ARES KINESIOLOGY TAPE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ARES KINESIOLOGY TAPE"

Transcrição

1 Guia de Aplicações ARES KINESIOLOGY TAPE > Instruções Gerais > Instruções de Aplicações Básicas > Aplicações Clínicas

2

3

4 Conteúdo O que é ARES TAPE Como funciona? Instruções gerais Pescoço / Ombro / Braço Bíceps Parte da frente do pescoço Ombro (geral) Dor lateral no pescoço (esternocleidomastóideo) Rigidez no pescoço Pescoço & Ombro 1 Pescoço & Ombro 2 Pescoço (posterior) 1 Pescoço (posterior) 2 Parte superior do ombro (posterior) Contusão no ombro Tríceps braquial Cotovelo / Braço Inferior / Mão Síndrome do Túnel Carpal Dor no dedo Dor no pulso (Geral) Parte interna do antebraço Dor lateral do cotovelo 1 (epicôndilo lateral) Dor lateral do cotovelo 2 (epicôndilo lateral)

5 Dor de cotovelo interno 1 (epicôndilo medial) Dor de cotovelo interno 2 (epicôndilo medial) Antebraço 1 (Externo) Antebraço 2 (Externo) Dor no Polegar Costas / tronco Abdômen 1 Abdômen 2 Abdômen 3 abdômen 4(Oblíquo externo) Dor nas Costas & Ombro Dor Torácica 1 Dor Torácica 2 Dor Lombar 1 Dor Lombar 2 Dor Lombar 3 Dor Lombar 4 Dor costela 1 (Serrátil anterior) Dor costela 2 (Serrátil anterior) Cóccix Dor nas Costas 1 (Rhomboid) Dor nas Costas 2 (Grande dorsal)

6 Conteúdo Quadril / coxa Coxa 1 (quadríceps) Coxa 2 (quadríceps) Virilha Quadril 1 (Glúteos) Quadril 2 (Glúteos) Articulação do quadril Músculo da coxa Posterior da coxa 1 Posterior da coxa Joelho / Perna (Inferior) Tendão de Aquiles 1 Tendão de Aquiles 2 Tendão de Aquiles 3 Dor na Panturrilha Dor no Joelho 1 Dor no Joelho 2 Dor no Joelho 3 Dor no Joelho 4 Dor no Joelho 5 Dor no Joelho (parte externa) Dor no Joelho (parte interna) Dor na Patela 1 Dor na Patela 2 Periostite ou Canelite (Shin Splint)

7 Tornozelo / Pé Dedão do pé Joanete Entorse de Tornozelo (externo) Entorse de Tornozelo (interno) Fascite Plantar Dor na sola do pé 1 Dor na sola do pé Aplicação Clínica Esquimose (Roxidão) Câimbra na Panturrilha Inchaço da Panturrilha Ombro Rígido Pé Plano Cotovelo de Tenista Indigestão Neuralgia intercostal Reumatismo no Tornozelo Reumatismo no Cotovelo Reumatismo no Dedo Reumatismo no Joelho Reumatismo no Pulso Dor no ombro por uso excessivo Cotovelo de Golfe (Síndrome do Túnel Carpal) Tendinite do Polegar

8 O que é ARES TAPE? A ARES TAPE é uma fita esportiva para tratamento cinesiológico (Bandagem Neuromuscular), usada mundialmente com sucesso, em várias modalidades esportivas e por pacientes com problemas fisioterapêuticos. A ARES TAPE é desenhado com mesma espessura da epiderme, com estiramento longitudinal de 30 a 40% do seu comprimento de repouso. A ARES TAPE é usada no tratamento do músculo, fáscia e do tendão, além do melhoramento do desempenho através da estimulação contínua de receptores. O processo natural de cura é, portanto, imediatamente reforçada devido à maior circulação na área da fita. >Trate da dor muscular. >Previna artrite. >Melhore sua performance. 8

9 COMO FUNCIONA Quando um músculo está inflamado, inchado, ou rígido, o espaço entre a pele e o músculo é comprimido, resultando na constrição e congestionamento do fluxo de fluido linfático e circulação sanguínea. Esta compressão aplica pressão para os receptores da dor localizada no espaço entre a pele e o músculo, o que por sua vez retransmite sinais de incômodo para o cérebro, resultando na sensação de dor da área afetada. Se você esticar a pele da área afetada antes da aplicação da fita ARES TAPE, nessa área irá formar rugas quando voltar à sua posição normal. O efeito rugas que irá se formar pela fita TAPE ARES é essencial, uma vez que esta elevação da pele cria mais espaço para o sistema linfático e do fluxo sanguíneo. Portanto, a drenagem linfática bem como a circulação de sangue na área afetada, podem ser melhoradas de forma eficaz. Eventualmente, o atrito entre os tecidos abaixo da pele é reduzido devido ao movimento promovido do líquido linfático e circulação sanguínea. A dor é reduzida porque a pressão sobre os receptores de dor é menor. Os resultados finais são: redução da fadiga muscular, aumento da amplitude de movimento (ROM) e melhor qualidade de contração muscular. Hemorragia interna Rigidez Epiderme Derme Levanta a pele Redução da dor Dor muscular Linfático Músculo Absorção da inflamação Músculo pode contrair facilmente Condição antes da aplicação Condição após aplicação ARES TAPE aplicado em partes roxas 9 9

10 Intruções Gerais Tape forma I Tape Y Tape X Tape > Antes de aplicar ARES TAPE certifique-se que a pele está livre de loção, óleo ou umidade. > A limpeza da pele com água limpa ou álcool assegura uma aplicação adesiva robusta. 10

11 < ou> <Começo da aplicação da ARES TAPE > Rasgue o papel de apoio 5 centímetros do final da fita. <Para aplicação a partir do meio da fita ARES TAPE> Rasgue o papel de apoio no meio da fita, iniciando a aplicação pelo meio. Sempre ligar as duas pontas, sem tensão. Esfregue a fita com firmeza, para garantir que o calor da sua mão ative o adesivo acrílico

12 Bíceps 1 pedaço de fita em forma de Y Ancore a fita adesiva na parte anterior do cotovelo, enquanto estende o cotovelo Anexar cauda para ombro, como mostrado. 12

13 Parte da Frente do Pescoço 3 pedaços de fita em forma de Y Necessita parceiro na aplicação Passo 1 Passo 2 Quando é dolorido a flexão anterior do pescoço, ancore a base fita em Y no centro do peito e aplique as duas caudas logo abaixo da mandíbula, ambos com flexão do pescoço para trás. Quando é dolorido durante a rotação do pescoço, ancore a base da fita em Y abaixo do lóbulo da orelha e aplique duas caudas para a frente da clavícula, colocando lado a lado, com o pescoço girado para a direção oposta. Passo 3. Repita o mesmo para o lado oposto do pescoço

14 Dor no ombro 1 pedaço de fita em forma de Y Necessita parceiro na aplicação Passo 1 Passo 2 Coloque a base da fita em Y na parte superior do braço e adere uma cauda para a frente do ombro. Coloque a outra cauda da mesma fita na parte de trás do ombro, mantendo a mão sobre o ombro oposto. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. 14

15 Dor na lateral do pescoço (Esternocleidomastóideo) 2 pedaços de fitas em forma de I Necessita parceiro na aplicação Coloque a base fita na clavícula até atrás do lóbulo da orelha, girando o pescoço para o lado oposto. Coloque a base de outra fita ao lado da primeira, aplicando até atrás do lóbulo da orelha, girando o pescoço para o lado oposto. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo 2 Passo

16 Rigidez do pescoço 1 pedaço de fita em forma de Y 1 pedaço de fita em forma de I Necessita parceiro na aplicação Coloque a base de uma fita em forma de Y na parte superior do pescoço, nas costas. Estenda as caudas para cada lado da coluna vertebral, enquanto dobrando o pescoço para a frente. Passo 3. Coloque o último pedaço de fita em forma de I sobre a área rígica do pescoço no sentido horizontal, aplicando estiramento leve no meio e não esticando ambas extremidades. Passo 1 Passo 2 16

17 Pescoço e ombro 1 2 pedaços de fitas em forma de I Necessita parceiro na aplicação Coloque a base da fita em forma de I na parte superior do pescoço, aplicando-a até a parte lateral do ombro, girando o pescoço para o lado oposto. Repita o mesmo para o lado oposto, girando o pescoço para o outro lado. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo

18 Pescoço e ombro 2 1 pedaço de fita em forma de I 1 pedeço de fita em forma de Y Necessita parceiro na aplicação Passo 1 Passo 2 Aplicar a fita em forma de I horizontalmente, ancorando a base na parte de trás do ombro até a coluna vertebral. Ancore da base da fita em Y na parte superior do ombro. Passo 3. Coloque a cauda superior para o lado superior do pescoço e da cauda inferior para baixo em direção à parte inferior da coluna. 18

19 Dor no pescoço 1 (parte posterior) 2 pedaços de fita em forma de I Necessita parceiro na aplicação Aplicar duas fitas em forma de I ao lado da coluna abaixo da linha do cabelo até o meio das costas, enquanto dobra o pescoço para a frente. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação

20 Dor no pescoço 2 (parte posterior) 1 pedaço de fita em forma de Y Necessita parceiro na aplicação Ancore da base de fita em Y na parte superior do pescoço abaixo da linha do cabelo e aplicar duas caudas, ao lado da coluna, como mostrado, dobrando o pescoço para a frente. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. 20

21 Dor no ombro (parte superior) 1 pedaço de fita em forma de X Necessita parceiro na aplicação Coloque fita em X sobre a parte superior do ombro, na área dolorida, com estiramento leve aplicado no centro da fita. Repita o mesmo para o lado oposto do ombro, quando necessário

22 Contusão no ombro 3 pedaços de fitas em forma de Y Necessita parceiro na aplicação Passo 1 Passo 2 Passo 3 Fixe a base da fita (laranja) na parte lateral do braço, perto do ombro. Prenda uma cauda para a parte anterior do ombro enquanto estende o cotovelo. Passo 3. Prenda a outra cauda para a parte posterior do ombro, colocando a mão no outro ombro. Passo 4. Relaxe os ombros e junta as duas fitas Y no centro da contusão e se cruzando, como mostrado na foto. 22

