Professora Leonilda Brandão da Silva

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Professora Leonilda Brandão da Silva"

Transcrição

1 COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Professora Leonilda Brandão da Silva

2 Reino Metazoa FILO ANELÍDEOS p. 152

3 PROBLEMATIZAÇÃO INICIAL Por que o nome ANELÍDEOS? Você conhece algum anelídeo? Como é o corpo dos anelídeos? Onde eles vivem? Como respiram e do que se alimentam as minhocas? Qual a importância das minhocas do ponto de vista ecológico?

4

5 HABITAT São encontrados: No solo úmido (minhocas). No mar (poliquetas ou vermes marinhos). Ectoparasitas de vertebrados aquáticos (sanguessunga).

6 MORFOLOGIA E FISIOLOGIA O termo anelídeo (anelo=anel) indica a segmentação do corpo (cilíndrico), com repetições desses segmentos (em forma de anel). Cada metâmero possui uma cópia dos principais órgãos, músculos, nervos e estruturas excretoras. Esse fenômeno é chamado METAMERIA.

7 Características embrionárias São triblásticos. Apresentam simetria bilateral. Celomados. O celoma está dividido por septos em anéis, segmentos ou metâmeros, é preenchido por um líquido e contém os órgãos de reprodução e os de excreção.

8 REVESTIMENTO A superfície do corpo é revestida por uma epiderme, e com uma cúticula externa, e pode apresentar pequenos pelos duros (cerdas), compostas de quitina, e funciona como âncora, dando apoio ao animal em sua locomoção. Nos poliquetos (poli=muitas; quetos=cerdas) estas cerdas estão implantadas em expansões laterais chamadas de parapódios e funcionam como pernas rudimentares.

9 As cerdas das minhocas são percebidas como asperezas, se percorrermos o corpo do verme com os dedos.

10 MOVIMENTOS Sob a epiderme aparece a musculatura, que auxilia na locomoção do animal. As cerdas servem de ponto de apoio na terra, prendendo uma parte do corpo ao solo, enquanto a outra se estica ou encolhe. A divisão do corpo em anéis dá maior flexibilidade aos movimentos.

11 SUSTENTAÇÃO A sustentação é dada pelo líquido do celoma que funciona como esqueleto hidrostático.

12 DIGESTÃO Alguns alimentam-se de detritos vegetais; outros são carnívoros; alguns são parasitas; A digestão é extracelular e o tubo digestório é completo com: faringe, esôfago, intestino e ânus. Nas minhocas, há um papo, que armazena alimento, e uma moela, que tritura o alimento.

13 CIRCULAÇÃO Em animais maiores e mais complexo, com o corpo formado por várias camadas de células, a difusão é lenta para levar alimentos e oxigênio para todas as células em uma velocidade compatível com as necessidades energéticas do corpo. Podemos compreender, então, por que os anelídeos, diferentemente dos platelmintos e nematódeos, possuem sistema circulatório com a função de levar alimento e oxigênio para as células.

14 CIRCULAÇÃO Nas minhocas o sistema circulatório é fechado: o sangue não sai dos vasos. Há dois vasos principais: um dorsal (contrátil) que impulsiona o sangue, e um ventral. Ambos estão ligados entre si por pares de vasos, chamados corações laterais (cinco), que se contraem ritmicamente e que auxiliam na propulsão do sangue.

15 Nos órgãos há vasos muito finos e ramificados (capilares), que permitem a passagem de alimento e oxigênio para as células e recebem delas gás carbônico e excretas.

16 RESPIRAÇÃO Alguns anelídeos possuem pigmentos respiratórios no sangue: o mais comum é a hemoglobina, de cor vermelha, encontrada nas minhocas. Nesses animais a respiração é cutânea (através da pele) e indireta (os gases são levados pelo sangue). A respiração cutânea só é possível se a pele estiver úmida. Assim, a pele das minhocas é praticamente nua, sem coberturas impermeabilizantes, e possui células produtoras de muco, que ajuda a manter a umidade da pele. Na maioria das sanguessugas, a respiração também é cutânea, com brânquias em alguma espécies.

17 Em alguns poliquetos, a respiração e a circulação são semelhantes às das minhocas, mas possuem brânquias, isto é, dobras da pele em forma de fios ou lâminas, ricas em vasos sanguíneos. Com elas, o animal pode ter uma grande superfície de contato em pequena região do corpo.

18 EXCREÇÃO Em cada segmento do corpo, há um par de tubos abertos, que funcionam como pequenos rins, os metanefrídios. Eles retiram os excretas do celoma através do nefróstoma (em forma de funil). As subst. tóxicas são eliminadas através do nefridióporo, que se abre na superfície do corpo.

19 COORDENAÇÃO O sistema nervoso é formado por dois cordões nervosos ventrais, com um par gânglios por segmento. Dos gânglios saem nervos para os músculos. Nas minhocas não há ocelos (presentes nos poliquetas), mas há células espalhadas pela pele que acusam a presença de luz, que ajudam o animal procuram ambientes escuros e frescos.

20 REPRODUÇÃO As sanguessugas e minhocas são hermafroditas, mas não ocorre autofecundação e sim fecundação recíproca, também chamada de fecundação cruzada. As minhocas apresentam uma estrutura glandular formada pelo tegumento de alguns segmentos, chamada clitelo, localizado mais ou menos no centro do corpo.

21 Quando o sistema sexual feminino amadurece, os óvulos são lançados em uma cápsula (casulo), produzida pelo clitelo. Este casulo desliza em direção à abertura do receptáculo seminal, onde recebe os espermatozoides. A fecundação ocorre no casulo e é, portanto, externa: os ovos desenvolvem-se e o casulo é depositado em terra úmida. Da eclosão dos ovos saem indivíduos jovens iguais ao adulto (desenvolvimento é direto).

22

23 REPRODUÇÃO Na maioria dos poliquetos, os sexos são separados e o desenvolvimento é indireto, com formação de uma larva ciliada trocófora (semelhante moluscos). Os poliquetas também apresentam reprodução assexuada: formam zonas de brotamento em regiões específicas do corpo, nas quais se desenvolvem novos indivíduos, que, depois, se separam.

