FORÇAS DE OFERTA E DEMANDA DOS MERCADOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FORÇAS DE OFERTA E DEMANDA DOS MERCADOS"

Transcrição

1 FORÇAS DE OFERTA E DEMANDA DOS MERCADOS

2 OBJETIVO GERAL Apresentar os movimentos de mercado como resultado das forças de oferta e demanda, e o papel dos preços nesta dinâmica. OBJETIVOS ESECÍFICOS Apresentar os conceitos de mercado, competição, demanda, oferta e equilíbrio de mercado. Explicar a dinâmica estabelecida pela lei de demanda e os movimentos da curva de demanda. Explicar a dinâmica estabelecida pela lei de oferta e os movimentos da curva de oferta. Explicar a ação conjunta destas forças e o equilíbrio de mercado.

3 OFERTA, DEMANDA E MERCADO São palavras e conceitos constantemente utilizados por economistas. São as forças de oferta e demanda que fazem os mercados funcionarem. A microeconomia moderna lida com a oferta, demanda e o equilíbrio do mercado. As forças de oferta e demanda são resultado do comportamento das pessoas quando elas interagem dentro de mercados.

4 OFERTA, DEMANDA E MERCADO Mercado é local onde compradores e vendedores se encontram para trocar mercadorias e/ou serviços. Mercado é qualquer estrutura que permita ou facilite esta interação. Onde: Compradores determinam a Demanda. Ou seja, o que e quanto será comprado. Vendedores determinam a Oferta. Ou seja, o que e quanto será vendido.

5 REÇOS DE MERCADO Indica o quanto consumidores querem que determinado produto ou serviço seja produzido e disponibilizado no mercado. Determinado através de um processo de descoberta. reços relativos. Computado dividindo-se o preço absoluto de um bem por outro.

6 ESTRUTURAS DE MERCADO: MERCADO COMETITIVO Apresenta muitos compradores e vendedores. Este mercado não é controlado ou significativamente influenciado por nenhuma das partes ou indivíduos. Os vendedores definem preços que estão próximos ao preço médio de mercado com ocorrência de pequenos desvios.

7 ESTRUTURAS DE MERCADO: CONCORRÊNCIA ERFEITA É um caso hipotético e extremo de concorrência. rodutos são essencialmente homogêneos. Temos a presença de muitos compradores e vendedores. Compradores e vendedores aceitam o preço determinado pelo mercado e são incapazes de influenciá-lo, dado o alto nível de vendedores e compradores.

8 ESTRUTURAS DE MERCADO: CONCORRÊNCIA MONOOLÍSTICA Muitos ou alguns compradores e vendedores. Existe poder de mercado devido aos produtos serem diferenciados em maior ou menor grau. Os vendedores podem influenciar os preços dos produtos que vendem, dado o grau de diferenciação do produto.

9 ESTRUTURAS DE MERCADO: MONOÓLIO E OLIGOÓLIO Monopólio resença de um vendedor e muitos compradores. Existe poder de mercado por parte do vendedor. O vendedor influencia significativamente os preços, mas mesmo neste caso existe limite para esta influência. Oligopólio resença de poucos vendedores e muitos compradores. Existe poder de mercado por parte dos vendedores, mesmo com os produtos sendo homogêneos. Os vendedores influenciam significativamente os preços, mas mesmo neste caso existe limite para esta influência.

10 ESTRUTURAS DE MERCADO: MONOSÔNIO E OLIGOSÔNIO Monopsônio resença de muitos vendedores e um comprador. Existe poder de mercado por parte do comprador. O comprador influencia significativamente os preços, mas mesmo neste caso existe limite para esta influência. Oligopsônio resença de muitos vendedores e poucos compradores. Existe poder de mercado por parte dos compradores, mesmo com os produtos sendo homogêneos. Os compradores influenciam significativamente os preços, mas mesmo neste caso existe limite para esta influência.

11 RESUMO SOBRE AS ESTRUTURAS DE MERCADO Tipo de Mercado Nº Compradores Nº Vendedores oder de Mercado? De uem? Conc. erfeita Muitos Muitos Não Conc. Monopolítica Alguns ou Muitos Alguns ou Muitos Sim, Vendedores Oligopólio Muitos oucos Sim, Vendedores Monopólio Muitos Um Sim, Vendedor Oligopsônio oucos Muitos Sim, Compradores Monopsônio Um Muitos Sim, Comprador

12 DEMANDA: LEI DE DEMANDA É quantidade de produtos que compradores desejam e podem adquirir a diversos níveis de preço. Lei de Demanda: Existe uma relação inversa/negativa entre preço e quantidade demandada. uando o preço aumenta a quantidade demandada diminui e vice-versa. R$ 3,00 R$ 2,00 R$ 1,

13 DEMANDA: ESCALA DE DEMANDA Tabela que mostra a relação entre o preço de um bem e a quantidade demandada naquele nível de preço. reço uantidade Demandada R$ 1,00 20 R$ 2,00 15 R$ 3,00 10

14 DEMANDA: CURVA DE DEMANDA Gráfico (Curva) com inclinação negativa relacionando preço à quantidade demandada. R$ 3,00 R$ 2,00 R$ 1,

15 DEMANDA: FUNÇÃO DE DEMANDA Em caráter específico, Função que busca estabelecer a relação entre a quantidade demandada e o nível de preços. Em caráter geral, Função que busca estabelecer a relação entre a quantidade demandada e seus determinantes Função de Demanda Com ela podemos determinar a escala e a curva de demanda. Exemplo usando a função: Se =0 então =25 Se =1 então =20 Se =2 então =15 = reço uantidade Demandada R$ 1,00 20 R$ 2,00 15 R$ 3,00 10

16 DEMANDA: ESCALA E CURVA DE DEMANDA Exemplo da Demanda por Sorvetes R$ 3,00 R$ 2,50 R$ 2,00 R$ 1,50 R$ 1,00 R$ 0,50 Função de Demanda = reço uantidade R$ 0,00 12 R$ 0,50 10 R$ 1,00 8 R$ 1,50 6 R$ 2,00 4 R$ 2,50 2 R$ 3,00 0 R$ 0,

17 DEMANDA: DETERMINANTES DA DEMANDA ue fatores determinam a quantidade de sorvete que você quer e pode comprar? or que a curva de demanda é deste jeito? or que ela pode mudar? reço de mercado Renda do indivíduo ou indivíduos reços de bens relacionados reço de bens complementares reço de bens substitutos Gosto Expectativa Número de consumidores

18 DEMANDA: DETERMINANTES DA DEMANDA Ceteris aribus: Tudo demais constante ou Todo o resto permanece igual. Usado para entender a relação de duas variáveis isoladamente. Curva de Demanda (Avaliação detalhada): Mostra a quantidade máxima de um determinado bem que consumidores estão desejando adquirir a diversos níveis de preço, ceteris paribus. Mostra o preço máximo que indivíduos estão dispostos a pagar por uma unidade adicional de produto, ceteris paribus.

19 DEMANDA: DETERMINANTES DA DEMANDA reços Existe relação inversa entre preço e quantidade (Lei de demanda). Mudanças na quantidade demandada devido a alterações no preço ocorrem ao longo da curva de demanda (O preço e a quantidade fazem parte do gráfico!).

20 DEMANDA: DETERMINANTES DA DEMANDA Renda Aumento de renda aumenta a demanda por um bem normal. Aumento de renda diminui a demanda por um bem inferior.

21 DEMANDA: DETERMINANTES DA DEMANDA reços de Bens Relacionados Aumento do preço de um bem complementar. Aumento do preço de um bem substituto.

22 DEMANDA: DETERMINANTES DA DEMANDA Gostos e expectativas Vão causar deslocamento da curva de demanda, podendo aumentar (deslocamento para a direita e para cima) ou diminuir a quantidade demandada (deslocamento para a esquerda e para baixo). Número de consumidores Relação positiva. Se aumenta o número de consumidores a curva de demanda se desloca para a direita e para cima. Se diminui o número de consumidores a curva de demanda se desloca para a esquerda e para baixo.

