A revolução silenciosa do NOSI

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A revolução silenciosa do NOSI"

Transcrição

1 COTAÇÃO NA BOLSA DE VALORES SCT CECV (0,00%) 5.896$00 (0,00%) Parte Integrante do Jornal A Semana 869 Sexta-feira, 5 de Dezembro de 2008 ENACOL 6.500$00 (-1,44%) BCA 6.900$00 (0,00%) 3.100$00 Avaliação Semanal - Recolha de dados na quinta-feira Estacionária Em alta Em baixa A revolução silenciosa do NOSI

2 REPORTAGEM 2 ECONOMIA 5 DE DEZEMBRO DE 2008 A revolução sil

3 5 DE DEZEMBRO DE 2008 ECONOMIA 3 Tudo começa como uma estória de ninar. Só que esta pode começar nos idos anos 90, mas corre para a frente que nem doida e chega até afrontar o futuro e o mundo numa velocidade incrível. Pois é, em 1998 nascia o NOSI. Em 2000 ainda estava no quarto escuro dos fundos de quintal do Ministério das Finanças, um grupo de visionários comandado por Hélio Varela a tentar compor o mundo cabo-verdiano com links, software e essas coisas que até podiam fazer sonhar um poema de António Nunes um dia, mas não tinham cara de resolver problemas reais dos caboverdianos como a pobreza, a burocracia, a insularidade, etc., etc. Uns anos se passaram e esse mundo virtual reforçouse com dezenas de jovens, alargou o seu espaço mais para os fundos de quintal das Finanças e insistia em despejar cá para fora palavras caras: governação electrónica, Internet banking, certidões online, empresa no dia. Surgiam em catadupa todas essas ideias que poucos sabiam o significado e mais poucos ainda estavam interessados em saber. Para quê, se não davam cachupa nem emprego. enciosa Em 2005 José Maria Neves lança a célebre frase Cabo Verde vai-se transformar em Ciber Islands. Todos riram da tchocota. Sabia-se que o pessoal do NOSI, sempre capitaneados por aqueles que são os artífices-mor desta aventura do NOSI, os insuperáveis Hélio Varela e Jorge Lopes, estavam a instalar uns computadores e uns programas que já iam facilitando a vida do pessoal das Finanças e até em Câmaras como a Praia, mas daí a sonhar-se com a informatização de quase todo um país era demais a tradicional basofaria crioula. Só que dez anos se passaram sobre o dia em que Hélio Varela, Jorge Lopes e seus pupilos fundaram o NOSI e hoje estas ilhas já estão no circuito mundial das TIC. Até a sempre isolada ilha Brava tem todas as suas escolas EBI on-line. Mais, a CMB promete para já espalhar praças inteligentes com Internet sem fios, onde se pode ir a qualquer hora do dia, da tarde ou da noite por todos os cantos da ilha. E assim os cabo-verdianos estão como São Tomé, ver para crer. A ligar-se democraticamente com o mundo, porque com essas coisas de Internet agora não tem branco nem preto, nem bedju nem nobu e nem é preciso ser doutorado para estar no MSN e falar com o ente querido que está no estrangeiro. A terra longe que agora está à distância de um click de Cabo Verde.

4 4 ECONOMIA 5 DE DEZEMBRO DE 2008 Contra o papel, Entrar no e pedir uma certidão de nascimento, preencher os dados. Um, dois, três cliques... O telemóvel dá o sinal de uma «SMS», chega o código de pagamento. Ir ao ATM (caixa Vinti4) ou pagar através da Internet. A informação flui por cabos, fios e computadores como a corrente sanguínea do corpo humano. Vários sistemas comunicam ao ritmo de um clique. Premir a tecla enter. Certidão pronta. Mais um, dois, três cliques. E o tonner da impressora dança mecanicamente e decalca no papel branco o documento que certifica que existimos como cidadãos. Os livros poeirentos arquivados em arranha-céus de prateleiras e que faziam espirrar, conservados por guardiões cinzentos que nos olhavam, autoritários, por cima dos óculos, foram transformados em megas, gigas e terabytes de informação e entraram num data center, um armário cheio de gavetinhas brancas e que com muitas luzes verdes intermitentes que vai mostrando o batimento cardíaco da Administração Pública das ilhas. A figura paleolítica do escrivão foi substituída por um jovem dinâmico, de sorriso no rosto e dedos ágeis a introduzir num qualquer teclado o pedido do cidadão. Estamos em Cabo Verde? Sim, estamos no começo do Cyber Islands. Impensável até há algum tempo atrás, esta é, no entanto, uma realidade cabo-verdiana que começou a ser construída, aos poucos, há uns anos atrás, para servir os cabo-verdianos e inserir este povo num mundo, o das novas tecnologias de informação e comunicação para pôr o mundo à distância de um click. E atravessa hoje o país todo, sem barreiras de tempo e de espaço, de Santo Antão a Brava, numa viagem de circum-navegação ao encontro de quem na «11ª ilha» ou em qualquer outro lugar do mundo queira conectar-se com os diversos serviços públicos cabo-verdianos. E é assim que nas entranhas da administração pública está a operar-se uma revolução silenciosa em Cabo Verde. Uma evolução que esta reportagem vai procurar retratar, até porque por ela e para ela Cabo Verde emerge na cena internacional como modelo a seguir. NOSI, O LÍDER REVOLUCIONÁRIO Todos os dias os cidadãos vão sabendo esta e aquela iniciativa do NOSI Núcleo Operacional para a Sociedade de Informação mas muito poucos sabem dizer ao certo qual é o trabalho desta unidade pública, enquanto os efeitos práticos do seu trabalho vão sendo desfrutados e incorporados no dia-a-dia do cabo-verdiano como se acontecesse por acaso. Assim, como quem toma um copo de água e só pensa que é 100% natural. Fala-se em empresas criadas num só dia, num tal porton di nos ilha, a lembrar a bela composição de Renato Cardoso que é um portal de acesso a um mundo infinito de informações e serviços. Sabe-se na comunicação social que o presidente da Microsoft para a África, Cheik Diarra, já por duas vezes veio a Cabo Verde apresentar o arquipélago como um exemplo a seguir pelos seus pares africanos na governação electrónica - numa dessas ocasiões trouxe uma delegação do Burkina-Faso que viu, encantada, a solução eficaz para vários projectos naquele país é o número de instalações de Internet em Cabo Verde em 2007, quase mais 5000 que no ano ,9% dos cabo-verdianos utilizam Internet, sendo que a faixa etária entre os 15 e os 24 anos (21%) é a que mais Apresentação da Empresa num dia no Congresso norte-americano, em Washington Eleito como país modelo de gestão financeira para 23 países das Caraíbas, que virão a Cabo Verde copiar a experiência nacional Caso de estudo do Banco Mundial recorre a esta ferramenta. CABO VERDE NO MUNDO A experiência da governação electrónica cabo-verdiana foi partilhada com o mundo e reconhecida como um exemplo a seguir: Caso de estudo da Kennedy School of Government, da Universidade Harvard, EUA Fórum de Massachusetts Transformar Cabo Verde numa ciber ilha de alta tecnologia em Outubro de 2006 Colóquio sobre administração das Indústrias de Alta Tecnologia para os Países de Língua Portuguesa em Shenzhen, China Congresso Internacional Sociedade e Governo Electrónico, em Brasília, Brasil Conferência Caminhos e oportunidades de investimento do sector das TIC para a África Ocidental, Gana Integração na Rede Comum de Conhecimento entre Portugal, Brasil e Cabo Verde

