeseguros.com.br Responsável Técnico Francisco

Leia mais

Uma análise econômica do seguro-saúde Francisco Galiza Outubro/2005 www.ratingdeseguros.com.br

Uma análise econômica do seguro-saúde Francisco Galiza Outubro/2005 www.ratingdeseguros.com.br Uma análise econômica do seguro-saúde Francisco Galiza Outubro/2005 www.ratingdeseguros.com.br Um dos ramos mais importantes do mercado segurador brasileiro é o de saúde. Surgido sobretudo com uma opção

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

Resultados das Seguradoras Brasileiras e Mercado Mundial Uma Análise Comparada

Resultados das Seguradoras Brasileiras e Mercado Mundial Uma Análise Comparada Resultados das Seguradoras Brasileiras e Mercado Mundial Uma Análise Comparada Novembro/2001 SUMÁRIO: I) Introdução II) Análise Comparada III) Projeções e Conclusões Francisco Galiza Consultor e Mestre

Leia mais

Relatório Anual. Exercício 2013

Relatório Anual. Exercício 2013 Relatório Anual Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida Relatório Anual Exercício 2013 Rating de Seguros Consultoria www.ratingdeseguros.com.br Responsável Técnico Francisco Galiza galiza@ratingdeseguros.com.br

Leia mais

Leilão do IRB: Considerações Econômicas

Leilão do IRB: Considerações Econômicas Leilão do IRB: Considerações Econômicas Francisco Galiza - Mestre em Economia (FGV) Março/2000 SUMÁRIO: I) Introdução II) Parâmetros Usados III) Estimativas IV) Conclusões 1 I) Introdução O objetivo deste

Leia mais

MUDANÇA NO PROCESSO DE TRANSMISSÃO DE PROPOSTA - AUTOMÓVEL

MUDANÇA NO PROCESSO DE TRANSMISSÃO DE PROPOSTA - AUTOMÓVEL 1 Kit de Cálculo 0111K1 Prezado Corretor, Você está recebendo a nova versão do Kit de Cálculo 0111K1, com novidades importantes. Leia atentamente este Informe Técnico para entender o que muda nos seguros

Leia mais

N SEGURADO DADOS DO SEGURADO FACULDADES CATOLICAS 3039218 33.555.921/0001-70 LOCAL DE COBRANÇA / CORRESPONDÊNCIA CEP R ACRE 47 20081-000

N SEGURADO DADOS DO SEGURADO FACULDADES CATOLICAS 3039218 33.555.921/0001-70 LOCAL DE COBRANÇA / CORRESPONDÊNCIA CEP R ACRE 47 20081-000 SEGURADO DADOS DO SEGURADO N SEGURADO FACULDADES CATOLICAS 3039218 33.555.921/0001-70 LOCAL DE COBRANÇA / CORRESPONDÊNCIA CEP R ACRE 47 20081-000 CIDADE RIO DE JANEIRO UF RJ DADOS DA E-MAIL RAMO CONTRATO

Leia mais

www.ouroseguros.com.br

www.ouroseguros.com.br Empreenda em uma das áreas mais rentáveis e que mais cresce no Brasil: Crescimento de 8, 5% em relação ao ano de 2013 251 bilhões em prêmios arrecadados 119 bilhões em indenizações, benefícios e resgates

Leia mais

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Uma evolução nos sistemas de controle gerencial e de planejamento estratégico Francisco Galiza Roteiro Básico 1 SUMÁRIO:

Leia mais

Release de Resultado Janeiro/08

Release de Resultado Janeiro/08 PORTO SEGURO anuncia lucro líquido de R$10,0 milhões ou R$0,13 por ação em janeiro de 2008 São Paulo, 17 de Março de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados de janeiro de 2008. As

Leia mais

RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO. Classificação: Cor Azul

RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO. Classificação: Cor Azul RELATÓRIO FINANCEIRO & Classificação: Cor Azul Muito Boa Exercício 2012 Exercício 2012 Grupo Marítima Seguros Classificação: Cor Azul - Muito Boa Relatório 1. Institucional 2. Análises Econômica e Financeira

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL A- NOVEMBRO 2013 INSTITUIÇÃO FINANCEIRA REGULADA PELO BANCO CENTRAL DO BRASIL A Brickell CFI é uma instituição financeira, regulada pelo Banco Central do Brasil, com sede em

