Capítulo 7 Matriz. Roteiro

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Capítulo 7 Matriz. Roteiro"

Transcrição

1 Capítulo 7 Matriz Licenciatura em Computação Fundamentos de Lógica para Programação Prof. Nícolas Trigo Roteiro Definição da matriz Declaração da matriz Atribuindo valores a matriz Preenchendo a matriz Mostrando os valores da matriz Exemplos Exercícios 2 1

2 Definição de matriz [1 3] Vetor é uma variável composta homogênea unidimensional porque tem somente uma dimensão, ou seja, cresce somente em um sentido. Já uma matriz corresponde a uma variável composta homogênea multidimensional, pois ela pode crescer em vários sentidos. Ela pode variar de matriz bidimensional até N- dimensional, ou seja, projeta de 2 ou mais direções. 3 Definição de matriz [2 3] 4 2

3 Definição de matriz [3 3] Fazendo outra comparação para haver uma melhor compreensão, iremos utilizar novamente o cenário de um edifício, só que, agora, cada andar terá vários apartamentos. Digamos que um edifício tenha três apartamentos por andar, sendo quatro andares. Neste caso, o edifício corresponde a uma matriz com quatro linhas e três colunas, conforme a figura ao lado. 5 Declaração de matriz DECLARE nome1[dimensão1,dimensao2] tipo nome2[dimensão1,dimensao2,dimensao3] tipo nome3[dimensão1,dimensao2,] tipo Onde: nome é o nome da variável, é o identificador. dimensãon é o tamanho de cada dimensão que a matriz tem. tipo é o tipo básico de dados que serão armazenados na matriz. Exemplo: DECLARE X[3,5] NUMERICO No exemplo acima é declarado uma matriz X na memória com duas linhas e 3 colunas para números. 6 3

4 Atribuindo valores na matriz Após a devida declaração da matriz, a atribuição de um valor em uma das posições desta matriz exige que seja informada as coordenadas da posição onde valor será armazenado. Por exemplo: X[1,1] <- 45 X[2,4] < Preenchendo uma matriz [1 3] Preencher uma matriz é atribuir valores para todas as posições desta matriz. Desta forma, a idéia inicial de preenchimento da matriz consiste da forma ao lado. E se a matriz tiver 1000 linhas e 1000 colunas? Neste caso terá 1 milhão de valores. Não é interessante repetir o comando LEIA um milhão de vezes! LEIA X[0,0] LEIA X[0,1] LEIA X[0,2] LEIA X[1,0] LEIA X[1,1] LEIA X[1,2] 8 4

5 Preenchendo uma matriz [2 3] O uso de uma estrutura de repetição para o preenchimento de uma matriz é a forma mais eficiente de preencher da matriz. Para cada dimensão, é necessário uma variável para controlar o deslocamento na matriz. Para cada variável de controle é necessário uma estrutura de repetição. Por exemplo, uma matriz bidimensional, tem que ter duas estrutura de repetição com variável de controle cada. PARA I <- <- 0 ATE 42 PASSO 1 FAÇA INICIO PARA ESCREVA J <- Digite 0 ATE 4 um PASSO número: 1 FAÇA LEIA X[I] INICIO ESCREVA Digite um valor: LEIA X[I,J] 9 Preenchendo uma matriz [3 3] PARA I <- 0 ATE 1 PASSO 1 FAÇA INICIO PARA J <- 0 ATE 1 PASSO 1 FAÇA INICIO ESCREVA Digite um valor: LEIA X[I,J] 10 5

6 Mostrando os valores da matriz Para mostrar todos os valores de uma matriz deve-se utilizar estruturas de repetição, semelhante ao preenchimento da matriz. Deve-se ter cuidado quanto ao intervalo numérico da repetição, pois este deve estar dentro do intervalo numérico das posições da matriz. PARA I <- 0 ATE 2 PASSO 1 FAÇA INICIO PARA J <- 0 ATE 2 PASSO 1 FAÇA INICIO ESCREVA X[I,J] RESULTADO NO MONITOR Exercícios Livro: ASCENCIO; CAMPOS. Fundamentos da Programação de Computadores. Editora Pearson. 3ª EDIÇÃO 1. Leia, estude, faça o teste de mesa dos exercícios resolvidos do Capítulo 7 (entre as páginas 220 e 249). 2. Após a resolução do item 1 (acima), elabore os algoritmos dos exercícios propostos do Capítulo 7 (entre as páginas 249 e 251). Livro: ASCENCIO; CAMPOS. Fundamentos da Programação de Computadores. Editora Pearson. 2ª EDIÇÃO 1. Leia, estude, faça o teste de mesa dos exercícios resolvidos do Capítulo 7 (entre as páginas 198 e 227). 2. Após a resolução do item 1 (acima), elabore os algoritmos dos exercícios propostos do Capítulo 7 (entre as páginas 227 e 229). 12 6

7 Exercícios Extras 1. Capture do teclado valores para preenchimento de uma matriz M 3x3. Após a captura imprima a matriz criada e encontre a quantidade de números pares, a quantidade de números ímpares. 2. Gere e imprima uma matriz M 4x4 com valores aleatórios entre 0-9. Após isso determine o maior número da matriz e a sua posição (linha, coluna). 3. Gere e imprima uma matriz M 10x10 com valores aleatórios entre 0-9. Após isso indique qual é o maior e o menor valor da linha 5 e qual é o maior e o menor valor da coluna Capture do teclado valores para preenchimento de uma matriz M 4x4. Após a captura imprima a matriz de forma invertida. Depois substitua os valores da diagonal principal pelo valor Gere e imprima uma matriz M 4x4. Após isso: Determine a soma dos elementos da diagonal principal de M. Colocar os elementos da diagonal principal de M em um vetor V. Imprima o vetor V. 13 7