5 5 DE DEZEMBRO DE 2008 ECONOMIA 5 digitar, digitar O MUNDO EM CABO VERDE Cabo Verde levou a sua experiência pelo planeta fora, mas houve também quem viesse conhecer in loco o desenvolvimento nacional do sector das novas tecnologias: Delegação do Bentley College, Massachussets, EUA Presidente da Microsoft para África, Cheik Diarra Técnicos da Guiné-Bissau formam-se no NOSI Vice-secretário geral da União Internacional de Telecomunicações, Houlin Zhao Especialista da Estónia em governação electrónica, Linnar Viik Ministro da Administração Pública de São Tomé e Príncipe Jean de Dieu Somada, vice-presidente da CEDE- AO Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação Portuguesa, João Cravinho; e Secretária de Estado da Modernização Administrativa de Portugal, Maria Manuel Leitão Marques Delegação ministerial do Burkina-Faso Mas, afinal, que é o impacto real desta «revolução silenciosa» na vida do cidadão comum cabo-verdiano, que é ainda na sua maioria, um iletrado digital ou, por outras palavras, um info-excluído. O primeiro passo foi arrumar a casa. Uma luta titânica contra o papel foi então encetada pelo NOSI para transformar em formato digital os papéis que, além de ocuparem muito e muito espaço dificultavam o conhecimento. Sem borrões, sem gralhas, sem erros. A informatização dos Serviços de Registo, Notariado e Identificação, o guardião das linhas de vida (nascimento, casamento, morte, entre outras anotações) de tud criol desmaterializou os livros, e democratizou o acesso aos seus dados. A celeridade na obtenção de documentos aumentou a qualidade de vida dos cidadãos, que já não têm que se sujeitar às filas intermináveis dos Serviços de Registos, pontua Hélio Varela, gestor do NOSI. O Orçamento de Estado para 2009, aprovado na generalidade na semana passada pelo Parlamento, tem contribuições directas do MCA-CV e da União Europeia. E isto é resultado de uma outra frente desta revolução: alcançar uma gestão financeira do Estado eficaz e transparente, condição sine qua non para o país continuar a receber ajuda para o seu desenvolvimento. Aliás, Cabo Verde deve ao NOSI o facto de hoje receber as ajudas para o seu desenvolvimento directamente no seu orçamento, reforma das contas do Estado. Por exemplo, hoje toda a execução financeira é desmaterializada, o que quer dizer que quando um determinado serviço público manda comprar uma cadeira, a factura digitalizada é inserida no sistema, que depois passa por cinco ou seis pessoas para ser aprovada. Todo esse processo acontece sem nunca se recorrer ao papel. E é este tipo de soluções que, às vezes, do qual nem sequer nos apercebemos, porque acontecem dentro da estrutura do governo, diz Hélio Varela, que já esteve na House of Financial Service (Casa dos Serviços Financeiros), quando o Congresso norte-americano convidou Cabo Verde para apresentar o seu sistema financeiro como exemplo mundial. E que impactos trouxe esse sistema financeiro para Cabo Verde?, pergunta a si próprio o nosso entrevistado, orgulhoso do trabalho feito. Termos ganho o projecto do MCA, que é de 110 milhões de dólares. E esse montante foi disponibilizado ao nosso país para ser gerido directamente. Foi um verdadeiro voto de confiança, pois Cabo Verde tornou-se no primeiro país a quem os norte-americanos entregaram o dinheiro dos seus contribuintes, para gerir directamente, o normal é criarem estruturas à parte para fazer isso, conta. Com o sistema montado pelo NOSI esse controlo pode ser feito à distância por qualquer entidade, inclusive cidadãos particulares que queiram aceder à contabilidade do Ministério das Finanças. Um palmarés que muitos poucos países podem apresentar, daí a confiança dos EUA quando decidiu que Cabo Verde poderia, ele próprio, gerir os 110 milhões de dólares que o programa MCA colocava à sua disposição.

6 6 ECONOMIA 5 DE DEZEMBRO DE 2008 O diamante cabo-ve O FOWARD DA REVOLUÇÃO Com as contas a bater certo na casa principal, chegou então o momento de expandir essa harmonia na Administração Pública pelo país, fazendo-o chegar lá onde o Estado deve estar mais próximo dos cidadãos: os municípios. Aqui pretendia-se, em primeiro lugar, terminar com o corre-corre entre serviços, o pesadelo do não é aqui que tem que pagar esse imposto, é no outro balcão, e, segundo, tornar os serviços administrativos eficazes para levar mais dinheiro aos cofres municipais. É o caso de São Vicente, cuja Câmara Municipal conseguiu duplicar as suas receitas em muitos serviços. Até então, a autarquia mindelense tinha prazos para o pagamento de determinados impostos, que não coincidiam, por exemplo, com a estada dos emigrantes na ilha. Mas hoje em dia em São Vicente existe um sistema em que o cidadão poderá pagar os seus impostos a partir da Holanda, por exemplo, avança Hélio Varela. Contudo, ainda estamos longe de um cenário ideal, de rapidez e eficácia no tratamento de assuntos burocráticos nas autarquias. É que a informatização ainda está a dar os seus primeiros passos, e só com o tempo poderá apresentar resultados rentáveis. Até porque há ainda o factor humano, com uma ou outra resistência. Mas este trabalho nos municípios contempla também a instalação de praças digitais um pouco por todo o país. Quando a ideia surgiu na Cidade da Praia, ela foi alvo de comentários jocosos, fruto da descrença ou da dificuldade de uns em aceitar as novidades, já que para essas mentes, praças digitais seriam para países ricos. Hoje é ver as pessoas jovens estudantes sobretudo, com os seus laptop, a navegar na Praça Alexandre Albuquerque ou na Praça da Escola Grande, no Plateau. Todos viajam pelo mundo de informações e entretenimento, normalmente. Para Hélio Varela, essa febre de inovação é um sinal de eficácia de promover o acesso ao conhecimento e de quão grande tem sido o seu impacto na sociedade. E se conseguirmos colocar wireless nas praças de todo o país, Cabo Verde será dos poucos países no mundo a ter um nível tão alto de acessibilidade à Internet. Estas pessoas que hoje estão a navegar na Internet, acedendo eficazmente ao conhecimento, serão os nossos líderes de amanhã, congratula-se o gestor. E nestes dias que o NOSI completa 10 anos de vida, Cabo Verde já conta dez praças digitais, sete das quais inauguradas este mês. Praça Alexandre Albuquerque ou a Praça de Escola Grande, no Plateau, e Cruz do Papa, Achada de Santo António, Praia, Santa Catarina, Tarrafal, Mindelo, Brava, Mosteiros, São Filipe e Espargos. DISTINÇÕES - Quinto país africano em governação electrónica 2008, segundo o relatório de e-government das Nações Unidas - Considerado exemplo de utilização de open source (software livre) pela Joomla - Comunidade internacional que avalia os países que usam esta tecnologia - Referenciado como a melhor experiência no domínio das TIC em África, no II Fórum Africano de Melhores Práticas das TIC, que aconteceu em Ougadougou, Burkina-Faso

