PUBLICIDADE E MARKETING MÉDICO NA ERA ELETRÔNICA: QUAIS OS LIMITES?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PUBLICIDADE E MARKETING MÉDICO NA ERA ELETRÔNICA: QUAIS OS LIMITES?"

Transcrição

1 VIII SIMPÓSIO MINEIRO DE INTERCORRÊNCIAS EM CIRURGIA PLÁSTICA OURO PRETO, 04 de abril de 2014 PUBLICIDADE E MARKETING MÉDICO NA ERA ELETRÔNICA: QUAIS OS LIMITES? EDUARDO SUCUPIRA Comissão de Marketing e Divulgação SBCP

2 RESOLUÇÃO 1974/11 Estabelece os critérios norteadores da propaganda em Medicina, conceituando os anúncios, a divulgação de assuntos médicos, o sensacionalismo, a autopromoção e as proibições referentes à matéria.! REGRA QUE DEVE SER REVISADA PERIODICAMENTE PARA SE MANTER ATUALIZADA COM A EVOLUÇÃO DA MORAL CONTEMPORÂNEA

3

4 A QUESTÃO ATUALMENTE NÃO É MAIS... DEVIDO A FACILIDADE CADA VEZ MAIOR DE CRIAÇÃO DE PÁGINAS NA REDE/WEB QUALQUER INDIVÍDUO PODE CRIAR, GERENCIAR E DISPONIBILIZAR INFORMAÇŌES NA REDE

5 NOVA ERA DAS MÍDIAS SOCIAIS Geração web Rede de pessoas e não de computadores: Publicação de conteúdo próprio(blogs, redes sociais, vídeos, outras mídias) Mídia própria - o que o autor publicou Mídia paga - anúncios promocionais Mídia espontânea - o que foi publicado Capital social(intangível) Capital intelectual

6 4 PILARES DA PRESENÇA DIGITAL POSICIONAMENTO - PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO O PROFISSIONAL SE APRESENTA AO MERCADO/ PÚBLICO CONTEÚDO - RELEVANTE PARA O PÚBLICO-ALVO E COMPARTILHAMENTO RELACIONAMENTO - ENGAJAMENTO COM O PÚBLICO ATRAVÉS DOS CANAIS DIGITAIS MONITORAMENTO - WEBANALYTICS

7 !!!!!! A QUESTÃO ATUALMENTE É A RELEVÂNCIA CREDIBILIDADE DO AUTOR RELEVÂNCIA DO ASSUNTO RELEVÂNCIA DA INFORMAÇÃO INDEPENDÊNCIA DO AUTOR DEFINIÇÃO E PUBLICAÇÃO DA FONTE

8 COM A LEGISLAÇÃO EXISTENTE NÃO SE CONSEGUE DISCIPLINAR A DINÂMICA DESTA MÍDIA GLOBAL NÃO HÁ CONSENSO JURÍDICO SOBRE A DISPONIBILIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES NAO HÁ CONSENSO SOBRE A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE ON-LINE

9 !! AUTO-REGULAÇÃO (SOLUÇAO MAIS EFETIVA) CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA (CFM) CONSELHOS REGIONAIS DE MEDICINA (CRM) COMISSÃO DE DIVULGAÇÃO DE ASSUNTOS MÉDICOS (CODAME)

10 A INFORMAÇÃO É VITAL PARA TODAS AS ÁREAS.! O QUE MUDA É A FORMA COMO A INFORMAÇÃO DEVE SER TRABALHADA. NESTA ÁREA A PUBLICIDADE MÉDICA COM PROPÓSITO EDUCATIVO AO PÚBLICO, SERÁ SEMPRE UMA PROPAGANDA POSITIVA E NAO MERAMENTE PROMOCIONAL.

11 TODAS AS PROFISSÕES NECESSITAM DE COMPARTILHAMENTO DE INFORMAÇÃO E A CIRURGIA PLÁSTICA NÃO É DIFERENTE

12 SITE MÉDICO DEVERÁ RESPEITAR ÀS RESOLUÇÕES NORMATIVAS E AO MANUAL DO CODAME

13 !! WEBSITES! A FACILIDADE DE CRIAÇÃO E A DISPONIBILIDADE DE INFORMAÇÕES/INTERAÇÃO

14 O QUE DEVE CONTER EM UM SITE ETICAMENTE CORRETO? 1. TRANSPARÊNCIA 2. HONESTIDADE 3. QUALIDADE 4. CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO 5. PRIVACIDADE 6. ÉTICA MÉDICA 7. RESPONSABILIDADE E PROCEDÊNCIA Fonte: Resolução Cremesp no 97/2001

15 O QUE DEVE CONTER EM UM SITE 1. TRANSPARÊNCIA DEVE ESTAR CLARO O PROPÓSITO DO SITE EDUCATIVO OU POSSUI FINS COMERCIAIS? NOME DO RESPONSÁVEL NOME DO MANTENEDOR NOMES DE PATROCINADORES DIRETOS OU INDIRETOS Fonte: Resolução Cremesp no 97/2001

16 Fonte: Resolução Cremesp no 97/2001 O QUE DEVE CONTER EM UM SITE 2. HONESTIDADE DEIXAR CLARO SE O SITE ESTÁ A SERVIÇO EXCLUSIVAMENTE DE PATROCINADORES PARA VENDA DE PRODUTOS

17 Fonte: Resolução Cremesp no 97/2001 O QUE DEVE CONTER EM UM SITE 3. QUALIDADE INFORMAÇÕES EXATAS, ATUALIZADAS E DE FÁCIL ENTENDIMENTO LINGUAGEM OBJETIVA CIENTIFICAMENTE FUNDAMENTADA DATA DA PUBLICAÇÃO OU DA REVISÃO DA INFORMAÇÃO FONTES UTILIZADAS CRITÉRIO DE SELEÇÃO DO CONTEÚDO POLÍTICA EDITORIAL (DESTAQUE PARA NOME E CONTATO DOS RESPONSÁVEIS) DESTACAR POTENCIAIS CONFLITOS DE INTERESSE

18 Fonte: Resolução Cremesp no 97/2001 O QUE DEVE CONTER EM UM SITE 4. CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO QUALQUER DADO PESSOAL PODERÁ SER ARMAZENADO, SOLICITADO, UTILIZADO OU DIVULGADO, APENAS COM O EXPRESSO CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

19 Fonte: Resolução Cremesp no 97/2001 O QUE DEVE CONTER EM UM SITE 5. PRIVACIDADE USUÁRIOS TEM DIREITO A PRIVACIDADE DE SEUS DADOS

20 O QUE DEVE CONTER EM UM SITE 6. ÉTICA MEDICA MÉDICOS E HOSPITAIS DEVEM SEGUIR REGRAS DO CFM E CONSELHOS REGIONAIS

21 O QUE DEVE CONTER EM UM SITE 7. RESPONSABILIDADE E PROCEDÊNCIA O CIRURGIÃO OU A INSTITUIÇÃO TEM QUE SE RESPONSABILIZAR, LEGAL E ETICAMENTE, PELAS INFORMAÇÕES DIVULGADAS NA INTERNET RESPOSTAS DEVEM SER FORNECIDAS DE FORMA ÁGIL E APROPRIADA Fonte: Resolução Cremesp no 97/2001

22 A INTERNET PODE SER UTILIZADA PARA DIVULGAÇÃO MÉDICA? SIM Desde que respeite o Código de Ética Medica, e as normas do CFM:! Respeitar o sigilo profissional Manter o anonimato dos pacientes Esclarecer e educar a sociedade Anunciar somente os títulos de especialidade registrados no CRM (no máximo 2) Fonte: Decreto-Lei no 4.113/42; Código de Ética Médica, artigos 131, 132 e 133; Processo Consulta CFM no 6.228/98 (63/99); Resolução Cremesp no 97/2001 e Parecer Consulta Cremesp no /01.