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO. Matrizes. Prof. Alex Camargo

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO. Matrizes. Prof. Alex Camargo UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Matrizes Prof. Alex Camargo alexcamargoweb@gmail.com Definição Matriz é uma variável composta homogênea multidimensional. Conjunto de

Leia mais

Algoritmos - 6. Alexandre Diehl. Departamento de Física - UFPel

Algoritmos - 6. Alexandre Diehl. Departamento de Física - UFPel Algoritmos - 6 Alexandre Diehl Departamento de Física - UFPel Variáveis compostas homogêneas Definição Conjunto de variáveis do mesmo tipo (numérico, literal ou lógico), referenciáveis pelo mesmo identificador

Leia mais

Disciplina de Algoritmos e Programação. Vetor e Matriz

Disciplina de Algoritmos e Programação. Vetor e Matriz Disciplina de Algoritmos e Programação Vetor e Matriz Definição de Vetor Vetor é uma variável composta homogênea unidimensional Conjunto de variáveis de mesmo tipo que possuem mesmo identificador (nome)

Leia mais

1 - VARIÁVEIS COMPOSTAS HOMOGÊNEAS (VETORES E MATRIZES)

1 - VARIÁVEIS COMPOSTAS HOMOGÊNEAS (VETORES E MATRIZES) Algoritmos e Estruturas de Dados Prof. Eduardo - VARIÁVEIS COMPOSTAS HOMOGÊNEAS (VETORES E MATRIZES) As variáveis compostas homogêneas são estruturas de dados que se caracterizam por um conjunto de variáveis

Leia mais

Linguagem C. Programação Estruturada. Estrutura de Dados Homogêneas. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo

Linguagem C. Programação Estruturada. Estrutura de Dados Homogêneas. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo Programação Estruturada Linguagem C Estrutura de Dados Homogêneas Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Sumário Introdução Exercícios 2 1 Introdução [ 1 3 ] A manipulação

Leia mais

1 - VARIÁVEIS COMPOSTAS HOMOGÊNEAS (VETORES E MATRIZES)

1 - VARIÁVEIS COMPOSTAS HOMOGÊNEAS (VETORES E MATRIZES) Algoritmos e Estruturas de Dados 1 Prof. Eduardo 1 1 - VARIÁVEIS COMPOSTAS HOMOGÊNEAS (VETORES E MATRIZES) As variáveis compostas homogêneas são estruturas de dados que se caracterizam por um conjunto

Leia mais

Estruturas Homogêneas Vetores e Matrizes. Givanaldo Rocha

Estruturas Homogêneas Vetores e Matrizes. Givanaldo Rocha Estruturas Homogêneas Vetores e Matrizes Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha Estruturas de dados homogêneas Permitem o agrupamento de várias informações

Leia mais

Aula 10: Introdução a Vetores e Matrizes

Aula 10: Introdução a Vetores e Matrizes Aula 10: Introdução a Vetores e Matrizes Fernanda Passos Universidade Federal Fluminense Programação de Computadores IV Fernanda Passos (UFF) Vetores e Matrizes Programação de Computadores IV 1 / 50 Agenda

Leia mais

Matrizes (Vetores Bidimensionais)

Matrizes (Vetores Bidimensionais) (Vetores Bidimensionais) Objetivos Conceituação de Vetores Bidimensionais Manipulação de Vetores Bidimensionais Entender a diferença entre uso dos diferentes vetores Entender como manipular entrada, saída

Leia mais

Capítulo 4 Estrutura Condicional

Capítulo 4 Estrutura Condicional Capítulo 4 Estrutura Condicional Licenciatura em Computação Fundamentos de Lógica para Programação Prof. Nícolas Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br http://professor.ifsertao-pe.edu.br/nicolas.trigo

Leia mais

Estruturas de Dados Estáticas Cont.

Estruturas de Dados Estáticas Cont. Estruturas de Dados Estáticas 1 Estruturas de Dados Estáticas Cont. Matriz (arrays multidimensionais) Uma matriz é uma variável composta homogênea bidimensional formada por uma sequência de variáveis,

Leia mais

LINGUAGEM C++ Prof. Bruno Gomes ESTRUTURAS DE DADOS HOMOGÊNEAS PARTE II - MATRIZES. Currais Novos, 2011

LINGUAGEM C++ Prof. Bruno Gomes ESTRUTURAS DE DADOS HOMOGÊNEAS PARTE II - MATRIZES. Currais Novos, 2011 LINGUAGEM C++ ESTRUTURAS DE DADOS HOMOGÊNEAS PARTE II - MATRIZES Prof. Bruno Gomes (bruno.gurgel@ifrn.edu.br) Currais Novos, 2011 INTRODUÇÃO Na aula anterior, definimos a estrutura vetor Variável composta

Leia mais

Programação: Vetores

Programação: Vetores Programação de Computadores I Aula 09 Programação: Vetores José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/62 Motivação Problema Faça um programa que leia

