PRESIDENTE DO IDPC Antero José Pereira. DIRETOR EXECUTIVO Paulo Roberto Oliveira Sciamarelli. DIRETOR DE ESCOLA Antonio Edson Leite

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PRESIDENTE DO IDPC Antero José Pereira. DIRETOR EXECUTIVO Paulo Roberto Oliveira Sciamarelli. DIRETOR DE ESCOLA Antonio Edson Leite"

Transcrição

1

2 PRESIDENTE DO IDPC Antero José Pereira DIRETOR EXECUTIVO Paulo Roberto Oliveira Sciamarelli DIRETOR DE ESCOLA Antonio Edson Leite COORDENADORA PEDAGÓGICA Vanessa dos Santos Souza SECRETÁRIO DE ESCOLA Julio Massao Fugimoto 2

3 Índice Introdução 04 Normas Básicas 05 Deveres e Direitos 06 Procedimentos Escolares 07 Secretaria Escolar 12 Estágio 16 Biblioteca 17 Laboratório de Informática 20 Outros Serviços 21 Nota Final 23 3

4 Introdução Em todos os lugares existem regras que precisam ser seguidas para que possamos conviver em harmonia. Elas existem em nosso ambiente de trabalho, em nossas casas, no trânsito... E, por que não seriam necessárias na escola? O ambiente escolar é formado por muitas pessoas, cada uma com suas atividades específicas: alunos, funcionários, porteiros e professores. Possui ainda, uma estrutura física onde estão dispostos os elevadores, salas de aula, escadarias. Portanto, é um local que necessita muita organização para que tudo corra bem. Dessa forma, aqui serão informadas algumas regras para o seu conhecimento e que já são seguidas por todos os funcionários, alunos e aqueles que utilizam as dependências do IDPC. Fique atento! RM O Registro de Matrícula RM é o número que você recebe no ato de matrícula e que o acompanhará até o final do curso. Essa identificação deve ser mencionada em todos os procedimentos de Secretaria Escolar. Controle de acesso A portaria do IDPC está equipada com catracas de bloqueio com leitores de digital e cartões. Para entrar no prédio é preciso a aproximação, no visor da catraca, de um cartão que você retira na portaria fornecendo o número do seu RG. Na saída, você deposita o cartão no local indicado, na catraca, que libera a sua saída. O sistema faz controle de dupla entrada, não sendo possível, assim, a entrada de duas pessoas com a mesma identificação. 4

5 Normas Básicas 1) Dirigir-se ao local de aula somente 10 minutos antes do seu início. Aguardar no andar térreo quando chegar antes da hora. 2) Usar os elevadores somente para subir mais de um andar e descer mais de dois. 3) Observar sempre a lotação prevista no elevador para evitar incidentes e acidentes. 4) Não segurar a porta do elevador para esperar colegas. Você poderá provocar a queima do sensor. 5) Somente sair do prédio, fora do horário normal, com Autorização de Saída emitida pela Secretaria Escolar, ou Coordenação Pedagógica ou Diretoria ou professor, que será registrada no Livro de Ocorrências da Secretaria e entregue na portaria. 6) Cuidar sempre da higiene tanto pessoal quanto do ambiente: * Lavar sempre as mãos após o uso dos sanitários. * Dar descarga após usar o vaso sanitário ou do mictório. * Os homens devem estar, sempre, barbeados para as aulas práticas. * Não trajar nas aulas, bermudas, chinelos ou sandálias. * Jogar o lixo no cesto de lixo. * Cuidar da limpeza das paredes. Não as sujando já estará ajudando. * Não descer para a cantina e outros andares usando o pro-pé. Ele desgasta o produto que é usado para dar brilho ao piso dos andares. * Limpar o seu local de trabalho conforme as orientações do professor. 7) A sala de informática somente será usada pelos alunos, se acompanhados pelo professor. Trabalhos e pesquisas deverão ser feitos na biblioteca. 8) Os produtos feitos pelos alunos em aula, poderão ser degustados, se o professor autorizar. Os excedentes devem ser encaminhados à cantina. 9) Ao terminar seu lanche na cantina, devolva a(s) louça(s) e o(s) talher(es) no balcão e coloque os materiais descartáveis na lixeira. 10) Não trazer qualquer tipo de produto para comercializar no recinto escolar. 11) Abra sua mochila ou sacola e mostre-a ao porteiro, quando sair da escola. 12) Tratar a todos com educação e respeito. 13) Horários de aulas: * Matutino: das 08h às 12h15min * Noturno: das 18h30 às 22h45min 5

6 Deveres e Direitos São deveres dos alunos: 1) Comparecer pontualmente e assiduamente às aulas do dia. 2) Solicitar autorização de entrada com atraso à Direção da Escola ou à Secretaria Escolar. 3) Não se ausentar da aula sem autorização do docente. 4) Justificar suas ausências: a) Verbalmente - ao docente. b) Com atestado médico - na Secretaria. Obs: O atestado médico servirá para o aluno ter direito a fazer nova avaliação caso tenha perdido alguma ou justificar a sua ausência. Ele não abona a falta. São direitos do aluno: 1) Receber ensino de qualidade. 2) Ser respeitado por todos os agentes do processo educativo. 3) Receber acompanhamento pedagógico e orientações sempre que necessário. 4) Participar de todas atividades didático-pedagógicas que complementem a sua aprendizagem. 6

7 Procedimentos escolares Todos os procedimentos escolares que seguem estão detalhadamente explicados no Regimento Geral, que é o documento que disciplina as atividades comuns, de natureza didático-científica, administrativa e disciplinar do Instituto do Desenvolvimento de Panificação e Confeitaria. Cópia do Regimento Geral, bem como todas as resoluções estão à sua disposição, para consulta, na Secretaria Escolar. Matrícula A matrícula pode ser entendida como a vinculação do aluno ao estabelecimento de ensino. Essa vinculação gera direitos e deveres recíprocos entre você e o Instituto. O direito à vinculação, isto é, o direito à matrícula, decorre, quase sempre, embora não exclusivamente, de classificação em concurso vestibular (Processo Seletivo) no limite de vagas fixado, cabendo ao interessado realizá-la nos prazos e em consonância com as normas estabelecidas por Edital. As matrículas nos módulos subseqüentes serão realizadas independentemente das dependências. Somente terá direito à rematrícula o aluno que estiver em situação regular com o Instituto tanto referente às suas parcelas, quanto ao Regimento Escolar. Para iniciar as aulas, o aluno ou o seu responsável legal (caso seja menor de idade), deverá assinar um contrato de prestação de serviços educacionais. A assinatura deste documento compreenderá como matrícula do aluno no curso, que pode ser entendida também como vinculação ao estabelecimento de ensino. O valor do curso será dividido em 18 parcelas mensais (para o Curso Técnico de Alimentos em Panificação e Confeitaria) e em 12 parcelas mensais (para o Curso Técnico de Gestão Empresarial). A primeira delas deverá ser paga juntamente com a matrícula inicial e as demais no dia 10 de cada mês subseqüente. A cada final de módulo o aluno deverá preencher um requerimento, fornecido pela Secretaria, solicitando sua rematrícula no módulo seguinte. Matrículas especiais As matrículas especiais (alterações nas suas grades horárias - dependências, adaptações, dispensas, horários e outros) poderão ser realizadas na Secretaria Escolar. Assim, basta o aluno preencher o requerimento e aguardar aval da Direção Escolar. 7

8 Trancamento de matrícula É a possibilidade de manter-se vinculado ao IDPC, caso necessite interromper temporariamente os estudos. Poderá solicitá-lo em qualquer época do ano. O trancamento somente poderá ser solicitado pelo período de até quatro módulos consecutivos. Já o destrancamento só poderá ser realizado no módulo correspondente ao do trancamento. Não será permitido o trancamento de matrícula por disciplina. Caso o pedido seja feito após o 10º dia do mês, deverá ser paga a parcela referente ao mês no qual o pedido está sendo feito. Cancelamento de matrícula Ao cancelá-la, você perde o vínculo com o Instituto. Poderá ser solicitado em qualquer época do ano. Da mesma forma, caso o cancelamento seja solicitado após o 10º dia do mês, deverá ser paga a parcela referente ao mês no qual o pedido está sendo feito. Procedimentos de destrancamento de matrícula a) Deverá ser solicitado na Secretaria Escolar o destrancamento de matrícula, no período estipulado pela Direção Escolar; b) Será realizada análise de vida escolar, adaptando-a à grade curricular vigente; c) É necessária, para a realização da matrícula, a apresentação de cópia e original de comprovante de residência. No caso de alunos menores de 18 anos, o responsável legal deverá assiná-la e trazer também cópias de seus documentos. Transferência de período Requerida na Secretaria Escolar, em qualquer época do ano, juntando atestado que comprove a necessidade de mudança de período, que também estará condicionada à existência de vaga. Freqüência É obrigatória a freqüência a 75% das aulas previstas em cada componente curricular do módulo. Logo, será reprovado na disciplina aquele que não cumprir tal freqüência mínima às aulas e demais atividades. Não há abono de faltas. Atenção ao limite máximo de faltas por disciplina! Os percentuais 8