23 Fonte: Decreto-Lei no 4.113/42; Código de Ética Médica, artigos 131, 132 e 133; Processo Consulta CFM no 6.228/98 (63/99); A I N T E R N E T P O D E S E R UTILIZADA PARA DIVULGAÇÃO MÉDICA? SIM Evitar o sensacionalismo e a autopromoção Não fornecer consulta virtual Não participar de anúncios de empresas comerciais

24 Fonte: Resolução Cremesp no 97/2001 EXISTE REGULAMENTAÇÃO PARA A PUBLICIDADE MÉDICA NA INTERNET? SIM OBRIGATÓRIO SEGUIR A REGULAMENTAÇÃO DA COMISSÃO DE DIVULGAÇÃO DE ASSUNTOS MÉDICOS (CODAME)

25 Fonte: Processo Consulta CFM no 8.997/2000 (16/01); Parecer Consulta Cremesp no 6.595/ 97; Parecer Consulta Cremesp no /99; Parecer Consulta Cremesp no /95; Parecer Consulta Cremesp no /02; Parecer Consulta Cremesp no /95 e Parecer Consulta Cremesp no /01. CIRURGIÕES PLÁSTICOS PODEM CONCEDER ENTREVISTAS EM SITES DA INTERNET? SIM, DESDE QUE: SEU ENDEREÇO OU TELEFONE DE CONSULTÓRIO NÃO SEJAM DIVULGADOS SUA PARTICIPAÇÃO NA DIVULGAÇÃO DEVE LIMITAR-SE A ESCLARECER E EDUCAR A COMUNIDADE

26 CIRURGIÕES PLÁSTICOS PODEM PARTICIPAR DE SEÇÕES SOBRE SAÚDE, RESPONDENDO S COM PERGUNTAS TÉCNICAS? SIM RESPONDENDO ÀS QUESTÕES OBJETIVAMENTE COM O CARÁTER EDUCATIVO E ESCLARECEDOR, DE MANEIRA IMPESSOAL, SEM VISAR À PRÓPRIA PROMOÇÃO Fonte: Processo Consulta CFM no 8.997/2000 (16/01)

27 CIRURGIÕES PLÁSTICOS PODEM ENVIAR SOLICITAÇÕES E RESULTADOS DE EXAMES PELA INTERNET? SIM DESDE DE QUE SEJA UTILIZADA CRIPTOGRAFIA OU DE SERVIDORES ESPECIAIS PARA EVITAR QUEBRA DE SIGILO Fonte: Resolução Cremesp no 97/2001

28 C L Í N I C A S, H O S P I T A I S E CONSULTORIOS PODEM USAR A INTERNET PARA AGENDAMENTO E MARCAÇÃO DE CONSULTAS VIA ? SIM Fonte: Código de Ética Médica, artigo 62

29 REGIONAL DE MEDICINA!!!! Fonte: Resolução CFM no 1.701/03 e Resolução Cremesp no 97/200 O QUE DEVE SEMPRE CONSTAR NO ANÚNCIO DE CLINICAS E HOSPITAIS NA INTERNET? NOME DO MÉDICO RESPONSÁVEL NÚMERO DE SUA INSCRIÇÃO NO CONSELHO

30 Fonte: Decreto-Lei no 4.113/42, artigos 1o 2o; Código de Ética Médica, artigos 9o e 86; Processo Consulta CFM no 8.997/2000 (16/01); Parecer Consulta Cremesp no /00 e Parecer Consulta Cremesp no /01. O CIRURGIÃO PLÁSTICO PODE DIVULGAR VALORES DE CONSULTAS POPULARES N O S M E I O S D E COMUNICAÇÃO? INCONVENIENTE ALÉM DE NÃO ATENDER AS NORMAS DA CODAME DISPONIBILIZA A CONSULTA COM VALORES ABAIXO DOS ESTIPULADOS PELA AMB

31 O CIRURGIÃO PLÁSTICO PODE PARTICIPAR DE CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS? NÃO O MÉDICO ESTÁ IMPEDIDO DE PARTICIPAR DE ANÚNCIOS DE EMPRESAS COMERCIAIS DE QUALQUER NATUREZA, VALENDO-SE DE SUA PROFISSÃO Artigo 136 do Código de Ética Médica e o item d do artigo 9o da Resolução CFM no 1.701/03. Fonte: Resolução CFM no 1.701/03; Código de Ética Médica, artigo 136;

32 VIDEOS DE CIRURGIA PLÁSTICA, EXPONDO PACIENTES, PODEM SER PRODUZIDOS POR MÉDICOS E DISTRIBUÍDOS NA INTERNET EM CARÁTER EDUCATIVO? NÃO A PRODUÇÃO DE VIDEOS INFRINGE DE VÁRIAS FORMAS O CÓDIGO DE ÉTICA MÉDICA, ALÉM DA RESOLUÇÃO DO CFM 1-701/03, QUE DISCIPLINA A PUBLICIDADE MÉDICA EM TERRITÓRIO NACIONAL! Fonte: Processo Consulta CFM no 8.997/2000 (16/01) e Parecer Consulta Cremesp no /92.

33 CIRURGIÕES PLÁSTICOS PODEM DIVULGAR VALORES DE PACOTES PARA TRATAMENTOS, PARCELAMENTO DE HONORÁRIOS, DESCONTOS E/OU PROMOÇÕES PELA INTERNET? NÃO O MÉDICO NÃO PODE DIVULGAR VALORES OU MÉDIA DE VALORES NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO Fonte: Decreto-Lei no 4.113/42, artigos 1o 2o; Código de Ética Médica, artigos 9o e 86; Processo Consulta CFM no 8.997/2000 (16/01); Parecer Consulta Cremesp no /00 e Parecer Consulta Cremesp no /01.

34 Fonte: Decreto-Lei no 4.113/42, artigos 1o 2o; Código de Ética Médica, artigos 9o e 86; Processo Consulta CFM no 8.997/2000 (16/01); Parecer Consulta Cremesp no /00 e Parecer Consulta Cremesp no /01. O CIRURGIÃO PLÁSTICO PODE DIVULGAR QUE TRABALHA COM CONSÓRCIOS E PLANOS DE FINANCIAMENTOS? NÃO A DIVULGAÇÃO DE PLANOS DE FINANCIAMENTOS É VISTA PELO CFM COMO MERCANTILIZAÇÃO DA MEDICINA

35 CONSULTAS MÉDICAS PODEM SER REALIZADAS PELA INTERNET? NÃO APENAS ORIENTAÇÕES COMPLEMENTARES PODEM SER REALIZADAS PELA INTERNET

36 PODE-SE REALIZAR SIMULAÇÃO DE PROCEDIMENTOS MÉDICOS,PRÁTICAS EXPERIMENTAIS, SEM COMPROVAÇÃO CIENTÍFICA NA INTERNET? NÃO É RECOMENDÁVEL PODE CRIAR FALSAS EXPECTATIVAS E INSATISFAÇÃO FUTURA QUANDO UTILIZADA, A SIMULAÇÃO DE CASO DEVE SER ESCLARECIDA COM SUAS LIMITAÇÕES (Resolução CFM no 1.609/2000. Fonte: Código de Ética Médica, artigos 124, 125, 127, 128 e 130; Resolução CFM no 1.609/ 2000 e Resolução Cremesp no 97/2001.)

