15 boas razões. para investir na Emilia-Romagna.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "15 boas razões. para investir na Emilia-Romagna. www.investinemiliaromagna.eu"

Transcrição

1 15 boas razões para investir na Emilia-Romagna 23/07/2015 1

2 Edited by: ERVET - Emilia-Romagna Valorizzazione Economica Territorio SpA Territorial Development and Attractiveness Unit Via G.B. Morgagni, Bologna Tel Fax Website: Project manager: Paola Maccani Working group: Gianandrea Esposito Matteo Michetti Celeste Pacifico Valentina Giacomini Marco Bellucci Danilo Masotti Infographics: LUIS.it concept, contents and support provided by ERVET Translation: Logos - 2

3 Introdução A Emilia-Romagna é uma região aberta a novos investimentos estrangeiros. Aqui as empresas encontrarão oportunidades e vantagens preciosas, capacitando-as a inovar e crescer dentro de um sistema econômico altamente especializado, com fácil acesso aos mercados internacionais, um amplo ecossistema de fornecedores/clientes e recursos humanos qualificados. Uma região cujo modelo de desenvolvimento é capaz de combinar competitividade econômica com um alto nível de coesão social e uma qualidade de vida invejável. Uma forte tradição que olha para o futuro. O relatório "Cidades e Regiões Europeias do Futuro 2014/2015" elaborado pela divisão especialista em investimentos estrangeiros do Financial Times, enquadrou a Emilia-Romagna nas seguintes categorias: Uma das 10 principais regiões do Sul da Europa, Uma das 10 maiores regiões do Sul da Europa Estratégia de IDE, Uma das 10 melhores regiões do Sul da Europa - Estratégia de IDE. Uma administração pública que apóia os novos investimentos. O território é governado a nível regional pela Regione Emilia-Romagna, que aprovou uma "Lei de Promoção do Investimento Regional (Lei Regional no. 14)" em Junho de A região possui 340 municípios que estão reunidos em 9 províncias (Bolonha, Ferrara, Forlì-Cesena, Modena, Parma, Piacenza, Ravenna, Reggio Emilia e Rimini). Os números da população residente são de (em 1/1/2014). 3

4 15 boas razões para investir na Emilia-Romagna A Emilia-Romagna oferece muitas atrações e vantagens para os investidores estrangeiros: Infra-estrutura 1. Posição estratégica 2. Redes de transporte 3. Região funcional Economia 4. Economia sólida 5. Alto nível de especialização e internacionalização 6. Região verde 7. Centros de exposições Habilidades e Conhecimento 8. Região inovadora 9. Sistema de pesquisa difundido 10. Universidades e instrução 11. Mercado de trabalho Qualidade da vida 12. Coesão social e qualidade da vida Políticas, incentivos, procedimentos 13. Lei de promoção do investimento 14. Incentivos e apoio financeiro: temas principais 15. Governance eficaz Investir na Emilia-Romagna (Ponto de Contato) 15 Estudos de Casos 4

5 Infra-estrutura 1. Posição estratégica A Emilia-Romagna é uma grande junção para todos os sistemas de transporte conectando o centro da Europa com o sul da Itália, com o norte da Europa e todos os países das regiões do Adriático e do Mediterrâneo. Os corredores "Escandivano-Mediterrâneo", "Báltico-Adriático" e "Mediterrâneo" ligam a região à inteira rede de transportes trans-europeia. As empresas na Emilia-Romagna possuem acesso extensivo aos mercados estrangeiros tanto a nível europeu quanto global. O mapa a seguir mostra os volumes do comércio estrangeiro (importações+exportações) em

6 2. Redes de transporte A rede de transporte regional cobre o inteiro território. O mapa nesta página mostra somente a infra-estrutura principal. A Via Emilia é a estrada que corta toda a região do sudeste ao noroeste, com uma grande concentração de atividades econômicas e as principais plataformas e junções logísticas. Três aeroportos internacionais: Bolonha (a principal plataforma regional, Parma e Rimini. 17 plataformas multimodais de mercadorias e terminais intermodais distribuídos pela região. As principais plataformas multimodais de mercadorias estão em Bolonha (www.bo.interporto.it), Parma (www.cepimspa.it) e Piacenza (www.polologistico.com). O porto de Ravenna é o mais importante da região (www.port.ravenna.it/). Os trens de alta velocidade ligam a região com grandes cidades (ex.: Turim, Milão, Florença, Roma e Nápoles). 6

7 Infra-estrutura 3. Região smart A Emilia-Romagna oferece cobertura de banda larga graças a uma infra-estrutura capilar que garante um alto nível de conectividade ao inteiro território. De acordo com o índice Smart City 2014 e a Classificação icity 2013, Bologna é uma das principais cidades funcionais e todas as principais cidades da região estão entre as 30 primeiras a nível regional, dentre mais de 100 grandes e pequenas cidades italianas. Estes dois índices levam em consideração indicadores como economia, governance, cobertura da banda larga, mobilidade, inovação, qualidade de vida, economia verde, etc. A Lepida Spa, a rede de banda larga das administrações públicas da Emilia-Romagna, garante a disponibilidade da conectividade da banda-larga para toda a região, aumentando a eficácia dos serviços de e-government para as empresas (www.lepida.it). 7

8 Economia 4. Economia sólida A Emilia-Romagna é uma das mais competitivas regiões italianas, graças a um sistema econômico que é altamente ativo nos mercados internacionais e caracterizado por uma alta rede de empreendedorismo, um forte setor manufatureiro e a busca pela inovação. O PIB per capita é superior à média italiana e a dos 28 países da UE O PIB regional per capita era de euros por habitante em 2013, cerca de 21% superior à atual média dos 28 países da UE 8

9 Economia 5. Especialização e internacionalização Todos os setores fundamentais possuem fortes sinergias com sub-setores na inteira corrente de valor: Engenheira e Automotivo, Agro-alimentar, Moda, Imobiliário e Construção Civil, Química, Cultura & Criatividade, além dos Serviços Sanitários. As importações regionais totalizam 28,6 bilhões de euros enquanto as exportações totalizam 50,7 bilhões de euros que, representam 13% do total italiano (2013, Istat-Coeweb) As exportações regionais de azulejos e cerâmicas excedem 83% do total nacional. Aproximadamente um quarto das exportações italianas de máquinas para agricultura e outras máquinas para uso geral, e um quinto daquelas para vestuário, veículos a motor e tubos, condutas, perfis ocos e relativos acessórios vem da Emilia- Romagna. A região exporta uma quantidade de carnes e produtos derivados que corresponde a aproximadamente 36% do total nacional. 9

10 Economia 6. Região verde As companhias que pertencem à economia verde na Emilia-Romagna cobrem uma ampla gama de setores produtivos, com uma presença nos principais aglomerados produtivos da região. Os exemplos incluem o processamento de produtos alimentares e uso da tecnologia agroalimentar, prédios ecológicos no aglomerado das construções civis e transporte com um baixo impacto ambiental no campo da engenharia automotiva. Ademais, os setores mais genéricos são ativos na pesquisa de novos materiais e no fornecimento de máquinas, enquanto os novos setores emergentes fornecem energia renovável e energia eficaz. Os setores tradicionais «verdes» são representados pela gestão do lixo e tratamento das águas. Os serviços de certificação ambiental também são importantes. 10