23 MUDANÇAS NA UANTIDADE DEMANDADA E MUDANÇAS NA DEMANDA Mudança na uantidade Demandada: move-se ao longo da curva de demanda quando há mudança de preço. Mudança na Demanda: a curva inteira se desloca para a esquerda ou direita.

24 MUDANÇAS NA UANTIDADE DEMANDADA E MUDANÇAS NA DEMANDA uadro de Resumo Variável Mudança na variável causa... reço Renda reço de bem complementar reço de bem substituto Gostos e Expectativas Número de compradores Movimento ao longo da curva de demanda Deslocamento da curva Deslocamento da curva Deslocamento da curva Deslocamento da curva Deslocamento da curva

25 DEMANDA: INDIVIDUAL E DE MERCADO Indivíduo 1 Indivíduo 2 Mercado Onde, 1 = =

26 OFERTA: LEI DE OFERTA É a quantidade de produtos que vendedores desejam e podem produzir para vender a diversos níveis de preço. Lei de Oferta: Existe uma relação direta/positiva entre preço e quantidade ofertada. uando o preço aumenta a quantidade ofertada aumenta e vice-versa. R$ 3,00 R$ 2,00 R$ 1,

27 OFERTA: ESCALA DE OFERTA Tabela que mostra a relação entre o preço de um bem e a quantidade ofertada naquele nível de preço. reço uantidade Ofertada R$ 1,00 10 R$ 2,00 15 R$ 3,00 20

28 OFERTA: CURVA DE OFERTA Gráfico (Curva) com inclinação positiva relacionando preço à quantidade ofertada. R$ 3,00 R$ 2,00 R$ 1,

29 OFERTA: FUNÇÃO DE OFERTA Em caráter específico, Função que busca estabelecer a relação entre a quantidade ofertada e o nível de preços. Em caráter geral, Função que busca estabelecer a relação entre a quantidade ofertada e seus determinantes Função de Ofertada Com ela podemos determinar a escala e a curva de oferta. Exemplo usando a função: Se =0 então =5 Se =1 então =10 Se =2 então =15 = reço uantidade Ofertada R$ 1,00 10 R$ 2,00 15 R$ 3,00 20

30 OFERTA: ESCALA E CURVA DE OFERTA R$ 3,00 R$ 2,50 R$ 2,00 R$ 1,50 R$ 1,00 R$ 0,50 Exemplo da Oferta de Sorvetes Função de Ofertada reço = uantidade R$ 0,00 0 R$ 0,50 0 R$ 1,00 1 R$ 1,50 2 R$ 2,00 3 R$ 2,50 4 R$ 3, se 1 0 se < 1 R$ 0,

31 OFERTA: DETERMINANTES DA OFERTA ue fatores determinam a quantidade de sorvete que você quer e pode vender? or que a curva de oferta é deste jeito? or que ela pode mudar? reço de mercado reço dos insumos ou uantidade disponível de insumos Tecnologia mais produtiva Expectativa Número de produtores

32 OFERTA: DETERMINANTES DA OFERTA Curva de Oferta (Avaliação detalhada): Mostra a quantidade máxima de um determinado bem que produtores estão desejando vender a diversos níveis de preço, ceteris paribus. Mostra o preço máximo que produtores estão dispostos a aceitar pela venda de unidade adicional de produto, ceteris paribus.

33 OFERTA: DETERMINANTES DA OFERTA reços Existe relação direta entre preço e quantidade (Lei de oferta). Mudanças na quantidade ofertada devido a alterações no preço ocorrem ao longo da curva de oferta (O preço e a quantidade fazem parte do gráfico!).

34 OFERTA: DETERMINANTES DA OFERTA reço dos insumos ou uantidade disponível de insumos Aumento do preço dos insumos diminui a oferta do bem. Aumento na quantidade disponível de insumos aumenta a oferta do bem

35 OFERTA: DETERMINANTES DA OFERTA Tecnologia mais produtiva Implantação ou disseminação de uma nova tecnologia com maior produtividade ou redutora de custos

36 OFERTA: DETERMINANTES DA OFERTA Expectativas Vão causar deslocamento da curva de oferta, podendo aumentar (deslocamento para a direita e para baixo) ou diminuir a quantidade ofertada (deslocamento para a esquerda e para cima). Número de produtores Relação positiva. Se aumenta o número de produtores a curva de oferta se desloca para a direita e para baixo. Se diminui o número de produtores a curva de oferta se desloca para a esquerda e para cima.

37 MUDANÇAS NA UANTIDADE OFERTADA E MUDANÇAS NA OFERTA Mudança na uantidade Ofertada: move-se ao longo da curva de oferta quando há mudança de preço. Mudança na oferta: a curva inteira se desloca para a esquerda ou direita.

38 OFERTA, DEMANDA E MERCADO uadro de Resumo reço Variável reço dos insumos uantidade disponível de insumos Tecnologia Expectativas Número de vendedores Mudança na variável causa... Movimento ao longo da curva de oferta Deslocamento da curva Deslocamento da curva Deslocamento da curva Deslocamento da curva Deslocamento da curva

39 OFERTA: INDIVIDUAL E MERCADO Empresa 1 Empresa 2 Mercado Onde, 1 = =

40 OFERTA E DEMANDA REUNIDAS E EUILÍBRIO DE MERCADO Equilíbrio de Mercado: Situação em que o preço de mercado (preço de equilíbrio) possibilita que a quantidade ofertada seja igual à quantidade demandada (quantidade de equilíbrio). R$ 3,00 Curva de oferta R$ 2,00 onto de Equilíbrio R$ 1, Curva de demanda

41 EUILÍBRIO USANDO AS FUNÇÕES DE OFERTA E DEMANDA É possível obter a quantidade e preços de equilíbrio por meio das funções de oferta e demanda, dado que neste ponto tanto preços quanto quantidades serão iguais para as curvas de oferta e de demanda. Exemplo usando as funções: Função de Ofertada = Função de Demanda = Se temos D = O Então, = = = 20 reço uantidade Ofertada uantidade Demandada R$ 1, R$ 2, R$ 3, = Assim, = 2 D = 15 O = 15

42 OFERTA E DEMANDA REUNIDAS E EUILÍBRIO DE MERCADO Exemplo do mercado de sorvetes R$ 3,00 R$ 2,50 R$ 2,00 R$ 1,50 R$ 1,00 R$ 0,50 onto de Equilíbrio reço Demanda Oferta R$ 0, R$ 0, R$ 1, R$ 1, R$ 2, R$ 2, R$ 3, R$ 0,

43 SITUAÇÕES EM UE ESTAMOS FORA DO EUILÍBRIO DE MERCADO Excesso de Oferta Temos um nível de preço acima do preço de equilíbrio. A quantidade ofertada é superior a quantidade demandada neste nível de preço Excesso de Demanda Temos um nível de preço abaixo do preço de equilíbrio. A quantidade demandada é superior a quantidade ofertada neste nível de preço

44 CHEGANDO AO EUILÍBRIO: EXCESSO DE OFERTA Se o nível de preços estive maior que o de equilíbrio teremos um nível de oferta superior ao de demanda. Ex: Se =R$3,00 então Oferta=20 e Demanda=10 Excesso de Oferta R$ 3,

45 CHEGANDO AO EUILÍBRIO: EXCESSO DE OFERTA O excesso de oferta levará os vendedores a abaixarem os preços para poderem vender os produtos, gerando aumento da demanda e diminuição da oferta ao longo das curvas até que o equilíbrio seja atingido. Excesso de Oferta R$ 3,00 R$ 2,

46 CHEGANDO AO EUILÍBRIO: EXCESSO DE DEMANDA Se o nível de preços estive menor que o de equilíbrio teremos um nível de demanda superior ao de oferta. Ex: Se =R$1,00 então Oferta=10 e Demanda=20 R$ 1,00 Excesso de Demanda 10 20

47 CHEGANDO AO EUILÍBRIO: EXCESSO DE DEMANDA O excesso de demanda levará os vendedores a poderem aumentarem os preços devido a escassez de produtos, gerando aumento da oferta e diminuição da demanda ao longo das curvas até que o equilíbrio seja atingido. R$ 2,00 R$ 1,00 Excesso de Demanda

48 ANÁLISE ESTÁTICA COMARATIVA Identificar se um evento qualquer modifica a quantidade ofertada e/ou demandada ao longo de cada uma das curvas e/ou se ocorre deslocamento de uma ou ambas as curvas devido ao evento. Identificar como estas mudanças da oferta e na demanda alteram os preços e quantidades de equilíbrio. Exemplo: O que ocorre com o mercado (oferta e demanda) de cerveja com a chegada do verão? O que ocorre com o mercado (oferta e demanda) de cerveja com a chegada do inverno?

