Aula 3 Introdução à Cinemática Movimento em 1 dimensão

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aula 3 Introdução à Cinemática Movimento em 1 dimensão"

Transcrição

1 Aula 3 Introdução à Cinemática Movimento em 1 dimensão

2 FÍSICA

3 Divisões da Física Quântica trata do universo do muito pequeno, dos átomos e das partículas que compõem os átomos. Clássica trata dos objetos que encontramos no nosso dia-a-dia. Relativística trata de situações que envolvem grandes quantidades de matéria e energia.

4 Divisão Tradicional Mecânica (cinemática, dinâmica, estática, hidrostática) Termologia (termometria, calorimetria, termodinâmica) Ondulatória Óptica Eletrologia (eletrostática, eletrodinâmica, magnetismo e eletromagnetismo) Física Moderna

5 CINEMÁTICA Parte da Física que estuda o movimento sem preocupar-se com as causas que deram origem ou interferem no movimento.

6 CINEMÁTICA: Conceitos Movimento: quando a posição entre o corpo e o referencial variar com o tempo. Repouso: quando a posição entre o corpo e o referencial não variar no decorrer do tempo. Trajetória: Velocidade escalar média: V m = s t onde: ΔS = S S o (variação na posição do móvel: posição final posição inicial) Δt (variação do tempo em que ocorreu o movimento)

7 Velocidade Instantânea No cálculo: = ; Logo:

8 Movimento Retilíneo Uniforme (MRU) Caracteriza-se por percorrer distâncias iguais em intervalos de tempos iguais, ou seja, o módulo do vetor velocidade é constante e diferente de zero. A aceleração do móvel é nula. Função utilizada no MRU: s = s 0 + v. t S = posição final S o = posição inicial v = velocidade do móvel t = tempo

9 Gráficos do MRU 1º: Posição x Tempo Movimento progressivo: Velocidade positiva, isto é, o móvel deslocase no sentido positivo da trajetória. Movimento regressivo: Velocidade negativa, isto é, o móvel deslocase no sentido negativo da trajetória.

10 Gráficos do MRU 2º: Velocidade x Tempo

11 PROPRIEDADES NOS GRÁFICOS DE MRU 1º: Posição x Tempo

12 PROPRIEDADES NOS GRÁFICOS DE MRU 2º: Velocidade x Tempo

13 Exemplos 1. Imagine que você esteja dirigindo o seu veículo numa estrada percorrendo 10,3 km a 69,2 km/h, até o momento em que o combustível acabe. Você caminha, então, 1,9 km até o posto de gasolina, em 27 minutos. Qual é a sua velocidade média desde o instante que deu a partida no carro até o instante em que chegou ao posto de gasolina? 2. Uma partícula move-se a longo do eixo x de modo que a sua posição em função do tempo é dada por: s = 7,8 + 9,2t 2,1t 2. Qual é a velocidade da partícula para t = 3,5 seg.? (As unidades dos coeficientes não são representadas, mas são tais que se t for dado em segundos, s será dado em metros.)

14 Movimento Retilíneo Uniformemente Variado (MRUV) Movimento cuja velocidade varia uniformemente no decorrer do tempo, isto é, varia de quantidades iguais em intervalos de tempos iguais. A aceleração do móvel é constante no decorrer do tempo e diferente de zero. O espaço percorrido aumenta proporcionalmente ao quadrado do tempo. Funções utilizadas no MRUV: v = v 0 + a. t s = s 0 + v 0. t a. t2 v 2 = v a. s (equação de Torricelli a m = v t

15 Aceleração instantânea Por analogia definimos a aceleração instantânea (ou simplesmente aceleração), através da derivada:

16 Exemplo 3 Um carro, partindo do repouso, atinge 88 km/h em 3,2 s. a) Qual é a sua aceleração? b) Mais tarde, o carro é freado até o repouso em 4,7 s. Qual é a sua aceleração média do carro neste caso?

17 Gráficos do MRUV 1º: Posição x Tempo Concavidade voltada para cima = aceleração positiva Concavidade voltada para baixo = aceleração negativa

18 Gráficos do MRUV 2º: Velocidade x Tempo Velocidade e aceleração com sinais iguais = movimento acelerado Velocidade e aceleração com sinais diferentes = movimento retardado

19 Gráficos do MRUV 3º: Aceleração x Tempo

20 PROPRIEDADES NOS GRÁFICOS DE MRUV 1º: Velocidade x Tempo

21 PROPRIEDADES NOS GRÁFICOS DE MRUV 2º: Aceleração x Tempo

22 Exemplo 4 Imagine que você reduza a velocidade do seu Porche de 75 km/h para 45 km/h, percorrendo uma distância em 88 m. a) Qual a aceleração, supostamente constante? b) Qual é o tempo decorrido neste percurso? c) Se você continuar freando com a aceleração calculada no item (a), quanto tempo passara até que o carro pare? d) No item (c), qual será a distância percorrida?

23 Movimentos Verticais O estudo dos movimentos verticais é realizado como se o movimento ocorresse no vácuo, ou seja, sem resistência dos ar.

24 Aceleração: Movimentos Verticais Um corpo em movimento vertical, sem resistência do ar, recebe ação exclusiva da FORÇA PESO.