23 Tríceps braquial 1 pedaços de fita em forma de Y Necessita parceiro na aplicação Coloque a base da fita em Y na parte de trás do cotovelo, aderindo as duas caudas para o ombro, enquanto cobre o tríceps, flexionando o cotovelo para cima. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação

24 Síndrome do Túnel Carpal 3 pedaços de fita em forma de I Passo 1 Ancore a fita na base do polegar e alongue-a para o lado interno do cotovelo, com flexão do punho para trás. Ancore a outra fita na base do dedo mindinho e alongue-a para o lado externo do cotovelo, mantendo flexão do punho para trás. Passo 3. volva a última fita no pulso para apoio adicional. Passo 2 Passo 3 24

25 Dor no dedo 2 peças de fita em forma de I Passo 1 Ancore a base da fita em I na parte de trás do punho e aplicar sobre a junta do último dedo, enquanto dobrando o dedo para dentro. Para suporte adicional, enrole outra fita ao redor da articulação do dedo. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo

26 Dor no Pulso (Geral) 2 pedaços de fita em forma de I Passo 1 Coloque a fita em forma de I do pulso ao cotovelo, enquanto estica o cotovelo. Envolva a outra fita em forma de I em torno do pulso deixando um pequeno espaço no final. Passo 2 26

27 Parte interna do antebraço 1 pedaço de fita em forma de Y Mantenha o pulso numa posição neutra. Fixe a base para a palma da mão. Prenda a cauda interior da fita para o lado interno do cotovelo, depois de colocar o punho para trás. Passo 3. Prenda a outra cauda de fora para o lado externo do cotovelo, mantendo o pulso para trás

28 Dor lateral do cotovelo 1 (epicôndilo lateral) 3 pedaços de fita em forma de I Passo 1 Passo 2 Aplique uma fita da parte externa do pulso até a lateral do cotovelo, com extensão de 50% da fita, dobrando o cotovelo ligeiramente. Aplicar a outra fita do braço para o lado lateral do cotovelo, sem esticar. Passo 3. Para suporte adicional, enrole o último pedaço de fita ao redor do cotovelo. Passo 3 28

29 Dor lateral do cotovelo 2 (epicôndilo lateral) 1 pedaço de fita em forma de X 1 pedaço de fita em forma de I Passo 1 Coloque fita em forma de X na lateral do cotovelo, dobrando o cotovelo ligeiramente. Coloque a base da fita em forma de I sobre a fita em X, aderir a cauda para o lado da palma da mão. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo

30 Dor de cotovelo interno 1 (epicôndilo medial) 2 pedaços de fitas em forma de I Ancore a fita em forma de I no pulso e aplique até a parte interna do cotovelho, com estiramento da fita de 50%, dobrando o cotovelo ligeiramente. Passo 1 Ancore a outra fita na parte interna do cotovelo, aplicando-a até o lado do punho, com estiramento ligeiro da fita. Passo 2 30

31 Dor de cotovelo interno 2 (epicôndilo medial) 1 pedaço de fita em forma de X 1 pedaço de fita em forma de I Coloque fita em forma de X na parte interna do cotovelo, dobrando o cotovelo ligeiramente. Passo 1 Coloque a base da fita em forma de I sobre a fita em X, aderindo-a em volta do braço terminando ao lado do pulso. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo

32 Antebraço 1 (Externo) 2 pedaços de fitas em forma de Y 1 pedaço de fita em forma de I Necessita parceiro na aplicação Passo 1 Aplicar duas fitas em forma de Y na parte de trás do punho até o cotovelo. Envolva a fita em forma de I em torno do pulso deixando um pequeno espaço no final. Passo 2 Passo 3 32

33 Antebraço 2 (Externo) 1 pedaço de fita em forma de Y Fixe a base na parte de trás do punho com punho em uma posição neutra. Dobre o pulso para o máximo possível. Prenda a cauda fora em direção ao lado externo do cotovelo. Passo 3. Manter o punho em uma posição dobrada. Prenda a cauda interior para o lado interno do cotovelo

34 Dor no Polegar 1 pedaço de fita em forma de Y Prenda a fita em Y, como mostrado durante o alongamento do polegar para trás. 34

35 Abdômen 1 2 pedaços de fita na forma de I Use a fita na posição vertical (I) abaixo do umbigo. Coloque outra tira em posição horizontal por cima da primeira tira. Ficará um sinal de mais (+) Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo

36 Abdômen 2 2 pedaços de fita em X Coloque a tira em X ao lado do umbigo. Repita o mesmo para o lado oposto. Passo 3. Não é necessário alongara fita durante a aplicação. Passo 1 Passo 2 36

37 Abdômen 3 Passo 1 Passo 2 Passo 3 6 pedaços de fita na forma de I Necessita parceiro na aplicação Aplique duas fitas paralelas (uma do lado da outra) passando do umbigo, o pubis, até a parte superior do estômago. Aplique uma fita na diagonal abaixo do umbigo para baixo das costelas e aplicar outra fita diagonalmente acima do umbigo em direção ao peito. Passo 3. Repita o mesmo para o outro lado

38 Abdômen 4 (oblíquo externo) Passo 1 Passo 2 2 pedaços de fita na forma de I Necessita parceiro na aplicação Aplique a fita em I a partir da coluna até o ponto abaixo do umbigo. Repita o mesmo para o lado oposto. Passo 3. Não é necessário alongar durante a aplicação. 38

39 Dor nas Costas & Ombro 2 pedaços de fita em forma de I Necessita parceiro na aplicação Coloque fita adesiva na parte inferior do pescoço até a última costela do lado oposto. Repita o mesmo com outra fita na direção oposta

40 Dor Torácica 1 1 pedaço de fita em forma de Y Necessita parceiro na aplicação Quando a dor é sentida no peito e ombro (deltóide), siga a imagem enquanto dobra o braço para trás. 40

41 Dor Torácica 2 2 pedaços de fita em forma de Y Necessita parceiro na aplicação Coloque a base de fita em Y na parte lateral do ombro com as duas caudas em direção ao peito. Coloque a base de uma outra fita em Y fora da base da primeira fita com as duas caudas mais amplas do que a primeira fita. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo

42 Dor lombar 1 2 pedaços de fitas em forma de I Necessita parceiro na aplicação Aplique a fita horizontalmente sobre as covinhas das costas. Aplicar a outra fita logo ao lado da primeira fita 42

43 Dor lombar 2 3 pedaços de fitas em forma de I Necessita parceiro na aplicação Curve para a frente com as mãos colocadas sobre os joelhos. Ancore um pedaço de fita horizontalmente na parte inferior das costas. Passo 3. Com os outros dois pedaços de fita, crie um X sobre a área com dor. Passo 1 Passo

44 Dor lombar 3 2 pedaços de fita em forma de I Necessita parceiro na aplicação Coloque a base da fita I na parte inferior das costas, aplicando-a para cima paralelamente à coluna vertebral, curvando-se para frente. Repita o mesmo para o lado oposto. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo 2 44

45 Dor lombar 4 2 pedaços de fitas em forma de Y Necessita parceiro na aplicação Coloque a base da tira em Y na parte inferior das costas, aplicando uma cauda ao lado da coluna vertebral e outra em sentido da parte lateral das costas. Repita o mesmo para o lado oposto. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo

46 Dor na costela 1 (Serrátil anterior) Passo 1 Passo 2 Passo 3 3 pedaços de fitas em forma de I Necessita parceiro na aplicação Aplique uma fita sobre a caixa torácica, da coluna em direção a barriga. Sobrepor a metade da primeira faixa com a segunda faixa. Passo 3. Repita o mesmo com a última faixa sobrepostas a metade da segunda faixa. Passo 4. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. 46

47 Dor na costela 2 (Serrátil anterior) 4 pedaços de fitas em forma de I Necessita parceiro na aplicação Passo 1 Passo 2 Aplique a fita longitudinal logo abaixo da axila. Executar outras três peças de fita em paralelo uns aos outros, como mostrado na figura

48 Cóccix 6 pedaços de fitas em forma de I Necessita parceiro na aplicação Ancore da base de cada peça no cóccix. Aplicar cada pedaço de fita para a parte inferior das costas em forma de leque, com o corpo inclinado para frente. 48

49 Dor nas costas 1 (Rhomboid) 2 pedaços de fitas em forma de X Necessita parceiro na aplicação Coloque uma fita em forma de X na parte superior das costas, para o lado direito, colocando a mão em direção do ombro oposto. Repita o mesmo para o lado oposto. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo

50 Dor nas costas 2 (Latissimus dorsi) 1 pedaço de fita longo em forma de Y Necessita parceiro na aplicação Coloque a base da tira longa em Y na parte superior do braço, aplicando as duas caudas como mostra a imagem, ao mesmo tempo que coloca a mão em direção ao ombro oposto. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo 2 50

51 Coxa 1 (quadríceps) 3 pedaços de fita em forma de I Aplicar uma fita em I acima do joelho até a junto do quadril, parte da frente, com um pouco de flexão na articulação do joelho. Coloque a outra fita em I sobreposta a metade da primeira fita. Passo 3. Para suporte adicional, envolve a última fita em torno de parte de cima do joelho. Passo 4. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo 2 Passo

52 Coxa 2 (quadríceps) 1 pedaço de fita em froma de I 1 pedaço de fita em forma de Y Aplicar a fita em I desde o quadril até o joelho, na frente. Coloque a base de fita em Y na articulação do quadril (frente) e aplique as caudas sobre a coxa em direção ao joelho, na parte da frente. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo 2 52

53 Virilha 3 pedaços de fita em forma de I Coloque um pedaço de fita em forma de I a partir da virilha para a coxa e aplicar outra sobre o lado interno da coxa, como mostrado. Para obter suporte adicional, enrole a fita ao redor da coxa. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo

54 Quadril 1 (glúteo) 1 pedaço de fita em forma de Y Necessita parceiro na aplicação Quando estiver deitado de lado, com os joelhos flexionados para frente, anexar a base da fita em Y ao lado do quadril. Prenda a cauda da frente da fita ao longo da parte frontal do quadril enquanto estende a perna para trás na altura do quadril, anexar a cauda traseira para cóccix enquanto dobra da perna para a frente na altura do quadril. 54

55 Quadril 2 (glúteo) 2 pedaços de fitas em forma de Y Necessita parceiro na aplicação. Coloque a base da fita em forma de Y no lado lateral da coxa e adira a cauda cobrindo o bumbum. Coloque a base da segunda tira em Y na parte anterior da coxa e adere a cauda cobrindo o bumbum. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo

56 Articulação do quadril 1 pedaço de fita em forma de Y 3 pedaços de fita em forma de I Necessita parceiro na aplicação Ancore a base de fita em Y no lado lateral da coxa e aplique a cauda até as a parte lateral da nádega, como mostrado, dobrando o joelho levemente para frente. Aplicar outras três fitas em forma de I no lado lateral da articulação do quadril, sobrepostas umas as outras, como mostrado, com alongamento suave aplicado no centro de cada fita, não esticando os lados das fitas. Passo 1 Passo 2 56

57 Músculos da coxa Por favor, verifique as fotos para cada aplicação. Aplique a fita da articulação do joelho em direção do quadril, sem esticar. 1> Reto femoral (coxa, na frente) 2> Adutores (parte interna da coxa) 3> TI (Illiotibial Trato) banda (exterior da coxa) 4> Bíceps femoral (coxa, atrás)

58 Dor na coxa 1 (parte posterior) 1 pedaço de fita em forma de I Coloque fita sobre a coxa na parte de trás, como mostrado. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. 58

59 Dor na coxa 2 (parte posterior) 3 pedaços de fitas em forma de I Passo 1 Ancore uma fita em forma de I acima do joelho, na parte de trás, e aplique-a até a altura do quadril com extensão da fita de 50%, enquanto está sentado com o joelho dobrado. Aplique outra fita sobre a primeira fita da mesma maneira. Passo 2 Passo 3. Envolva o último pedaço de fita em torno das outras, acima da articulação do joelho. Passo

60 Achilles 1 3 pedaços de fita na forma de I Ancore a base da fita no calcanhar e aplica para o lado lateral do joelho com estiramento suave. Ancore da base do outro pedaço de fita no calcanhar e aplique para o lado medial do joelho com estiramento suave. Passo 3. Para suporte adicional, retire outro pedaço de fita, enrole em torno da articulação do joelho abaixo da rótula. Passo 1 Passo 2 Passo 3 60

61 Achilles 2 Passo 1 2 pedaços de fita na forma de I 1 pedaço de fita na forma de Y Coloque a fita no calcanhar em direção à panturrilha enquanto aponta o pé para cima. Passo 2 Aplicar a base de fita em Y logo acima do calcanhar e aderir caudas cobrindo a panturrilha, como mostrado, mantendo o pé para cima. Passo 3. Para suporte adicional, envolver o tornozelo com outra fita. Passo 4. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo

62 Achilles 3 3 pedaços de fita em forma de I Coloque a base da fita no calcanhar e aderindo até a panturrilha. Coloque outra fita na lateral do calcanhar para o lado medial da panturrilha. Passo 3. Coloque tira de fita a partir do lado medial do calcanhar para o lado lateral da panturrilha. Passo 4. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo 2 Passo 3 62

63 Dor na panturrilha 3 pedaços de fita na forma de I Coloque a base da fita no calcanhar e adere em direção à panturillha. Coloque outra fita na lateral do calcanhar para o lado interno do joelho. Passo 3. Coloque a última fita a partir do lado interno do calcanhar para o lateral do joelho. Passo 1 Passo 2 Passo

64 Dor no Joelho 1 Um pedaço de fita em forma de Y Fixe a base abaixo da rótula Coloque a cauda interna para cima, enquanto dobra o joelho. Passo 3. Prenda a cauda externa para cima, mantendo o joelho dobrado. 64

65 Dor no Joelho 2 4 pedaços de fita em forma de I Aplicar fita em forma de I na face medial do joelho ao redor do tampão do joelho, dobrando o joelho levemente. Repita o mesmo para o lado lateral do joelho, mantendo os joelhos levemente dobrados. Passo 3. Envolva a fita ao redor do joelho, acima e abaixo da rótula, dobrando o joelho levemente. Passo 1 Passo

66 Dor no Joelho 3 2 pedaços de fita em forma de Y 2 pedaços de fita em forma de I Coloque a base da fita em Y acima da rótula e adere as duas caudas em torno da rótula, cruzando as caudas no final, enquanto dobrando o joelho levemente. Coloque a base de outra faixa em Y abaixo da rótula e adere as duas caudas em torno da rótula, se cruzando no final, com os joelhos dobrados ligeiramente. Passo 3. Coloque uma extremidade da fita em forma de I abaixo da rótula e estenda-a na lateral da perna. Repita o mesmo para o lado medial da perna com a outra fita em forma de I. Passo 1 Passo 2 Passo 3 66

67 Dor no Joelho 4 3 pedaços de fita em forma de I Passo1. Ancore a base da fita em I abaixo da rótula e aplique a cauda interna na virilha, enquanto dobra o joelho levemente. Repita o mesmo na lateral. Passo 3. Aplique o último pedaço de fita ao redor da rótula como apoio extra. Passo 4. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo

68 Dor no Joelho 5 2 pedaços de fita em forma de Y 2 pedaços de fita em forma de I Ancore base da fita em Y abaixo da rótula e aplique as caudas em torno do tampão do joelho, dobrando o joelho levemente. Aplicar as duas fitas em forma de I na parte interna e lateral da rótula, na parte da frente. Passo 3. Ancore a base de outra fita em Y no lado lateral do joelho e aplique as caudas sobre a parte traseira, enquanto alonga o joelho. Passo 1 Passo 2 Passo 3 68

69 Dor no joelho (parte externa) 3 pedaços de fitas longas em forma de I Ancore a fita em forma de I na lateral do joelho e aplique até lateral do quadril, enquanto dobra o joelho. Sobreponha a outra fita para apoio adicional. Passo 3. Envolva o joelho com o última fita, passando por cima das outras. Passo 4. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo 2 Passo

70 Dor no joelho (parte interna) 3 pedaços de fitas em forma de I Ancore uma das fitas na face interna do joelho e aplique-a até a virilha, enquanto dobra o joelho. Coloque outra fita interior do joelho até a parte lateral da coxa. Passo 3. Para suporte adicional, envolva o joelho com o último pedaço de fita. Passo 4. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo 2 Passo 3 70

71 Dor na patela 1 2 pedaços de fitas em forma de Y Coloque a base de fita Y na face medial do joelho e duas caudas aderem ao redor do tampão do joelho, dobrando o joelho levemente. Repita o mesmo para o lado lateral do joelho. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo

72 Dor na patela 2 1 pedaço longo de fita em forma de Y 2 pedaços de fitas em forma de I Ancore da base da fita em Y na articulação do quadril (frente) e aplique as caudas em torno do tampão do joelho, dobrando o joelho levemente. Para suporte adicional, aplique as duas fitas em forma de I envolvendo o joelho abaixo e acima, flexionando ligeiramente o joelho. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo 2 72

73 Periostite ou Canelite (Shin Splint) 2 pedaços de fitas em forma de I Coloque a fita na parte externa do pé para a perna, enquanto aponta o pé para baixo. Aplique a outra fita na parte interna do pé para o lado interno da perna, como mostrado, mantendo o pé apontando para baixo. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo

74 Dedão do Pé 1 pedaço de fita em forma de Y 1 pedaço de fita em forma de I Aplique as pontas duplas ao redor do dedão do pé e corra a fita para o calcanhar. Contorne a fita em forma de I em torno do pé, conforme mostrado. Passo 1 Passo 2 74

75 Joanete 1 pedaço de fita em forma de Y Coloque a base de fita Y ao lado do primeiro dedo e aderir duas caudas para o calcanhar. Não é necessário alongar durante a aplicação. Passo 3. Trocar fita diamente para a higiene pessoal

76 Entorse de Tornozelo (externo) 1 pedaço longo de fita em forma de Y 1 pedaço curto de fita em forma de Y Coloque a base da fita longa em forma de Y na face lateral do tornozelo e adere as caudas cobrindo a lateral da perna em direção ao joelho. Aplique outra fita curta em forma de Y na parte de trás do calcanhar, cobrindo a lateral do tornozelo, com uma cauda para os dedos dos pés e outra envolvendo o tornozelo. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo 2 76

77 Entorse de tornozelo (interno) 2 pedaços de fitas em forma de I Passo 1 Aplicar um longo pedaço de fita em I da parte interna do tornozelo até a parte interna do joelho. Ancore a outra fita curta na parte interna do tornozelo e aplique até a parte externa do mesmo tornozelo. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo

78 Fascite plantar 2 pedaços de fitas em forma de I Passo 1 Passo 2 Coloque a base de uma fita sobre o calcanhar aderindo a cauda para tendão de Aquiles, com estiramento leve e apontando o pé para cima. Coloque a outra fita do lado interno da sola do pé e aplique a cauda sobre a parte interna do tornozelo, com alongamento suave da fita. 78

79 Dor na sola do pé 1 2 pedaços de fitas em forma de Y Fixe a base da fita no calcanhar com os dedos do pés apontando para trás. Aplicar as caudas da fita para os dedos 1o, 2 o e as caudas de outra fita para os dedos 3 o, 4 o e 5 o. Passo 1 Passo

80 Dor na sola do pé 2 2 pedaços curtos de fitas em forma de Y 1 pedaço de fita em forma de I 1 pedaço longo de fita em forma de Y Coloque duas fitas curtas em forma de Y a partir do calcanhar para cada dedo do pé, durante o alongamento dos dedos. Aplicar a fita em forma de I da parte lateral externa da sola do pé, passando pela sola e terminando no tornozelo na parte externa, com estiramento ligeiro. Passo 3. Coloque a base da fita longa em forma de Y no calcanhar e aplique as caudas na parte interna e externa da panturrilha, juntando as pontas na parte de trás do joelho. Passo 3 Passo 1 Passo 2 80