11 Economia 7. Centros de exposições O sistema de feiras da Emilia-Romagna é um dos mais importantes na Europa, com nove centros de exibição ativos na região. Bologna, Parma e Rimini hospedam mais de 30 feiras internacionais de negócios todos os anos, atraindo mais de 2 milhões de visitantes. Link BolognaFiere - (IT, EN) Fiere di Parma - (IT,EN) Rimini Fiera - (IT, EN + outras) Cesena Fiera - (IT) FerraraFiere Congressi - (IT) Fiera di Forlì - (IT) ModenaFiere - (IT, EN) Piacenza Expo - (IT, EN) 11

12 Habilidades e Conhecimento 8. Região inovadora A Emilia-Romagna está na vanguarda a nível nacional em termos de capacidade inovadora, de acordo com o Marcador da Inovação Regional (EC, 2014). Existe 27 mil empregados nos setores de P&D, enquanto o investimento total em P&D somou milhões de euros em A proporção de pessoal de P&D na população ativa excede as médias italianas e europeias. A Emilia-Romagna também excede as médias dos 27 países da UE no que concerne os depósitos de patentes por milhões de habitantes (EPO). O número regional de formandos em Ciências e Tecnologia por 1000 habitantes entre anos é superior às médias italianas e europeias. 12

13 Habilidades e Conhecimento 9. Sistema de pesquisa difundido Rede Regional de Alta Tecnologia O sistema de pesquisa pública da Emilia-Romagna emprega mais de 10 mil atividades em P&D (Istat, 2012) A maioria dos laboratórios e centros inovadores pertencem à Rede Regional de Alta Tecnologia, organizada em 6 plataformas temáticas Agro-alimentar, Construção Civil, Energia e Ambiente, TIC e Design, Ciências, Mecânica e Materiais. A Alta Rede de Tecnologia é coordenada pela ASTER. Site: O Centro Nacional de Pesquisas (CNR) e a Agência Nacional de Energia e Ambiente (ENEA) possuem um grande número de laboratórios na região. As Universidades também dão uma grande contribuição. Os outros institutos presentes na região incluem: Instituto Nacional de Física Nuclear, Instituto Nacional de Astrofísica, Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia e o CINECA, o maior centro computacional italiano e um dos mais importantes do mundo. 13

14 Habilidades e Conhecimento 10. Universidade e instrução O sistema universitário regional possuía estudantes matriculados (42% de outras regiões) no ano acadêmico 2012/13, empregando professores e pesquisadores. 76% dos pesquisadores trabalham em áreas científicas. Uma rede de estabalecimentos de treinamento fornece cursos profissionais focalizados nas necessidades das empresas com empregados que treinam pessoas todos os anos. Em 2011, a região Emilia-Romagna patrocinou mais de 3,7 milhões de euros para associações de estabelecimentos de treinamento profissionais e 5 milhões de euros para Institutos Profissionais. A Rede Politécnica regional está distribuída em três percursos principais: Os Istitutos Técnicos Superiores (Instituti Tecnici Superiori); Instrução e Formação Técnica Superior (Istruzione e Formazione Tecnica Superiore - IFTS); Formação Superior (Formazione Superiore) Os Institutos Técnicos Superiores (ITS) são escolas com tecnologias modernas que fornecem cursos de dois anos para treinar os melhores técnicos para setores estratégicos do sistema manufatureiro. Links: - Universidade de Bologna (com campus em Cesena, Forlì, Ravenna e Rimini) - Universidade de Modena e Reggio Emilia - Universidade de Ferrara - Universidade de Parma -Universidade Cattolica (Piacenza) -Politécnico de Milão (Campus de Piacenza) -Johns Hopkins University (JHU) 14

15 Habilidades e Conhecimento 11. Mercado de trabalho O mercado de trabalho na Emilia-Romagna é um dos mais dinâmicos a nível nacional, conforme mostrado pela alta taxa de emprego (20-64), que sempre superou as médias italianas e do Nordeste italiano no período A participação feminina na força de trabalho está entre as mais altas dentre todas as regiões europeias. O forte setor manufatureiro reflete os altos níveis do comércio exterior, conhecimento intelectual e produtividade. O percentual de empregados nos setores manufatureiros de média-alta tecnologia também é superior às médias nacionais e europeias. 15

16 Qualidade de vida 12. Coesão social e qualidade de vida O modelo de desenvolvimento da região também garante competitividade econômica e coesão social. Tanto a taxa de desemprego quanto o percentual regional da população em risco de pobreza e exclusão social são inferiores às médias italianas e europeias. O sistema de saúde pública regional possui uma reputação muito boa a nível nacional e internacional, com um altíssimo nível de atratividade na Itália. A Emilia-Romagna está em primeiro lugar na Itália e terceiro na Europa pela qualidade dos serviços de saúde, depois da Holanda e da Suíça (Fonte: Fond. Economica Rosselli, 2014). O enorme e diversificado patrimônio cultural e natural da Emilia Romagna coloca a região na vanguarda italiana e internacional. Produção alimentar de alta qualidade: A Emilia-Romagna é a região com o maior número de produtos DOP e IGP da Europa, com o maior número de empresas ativas no processamento e vendas de comida orgânica na Itália, e a maior área dedicada à produção orgânica no norte da Itália. A Emilia-Romagna tem ótimos resultados no Better Life Index (BLI) emitido pela OECD em Em muitos parâmetros do índice Renda, Empregos, Compromisso Civil, Saúde, Segurança a região está dentre as primeiras de todas as regiões italianas e das regiões OECD (incluindo a Rússia e o Brasil). A Emilia-Romagna também está muito bem posicionada a nível nacional nos outros parâmetros incluídos no índice, como: Acesso aos serviços (2/21), Moradia (5/21), Educação (7/21). 16

17 13. Lei de promoção do investimento A Emilia-Romagna possui uma nova pasta comercial para tornar o seu sistema econômico mais atraente para os investidores nacionais e estrangeiros, seguindo a aprovação final da "Lei Regional no. 14 para a Promoção do Investimento, de Julho de O principal instrumento fornecido pela lei é o Acordo de Assentamento e Desenvolvimento a ser assinado pelo governo regional, pelo investidor (empresa única ou grupo), entidades locais ou outros acionistas envolvidos no investimento.. O acordo incluirá os compromissos feitos por cada participante e especificará os incentivos fornecidos, o prazo para os procedimentos e a conclusão do investimento, o impacto empregatício e o transporte, além da infra-estrutura digital e serviços sociais em relação ao investimento. O governo regional coordenará todas as instituições para garantir procedimentos rápidos e eficazes. 17