24 CLASSIFICAÇÃO Apresenta 3 classes principais: Polychaeta (poliquetos) Oligochaeta (oligoquetos) Hirudinoidea (hirudíneos) Principal característica para a classificação é a quantidade de cerdas.

25 Sistemática Poliqueto marinho (POLIQUETO) Minhoca terrestre européia (OLIGOCHAETAS) Sanguessuga, que vive em rios e lagos de água doce (Hirudinea)

26 1 Classe Polychaeta Polys = muitos - Apresentam numerosas cerdas implantadas nos parapódios (grego para = semelhante podos = pé, pata) Alguns poliquetos se deslocam ativamente e são chamados de poliquetos errantes. Outros vivem em túneis que cavam na areia. Há também os que constroem tubos com calcário ou grãos de areia, cimentados por um muco, e são chamados poliquetos tubículos.

27 2 Classe Oligochaeta Oligo = pouco + chaite = cerdas - Animais que apresentam poucas cerdas. A maioria dos oligoquetos (minhocas) são terrestres, mas há alguns representantes de água doce. Em geral, medem entre (5 a 10cm). Os minhocuçus podem atingir até 2 m de comprimento, mas estão em sério risco de extinção por causa da venda para iscas o que é proibido por lei.

28 Os representantes mais comuns da classe Oligochaeta são as minhocas terrestres Minhocoçu (lei federal proibi a venda corre risco de extinção) Criação de minhocas para produção de húmus: terra misturada a detritos orgânicos e substâncias nitrogenadas.

29 3 Classe Hirudinea A maioria dos hirudíneos é de água doce. Sanguessuga fixada ao dorso de uma perereca O tamanho varia de 1 a 30 cm de comprimento. Respiram através da pele. Não apresentam cerdas e nem parapódios; Apresentam duas ventosas: a posterior participa da locomoção e da fixação; a anterior, em volta da boca, ajuda a sugar o sangue de animais, um vez que a maioria parasita vertebrados aquáticos (ectoparasitas); Exemplo: Hirudo medicinalis (sanguessuga) utilizada antigamente em sangrias. Outras ssp, se alimentam de pequenos animais ou restos de matéria orgânica.

30 Classe Hirudinea Ler o texto: O uso das sanguessugas p. 157

31 A IMPORTÂNCIA DAS MINHOCAS O Brasil é o 3º país com maior nº de minhocas do mundo. São em torno de 300 ssp já conhecidas, entre as 4500 classificadas até agora. São importantes para a fertilidade do solo. Ao abrirem caminho por ele, comendo terra e restos vegetais e construindo túneis, elas tornam o solo mais poroso e arejado, o que facilita a circulação de ar e permite que a água se infiltre melhor. Com isso, as raízes das plantas conseguem oxigênio e água com mais facilidade. Além disso, elas digerem a matéria orgânica dos detritos e eliminam fezes que servem de adubo para o solo. Produzem, assim, uma parte do húmus, rica em sais minerais necessários às plantas.

32 Minhocultura é a criação de minhocas para comercialização dos animais ou de suas fezes. As minhocas são ainda importantes para a pesquisa de medicamentos, como fonte de proteínas para alimentação animal (alguns países é usada na alimentação humana), além de funcionarem como bioindicadores da qualidade ambiental.

33 PROBLEMATIZAÇÃO INICIAL Por que o nome ANELÍDEOS? Você conhece algum anelídeo? Como é o corpo dos anelídeos? Onde eles vivem? Como respiram e do que se alimentam as minhocas? Qual a importância das minhocas do ponto de vista ecológico?

34 ATIVIDADES p. 152 a 156 1) Qual característica dos anelídeos dá nome ao grupo?(1) 2) Como é o corpo dos anelídeos? (1) 3) O que significa dizer que as minhocas são hermafroditas com fecundação cruzada? (2) 4) Do que se alimentam as minhocas e as sanguessugas?1 5) Explique por que as minhocas, em geral, passam o dia embaixo da terra e só vêm à superfície à noite. (2) 6) Nas minhocas não há ocelos, como então elas conseguem encontrar ambientes escuros e frescos? (2) 7) Apresente as 3 classes de anelídeos e cite exemplos.(2)

35 9) Complete a tabela: CARACTERÍSTICAS Tecidos embrionários Simetria Divisão do corpo Revestimento Sistema nervoso Locomoção Digestão Respiração Circulação Excreção Reprodução Fecundação Desenvolvimento ANELÍDEOS

36 ATIVIDADES Aplique seus conhecimentos Responder as questões 1 a 8 (exceto a 4) p. 157 a 158

37 9) Complete a tabela: CARACTERÍSTICAS Tecidos embrionários Simetria Divisão do corpo Revestimento Sistema nervoso Locomoção Digestão Respiração Circulação Excreção Reprodução Fecundação Desenvolvimento ANELÍDEOS

38 ATIVIDADES 1) Em alguns moluscos essa estrutura envolve o corpo; em outros, ela é reduzida e interna ou ausente. a) De que estrutura estamos falando e qual a sua função? R: b) Em que grupo de moluscos essa estrutura é formada por duas partes? Dê exemplos de animais desse grupo. R:

39 2) Visitando a área rural pela 1ª vez na vida, um jovem estranhou quando soube que um agricultor tinha acabado de receber um carregamento de minhocas. Explique para esse jovem a provável razão da aquisição do agricultor. R: 3) Que característica o sangue da minhoca tem em comum com o nosso? R:

40 5. (Unirio-RJ) Relacione os diagnósticos numerados de I a V com os filos de invertebrados designados de P a U. I. Animal filtrador, com nível de organização corporal simples. II. Animal com forma de pólipo ou de medusa, formado por duas camadas celulares (diblástico). III. Animal de corpo achatado, formado por três tecidos embrionários (triblástico). IV. Animal de corpo fino e tubular, triblástico, cavidade corporal denominada pseudoceloma. V. Animal de corpo mole, com ou sem concha, triblástico, cavidade corporal denominada celoma. P. Porifera Q. Coelenterata R. Platyhelminthes S. Nemathelminthes T. Mollusca U. Annelida (a) I - P; II - Q; III - R; IV - S; V - T (b) I - P; II - Q; III - R; IV - T; V - S (c) I - Q; II - T; III - P; IV - U; V - R (d) I - U; II - T; III - S; IV - R; V - Q (e) I - U; II - T; III - S; IV - T; V - S

41 6) (UECE) Os moluscos caracterizam-se por serem animais que: a) utilizam uma estrutura denominada rádula para se alimentar b) possuem, logo após a faringe, uma região dilatada de paredes grossas denominada moela. c) apresentam exoesqueleto de quitina. d) eliminam os produtos da excreção através de estruturas denominadas túbulos de Malpighi.