Leia mais

Lógica de Programação e Algoritmos

Lógica de Programação e Algoritmos Lógica de Programação e Algoritmos com exemplos na linguagem JAVA Cap. 4 Estruturas de Dados Homogêneas Vetores e Matrizes Conteúdo: 4.1 Variáveis compostas homogêneas... 55 4.2 Vetores... 56 Exercícios

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados

Algoritmos e Estruturas de Dados Algoritmos e Estruturas de Dados Introdução Prof. Sinaide Nunes Bezerra Vídeoaulas e exercícios em linguagem C, acesse www.mathgraph.com.br 1 de novembro de 2015 Sumário 1 Introdução

Leia mais

Registros, Vetores e Matrizes

Registros, Vetores e Matrizes Registros, Vetores e Matrizes Lista de Exercícios - 05 Algoritmos e Linguagens de Programação Professor: Edwar Saliba Júnior 1) Elabore um algoritmo que leia 10 números inteiros digitados pelo usuário

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO. Estruturas de repetição. Prof. Alex Camargo

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO. Estruturas de repetição. Prof. Alex Camargo UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Estruturas de repetição Prof. Alex Camargo alexcamargoweb@gmail.com Estruturas de repetição As estruturas de repetição provém uma maneira

Leia mais

Exercícios: Vetores e Matrizes

Exercícios: Vetores e Matrizes Universidade Federal de Uberlândia - UFU Faculdade de Computação - FACOM Lista de exercícios de programação em linguagem C Exercícios: Vetores e Matrizes 1 Vetores 1. Faça um programa que possua um vetor

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados. Prof. Marcos Quinet Universidade Federal Fluminense UFF Pólo Universitário de Rio das Ostras PURO

Algoritmos e Estruturas de Dados. Prof. Marcos Quinet Universidade Federal Fluminense UFF Pólo Universitário de Rio das Ostras PURO Programação de Computadores I Algoritmos e Estruturas de Dados Prof. Marcos Quinet Universidade Federal Fluminense UFF Pólo Universitário de Rio das Ostras PURO Estruturas de dados Vetor (array): trata-se

Leia mais

UNIDADE 5 ESTRUTURAS DE DADOS

UNIDADE 5 ESTRUTURAS DE DADOS 1 UNIDADE 5 ESTRUTURAS DE DADOS 51 VARIÁVEIS COMPOSTAS HOMOGÊNEAS Assim como na Teoria dos Conjuntos, uma variável pode ser interpretada como um elemento e uma Estrutura de Dados como um conjunto Quando

Leia mais

Introdução à Programação. Vetores. Prof. José Honorato F. Nunes

Introdução à Programação. Vetores. Prof. José Honorato F. Nunes Introdução à Programação Vetores Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@bonfim.ifbaiano.edu.br Vetores Podemos definir um Vetor como uma variável dividida em vários "pedaços", em várias "casinhas",

Leia mais

Linguagem C vetores. IF61A/IF71A - Computação 1 Prof. Leonelo Almeida. Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Linguagem C vetores. IF61A/IF71A - Computação 1 Prof. Leonelo Almeida. Universidade Tecnológica Federal do Paraná Linguagem C vetores IF61A/IF71A - Computação 1 Prof. Leonelo Almeida Universidade Tecnológica Federal do Paraná Até agora... Introdução à linguagem C Estrutura de um programa Escrita e execução do primeiro

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I BCC Aula Prática 15

PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I BCC Aula Prática 15 Exercício 1 PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I BCC701 2017-1 Aula Prática 15 No jogo Inventei, cada posição do tabuleiro é representada por suas coordenadas x e y e contém um número. O tabuleiro pode ser representado

Leia mais

Noções de algoritmos - Aula 1

Noções de algoritmos - Aula 1 Noções de algoritmos - Aula 1 Departamento de Física UFPel Definição de algoritmo Sequência ordenada e finita de operações para a realização de uma tarefa. Tarefa: Experimento de Física I. Passo 1: Reunir

Leia mais

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 19. Netbeans - Linguagem JAVA - Vetores - Matrizes - Métodos

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 19. Netbeans - Linguagem JAVA - Vetores - Matrizes - Métodos CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 19 Netbeans - Linguagem JAVA - Vetores - Matrizes - Métodos Introdução a Java Por qual motivo utilizar vetor? Vetores Há um problema onde o diretor de uma escola deseja

Leia mais

1. VARIÁVEIS COMPOSTAS HOMOGÊNEAS (VETORES E MATRIZES)

1. VARIÁVEIS COMPOSTAS HOMOGÊNEAS (VETORES E MATRIZES) Algoritmos e Programação de Computadores 1 Prof. Eduardo 1 1. VARIÁVEIS COMPOSTAS HOMOGÊNEAS (VETORES E MATRIZES) As variáveis compostas homogêneas são estruturas de dados que se caracterizam por um conjunto

Leia mais

Algoritmos Estrutura Condicional

Algoritmos Estrutura Condicional Algoritmos Estrutura Condicional Aula 06 Diogo Pinheiro Fernandes Pedrosa http://www2.ufersa.edu.br/portal/professor/diogopedrosa diogopedrosa@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semiárido Bacharelado

Leia mais

Noções de algoritmos - Aula 1

Noções de algoritmos - Aula 1 Noções de algoritmos - Aula 1 Departamento de Física UFPel Definição de algoritmo Sequência ordenada e finita de operações para a realização de uma tarefa. Tarefa: Experimento de Física I. Passo 1: Reunir

