Curso de Especialização Lato Sensu em Gestão Pública GUIA DO ESTUDANTE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curso de Especialização Lato Sensu em Gestão Pública GUIA DO ESTUDANTE"

Transcrição

1 ESPECIALIZAÇÃO Curso de Especialização Lato Sensu em Gestão Pública GUIA DO ESTUDANTE 2014

2 Copyright 2014, Instituto Federal de Santa Catarina - IFSC. Todos os direitos reservados. Edição adaptada ao novo projeto gráfico e instrucional do Departamento de Educação a Distância - EaD - IFSC.

3 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO CENTRO DE REFERÊNCIA EM FORMAÇÃO E EAD Ficha Técnica e Institucional [ Reitoria ] Maria Clara Kaschny Schneider [ Pró-Reitoria ] Daniela de Carvalho Carrelas [ Diretoria do Centro de Referência em Formação e EaD ] Gislene Miotto Catolino Raymundo [ Chefia do Departamento de Educação a Distância - EaD/IFSC ] Carlos Alberto da Silva Mello [ Coordenação do Curso de Especialização Lato Sensu em Gestão Pública ] Felipe Cantório Soares [ Coordenação de Tutoria do Curso de Especialização Lato Sensu em Gestão Pública ] Gustavo Tanus Martins [ Coordenação - Produção de Materiais Didáticos - EaD/IFSC ] Ana Karina Corrêa EDIÇÃO 2014 [ Conteúdo ] Cátia Weber Daniella de Cássia Yano Delma Cristiane Morari Gustavo Tanus Martins Felipe Cantório Soares [ Design Instrucional ] Stefany Bueno Miguel [ Design Gráfico ] Rafael Martins Alves [ Capa ] Airton Jordani Jardim Filho [ Editoração Eletrônica ] Felipe Augusto Franke [ Revisão Gramatical ] Sandra Beatriz Koelling [ Imagens ] Shutterstock <http://www.shuterstock.com/> Free Images <http://freeimages.com/>

4 Prezado(a) estudante, Este guia tem por objetivo oferecer informações que lhe permitam melhor compreensão sobre a estrutura e o funcionamento do Curso de Especialização em Gestão Pública, Pós- Graduação Lato Sensu, ofertado na modalidade de Educação a Distância (EaD) do IFSC, instituição na qual, agora, você se vincula como estudante. Seja muito bem-vindo(a)!

5 Guia do Estudante 5 Sumário 1. Os Cursos de Especialização na Modalidade EaD do IFSC 2. O Curso de Especialização Lato Sensu em Gestão Pública O Estudante Ferramentas Pedagógicas e Tecnologia EaD Sistema de Avaliação Requerimentos 35 Referências 44

6

7 Guia do Estudante 7 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO PÚBLICA Guia do Estudante Os Cursos de Especialização na Modalidade EaD do IFSC A seguir, conheça um pouco mais sobre os cursos de especialização que o IFSC oferece na modalidade EaD.

8 Cursos ofertados pelo IFSC Os cursos de especialização, pós-graduação lato sensu, ofertados pelo Departamento de Educação a Distância do IFSC, em convênio com a Universidade Aberta do Brasil (UAB), estão inseridos em uma ação estratégica que implementa a democratização do acesso e interiorização da educação profissional, científica e tecnológica, como política pública de educação gratuita e de qualidade. Assim, as atividades propostas em cada curso visam propiciar oportunidades para o

9 Guia do Estudante 9 desenvolvimento das habilidades desejáveis aos profissionais de cada área, por meio de tecnologias de informação e comunicação. Os professores têm contato direto com os estudantes, por meio de atividades síncronas semanais - com interação imediata, simultânea e em tempo real (por videoconferência e chat) - e assíncronas, em que a comunicação é realizada em momentos diferentes ( , fórum de discussão e outros). Nos momentos presenciais, síncronos e assíncronos, são utilizadas metodologias que promovem a discussão e reflexão conceitual bem como ações práticas de aplicação nos laboratórios equipados com computadores. São empregados programas específicos por conteúdo, conforme a necessidade de cada Unidade Curricular (UC), termo como são conhecidas as disciplinas no IFSC.

10

11 Guia do Estudante 11 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO PÚBLICA Guia do Estudante O Curso de Especialização Lato Sensu em Gestão Pública A seguir, você verá uma breve apresentação da organização pedagógica do curso de Especialização Lato Sensu em Gestão Pública informando o que vem a ser o curso, seus objetivos, público-alvo, estrutura curricular, carga horária, horário de funcionamento e a equipe que o auxiliará em seus estudos.

12 Conhecendo o curso O curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão Pública propõe atualizar e especializar os profissionais, de forma que possam desenvolver novos conhecimentos e utilizar as tecnologias mais recentes em seu ambiente de trabalho, na gestão de organizações públicas, capacitando-os a entender e atuar em gestão de processos e de projetos e na resolução de problemas inerentes às atividades de gestão, objetivando qualificação especializada na gestão pública.

13 Guia do Estudante 13 Objetivos Formar profissionais com visão no desenvolvimento de processos de gestão e de novas tecnologias, capazes de utilizar ferramentas de gerenciamento, controle e avaliação; Atualizar os conhecimentos técnicos do aluno, favorecendo sua inserção no novo contexto profissional e da gestão pública; e Capacitar os alunos a adquirir visão sistêmica de processos e propor soluções alternativas melhores no contexto de trabalho e de atendimento às necessidades dos cidadãos dentro da Administração Pública. Público-alvo Este curso de Especialização em Gestão Pública é destinado a portadores de diploma de graduação que exerçam atividades de gestão, preferencialmente, no setor público. Estrutura curricular e carga horária O Curso de Especialização em Gestão Pública possui carga horária total de 570 horas. O tempo de duração do curso é de dezoito meses, sendo doze meses para a integralização das unidades curriculares e seis meses para a elaboração da monografia.

