Tempo de Viver com Artrite Reumatóide

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tempo de Viver com Artrite Reumatóide"

Transcrição

1 Tempo de Viver com Artrite Reumatóide Abordagem da Terapia Ocupacional TERAPEUTAS OCUPACIONAIS Alda Queimado. Inês Rodrigues

2 Índice O que é a Artrite Reumatóide? 4 Abordagem da Terapia Ocupacional 6 Regras de Ouro 7 Princípios de protecção articular e conservação de energia 9 Princípios de Conservação de Energia 10 Princípios de Protecção Articular 13 Posturas 15 Talas na artrite reumatóide 21 Exercício físico na artrite reumatóide 27 Alguns conselhos nas actividades da vida diária 29 Gestão doméstica 35 Trabalho ao Computador 40 Lazer - alguns conselhos 43 Referências Bibliográficas 46

3 O que é a Artrite Reumatóide? A Artrite Reumatóide (AR) é uma das formas mais comuns de doença autoimune que afecta mais de 6 milhões de pessoas em todo o mundo (cerca de 1% da população mundial). Definição Uma articulação é o ponto de união e movimento entre dois ossos. O termo artrite refere-se à inflamação das articulações que se caracteriza por dor, calor, aumento do volume e limitação de movimentos. A artrite reumatóide (AR) é uma doença crónica que afecta principalmente as articulações, mas é, na realidade, uma doença sistémica, isto é, pode afectar outros órgãos, como o coração, os pulmões, os olhos, a pele, entre outros, sendo classificada como uma doença autoimune. Em condições normais, todos os seres humanos possuem um sistema imunológico, que funciona para nos proteger de tudo o que for estranho ou alheio ao nosso corpo, como por exemplo os vírus, as bactérias e os fungos que provocam doenças e infecções. Esta protecção dá-se por meio da criação de anticorpos, que são proteínas que se unem aos vírus, bactérias, etc., e os destroem. No caso da AR, os anticorpos comportam-se de forma anormal e atacam as articulações e outras partes do corpo, tais como o tecido de revestimento do coração e pulmões, entre outros; assim surge o termo autoimunidade, uma resposta imunitária criada contra os próprios tecidos. É mais frequente em mulheres do que em homens, com uma relação 3:1, devido, entre outros aspectos, a factores hormonais. Costuma surgir entre os 30 e os 50 anos, mas pode apresentar-se em qualquer idade. Quando se manifesta antes dos 16 anos é conhecida como artrite idiopática juvenil. Origem e causas A causa exacta da AR é desconhecida. É considerada uma doença na qual participam múltiplos factores que devem convergir num indivíduo susceptível de desenvolver a doença. Por esse motivo, actualmente não existe um medicamento que cure esta doença. Os factores relacionados com o desenvolvimento da doença são genéticos e ambientais. Sinais e Sintomas da AR O principal sintoma é a inflamação das articulações as articulações ficam inchadas, doridas e com limitação dos movimentos. Além disso, podem aparecer nódulos duros (nódulos reumatóides) nas regiões de maior atrito da pele, como os cotovelos, dos dedos das mãos e dos pés, mas também podem localizar-se nos órgãos internos (ex: pulmão, coração). Quando a doença se inicia, normalmente manifesta-se com dor articular pela inflamação, geralmente simétrica (ie. em ambos os lados do corpo) principalmente das pequenas articulações (mãos, punhos e pés) e dão sensação de rigidez (estar perro) durante a manhã. Os doentes podem também ter cansaço/ fadiga, dores do corpo e musculos e febre baixa A doença deve ser tratada o mais rápido possível para evitar que ao longo do tempo as articulações se deformem pela inflamação crónica e levem a diminuição da capacidade de movimentos. Não se conhece uma maneira de prevenir a AR. No entanto o diagnóstico precoce e um tratamento adequado são muitas vezes a chave para prevenir o dano nas articulações. 4 5