7 5 DE DEZEMBRO DE 2008 ECONOMIA 7 rdiano ALIANÇA COM UM GIGANTE CHAMADO MICROSOFT Um grande Centro Tecnológico, que vai integrar uma incubadora de empresas e empresários. Um novo Data Center do Estado e o NOSI. Nesse centro, estarão também representações de multinacionais como a CISCO e a HUAWEI, que vão a partir daqui difundir tecnologias para todo o mundo. Mais um episódio do tal filme de ficção científica? Também não. O início da construção deste parque que ficará situado na Achada Grande Trás, Praia está previsto para O Centro de Inovação da Microsoft é outra unidade que vai integrar esse parque tecnológico. No início deste ano, o NOSI assinou um acordo estratégico com a Microsoft foi negociado durante dois anos, e que vai permitir que as duas unidades cooperem em licenciamentos, serviços, reformulação de sistema, rede e central de dados. Jorge Lopes, coordenador do NOSI, explica que Cabo Verde está entre os primeiros países no que toca à governação electrónica, em África e no mundo, devido a adopção de medidas muito específicas. A construção de um centro de inovação Microsoft chega para complementar esforços na pesquisa da governação electrónica, documentar, mostrar avanços e conferir certificação às soluções desenvolvidas e poder exportá-las para outros países. Esta parceria quer também desenvolver as aptidões dos seus recursos humanos, pontua Jorge Lopes. Aqui, a Microsoft vai oferecer uma participação a Cabo Verde na Aliança Académica Internacional MSDN para que o nosso país possa lutar contra a ileteracia digital. Ora isto quer dizer que o NOSI e a Microsoft vão estabelecer currículos de disciplinas e conteúdos para o ensino secundário, que assentam sobretudo em plataformas e-learning. Nesse sentido, será criado um internato para estudantes, que acolherá alunos de fora e de dentro do país para estágios no Centro de Formação. E é aqui que entra o conceito de parceria para a sociedade de informação, que junta Estado, universidade e sector privado em prol do mesmo objectivo. E Jorge Lopes sublinha: Há a perspectiva de uma zona de intermediação entre a universidade e o mercado, em que os estudantes passam por um sistema de incubadora para se introduzirem no mercado. As áreas de intervenção dessa incubadora, prossegue Lopes, serão bem específicas e podem passar, por exemplo, pela produção de jogos para telemóveis de grandes multinacionais como a Motorola ou a Siemens. Eles fazem outsourcing destas actividades e nada nos impede de criar uma pequena unidade de produção com 15, 20 jovens. Proteger os direitos da propriedade intelectual é também uma das linhas orientadoras deste Acordo. Jorge Lopes esclarece que em Cabo Verde já há alguma produção de tecnologia, incipiente ainda, mas ela existe. E há que salvaguardar a nossa capacidade de proteger aquilo que produzimos. Há trabalhos de investigação, aqui no NOSI, por exemplo, que precisam ser protegidos sob pena da nossa criatividade ser apropriada por terceiros que têm mais capacidades de desenvolvimento. No sector privado, o Centro Tecnológico vai promover a qualificação de empresas locais a Microsoft dispõe de programas específicos para cada ramo de actividade através da unidade de certificação de empresas. Lopes avança que as pequenas empresas que queiram ter quadros qualificados poderão enviar os seus engenheiros para esta unidade, começando assim a integrar profissionais com o certificado Microsoft System Engineer (MSE). O DIAMANTE CABO-VERDIANO No nosso país, poucas foram as vozes que se levantaram para analisar, reconhecer e criticar as medidas relacionadas com as novas tecnologias, lamenta Hélio Varela. Mas como tudo em Cabo Verde, o reconhecimento vem de fora: o caso da NOSI não foge à regra. A revolução na vida e no conhecimento do homem destas ilhas continua a acontecer. Sim, enquanto o cabo-verdiano continua a olhar para ele com ar de displicente, quase como uma extravagância de gente lunática, as distinções, os elogios chovem além-fronteiras. Enfim, um trabalho, que quem está de fora já viu, mas que o cabo-verdiano ainda não se apercebeu ou não reconheceu. Fiquei deslumbrado quando visitei os laboratórios do NOSI. Pela primeira vez vi um sistema que vai permitir aos cidadãos de um país não terem que esperar em filas para fazer documentos ou pagar impostos. Esta afirmação é de Cheik Diarra, ex-responsável pelo departamento mais audaz da NASA aquele que enviou a sonda para Marte e presidente da Microsoft em África que já esteve duas vezes em Cabo Verde. E reconhecendo o que já existe por estas ilhas Diarra anunciou a instalação neste arquipélago do quinto centro de inovação Microsoft em África. A inovação e a criatividade são valores inquestionáveis. Vivemos numa fase em que o aumento da qualidade de vida dos cidadãos de um país é muito mais elevado a partir de uma simples ideia que atravessa as suas fronteiras, do que qualquer jazida de petróleo, ouro ou diamante, sublinha aquele astrofísico, tido como um dos grandes cientistas da actualidade. A filosofia de governação electrónica em Cabo Verde inspirou dois trabalhos de tese nos EUA. É o caso de estudo no MIT (Instituto de Tecnologia de Massachussets) e na Universidade de Harvard. No relatório das Nações Unidas o UN E-Government Survey 2008, do Governo Electrónico à Governação conectada o nosso país surge em quinto lugar no panorama africano de governação electrónica. Antes estão África do Sul e Egipto. Maria Manuel Leitão Marques, especialista em administração pública, e responsável pela instalação de um posto de atendimento da Casa do Cidadão em Portugal, dedicou uma crónica no Diário de Noticias à experiência cabo-verdiana. Marques defende que a racionalização de meios que demonstra e a visão integrada que partilha faz da governação electrónica cabo-verdiana um bom exemplo a seguir. É o reconhecimento, além fronteiras, da nova maneira cabo-verdiana de ser, dinâmica e inovadora, num trabalho todo ele baseado em mão-de-obra e criatividade made in Cabo Verde. UMA DÉCADA DO NOSI Sobe-se ao primeiro andar do Ministério das Finanças, virase à direita e um longo corredor leva-nos ao departamento onde está instalado o NOSI. Aqui respira-se um ar diferente do resto deste pesado edifício. É mais leve. Na recepção há um grande placar de cortiça, com fotos de festas e eventos onde nosianos e nosianas (como gostam de se apelidar) convivem. Mas também lá estão imagens da exportação cabo-verdiana do seu conhecimento. Fotos da China, Caraíbas, Brasil... Há sorrisos, apertos de mão, caras concentradas, poemas e private jokes que bem caracterizam o ambiente que se vive naquelas salas open space, onde a média de idades não deve passar os aos 35 anos. A juventude, onde está latente a irreverência e a criatividade, é a principal característica dos cerca de 60 trabalhadores do NOSI. Criado em 1998, o Núcleo Operacional para a Sociedade de Informação que comemorou os seus 10 anos neste mês de Novembro é o símbolo da já tradicional ousadia cabo-verdiana: primeiro foi semente lançada à terra seca. Depois foi planta crescendo indiferente à aridez da paisagem, as mudanças de ventos os partidos se sucederam e o NOSI continuou o seu caminho e à poeira dos dias, foi dando frutos cada vez mais grandes a ponto de não se parecerem nada ao chão que os gerou. E assim, transversal a todos os governos que, entretanto, passaram pela cadeira do poder, foram ano a ano arrumando a casa, sempre apostando numa equipa jovem e empreendedora. Mas nem tudo foram rosas. Primeiro viu-se na iniciativa um mero gastar de dinheiro quando o país tinha questões urgentes para resolver: pobreza, desemprego e até salários em atraso. Depois viu-se na empreitada um jobs for the boys. Até agência de espionagem chegaram a chamar-lhe. E entre um mimo e outro, uma função e outra estavam aqueles que apontavam o dedo acusando esse serviço de usurpar as funções adstritas ao sector privado tradicionalmente é quem toma as rédeas do upgrade das novas tecnologias e de tentar abafar a livre iniciativa privada e o mercado das novas tecnologias ao recrutar os melhores quadros nacionais da área. E frente a tantas críticas e controvérsias não restou outra opção ao NOSI senão afirmar-se como uma instituição forte no sector. É que a produção privada a nível das TIC s era não só insípida como residual. Portanto Cabo Verde devia inverter a tendência mundial e seguir o seu próprio caminho: em vez de ser o sector privado a puxar pelo público, aqui teve que ser o público a puxar pelo privado. E o tempo veio dar razão a esse input estatal. Tanto assim é que os gestores do NOSI já vieram várias vezes a público lamentar a fraca capacidade de reposta do mercado às demandas cada vez mais crescentes desta unidade. Dizem que querem fazer o outsourcing de actividades e não conseguem porque o mercado não tem como responder às suas necessidades. Isto numa realidade, em que uma empresa de informática dedica-se mais à venda de equipamento do que ao desenvolvimento de soluções informáticas. ALIANÇA DA GOVERNAÇÃO ELECTRÓNICA Foi também através de parcerias estratégicas com grandes deste mundo que a governação electrónica se afirmou no nosso país. Eis os djunta mon mais relevantes: - Parceria estratégica entre o governo e a Microsoft - Cooperações austríaca, francesa e espanhola (principalmente no projecto SIM) - Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento e Instituto Internacional de Língua Portuguesa - Multinacional chinesa HUAWEI - Empresa de software Oracle Systems Limited

8 8 ECONOMIA 5 DE DEZEMBRO DE 2008 A juventude ireverente do NOSI Principais frentes da revolução SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ORÇAMENTAL E FINANCEIRA Este sistema é uma das pedras basilares deste grande empreendimento que é a governação electrónica e da administração pública bem arrumadinha, sem lugar para as bagunças. É graças ao SIGOF que as instituições internacionais como o MCA e a União Europeia decidiram confiar os seus fundos directamente ao Orçamento de Estado de Cabo Verde. O processo é simples: os serviços da administração pública fazem os pedidos de despesa, que são registados, e o SIGOF controla se os mesmos têm cabimento orçamental. Dado o sinal verde, o sistema prepara os pagamentos, com cheques ou transferindo o montante. Todos os ministérios podem consultar, em tempo real, a respectiva execução orçamental, os extractos de contas e a conta corrente dos fornecedores. SISTEMA DE INFORMATIZAÇÃO DOS REGISTOS, NOTARIADO E IDENTIFICAÇÃO É uma ferramenta transversal a todos os sectores da administração pública, já que concentra em si todos os registos que vão pautando a vida de cada cidadão do nascimento ao óbito. Graças ao SIRNI, é possível, hoje, emitir uma certidão on-line na hora. Este sistema, implementado em todo o território nacional, encontra-se tecnicamente preparado para permitir aos hospitais fazer os registos de nascimento (já funciona no Hospital da Praia). Através dele as missões diplomáticas podem emitir certidões, as câmaras municipais servir de intermediários na requisição de registos prediais, etc, etc. CASA DO CIDADÃO A Casa do Cidadão é o lar desta revolução, onde o cidadão, através de um só balcão, pode aceder a um mundo de serviços. É a estrutura física do que já existe em megabytes e redes, no portondinosilha.cv. Na sua casa, o cidadão pode pedir certidões de nascimento, óbito, casamento on-line, criar uma empresa num dia, pagar electronicamente os seus impostos e ainda solicitar o Documento Único Automóvel (que junta registo e livrete da viatura). EMPRESA NO DIA Arrancou em Março de 2008 e deu um verdadeiro pontapé na morosidade burocrática que envolvia a criação de empresas em Cabo Verde -antes demorava cerca de 52 dias e agora se faz num dia. Começou com um balcão no Sal e hoje também já está na Praia, com mais de 360 empresas criadas. SISTEMA DE INFORMAÇÃO E RECENSEAMENTO ELEITORAL Foi o grande responsável pelo sucesso do recenseamento eleitoral feito em todo o país, imprimindo toda a transparência ao processo. Para satisfação geral, controlou duplas entradas e publicou em tempo útil todos os cadernos de recenseamento, afastando assim o fantasma da fraude. Este sistema não só faz a gestão do cadastro eleitoral, como também controla a introdução, também descentralizada, dos resultados eleitorais das mesas de voto, o seu processamento e compilação. Isso fez com que os resultados das últimas eleições ocorridas no país (autárquicas de Maio de 2008) fossem disponibilizados sob as mais diversas perspectivas estatísticas. SISTEMA DE INFORMAÇÃO MUNICIPAL o NOSI também contribui para a descentralização ao criar em alguns municípios um sistema autónomo que permite a gestão administrativa do território, dos recursos humanos e das taxas e impostos de cada autarquia. Até agora Praia, São Vicente e Sal já têm esta ferramenta totalmente implantada, o que implicou criar uma rede local de informação (que está sempre em comunicação com o poder central) e formar os funcionários camarários. Neste momento o SIM está a ser ultimado em oito municípios do interior de Santiago. A cooperação francesa está interessada em levar o sistema para São Nicolau e a espanhola quer fazer o mesmo na Boa Vista. Fonte: nosi.cv Presente! Hélio Varela E foi nestas ilhas parcas em recursos que a necessidade aguçou o engenho e fez homens e mulheres ousarem. Um recurso que aproveitado ao seu exponente máximo deu num Núcleo Operacional que arquitectou em Cabo Verde uma Sociedade de Informação. Neste núcleo estão unidos jovens de implícita irreverência e a sabedoria dos cabelos brancos de dois homens Hélio Varela e Jorge Lopes que imprimiram ao projecto a credibilidade para se afirmar em Cabo Verde. E de projecto, esta revolução silenciosa, está a tornar-se num dos sectores com maior potencialidade de desenvolvimento económico no país. Jorge Lopes