42 7) Que diferença característica permite considerar os moluscos mais complexos que os cnidários? a) Os cnidários apresentam apenas reprodução assexuada, enquanto os moluscos apresentam reprodução sexuada. b) Os cnidários possuem simetria bilateral, enquanto os moluscos, simetria radial. c) Os cnidários possuem circulação aberta, enquanto todos os moluscos têm circulação fechada. d) Os cnidários possuem sistema nervoso difuso, enquanto os moluscos o possuem bastante desenvolvido e) Os cnidários não apresentam defesa química, enquanto os moluscos a têm como principal arma de proteção.

43 8) (Vunesp) Observe o esquema da página ao lado. Suponha que o pássaro, se quiser comer a minhoca, tenha que passar por seis círculos que contenham pistas (informações) com características desse anelídeo, não podendo pular nenhum círculo. Um caminho correto a ser percorrido é:. a) 2, 3, 6, 9, 8 e 11 b) 2, 3, 6, 5, 8 e 11. c) 1, 4, 7, 8, 9 e 11. d) 2, 3, 6, 5, 8 e 10. e) 3, 2, 1, 4, 7 e 10.

44 SHOW DOS MOLUSCOS gory/2%c2%aa-serie/jogos/

45 REFERÊNCIA LINHARES e GEWANDSZNADER. Biologia Hoje - Os seres vivos. Volume 2. 2ª ed. São Paulo: Ática, 2013.

SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR 2009 ANELÍDEOS

SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR 2009 ANELÍDEOS SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR 2009 ANELÍDEOS 6º FILO - ANNELIDA Anelídeos annelus = anel Animais de corpo alongado e cilíndrico Metamerizados (pela primeira vez na

Leia mais

FILO ANELIDEA 14,15,16. Formação do celoma enterocélico num animal deuterostômio. Formação do celoma esquizocélico num animal protostômio

FILO ANELIDEA 14,15,16. Formação do celoma enterocélico num animal deuterostômio. Formação do celoma esquizocélico num animal protostômio Anelídeos Famosos FILO ANELIDEA 1 2 Anelídeos Anelídeos 3 annelus = anel Animais de corpo alongado e cilíndrico 1ºs animais da escala zoológica a apresentar corpo segmentado ou metamerizado do grego meta

Leia mais

Filo Annelida Vermes Anelados

Filo Annelida Vermes Anelados Filo Annelida Vermes Anelados CARACTERÍSTICAS GERAIS Anelídeo anelo = anel Metameria Meta = sucessão; meros = partes Externa e Interna Triblástico ( endoderme, mesoderme e ectoderme) Celomados Simetria

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com Reino Metazoa FILO ANNELIDA p. 229 PROBLEMATIZAÇÃO INICIAL Por que o

Leia mais

Do latim -annulus = anel -eidos = forma

Do latim -annulus = anel -eidos = forma poliquetos minhocas sanguessugas Vermes cilíndricos com corpo segmentado (dividido em anéis). Metameria (segmentação) completa (interna e externa). Aquáticos e terrestres (locais úmidos solo e vegetação).

Leia mais

REINO ANIMAL. Qual a importância da metameria? FILO: ANELÍDEOS VERMES CILÍNDRICOS E SEGMENTADOS. Qual a importância da metameria?

REINO ANIMAL. Qual a importância da metameria? FILO: ANELÍDEOS VERMES CILÍNDRICOS E SEGMENTADOS. Qual a importância da metameria? REINO ANIMAL FILO: ANELÍDEOS VERMES CILÍNDRICOS E SEGMENTADOS Metâmeros são compartimentos contíguos, revestidos internamente por mesoderme, e separados uns dos outros por paredes (septos) mesodérmicas.

Leia mais

Habitat: aquático ou terrestre

Habitat: aquático ou terrestre Profº Ancélio Ricardo de Oliveira Gondim Engenheiro Agrônomo, D. Sc. Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do filho do Homem (Mateus 24. 27).

Leia mais

Sanguessugas. Poliquetos. Minhocas

Sanguessugas. Poliquetos. Minhocas Sanguessugas Poliquetos Minhocas Representados pelas minhocas, sanguessugas e poliquetos Vivem em solos úmidos, água doce ou marinhos Podem ser parasitas ou vida livre São triblásticos, simetria bilateral

Leia mais

MOLUSCOS E ANELÍDEOS

MOLUSCOS E ANELÍDEOS MOLUSCOS E ANELÍDEOS Artrópodes Vertebrados Cordados Protostômios Deuterostômios Pseudocelomados Celomados Acelomados Características gerais MOLUSCOS (Latim: mollis) 100.000 espécies da fauna atual São

Leia mais

Filo Annelida Latim annelus, pequeno anel + ida, sufixo plural

Filo Annelida Latim annelus, pequeno anel + ida, sufixo plural Filo Annelida Latim annelus, pequeno anel + ida, sufixo plural Corpo segmentado (metamerizado) em anéis. Triblásticos, celomados, protostômio. Sistema digestório completo: boca e ânus. Mais de 200.000

Leia mais

Platelmintos. Profº - Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS. Data

Platelmintos. Profº - Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS. Data Platelmintos Profº - Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Data Platelmintos Vermes achatados Vida livre aquáticos e solo úmido. (Planária) Parasitas Esquistossomo, fascíola e tênia. Platelmintos - Características

Leia mais

Os moluscos são representados pelos seguintes seres vivos:

Os moluscos são representados pelos seguintes seres vivos: Os moluscos Os moluscos são representados pelos seguintes seres vivos: Ostra Caracol Lula Lesma Polvo Os moluscos Animais de corpo mole, geralmente com concha; Exemplos: Ostras, marisco, lesma e a lula.

