Relatório e Contas Consolidadas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório e Contas Consolidadas"

Transcrição

1 Relatório e Contas Consolidadas 2001 Portugal Telecom Relatório de Gestão

2 Portugal Telecom, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Pessoa Colectiva n.º Capital social euros Mat. n.º 3602/940706, 4.ª Secção CRCL Avenida Fontes Pereira de Melo, LISBOA A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, ao abrigo do disposto no n. 3 do artigo 250. do Código dos Valores Mobiliários, dispensou a publicação das contas individuais. Os documentos de prestação de contas alvo desta dispensa encontram-se disponíveis para consulta juntamente com os restantes, na sede desta Sociedade de acordo com o estabelecido pelo Código das Sociedades Comerciais.

3 DADOS A RETER PRINCIPAIS INDICADORES POR NEGÓCIO MENSAGEM AOS ACCIONISTAS RELATÓRIO DE GESTÃO ı. Evolução dos Negócios 2. Mercado de Capitais 3. Pessoal 4. Investigação e Desenvolvimento 5. Impacte Social e Ambiental 6. Sistemas de Informação e Transição para o Euro 7. Análise Económica e Financeira 8. Gestão e Governo das Sociedades 9. Perspectivas Futuras DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS CONSOLIDADAS CERTIFICAÇÃO LEGAL DAS CONTAS RELATÓRIO DOS AUDITORES Detalhe das Receitas Consolidadas Dados Operacionais por Negócio Gestão da PT Informação aos Accionistas

4 DADOS A RETER em milhões Clientes/Acessos ı.º S 2000 ı.º S 200ı % Total de Clientes PT 11,6 15,1 31,0 Portugal 7,9 9,5 19,6 Mercado Internacional (ı) 3,6 5,7 55,8 número Pessoal ı.º S 2000 ı.º S 200ı % Pessoal ao Serviço no Grupo ,4 Portugal ,1 Mercado Internacional (ı) (21,1) Produtividade Acessos Telefónicos Principais por Trabalhador Portugal ,3 Acessos Fixos e Celulares por Trabalhador Portugal ,4 em milhões, excepto* Resultados Consolidados ı.º S 2000 ı.º S 200ı ı.º S 200ı ı.º S 200ı Proporcional Proporcional Integral Integral escudos escudos escudos euros Receitas de Exploração EBITDA Resultados Operacionais Resultados Financeiros e Extraordinários (14.291) (28.520) (54.545) (272) Resultado Consolidado Líquido Resultado Consolidado Líquido por Acção (2) * (em escudos/euros) 45,8 32,0 32,0 0,16 em percentagem, excepto* Margens e Indicadores ı.º S 2000 ı.º S 200ı ı.º S 200ı ı.º S 200ı Proporcional Proporcional Integral Integral Margem EBITDA (consolidada) 42,0 36,8 36,3 36,3 EBITDA/Juros Líquidos* (n.º vezes) 9,4 7,8 7,1 7,1 Dívida Líquida/(Dívida Líquida + Capital Próprio) 59,6 47,1 51,0 51,0 Autonomia Financeira 40,3 45,6 45,0 45,0 Solvabilidade 36,7 53,9 44,3 44,3 escudos escudos escudos euros Investimento Total* (em milhões) em milhões Situação Financeira ı.º S 2000 ı.º S 200ı ı.º S 200ı ı.º S 200ı Proporcional Proporcional Integral Integral escudos escudos escudos euros Activo Líquido Dívida Líquida Capitais Próprios Capital Social Para efeitos de comparação considerou-se a consolidação proporcional da Telesp Celular de 29,92% no ı.º S de 2000 e de 4ı,23% no ı.º S de 200ı. (ı) Empresas consolidadas integral ou proporcionalmente. (2) Ajustado o número de acções do ı.º S 2000 para ı , em conformidade com os aumentos de capital realizados em Dezembro de 2000, em Maio de 200ı e Junho de 200ı. 4 Relatório e Contas Consolidadas PT > 1. o Semestre de 2001

5 PRINCIPAIS INDICADORES POR NEGÓCIO em milhões, excepto* PT Comunicações ı.º S 2000 ı.º S 200ı ı.º S 200ı escudos escudos euros Receitas de Exploração Resultado Operacional Resultado Líquido EBITDA (ı) EBITDA/Receitas de Exploração (%)* 48,2 40,6 40,6 Investimento Corpóreo e Incorpóreo em milhões, excepto* PT Prime ı.º S 2000 ı.º S 200ı ı.º S 200ı escudos escudos euros Receitas de Exploração Resultado Operacional Resultado Líquido (40) 0 EBITDA (ı) EBITDA/Receitas de Exploração (%)* 18,9 14,7 14,7 Investimento Corpóreo e Incorpóreo em milhões, excepto* TMN ı.º S 2000 ı.º S 200ı ı.º S 200ı escudos escudos euros Receitas de Exploração Resultado Operacional Resultado Líquido EBITDA (ı) EBITDA/Receitas de Exploração (%)* 38,4 36,6 36,6 Investimento Corpóreo e Incorpóreo em milhões, excepto* Telesp Celular ı.º S 2000 ı.º S 200ı ı.º S 200ı escudos escudos euros Receitas de Exploração Resultado Operacional Resultado Líquido (22.996) (115) EBITDA (ı) EBITDA/Receitas de Exploração (%)* 33,5 33,2 33,2 EBITDA/Receita de Prestação de Serviços (%)* (2) 44,2 39,6 39,6 Investimento Corpóreo e Incorpóreo em milhões, excepto* PT Multimedia ı.º S 2000 ı.º S 200ı ı.º S 200ı escudos escudos euros Receitas de Exploração Resultado Operacional (8.377) (2.862) (14) Resultado Líquido (8.799) (10.405) (52) EBITDA (ı) (4.748) EBITDA/Receitas de Exploração (%)* (20,3) 6,3 6,3 Investimento Corpóreo e Incorpóreo Os valores acima apresentados incluem transacções intra-grupo. (ı) EBITDA = Resultados Operacionais + Amortizações. (2) Exclui a venda de equipamentos. Principais Indicadores por Negócio 5

6 Evolução das Receitas Consolidadas de Exploração milhões de euros % º S º S 2000 Taxa média de crescimento anual. 1.º S 2001 Estrutura das Receitas Consolidadas de Exploração 1.º S 2000 P 1.º S 2001 P 1.º S 2001 I Telesp Celular 12% PT Multimedia 6% Outras 4% PT Comunicações 50% PT Multimedia 12% Telesp Celular 12% Outras 3% PT Comunicações 47% Telesp Celular 25% PT Multimedia 10% Outras 3% PT Comunicações 39% TMN 24% PT Prime 4% TMN 22% PT Prime 4% TMN 19% PT Prime 4% Estrutura do EBITDA milhões de euros % Outras 1% % 27% Telesp Celular TMN 23% 23% 2% PT Prime 2% % PT Comunicações 49% (2%) PT Multimedia 2% º S 2000 P 1.º S 2001 P 1.º S 2001 I Para efeitos de comparação considera-se a consolidação proporcional da Telesp Celular de ı0,02% no ı.º semestre de ı999, de 29,92% no ı.º semestre de 2000 e de 4ı,23% no ı.º semestre de 200ı. P: Consolidação Proporcional da Telesp Celular; I: Consolidação Integral da Telesp Celular. 6 Relatório e Contas Consolidadas PT > 1. o Semestre de 2001

7 Senhores Accionistas, A Portugal Telecom tem vindo a diversificar o seu portfolio de negócios e a reforçar a sua posição no mercado de telecomunicações. Durante o primeiro semestre de 200ı foram dados passos adicionais no processo de liberalização do mercado de telecomunicações em Portugal, nomeadamente com a abertura do acesso indirecto ao tráfego local e regional. A oferta diversificada e a qualidade de serviço, apoiadas numa política de preços agressiva, permitiu à PT Comunicações manter a liderança destacada nos segmentos de clientes finais onde actua: residencial, SOHO e pequenas e médias empresas. O desenvolvimento das estruturas de relacionamento com o cliente e o aumento dos canais de distribuição, foram igualmente decisivos para a boa performance do negócio da rede fixa. No mercado empresarial de topo, a PT Prime reforçou a sua posição como operador de referência, pela qualidade, inovação e, principalmente, fiabilidade dos seus serviços. Esta postura permitiu não só angariar novos clientes entre as maiores empresas portuguesas, como também recuperar clientes que tinham sido perdidos para a concorrência. A oferta de serviços Internet para empresas foi alargada no âmbito da solução WebSide. Para suportar estes serviços a PT Prime, em conjunto com a IBM, instalou o maior Internet Data Centre em Portugal. O negócio móvel é fundamental para o crescimento futuro do Grupo. A PT gere cerca de 9 milhões de clientes no negócio móvel, o que corresponde a 59% do total. Durante este semestre o mercado móvel nacional continuou a apresentar um forte crescimento. A TMN acentuou a diferença para os seus concorrentes, tendo obtido uma quota de mercado de clientes de 46,5%. A política comercial adoptada permitiu-lhe aumentar a sua penetração no mercado empresarial e os produtos de fidelização permitiram-lhe melhorar a sua base de clientes. A forte base de clientes da TMN coloca-a numa posição privilegiada para expandir o negócio de dados e internet, tendo-se posicionado como pioneira nos serviços de m-commerce. No Brasil, a Telesp Celular deu um contributo significativo para o dinamismo observado no mercado móvel em São Paulo, atingindo no final do semestre mais de 4,7 milhões de clientes, correspondente a uma quota de mercado de 64%. A Telesp Celular melhorou o seu posicionamento no mercado, promovendo a migração dos clientes do serviço analógico para o digital e aumentando a sua penetração no mercado empresarial. A PT deu o primeiro passo no processo de consolidação do sector móvel no Brasil com a aquisição da Global Telecom, que opera nos estados de Paraná e Santa Catarina. A Global Telecom beneficiou já de sinergias importantes com a Telesp Celular, em particular com o lançamento do pré-pago Baby na sua área, que contribuiu para a boa performance desta empresa em termos de adições líquidas, as quais representaram 57% do mercado. Ainda no Brasil, o acordo realizado com a Telefónica para a criação de uma holding que agrupará todos os nossos activos móveis neste mercado, colocar-nos-á numa posição de liderança clara e de elevado crescimento. Na área de multimédia, o serviço de televisão por subscrição teve um elevado crescimento, situando-se o número de clientes em ı,ı milhões, um aumento de mais de 25% face ao período homólogo do ano anterior. O serviço de internet Mensagem aos Accionistas 7