49 DESLOCAMENTOS DAS CURVAS E VOLTA AO EUILÍBRIO (EM 3 ASSOS): AUMENTO DE DEMANDA R$ 3,00 R$ 2,00 E 1 15 E 2 20 O 1 D 1 25 D 2 Início: Situação de equilíbrio (E 1 ). 1º passo: Ocorre um evento que aumenta a demanda (desloca a curva de demanda para a direita e pra cima) gerando um excesso de demanda (Excesso=25-15=10) ao mesmo nível de preço. 2º passo: O excesso de demanda permitirá que os ofertantes aumentem os preços (2 3 reais). 3º passo: Com isso ocorrerá um aumento de oferta ao longo da curva de oferta (E 1 E 2 ) e uma diminuição de demanda ao longo da curva de demanda (D 2 E 2 ) até que um novo ponto de equilíbrio seja atingido (E 2 ).

50 DESLOCAMENTOS DAS CURVAS E VOLTA AO EUILÍBRIO (EM 3 ASSOS): DIMINUIÇÃO DE DEMANDA R$ 2,00 R$ 1, E 2 E 1 15 D 2 O 1 D 1 Início: Situação de equilíbrio (E 1 ). 1º passo: Ocorre um evento que diminui a demanda (desloca a curva de demanda para a esquerda e pra baixo) gerando um excesso de oferta (Excesso=15-5=10) ao mesmo nível de preço. 2º passo: O excesso de oferta fará com que os ofertantes diminuam os preços (2 1 reais). 3º passo: Com isso ocorrerá uma diminuição de oferta ao longo da curva de oferta (E 1 E 2 ) e um aumento de demanda ao longo da curva de demanda (D 2 E 2 ) até que um novo ponto de equilíbrio seja atingido (E 2 ).

51 DESLOCAMENTOS DAS CURVAS E VOLTA AO EUILÍBRIO (EM 3 ASSOS): AUMENTO DA OFERTA R$ 2,00 R$ 1,00 E E 2 O 1 D 1 25 O 2 Início: Situação de equilíbrio (E 1 ). 1º passo: Ocorre um evento que aumenta a oferta (desloca a curva de oferta para a direita e pra baixo) gerando um excesso de oferta (Excesso=25-15=10) ao mesmo nível de preço. 2º passo: O excesso de oferta fará com que os ofertantes diminuam os preços (2 1 reais). 3º passo: Com isso ocorrerá uma diminuição de oferta ao longo da curva de oferta (O 2 E 2 ) e um aumento de demanda ao longo da curva de demanda (E 1 E 2 ) até que um novo ponto de equilíbrio seja atingido (E 2 ).

52 DESLOCAMENTOS DAS CURVAS E VOLTA AO EUILÍBRIO (EM 3 ASSOS): DIMINUIÇÃO DA OFERTA R$ 3,00 R$ 2,00 E E 1 O 2 O 1 D 1 Início: Situação de equilíbrio (E 1 ). 1º passo: Ocorre um evento que diminui a oferta (desloca a curva de oferta para a esquerda e pra cima) gerando um excesso de demanda (Excesso=15-5=10) ao mesmo nível de preço. 2º passo: O excesso de demanda fará com que os ofertantes aumentem os preços (2 3 reais). 3º passo: Com isso ocorrerá um aumento de oferta ao longo da curva de oferta (O 2 E 2 ) e uma diminuição da demanda ao longo da curva de demanda (E 1 E 2 ) até que um novo ponto de equilíbrio seja atingido (E 2 ).

53 ANÁLISE ESTÁTICA COMARATIVA: RESUMO Movimentos das Curvas Oferta Inalterada Aumento de Oferta Diminuição de Oferta Demanda Inalterada é o mesmo é o mesmo (Situação de Equilíbrio) diminui aumenta aumenta diminui Aumento de Demanda aumenta diminui é ambíguo aumenta aumenta é ambíguo Diminuição de Demanda diminui aumenta diminui é ambíguo é ambíguo diminui Fonte: Mankiw (2009).

54 MERCADO E O TEMO: CURTO RAZO X LONGO RAZO Efeitos do tempo na Demanda Curto razo: Consumidores tem pouca margem para adaptar ou mudar suas escolhas frente as alterações nos preços. Longo razo: Consumidores tem muita margem para adaptar ou mudar suas escolhas frente as alterações nos preços, buscando alternativas e substituições. Ex: Mercado de gasolina (Maior dependência de gasolina como combustível para transporte no curto prazo).

55 MERCADO E O TEMO: CURTO RAZO X LONGO RAZO Efeitos do tempo na Oferta Curto razo: Vendedores tem pouca margem para adaptar ou mudar suas escolhas frente as alterações nos preços. Longo razo: Vendedores tem muita margem para adaptar ou mudar suas escolhas frente as alterações nos preços, ampliando a produção ou mudando de ramo. Ex: Mercado de celulares (Limite de novas linhas e fornecedores no curto prazo).

56 MERCADO E O TEMO: CURTO RAZO X LONGO RAZO Efeitos do tempo na demanda Efeitos do tempo na oferta O C O L 1 D C ² C ¹ C ² L ¹ L D L ² C ¹ C ² L ¹ L

57 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS MANKIW, N. G. Introdução à Economia. São aulo: Cengage Learning, pg. VASCONCELLOS, M. S. Economia, Micro e Macro, Atlas, 2002.

FORÇAS DE OFERTA E DEMANDA DOS MERCADOS

FORÇAS DE OFERTA E DEMANDA DOS MERCADOS FORÇAS DE OFERTA E DEMANDA DOS MERCADOS OBJETIVO GERAL Apresentar os movimentos de mercado como resultado das forças de oferta e demanda, e o papel dos preços nesta dinâmica. OBJETIVOS ESECÍFICOS Apresentar

Leia mais

Oferta e Demanda. 4. Oferta e Demanda. Mercado. O Que São os Mercados? Preços. Mercado

Oferta e Demanda. 4. Oferta e Demanda. Mercado. O Que São os Mercados? Preços. Mercado Oferta e Demanda 4. Oferta e Demanda São as duas palavras mais usadas por economistas São as forças que fazem os mercados funcionarem A microeconomia moderna lida com a oferta, demanda e o equilíbrio do

Leia mais

29/03/2016. Oferta e Demanda. Oferta e Demanda. O Que São os Mercados? Mercado. Mercado. Preços

29/03/2016. Oferta e Demanda. Oferta e Demanda. O Que São os Mercados? Mercado. Mercado. Preços Oferta e Demanda Oferta e Demanda ARTE I São as duas palavras mais usadas por economistas. São as forças que fazem os mercados funcionarem. A microeconomia moderna lida com a oferta, demanda e o equilíbrio

Leia mais

Mercados e Fundamentos da Oferta e Demanda. Mankiw (Cap 4)

Mercados e Fundamentos da Oferta e Demanda. Mankiw (Cap 4) Mercados e Fundamentos da Oferta e Demanda Mankiw (Cap 4) 1 As Forças de Mercado da Oferta e da Demanda Oferta e demanda são duas palavras que quem trabalha com economia usa frequentemente. Oferta e demanda