25 Se a força peso é a única que atua no corpo, ela determina que uma aceleração vertical para baixo, que é a aceleração da gravidade (g). Intensidade: a = g = 9,8 m/s² (próximo a superfície da Terra) Direção: Vertical Sentido: Para baixo

26 Movimento de Queda Livre (M.Q.L.) Entende se por queda livre o movimento direção vertical (y) de um corpo abandonado de uma determinada altura. Movimento Uniforme Acelerado (M.U.A.) Como: a = g = 9,8 m/s² 1 s velocidade aumenta 9,8 m/s

27

28 Lançamento Vertical Entende-se por lançamento vertical um corpo que se move na direção vertical (y) e com velocidade inicial diferente de zero (v 0), como, por exemplo, um corpo lançado, a partir do solo, na vertical para cima. Movimento Uniforme Retardado (M.R.U.) na subida Movimento Uniforme Acelerado (M.R.U.) na descida

29 Como: a = g = 9,8 m/s² 1 s velocidade aumenta 9,8 m/s (descida) 1 s velocidade diminui 9,8m/s (subida)

30

31 Como os movimentos verticais realizam (M.U.V.), podemos aplicar todas as suas equações para os Lançamentos Verticais e Queda Livre Os Movimentos Verticais são o (M.U.V.) que ocorre na horizontal (x), na vertical (y)

32 Equações do (M.U.V.) Velocidade: v = v 0 + a.t Espaço: s = s 0 + v 0.t + 1/2(a.t²) Torricelli: v² = v 0 ² + 2.a.Δs Equações dos Movimentos Verticais Velocidade: v y = v 0y + a.t (a = ± g) Espaço: s y = s y0 + v 0y.t + 1/2(a.t²) (a = ± g) Torricelli: v y ² = v 0y ² + 2.a.Δs y (a = ± g)

33 Exemplo 05 Um corpo é abandonado em queda livre de uma altura de 49 m em relação ao solo. Considerando g = 9,8 m/s 2, determine: a) O tempo de queda; b) A velocidade com que o corpo atinge o solo.

34 Exemplo 06 Um projétil é lançado verticalmente para cima com uma velocidade de 29,4 m/s. Considerando g = 9,8 m/s 2, determine: a) A altura máxima atingida; b) O tempo de subida; c) O tempo de descida; d) O tempo em que o projétil atinge a altura de 9,8 m

Cinemática Escalar. DEFINIÇÃO: estudo do movimento sem se

Cinemática Escalar. DEFINIÇÃO: estudo do movimento sem se Cinemática Escalar DEFINIÇÃO: estudo do movimento sem se preocupar com suas causas. REFERENCIAL: É o lugar onde está localizado de fato um observador em relação ao qual um dado fenômeno está sendo analisado.

Leia mais

Curso de Engenharia Civil. Física Geral e Experimental I Movimento Prof.a: Msd. Érica Muniz 1 Período

Curso de Engenharia Civil. Física Geral e Experimental I Movimento Prof.a: Msd. Érica Muniz 1 Período Curso de Engenharia Civil Física Geral e Experimental I Movimento Prof.a: Msd. Érica Muniz 1 Período Posição e Coordenada de Referência Posição é o lugar no espaço onde se situa o corpo. Imagine três pontos

Leia mais

Cinemática I Movimento Retilíneo

Cinemática I Movimento Retilíneo CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2016.2 Cinemática I Movimento Retilíneo Rafael Silva P. de Santana Engenharia Civil 5º Período Cinemática Na cinemática vamos estudar os movimentos sem

Leia mais

EQUAÇÃO DE TORRICELLI E LANÇAMENTO VERTICAL EXERCÍCIOS

EQUAÇÃO DE TORRICELLI E LANÇAMENTO VERTICAL EXERCÍCIOS EQUAÇÃO DE TORRICELLI E LANÇAMENTO VERTICAL EXERCÍCIOS 1. Uma partícula, inicialmente a 2 m/s, é acelerada uniformemente e, após percorrer 8 m, alcança a velocidade de 6 m/s. Nessas condições, sua aceleração,

Leia mais

Movimento retilíneo uniformemente

Movimento retilíneo uniformemente 15 fev Movimento retilíneo uniformemente variado (MUV) 01. Resumo 02. Exercícios de Aula 03. Exercícios de Casa 04. Questão Contexto RESUMO Ao estudarmos o Movimento Uniformemente Variado (ou MUV) estamos

Leia mais

A interação de um corpo com sua vizinhança é descrita em termos de. Uma força pode causar diferentes efeitos num corpo como, por exemplo:

A interação de um corpo com sua vizinhança é descrita em termos de. Uma força pode causar diferentes efeitos num corpo como, por exemplo: Forças A interação de um corpo com sua vizinhança é descrita em termos de uma FORÇA. Uma força pode causar diferentes efeitos num corpo como, por exemplo: a) imprimir movimento b) cessar um movimento c)

Leia mais

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Cinemática I. Bruno Conde Passos Engenharia Civil João Victor Engenharia Civil

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Cinemática I. Bruno Conde Passos Engenharia Civil João Victor Engenharia Civil CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2015.1 Cinemática I Bruno Conde Passos Engenharia Civil João Victor Engenharia Civil Cinemática Na cinemática vamos estudar os movimentos sem levar em consideração

Leia mais

SUGESTÃO DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL DE FÍSICA- 1 ANO Professor Solon Wainstein SEGUE ABAIXO UMA LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS

SUGESTÃO DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL DE FÍSICA- 1 ANO Professor Solon Wainstein SEGUE ABAIXO UMA LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS SUGESTÃO DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL DE FÍSICA- 1 ANO Professor Solon Wainstein # Ler todas as teorias # Refazer todos os exercícios dados em aula. # Refazer todos os exercícios feitos do livro. # Refazer

Leia mais

Movimentos na Terra e no Espaço Dulce Campos 2

Movimentos na Terra e no Espaço Dulce Campos 2 Unidade 1 Síntese Movimentos na Terra e no Espaço 23-11-2011 Dulce Campos 2 Sobre a função x(t) podemos resumir: X(t) é crescente A partícula move-se no sentido positivo da trajetória X(t) é decrescente

Leia mais

Lista 3 de Mecânica Clássica Movimento Retilíneo Uniformemente Variado - Queda Livre

Lista 3 de Mecânica Clássica Movimento Retilíneo Uniformemente Variado - Queda Livre Lista 3 de Mecânica Clássica Movimento Retilíneo Uniformemente Variado - Queda Livre Prof. Ismael Rodrigues Silva ismael fisica@hotmail.com As questões com uma bolinha são elementares e requerem uso de