37 Fonte: Código de Ética Médica, artigo 132; Processo Consulta CFM no 8.997/2000 (16/01) e Parecer Consulta Cremesp no 984/00. É PERMITIDO CONTRATAR EMPRESA DE MARKETING, ENVOLVENDO SERVIÇOS PUBLICITÁRIOS PARA CONSULTÓRIO, CLÍNICAS E HOSPITAIS? O CFM não recomenda o envolvimento do médico com essas empresas, lembrando-o do risco de incorrer em infração ética e responder em processo disciplinar.

38 COMO DEVEM SER AS CONFERÊNCIAS MÉDICAS SOBRE CASOS CLÍNICOS UTILIZANDO A INTERNET? POSSUIR SEMPRE O CONSENTIMENTO ESCLARECIDO A RESPONSABILIDADE DO ATO É DO MÉDICO ASSISTENTE, PORÉM DEMAIS MÉDICOS RESPONDEM SOLIDARIAMENTE NO CASO DE ROBÓTICA OU TELEMEDICINA, O MÉDICO QUE ACOMPANHA O PACIENTE É RESPONSÁVEL Fonte: Resolução CFM no 1.653/02 e Resolução Cremesp no 97/2001

39 Fonte: Código de Ética Médica, artigos 80, 131 e 132; Resolução Cremesp no 97/2001 O QUE É PROIBIDO AO MÉDICO NA INTERNET? AUTOPROMOÇÃO CONCORRÊNCIA DESLEAL (PROMOÇÕES) PLEITEAR EXCLUSIVIDADE DE MÉTODOS DIAGNÓSTICOS OU TERAPÊUTICOS PROPAGANDA DE DETERMINADO PRODUTO OU EQUIPAMENTO

40 O MÉDICO PODE ALEGAR QUE DESCONHECE O CÓDIGO DE ÉTICA MÉDICA PARA JUSTIFICAR INFRAÇÕES? NÃO

41 SOB RISCO DO MÉDICO RESPONSÁVEL POR DETERMINADA INFORMAÇÃO,OU SERVIÇO VEICULADO NA INTERNET, INCORRER EM INFRAÇÃO DO CÓDIGO DE ÉTICA MÉDICA OU RESOLUÇÕES ESPECÍFICAS DE CADA CONSELHO.

42 Fonte: Resolução Cremesp no 97/2001 PENAS DISCIPLINARES APLICÁVEIS APÓS TRAMITAÇÃO DE PROCESSO E JULGAMENTO ADVERTÊNCIA CONFIDENCIAL CENSURA CONFIDENCIAL CENSURA PÚBLICA EM PUBLICAÇÃO OFICIAL SUSPENSÃO DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL POR 30 DIAS CASSAÇÃO DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL

43 DÚVIDA? FAÇA UMA CONSULTA ESPECÍFICA NO CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA OU NA CODAME

44 MUITO OBRIGADO A TODOS BEMVINDOS AO RIO - ISAPS 2014!

45

46 ISAPS Congress 2014 Congresso ISAPS de Setembro September, O RIO espera por você no ISAPS/2014! Rio de Janeiro Brazil! Barra da Tijuca!!

47

48 Type a quote here. Johnny Appleseed

Cremesp lança manual de ética para sites de medicina e saúde na Internet

Cremesp lança manual de ética para sites de medicina e saúde na Internet Cremesp lança manual de ética para sites de medicina e saúde na Internet Foi publicada nesta sexta-feira, dia 9 de março, no Diário Oficial do Estado, a Resolução nº 097/2001 do Conselho Regional de Medicina

Leia mais

Local: Salvador - Bahia Data: 09/10/2015 às 11:45h

Local: Salvador - Bahia Data: 09/10/2015 às 11:45h PUBLICIDADE MÉDICA QUAIS SÃO OS LIMITES ÉTICOS? Local: Salvador - Bahia Data: 09/10/2015 às 11:45h DR. LAVÍNIO NILTON CAMARIM Salvador - Bahia A melhor cidade para se viver do mundo Na Medicina seria ético

Leia mais

Local: Marília Data: 25/06/2015 (20:00h)

Local: Marília Data: 25/06/2015 (20:00h) PUBLICIDADE MÉDICA QUAIS SÃO OS LIMITES ÉTICOS? Local: Marília Data: 25/06/2015 (20:00h) DR. LAVÍNIO NILTON CAMARIM Marília/SP A melhor cidade para se viver do mundo Na Medicina seria ético dizer isso?

Leia mais

A Resolução CFM nº 1.974/2011

A Resolução CFM nº 1.974/2011 A Resolução CFM nº 1.974/2011 A Resolução CFM nº 1.974/2011 Publicada no Diário Oficial da União em 19/8/2011. Entra em vigor 180 dias após sua publicação. Ementa: Estabelece os critérios norteadores da

Leia mais

Publicidade na Odontologia: como fazer. Um guia de como evitar penalidades e divulgar seus serviços de acordo com a legislação.

Publicidade na Odontologia: como fazer. Um guia de como evitar penalidades e divulgar seus serviços de acordo com a legislação. Publicidade na Odontologia: como fazer Um guia de como evitar penalidades e divulgar seus serviços de acordo com a legislação. Você sabia que nos anúncios, placas e impressos publicitários, por exemplo,

Leia mais

MANUAL DE PUBLICIDADE

MANUAL DE PUBLICIDADE MANUAL DE PUBLICIDADE DO MÉDICO VETERINÁRIO Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Paraná Manual de Publicidade do Médico Veterinário 2015 www.crmv-pr.org.br MANUAL DE PUBLICIDADE DO MÉDICO

Leia mais

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames Introdução Fique atento aos padrões do CFM ÍNDICE As 6 práticas essenciais de marketing para clínicas de exames Aposte em uma consultoria de

Leia mais

Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia CREMEB III Fórum de Publicidade Médica 24 de agosto de 2012 Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia CREMEB Comissão de Divulgação de Assuntos Médicos

Leia mais

O presente Termo de Responsabilidade rege a relação entre a SBEM e os usuários dos serviços disponibilizados no site www.endocrino.org.