81 Esquimose (Roxidão) 1 pedaço de fita na forma de I Aplicar uma fita em forma de quadrado na área roxa com estiramento de 70-80% no centro da fita, sem esticar as laterais. Para suporte adicional, outra fita com o mesmo método pode ser acrescentado sobre a contusão, de forma cruzada ao da primeira

82 Cãimbra na panturrilha 2 pedaços curtos de fita em forma de Y TAPE 1 pedaço longo de fita em forma de Y TAPE 1 pedaço longo de fita em forma de I Passo 1 Passo 2 Passo 3 Coloque duas fitas curtas em forma de Y na sola, como mostrado, com o joelho dobrado e os dedos esticados. Coloque a base de uma outra fita em Y no calcanhar e adere duas caudas cobrindo a panturrilha. Passo 3. Coloque a fita longa em forma de I, desde o calcanhar até a parte de trás do joelho. Passo 4. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. 82

83 Inchaço da panturillha 2 pedaços de fita em forma de Y Passo 1 Passo 2 Ancore da base da fita adesiva no lado externo do tendão de Aquiles e aplique a cauda para o lado interno do joelho, com intervalo regular, abraçando a panturrilha com o pé apontando para cima. Ancore a outra base da fita adesiva na parte interna do tendão de Aquiles e aplique as caudas para o lado externo do joelho, com intervalos regulares. abraçando a panturrilha com o pé apontando para cima

84 Ombro rígido 4 pedaços de fita em forma de Y 1 pedaço de fita em forma de I Necessita parceiro na aplicação Fita em forma de Y (vermelha) da lateral do ombro para trás, como mostrado. Ancore outra fita em Y (verde) na parte superior do braço e adere a cauda de fora para o topo do ombro, levantando o braço para a frente. Passo 3. Aplicar cauda de dentro da fita Y (verde) para o topo do ombro, colocando o braço atrás das costas, alongando a parte anterior do ombro. Passo 1 Passo 2 Passo 3 84

85 Passo 4. Coloque outra fita em Y (preto) na parte de trás do ombro, na parte superior da coluna, como mostrado. Passo 5. Aplique a outra fita em Y (laranja) do ombro da frente em direção ao peito, como mostrado. Passo 6. Adere a fita curta em forma de I (vermelha) na articulação do ombro para baixo do braço. Passo 4 Passo 5 Passo

86 Pé Plano 2 pedaços curtos de fita em forma de Y 1 pedaço de fita em forma de I Coloque as duas fitas curtas em forma de Y a partir do calcanhar para cada dedo do pé, enquanto alonga os dedos do pé. Aplicar a fita e forma de I do lado de fora do dedo mínimo do pé para o interior do tornozelo, com estiramento ligeiro. Passo 1 Passo 2 86

87 Cotovelo de tenista Passo 1 Passo 2 Passo 3 2 pedaços de fitas em forma de Y 1 pedaço de fita em forma de I Ancore uma fita em Y no pulso, parte da frente, e aplique as caudas sobre o antebraço no sentido da dobra do cotovelo, estentendo o pulso para trás. Ancore a outra fita em Y na parte interna do cotovelo e aplique as caudas em todo o braço. Passo 3. Coloque a fita em forma de I sobre a parte interna do cotovelo, com 50% do estiramento aplicado a fita

88 Indigestão 2 pedaços de fita em forma de I Aplicar fita em I no centro do estômago acima do umbigo com estiramento leve no centro da fita, sem esticar as laterais. Aplicar a outra fita em I de forma cruzada a primeira fita, com estiramento leve no centro da fita sem estiramento nas laterais. 88

89 Neuralgia intercostal 4 pedaços longos de fita em forma de Y Necessita parceiro na aplicação Ancore a da base de duas fitas em Y na parte lateral das costelas, na parte da frente, e aplique a cauda para as costelas até as costas, como mostrado, segurando o braço para cima. Ancore a da base de duas fitas de Y na parte lateral das costelas, na parte de trás, e aplique as caudas em direção ao peito na frente, segurando o braço para cima. Passo 1 Passo

90 Tornozelo (Reumatismo) 3 pedaços de fitas em forma de I Ancore um pedaço de fita na lateral do joelho, abaixo da rótula, e aplique a fita para a parte superior do pé, levantando o calcanhar para cima. Ancore outra fita no mesmo ponto e aplique a fita para fora do pé. Passo 3. Aplique a última fita sobre a parte interna do tornozelo no sentido da parte interna do joelho. Passo 1 Passo 2 Passo 3 90

91 Cotovelo (Reumatismo) 2 pedaços de fitas em forma de Y Necessita parceiro na aplicação Ancore da base de fita em Y na ponta do cotovelo e aplicado duas caudas sobre o tríceps, enquanto coloca a mão na parte de trás do pescoço, dobrando o cotovelo. Aplique a outra fita em Y no lado lateral do cotovelo, com uma cauda para o pulso e a outra em toda a parte inferior do braço. Passo 2 Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo

92 Dedo da mão (Reumatismo) 2 pedaços de fitas em forma de I Passo 1 Aplicar uma fita na parte posterior do pulso até a ponta do dedo, esticando o dedo. Aplique a outra fita do pulso, parte da frente, para a ponta do dedo, esticando o dedo. Passo 2 Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 4. Esta aplicação pode ser feita para todos os dedos. 92

93 Joelho (Reumatismo) 2 pedaços de fitas em forma de Y Ancore a base da fita em Y na parte interna do joelho e aplique as duas caudas sobre a parte interna da coxa, enquanto dobra o joelho levemente. Aplique a outra fita em Y na face interna do joelho, aderindo cauda em torno da rótula. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo

94 Pulso (Reumatismo) 1 pedaço longo de fita em forma de Y 1 pedaço pequeno de fita em forma de Y Passo 1 Passo 2 Ancore a base da fita longa em forma de Y na ponta do cotovelo, passando pela parte posterior do antebraço e aplicando as duas caudas sobre o dorso da mão. Coloque a mão no ombro do mesmo lado. Aplicar a fita pequena em forma de Y a partir do interior do pulso, como mostrado Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. 94

95 Dor no ombro devido ao uso excessivo 2 pedaços de fitas em forma de Y Necessita parceiro na aplicação Ancore a fita em Y no ombro, na parte da frente, e aplique as caudas em direção ao peito, enquanto coloca o braço para trás. Ancore a fita em Y no ombro, na parte da frente, e aplique as caudas para a parte interna e externa do braço, ao redor do bíceps, enquanto dobra ligeiramente no cotovelo. Passo 3. Não é necessário alongar a fita durante a aplicação. Passo 1 Passo

96 Cotovelo de Golfe (Síndrome do Túnel Carpal) 2 pedaços de fita em forma de Y 1 pedaço de fita curta em forma de I Ancore a fita longa em forma de Y no pulso e aplique as caudas em direção ao cotovelo dobrando o pulso para trás. Ancore outra fita curta em forma de Y no lado medial do cotovelo e aplique as caudas em todo o braço. Passo 3. Coloque a fita a última sobre a parte medial do cotovelo com estiramento de 50% da fita. Passo 1 Passo 2 Passo 3 96

97 Tendinite no polegar 1 pedaço de fita longa em forma de I 1 pedaço de fita curta em forma de Y Ancore a fita longa em forma de I sobre a ponta do polegar e aplicar a cauda para o lado lateral do cotovelo, dobrando o pulso para fora. Ancore a base da fita em Y no lado do polegar e aplique uma cauda em torno do pulso e a outra sobre a parte inferior do braço, como mostrado. Passo 1 Schritt 1 Passo 2 Schritt

98

99 This booklet is only for promotional purpose and not for sale. Copyright 2012 AresTape - All Rights Reserved

C. Guia de Treino ------------------------------------------------

C. Guia de Treino ------------------------------------------------ C. Guia de Treino ------------------------------------------------ A FORÇA / RESISTÊNCIA ( FUNÇÃO MOVIMENTO OSCILAÇÃO ) A01 Joelhos inclinados Com os pés afastados na plataforma, segure a barra de apoio

Leia mais

Confederação Brasileira de Tiro Esportivo Originária da Confederação do Tiro Brasileiro decreto 1503 de 5 de setembro de 1906

Confederação Brasileira de Tiro Esportivo Originária da Confederação do Tiro Brasileiro decreto 1503 de 5 de setembro de 1906 Exercícios com Elástico Os Exercícios com elástico irão trabalhar Resistência Muscular Localizada (RML). Em cada exercício, procure fazer a execução de maneira lenta e com a postura correta. Evitar o SOLAVANCO

Leia mais

Plano de Exercícios Para Segunda-Feira

Plano de Exercícios Para Segunda-Feira Plano de Exercícios Para Segunda-Feira ALONGAMENTO DA MUSCULATURA LATERAL DO PESCOÇO - Inclinar a cabeça ao máximo para a esquerda, alongando a mão direita para o solo - Alongar 20 segundos, em seguida

Leia mais

Seqüência completa de automassagem

Seqüência completa de automassagem Seqüência completa de automassagem Os exercícios descritos a seguir foram inspirados no livro Curso de Massagem Oriental, de Armando S. B. Austregésilo e podem ser feitos em casa, de manhã ou à tardinha.

Leia mais

1) PANTURRILHAS. b) Músculos envolvidos Gastrocnêmios medial e lateral, sóleo, tibial posterior, fibular longo e curto, plantar (débil),

1) PANTURRILHAS. b) Músculos envolvidos Gastrocnêmios medial e lateral, sóleo, tibial posterior, fibular longo e curto, plantar (débil), 1 1) PANTURRILHAS 1.1 GERAL De pé, tronco ereto, abdômen contraído, de frente para o espaldar, a uma distância de um passo. Pés na largura dos quadris, levar uma das pernas à frente inclinando o tronco

Leia mais

Global Training. The finest automotive learning

Global Training. The finest automotive learning Global Training. The finest automotive learning Cuidar da saúde com PREFÁCIO O Manual de Ergonomia para o Motorista que você tem em agora em mãos, é parte de um programa da Mercedes-Benz do Brasil para

Leia mais

LESÕES OSTEOMUSCULARES

LESÕES OSTEOMUSCULARES LESÕES OSTEOMUSCULARES E aí galera do hand mades é com muito orgulho que eu estou escrevendo este texto a respeito de um assunto muito importante e que muitas vezes está fora do conhecimento de vocês Músicos.