14 MÓDULOS UNIDADES CURRICULARES CARGA HORÁRIA MÓDULO I Nivelamento Introdução à Informática e Ambiente Virtual de Ensino- Aprendizagem (AVEA) 30h TOTAL 30h Estado, Governo e Mercado 30h O Estado e os Problemas Contemporâneos 30h Desenvolvimento e Mudanças no Estado Brasileiro 30h MÓDULO II Fundamentação Teórica Políticas Públicas O Público e o Privado na Gestão Pública 30h 30h Planejamento Estratégico Governamental 30h Indicadores Socioeconômicos na Gestão Pública 30h Metodologia Científica 30h TOTAL 240h

15 Guia do Estudante 15 Elaboração do Projeto de Intervenção 60h* Plano Plurianual e Orçamento Público 45h MÓDULO III Formação Específica Comportamento Organizacional Cultura e Mudança Organizacional 30h 30h Gestão Operacional 45h Gestão de Redes Públicas de Cooperação 30h Gestão Logística 30h TOTAL 240h MÓDULO IV TCC Metodologia Científica Elaboração do TCC 30h 60h TOTAL 90h TOTAL DE CARGA HORÁRIA DO CURSO 570h

16 Horário de funcionamento As interações acontecem no seu Polo de Apoio Presencial em data e horário pré-estabelecido no início de cada turma. No entanto, no período noturno, os tutores presenciais estão no polo para auxiliá-lo no que for preciso. A equipe Para o bom funcionamento deste curso, há um grande número de profissionais que trabalham de modo articulado. O curso conta com: equipe de produção de materiais pedagógicos, suporte na área de tecnologia de informação e comunicação, coordenador de curso, coordenador de tutoria, pessoal do apoio administrativo e da secretaria

17 Guia do Estudante 17 acadêmica, professores, tutores a distância, tutores presenciais, coordenadores e equipe de apoio presencial dos polos. No Polo de Apoio Presencial, você encontrará o coordenador do polo, a equipe de apoio administrativo (secretário, bibliotecário e técnico em informática) e equipe de apoio pedagógico (formada por tutores presenciais). Os tutores presenciais são acompanhados pelos tutores a distância que, por sua vez, estão relacionados às equipes: administrativa, pedagógica e de suporte tecnológico do Departamento de Educação a Distância do IFSC.

18

19 Guia do Estudante 19 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO PÚBLICA Guia do Estudante O Estudante Nesta seção, serão apresentados os seus direitos e deveres durante o curso.

20 Direitos e deveres Durante o curso você é estimulado a assumir um papel ativo no decorrer das atividades, para que possa se tornar agente de sua própria aprendizagem, na perspectiva da busca contínua de construção do conhecimento. Dessa forma, é importante que você usufrua, de forma responsável e autônoma, dos meios e ferramentas pedagógicas disponibilizadas que visam ao desenvolvimento da capacidade de buscar, selecionar e interpretar informações relevantes ao seu aprendizado.

21 Guia do Estudante 21 São seus direitos: Ter acesso a ensinamentos atualizados bem como ao cumprimento, pelo IFSC, da carga horária constante do Projeto Pedagógico do Curso (PPC). Ser tratado com respeito e igualdade de condições, em qualquer situação. Usufruir dos serviços de apoio pedagógico e/ou técnicoadministrativo, quando necessário. Requerer, em formulário apropriado, direitos e dispositivos previstos no PPC. Apresentar críticas e sugestões visando melhorar a gestão educacional e o processo de ensino-aprendizagem. São seus deveres: Tratar com respeito todos os integrantes da comunidade acadêmica. Ser cordial tanto na comunicação síncrona quanto na assíncrona. Zelar pelo patrimônio e colaborar com a manutenção da limpeza e conservação das instalações físicas do Polo de Apoio Presencial. Zelar pelo nome e imagem do IFSC junto à comunidade. Participar das atividades programadas com assiduidade e pontualidade. Participar de atividades de grupo, quando previstas. Ser colaborativo, cooperativo e pró-ativo dentro de uma ética sociocultural de trabalho individual e em equipe pactuada nos ambientes virtual (Moodle) e físico dos polos. Atender aos requisitos legais e éticos das comunidades acadêmico-científicas, no que tange à realização de pesquisas teóricas e/ou aplicadas, bem como o pleno respeito e atenção aos direitos de autoria estabelecidos na legislação vigente.

22

23 Guia do Estudante 23 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO PÚBLICA Guia do Estudante Ferramentas Pedagógicas e Tecnologia EaD Para atender à proposta pedagógica, o curso oferece como ferramentas o livro didático de cada unidade curricular - impresso - e outros materiais disponibilizados no ambiente virtual. Nesta seção serão apresentadas essas ferramentas.

24 Ferramentas de apoio ao estudante Como ferramentas pedagógicas para este curso a distância você contará com: Livros, textos, artigos, videoaulas entre outros materiais (impressos e virtuais): são materiais elaborados pelos professores e por outras instituições, disponibilizados com o intuito de orientar a aprendizagem em cada área do conhecimento.

25 Guia do Estudante 25 Ambiente Virtual de Ensino e Aprendizagem (AVEA) Moodle: é a sala de aula virtual e deve ser visitada frequentemente. No Moodle, você encontrará todas as informações necessárias para um bom desempenho no curso e nas unidades curriculares. É nesse ambiente que acontecem os fóruns de discussões, as postagens das atividades obrigatórias e complementares e as interações com professores, professor orientador de monografia, estudantes, tutores, etc. No AVEA, você poderá acessar: Calendário escolar anual; Período de realização dos módulos; Tabela de distribuição das unidades curriculares e respectivos horários; Material didático complementar interativo (vídeos, slides, videoaulas etc.); Atividades obrigatórias e complementares; Divulgação de gabaritos (se for o caso); Acompanhamento dos conceitos obtidos; Fórum de discussão; Fórum de dúvidas; Chat. [ Quando você realiza a matrícula, é gerado um login e senha de acesso para permitir a interação com seus professores, tutores e colegas no ambiente virtual. ] [ As aulas ministradas por videoconferência ficam gravadas, podendo ser assistidas sempre que houver interesse, mediante solicitação ao tutor presencial. ]

26

27 Guia do Estudante 27 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO PÚBLICA Guia do Estudante Sistema de Avaliação Nesta seção, você encontrará informações sobre a avaliação e os instrumentos avaliativos utilizados neste curso.

28 A avaliação e o processo de construção do conhecimento A avaliação do processo de construção do conhecimento nos cursos de especialização a distância do IFSC pretende ser um meio que possibilite a identificação do desenvolvimento de competências (atitudes, conhecimentos e habilidades). O parâmetro para a avaliação terá como fundamento o perfil profissional delineado para o egresso. Os instrumentos de avaliação são utilizados de acordo com a natureza da UC e, de maneira geral, podem englobar: trabalhos individuais e/ou em equipe, pesquisas, provas e testes dirigidos (presenciais e a distância), projetos, chats, fóruns de discussão, relatórios, entre outros.