O presente Termo de Responsabilidade rege a relação entre a SBEM e os usuários dos serviços disponibilizados no site www.endocrino.org. TERMOS DE USO DOS SERVIÇOS DO SITE SBEM O presente Termo de Responsabilidade rege a relação entre a SBEM e os usuários dos serviços disponibilizados no site www.endocrino.org.br A UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS

Leia mais

MARKETING HOSPITALAR. Marketing e Marketing de Saúde: Iguais, porém diferentes. Carlos Frederico Silva Habel

MARKETING HOSPITALAR. Marketing e Marketing de Saúde: Iguais, porém diferentes. Carlos Frederico Silva Habel Marketing e Marketing de Saúde: Iguais, porém diferentes. Carlos Frederico Silva Habel Carlos Frederico Silva Habel Pós-graduado em Administração Mercadológica / Marketing pela UNA MG, especialista em

Leia mais

PESQUISA INÉDITA DO CREMESP. 93% dos médicos recebem brindes e benefícios das empresas farmacêuticas e de equipamentos

PESQUISA INÉDITA DO CREMESP. 93% dos médicos recebem brindes e benefícios das empresas farmacêuticas e de equipamentos PESQUISA INÉDITA DO CREMESP 93% dos médicos recebem brindes e benefícios das empresas farmacêuticas e de equipamentos 80% dos médicos recebem visitas de representantes da indústria de medicamentos Estudo

Leia mais

Veículo de Comunicação da AHERJ. Associação de Hospitais do Estado do Rio de Janeiro Ano XIII Nº 100 Julho / Agosto de 2011

Veículo de Comunicação da AHERJ. Associação de Hospitais do Estado do Rio de Janeiro Ano XIII Nº 100 Julho / Agosto de 2011 N 991219341-0/2010 DR/RJ Veículo de Comunicação da AHERJ. Associação de Hospitais do Estado do Rio de Janeiro Ano XIII Nº 100 Julho / Agosto de 2011 Marketing na Saúde Como utilizar o Marketing na área

Leia mais

Anotações de aula Aline Portelinha 2015

Anotações de aula Aline Portelinha 2015 Anotações de aula Aline Portelinha 2015 Aula 10 CONSELHOS DE MEDICINA Conselhos de Medicina O que são Constituem, em seu conjunto, uma autarquia federal, cada um deles dotado de autonomia administrativa

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM nº 2.126/2015

RESOLUÇÃO CFM nº 2.126/2015 RESOLUÇÃO CFM nº 2.126/2015 (Publicado no D.O.U., 01 de outubro de 2015, Seção I, p. 131) Altera as alíneas c e f do art. 3º, o art. 13 e o anexo II da Resolução CFM nº 1.974/11, que estabelece os critérios

Leia mais

I REUNIÃO CIENTÍFICA - APAMT

I REUNIÃO CIENTÍFICA - APAMT I REUNIÃO CIENTÍFICA - APAMT A NR-04 e a Obrigatoriedade da Especialidade de Medicina do Trabalho Dia 28 de fevereiro Associação Médica do Paraná, Curitiba/PR João Anastacio Dias Diretor de Título de Especialista

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1890/2009

RESOLUÇÃO CFM Nº 1890/2009 RESOLUÇÃO CFM Nº 1890/2009 (Publicada no D.O.U. de 19 jan 2009, Seção I, pg. 94-5) Define e normatiza a Telerradiologia O CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA, no uso das atribuições conferidas pela lei nº. 3.

Leia mais

MANUAL DE CONDUTA EM REDES SOCIAIS

MANUAL DE CONDUTA EM REDES SOCIAIS MANUAL DE CONDUTA EM REDES SOCIAIS AS MÍDIAS SOCIAIS SÃO HOJE AS PRINCIPAIS FERRAMENTAS DE INTERAÇÃO SOCIAL E DE COMPARTILHAMENTO DE IDEIAS E INFORMAÇÕES. O Sistema de Saúde Mãe de Deus (SSMD), sabendo

Leia mais

Prontuário Eletrônico do Paciente

Prontuário Eletrônico do Paciente 10º AUDHOSP - Congresso Nacional de Auditoria em Saúde e Qualidade da Gestão e da Assistência Hospitalar Marcelo Lúcio da Silva Gerente Executivo e de Certificação da SBIS Águas de Lindóia-SP, 16 de setembro

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.821/07

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.821/07 RESOLUÇÃO CFM Nº 1.821/07 (Publicada no D.O.U. de 23 nov. 2007, Seção I, pg. 252) Aprova as normas técnicas concernentes à digitalização e uso dos sistemas informatizados para a guarda e manuseio dos documentos

Leia mais

A Instrução Nº 1. - Sindicato dos Agenciadores de Publicidade e Trabalhadores em Empresas de Publicidade de São Paulo

A Instrução Nº 1. - Sindicato dos Agenciadores de Publicidade e Trabalhadores em Empresas de Publicidade de São Paulo A Instrução Nº 1 A Instrução Nº 1 FEBRASP - Federação Brasileira de Publicidade ABAP - Associação Brasileira de Agências de Propaganda - Sindicato dos Agenciadores de Publicidade e Trabalhadores em Empresas

Leia mais

CONSULTA Nº 157.262/2013

CONSULTA Nº 157.262/2013 1 CONSULTA Nº 157.262/2013 Assunto: Sobre armazenamento de imagens médicas usando sistema de cloud computing, e se é permitido o armazenamento em data center fora do País. Relator: Conselheiro Nacime Salomão

Leia mais

TESTES CÓDIGO DE ÉTICA ODONTOLÓGICA

TESTES CÓDIGO DE ÉTICA ODONTOLÓGICA TESTES CÓDIGO DE ÉTICA ODONTOLÓGICA Profa. Maria Valéria D. Akkaoui Cirurgiã Dentista Colaboradora na Comissão de Ética do CRO-SP de 2000 até a presente data. 1 1 - De acordo com a Lei Federal n.º 4.324,

Leia mais

Paul Anwandter não recolherá informações de visitantes às nossas páginas web / wap, a menos que você nos fornecer sua informação

Paul Anwandter não recolherá informações de visitantes às nossas páginas web / wap, a menos que você nos fornecer sua informação Política De Privacidade Esta política de privacidade descreve os tipos de informações coletadas pelo nome do cliente no site e como usamos e proteger. Esta Política de Privacidade aplica-se apenas a este

Leia mais

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões MÍDIA KIT INTERNET Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões Segundo pesquisa da Nielsen IBOPE, até o 1º trimestre/2014 número 18% maior que o mesmo período de 2013. É a demonstração

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.107/2014

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.107/2014 RESOLUÇÃO CFM Nº 2.107/2014 (Publicado no D.O.U. de 17 dez 2014, Seção I, p. 157-158) Define e normatiza a Telerradiologia e revoga a Resolução CFM nº 1890/09, publicada no D.O.U. de 19 janeiro de 2009,

Leia mais

Resolução CFM Nº 2107 DE 25/09/2014 Publicado no DO em 17 dez 2014

Resolução CFM Nº 2107 DE 25/09/2014 Publicado no DO em 17 dez 2014 Resolução CFM Nº 2107 DE 25/09/2014 Publicado no DO em 17 dez 2014 Define e normatiza a Telerradiologia e revoga a Resolução CFM nº 1890/09, publicada no D.O.U. de 19 janeiro de 2009, Seção 1, p. 94-5p

Leia mais

30 Especial Dr. Google

30 Especial Dr. Google 30 Especial Dr. Google Especial Dr. Google 31 Dr. Google influencia novo posicionamento dos pacientes em relação aos médicos Especialistas em Oftalmologia e o CFM opinam sobre novo conceito adotado por

Leia mais

Gestão Eletrônica de Documentos na Auditoria

Gestão Eletrônica de Documentos na Auditoria 6º Congresso Nacional Unimed de Auditoria em Saúde Marcelo Lúcio da Silva Gerente Executivo e de Certificação da SBIS Búzios-RJ, 17 de junho de 2011 Duke em 1935 2 Slide do Dr. Ed Hammond Duke em 2011

Leia mais

EDUCAÇÃO MÉDICA CONTINUADA SANTA CASA DE SÃO JOAQUIM DA BARRA Delegacia Regional de Ribeirão Preto