Leia mais

Introdução à Cinemática

Introdução à Cinemática Mecânica: Cinemática Introdução à Cinemática Conceitos Iniciais Prof. Murillo Nascente I- CONCEITOS BÁSICOS DE CINEMÁTICA 1. Cinemática: É a parte da mecânica que estuda os movimentos dos corpos ou partículas

Leia mais

Prof. Neckel. Capítulo 5. Aceleração média 23/03/2016 ACELERAÇÃO. É a taxa média de variação de velocidade em determinado intervalo de tempo = =

Prof. Neckel. Capítulo 5. Aceleração média 23/03/2016 ACELERAÇÃO. É a taxa média de variação de velocidade em determinado intervalo de tempo = = Capítulo 5 ACELERAÇÃO Aceleração média É a taxa média de variação de velocidade em determinado intervalo de tempo = = Se > >0 <

Leia mais

LISTAGEM DE CONTEÚDOS DE FÍSICA PARA O EXAME 1 ANO / 2012

LISTAGEM DE CONTEÚDOS DE FÍSICA PARA O EXAME 1 ANO / 2012 LISTAGEM DE CONTEÚDOS DE FÍSICA PARA O EXAME 1 ANO / 2012 # Velocidade escalar média # Movimento retilíneo uniforme # Movimento retilíneo uniformemente variado # Movimento de queda livre dos corpos # Movimento

Leia mais

Lista 4 MUV. Física Aplicada a Agronomia

Lista 4 MUV. Física Aplicada a Agronomia Sigla: Disciplina: Curso: FISAP Física Aplicada a Agronomia Agronomia Lista 4 MUV 01) A posição de um objeto movendo-se ao longo do eixo x é dada por x = 3t - 4t² + t³, onde x está em metros e t em segundos.

Leia mais

Movimento Retilíneo Uniforme e Uniformemente Variado MRU e MRUV

Movimento Retilíneo Uniforme e Uniformemente Variado MRU e MRUV Movimento Retilíneo Uniforme e Uniformemente Variado MRU e MRUV Evandro Bastos dos Santos 22 de Fevereiro de 2017 1 Movimento Retilíneo Uniforme(MRU) Um corpo que se desloca em trajetória retilínea e possui

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS - TERMOMETRIA

LISTA DE EXERCÍCIOS - TERMOMETRIA GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO Competência, ética e cidadania SECRETARIA DE EDUCAÇÃO LISTA DE EXERCÍCIOS - TERMOMETRIA Aluno(a): nº 2º ano MOVIMENTO UNIFORMEMENTE VARIADO Você já pensou o que acontece

Leia mais

Mecânica Termo Ondas Óptica Eletromagnetismo Física Moderna. + contexto histórico

Mecânica Termo Ondas Óptica Eletromagnetismo Física Moderna. + contexto histórico Física Profª Camila Mecânica Termo Ondas Óptica Eletromagnetismo Física Moderna + contexto histórico Mecânica CINEMÁTICA Estuda os movimentos sem se preocupar com as causas CONCEITOS IMPORTANTES: tempo

Leia mais

O MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORMEMENTE VARIADO (MRUV)

O MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORMEMENTE VARIADO (MRUV) O que você deve saber sobre No movimento retilíneo uniforme (MRU), a velocidade não varia e a aceleração é nula. A partir de agora vamos revisar movimentos cuja velocidade varia de maneira uniforme, o

Leia mais

MRUV Movimento Retilíneo Uniformemente Variado

MRUV Movimento Retilíneo Uniformemente Variado MRUV Movimento Retilíneo Uniformemente Variado MRUV é o movimento de qualquer móvel com as seguintes características: Aceleração constante e diferente de zero. O módulo da velocidade varia de modo uniforme

Leia mais

MEDIÇÃO DE GRANDEZAS. Ana Maria Torres da Silva Engenharia Civil Rafael Santos Carvalho- Engenharia Civil

MEDIÇÃO DE GRANDEZAS. Ana Maria Torres da Silva Engenharia Civil Rafael Santos Carvalho- Engenharia Civil CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2015.2 MEDIÇÃO DE GRANDEZAS Ana Maria Torres da Silva Engenharia Civil Rafael Santos Carvalho- Engenharia Civil Medindo Grandezas Medimos cada grandeza

Leia mais

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Cinemática II

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Cinemática II CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2015.1 Cinemática II Iva Emanuelly Pereira Lima - Engenharia Civil João Victor Tenório Engenharia Civil Na aula de hoje... - Lançamento Oblíquo; - Algumas

Leia mais

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Cinemática II. Bruno Conde Passos - Engenharia Civil Jaime Vinicius - Engenharia de Produção

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Cinemática II. Bruno Conde Passos - Engenharia Civil Jaime Vinicius - Engenharia de Produção CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2014.2 Cinemática II Bruno Conde Passos - Engenharia Civil Jaime Vinicius - Engenharia de Produção Definição Ao estudar a cinemática, procuramos descrever

Leia mais

Apostila de Física 01 Prof. Olívio Fernandes Jr Cinemática. 1 Conceito

Apostila de Física 01 Prof. Olívio Fernandes Jr Cinemática. 1 Conceito 1 Conceito Apostila de Física 01 Prof. Olívio Fernandes Jr Cinemática A cinemática é a parte da mecânica que estuda e descreve os movimentos, sem se preocupar com as suas causas 1.1 Referencial 1. Deslocamento

Leia mais

UNIDADES DE MEDIDA. 1 litro = 1 dm 3 GRANDEZAS:

UNIDADES DE MEDIDA. 1 litro = 1 dm 3 GRANDEZAS: UNIDADES DE MEDIDA GRANDEZAS: COMPRIMENTO - No sistema métrico decimal, a unidade fundamental para medir comprimentos é o metro, cuja abreviação é m. Existem os múltiplos e os submúltiplos do metro, veja

Leia mais

(Queda Livre, Lançamentos Verticais, velocidade media, mru, mruv, derivada e integrais)