4 Abordagem da Terapia Ocupacional A limitação funcional da pessoa com artrite reumatóide é consequência da diminuição da amplitude de movimento articular, da fraqueza muscular e da presença de deformidades provocadas pela doença. Essas alterações influenciam o desempenho das actividades da vida diária, interferindo na autonomia e na independência da pessoa. REGRAS DE OURO 1. Dor... tente evitá-la! 2. Trabalho... não faça mais do que aquilo que pode, planeie as suas tarefas com antecedência! 3. protecção... não sujeite as suas articulações a esforços desnecessários! 4. Aprenda a conhecer os sinais do seu corpo e saberá até onde poderá ir antes que ele se queixe! A intervenção da Terapia Ocupacional sendo ela centrada na pessoa, é de extrema importância, pois avalia a sua capacidade funcional na realização das actividades diárias, de trabalho e de lazer, as limitações, o tipo de dor e a sua repercussão na função. O Terapeuta Ocupacional intervém utilizando técnicas de protecção articular e de conservação de energia, fundamentais na educação e na reabilitação da pessoa com AR. Realiza ainda uma avaliação detalhada dos vários contextos em que a pessoa está inserida no sentido de minimizar factores de risco para a pessoa (ex: no domicílio, no trabalho ). É nesta etapa que o TO em conjunto com o médico assistente determina a necessidade do uso de talas ou produtos de apoio como um recurso terapêutico. A AR é uma doença que desgasta física e psicologicamente!!!!!!!!! 6 7

5 Princípios de protecção articular e conservação de energia

6 Princípios de Conservação de Energia realização de actividades com menor gasto energético, visa o equilíbrio entre repouso e actividade, o que permite aumentar o rendimento nas Actividades da Vida Diária, Trabalho e Lazer. Organize-se Distribua as tarefas pelos dias da semana Não programe demasiadas tarefas para um só dia Dê a si próprio o tempo necessário para completar a tarefa sem pressa Setembro Não esgote as suas forças, aprenda a viver com as suas limitações Evite a fadiga Sente-se sempre que possível Tente dormir bem, sinta-se confortável na sua cama Não planeie actividades imediatamente a seguir à refeição: descanse 20 a 30 min a seguir a cada refeição Deve parar e descansar antes de se sentir excessivamente fatigado Evite movimentos desnecessários Evite movimentos com os braços especialmente acima do nível dos ombros Mantenha os cotovelos baixos e junto ao corpo Mmantenha os cotovelos apoiados numa superfície enquanto estiver a trabalhar Limite a necessidade de se dobrar, alcançar e torcer Planeie e seja Organizado Reúna todos os utensílios e materiais necessários antes de iniciar uma tarefa Mantenha os utensílios ao seu alcance para evitar deslocações Simplifique as suas tarefas e estabeleça objectivos realistas Use equipamento adaptado quando necessário Use utensílios para fazer o trabalho por si Dê prioridade às actividades mais importantes Não pense que tem de fazer as tarefas da, mesma maneira, de como as realizava anteriormente Peça ajuda, distribua tarefas pela família e amigos 10 11

7 Mantenha uma boa postura Mmantenha uma postura erecta quer na posição de sentado quer na posição de pé Um correcto alinhamento do corpo equilibra os músculos e diminui a tensão Uma postura inclinada, curvada, torna a respiração mais difícil Use de forma correcta os movimentos do seu corpo empurre ou puxe em vez de levantar Princípios de Protecção Articular conjunto de técnicas utilizadas para reduzir a carga excessiva numa determinada articulação Respeite a dor Evite ou modifique tarefas que causem dor Ddor que permaneça mais de uma hora, depois de realizar uma tarefa, é sinal de que essa tarefa foi demasiado exigente para as suas articulações deslize os objectos ao longo de uma bancada mantenha-se próximo do objecto que quer movimentar Transporte os objectos próximo do corpo mantendo as costas direitas evite dobrar-se, alcançar ou rodar para levantar objectos, use os músculos das pernas em vez das costas equilíbrio entre repouso e actividade Faça pausas frequentes ou mude de actividade Faça pequenas pausas para fazer alongamentos musculares Descanse antes de ficar demasiado cansado Evite apressar-se Alterne entre actividades leves e moderadas, ao longo do dia mantenha a força e a amplitude de movimentos A perda de amplitude e força de movimento, resulta na perda de função Realize os seus auto-cuidados (Actividades da Vida Diária), isso irá ajudar a manter as amplitudes de movimento Realize exercício diário, vai ajudar a manter a força e a amplitude de movimento 12 13

8 Tempo de Viver com Artrite Reumatóide Use as suas articulações e músculos mais fortes Para abrir uma porta, use o peso do corpo em vez das mãos/dedos pegue nos objectos, segurando-os com as duas mãos e com as palmas das mãos viradas para cima Em vez de usar a pinça dos dedos, faça uma preensão global Posturas Em vez de pegar/levantar objectos, deslize-os Transporte os objectos usando os dois braços e o tronco (abraçando-os) Use braçadeiras nas portas para serem abertas com os cotovelos Ffeche os armários ou gavetas com as palmas da mão 14