EDUCAÇÃO MÉDICA CONTINUADA SANTA CASA DE SÃO JOAQUIM DA BARRA Delegacia Regional de Ribeirão Preto 13 DE JUNHO 2013 EDUCAÇÃO MÉDICA CONTINUADA SANTA CASA DE SÃO JOAQUIM DA BARRA Delegacia Regional de Ribeirão Preto Lavinio Nilton Camarim Conselheiro do Cremesp Lei Federal 9.656/98 Lei dos Planos de

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE AMBIENTAL MERCANTIL

POLÍTICA DE PRIVACIDADE AMBIENTAL MERCANTIL POLÍTICA DE PRIVACIDADE AMBIENTAL MERCANTIL Leia com atenção a nossa Política de Privacidade. Esta Política de Privacidade aplica-se à todos os usuários cadastrados no site, e integram os Termos e Condições

Leia mais

Termo de Compromisso para Publicidade

Termo de Compromisso para Publicidade Termo de Compromisso para Publicidade Eu,, responsável técnico da pessoa jurídica, (RAZÃO SOZIAL) CNPJ declaro que o nome a ser utilizado para publicidade será. (NOME FANTASIA) Declaro ainda, que tomei

Leia mais

Conselho Federal de Fonoaudiologia www.fonoaudiologia.org.br

Conselho Federal de Fonoaudiologia www.fonoaudiologia.org.br Conselho Federal de Fonoaudiologia www.fonoaudiologia.org.br CÓDIGO DE ÉTICA DA FONOAUDIOLOGIA ( O Código de Ética foi aprovado pelo Resolução CFFa nº 305/2004 ) CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

ACORDO INÉDITO FIRMADO ENTRE CFM E INTERFARMA - 2012: EM DEFESA DAS BOAS PRÁTICAS NO RELACIONAMENTO ENTRE CLASSE MÉDICA E A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA

ACORDO INÉDITO FIRMADO ENTRE CFM E INTERFARMA - 2012: EM DEFESA DAS BOAS PRÁTICAS NO RELACIONAMENTO ENTRE CLASSE MÉDICA E A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA ACORDO INÉDITO FIRMADO ENTRE CFM E INTERFARMA - 2012: EM DEFESA DAS BOAS PRÁTICAS NO RELACIONAMENTO ENTRE CLASSE MÉDICA E A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA Camila Sarkovas Pedalini Advogada, Villaça Rodrigues &

Leia mais

Normas de Publicidade Médica

Normas de Publicidade Médica MANUAL DA CODAME (COMISSÃO DE DIVULGAÇÃO DE ASSUNTOS MÉDICOS) Normas de Publicidade Médica CREMESP 2000 1 ÍNDICE Resolucão CFM 1.036 Divulgação de Assuntos Médicos - Dos anúncios pág. 4 - Das entrevistas,

Leia mais

PARECER CREMEC Nº 01/2011 21/01/2011

PARECER CREMEC Nº 01/2011 21/01/2011 PARECER CREMEC Nº 01/2011 21/01/2011 PROCESSO-CONSULTA - Protocolos CREMEC Nºs 8433/10 e 9612/10 INTERESSADO Sra. Teonia Ferreira de Castro Gerência administrativa da CliniCamed Dra Adoneide Crispim da

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO HOSPITAL SANTA HELENA

REGIMENTO INTERNO DO HOSPITAL SANTA HELENA 20//2013 1 REGIMENTO INTERNO DO HOSPITAL SANTA HELENA CAPÍTULO I Princípios e Objetivos ARTIGO 1 O regimento interno do corpo clínico visa disciplinar a constituição, ações, relações, avaliações e direção

Leia mais

PARECER Nº, DE 2015. RELATOR: Senador EDUARDO AMORIM

PARECER Nº, DE 2015. RELATOR: Senador EDUARDO AMORIM PARECER Nº, DE 2015 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, sobre o Projeto de Lei do Senado (PLS) nº 467, de 2013, de autoria da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), que dispõe sobre

Leia mais

1. Política de Privacidade e Confidencialidade do PAG CENTERCOB

1. Política de Privacidade e Confidencialidade do PAG CENTERCOB 1. Política de Privacidade e Confidencialidade do PAG CENTERCOB Estas políticas de privacidade (as "Políticas de Privacidade") entrarão em vigor desde sua aceitação para os usuários do S.C.A Serviço de

Leia mais

SERÁ UM ORGULHO TÊ-LO EM NOSSO TIME!!!

SERÁ UM ORGULHO TÊ-LO EM NOSSO TIME!!! A MVP é uma agência de Comunicação e Marketing Esportivo que atua de forma diferenciada no mercado, gerenciando a imagem de grandes atletas do esporte nacional desde 2006, passando pelos ciclos olímpicos

Leia mais

Política de Patrocínio

Política de Patrocínio SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...02 1. OBJETIVO INSTITUCIONAL...03 2. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS...04 3. LINHAS DE ATUAÇÃO...05 3.1 Projetos prioritários...05 3.2 Projetos que não podem ser patrocinados...05 4. ABRANGÊNCIA...06

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA DIXCURSOS (ANEXO AOS TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO SITE E CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS)

POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA DIXCURSOS (ANEXO AOS TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO SITE E CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS) POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA DIXCURSOS (ANEXO AOS TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO SITE E CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS) 1. A aceitação a esta Política de Privacidade se dará com o clique no botão Eu aceito

Leia mais

SEÇÃO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS

SEÇÃO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS SEÇÃO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS O Código de Conduta da INTERFARMA surgiu em 2007, com o objetivo de formalizar o compromisso das empresas associadas à INTERFARMA em dirigir suas atividades e relacionamentos

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

CÓDIGO DE CONDUTA DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CÓDIGO DE CONDUTA DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO A ASSESPRO A Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação - ASSESPRO, é constituída uma sociedade civil de direito

Leia mais

EMHEALTH PROGRAMA DE INVESTIGAÇÃO E DIAGNÓSTICO EM ESCLEROSE MÚLTIPLA

EMHEALTH PROGRAMA DE INVESTIGAÇÃO E DIAGNÓSTICO EM ESCLEROSE MÚLTIPLA EMHEALTH PROGRAMA DE INVESTIGAÇÃO E DIAGNÓSTICO EM ESCLEROSE MÚLTIPLA REGULAMENTO (VSL01) SÃO PAULO, JULHO_2014 O Programa EMHealth tem como objetivo disponibilizar exames complementares [Modalidade Exame

Leia mais

tudo o que você precisa saber

tudo o que você precisa saber tudo o que você precisa saber Introdução 03 Qual a diferença do marketing tradicional para o digital 07 Por que sua clínica precisa de Marketing Digital 10 O que pode ou não ser feito no Marketing Médico

Leia mais

Conselho Nacional de Ética em Pesquisa nas Ciências Humanas (CECiHu / MCTI)

Conselho Nacional de Ética em Pesquisa nas Ciências Humanas (CECiHu / MCTI) Conselho Nacional de Ética em Pesquisa nas Ciências Humanas (CECiHu / MCTI) Processo de sua criação no âmbito do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, com vistas ao estabelecimento de um Código

Leia mais

Curso de Ecommerce. Aula: Marketing Digital. Fernando Laudino. Curso de Ecommerce ESPM Marketing Digital

Curso de Ecommerce. Aula: Marketing Digital. Fernando Laudino. Curso de Ecommerce ESPM Marketing Digital Curso de Ecommerce Aula: Marketing Digital Fernando Laudino @espm ci@espm.br Quem sou? Fernando Laudino Bacharel em Direito, com MBA em Identidade Empresarial pela AMF-RS e Gestão Escolar na Anhembi Morumbi.