(Queda Livre, Lançamentos Verticais, velocidade media, mru, mruv, derivada e integrais) Movimento vertical (Queda Livre, Lançamentos Verticais, velocidade media, mru, mruv, derivada e integrais) 1. Três bolinhas idênticas, são lançadas na vertical, lado a lado e em seqüência, a partir do

Leia mais

FÍSICA. Prof. Emerson. Módulo 3

FÍSICA. Prof. Emerson. Módulo 3 FÍSICA Prof. Emerson Módulo 3 GRANDEZA FÍSICA A tudo aquilo que pode ser medido, associando-se um valor numérico a uma unidade de medida, dá-se o nome de GRANDEZA FÍSICA. TIPOS DE GRANDEZAS GRANDEZA ESCALAR

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 2º teste sumativo de FQA 24. novembro. 2014 Versão 1 11º Ano Turma A Professor: Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 11 páginas

Leia mais

Queda Livre e Lançamento Vertical Para Cima

Queda Livre e Lançamento Vertical Para Cima Queda Livre e Lançamento Vertical Para Cima Para começarmos esse assunto, vale primeiramente se perguntar: Por que os corpos caem, na superfície de qualquer planeta? A resposta é bem simples, os corpos

Leia mais

REVISÃO. 1) Um carro descreve um movimento uniforme (M.U.). Com os valores de acordo com a tabela abaixo, determine: t (s) S (m)

REVISÃO. 1) Um carro descreve um movimento uniforme (M.U.). Com os valores de acordo com a tabela abaixo, determine: t (s) S (m) REVISÃO 1) Um carro descreve um movimento uniforme (M.U.). Com os valores de acordo com a tabela abaixo, determine: t (s) 0 1 2 3 S (m) 80 70 60 50 a) Um esboço do gráfico Sxt b) O valor da velocidade.

Leia mais

Queda Livre e lançamento vertical para cima

Queda Livre e lançamento vertical para cima Queda Livre e lançamento vertical para cima Queda livre vertical Movimento na superfície do planeta em que se despreza a resistência do ar e a única força que atua no corpo é seu peso. Características

Leia mais

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 13 MOVIMENTO UNIFORMEMENTE VARIADO (MUV)

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 13 MOVIMENTO UNIFORMEMENTE VARIADO (MUV) FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 13 MOVIMENTO UNIFORMEMENTE VARIADO (MUV) Como pode cair no enem? A contribuição dada à Física por Newton à Física foi muito grande, mas não se pode esquecer da genialidade de Galileu,

Leia mais

MRUV Movimento Retilíneo Uniforme Variado

MRUV Movimento Retilíneo Uniforme Variado MRUV Movimento Retilíneo Uniforme Variado MRUV é o movimento de qualquer móvel que varie a sua velocidade, aumentando ou diminuindo, valores iguais em tempos iguais, conforme os exemplos abaixo: Os exemplos

Leia mais

EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES / GRÁFICOS (MRU e MRUV) 1. Observe o gráfico abaixo. Associe os pontos 1, 2 e 3 com as figuras A, B e C.

EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES / GRÁFICOS (MRU e MRUV) 1. Observe o gráfico abaixo. Associe os pontos 1, 2 e 3 com as figuras A, B e C. Aluno (a): N Série: 1º A e B Professor : Vinicius Jacques Data: /06/2009 Disciplina: FÍSICA EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES / GRÁFICOS (MRU e MRUV) 1. Observe o gráfico abaixo. Associe os pontos 1, 2 e 3 com

Leia mais

MÓDULO 3 aula 21 (velocidade escalar média)

MÓDULO 3 aula 21 (velocidade escalar média) MÓDULO 3 aula 21 (velocidade escalar média) ACELERAÇÃO ESCALAR MÉDIA Nos movimentos em que a velocidade escalar é variável, pode-se definir a taxa de variação dessa velocidade como a razão entre a variação

Leia mais

Recuperação de Física - Giovanni

Recuperação de Física - Giovanni Nome: nº Ano: LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA Recuperação de Física - Giovanni 1 - Qual a diferença entre o movimento uniforme (MU) e o movimento uniformemente variado (MUV)? 2 - A equação que representa

Leia mais

Movimento Uniformemente Variado (M.U.V.)

Movimento Uniformemente Variado (M.U.V.) Movimento Uniformemente Variado (M.U.V.) A principal característica do movimento uniformemente variado é a aceleração escalar constante. Quando um móvel qualquer se movimenta com aceleração escalar constante,

Leia mais

Mecânica: Cinemática

Mecânica: Cinemática FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA MISSÃO: FORMAR PROFISSIONAIS CAPACITADOS, SOCIALMENTE RESPONSÁVEIS E APTOS A PROMOVEREM AS TRANSFORMAÇÕES FUTURAS Mecânica: Cinemática Prof. Silvio Ap. Barbosa 1. Cinemática:

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 3 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/02

Leia mais

ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO - MRUV MOVIMENTO UNIFORMEMENTE VARIADO MRUV

ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO - MRUV MOVIMENTO UNIFORMEMENTE VARIADO MRUV EDUCANDO: Nº: TURMA: DATA: / / LIVRES PARA PENSAR EDUCADOR: Rosiméri dos Santos ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO - MRUV MOVIMENTO UNIFORMEMENTE VARIADO MRUV Movimento Uniformemente Variado A variação da velocidade

Leia mais

REVISÃO AULA 06 (20 / 02 / 2018) EQUAÇÃO DE TORRICELLI

REVISÃO AULA 06 (20 / 02 / 2018) EQUAÇÃO DE TORRICELLI REVISÃO AULA 06 (20 / 02 / 2018) EQUAÇÃO DE TORRICELLI REVISÃO 06 (disponível a partir de 20/02/2017) Para receber nosso material semanalmente, inscreva-se: bit.ly/ft2018gratis Fala, FERA! Tranquilo!?