18 Políticas, incentivos, procedimentos 14. Incentivos e apoio financeiro: temas principais A região Emilia-Romagna junto com a política econômica e planejamento da UE, apóia o assentamento comercial das empresas no seu território com uma série de fundos e incentivos que contam com o apoio de financiamentos europeus, nacionais e regionais O governo regional sempre se distinguiu na gestão dos fundos europeus, primeiro no ranking italiano de implementação. Os fundos europeus junto com o co-financiamento nacional dará à Emilia-Romagna aproximadamente 2,500 bilhões de euros no período Quantia total por fundo: milhões de euros por Fundo Social Europeu (EFS); milhões de euros por Fundo de Desenvolvimento Regional Europeu (EFS); - 1,18 bilhões de euros do Fundo de Agricultura Europeu para o Desenvolvimento Rural (EAFRD); As áreas principais às quais os fundos e incentivos serão direcionados são: Pesquisa e Inovação; Desenvolvimento e TIC; Competivividade do sistema econômico; Promoção de uma baixa economia de carbono; Melhoria dos recursos culturais e ambientais; Cidades funcionais, sustentáveis e atrativas; Emprego e inclusão social; Instrução e treinamento; Governance eficaz. A região Emilia-Romagna também coloca uma enfase especial no desenvolvimento de start-ups inovadoras, com um foco na energia verde, alta tecnologia e criatividade. Programa Regional de Atividades Produtivas A região Emilia-Romagna oferece políticas de desenvolvimento econômico local e incentivos a empresas por meio de um específico Programa de Atividades Produtivas que é atualizado a cada três anos As principais áreas a receber incentivos são: - Desenvolvimento das PMEs e internacionalização, - Desenvolvimento e serviços comerciais, - Propagação da responsabilidade social corporativa. Programa Regional para Pesquisa, Inovação e Tecnologia para PRRITT Esse programa fornece fundos e consolida um sistema regional inovador baseado em know-how altamente especializado. As principais medidas para as companhias são: - financiamento para projetos de P&D; - pesquisa colaborativa entre PMEs e rede de pesquisa; - suporte para spin-offs e criação de empresas inovadoras; - facilidades de locação para empresas que investem em P&D. As licitações abertas para acesso a incentivos estão publicados no site a seguir: (somente em italiano) 18

19 Políticas, incentivos, procedimentos 15. Governance eficaz A região Emilia-Romagna promove simplificação, transparência e legalidade para garantir uma governance eficaz e confiável, junto com procedimentos fáceis e rápidos para negócios e cidadãos Todos os procedimentos requisitados para registrar uma empresa são processados eletronicamente em um Procedimento de comunicação centralizado que permite que as atividades comerciais iniciem imediatamente. O procedimento é válido para impostos, seguridade e previdência social, e após a assinatura digital devem ser enviados ao Escritório de Registro Comercial da Câmara de Comércio. O guichê centralizado para atividades produtivas é o escritório público local que ajuda nos procedimentos administrativos e trabalho de adequação para iniciar uma atividade. O objetivo é simplificar a burocracia, fornecer certezas sobre o tempo necessário para completar os procedimentos e permitir às empresas planejar melhor as suas atividades. O escritório assiste as empresas fornecendo um simples procedimento on-line, controlado por um atendimento centralizado, para obter autorizações e licenças em áreas como saúde, segurança, proteção ambiental, poluição e planejamento urbano. Link: Rede regional com guichê centralizado (somente em italiano) 19

20 Investir na Emilia-Romagna Investir na Emilia-Romagna - PONTO DE CONTATO ERVET é o ponto de contato regional para investidores estrangeiros que representa a região Emilia-Romagna. A agência apóia os pedidos de investimento ao fornecer informações personalizadas, contatos e outros serviços personalizados. Por sermos uma empresa pública, todos os nossos serviços são gratuitos. Contato: A ERVET realiza uma ampla gama de atividades relacionadas à promoção do investimento, como: - Ferramentas e análises de contexto para promoção do investimento - Informações de pré-investimento e suporte para o processo de estabelecimento comercial - Ajuda para o preenchimento do 'Acordo de Assentamento e Desenvolvimento' (Lei de Promoção do Investimento 14/2014), - Colaboração com outros participantes e instituições a nível local e regional, - Suporte para identificação das locações, - Assistência e monitoragem pós-investimento O território é governado a nível regional pela região Emilia-Romagna. GOVERNADOR DA REGIÃO EMILIA-ROMAGNA - Stefano Bonaccini Endereço: Viale Aldo Moro, 52 - Bologna Para mais informações: 20

21 Investir na Emilia-Romagna ESTUDOS DE CASOS Bolonha não é sô a sede da nossa fábrica de filtros altamente tecnológica (...) mas também oferece uma grande infra-estrutura e, o mais importante, acesso a um talento humano excepcional (boletim de notícias da Philip Morris) Em Janeiro de 2014 a Philip Morris anunciou um investimento direto de 500 milhões de euros. A Direção identificou a Emilia-Romagna como uma região extremamente acolhedora e um ambiente de negócios próspero (Direção da Tetrapak). A Tetrapak está presente na província de Reggio Emilia desde 1965 e essa foi a primeira filial fora da Suécia. Podemos alcançar 70% dos nossos clientes italianos em 3-4 horas daqui Vicepresidente sênior da Amazon. A Amazon decidiu abrir o seu primeiro centro de distribuição em Piacenza em Abril de 2011, e em Setembro o centro fez a sua primeira entrega. Em 2014 a Berlutti construiu uma nova fábrica em Ferrara especializada em produção de sapatos de alta qualidade. A direção assinou um contrato com as instituições locais, incluindo um projeto de treinamento para novos empregados. O Centro de Aplicação da Tecnologia Siemens abriu em Fevereiro de 2011 em colaboração com empresas locais. Este novo serviço amplia a inovação tecnológica da indústria de engenharia da Emilia-Romagna e complementa as atividades da Alta Rede Tecnológica Regional. Em 2014, a Topcon, uma empresa japonesa que produz dispositivos de produção, investiu num novo centro de tecnologia na província de Modena. O projeto de investimento inclui a relocação das empresas, departamentos e laboratórios. A Segula Technologies, parte de um grupo já estabelecido em Bolonha, abriu um novo centro de design automotivo em Modena em 2014: "Este é um importante passo para o nosso grupo, consolidando a nossa posição geográfica em uma das principais áreas de desenvolvimento industriais da Itália" (Diretor Geral). 21

22 A Gowan Italia, parte de um grupo localizado nos EUA, especializado em produção de nutrientes e produtos químicos de proteção agrícola. Localizado em Faenza (RA), a capacidade de produção do cliente triplicou de mais de um terço no período A Fresenius Hemocare Italia faz parte de um grupo já presente em Cavezzo (MO). Em 2015 a empresa expandiu a sua presença no distrito biomédico regional com uma nova fábrica em Mirandola (MO), criando 250 novos empregos. CPSCOLOR (grupo finlandês Nordic Capital), ativo no mercado de máquinas de colorização, está localizado em S. Felice sul Panaro (MO) há cerca de 15 anos. A companhia permaneceu após o terremoto de 2012, aumentando tanto o investimento quanto os empregos. A Ducati é líder no mercado dos fabricantes de motos, cuja história começou em Bolonha em A produção continua na região após a compra pelo grupo Audi em O vale dos motores da Emilia-Romagna não é só a Ferrari. A Lamborghini, líder regional do setor de carros de luxo, tornou-se parte do grupo Volkswagem em A Ferrari Yachts é líder mundial dos iates de luxo, com sede em Forli (FC). A empresa foi comprada pelo grupo chinês Shandong, em 2012, A Gambro Hospal SpA, localizada no distrito biomédico de Mirandola (MO), é uma filial do grupo sueco Gambro. A empresa trabalha na produção de máquinas de diálise há cinquenta anos. Em 2007, a Bosch comprou a Sicam, uma empresa de Correggio (RE) que está entre os maiores produtores mundiais de niveladores para pneus e alinhadores para rodas. A receita da Sicam em 2010 superou 37 milhões de euros - aproximadamente 60% superior ao ano anterior. 22