9 5 DE DEZEMBRO DE 2008 ECONOMIA 9 A nossa Casa Levantar o auscultador do telefone, discar Do outro lado da linha, uma voz saúda: Bem-vindo à Casa do Cidadão. Esta é uma das portas por onde todos nós podemos entrar, na casa que alberga os cabo-verdianos. Mas temos outras opções: a janela do site Porton di nos ilha ou as casas, físicas, com paredes, corredores e tecto, que já existem na ilha do Sal, na Cidade da Praia e, também, na 11ª ilha a diáspora (foi inaugurado há três semanas o balcão da Casa do Cidadão em Odivelas, Portugal). Na nossa casa podemos pedir certidões de nascimento, casamento ou de óbito, criar uma empresa, preencher formulários electrónicos para entregar à Direcção Geral das Contribuições e Impostos (DGCI), solicitar o Documento Único Automóvel, etc, enfim um mundo de serviços à distância de um clique. Um dos mais espectaculares quartos desta Casa do Cidadão é aquele onde podemos criar uma empresa num só dia. Aliás, é possível fazê-lo em 45 minutos. Entra-se na Casa, senta-se com a operadora que nos vai pedindo todos os dados e passo a passo, et voilá! o que antigamente demorava 52 dias a fazer, hoje acontece, num só dia. Para abrir a empresa, e arrancar imediatamente com o negócio. Até hoje, 362 empresas viram a luz do dia recorrendo a este serviço. 362 empresas criadas num só dia desde Março de 2008, quando o projecto arrancou no Sal

10 10 ECONOMIA 5 DE DEZEMBRO DE 2008 A Comodidade do Internet Banking O Internet Banking é a forma mais cómoda de fazer operações bancárias hoje em dia. A qualquer hora do dia ou da noite, um cliente pode fazer transferências nacionais e internacionais, verificar movimentos e agendar pagamentos. E este serviço já existe em Cabo Verde nos quatro bancos comerciais que operam no país, um dos quais já usa mesmo o Mobile Banking (funciona através do telemóvel). Eneias Rodrigues é designer gráfico e afirma que o Internet Banking mudou radicalmente a sua rotina. Antigamente sempre que queria tratar de alguma coisa no banco, tinha que perder uma manhã entre papéis e filas de espera. Hoje trato de todas as saídas e entradas de dinheiro sentado no computador e no conforto do meu quarto ou do meu escritório, conta. Mas aponta, pelas pessoas que conhece, ainda não há muita gente a aderir a esta forma de interagir com o banco. Para Eneias, a maioria das pessoas ainda precisa da segurança da sua presença física para ter a certeza do que acontece com o dinheiro delas. E ainda há algo que o faça ir ao banco? Sim, para fazer depósitos. Quanto ao sistema que é usado em Cabo Verde, Eneias Rodrigues enaltece uma característica que, na sua opinião, é melhor do que a usada nos EUA. Antes de confirmarmos uma transferência, por exemplo, existem várias perguntas de confirmação que securizam o sistema, conclui. 10,8% dos cabo-verdianos possuem computador em casa. 38,8% usa Internet nos Ciber centros espalhados pelo país 49,1% dos utilizadores de Internet em 104 ATM s, 952 terminais vinti4 e mais de 20 milhões de contos transaccionados Abrimos a carteira, está vazia. Sacamos um cartão de plástico, vamos ao ATM ou como é mais vulgar em Cabo Verde caixa vinti4 mais próximo e tiramos a maquia que precisamos. A nossa forma de lidar com o dinheiro mudou: as notas passam cada vez menos pelas nossas mãos, o nosso dinheiro é menos visível, sendo que vamos fazendo contas à vida através dos talões de movimentos que imprimimos nessas mesmas caixas ATM. Em Cabo Verde já existem 104 caixas vinti4, espalhadas um pouco por todo o país. Os 22 municípios têm pelo menos uma caixa. A Praia, como é obvio, lidera o ranking com 39 ATM s, seguida do Sal (com 14) e do Mindelo (com 13). Brava e Maio têm apenas um ATM. Os terminais vinti4 também proliferaram pelas lojas, restaurantes e hotéis do país. Já se contam 952 terminais, mais de metade deles instalados na Praia. O Sal tem 207, o Mindelo 133, a Boa Vista 44 e Santa Catarina 25. Idalina, dona de uma boutique no Plateau, quis instalar um terminal vinti4 no seu estabelecimento para dar mais comodidade aos seus clientes. Mas não é só por isso. Fiz essa opção também por questões de segurança. Hoje em dia as pessoas não querem andar com muito dinheiro na rua e esta é uma forma de ter o dinheiro na minha conta de uma forma rápida e segura, explica. Segundo o SISP, mais de 20 milhões de contos foram movimentados nos ATM s e nos terminais vinti4 desde o início do ano até Novembro de 2008, totalizando cerca de quatro milhões de operações feitas. Recorde-se que estas operações englobam não só os levantamentos e transferências de dinheiro como também o pagamento de serviços de electricidade, água e telefone. Cabo Verde fazem-no para trocar mensagens e depois para Educação e Investigação (36,2%) Quando o computador de Edna encaixa no protótipo de info-excluído: tem baixa escolaridade, um rendimento limitado e está pouco familiarizada com as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC). Podia ser, mas não é. Aquela máquina repetida em várias secretárias do local onde trabalha há muito que deixou de ser um complicador. Esta funcionária de limpeza trabalha numa empresa onde lhe é facilitado o acesso ao computador conectado à Internet. E usa-o para falar com o marido nos Estados Unidos, para trocar mensagens de amor e compartilhar os problemas com a educação dos filhos. Desde que descobriu a ferramenta poupa no telefone e sente-se mais perto do marido. A distância parece mais curta, sobretudo através do Windows Messenger. Edna junta-se assim aos quase 50% de cabo-verdianos que utilizam a Internet para troca de mensagens. E num país de emigrantes, com uma longa diáspora espalhada pelo mundo, o sucesso está garantido e a prova cabal é que Cabo Verde Ciber Island já está à porta. Porque quebram-se barreiras a do espaço e a do tempo e as pessoas vão fazer tudo para estarem mais unidas aos seus entes queridos que vivem na terra longe. Hoje Evna está apenas à distância de um click dos EUA, onde residem grande parte dos seus familiares e amigos. É pelo MSN que acompanha as suas vidas, que vê o novo penteado da sobrinha através da webcam, e que sabe dos últimos mexericos. Abre o computador, faz o sign in, vê quem está on-line. Chama alguém para a conversa e, assim, aprendeu a manipular o rato e a teclar no computador. Já não naufraga na Internet. NOVOS MEIOS DE SOCIALIZAÇÃO O MSN e os fóruns de fotos e troca de mensagens como o Hi5 e o Orkut são os novos meios de socialização dos jovens (e não só) que a cada dia que passa ganham