9 Posição de deitado Para recuperar de todas as agressões tensões acumuladas durante um dia, é importante ter uma boa noite de sono. A sua cama deve ser adequada à sua estatura, evitando assim, tensão nos joelhos e ancas quando se deita ou levanta O colchão e a almofada devem ser confortáveis de modo a fornecer um bom apoio Substitua os cobertores, por edredão De manhã poderá sentir mais dificuldade em realizar os movimentos do seu corpo. Isto deve-se à rigidez matinal que se pode prolongar até duas horas. Assim, antes de se levantar, faça pequenos exercícios na cama para mobilizar todas as articulações do seu corpo. Tome um duche quente pela manhã; ajuda a reduzir a rigidez matinal. Para se levantar da cama utilize de forma correcta o seu corpo. 1º Rode o corpo, com o auxilio dos braços 2º Sente-se com auxílio dos braços, passando ao mesmo tempo as pernas para fora da cama Posição de sentado Lembre-se: não se sente na mesma posição durante muito tempo. Para evitar que as articulações fiquem rígidas - levante-se e faça movimentos. Evite cadeiras ou sofás baixos e com assentos moles A altura exacta da cadeira deve permitir sentar-se e levantar-se com o menor esforço O assento deverá estar a uma altura que permita total apoio dos pés no chão. Se o assento for elevado coloque um pequeno banco no chão para apoio dos pés Escolha um assento com um bom apoio para as costas, e braços. Deve ter um encosto lombar Mmude de posição com frequência para evitar que as articulações fiquem rígidas Mantenha as costas, braços e pés apoiados Evite cruzar as pernas 16 17

10 Levantar-se de uma cadeira Evite fazer força sobre as articulações do punho e dos dedos. Desta maneira vai causar demasiada tensão nas articulações e causar-lhe-á dor. Posição de pé Mmantenha as costas direitas, os ombros descontraídos, contraia os músculos abdominais e nádegas, mantendo as curvas anatómicas da coluna equilibradas Mmantenha-se firme em ambos os pés deixando que o peso se reparta igualmente por ambos Use sapatos confortáveis, evite saltos altos Evite ficar de pé por longos períodos de tempo Coloque os antebraços sobre os braços da cadeira para a força ficar distribuída por todos os músculos. Ou ainda inclinar-se para a frente fazendo força nos músculos das pernas. Da mesma maneira, quando se levantar de uma cadeira sem braços evite fazer força nos ombros, nos cotovelos e nos dedos

11 Talas na artrite reumatóide

12 Numa fase inflamatória, em que as suas articulações ficam mais inchadas, quentes e dolorosas, terá de recorrer ao uso de talas. Estas irão proporcionar-lhe uma sensação de repouso na zona que está afectada, mantendo-a alinhada e protegida, reduzindo, assim, o risco de deformidade da articulação. As talas mais comuns na artrite reumatóide têm como principal finalidade o repouso e alinhamento anatómico das articulações. Estas podem ser de repouso, e funcionais: Tala de Repouso As talas vão ser moldadas à medida de cada segmento pelo terapeuta ocupacional....as talas funcionais, permitem a manipulação de objectos nas diversas actividades diárias. Como por exemplo: Tala de Estabilização do Punho O uso da tala é um complemento/parte integrante do seu programa terapêutico. Tala de Estabilização do Polegar Ex: rizartrose 22 23

13 Tala para Evitar Desvio Cubital Deforrmidade em Boutonniere Tumefacção Nós dos dedos Tala para Evitar Deformidade em Colo de Cisne Tala para Evitar Deformidade em Boutonniere Normal Nós dos dedos Deforrmidade em Colo de Cisne Nós dos dedos O uso das talas deve ser vigiado de modo a que as articulações não fiquem demasiado rígidas! Tumefacção Ao longo do tempo, a tala pode necessitar de pequenos reajustes, ou até mesmo ser substituída por uma nova