8 de banda larga atingiu os 38 mil clientes, mais do que duplicando o número de clientes existentes no final de A TV Cabo lançou, em conjunto com a Microsoft, o serviço de televisão digital interactiva, o qual fomentará o acesso à Internet e desenvolverá o mercado de e-commerce. A PT Multimedia adquiriu o controlo da Lusomundo, reforçando a sua posição no sector dos media e possibilitando o acesso aos melhores conteúdos multimédia em português. As sinergias que podem ser explorados com o grupo PT são significativas, tendo-se já dado início ao processo de integração e disponibilização destes conteúdos nas nossas diversas plataformas de distribuição, nomeadamente no portal Sapo. Esta boa performance ao nível operacional reflectiu-se igualmente a nível económico, tendo as Receitas Consolidadas de Exploração ascendido a 2.4ıı milhões de Euros, um crescimento de 27,7% face ao mesmo período de 2000 e o Cash Flow Operacional (EBITDA) atingido os 888 milhões de Euros, um aumento de ı2% face ao período homólogo do ano anterior. O Resultado Líquido situou-se em 200 milhões de Euros, fortemente influenciado pelo impacto negativo da desvalorização do Euro face ao Dólar no final do semestre. A PT possui redes de telecomunicações avançadas tecnologicamente, fornecendo um serviço de qualidade e adequado às necessidades dos seus clientes. Esta situação permitiu- -nos racionalizar o investimento realizado, tendo o investimento corpóreo e incorpóreo atingido 427 milhões de Euros, que corresponde a ı7,7% das receitas. A nossa estrutura de capitais é sólida, fruto de uma estratégia de financiamento racional, quer através de capitais próprios quer através de dívida de longo prazo, nomeadamente através da emissão de Eurobonds no montante de mil milhões de Euros, realizada neste primeiro semestre. A nossa política de expansão selectiva e adequado financiamento, permitiu-nos manter um dos ratings mais fortes do sector europeu de telecomunicações e superar o índice bolsista DJ Stoxx para as telecomunicações europeias em ı4% no primeiro semestre de 200ı, num ambiente de elevada volatilidade nos mercados financeiros. Uma palavra final de agradecimento aos nossos colaboradores pelo seu profissionalismo e empenho, aos nossos clientes por acreditarem na qualidade dos nossos serviços, e aos nossos accionistas pela confiança depositada na equipa de gestão da PT. Francisco Luís Murteira Nabo Presidente do Conselho de Administração 8 Relatório e Contas Consolidadas PT > 1. o Semestre de 2001

9 RELATÓRIO DE GESTÃO 1 Evolução dos Negócios Estas variações determinaram uma redução global do cabaz de preços do serviço fixo de telefone de 3,0% em termos nominais e de 7,6% em termos reais (IPC-7,6%), face a um price cap de IPC-4%. PT COMUNICAÇÕES A PT Comunicações, S.A. ( PT Comunicações ) respondeu com êxito à liberalização total, mantendo uma quota de mercado, em termos de tráfego originado, de cerca de 94%. A empresa tem apostado na diferenciação e competitividade da oferta pelo preço, inovação e qualidade, assim como pelo desenvolvimento das estruturas de relacionamento com o cliente. No primeiro semestre de 200ı concluiu-se o estabelecimento de uma nova envolvente regulamentar e de mercado caracterizada pela liberalização total do serviço fixo de telefone. Os novos operadores, que já acediam directamente aos clientes com a instalação de redes públicas de telecomunicações, podem desde ı de Janeiro de 200ı encaminhar por acesso indirecto as comunicações locais e regionais. A pré- -selecção de operador só estava, até aí, disponível nos tráfegos de longa distância e no tráfego fixo-móvel. A oferta desagregada do acesso local (OLL) tem vindo a decorrer de forma progressiva, estando disponível em fase piloto em algumas centrais de e Porto. A oferta de referência ao acesso local (ORALL) encontra-se concluída e o serviço ir-se-á alargar a 80 estações até final do ano. A portabilidade, ou seja, a possibilidade de manutenção do número telefónico de um serviço independentemente do operador que o presta, foi introduzida a ı de Julho para os operadores de rede fixa. A PT Comunicações manteve a sua política agressiva de preços. O novo tarifário em vigor desde 6 de Fevereiro determinou no primeiro semestre reduções médias de preços face ao período homólogo do ano anterior de ı5,5% nas comunicações regionais e de ı3,2% e ı3,4% nas comunicações de longa distância nacionais e internacionais, respectivamente. O preço do tráfego local e da instalação da linha de rede analógica mantiveram-se inalterados, enquanto o da assinatura registou um aumento de 5,0%. Principais Indicadores Operacionais da PT Comunicações 120% 110% 100% 90% 1.º S 2000 Para conferir maior competitividade à oferta, a PT Comunicações tem também vindo a promover a flexibilização e competitividade dos preços, com a introdução de planos tarifários inovadores e ajustados aos diferentes segmentos de clientes. Entre as ofertas actualmente disponíveis e mais direccionadas para o mercado empresarial, destaque-se os Prime Rate e Vantagem Nacional e os Marconi Prime Rate e Vantagem Internacional, com descontos assinaláveis, respectivamente nos tráfegos nacional e internacional. O Preço Único no País (de ı2$50) destina-se a clientes com um consumo mensal superior a $ % ARPU 111% Acessos por Trabalhador 106% Utilização Diária por Cliente (minutos) 102% Acessos Principais 92% Cabaz de Preços (Real) 1.º S 2001 Privilegiando o mercado residencial, o plano de preços Local+ permite um desconto fixo para três números da área local do cliente e o Família e Amigos, para cinco números nacionais e/ou internacionais também previamente seleccionados. Os planos Relação+, Relação Internacional, Marconi Star, Marconi Alegro Internacional e Marconi Partner permitem várias modalidades de descontos para este segmento no tráfego internacional. Para os novos clientes o PT Primeira Vez permite o pagamento da taxa de instalação em mensalidades, incluindo ainda uma oferta em tráfego. Relatório de Gestão 9

10 No âmbito da diversificação do portfolio de produtos e serviços a PT Comunicações lançou para o seu segmento empresarial várias soluções como o PT Cyberlan Free (solução integrada de Internet/Intranet, fax), o PT NetBiz (conjunto de soluções que permitem às PME a sua presença na Internet), estando em fase piloto a funcionalidade estatística e de atendimento dos números verde e azul. No que respeita às novas ofertas para o mercado residencial/profissional, destacam-se o PT Modem, o PT Central RDIS Basic, o PT Telefone Central, o PT RDIS Plus e o serviço Voice Mail FM. Este último constitui um serviço de convergência fixo-móvel, consistindo numa caixa de correio vocal única para um telefone da rede fixa e para um telemóvel TMN. A melhoria do atendimento e das estruturas comerciais foi outra das prioridades na actuação da PT Comunicações, tendo em vista a fidelização e reforço da sua base de clientes. Neste sentido, desenvolveram-se os serviços de apoio criados no ano transacto, nomeadamente os Contact Center para os clientes pessoais (ı6200) e empresariais (ı6206). Ao nível da rede de distribuição, prosseguiu o processo de ampliação e modernização da rede de lojas e de agentes, sendo de destacar o esforço ao nível dos canais de venda externos. A base de clientes da PT Comunicações continuou a aumentar durante o primeiro semestre de 200ı, ascendendo no final de Junho a 5,9 milhões de acessos fixos. Os acessos principais aumentaram ı,8% face a igual período do ano anterior, situando-se em mais de 4,3 milhões, ou seja, uma densidade telefónica de 43,3 acessos por ı00 habitantes. Este comportamento resultou da diminuição da taxa de churn para 7,4% e do dinamismo na instalação de acessos RDIS, cujo parque aumentou 32,3% face ao final do primeiro semestre de 2000, elevando a penetração RDIS para ı7,5%. Ao longo do semestre manteve-se o dinamismo na utilização da rede fixa, que cresceu ı0,3% relativamente ao primeiro semestre do ano anterior. O tráfego originado aumentou 7,8%, fixando o consumo por acesso/dia em ıı,3 minutos (+6,ı% que no primeiro semestre de 2000). Para este comportamento foi determinante o crescimento do tráfego Internet, que aumentou 35,9% face ao período homólogo do ano anterior, tendo o seu peso no tráfego total originado aumentado para cerca de 40%. Estrutura do Tráfego Originado na Rede Fixa [minutos] Fixo-Móvel 7% Internet 40% Nos serviços a operadores a capacidade dos circuitos alugados (equivalente a 64 kbps) aumentou ı34% no último ano, reflectindo a elevada qualidade do serviço prestado (98,4% da capacidade instalada é digital) e a adequação dos preços às condições de mercado. O tráfego com origem ou destino nos outros operadores verificou um acréscimo de 40,ı%. Os preços do tráfego de interligação sofreram reduções médias de 28,4% na originação de chamadas e de 29,4% na terminação de chamadas. No que diz respeito ao investimento, prosseguiu-se, no primeiro semestre de 200ı, com o esforço de expansão, inovação e modernização das infra-estruturas. Introduziram-se novas tecnologias capazes de acrescentar inteligência às redes, tendo em vista a oferta de novos produtos e serviços e deu-se continuidade à racionalização dos custos de investimento, operação e manutenção. Outro 7% O desenvolvimento da rede de transmissão core passa pela utilização crescente de fibra óptica, tendo-se instalado mais ı0 mil km.par e ı,ı mil km.cabo e pela expansão da rede SDH (Synchronous Digital Hierarchy) correspondente a um acréscimo de capacidade de cerca de 45 mil circuitos equivalentes a 2 Mbit/s. Também entrou em exploração a tecnologia DWDM (Dense Wavelenght Division Multiplexing) na rede de longa distância, corda -Porto. Internacional 2% Fixo-Fixo Nacional 44% 10 Relatório e Contas Consolidadas PT > 1. o Semestre de 2001

11 A evolução da rede passou também pela disponibilização das infra-estruturas de suporte ao serviço ADSL (Asynchronous Digital Subscriber Line), abrangendo as áreas metropolitanas de (cerca de 75% de cobertura desta área) e Porto (cobertura de cerca de 60%). Até final do ano a infra-estrutura será alargada a outras zonas, perspectivando-se para o final do ano de 2002 uma cobertura de 50% a nível nacional. Implementaram-se também as primeiras soluções de FITL (fiber in the loop), com o objectivo de melhorar a qualidade de atendimento e promover a progressiva digitalização do lacete local. Esta expansão e desenvolvimento tecnológico das infra- -estruturas reflectiu-se num investimento corpóreo e incorpóreo de 25 milhões de contos (ı23 milhões de Euros), o que representa 9,9% das receitas deste segmento de negócio. O número de trabalhadores ao serviço da PT Comunicações situava-se no final de Junho em cerca de ıı mil, menos 924 trabalhadores que em igual período do ano anterior. Esta redução de efectivos permitiu à empresa aumentar o seu nível de produtividade para 394 acessos principais por trabalhador (mais ı0,3% que em Junho de 2000), mantendo o seu posicionamento entre os operadores europeus mais eficientes. As receitas de exploração da PT Comunicações ascenderam a 250 milhões de contos (ı.247 milhões de Euros), um aumento de ı7,6% face ao primeiro semestre de 2000, reflectindo designadamente a alteração da propriedade do tráfego fixo-móvel. O EBITDA cifrou-se em ı02 milhões de contos (507 milhões de Euros), correspondendo a uma margem de 40,6%. PT PRIME A PT Prime Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, S.A. ( PT Prime ) é a empresa do Grupo PT para o mercado empresarial de topo, orientada para a integração de soluções de telecomunicações de voz e dados, com sistemas de informação, Internet, comércio electrónico, B2B e outsourcing das redes e serviços de infocomunicações das empresas. A liderança de mercado tem sido baseada na celebração de contratos a prazo assente na valorização de factores distintivos, tais como a credibilidade e qualidade da oferta e dos serviços pós-venda, o desenvolvimento de soluções integradas, know how e preços competitivos. A PT Prime obteve, ao longo do primeiro semestre de 200ı, vários novos contratos e novos negócios com os principais grupos e empresas portuguesas. Principais Indicadores Operacionais da PT Prime 260% 240% 220% 200% 180% 160% 140% 120% 100% 80% 1.º S % Capacidade Internet Vendida 168% Acessos Banda Larga 160% Acessos Frame Relay 121% Acessos Comunicação de Dados 118% Capacidade dos Circuitos Alugados 1.º S 2001 A PT Prime foi a entidade seleccionada para o fornecimento da rede de comunicações do sistema de jogos on line da Santa Casa da Misericórdia de. Com a disponibilização deste sistema, a ligação entre os agentes e a sede é feita em tempo real, o que permite que as apostas nos terminais dos agentes distribuídos pelo país, sejam transmitidas automaticamente para o computador central, substituindo, assim, o anterior sistema off line, envolvendo operações manuais e o transporte dos boletins de apostas. Foi também assinado um protocolo entre a ANA Aeroportos de Portugal, S.A. e a PT Prime, iniciando-se os trabalhos com vista à constituição de uma nova unidade empresarial. O principal objectivo desta unidade empresarial é a integração de competências e capacidades para o desenvolvimento de um projecto que visa integrar nos espaços aeroportuários serviços de telecomunicações e tecnologias de informação, criando um front-end para a oferta de soluções integradas. Relatório de Gestão 11