11 5 DE DEZEMBRO DE 2008 ECONOMIA 11 ixa de ser complicado mais importância no seio da comunidade cabo-verdiana e do mundo. Hoje em dia é rara a pessoa que não tem a sua conta de Hi5, onde partilha as fotos das últimas paródias e acontecimentos especiais. É um ponto de encontro cibernético, tão importante como os físicos, porque também lá os jovens procuram aceitação. Na realidade, no Hi5 (tal como o Orkut) é mais popular aquele que tem mais visitas registadas, mais fives (classificação que as pessoas lhe dão) e mais comentários. Mas se por um lado esta é mais uma forma das pessoas conviverem globalmente juntado todos os dias quem, à partida não se veria durante anos por outro lado, o MSN/ Hi5 pode também ter um efeito pernicioso. Didier Patrick de Figueiredo Andrade está a estudar em Portugal e é através do MSN que vai convivendo com os seus amigos espalhados pelo mundo. Fala para esta reportagem pelo MSN. Conta que começou a usar este programa Quem imaginaria, há apenas dez anos atrás, ver a escuridão da noite entrecortada pelas luzes brancas emanadas dos laptop, enquanto dedos navegam por esse universo paralelo que é a Internet? Quem adivinharia que um caboverdiano em Lisboa, Estocolmo ou Pequim teria no prazo de uma hora a sua certidão de nascimento na mão? É o admirável mundo novo a intalar-se em Cabo Verde. de troca de mensagens há quatro anos, quando se tornou moda em Cabo Verde. É muito mais cómodo falar com alguém através do computador, onde apenas digitas. Não tens que enfrentar a pessoa cara a cara e, por isso, é mais fácil para conviver e expressar, afiança, antes de garantir: muito dos meus amigos de hoje conheci-os primeiro através do MSN/Hi5 e depois ao vivo. Didier tem, contudo, bem presente o lado pernicioso desta ferramenta: Há cada vez mais jovens que deixam de comunicar cara a cara e passam a viver neste mundo on-line e tantas vezes virtual, alheando-se dos problemas, incompatibilidades e desencontros deste mundo que é bem real, com as suas frustrações também. Daí a necessidade de haver um equilíbrio no uso do computador e das suas ferramentas. Ai se tudo fosse tão bonito e só de cores vivas e alegres como o computador nos mostra. Internet ainda é cara em Cabo Verde Os preços da Internet em Cabo Verde são um dos grandes entraves ao acesso à rede que globalizou ainda mais o mundo, consideram os entendidos no desenvolvimento das TIC no país. Não fosse o seu custo os cabo-verdianos estariam mais conectados com o mundo. O elevado custo da internet deve-se principalmente à insípida concorrência que ainda se verifica no sector. Hoje a CV Multimédia é a grande empresa de distribuição de Internet no país, concorre com CV Wifi (que funciona apenas em São Vicente) e com a Cabocom (ilha do Sal). Se falarmos na ADSL fornecida pela CV Multimédia (serviço de Internet de banda larga cada vez mais procurado no país - em 2007, havia 3833 instalações, mais 358 que as de Dial up), os preços da assinatura base podem ir dos escudos (que corresponde a mil megas por mês) até aos (10 mil megas/mês). Não é fácil comparar os preços taxados pela CV Multimédia com os das outras operadoras, já que elas utilizam formas distintas de cobrar os seus serviços. Contudo, a Cabocom, por exemplo, compensa quando se necessita de tráfico ilimitado, facilidade que a CV Multimédia ainda não disponibiliza. Assim, por escudos tem-se acesso a uma largura de banda de 256 kb, com download liberalizado. Já a Wifi, que tem como público-alvo o mundo empresarial, oferece pacotes que podem ir dos 5 mil escudos aos 50 mil, conforme os Kb desejados. Bancos e Lojas facilitam créditos para a compra de equipamento informático Sabendo a onda informática que sacode o país, bancos e lojas mutiplicam-se em acordos para facilitar o sonho do momento: a compra de um computador para ter em casa, para estudar, para levar para a escola, para investigar... para navegar na onda do mundo. E nesse corrida ao ouro, os jovens e alunos são maioria. Os dados mostram que o contágio está a generalizar-se a cada dia que passa. E que ninguém escapa a esse poder avassalador da internet. Os velhos muito menos. O programa Um portátil, um aluno, - que surge de uma parceria entre a Universidade Piaget, a Soproinf e o Banco Interatlântico - em que o aluno paga o seu computador em 42 prestações (em três anos e meio) de 1900 escudos mensais, através de uma linha de crédito, é um exemplo desta adaptação aos novos tempos. Enfim sinais dos tempos em que o nível de conforto das pessoas não se mede pelo número de pares de sapatos e as vezes que muda a mobília da casa mas sim pelos gigas que têm lá em casa no computador dos filhos. Agora até os pedidos de encomenda no estrangeiro mudaram: o computador portátil encabeça a lista das prioridades. A Caixa Económica de Cabo Verde também lançou recentemente o seu produto Credimultimédia, que se destina a estudantes universitários e do ensino secundário, a professores e profissionais ligados à educação e formação profissional. O montante máximo é de 400 mil escudos e pode pagar-se até 48 meses (quatro anos).

O e-gov em Portugal. Fórum Vale do Minho Digital Melgaço 30 de Setembro de 2008

O e-gov em Portugal. Fórum Vale do Minho Digital Melgaço 30 de Setembro de 2008 O e-gov em Portugal Fórum Vale do Minho Digital Melgaço 30 de Setembro de 2008 O Plano Tecnológico é uma estratégia de mudança da base competitiva através do conhecimento, tecnologia e inovação 2 Conhecimento

Leia mais

Emprego e Formação Profissional

Emprego e Formação Profissional (%) Emprego e Formação Profissional Panorama: Maio 2010 Emprego: taxa de desemprego a 13,1% em 2010 O Instituto Nacional de Estatística, INE, apresentou os resultados da primeira fase do Inquérito ao Emprego

Leia mais

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias BANDA LARGA

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias BANDA LARGA 03 DE DEZZEMBRO 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

Entrevista com Clínica Maló. Paulo Maló CEO. www.clinicamalo.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com Clínica Maló. Paulo Maló CEO. www.clinicamalo.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com Clínica Maló Paulo Maló CEO www.clinicamalo.pt Com quality media press para LA VANGUARDIA Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As respostas que aqui figuram em linguagem

Leia mais

Internet que dá tudo por Cabo Verde. Dá tudo por Cabo Verde

Internet que dá tudo por Cabo Verde. Dá tudo por Cabo Verde mundo sapo a Internet que dá tudo por Cabo Verde Dá tudo por Cabo Verde A Internet que dá tudo por Cabo Verde Tudo por Cabo Verde Sociedade da informação, pioneirismo e inovação No teni tudu!!! Informação

Leia mais

PT Wi-Fi: Internet em Movimento

PT Wi-Fi: Internet em Movimento PT Wi-Fi: Internet em Movimento Clipping de Media (05 a 09 de Dezembro de 2003) Meio: Diário Económico Data: 09 de Dezembro de 2003 Pág.: 6 Meio: Jornal de Negócios Data: 09 de Dezembro de 2003 Pág.: 8

Leia mais

Plano tecnológico? Ou nem tanto?

Plano tecnológico? Ou nem tanto? Plano tecnológico? Ou nem tanto? WEB: ÉDEN?APOCALIPSE? OU NEM TANTO? Plano Tecnológico Mas, Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, além deste Contrato, o Novo Contrato para a Confiança, o nosso

Leia mais

A solução de mobilidade que lhe permite executar e controlar, de forma eficaz, a Gestão Comercial e a Tesouraria da sua empresa, através da Internet

A solução de mobilidade que lhe permite executar e controlar, de forma eficaz, a Gestão Comercial e a Tesouraria da sua empresa, através da Internet PHC dgestão DESCRITIVO A qualquer momento e onde quer que esteja, o PHC dgestão permite introduzir e consultar clientes, fornecedores, artigos e documentos de facturação, encomendas e compras, guias de

Leia mais

Uma conversa entre empresas e professores - os desafios da empregabilidade

Uma conversa entre empresas e professores - os desafios da empregabilidade Uma conversa entre empresas e professores - os desafios da empregabilidade No passado dia 15 de Novembro, a Share Associação para a Partilha de Conhecimento e a Faculdade de Ciências da Universidade de

Leia mais

As A p s e p c e t c os o s Só S c ó i c o o P r P of o iss s i s on o a n i a s s d a d a I nf n or o mát á ica c 2º Trabalho Prático Abril de 2007

As A p s e p c e t c os o s Só S c ó i c o o P r P of o iss s i s on o a n i a s s d a d a I nf n or o mát á ica c 2º Trabalho Prático Abril de 2007 Aspectos Sócio Profissionais da Informática 2º Trabalho Prático Abril de 2007 Sumário Estratégia de Lisboa Plano Tecnológico Visão Geral Prioridades Alguns Resultados Ideias de Negócio Referências Bibliográficas

Leia mais

Amares Anos 60 Festas de S. António Foto Kim Amares Amares na actualidade Arquivo BE ESA

Amares Anos 60 Festas de S. António Foto Kim Amares Amares na actualidade Arquivo BE ESA Amares Anos 60 Festas de S. António Foto Kim Amares Amares na actualidade Arquivo BE ESA Meio século pode ser um tempo relativamente curto em termos históricos, mas é um tempo suficiente para provocar

Leia mais

Serviços Cloud e a Modernização da AP

Serviços Cloud e a Modernização da AP Jorge Lopes - NOSi Serviços Cloud e Modernização da AP MODELO INTEGRADO DE GOVERNAÇÃO ELETRÓNICA Promover a governança eletrônica como a melhor oportunidade para desencadear a transformação organizacional

Leia mais

PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO

PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO A noção de Empreendedorismo, como uma competência transversal fundamental para o desenvolvimento humano, social e económico, tem vindo a ser reconhecida

Leia mais

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Centro Cultural de Belém, Lisboa, 11 de Outubro de 2006 Intervenção do Secretário

Leia mais

Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1

Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1 Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1 A maior Ambição do Homem é querer Colher aquilo que Não Semeou. Hebert Schiavelli (Empreendedor) Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade

Leia mais

Gabinete do Governador e dos Conselhos

Gabinete do Governador e dos Conselhos Discurso do Governador do Banco de Cabo Verde, Carlos Burgo, no acto de inauguração da nova agência do Banco Africano de Investimento no Plateau, Cidade da Praia, 5 de Fevereiro de 2010. 1 Exmo. Sr. Presidente