9 de freqüência exigidos dizem respeito a todas as disciplinas dos cursos, inclusive àquelas cursadas em regime de dependência. Faltas/Licenças É importante ressaltar que não há abono de faltas. O tratamento excepcional, sob a forma de exercícios domiciliares, será concedido aos alunos amparados pelo Decreto-Lei nº 1044/69 e pela Lei nº 6202/75. O aluno ou seu representante deverá solicitá-lo na Secretaria Escolar, juntando Atestado Médico com os seguintes requisitos: I) ser em via original, no qual conste o nome do paciente; II) apresentação de Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde - CID; III) especificação do tempo de concessão da licença; IV) local, data, assinatura e carimbo do médico atestante, bem como número de seu registro no Conselho Regional de Medicina (CRM). O pedido será deferido desde que o período seja igual ou superior a 15 (quinze) dias e no prazo máximo de 10 (dez) dias após o início da ocorrência do fato gerador. O período máximo de licença para um semestre letivo é de 90 (noventa) dias, para que não haja comprometimento do processo pedagógico de aprendizagem. Exercícios domiciliares Têm as seguintes finalidades: a) constituir orientação básica para o estudo individual e aprendizagem do conteúdo programático da disciplina; b) servir como compensação de ausência às aulas no período de afastamento. Os alunos atendidos pelo Regime de Exercícios Domiciliares estarão sujeitos às avaliações de aproveitamento como os demais. Os Professores indicarão trabalhos que deverão ser realizados durante o período de licença; após análise, e considerados suficientes, as faltas serão compensadas. Os Exercícios Domiciliares para compensação de ausências não incluem estágios supervisionados. Os casos de períodos curtos de ausência às aulas (até 14 dias) encontram-se amparados pelos 25% de faltas. Critérios de Avaliação As notas das avaliações de aprendizagem serão graduadas na escala de 0 (zero) a 10 (dez), variando de 0,5 (cinco décimos) em 0,5 (cinco décimos) 9

10 cujo registro se fará no Diário de Classe, pelo professor responsável pelo componente curricular. Será considerado aprovado, no componente curricular, o aluno que tiver obtido: a) Freqüência maior ou igual a 75% das aulas dadas e; b) Nota de aproveitamento maior ou igual a 6,0. O aluno com nota de aproveitamento 5,0 ou 5,5 no componente curricular, e freqüência acima de 75%, terá a sua situação avaliada pelo Conselho de Classe. Será considerado retido o aluno que tiver obtido, em cada componente curricular: a) Freqüência menor do que 75% das aulas dadas. b) Nota de aproveitamento menor do que 5,0. Obs1: Aluno que possui gratuidade e ficar retido no módulo perderá esse benefício nos próximos módulos. Obs2: O aluno retido em componente(s) curricular(es) de cada módulo, deverá pagar uma taxa fixada para o re-estudo do(s) mesmo(s), quando vier a cursá-lo(s). Provas substitutivas Ao aluno que faltar às Provas, será permitida a realização da Prova Substitutiva desde que a solicitação seja deferida pelo Professor da Disciplina e pela Direção Escolar. Serão deferidas as seguintes situações, comprovadas mediante apresentação dos documentos originais correspondentes: - serviços obrigatórios por lei, mediante apresentação de declaração oficial do órgão competente e respectiva autoridade convocante, bem como comprovante de efetivo comparecimento: intimação para comparecimento a ato judicial determinado; convocação do Poder Judiciário para participar de sessão plenária de tribunal de júri; convocação pelas Forças Armadas; convocação pela Justiça Eleitoral; convocação de Servidores Públicos para reforço de tarefas em casos de calamidade pública ou força maior; - convocação para atividades de trabalho de caráter crítico e emergencial, em que a presença do aluno-funcionário tenha sido imprescindível à sua realização, mediante declaração do empregador em papel timbrado, com firma reconhecida e comprovação de que o signatário é representante legal da empresa; - óbito de familiar em primeiro grau (pai, mãe, irmão, filho), cônjuge ou companheiro(a), mediante atestado de óbito; - casamento, mediante certidão; - doença própria, de familiar em primeiro grau e cônjuge ou companheiro(a), mediante atestado com Classificação Estatística Internacional de Doença - CID e relatório detalhado de procedimentos. 10

11 Para a solicitação da Prova Substitutiva, você ou quem o represente deverá requerê-la no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis após a realização da prova, na Secretaria Escolar. Deverá ser anexada ao requerimento toda a documentação comprobatória. Deferida a solicitação, as informações sobre data, local e horário de realização da prova constarão no próprio documento de solicitação. Solicitação de documentos Qualquer documento, como Declaração, Histórico Escolar, Certificado de Conclusão de Curso e Módulos, Diploma, Programa de Disciplinas, Preenchimento de formulários, cópia de documentos, deve ser solicitado na Secretaria Escolar. 11

12 Secretaria Escolar Setor responsável pelo controle da vida escolar do aluno, desde a sua entrada no Instituto até a sua saída. Responsável também por auxiliar a Direção Escolar em todos os assuntos nos que são pertinentes. Declarações Encontram-se abaixo os diversos tipos de declarações escolares e financeiras. Em todas elas, mesmo que não solicitada, haverá a declaração de matrícula mais a declaração de interesse do aluno. DECLARAÇÃO Ano de início e o prazo para conclusão do curso regular Comparecimento na realização da avaliação Dados da Autorização pela Diretoria Regional de Ensino Débitos Disciplinas que faltam para conclusão do curso Diversas Em nome da empresa Existência ou não de dependências Formas de pagamento Início e término do módulo letivo Matrícula Matrícula, freqüência e notas obtidas no módulo Nome do Diretor da Escola e do Secretário de Escola Pagamentos Situação financeira Taxa: Isento PRAZO 01 dia útil 05 dias úteis 05 dias úteis 05 dias úteis 05 dias úteis 05 dias úteis 05 dias úteis 01 dia útil 05 dias úteis 01 dia útil 01 dia útil 05 dias úteis 01 dia útil 05 dias úteis 05 dias úteis Atendimento pelo Decreto nº 1.044/69 (licença médica) e pela Lei 6.202/75 (licença gestante) Consiste em licença médica o afastamento por um período igual ou acima de 15 e máximo de 90 dias, ocasião em que haverá a compensação de ausências por meio de realização de exercícios domiciliares já mencionados neste manual. O aluno ou seu representante deve solicitá-la no prazo máximo de 07 dias corridos, após o fato gerador. Para tanto, deve entregar o atestado médico ma secretaria do IDPC. Se deferida, será dada ciência do período de licença médica e a retirada das capas já com os temas dos trabalhos para a realização dos referidos exercícios domiciliares para compensação do período de afastamento. Taxa: isento Prazo: 11 dias úteis. 12

13 Entrega dos exercícios domiciliares Após a entrega, os trabalhos elaborados serão encaminhados aos professores responsáveis para análise e manifestação. Taxa: isento Prazo: 11 dias úteis. Transferências internas Consiste na mudança de curso, turma ou período. Conforme já mencionado, sujeitas à verificação de disponibilidade. Taxa: isento Prazo: 05 dias úteis. Obs: não serão realizadas transferências internas fora do prazo estabelecido pela Direção Escolar, conforme já explicitado neste manual. Preenchimento de formulários com informações escolares e/ou financeiras Solicitação de preenchimento de formulários como: sistema de trânsito, convênio médico, bolsa de estudos e outros. Taxa: isento Prazo: 03 dias úteis. Histórico escolar Documento onde consta toda a vida escolar do aluno no Instituto. Entre os campos: Disciplina, Carga Horária, Período, Freqüência e Nota. Taxa: isento Prazo: 15 dias úteis. Alteração na situação escolar Qualquer tipo de alteração na situação atual do aluno. Trancamento de matrícula 13