Leia mais

2 OFERTA E DEMANDA I: COMO OS MERCADOS FUNCIONAM

2 OFERTA E DEMANDA I: COMO OS MERCADOS FUNCIONAM 2 OFERTA E DEMANDA I: COMO OS MERCADOS FUNCIONAM As Forças de 4 Mercado: Oferta e Demanda Oferta e Demanda Oferta e demanda são os dois termos mais usados por economistas. Oferta e demanda são as forças

Leia mais

2 Funcionamento de Mercados em concorrência perfeita

2 Funcionamento de Mercados em concorrência perfeita 2 Funcionamento de Mercados em concorrência perfeita 2.1 Oferta e Demanda o funcionamento dos mercados concorrenciais Roberto Guena USP 9 de abril de 2013 Roberto Guena (USP) Funcionamento de mercado 9

Leia mais

ELASTICIDADE E SUAS APLICAÇÕES

ELASTICIDADE E SUAS APLICAÇÕES ELASTICIDADE E SUAS APLICAÇÕES OBJETIVO GERAL Introduzir o conceito de elasticidade e suas aplicações como forma de entender melhor e específica os efeitos de mudanças nos preços sobre a oferta e a demanda.

Leia mais

Introdução à Microeconomia. As forças de mercado: oferta e demanda. Danilo Igliori

Introdução à Microeconomia. As forças de mercado: oferta e demanda. Danilo Igliori Introdução à Microeconomia As forças de mercado: oferta e demanda Danilo Igliori (digliori@usp.br) As Forças de Mercado de Oferta e Demanda Oferta e demanda estão entre as palavras que os economistas utilizam

Leia mais

AS FORÇAS DE MERCADO DA OFERTA E DA DEMANDA

AS FORÇAS DE MERCADO DA OFERTA E DA DEMANDA AS FORÇAS DE MERCADO DA OFERTA E DA DEMANDA à Economia Mankiw, N.G. Capítulo 4 As Forças de Mercado da Oferta e da Demanda Oferta e demanda são duas palavras que economistas usam frequentemente. Oferta

Leia mais

PRO à Economia

PRO à Economia Introdução à Economia Aula 3 Mercados, Oferta e Demanda Oferta e Demanda Oferta e Demanda são suas palavras utilizadas com freqüência em Economia São as as forças que movimentam as as economias de de mercado

Leia mais

PRO Introdução à Economia

PRO Introdução à Economia PRO 2208 Introdução à Economia Aulas 2 e 3 Mercados, Oferta e Demanda PRO 2208 Davi Nakano Mercados, Oferta e Demanda Mercado: grupo de compradores e de vendedores de um dado bem ou serviço Oferta e Demanda

Leia mais

Microeconomia I. Bibliografia. Mercado. Arilton Teixeira Mankiw, cap 4. Pindyck and Rubenfeld, caps. 2 e 4

Microeconomia I. Bibliografia. Mercado. Arilton Teixeira Mankiw, cap 4. Pindyck and Rubenfeld, caps. 2 e 4 Microeconomia I Arilton Teixeira arilton@fucape.br 2012 1 Bibliografia Mankiw, cap 4. Pindyck and Rubenfeld, caps. 2 e 4 2 Mercado Definição: É o conjunto de agentes, compradores e vendedores, que negociam

Leia mais

Introdução a Economia Cap 4

Introdução a Economia Cap 4 Introdução a Economia Cap 4 Feliciano Azuaga Departamento de Economia Unemat Sinop Mercado odução a Economia Aula 1 Oferta e demanda são duas palavras que os economistas usam muito Oferta e demanda são

Leia mais

Qte depois da entrada

Qte depois da entrada CAPÍTULO 3 OFERTA E DEMANDA 1 MERCADO COMPETITIVO muitos compradores e vendedores, ações de qualquer indivíduo não tem efeito perceptível sobre o preço. Ex. de merc não competitivo coca-cola. O merc competitivo

Leia mais

Capítulo. As Forças de Mercado da Oferta e da Demanda

Capítulo. As Forças de Mercado da Oferta e da Demanda Capítulo 4 As Forças de Mercado da Oferta e da Demanda Mercados e Competição Mercado Um grupo de compradores e vendedores de um determinado bem ou serviço Podem ser altamente organizados Ex.: mercados

Leia mais

Sumário. Gestão Empresarial e Economia. Economia. Microeconomia. Mercado e concorrência perfeita Procura. Oferta. Equilíbrio de mercado

Sumário. Gestão Empresarial e Economia. Economia. Microeconomia. Mercado e concorrência perfeita Procura. Oferta. Equilíbrio de mercado Gestão Empresarial e Economia Economia Microeconomia Sumário Mercado e concorrência perfeita Procura o Procura individual o Procura de mercado Oferta o Oferta individual o Oferta de mercado Equilíbrio

Leia mais

Módulo 7 Demanda, Oferta e Equilíbrio de mercado

Módulo 7 Demanda, Oferta e Equilíbrio de mercado Módulo 7 Demanda, Oferta e Equilíbrio de mercado Como vimos, a microeconomia ou teoria dos preços analisa como consumidores e empresas interagem no mercado, e como essa interação determina o preço e a

Leia mais

Mudança nas curvas de demanda e oferta. Alterações no equilíbrio de mercado. Professor Augusto Hauber Gameiro

Mudança nas curvas de demanda e oferta. Alterações no equilíbrio de mercado. Professor Augusto Hauber Gameiro Mudança nas curvas de demanda e oferta Alterações no equilíbrio de mercado Professor Augusto Hauber Gameiro Relembrando Determinantes da mercado Renda do consumidor Preços de bens relacionados Gostos Expectativas

Leia mais

Demanda. Conceito. Expressa a relação entre as quantidades de um determinado bem ou serviço e seus preços alternativos.

Demanda. Conceito. Expressa a relação entre as quantidades de um determinado bem ou serviço e seus preços alternativos. Demanda Conceito Expressa o desejo que as pessoas têm de consumir bens e serviços aos preços de mercado por unidade de tempo, mantendo-se os outros fatores constantes (ceteris paribus). Expressa a relação

Leia mais

demandantes ofertantes

demandantes ofertantes MICROECONOMIA DEMANDA, OFERTA E EQUILIBRIO DE MERCAD0 O funcionamento do sistema de economia de mercado mercado demandantes ofertantes DEMANDA CONCEITO DE DEMANDA FATORES QUE AFETAM A DEMANDA: PREÇO DO

Leia mais

Noções de Microeconomia

Noções de Microeconomia Noções de Microeconomia Demanda, Oferta e Equilíbrio de Mercado: A Demanda e a Lei da Demanda; A Curva da Demanda; A Oferta e a Lei da Oferta; A Curva da Oferta; Equilíbrio de Mercado; Elasticidades. Introdução

Leia mais

Parte 1: Oferta, demanda e equilíbrio de mercado. Parte 2: Elasticidades. O conceito de utilidade marginal. Microeconomia - Prof. Marco A.

Parte 1: Oferta, demanda e equilíbrio de mercado. Parte 2: Elasticidades. O conceito de utilidade marginal. Microeconomia - Prof. Marco A. A lei da oferta e Parte 1: Oferta, e equilíbrio de mercado Parte 2: Elasticidades Prof. Ms. Marco A. Arbex marco.arbex@live.estacio.br BLOG: www.marcoarbex.wordpress.com Dois reais......e noventa centavos

Leia mais

Introdução à Microeconomia

Introdução à Microeconomia Fundamentos de economia: introdução à microeconomia e macroeconomia Prof. Ms. Marco A. Arbex marco.arbex@live.estacio.br Introdução à Microeconomia Blog: www.marcoarbex.wordpress.com Introdução à Microeconomia

Leia mais

Microeconomia. Bibliografia. Maximização de Lucro. Arilton Teixeira Mankiw, cap. 14. Rubinfeld e Pindyck, cap. 8.