12 Em resultado destas iniciativas, o serviço de comunicação de dados teve uma evolução bastante positiva no primeiro semestre de 200ı. O parque total de acessos aumentou 20,6% face ao final de Junho de 2000, com particular dinamismo nos acessos frame relay e nas ligações de banda larga, baseadas na rede ATM, cujos parques aumentaram 60,4% e 68,2%, respectivamente. Estima-se que a quota de mercado da PT Prime no negócio de comunicação de dados se situe em cerca de 80%. Os circuitos alugados a clientes finais registaram um crescimento de ı8,3% (capacidade equivalente a 64 Kbps), apesar da canibalização por outros serviços disponibilizados, nomeadamente os suportados na rede IP e ATM. A oferta de serviços Internet para empresas foi alargada e diversificada no âmbito da linha comercial WebSide, com o lançamento dos serviços Design, Security, Prime Housing, Prime Servers, Prime Office e Access On.ADSL, entre outros. A solução Prime Office garante, em particular, a gestão integrada dos sistemas de informação das empresas. O serviço Access On.ADSL marcou o arranque comercial do acesso à Internet de banda larga via ADSL. Para suportar estes serviços a PT Prime instalou o maior Internet Data Centre em Portugal, dispondo de equipas técnicas permanentes para a operação, manutenção e gestão dos equipamentos e das redes, a par de sofisticadas ferramentas de monitorização e de alarme. A capacidade Internet vendida a clientes empresariais aumentou 2,5 vezes relativamente ao primeiro semestre de No negócio de comércio electrónico B2B, foram lançados dois mercados associados da Tradecom e suportados pela sua tecnologia: o econstroi e o PMELink. O econstroi é um mercado vertical para o sector da Construção Civil e Obras Públicas, agrupando 2ı das 25 maiores empresas de construção civil em Portugal, e o PMELink é um centro de negócios para o segmento das pequenas e médias empresas criado em parceria com o BES e a Caixa Geral de Depósitos. A PT Prime ampliou a sua rede ATM, tendo em vista satisfazer o consumo de banda larga e Internet do mercado empresarial, aumentando o número de acessos em 59%, e expandiu o backbone IP, o que se traduziu num crescimento da capacidade disponível em cerca de ı34%, comparativamente ao final de Junho de Na rede Frame Relay foram instalados 2 novos nós e reforçada a capacidade de interligação, usando sempre que possível circuitos em ATM. O desenvolvimento das infra-estruturas e dos negócios envolveu um investimento corpóreo e incorpóreo de 6 milhões de contos (28 milhões de Euros), o que representa 2ı,6% das receitas da PT Prime. As receitas de exploração da PT Prime situaram-se em 26 milhões de contos (ı28 milhões de Euros), um aumento de 29,7% relativamente ao primeiro semestre de 2000, e o EBITDA em 4 milhões de contos (ı9 milhões de Euros), representando uma margem de ı4,7%. NEGÓCIOS MÓVEIS No âmbito da sua estratégia de crescimento e diversificação do portfolio de negócios, a PT vem apostando nos serviços de telecomunicações que revelam maior dinamismo e potencialidades de crescimento e rendibilização futuras. É o caso dos negócios móveis em Portugal e nos mercados emergentes, onde a PT reúne efectivas vantagens competitivas, como no Brasil. Em Janeiro, a PT adquiriu, através da Telesp Celular Participações, S.A. ( Telesp Celular ), 49% das acções ordinárias e a totalidade das acções preferenciais das holdings que controlam a Global Telecom, S.A. ( Global Telecom ), o que representa um interesse económico de 83%. A conclusão desta operação está dependente da aprovação pelo regulador brasileiro Anatel do controlo sobre essa empresa, após o que se procederá à aquisição das restantes acções ordinárias. Ainda em Janeiro, a PT e a Telefónica, S.A. ( Telefónica") concluíram um acordo estratégico tendo em vista a criação de uma joint venture, detida em partes iguais, para gerir conjuntamente os seus activos no mercado móvel brasi- 12 Relatório e Contas Consolidadas PT > 1. o Semestre de 2001

13 leiro. Esta joint venture abrange a Telesp Celular e a Global Telecom, por parte da PT, a Tele Sudeste Celular e a Tele Leste, por parte da Telefónica, e a Celular CRT Participações, S.A. ( Celular CRT ), participada pelos dois parceiros. A PT já designou em Abril o CEO da equipa operacional da joint venture. A zona de influência da joint venture corresponde a um mercado de 94,4 milhões de habitantes e de ı0,3 milhões de actuais clientes. O potencial de crescimento desta zona é elevado, com uma penetração móvel de apenas ı8,5 clientes por ı00 habitantes, mas abrangendo cerca de 70% do PIB brasileiro. Operações da Joint Venture no Brasil A joint venture será o maior operador móvel da América Latina, com quotas de mercado superiores a 60% nas áreas onde opera. Irá permitir a concentração de recursos e capacidades no desenvolvimento de negócios, criando sinergias significativas ao nível operacional, de marketing e de serviço ao cliente. TMN Tele Leste Tele Sudeste Celular Celular CRT A TMN Telecomunicações Móveis Nacionais, S.A. ( TMN ) reforçou a sua posição de líder do mercado, com uma quota de 46,5% dos clientes activos no primeiro semestre de 200ı. A TMN angariou em seis meses cerca de 408 mil clientes, mais 86% que em igual período de 2000, atingindo mil clientes activos no final de Junho. Clientes TMN Durante o semestre, o mercado móvel nacional continuou a evidenciar um forte dinamismo. De acordo com a informação relativa ao número de clientes activos divulgada pelo ICP, a taxa de penetração em 30 de Junho situava-se em 7ı,9%, valor acima do estimado para a média da União Europeia, 69%. O mercado português terá crescido 38,7% nos últimos doze meses, tendo aderido ao serviço mais 2 milhões de clientes. O crescimento da base de clientes da TMN resultou da política comercial adoptada, tanto a nível do mercado empresarial como do mercado de consumo. Para o dinamismo do mercado empresarial, o novo serviço TMN Empresas deu uma contribuição fundamental com pacotes de minutos e benefícios de fidelização. Para os restantes clientes a política de fidelização através de up-grades e Hi-Packs, a preços mais competitivos, teve um êxito assinalável. O número de up-grades aumentou 48,4% face a igual período do ano anterior milhares + 43% Novos Clientes º S No âmbito das acções de retenção e lealdade dos clientes, a TMN também relançou o conceito subjacente ao Clube 0936, com uma nova designação Pontos TMN. Com esta acção pretende-se converter em pontos o valor das facturas e dos carregamentos efectuados, os quais podem ser trocados por produtos, serviços ou por artigos seleccionados da colecção TMN e que não estão disponíveis para venda. 1.º S 2001 A diferenciação do portfolio de produtos e serviços da TMN também passou pela oferta dos Pacotes de Empresas, Novos Clientes Novos Clientes 408 Relatório de Gestão 13

14 incluindo um plafond de minutos utilizáveis por vários cartões associados a uma mesma conta e pelo lançamento do VIP Empresas, um cartão com preços especiais para dez números seleccionadas, fixos ou móveis, um produto semelhante aos VIPs para pré-pagos. A TMN lançou igualmente o Pacote de Minutos FIT, um único pacote de minutos empresarial que permite atribuir a cada telemóvel da empresa um conjunto de minutos, que varia entre ı00 e 250, com Facturação Repartida, um serviço que assegura a partição da factura TMN entre o consumo pelo qual se responsabiliza a entidade empresarial e o consumo cujo custo é imputável aos seus funcionários. Quota de Mercado da TMN p.p. % 14 p.p. 1.º S ,5% 10 p.p. 1.º S ,9% Distância ao 2.º Operador (p.p.) Quota de Mercado Total Também para o segmento empresarial, a TMN disponibilizou o serviço de Localização de Veículos (SLV), inovador em Portugal, desenvolvido em parceria com a PT Multimedia e a PT Inovação, suportado em tecnologia de orientação por satélite GPS (Global Positioning System) e na rede digital GSM. Lançado em Maio de 2000, o serviço Wap da TMN conta já com mais de 400 mil clientes, assistindo-se a uma intensificação progressiva do uso do mesmo. A TMN tem vindo a oferecer novos e melhores conteúdos através do seu portal SapoTMN.net e novos serviços, tais como o Aqui Perto, Percursos, Conversor Universal, Easy Messaging, bilheteira On-line, Webmail e um serviço de chat. O sucesso comercial que a TMN tem revelado nestes últimos seis meses, teve reflexos significativos ao nível da utilização mensal do serviço por cliente, que ascendeu a ı36,4 minutos/cartão/mês, um aumento de cerca de 5 minutos (mais 3,7%) face ao primeiro semestre do ano anterior. O serviço de mensagens escritas evidenciou um elevado crescimento para um número médio mensal de 27 mensagens por cliente, relativamente às ı0 mensagens registadas no primeiro semestre de A receita média mensal por cliente (ARPU) manteve-se sensivelmente estável nos 6,0 contos (30 Euros), reflectindo o aumento de utilização, por um lado, e a redução da receita média por minuto, por outro. De qualquer modo, no segundo trimestre de 200ı aumentou 4,6% face ao trimestre anterior para 6,ı contos (30,4 Euros). As receitas dos serviços de dados representaram 6,ı% do total (3,6% no ano 2000). Não obstante o forte crescimento da actividade, a TMN procedeu a uma efectiva racionalização de custos. Os custos de aquisição e retenção dos clientes (SAC) situaram-se em ı6,9 contos (84,4 Euros) no semestre, revelando já uma evolução descendente: de ı8,5 contos (92,4 Euros) no primeiro trimestre de 200ı para ı5,5 contos (77,5 Euros) no segundo trimestre. No final de Junho a TMN registava um índice de produtividade clientes por trabalhador de 3.002, mais ı9,6% que em Junho de Principais Indicadores Operacionais da TMN 280% 260% 240% 220% 200% 180% 160% 140% 120% 100% 80% 1.º S % Mensagens/Cliente/Mês +143% Clientes +120% Clientes por Trabalhador +104% Utilização Mensal por Cliente (minutos) +101% ARPU 1.º S 2001 O investimento realizado foi de 23 milhões de contos (ıı5 milhões de Euros), ı8,0% das receitas, tendo-se direccio- 14 Relatório e Contas Consolidadas PT > 1. o Semestre de 2001