Leia mais

Prostheceraeus roseus Planária terrestre. Planária (classe Turbelária) Fasciola hepatica (Classe Trematoda) Schistosoma mansoni (classe Trematoda)

Prostheceraeus roseus Planária terrestre. Planária (classe Turbelária) Fasciola hepatica (Classe Trematoda) Schistosoma mansoni (classe Trematoda) FILO PLATYHELMINTHES Eucarionte; pluricelular; heterótrofo. Corpo achatado dorsoventralmente Simetria bilateral Tecidos presentes e acelomados. Como conseqüência disso, não formam completamente alguns

Leia mais

FILOS ANIMAIS ANELÍDEOS

FILOS ANIMAIS ANELÍDEOS FILOS ANIMAIS ANELÍDEOS Anelídeos Características gerais: Embriológicas: Protostômios (blastóporo origina a boca) Triblásticos (três folhetos embrionários ectoderme, mesoderme e endoderme) Celomados (cavidade

Leia mais

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Annelida. Natália A. Paludetto

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Annelida. Natália A. Paludetto Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Annelida Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia Filos: 1) Porifera; 2) Cnidaria; 3) Platyhelminthes; 4) Nematoda;

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Pág. 124 Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ CARACTERÍSTICAS DOS

Leia mais

MOLUSCOS CARACTERÍSTICAS GERAIS

MOLUSCOS CARACTERÍSTICAS GERAIS MOLUSCOS ANELÍDEOS MOLUSCOS CARACTERÍSTICAS GERAIS o Animais de corpo mole, geralmente protegidos por concha calcária ou valva. o Podem ser: univalves ou gastrópodes, bivalves e cefalópodes. o Constituem

Leia mais

Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT

Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT Com muita alegria iremos iniciar nossos estudos sobre os moluscos! O Corpo dos Moluscos ( corpo mole ): Na cabeça há a rádula (uma espécie de

Leia mais

Prof. Marcelo Langer. Curso de Biologia. Aula 44 Zoologia

Prof. Marcelo Langer. Curso de Biologia. Aula 44 Zoologia Prof. Marcelo Langer Curso de Biologia Aula 44 Zoologia FILO PLATELMINTES São vermes de corpo achatado. Possuem características evolutivas, inclusive o terceiro folheto embrionário (mesoderme), substituindo

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 9º. ALUNO(a):

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 9º. ALUNO(a): GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 9º ALUNO(a): Lista No Anhanguera você é + Enem Questão 01) As trocas gasosas nos anelídeos ocorrem através de: a) Brânquias ou epiderme b) Brânquias ou pulmões

Leia mais

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo;

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo; Características Principais dos Poríferos: Animais Pluricelulares; Apresentam poros na parede de seu corpo; Todos aquáticos; São as Esponjas. Possui uma cavidade central, chamada átrio; Abertura relativamente

Leia mais

DISCIPLINA: C. Natureza SÉRIE: 2º. ALUNO(a): Lista de Exercícios P2 3º Bimestre

DISCIPLINA: C. Natureza SÉRIE: 2º. ALUNO(a): Lista de Exercícios P2 3º Bimestre GOIÂNIA, / / 2017 PROFESSOR: FreD DISCIPLINA: C. Natureza SÉRIE: 2º ALUNO(a): Lista de Exercícios P2 3º Bimestre No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes

Leia mais

Características Gerais

Características Gerais Características Gerais São vermes achatados; Ausência de sistema respiratório/circulatório; Outros sistemas muito primitivos; Apresentam simetria bilateral; Podem ser parasitas ou de vida livre; Características

Leia mais

28/05/2015. Filo Annelida. Que invertebrado é esse?

28/05/2015. Filo Annelida. Que invertebrado é esse? Que invertebrado é esse? Pelo corpo alongado, região cefálica pouco diferenciada, segmentação, ou seja, anelado É um anelídeo () - vermiformes segmentados; - achatados dorsoventralmente ou cilindricos;

Leia mais

Silvina Botta Phylum Annelida

Silvina Botta Phylum Annelida Silvina Botta 2009 Phylum Annelida Metameria Divisão do corpo numa série de segmentos similares, cada um dos quais contem uma repetição de muitos órgãos e sistemas Outros metaméricos: artrópodes e vertebrados

Leia mais

MOLUSCOS FILO MOLUSCA

MOLUSCOS FILO MOLUSCA MOLUSCOS FILO MOLUSCA CARACTERIZAÇÃO São animais de corpo mole predominantemente marinhos, embora existam espécies de água doce e terrestre. Alguns se deslocam livremente enquanto outros são sésseis.

Leia mais

Filo Mollusca (Moluscos)

Filo Mollusca (Moluscos) Do latim, mollis = mole Animais de corpo mole, geralmente protegidos por uma concha calcária. Vivem em quase todos os ambientes (dulcícolas, marinhos e terrestres) Maioria de vida livre O filo possui 150

Leia mais

Equinodermas e Protocordados 2ª parte

Equinodermas e Protocordados 2ª parte COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Equinodermas e Protocordados 2ª parte Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com O que significa o termo Cordados?