29 Guia do Estudante 29 A avaliação da aprendizagem do estudante será feita nas formas on-line e presencial, conforme prevê a legislação e levará em conta: a participação do estudante nas atividades presenciais; a participação do estudante nas atividades on-line; a execução e entrega das tarefas propostas dentro do prazo estipulado; as provas escritas de caráter individual e presencial, conforme dispõe a Resolução nº 1/ 2007, artigo 6º, do Conselho Nacional de Educação. Art. 6º parágrafo único: Os cursos de pósgraduação lato sensu oferecidos a distância deverão incluir, necessariamente, provas presenciais e defesa presencial individual de monografia ou trabalho de conclusão de curso. O resultado da avaliação será expresso pelos conceitos: Conceito Excelente Proficiente Suficiente Insuficiente Símbolo E P S I

30 Instrumentos de avaliação Os estudantes serão avaliados pelos seguintes instrumentos: Prova presencial; Atividade obrigatória; Atividade complementar; Controle de frequência. a) Prova Presencial (PP) Representa parte do conceito final da UC. É oferecida apenas uma vez em cada UC. A abrangência do conteúdo é definida pelo professor. É realizada de forma individual e presencial. O conceito mínimo para aprovação é Suficiente (S). É importante ressaltar que o caráter individual/ presencial desse momento avaliativo repercute em sua forma de execução e, assim, ao se submeter a ele, você, estudante, deverá realizá-lo sem portar quaisquer tecnologias de informação e comunicação (tablets, smartphones, celulares e computadores pessoais em rede, etc.) que descaracterizam o processo de elaboração pessoal e autêntica da tarefa avaliativa proposta na PP. Situações em contrário serão de responsabilidade e orientação expressa do professor.

31 Fique atento! Guia do Estudante 31 Se você não pôde estar presente na data da PP e possui justificativa legal comprovada (original ou cópia com carimbo confere com original ), terá a possibilidade de fazer Prova de Segunda Chamada (P-2Ch). Para isso, deverá preencher o requerimento de solicitação da P-2Ch, escanear esse requerimento com o atestado e enviar via para a coordenação de tutoria no prazo máximo de 72 horas. Após esse procedimento, você deve deixar, o mais breve possível, os documentos originais no polo de apoio presencial. Atenção: Caso não apresente a justificativa com comprovação legal, você terá somente a oportunidade de realizar a Prova de Recuperação. Se obtiver desempenho Insuficiente (I) na Prova Presencial (ou de segunda chamada), e atender à exigência de frequência mínima (FS) na UC, você poderá realizar Prova de Recuperação, que substituirá o conceito da prova anterior. As provas de Segunda Chamada e de Recuperação acontecerão em datas previstas no calendário do curso ou agendadas pela coordenação. b) Atividade Obrigatória (AO) Representa parte do seu conceito final na UC. Poderá ser realizada de forma individual ou em equipe, a critério do professor. No caso de atividade em equipe, é de responsabilidade de todos os integrantes zelarem pelo cumprimento do prazo. O número de AO é definido em cada UC. [ Caso você obtenha desempenho Insuficiente (I) no CF-AO, ou não realize uma das AO, terá direito à Recuperação de Atividade Obrigatória, que será realizada de forma individual. ]

32 A avaliação das atividades obrigatórias culminará em um único conceito final (CF-AO), resultante da composição dos conceitos de cada AO. Você deverá obter, no mínimo, conceito Suficiente (S) no CF-AO. c) Atividade complementar (AC) [ Em todos os instrumentos de avaliação será atribuída a sigla NF (não fez) quando a prova ou a atividade não tiver sido realizada. Essa atribuição será utilizada como controle de realizações das atividades de avaliação. ] Servirá de apoio ao professor na atribuição do conceito final do estudante na UC, isto é, o conceito final de aprovação (S ou P) poderá ser elevado mediante a execução correta das AC. Poderá ser realizada de forma individual ou em equipe, a critério do professor. Cada AC será computada como: atividade cumprida (superou os parâmetros mínimos estabelecidos para a atividade), atividade parcialmente cumprida (atingiu os parâmetros mínimos estabelecidos para a atividade) e atividade não cumprida (não atingiu os parâmetros mínimos estabelecidos para a atividade). As atividades complementares são isentas de recuperação e não poderão substituir e nem compensar as atividades obrigatórias, pois cada uma delas possui objetivos pedagógicos distintos. Pedido de recurso [ Outras formas de solicitação de recurso não serão analisadas pela coordenação. ] Você poderá fazer pedido de recurso, referente às atividades avaliativas, sempre que considerar procedente. Para tal solicitação, deverá, exclusivamente:

33 Guia do Estudante 33 Enviar à coordenação de tutoria em até 48 (quarenta e oito) horas após a divulgação dos resultados; Incluir como título (assunto) do Solicitação de Recurso; No corpo da mensagem, demonstrar, de forma clara e objetiva, a situação que, a seu ver, impede a correta atribuição do conceito [ Casos especiais, de estudantes que não atingirem o percentual mínimo de frequência, devidamente justificados, serão avaliados pela coordenação do curso. ] d) Frequência A frequência mínima exigida é de 75% nas atividades presenciais e a distância. Composição do Conceito Final da Unidade Curricular (CF-UC) O CF-UC será composto por: Conceito final das atividades obrigatórias; Conceito da prova presencial (ou de segunda chamada ou de recuperação); Frequência. [ Convém lembrar que o cumprimento das atividades complementares contribui para o seu conceito final. ] Para ser aprovado, o estudante deverá ter frequência mínima de 75% e obter, pelo menos, rendimento Suficiente (S) no conceito final das atividades obrigatórias e na prova presencial (ou de segunda chamada ou de recuperação). Em caso de reprovação em uma ou mais disciplinas, o estudante poderá refazê-la(s) quando ocorrer nova oferta do curso no polo de apoio presencial em que estiver(em) sendo oferecida(s), não necessariamente no mesmo polo da oferta em andamento.

34

35 Guia do Estudante 35 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO PÚBLICA Guia do Estudante Requerimentos Para solicitar algum documento, seja ele atestado de frequência, atestado de matrícula, trancamento ou histórico escolar, você terá que considerar alguns regimentos e leis. Veja a seguir.

36 Requerimentos Para solicitar algum documento referente ao curso, você deverá informar seu tutor presencial e o mesmo dará os devidos encaminhamentos. Abono e justificativa de faltas Se você não compareceu na data da interação síncrona e possui justificativa legal comprovada (original ou cópia com carimbo confere com original ), deverá preencher o requerimento de justificativa de falta, escanear esse requerimento junto com o atestado e enviar via para a coordenação de tutoria no prazo máximo de 72 horas. Após esse procedimento, você deve deixar, o mais breve possível, os documentos originais no polo de apoio presencial.