14 Conforme visto neste Manual, é a possibilidade de você manter-se vinculado ao IDPC, caso necessite interromper, temporariamente, os estudos. Ao trancar a matrícula, você terá vínculo com o IDPC por 04 módulos a contar do módulo do trancamento. Ao retornar, deverá adaptar-se ao currículo pleno vigente. Pode ser solicitado a qualquer época do ano. Se menor de 18 anos, no pedido de trancamento, deve constar a assinatura do responsável. Taxa: isento Prazo: 05 dias úteis. Cancelamento de matrícula O cancelamento de matrícula implica a perda do vínculo com o IDPC. Se menor de 18 anos deve constar também a assinatura do responsável. Taxa: isento Prazo: 05 dias úteis. Reativação de matrícula Destinada àqueles que solicitaram cancelamento ou trancamento de matrícula. A reativação só poderá ser feita até 30 dias corridos após a solicitação. Se o trancamento e/ou cancelamento tiver acontecido no período de provas, posteriormente, deverá ser solicitada a 2ª chamada de prova. As faltas do período serão computadas. Taxa: isento Prazo: 05 dias úteis. Solicitações de formandos Todas as solicitações que nossos egressos por ventura poderão solicitar, tais como Certificado, Diploma, etc. Certificado de conclusão Documento válido por dois anos. Taxa: cobrada (o primeiro é gratuito) Prazo: 05 dias úteis. Diploma 14

15 Taxa: isento Prazo para retirada: a critério da Diretoria Regional de Ensino. Declaração de andamento do diploma Destina-se a informar o andamento do processo do diploma. Taxa: isento Prazo para retirada: 05 dias úteis. Atualização Dados cadastrais: nome, endereço, estado civil e endereço eletrônico. Atualização dos dados constantes no sistema e no prontuário do aluno, os quais podem ser: - nome - com documento (certidão de nascimento, casamento e/ou averbação); - endereço - com comprovante de residência atualizado (60 dias); - estado civil - com documento (casamento e/ou averbação). Nos casos de atualização de dados que necessitem de documento, só será realizada se o aluno apresentar o referido documento. Taxa: isento Prazo: no ato da solicitação. Documentos faltantes Na entrega das cópias de documentos do aluno ou de seu representante legal, para aqueles menores de 18 anos, é imprescindível a apresentação do original. Taxa: isento Prazo: no ato da solicitação. Cópia de documentos Taxa: cobrada por número de páginas (valor de cópia) Prazo: 03 dias úteis. 15

16 Estágio Para fazer jus ao diploma de Técnico de Alimentos em Panificação e Confeitaria o aluno deverá cumprir 200 horas de estágio, realizado de acordo com a legislação vigente. Esse estágio não é remunerado. Trata-se de uma complementação da carga horária do curso; uma vivência e aplicação do que foi visto durante as suas aulas teóricas e práticas. Nada impede que o concedente do estágio e o estagiário acordem qualquer forma de retribuição pelo trabalho prestado. Isto ficará a critério de cada um. Como conseguir estágio? 1) Através do ISBET (Instituto Brasileiro Pró-Educação, Trabalho e Desenvolvimento): - Fazer seu currículo; - Retirar Atestado de Matrícula na Secretaria; - Entregar no ISBET; - Aguardar ser chamado. 2) Pelo próprio aluno: - Encontrar a empresa que concederá o estágio; - Fazer seu currículo; - Retirar Atestado de Matrícula na Secretaria; - Retirar com a Coordenação Pedagógica os modelos de Convênio Escola- Empresa e o Termo de Compromisso de Estágio. (Poderão ser enviados por ); - Levá-los para preenchimento e assinatura da concedente (03 vias); - Devolvê-las para a Coordenação Pedagógica. Obs: No final do estágio, o aluno deverá entregar na secretaria um relatório informando: a) dia-a-dia o horário (início e fim). b) quantidade de horas e atividades desenvolvidas. c) soma das horas estagiadas (este deverá ser assinado por quem acompanhou o aluno ou o chefe imediato na empresa). 16

17 Biblioteca Setor que dispõe de materiais e bibliografias da área de alimentos para consultas e/ou empréstimos. Acesso A Biblioteca do IDPC é de livre acesso, abertas às comunidades interna e externa para consulta. Já o empréstimo e os demais serviços são privativos da comunidade escolar do IDPC e funcionários do IDPC, Sindipan, Aipan. Inscrição Os alunos matriculados e funcionários deverão solicitar sua inscrição ao bibliotecário responsável. Condições de uso No ato do ingresso na Biblioteca, o usuário deverá apresentar documento de identificação pessoal que tenha foto. Não será permitido fumar, comer e beber na dependência da Biblioteca, bem como o ingresso em trajes inadequados. Consulta local A consulta local será franqueada à comunidade externa, mediante apresentação de documento de identificação e será permitida de segunda a sexta-feira, no período das 13h às 15h. Além deste horário, somente aos alunos e funcionários do Instituto. Empréstimo O empréstimo será franqueado a alunos matriculados, professores e funcionários cadastrados. O empréstimo será individual, intransferível e de total responsabilidade do usuário. Para a realização do empréstimo, o usuário não poderá estar em débito com a Biblioteca. A renovação de empréstimo somente será possível caso não haja reserva. 17

18 CATEGORIA DE USUÁRIO NÚMERO DE DOCUMENTOS PRAZO Professores dias Alunos dias Funcionários dias Fitas de Vídeo, CD e DVD 03 dias Revistas 03 dias Reserva Será facultada a reserva de material que se encontrar emprestado, no entanto, não será feita com data marcada. Também é possível fazer uma pré-reserva on-line e o usuário receberá a confirmação por . O material reservado, quando devolvido, ficará, por 24 horas, à disposição do usuário que solicitou a reserva. Pesquisa na Internet O uso dos microcomputadores é exclusivamente para pesquisa e está restrito à comunidade escolar do IDPC. O agendamento para uso deve ser feito com antecedência, sendo mantido até o máximo de 10 minutos após o horário reservado. Seu tempo de uso é de 1 hora/dia, podendo ser prorrogado, caso não haja aluno aguardando. Os resultados de pesquisa só poderão ser gravados em disquete, quando fornecido pelo usuário. Não é permitido: alteração de parâmetros de configuração dos microcomputadores e visita a sites cuja natureza não se relaciona às atividades de ensino e pesquisa. Danos e perdas O usuário será responsabilizado por dano e extravio de documento (livro, revista, DVD, etc.) da Biblioteca, sendo obrigado a repor exemplar idêntico ou pagar indenização em valor atualizado, quando esgotado. Penalidades A não devolução de material emprestado no prazo previsto implicará pagamento de multa, por obra e dia de atraso, incluindo-se o sábado. O valor da multa por obra e por dia de atraso será informado pelo bibliotecário quando solicitado. Tal valor pode ser atualizado com aprovação da Direção Escolar. O usuário que, por três vezes consecutivas, deixar de 18

19 devolver, no prazo previsto, material emprestado, ficará impedido de empréstimo por 30 dias. O usuário que utilizar o microcomputador de maneira indevida será impedido de usá-lo por 30 dias. Outros serviços A Biblioteca também oferece outros serviços como: levantamento bibliográfico, orientação de uso da biblioteca, visitas orientadas e reprografia. Não é função do funcionário da biblioteca a confecção de trabalhos para o aluno, digitação ou ensinar o ensino do uso dos aplicativos. Horário 2ª à 6ª feiras das 10h às 19h15min. Telefone Ramal

20 Laboratório de Informática Normas de utilização É permitido o uso dos laboratórios a todos os alunos regularmente matriculados nesta Escola, desde que estejam acompanhados pelo Professor responsável. Os laboratórios têm como objetivo principal atender às aulas das disciplinas. Não é permitida a entrada ou permanência de alunos nos laboratórios com bebidas ou alimentos de qualquer natureza. É vedado ao aluno remover ou movimentar qualquer equipamento existente nos laboratórios sem autorização de algum dos representantes da Direção Escolar, tampouco conectar outros periféricos. Não é permitido ao aluno fumar nos laboratórios. É vedada aos alunos e professores a instalação de softwares no laboratório. Obs: qualquer software que for necessário deverá ser solicitado à Secretaria Escolar com antecedência. É vedado aos alunos e professores o uso dos computadores para atividades não acadêmicas. Não é permitido o uso de jogos nos laboratórios. A violação de uma das normas acima poderá acarretar ao infrator a suspensão do acesso aos laboratórios por tempo indeterminado. Acesso O laboratório poderá ser utilizado somente com a presença do Professor responsável. Para confecção de trabalhos escolares e acesso à Internet, o aluno deverá utilizar os computadores da Biblioteca. Caso ocorra algum problema em algum computador, o aluno deve comunicar ao professor/funcionário e este tomará a providência cabível. 20