Leia mais

VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE?

VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE? VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE? Dicas Gerais para uma Boa Postura 1) Manter o topo da tela ao nível dos olhos e distante cerca de um comprimento de braço (45cm ~ 70cm); 2) Manter a cabeça e pescoço

Leia mais

Relaxar a musculatura dos braços. Entrelace os dedos de ambas as mãos com suas palmas para cima e levante os braços por 10 segundos.

Relaxar a musculatura dos braços. Entrelace os dedos de ambas as mãos com suas palmas para cima e levante os braços por 10 segundos. por Christian Haensell A flexibilidade do corpo e das juntas é controlada por vários fatores: estrutura óssea, massa muscular, tendões, ligamentos, e patologias (deformações, artroses, artrites, acidentes,

Leia mais

3. Pressione o cotovelo, com a maior força possível com a outra mão, em direção ao outro ombro. Fique nesta posição por 10 segundos. Repita 3X.

3. Pressione o cotovelo, com a maior força possível com a outra mão, em direção ao outro ombro. Fique nesta posição por 10 segundos. Repita 3X. THIAGO MURILO EXERCÍCIOS PARA DEPOIS DO TÊNIS 1. Em Pé de costas para um canto de parede flexione a sua perna mais forte para frente, alinhe a coluna e leve os braços para trás até apoiar as palmas das

Leia mais

EXERCÍCIOS DE ALONGAMENTO

EXERCÍCIOS DE ALONGAMENTO Ao fazer exercícios de alongamento vai melhorar a amplitude das suas articulações, especialmente importante em doentes com dor crónica. Não precisa forçar excessivamente para sentir benefício com estes

Leia mais

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a Coluna Lombar O QUE É

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a Coluna Lombar O QUE É Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a Coluna Lombar O QUE É Estes são alguns dos exercícios recomendados com maior freqüência para a terapia da coluna lombar, Eles foram compilados para dar a você,

Leia mais

GUIA DE EXERCÍCIOS LIFE ZONE TOTAL FIT

GUIA DE EXERCÍCIOS LIFE ZONE TOTAL FIT GUIA DE EXERCÍCIOS LIFE ZONE TOTAL FIT Nesse guia você encontrará 50 exercícios diferentes para fazer utilizando a sua Estação de Musculação Life Zone Total Fit. Com esses exercícios, você trabalhará diversas

Leia mais

Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf

Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf ELÁSTICO OU BORRACHA Sugestão: 1 kit com 3 elásticos ou borrachas (com tensões diferentes: intensidade fraca, média e forte) Preço: de

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE EXERCÍCIOS

PADRONIZAÇÃO DE EXERCÍCIOS LOMBAR EXTENSÃO DE TRONCO- Em decúbito ventral apoiado no banco romano ou no solo, pernas estendidas, mãos atrás da cabeça ou com os braços entrelaçados na frente do peito. Realizar uma flexão de tronco

Leia mais

CUIDADOS COM A COLUNA

CUIDADOS COM A COLUNA SENADO FEDERAL CUIDADOS COM A COLUNA SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Cuidados com a coluna 3 apresentação As dores na coluna vertebral são um grande transtorno na vida de muita gente, prejudicando os movimentos

Leia mais

Pilates Power Gym. Manual de Instruções. Pilates Power Gym. Modelo AB - 7620

Pilates Power Gym. Manual de Instruções. Pilates Power Gym. Modelo AB - 7620 Pilates Power Gym Modelo AB - 7620 Pilates Power Gym LEIA TODAS AS INSTRUÇÕES ANTES DE USAR E GUARDE ESTE MANUAL PARA CONSULTAS FUTURAS. Manual de Instruções Manual Pilates Power Gym-2010.indd Spread 1

Leia mais

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA!

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! SUA MOCHILA NÃO PODE PESAR MAIS QUE 10% DO SEU PESO CORPORAL. A influência de carregar a mochila com o material escolar nas costas, associado

Leia mais

11 EXERCÍCIOS PARA PREVENIR LESÕES

11 EXERCÍCIOS PARA PREVENIR LESÕES 11 EXERCÍCIOS PARA PREVENIR LESÕES O futsal, como outras modalidades, está associado a certos riscos de lesões por parte dos jogadores. No entanto, estudos científicos comprovaram que a incidência de lesões

Leia mais

DOR NAS COSTAS EXERCÍCIOS ESPECIALIZADOS PARA O TRATAMENTO DA DOR NAS COSTAS. www.doresnascostas.com.br. Página 1 / 10

DOR NAS COSTAS EXERCÍCIOS ESPECIALIZADOS PARA O TRATAMENTO DA DOR NAS COSTAS. www.doresnascostas.com.br. Página 1 / 10 DOR NAS COSTAS EXERCÍCIOS ESPECIALIZADOS PARA O TRATAMENTO DA DOR NAS COSTAS www.doresnascostas.com.br Página 1 / 10 CONHEÇA OS PRINCÍPIOS DO COLETE MUSCULAR ABDOMINAL Nos últimos anos os especialistas

Leia mais

ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna

ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna Guia de Exercícios preventivos para a Coluna Vertebral Dr. Coluna 01 Helder Montenegro Fisioterapeuta Guia de Exercícios Dr Coluna 2012.indd 1

Leia mais

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Joelho

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Joelho Clínica Deckers Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Joelho O QUE É Estes são alguns dos exercícios recomendados com mais freqüência, para a terapia do Joelho. Eles foram compilados para dar a você,

Leia mais

A postura saudável para o digitador

A postura saudável para o digitador A postura saudável para o digitador A postura saudável para o digitador 2 Muitas vezes nos perguntamos: Qual é a postura mais adequada para se trabalhar durante horas em frente a um computador? Após anos

Leia mais

EXÉRCITO BRASILEIRO www.exercito.gov.br

EXÉRCITO BRASILEIRO www.exercito.gov.br EXÉRCITO BRASILEIRO www.exercito.gov.br CARTILHA DE TREINAMENTO NEUROMUSCULAR COM ELÁSTICOS INSTITUTO DE PESQUISA DA CAPACITAÇÃO FÍSICA DO EXÉRCITO www.ipcfex.com.br Realização www.exercito.gov.br www.decex.ensino.eb.br

Leia mais

CINCO PRINCÍPIOS BÁSICOS STOTT PILATES

CINCO PRINCÍPIOS BÁSICOS STOTT PILATES CINCO PRINCÍPIOS BÁSICOS STOTT PILATES Utilizando os Princípios do Pilates Contemporâneo para atingir um nível ótimo de condição física. Por Moira Merrithew, STOTT PILATES Executive Director, Education

Leia mais

TREINAMENTO 1. Aquecimento: Alongamento: Rodrigo Gonçalves (Comissão Paulista de Cheerleading) (CREF. 028011-G/SP)

TREINAMENTO 1. Aquecimento: Alongamento: Rodrigo Gonçalves (Comissão Paulista de Cheerleading) (CREF. 028011-G/SP) TREINAMENTO 1 Rodrigo Gonçalves (Comissão Paulista de Cheerleading) (CREF. 028011-G/SP) Rotina de alongamento e condicionamento (Treino 1): O alongamento e o aquecimento são importantíssimos em qualquer

Leia mais

EXAME CLÍNICO DE MEMBROS SUPERIORES E COLUNA ATIVO CONTRA-RESISTÊNCIA MOVIMENTAÇÃO ATIVA

EXAME CLÍNICO DE MEMBROS SUPERIORES E COLUNA ATIVO CONTRA-RESISTÊNCIA MOVIMENTAÇÃO ATIVA Logomarca da empresa Nome: N.º Registro ESQUERDA EXAME CLÍNICO DE MEMBROS SUPERIORES E COLUNA ATIVO CONTRA-RESISTÊNCIA MOVIMENTAÇÃO ATIVA PESCOÇO (COLUNA CERVICAL) Inclinação (flexão lateral) OMBROS Abdução

Leia mais

Teste de Flexibilidade

Teste de Flexibilidade Teste de Flexibilidade Introdução O teste de Fleximetria foi aprimorado pelo ICP à partir do teste do Flexômetro de LEIGHTON deve ser aplicado com a intenção de se coletar informações sobre o funcinamento

Leia mais

Dra. Sandra Camacho* IMPORTÂNCIA DA ACTIVIDADE FÍSICA

Dra. Sandra Camacho* IMPORTÂNCIA DA ACTIVIDADE FÍSICA Uma cadeira e uma garrafa de água O que podem fazer por si Dra. Sandra Camacho* IMPORTÂNCIA DA ACTIVIDADE FÍSICA A prática de uma actividade física regular permite a todos os indivíduos desenvolverem uma

Leia mais

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a dor cervical

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a dor cervical Clínica Deckers Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a dor cervical O QUE É Estes são alguns dos exercícios recomendados com mais freqüência para a terapia da dor cervical. Eles foram compilados para

Leia mais

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Dr. Leandro Gomes Pistori Fisioterapeuta CREFITO-3 / 47741-F Fone: (16) 3371-4121 Dr. Paulo Fernando C. Rossi Fisioterapeuta CREFITO-3 / 65294 F Fone: (16) 3307-6555

Leia mais

Terceira Série aplicada na Fazenda Esperança 1 [entre a segunda quinzena de fevereiro e primeira quinzena de maio]

Terceira Série aplicada na Fazenda Esperança 1 [entre a segunda quinzena de fevereiro e primeira quinzena de maio] Terceira Série aplicada na Fazenda Esperança 1 [entre a segunda quinzena de fevereiro e primeira quinzena de maio] Sarvananda Deva 1. Postura da Águia Garuda [Garudasana]: Esta postura de equilíbrio em

Leia mais

Cartilha de Fisioterapia para Pacientes da Escola de Coluna

Cartilha de Fisioterapia para Pacientes da Escola de Coluna Cartilha de Fisioterapia para Pacientes da Escola de Coluna 4ª\edição 2015 tt Prezado(a) Paciente, Essa cartilha foi elaborada especialmente para você, paciente da Escola de Coluna do Into. Aqui você

Leia mais

Reitora Suely Vilela. Diretor da Faculdade de Saúde Pública Chester Luiz Galvão César. Chefe do Departamento de Nutrição Carlos Augusto Monteiro

Reitora Suely Vilela. Diretor da Faculdade de Saúde Pública Chester Luiz Galvão César. Chefe do Departamento de Nutrição Carlos Augusto Monteiro Reitora Suely Vilela Diretor da Faculdade de Saúde Pública Chester Luiz Galvão César Chefe do Departamento de Nutrição Carlos Augusto Monteiro Chefe do Laboratório de Avaliação Nutricional de Populações

Leia mais

Exercícios para a activação geral e o retorno à calma

Exercícios para a activação geral e o retorno à calma Exercícios para a activação geral e o retorno à calma Mobilização da articulação do ombro 1 Objectivos: Aumentar a amplitude dos ombros e parte superior das costas. Mobiliza os deltóides, rotadores da

Leia mais

Universidade do Sul de Santa Catarina Curso de Cosmetologia e Estética Unidade de Aprendizagem: Técnicas de Massagem Terapêutica Prof.