Microeconomia. Bibliografia. Maximização de Lucro. Arilton Teixeira Mankiw, cap. 14. Rubinfeld e Pindyck, cap. 8. Microeconomia Arilton Teixeira arilton@fucae.br 2012 1 Bibliografia Mankiw, ca. 14. Rubinfeld e Pindyck, ca. 8. 2 Maximização de Lucro O objetivo das emresas é maximizar lucro (ou maximizar o valor da

Leia mais

Qdx= Px, que é a simples multiplicação da função para mil indivíduos.

Qdx= Px, que é a simples multiplicação da função para mil indivíduos. Aula 9 Microeconomia 29/03/2010 Mankiw (2007) Cap 4 e Pinho; Vasconcellos (2006) cap 4 Continuação da teoria elementar da demanda: Exercício: Imagine que a demanda de uma pessoa pelo bem x é dada por:

Leia mais

A MICROECONOMIA estuda como os preços podem harmonizar a OFERTA e a DEMANDA, gerando equilíbrio.

A MICROECONOMIA estuda como os preços podem harmonizar a OFERTA e a DEMANDA, gerando equilíbrio. Microeconomia A MICROECONOMIA estuda como os preços podem harmonizar a OFERTA e a DEMANDA, gerando equilíbrio. É responsável pela análise de formação de preços no mercado, ou melhor, como a empresa e o

Leia mais

MICROECONOMIA OFERTA E DEMANDA

MICROECONOMIA OFERTA E DEMANDA MICROECONOMIA OFERTA E DEMANDA Disciplina: Economia e Mercado Professora: Karina Cabrini Zampronio Micro e Macroeconomia Microeconomia é o ramo da Teoria Econômica que estuda o funcionamento do mercado

Leia mais

INSS Economia Demanda e Oferta Fábio Lobo

INSS Economia Demanda e Oferta Fábio Lobo INSS Economia Demanda e Oferta Fábio Lobo 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. TEORIA DA DEMANDA Economia Teorias da Demanda e da Oferta Procura ou demanda Individual

Leia mais

Economia- prof. Rodrigo Janiques. 1. Com relação à demanda do consumidor, julgue os itens subsequentes.

Economia- prof. Rodrigo Janiques. 1. Com relação à demanda do consumidor, julgue os itens subsequentes. Economia- prof. Rodrigo Janiques 1. Com relação à demanda do consumidor, julgue os itens subsequentes. A demanda por um bem é influenciada por uma série de variáveis, como renda e preferências, por exemplo,

Leia mais

Teoria da Oferta e da Procura

Teoria da Oferta e da Procura Teoria da Oferta e da Procura Demanda (Procura) Conceito Expressa o desejo que as pessoas têm de consumir bens e serviços aos preços de mercado por unidade de tempo, mantendo-se os outros fatores constantes

Leia mais

FUNDAMENTOS DE MICROECONOMIA: DEMANDA, OFERTA E EQUILÍBRIO DE MERCADO

FUNDAMENTOS DE MICROECONOMIA: DEMANDA, OFERTA E EQUILÍBRIO DE MERCADO FUNDAMENTOS DE MICROECONOMIA: DEMANDA, OFERTA E EQUILÍBRIO DE MERCADO MICROECONOMIA É a parte da teoria econômica que estuda o comportamento das famílias e das empresas e os mercados nos quais operam.

Leia mais

Tradução da 6a. edição norte-americana

Tradução da 6a. edição norte-americana N. Gregory Mankiw Introdução à Economia Tradução da 6a. edição norte-americana 4 As forças de mercado da oferta e da demanda 2013 Cengage Learning. All Rights Reserved. May not be copied, scanned, or duplicated,

Leia mais

A DEMANDA E A OFERTA. Curso Online

A DEMANDA E A OFERTA. Curso Online A DEMANDA E A OFERTA Curso Online 1 2Todos os Direitos Reservados ESSE CURSO FOI CRIADO E É PROMOVIDO PELA INSTITUIÇÃO Bem Vindo ao Curso! A Evolução do Pensamento Econômico: Escola Clássica 1-3 A EVOLUÇÃO

Leia mais

Microeconomia - Prof. Marco A. Arbex

Microeconomia - Prof. Marco A. Arbex Parte 1: Introdução à Microeconomia Parte 2: Demanda, oferta e equilíbrio de mercado Prof. Ms. Marco A. Arbex marco.arbex@live.estacio.br BLOG: www.marcoarbex.wordpress.com Introdução A microeconomia é

Leia mais

Capítulo 4 As Forças de Mercado da Oferta e da Demanda

Capítulo 4 As Forças de Mercado da Oferta e da Demanda Capítulo 4 As Forças de Mercado da Oferta e da Demanda Lista de Exercícios: 1. Em um mercado competitivo, a quantidade produzida e o preço do produto são determinados pelo(s): a. compradores. b. vendedores.

Leia mais

IFSC Câmpus Lages Economia Microeconomia Profª. Larisse Kupski

IFSC Câmpus Lages Economia Microeconomia Profª. Larisse Kupski IFSC Câmpus Lages Economia Microeconomia Profª. Larisse Kupski Fundamentos microeconomia A Microeconomia, ou Teoria de Preços, é a parte da teoria econômica que estuda o comportamento das famílias e das

Leia mais

Economia é a ciência que se preocupa em alocar recursos escassos, orientando a escolha do que, como e para quem produzir com teorias e informação.

Economia é a ciência que se preocupa em alocar recursos escassos, orientando a escolha do que, como e para quem produzir com teorias e informação. Economia é a ciência que se preocupa em alocar recursos escassos, orientando a escolha do que, como e para quem produzir com teorias e informação. Escassez Necessidades Ilimitadas Recursos Limitados 1

Leia mais

LEI DA PROCURA. Lei da Procura (demand):

LEI DA PROCURA. Lei da Procura (demand): MERCADO LEI DA PROCURA Lei da Procura (demand): A procura de um bem/serviço aumenta quando o seu preço baixa, e diminui quando o seu preço sobe, mantendo-se todo o resto constante (ceteris paribus) Note-se

Leia mais

Economia DEMANDA. Prof. Me. Diego Fernandes

Economia DEMANDA. Prof. Me. Diego Fernandes Economia DEMANDA 1 Leitura Leitura do capítulo 4 (p. 73-80) do livro: Introdução à Economia do Marco Antonio S. Vasconcellos, 2012 livro online. 2 Teoria do Consumidor Segmento da Microeconomia que diz

Leia mais

Sistema de preços. Prof. Regis Augusto Ely. Agosto de Revisão Novembro de Oferta e demanda. 1.1 Curva de demanda

Sistema de preços. Prof. Regis Augusto Ely. Agosto de Revisão Novembro de Oferta e demanda. 1.1 Curva de demanda Sistema de preços Prof. Regis Augusto Ely Agosto de 2011 - Revisão Novembro de 2012 1 Oferta e demanda 1.1 Curva de demanda A curva de demanda descreve a relação entre preço e quantidade demandada. Aumentando

Leia mais

RIODE JANEIRO, 14 DE SETEMBRO DE À Comissão de Concurso Público Conselho Regional de Economia do Estado do Rio de Janeiro

RIODE JANEIRO, 14 DE SETEMBRO DE À Comissão de Concurso Público Conselho Regional de Economia do Estado do Rio de Janeiro Questão 22 O candidato requer a anulação da questão, alegando o seguinte: - que além da opção "D" constante no gabarito que desloca a curva de oferta e não move a de demanda, penso que a opção "B" também

Leia mais

TEORIA ECONÔMICA I. Princípios de Microeconomia

TEORIA ECONÔMICA I. Princípios de Microeconomia TEORIA ECONÔMICA I Princípios de Microeconomia INTRODUÇÃO À MICROECONOMIA A MICROECONOMIA é também conhecida como teoria dos preços, pois analisa a formação de preços no mercado. PRESSUPOSTOS BÁSICOS DA

Leia mais

preço das matérias primas e dos fatores de

preço das matérias primas e dos fatores de Oferta Individual versus Oferta de Mercado A oferta de determinado bem depende de vários fatores: preço do próprio bem preço das matérias primas e dos fatores de produção tecnologia utilizada Oferta Individual

Leia mais

Microeconomia. Bibliografia. Arilton Teixeira Mankiw, cap. 21. Pindyck & Rubinfeld, caps. 3 e 4.