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: REINO ANIMAL- PLATELMINTOS E NEMATELIMINTOS Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: REINO ANIMAL- PLATELMINTOS E NEMATELIMINTOS Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: REINO ANIMAL- PLATELMINTOS E NEMATELIMINTOS Prof. Enrico Blota Biologia Reino animal Platelmintos e nematelimintos Platelmintos São bilateralmente simétricos que não possuem

Leia mais

23/07/2014. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados. (At 3:19) Os moluscos (do latim molluscus, mole)

23/07/2014. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados. (At 3:19) Os moluscos (do latim molluscus, mole) Prof. Ancélio Ricardo de Oliveira Gondim Engenheiro Agrônomo, D. Sc. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados. (At 3:19) Pombal 11 de Abril de 2014 Pombal 11 de Abril

Leia mais

Complexo educacional FMU Curso de Ciências Biológicas. Zoologia de invertebrados I. Reino Animal Principais Características

Complexo educacional FMU Curso de Ciências Biológicas. Zoologia de invertebrados I. Reino Animal Principais Características Complexo educacional FMU Curso de Ciências Biológicas Zoologia de invertebrados I Reino Animal Principais Características Prof: Biólogo Luiz A.B. Mello Lula 2º semestre 2011 2ºsemestre Gráfico da distribuição

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com EQUINODERMOS O nome decorre da presença de espinhos na pele: equino

Leia mais

Filos: Poríferos Cnidários Platelmintos- Nematelmintos Anelídeos Moluscos Artrópodes - Equinodermos Cordatas. Professora Débora Biologia

Filos: Poríferos Cnidários Platelmintos- Nematelmintos Anelídeos Moluscos Artrópodes - Equinodermos Cordatas. Professora Débora Biologia Filos: Poríferos Cnidários Platelmintos- Nematelmintos Anelídeos Moluscos Artrópodes - Equinodermos Cordatas Professora Débora Biologia Filo Poríferos Esponjas Filo Poríferos Características São todas

Leia mais

Nematelmintos - Filo Nematoda

Nematelmintos - Filo Nematoda Nematelmintos - Filo Nematoda São vermes de corpo alongado e cilíndrico Apresentam simetria bilateral e são triblásticos, pseudocelomados e protostômios O pseudoceloma promove: espaço para órgãos internos,

Leia mais

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo;

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo; Características Principais dos Poríferos: Animais Pluricelulares; Apresentam poros na parede de seu corpo; Todos aquáticos; São as Esponjas. Possui uma cavidade central, chamada átrio; Abertura relativamente

Leia mais

Platyhelminthes espécies descritas. Origem dos. Platyhelminthes

Platyhelminthes espécies descritas. Origem dos. Platyhelminthes Platyhelminthes + 20.000 espécies descritas Origem dos Platyhelminthes MENOR ESPECIALIZAÇÃO CELULAR MAIOR ESPECIALIZAÇÃO CELULAR DIBLÁSTICOS DIBLÁSTICOS TRIBLÁSTICOS Simetria Radial Simetria Radial Simetria

Leia mais

ATIVIDADE DE BIOLOGIA 2016

ATIVIDADE DE BIOLOGIA 2016 7/9/2016 ENSINO MÉDIO DO INSTITUTO FEDERAL DO MARANHÃO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA-IFMA CAMPUS COELHO NETO ASSUNTOS DO 2ºANO: PLATELMINTOS E NEMATÓDEOS ALUNO: ALCIDES WENNER F. BASTOS 1WWWWWDEF PLATELMINTOS

Leia mais

Moluscos. Prof. Fernando Belan

Moluscos. Prof. Fernando Belan Moluscos Prof. Fernando Belan Características gerais Enterozoários, triblásticos, celomados, protostômios, simetri bilateral. Sistemanervoso: ganglionar cerebral, visceral e pedal. Sistema digestório completo

Leia mais

Prof.: Carolina Bossle

Prof.: Carolina Bossle Prof.: Carolina Bossle EVOLUÇÃO Acredita-se que o grupo mais primitivo, seja o das esponjas cujos representantes não apresentam tecidos. Os cnidárias são animais diploblástico (diblástico) = apenas 2 folhetos

Leia mais

MOLUSCOS. Representantes: Depois de artrópodes, é o segundo maior filo do Reino Animal ( espécies). » Alguns representantes.

MOLUSCOS. Representantes: Depois de artrópodes, é o segundo maior filo do Reino Animal ( espécies). » Alguns representantes. MOLUSCOS MOLUSCOS Representantes: Depois de artrópodes, é o segundo maior filo do Reino Animal (112.000 espécies).» Alguns representantes Lula Polvo Sépia mariscos Náutilo Quíton Características Corpo

Leia mais

CONTEÚDOS A SEREM AVALIADOS NAS PROVAS ESCRITAS

CONTEÚDOS A SEREM AVALIADOS NAS PROVAS ESCRITAS COORDENADOR: MÔNICA FIUZA ANO: X 6º 7º 8º 9º Água Qualidade da água e saúde da população: tipos de água; tratamento caseiro de água: principais doenças (diarreias infecciosas, hepatite A e ascaridíase)

Leia mais

Universidade de São Paulo Instituto de Física de São Carlos Licenciatura em Ciências Exatas Biologia II 2017 Nome: N USP: Nota:

Universidade de São Paulo Instituto de Física de São Carlos Licenciatura em Ciências Exatas Biologia II 2017 Nome: N USP: Nota: Universidade de São Paulo Instituto de Física de São Carlos Licenciatura em Ciências Exatas Biologia II 2017 Nome: N USP: Nota: Aula Prática 4: MOLLUSCA E ANELLIDA FILO MOLLUSCA 1. CLASSE BIVALVIA Os bivalves

Leia mais

Representantes no mar (maioria), na água doce e no ambiente terrestre.