21 Outros Serviços Assinatura de Termos de Estágio As solicitações de assinatura de termos de estágios devem ser feitas na Secretaria Escolar. Os Termos de Estágio e os Acordos são recebidos pela Secretaria Escolar diariamente pelo próprio aluno ou enviados diretamente pela empresa. Tais termos são recebidos pela Coordenação Pedagógica e analisados. Caso seja detectado algum problema, o Setor entra em contato com o aluno e com a empresa para adequação à Lei de Estágio, a fim de que o aluno não perca a vaga. Já se o termo estiver de acordo, após análise das atividades pela Coordenação Pedagógica, é enviado para assinatura. Bilhete Único Escolar SPTRANS/Metrô/CPTM A partir de 2007, o Bilhete único Escolar foi unificado, para utilização no Sistema de Transporte Coletivo Urbano do Município de São Paulo (ônibus) e Sistema Metrô/ferroviário (Metrô e CPTM). O benefício é concedido aos estudantes matriculados em Unidades de Ensino localizadas dentro dos limites do Município de São Paulo, cadastrados no Sistema do Bilhete Único Escolar, que utilizam o Sistema de Transporte Coletivo Urbano do Município de São Paulo e/ou o Sistema Metro/ferroviário (Metrô e CPTM) em seus deslocamentos da residência até a Unidade de Ensino. Os estudantes poderão obter, no mesmo Bilhete, as cotas dos três meios de transporte (Ônibus, Metrô e trens da CPTM) desde que em seus deslocamentos entre a residência e a Unidade de Ensino necessitem utilizar mais de um tipo de transporte. Procedimentos: o IDPC envia, automaticamente, o banco de dados de todos os alunos matriculados a SPTRANS (não é necessário o aluno fazer a solicitação na Escola). O aluno deverá acessar um dos sites: ou ligar para o telefone e verificar se o cadastro está liberado para solicitação. Após esse contato, o aluno poderá fazer a solicitação no site ou em um dos 27 postos da SPTrans (lista de endereço disponível no site), com o RG original, foto 3x4 recente e taxa de emissão ou revalidação do bilhete. Após emissão pela SPTrans, o IDPC divulgará lista nos corredores e salas de aula e fará a entrega da carteira na Secretaria Escolar. Prazo: será estipulado pela SPTRANS, uma vez que é a responsável pela emissão do bilhete. 21

22 Revalidação do Bilhete Escolar Os estudantes que possuem o Bilhete Único Escolar com validade no período podem solicitar a revalidação do benefício e utilizar o mesmo cartão, para uma ou mais modalidades de transporte (Ônibus, Metrô e CPTM). Carteira de passe escolar - Intermunicipal - EMTU Procedimentos: retirar o impresso no site ou na Secretaria Escolar. Após pagamento da taxa, que deverá ser efetuada em qualquer agência do banco Nossa Caixa, entregar o formulário, junto com 01 cópia simples do RG e comprovante de residência em nome do aluno ou responsável (pai ou mãe) e 01 foto 3x4 recente, na Secretaria Escolar. A entrega da carteira será feita pelo IDPC após emissão pela EMTU. O aluno que já possui o bilhete pode solicitar apenas sua revalidação para o ano. Taxa: (tabela da EMTU) Prazo: depende da EMTU. Achados e perdidos Todos os objetos que forem achados nas dependências da Escola deverão ser entregues à Secretaria Escolar e lá permanecerão pelo prazo de 90 dias. Após este prazo, serão doados a entidades assistenciais, com exceção de documentos que identificam o aluno, que será notificado por telefone para retirada. Documentos de pessoas da comunidade externa, quando não retirados no prazo de 90 dias, serão encaminhados à agência dos Correios mais próxima. 22

23 Nota Final Tenha em mente que tudo o que você aprende na escola é trabalho de muitas gerações. Receba essa herança, honre-a, acrescente a ela e um dia fielmente deposite-a em mãos de seus filhos. Albert Einstein ( ) O IDPC espera que todos os alunos tenham o melhor aproveitamento de tudo que lhes for ensinado. O nosso propósito principal é oferecer ensino da melhor qualidade e sempre desenvolver no educando hábitos e preceitos de higiene. BOM APROVEITAMENTO NO CURSO! A Direção do IDPC 23

SOBRESP - Faculdade de Ciências da Saúde Edital 001/2015 PROCESSO SELETIVO

SOBRESP - Faculdade de Ciências da Saúde Edital 001/2015 PROCESSO SELETIVO SOBRESP - Faculdade de Ciências da Saúde Edital 001/2015 PROCESSO SELETIVO A Direção da SOBRESP - Faculdade de Ciências da Saúde torna públicas as normas a seguir, que regem o Processo Seletivo Vestibular

Leia mais

ESAMC. MBA Executivo. Unidades: Sorocaba. Itapetininga

ESAMC. MBA Executivo. Unidades: Sorocaba. Itapetininga ESAMC MBA Executivo Unidades: Sorocaba Itu Itapetininga REGULAMENTO INTERNO DA INSTITUIÇÃO ÚLTIMA REVISÃO: NOVEMBRO/2009 SUMÁRIO ii 1) DO REGIME ESCOLAR... 1 1.1) CRITÉRIO DE CONTAGEM DE CRÉDITOS... 1

Leia mais

Centro Universitário Unieuro vestibular@unieuro.com.br

Centro Universitário Unieuro vestibular@unieuro.com.br A Comissão de Acesso ao Ensino Superior informa que estão abertas as inscrições para o 1º semestre letivo de 2016, nas seguintes modalidades: 1º Processo Seletivo Agendado Edital 21/2015 (para novos alunos)

Leia mais

REGULAMENTO I. FINALIDADE

REGULAMENTO I. FINALIDADE REGULAMENTO I. FINALIDADE Art. 1º As Bibliotecas do Centro Universitário Assunção UNIFAI, dispõe de 2 unidades distribuídas no Ipiranga e na Vila Mariana. Para melhor atender a todos que delas usufruem,

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 80, DE 05 DE NOVEMBRO DE 2013.

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 80, DE 05 DE NOVEMBRO DE 2013. INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 80, DE 05 DE NOVEMBRO DE 2013. A DIRETORA EM EXERCÍCIO DO CÂMPUS DE PARANAÍBA da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições legais, resolve:

Leia mais

Biblioteca Mercedes Silva Pinto. Manual da Biblioteca. Aprenda a utilizar os recursos da Biblioteca Visite-a sempre e aproveite o acervo disponível

Biblioteca Mercedes Silva Pinto. Manual da Biblioteca. Aprenda a utilizar os recursos da Biblioteca Visite-a sempre e aproveite o acervo disponível Biblioteca Mercedes Silva Pinto Manual da Biblioteca Aprenda a utilizar os recursos da Biblioteca Visite-a sempre e aproveite o acervo disponível REGULAMENTO COMPLETO DA BIBLIOTECA I. Regulamento do Uso

Leia mais

SOBRESP - Faculdade de Ciências da Saúde. Edital 001/2014. Processo Seletivo

SOBRESP - Faculdade de Ciências da Saúde. Edital 001/2014. Processo Seletivo SOBRESP - Faculdade de Ciências da Saúde Edital 001/2014 Processo Seletivo A Direção da SOBRESP - Faculdade de Ciências da Saúde torna públicas as normas a seguir, que regem o Processo Seletivo Vestibular

Leia mais

Normas e Procedimentos para os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu (MBA, Especialização e Aperfeiçoamento)

Normas e Procedimentos para os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu (MBA, Especialização e Aperfeiçoamento) Normas e Procedimentos para os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu (MBA, Especialização e Aperfeiçoamento) 1 Contato com alunos O contato com o aluno de Pós-Graduação da UCS acontece, de forma preferencial,

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015.1

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015.1 FACULDADE MAURICIO DE NASSAU DE BELÉM MANTIDA PELO GRUPO SER EDUCACIONAL CREDENCIAMENTO: PORTARIA Nº 571, DE 13 DE MAIO DE, DOU 16 DE MAIO DE SEÇÃO I EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015.1 O Diretor da Faculdade

Leia mais

O presente processo terá validade para matrícula no primeiro semestre de 2015, através de ingresso por:

O presente processo terá validade para matrícula no primeiro semestre de 2015, através de ingresso por: EDITAL DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA E PORTADORES DE DIPLOMA PARA 2015/1 Os Diretores Executivo e Técnico do SENAI CETIQT, no uso das atribuições que lhes conferem o Regimento Interno do SENAI CETIQT, tornam

Leia mais

Faculdade Maurício de Nassau

Faculdade Maurício de Nassau Faculdade Maurício de Nassau EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015.1 A Direção da Faculdade Maurício de Nassau de Manaus no uso de suas atribuições e com base nas disposições regimentais, no Dec. 99.490/90,

Leia mais

REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UCB

REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UCB REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UCB 1. INTRODUÇÃO O Sistema de Bibliotecas da UCB possui um acervo com mais de 200.000 volumes possibilitando o acesso dos usuários aos livros, sistemas de consulta,