Leia mais

Um estudo amostral dos seguros de automóveis no Brasil

Um estudo amostral dos seguros de automóveis no Brasil Um estudo amostral dos seguros de automóveis no Brasil Francisco Galiza Autor do livro Economia e Seguro: Uma Introdução, publicado pela Funenseg 1) Introdução: Uma configuração atual do ramo O objetivo

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Resultados do 2T08 PSSA3

Resultados do 2T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Perspectivas Perspectivas para o para segundo 2008 semestre de 2008 A Aumento criação de de empregos 31,6% no formais número até de empregos junho foi o formais maior desde em relação

Leia mais

SINCOR-SP 2015 OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Agenda Dinâmica do Setor Imobiliário Estrutura Societária Modelo de Negócio Diferenciado Diversificação Geográfica e de Mercado Histórico de Resultado Operacional Futuros Projetos

Leia mais

Belo Horizonte, 21 de maio de 2013.

Belo Horizonte, 21 de maio de 2013. Belo Horizonte, 21 de maio de 2013. Esta empresa tem bons motivos para oferecer o PASI aos trabalhadores. Segurados, eles trabalham tranquilos e a própria empresa obtém vantagens exclusivas. As Empresas

Leia mais

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar.

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. 0 0 Participação da Indústria no PIB - Internacional Prêmios/PIB em % (2004) 1 1 A Indústria de Seguros no Brasil Desde a implantação do Plano Real,

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2010 CATEGORIA FRANQUEADOR MASTER

PRÊMIO ABF-AFRAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2010 CATEGORIA FRANQUEADOR MASTER PRÊMIO ABF-AFRAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2010 CATEGORIA FRANQUEADOR MASTER Seus Dados Nome empresa Água Doce Data de fundação 1990 Número de funcionários 28 colaboradores Localização (cidade e estado

Leia mais

VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários de qualidade.

VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários de qualidade. MISSÃO Oferecer serviços imobiliários de qualidade, gerando valor para os clientes, colaboradores, sociedade e acionistas. VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JULHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JULHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JULHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de 2013 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Questões Onde queremos chegar? Como vamos chegar? Onde estamos? Como estamos indo? 2 Mercado Segurador Brasileiro Expanção Geográfica: Oportunidade de Crescimento Queremos

Leia mais

Resultados do 3T08 PSSA3

Resultados do 3T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Porto Seguro Fundação Mudança de controle Líder Segmento Auto no Brasil Grupos Seguradores Funcionários diretos Sucursais e escritórios no Brasil Principais cidades 2 Estrutura Societária

Leia mais

relatório anual 2014 Relatório Anual

relatório anual 2014 Relatório Anual relatório anual 2014 Relatório Anual Relatório Anual Exercício 2014 Rating de Seguros Consultoria www.ratingdeseguros.com.br Responsável Técnico Francisco Galiza galiza@ratingdeseguros.com.br 3 Relatório

Leia mais

Reunião Pública de Analistas 1T11

Reunião Pública de Analistas 1T11 Reunião Pública de Analistas 1T11 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Líder nacional em seguro de residência Empregados Diretos Porto S/A Sucursais

Leia mais

PRODUTOS PARA VOCÊ TRADIÇÃO E QUALIDADE EM SERVIÇOS!

PRODUTOS PARA VOCÊ TRADIÇÃO E QUALIDADE EM SERVIÇOS! PRODUTOS PARA VOCÊ TRADIÇÃO E QUALIDADE EM SERVIÇOS! sdfgdfhfdgfsgfdgfsdg sdfgsdgsfdgfd PRODUTOS PARA VOCÊ PRODUTOS PARA VOCÊ Simples e econômico: com apenas uma apólice, toda sua frota fica segurada.

Leia mais

Panorama da empresa. Estratégia de negócio. Performance e Portfólio de produtos

Panorama da empresa. Estratégia de negócio. Performance e Portfólio de produtos 2014 Panorama da empresa Estratégia de negócio Performance e Portfólio de produtos Panorama da empresa Panorama da empresa Nossa História Criada em 1992 para atuar nos ramos de vida e acidentes pessoais,

Leia mais

SCC SEGURO DOS CONCESSIONÁRIOS CHEVROLET DIRETRIZES BASICAS

SCC SEGURO DOS CONCESSIONÁRIOS CHEVROLET DIRETRIZES BASICAS SCC SEGURO DOS CONCESSIONÁRIOS CHEVROLET DIRETRIZES BASICAS O objetivo do programa é combinar a sinergia existente entre concessionárias e seguradoras a fim de que, mediante a fidelização dos clientes,