Representantes no mar (maioria), na água doce e no ambiente terrestre. Simetria bilateral, triblásticos e apresentam celoma (cavidade corporal totalmente revestida por mesoderma), uma novidade evolutiva em relação aos nematódeos. Representantes no mar (maioria), na água doce

Leia mais

1. (1,0) Dada a função, definida pela fórmula f(x)=2x²+1. Determine a sua imagem: a) O Domínio: b) A imagem. c) f(5) d) f(12)

1. (1,0) Dada a função, definida pela fórmula f(x)=2x²+1. Determine a sua imagem: a) O Domínio: b) A imagem. c) f(5) d) f(12) DATA DE ENTREGA: 04 / 05 / 016 QiD 1ª SÉRIE PARTE 4 MATEMÁTICA 1. (1,0) Dada a função, definida pela fórmula f(x)=x²+1. Determine a sua imagem:. (1,0) Dado o esquema abaixo, representando uma função de

Leia mais

Reino Animalia. Desenvolvimento Embrionário

Reino Animalia. Desenvolvimento Embrionário Reino Animalia Características Gerais Seres eucariontes (seres vivos que possuem o núcleo de suas células delimitado por uma membrana, a carioteca); Maioria desses seres possui capacidade de locomoção

Leia mais

Características gerais. Habitat e modo de vida

Características gerais. Habitat e modo de vida Filo Artropoda Características gerais Corpo segmentado, revestido por um exoesqueleto. Nas espécies terrestres ele é de quitina e nas marinhas de CaCO 3. Vantagens conferidas pelo exoesqueleto: Sustentação

Leia mais

bilatérias, triblásticos Radiados, diblásticos

bilatérias, triblásticos Radiados, diblásticos Moluscos bilatérias, triblásticos Radiados, diblásticos Moluscos FILO MOLLUSCA (mollis = mole) Mais de 50.000 espécies viventes (estimativas de ~100mil) 35.000 fósseis. Importância econômica Alimentação

Leia mais

Exercícios de Moluscos a Equinodermos

Exercícios de Moluscos a Equinodermos Exercícios de Moluscos a Equinodermos Material de apoio do Extensivo 1. Que diferença característica permite considerar os moluscos mais complexos que os cnidários? a) Os cnidários apresentam apenas reprodução

Leia mais

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Mollusca. Natália A. Paludetto

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Mollusca. Natália A. Paludetto Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Mollusca Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia Filos: 1) Porifera; 2) Cnidaria; 3) Platyhelminthes; 4) Nematoda;

Leia mais

R verme de corpo cilindrico 02) Quais as principais características dos nematelmintos? R Corpo cilíndrico, tubo digestório completo.

R verme de corpo cilindrico 02) Quais as principais características dos nematelmintos? R Corpo cilíndrico, tubo digestório completo. 1) Qual a origem da palavra Nematelminto? R verme de corpo cilindrico 02) Quais as principais características dos nematelmintos? R Corpo cilíndrico, tubo digestório completo. 03) Qual o nome da doença

Leia mais

Filo Porifera. Constituído pelas esponjas. A maioria é de ambiente marinho; São organismos sésseis;

Filo Porifera. Constituído pelas esponjas. A maioria é de ambiente marinho; São organismos sésseis; Diversidade Animal I Filos: Poríferos (Esponjas) Cnidários (Hidras, Medusas e Anêmonas-do-mar) Platelmintos (Vermes achatados) Nematódeos (Vermes cilíndricos e alongados) Moluscos (Caramujos, polvos, lulas...)

Leia mais

EQUINODERMOS ECHINODERMATA

EQUINODERMOS ECHINODERMATA EQUINODERMOS ECHINODERMATA Prof. Élyka F. Pereira de Melo Pós graduada em Microbiologia, fundamentos e biotecnologia Pós-graduada em Metodologia da Biologia e Química Pós graduada Microbiologia Básica

Leia mais

Mollusca. mollis = mole

Mollusca. mollis = mole MOLUSCOS 5º FILO - MOLLUSCA mollis = mole Mollusca Animais de corpo mole Exemplos: ostras, mexilhões, caramujos, lesmas, caracóis, lulas e polvos. Habitat: terrestres e aquáticos Características Gerais

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 58 ANELÍDEOS E MOLUSCOS

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 58 ANELÍDEOS E MOLUSCOS BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 58 ANELÍDEOS E MOLUSCOS F 1 a b c d e ixação ) Observe a figura em que se representa um fenômeno biológico. Todas as alternativas apresentam benefícios resultantes deste

Leia mais

Filo Arthropoda. Capítulo 11 aulas 40 a 44. Page 1

Filo Arthropoda. Capítulo 11 aulas 40 a 44. Page 1 Filo Arthropoda Capítulo 11 aulas 40 a 44 Page 1 Você já teve acne??? O que será que isso tem a ver com a nossa aula??? Page 2 Características gerais É o grupo mais numeroso de seres vivos; Aproximadamente

Leia mais

Oi pessoal dos 8 os anos, estão com saudade das atividades escolares? Pois bem, precisamos dar seqüência aos estudos e, na volta às aulas, no dia 17,

Oi pessoal dos 8 os anos, estão com saudade das atividades escolares? Pois bem, precisamos dar seqüência aos estudos e, na volta às aulas, no dia 17, Oi pessoal dos 8 os anos, estão com saudade das atividades escolares? Pois bem, precisamos dar seqüência aos estudos e, na volta às aulas, no dia 17, algumas atividades devem estar prontas. Mas antes de

Leia mais

Filo Echinodermata (Equinodermos)

Filo Echinodermata (Equinodermos) Do grego echinos: espinhos; derma: pele. O filo possui cerca de 6000 espécies descritas, todas marinhas. Os equinodermos estão agrupados em 5 classes distintas: -Asteroidea (estrelas-do-mar) Do grego echinos:

Leia mais

FILO MOLUSCO. Professor Cláudio Aguiar

FILO MOLUSCO. Professor Cláudio Aguiar FILO MOLUSCO Professor Cláudio Aguiar Tendências Evolutivas:. Presença do Celoma.Respiracao Pulmonar:Gastrópodes.Macroneurônios: Cefalópodes.Presenca de S. Circulatório.Maior adaptabilidade à vida terrestre

Leia mais

FILO ARTHROPODA. Artrhon = articulação/ Podos = pés

FILO ARTHROPODA. Artrhon = articulação/ Podos = pés FILO ARTHROPODA Artrhon = articulação/ Podos = pés - INVERTEBRADOS BILATÉRIOS, CELOMADOS, SEGMENTADOS; - APÊNDICES LOCOMOTORES ARTICULADOS EM NÚMERO PAR; PATAS ARTICULADAS -ANDAR, CORRER, SALTAR, NADAR;