Leia mais

A gestão comercial e financeira através da Internet

A gestão comercial e financeira através da Internet PHC dgestão A gestão comercial e financeira através da Internet A solução de mobilidade que permite introduzir e consultar clientes, fornecedores, artigos, documentos de facturação, encomendas, compras,

Leia mais

Geografia A. * Análise de Notícias. Escola ES/3 de Carvalhos Março 2007

Geografia A. * Análise de Notícias. Escola ES/3 de Carvalhos Março 2007 Escola ES/3 de Carvalhos Março 2007 Geografia A * Análise de Notícias Natureza das notícias: socio-económica Localização temporal: actualidade Localização espacial: Europa Jornal: Expresso Data de edição:

Leia mais

Governação Eletrónica em São Tomé e Príncipe José Manuel M. Costa Alegre Instituto de Inovação e Conhecimento São Tomé e Príncipe

Governação Eletrónica em São Tomé e Príncipe José Manuel M. Costa Alegre Instituto de Inovação e Conhecimento São Tomé e Príncipe Governação Inteligente para Liderar o Futuro Governação Eletrónica em São Tomé e Príncipe José Manuel M. Costa Alegre Instituto de Inovação e Conhecimento São Tomé e Príncipe PERCURSO DO GOVERNO ELECTRONICO

Leia mais

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 5: Serviços Bancários

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 5: Serviços Bancários Educação Financeira Crédito Consignado Módulo 5: Serviços Bancários Objetivo Conscientizar nossos clientes sobre os serviços bancários e as funções de cada funcionário O conteúdo deste material é baseado

Leia mais

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE A LINK THINK AVANÇA COM PROGRAMA DE FORMAÇÃO PROFISSONAL PARA 2012 A LINK THINK,

Leia mais

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012 NOS@EUROPE O Desafio da Recuperação Económica e Financeira Prova de Texto Nome da Equipa GMR2012 Alexandre Sousa Diogo Vicente José Silva Diana Almeida Dezembro de 2011 1 A crise vista pelos nossos avós

Leia mais

Nova revolução para pequenas empresas. O nascimento de uma nova estratégia de negócios

Nova revolução para pequenas empresas. O nascimento de uma nova estratégia de negócios O DADO DAS EMPRESAS Nova revolução para pequenas empresas O trabalho é uma parte necessária e importante em nossas vidas. Ele pode ser o caminho para que cada trabalhador consiga atingir seu potencial

Leia mais

A Estratégia de Lisboa. Plano Tecnológico. e o. Évora, SI@P 17 de Outubro de 2008

A Estratégia de Lisboa. Plano Tecnológico. e o. Évora, SI@P 17 de Outubro de 2008 A Estratégia de Lisboa e o Plano Tecnológico Évora, SI@P 17 de Outubro de 2008 1. Estratégia de Lisboa Estratégia de Lisboa : uma resposta a novos desafios A Globalização e a emergência de novas potências

Leia mais

ESTATÍSTICA DO MERCADO DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS ACESSÍVEIS AO PÚBLICO EM CABO VERDE ANO DE 2011

ESTATÍSTICA DO MERCADO DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS ACESSÍVEIS AO PÚBLICO EM CABO VERDE ANO DE 2011 ESTATÍSTICA DO MERCADO DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS ACESSÍVEIS AO PÚBLICO EM CABO VERDE ANO DE 2011 INDICADORES ESTATÍSTICOS DO ANO DE 2011 Índice INTRODUÇÃO... 2 1. PANORAMA GERAL SOBRE O

Leia mais

Empreender na Aposentadoria

Empreender na Aposentadoria Empreender na Aposentadoria A Terceira Idade Produtiva Profª Carla Rufo Instituto Federal de São Paulo campus São Carlos profcarla_r@hotmail.com Parece filme de terror... O Brasil possui atualmente 17,9

Leia mais

FICHA DE CADASTRO EMPRETEC. Município Data: / /

FICHA DE CADASTRO EMPRETEC. Município Data: / / FICHA DE CADASTRO EMPRETEC Município Data: / / Caro Empreendedor, Obrigado por seu interesse pelo Empretec, um dos principais programas de desenvolvimento de empreendedores no Brasil e no Mundo! As questões

Leia mais

O RISCO SEMPRE EXISTIU E ESTAMOS TODOS SUJEITOS A ELE

O RISCO SEMPRE EXISTIU E ESTAMOS TODOS SUJEITOS A ELE 64 CAPA ENTREVISTA AMÍLCAR SILVA, PRESIDENTE, E NÍRIA ORAMALU, COORDENADORA DO NÚCLEO DE ESTUDOS E ESTATÍSTICAS DA ABANC O RISCO SEMPRE EXISTIU E ESTAMOS TODOS SUJEITOS A ELE Na sede da Associação Angolana

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da fábrica da Dell no Brasil

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da fábrica da Dell no Brasil Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da fábrica da Dell no Brasil Hortolândia-SP, 14 de maio de 2007 Excelentíssimo deputado Arlindo Chinaglia, presidente

Leia mais

IX Colóquio Direitos Humanos na Ordem do Dia promovido pelo Grupo Parlamentar Português para a População e Desenvolvimento

IX Colóquio Direitos Humanos na Ordem do Dia promovido pelo Grupo Parlamentar Português para a População e Desenvolvimento IX Colóquio Direitos Humanos na Ordem do Dia promovido pelo Grupo Parlamentar Português para a População e Desenvolvimento Lançamento do Relatório 2014 do UNFPA Painel: Jovens em Portugal Da Oportunidade

Leia mais

Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia.

Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia. Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia. Bem-vindos à Conferência da ANACOM. Antes de mais gostaria de agradecer

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Eng. Mário Lino

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Eng. Mário Lino INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Eng. Mário Lino por ocasião da Cerimónia de Abertura do Diálogo Estratégico sobre as Tecnologias da Informação e

Leia mais

Simplex Exportações Exportações mais Simplex

Simplex Exportações Exportações mais Simplex Simplex Exportações Exportações mais Simplex Este é o primeiro SIMPLEX dedicado a um tema específico: as EXPORTAÇÕES. É por isso um programa diferente. Mais participado e feito em verdadeira co produção:

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 03 de Dezembro de 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

Licenciamento comercial online chega a todo país Jornal Negócios 09-03-15 Filomena Lança filomenalanca@negocios.pt MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA

Licenciamento comercial online chega a todo país Jornal Negócios 09-03-15 Filomena Lança filomenalanca@negocios.pt MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA Licenciamento comercial online chega a todo país Jornal Negócios 09-03-15 Filomena Lança filomenalanca@negocios.pt MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA Contribuintes podem ir ao site do Fisco nos Espaços do Cidadão

Leia mais

GUIA PARA COMPRA ONLINE

GUIA PARA COMPRA ONLINE GUIA PARA COMPRA ONLINE www.tipsal.pt QUEM SOMOS A TIPSAL - Técnicas Industriais de Protecção e Segurança, Lda foi fundada em 1980. Somos uma empresa de capitais exclusivamente nacionais com sede social

Leia mais

visão global do mundo dos negócios

visão global do mundo dos negócios Senhor Primeiro Ministro Senhor Ministro da Saúde Senhor Presidente da AM Senhor Presidente do CA da Lenitudes Senhores Deputados Srs. Embaixadores Srs. Cônsules Senhores Vereadores e Deputados Municipais

Leia mais

MENSAGEM DO PRESIDENTE2012

MENSAGEM DO PRESIDENTE2012 1. Pela 12 ª vez relatamos atividades e prestamos contas. Este é dos actos mais nobres de um eleito, mostrar o que fez, como geriu o dinheiro dos cidadãos, dar transparência à governação. Constitui um

Leia mais

Realidade Empresarial,Globalização da Informação e Segurança

Realidade Empresarial,Globalização da Informação e Segurança Culture OnLine, 5-7.6 Realidade Empresarial,Globalização da Informação e Segurança Peering down the Wormhole Dr. Susan Hazan Filomena Pedroso Realidade Empresarial em Portugal Incerteza nos mercados recomenda

Leia mais

Inovação pode poupar. dinneiro

Inovação pode poupar. dinneiro Textos ANA SOFIA SANTOS Fotos PAULO VAZ HENRIQUES novação disruptiva é "aquela que permite tornar bens e serviços complexos e caros em bens e serviços simples e baratos". Marta Temido, presidente da presidente

Leia mais

Denominação Social Sogei Engenharia e Construção, SA Sede: Av. Cidade de Lisboa Edifício Águia R/C Chã de Areia Praia Santiago CP 426/A Natureza

Denominação Social Sogei Engenharia e Construção, SA Sede: Av. Cidade de Lisboa Edifício Águia R/C Chã de Areia Praia Santiago CP 426/A Natureza Denominação Social Sogei Engenharia e Construção, SA Sede: Av. Cidade de Lisboa Edifício Águia R/C Chã de Areia Praia Santiago CP 426/A Natureza Jurídica S.A. Sociedade Anónima Telefone: (+238 2602200)

Leia mais

Guião para as ferramentas etwinning

Guião para as ferramentas etwinning Guião para as ferramentas etwinning Registo em etwinning Primeiro passo: Dados de quem regista Segundo passo: Preferências de geminação Terceiro passo: Dados da escola Quarto passo: Perfil da escola Ferramenta