Leia mais

A representação institucional do mercado segurador

A representação institucional do mercado segurador A representação institucional do mercado segurador A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização CNseg é a entidade de representação

Leia mais

F.Q.S. DI - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de

F.Q.S. DI - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de F.Q.S. DI - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento Financeiro Demonstrações financeiras em 31 de março de 2004 e de 2003 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes

Leia mais

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Maximize o desempenho das suas instalações Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Sua empresa oferece um ambiente de trabalho com instalações eficientes e de qualidade? Como você consegue otimizar

Leia mais

Royal & SunAlliance Seguros

Royal & SunAlliance Seguros Royal Acidentes Pessoais O maior patrimônio de uma empresa são as pessoas. Por isso, o Royal Acidentes Pessoais garante a tranqüilidade dos funcionários e de suas famílias diante de imprevistos ocorridos.

Leia mais

Vendas de imóveis usados crescem no Estado pelo 3º mês consecutivo; aluguel de imóveis tem nova queda

Vendas de imóveis usados crescem no Estado pelo 3º mês consecutivo; aluguel de imóveis tem nova queda São Paulo, dezembro de 2004 Pesquisa CRECI-SP Imóveis usados/aluguel residencial Estado de São Paulo Outubro de 2004 Vendas de imóveis usados crescem no Estado pelo 3º mês consecutivo; aluguel de imóveis

Leia mais

SEGURO DE VIDA ACIDENTES PESSOAIS ESCOLAR. Agora sua escola também pode tirar nota 10 em segurança.

SEGURO DE VIDA ACIDENTES PESSOAIS ESCOLAR. Agora sua escola também pode tirar nota 10 em segurança. SEGURO DE VIDA ACIDENTES PESSOAIS ESCOLAR Agora sua escola também pode tirar nota 10 em segurança. SEGURO DE VIDA ACIDENTES PESSOAIS ESCOLAR Agora sua escola também pode tirar nota 10 em segurança. O Seguro

Leia mais

A gente cuida de tudo que tem valor para você.

A gente cuida de tudo que tem valor para você. A gente cuida de tudo que tem valor para você. PRAZER, SOMOS A MAPMA. Somos uma empresa reconhecida pela vasta experiência profissional nas áreas de consultoria, corretagem de seguros e administração de

Leia mais

ANÁLISE DE BALANÇO DAS SEGURADORAS. Contabilidade Atuarial 6º Período Curso de Ciências Contábeis

ANÁLISE DE BALANÇO DAS SEGURADORAS. Contabilidade Atuarial 6º Período Curso de Ciências Contábeis ANÁLISE DE BALANÇO DAS SEGURADORAS Contabilidade Atuarial 6º Período Curso de Ciências Contábeis Introdução As empresas de seguros são estruturas que apresentam características próprias. Podem se revestir

Leia mais

Período de 01 de janeiro a 06 de outubro de 2011 (data de extinção do Fundo) com Relatório dos Auditores Independentes

Período de 01 de janeiro a 06 de outubro de 2011 (data de extinção do Fundo) com Relatório dos Auditores Independentes Demonstração da Evolução do Patrimônio Líquido CSHG Realty BC Fundo de Investimento em Participações (Administrado pela Credit Suisse Hedging-Griffo Corretora de Valores S/A) Período de 01 de janeiro a

Leia mais

SOARES & ASSOCIADOS AUDITORES INDEPENDENTES

SOARES & ASSOCIADOS AUDITORES INDEPENDENTES SOARES & ASSOCIADOS AUDITORES INDEPENDENTES Ilmos. Srs. Diretores e Acionistas de BVA Seguros S/A Rio de Janeiro - RJ RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES Examinamos as demonstrações financeiras individuais

Leia mais

Welcome Call em Financeiras. Categoria Setor de Mercado Seguros

Welcome Call em Financeiras. Categoria Setor de Mercado Seguros Categoria Setor de Mercado Seguros 1 Apresentação da empresa e sua contextualização no cenário competitivo A Icatu Seguros é líder entre as seguradoras independentes (não ligadas a bancos de varejo) no

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011 01/03/2011 às 09:30h Agenda 4T11e 2011 Principais Realizações e Destaques em 2011 Receitas, Lucro Líquido e Retorno sobre Capital Desempenho dos principais

Leia mais

Confiança e Credibilidade. Inteligência Jurídica na Geração de Resultados

Confiança e Credibilidade. Inteligência Jurídica na Geração de Resultados Confiança e Credibilidade Inteligência Jurídica na Geração de Resultados Pedro Aurélio de Mattos Gonçalves Sócio-fundador Advogado com 38 anos de atuação na advocacia Cível, Empresarial e Societária, pós-graduado

Leia mais

AGILIDADE E SEGURANÇA Plataforma de negociação de alta tecnologia, que garante rapidez e segurança nas operações.