Leia mais

Filo Artrópode e Equinoderma. Prof. Rafael Rosolen T. Zafred

Filo Artrópode e Equinoderma. Prof. Rafael Rosolen T. Zafred e Equinoderma Prof. Rafael Rosolen T. Zafred Filo Arthropoda (Artrópode) Maior grupo da Reino Animalia; Representantes Terrestres e Aquáticos; Arthro/poda: Arthros: Articulação; Podos: Pé; Características

Leia mais

Características gerais

Características gerais Artrópodes Quem são? Muitas vezes, não percebemos a presença daqueles animais com corpos de formas estranhas e cores variadas, que vivem ao nosso redor, voam sobre nossas cabeças ou aqueles que se locomovem

Leia mais

EQUINODERMAS E PROTOCORDADOS 1ª PARTE

EQUINODERMAS E PROTOCORDADOS 1ª PARTE COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ EQUINODERMAS E PROTOCORDADOS 1ª PARTE CAPÍTULO 14 pág. 177 Professora Leonilda Brandão da Silva PROBLEMATIZAÇÃO Você conhece exemplos de equinodermos?

Leia mais

FILO ECHINODERMATA (~7.000 sp)

FILO ECHINODERMATA (~7.000 sp) FILO ECHINODERMATA (~7.000 sp) (gr. echinos, espinho; ouriço derma, pele) Classes: Classe Crinoidea (lírios-do-mar) Classe Echinoidea (ouriços-do-mar) Classe Asteroidea (estrelas-do-mar) Classe Ophiuroidea

Leia mais

Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma.

Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma. Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma. Na minhoca, o pigmento respiratório é a hemoglobina, responsável

Leia mais

FILO ARTRÓPODE PROFESSOR :ÉDER

FILO ARTRÓPODE PROFESSOR :ÉDER FILO ARTRÓPODE PROFESSOR :ÉDER CARACTERÍSTICAS GERAIS Do grego, arthros = articulado e podos = pés; Constitui o filo mais abundante em quantidade de espécies descritas ; Vivem em praticamente todos os

Leia mais

Sobre os Equinodermos

Sobre os Equinodermos Os equinodermos Equinodermos Equinodermos (equinos: espinhos; dermo: pele); Animais exclusivamente marinhos; Possuem de um endoesqueleto de calcário e muitas vezes com espinhos salientes; O endoesqueleto

Leia mais

Platelmintos Capítulo 7 - Aulas 25 e 26. Page 1

Platelmintos Capítulo 7 - Aulas 25 e 26. Page 1 Platelmintos Capítulo 7 - Aulas 25 e 26 Page 1 Características Gerais Platy = achatado ; helminthes = verme Simetria bilateral (ocorre pela 1ª vez); Apresenta uma cabeça com gânglios nervosos organizados;

Leia mais

Profª Priscila F Binatto

Profª Priscila F Binatto Profª Priscila F Binatto Multicelulares Eucariontes Ausência de parede celular Heterotróficos Mobilidade em pelo menos um estágio LOPES, S.; MENDONÇA, V. L. Bio: volume 2. São Paulo: Saraiva, 2006, p.

Leia mais

ECHINODERMATA QUEM SÃO: 14/02/2014. Pycnopodia. CLASSE: CRINOIDEA (Lírio-do-mar) Labidiaster radious

ECHINODERMATA QUEM SÃO: 14/02/2014. Pycnopodia. CLASSE: CRINOIDEA (Lírio-do-mar) Labidiaster radious ECHINODERMATA CLASSE: ASTEROIDEA (Estrela-do-mar) QUEM SÃO: Labidiaster radious CLASSE: ECHINOIDEA (Ouriço-do-mar e Bolacha-do-mar) Pycnopodia CLASSE: CRINOIDEA (Lírio-do-mar) Antedon bifida 1 CLASSE:

Leia mais

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 52 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 52 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA GABARITO AV. PARCIAL DISCIPLINA: QUI. I e II / BIO. I e II COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 52 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA QUEM NÃO É O MAIOR TEM QUE SER O MELHOR Rua Frei Vidal, 1621 São João

Leia mais

5. Respiração A respiração por difusão ocorre no sistema ambulacrário.

5. Respiração A respiração por difusão ocorre no sistema ambulacrário. 1. Revestimento e proteção A epiderme simples recobre o esqueleto e os espinhos (quando presentes). Os espinhos, que servem como proteção (principalmente no ouriço-do-mar), são bem alongados e às vezes

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 2º BIMESTRE CAMPO GRANDE MS, 20 DE Maio DE EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO 3-3 ANO 2º BIMESTRE 2011

LISTA DE EXERCÍCIOS 2º BIMESTRE CAMPO GRANDE MS, 20 DE Maio DE EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO 3-3 ANO 2º BIMESTRE 2011 Aluno: LISTA DE EXERCÍCIOS 2º BIMESTRE CAMPO GRANDE MS, 20 DE Maio DE 2011. Série: Sala: 3ª Nº NOTA EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO 3-3 ANO 2º BIMESTRE 2011 Instruções: Coloque seu nome com letra legível e leia

Leia mais

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Arthropoda. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Arthropoda. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Arthropoda Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia Filos: 1) Porifera; 2) Cnidaria; 3) Platyhelminthes; 4) Nematoda;

Leia mais

Filo dos Poríferos ou Espongiários

Filo dos Poríferos ou Espongiários Filo dos Poríferos ou Espongiários Animais primitivos com poros pelo corpo (esponjas aquáticas). Habitat aquático (marinho e dulcícola). Parazoários: ausência de tecidos verdadeiros. Sésseis (fixos ao

Leia mais

Talvez ao tomar banho, você goste de se ensaboar usando uma esponja sintética, feita de plástico ou de borracha, ou uma bucha vegetal.