15 nado fundamentalmente para o aumento da capacidade da rede GSM e para a melhoria da qualidade de serviço. O número de estações rádio aumentou ı6,0%, alargou-se a capacidade da rede IN (Intelligent Network) e disponibilizaram-se novas funcionalidades ao nível do Voice Mail. Clientes Telesp Celular milhares + 39% Novos Clientes Novos Clientes Novos Clientes 434 O desempenho da TMN permitiu que as receitas de exploração aumentassem 36,7%, no último ano, para ı29 milhões de contos (642 milhões de Euros) e o EBITDA 30,3% para milhões de contos (235 milhões de Euros), representando uma margem de 36,6%. 0 1.º S º S 2001 Telesp Celular O mercado móvel do estado de São Paulo atingiu cerca de 7,6 milhões de clientes no final de Junho, correspondendo a uma penetração de aproximadamente 2ı%, face a uma média de ı5% para a totalidade do Brasil. O mercado móvel de São Paulo deverá ter crescido aproximadamente 4ı% no último ano, mantendo-se dinâmico apesar da situação desfavorável ao nível da envolvente macro- -económica brasileira, com os reflexos da situação na Argentina, a crise energética, a desvalorização do real e os aumentos de preços e das taxas de juro. A Telesp Celular contribuiu para esse dinamismo e conseguiu reforçar a sua liderança no mercado, fruto de uma política comercial agressiva. Antecipando o futuro aumento da concorrência, a Telesp Celular procurou melhorar o seu posicionamento no mercado, através dum forte crescimento da base de clientes, e promover a migração dos clientes do serviço analógico para o digital. Assim, o número de clientes da Telesp Celular ascendeu no final de Junho de 200ı a mais de 4,7 milhões, representando um crescimento de 39,3% relativamente a igual período do ano anterior. As adesões líquidas de novos clientes situaram-se no semestre em 434 mil, o que se estima corresponder a 6ı% das adesões líquidas na área de concessão. Em consequência deste crescimento, a quota de mercado relativa à base total de clientes aumentou para 64% (mais um ponto percentual que em Junho do ano anterior). Os clientes da rede digital aumentaram 83,ı%, passando a representar 89,4% do total. Esta expressiva perfomance resultou de campanhas específicas incluindo, nomeadamente, a oferta de pacotes de minutos e 4 meses de assinatura gratuita. A comercialização de produtos pré-pagos continuou a ser extremamente bem sucedida em todo o mercado brasileiro. A Telesp Celular continuou a desenvolver e a diversificar os seus produtos pré-pagos (nomeadamente com o Peg&Fale Gol! e Baby MTV), cujos clientes representavam no final do semestre 68,2% do total (mais 2ı,3 p.p. que em Junho de 2000), tendo mais do que duplicado nos últimos doze meses. O aumento deste tipo de clientes, de menor utilização, e o impacto da situação macro-económica brasileira, originando igualmente uma contracção no tráfego por cliente, determinaram uma redução do ARPU. A receita média mensal por cliente situou-se em 45 Reais, menos ı8,2% que no primeiro semestre de O desenvolvimento dos serviços WAP continuou a ser um dos principais focos de inovação e diferenciação da Telesp Celular. Ao longo do semestre a Telesp Celular disponibilizou o carregamento de cartões pré-pagos através do WAP, lançou o primeiro serviço de pagamento móvel no Brasil, estabeleceu uma parceria com o portal Apontador para fornecimento de serviços de localização via WAP, lançou o serviço Passaporte Brasil para reservas e informações em viagens e turismo e lançou o Mobile Information Server, que oferece serviços de Internet empresarial aos clientes do serviço móvel. Relatório de Gestão 15

16 No final de Junho de 200ı, mais de ı,4 milhões de clientes da Telesp Celular possuíam terminais WAP, sendo 742 mil os utilizadores efectivos do serviço. Os serviços WAP geraram nesse mês mais de 3,0 milhões de minutos de utilização. A Telesp Celular iniciou testes para o lançamento dos serviços GPRS, tendo também neste caso sido a primeira operadora móvel brasileira a fazê-lo em condições normais de uso. Através do sistema CDMAıX-RTT, será possível aumentar em dez vezes a velocidade de transmissão de dados da actual rede CDMA, superando os ı44 kbps. A ampliação e desenvolvimento das infra-estruturas, visando a migração para o serviço digital e o lançamento de novos produtos e serviços, reflectiu-se num investimento corpóreo e incorpóreo de 42 milhões de contos (209 milhões de Euros), representando 29,0% das receitas líquidas. A cobertura populacional da rede ascendeu, no final de Junho, a 90% da área de concessão, sendo composta por 2.ıı5 sites (mais 8,6% que em igual período do ano anterior). Principais Indicadores Operacionais da Telesp Celular (720 milhões de Euros) e o EBITDA em 48 milhões de contos (239 milhões de Euros), representando uma margem de 33,2%. Global Telecom O serviço móvel celular nos Estados de Santa Catarina e Paraná continua a evidenciar um forte crescimento, de cerca de 47% desde 30 Junho de 2000, estimando-se que a penetração do serviço no final do semestre seja de ı3,9%. Clientes Global Telecom milhares 252 Novos Clientes º S Novos Clientes % º S 2001 Novos Clientes % 180% 160% 140% 120% 100% 80% 60% 1.º S % Clientes Digitais 158% Clientes por Trabalhador 139% Clientes 82% ARPU (Reais) 1.º S 2001 Ao longo do semestre a Telesp Celular ampliou os seus canais de distribuição e atendimento, tendo obtido a certificação de qualidade da sua rede de lojas. O número de trabalhadores ao serviço da empresa situava-se no final de Junho em ı.737, correspondendo a clientes por trabalhador. As receitas de exploração da Telesp Celular no primeiro semestre de 200ı situaram-se em ı44 milhões de contos A Global Telecom registou um elevado dinamismo ao nível das activações líquidas de clientes, tendo angariado no semestre cerca de 57% dos novos clientes do mercado. O seu parque de clientes aumentou aproximadamente ı65 mil desde o final de 2000, situando-se em 628 mil, o que representa um crescimento de ı49% nos últimos doze meses, um dos maiores crescimentos entre as operadoras de Banda B. A quota de mercado estimada situou-se em 29,4%, um acréscimo de 5 p.p. desde Dezembro de O serviço de assinatura representava 65% da base de clientes total no final de Junho, apesar de o serviço pré-pago ter sido o principal impulsionador do crescimento do parque. Para isso contribuiu significativamente o lançamento, em Maio, do produto pré-pago Baby da Telesp Celular, beneficiando da elevada notoriedade desta marca. O sucesso deste produto foi imediato, tendo-se registado cerca de 6ı mil adesões em apenas dois meses, correspondendo a 70% das adi- 16 Relatório e Contas Consolidadas PT > 1. o Semestre de 2001

17 ções totais. O êxito do lançamento do Baby é demonstrativo das sinergias entre a Global Telecom e a Telesp Celular, permitindo potenciar as respectivas estruturas técnicas e comerciais. De registar, igualmente, o lançamento de um novo serviço de valor acrescentado, o ı02 GuiaGlobal, que permite a procura rápida de informações ou serviços, tais como cotações de Bolsa, telefones de urgência, reservas de restaurantes e hóteis e uma panóplia alargada de serviços domiciliários. Foram também lançados novos serviços Cell WAP, tais como Consulta SPC, Visiowork, Telecorp, Zona Livre e registo e cadastro de sites WAP no portal Cell Wap da Global Telecom. O ARPU decresceu cerca de 25% face ao período homólogo do ano anterior, para 49 reais, em linha com a forte expansão da base de clientes e devido principalmente ao crescimento da base de clientes pré-pagos. Os cash costs por cliente reduziram-se em cerca de 54% para 44 reais por adesão bruta e os SAC diminuíram ı5% para 266 reais. Ao longo do semestre reforçou-se a rede de distribuição da Global Telecom, passando a ser constituída por 733 pontos de venda, incluindo ı8 lojas próprias. A meta para o final do ano é atingir ı.000 pontos de venda e 22 lojas próprias. A Global Telecom também tem apostado fortemente no aumento da sua rede de representantes, mais 63 no primeiro semestre de 200ı, permitindo uma melhor cobertura da população com vantagens óbvias ao nível da qualidade do atendimento. A empresa tinha 975 trabalhadores ao serviço no final de Junho de 200ı, correspondendo a 644 clientes por trabalhador. Ao nível do desenvolvimento da rede é de registar durante o semestre a instalação de mais 50 novas estações base, perfazendo um total de 375. A cobertura populacional da Global Telecom passou a situar-se em 73,7% da área de concessão, tendo-se verificado uma disponibilização total do serviço WAP. Os serviços e funcionalidades disponibilizados aos clientes (Baby, Roaming Nacional, serviços de mensagens Cellnews e o serviço WAP nos pré-pagos) implicaram a instalação de novas tecnologias e/ou novas plataformas na rede. O investimento realizado, principalmente direccionado para a ampliação das infra-estruturas e da rede de distribuição, foi de 8 milhões de contos (4ı milhões de Euros), ou seja, 40,5% das receitas. As receitas de exploração da Global Telecom, no primeiro semestre de 200ı, atingiram um montante de 20 milhões de contos (ı0ı milhões de Euros), e o EBITDA teve um valor negativo de 4 milhões de contos (2ı milhões de Euros), em linha com o esperado para um negócio em fase de start up. Outras Operações Móveis Mascom A Mascom Wireless Botswana (Proprietary) Limited ( Mascom Wireless ) registou um aumento significativo da sua base de clientes, atingindo ı62 mil clientes a 30 de Junho de 200ı, mais 66% que no final do primeiro semestre do ano anterior. Os clientes pré-pagos representaram cerca de 96% do total, reflectindo a extraordinária adesão dos consumidores a este produto. A empresa manteve a liderança de mercado, com uma quota estimada em 65%. Ao longo do ı.º semestre verificou-se uma evolução extremamente positiva do serviço de mensagens escritas (SMS), que aumentou de cerca de 500 mil mensagens/mês em Janeiro para quase 3 milhões em Junho. A Mascom tem mantido uma forte dinâmica comercial, com o lançamento regular de novos produtos, serviços e pacotes tarifários. Ao nível do mercado empresarial é de salientar a oferta de interligação directa das redes de empresa à rede móvel, bem como a comercialização do serviço de mensagens escritas como suporte publicitário. Relativamente ao mercado de massas, refira-se a introdução do novo pacote pré-pago destinado ao segmento de baixo poder de compra, o scratch card, de recarga mensal, bem como a disponibilização do serviço de roaming para a generalidade dos clientes pré- -pagos. No primeiro semestre de 200ı a Mascom Wireless registou um ARPU de 4,7 contos (23 Euros) e receitas de exploração Relatório de Gestão 17