23 23

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios A importância da economia paulista transcende as fronteiras brasileiras. O Estado é uma das regiões mais desenvolvidas de toda a América

Leia mais

CTCV. seminários. Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020. Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015

CTCV. seminários. Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020. Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015 23 10 2014 Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020 Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015 Victor Francisco Gestão e Promoção da Inovação 21 de outubro

Leia mais

RELATÓRIO DE MISSÃO INTERNACIONAL À ALEMANHA

RELATÓRIO DE MISSÃO INTERNACIONAL À ALEMANHA RELATÓRIO DE MISSÃO INTERNACIONAL À ALEMANHA Participantes: Dr. Roberto Simões, presidente do CDN (Conselho Deliberativo Nacional) e Dr. Carlos Alberto dos Santos, Diretor Técnico do Sebrae Nacional. Objetivo:

Leia mais

Perspectivas para o setor de TI. BM&F Bovespa. 26 de junho de 2013 BRASSCOM

Perspectivas para o setor de TI. BM&F Bovespa. 26 de junho de 2013 BRASSCOM Perspectivas para o setor de TI BM&F Bovespa 26 de junho de 2013 BRASSCOM Associados BRASSCOM 1 Mercado Mundial de TI Crescimento Mercado TI BRASIL (2012/2011) 10,8% Crescimento Mercado TI Mundo (2012/2011)

Leia mais

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 A GSMA representa os interesses da indústria mundial de comunicações móveis. Presente em mais de 220 países, a GSMA

Leia mais

O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS

O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS O que você sabe sobre a Suíça? Roger Federer Chocolates Relógios de luxo 2 O que você também deve saber Hotspot para Pesquisa e Desenvolvimento

Leia mais

.: Instrumentos de financiamento de apoio à competitividade no âmbito do Portugal 2020. 14 de Janeiro de 2015

.: Instrumentos de financiamento de apoio à competitividade no âmbito do Portugal 2020. 14 de Janeiro de 2015 14 de Janeiro de 2015 O que é o Portugal 2020? O Portugal 2020 é um Acordo de Parceria assinado entre Portugal e a Comissão Europeia, que reúne a atuação dos 5 fundos estruturais e de investimento europeus

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Universidade de Évora, 10 de março de 2015 Identidade, Competitividade, Responsabilidade Lezíria do Tejo Alto Alentejo Alentejo Central Alentejo Litoral

Leia mais

Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020

Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 30 de julho de 2014 Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020 Informações gerais O Acordo de Parceria abrange cinco fundos: Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional

Leia mais

Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização

Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização Duarte Rodrigues Vogal da Agência para o Desenvolvimento e Coesão Lisboa, 17 de dezembro de 2014 Tópicos: 1. Portugal

Leia mais

AS OPORTUNIDADES PARA AS EMPRESAS NO PORL 2014-20

AS OPORTUNIDADES PARA AS EMPRESAS NO PORL 2014-20 AS OPORTUNIDADES PARA AS EMPRESAS NO PORL 2014-20 Vítor Escária CIRIUS ISEG, Universidade de Lisboa e Augusto Mateus & Associados Barreiro, 30/06/2014 Tópicos Enquadramento A Estratégia de Crescimento

Leia mais

Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil

Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil Thayne Garcia, Assessora-Chefe de Comércio e Investimentos (tgarcia@casacivil.rj.gov.br) Luciana Benamor, Assessora de Comércio e Investimentos

Leia mais

PRIORIDADES E DESAFIOS PARA POLÍTICAS EM NÍVEL SUB-NACIONAL

PRIORIDADES E DESAFIOS PARA POLÍTICAS EM NÍVEL SUB-NACIONAL Políticas de Inovação para o Crescimento Inclusivo: Tendências, Políticas e Avaliação PRIORIDADES E DESAFIOS PARA POLÍTICAS EM NÍVEL SUB-NACIONAL Rafael Lucchesi Confederação Nacional da Indústria Rio

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

Estratégia de Especialização Inteligente para a Região de Lisboa

Estratégia de Especialização Inteligente para a Região de Lisboa Diagnóstico do Sistema de Investigação e Inovação: Desafios, forças e fraquezas rumo a 2020 FCT - A articulação das estratégias regionais e nacional - Estratégia de Especialização Inteligente para a Região

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Identidade, Competitividade, Responsabilidade Acordo de Parceria Consagra a política de desenvolvimento económico, social, ambiental e territorial Define

Leia mais

Portugal 2020. 03-11-2014 Areagest Serviços de Gestão S.A.

Portugal 2020. 03-11-2014 Areagest Serviços de Gestão S.A. Portugal 2020 Os Nossos Serviços Onde pode contar connosco? Lisboa Leiria Braga Madrid As Nossas Parcerias Institucionais Alguns dos Nossos Clientes de Referência Bem Vindos à Areagest Índice O QREN;

Leia mais

aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional Instrumentos financeiros

aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional Instrumentos financeiros aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional Os instrumentos financeiros cofinanciados pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional são uma forma eficiente

Leia mais

Portugal 2020. CCILC, Junho 2014

Portugal 2020. CCILC, Junho 2014 Portugal 2020 CCILC, Junho 2014 Internacionalização: Quando? Para Quem? PME Organizações Onde? Regiões Como valorizar? + RH +Inovação O Quê? Que Investimentos? Quais? Temas Prioridades Objetivos Internacionalização:

Leia mais

ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014

ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014 ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014 REPÚBLICA DA COLÔMBIA POPULAÇÃO 48 Milhões SUPERFÍCIE 1.141.748 Km2 CAPITAL Bogotá 7,3 milhões PRINCIPAIS CIDADES

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Canadá Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios De acordo com a nomenclatura usada pelo Ministério da Indústria do Canadá, o porte

Leia mais

Porque é que o Turismo. é essencial para a Economia Portuguesa?

Porque é que o Turismo. é essencial para a Economia Portuguesa? Porque é que o Turismo é essencial para a Economia Portuguesa? 14 milhões de hóspedes Vindos do Reino Unido, Alemanha, Espanha, França, Brasil, EUA Num leque de países que alarga ano após ano. 9,2 % do

Leia mais

Fundos Estruturais e de Investimento 2014-2020

Fundos Estruturais e de Investimento 2014-2020 + competitivo + inclusivo + sustentável Fundos Estruturais e de Investimento 2014-2020 Piedade Valente Vogal da Comissão Diretiva do COMPETE Santarém, 26 de setembro de 2014 Estratégia Europa 2020 ESTRATÉGIA

Leia mais

OS NÚMEROS DA TECNARGILLA (edição de 2012)

OS NÚMEROS DA TECNARGILLA (edição de 2012) Volta o encontro com a 24ª edição de TECNARGILLA, Salão Internacional de Tecnologia e Suprimentos para a Indústria Cerâmica, a realizar-se no Centro de Exposições de Rimini, de 22 a 26 de setembro de 2014.