Leia mais

CONCEITOS DE ALGORITMOS

CONCEITOS DE ALGORITMOS CONCEITOS DE ALGORITMOS Fundamentos da Programação de Computadores - 3ª Ed. 2012 Editora Prentice Hall ISBN 9788564574168 Ana Fernanda Gomes Ascênsio Edilene Aparecida Veneruchi de Campos Algoritmos são

Leia mais

1ª Lista de Exercícios

1ª Lista de Exercícios Universidade Federal do Rio de Janeiro Data: 26/04/05 Disciplina: Computação I 1ª Lista de Exercícios 1) Faça um programa, em pseudo-código, que peça ao usuário que informe n números reais e então calcule

Leia mais

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Lista de Exercícios 2

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Lista de Exercícios 2 Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Facom - Faculdade de Computação Programação de Computadores I - Engenharia Ambiental Lista de Exercícios 2 Exercícios usando if 1. Escreva um programa que leia

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 2

LISTA DE EXERCÍCIOS 2 UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES 1. TIPOS COMPOSTOS DE DADOS LISTA DE EXERCÍCIOS 2 1. Considerando as declarações abaixo, responda dizendo

Leia mais

Arrays e Marizes. João Paulo Q. dos Santos

Arrays e Marizes. João Paulo Q. dos Santos Arrays e Marizes João Paulo Q. dos Santos joao.queiroz@ifrn.edu.br Roteiro Arrays e Matrizes em Java: Declaração; Criação; Acesso; 25/07/13 2 Array: tipos primitivos Os arrays (matriz unidimensional) em

Leia mais

4ª Lista de Exercícios de Programação I

4ª Lista de Exercícios de Programação I 4ª Lista de Exercícios de Programação I Instrução As questões devem ser implementadas em C. 1. Faça um algoritmo que leia 10 valores inteiros armazenando-os em um vetor e depois calcule a soma dos valores

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I - BCC Vetores e matrizes

PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I - BCC Vetores e matrizes PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I - BCC701-2014-01 Vetores e matrizes Exercício 1 Implemente uma função chama MEDIA que retorne a média dos valores armazenados em um vetor de números. Em seguida implemente

Leia mais

Estruturas Homogêneas (Vetores) II

Estruturas Homogêneas (Vetores) II BCC 201 - Introdução à ProgramaçãoI Estruturas Homogêneas (Vetores) II Guillermo Cámara-Chávez UFOP 1/28 Exercícios I Declaração de um vetor de inteiros i n t n o t a s [ 1 0 ] ; Acessando um elemento

Leia mais

CAPÍTULO VIII. Variáveis Indexadas: Vetores e Matrizes CAPÍTULO VIII VARIÁVEIS INDEXADAS VARIÁVEIS INDEXADAS HOMOGÊNEAS UNIDIMENSIONAIS (VETORES)

CAPÍTULO VIII. Variáveis Indexadas: Vetores e Matrizes CAPÍTULO VIII VARIÁVEIS INDEXADAS VARIÁVEIS INDEXADAS HOMOGÊNEAS UNIDIMENSIONAIS (VETORES) NB7 Algoritmos e Estruturas de Dados I Profa. Rosanna Mara Rocha Silveira Fevereiro/03 - Versão 4.3 97 CAPÍTULO VIII VARIÁVEIS INDEXADAS Nem sempre os tipos básicos (numérico, literal e lógico) são suficientes

Leia mais

Matrizes. DCC 119 Algoritmos

Matrizes. DCC 119 Algoritmos Matrizes DCC 119 Algoritmos Matrizes: vetores multidimensionais Assim como os vetores, as matrizes são estruturas de dados homogêneas. Podem ser construídas dos diversos tipos básicos primitivos (real,

Leia mais

Algoritmo e Programação Matemática

Algoritmo e Programação Matemática Algoritmo e Programação Matemática Fundamentos de Algoritmos Parte 1 Renato Dourado Maia Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Dados A funcionalidade principal de um computador

Leia mais

Lista de exercícios Matrizes

Lista de exercícios Matrizes Lista de exercícios Matrizes 1)Crie uma matriz de 3 linha e 5 colunas, preencha essa matriz com a primeira linha com número um, a segunda linha com o número 2, e a terceira com o número 3. Imprima na tela

Leia mais

<identificador>[<tamanho>]: <tipo>;

<identificador>[<tamanho>]: <tipo>; Vetores e Constantes Imagine uma situação na qual fosse necessário armazenar 100 valores para processamento. Por exemplo, pode ser necessário armazenar as notas de 100 provas de uma turma de alunos. Uma

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados II IEC013

Algoritmos e Estruturas de Dados II IEC013 Algoritmos e Estruturas de Dados II IEC013 Linguagem C -Vetores e Matrizes- Prof. César Melo Todos os créditos ao Prof. Leandro Galvão Variáveis Compostas São um conjunto de variáveis identificadas por

Leia mais

5ª Lista de Exercícios de Programação I

5ª Lista de Exercícios de Programação I 5ª Lista de Exercícios de Programação I Instrução As questões devem ser implementadas em C. Questões que envolvam leitura de matrizes, a construção dessas matrizes pode ser realizada através da geração