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA SUMÁRIO INTRODUÇÃO...3 1. USO DA BIBLIOTECA...3 2. ACERVO...3 3. ATENDIMENTO AO PÚBLICO...3 4. USUÁRIOS...3 5. INSCRIÇÃO...3 5.1 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA...4 6. SERVIÇOS...4 6.1

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DA SERRA

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DA SERRA REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DA SERRA SERRA SUMÁRIO REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DA SERRA... 2 DOS OBJETIVOS:... Erro! Indicador não definido. DO HORÁRIO

Leia mais

NORMATIZAÇÃO INTERNA

NORMATIZAÇÃO INTERNA COORDENADORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA CEG Nº 01 DE 30 DE JANEIRO DE 2006 NORMATIZAÇÃO INTERNA Todos os requerimentos para a Coordenadoria de Ensino e Graduação deverão ser feitos em impresso

Leia mais

NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA MATRÍCULA PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE

NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA MATRÍCULA PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA MATRÍCULA PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE 1. DO PROGRAMA 1.1 Os cursos gratuitos do Programa Senac de Gratuidade (PSG) destinam-se a pessoas de baixa renda, na condição de alunos

Leia mais

MANUAL DO ALUNO DE PÓS-GRADUAÇÃO

MANUAL DO ALUNO DE PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DO ALUNO DE PÓS-GRADUAÇÃO EACH-USP Este manual foi desenvolvido pelo Serviço de Pós-Graduação da EACH-USP Contato do Serviço de Pós-Graduação: atendimentoposeach@usp.br Atualizado em 23 de setembro

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES

EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Processo Seletivo para o Programa Especial de Formação Pedagógica para Professores de Educação Profissional de Nível Médio (Convênio FNDE/MEC nº 400012/2011 Programa Brasil

Leia mais

DECRETO Nº 4.498, DE 26 DE SETEMBRO DE 2012.

DECRETO Nº 4.498, DE 26 DE SETEMBRO DE 2012. DECRETO Nº 4.498, DE 26 DE SETEMBRO DE 2012. Estabelece o Regulamento Interno da Biblioteca Pública Municipal Santos Dumont, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE, Estado de Santa Catarina,

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO 2º/2015 Coordenador: Prof. Dr. Antônio Corrêa de Lacerda Vice-Coordenadora: Profa. Dra. Regina Maria d Aquino Fonseca Gadelha Estarão abertas, no período de 01/04/2015 a

Leia mais

ALIANÇA TERESINA - MAURICIO DE NASSAU

ALIANÇA TERESINA - MAURICIO DE NASSAU ALIANÇA TERESINA - MAURICIO DE NASSAU EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015.1 A direção da Faculdade Aliança / Faculdade Maurício de Nassau no uso de suas atribuições e com base nas disposições regimentais,

Leia mais

REGIMENTO DO SETOR REGISTROS ACADÊMICOS

REGIMENTO DO SETOR REGISTROS ACADÊMICOS REGIMENTO DO SETOR REGISTROS ACADÊMICOS CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES INICIAIS DAS COMPETÊNCIAS Art. 1º O Setor de Registros Acadêmicos - SRA é o órgão que operacionaliza todas as atividades ligadas à vida

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Em conformidade com a Resolução CNE/CES n 1, de 08 de Junho de 2007 e o Regimento da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Aprovado pelo Parecer CONSEPE

Leia mais

GUIA ACADÊMICO MATRÍCULA E REMATRÍCULA DISPENSA DE DISCIPLINA REQUERIMENTOS

GUIA ACADÊMICO MATRÍCULA E REMATRÍCULA DISPENSA DE DISCIPLINA REQUERIMENTOS GUIA ACADÊMICO MATRÍCULA E REMATRÍCULA A matrícula é o ato formal do aluno com a UNIUV. Importa em direitos e deveres, tanto para o aluno como para a instituição. Sua efetivação ocorre após classificação

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2 º SEMESTRE DE 2015

PROCESSO SELETIVO 2 º SEMESTRE DE 2015 1 Processo Seletivo 2015.2 Edital FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC RIO PROCESSO SELETIVO 2 º SEMESTRE DE 2015 SENAC RJ FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC RIO O SENAC Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial,

Leia mais

REGULAMENTO PARA ACESSO E USO DO SERVIÇO DE BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

REGULAMENTO PARA ACESSO E USO DO SERVIÇO DE BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO REGULAMENTO PARA ACESSO E USO DO SERVIÇO DE BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO São Paulo 2014 CONSULTA E EMPRÉSTIMO DO MATERIAL BIBLIOGRÁFICO DAS FINALIDADES Art. 1º -

Leia mais

EDITAL DO 1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015

EDITAL DO 1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015 EDITAL DO 1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015 A Faculdade Meta - FAMETA, Instituição de Ensino Superior comprometida a observar o padrão

Leia mais

EDITAL DO1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015

EDITAL DO1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015 EDITAL DO1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015 A Faculdade FAPAN Instituição de Ensino Superior comprometida a observar o padrão de qualidade

Leia mais

REGULAMENTO UNIFICADO DAS BIBLIOTECAS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO UNIFICADO DAS BIBLIOTECAS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO DIRETORIA DE GESTÃO E APOIO AO ENSINO REGULAMENTO UNIFICADO DAS BIBLIOTECAS

Leia mais

REGULAMENTO SOBRE PROCESSO DE REGIME DE EXERCÍCIOS DOMICILIARES E ABONOS DE FALTAS

REGULAMENTO SOBRE PROCESSO DE REGIME DE EXERCÍCIOS DOMICILIARES E ABONOS DE FALTAS REGULAMENTO SOBRE PROCESSO DE REGIME DE EXERCÍCIOS DOMICILIARES E ABONOS DE FALTAS Aprovado no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) e Conselho de Administração Superior (CAS) em 30 de junho de

Leia mais

BIBLIOTECA FACULDADE LA SALLE CAXIAS DO SUL: NORMAS DE UTILIZAÇÃO

BIBLIOTECA FACULDADE LA SALLE CAXIAS DO SUL: NORMAS DE UTILIZAÇÃO BIBLIOTECA FACULDADE LA SALLE CAXIAS DO SUL: NORMAS DE UTILIZAÇÃO CAXIAS DO SUL, 2015 SUMÁRIO 1 NORMAS DE UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA... 3 1.1 Horários... 3 1.2 Contatos... 3 1.3 Catálogo online... 3 1.4

Leia mais

ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO 2015.2B EDITAL Nº 12.1. Recife,2015

ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO 2015.2B EDITAL Nº 12.1. Recife,2015 ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO 2015.2B EDITAL Nº 12.1 Recife,2015 Sumário Edital nº 12 - Admissão de alunos para os cursos de Pós-Graduação A Faculdade Boa Viagem (FBV/Devry), estabelecimento

Leia mais

Matrículas 1º semestre letivo de 2014

Matrículas 1º semestre letivo de 2014 EDITAL 17/2013 PRÓ-REITORIA ACADÊMICA Matrículas 1º semestre letivo de 2014 O UDF - Centro Universitário torna público o Edital de Matrícula dos Cursos de Graduação para o 1º semestre letivo de 2014, a

Leia mais

II. Inscrição 3. As inscrições para o Vestibular estarão abertas no período de 6 de janeiro de 2015 a 28 de fevereiro de 2015 e poderão ser feitas:

II. Inscrição 3. As inscrições para o Vestibular estarão abertas no período de 6 de janeiro de 2015 a 28 de fevereiro de 2015 e poderão ser feitas: EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DA FACULDADE DE MEDICINA DO ABC VESTIBULAR AGENDADO 2015 (Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Gestão Hospitalar, Nutrição, S. Ambiental e T. Ocupacional) A Faculdade de Medicina

Leia mais

FACULDADE PIAGET SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO SDI REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

FACULDADE PIAGET SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO SDI REGULAMENTO DA BIBLIOTECA FACULDADE PIAGET SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO SDI REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Faculdade PIAGET SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO SDI REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I DO ACESSO E DO FUNCIONAMENTO

Leia mais

FACULDADE JOAQUIM NABUCO-UNIDADE RECIFE MANTIDA PELO GRUPO SER EDUCACIONAL EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015.1

FACULDADE JOAQUIM NABUCO-UNIDADE RECIFE MANTIDA PELO GRUPO SER EDUCACIONAL EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015.1 FACULDADE JOAQUIM NABUCO-UNIDADE RECIFE MANTIDA PELO GRUPO SER EDUCACIONAL EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015.1 Credenciamento - Ato autorizativo Portaria Nº 998 de 22/10/2007, publicada no DOU em 23/10/2007

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS INSTITUTO DE CIÊNCIAS MATEMÁTICAS E DE COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AOS PROCESSOS SELETIVOS nº. 016/2015 PROGRAMA DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E MATEMÁTICA COMPUTACIONAL