Leia mais

ESTRATÉGIA ECONÔMICA LEAPFROG DO SÉCULO XXI: O RIO GRANDE DO SUL TORNA-SE O LUGAR MAIS SUSTENTÁVEL E INOVADOR DA AMÉRICA LATINA ATÉ 2030

ESTRATÉGIA ECONÔMICA LEAPFROG DO SÉCULO XXI: O RIO GRANDE DO SUL TORNA-SE O LUGAR MAIS SUSTENTÁVEL E INOVADOR DA AMÉRICA LATINA ATÉ 2030 ESTRATÉGIA ECONÔMICA LEAPFROG DO SÉCULO XXI: O RIO GRANDE DO SUL TORNA-SE O LUGAR MAIS SUSTENTÁVEL E INOVADOR DA AMÉRICA LATINA ATÉ 2030 Um relatório para o Governo do Estado do Rio Grande Sul (AGDI) e

Leia mais

Ciência sem Fronteiras: Desafios e Oportunidades

Ciência sem Fronteiras: Desafios e Oportunidades Ciência sem Fronteiras: Desafios e Oportunidades Glaucius Oliva Presidente CNPq Jorge Almeida Guimãrães Presidente da CAPES Brasil em 1950 Pouquíssimos cientistas e pesquisadores Falta de ambiente de pesquisa

Leia mais

Criando Oportunidades

Criando Oportunidades Criando Oportunidades Clima, Energia & Recursos Naturais Agricultura & Desenvolvimento Rural Mercados de Trabalho & Sector Privado e Desenvolvimento Sistemas Financeiros Comércio & Integração Regional

Leia mais

Agenda de Políticas para Inovação. Brasília, 14 de fevereiro de 2013

Agenda de Políticas para Inovação. Brasília, 14 de fevereiro de 2013 Agenda de Políticas para Inovação Brasília, 14 de fevereiro de 2013 Recursos Humanos para Inovação Horácio Lafer Piva - Klabin A Agenda Promover uma mudança no ensino brasileiro com direcionamento claro

Leia mais

ESTRUTURA, METAS E ORÇAMENTO DO PROGRAMA DOCUMENTO SÍNTESE

ESTRUTURA, METAS E ORÇAMENTO DO PROGRAMA DOCUMENTO SÍNTESE ESTRUTURA, METAS E ORÇAMENTO DO PROGRAMA DOCUMENTO SÍNTESE Versão do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização adotada em dezembro de 2014. 1. Estrutura do Programa e Indicadores de Resultado

Leia mais

Apoios às empresas no Norte 2020. Eunice Silva Valença 30.06.2015

Apoios às empresas no Norte 2020. Eunice Silva Valença 30.06.2015 Apoios às empresas no Norte 2020 Eunice Silva Valença 30.06.2015 SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS INOVAÇÃO EMPRESARIAL EMPREENDEDORISMO QUALIFICAÇÃO DE PME INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME I&D Produção de

Leia mais

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO Ambiente de Inovação em Saúde EVENTO BRITCHAM LUIZ ARNALDO SZUTAN Diretor do Curso de Medicina Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo SOCIEDADES CONHECIMENTO

Leia mais

POLÍTICA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

POLÍTICA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA POLÍTICA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA ESTEVÃO FREIRE estevao@eq.ufrj.br DEPARTAMENTO DE PROCESSOS ORGÂNICOS ESCOLA DE QUÍMICA - UFRJ Tópicos: Ciência, tecnologia e inovação; Transferência de tecnologia; Sistemas

Leia mais

Comprometidos com o Futuro da Educação

Comprometidos com o Futuro da Educação Comprometidos com o Futuro da Educação Comprometidos com o Futuro da Educação Educação Assim se Constroem as Grandes Nações A educação é vital para criar uma cultura baseada na excelência. A demanda por

Leia mais

A NOVA AGENDA DO DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL E OS NOVOS INSTRUMENTOS 2014-2020

A NOVA AGENDA DO DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL E OS NOVOS INSTRUMENTOS 2014-2020 ENCONTRO TEMÁTICO DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL 28 de Fevereiro de 2014, Espaço Jovem, Porto de Mós. Grupo de Trabalho Desenvolvimento Urbano Sustentável A NOVA AGENDA DO DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

Número 7/junho 2013 O PROGRAMA URBACT II

Número 7/junho 2013 O PROGRAMA URBACT II Número 7/junho 2013 O PROGRAMA URBACT II PARTILHA DE EXPERIÊNCIAS E APRENDIZAGEM SOBRE O DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL O URBACT permite que as cidades europeias trabalhem em conjunto e desenvolvam

Leia mais

BENEFÍCIOS DA PARTICIPAÇÃO NO ACORDO INTERNATIONAL DO CAFÉ DE 2007

BENEFÍCIOS DA PARTICIPAÇÃO NO ACORDO INTERNATIONAL DO CAFÉ DE 2007 BENEFÍCIOS DA PARTICIPAÇÃO NO ACORDO INTERNATIONAL DO CAFÉ DE 2007 O Acordo Internacional do Café (AIC) de 2007 é um instrumento chave para a cooperação internacional em matéria de café, e participar dele

Leia mais

Calendário de Concursos

Calendário de Concursos Calendário de Concursos Resumo dos Principais Programas Investigação e Desenvolvimento Tecnológico Inovação Empresarial Qualificação e Internacionalização PME s Promoção da Eficiência Energética e da Utilização

Leia mais

Madeira: Global Solutions for Wise Investments

Madeira: Global Solutions for Wise Investments Madeira: Global Solutions for Wise Investments Madeira: Global Solutions for Wise Investments O Centro Internacional de Negócios da Madeira Lisboa, 20 de Abril de 2010 Índice 1. Fundamentos do CINM 2.

Leia mais

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia Descrição do Sistema de Franquia Franquia é um sistema de distribuição de produtos, tecnologia e/ou serviços. Neste sistema uma empresa detentora de know-how de produção e/ou distribuição de certo produto

Leia mais

Instituição privada dedicada a promover negócios em ciências da vida no Brasil

Instituição privada dedicada a promover negócios em ciências da vida no Brasil Instituição privada dedicada a promover negócios em ciências da vida no Brasil Biominas Brasil tem 21 anos de experiência na criação e desenvolvimento de empresas de ciências da vida. A Biominas Brasil

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO Jorge Abegão Secretário-Técnico do COMPETE Coimbra, 28 de janeiro de 2015 Estratégia Europa 2020 ESTRATÉGIA EUROPA 2020 CRESCIMENTO INTELIGENTE

Leia mais

Portugal 2020. Inovação da Agricultura, Agroindústria. Pedro Cilínio pedro.cilinio@iapmei.pt

Portugal 2020. Inovação da Agricultura, Agroindústria. Pedro Cilínio pedro.cilinio@iapmei.pt Portugal 2020 Inovação da Agricultura, Agroindústria e Floresta Pedro Cilínio pedro.cilinio@iapmei.pt FEDER 2020 - Prioridades Concentração de investimentos do FEDER Eficiência energética e energias renováveis