Leia mais

Introdução à Computação (IC) Algoritmos: Comandos de entrada e saída

Introdução à Computação (IC) Algoritmos: Comandos de entrada e saída Introdução à Computação (IC) Algoritmos: Comandos de entrada e saída Prof.ª Dr.ª Symone Gomes Soares Alcalá Universidade Federal de Goiás (UFG) Regional Goiânia (RG) Campus Aparecida de Goiânia (CAP) Faculdade

Leia mais

Fundamentos de Programação

Fundamentos de Programação Fundamentos de Programação Linguagem C++: arrays - aula I Bruno Emerson Gurgel Gomes 1 1 Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN (IFRN) 2012 Bruno Gomes (IFRN) Fundamentos de Programação

Leia mais

4ª Lista de Exercícios de Programação I

4ª Lista de Exercícios de Programação I 4ª Lista de Exercícios de Programação I Instrução As questões devem ser implementadas em C. 1. Faça um algoritmo que leia 10 valores inteiros armazenando-os em um vetor e depois calcule a soma dos valores

Leia mais

CONTEÚDO 05 MATRIZES

CONTEÚDO 05 MATRIZES CONTEÚDO 05 MATRIZES Disciplina: Algoritmos e POO Professora: Alba Lopes alba.lopes@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/albalopes MATRIZES O que é uma matriz? Uma estrutura de dados que contém várias

Leia mais

Aula 9 Oficina de Programação Matrizes. Profa. Elaine Faria UFU

Aula 9 Oficina de Programação Matrizes. Profa. Elaine Faria UFU Aula 9 Oficina de Programação Matrizes Profa. Elaine Faria UFU - 26 Variáveis Compostas Homogêneas O que uma variável composta homogênea? - Conjunto de variáveis do mesmo tipo - É chamada de forma geral

Leia mais

Estruturas de Repetição

Estruturas de Repetição Estruturas de Repetição Lista de Exercícios - 04 Programação de Computadores I Professor: Edwar Saliba Júnior Estruturas de Repetição O que são e para que servem? São comandos que são utilizados na programação

Leia mais

Estruturas Homogêneas II (Matrizes)

Estruturas Homogêneas II (Matrizes) BCC 201 - Introdução à Programação Estruturas Homogêneas II (Matrizes) Guillermo Cámara-Chávez UFOP 1/1 Introdução I Imaginemos que queremos ler as notas de 4 provas para cada aluno e calcular a média

Leia mais

Fundamentos de Programação 1

Fundamentos de Programação 1 Fundamentos de Programação 1 Estrutura de Dados Homogêneas Exercícios Slides 16 Complementar Prof. SIMÃO Jean Marcelo SIMÃO Exercício da Aula Anterior a) Elabore um algoritmo que registra os nomes de 50

Leia mais

LINGUAGEM C: ARRAY: VETORES E MATRIZES

LINGUAGEM C: ARRAY: VETORES E MATRIZES LINGUAGEM C: ARRAY: VETORES E MATRIZES Prof. André Backes POR QUE USAR ARRAY? As variáveis declaradas até agora são capazes de armazenar um único valor por vez. Sempre que tentamos armazenar um novo valor

Leia mais

Ciência da Computação. Prof. Dr. Leandro Alves Neves Prof. Dr. Adriano M. Cansian

Ciência da Computação. Prof. Dr. Leandro Alves Neves Prof. Dr. Adriano M. Cansian Algoritmos e Programação Informática II Ciência da Computação Prof. Dr. Leandro Alves Neves Prof. Dr. Adriano M. Cansian 1 Sumário Tipos de Dados Variáveis Modelo esquemático Características e Regras para

Leia mais

AULA 12: Variáveis Compostas Homogêneas Vetores

AULA 12: Variáveis Compostas Homogêneas Vetores 1 AULA 12: Variáveis Compostas Homogêneas Vetores UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Professor: Guilherme Tomaschewski Netto guilherme.netto@inf.ufpel.edu.br 2 Exercício

Leia mais

Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples

Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples SSC0101 - ICC1 Teórica Introdução à Ciência da Computação I Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples Prof. Vanderlei Bonato: vbonato@icmc.usp.br Prof. Claudio Fabiano Motta Toledo: claudio@icmc.usp.br

Leia mais

AULA 10 VETORES. Disciplina: Algoritmos Professora: Alba Lopes.

AULA 10 VETORES. Disciplina: Algoritmos Professora: Alba Lopes. AULA 10 VETORES Disciplina: Algoritmos Professora: Alba Lopes alba.lopes@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/albalopes INTRODUÇÃO Variável Analogia: uma caixa, na qual você pode dar o nome que lhe achar

Leia mais

Introdução aos Algoritmos

Introdução aos Algoritmos Introdução aos Algoritmos Aula 05 Diogo Pinheiro Fernandes Pedrosa http://www2.ufersa.edu.br/portal/professor/diogopedrosa diogopedrosa@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semiárido Bacharelado

Leia mais

Vetores(Arrays) Olimpíadas de Informática. Aulas preparatórias Introdução a Programação em C.