Microeconomia. Bibliografia. Arilton Teixeira Mankiw, cap. 21. Pindyck & Rubinfeld, caps. 3 e 4. Microeconomia Arilton Teieira arilton@fucape.br 2012 1 Bibliografia Mankiw, cap. 21. Pindck & Rubinfeld, caps. 3 e 4. 2 Mercados: Consumidores e Produtores P S(P, tech., insumos) P* D(P, renda, outros)

Leia mais

CURSO LIVRE DE ECONOMIA

CURSO LIVRE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE DA MADEIRA Departamento de Gestão e Economia CURSO LIVRE DE ECONOMIA Preços e Mercados Exercícios 1. Indique se as seguintes afirmações são verdadeiras ou falsas, justificando os casos em

Leia mais

Demanda. Conceito 22/05/2010

Demanda. Conceito 22/05/2010 Demanda 1 Conceito A demanda de um determinado bem (doravante, denominada de bem X) é dada pela quantidade deste bem que os compradores (doravante, denominados de consumidores) desejam adquirir num determinado

Leia mais

6, , , Equilíbrio 3, ,

6, , , Equilíbrio 3, , José Wladimir Freitas da Fonseca 1 O objetivo desta aula é apresentar os princípios elementares da teoria microeconômica começando pelas variáveis determinantes do equilíbrio do mercado, passando pelos

Leia mais

Unidades II ECONOMIA E MERCADO. Profa. Lérida Malagueta

Unidades II ECONOMIA E MERCADO. Profa. Lérida Malagueta Unidades II ECONOMIA E MERCADO Profa. Lérida Malagueta Microeconomia A microeconomia ou teoria dos preços analisa como consumidores e empresas interagem no mercado, e como essa interação determina o preço

Leia mais

INTRODUÇÃO À ECONOMIA PARA ENGENHEIROS CAPÍTULO 2 - OS FUNDAMENTOS DA OFERTA E DA DEMANDA - PINDYCK

INTRODUÇÃO À ECONOMIA PARA ENGENHEIROS CAPÍTULO 2 - OS FUNDAMENTOS DA OFERTA E DA DEMANDA - PINDYCK INTROUÇÃO À ECONOMIA ARA ENGENHEIRO CAÍTULO 2 - O FUNAMENTO A OFERTA E A EMANA - INYCK 1 uponhamos que um clima excepcionalmente quente ocasione um deslocamento para a direita na curva da demanda de sorvete

Leia mais

Disciplina: Economia & Negócios Líder da Disciplina: Ivy Jundensnaider Professora: Rosely Gaeta / /

Disciplina: Economia & Negócios Líder da Disciplina: Ivy Jundensnaider Professora: Rosely Gaeta / / Disciplina: Economia & Negócios Líder da Disciplina: Ivy Jundensnaider Professora: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 03 MICROECONOMIA DEMANDA E OFERTA SEMANA E DATA / / 3.1. A curva de demanda Em uma economia

Leia mais

ECONOMIA MICRO E MACRO

ECONOMIA MICRO E MACRO ECONOMIA MICRO E MACRO AULA 02: DEMANDA, OFERTA E EQUILÍBRIO DE MERCADO TÓPICO 02: TEORIA DA OFERTA A decisão do que produzir é tomada pelas empresas na expectativa de realização de lucros. Preços altos

Leia mais

Unidade Letiva 5 Preços e mercados Mercado é uma situação em que vendedores e compradores ajustam o preço e a quantidade do bem a transacionar.

Unidade Letiva 5 Preços e mercados Mercado é uma situação em que vendedores e compradores ajustam o preço e a quantidade do bem a transacionar. Mercado é uma situação em que vendedores e compradores ajustam o preço e a quantidade do bem a transacionar. O mercado não necessita da existência de um espaço físico nem da presença dos seus participantes;

Leia mais

Definir e explicar as variáveis utilizadas para medir custos em economia e a relação presente entre elas, bem como seus usos e importância.

Definir e explicar as variáveis utilizadas para medir custos em economia e a relação presente entre elas, bem como seus usos e importância. CUSTOS DE PRODUÇÃO OBJETIVO GERAL Definir e explicar as variáveis utilizadas para medir custos em economia e a relação presente entre elas, bem como seus usos e importância. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Caracterizar

Leia mais

PARTE I MERCADO: OFERTA X DEMANDA

PARTE I MERCADO: OFERTA X DEMANDA Introdução à Microeconomia PARTE I MERCADO: OFERTA X DEMANDA Prof. Marta Lemme IE/UFRJ 1º SEMESTRE 2014 OFERTA E DEMANDA Mercado Competitivo O modelo da oferta e da demanda A curva de demanda A curva de

Leia mais

ECONOMIA - LISTA DE EXERCÍCIOS 1

ECONOMIA - LISTA DE EXERCÍCIOS 1 1. Constitui um bem de capital: ECONOMIA - LISTA DE EXERCÍCIOS 1 a) os bens e serviços que se destinam ao atendimento direto das necessidades humanas. b) os bens que aumentam a eficiência do trabalho humano.

Leia mais

Economia Alimentar. Agentes e Circuito Económico

Economia Alimentar. Agentes e Circuito Económico Economia Alimentar Agentes e Circuito Económico Agentes Económicos numa economia simplificada Famílias Empresas Engloba as famílias enquanto unidades de consumo e de fornecimento de trabalho e capital

Leia mais

Economia dos Recursos Naturais. Agentes e Circuito Económico

Economia dos Recursos Naturais. Agentes e Circuito Económico Economia dos Recursos Naturais Agentes e Circuito Económico Agentes Económicos numa economia simplificada Famílias Empresas Engloba as famílias enquanto unidades de consumo e de fornecimento de trabalho

Leia mais

Introdução à Microeconomia. Elasticidades. Danilo Igliori

Introdução à Microeconomia. Elasticidades. Danilo Igliori Introdução à Microeconomia Elasticidades Danilo Igliori (digliori@usp.br) Elasticidade (sensibilidade de resposta à mudança de uma variavel) Noção de elasticidade: Por exemplo, se a oferta aumentar, o

Leia mais

Teoria da demanda e oferta

Teoria da demanda e oferta Análise da Demanda de mercado Teoria da demanda e oferta Capítulo III Demanda (ou procura) é a quantidade de determinado bem ou serviço que os consumidores deseja adquirir, num dado período. Representa

Leia mais

Administração e Economia para Engenharia

Administração e Economia para Engenharia Administração e Economia para Engenharia Aula 3.1: Fundamentos da matemática financeira diegofernandes.weebly.com Emiliano Silva 1 Economia Ciência social que estuda a administração dos recursos escassos

Leia mais

EXERCICIOS SOBRE: TEORIA DO CONSUMIDOR VI Procura, oferta e equilíbrio de mercado

EXERCICIOS SOBRE: TEORIA DO CONSUMIDOR VI Procura, oferta e equilíbrio de mercado EXERCICIOS SOBRE: TEORIA DO CONSUMIDOR VI Procura, oferta e equilíbrio de mercado Exercício Nº 1 Defina e caracterize os seguintes conceitos: a) Procura individual de um bem. Descreve as quantidades alternativas,

Leia mais

Unidade II ECONOMIA E MERCADO. Prof. Rodrigo Marchesin

Unidade II ECONOMIA E MERCADO. Prof. Rodrigo Marchesin Unidade II ECONOMIA E MERCADO Prof. Rodrigo Marchesin Introdução Microeconomia: teoria dos preços formação dos preços oferta x demanda Hipótese coeteris paribus Expressão latina, tudo o mais permanece