37 Guia do Estudante 37 Da diferença entre abono e justificativa de faltas O abono permite a substituição do registro de uma ausência por presença, enquanto que a justificativa mantém o registro da ausência com a possibilidade de ser autorizada a entrega da atividade acadêmica que não foi realizada pelo motivo da falta. Do direito ao abono de falta (por força de lei) No Ensino Superior, os únicos abonos de falta acadêmica referenciados legalmente são os seguintes: a) Estudante integrante da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - CONAES/Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior SINAES, de acordo com da Lei , de 14/04/04, art. 7º, 5º: As instituições de educação superior deverão abonar as faltas do estudante que, em decorrência da designação de que trata o inciso IV do caput deste artigo, tenha participado de reuniões da CONAES em horário coincidente com as atividades acadêmicas. b) Estudante matriculado em órgão de formação de reserva, conforme o decreto-lei nº 715, de 30/07/69, art. 1º, 4º: Todo convocado matriculado em Órgão de Formação de Reserva que seja obrigado a faltar a suas atividades civis, por força de exercício ou manobras, ou reservista que seja chamado, para fins de exercício de apresentação das reservas ou cerimônia cívica, do Dia do Reservista, terá suas faltas abonadas para todos os efeitos.

38 Para ambos os casos, é necessária a apresentação do devido comprovante. A lei não ampara o militar de carreira, portanto as suas faltas, mesmo que independentes de sua vontade, não terão direito a abono. Do direito à justificativa de falta (por força de lei) Embora sem abono de faltas, a legislação vigente permite Regime Especial de Estudos (atividades compensatórias, i nclusive domiciliares) para os seguintes casos: a) Convocações diretas e irrevogáveis a servidores públicos federais, estaduais e municipais, comprovadas pelo estudante por meio de documentos legais. b) Tratamento de Saúde. O atestado médico deverá ser apresentado à coordenação do curso com a especificação do problema, em conformidade com a Classificação Internacional de Doenças CID, bem como o tempo de afastamento necessário. c) Licença Maternidade, em conformidade com a Lei nº 6.202, de 17/04/75: Art. 1º A partir do oitavo mês de gestação e durante três meses a estudante em estado de gravidez ficará assistida pelo regime de exercícios domiciliares instituído pelo Decreto-lei número 1.044, 21 de outubro de Parágrafo único. O início e o fim do período em que é permitido o afastamento serão determinados por atestado médico a ser apresentado à direção da escola. Art. 2º Em casos excepcionais devidamente comprovados mediante atestado médico, poderá ser aumentado o período de repouso, antes e depois do parto.

39 Guia do Estudante 39 Parágrafo único. Em qualquer caso, é assegurado às estudantes em estado de gravidez o direito à prestação dos exames finais. Da falta sem aparo legal O estudante que possuir falta sem amparo legal deverá, se necessário, apresentar justificativa a ser analisada pela coordenação do curso. [ O estudante deverá requerer regime especial de estudos no início do impedimento. ]

40 Trancamento De acordo com a Resolução CEPE/IFSC 105, de 18/08/2011, art.14, 2º: É vedado o trancamento de matrícula, seja isoladamente ou no conjunto dos componentes curriculares. A coordenação, com o objetivo de conhecer os motivos da desistência, solicita que esses estudantes preencham um requerimento com essas informações. Quando acontecer uma nova oferta do curso, em caso de existência de vagas disponíveis, os estudantes que desistiram ou reprovaram, poderão solicitar retorno para a conclusão do curso. Validação de Unidade Curricular É permitido o aproveitamento de estudos de componente(s) cursado(s) em cursos de pósgraduação nesta ou em outra instituição de Ensino Superior, desde que não ultrapasse

41 Guia do Estudante 41 30% (trinta por cento) do total de horas do curso. Cabe destacar que a unidade curricular Metodologia Científica possui um conteúdo programático totalmente voltado para a elaboração de sua monografia. Ela é fundamental para que você conheça o formato que deverá ser trabalhado em sua pesquisa e, ainda, funciona como um elemento que integra todas as outras Unidades Curriculares. Durante a construção do projeto de curso, essa Unidade Curricular foi concebida como uma das mais importantes para que você consiga adequar sua pesquisa às exigências do IFSC. O pedido deverá ser efetuado em requerimento próprio, preenchido no polo com o auxílio da equipe de tutoria, e encaminhado em até 10 dias do início da Unidade Curricular. O requerimento deverá ser acompanhado de: Histórico escolar do estudante, devidamente carimbado e assinado pela instituição emitente. O histórico deve conter a legenda dos conceitos atribuídos. Planos de ensino da instituição emitente referentes às unidades curriculares (disciplinas) que o estudante cursou e deseja validar. Os documentos deverão estar devidamente carimbados e assinados em todas as vias. [ A nomenclatura das unidades curriculares utilizadas no plano de ensino e no histórico escolar deverá ser compatível. Em caso de não semelhança, é necessário que a instituição emita uma declaração de equivalência. ]

42

43 Guia do Estudante 43 Caro (a) estudante, É um prazer tê-lo(a) conosco nesta caminhada para juntos construirmos novos conhecimentos que auxiliarão na sua formação como gestor, contribuindo para sua atuação profissional voltada para um serviço público de qualidade. Aproprie-se das melhores estratégias de estudo com ética, autonomia, colaboração, cooperação, respeito mútuo, buscando fontes seguras em suas produções acadêmicas, com referência autoral e de normas na legislação vigente, enfim, apropriando-se do conhecimento com qualidade e responsabilidade na construção de seu perfil formativo. Desejamos-lhe êxito nessa trajetória que será alcançada com o pleno apoio do coletivo profissional do curso, quer em sua assistência presencial ou a distância. Conte conosco neste processo! Equipe de Coordenação do Curso

44 Referências BRASIL. Ministério da Educação. Lei , de 14/04/04. Institui o Sistema Nacional de Avaliação de Educação Superior (SINAES) e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ ccivil_03/_ato /2004/lei/l htm>. Acesso em: 21 jul Congresso Nacional. Decreto-lei 1.044/69. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/del1044.htm>. Acesso em: 21 jul Congresso Nacional. Lei 6.202, de 17/04/75. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/del1044.htm>. Acesso em: 21 jul Congresso Nacional. Decreto-Lei 715, de 30/07/69. Disponível em: <http://www.unioeste.br/prg/download/decreto_lei_715-69_e_ nota_ale.pdf>. Acesso em: 21 jul INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA (IFSC). Resolução CEPE/ IFSC 105, de 18/08/2011, art.14. Disponível em <http://cs.ifsc.edu.br/ portal/files/resolucao_cepe_2011_105.pdf>. Acesso em: 21 jul Regimento Didático Pedagógico (RDP). Disponível em: <http://florianopolis.ifsc.edu.br/images/stories/sitepdf/odp_2009. pdf>. Acesso em: 21 jul

Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL

Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL A DIRETORA DA ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS no exercício de suas atribuições legais, com fundamento no art. 65, inciso II da Lei

Leia mais

MÓDULO EaD 2013 PROCAED Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento Educacional do IFSC

MÓDULO EaD 2013 PROCAED Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento Educacional do IFSC INSTITUTO EDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA IC PRO-REITORIA DE ENSINO DEPARTAMENTO DE EaD PRO-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO MÓDULO EaD 2013 PROCD Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento

Leia mais

Salvador, Bahia Quarta-feira 16 de Abril de 2014 Ano XCVIII N o 21.405 EDITAL Nº 034/2014

Salvador, Bahia Quarta-feira 16 de Abril de 2014 Ano XCVIII N o 21.405 EDITAL Nº 034/2014 Salvador, Bahia Quarta-feira 16 de Abril de 2014 Ano XCVIII N o 21.405 EDITAL Nº 034/2014 O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB), no uso de suas atribuições legais e regimentais, RESOLVE tornar

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 38 de 30/12/2011 - CAS

RESOLUÇÃO N o 38 de 30/12/2011 - CAS RESOLUÇÃO N o 38 de 30/12/2011 - CAS O Conselho Acadêmico Superior (CAS), no uso de suas atribuições conferidas pelo Estatuto da Universidade Positivo (UP), dispõe sobre as normas acadêmicas dos cursos

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU R E G I M E N T O G E R A L PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Regimento Geral PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Este texto foi elaborado com as contribuições de um colegiado de representantes da Unidades Técnico-científicas,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO

REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO Sumário TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3 CAPÍTULO I Da Caracterização do Curso... 3 CAPÍTULO

Leia mais

Regulamento dos Cursos da Diretoria de Educação Continuada

Regulamento dos Cursos da Diretoria de Educação Continuada Regulamento dos Cursos da Diretoria de Educação Continuada Art. 1º Os Cursos ofertados pela Diretoria de Educação Continuada da Universidade Nove de Julho UNINOVE regem-se pela legislação vigente, pelo

Leia mais

GUIA DO PÓS-GRADUANDO ON-LINE

GUIA DO PÓS-GRADUANDO ON-LINE GUIA DO PÓS-GRADUANDO ON-LINE UNIASSELVI-PÓS Programa de Pós-Graduação APRESENTAÇÃO Seja bem-vindo ao programa de pós-graduação UNIASSELVI-PÓS! Aqui você encontra, de forma simples e ágil, todas as orientações

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA. Resolução nº 01/2010

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA. Resolução nº 01/2010 CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Resolução nº 01/2010 Regulamenta a pós-graduação lato sensu nas modalidades semipresencial e à distância O Diretor do Centro de Educação

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Para os propósitos deste documento são aplicáveis as seguintes definições:

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Para os propósitos deste documento são aplicáveis as seguintes definições: 1 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Para os propósitos deste documento são aplicáveis as seguintes definições: Professor-autor é aquele que possui pleno domínio da área

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO Rio de Janeiro, 2003 CAPÍTULO I DOS CURSOS: MODALIDADES E OBJETIVOS Art. 1º. Em conformidade com o Regimento Geral de nos termos da Lei de Diretrizes e Bases da

Leia mais

POLÍTICA INSTITUCIONAL DE FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DA UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA

POLÍTICA INSTITUCIONAL DE FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DA UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA POLÍTICA INSTITUCIONAL DE FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DA UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA Capítulo I Do Regulamento Art. 1º. O presente Regulamento define e regula a Política de Formação e Desenvolvimento

Leia mais

1. DA MODALIDADE DO PROGRAMA E DOS SEUS OBJETIVOS

1. DA MODALIDADE DO PROGRAMA E DOS SEUS OBJETIVOS REGIMENTO INTERNO DOS CURSOS DE DESENVOLVIMENTO DE SERVIDORES PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS 1. DA MODALIDADE DO PROGRAMA E DOS SEUS OBJETIVOS

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Em conformidade com a Resolução CNE/CES n 1, de 08 de Junho de 2007 e o Regimento da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Aprovado pelo Parecer CONSEPE

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - Educação a Distância: princípios e orientações. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - Educação a Distância: princípios e orientações. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO CENTRO DE REFENCIA EM FORMAÇÃO E APOIO

Leia mais

RESOLUÇÃO N 012, de 02 de dezembro de 2008

RESOLUÇÃO N 012, de 02 de dezembro de 2008 CONSUC Parecer 12/2008 Aprovado em 02/12/2008 RESOLUÇÃO N 012, de 02 de dezembro de 2008 Cria o Núcleo de Educação a Distância (NEAD) e aprova seu Regimento Interno O DIRETOR GERAL DA FACULDADE DAS AMÉRICAS,

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. 2º Semestre de 2012

SERVIÇO SOCIAL MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. 2º Semestre de 2012 SERVIÇO SOCIAL MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 2º Semestre de 2012 COORDENAÇÃO GERAL Diretor Geral Prof. Adalberto Miranda Distassi Coordenadoria Geral de Estágios Prof. Ricardo Constante Martins Coordenador

Leia mais

FACULDADE PROCESSUS REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

FACULDADE PROCESSUS REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE PROCESSUS REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 0 ÍNDICE NATUREZA E FINALIDADE 2 COORDENAÇÃO DOS CURSOS 2 COORDENAÇÃO DIDÁTICA 2 COORDENADOR DE CURSO 2 ADMISSÃO AOS CURSOS 3 NÚMERO

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR 1. Como são os cursos ofertados pela plataforma freire e quais os benefícios para os professores que forem selecionados? O professor sem formação poderá estudar nos

Leia mais

Universidade Federal de Lavras Pró-Reitoria de Pós-Graduação

Universidade Federal de Lavras Pró-Reitoria de Pós-Graduação Universidade Federal de Lavras Pró-Reitoria de Pós-Graduação EDITAL PRPG/UFLA N 011/2014 PRÓ-REITORIA ADJUNTA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EDITAL INTERNO DE SELEÇÃO DE OFERTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil. Fernando Jose Spanhol, Dr

Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil. Fernando Jose Spanhol, Dr Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil Fernando Jose Spanhol, Dr www.egc.ufsc.br www.led.ufsc.br O Sistema UAB Denominação representativa genérica para a rede

Leia mais

MANUAL DO ALUNO 1. APRESENTAÇÃO 2. OBJETIVOS 3. ACESSO AO CURSO. Bem-vindo (a) ao curso de Capacitação para cursos em EAD!

MANUAL DO ALUNO 1. APRESENTAÇÃO 2. OBJETIVOS 3. ACESSO AO CURSO. Bem-vindo (a) ao curso de Capacitação para cursos em EAD! MANUAL DO ALUNO MANUAL DO ALUNO Bem-vindo (a) ao curso de Capacitação para cursos em EAD! 1. APRESENTAÇÃO Preparado pela equipe da Coordenadoria de Educação Aberta e a Distância (CEAD) da Universidade

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007

RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007 Rua Governador Luiz Cavalcante, S/N, TELEFAX (82) 3530-3382 CEP: 57312-270 Arapiraca-Alagoas RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007 Dispõe sobre normas e procedimentos para os Cursos de Especialização

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DOS SERVIDORES DO QUADRO TÉCNICO/ADMINISTRATIVO ORIENTAÇÕES GERAIS

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DOS SERVIDORES DO QUADRO TÉCNICO/ADMINISTRATIVO ORIENTAÇÕES GERAIS PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DOS SERVIDORES DO QUADRO TÉCNICO/ADMINISTRATIVO ORIENTAÇÕES GERAIS A Universidade Federal do Amapá UNIFAP em cumprimento às diretrizes do Plano de Carreira dos

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, em anexo, o Regulamento dos Programas de Pós-Graduação Lato Sensu da FAE Centro Universitário.