Leia mais

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Eng. Mário Lino. Cerimónia de Abertura do WTPF-09

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Eng. Mário Lino. Cerimónia de Abertura do WTPF-09 INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Eng. Mário Lino Cerimónia de Abertura do WTPF-09 Centro de Congressos de Lisboa, 22 de Abril de 2009 (vale a versão

Leia mais

Registos: Seguramente

Registos: Seguramente Registos: Seguramente mais simples 2005-2008 Três anos de simplificação na Justiça Desmaterialização, eliminação e simplificação de actos e processos na Justiça O projecto Desmaterialização, eliminação

Leia mais

Entrevista com i2s. Luís Paupério. Presidente. www.i2s.pt. (Basada en oporto) Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com i2s. Luís Paupério. Presidente. www.i2s.pt. (Basada en oporto) Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com i2s Luís Paupério Presidente www.i2s.pt (Basada en oporto) Com quality media press para LA VANGUARDIA Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As respostas que aqui figuram

Leia mais

Bom dia, Senhoras e Senhores. Introdução

Bom dia, Senhoras e Senhores. Introdução Bom dia, Senhoras e Senhores Introdução Gostaria de começar por agradecer o amável convite que o Gabinete do Parlamento Europeu em Lisboa me dirigiu para participar neste debate e felicitar os organizadores

Leia mais

Empowering People O Poder das Pessoas

Empowering People O Poder das Pessoas A Minha Escola Nada é difícil se for dividido em pequenas partes. Henry Ford " Empowering People O Poder das Pessoas 2 Já se imaginou a ter o seu próprio centro de formação, a sua escola?! Gostaria de

Leia mais

Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail...

Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail... FACEBOOK Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail... 8 Características do Facebook... 10 Postagens... 11

Leia mais

Dos documentos que se seguem quais os necessários para abrir uma conta num banco?

Dos documentos que se seguem quais os necessários para abrir uma conta num banco? Quais as principais funções de um banco? A Captar depósitos e gerir a poupança dos seus clientes. B Conceder empréstimos a empresas, particulares e ao Estado. C Disponibilizar meios e formas de pagamento

Leia mais

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA 2015 CONSTITUIÇÃO DO JÚRI Joaquim Sérvulo Rodrigues Membro da Direcção da COTEC Portugal, Presidente do Júri; Carlos Brazão Director Sénior de Vendas

Leia mais

Manual do usuário do Portal Gemas da Terra

Manual do usuário do Portal Gemas da Terra Rede Gemas da Terra de Telecentros Rurais Manual do usuário do Portal Gemas da Terra Versão 1.0 Agosto de 2006. Rede Gemas da Terra de Telecentros Rurais Transferindo Poder para as Comunidades Rurais Através

Leia mais

Competitividade e Inovação

Competitividade e Inovação Competitividade e Inovação Evento SIAP 8 de Outubro de 2010 Um mundo em profunda mudança Vivemos um momento de transformação global que não podemos ignorar. Nos últimos anos crise nos mercados financeiros,

Leia mais

A costa da África pode ser um foco da indústria no futuro próximo;

A costa da África pode ser um foco da indústria no futuro próximo; Fleury Pissaia * Entre 2011 e 2015, investimento previsto no setor industrial é de R$ 600 bilhões. Desse montante, indústria do petróleo representa 62%. No mesmo período, R$ 750 bilhões serão alocados

Leia mais

Nori Lermen Quer Revolução no ATM

Nori Lermen Quer Revolução no ATM Nori Lermen Quer Revolução no ATM Em entrevista exclusiva à Relatório Bancário, o novo presidente da ATP, Nori Lermen, revelou as intenções da empresa brasiliense em ir além do fornecimento de serviços

Leia mais

Impacto das Novas Tecnologias na Contabilidade. A. Domingues de Azevedo

Impacto das Novas Tecnologias na Contabilidade. A. Domingues de Azevedo Tecnologias na Contabilidade 1 SUMÁRIO 1. Introdução Impacto das Novas 2. Impacto das Novas Tecnologias na Economia e na Sociedade a) A Empresa na Hora b) A Empresa On-line c) A informação Empresarial

Leia mais

Inicio (http://www.correiobraziliense.com.br/euestudante/) / Capa (http://www.correiobraziliense.com.br/euestudante/) / Um novo empresário

Inicio (http://www.correiobraziliense.com.br/euestudante/) / Capa (http://www.correiobraziliense.com.br/euestudante/) / Um novo empresário 1 de 5 09/07/2015 17:27 /euestudante/) (http://www2.correioweb.com.br /assinantecb /faleconosco_new.php?servico=9) Inicio /euestudante/) / Capa /euestudante/) / Um novo empresário Espaço do Empreendedor

Leia mais

Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal

Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal À margem do Fórum promovido pela Associação Mais Portugal Cabo Verde, que o trouxe

Leia mais

Através de projectos estruturantes, 1. construir as referências da modernidade dos países e das regiões, 2. criar redes sólidas de suporte ao

Através de projectos estruturantes, 1. construir as referências da modernidade dos países e das regiões, 2. criar redes sólidas de suporte ao Desenvolvimento Através de projectos estruturantes, 1. construir as referências da modernidade dos países e das regiões, 2. criar redes sólidas de suporte ao desenvolvimento económico, 3. mobilizar os

Leia mais

O CRM não é software; é uma nova filosofia

O CRM não é software; é uma nova filosofia O CRM não é software; é uma nova filosofia Provavelmente todos concordam que a ferramenta da hora é o CRM, sigla em inglês para gestão de relacionamento com o cliente. No entanto, oito em cada dez tentativas

Leia mais

, como desenvolver o seu primeiro infoproduto

, como desenvolver o seu primeiro infoproduto Olá! Seja bem-vindo a essa série de três vídeos, onde eu quero mostrar exatamente como criar, como desenvolver e como fazer um marketing do seu próprio produto digital, criando um negócio altamente lucrativo

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico CUSTOMER SUCCESS STORY Abril 2014 Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico PERFIL DO CLIENTE Indústria: Mídia Companhia: Valor Econômico Funcionários:

Leia mais

Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico

Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico RESUMO EXECUTIVO Objetivo Melhorar a vida dos moradores e ajudálos a serem bem-sucedidos na

Leia mais

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS QUE OPORTUNIDADES PÓS-LICENCIATURA ESPERAM? EXPECTATIVAS QUE INQUIETAÇÕES TÊM OS ALUNOS DE DC? MADALENA : M QUAL É A TUA PERSPECTIVA DO MERCADO

Leia mais

O aumento da força de vendas da empresa

O aumento da força de vendas da empresa PHC dcrm O aumento da força de vendas da empresa O enfoque total na actividade do cliente, através do acesso remoto à informação comercial, aumentando assim a capacidade de resposta aos potenciais negócios

Leia mais

Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer.

Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer. CAPITULO 3 Ele não é o Homem que eu pensei que era. Ele é como é. Não se julga um Homem pela sua aparência.. Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer. Eu costumava saber como encontrar

Leia mais

A solução que permite controlar e executar remotamente a assistência técnica da empresa, contribuindo para um melhor serviço ao Cliente

A solução que permite controlar e executar remotamente a assistência técnica da empresa, contribuindo para um melhor serviço ao Cliente PHC dsuporte Interno DESCRITIVO O módulo PHC dsuporte Interno é uma ferramenta essencial para o técnico gerir o seu dia-a-dia, permitindo desempenhar um melhor serviço aos Clientes, aumentar o know-how

Leia mais

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2008

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2008 Sociedade da Informação e do Conhecimento 04 de Novembro 2008 Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2008 Banda larga presente em 86% dos agregados domésticos

Leia mais

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1 Entrevista G1.1 Entrevistado: E1.1 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 51 anos Masculino Cabo-verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : São Tomé (aos 11 anos) Língua materna:

Leia mais

A sua empresa precisa de mudar a imagem?

A sua empresa precisa de mudar a imagem? Precisa de um site? A sua empresa precisa de mudar a imagem? Pretende divulgação? Estamos ao seu dispor para resolver estas questões!! Comunicação Publicidade Promoção de Produtos Pacotes Internet Precisa

Leia mais

GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS NET

GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS NET GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS NET 1 SEJA BEM-VINDO à net! Caro cliente, Este guia foi desenvolvido para você conhecer um pouco mais sobre os produtos e serviços NET que estão à sua disposição. Aproveite

Leia mais

LIÇÃO 2 Esteja Preparado

LIÇÃO 2 Esteja Preparado LIÇÃO 2 Esteja Preparado Lembra-se do dia em que começou a aprender a ler? Foi muito difícil, não foi? No princípio não sabemos nada sobre leitura. Depois ensinaramlhe a ler as primeiras letras do alfabeto.