Universidade do Sul de Santa Catarina Curso de Cosmetologia e Estética Unidade de Aprendizagem: Técnicas de Massagem Terapêutica Prof. MASSAGEM PARA GESTANTE E SHANTALA Universidade do Sul de Santa Catarina Curso de Cosmetologia e Estética Unidade de Aprendizagem: Técnicas de Massagem Terapêutica Prof.ª Daniella Koch de Carvalho SHANTALA

Leia mais

Desvios da Coluna Vertebral e Algumas Alterações. Ósseas

Desvios da Coluna Vertebral e Algumas Alterações. Ósseas Desvios da Coluna Vertebral e Algumas Alterações Ósseas DESVIOS POSTURAIS 1. LORDOSE CERVICAL = Acentuação da concavidade da coluna cervical. CAUSA: - Hipertrofia da musculatura posterior do pescoço CORREÇÃO:

Leia mais

Introdução. O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e. humano.

Introdução. O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e. humano. Introdução O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e constituem necessidades básicas do ser humano. Movimentação do paciente Para que o paciente se sinta confortável

Leia mais

INTRODUÇÃO. As técnicas da ligadura funcional, são um produto de aplicação ao nível anatómico e biomecânico:

INTRODUÇÃO. As técnicas da ligadura funcional, são um produto de aplicação ao nível anatómico e biomecânico: INTRODUÇÃO As técnicas da ligadura funcional, são um produto de aplicação ao nível anatómico e biomecânico: Definições A definição desta aplicação poderá ser anunciada como: 1. Limitação / Contenção /

Leia mais

Revisão do 1 semestre (ballet 1 e 2 ano)

Revisão do 1 semestre (ballet 1 e 2 ano) 1 Revisão do 1 semestre (ballet 1 e 2 ano) PLIÉS DEMI PLIÉ: Demi Plié Grand Plié É um exercício de fundamental importância, pois é usado na preparação e amortecimento de muitos passos de ballet, como os

Leia mais

Atualmente muito se tem ouvido falar e os estudos científicos. comprovam que a prática física diária é considerada um dos fatores

Atualmente muito se tem ouvido falar e os estudos científicos. comprovam que a prática física diária é considerada um dos fatores Atualmente muito se tem ouvido falar e os estudos científicos comprovam que a prática física diária é considerada um dos fatores que contribui efetivamente para uma melhor qualidade de vida do indivíduo.

Leia mais

MAT PILATES 1 ÍNDICE: PRE MAT- MAT PILATES 2 MAT PILATES 2

MAT PILATES 1 ÍNDICE: PRE MAT- MAT PILATES 2 MAT PILATES 2 MAT PILATES 1 ÍNDICE: PRE MAT- MAT PILATES 2 MAT PILATES 2 I-RESPIRAÇAO II-CONTROLE DE CENTRO E DISSOCIAÇÃO DE QUADRIL III-ORGANIZAÇAO CRANIO-VERTEBRALARTICULAÇAO DE COLUNA IV-DESCARGA DE PESO DE MMII

Leia mais

RECOMENDAÇÕES: 1) - Mantenha a respiração fluida; 2) Relaxe em cada alongamento. Alongar-se é, em grande parte uma atividade passiva Coloque-se na

RECOMENDAÇÕES: 1) - Mantenha a respiração fluida; 2) Relaxe em cada alongamento. Alongar-se é, em grande parte uma atividade passiva Coloque-se na RECOMENDAÇÕES: 1) - Mantenha a respiração fluida; 2) Relaxe em cada alongamento. Alongar-se é, em grande parte uma atividade passiva Coloque-se na posição e aguarde a musculatura soltar-se; 3) Não balance

Leia mais

DESCUBRA UM GUIA PARA CONSTRUIR UMA BASE FORTE POR JOHN SMITH

DESCUBRA UM GUIA PARA CONSTRUIR UMA BASE FORTE POR JOHN SMITH DESCUBRA A S U A P A S S A D A UM GUIA PARA CONSTRUIR UMA BASE FORTE POR JOHN SMITH COMO USAR ESTE GUIA ESTE GUIA ENSINARÁ TÉCNICAS PARA VOCÊ APERFEIÇOAR A FORMA COMO VOCÊ CORRE AUMENTANDO EQUILÍBRIO,

Leia mais

Quarta Série aplicada na Fazenda Esperança [entre a segunda quinzena de maio e primeira quinzena de agosto]

Quarta Série aplicada na Fazenda Esperança [entre a segunda quinzena de maio e primeira quinzena de agosto] Quarta Série aplicada na Fazenda Esperança [entre a segunda quinzena de maio e primeira quinzena de agosto] 1. Postura da Palmeira [Tadasana]. 1 Nota: Sarvananda Deva a) Fique de pé com os pés unidos ou

Leia mais

Senior Fitness Test SFT

Senior Fitness Test SFT 1. Levantar e sentar na caira Senior Fitness Test SFT Objetivo: avaliar a força e resistência dos membros inferiores. Instrumentos: cronômetro, caira com encosto e sem braços, com altura assento aproximadamente

Leia mais

Jorge Storniolo. Henrique Bianchi. Reunião Locomotion 18/03/2013

Jorge Storniolo. Henrique Bianchi. Reunião Locomotion 18/03/2013 Jorge Storniolo Henrique Bianchi Reunião Locomotion 18/03/2013 Histórico Conceito Cuidados Protocolos Prática Antiguidade: Gregos e egípcios estudavam e observavam as relações de medidas entre diversas

Leia mais

BANDAGEM FUNCIONAL. Prof. Thiago Y. Fukuda

BANDAGEM FUNCIONAL. Prof. Thiago Y. Fukuda BANDAGEM FUNCIONAL Prof. Thiago Y. Fukuda INTRODUÇÃO (BANDAGEM) Refere-se à aplicação de algum tipo de fita protetora que adere à pele de determinada articulação. A bandagem quando aplicada corretamente,

Leia mais

Exercícios específicos para a barriga que enrijecem os músculos da região e ajudam na manutenção de uma boa postura.

Exercícios específicos para a barriga que enrijecem os músculos da região e ajudam na manutenção de uma boa postura. 13/05/2004-05h31 Atividades físicas trazem riscos ocultos para o corpo KATIA DEUTNER Free-lance para a Folha de S.Paulo Você sabe: eles fazem bem ao coração, aos ossos, ao colesterol, à pressão, às articulações,

Leia mais

sequência de hatha yoga Setembro/2012 PREMA - Yoga e Restaurante Natural Rua Maria Figueiredo, 189s. Tel.3283-0884 e 2528-1373

sequência de hatha yoga Setembro/2012 PREMA - Yoga e Restaurante Natural Rua Maria Figueiredo, 189s. Tel.3283-0884 e 2528-1373 sequência de hatha yoga Setembro/2012 PREMA - Yoga e Restaurante Natural Rua Maria Figueiredo, 189s. Tel.3283-0884 e 2528-1373 EVENTOS NO PREMA EM SETEMBRO Aulas de Yogaterapia com o tema: Asanas e Mantras

Leia mais

AVALIAÇÃO DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO Articulação Sinovial Forma de sela Três graus de liberdade Posição de Repouso Posição de aproximação

Leia mais

MASTOLOGIA ORIENTAÇÕES FISIOTERÁPICAS: Coordenação DIVISÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL COMITÊ DE PADRONIZAÇÕES

MASTOLOGIA ORIENTAÇÕES FISIOTERÁPICAS: Coordenação DIVISÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL COMITÊ DE PADRONIZAÇÕES O R I E N T A Ç Õ E S AOS PACIENTES MINISTÉRIO DA SAÚDE INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER Coordenação DIVISÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL COMITÊ DE PADRONIZAÇÕES Essas orientações são essencialmente para pacientes

Leia mais

Fisioterapia Personalizada a Domicilio

Fisioterapia Personalizada a Domicilio Fisioterapia Personalizada a Domicilio O atendimento a domicilio da Fisio e Saúde Sul, privilegia o conforto e a saúde de seus pacientes, realizando atendimento que proporciona SAÚDE, BEM-ESTAR e MELHORA

Leia mais

Uso de salto alto pode encurtar músculos e tendões e até provocar varizes!!!