Leia mais

EDITAL Nº 10/2011. Processo Seletivo AGENDADO Vestibular 2012 - Primeiro Semestre

EDITAL Nº 10/2011. Processo Seletivo AGENDADO Vestibular 2012 - Primeiro Semestre EDITAL Nº 10/2011 Processo Seletivo AGENDADO Vestibular 2012 - Primeiro Semestre tinuadoo Diretor da Faculdade de Tecnologia de Piracicaba, FATEP, mantida pelo Instituto de Desenvolvimento Tecnológico

Leia mais

FACULDADE TOBIAS BARRETO MANTIDA PELA SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR E PESQUISA DE SERGIPE LTDA- SESPS

FACULDADE TOBIAS BARRETO MANTIDA PELA SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR E PESQUISA DE SERGIPE LTDA- SESPS FACULDADE TOBIAS BARRETO MANTIDA PELA SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR E PESQUISA DE SERGIPE LTDA- SESPS CREDENCIAMENTO: PORTARIA MEC Nº 601 DE 20.05.2008, DOU 21DE MAIO DE 2008 SEÇÃO I. EDITAL DO PROCESSO

Leia mais

RESOLUÇÃO FAMES 09/2010

RESOLUÇÃO FAMES 09/2010 Dispõe sobre as formas de ingresso e sobre o Processo Seletivo para admissão de alunos nos cursos de graduação, na Faculdade de Música do Espírito Santo Maurício de Oliveira. RESOLUÇÃO FAMES 09/2010 O

Leia mais

NORMAS DE ATENDIMENTO DA REDE DE BIBLIOTECAS

NORMAS DE ATENDIMENTO DA REDE DE BIBLIOTECAS 1. OBJETIVO As presentes NORMAS DE ATENDIMENTO regulam os procedimentos para utilização do espaço físico e acervo das Bibliotecas da Estácio. 2. DEFINIÇÕES Pergamum - Sistema Integrado de Bibliotecas utilizado

Leia mais

FACULDADE METODISTA GRANBERY GABINETE DA DIREÇÃO PORTARIA Nº 01/2015

FACULDADE METODISTA GRANBERY GABINETE DA DIREÇÃO PORTARIA Nº 01/2015 FACULDADE METODISTA GRANBERY GABINETE DA DIREÇÃO PORTARIA Nº 01/2015 Ementa: Altera e estabelece o Regulamento Financeiro para os cursos de graduação da Faculdade Metodista Granbery. O TESOUREIRO DO INSTITUTO

Leia mais

Região Metropolitana de Campinas

Região Metropolitana de Campinas MA-GRC-001 Versão: 01 Vigência: 2015 Página: 1 / 11 Região Metropolitana de Campinas 1 MA-GRC-001 Versão: 01 Vigência: 2015 Página: 2 / 11 ÍNDICE 1. Objetivo... 3 2. Direito de obtenção e utilização...

Leia mais

E D I T A L. 1º Para os casos de transferência externa serão aceitas, apenas, as inscrições para áreas afins.

E D I T A L. 1º Para os casos de transferência externa serão aceitas, apenas, as inscrições para áreas afins. EDITAL NRCA-SJP N.º 09/2015 DISPÕE SOBRE OS PROCESSOS DE INGRESSO POR TRANSFERÊNCIA EXTERNA E PORTADOR DE DIPLOMA AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS. O Coordenador do Núcleo

Leia mais

Manual do Candidato. Grupo Educacional LBS-FAPPES. Vestibular FAPPES 2016. WEST PLAZA R. Barão de Tefé, 247 - São Paulo - SP, 05003-100

Manual do Candidato. Grupo Educacional LBS-FAPPES. Vestibular FAPPES 2016. WEST PLAZA R. Barão de Tefé, 247 - São Paulo - SP, 05003-100 Grupo Educacional LBS-FAPPES CREDENCIADO PELO MEC. DECRETO N 485 de 09/02/2006 Manual do Candidato Vestibular FAPPES 2016 1. Disposições Gerais 1.1. O Processo Seletivo consiste na seleção e classificação

Leia mais

Regulamento Interno da Biblioteca da Estácio FAL CAPÍTULO I DO OBJETIVO

Regulamento Interno da Biblioteca da Estácio FAL CAPÍTULO I DO OBJETIVO Regulamento Interno da Biblioteca da Estácio FAL CAPÍTULO I DO OBJETIVO Art. 1º - Este regulamento tem como objetivo definir normas para prestação e utilização dos serviços da Biblioteca da FAL - Faculdade

Leia mais

Portal do Aluno Parfor UFPA

Portal do Aluno Parfor UFPA Do Ingresso do Professor de Educação Básica no PARFOR/UFPA O ingresso do professor da Educação básica como aluno do PARFOR na UFPA dar-se-á através de algumas etapas. A primeira delas é a inscrição dos

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAMILLO PEREIRA CARNEIRO BURLE CAPÍTULO I DA BIBLIOTECA E SEUS OBJETIVOS

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAMILLO PEREIRA CARNEIRO BURLE CAPÍTULO I DA BIBLIOTECA E SEUS OBJETIVOS SUMÁRIO CAPÍTULO I DA BIBLIOTECA E SEUS OBJETIVOS CAPÍTULO II DO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO CAPÍTULO III DOS USUÁRIOS CAPÍTULO IV DO EMPRÉSTIMO CAPÍTULO V DAS PENALIDADES CAPÍTULO VI DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA. Dr. Wladimir de Rezende Pinto

FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA. Dr. Wladimir de Rezende Pinto FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Dr. Wladimir de Rezende Pinto Missão: Promover o desenvolvimento humano e social através da difusão de conhecimento, da formação ética, da competência

Leia mais

REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS DA UNIPAR

REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS DA UNIPAR REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS DA UNIPAR 1 INTRODUÇÃO 1.1 Este regulamento estabelece condições de acesso e utilização de cada Biblioteca da UNIPAR, seja a Biblioteca Central, localizada no Campus Sede, sejam

Leia mais

REGULAMENTO. Art. 1º - O Programa de inclusão educacional BOLSAS EDUCAR tem os seguintes objetivos:

REGULAMENTO. Art. 1º - O Programa de inclusão educacional BOLSAS EDUCAR tem os seguintes objetivos: REGULAMENTO I DO PROGRAMA Art. 1º - O Programa de inclusão educacional BOLSAS EDUCAR tem os seguintes objetivos: I incentivar a aderência ao Programa de indivíduos que atendam aos requisitos exigidos neste

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 129, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2011

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 129, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2011 Publicada no Boletim de Serviço nº 12, de 7 dez. 2011, p. 7-11 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 129, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2011 Dispõe sobre o funcionamento da Biblioteca Ministro Victor Nunes Leal do Supremo Tribunal

Leia mais

EDITAL VESTIBULAR FLORENCE AGENDADO SEMESTRE LETIVO 2016.1

EDITAL VESTIBULAR FLORENCE AGENDADO SEMESTRE LETIVO 2016.1 EDITAL VESTIBULAR FLORENCE AGENDADO SEMESTRE LETIVO 2016.1 EDITAL N 15 2016 PROCESSO SELETIVO 2016.1 A Diretora Geral do Instituto Florence de Ensino Superior, no uso de suas atribuições regimentais, torna

Leia mais

Art. 2º Este Ato Administrativo entra em vigor na data de sua assinatura, revogadas as disposições em contrário.

Art. 2º Este Ato Administrativo entra em vigor na data de sua assinatura, revogadas as disposições em contrário. ATO ADMINISTRATIVO REITORIA Nº 63/2015 Reedita, com alterações, o Edital do Processo Seletivo dos Cursos Superiores na modalidade a Distância Vestibular 1º Semestre de 2016 O REITOR DA UNIVERSIDADE METODISTA

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA. Art. 1º - A Biblioteca poderá ser utilizada por professores, alunos e funcionários da UNIESP.