Vetores(Arrays) Olimpíadas de Informática. Aulas preparatórias Introdução a Programação em C. Olimpíadas de Informática Aulas preparatórias Introdução a Programação em C. Vetores(Arrays) Prof. Gemilson George gemilson@colegiogeo.com.br Blog: informaticageo.wordpress.com GEO.OBI Aula 05 Vetores

Leia mais

Registros Profa Jacqueline 1

Registros Profa Jacqueline 1 Registros Profa Jacqueline 1 REGISTROS Observação: Nas aulas anteriores você teve contato com técnicas de programação, que envolviam o uso de estruturas de dados homogêneas, através da utilização de matrizes

Leia mais

Introdução a programação Vetores

Introdução a programação Vetores Instituto Federal de Minas Gerais Campus Ponte Nova Introdução a programação Vetores Professor: Saulo Henrique Cabral Silva Vetores 2 Como funciona Em qual variável está a oitava nota... Notas 5 2 1 9

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação. Sumário. Estruturas de Dados. Agradecimentos. Arranjos: Vetores, Strings & Matrizes em C

Introdução à Ciência da Computação. Sumário. Estruturas de Dados. Agradecimentos. Arranjos: Vetores, Strings & Matrizes em C Agradecimentos Introdução à Ciência da Computação Arranjos: Vetores, Strings & Matrizes em C Parte dos slides a seguir são adaptações dos originais gentilmente cedidos por: Prof. Rudinei Goularte Prof.

Leia mais

1. Tema central. 2. Objetivos. 3. Recursos. 4. Referências Bibliográficas. 5. Informações

1. Tema central. 2. Objetivos. 3. Recursos. 4. Referências Bibliográficas. 5. Informações Curso Disciplina Professor Sistemas de Informação Algoritmos e Programação Flávio Euripedes de Oliveira 1. Tema central Introdução a comando de atribuição e comandos de entrada e saída. 2. Objetivos 1.

Leia mais

Algoritmos e Programação - Engenharia da Computação -

Algoritmos e Programação - Engenharia da Computação - Algoritmos e Programação - Engenharia da Computação - Prof. Alessandro Zimmer Pseudo Linguagem de Programação - PORTUGOL - Pseudo-Linguagem Linguagem de Programação? Notação formal servindo para: - Expressar

Leia mais

Questão 1: Questão 2:

Questão 1: Questão 2: ICET CURSO: Ciência da Computação e Sistemas de Informação (Linguagem de Programação e Algoritmos) Estudos Disciplinares Campus: Data: / / Nome: RA: Turma: Questão 1: Qual a sequência que este algoritmo

Leia mais

PSEUDO-CÓDIGO. Nickerson Fonseca Ferreira

PSEUDO-CÓDIGO. Nickerson Fonseca Ferreira 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA PSEUDO-CÓDIGO Nickerson Fonseca Ferreira nickerson.ferreira@ifrn.edu.br Introdução 2 Um algoritmo pode ser

Leia mais

Aula IV Vetores e Matrizes

Aula IV Vetores e Matrizes Aula IV Vetores e Matrizes Referência bibliográfica BENEDUZZI H, METZ J. Lógica e Linguagem de Programação Introdução ao Desenvolvimento de Software. Ed. Livro Técnico Introdução Até então nossas variáveis

Leia mais

Vetores Unimensionais

Vetores Unimensionais Vetores Unimensionais Objetivos Entender a importância e a necessidade do uso de Vetores Definição de Manipulação de Vetores Inserir elementos em um vetor (usando laços ou não) Acessar elementos de um

Leia mais

Tipo m= matriz [ l i1 : l s1, l i2 : l s2 ] <tipo básico> m: mat

Tipo m= matriz [ l i1 : l s1, l i2 : l s2 ] <tipo básico> m: mat MATRIZ 1 Considere que você necessitasse elaborar um programa que efetuasse a leitura das notas dos alunos, o cálculo da média de cada aluno e no final, apresentar a média do grupo. Utilizando-se apenas

Leia mais

FACCAT Sistemas de Informação. Estruturas de Dados

FACCAT Sistemas de Informação. Estruturas de Dados FACCAT Sistemas de Informação Estruturas de Dados Aula 1 http://professores.faccat.br/azambuja (Estrutura de Dados) Definição de variáveis Podemos imaginar uma variável como o local onde se pode colocar

Leia mais

Atenção! Siga as instruções a seguir:

Atenção! Siga as instruções a seguir: Trabalho Prático da Disciplina Disciplina: Algoritmos AGT0001, TADS Turma F 2013/02 Atenção! Siga as instruções a seguir: Trabalhos em Duplas. Identificar os autores em todos os documentos entregues (e-mails

Leia mais

1. VARIÁVEIS COMPOSTAS HOMOGÊNEAS (VETORES E MATRIZES)

1. VARIÁVEIS COMPOSTAS HOMOGÊNEAS (VETORES E MATRIZES) Algoritmos e Programação de Computadores 1 Prof. Eduardo 1 1. VARIÁVEIS COMPOSTAS HOMOGÊNEAS (VETORES E MATRIZES) As variáveis compostas homogêneas são estruturas de dados que se caracterizam por um conjunto

Leia mais

Instituto de Computação Programação de Computadores (TCC00326)

Instituto de Computação Programação de Computadores (TCC00326) Lista de Exercícios Algoritmos, Pseudocódigo e Fluxograma. Escreva um algoritmo (pseudocódigo) que coloque os números de a 00 na tela na ordem inversa (começando em 00 e terminando em ). inteiro: Numero

Leia mais

Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas

Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas Estrutura de um Programa em Linguagem Algorítmica Nesse curso nós vamos utilizar a linguagem algorítmica para