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.821/07 (Publicada no D.O.U. de 23 nov. 2007, Seção I, pg. 252)

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.821/07 (Publicada no D.O.U. de 23 nov. 2007, Seção I, pg. 252) RESOLUÇÃO CFM Nº 1.821/07 (Publicada no D.O.U. de 23 nov. 2007, Seção I, pg. 252) Aprova as normas técnicas concernentes à digitalização e uso dos sistemas informatizados para a guarda e manuseio dos documentos

Leia mais

Folha de Informação rubricada sob nº do processo nº (a)

Folha de Informação rubricada sob nº do processo nº (a) Folha de Informação rubricada sob nº do processo nº (a) Parecer CoBi 009/07 Questionamento sobre questões éticas e no compartimento da Telemedicina e Telessaúde. Parecer CoBi nº : 009/07 Título: Questionamento

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE FONOAUDIOLOGIA

CONSELHO FEDERAL DE FONOAUDIOLOGIA Resolução CFFa nº 427, de 1º de março de 2013 "Dispõe sobre a regulamentação da Telessaúde em Fonoaudiologia e dá outras providências." O Conselho Federal de Fonoaudiologia no uso de suas atribuições legais

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DEFENDA BUSINESS PROTECTION SERVICES & SOLUTIONS Direitos Autorais Este documento contém informações de propriedade da Defenda Business Protection Services & Solutions. Nenhuma

Leia mais

Política de Privacidade.

Política de Privacidade. Política de Privacidade Johnson & Johnson do Brasil Indústria e Comércio de Produtos para Saúde Ltda., preocupa se com questões sobre privacidade e quer que você saiba como coletamos, usamos e divulgamos

Leia mais

4º A interdição tem alcance restrito ao trabalho do(s) médico(s), não alcançando os demais profissionais da equipe de saúde.

4º A interdição tem alcance restrito ao trabalho do(s) médico(s), não alcançando os demais profissionais da equipe de saúde. Fonte: Diário Oficial da União, Seção 1, Edição 30, p. 115, 12.02.2014 Resolução CFM nº 2.062, de 29.11.2013 - Dispõe sobre a interdição ética, total ou parcial, do exercício ético - profissional do trabalho

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO CULTURAL IDEIAS QUE VÃO LONGE

REGULAMENTO CONCURSO CULTURAL IDEIAS QUE VÃO LONGE REGULAMENTO CONCURSO CULTURAL IDEIAS QUE VÃO LONGE A Associação Social Good Brasil, instituição sem fins lucrativos, com sede na Rua Deodoro, 226, Centro, Florianópolis SC, registrada no Registro Civil

Leia mais

GUia PRÁticO. VoLuME 2. PUBLiciDaDE ODONtOLÓGica. RELaciONaMENtO ético. PRONtUÁRiO

GUia PRÁticO. VoLuME 2. PUBLiciDaDE ODONtOLÓGica. RELaciONaMENtO ético. PRONtUÁRiO GUia PRÁticO VoLuME 2 PUBLiciDaDE ODONtOLÓGica RELaciONaMENtO ético PRONtUÁRiO Manter-se bem informado para gerenciar seu consultório ou clínica da melhor maneira possível é fundamental para o sucesso.

Leia mais

1. PRÊMIO MEU BLOG É UM SUCESSO 2014/2015 REGULAMENTO - 01 (11/02/2015) - PRAZOS DE INSCRIÇÕES E VOTAÇÃO.

1. PRÊMIO MEU BLOG É UM SUCESSO 2014/2015 REGULAMENTO - 01 (11/02/2015) - PRAZOS DE INSCRIÇÕES E VOTAÇÃO. 1. PRÊMIO MEU BLOG É UM SUCESSO 2014/2015 REGULAMENTO - 01 (11/02/2015) - PRAZOS DE INSCRIÇÕES E VOTAÇÃO. 1.1. Prêmio "Meu Blog é um Sucesso" - 1ª Edição ano 2014/2015 1.2. Categorias 1.3. Os Eleitos (Vencedores)

Leia mais

ASSOCIAÇÃO MÉDICA DA PARAÍBA MARKETING E PUBLICIDADE MÉDICA MARIO TOSCANO DE BRITO FILHO

ASSOCIAÇÃO MÉDICA DA PARAÍBA MARKETING E PUBLICIDADE MÉDICA MARIO TOSCANO DE BRITO FILHO ASSOCIAÇÃO MÉDICA DA PARAÍBA MARKETING E PUBLICIDADE MÉDICA MARIO TOSCANO DE BRITO FILHO AGRADECIMENTOS Conselho Regional de Medicina da Paraíba Conselho Regional de Medicina da Bahia Conselho Federal

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 (Do Sr. Walter Feldman) Dispõe sobre a proteção dos direitos de propriedade intelectual e dos direitos autorais na Internet. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º Esta Lei dispõe

Leia mais

Reflexões Sobre a Ética no Uso da Internet na Área da Saúde

Reflexões Sobre a Ética no Uso da Internet na Área da Saúde Reflexões Sobre a Ética no Uso da Internet na Área da Saúde Marilena Pacios, Carlos José Reis de Campos, Amilton Souza Martha Paulo Sérgio Cavalcante Barra Departamento de Informática em Saúde (DIS), Universidade

Leia mais

www.snifdoctor.com.br

www.snifdoctor.com.br www.snifdoctor.com.br Quem somos Há mais de 15 anos no mercado editorial e com foco na indústria farmacêutica, a DPM Editora produz periódicos dirigidos tanto para o setor farmacêutico quanto para a classe

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA PROFISSÃO DE BIOMÉDICO

CÓDIGO DE ÉTICA DA PROFISSÃO DE BIOMÉDICO CÓDIGO DE ÉTICA DA PROFISSÃO DE BIOMÉDICO Código de Ética aprovado pela Resolução do C.F.B.M. - /V 0002/84 DE i 6/08/84 - D. O. U. 27/08/84, e de conformidade com o Regimento Interno Art. 54, 55, 60 -

Leia mais

Anunciante(s): são as empresas que fazem Anúncios Publicitários.

Anunciante(s): são as empresas que fazem Anúncios Publicitários. Termos de Uso Este Termo de Uso tem por objetivo informar as responsabilidades, deveres e obrigações que todo Usuário assume ao acessar o Site. O Usuário deve ler com atenção os termos abaixo antes de

Leia mais

O que é Black Fraude?... Como comunicar seus clientes sobre sua participação na Black Friday... Como Manter seu site seguro para a Black Friday?...