18 de 5 milhões de contos (25,5 milhões de Euros). O EBITDA situou-se em ı,6 milhões de contos (8 milhões de Euros), correspondendo a uma margem de 30,5%. PT MULTIMEDIA A PT Multimédia Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, S.A. ( PT Multimedia ) continuou a ser a empresa líder dos negócios de televisão por subscrição, Médi Télécom No final de Junho a Médi Télécom, S.A. ( Médi Télécom ) tinha uma base de clientes de 755 mil, tendo mais do que triplicado relativamente a igual período do ano anterior. A Internet e media no mercado nacional. No final do primeiro semestre de 200ı atingiu cerca de ı,7 milhões de clientes, o que representa um aumento de 34,5% relativamente a igual período do ano anterior. sua quota de mercado estimava-se em 32,6%. O peso do segmento pré-pago situou-se nos 93,7%, constatando-se, contudo, um ligeiro aumento da proporção de clientes de assinatura neste período, fruto de campanhas de fidelização Clientes PT Multimedia milhares % Internet +58% e do lançamento de novos serviços Entre os novos produtos comercializados, refiram-se o Cabo +17% Meditel Duo, produto destinado ao segmento empresarial que permite dispor, no mesmo cartão, de duas linhas (uma 500 profissional e outra pessoal), dois contratos e duas facturas, o Plafoné, produto de assinatura que permite o con- 0 1.º S DTH +91% 1.º S 2001 trolo do consumo em tempo real, o pré-pago Médijahiz Fun, com um plano tarifário adaptado aos jovens, e vários novos planos tarifários, incluindo tarifas reduzidas nas comunicações dentro da rede Meditel e bónus nas recargas. A expansão da rede no primeiro semestre de 200ı sofreu um forte impulso com a instalação de mais ıı0 novas estações base, tendo-se atingido no final do período uma cobertura de 76% da população. A plataforma de pré-pagos foi ampliada, prevendo-se que em 200ı se atinja uma capacidade global de ı,4 milhões de clientes. A disponibilização do serviço GPRS está prevista para o terceiro trimestre deste ano, em Casablanca e Rabat, o que tornará a Médi Télécom no primeiro operador marroquino a oferecer este serviço. O investimento realizado na expansão da rede, até ao final de Junho, foi de ı9 milhões de contos (93 milhões de Euros). O ARPU situou-se em aproximadamente 4,4 contos (22 Euros), as receitas de exploração em ı3 milhões de contos (67 milhões de Euros) e o EBITDA foi negativo em 2 milhões de contos (ı0 milhões de Euros). Televisão por Subscrição O serviço de televisão por subscrição teve um elevado crescimento nos primeiros seis meses do ano. O número de clientes situou-se em cerca de ı,ı milhões, um aumento de 25,3% face ao período homólogo do ano anterior, equivalente a uma taxa de penetração de 22%. A TV Cabo Portugal, S.A. ( TV Cabo ) continuou a assegurar uma liderança destacada no sector, com uma quota de mercado de 86,2%. Os clientes com acesso a canais premium aumentaram 52,8%, ascendendo a 593 mil clientes, o que representa um pay to basic ratio de 55,9%. Os conteúdos televisivos oferecidos pela TV Cabo foram enriquecidos com a introdução dos canais SIC Notícias (Janeiro) e SIC Radical (Abril), na sequência de um acordo firmado com a SIC, e do Canal National Geographic (Fevereiro). O serviço de Internet de banda larga, Netcabo, registou uma forte expansão, tendo atingido mais de 38 mil clientes no 18 Relatório e Contas Consolidadas PT > 1. o Semestre de 2001

19 final de Junho, mais do que duplicando o número de clientes existentes no final de Estes clientes podem disfrutar de todas as potencialidades da Internet, principalmente dos conteúdos multimédia, através dum acesso com uma velocidade de até 640 Kbps. No dia 7 de Junho, a PT Multimedia lançou o ı.º serviço mundial de Televisão Digital Interactiva (IDTV) sobre uma rede de cabo. Para o desenvolvimento deste serviço a PT Multimedia contou com um conjunto de parceiros, desde o hardware e software até à banca e conteúdos. A Microsoft foi a fornecedora da plataforma em que assenta o serviço e a Octal TV foi responsável pelo desenvolvimento das set top boxes que permitem o acesso dos clientes. Este serviço está disponível na cidade de, prevendose que até final de 2002 todas as casas cabladas tenham acesso à IDTV, podendo os clientes desfrutar de serviços como o acesso à Internet via TV, , pay per view, video on demand, t-commerce, t-banking e gravação digital, bem como às funcionalidades interactivas de programação televisiva e publicidade. No lançamento, o pacote de programação inclui dez canais já com programação interactiva, destacando-se o SIC Notícias, TVI, RTP, Telecine, Discovery, Sol Música e Panda. Para possibilitar a massificação deste serviço, a TV Cabo continuou a expandir a bidireccionalidade da sua rede. No final de Junho, cerca de ı,ı milhões de casas possuíam já rede com retorno, correspondendo a 47% das casas passadas pela rede de cabo. O desenvolvimento das infra-estruturas e o lançamento de novos serviços implicaram a realização de um investimento corpóreo e incorpóreo de 9 milhões de contos (43 milhões de Euros). O ARPU da TV Cabo situou-se em 3,6 contos (ı7,8 Euros), mais 3,5% que no primeiro semestre de 2000 e as receitas de exploração ascenderam a 29 milhões de contos (ı44 milhões de Euros), um aumento de 37,8%. O EBITDA registou um crescimento de 30,5%, para 3 milhões de contos (ı6 milhões de Euros), representando uma margem de ı2,7%. Internet e Portais A PT Multimédia.com Serviços de Acesso à Internet, SGPS, S.A. ( PTM.com ) continuou a apresentar um crescimento significativo na sua base de clientes Internet. Em 30 de Junho de 200ı, o número de clientes ascendia a mais de 553 mil, representando um crescimento de ı8,4% face a Dezembro de 2000 e de 46,4% relativamente ao final do primeiro semestre de O tráfego ascendeu no período a ı9,2 milhões de horas, um acréscimo de 3,8% face ao primeiro semestre do ano anterior. No âmbito do objectivo de massificação do acesso à Internet em Portugal, foi lançado o Net4all, o mais completo pacote de acesso à Internet pronto a ligar criado em Portugal, incluindo serviços, equipamentos e formação. De referir ainda o início da instalação do serviço Netfast, o serviço ADSL do Grupo PT para os clientes residenciais e profissões liberais que tem registado uma procura acentuada. Durante o primeiro semestre, foram já instalados mais de mil clientes Netfast, o acesso à Internet em banda larga. Na área de Application Service Provider (ASP), é de referir a instalação da plataforma de serviços ASP e o lançamento da solução ASP da Telepac II Comunicações Interactivas, S.A. ( Telepac ) sob a marca TASP (Telepac Application Service Provider), com a qual a Telepac proporciona às PMEs acesso ao mais avançado software através da Internet. De destacar ainda o estabelecimento de um acordo com a SAP, para a criação de uma infra-estrutura específica para os clientes Telepac acederem aos Serviços de Suporte da SAP SAPNet R/3 Frontend, bem como a disponibilização de uma plataforma de alojamento de sites para empresas SASE. O portal Sapo.pt manteve a sua posição dominante no mercado nacional. O número de páginas vistas ascendeu em Junho de 200ı a ı04 milhões, um incremento de ı0% face a Dezembro de 2000 e de ı97% face a Junho de Em termos médios, os visitantes únicos mensais no primeiro semestre de 200ı situaram-se nos ı,6 milhões, cerca do dobro do período homólogo do ano anterior. Relatório de Gestão 19

20 O Sapo.pt continuou a apostar no lançamento de canais e serviços inovadores e na reformulação dos canais existentes, de forma a melhor responder às necessidades dos utilizadores. De destacar no primeiro semestre de 200ı a integração da Lusomundo.net no Sapo.pt, fruto da aquisição pela PT Multimedia da Lusomundo, constituindo este um dos primeiros passos no sentido de beneficiar das óbvias sinergias entre as duas áreas. Foram lançados o banco on-line Banco Best (conjuntamente com o BES), os vortais Companhia do Vinho (resultado de uma parceria com a Sogrape), Motores (em parceria com a Santogal) e Casasapo (portal imobiliário) e os canais Lusa, Porto Virtual, CleverIsland (do Alfy), Plets, onfashion, extreme.pt, Antiviolência e Campus. De referir ainda novos serviços, como o Mensageiro, que permite a comunicação entre utilizadores Sapo, Yahoo, MSN e ICQ. No primeiro semestre de 200ı, o Sapo desenvolveu, praticamente de raiz, uma versão para IDTV intitulada Sapo TV, que conta actualmente com ı4 canais/funcionalidades: Homepage, Directório, Astrologia, Tempo, Jogos, Shopping, Superemprego, Farmácias, Imobiliário, Desporto, Mulheres, Saúde, Internet e SMS. No final do semestre, mais de 363 mil clientes da TMN possuíam telemóveis com serviço WAP, utilizando o portal Sapo.TMN. De entre as funcionalidades lançadas nestes meses, destaca-se a disponibilização aos clientes da TMN da possibilidade de aquisição de bilhetes de cinema para 30 salas da Lusomundo através do serviço WAP. Ainda no primeiro semestre de 200ı, o Sapo lançou o seu próprio portal WAP (Sapo Mobile), acessível aos clientes de todos os operadores celulares do país, desde que introduzam o endereço mobile.sapo.pt. As funcionalidades/conteúdos disponíveis no Sapo Mobile WAP são: , Astrologia, Notícias, Cinema, Guia TV, VoxPop, Finanças, Directório, Pesquisa e Diversão. A plataforma de comércio electrónico B2C (business to consumer) do Grupo, lançada sob a designação comercial SideUp a 22 de Janeiro de 200ı e gerida pela EJV Plataforma de Comércio Electrónico, S.A. (joint venture com o BES, CGD e CTT), procedeu à integração dos vortais Voxpop, Companhia do Vinho, Astrologia e Sporting, bem como à integração parcial do Shopping Sapo (gateway de pagamento e Contact Center). Ao longo dos seis primeiros meses do ano foram efectuados diversos desenvolvimentos ao nível da própria plataforma de e-commece, reflectindo a prevista evolução da plataforma e o aparecimento de novas necessidades. Entre estes desenvolvimentos, destacam-se a integração parcial com o PyG (gateway de pagamento) e Contact Center, desenvolvimento da loja SideUp e Department Store e integração com a IDTV. Relativamente à sua presença no Brasil, a PT Multimedia trocou a sua participação de ı00% na Zip.Net, SA por uma participação de ı7,9% na UOL Inc. S.A. ( UOL ). O UOL é o líder incontestado de mercado nos portais e fornecimento de acesso à Internet no Brasil, com 923 mil clientes do serviço pago de acesso à Internet, correspondente a uma quota de mercado de 4ı% em Dezembro de 2000, e 82,3% de reach. A PTM.com registou no primeiro semestre de 200ı receitas de exploração de 5 milhões de contos (26 milhões de Euros) e um EBITDA negativo de ı,2 milhão de contos (6 milhões de Euros), contra 6,4 milhões de contos (32 milhões de Euros) negativos no semestre homólogo de Media e Audiovisuais A actividade dos media e dos audiovisuais, desenvolvida pela Lusomundo SGPS, S.A. ( Lusomundo ), ficou marcada pelo dinamismo verificado na distribuição e direitos cinematográficos e no vídeo (jogos e DVD), compensando o impacto negativo da quebra do investimento publicitário nos principais meios do Grupo: Diário de Notícias (DN), Jornal de Notícias (JN) e Rádio TSF. Durante o primeiro semestre de 200ı as tiragens do JN e do jornal 24Horas aumentaram, respectivamente, 5,3% e 49,5%. O lançamento da versão portuguesa da National Geographic 20 Relatório e Contas Consolidadas PT > 1. o Semestre de 2001

Resultados Consolidados 2001

Resultados Consolidados 2001 Resultados Consolidados 2001 Francisco Murteira Nabo Presidente Lisboa, 13 de Março 2002 Princípios Contabilísticos Internacionais A Portugal Telecom Grupo Empresarial Português de referência Maior valorização

Leia mais

Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001

Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001 Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001 13 de Setembro de 2001 Princípios Contabilísticos Internacionais Síntese do 1º Semestre de 2001 Principais Acontecimentos do 1º Semestre Forte liderança

Leia mais

Grupo. Negócios. Rede Fixa. Serviço fixo de telefone

Grupo. Negócios. Rede Fixa. Serviço fixo de telefone Negócios do Grupo Rede Fixa Os proveitos operacionais dos negócios de rede fixa situaram-se em ıı49 milhões de euros no primeiro semestre de 2003, uma redução de 5,7% face a igual período do ano anterior,

Leia mais

COMUNICADO A PORTUGAL TELECOM APRESENTA OS RESULTADOS 1 RELATIVOS AOS NOVE MESES FINDOS EM 30 DE SETEMBRO DE 2001

COMUNICADO A PORTUGAL TELECOM APRESENTA OS RESULTADOS 1 RELATIVOS AOS NOVE MESES FINDOS EM 30 DE SETEMBRO DE 2001 COMUNICADO Portugal Telecom, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Avenida Fontes Pereira de Melo, 40, Lisboa Capital Social: 1.254.285.000 Euros Matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa

Leia mais

01 _ Evolução dos negócios

01 _ Evolução dos negócios 01 _ Evolução dos negócios 14 Mercado doméstico 14 Rede fixa 20 Móvel Portugal TMN 24 Multimédia PT Multimédia 28 Mercado internacional 28 Móvel Brasil Vivo 32 Outros negócios internacionais 01 _ Evolução

Leia mais

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010.