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, em anexo, o Regulamento dos Programas de Pós-Graduação Lato Sensu da FAE Centro Universitário. RESOLUÇÃO CONSEPE 09/2009 APROVA O REGULAMENTO DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FAE CENTRO UNIVERSITÁRIO. O Presidente do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE, no uso das

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA EDITAL 072/2014 PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES AVALIADORES DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA - LATO

Leia mais

Normas e Procedimentos para os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu (MBA, Especialização e Aperfeiçoamento)

Normas e Procedimentos para os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu (MBA, Especialização e Aperfeiçoamento) Normas e Procedimentos para os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu (MBA, Especialização e Aperfeiçoamento) 1 Contato com alunos O contato com o aluno de Pós-Graduação da UCS acontece, de forma preferencial,

Leia mais

MODELO DE REGULAMENTO PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO

MODELO DE REGULAMENTO PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO MODELO DE REGULAMENTO PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO Este modelo deve orientar a elaboração do Regulamento dos Cursos de Aperfeiçoamento, obedecendo às Normas para Aprovação e Acompanhamento de Cursos de

Leia mais

Regulamento da Pós-Graduação Lato Sensu

Regulamento da Pós-Graduação Lato Sensu Regulamento da Pós-Graduação Lato Sensu CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Os cursos de pós-graduação lato sensu da FACULDADE UNIDA são regidos pela Resolução n. º 01, de 8 de junho de 2007,

Leia mais

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ESTUDOS E PESQUISAS SOBRE DESATRES CEPED/RS CURSO DE EXTENSÃO

Leia mais

DOS CURSOS E SEUS OBJETIVOS

DOS CURSOS E SEUS OBJETIVOS REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DAS FACULDADES INTEGRADAS DE VITÓRIA DOS CURSOS E SEUS OBJETIVOS Disciplina os Cursos de Pós- Graduação Lato Sensu nas modalidades Acadêmica e Profissionalizante

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sua 45ª Reunião Ordinária, realizada no dia 26 de setembro de 2013, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

SUMÁRIO Apresentação O Locus da Prática Profissional Fundamentação Legal Objetivos Planejamento Competência:

SUMÁRIO Apresentação O Locus da Prática Profissional Fundamentação Legal Objetivos Planejamento Competência: SUMÁRIO Apresentação... 5 O Locus da Prática Profissional...6 Fundamentação Legal... 7 Objetivos... 8 Planejamento... 9 Competência: Da Coordenação Geral de Estágios do Curso... 10 Do Supervisor/Preceptor

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO CONCEPÇÃO DO CURSO O curso de Pós-graduação Lato Sensu Especialização em Propriedade Intelectual e Inovação faz parte do Programa de Capacitação dos

Leia mais

RESOLUÇÃO CAS Nº. 25, DE 6 DE AGOSTO DE 2009.

RESOLUÇÃO CAS Nº. 25, DE 6 DE AGOSTO DE 2009. RESOLUÇÃO CAS Nº. 25, DE 6 DE AGOSTO DE 2009. Regulamenta o processo de dependência e atendimento especial e dá outras providências. O PRESIDENTE DO CONSELHO ACADÊMICO SUPERIOR DO CENTRO UNIVERSITÁRIO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇAO E CONTABILIDADE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇAO E CONTABILIDADE UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇAO E CONTABILIDADE REGIMENTO INTERNO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA, GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL E GESTÃO EM SAÚDE MODALIDADE

Leia mais

GUIA DE INFORMAÇÕES AO ESTUDANTE Pronatec

GUIA DE INFORMAÇÕES AO ESTUDANTE Pronatec GUIA DE INFORMAÇÕES AO ESTUDANTE GUIA DE INFORMAÇÕES AO ESTUDANTE 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 O que é um curso técnico e quais seus benefícios? Quem pode participar? Os cursos são pagos? Tenho

Leia mais

RESOLVE: CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS. Os objetivos gerais da EAD na Universidade Federal do Paraná (UFPR) são:

RESOLVE: CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS. Os objetivos gerais da EAD na Universidade Federal do Paraná (UFPR) são: RESOLUÇÃO Nº 28/08-CEPE Fixa normas básicas de controle e registro da atividade acadêmica dos Cursos de Aperfeiçoamento e Especialização na modalidade de Educação a Distância da Universidade Federal do

Leia mais

FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL Credenciada pela Portaria MEC nº 381/2001, de 05/03/2001 D.O.U. 06/03/2001

FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL Credenciada pela Portaria MEC nº 381/2001, de 05/03/2001 D.O.U. 06/03/2001 FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL Credenciada pela Portaria MEC nº 381/2001, de 05/03/2001 D.O.U. 06/03/2001 RESOLUÇÃO Nº.06/2008 Dispõe sobre a Normatização do Programa. de Cursos de Pós-Graduação Lato

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010

RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010 RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010 Normatiza a oferta de cursos a distância, em nível de graduação, sequenciais, tecnólogos, pós-graduação e extensão universitária ofertados pela Universidade

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 30, DE 28 DE ABRIL DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 30, DE 28 DE ABRIL DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 30, DE 28 DE ABRIL DE 2011 Dispõe sobre as normas para a pós-graduação na modalidade lato sensu ofertada pela Universidade Federal do Pampa. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO APRESENTAÇÃO Dispõe sobre as normas para realização de Estágio Supervisionado pelos acadêmicos da Faculdade de Belém FABEL. O presente regulamento normatiza o Estágio

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL EDITAL DE SELEÇÃO DE TUTORES CHAMADA PÚBLICA N 001/2015.

SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL EDITAL DE SELEÇÃO DE TUTORES CHAMADA PÚBLICA N 001/2015. SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL EDITAL DE SELEÇÃO DE TUTORES CHAMADA PÚBLICA N 001/2015. 1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Estabelece as normas do processo

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA UNIVERSIDADE BRAZ CUBAS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA UNIVERSIDADE BRAZ CUBAS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA UNIVERSIDADE BRAZ CUBAS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Universidade Braz Cubas oferecidos nas

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. Este Regulamento define, no âmbito da Faculdade INEDI, as atividades complementares, bem como os procedimentos a serem

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENFERMAGEM DO TRABALHO Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 40, DE 20 DE MARÇO DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 40, DE 20 DE MARÇO DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 40, DE 20 DE MARÇO DE 2013. O PRESIDENTE DO CONSELHO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO da, no uso de suas atribuições legais, resolve, ad referendum: Art. 1º Aprovar as Normas para Cursos de Pós-Graduação

Leia mais

Curso Técnico em Informática para Internet. Depto Acadêmico de Saúde e Serviços (DASS) Campus Florianópolis

Curso Técnico em Informática para Internet. Depto Acadêmico de Saúde e Serviços (DASS) Campus Florianópolis Curso Técnico em Informática para Internet Depto Acadêmico de Saúde e Serviços (DASS) Campus Florianópolis Rede Escola Técnica Aberta do Brasil Programa nacional MEC (SEED/SETEC) - Decreto No.6301 de 12/12/2007

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO nº 009/92 Autoriza a criação do Curso de Especialização em Orientação Educacional. O CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA, no uso da competência que

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENSINO DE QUÍMICA Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 263. Pôr em vigência, a partir da presente data, o REGIMENTO. DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU, que

RESOLUÇÃO Nº 263. Pôr em vigência, a partir da presente data, o REGIMENTO. DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU, que RESOLUÇÃO Nº 263 PÕE EM VIGÊNCIA O REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU O Reitor da Universidade Católica de Pelotas, no uso de suas atribuições, considerando os termos da proposta encaminhada

Leia mais

FACULDADE DA REGIÃO DOS LAGOS REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

FACULDADE DA REGIÃO DOS LAGOS REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DA REGIÃO DOS LAGOS REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da FERLAGOS orientam-se pelas normas

Leia mais

EDITAL Nº 70, DE 18 DE JULHO DE 2014

EDITAL Nº 70, DE 18 DE JULHO DE 2014 EDITAL Nº 70, DE 18 DE JULHO DE 2014 CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA SERVIDORES PÚBLICOS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí, IFPI, torna público o presente

Leia mais

10/04/2015 regeral_133_146

10/04/2015 regeral_133_146 Seção VI Da Transferência Art. 96. A UNIR aceita transferência de discentes oriundos de outras instituições de educação superior, de cursos devidamente autorizados, para cursos afins, na hipótese de existência

Leia mais

REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA. Capítulo I Das Disposições Preliminares

REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA. Capítulo I Das Disposições Preliminares Capítulo I Das Disposições Preliminares Art. 1º Os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Faculdade de Ciências Humanas ESUDA orientam-se pelas normas especificadas neste Regulamento e estão sujeitos ao

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 32/2011

RESOLUÇÃO Nº 32/2011 RESOLUÇÃO Nº 32/2011 Regulamenta a Pós-Graduação Lato Sensu da O, da Universidade Federal de Juiz de Fora, no exercício de suas atribuições e tendo em vista o que consta do Processo 23071.014937/2010-12

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá Centro de Tecnologia

Universidade Estadual de Maringá Centro de Tecnologia RESOLUÇÃO Nº 094/2010-CTC CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, neste Centro, no dia 16/12/2010. Éder Rodrigo Gimenes Secretário Aprova Regulamento do componente

Leia mais

GUIA DIDÁTICO GERAL CURSO DO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EDUCACIONAL SIGEDUCA MODALIDADE EAD

GUIA DIDÁTICO GERAL CURSO DO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EDUCACIONAL SIGEDUCA MODALIDADE EAD GUIA DIDÁTICO GERAL CURSO DO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EDUCACIONAL SIGEDUCA MODALIDADE EAD 1. APRESENTAÇÃO O Secretário de Estado de Educação tem o prazer de convidar-lhe a participar do Curso Sistema

Leia mais

Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Faculdade de Educação/Departamento de Estudos Especializados

Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Faculdade de Educação/Departamento de Estudos Especializados 1 Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Faculdade de Educação/Departamento de Estudos Especializados EDITAL Nº 001/2009 /PR-PPG SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA EM SAÚDE MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO PÓS-GRADUAÇÃO

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA EM SAÚDE MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO PÓS-GRADUAÇÃO FORMAÇÃO PEDAGÓGICA EM SAÚDE MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO PÓS-GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL Diretor Geral Prof. Adalberto Miranda Distassi Coordenador Geral de Estágio: Prof. Ricardo Constante Martins

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENFERMAGEM GINECOLÓGICA Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Serviço Público. Manutenção e Suporte em Informática

Serviço Público. Manutenção e Suporte em Informática Serviço Público Manutenção e Suporte em Informática Wilson Pedro Coordenador do Curso de Serviço Público etec_sp@ifma.edu.br Carla Gomes de Faria Coordenadora do Curso de Manutenção e Suporte em Informática

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DA SAÚDE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE TUTORES A DISTÂNCIA

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DA SAÚDE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE TUTORES A DISTÂNCIA EDITAL Nº 18/2015 CIPEAD/PROGRAD/UFPR CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DA SAÚDE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE TUTORES A DISTÂNCIA A Universidade Federal do Paraná (UFPR), através do Departamento de Administração

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO CAPITULO I DAS FINALIDADES Art. 1º - Os cursos de pós-graduação da UNIABEU são regidos pela Lei Federal 9394/96 Lei de Diretrizes

Leia mais

O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, da Faculdade. de maio de 2007, publicada em DOU de 22 de maio de 2007, considerando:

O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, da Faculdade. de maio de 2007, publicada em DOU de 22 de maio de 2007, considerando: Resolução Nº. 024/2010/CONSEPE/ Regulamento de Estágio Supervisionado O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, da Faculdade de Educação e Meio Ambiente, credenciada pela Portaria MEC

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS 1 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS SUMÁRIO INTERATIVO ENTENDENDO SOBRE O PROGRAMA TELECURSO TEC... 3 ÁREAS DE ESTUDO DO TELECURSO

Leia mais

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTOS DOS CONSELHOS ESCOLARES PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 1º Fica aprovado, conforme anexo, o Regulamento da Coordenação de Ensino a Distância do Centro Universitário Franciscano do Paraná.

RESOLUÇÃO. Artigo 1º Fica aprovado, conforme anexo, o Regulamento da Coordenação de Ensino a Distância do Centro Universitário Franciscano do Paraná. RESOLUÇÃO CONSEPE 14/2006 Referenda a aprovação do Regulamento da Coordenação de Ensino a Distância do Centro Universitário Franciscano do Paraná. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão

Leia mais

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES 2 DA FINALIDADE E DO OBJETIVO Art. 1º. As Atividades Complementares do Curso de Direito da Faculdade Unida de Suzano serão regidas por este Regulamento.