Leia mais

Lisboa 2020 Competitividade, Inovação e Cooperação: Estratégia para o Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo

Lisboa 2020 Competitividade, Inovação e Cooperação: Estratégia para o Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo Lisboa 2020 Competitividade, Inovação e Cooperação: Estratégia para o Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo LISBOA DE GEOGRAFIA VARIÁVEL... Perspectiva administrativa: Área Metropolitana de

Leia mais

aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Social Europeu Instrumentos financeiros

aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Social Europeu Instrumentos financeiros aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Social Europeu Os instrumentos financeiros cofinanciados pelo Fundo Social Europeu são uma forma eficiente e sustentável de investir no crescimento

Leia mais

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm Anexo C: Súmula das principais iniciativas desenvolvidas na Europa na área da Sociedade de Informação e da mobilização do acesso à Internet em banda larga Para informação adicional sobre os diversos países

Leia mais

Serviços de Informação Assuntos Europeus Contratação Pública e Licitações Internacionais. aportamosvalor

Serviços de Informação Assuntos Europeus Contratação Pública e Licitações Internacionais. aportamosvalor Serviços de Informação Assuntos Europeus Contratação Pública e Licitações Internacionais aportamosvalor Junho de 2009 Mas... que é Euroalert.net? é um site de informação sobre a União Europeia no qual

Leia mais

AS FEIRAS ITALIANAS: passaporte para o mundo

AS FEIRAS ITALIANAS: passaporte para o mundo AS FEIRAS ITALIANAS: passaporte para o mundo UMA FEIRA PARA CADA ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO As empresas deparam-se todos os dias com a necessidade de ampliar os contactos, mostrar aos seus clientes a própria

Leia mais

Viena Uma cidade onde pode desfrutar o sucesso Seminário no Brasil BRASÍLIA 26.10.2015 SÃO PAULO 27.10. 2015 BELO HORIZONTE 29.10.2015 RIO DE JANEIRO

Viena Uma cidade onde pode desfrutar o sucesso Seminário no Brasil BRASÍLIA 26.10.2015 SÃO PAULO 27.10. 2015 BELO HORIZONTE 29.10.2015 RIO DE JANEIRO Viena Uma cidade onde pode desfrutar o sucesso Seminário no Brasil BRASÍLIA 26.10.2015 SÃO PAULO 27.10. 2015 BELO HORIZONTE 29.10.2015 RIO DE JANEIRO 30.10.2015 Isto é o que talvez já saiba sobre Viena

Leia mais

A Importância do Mercado Secundário

A Importância do Mercado Secundário A Importância do Mercado Secundário Apresentação ao Conselho Superior de Estudos Avançados CONSEA da FIESP Agosto / 2015 Agosto/2015 Confidencial Restrita Confidencial Uso Interno X Público 1 Sobre a BM&FBOVESPA

Leia mais

Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável

Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável 2ª CONFERÊNCIA PASSIVHAUS PORTUGAL 2014 29 de Novembro de 2014 Aveiro - Centro Cultural e de Congressos Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável

Leia mais

Formação da Rede Nacional de Institutos SENAI de Inovação

Formação da Rede Nacional de Institutos SENAI de Inovação Formação da Rede Nacional de Institutos SENAI de Inovação Como Ação Estruturante do Programa SENAI de Apoio à Competitividade da Indústria Brasileira SENAI Departamento Nacional Brasília, 18 de Setembro

Leia mais

Sul da Flórida: Sua conexão Global de negócios

Sul da Flórida: Sua conexão Global de negócios Sul da Flórida: Sua conexão Global de negócios (Please note: The English to Portuguese translation feature on this document is from a free online service that translates text into different languages and

Leia mais

COMPETIR + Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial

COMPETIR + Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada COMPETIR + Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial Subsistemas Fomento da Base Económica de Exportação Desenvolvimento Local Empreendedorismo

Leia mais

ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO

ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO Joaquim Mourato (Presidente do CCISP e do IP de Portalegre) XX Congresso Nacional da Ordem dos Engenheiros Centro de Congressos da Alfândega do Porto 18.10.2014 SUMÁRIO

Leia mais

Domínio Competitividade e Internacionalização. Sistemas de incentivos às empresas

Domínio Competitividade e Internacionalização. Sistemas de incentivos às empresas Sistemas de incentivos às empresas ACIBTM/In.Cubo 6 de julho 2015 P. O. financiadores Domínio Competitividade e OBJETIVO: Criação de riqueza e de emprego através da melhoria da competitividade das empresas

Leia mais

EBARA INDÚSTRIAS MECÂNICAS E COMÉRCIO LTDA. YOUR LIFE, OUR QUALITY, WORLDWIDE

EBARA INDÚSTRIAS MECÂNICAS E COMÉRCIO LTDA. YOUR LIFE, OUR QUALITY, WORLDWIDE EBARA INDÚSTRIAS MECÂNICAS E COMÉRCIO LTDA. YOUR LIFE, OUR QUALITY, WORLDWIDE QUALIDADE DESDE 1912 Fundada em 1912, no Japão, a EBARA é atualmente um dos principais fabricantes mundiais de máquinas industriais,

Leia mais

Plano Brasil Maior 2011/2014. Inovar para competir. Competir para crescer.

Plano Brasil Maior 2011/2014. Inovar para competir. Competir para crescer. Plano Brasil Maior 2011/2014 Inovar para competir. Competir para crescer. Foco e Prioridades Contexto Dimensões do Plano Brasil Maior Estrutura de Governança Principais Medidas Objetivos Estratégicos e

Leia mais

CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO

CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO CONVÉNIO CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO ÍNDICE FINALIDADE... 2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS... 3 CONSTITUIÇÃO E GOVERNÂNCIA... 4 FINANCIAMENTO... 5 RELATÓRIOS... 5 Ficha de Adesão ao CLUSTER

Leia mais

PLANOESTRATÉGICO DO DESENVOLVIMENTOECONÓMICOLOCAL DE S. JOÃO DA MADEIRA. Plano da sessão

PLANOESTRATÉGICO DO DESENVOLVIMENTOECONÓMICOLOCAL DE S. JOÃO DA MADEIRA. Plano da sessão plano estratégico del desenvolvimento económico local PLANOESTRATÉGICO DO DESENVOLVIMENTOECONÓMICOLOCAL ECONÓMICO LOCAL DE S. JOÃO DA MADEIRA Equipa técnica: Assessor: João Pedro Guimarães Colaboradores:

Leia mais

DESAFIO PORTUGAL 2020

DESAFIO PORTUGAL 2020 DESAFIO PORTUGAL 2020 Estratégia Europa 2020: oportunidades para os sectores da economia portuguesa Olinda Sequeira 1. Estratégia Europa 2020 2. Portugal 2020 3. Oportunidades e desafios para a economia

Leia mais

Seja um associado da SWISSCAM Câmara de Comércio Suíço-Brasileira

Seja um associado da SWISSCAM Câmara de Comércio Suíço-Brasileira Seja um associado da SWISSCAM Câmara de Comércio Suíço-Brasileira Vantagens O associado da SWISSCAM usufrui de um suporte comercial amplo nos seus negócios, tanto na Suíça como no Brasil. A SWISSCAM realiza,