Talvez ao tomar banho, você goste de se ensaboar usando uma esponja sintética, feita de plástico ou de borracha, ou uma bucha vegetal. Poríferos Talvez ao tomar banho, você goste de se ensaboar usando uma esponja sintética, feita de plástico ou de borracha, ou uma bucha vegetal. Mas você já pensou em tomar banho ensaboando-se com o esqueleto

Leia mais

Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados

Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com.br Representantes Representantes Características Diblásticos: ectoderme e endoderme Simetria:

Leia mais

Filo Chordada (Cordados) Vitor Leite

Filo Chordada (Cordados) Vitor Leite Filo Chordada (Cordados) Vitor Leite Filo Chordata (Cordados) Características gerais: -Triblásticos, celomados, deuterostômios, apresentam metameria (evidente na fase embrionária); Características Exclusivas:

Leia mais

Ao passear na areias de uma praia, muitas pessoas gostam de admirar e pegar conchinhas trazidas pelas ondas. Essas conchinhas são de diversos

Ao passear na areias de uma praia, muitas pessoas gostam de admirar e pegar conchinhas trazidas pelas ondas. Essas conchinhas são de diversos Moluscos Ao passear na areias de uma praia, muitas pessoas gostam de admirar e pegar conchinhas trazidas pelas ondas. Essas conchinhas são de diversos tamanhos, formas e cores. Muitas vezes, se tornam

Leia mais

Filo Porífera. Esponjas

Filo Porífera. Esponjas Filo Porífera Esponjas Filo Porifera Osculo Átrio Pinacócitos Amebócito poros Porocito Espícula Flagelo Esponja Mesogléia Coanócito Gonócito Pinacócito Espícula Átrio Póro Porócito Arqueócito Meio Externo

Leia mais

6 ª série Ensino Fundamental Ciências Escola Santa Angélica

6 ª série Ensino Fundamental Ciências Escola Santa Angélica 6 ª série Ensino Fundamental Ciências Escola Santa Angélica Unidade I Descobrindo os seres vivos Níveis de organização biológica Unidade I Descobrindo os seres vivos Hereditariedade: passagem dos genes

Leia mais

Roteiro de Estudos para Avaliação Trimestral. 3ª Série E.M. - 1º Trimestre. Biologia - Prof. Paulo O. Borges.

Roteiro de Estudos para Avaliação Trimestral. 3ª Série E.M. - 1º Trimestre. Biologia - Prof. Paulo O. Borges. Roteiro de Estudos para Avaliação Trimestral 3ª Série E.M. - 1º Trimestre Biologia - Prof. Paulo O. Borges. O QUE ESTUDAR: Unidade 2 - Morfologia e anatomia vegetal; Capítulos 22 e 23 - invertebrados e

Leia mais

REINO ANIMALIA Filo Artopoda ARTRÓPODES

REINO ANIMALIA Filo Artopoda ARTRÓPODES REINO ANIMALIA Filo Artopoda ARTRÓPODES Artrópodes Corpo e patas articuladas metâmeros Exoesqueleto de quitina(polissacarídeo) = Tegumento Divisão do corpo: cabeça, tórax e abdômen cefalotórax e abdômen

Leia mais

Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID. Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR)

Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID. Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR) Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Tipo do produto: Plano de Atividade Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR) 1 IDENTIFICAÇÃO NOME DO SUBPROJETO:

Leia mais

Phyllum Echinodermata

Phyllum Echinodermata Phyllum Echinodermata Echinos = espinho ; derma = pele Representantes: estrelas-do-mar; ouriço-domar; serpentes-do-mar; lírio-do-mar; pepinodo-mar; bolacha-da-praia. Estrela do mar Ouriço do mar Serpente

Leia mais

Prof. Dr. Leandro P. Felício

Prof. Dr. Leandro P. Felício Prof. Dr. Leandro P. Felício Do grego, arthros = articulado e podos = pés; É o filo mais abundante em quantidade de espécies descritas (~1 milhão); Vivem em praticamente todos os tipos de ambientes; Existem

Leia mais

São animais aquáticos Predominantemente marinhos Flutuantes (medusas) ou sésseis (pólipos) Simetria radial Cavidade gastrovascular Células urticantes

São animais aquáticos Predominantemente marinhos Flutuantes (medusas) ou sésseis (pólipos) Simetria radial Cavidade gastrovascular Células urticantes São animais aquáticos Predominantemente marinhos Flutuantes (medusas) ou sésseis (pólipos) Simetria radial Cavidade gastrovascular Células urticantes A água-viva, a caravela, a hidra e os corais são alguns

Leia mais

MAMÍFEROS. 15 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti

MAMÍFEROS. 15 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti MAMÍFEROS Capítulo 15 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS MAMÍFEROS Aquáticos: Habitat: Mamíferos podem ser terrestres: Único mamífero que voa: Pelos Estratificada

Leia mais

Após fecundarem os óvulos no interior de outras esponjas, larvas ciliadas são

Após fecundarem os óvulos no interior de outras esponjas, larvas ciliadas são Poríferos Os poríferos, também chamados de esponjas, ou espongiários, são animais aquáticos, encontrados tanto em ambientes marinhos quanto de água doce. Considerados organismos sésseis, por não possuírem

Leia mais

Vivem fixas ao substrato. Com simetria radial ou assimétricos Aneuromiários São animais bastante simples Não possuem tecidos, nem órgãos verdadeiros

Vivem fixas ao substrato. Com simetria radial ou assimétricos Aneuromiários São animais bastante simples Não possuem tecidos, nem órgãos verdadeiros Revisão Silvestre Vivem fixas ao substrato. Com simetria radial ou assimétricos Aneuromiários São animais bastante simples Não possuem tecidos, nem órgãos verdadeiros Parazoários Tipos de célula Formado

Leia mais

3º FILO - PLATELMINTOS

3º FILO - PLATELMINTOS PLATELMINTOS 3º FILO - PLATELMINTOS Platelmintos platys = achatado + helmintos = vermes Vermes achatados dorso-ventralmente Exemplos: - Schistosoma mansoni - Dugesia tigrina (planária) - Taenia sollium

Leia mais

Zoologia dos Invertebrados Superiores Parte I: Moluscos. Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho CCN / UESPI

Zoologia dos Invertebrados Superiores Parte I: Moluscos. Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho CCN / UESPI Zoologia dos Invertebrados Superiores Parte I: Moluscos Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho CCN / UESPI Quem são os Invertebrados Superiores? Conceitualmente são os animais triploblásticos com celoma.

Leia mais