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Embratel Participações S.A. ( Embrapar ) (BOVESPA: EBTP4, EBTP3) detém 99,2 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ), 100,0

Leia mais

PT Wi-Fi: Internet em Movimento

PT Wi-Fi: Internet em Movimento PT Wi-Fi: Internet em Movimento Clipping de Media (05 a 09 de Dezembro de 2003) Meio: Diário Económico Data: 09 de Dezembro de 2003 Pág.: 6 Meio: Jornal de Negócios Data: 09 de Dezembro de 2003 Pág.: 8

Leia mais

INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET 4.º TRIMESTRE DE 2009

INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET 4.º TRIMESTRE DE 2009 INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA DO SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET 4.º TRIMESTRE DE Índice 1. Evolução do número de prestadores habilitados para a prestação do Serviço de Acesso à Internet... 3 2. Número de clientes

Leia mais

Resultado Líquido da Reditus aumenta 57,7% no 1º semestre de 2014

Resultado Líquido da Reditus aumenta 57,7% no 1º semestre de 2014 Resultado Líquido da Reditus aumenta 57,7% no 1º semestre de 2014 Proveitos Operacionais de 60,8 milhões de euros (+ 8,1%) EBITDA de 5,6 milhões de euros (+ 11,1%) Margem EBITDA 9,2% (vs. 8,9%) Resultado

Leia mais

02 _ Evolução dos negócios

02 _ Evolução dos negócios 02 _ Evolução dos negócios 30 Mercado doméstico 30 Rede fixa 34 Móvel Portugal TMN 38 Mercado internacional 38 Móvel Brasil Vivo 42 Outros negócios internacionais Portugal Telecom Relatório e contas consolidadas

Leia mais

Portugal Telecom. Apresentação de Resultados Resultados do 1º Trimestre. 18 Maio 2006

Portugal Telecom. Apresentação de Resultados Resultados do 1º Trimestre. 18 Maio 2006 Portugal Telecom Apresentação de Resultados Resultados do 1º Trimestre 18 Maio 2006 Safe Harbour A presente release contém objectivos acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities

Leia mais

ESTATÍSTICA DO MERCADO DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS ACESSÍVEIS AO PÚBLICO EM CABO VERDE ANO DE 2011

ESTATÍSTICA DO MERCADO DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS ACESSÍVEIS AO PÚBLICO EM CABO VERDE ANO DE 2011 ESTATÍSTICA DO MERCADO DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS ACESSÍVEIS AO PÚBLICO EM CABO VERDE ANO DE 2011 INDICADORES ESTATÍSTICOS DO ANO DE 2011 Índice INTRODUÇÃO... 2 1. PANORAMA GERAL SOBRE O

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1

RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1 COMUNICADO Página 1 / 9 RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1 09 de Setembro de 2005 (Os valores apresentados neste comunicado reportam-se ao primeiro semestre de 2005, a não ser quando especificado

Leia mais

Grupo. Negócios. Rede Fixa. Esforço contínuo de reforço da performance do negócio de rede fixa

Grupo. Negócios. Rede Fixa. Esforço contínuo de reforço da performance do negócio de rede fixa Rede Fixa Várias iniciativas foram tomadas no âmbito de um esforço contínuo de reforço da performance negócio de rede fixa, através da retenção e fidelização s clientes, o reforço da competitividade no

Leia mais

Apresentação dos Resultados de 1999. Francisco Murteira Nabo

Apresentação dos Resultados de 1999. Francisco Murteira Nabo Apresentação dos Resultados de 1999 Francisco Murteira Nabo gócios de ede Fixa Móveis Multimédia Internacion 1999 (Mc) Δ Hom. % veitos Consolidados Operacionais 682,8 +10,2 ITDA Consolidado 299,4 sultados

Leia mais

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL (Não Auditada) Sede: R. GENERAL NORTON DE MATOS, 68, PORTO NIPC: 502 293 225

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL (Não Auditada) Sede: R. GENERAL NORTON DE MATOS, 68, PORTO NIPC: 502 293 225 INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL (Não Auditada) Empresa: COFINA, SGPS, S.A. Sede: R. GENERAL NORTON DE MATOS, 68, PORTO NIPC: 502 293 225 Período de referência: Valores em Euros 1º Trimestre 3º Trimestre

Leia mais

Neste particular, se trata da publicação e divulgação das estatísticas das telecomunicações em Cabo Verde referente ao ano 2007.

Neste particular, se trata da publicação e divulgação das estatísticas das telecomunicações em Cabo Verde referente ao ano 2007. COMPÊNDIO DAS ESTATÍSTICAS DOS MERCADOS DE SERVIÇOS PÚBLICOS DAS COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS EM CABO VERDE ANO 27. SECTOR DAS TELECOMUNICAÇÕES: Enquadramento A ANAC enquanto autoridade reguladora do sector

Leia mais

DADOS CHAVE. anexo, que estão de acordo com as regras Portuguesas de contabilidade.

DADOS CHAVE. anexo, que estão de acordo com as regras Portuguesas de contabilidade. PT MULTIMÉDIA.Com - Serviços de Acesso à Internet, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Avenida 5 de Outubro, nº. 206-2º., Lisboa Capital Social: 196.381.518,50 Euros Matriculada na Conservatória do Registo

Leia mais

Proveitos Operacionais da Reditus aumentam 12% no primeiro semestre de 2011

Proveitos Operacionais da Reditus aumentam 12% no primeiro semestre de 2011 Proveitos Operacionais da Reditus aumentam 12% no primeiro semestre de 2011 Proveitos Operacionais de 55,8 milhões EBITDA de 3,1 milhões Margem EBITDA de 5,6% EBIT de 0,54 milhões Resultado Líquido negativo

Leia mais

Resultados 1º Semestre _ 2006

Resultados 1º Semestre _ 2006 Resultados 1º Semestre _ 2006 Comunicado Portugal Telecom Índice 01 Destaques financeiros 4 02 Destaques operacionais 6 03 Demonstração de resultados consolidados 9 04 Capex 17 05 Cash flow 18 06 Balanço

Leia mais

Destaques do trimestre

Destaques do trimestre Resultados 3T12 Destaques do trimestre 1 Empresa integrada é líder no índice de satisfação do cliente 2 Líder indiscutível nos segmentos de maior receita com foco na geração de valor 3 Melhora sequencial

Leia mais

ANEXO. CONDIÇÕES COMERCIAIS referentes às condições base oferecidas pelas Empresas do Grupo Portugal Telecom

ANEXO. CONDIÇÕES COMERCIAIS referentes às condições base oferecidas pelas Empresas do Grupo Portugal Telecom ANEXO CONDIÇÕES COMERCIAIS referentes às condições base oferecidas pelas Empresas do Grupo Portugal Telecom Janeiro 2005 1- PLANOS DE PREÇOS PT COMUNICAÇÕES Ao abrigo deste protocolo, a PT Comunicações

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS CONSOLIDADAS 1º SEMESTRE DE 2000 ÍNDICE

RELATÓRIO E CONTAS CONSOLIDADAS 1º SEMESTRE DE 2000 ÍNDICE RELATÓRIO E CONTAS CONSOLIDADAS 1º SEMESTRE DE 2000 ÍNDICE DADOS A RETER 3 MENSAGEM AOS ACCIONISTAS 5 RELATÓRIO DE GESTÃO 7 1. Evolução dos Negócios 7 2. Mercado de Capitais 24 3. Pessoal 27 4. Investigação

Leia mais

As nossas acções Sonaecom

As nossas acções Sonaecom 3.0 As nossas acções Em 2009, as acções da Sonaecom registaram o segundo melhor desempenho do PSI-20, valorizando cerca de 92,2 %, o que constitui uma prova clara da nossa resiliência e um voto de confiança

Leia mais

Solução Base. Descrição do Serviço. A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas.

Solução Base. Descrição do Serviço. A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas. Solução Base Descrição do Serviço A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas. O acesso Internet Banda Larga que evolui com as suas necessidades. Características Solução adequada para:

Leia mais

2008 Crescimento líquido de RGUs de 144,4 mil no 4T08 100 mil ZON Boxes instaladas

2008 Crescimento líquido de RGUs de 144,4 mil no 4T08 100 mil ZON Boxes instaladas ZON Multimédia Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Av. 5 de Outubro, n.º 208, Lisboa Capital Social: 3.090.968,28 Euros Número de Matrícula na Conservatória do

Leia mais

Redução da pegada carbónica dos clientes da PT Portugal

Redução da pegada carbónica dos clientes da PT Portugal Redução da pegada carbónica dos clientes da PT Portugal 1 Redução da pegada carbónica dos clientes da PT Portugal As alterações verificadas no comportamento dos consumidores, consequência dos novos padrões

Leia mais

ARC Ratings atribui notação a curto prazo de B, com tendência positiva, ao Grupo Visabeira

ARC Ratings atribui notação a curto prazo de B, com tendência positiva, ao Grupo Visabeira ARC Ratings atribui notação a curto prazo de B, com tendência positiva, ao Grupo Visabeira EMITENTE Grupo Visabeira SGPS, S.A. RATING DE EMITENTE Médio e Longo Prazo BB+ (BB+, com tendência estável) B

Leia mais

Decisão sobre processo de controlo prévio da concentração Sonaecom/PT

Decisão sobre processo de controlo prévio da concentração Sonaecom/PT Decisão sobre processo de controlo prévio da concentração Sonaecom/PT Abel M. Mateus Presidente Autoridade da Concorrência Lisboa, de 22 Dezembro de 2006 A decisão Decisão de não oposição acompanhada da

Leia mais

REDES COMUNITÁRIAS. Casos Internacionais. Stokcab Municipios de Estocolmo. MetroWeb Municipios de Milão

REDES COMUNITÁRIAS. Casos Internacionais. Stokcab Municipios de Estocolmo. MetroWeb Municipios de Milão REDES COMUNITÁRIAS Casos Internacionais Stokcab Municipios de Estocolmo MetroWeb Municipios de Milão BorderLight.net Municipios da Suécia / Cidade de Uppsala Utopia.net Municipios do Estado do Utah 0 O

Leia mais

Radiografia do Sector das Telecomunicações de Cabo Verde

Radiografia do Sector das Telecomunicações de Cabo Verde Radiografia do Sector das Telecomunicações de Cabo Verde Associação Empresarial de Telecomunicações Radiografia do Sector das telecomunicações de Cabo Verde 2 Radiografia do Sector das telecomunicações

Leia mais

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm Anexo C: Súmula das principais iniciativas desenvolvidas na Europa na área da Sociedade de Informação e da mobilização do acesso à Internet em banda larga Para informação adicional sobre os diversos países

Leia mais

COMPÊNDIO DAS ESTATÍSTICAS DOS MERCADOS DE SERVIÇO PÚBLICOS DAS COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS E POSTAIS EM CABO VERDE DE 2009

COMPÊNDIO DAS ESTATÍSTICAS DOS MERCADOS DE SERVIÇO PÚBLICOS DAS COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS E POSTAIS EM CABO VERDE DE 2009 COMPÊNDIO DAS ESTATÍSTICAS DOS MERCADOS DE SERVIÇO PÚBLICOS DAS COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS E POSTAIS EM CABO VERDE DE 2009 Índice INTRODUÇÃO... 3 ENQUADRAMENTO... 3 1. SECTOR DAS COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS...