Uso de salto alto pode encurtar músculos e tendões e até provocar varizes!!! Uso de salto alto pode encurtar músculos e tendões e até provocar varizes!!! Dores frequentes nos pés, calosidades e vermelhidão são os primeiros sinais de abuso do salto alto e bico fino. Bonitos, elegantes

Leia mais

Cultura Física Autor: Ricardo Wesley Alberca Custódio 1 1

Cultura Física Autor: Ricardo Wesley Alberca Custódio 1 1 1 Atividades Recreativas Cultura Física Autor: Ricardo Wesley Alberca Custódio 1 1 Educador Físico, Pós graduação: Fisiologia do exercício(unifesp) MBA em Gestão e Estratégia Empresarial, Membro de 2 grupos

Leia mais

CHAVES DE PERNA DE PESCOÇO

CHAVES DE PERNA DE PESCOÇO 1 CHAVES DE PERNA E DE PESCOÇO DO LIVRO "MA METHODE DE JUDO" DE M. KAWAISHI - 7 0 DAN Judo. NOTA IMPORTANTE - Estas chaves não permitidas em combates de TRADUZIDO POR JOSÉ C. MAFRA - 6 0 DAN 2 CHAVES DE

Leia mais

CATÁLOGO FITNESS HEALTH

CATÁLOGO FITNESS HEALTH CATÁLOGO FITNESS HEALTH É uma marca de acessórios fitness e ortopédicos,focada em oferecer produtos modernos, de alta performance e qualidade, que possibilitam a prática de exercícios físicos em qualquer

Leia mais

EXAME DO QUADRIL E DA PELVE

EXAME DO QUADRIL E DA PELVE EXAME DO QUADRIL E DA PELVE Jefferson Soares Leal O quadril é composto pela articulação coxofemural e a pelve pelas articulações sacroilíacas e pela sínfise púbica. O exame do quadril e da pelve devem

Leia mais

Adutores da Coxa. Provas de função muscular MMII. Adutor Longo. Adutor Curto. Graduação de força muscular

Adutores da Coxa. Provas de função muscular MMII. Adutor Longo. Adutor Curto. Graduação de força muscular Provas de função muscular MMII Graduação de força muscular Grau 0:Consiste me palpar o músculo avaliado e encontrar como resposta ausência de contração muscular. Grau 1:Ao palpar o músculo a ser avaliado

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA CENTRO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA Prof. Dr. Victor H. A. Okazaki http://okazaki.webs.com Material de Apoio: Desenvolvimento & Aprendizado

Leia mais

Alongamentos para a Parte Inferior das Costas e Quadril para Fazer em sua Mesa

Alongamentos para a Parte Inferior das Costas e Quadril para Fazer em sua Mesa Flexibilidade Total Saiba como Melhorar sua Flexibilidade através de Alongamentos Específicos por Joey Atlas Alongamentos para a Parte Inferior das Costas e Quadril para Fazer em sua Mesa Rotina de 6 minutos

Leia mais

Manual de Exercícios SPP

Manual de Exercícios SPP Manual de Exercícios SPP 1/6 Manual de exercícios SPP- IGN 1. Posicionamento: deitado de barriga para cima, com os joelhos estendidos. 2. Dobrar e estender uma perna. Fazer 10 repetições em cada lado alternadamente.

Leia mais

DESCRIÇÃO CONSTRUTIVA DO VITA BENCH

DESCRIÇÃO CONSTRUTIVA DO VITA BENCH DESCRIÇÃO CONSTRUTIVA DO VITA BENCH Aparelho residencial para condicionamento físico. Capacidade de cargas: Barra Supino: 70,0kg, Extensão e Flexão: 70kg Peitoral Fly: 50,0kg Remada: 50,0kg Supino: 50,0kg

Leia mais

SÉRIE DE PAWAMUKTASANA (Segundo o Swami Satyananda)

SÉRIE DE PAWAMUKTASANA (Segundo o Swami Satyananda) SÉRIE DE PAWAMUKTASANA (Segundo o Swami Satyananda) Pawan significa humor, Mukta, significa libertar, asana significa postura. Pawanmuktasana é assim, um grupo de exercícios para libertar humores e gases

Leia mais

!"#$%&'#()(%*+%(%&),*(-*./0* 1&#"234#-'*%*.4,#2)56%'*(%*/#-7%28"#2)*9:;<=>?@* Lista de Exercícios Figura 1: Ex. 1

!#$%&'#()(%*+%(%&),*(-*./0*  1ê#-'*%*.4,#2)56%'*(%*/#-7%28#2)*9:;<=>?@* Lista de Exercícios Figura 1: Ex. 1 ! *!"#$%&'#()(%*+%(%&),*(-*./0* "#$%&'!(#!)$*#$+,&-,.!/'(#0,*#1!#!"-2$3-,4!5'3-,-4!670-3,(,4!8!")"5! )$*#$+,&-,!9-'1:(-3,!;!1&#"234#-'*%*.4,#2)56%'*(%*/#-7%28"#2)*9:;?@** < '! =>,(&-1#4%&#!

Leia mais

O PROJETO. A ESTAÇÃO SAÚDE foi desenvolvida com objetivo de proporcionar aos

O PROJETO. A ESTAÇÃO SAÚDE foi desenvolvida com objetivo de proporcionar aos O PROJETO A ESTAÇÃO SAÚDE foi desenvolvida com objetivo de proporcionar aos usuários diferentes exercícios que possibilitam trabalhar grupos musculares diversos, membros superiores, inferiores, abdominais

Leia mais

Osteoporose. Trabalho realizado por: Laís Bittencourt de Moraes*

Osteoporose. Trabalho realizado por: Laís Bittencourt de Moraes* Trabalho realizado por: Laís Bittencourt de Moraes* * Fisioterapeuta. Pós-graduanda em Fisioterapia Ortopédica, Traumatológica e Reumatológica. CREFITO 9/802 LTT-F E-mail: laisbmoraes@terra.com.br Osteoporose

Leia mais

EXERCÍCIOS COM CADEIRA

EXERCÍCIOS COM CADEIRA EXERCÍCIOS COM CADEIRA PROGRAMADOMICILIARDEEXERCÍCIOS Texto de Sheena Gawler Research Associate, Research Department of Primary Care e Population Health, University College London Medical School Co - Development

Leia mais

Exercícios pós-operatórios iniciais após cirurgia de joelho

Exercícios pós-operatórios iniciais após cirurgia de joelho PÓS-OPERATÓRIO Exercícios pós-operatórios iniciais após cirurgia de joelho Estes exercícios são importantes para aumentar a circulação em seus pés e pernas e prevenir coágulos sanguíneos. Eles também são

Leia mais

Qualidade de vida laboral

Qualidade de vida laboral Qualidade de vida laboral Qualidade de vida laboral INTRODUÇÃO: Prevenir doenças ocupacionais (DORT Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho / LER Lesões por Esforços Repetitivos) decorrentes

Leia mais

CUIDAR DE VOCÊ. ESSE É O PLANO. ANS - Nº 33415-4. Caçapava. Cartilha. Shantala

CUIDAR DE VOCÊ. ESSE É O PLANO. ANS - Nº 33415-4. Caçapava. Cartilha. Shantala ANS - Nº 33415-4 CUIDAR DE VOCÊ. ESSE É O PLANO. Caçapava Cartilha Shantala SHANTALA é uma técnica de massagem milenar Indiana, onde foi transmitida à população pelos monges e veio a tornar-se uma tradição

Leia mais

Academia Seja dentro ou fora da Academia, nosso Clube oferece espaços para manter a saúde em dia e o corpo em forma

Academia Seja dentro ou fora da Academia, nosso Clube oferece espaços para manter a saúde em dia e o corpo em forma Projeto Verão O Iate é sua Academia Seja dentro ou fora da Academia, nosso Clube oferece espaços para manter a saúde em dia e o corpo em forma por rachel rosa fotos: felipe barreira Com a chegada do final

Leia mais

PORQUÊ EU TENHO DORES NAS COSTAS?

PORQUÊ EU TENHO DORES NAS COSTAS? Dores nas Costas PORQUÊ EU TENHO DORES NAS COSTAS? O QUE CAUSA DORS NAS COSTAS? Várias podem ser as causas de suas dores nas costas: - Posturas inadequadas - Esforço exagerado - Permanecer por muito tempo

Leia mais

NÃO TENHA MAIS DORES EM CIMA DE SUA MOTOCICLETA

NÃO TENHA MAIS DORES EM CIMA DE SUA MOTOCICLETA NÃO TENHA MAIS DORES EM CIMA DE SUA MOTOCICLETA Não importa se você ainda usa uma Honda 55 para andar na sua propriedade, ou se você tem uma grandalhona Gold Wing ou uma velha roncadora Harley Panhead.

Leia mais

Cinesioterapia\UNIME Docente:Kalline Camboim

Cinesioterapia\UNIME Docente:Kalline Camboim Cinesioterapia\UNIME Docente:Kalline Camboim Cabeça do fêmur com o acetábulo Articulação sinovial, esferóide e triaxial. Semelhante a articulação do ombro, porém com menor ADM e mais estável. Cápsula articular

Leia mais

O COMPLEXO DO OMBRO TENDINITE DE OMBRO. Dra. Nathália C. F. Guazeli

O COMPLEXO DO OMBRO TENDINITE DE OMBRO. Dra. Nathália C. F. Guazeli 3 Março/2013 TENDINITE DE OMBRO Dra. Nathália C. F. Guazeli GALERIA CREFITO 3 / 78.186 F O COMPLEXO DO OMBRO Para entender o que é Tendinite de Ombro, vale a pena conhecer um pouquinho como ele é composto,

Leia mais

O passo-a-passo e as técnicas de modelagem. Modelagem da cenoura COELHINHO DA PÁSCOA

O passo-a-passo e as técnicas de modelagem. Modelagem da cenoura COELHINHO DA PÁSCOA COELHINHO DA PÁSCOA O passo-a-passo e as técnicas de modelagem Olá queridos seguidores, com o aproximar da Páscoa trago-vos este passo-a-passo que se faz acompanhar com os vídeos (parte 1 e parte 2) disponíveis

Leia mais

JOELHO. Introdução. Carla Cristina Douglas Pereira Edna Moreira Eduarda Biondi Josiara Leticia Juliana Motta Marcella Pelógia Thiago Alvarenga

JOELHO. Introdução. Carla Cristina Douglas Pereira Edna Moreira Eduarda Biondi Josiara Leticia Juliana Motta Marcella Pelógia Thiago Alvarenga JOELHO Carla Cristina Douglas Pereira Edna Moreira Eduarda Biondi Josiara Leticia Juliana Motta Marcella Pelógia Thiago Alvarenga Introdução Articulação muito frágil do ponto de vista mecânico e está propensa