Leia mais

Enquanto a Microeconomia estuda a relação entre oferta e demanda para estimar, em uma interação do conjunto de consumidores com o conjunto de

Enquanto a Microeconomia estuda a relação entre oferta e demanda para estimar, em uma interação do conjunto de consumidores com o conjunto de Conceito A Microeconomia, ou teoria dos preços, analisa a formação de preços, ou seja, como a empresa e o consumidor interagem qual o preço e a quantidade de determinado bem ou serviço em mercados específicos,

Leia mais

MICROECONOMIA AULA 02 Prof. Jorge Junior

MICROECONOMIA AULA 02 Prof. Jorge Junior MICROECONOMIA AULA 02 Prof. Jorge Junior AULA SOBRE ELASTICIDADE a) CONCEITO: Elasticidade se refere à um tipo de sensibilidade, tem a ver com variações co-relacionadas. Por exemplo: Se eu digo que a demanda

Leia mais

Variáveis que afetam a demanda 1

Variáveis que afetam a demanda 1 Variáveis que afetam a demanda 1 A demanda de um bem ou serviço pode ser afetada por muitos fatores, tais como: Riqueza (e sua distribuição); Renda (e sua distribuição); Preço dos outros bens; Fatores

Leia mais

ESTRUTURAS DE MERCADO. Fundamentos de Economia e Mercado

ESTRUTURAS DE MERCADO. Fundamentos de Economia e Mercado ESTRUTURAS DE MERCADO Fundamentos de Economia e Mercado ESTRUTURAS DE MERCADO As várias formas ou estruturas de mercados dependem fundamentalmente de três características: 1. Número de empresas que compõe

Leia mais

Elasticidade e Suas Aplicações

Elasticidade e Suas Aplicações Elasticidade e Suas Aplicações Um dos conceitos mais importantes em economia Mankiw (cap 5) Qual produto é mais importante/necessário para as famílias? Elasticidade...... é uma medida do quanto que compradores

Leia mais

ANÁLISE DE MICROECONOMICA. Oferta Demanda Elasticidade Ponto de Equilíbrio

ANÁLISE DE MICROECONOMICA. Oferta Demanda Elasticidade Ponto de Equilíbrio ANÁLIE E MICROECONOMICA Oferta emanda Elasticidade onto de Equilíbrio EUILÍBRIO A quantidade ofertada é igual a quantidade demandada e izzas reço está em ambas as curvas, sem tendência de alterar ou Consumidores

Leia mais

Capítulo 2 -Análise da Oferta e da Procura

Capítulo 2 -Análise da Oferta e da Procura Capítulo 2 -Análise da Oferta e da Procura 1. Motivação O Mercado de Milho nos EUA 2. Definição de Mercados Competitivos 3. A Curva de Demanda de Mercado 4. A Curva de Oferta de Mercado 5. Equilíbrio 6.

Leia mais

Elasticidade e Suas Aplicações

Elasticidade e Suas Aplicações Elasticidade e Suas Aplicações Um dos conceitos mais importantes em economia Mankiw (Cap 5) Elasticidade...... é uma medida do quanto que compradores e vendedores respondem a mudanças nas condições de

Leia mais

Tema 3: Demanda, Oferta e Equilíbrio de Mercado. Objetivos. Relembrando

Tema 3: Demanda, Oferta e Equilíbrio de Mercado. Objetivos. Relembrando Tema 3: Demanda, Oferta e Equilíbrio de Mercado Profa. Ma. Renata M. G. Dalpiaz Objetivos Entender o funcionamento da demanda de determinado bem ou serviço e seu relacionamento com a oferta. Compreender

Leia mais

A economia é o estudo da organização social através do qual os homens satisfazem suas necessidades de bens e serviços escassos.

A economia é o estudo da organização social através do qual os homens satisfazem suas necessidades de bens e serviços escassos. IMPORTANTE: Tratando-se de uma representação esquematizada das aulas previstas, o material que integra esse Desenvolvimento Programático não é suficiente para o acompanhamento do curso. Sua leitura, sem

Leia mais

PRO 2208 Introdução a Economia. Aula 4 - Elasticidade. Prof. Dr. Regina Meyer Branski

PRO 2208 Introdução a Economia. Aula 4 - Elasticidade. Prof. Dr. Regina Meyer Branski PRO 2208 Introdução a Economia Aula 4 - Elasticidade Prof. Dr. Regina Meyer Branski Elasticidade Objetivos Elasticidade-Preço da Demanda Elasticidade-Preço Cruzada da Demanda Elasticidade-Renda da Demanda

Leia mais

Economia. Sumário. Prof.Carlos NEMER 1. Conceito. Elasticidade da Demanda e da Oferta

Economia. Sumário. Prof.Carlos NEMER 1. Conceito. Elasticidade da Demanda e da Oferta Economia Carlos Nemer 3ª Ed. Capítulo 6: Elasticidade da Demanda e da Oferta Poli-UFRJ Copyright 2005. Direitos Autorais reservados ao II-6-1 43/01 05 Sumário 1. Conceito; 2. ; 3. Elasticidade- Cruzada

Leia mais

Elasticidade. 5. Elasticidade e Suas Aplicações. Determinantes da Elasticidade- Preço da Demanda. Elasticidade-Preço da Demanda

Elasticidade. 5. Elasticidade e Suas Aplicações. Determinantes da Elasticidade- Preço da Demanda. Elasticidade-Preço da Demanda 5. Elasticidade e Suas Aplicações Elasticidade é uma medida de como compradores e vendedores reajem a uma mudança s preços s permite analisar a oferta e a demanda com muito mais precisão Elasticidade-

Leia mais

Elasticidade e Suas Aplicações

Elasticidade e Suas Aplicações Elasticidade e Suas Aplicações à Economia Mankiw, N.G. Capítulo 5 Motivação A Embrapa lança um novo híbrido de milho que aumenta em 20% a produtividade (kg/ha). Como reagir a essa notícia? Será que deve

Leia mais

Economia? Conceito. Objeto QUESTÃO CENTRAL. Análise Microeconômica I Assuntos Preliminares RACIONALIDADE ECONÔMICA. Econ.

Economia? Conceito. Objeto QUESTÃO CENTRAL. Análise Microeconômica I Assuntos Preliminares RACIONALIDADE ECONÔMICA. Econ. Economia? Análise Microeconômica I Econ. Edilson Aguiais Material Disponível em: www.puc.aguiais.com.br microeconomia ou teoria de formação de preços: exame da formação de preços em mercados específicos.

Leia mais

Matemática Aplicada à Economia LES 201

Matemática Aplicada à Economia LES 201 Matemática Aplicada à Economia LES 201 Aula 1 07/08/2017 Luiz Fernando Satolo A natureza da economia matemática Economia matemática não é um ramo especial da economia é uma abordagem à análise econômica

Leia mais

BENS PÚBLICOS RECURSOS COMUNS

BENS PÚBLICOS RECURSOS COMUNS BENS PÚBLICOS E RECURSOS COMUNS OBJETIVO GERAL Identificar e classificar os tipos de bens disponíveis para serem ofertados e demandados em uma economia, com foco em bens públicos e recursos comuns, e suas

Leia mais

Introdução à Microeconomia

Introdução à Microeconomia Introdução à Microeconomia Marcelo Pessoa de Matos Aula 6 PARTE I: O MERCADO COMPETITIVO BIBLIOGRAFIA DA PARTE I: Krugman & Wells, apêndice cap. 2 e caps. 3 a 6 Varian, caps. 1,15 BIBLIOGRAFIA DESTA AULA:

Leia mais

Introdução à economia: microeconomia

Introdução à economia: microeconomia Introdução à economia: microeconomia Prof. Salomão Neves 1 2 Quem é o Prof. Salomão Neves? Titulação Área Local Bacharel Especialização Mestrado Doutorado Ciências Econômicas Administração de Empresas

Leia mais

A empresa, a organização do mercado e o desempenho

A empresa, a organização do mercado e o desempenho Les 590 Organização Industrial A empresa, a organização do mercado e o desempenho Aulas 1 e 2 Márcia A.F. Dias de Moraes 16 e 17/02/2016 Preocupação central: Organização Industrial - Ação das firmas -

Leia mais

Elasticidade. Copyright 2004 South-Western

Elasticidade. Copyright 2004 South-Western Elasticidade 5 Copyright 2004 South-Western Copyright 2004 South-Western/Thomson Learning Elasticidade Permite analisar oferta e demanda com precisão. Mede o quanto compradores e vendedores respondem a

Leia mais

Estruturas de Mercado Fundamentos de Economia VASCONCELLOS E GARCIA, Franciane Alves Cardoso Mestranda em Economia PPGECO/UFRN.