O que é Black Fraude?... Como comunicar seus clientes sobre sua participação na Black Friday... Como Manter seu site seguro para a Black Friday?... Conteúdo do ebook O que é Black Fraude?... Como comunicar seus clientes sobre sua participação na Black Friday... Como Manter seu site seguro para a Black Friday?... Deixando sua loja virtual mais rápida

Leia mais

Ficha Técnica. Supervisão Comissão de Organização, Normas e Procedimentos CONP

Ficha Técnica. Supervisão Comissão de Organização, Normas e Procedimentos CONP Referência Ficha Técnica Plano de comunicação Resolução n 1.025, de 30 de outubro de 29 Supervisão Comissão de Organização, Normas e Procedimentos CONP Elaboração Projeto ART e Acervo Técnico - Equipe

Leia mais

Ética Geral e Profissional

Ética Geral e Profissional Ética Geral e Profissional Prof. Eurípedes Brito Cunha Júnior britojunior@gmail.com Normas: EOAB: Artigos isolados CEDOAB ANTIGO: Capítulo IV do Título I CEDOAB NOVO: Capítulo VIII do Título I Provimento

Leia mais

O acesso ao Site é gratuito, através de qualquer dispositivo com acesso à

O acesso ao Site é gratuito, através de qualquer dispositivo com acesso à Termos de Uso Sobre o Site Este site e seu conteúdo (o Site ) são de propriedade exclusiva da ROIA COMÉRCIO DE BIJUTERIAS E ACESSORIOS LTDA., sociedade limitada, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 15.252.911/0001-83

Leia mais

II FESTIVAL DE PUBLICIDADE FACULDADES PONTA GROSSA

II FESTIVAL DE PUBLICIDADE FACULDADES PONTA GROSSA REGULAMENTO II FESTIVAL DE PUBLICIDADE FACULDADES PONTA GROSSA 1 PARTICIPANTES O II Festival de Publicidade Faculdades Ponta Grossa será realizado no dia 12 de agosto no Teatro Ópera auditório B, das 18h40

Leia mais

3 a 5 de dezembro de 2009 Rio de Janeiro - RJ

3 a 5 de dezembro de 2009 Rio de Janeiro - RJ 3 a 5 de dezembro de 2009 Rio de Janeiro - RJ Windsor Barra Hotel & Congressos Av. Sernambetiba, 2630 Barra da Tijuca José Gomes Temporão Presidente de Honra Marcos Moraes Presidente do Congresso Luiz

Leia mais

Regulamento CONCURSO CULTURAL MAIS AMOR, POR FAVOR - MFVC

Regulamento CONCURSO CULTURAL MAIS AMOR, POR FAVOR - MFVC Regulamento CONCURSO CULTURAL MAIS AMOR, POR FAVOR - MFVC REGULAMENTO Qualquer casal, residente e domiciliado no Brasil, pode participar do Concurso, que tem caráter exclusivamente cultural ( Concurso

Leia mais

Estratégias de Comunicação Ferramentas Utilizadas para Comunicação de Marketing

Estratégias de Comunicação Ferramentas Utilizadas para Comunicação de Marketing Estratégias de Comunicação Ferramentas Utilizadas para Comunicação de Marketing Profa. Waléria Macaciel Comunicação de marketing É o meio pelo qual as empresas buscam informar, persuadir e lembrar os consumidores,

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

POLÍTICA DE PRIVACIDADE POLÍTICA DE PRIVACIDADE A FUNCIONAL, com o escopo de firmar o compromisso junto aos USUÁRIOS visando a segurança e privacidade das informações transitadas e recepcionadas através de seus sites www.funcionalcorp.com.br

Leia mais

Prontuário Eletrônico em MT - estado atual relacionado às exigências do CFM. Cláudio de Souza Corregedor do CRMMG

Prontuário Eletrônico em MT - estado atual relacionado às exigências do CFM. Cláudio de Souza Corregedor do CRMMG Prontuário Eletrônico em MT - estado atual relacionado às exigências do CFM Cláudio de Souza Corregedor do CRMMG Prontuário médico É um documento único constituído de um conjunto de informações, sinais

Leia mais

Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Conselho Regional de Medicina rayer@usp.br

Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Conselho Regional de Medicina rayer@usp.br Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Conselho Regional de Medicina rayer@usp.br RELAÇÃO DOS MÉDICOS COM A INDÚSTRIA DE MEDICAMENTOS, ÓRTESES/ PRÓTESE E EQUIPAMENTOS MÉDICO-HOSPITALARES Conhecer

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA PARA O EXERCÍCIO DA QUIROPRAXIA NO BRASIL

CÓDIGO DE ÉTICA PARA O EXERCÍCIO DA QUIROPRAXIA NO BRASIL CÓDIGO DE ÉTICA PARA O EXERCÍCIO DA QUIROPRAXIA NO BRASIL Associação Brasileira de Quiropraxia Aprovado em Assembléia Geral Extraordinária da Associação Brasileira de Quiropraxia, Novo Hamburgo, 01 de

Leia mais

Regulamento 2015 das Categorias Audio e Cyber CATEGORIA AUDIO

Regulamento 2015 das Categorias Audio e Cyber CATEGORIA AUDIO Regulamento 2015 das Categorias Audio e Cyber CATEGORIA AUDIO A Associação dos Profissionais de Propaganda de Ribeirão Preto, entidade sem fins lucrativos, CNPJ 54164348/0001-43, edita o presente regulamento

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL CONCORRÊNCIA 011/2014 ASSUNTO: Impugnação oferecida pela empresa RECORDS PROPAGANDA

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL CONCORRÊNCIA 011/2014 ASSUNTO: Impugnação oferecida pela empresa RECORDS PROPAGANDA SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL CONCORRÊNCIA 011/2014 ASSUNTO: Impugnação oferecida pela empresa RECORDS PROPAGANDA DECISÃO DA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO A empresa

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho IMPRENSA IT. 36 07 1 / 8 1. OBJETIVO Administrar o fluxo de informações e executar ações de comunicação junto aos públicos interno e externo do Crea GO de forma transparente, ágil, primando pela veracidade

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA EMENTA: A DIVULGAÇÃO DE ASSUNTO MÉDICO NA INTERNET, DESDE QUE FEITA NOS DITAMES DO CÓDIGO DE ÉTICA MÉDICA, NA RESOLUÇÃO CFM Nº 1.036/80 E DO DECRETO-LEI Nº 4.113/42, NÃO ENCONTRA

Leia mais

Regimento Interno do Corpo Clínico do Hospital São Mateus.

Regimento Interno do Corpo Clínico do Hospital São Mateus. São Mateus. REGIMENTO INTERNO DO CORPO CLÍNICO HOSPITAL SÃO MATEUS LTDA [Digite EMISSÃO texto] Nº: 01 REVISÃO Nº: 02 DATA: 10/08/1998 DATA: 28/04/2011 Sumário Capitulo I : Das Definições e Objetivos do

Leia mais

Realização de procedimentos de carboxiterapia RELATORES: Cons. Dalvélio de Paiva Madruga Cons. Pedro Eduardo Nader Ferreira

Realização de procedimentos de carboxiterapia RELATORES: Cons. Dalvélio de Paiva Madruga Cons. Pedro Eduardo Nader Ferreira PROCESSO-CONSULTA CFM nº 8/12 PARECER CFM nº 34/12 INTERESSADOS: CRM-RJ CRM-RS Sra. T.C.C.B. ASSUNTO: Realização de procedimentos de carboxiterapia RELATORES: Cons. Dalvélio de Paiva Madruga Cons. Pedro

Leia mais

Programa de Divulgação da Qualificação dos Prestadores de Serviços RN nº 267/2011

Programa de Divulgação da Qualificação dos Prestadores de Serviços RN nº 267/2011 Programa de Divulgação da Qualificação dos Prestadores de Serviços RN nº 267/2011 Instrução Normativa sobre a divulgação da qualificação Primeira reunião do GT de Divulgação 07/02/2012 Quem divulgar? Todos