Leia mais

INDICE INTRODUÇÃO OBJETIVOS RESULTADOS DESTINATÁRIOS CONDIÇÕES DE ACESSO BENEFÍCIOS PARA AS EMPRESAS PARTICIPANTES CLUSTER AGROALIMENTAR

INDICE INTRODUÇÃO OBJETIVOS RESULTADOS DESTINATÁRIOS CONDIÇÕES DE ACESSO BENEFÍCIOS PARA AS EMPRESAS PARTICIPANTES CLUSTER AGROALIMENTAR INDICE INTRODUÇÃO OBJETIVOS RESULTADOS DESTINATÁRIOS CONDIÇÕES DE ACESSO BENEFÍCIOS PARA AS EMPRESAS PARTICIPANTES CLUSTER AGROALIMENTAR PLANO DE AÇÃO DO CLUSTER CONTATOS PARCEIROS 1 INTRODUÇÃO O desafio

Leia mais

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS www.prochile.gob.cl O Chile surpreende pela sua variada geografia. Suas montanhas, vales, desertos, florestas e milhares de quilômetros de costa, o beneficiam

Leia mais

Inteligência Competitiva Uma Solução Estratégica. Jaime Quesado

Inteligência Competitiva Uma Solução Estratégica. Jaime Quesado VII Encontro da PASC Plataforma Activa da Sociedade Civil 2 de Março de 2011 Sala do Senado da Reitoria da UNL Inteligência Competitiva Uma Solução Estratégica Jaime Quesado Patrocinadores Globais Inteligência

Leia mais

Projeto: Náutica, Portos, Infraestrutura e Logísticas. Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina

Projeto: Náutica, Portos, Infraestrutura e Logísticas. Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina Projeto: Náutica, Portos, Infraestrutura e Logísticas Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina www.brasileitalia.com.br O Projeto Tem como principais objetivos: Atrair empresas e investimentos

Leia mais

Desenvolvimento de educação técnica e científica para a operação de centros de PD&I no Brasil. Carlos Arruda, Erika Barcellos, Cleonir Tumelero

Desenvolvimento de educação técnica e científica para a operação de centros de PD&I no Brasil. Carlos Arruda, Erika Barcellos, Cleonir Tumelero Desenvolvimento de educação técnica e científica para a operação de centros de PD&I no Brasil Carlos Arruda, Erika Barcellos, Cleonir Tumelero Empresas Participantes do CRI Multinacionais Instituições

Leia mais

COMUNICADO DE IMPRENSA

COMUNICADO DE IMPRENSA Grupo PTV em expansão internacional - também na América do Sul PTV inaugura sua própria filial no Brasil Karlsruhe/São Paulo, 15/10/2015. Os especialistas em transportes do Grupo PTV estão expandindo ainda

Leia mais

Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática CCTCI Câmara dos Deputados. Plano Nacional de Banda Larga

Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática CCTCI Câmara dos Deputados. Plano Nacional de Banda Larga Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática CCTCI Câmara dos Deputados Plano Nacional de Banda Larga Brasília, 30 de março de 2010 ABRAFIX Associaçã ção o Brasileira de Concessionárias

Leia mais

A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO DO GOVERNO FEDERAL E A MACROMETA DE

A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO DO GOVERNO FEDERAL E A MACROMETA DE A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO DO GOVERNO FEDERAL E A MACROMETA DE AUMENTAR O INVESTIMENTO PRIVADO EM P&D ------------------------------------------------------- 3 1. O QUE É A PDP? ----------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Apoios à Internacionalização e à Inovação. António Costa da Silva Santarém, 26 de setembro de 2014

Apoios à Internacionalização e à Inovação. António Costa da Silva Santarém, 26 de setembro de 2014 Apoios à Internacionalização e à Inovação António Costa da Silva Santarém, 26 de setembro de 2014 ALENTEJO PRIORIDADES PARA UMA ESPECIALIZAÇÃO INTELIGENTE 1. Alimentar e Floresta 2. Recursos Naturais,

Leia mais

Google Site Search Pesquisa de websites do Google para sua organização

Google Site Search Pesquisa de websites do Google para sua organização Google Site Search Folha de dados Google Site Search Pesquisa de websites do Google para sua organização Google Site Search Para mais informações, visite: http://www.google.com/enterprise/search/ Quais

Leia mais

A União Europeia e o apoio às Empresas. Margarida Marques, Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal

A União Europeia e o apoio às Empresas. Margarida Marques, Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal A União Europeia e o apoio às Empresas Margarida Marques, Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal Abril 2010 Programa-Quadro para a Competitividade e a Inovação (CIP) Programa-Quadro para

Leia mais

POCI Aviso n.º3/si/2015 Programa Operacional Fatores de Competitividade INOVAÇÃO PRODUTIVA ENQUADRAMENTO E OBJETIVOS BENEFICIÁRIOS

POCI Aviso n.º3/si/2015 Programa Operacional Fatores de Competitividade INOVAÇÃO PRODUTIVA ENQUADRAMENTO E OBJETIVOS BENEFICIÁRIOS ENQUADRAMENTO E OBJETIVOS POCI Aviso n.º3/si/2015 Programa Operacional Fatores de Competitividade INOVAÇÃO PRODUTIVA O objetivo específico deste concurso consiste em conceder apoios financeiros a projetos

Leia mais

PLATAFORMA DE NEGÓCIOS

PLATAFORMA DE NEGÓCIOS SOBRE NOSSA PLATAFORMA COMPLETA A Plataforma de Negocio da Tommasi foi formada ao longo de 20 anos de experiência no ramo de importação e exportação e de uma equipe especializada para formação de uma estrutura

Leia mais

Iniciativa PE2020. A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos. António Manzoni/Vilar Filipe

Iniciativa PE2020. A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos. António Manzoni/Vilar Filipe Iniciativa PE2020 A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos António Manzoni/Vilar Filipe Novembro 2013 Projeto Engenharia 2020 Preocupações macroeconómicas Papel da engenharia na

Leia mais

Apoio à Internacionalização

Apoio à Internacionalização Apoio à Internacionalização Incentivos QREN Castelo Branco, 4 de outubro 2012 YUNIT Corporate: João Esmeraldo QREN - Sistema Incentivos Empresas I&DT - Investigação e Desenvolvimento Qualificação - Investimentos

Leia mais

IV Seminário Plataformas Logísticas Ibéricas

IV Seminário Plataformas Logísticas Ibéricas IV Seminário Plataformas Logísticas Ibéricas Preparar a Retoma, Repensar a Logística 10 de Novembro NOVOHOTEL SETUBAL Comunicação: Factores de Atractividade da oferta logística do Alentejo Orador: Dr.