Estruturas de Mercado Fundamentos de Economia VASCONCELLOS E GARCIA, Franciane Alves Cardoso Mestranda em Economia PPGECO/UFRN. Estruturas de Mercado Fundamentos de Economia VASCONCELLOS E GARCIA, 2004 Franciane Alves Cardoso Mestranda em Economia PPGECO/UFRN. Bolsista REUNI Estruturas de Mercado Concorrência perfeita Monopólio

Leia mais

MBA GESTÃO DE PROJETOS. INTRODUÇÃO À ECONOMIA Profa. Eliane M. de Castro. Oferta e Demanda

MBA GESTÃO DE PROJETOS. INTRODUÇÃO À ECONOMIA Profa. Eliane M. de Castro. Oferta e Demanda MBA GESTÃO DE PROJETOS INTRODUÇÃO À ECONOMIA Profa. Eliane M. de Castro Oferta e Demanda A Palavra Economia... Vem do grego, aquele que governa a sua casa Uma Casa e a Economia Enfrentam... Decisões? Decisões?

Leia mais

Elasticidade cruzada. Sumário, aula 11. Elasticidade cruzada. Elasticidade cruzada. Elasticidade cruzada. Elasticidade cruzada

Elasticidade cruzada. Sumário, aula 11. Elasticidade cruzada. Elasticidade cruzada. Elasticidade cruzada. Elasticidade cruzada Sumário, aula 11 BS substitutos BS complementares BS inferiores BS normais quanto ao BS de necessidade / BS de Luxo Elasticidade da oferta A quantidade procurada de um BS varia com a alteração do seu preço

Leia mais

Modelo da Procura e da Oferta

Modelo da Procura e da Oferta Modelo da rocura e da Oferta IT, LEGI - Teoria Económica II Margarida Catalão Lopes 1 Mercado: local de encontro da oferta (os que tentam vender) e da procura (os que desejam comprar), onde se determinam

Leia mais

Unidade II. Para analisar o comportamento da demanda e da oferta, partiremos de alguns pressupostos básicos estabelecidos pela microeconomia.

Unidade II. Para analisar o comportamento da demanda e da oferta, partiremos de alguns pressupostos básicos estabelecidos pela microeconomia. ECONOMIA E MERCADO Unidade II 3 DEMANDA, OFERTA E EQUILÍBRIO DE MERCADO Como vimos no módulo I, a microeconomia ou teoria dos preços analisa como consumidores e empresas interagem no mercado, e como essa

Leia mais

Microeconomia II. Competição Imperfeita Oligopólio. Pindyck Cap: 12

Microeconomia II. Competição Imperfeita Oligopólio. Pindyck Cap: 12 Microeconomia II Competição Imperfeita Oligopólio Pindyck Cap: 12 1. Oligopólio Oligopólio não cooperativo: Como existem poucas firmas no mercado, elas sabem que suas estratégias podem afetar o preço de

Leia mais

PRINCÍPIOS DE ECONOMIA

PRINCÍPIOS DE ECONOMIA PRINCÍPIOS DE ECONOMIA OBJETIVO GERAL Apresentar de forma geral os fundamentos e objetivos do estudo de sistemas econômicos, bem como os tópicos a serem abordados durante os cursos de economia do IFMG

Leia mais

M CR C O R E O C E O C N O O N M O I M A A E

M CR C O R E O C E O C N O O N M O I M A A E MICROECONOMIA Estuda a formação de preços em mercados específicos; Como consumidores e empresas interagem no mercado e como decidem os preços e a quantidade para satisfazer a ambos simultaneamente.; Decidem

Leia mais

INTRODUÇÃO A MICROECONOMIA

INTRODUÇÃO A MICROECONOMIA 1 3º TEXTO: MATERIAL DE APOIO: Não basta conquistar a sabedoria; é preciso usá-la" (Cícero). Objetivos do texto: Desenvolver no aluno a capacidade para conhecer e analisar as questões básicas do mecanismo

Leia mais

TP043 Microeconomia 11/11/2009 AULA 19 Bibliografia: PINDYCK capítulo 10

TP043 Microeconomia 11/11/2009 AULA 19 Bibliografia: PINDYCK capítulo 10 TP043 Microeconomia 11/11/2009 AULA 19 Bibliografia: PINDYCK capítulo 10 DESLOCAMENTOS DA DEMANDA: No mercado monopolista não existe uma curva de oferta. A cada movimentação da demanda a oferta se modifica,

Leia mais

Fundamentos de Economia

Fundamentos de Economia Fundamentos de Economia Marco Antonio S. Vasconcellos Manuel Enriquez Garcia 3º Edição 2009 4.1 Introdução A microeconomia ou teoria dos preços analisa a formação de preços de benseserviçosedefatoresdeproduçãoemmercadosespecíficos.éo

Leia mais

Oferta, Demanda, e Políticas Econômicas do Governo

Oferta, Demanda, e Políticas Econômicas do Governo Oferta, Demanda, e Políticas Econômicas do Governo à Economia Mankiw, N.G. Capítulo 6 Copyright 2001 by Harcourt, Inc. All rights reserved. Requests for permission to make copies of any part of the work

Leia mais

ECONOMIA COMO CIÊNCIA SOCIAL

ECONOMIA COMO CIÊNCIA SOCIAL ECONOMIA COMO CIÊNCIA SOCIAL OBJETIVO GERAL Apresentar o universo de estudo de economia como uma ciências social aplicada e do estudo das relações humanas, bem como suas particularidades, pontos fortes

Leia mais

Oferta e Procura. Aula 5 Isnard Martins

Oferta e Procura. Aula 5 Isnard Martins Oferta e Procura 5 Aula 5 Isnard Martins Análise da Demanda de Mercado Demanda (ou procura) é a quantidade de determinado bem ou serviço que os consumidores desejam adquirir, num dado período. A Demanda

Leia mais

O Modelo de Solow. Alexandre Nunes de Almeida

O Modelo de Solow. Alexandre Nunes de Almeida Alexandre Nunes de Almeida O modelo de crescimento econômico de SOLOW (1956) explica como a poupança (capital), o aumento da população e o progresso técnico influenciam a taxa de crescimento do produto

Leia mais

Microeconomia. UNIDADE 1 Aula 2.2

Microeconomia. UNIDADE 1 Aula 2.2 Microeconomia UNIDADE 1 Aula 2.2 Prof - Isnard Martins Rosseti, J, Introdução à Economia, Atlas, 2006 Vasconcelos M.A, Economia Micro e Macro, 4a Edição 1 A EQUAÇÃO DA DEMANDA 2 Y Na Geometria Euclidiana,

Leia mais

Economia e Sociologia. O Funcionamento do Mercado

Economia e Sociologia. O Funcionamento do Mercado Economia e Sociologia O Funcionamento do Mercado O que é o mercado? Sistema através do qual compradores e vendedores negoceiam para determinar os preços e as quantidades transaccionadas de um bem Locais

Leia mais