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA. Art. 1º - A Biblioteca poderá ser utilizada por professores, alunos e funcionários da UNIESP. REGULAMENTO DA BIBLIOTECA A Direção da UNIESP estabelece normas disciplinando o funcionamento da Biblioteca, no ano de 2013/1. CAPÍTULO I DO USO DA BIBLIOTECA Art. 1º - A Biblioteca poderá ser utilizada

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO JORNALISMO ESPORTIVO E NEGÓCIOS DO ESPORTE 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO JORNALISMO ESPORTIVO E NEGÓCIOS DO ESPORTE 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO JORNALISMO ESPORTIVO E NEGÓCIOS DO ESPORTE 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO - ANEXOS - ANEXO I - PROCEDIMENTOS PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO REQUERIMENTO Art. 1º - A capacitação interna poderá ser proposta pela Reitoria, Pró-Reitorias ou Diretorias

Leia mais

3 DAS CONDIÇÕES DA MATRÍCULA ESPECIAL E TRANSFERÊNCIA EXTERNA

3 DAS CONDIÇÕES DA MATRÍCULA ESPECIAL E TRANSFERÊNCIA EXTERNA EDITAL DE MATRÍCULA ESPECIAL E TRANSFERÊNCIA EXTERNA PARA 2015.2 Edital de 01 de junho de 2015 O Instituto Mantenedor de Ensino Superior - IMES, de acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2º Sem/2015 Graduação Presencial

PROCESSO SELETIVO 2º Sem/2015 Graduação Presencial PROCESSO SELETIVO 2º Sem/2015 Graduação Presencial Manual do Candidato PROVA AGENDADA O Universitário Módulo, atendendo a Portaria Normativa MEC n o 40, de 12.12.2007, resolve promover Processo Seletivo

Leia mais

3. DA SELEÇÃO E DOS CRITÉRIOS: 3.1. A seleção será operacionalizada pela Comissão Coordenadora de Programa do PPG-MATEMÁTICA.

3. DA SELEÇÃO E DOS CRITÉRIOS: 3.1. A seleção será operacionalizada pela Comissão Coordenadora de Programa do PPG-MATEMÁTICA. INSTITUTO DE CIÊNCIAS MATEMÁTICAS E DE COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO No 034/2015 PROGRAMA DE MATEMÁTICA DOUTORADO E DOUTORADO DIRETO A Presidente

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição e matrícula

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA PROF. DR. JOÃO FRANCISCO GONSALEZ

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA PROF. DR. JOÃO FRANCISCO GONSALEZ REGULAMENTO DA BIBLIOTECA PROF. DR. JOÃO FRANCISCO GONSALEZ Art. 1º - A Biblioteca Prof. Dr. João Francisco Gonsalez da Faculdade Catuaí é um órgão com administração própria, subordinada diretamente à

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as

Leia mais

Prezado(a) Vestibulando(a),

Prezado(a) Vestibulando(a), MANUAL DO CANDIDATO Prezado(a) Vestibulando(a), Idealizada, planejada e construída dentro de um projeto pedagógico e estrutural para ser a melhor faculdade de tecnologia do País, na FIAP você encontra

Leia mais

MANUAL BOLSISTA. Núcleo de Atenção Solidária NAS

MANUAL BOLSISTA. Núcleo de Atenção Solidária NAS MANUAL DO BOLSISTA Núcleo de Atenção Solidária NAS Sumário 1 - Bolsa de Estudo... 2 2 - Tipos de Bolsas de Estudo... 2 - ProUni... 2 Eventuais Programas de Bolsas de Estudo:... 2 - Vestibular Social....

Leia mais

BIBLIOTECA MÈRE BLANCHOT REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA. Capítulo I - DISPOSIÇÕES GERAIS

BIBLIOTECA MÈRE BLANCHOT REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA. Capítulo I - DISPOSIÇÕES GERAIS BIBLIOTECA MÈRE BLANCHOT REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA Capítulo I - DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - Dos Clientes A Biblioteca Mère Blanchot presta serviços à comunidade acadêmica da Faculdade

Leia mais

2. Do Processo Seletivo 3. Das vagas

2. Do Processo Seletivo 3. Das vagas EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA DESTRANCAMENTO DE MATRÍCULA, DESTRANCAMENTO DE MATRÍCULA COM REOPÇÃO, ACEITAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA DE ALUNOS REGULARES PARA CURSOS AFINS, REOPÇÃO DE CURSO, OBTENÇÃO DE NOVO

Leia mais

INFORMAÇÕES ACADÊMICAS

INFORMAÇÕES ACADÊMICAS INFORMAÇÕES ACADÊMICAS INGRESSO O ingresso na UNILAGOS é feito mediante processo seletivo (Vestibular) ou por outro processo previsto em lei. Também é possível ingressar por meio de transferência, dispositivo

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA 1. Funcionamento 1.1 A Biblioteca funciona de acordo com o calendário institucional. 1.2 Horário de funcionamento: de segunda à sexta-feira, de 7h30 às 22h20. A partir das 22h,

Leia mais

ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS- GRADUAÇÃO 2015.2A EDITAL Nº 19

ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS- GRADUAÇÃO 2015.2A EDITAL Nº 19 ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS- GRADUAÇÃO 2015.2A EDITAL Nº 19 SUMÁRIO 1. Da validade 3 2. Das inscrições 3 3. Das entrevistas, avaliação de currículo e de histórico escolar 3 4. Da classificação 4 5.

Leia mais

REGULAMENTO UNIDADE PAULISTA ATENÇÃO:

REGULAMENTO UNIDADE PAULISTA ATENÇÃO: REGULAMENTO UNIDADE PAULISTA ATENÇÃO: 1) Este regulamento SÓ se aplica aos contratos celebrados na unidade Paulista, por alunos matriculados nos cursos preparatórios para concursos públicos semestrais

Leia mais

EDITAL SENAI DE INSCRIÇÕES PARA ACESSO A VAGAS EM CURSOS TÉCNICOS 2015.2

EDITAL SENAI DE INSCRIÇÕES PARA ACESSO A VAGAS EM CURSOS TÉCNICOS 2015.2 EDITAL SENAI DE INSCRIÇÕES PARA ACESSO A VAGAS EM CURSOS TÉCNICOS 2015.2 O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - Departamento Regional de Roraima SENAI- RR, torna público o Edital para ingresso

Leia mais

Regulamento da Biblioteca. Este Regulamento define normas para a prestação e utilização dos serviços da Biblioteca.

Regulamento da Biblioteca. Este Regulamento define normas para a prestação e utilização dos serviços da Biblioteca. PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Biblioteca Paulo Lacerda de Azevedo Regulamento da Biblioteca Este Regulamento define normas para a prestação e utilização dos serviços da Biblioteca. Usuários da Biblioteca Alunos

Leia mais

REGULAMENTO DO FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA FACULDADE DOM BOSCO DE UBIRATÃ

REGULAMENTO DO FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA FACULDADE DOM BOSCO DE UBIRATÃ REGULAMENTO DO FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA FACULDADE DOM BOSCO DE UBIRATÃ UBIRATÃ - PR 2013 REGULAMENTO DO FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I DA BIBLIOTECA: DIRETRIZES GERAIS Art.1º- A Biblioteca apóia

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2º SEMESTRE/2015

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2º SEMESTRE/2015 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2º SEMESTRE/2015 ABERTURA A Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV DIREITO SP) torna pública a abertura das inscrições

Leia mais

Faculdade de Ciências e Letras de Assis UNESP Edital nº 008/2015 DTA/STG Processo Seletivo de Transferência para o ano letivo de 2016.

Faculdade de Ciências e Letras de Assis UNESP Edital nº 008/2015 DTA/STG Processo Seletivo de Transferência para o ano letivo de 2016. Faculdade de Ciências e Letras de Assis UNESP Edital nº 008/2015 DTA/STG Processo Seletivo de Transferência para o ano letivo de 2016. Estarão abertas, nos dias 20, 21 e 22/01/2016, as inscrições para

Leia mais

FACULDADE SANTA EMÍLIA - JOAQUIM NABUCO-UNIDADE OLINDA MANTIDA PELO GRUPO SER EDUCACIONAL EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015.1

FACULDADE SANTA EMÍLIA - JOAQUIM NABUCO-UNIDADE OLINDA MANTIDA PELO GRUPO SER EDUCACIONAL EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015.1 FACULDADE SANTA EMÍLIA - JOAQUIM NABUCO-UNIDADE OLINDA MANTIDA PELO GRUPO SER EDUCACIONAL EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015.1 Com sede Av. Doutor Augusto Moreira, 1704 e 1502 Casa Caiada - Olinda Legislação

Leia mais

EDITAL nº 03/2015 TRANSFERÊNCIA EXTERNA E PORTADORES DE DIPLOMA

EDITAL nº 03/2015 TRANSFERÊNCIA EXTERNA E PORTADORES DE DIPLOMA EDITAL Nº 03/2015 O Diretor da Faculdade Metropolitana de Anápolis FAMA, no uso de suas atribuições e demais disposições legais, aprova e torna público o processo seletivo para transferência de candidatos

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para

Leia mais

SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UNIPAMPA SISBI REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UNIPAMPA

SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UNIPAMPA SISBI REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UNIPAMPA SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UNIPAMPA SISBI REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UNIPAMPA Art. 1º Este regulamento fixa normas e procedimentos para o serviço circulação das coleções pertencentes às bibliotecas

Leia mais

Curso Atos Legais Turno. Vagas para o 1º período somente serão disponibilizadas em caso de vagas remanescentes do Vestibular.