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NEW BRANDING INNOVATION MBA 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NEW BRANDING INNOVATION MBA 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NEW BRANDING INNOVATION MBA 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC FACULDADE DE MEDICINA - FAMED NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE NUTEDS/FAMED/UFC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC FACULDADE DE MEDICINA - FAMED NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE NUTEDS/FAMED/UFC UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC FACULDADE DE MEDICINA - FAMED NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE NUTEDS/FAMED/UFC CHAMADA PÚBLICA PARA CURSO DE FORMAÇÃO DE TUTORES PARA EaD ONLINE

Leia mais

REGIMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO " LATO SENSU"

REGIMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO  LATO SENSU UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ REITORIA ACADÊMICA ASSESSORIA DE PÓS GRADUAÇÃO E PESQUISA REGIMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO " LATO SENSU" CAPÍTULO I DOS CURSOS E SEUS OBJETIVOS Art. 1º A

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃOEM GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL PROCESSO DE SELEÇÃO DE TUTORES CHAMADA PÚBLICA N 5/2014. 1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Leia mais

EDITAL Nº 003/2015 - DCAD/PROGEP/UFRA CREDENCIAMENTO DE PROFISSIONAIS EM EAD

EDITAL Nº 003/2015 - DCAD/PROGEP/UFRA CREDENCIAMENTO DE PROFISSIONAIS EM EAD UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO E DESENVOLVIMENTO EDITAL Nº 003/2015 - DCAD/PROGEP/UFRA

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM SAÚDE COLETIVA MESTRADO E DOUTORADO TÍTULO I. Introdução

REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM SAÚDE COLETIVA MESTRADO E DOUTORADO TÍTULO I. Introdução REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM SAÚDE COLETIVA MESTRADO E DOUTORADO TÍTULO I Introdução Art. 1. Este regimento estabelece as atribuições, responsabilidades e normas específicas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.529, DE 12 DE JUNHO DE 2007

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.529, DE 12 DE JUNHO DE 2007 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.529, DE 12 DE JUNHO DE 2007 Dispõe sobre a oferta de cursos de pósgraduação lato sensu

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online SAÚDE COLETIVA COM ENFOQUE NO GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS Regulamentação de Pós-Graduação Lato-Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para

Leia mais

DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP

DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP São Paulo - SP - maio 2011 Rita Maria Lino Tarcia, Universidade Federal

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO Nº 016/10

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO Nº 016/10 DELIBERAÇÃO Nº 016/10 Autoriza a criação do Curso de Especialização em Planejamento e Finanças. O CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, no uso da competência que lhe atribui o parágrafo único

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENSINO DE MATEMÁTICA Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

CARGO: PROFESSOR Síntese de Deveres: Exemplo de Atribuições: Condições de Trabalho: Requisitos para preenchimento do cargo: b.1) -

CARGO: PROFESSOR Síntese de Deveres: Exemplo de Atribuições: Condições de Trabalho: Requisitos para preenchimento do cargo: b.1) - CARGO: PROFESSOR Síntese de Deveres: Participar do processo de planejamento e elaboração da proposta pedagógica da escola; orientar a aprendizagem dos alunos; organizar as atividades inerentes ao processo

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de

Leia mais

NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS

NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS: Habilitações: Língua Portuguesa e respectivas Literaturas Língua Espanhola e respectivas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO RESOLUÇÃO Nº. 10/2015 Criar e aprovar o Curso de Pós-Graduação MBA em Gestão Empreendedora

Leia mais

RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 001/2015

RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 001/2015 RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 001/2015 Aprovar ad referendum do Conselho Universitário- CONSUN, o Regulamento para a Pós-Graduação Lato Sensu da Universidade do Contestado - UnC. A Presidente do Conselho Universitário

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA FACULDADES DEL REY

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA FACULDADES DEL REY REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA FACULDADES DEL REY Sumário Título I... 3 Das disposições Preliminares... 3 Título II... 4 Caracterização do Estágio... 4 Capítulo

Leia mais

2. DAS ATRIBUIÇÕES DOS PROFESSOES TUTORES PRESENCIAIS SELECIONADOS: 2.1 Atuar no polo de apoio presencial do campus para o qual foi selecionado.

2. DAS ATRIBUIÇÕES DOS PROFESSOES TUTORES PRESENCIAIS SELECIONADOS: 2.1 Atuar no polo de apoio presencial do campus para o qual foi selecionado. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO - PROPESQ EDITAL Nº. 06, DE 12 DE JULHO DE 2013. SELEÇÃO DE SERVIDORES

Leia mais

MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO

MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO CARO ALUNO, Seja Bem-Vindo às Escolas e Faculdades QI! Desejamos a você uma excelente jornada de estudos e evolução, tanto no campo profissional, como pessoal. Recomendamos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E DE TURISMO Departamento de Administração

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E DE TURISMO Departamento de Administração MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E DE TURISMO Departamento de Administração PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU GESTÃO ESTRATÉGICA DE

Leia mais

Coordenação de Pós-Graduação e Extensão. Legislação sobre cursos de Pós-graduação Lato Sensu e Credenciamento da FACEC

Coordenação de Pós-Graduação e Extensão. Legislação sobre cursos de Pós-graduação Lato Sensu e Credenciamento da FACEC Coordenação de Pós-Graduação e Extensão Legislação sobre cursos de Pós-graduação Lato Sensu e Credenciamento da FACEC Os cursos de especialização em nível de pós-graduação lato sensu presenciais (nos quais

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPITULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPITULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPITULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE Art. 1º. O objetivo das Atividades Complementares é fomentar complementação

Leia mais

2.1. O período da inscrição para o processo seletivo será 18 a 25 de Março de 2013. No horário de 09:00 as 15:00.

2.1. O período da inscrição para o processo seletivo será 18 a 25 de Março de 2013. No horário de 09:00 as 15:00. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS EDITAL Nº 039, DE 15 DE MARÇO DE 2013. Dispõe sobre o processo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 003/2007 CONEPE

RESOLUÇÃO Nº 003/2007 CONEPE RESOLUÇÃO Nº 003/2007 CONEPE Aprova o Regimento dos Cursos de Pós-graduação Lato Sensu da Universidade do Estado de Mato Grosso. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão CONEPE, da Universidade

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 052/2014, DE 12 DE AGOSTO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 052/2014, DE 12 DE AGOSTO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS Conselho Superior Rua Ciomara Amaral de Paula, 167 Bairro Medicina 37550-000 - Pouso Alegre/MG Fone: (35)

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de

Leia mais

Minuta do Regimento Geral de Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Universidade Federal de São Carlos

Minuta do Regimento Geral de Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Universidade Federal de São Carlos Minuta do Regimento Geral de Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Universidade Federal de São Carlos CapítuloI Dos Objetivos Art.1º - Os cursos de pós-graduação lato sensu da Universidade Federal de São

Leia mais