Leia mais

EXERCÍCIOS COM CADEIRA

EXERCÍCIOS COM CADEIRA EXERCÍCIOS COM CADEIRA PROGRAMADOMICILIARDEEXERCÍCIOS Texto de Sheena Gawler Research Associate, Research Department of Primary Care e Population Health, University College London Medical School Co - Development

Leia mais

Atletismo O LANÇAMENTO DO DARDO

Atletismo O LANÇAMENTO DO DARDO Atletismo O LANÇAMENTO DO DARDO A história do lançamento do dardo, pode ter sua origem na pré-história. Empregado, inicialmente na caça e, posteriormente na guerra, como arma de combate. É uma das provas

Leia mais

Copiright de todos artigos, textos, desenhos e lições. A reprodução parcial ou total desta aula só é permitida através de autorização por escrito de

Copiright de todos artigos, textos, desenhos e lições. A reprodução parcial ou total desta aula só é permitida através de autorização por escrito de 1 Nesta aula veremos a importância da coordenação motora para o desenhista e como ela pode ser desenvolvida através de exercícios específicos. (Mateus Machado) A IMPORTANCIA DA COORDENAÇÃO MOTORA Antes

Leia mais

Energym Turbo Charger

Energym Turbo Charger Energym Turbo Charger LEIA TODAS AS INSTRUÇÕES ANTES DE USAR E GUARDE ESTE MANUAL PARA CONSULTAS FUTURAS. Manual de Instruções INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA Antes de começar qualquer programa de exercícios,

Leia mais

Bases Diagnósticas e Terapêuticas de Cyriax

Bases Diagnósticas e Terapêuticas de Cyriax Bases Diagnósticas e Terapêuticas de Cyriax A Medicina Ortopédica de Cyriax Preocupa-se com o diagnóstico e tratamento de lesões de partes moles teciduais Tais afecções afetam grande parte dos pacientes

Leia mais

ORIENTAÇÃO E REABILITAÇÃO CARTILHA DE EXERCÍCIOS FISIOTERAPÊUTICOS PARA PACIENTES EM PÓS-OPERATORIO DE CÂNCER DE MAMA

ORIENTAÇÃO E REABILITAÇÃO CARTILHA DE EXERCÍCIOS FISIOTERAPÊUTICOS PARA PACIENTES EM PÓS-OPERATORIO DE CÂNCER DE MAMA ORIENTAÇÃO E REABILITAÇÃO CARTILHA DE EXERCÍCIOS FISIOTERAPÊUTICOS PARA PACIENTES EM PÓS-OPERATORIO DE CÂNCER DE MAMA Seguindo todas essas dicas, você terá uma vida melhor. Vai previnir o linfedema e complicações,

Leia mais

FITNESSGRAM. O Fitnessgram é um programa de educação e avaliação da aptidão física relacionada com a saúde.

FITNESSGRAM. O Fitnessgram é um programa de educação e avaliação da aptidão física relacionada com a saúde. Professora de Educação Física HelenaMiranda FITNESSGRAM O Fitnessgram é um programa de educação e avaliação da aptidão física relacionada com a saúde. Todos os elementos incluídos no Fitnessgram foram

Leia mais

Postura. As posturas prolongadas podem prejudicar os músculos e as articulações.

Postura. As posturas prolongadas podem prejudicar os músculos e as articulações. Postura A postura é, freqüentemente, determinada pela natureza da tarefa ou do posto de trabalho. Um porteiro de hotel tem uma postura estática, enquanto um carteiro passa a maior parte do tempo andando.

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL EM TÊNIS DE MESA PARA CADEIRANTES CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL EM TÊNIS DE MESA

CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL EM TÊNIS DE MESA PARA CADEIRANTES CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL EM TÊNIS DE MESA CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL EM TÊNIS DE MESA Esporte: Administração: individual equipe ITTF Federação Internacional de Tênis de Mesa Cartão de Classificação: Cartão Funcional de Tênis de Mesa Sessão de Regras

Leia mais

BICICLETA VERTICAL MAGNÉTICA DELUXE

BICICLETA VERTICAL MAGNÉTICA DELUXE BICICLETA VERTICAL MAGNÉTICA DELUXE MANUAL DO USUÁRIO IMPORTANTE! Por favor, leia todas as instruções cuidadosamente antes de usar este produto. Guarde este manual para referência futura. As especificações

Leia mais

Professoras: Edilene, Ana Laura e Carol

Professoras: Edilene, Ana Laura e Carol Professoras: Edilene, Ana Laura e Carol A locomoção depende da ação conjunta e integrada dos ossos e dos músculos; Os seres humanos tem coluna vertebral, que é o eixo do nosso esqueleto interno; O esqueleto

Leia mais

DISTÚRBIOS DA COLUNA VERTEBRAL *

DISTÚRBIOS DA COLUNA VERTEBRAL * A. POSTURA DISTÚRBIOS DA COLUNA VERTEBRAL * 1 POSTURA LORDÓTICA Trabalho realizado por: Karina Mothé Bianor Orientador: Prof. Blair José Rosa Filho Caracterizada por um aumento no ângulo lombossacro (o

Leia mais

ABORDAGEM DAS DISFUNÇÕES POSTURAIS. André Barezani Fisioterapeuta esportivo/ Ortopédico e Acupunturista Belo Horizonte 15 julho 2012

ABORDAGEM DAS DISFUNÇÕES POSTURAIS. André Barezani Fisioterapeuta esportivo/ Ortopédico e Acupunturista Belo Horizonte 15 julho 2012 AVALIAÇÃO POSTURAL ABORDAGEM DAS DISFUNÇÕES POSTURAIS André Barezani Fisioterapeuta esportivo/ Ortopédico e Acupunturista Belo Horizonte 15 julho 2012 POSTURA CONCEITOS: Postura é uma composição de todas

Leia mais

PUSH FOR FREEDOM CARE MED ORTHO. > Nea International bv. care/med/ortho. Mais sobre a Push. 15:45 h Recuperando sua vida ativa 8032 04/13

PUSH FOR FREEDOM CARE MED ORTHO. > Nea International bv. care/med/ortho. Mais sobre a Push. 15:45 h Recuperando sua vida ativa 8032 04/13 80 0/ care/med/ortho 5:5 h Recuperando sua vida ativa PUSH FOR FREEDOM > Nea International bv Mais sobre a Push Postbus 05 699 ZN Maastricht-Airport Nederland T: + (0) - 07 9 0 www.push.eu info@push.eu

Leia mais

Acadmix. Executivo. Top

Acadmix. Executivo. Top Acadmix Executivo Top Índice Apresentação Descrição de peças e componentes Montagem Guia de exercícios Dicas de segurança Garantia Tabela de medidas de parafusos 2 3 4, 5 e 6 7 e 8 9 9 Contra capa 1 Apresentação

Leia mais

PEÇAS E ACESSÓRIOS. Seletor de Velocidade e Resistência. Unidade Principal AirClimber. Monitor de Treinamento. Almofadas

PEÇAS E ACESSÓRIOS. Seletor de Velocidade e Resistência. Unidade Principal AirClimber. Monitor de Treinamento. Almofadas ÍNDICE PEÇAS E ACESSÓRIOS 6 INSTRUÇÕES 7 BODYCORD - CORDA DE RESISTÊNCIA CORPORAL 9 MONITOR DE TREINAMENTO 10 CONTAGEM DE PULSAÇÕES 10 DICAS DO TREINAMENTO BÁSICO 11 FREQUÊNCIA DE EXERCÍCIOS 11 ALONGAMENTO

Leia mais

CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA

CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA APRENDA A CUIDAR DA SUA COLUNA Elaboração: Júlia Catarina Sebba Rios Pesquisa: Efeitos de um programa educacional de autocuidado de coluna em idosos ati vos e sedentários

Leia mais

Protocolo dos Testes de Aptidão Física Funcional da Bateria de Testes de Rikli & Jones (1999)

Protocolo dos Testes de Aptidão Física Funcional da Bateria de Testes de Rikli & Jones (1999) Protocolo dos Testes de Aptidão Física Funcional da Bateria de Testes de Rikli & Jones (1999) 1. Levantar e Sentar na Cadeira Avaliar a força e resistência dos membros inferiores (número de execuções em

Leia mais

Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Muscular - Professor Raphael Varial. Sistema Muscular

Apostila de Anatomia e Fisiologia Humana Sistema Muscular - Professor Raphael Varial. Sistema Muscular Introdução Sistema Muscular Os músculos representam cerca de 50 a 60% do peso do corpo, quando eles se contraem afetam o movimento de todo o corpo, do sangue, do alimento e da respiração por exemplo. Existem

Leia mais

3ª SÉRIE PARA DORES NOS GLÚTEOS E PERNAS

3ª SÉRIE PARA DORES NOS GLÚTEOS E PERNAS 3ª SÉRIE PARA DORES NOS GLÚTEOS E PERNAS RODAR OS JOELHOS À DIREITA E À ESQUERDA SENSAÇÃO NA EXECUÇÃO: alívio na articulação dos joelhos e tornozelos. INDICAÇÃO TERAPÊUTICA: dores nas articulações dos

Leia mais

Electric Stepper Leia estas instruções antes de usar o Electric Stepper Inserção do computador (Personal Training)

Electric Stepper Leia estas instruções antes de usar o Electric Stepper Inserção do computador (Personal Training) Electric Stepper Peso do usuário máximo permitido é de 300 lbs. Até que você esteja confortável com o Electric Stepper coloque-o atrás ou ao lado uma cadeira ou mesa. Uma alternativa é colocar o Electric

Leia mais

MUSCULAÇÃO. Execução correta e ajustes dos principais exercícios livres e em máquinas 21/06/2013 ESCOLHA DOS EXERCÍCIOS

MUSCULAÇÃO. Execução correta e ajustes dos principais exercícios livres e em máquinas 21/06/2013 ESCOLHA DOS EXERCÍCIOS MUSCULAÇÃO Execução correta e ajustes dos principais exercícios livres e em máquinas Cibele Calvi Anic Ribeiro ESCOLHA DOS EXERCÍCIOS objetivo do aluno liberação para o exercício (quadro clínico) prioridades

Leia mais