AGILIDADE E SEGURANÇA Plataforma de negociação de alta tecnologia, que garante rapidez e segurança nas operações. 1.6 Histórico Há 30 anos no mercado, a Futura Corretora iniciou suas atividades nos mercados de derivativos, como sóciafundadora da BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuros). Desde sua fundação, vem disseminando

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADUAL IGB-30 FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADUAL IGB-30 FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADUAL IGB-30 FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ: Nº 18.048.590/0001-98 Informações referentes a setembro de 2014 Esta lâmina contém um resumo das informações

Leia mais

Release de Resultados do 1T10

Release de Resultados do 1T10 Release de Resultados do 1T10 Fale com R.I Relações com Investidores Tel: (11) 3366-5323 / 3366-5378 www.portoseguro.com.br, gri@portoseguro.com.br Porto Seguro S.A. Alameda Ribeiro da Silva, 275 1º andar

Leia mais

PREVENIR É A MELHOR ESTRATÉGIA!

PREVENIR É A MELHOR ESTRATÉGIA! APRESENTAÇÃO PREVENIR É A MELHOR ESTRATÉGIA! O desconhecimento do universo de leis vigentes no País e a falta de orientação técnica são as principais causas de problemas que atingem os empresários, impedindo

Leia mais

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006.

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. São Paulo, 28 de fevereiro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Cotas de Fundos de Investimento em Ações FIA

Cotas de Fundos de Investimento em Ações FIA Renda Variável Cotas de Fundos de Investimento em Ações FIA Cotas de Fundos de Investimento em Ações - FIA Mais uma alternativa na diversificação da carteira de investimento em ações O produto O Fundo

Leia mais

Com muita satisfação o temos como cliente no HG Real Estate Fundo de Investimento Imobiliário.

Com muita satisfação o temos como cliente no HG Real Estate Fundo de Investimento Imobiliário. 1. Palavra da Administradora Prezado Investidor, Com muita satisfação o temos como cliente no HG Real Estate Fundo de Investimento Imobiliário. A distribuição de cotas da primeira emissão foi encerrada

Leia mais

CIRCULAR Nº 3.477. I - bancos múltiplos, bancos comerciais, bancos de investimento, bancos de câmbio e caixas econômicas;

CIRCULAR Nº 3.477. I - bancos múltiplos, bancos comerciais, bancos de investimento, bancos de câmbio e caixas econômicas; CIRCULAR Nº 3.477 Dispõe sobre a divulgação de informações referentes à gestão de riscos, ao Patrimônio de Referência Exigido (PRE), de que trata a Resolução nº 3.490, de 29 de agosto de 2007, e à adequação

Leia mais

Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de maio de 2007.

Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de maio de 2007. ITAUVEST PERSONNALITÉ CURTO PRAZO FUNDO DE INVESTIMENTO EM Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de maio de 2007. Mercado / % sobre Aplicações/Especificação Quantidade Realização

Leia mais

Títulos de Capitalização: Análise comercial indica mudanças estratégicas Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Dezembro/2000

Títulos de Capitalização: Análise comercial indica mudanças estratégicas Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Dezembro/2000 Títulos de Capitalização: Análise comercial indica mudanças estratégicas Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Dezembro/2000 I) Introdução O objetivo deste estudo é avaliar a estratégia comercial de

Leia mais

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização Panorama e Perspectivas / Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização 1. Sumário Executivo... 2 2. Seguradoras do grupo de seguros gerais... 2 2.1 Ramos do grupo de seguros gerais...

Leia mais

Histórico. Missão. Visão

Histórico. Missão. Visão Histórico Fundada em 1996 na cidade de Mossoró/RN, a Índice Consultores Associados atua em serviços de consultoria empresarial para os mais diversos segmentos (Comércio, Industria e Serviço) sendo pioneira

Leia mais

SINCOR-SP 2015 AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 2 SUMÁRIO Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita de

Leia mais

Demonstrações Financeiras UPCON SPE 17 Empreendimentos Imobiliários S.A.