Curso Atos Legais Turno. Vagas para o 1º período somente serão disponibilizadas em caso de vagas remanescentes do Vestibular. Edital de Convocação para Ingresso nos cursos da Graduação em 2015/1 através de Transferência Interna de Curso e Transferência Externa entre Faculdades A Diretora Geral da Escola Superior de Propaganda

Leia mais

REGULAMENTO DE BOLSAS E BENEFÍCIOS PARA O ANO DE 2015

REGULAMENTO DE BOLSAS E BENEFÍCIOS PARA O ANO DE 2015 REGULAMENTO DE BOLSAS E BENEFÍCIOS PARA O ANO DE 2015 Bacabal 2015 REGULAMENTO DE BOLSAS E BENEFÍCIOS DO OBJETIVO Art. 1º Este Regulamento estabelece as regras gerais do Programa de Bolsas e Benefícios

Leia mais

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica 1. APRESENTAÇÃO O Estágio Curricular Supervisionado Obrigatório no curso de Engenharia Elétrica é uma atividade curricular obrigatória

Leia mais

REGULAMENTO/COGEP Nº 001, DE 1º DE JUNHO DE 2012. 2ª Edição Atualizada em 29 de janeiro de 2013.

REGULAMENTO/COGEP Nº 001, DE 1º DE JUNHO DE 2012. 2ª Edição Atualizada em 29 de janeiro de 2013. REGULAMENTO/COGEP Nº 001, DE 1º DE JUNHO DE 2012. 2ª Edição Atualizada em 29 de janeiro de 2013. Dispõe acerca da Política de uso do PONTO ELETRÔNICO E DA JORNADA DE TRABALHO dos servidores do Instituto

Leia mais

EDITAL Nº 02/2013. Processo Seletivo Vestibular Unificado FATEP/ESAMC- Piracicaba - Segundo Semestre - 2013 VST

EDITAL Nº 02/2013. Processo Seletivo Vestibular Unificado FATEP/ESAMC- Piracicaba - Segundo Semestre - 2013 VST EDITAL Nº 02/2013 Processo Seletivo Vestibular Unificado FATEP/ESAMC- Piracicaba - Segundo Semestre - 2013 VST Os Diretores da Faculdade de Tecnologia de Piracicaba, FATEP e da Escola Superior de Administração,

Leia mais

CredIES IESB: a melhor alternativa para você. CRÉDITO ESTUDANTIL DO IESB CREDIES IESB MANUAL DO ALUNO

CredIES IESB: a melhor alternativa para você. CRÉDITO ESTUDANTIL DO IESB CREDIES IESB MANUAL DO ALUNO CredIES IESB: a melhor alternativa para você. CRÉDITO ESTUDANTIL DO IESB CREDIES IESB MANUAL DO ALUNO O que é o CredIes do IESB? É um crédito rotativo estudantil financiado por verbas orçamentárias próprias

Leia mais

RESOLUÇÃO FADISA N.º 005/2008 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA

RESOLUÇÃO FADISA N.º 005/2008 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA RESOLUÇÃO FADISA N.º 005/2008 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA O Presidente do CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO - FADISA, Professor Ms. ANTÔNIO

Leia mais

REGULAMENTO BIBLIOTECA ALCIDES VIEIRA CARNEIRO FACULDADE CNEC ILHA DO GOVERNADOR. CAPÍTULO I Das Disposições Gerais

REGULAMENTO BIBLIOTECA ALCIDES VIEIRA CARNEIRO FACULDADE CNEC ILHA DO GOVERNADOR. CAPÍTULO I Das Disposições Gerais REGULAMENTO BIBLIOTECA ALCIDES VIEIRA CARNEIRO FACULDADE CNEC ILHA DO GOVERNADOR Dispõe sobre o Funcionamento da Biblioteca da Faculdade CNEC Ilha do Governador. CAPÍTULO I Das Disposições Gerais Art.

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição

Leia mais

FACULDADE METODISTA DE SANTA MARIA FAMES EDITAL PROCESSO SELETIVO COMPLEMENTAR 2013/1

FACULDADE METODISTA DE SANTA MARIA FAMES EDITAL PROCESSO SELETIVO COMPLEMENTAR 2013/1 FACULDADE METODISTA DE SANTA MARIA FAMES EDITAL PROCESSO SELETIVO COMPLEMENTAR 2013/1 A Direção da Faculdade Metodista de Santa Maria (FAMES), torna públicas as normas a seguir, que regem o Processo Seletivo

Leia mais

Resolução Congregação 01/2007

Resolução Congregação 01/2007 Resolução Congregação 01/2007 Dispõe sobre os procedimentos da Biblioteca da FEAD. O Presidente da Congregação, no uso de suas atribuições regimentais, e considerando: a) a necessidade de adequar normas

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CLARICE LISPECTOR

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CLARICE LISPECTOR REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CLARICE LISPECTOR CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1. A Biblioteca Clarice Lispector tem como finalidade proporcionar ao corpo docente, discente, pesquisadores e servidores do Instituto

Leia mais

EDITAL Nº 02/2015. Faculdade de Tecnologia de Piracicaba Fatep. Processo Seletivo. Primeiro Semestre 2016

EDITAL Nº 02/2015. Faculdade de Tecnologia de Piracicaba Fatep. Processo Seletivo. Primeiro Semestre 2016 EDITAL Nº 02/2015 Faculdade de Tecnologia de Piracicaba Fatep Processo Seletivo Primeiro Semestre 2016 O Diretor da Faculdade de Tecnologia de Piracicaba - Fatep informa que, de acordo com a Lei nº 9.394

Leia mais

Art. 4º. Esta lei complementar entrará em vigor na data de sua publicação, devendo ser regulamentada no prazo de 60 (sessenta) dias.

Art. 4º. Esta lei complementar entrará em vigor na data de sua publicação, devendo ser regulamentada no prazo de 60 (sessenta) dias. B. Passe Livre Lei Complementar do Estado de São Paulo nº 666, de 26/11/1991, regulamentada pelo Decreto Estadual n 34.753, de 01/04/92, e Resolução STM nº 101, de 28 de maio de 1992, que disciplina as

Leia mais

ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO 2015.2A EDITAL Nº 11. Recife,2015

ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO 2015.2A EDITAL Nº 11. Recife,2015 ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO 2015.2A EDITAL Nº 11 Recife,2015 Sumário Edital nº 9 - Admissão de alunos para os cursos de Pós-Graduação A Faculdade Boa Viagem (FBV/Devry), estabelecimento de

Leia mais

Art. 3º. A taxa de Inscrição será no valor de R$ 30,00 (trinta reais). Em hipótese alguma será devolvido o valor pago.

Art. 3º. A taxa de Inscrição será no valor de R$ 30,00 (trinta reais). Em hipótese alguma será devolvido o valor pago. EDITAL N 03 /2011-2 - VESTIBULAR, CONCURSO PRINCIPAL E PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO CONTINUADO DO CENTRO UNIVERSITARIO DE MINEIROS UNIFIMES MANTIDO PELA FUNDAÇÃO INTEGRADA MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR

Leia mais

BIBLIOTECA REGULAMENTO

BIBLIOTECA REGULAMENTO BIBLIOTECA REGULAMENTO Agosto, 2010 SUMÁRIO INFORMAÇÕES GERAIS... 3 DAS FINALIDADES... 4 DA CONSULTA AO ACERVO... 4 DO EMPRÉSTIMO... 5 DOS TIPOS DE EMPRÉSTIMO... 5 DA RENOVAÇÃO... 6 DA RESERVA DE LIVROS...

Leia mais

ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO 2015.2B EDITAL Nº 4

ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO 2015.2B EDITAL Nº 4 ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO 2015.2B EDITAL Nº 4 SUMÁRIO 1. Da validade 3 2. Das inscrições 3 3. Das entrevistas, avaliação de currículo e de histórico escolar 3 4. Da classificação 4 5. Do

Leia mais

GUIA DO ALUNO 2014 1

GUIA DO ALUNO 2014 1 GUIA DO ALUNO 2014 1 GUI A DO ALUNO 1. Matrícula Para efetuar sua matrícula em Cursos PECE o candidato deverá comparecer no prazo estipulado, portando todos os documentos que são exigidos para a matrícula

Leia mais

ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO 2016. 1A EDITAL Nº 04

ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO 2016. 1A EDITAL Nº 04 ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO 2016. 1A EDITAL Nº 04 João Pessoa, 2015 Sumário Edital nº 04 - Admissão de alunos para os cursos de Pós-Graduação A Devry João Pessoa, estabelecimento de ensino

Leia mais