Leia mais

Análise do movimento dos projéteis no vácuo

Análise do movimento dos projéteis no vácuo Capítulo 2 Análise do movimento dos projéteis no vácuo 2.1 Movimento unidimensional O estudo do movimento dos projéteis envolve seu deslocamento no espaço e a velocidade com que se deslocam em um intervalo

Leia mais

COLÉGIO APHONSIANO. Educando com Seriedade. Lista de MU e MUV 9º ano Profº: Luciano Dias

COLÉGIO APHONSIANO. Educando com Seriedade. Lista de MU e MUV 9º ano Profº: Luciano Dias 1 Conteúdos: - Velocidade Média - Função horária da Posição do MU - Função horária da Posição do MUV - Função horária da Velocidade do MUV - Equação de Torricelli COLÉGIO APHONSIANO Educando com Seriedade

Leia mais

Aplicação dos conceitos de posição, velocidade e aceleração. Aplicação de derivadas e primitivas de

Aplicação dos conceitos de posição, velocidade e aceleração. Aplicação de derivadas e primitivas de Ano lectivo 2010-2011 Engenharia Civil Exercícios de Física Ficha 4 Movimento a uma Dimensão Capítulo 3 Conhecimentos e e capacidades a adquirir a adquirir pelo pelo aluno aluno Aplicação dos conceitos

Leia mais

Movimento Unidimensional

Movimento Unidimensional Movimento Unidimensional Professor: Carlos Alberto Disciplina: Física Geral I Objetivos de aprendizagem Ao estudar este capítulo você aprenderá: Como descrever o movimento unidimensional em termos da velocidade

Leia mais

CAPÍTULO 2 - MECÂNICA. MOVIMENTOS A parte da Física que estuda os movimentos é a Mecânica. Ela está dividida em três partes:

CAPÍTULO 2 - MECÂNICA. MOVIMENTOS A parte da Física que estuda os movimentos é a Mecânica. Ela está dividida em três partes: Física CAPÍTULO 2 - MECÂNICA MOVIMENTOS A parte da Física que estuda os movimentos é a Mecânica. Ela está dividida em três partes: Cinemática: estuda os movimentos, sem levar em conta as causas que os

Leia mais

Definições e Conceitos

Definições e Conceitos Definições e Conceitos AULA 1 Profª Andreia Andrade CINEMÁTICA ESCALAR INTRODUÇÃO A Mecânica é o ramo da Física que tem por finalidade o estudo do movimento e do repouso. É dividida em Cinemática, Dinâmica

Leia mais

Considerações Iniciais

Considerações Iniciais Considerações Iniciais Mecânica Estudo do Movimento; Cinemática Descarta as causa do moviemento; Reducionismo redução de variáveis envolvidas em algum problema. Por exemplo: no lançamento de uma caneta

Leia mais

CAPITULO 2 PROF. OSCAR

CAPITULO 2 PROF. OSCAR CAPITULO 2 PROF. OSCAR O que é física? Um dos propósitos da física é estudar o movimento dos objetos: a rapidez com que se movem, por exemplo, ou a distância percorrida em um certo intervalo de tempo.

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 1º ANO

LISTA DE EXERCÍCIOS 1º ANO Como se deslocam no mesmo sentido, a velocidade relativa entre eles é: V rel = V A - V C = 80-60 = 20 km/h Sendo a distância relativa, S rel = 60 km, o tempo necessário para o alcance é: S rel 60 t = =

Leia mais

Física. Disciplina: Ciências Naturais Professor: Mário César Castro

Física. Disciplina: Ciências Naturais Professor: Mário César Castro GDF - SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DF SUBSECRETARIA DE SUPORTE EDUCACIONAL DO DF GERÊNCIA REGIONAL DE ENSINO DE PLANALTINA CENTRO DE ENSINO FUNDAMENTAL 02 Física Disciplina: Ciências Naturais Professor:

Leia mais

FÍSICA - I. Objetivos AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA. Identificar as características de um movimento unidimensional com ênfase no movimento retilíneo.

FÍSICA - I. Objetivos AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA. Identificar as características de um movimento unidimensional com ênfase no movimento retilíneo. FÍSICA - I MVIMENT EM UMA DIMENSÃ Prof. M.Sc. Lúcio P. Patrocínio bjetivos Identificar as características de um movimento unidimensional com ênfase no movimento retilíneo. Estabelecer os conceitos de deslocamento,

Leia mais

Unidade 5: Força e movimento

Unidade 5: Força e movimento Unidade 5: Força e movimento Desde a antiguidade até os dias atuais que nós, seres humanos, estudamos e aprendemos sobre a produção do movimento e como dominá-lo. E essa constante evolução tecnológica

Leia mais

3ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA. Física e Química A - 11ºAno

3ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA. Física e Química A - 11ºAno 3ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA Física e Química A - 11ºAno Professora Paula Melo Silva Data: 22 de novembro Ano Letivo: 2016/2017 135 min + 15 min 1. Considere o gráfico v(t) correspondente

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 3 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/02

Leia mais

Disciplina: Física Ano: 2º Ensino Médio Professora: Daniele Santos Lista de Exercícios 04 Cinemática Vetorial e Composição de Movimentos

Disciplina: Física Ano: 2º Ensino Médio Professora: Daniele Santos Lista de Exercícios 04 Cinemática Vetorial e Composição de Movimentos INSTITUTO GAY-LUSSAC Disciplina: Física Ano: 2º Ensino Médio Professora: Daniele Santos Lista de Exercícios 04 Cinemática Vetorial e Composição de Movimentos Questão 1. Um automóvel percorre 6,0km para

Leia mais

AULA 16 13/07/2015 QUEDA LIVRE LANÇAMENTO VERTICAL LANÇAMENTO HORIZONTAL LANÇAMENTO OBLÍQUO FÍSICA B PROFA. MI =)

AULA 16 13/07/2015 QUEDA LIVRE LANÇAMENTO VERTICAL LANÇAMENTO HORIZONTAL LANÇAMENTO OBLÍQUO FÍSICA B PROFA. MI =) AULA 16 13/07/2015 QUEDA LIVRE LANÇAMENTO VERTICAL LANÇAMENTO HORIZONTAL LANÇAMENTO OBLÍQUO FÍSICA B PROFA. MI =) 1) (MACKENZIE 2015) Dois corpos A e B de massas ma = 1,0 kg e mb = 1,0.10³ kg, respectivamente,

Leia mais

G 6,7 10 m kg s. Lista Especial exercícios de Física Assunto: GRAFICO_MRU_E_MRUV Prof. Elizeu. g 10,0 m s e a constante da gravitação universal como

G 6,7 10 m kg s. Lista Especial exercícios de Física Assunto: GRAFICO_MRU_E_MRUV Prof. Elizeu. g 10,0 m s e a constante da gravitação universal como Lista Especial exercícios de Física Assunto: GRAFICO_MRU_E_MRUV Prof. Elizeu 01. (Unicamp 017) O semáforo é um dos recursos utilizados para organizar o tráfego de veículos e de pedestres nas grandes cidades.