Leia mais

MANIFESTO. A voz dos adultos aprendentes nas acções de alfabetização na Europa

MANIFESTO. A voz dos adultos aprendentes nas acções de alfabetização na Europa QUEM SOMOS NÓS? MANIFESTO A voz dos adultos aprendentes nas acções de alfabetização na Europa Somos adultos que participam em acções de alfabetização oriundos da Bélgica, França, Alemanha, Irlanda, Holanda,

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012 06 de novembro de 2012 60% das pessoas dos 16 aos 74 anos utilizam Internet

Leia mais

Richard Uchôa C. Vasconcelos. CEO LEO Brasil

Richard Uchôa C. Vasconcelos. CEO LEO Brasil Richard Uchôa C. Vasconcelos CEO LEO Brasil O tema hoje é engajamento, vamos falar de dez maneiras de engajar o público em treinamentos a distância. Como vocês podem ver, toda a minha apresentação está

Leia mais

O dentista que virou dono de restaurante chinês 1

O dentista que virou dono de restaurante chinês 1 O dentista que virou dono de restaurante chinês 1 O cirurgião dentista Robinson Shiba, proprietário da rede China In Box, em 1992 deixava de exercer sua profissão como dentista para inaugurar a primeira

Leia mais

MINISTÉRIO da SAÚDE. Gabinete do Secretário de Estado da Saúde INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE

MINISTÉRIO da SAÚDE. Gabinete do Secretário de Estado da Saúde INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE APRESENTAÇÃO DO PRONTUÁRIO TERAPÊUTICO INFARMED, 3 DE DEZEMBRO DE 2003 Exmo. Senhor Bastonário da Ordem dos Farmacêuticos Exmo. Senhor Bastonário

Leia mais

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL. Ciberespaço: Liderança, Segurança e Defesa na Sociedade em Rede

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL. Ciberespaço: Liderança, Segurança e Defesa na Sociedade em Rede INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL 7º EIN Simpósio Internacional Ciberespaço: Liderança, Segurança e Defesa na Sociedade em Rede Lisboa, Academia Militar,

Leia mais

www.economiaemercado.sapo.ao Agosto 2015

www.economiaemercado.sapo.ao Agosto 2015 54 CAPA www.economiaemercado.sapo.ao Agosto 2015 CAPA 55 ENTREVISTA COM PAULO VARELA, PRESDIDENTE DA CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA PORTUGAL ANGOLA O ANGOLA DEVE APOSTAR NO CAPITAL HUMANO PARA DIVERSIFICAR

Leia mais

SAP Customer Success Story Turismo Hotel Urbano. Hotel Urbano automatiza controle financeiro e internaliza contabilidade com SAP Business One

SAP Customer Success Story Turismo Hotel Urbano. Hotel Urbano automatiza controle financeiro e internaliza contabilidade com SAP Business One Hotel Urbano automatiza controle financeiro e internaliza contabilidade com SAP Business One Geral Executiva Nome da Hotel Urbano Indústria Turismo Produtos e Serviços Comercialização online de pacotes

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2010

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2010 05 DEE NOVVEEMBBRRO DEE 2010 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2010 Metade dos agregados domésticos em Portugal

Leia mais

PHC TeamControl CS. A gestão de equipas e de departamentos

PHC TeamControl CS. A gestão de equipas e de departamentos PHC TeamControl CS A gestão de equipas e de departamentos A solução que permite concretizar projetos no tempo previsto e nos valores orçamentados contemplando: planeamento; gestão; coordenação; colaboração

Leia mais

Aviso Legal...6. Sobre o autor... 7. Prefácio... 8. 1. Empreendimento Online Por Que Criar Um?... 11. 2. Importação Seus Mistérios...

Aviso Legal...6. Sobre o autor... 7. Prefácio... 8. 1. Empreendimento Online Por Que Criar Um?... 11. 2. Importação Seus Mistérios... Conteúdo Aviso Legal...6 Sobre o autor... 7 Prefácio... 8 1. Empreendimento Online Por Que Criar Um?... 11 2. Importação Seus Mistérios... 14 2.1 Importar é Legal?... 15 2.2 Por Que Importar?... 15 2.3

Leia mais

UNIDADE 2 Empreendedorismo

UNIDADE 2 Empreendedorismo UNIDADE 2 Empreendedorismo O mundo tem sofrido inúmeras transformações em períodos de tempo cada vez mais curtos. Alguns conceitos relativos à administração predominaram em determinados momentos do século

Leia mais

Faces da Classe Média. Fevereiro de 2014

Faces da Classe Média. Fevereiro de 2014 Faces da Classe Média Fevereiro de 2014 Nos últimos anos o Brasil passou por uma das mais profundas mudanças de sua história 2 Pirâmide Losango AB AB Alta C DE Crescimento da Classe Média C DE Média Baixa

Leia mais

Um poderoso instrumento de mudança

Um poderoso instrumento de mudança Um poderoso instrumento de mudança José Tribolet Professor Catedrático de Sistemas de Informação do Instituto Superior Técnico Presidente do INESC, Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores Há

Leia mais

É uma rede mundial de computadores ligados entre si. INTERNET

É uma rede mundial de computadores ligados entre si. INTERNET INTERNET O QUE É A INTERNET? O QUE É NECESSÁRIO PARA ACEDER À INTERNET? QUAL A DIFERENÇA ENTRE WEB E INTERNET? HISTÓRIA DA INTERNET SERVIÇOS BÁSICOS DA INTERNET 2 1 INTERCONNECTED NETWORK INTERNET A Internet

Leia mais

Conferência Internacional Os Regimes Cambiais face aos Desafios da Economia de Cabo Verde

Conferência Internacional Os Regimes Cambiais face aos Desafios da Economia de Cabo Verde Conferência Internacional Os Regimes Cambiais face aos Desafios da Economia de Cabo Verde (No Âmbito das Comemorações dos 10 Anos da Assinatura do Acordo de Cooperação Cambial) SESSÃO DE ABERTURA Intervenção

Leia mais

Mercado Único Digital Conferência ANACOM "Regulação no novo ecossistema digital. Centro Centro Cultural de Belém (CCB) Lisboa, 22 de Setembro 2015

Mercado Único Digital Conferência ANACOM Regulação no novo ecossistema digital. Centro Centro Cultural de Belém (CCB) Lisboa, 22 de Setembro 2015 Mercado Único Digital Conferência ANACOM "Regulação no novo ecossistema digital. Centro Centro Cultural de Belém (CCB) Lisboa, 22 de Setembro 2015 Mário Campolargo Director, NET Futures European Commission

Leia mais

A pesquisa de campo foi realizada com questões para os núcleos administrativo, pessoal e acadêmico e procura explorar duas situações distintas:

A pesquisa de campo foi realizada com questões para os núcleos administrativo, pessoal e acadêmico e procura explorar duas situações distintas: 4 Pesquisa de campo Neste capitulo será apresentado o resultado dos questionários da pesquisa de campo que serviu para o estudo de caso. A coleta de dados será dividida em: Núcleo administrativo Núcleo

Leia mais

visite o nosso site em:

visite o nosso site em: 1 O QUE É A BOLSA DE VALORES? As bolsas de valores são mercados secundários especialmente organizados onde são transaccionados valores mobiliários. Trata-se de mercados estruturados e dotados de instrumentos

Leia mais

Deutsche Welle Learning By Ear Aprender de Ouvido Empregos 03: Engenheiro TI

Deutsche Welle Learning By Ear Aprender de Ouvido Empregos 03: Engenheiro TI Deutsche Welle Learning By Ear Aprender de Ouvido Empregos 03: Engenheiro TI Texto: Richard Lough [pronuncia-se Loque] Redacção: Ulrich Neumann, Maja Dreyer Tradução: Madalena Sampaio 1 Voz para Intro

Leia mais

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa, ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa, ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade O módulo PHC dcrm permite aos comerciais da sua empresa focalizar toda a actividade no cliente, aumentando a capacidade de resposta aos potenciais negócios da empresa. PHC dcrm Aumente o potencial da força

Leia mais

vidas tecnologia salva Quando a Inovação

vidas tecnologia salva Quando a Inovação Inovação Quando a tecnologia salva vidas Sistema da Central de Transplantes do Estado de São Paulo, com tecnologia Microsoft, torna mais ágil e segura a administração das filas de pacientes que esperam

Leia mais

Departamento de Engenharia Informática Universidade de Coimbra 3030 Coimbra, Portugal ralberto@student.dei.uc.pt

Departamento de Engenharia Informática Universidade de Coimbra 3030 Coimbra, Portugal ralberto@student.dei.uc.pt &RPpUFLRHOHFWUyQLFRSULQFLSDLVTXHVW}HVHVXDGLYXOJDomRHP 3RUWXJDO SRU 5RGULJR$OEHUWR$OPHLGD%DSWLVWD Departamento de Engenharia Informática Universidade de Coimbra 3030 Coimbra, Portugal ralberto@student.dei.uc.pt

Leia mais

Na faculdade (Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz") fui muito bem recebida, a professora que me orientou esteve sempre disponível, os

Na faculdade (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz) fui muito bem recebida, a professora que me orientou esteve sempre disponível, os O que me levou a participar no programa de mobilidade foi a vontade de sair do país, aproveitando as oportunidades daí decorrentes, para ver como é lá fora, poder ter um termo de comparação, além da oportunidade

Leia mais

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso.

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. Cliocar Acessórios: A construção de um negócio A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. 2 Conteúdo Resumo executivo... 2 Conhecendo o mercado... 2 Loja

Leia mais