Leia mais

Aspectos do Prontuário Eletrônico. Lincoln de Assis Moura Jr., MSc, DIC, PhD lincoln.moura@zilics.com.br +55 11 8426-6276

Aspectos do Prontuário Eletrônico. Lincoln de Assis Moura Jr., MSc, DIC, PhD lincoln.moura@zilics.com.br +55 11 8426-6276 Aspectos do Prontuário Eletrônico Lincoln de Assis Moura Jr., MSc, DIC, PhD lincoln.moura@zilics.com.br +55 11 8426-6276 Sumário Complexidade da Informação em Saúde Declaração de Convicção Aspectos Éticos

Leia mais

Agência de Propaganda

Agência de Propaganda Agência de Propaganda Um assinante do Consultor Municipal fez a seguinte consulta: As empresas de propaganda e marketing são consideradas agências? E qual seria a base de cálculo do ISS? Por ser um assunto

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CFM ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA AMB

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CFM ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA AMB POSICIONAMENTO DO CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA - CFM, DA ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA AMB, DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA SBC, NA CONDIÇÃO DE REPRESENTANTES DA CLASSE MÉDICA BRASILEIRA E DA INTERFARMA

Leia mais

Lei nº 6.839 /80 Obrigatoriedade do registro das empresas de prestação de serviço médicohospitalares

Lei nº 6.839 /80 Obrigatoriedade do registro das empresas de prestação de serviço médicohospitalares CAPACITAÇÃO DE CONSELHEIROS, DELEGADOS, MÉDICOS FISCAIS E SERVIDORES Salvador/2012 REGISTRO Lei nº 6.839 /80 Obrigatoriedade do registro das empresas de prestação de serviço médicohospitalares nos conselhos

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM

CÓDIGO DE ÉTICA DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM CÓDIGO DE ÉTICA DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM PREÂMBULO A Enfermagem compreende um componente próprio de conhecimentos científicos e técnicos, construído e reproduzido por um conjunto de práticas sociais,

Leia mais

TERMOS DE USO DO CLASSIFICADOS DO JORNAL SMC EM FOCO

TERMOS DE USO DO CLASSIFICADOS DO JORNAL SMC EM FOCO TERMOS DE USO DO CLASSIFICADOS DO JORNAL SMC EM FOCO Para os fins deste documento, devem ser consideradas as seguintes definições e descrições para seu melhor entendimento: - Classificados do Jornal SMC

Leia mais

ANEXO I DO OBJETO. 3) Os profissionais contratados deverão providenciar o cadastramento junto ao corpo clínico da CONTRATANTE, como membros efetivos;

ANEXO I DO OBJETO. 3) Os profissionais contratados deverão providenciar o cadastramento junto ao corpo clínico da CONTRATANTE, como membros efetivos; ANEXO I DO OBJETO Descrição da PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM NEUROCIRURGIA E NEUROLOGIA AOS PACIENTES DO HOSPITAL, PRONTO SOCORRO ADULTO, PRONTO SOCORRO INFANTIL E AMBULATÓRIO, compreendendo as seguintes funções:

Leia mais

REGIMENTO INTERNO. Aprovado em 12/ 2011

REGIMENTO INTERNO. Aprovado em 12/ 2011 REGIMENTO INTERNO Aprovado em 12/ 2011 Estatuto Art. 4 - Só podem ser membros da ASSOCIAÇÃO pessoas físicas ou jurídicas, inclusive instituições, cujas atividades ainda que parcialmente sejam relacionadas

Leia mais

COMUNICAÇÃO DE MARKETING

COMUNICAÇÃO DE MARKETING COMUNICAÇÃO DE MARKETING COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE MARKETING Meio através do qual a empresa informa, persuadi e lembra os consumidores sobre o seu produto, serviço e marcas que comercializa. Funções: Informação

Leia mais

Decreto n.º 57.690, de 1.º de fevereiro de 1966

Decreto n.º 57.690, de 1.º de fevereiro de 1966 Decreto n.º 57.690, de 1.º de fevereiro de 1966 Regulamenta a execução da Lei 4.680, de 18 do junho de 1965. O Presidente da República, usando da atribuição que lhe confere o artigo 87, item I, da Constituição

Leia mais

Publicidade Legal x Publicidade Institucional

Publicidade Legal x Publicidade Institucional Aperfeiçoamento em Licitações Públicas e Contratos Administrativos Módulo 6: Contratação de serviços de publicidade Edinando Brustolin Graduado e mestre em Direito pela UFSC. Assessor jurídico da Federação

Leia mais

Política de Uso do JEMS para a CAFe

Política de Uso do JEMS para a CAFe Política de Uso do JEMS para a CAFe Julho de 2013 Conteúdo 1. Apresentação... 3 2. Definições... 3 3. Público Alvo... 3 4. Credenciamento... 3 5. Requisitos... 4 6. Termo de Uso... 4 7. Considerações Finais...

Leia mais

1. Poderão participar agências de publicidade, anunciantes, produtoras de vídeo, faculdades e estudantes de comunicação.

1. Poderão participar agências de publicidade, anunciantes, produtoras de vídeo, faculdades e estudantes de comunicação. Regulamento FestVideo 2013 A Associação dos Profissionais de Propaganda de Ribeirão Preto, entidade sem fins lucrativos, CNPJ 54164348/0001-43, edita o presente Regulamento para reger a edição 2013 do

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

POLÍTICA DE PRIVACIDADE POLÍTICA DE PRIVACIDADE A Política de Privacidade On-line foi elaborada para reafirmar nosso compromisso com as informações que coletamos dos usuários do PORTAL www.blogatribuna.com.br, serviço este oferecido

Leia mais

ÉTICA NAS MÍDIAS SOCIAIS A internet a favor do nutricionista

ÉTICA NAS MÍDIAS SOCIAIS A internet a favor do nutricionista ÉTICA NAS MÍDIAS SOCIAIS A internet a favor do nutricionista 4º Encontro em Comemoração ao Dia do Nutricionista - Sineg Nut. Ju Tolêdo Certificada em Marketing Digital #agradecimentos Deus Sineg Equipe,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CORPO CLÍNICO DO HOSPITAL SANTA CRUZ

REGIMENTO INTERNO DO CORPO CLÍNICO DO HOSPITAL SANTA CRUZ REGIMENTO INTERNO DO CORPO CLÍNICO DO HOSPITAL SANTA CRUZ 1. DOS PRINCÍPIOS E OBJETIVOS O presente Regimento Interno visa disciplinar a constituição, ações, relações, avaliação e direção dos profissionais

Leia mais

NORMAS DE DILIGÊNCIA TÉCNICA DE VERIFICAÇÃO:

NORMAS DE DILIGÊNCIA TÉCNICA DE VERIFICAÇÃO: NORMAS DE DILIGÊNCIA TÉCNICA DE VERIFICAÇÃO: NORMAS DE DILIGÊNCIA TÉCNICA DE VERIFICAÇÃO: Considerando: - A Lei nº 12.232/10 estabelece no seu art. 4º que, para participar de licitações públicas, as agências

Leia mais

Segurança da Informação nos Registros Eletrônicos em Saúde

Segurança da Informação nos Registros Eletrônicos em Saúde III Workshop de Informática e Tecnologia em Saúde da SESAB Segurança da Informação nos Registros Eletrônicos em Saúde Marcelo Lúcio da Silva Diretor Executivo e de Certificação da SBIS Salvador-BA, 05

Leia mais