Leia mais

MRUV NOÇÕES E CONCEITOS FUNDAMENTAIS EQUAÇÕES. CURSO: Engenharia Civil Disciplina: Mecânica da Partícula Professor: MSc.

MRUV NOÇÕES E CONCEITOS FUNDAMENTAIS EQUAÇÕES. CURSO: Engenharia Civil Disciplina: Mecânica da Partícula Professor: MSc. MRUV NOÇÕES E CONCEITOS FUNDAMENTAIS EQUAÇÕES CURSO: Engenharia Civil Disciplina: Mecânica da Partícula Professor: MSc. Demetrius Leão 1 ACOMPANHE A DISCIPLINA PELA INTERNET Página com as aulas e listas

Leia mais

EXERCÍCIOS FÍSICA. de módulo 25 m s. O motorista da Van, então, acelera a taxa de 8 m s.

EXERCÍCIOS FÍSICA. de módulo 25 m s. O motorista da Van, então, acelera a taxa de 8 m s. EXERCÍCIOS FÍSICA 1. O motorista de uma Van quer ultrapassar um caminhão, em uma estrada reta, que está com velocidade constante de módulo 0 m s. Para isso, aproxima-se com a Van, ficando atrás, quase

Leia mais

UFRPE: Física 11 Márcio Cabral de Moura 1. 2 aulas, 5 horas Capítulos 1 e 3 do Fundamentos de Física 1, de D. Halliday e R. Resnick, 3ª edição.

UFRPE: Física 11 Márcio Cabral de Moura 1. 2 aulas, 5 horas Capítulos 1 e 3 do Fundamentos de Física 1, de D. Halliday e R. Resnick, 3ª edição. UFRPE: Física 11 Márcio Cabral de Moura 1 1. Introdução 1 e 3 do Fundamentos de Física 1, de D. Halliday e R. Resnick, 3ª edição. 1.1 O objeto da Física O objeto da física é a natureza 1.2 O método físico.

Leia mais

Apostila de Física EJA

Apostila de Física EJA Apostila de Física EJA Professora Cátia Braga O QUE É FÍSICA? Física é o ramo da ciência que estuda as propriedades das partículas elementares e os fenômenos naturais e provocados, de modo lógico e ordenado.

Leia mais

MATEMÁTICA 1ª QUESTÃO. O valor do número real que satisfaz a equação =5 é. A) ln5. B) 3 ln5. C) 3+ln5. D) ln5 3. E) ln5 2ª QUESTÃO

MATEMÁTICA 1ª QUESTÃO. O valor do número real que satisfaz a equação =5 é. A) ln5. B) 3 ln5. C) 3+ln5. D) ln5 3. E) ln5 2ª QUESTÃO MATEMÁTICA 1ª QUESTÃO O valor do número real que satisfaz a equação =5 é A) ln5 B) 3 ln5 C) 3+ln5 D) ln5 3 E) ln5 ª QUESTÃO O domínio da função real = 64 é o intervalo A) [,] B) [, C), D), E), 3ª QUESTÃO

Leia mais

Professora Florence. Resposta: Resposta:

Professora Florence. Resposta: Resposta: 1. (Espcex (Aman) 2013) Um carro está desenvolvendo uma velocidade constante de 72 km h em uma rodovia federal. Ele passa por um trecho da rodovia que está em obras, onde a velocidade máxima permitida

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 4 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/03

Leia mais

Curso de Engenharia Civil. Física Geral e Experimental I Lançamentos Prof.a: Msd. Érica Muniz 1 Período

Curso de Engenharia Civil. Física Geral e Experimental I Lançamentos Prof.a: Msd. Érica Muniz 1 Período Curso de Engenharia Civil Física Geral e Experimental I Lançamentos Prof.a: Msd. Érica Muniz 1 Período Queda dos corpos Quando um corpo é lançado verticalmente para cima verificaremos que ele sobe até

Leia mais

9 ANO Ensino Fundamental

9 ANO Ensino Fundamental E n s in o F o r t e e d e R e s u l t a do s Estudante: Centro Educacio nal Juscelino K ub itschek G u a r á / Valp ar aíso Exercícios Recuperação Semestral F Í S I C A 9 ANO Ensino Fundamental Data:

Leia mais

Ficha de trabalho 5 AMPLIAÇÃO

Ficha de trabalho 5 AMPLIAÇÃO Nome: N. o : Turma: Data: Ficha de trabalho 5 AMPLIAÇÃO 1. Uma pedra é lançada do ponto P com uma velocidade de 10 m s 1 numa direcção que forma um ângulo de 45º com a horizontal, atingindo o ponto Q conforme

Leia mais

Sabendo o momento do encontro, só é necessário aplicá-lo em uma das duas funções (do caminhão ou do carro).