Demonstrações Financeiras UPCON SPE 17 Empreendimentos Imobiliários S.A. Demonstrações Financeiras UPCON SPE 17 Empreendimentos Imobiliários S.A. 31 de dezembro de 2014 com o relatório dos auditores independentes Demonstrações financeiras Índice Relatório dos auditores independentes

Leia mais

Apresentação Comercial. Generali Brasil Seguros

Apresentação Comercial. Generali Brasil Seguros Apresentação Comercial Generali Brasil Seguros O GRUPO GENERALI Liderança, a, solidez e presença a global Assicurazioni Generali SPA., fundada em 1831 em Trieste Itália. 85.000 funcionários no mundo e

Leia mais

O modelo inovador do CorretorVIP tem como base duas plataformas tecnológicas complementares, explicadas a seguir:

O modelo inovador do CorretorVIP tem como base duas plataformas tecnológicas complementares, explicadas a seguir: Apresentação 2014 Idealizado em 2007 por experientes profissionais dos setores imobiliário e de tecnologia da informação, o CorretorVIP oferece uma grande variedade de serviços gratuitos a você corretor

Leia mais

Análise: Pesquisa Qualidade de Vida 2013 Fase 2 e 3

Análise: Pesquisa Qualidade de Vida 2013 Fase 2 e 3 Análise: Pesquisa Qualidade de Vida 2013 Fase 2 e 3 Resumo: A pesquisa de Qualidade de Vida é organizada pela ACIRP e pela Fundace. Teve início em 2009, inspirada em outros projetos já desenvolvidos em

Leia mais

SEGUROS DIRETOS R$ 15.575.883 43,36% R$ 18.153.604 43,69% 16,55% DPVAT R$ 1.267.600 3,53% R$ 1.436.782 3,46% 13,35%

SEGUROS DIRETOS R$ 15.575.883 43,36% R$ 18.153.604 43,69% 16,55% DPVAT R$ 1.267.600 3,53% R$ 1.436.782 3,46% 13,35% MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS JAN A ABRIL 2011 Tomando por base os números divulgados hoje pela SUSEP através do sistema de informações SES (que tem como fonte os FIPS enviados pelas empresas) o mercado

Leia mais

Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de maio de 2008.

Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de maio de 2008. Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de maio de 2008. Mercado / % sobre Aplicações/Especificação Quantidade Realização Patrimônio R$ Mil Líquido 1.DISPONIBILIDADES 8 0,03 Depósitos

Leia mais

UM EDIFÍCIO PROJETADO PARA NEGÓCIOS INOVADORES

UM EDIFÍCIO PROJETADO PARA NEGÓCIOS INOVADORES UM EDIFÍCIO PROJETADO PARA NEGÓCIOS INOVADORES NEW IDEAS FOR BUSINESS LOCALIZAÇÃO EXCELENTE, DIFERENCIAIS EXCLUSIVOS Centro Executivo Presidente Vargas Av. Pres. Vargas, 541 Passo Fundo/RS PROJETO INTELIGENTE:

Leia mais

APRESENTAÇÃO - San Martin Franchising

APRESENTAÇÃO - San Martin Franchising APRESENTAÇÃO - San Martin Franchising MISSÃO Atuar no mercado segurador com máxima excelência, superando as expectativas de seus clientes, colaboradores e franqueados, proporcionando satisfação e confiabilidade.

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO FOCO NO CLIENTE. Sustentabilidade econômica e sócioambiental. Expansão da base geográfica RELACIONAMENTO

PERFIL CORPORATIVO FOCO NO CLIENTE. Sustentabilidade econômica e sócioambiental. Expansão da base geográfica RELACIONAMENTO PERFIL CORPORATIVO P Banco múltiplo privado com 20 anos de experiência no mercado financeiro P Sólida estrutura de capital e administração conservadora P Atuação em operações: Ativas Passivas Crédito Imobiliário

Leia mais

ESECS-PJ. Estudo Socioeconômico das

ESECS-PJ. Estudo Socioeconômico das ESECS-PJ Estudo Socioeconômico das Empresas Corretoras de Seguros A G O S T O / 2 0 1 3 O Estudo Socioeconômico das Empresas Corretoras de Seguros Pessoa Jurídica (ESECS-PJ) é fruto de um trabalho de

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 1T12

Reunião Pública dos Analistas 1T12 Reunião Pública dos Analistas Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados em 2011 Principais Realizações e

Leia mais

FRANQUIA HOME OFFICE

FRANQUIA HOME OFFICE FRANQUIA HOME OFFICE SUMÁRIO QUEM SOMOS PREMIAÇÕES ONDE ESTAMOS NOSSO NEGÓCIO MULTIMARCAS MULTISERVIÇOS PERFIL DO FRANQUEADO VANTAGENS DA FRANQUIA CLUBE TURISMO DESCRITIVO DO INVESTIMENTO PROCESSO DE SELEÇÃO

Leia mais

Análise Econômica do Mercado de Resseguro no Brasil

Análise Econômica do Mercado de Resseguro no Brasil Análise Econômica do Mercado de Resseguro no Brasil Estudo encomendado a Rating de Seguros Consultoria pela Terra Brasis Resseguros Autor: Francisco Galiza Sumário 1. Introdução... 3 2. Descrição do Setor...