Leia mais

Lista de Exercícios 1 Algoritmos, Pseudocódigo e Fluxograma

Lista de Exercícios 1 Algoritmos, Pseudocódigo e Fluxograma Disciplina: TCC-00.7 Prog. de Computadores III Professor: Leandro Augusto Frata Fernandes Turma: A- Data: / / Lista de Exercícios Algoritmos, Pseudocódigo e Fluxograma. Escreva um algoritmo (pseudocódigo)

Leia mais

Exercícios: Comandos de Repetição

Exercícios: Comandos de Repetição Universidade Federal de Uberlândia - UFU Faculdade de Computação - FACOM Lista de exercícios de programação em linguagem C Exercícios: Comandos de Repetição 1. Faça um programa que determine o mostre os

Leia mais

Algoritmos I Edézio 1

Algoritmos I Edézio 1 Algoritmos I Edézio 1 Algoritmo Conjunto de regras e operações bem definidas e ordenadas, destinadas à solução de um problema, ou de uma classe de problemas, em um número finito de etapas. Exemplos: As

Leia mais

Algoritmos e Programação Parte 02 Vetores e Matrizes

Algoritmos e Programação Parte 02 Vetores e Matrizes Parte 02 Vetores e Matrizes o Algoritmos e Programação Vetores Estrutura de Dados Homogênea e Estática o Unidimensional o Exemplo : Prédio com um apartamento por andar Conjunto habitacional com apenas

Leia mais

BAC004 Informática Teórica T2 Professora: Fabiana Costa Guedes Lista 05 Vetores e Matrizes Vetores

BAC004 Informática Teórica T2 Professora: Fabiana Costa Guedes Lista 05 Vetores e Matrizes Vetores BAC004 Informática Teórica T2 Professora: Fabiana Costa Guedes Lista 05 Vetores e Matrizes Vetores 1- Faça um programa que preencha um vetor com seis elementos numéricos inteiros, calcule e mostre: a.

Leia mais

Lógica de Programação Módulo I Prof.: Ricardo Lokchin. Fazer os exercícios abaixo na Linguagem C ou em ALGORITMOS.

Lógica de Programação Módulo I Prof.: Ricardo Lokchin. Fazer os exercícios abaixo na Linguagem C ou em ALGORITMOS. Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet a Distância Instituto Federal Sul-rio-grandense - IFSUL Sistema Universidade Aberta do Brasil UAB Núcleo de Produção de Tecnologia e Ensino - NPTE

Leia mais

Sabe-se que as unidades de entrada e saída são dos dispositivos que possibilitam a comunicação entre o usuário e o computador.

Sabe-se que as unidades de entrada e saída são dos dispositivos que possibilitam a comunicação entre o usuário e o computador. Comandos de entrada e saída Sabe-se que as unidades de entrada e saída são dos dispositivos que possibilitam a comunicação entre o usuário e o computador. Seja a seguinte situação: No início da execução

Leia mais

Programação de Computadores

Programação de Computadores Programação de Computadores Estrutura de Dados - Parte 1 Prof. Dr. Erivelton Geraldo Nepomuceno Depto. Engenharia Elétrica Sala 4.23 EL Prédio do DEPEL http://www.ufsj.edu.br/nepomuceno nepomuceno@ufsj.edu.br

Leia mais

Programação de Computadores:

Programação de Computadores: Instituto de C Programação de Computadores: Vetores Luis Martí Instituto de Computação Universidade Federal Fluminense lmarti@ic.uff.br - http://lmarti.com Introdução ao FORTRAN Cinco aspectos precisam

Leia mais

Dados Estruturados Vetores e Matrizes. SCC120 - Introdução à Ciência de Computação

Dados Estruturados Vetores e Matrizes. SCC120 - Introdução à Ciência de Computação Dados Estruturados Vetores e Matrizes SCC120 - Introdução à Ciência de Computação São Carlos Abril de 2011 Array - Definição Vetor ou Array é a forma mais familiar de dados estruturados. Um array é um

Leia mais

Algoritmos e Técnicas de Programação

Algoritmos e Técnicas de Programação Algoritmos e Técnicas de Programação Estrutura, Visualg e Variáveis filipe.raulino@ifrn.edu.br Programação Estruturada A programação estruturada (Top-Down) estabelece uma disciplina de desenvolvimento

Leia mais

Solução usando variáveis simples

Solução usando variáveis simples Vetores e Matrizes Motivação Problema: escreva um algoritmo que calcule a média aritmética geral de uma classe com 10 alunos e imprima a quantidade de notas acima da média calculada. Solução usando variáveis

Leia mais

Curso Básico de Programação Aula 11. Revisão Aula Anterior Laços de Repetição While; Do-While; For.