Sabendo o momento do encontro, só é necessário aplicá-lo em uma das duas funções (do caminhão ou do carro). Engenharia Física Mecânica, prof. Simões Revisão para prova integradora 1. Um automóvel encontra-se parado diante de um semáforo. Logo quando o sinal abre, ele arranca com aceleração 5m/s², enquanto isso,

Leia mais

Sumário. Da Terra à Lua. As forças e os seus efeitos. Uma força que atue num corpo 05/10/2015

Sumário. Da Terra à Lua. As forças e os seus efeitos. Uma força que atue num corpo 05/10/2015 Sumário UNIDADE TEMÁTICA 1 Movimentos na Terra e no Espaço. 1.2- - As forças e os seus efeitos. - Aceleração média e aceleração instantânea. - Movimento acelerado e movimento retardado. - Relação entre

Leia mais

INTRODUÇÃO À. Capítulo 2 CINEMÁTICA

INTRODUÇÃO À. Capítulo 2 CINEMÁTICA INTRODUÇÃO À Capítulo 2 Introdução CINEMÁTICA à Cinemática Conceitos iniciais Uma pessoa está viajando sentada num ônibus que se aproxima de um ponto de parada. A pessoa está em movimento ou em repouso?

Leia mais

Grandezas Fundamentais da Mecânica

Grandezas Fundamentais da Mecânica Grandezas Fundamentais da Mecânica A Mecânica é a parte da Física que procura estudar os movimentos dos corpos e seu repouso, além de buscar explicações lógicas para as suas ocorrências, fazendo análises

Leia mais

CINEMÁTICA VETORIAL. Prof. Paulo Lopes

CINEMÁTICA VETORIAL. Prof. Paulo Lopes CINEMÁTICA VETORIAL Prof. Paulo Lopes Vetor deslocamento ( d ) x deslocamento escalar (Δs) d 100 metros Δs = 100 m ІdІ = 100 m R = 100 metros d Δs = 2πr 2 ІdІ = 2r = 200 m = 3,14x100 = 314 m Escalar Vetorial

Leia mais

Queda Livre e Lançamentos no Espaço

Queda Livre e Lançamentos no Espaço LOGO FQA Queda Livre e Lançamentos no Espaço (Com resistência do ar desprezável) Queda Livre de Objetos A queda livre é o movimento de um objeto que se desloca livremente, unicamente sob a influência da

Leia mais

CINEMÁTICA VETORIAL. Vetor Deslocamento: Na cinemática vetorial determinamos a posição da partícula através do seu. vetor posição.

CINEMÁTICA VETORIAL. Vetor Deslocamento: Na cinemática vetorial determinamos a posição da partícula através do seu. vetor posição. CINEMÁTICA VETORIAL CINEMÁTICA VETORIAL Vetor Deslocamento: Na cinemática vetorial determinamos a posição da partícula através do seu vetor posição. CINEMÁTICA VETORIAL O vetor posição da partícula, em

Leia mais

FACULDADE SUDOESTE PAULISTA Física Geral e experimental I Engenharia Civil e Produção

FACULDADE SUDOESTE PAULISTA Física Geral e experimental I Engenharia Civil e Produção Notas de aula: Cinemática escalar: Conceitos Iniciais Para descrição de movimento sempre há necessidade de um ponto base, ou seja, um ponto de referencia, o qual dá se o nome de referencial. Fisicamente

Leia mais

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 17 REVISÃO DE LANÇAMENTO VERTICAL E QUEDA LIVRE

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 17 REVISÃO DE LANÇAMENTO VERTICAL E QUEDA LIVRE FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 17 REVISÃO DE LANÇAMENTO VERTICAL E QUEDA LIVRE Fixação 1) Duas pequenas esferas, uma de ferro, outra de chum-bo, são abandonadas, a partir do mesmo ponto, num mesmo local, onde

Leia mais

GABARITO COMENTADO DE PROVAS DE FÍSICA CINEMÁTICA

GABARITO COMENTADO DE PROVAS DE FÍSICA CINEMÁTICA GABARITO COMENTADO DE PROVAS DE FÍSICA CINEMÁTICA 1ª Prova 2007 Questão 1: FÁCIL O valor de H é calculado pela equação de Torricelli: Para isso, deve-se calcular a velocidade inicial e final: (sinal negativo,

Leia mais

Conceitos Essenciais da Cinemática 1

Conceitos Essenciais da Cinemática 1 Conceitos Essenciais da Cinemática 1 Física_9 EF Profa. Kelly Pascoalino Mecânica Cinemática: Estudo das características do movimento de um corpo sem se preocupar com o (s) agente (s) que o causou. Dinâmica:

Leia mais

Tabela de Constantes

Tabela de Constantes Questão Aula Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos DISCIPLINA: Física e Química Módulo: F1 2016/2017 11 ºAno de escolaridade Duração: 45 minutos Nome: N.º 8 páginas

Leia mais

Cinemática Profº Jaison Mattei

Cinemática Profº Jaison Mattei Cinemática Profº Jaison Mattei Quais são as coisas e fenômenos relacionados ao movimento? Na Mecânica, estudaremos os movimentos dos corpos e, para melhor compreensão, dividiremos a mecânica em três partes:

Leia mais

V m = ΔS / Δt ΔS = V m. Δt ΔS = 3, m/s. 1,28 s ΔS = 3, m. s 0= 245 km. = 45 / 0,5 V m = 90 km/h

V m = ΔS / Δt ΔS = V m. Δt ΔS = 3, m/s. 1,28 s ΔS = 3, m. s 0= 245 km. = 45 / 0,5 V m = 90 km/h C.E. Erich Walter Heine Gabarito comentado da ª lista de física do 1º bim, 01. prof André Olviveira. 1. ΔS =? v m = 3,00.10 8 m/s Δt =,56 s é o tempo de ida e volta da lua. O sinal é emitdo na Terra e

Leia mais

Resoluções dos exercícios propostos

Resoluções dos exercícios propostos 1 P.61 αm v 360 km/h 5 s αm ou α m v α m 14,4 km/h s 360 0 3,6 α m 4 m/s 5 P.6 Em cada segundo a velocidade do corpo aumenta de 1,6 m/s. Portanto: t 0 0 v 0 0 t 1 1 s v 1 1,6 m/s t s v (1,6 1,6) m/s 3,

Leia mais

MOVIMENTO RETILÍNEO E UNIFORME

MOVIMENTO RETILÍNEO E UNIFORME MOVIMENTO RETILÍNEO E UNIFORME Definição: O movimento uniforme é quando a velocidade escalar é constante, o que significa afirmar que o móvel percorre sempre a mesma distância a cada unidade de tempo.