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS BBVA MULTIFUNDO ALTERNATIVO

RELATÓRIO E CONTAS BBVA MULTIFUNDO ALTERNATIVO RELATÓRIO E CONTAS BBVA MULTIFUNDO ALTERNATIVO FUNDO ESPECIAL DE INVESTIMENTO 30 JUNHO 20 1 BREVE ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO 1º semestre de 20 No contexto macroeconómico, o mais relevante no primeiro

Leia mais

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 EBITDA atingiu a soma de R$ 391 milhões no ano passado São Paulo, 24 de março de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do Grupo Algar,

Leia mais

Semapa - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. Sociedade Aberta

Semapa - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Semapa - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Av. Fontes Pereira de Melo, 14 10º -1050-121 Lisboa Capital Social: 118.332.445 Euros - NIPC e Mat. na C.R.C. de Lisboa sob

Leia mais

TIM Participações S.A. Resultados do 1T06. 5 de Maio de 2006

TIM Participações S.A. Resultados do 1T06. 5 de Maio de 2006 TIM Participações S.A. Resultados do 5 de Maio de 2006 1 Principais realizações Desempenho do Mercado Desempenho Financeiro 2 Status da Reestruturação Corporativa Principais realizações Melhorando a Estrutura

Leia mais

COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta

COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua do General Norton de Matos, 68, r/c Porto Pessoa Colectiva Número 502 293 225 Capital Social: 25.641.459 Euros EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE NO ANO DE 2006 Após

Leia mais

Lisboa, 29 de Outubro de 2007 Comunicado: Contas da IMPRESA em Setembro 2007 1. Principais factos em Setembro 2007

Lisboa, 29 de Outubro de 2007 Comunicado: Contas da IMPRESA em Setembro 2007 1. Principais factos em Setembro 2007 Lisboa, 29 de Outubro de 2007 Comunicado: Contas da IMPRESA em Setembro 2007 1. Principais factos em Setembro 2007 Receitas consolidadas de 62,6 M, uma subida de 10,8% no 3º trimestre, sendo de referir:

Leia mais

Comunicado de Resultados

Comunicado de Resultados Comunicado de Resultados Resultados Consolidados 30 de Junho de 2007 Sonae Distribuição S.G.P.S., SA Em destaque A Sonae Distribuição apresentou ao longo do primeiro semestre de 2007 um crescimento de

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO 2012

RELATÓRIO DE GESTÃO 2012 RELATÓRIO DE GESTÃO 2012 NATURTEJO EMPRESA DE TURISMO - EIM MARÇO, CASTELO BRANCO 2013 Nos termos legais e estatutários, vimos submeter a apreciação da assembleia Geral o Relatório de Gestão, as contas,

Leia mais

Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia.

Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia. Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia. Bem-vindos à Conferência da ANACOM. Antes de mais gostaria de agradecer

Leia mais

SONAECOM RESULTADOS 1º TRIMESTRE 2007 JANEIRO - MARÇO

SONAECOM RESULTADOS 1º TRIMESTRE 2007 JANEIRO - MARÇO SONAECOM RESULTADOS 1º TRIMESTRE 2007 JANEIRO - MARÇO Índice 1. Mensagem de Paulo Azevedo, CEO da Sonaecom...2 2. Principais indicadores...4 3. Resultados consolidados...5 3.1. Demonstração de resultados

Leia mais

E- Marketing - Estratégia e Plano

E- Marketing - Estratégia e Plano E- Marketing - Estratégia e Plano dossier 2 http://negocios.maiadigital.pt Indíce 1 E-MARKETING ESTRATÉGIA E PLANO 2 VANTAGENS DE UM PLANO DE MARKETING 3 FASES DO PLANO DE E-MARKETING 4 ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Julho de 2011 Mercado Brasileiro de Telecomunicações Oi: Perfil, Cobertura e Estratégia Resultados Operacionais e Financeiros Aliança com a Portugal Telecom e Aumento de Capital

Leia mais

O futuro da Banda Larga em Portugal

O futuro da Banda Larga em Portugal O futuro da Banda Larga em Portugal Dr. Miguel Horta e Costa Presidente Executivo da Portugal Telecom Lisboa, 5 de Fevereiro de 2004 Quadro 1 Portugal encontra-se hoje particularmente bem posicionado para

Leia mais

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014.

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014. Resultados 3T14_ Novembro de 2014. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

3.2 Companhias de seguros

3.2 Companhias de seguros Desenvolvimento de produtos e serviços Tendo em conta o elevado grau de concorrência dos serviços bancários, os bancos têm vindo a prestar uma vasta gama de produtos e serviços financeiros, por um lado

Leia mais

Encontros UTIS. Estabelecer parceiras com os clientes permite desenvolver soluções globais e integradas adequadas às suas necessidades

Encontros UTIS. Estabelecer parceiras com os clientes permite desenvolver soluções globais e integradas adequadas às suas necessidades Encontros UTIS Este documento é propriedade intelectual da PT e fica proibida a sua utilização ou propagação sem expressa autorização escrita. A PT no âmbito da sua estratégia de responsabilidade social,

Leia mais

Grupo Reditus reforça crescimento em 2008

Grupo Reditus reforça crescimento em 2008 Grupo Reditus reforça crescimento em 2008 Nota Prévia Os resultados reportados oficialmente reflectem a integração do Grupo Tecnidata a 1 de Outubro de 2008, em seguimento da assinatura do contrato de

Leia mais

DESCONTOS EXCLUSIVOS PARA COLABORADORES

DESCONTOS EXCLUSIVOS PARA COLABORADORES 1 DESCONTOS EXCLUSIVOS PARA COLABORADORES 2 AS MELHORES VANTAGENS ESTÃO NO MEO Mais de 220 canais incluindo os seus favoritos Canais e Aplicações Interativas exclusivas VideoClube com os últimos êxitos

Leia mais

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL (3º trimestre de 2008)

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL (3º trimestre de 2008) INFORMAÇÃO TRIMESTRAL (3º trimestre de 2008) Em cumprimento das obrigações legais aplicáveis (Código dos Valores Mobiliários) o Conselho de Administração da IMPRESA apresenta a INFORMAÇÃO relativa ao 3º

Leia mais

Newsletter. Condições especiais para STFP Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública do Centro. Janeiro 2011. Campanha Colaboradores

Newsletter. Condições especiais para STFP Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública do Centro. Janeiro 2011. Campanha Colaboradores Newsletter Janeiro 2011 Campanha Colaboradores Condições especiais para STFP Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública do Centro Principais Vantagens para Associados A Vodafone oferece condições especiais

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO Uberlândia MG, Maio de 2013 A Algar Telecom, Companhia completa e integrada de telecomunicações e TI, detentora da marca CTBC, divulga seus resultados do 1º Trimestre

Leia mais

Mercados & Reguladores duas faces da mesma moeda Manuel Rosa da Silva Administrador Executivo

Mercados & Reguladores duas faces da mesma moeda Manuel Rosa da Silva Administrador Executivo Financiamento das Telecoms Mercados & Reguladores duas faces da mesma moeda Manuel Rosa da Silva Administrador Executivo III Forum Telecom & Media Diário Económico Lisboa, 22 de Setembro 2004 Agenda Wall

Leia mais

3. Oferta de produtos e serviços ZON

3. Oferta de produtos e serviços ZON AGENDA 1. A Empresa e a sua história 2. Contexto do mercado de Telecomunicações e Entretenimento em Portugal 3. Oferta de produtos e serviços ZON 4. Novos projectos e iniciativas estratégicas 12 REDE AVANÇADA

Leia mais

UM ELEMENTO PARA A VIDA

UM ELEMENTO PARA A VIDA 1 Nasceu o novo MEO. A única marca em Portugal com uma oferta verdadeiramente integrada de telecomunicações e entretenimento: Televisão, Internet, Telefone e Telemóvel 2 UM ELEMENTO PARA A VIDA TELEVISÃO

Leia mais

SERVIÇO DE TELEVISÃO POR SUBSCRIÇÃO INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA 1.º TRIMESTRE DE 2015

SERVIÇO DE TELEVISÃO POR SUBSCRIÇÃO INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA 1.º TRIMESTRE DE 2015 SERVIÇO DE TELEVISÃO POR SUBSCRIÇÃO INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA 1.º TRIMESTRE DE 2015 Serviço de Televisão por subscrição 1.º trimestre 2015 Versão 2 / 04-06-2015 Índice SUMÁRIO... 4 1. Assinantes do serviço

Leia mais

Sonae Sierra regista um Resultado Líquido de 96,3 milhões em 2014

Sonae Sierra regista um Resultado Líquido de 96,3 milhões em 2014 Maia - Portugal, 5 de Março de 2015 Sonae Sierra regista um Resultado Líquido de 96,3 milhões em 2014 Resultado Direto atinge 52,7 milhões EBIT de 106,1 milhões Resultado Indireto atinge 43,6 milhões Dois

Leia mais

UM ELEMENTO PARA A VIDA

UM ELEMENTO PARA A VIDA 1 2 UM ELEMENTO PARA A VIDA TELEVISÃO Até 90 canais e todas as funcionalidades avançadas INTERNET 100Mb de velocidade garantida, na Fibra TELEFONE Chamadas ilimitadas para redes fixas nacionais e internacionais

Leia mais

Portugal Telecom. Relatório e contas consolidadas Primeiro semestre 2006

Portugal Telecom. Relatório e contas consolidadas Primeiro semestre 2006 Portugal Telecom Relatório e contas consolidadas Primeiro semestre 2006 Portugal Telecom, SGPS, SA Sociedade Aberta Capital social 395.099.775 Matrícula na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa

Leia mais

Projectar o Algarve no Futuro

Projectar o Algarve no Futuro Projectar o Algarve no Futuro Os Novos Desafios do Algarve Região Digital paulo.bernardo@globalgarve.pt 25 Maio 2007 Auditório Portimão Arena Um mundo em profunda mudança O Mundo enfrenta hoje um processo

Leia mais

COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta

COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua do General Norton de Matos, 68, r/c Porto Pessoa Colectiva Número 502 293 225 Capital Social: 25.641.459 Euros INFORMAÇÃO FINANCEIRA 1T 2010 Principais indicadores

Leia mais

Condições Especiais para Inscritos no Conselho Distrital da Madeira Ordem dos Advogados Portugueses

Condições Especiais para Inscritos no Conselho Distrital da Madeira Ordem dos Advogados Portugueses Condições Especiais para Inscritos no Conselho Distrital da Madeira Ordem dos Advogados Portugueses 1. Proposta de Condições Comerciais 1.1 Posicionamento Proposta de condições especiais de tarifas e de

Leia mais

Negócio Multimédia. Zeinal Bava Membro da CE e CEO PTM

Negócio Multimédia. Zeinal Bava Membro da CE e CEO PTM Negócio Multimédia Zeinal Bava Membro da CE e CEO PTM PT Multimedia - Síntese Tv por Subscrição 1º operador de TV por subscrição em Portugal 1º fornecedor de acesso à internet de Banda Larga em Portugal