Curso Básico de Programação Aula 11. Revisão Aula Anterior Laços de Repetição While; Do-While; For. Curso Básico de Programação Aula 11 Revisão Aula Anterior Laços de Repetição While; Do-While; For. Introdução à Linguagem C Laços de Repetição While Do-While For while () { } do {

Leia mais

Agregado Homogêneo e Heterogêneo

Agregado Homogêneo e Heterogêneo Universidade Estadual de Maringá - UEM Centro de Tecnologia - CTC Departamento de Informática - DIN Fundamentos da Computação Agregado Homogêneo e Heterogêneo Prof. Yandre Maldonado - 1 Prof. Yandre Maldonado

Leia mais

Aula 8 TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS PROGRAMAÇÃO PARA JOGOS. Marcelo Henrique dos Santos

Aula 8 TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS PROGRAMAÇÃO PARA JOGOS. Marcelo Henrique dos Santos Aula 8 Mestrado em Educação (em andamento) MBA em Marketing e Vendas (em andamento) Especialista em games Bacharel em Sistema de Informação Vetor e Matriz em C# VETOR (ARRAY) Tipo de dados utilizado para

Leia mais

Programação Básica em Arduino Aula 5

Programação Básica em Arduino Aula 5 Programação Básica em Arduino Aula 5 Execução: Laboratório de Automação e Robótica Móvel O objetivo da modularização é separar o programa em módulos funcionais dividir para conquistar. Um módulo pode ser

Leia mais

Vetores(Arrays) Olimpíadas de Informática. Aulas preparatórias Introdução a Programação em C.

Vetores(Arrays) Olimpíadas de Informática. Aulas preparatórias Introdução a Programação em C. Olimpíadas de Informática Aulas preparatórias Introdução a Programação em C. Vetores(Arrays) Prof. Gemilson George gemilson@colegiogeo.com.br Blog: informaticageo.wordpress.com GEO.OBI Aula 05 Definição:

Leia mais

Atenção! Siga as instruções a seguir:

Atenção! Siga as instruções a seguir: Trabalho Prático da Disciplina Disciplina: Algoritmos AGT0001, TADS Turma F 2012/01 Atenção! Siga as instruções a seguir: Trabalhos em Duplas (ou individuais). Identificar os autores em todos os documentos

Leia mais

DISCIPLINA: Computação e Algoritmo I. PROFESSOR: Léo M. Lopes da Silva Garcia FORMAÇÃO:

DISCIPLINA: Computação e Algoritmo I. PROFESSOR: Léo M. Lopes da Silva Garcia FORMAÇÃO: DISCIPLINA: Computação e Algoritmo I PROFESSOR: Léo M. Lopes da Silva Garcia FORMAÇÃO: - Graduação Licenciatura Plena em Computação Universidade do Estado de Mato Grosso - Especialista em Gestão Pública

Leia mais

Agregado Homogêneo e Heterogêneo. Agregado Homogêneo. Agregado Homogêneo 28/11/2015

Agregado Homogêneo e Heterogêneo. Agregado Homogêneo. Agregado Homogêneo 28/11/2015 8//0 Universidade Estadual de Maringá - UEM Centro de Tecnologia - CTC Departamento de Informática - DIN Fundamentos da Computação e Heterogêneo Prof. Yandre Maldonado - Prof. Yandre Maldonado e Gomes

Leia mais

Disciplina de Algoritmos e Programação

Disciplina de Algoritmos e Programação Disciplina de Algoritmos e Programação Aula Passada Prática com declaração e inicialização de variáveis Capacidade de representação (estouro de representação) Tamanho ocupado pela variável na memória (comando

Leia mais

1. [VETOR][SALA] Cálculo da média aritmética de 10 valores armazenados em um vetor.

1. [VETOR][SALA] Cálculo da média aritmética de 10 valores armazenados em um vetor. Universidade Estadual de Maringá - Departamento de Informática Disciplina: 1640/31 - Fundamentos da Computação Física 2007 Prof.: Mauro Henrique Mulati Exercícios de vetores e matrizes do 2. o Bimestre

Leia mais

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 16. Ordenação Revisão para a prova

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 16. Ordenação Revisão para a prova CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 16 Ordenação Revisão para a prova Algoritmos de Ordenação São algoritmos que organizam uma sequência (por exemplo, os elementos de um vetor) em ordem crescente ou decrescente.

Leia mais

Estruturas de Repetição WHILE e DO- WHILE

Estruturas de Repetição WHILE e DO- WHILE Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA Campus Itaqui RS Engenharia de Agrimensura Introdução à Programação (prof. Dr. Rogério Vargas) Lista 2 (entrega: 1 de junho de 2015) Instruções: Trabalhos iguais

Leia mais

1 Faculdade FUCAPI Profº. Sérgio Roberto

1 Faculdade FUCAPI Profº. Sérgio Roberto 1 Faculdade FUCAPI Profº. Sérgio Roberto Lembrando que um dos objetivos da criação de um programa é a manipulação dos dados. Por meio do conhecimento das estruturas de dados homogêneas (vetores) é possível

Leia mais

- Aulas 33, 34, 35 e 36 - Técnicas de programação. - Matrizes de uma dimensão - (Vetores)

- Aulas 33, 34, 35 e 36 - Técnicas de programação. - Matrizes de uma dimensão - (Vetores) 1 Estrutura de Dados - Aulas 33, 34, 35 e 36 - Técnicas de programação. - Matrizes de uma dimensão - (Vetores) É uma técnica de programação que permite trabalhar com o agrupamento da várias informações

Leia mais

Existem dois tipos básicos de subrotinas: a) Procedimentos; b) Funções.

Existem dois tipos básicos de subrotinas: a) Procedimentos; b) Funções. ESTRUTURAÇÃO DOS MÓDULOS DE UM ALGORITMO Uma subrotina é um algoritmo hierarquicamente subordinado a um outro algoritmo geralmente chamado de módulo principal. Da mesma forma, uma subrotina pode conter

Leia mais