Leia mais

FRANQUIA MODALIDADE ESCRITÓRIO

FRANQUIA MODALIDADE ESCRITÓRIO FRANQUIA MODALIDADE ESCRITÓRIO SUMÁRIO QUEM SOMOS PREMIAÇÕES ONDE ESTAMOS NOSSO NEGÓCIO MULTIMARCAS MULTISERVIÇOS PERFIL DO FRANQUEADO VANTAGENS DA FRANQUIA CLUBE TURISMO DESCRITIVO DO INVESTIMENTO PROCESSO

Leia mais

Conheça a MRV Engenharia

Conheça a MRV Engenharia Conheça a MRV Engenharia MRV em Números Ficha técnica MRV Engenharia Número de empregados nas obras (média 2014)...23.704 Vendas Contratadas (R$ milhões) (2014)...R$ 6.005 Receita liquida (R$ milhões)

Leia mais

Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (C.N.P.J. nº 04.890.401/0001-15) (Administrado pelo Banco J. Safra S.A.

Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (C.N.P.J. nº 04.890.401/0001-15) (Administrado pelo Banco J. Safra S.A. Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (Administrado pelo Banco J. Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 30 de setembro de 2015 e relatório dos auditores independentes Relatório dos

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 3T11

Reunião Pública dos Analistas 3T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 3T11 Porto Seguro História e Posição A empresa se desenvolveu e atingiu posição de liderança em Auto e Residência, e conta com forte estrutura operacional e de distribuição

Leia mais

Release de Resultado 3T08

Release de Resultado 3T08 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$75,0 MILHÕES OU R$0,33 POR AÇÃO NO E R$211,6 MILHÕES OU R$0,92 POR AÇÃO NO 9M08. São Paulo, 7 de Novembro de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os

Leia mais

A Corretagem como Negócio

A Corretagem como Negócio A Corretagem como Negócio Robert Bittar, Presidente, FENACOR www.fenacor.com.br XVI Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros Florianópolis, Santa Catarina - Outubro/2009 Mudando o Conceito Corretor

Leia mais

Ranking da criminalidade nos maiores municípios Paulistas

Ranking da criminalidade nos maiores municípios Paulistas Ranking da criminalidade nos maiores municípios Paulistas Este trabalho desenvolvido pelo pesquisador estatístico José Peres Netto, cria um ranking de criminalidade nos 60 maiores municípios de São Paulo

Leia mais

DE SEGUROS UM DOS MAIORES GRUPOS MUNDIAIS

DE SEGUROS UM DOS MAIORES GRUPOS MUNDIAIS UM DOS MAIORES GRUPOS MUNDIAIS DE SEGUROS Mais de 300 anos de atuação Negócios em mais de 140 localidades Operações em 30 países Cerca de 23 mil funcionários Mais de 17 milhões de clientes RSA SEGUROS

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CNPJ: Informações referentes a Setembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o As informações completas sobre esse fundo podem

Leia mais

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia Descrição do Sistema de Franquia Franquia é um sistema de distribuição de produtos, tecnologia e/ou serviços. Neste sistema uma empresa detentora de know-how de produção e/ou distribuição de certo produto

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 4T11

Reunião Pública dos Analistas 4T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 4T11 Porto Seguro Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Porto Seguro Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados

Leia mais

Inovação no Seguro Massificado Abril de 2009. Case Lojas Renner Porto Seguro. Claudio Burtet: Gerente Geral de Produtos Financeiros

Inovação no Seguro Massificado Abril de 2009. Case Lojas Renner Porto Seguro. Claudio Burtet: Gerente Geral de Produtos Financeiros Inovação no Seguro Massificado Abril de 2009 Case Lojas Renner Porto Seguro Claudio Burtet: Gerente Geral de Produtos Financeiros 1 Sumário Lojas Renner S.A. Porto Seguro Cia. de Seguros Gerais Case Lojas

Leia mais