Leia mais

Apresentação de Resultados 2009. 10 Março 2010

Apresentação de Resultados 2009. 10 Março 2010 Apresentação de Resultados 2009 10 Março 2010 Principais acontecimentos de 2009 Conclusão da integração das empresas adquiridas no final de 2008, Tecnidata e Roff Abertura de Centros de Serviços dedicados

Leia mais

28 PME Líder CRITÉRIOS. Bloomberg News

28 PME Líder CRITÉRIOS. Bloomberg News 28 PME Líder CRITÉRIOS Bloomberg News CRITÉ RIOS COMO CHEGAR A PME LÍDER Atingir o Estatuto PME Líder é a ambição de muitas empresas. É este o primeiro passo para chegar a PME Excelência. Saiba o que precisa

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE EMPRESAS PARA UMA REDE DE INOVAÇÃO EM AVEIRO (INOVARIA) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS

ASSOCIAÇÃO DE EMPRESAS PARA UMA REDE DE INOVAÇÃO EM AVEIRO (INOVARIA) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS ASSOCIAÇÃO DE EMPRESAS PARA UMA REDE DE INOVAÇÃO EM AVEIRO (INOVARIA) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS Fevereiro 2014 Para aderir ou obter mais informações: Consulte o seu gestor PT Empresas Envie

Leia mais

Entendimento do ICP-ANACOM. Originação de chamadas nas redes móveis nacionais

Entendimento do ICP-ANACOM. Originação de chamadas nas redes móveis nacionais Entendimento do ICP-ANACOM Originação de chamadas nas redes móveis nacionais I. Enquadramento Os serviços de originação de chamadas prestados pelos operadores móveis nacionais são definidos como os serviços

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS BBVA BOLSA EURO

RELATÓRIO E CONTAS BBVA BOLSA EURO RELATÓRIO E CONTAS BBVA BOLSA EURO 30 JUNHO 20 1 BREVE ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO 1º semestre de 20 No contexto macroeconómico, o mais relevante no primeiro semestre de 20, foi a subida das taxas do

Leia mais

3T12 TRADING UPDATE 0

3T12 TRADING UPDATE 0 TRADING UPDATE Lisboa, 8 novembro 2012 0 Aviso importante O presente comunicado contém objetivos acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995. Tais objetivos

Leia mais

DECISÃO DO CONSELHO DA AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA CCENT. 01/2005: IMPRESA / SIC / BPI I INTRODUÇÃO

DECISÃO DO CONSELHO DA AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA CCENT. 01/2005: IMPRESA / SIC / BPI I INTRODUÇÃO DECISÃO DO CONSELHO DA AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA CCENT. 01/2005: IMPRESA / SIC / BPI I INTRODUÇÃO 1. Em 3 de Janeiro de 2005, a Autoridade da Concorrência recebeu uma notificação relativa a uma projecto

Leia mais

Empresa em análise: PT Multimedia

Empresa em análise: PT Multimedia Empresa em análise: PT Multimedia 27 de Maio de 2002 A PT Multimedia foi criada em Julho de 1999 pelo Grupo Portugal Telecom de forma a aproveitar o potencial de crescimento da área dos media e internet

Leia mais

1. Resultados do Exercício

1. Resultados do Exercício PARAREDE, SGPS, SA Sociedade Aberta Sede Social: Av. José Malhoa nº 21, 1070157 Lisboa Pessoa Colectiva nº 503.541.320 Capital Social de 125.087.500 Euros Matriculada na Conservatória do Registo Comercial

Leia mais

RESULTADOS ANUAIS 2011

RESULTADOS ANUAIS 2011 RESULTADOS ANUAIS 2011 15 de Fevereiro de 2011 VAA - Vista Alegre Atlantis, SGPS, SA sociedade aberta com sede no Lugar da Vista Alegre em Ílhavo, com o número de contribuinte 500 978 654, matriculada

Leia mais

IMPRESA. Resultados 2º Trimestre 2009

IMPRESA. Resultados 2º Trimestre 2009 IMPRESA Resultados 2º Trimestre 2009 IMPRESA SGPS SA Sociedade Aberta Capital Social Eur 84.000.000 Rua Ribeiro Sanches, 65 Número Fiscal 502 437 464 Conservatória do Registo Comercial de Lisboa Lisboa,

Leia mais

Tarifário VPNCC-M- PROT_ON NET

Tarifário VPNCC-M- PROT_ON NET A sua empresa a comunicar sem limites. Chamadas de voz e SMS ilimitadas para todas as redes, desconto na aquisição de smartphones e acesso à internet no telemóvel. (Ver política de utilização responsável)

Leia mais

PHC Mensagens SMS. Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC

PHC Mensagens SMS. Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC PHCMensagens SMS DESCRITIVO O módulo PHC Mensagens SMS permite o envio de mensagens a múltiplos destinatários em simultâneo, sem ser necessário criar e enviar uma a uma. Comunique com mais sucesso: ganhe

Leia mais

Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA 1T13. Abril 2013

Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA 1T13. Abril 2013 Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA Abril 2013 1T13 Estratégia RESIDENCIAL Convergência de serviços com crescimento de Banda Larga e TV Paga MOBILIDADE PESSOAL Crescimento do pós e rentabilização

Leia mais

Santander Totta. Santander Totta. Especializado no Negócio de PME

Santander Totta. Santander Totta. Especializado no Negócio de PME Santander Totta Santander Totta Especializado no Negócio de PME O Banco Santander Totta está integrado num dos maiores Grupos Financeiros a nível Mundial. Distingue-se pela sua capacidade de oferecer as

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO 2013

RELATÓRIO DE GESTÃO 2013 RELATÓRIO DE GESTÃO 2013 NATURTEJO EMPRESA DE TURISMO - EIM MARÇO, CASTELO BRANCO 2014 Nos termos legais e estatutários, vimos submeter a apreciação da assembleia Geral o Relatório de Gestão, as contas,

Leia mais

Novas linhas de intervenção do sistema de garantia mútua desenvolvidas desde o segundo semestre de 2008

Novas linhas de intervenção do sistema de garantia mútua desenvolvidas desde o segundo semestre de 2008 1/1 Novas linhas de intervenção do sistema de garantia mútua desenvolvidas desde o segundo semestre de 2008 No cenário da actual conjuntura económica o sistema de garantia mútua é visto quer pelos parceiros

Leia mais

RELEASE. Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2005

RELEASE. Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2005 RELEASE Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2005 Lisboa, 15 de Setembro de 2005 A Portugal Telecom divulgou hoje os resultados auditados relativos ao primeiro semestre de 2005. No primeiro semestre

Leia mais

Plano tecnológico? Ou nem tanto?

Plano tecnológico? Ou nem tanto? Plano tecnológico? Ou nem tanto? WEB: ÉDEN?APOCALIPSE? OU NEM TANTO? Plano Tecnológico Mas, Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, além deste Contrato, o Novo Contrato para a Confiança, o nosso

Leia mais

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM:

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: Decidiu apoiar as PME através deste programa, que permite: Modernizar a sua infraestrutura de comunicações Fazer crescer o seu negócio Incorporar competências essenciais

Leia mais

Apresentação de Solução

Apresentação de Solução Apresentação de Solução Solução: Gestão de Altas Hospitalares Unidade de negócio da C3im: a) Consultoria e desenvolvimento de de Projectos b) Unidade de Desenvolvimento Área da Saúde Rua dos Arneiros,

Leia mais

2002 - Serviços para empresas

2002 - Serviços para empresas 2002 - Serviços para empresas Grupo Telefónica Data. Resultados Consolidados 1 (dados em milhões de euros) Janeiro - Dezembro 2002 2001 % Var. Receita por operações 1.731,4 1.849,7 (6,4) Trabalho para

Leia mais

UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS (UACS) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS Março 2014

UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS (UACS) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS Março 2014 UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS (UACS) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS Março 2014 Para aderir ou obter mais informações: Consulte o seu gestor PT Empresas Envie email para protocoloseparceriasptempresas@telecom.pt

Leia mais

Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite

Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite Com investimentos de mais de R$ 160 milhões, empresa amplia seu portfólio de serviços São Paulo, 20 de maio de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações

Leia mais

Visão de Futuro 2010. F3M Information Systems, S.A.

Visão de Futuro 2010. F3M Information Systems, S.A. 1 Reunir várias entidades do sector óptico nacional e discutir o futuro do sector bem como os temas cruciais para os empresários e intervenientes da área foram os objectivos do evento Visão de Futuro 2010,

Leia mais

Resultados Anuais _ 2005

Resultados Anuais _ 2005 Resultados Anuais _ 2005 Facto Relevante Portugal Telecom Índice 01 Destaques financeiros 4 02 Destaques operacionais 7 03 Demonstração de resultados consolidados 10 04 Capex 18 05 Cash flow 19 06 Balanço

Leia mais

Relatório de evolução da atividade seguradora

Relatório de evolução da atividade seguradora Relatório de evolução da atividade seguradora 1.º Semestre 214 I. Produção e custos com sinistros 1. Análise global 2. Ramo Vida 3. Ramos Não Vida a. Acidentes de Trabalho b. Doença c. Incêndio e Outros

Leia mais

Internet de banda larga para todos os europeus: Comissão lança debate sobre o futuro do serviço universal

Internet de banda larga para todos os europeus: Comissão lança debate sobre o futuro do serviço universal IP/08/1397 Bruxelas, 25 de Setembro de 2008 Internet de banda larga para todos os europeus: Comissão lança debate sobre o futuro do serviço universal Como é que a UE vai conseguir que todos os europeus

Leia mais

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL relativa à actividade desenvolvida durante o 1º TRIMESTRE DE 2001

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL relativa à actividade desenvolvida durante o 1º TRIMESTRE DE 2001 Banif - Banco Internacional do Funchal, SA e Grupo Banif Consolidado INFORMAÇÃO TRIMESTRAL relativa à actividade desenvolvida durante o 1º TRIMESTRE DE 2001 Banif - Banco Internacional do Funchal, SA Sociedade

Leia mais

ACEP lança Comissão Especializada Business to Consumer

ACEP lança Comissão Especializada Business to Consumer COMUNICADO DE IMPRENSA Com o objectivo de promover e potencializar o Comércio Electrónico em Portugal ACEP lança Comissão Especializada Business to Consumer. Comissão B2C visa a promoção e divulgação do

Leia mais

Jornadas sobre Regulação dos Mercados de Telecomunicações. Lisboa, 6 de Novembro de 2002

Jornadas sobre Regulação dos Mercados de Telecomunicações. Lisboa, 6 de Novembro de 2002 Telecom Televisão Digital Jornadas sobre Regulação dos Mercados de Telecomunicações Lisboa, 6 de Novembro de 2002 Televisão Digital Terrestre na Europa Aposta clara da UE na Televisão Digital Terrestre

Leia mais

Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor. Novembro de 2013.

Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor. Novembro de 2013. Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor Novembro de 2013. Continuamos evoluindo em nosso esforço de integração... Espaço TI Atenção ao Cliente Contratos Unificação e renegociação

Leia mais

Relatório e contas consolidadas Primeiro semestre 2008

Relatório e contas consolidadas Primeiro semestre 2008 Relatório e contas consolidadas Primeiro semestre 2008 Sociedade aberta - Avenida Fontes Pereira de Melo, 40 1069-300 Lisboa - Capital social: 28.277.855,31 euros Matrícula na Conservatória do Registo

Leia mais

SAÚDEGLOBAL. AON Portugal

SAÚDEGLOBAL. AON Portugal SAÚDEGLOBAL AON Portugal Breve Apresentação do Negócio DADOS DE CARACTERIZAÇÃO Designação Comercial Saúdeglobal N.º Colaboradores N.º de Estabelecimentos Dispersão Geográfica Nacional Facturação em 2010

Leia mais