Leia mais

Professor Rafael Colucci Facebook: Rafael Colucci ou Aprenda com o Colucci (FANPAGE)

Professor Rafael Colucci Facebook: Rafael Colucci ou Aprenda com o Colucci (FANPAGE) Me chamo Rafael Colucci, sou licenciado em física pela Universidade Federal de Itajubá e atuo no ensino de física e matemática nos níveis médio e superior Trabalho com criação de conteúdos digitais e possuo

Leia mais

Chapter 2 Movimento Retilíneo (movimento unidimensional)

Chapter 2 Movimento Retilíneo (movimento unidimensional) Chapter 2 Movimento Retilíneo (movimento unidimensional) (2-1) 1. Vamos supor que o movimento se dá ao longo de uma linha reta. A trajetória pode ser vertical, horizontal ou inclinada, mas deve ser retilínea.

Leia mais

Movimento retilíneo uniformemente

Movimento retilíneo uniformemente 15 fev Movimento retilíneo uniformemente variado 01. Resumo 02. Exercícios de Aula 03. Exercícios de Casa 04. Questão Contexto RESUMO A aceleração (média) é a razão entre a variação de velocidade e o intervalo

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Semana 7 Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Semana 7 Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Questão 3

Questão 1. Questão 2. Questão 3 Questões de Física para 1º ano e 2º ano Questão 1 Em um acidente, um carro de 1200 kg e velocidade de 162 Km/h chocou-se com um muro e gastou 0,3 s para parar. Marque a alternativa que indica a comparação

Leia mais

MOVIMENTO RETILÍNEO. Prof. Bruno Farias

MOVIMENTO RETILÍNEO. Prof. Bruno Farias CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR UNIDADE ACADÊMICA DE TECNOLOGIA DE ALIMENTOS DISCIPLINA: FÍSICA I MOVIMENTO RETILÍNEO Prof. Bruno Farias Introdução Por que estudar mecânica? Porque o mundo,

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 6 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/02

Leia mais

Professora FLORENCE. A aceleração pode ser calculada pelo gráfico através da tangente do ângulo α.

Professora FLORENCE. A aceleração pode ser calculada pelo gráfico através da tangente do ângulo α. 1. Um ponto material desloca-se sobre uma reta e sua velocidade em função do tempo é dada pelo gráfico. Pedem-se: a) a equação horária da velocidade (função de v = f(t)) v(m/s) b) o deslocamento do ponto

Leia mais

RETRÓGRADO OU REGRESSIVO: É quando o móvel aumenta suas posições no passar do tempo, ou seja, movimenta-se no mesmo sentido do referencial.

RETRÓGRADO OU REGRESSIVO: É quando o móvel aumenta suas posições no passar do tempo, ou seja, movimenta-se no mesmo sentido do referencial. MRU Movimento Retilíneo Uniforme MRU é o movimento de qualquer móvel com as seguintes características: O móvel percorre distâncias iguais em intervalos de tempo iguais Velocidade constante. Como não varia

Leia mais

Retardado: quando o módulo da velocidade diminui no decorrer. do tempo. Nesse caso teremos: v. e a têm sinais contrários. Movimento Uniforme (M.U.

Retardado: quando o módulo da velocidade diminui no decorrer. do tempo. Nesse caso teremos: v. e a têm sinais contrários. Movimento Uniforme (M.U. Cinemática Escalar Conceitos Básicos Espaço (S) O espaço de um móvel num dado instante t é dado pelo valor da medida algébrica da sua distância até a origem dos espaços O. Retardado: quando o módulo da

Leia mais

FÍSICA. A mecânica dividimos em três partes: CINEMÁTICA, DINÂMICA e ESTÁT ICA

FÍSICA. A mecânica dividimos em três partes: CINEMÁTICA, DINÂMICA e ESTÁT ICA FM 1 CINEMÁTICA FÍSICA A mecânica dividimos em três partes: CINEMÁTICA, DINÂMICA e ESTÁT ICA CINEMÁTICA Parte da Física que estuda o movimento s em preocupar-se com as causas que dera m origem ou interferem

Leia mais

1. (Unesp 2012) O gol que Pelé não fez

1. (Unesp 2012) O gol que Pelé não fez 1. (Unesp 01) O gol que Pelé não fez Na copa de 1970, na partida entre Brasil e Tchecoslováquia, Pelé pega a bola um pouco antes do meio de campo, vê o goleiro tcheco adiantado, e arrisca um chute que

Leia mais

MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME. Prof. Emerson

MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME. Prof. Emerson MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME Prof. Emerson MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME Conceito: Quando o móvel percorre espaços iguais em tempos iguais, não acontecendo mudanças na direção e sentido do movimento. Logo

Leia mais

Lista de exercícios MUV. Aceleração média e equação horária de velocidade

Lista de exercícios MUV. Aceleração média e equação horária de velocidade Lista de exercícios MUV Aceleração média e equação horária de velocidade 01) (Unirio) Caçador nato, o guepardo é uma espécie de mamífero que reforça a tese de que os animais predadores estão entre os bichos

Leia mais

Atividade de: FÍSICA 4ª UL / 2015 Série: 1ª (E. P.)

Atividade de: FÍSICA 4ª UL / 2015 Série: 1ª (E. P.) Atividade de: FÍSICA 4ª UL / 2015 Série: 1ª (E. P.) Professor: Thiago Alvarenga Ramos Nota: Valor da Atividade: 2,0 Nome do(a) aluno(a): Nº Turma: 1 C 1 3 Use caneta azul ou preta e escreva com letra legível.

Leia mais

Fís. fevereiro. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão)

Fís. fevereiro. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) 06 10 fevereiro Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA

Leia mais