Leia mais

+Inovação +Indústria. AIMMAP Horizonte 2020 - Oportunidades para a Indústria Porto, 14 outubro 2014

+Inovação +Indústria. AIMMAP Horizonte 2020 - Oportunidades para a Indústria Porto, 14 outubro 2014 +Inovação +Indústria AIMMAP Horizonte 2020 - Oportunidades para a Indústria Porto, 14 outubro 2014 Fatores que limitam maior capacidade competitiva e maior criação de valor numa economia global Menor capacidade

Leia mais

Regulamento do Programa RiSE/Porto Digital de Residência em Reuso de Software 2011

Regulamento do Programa RiSE/Porto Digital de Residência em Reuso de Software 2011 Regulamento do Programa RiSE/Porto Digital de Residência em Reuso de Software 2011 1. Apresentação A RiSE Reuse in Software Engineering e o Núcleo de Gestão do Porto Digital (NGPD), com o apoio do CNPq

Leia mais

Desafios da Internacionalização O papel da AICEP. APAT 10 de Outubro, 2015

Desafios da Internacionalização O papel da AICEP. APAT 10 de Outubro, 2015 Desafios da Internacionalização O papel da AICEP APAT 10 de Outubro, 2015 Internacionalização - Desafios Diversificar Mercados Alargar a Base Exportadora 38º PORTUGAL TEM MELHORADO A SUA COMPETITIVIDADE

Leia mais

Visão global, especialização local Consultoria para a indústria financeira

Visão global, especialização local Consultoria para a indústria financeira Visão global, especialização local Consultoria para a indústria financeira Como uma das empresas líderes em serviços profissionais no Brasil, a Deloitte entende de maneira única os desafios enfrentados

Leia mais

Principais Fatos e Números

Principais Fatos e Números Principais Fatos e Números BRAZIL Brasil Minas Gerais Região Metropolitana de Classificado como a 6ª maior economia em 2011, esperando chegar à 5ª posição até 2016. 3 ª maior economia dentre os 27 Estados

Leia mais

INOVAÇÃO, INVESTIGAÇÃO & DESENVOLVIMENTO E RELAÇÕES UNIVERSIDADE-EMPRESA.

INOVAÇÃO, INVESTIGAÇÃO & DESENVOLVIMENTO E RELAÇÕES UNIVERSIDADE-EMPRESA. Conferência 6 de Outubro, FC Gulbenkian Lisboa INOVAÇÃO, INVESTIGAÇÃO & DESENVOLVIMENTO E RELAÇÕES UNIVERSIDADE-EMPRESA. MANUEL CALDEIRA CABRAL UNIVERSIDADE DO MINHO MANUEL CALDEIRA CABRAL DIAGNÓSTICO(S)

Leia mais

A Estratégia Regional de Especialização Inteligente do Alentejo

A Estratégia Regional de Especialização Inteligente do Alentejo A Estratégia Regional de Especialização Inteligente do Alentejo CCDRAlentejo em 30 de Janeiro de 2015 Direcção de Serviços de Desenvolvimento Regional ROTEIRO: 1. A Estratégia Regional de Especialização

Leia mais

Maio 2013 PE2020. O papel da Engenharia como fator de competitividade. Iniciativa

Maio 2013 PE2020. O papel da Engenharia como fator de competitividade. Iniciativa Maio 2013 PE2020 O papel da Engenharia como fator de competitividade Iniciativa Agenda 1. Apresentação da Proforum e do PE2020 como plataforma colaborativa relevante e integradora 2. Contributo do PE2020

Leia mais

Alta performance: a base para os nossos clientes, a base para o seu futuro.

Alta performance: a base para os nossos clientes, a base para o seu futuro. Alta performance: a base para os nossos clientes, a base para o seu futuro. www.accenture.com.br/carreiras www.facebook.com/accenturecarreiras www.twitter.com/accenture_vagas Quem somos A Accenture é uma

Leia mais

Como ter sucesso no matchmaking entre as PMEs brasileiras e britânicas UKTI no Brasil. Richard Turner 28 de agosto de 2014

Como ter sucesso no matchmaking entre as PMEs brasileiras e britânicas UKTI no Brasil. Richard Turner 28 de agosto de 2014 Como ter sucesso no matchmaking entre as PMEs brasileiras e britânicas UKTI no Brasil Richard Turner 28 de agosto de 2014 1 UK Trade & Investment (UKTI) UKTI é uma organização internacional que dá apoio

Leia mais

Plano Brasil Maior e o Comércio Exterior Políticas para Desenvolver a Competitividade

Plano Brasil Maior e o Comércio Exterior Políticas para Desenvolver a Competitividade Plano Brasil Maior e o Comércio Exterior Políticas para Desenvolver a Competitividade Alessandro Golombiewski Teixeira Secretário-Executivo do MDIC Rio de Janeiro, Agosto de 2011 Introdução 1 Contexto

Leia mais

Inovação no Brasil nos próximos dez anos

Inovação no Brasil nos próximos dez anos Inovação no Brasil nos próximos dez anos XX Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas XVIII Workshop ANPROTEC Rodrigo Teixeira 22 de setembro de 2010 30/9/2010 1 1 Inovação e

Leia mais

Investe São Paulo. Campinas, 17 de março de 2015

Investe São Paulo. Campinas, 17 de março de 2015 Investe São Paulo Campinas, 17 de março de 2015 Missão Ser a porta de entrada para novos investimentos e a expansão dos negócios existentes, gerando inovação tecnológica, emprego e renda. Promover a competitividade

Leia mais

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME Projetos Individuais

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME Projetos Individuais Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME Projetos Individuais até concursos abertos 16 de abril de 2012 Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME Projetos

Leia mais

XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO

XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO Desenvolvimento Rural, Agricultura, Florestas e Sustentabilidade 17 de outubro de 2014 / GPP Eduardo

Leia mais

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015 Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015 INOVAR É FAZER Manifesto da MEI ao Fortalecimento da Inovação no Brasil Para nós empresários Inovar é Fazer diferente, Inovar

Leia mais

Evento Huawei Águas de São Pedro Cidade Digital e Inteligente

Evento Huawei Águas de São Pedro Cidade Digital e Inteligente Evento Huawei Águas de São Pedro Cidade Digital e Inteligente São Paulo, 2 de Julho de 2015 Eduardo Koki Iha Smart Cities & Inovação IoT eduardo.iha@telefonica.com - @kokiiha 1 Por que Cidades Inteligentes?_

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Identidade, Competitividade, Responsabilidade ACORDO DE PARCERIA Consagra a política de desenvolvimento económico, social, ambiental e territorial Define

Leia mais

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Candidatura aprovada ao Programa Política de Cidades - Redes Urbanas para a Competitividade e a Inovação Síntese A cidade de S.

Leia mais

5.500 postos de serviço

5.500 postos de serviço 5.500 postos de serviço Em 2009, a Ipiranga manteve sua trajetória de expansão acelerada da escala, com a aquisição das operações da rede de distribuição de combustíveis da Texaco no Brasil e investimentos

Leia mais

Cidades Inteligentes

Cidades Inteligentes Cidades Inteligentes Além das Cidades Digitais Plenas Juliano Castilho Dall Antonia CTI 15/05/14 Conceituação Publicado em 2006 Creative Commons Você pode copiar, distribuir e exibir Você pode criar obras

Leia mais

2ª Conferência. Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender. 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI

2ª Conferência. Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender. 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI 2ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI Patrocinador Principal Patrocinadores Globais APDSI PME Apoios ao crescimento APDSI

Leia mais