14 Exercício físico na artrite reumatóide

15 Tempo de Viver com Artrite Reumatóide Exercício físico diário O exercício diário irá ajudar a melhorar a sua capacidade funcional em casa, no trabalho e nas suas actividades de lazer. O nº de exercícios a realizar em cada sessão dependerá como as suas articulações reagirem. Comece com exercícios simples e moderados e verifique que efeito têm nas articulações. Verifique se os exercícios que realiza diariamente provocam dor, ou se pelo contrário lhe dá uma sensação de bem estar. Ao primeiro sinal de aumento de dor, calor e inchaço nas suas articulações, reduza ou interrompa os exercícios. Alguns conselhos nas actividades da vida diária Lembre-se! - O exercício diário é tão importante como o descanso - Vários e curtos períodos de exercício por dia são mais benéficos do que uma única sessão prolongada - Não faça exercícios de uma só vez - Esteja atento às reacções do seu corpo - Faça poucos exercícios e várias vezes ao dia

16 quarto Simplifique a organização do seu quarto Não encha o seu quarto com muito mobiliário, isso dificultará a circulação Não use tapetes grandes e pesados Evite colchas de cama muito pesadas Organize a sua roupa no roupeiro. Evite colocar casacos pesados e peças de uso frequente em cabides altos Mmuitos puxadores de gavetas podem dar origem a tensões no polegar e nos restantes dedos. Escolha mobiliário que tenha gavetas com sistema de rodinhas roupa Escolha de véspera a roupa que vai usar no dia seguinte, para evitar andar à pressa de manhã, quando as suas articulações são mais difíceis de movimentar Sente-se para vestir algumas peças de roupa (ex: calças, cuecas, meias, calçado) Use roupas fáceis de vestir Substitua botões pequenos por uns maiores. Verifique se as casas estão muito apertadas Abotoe o soutien à frente e depois rode-o Evite usar cintas quando estiver numa fase mais dolorosa dos seus punhos e mãos Tensão no polegar e em todas as articulações dos dedos. Coloque uma argola nos fechos Evite usar saltos altos. Escolha sapatos que dêem um bom apoio ao pé, e suficientemente grandes para que os dedos não fiquem apertados Use sapatos com velcro, ou elásticos Use uma calçadeira de cabo longo Coloque novos puxadores nas gavetas para que as possa abrir facilmente com todos os dedos da mão. Recorra a outros produtos de apoio, tais como: dispositivos para calçar meias e pinças de cabo longo 30 31

17 Casa de banho mantenha a temperatura da casa de banho aquecida Substitua a banheira por uma base de duche Atenção às zonas que ficam molhadas. Por norma são sempre escorregadias e perigosas O duche torna-se menos cansativo do que um banho de imersão Use esponja em vez de uma luva (mais fácil de espremer para tirar a água). Use esponjas com cabo longo Use gel de banho. Tenha os utensílios/produtos para o banho em locais acessíveis durante o duche Coloque tapetes de borracha anti-derrantes ou fitas autocolantes antiderrapantes dentro da banheira/base de duche Coloque barras de apoio junto à banheira/base de duche. Nunca se apoie em toalheiros durante o banho, use um banco ou uma tábua de banheira, evita cansaço Substitua as torneiras de rodar por um sistema de alavanca O chuveiro deverá estar fixo na parede Use um alteador de sanita Adquira barras de apoio laterais diminuindo, assim, o esforço no levantar/ sentar da sanita 32 33

18 Cuidados pessoais Gestão Doméstica barbear Compre uma lâmina de barbear leve, com um cabo grosso Se preferir máquina, compre a mais leve e fácil de manipular O pincel e o sabão não são muito práticos, use espuma CABELO Escolha/Use um pente ou escova de cabo grosso e leve Se for possível, pode optar por lavar o cabelo no cabeleireiro HIGIENE ORAL Compre uma escova de dentes eléctrica, irá facilitar a preensão/o agarrar da escova e diminui a quantidade de movimentos para escovar os dentes Use um utensílio próprio para ajudar a empurrar a pasta de dentes Não se esqueça: Distribua estas actividades ao longo do dia e da semana. Cozinha Ddeve adequar a altura do fogão à sua altura, bem como o resto das bancadas Reorganize a sua cozinha de forma a aceder facilmente aos utensílios de uso frequente, colocando o que utiliza mais frequentemente num lugar mais acessível Coloque objectos mais pesados nos armários de baixo Utilize os pés para fechar as portas dos armários baixos Utilize um carrinho de apoio com rodas para transportar os pratos, copos e tachos para a mesa Reúna ao pé de si todos os utensílios e materiais necessários, para evitar ter de andar de um lado para o outro Coloque rodas nos seus electrodomésticos e no mobiliário de frequente mobilização Não se esqueça de usar um escadote para alcançar os objectos acima do nível da sua cabeça 34 35

19 Substitua os aparelhos manuais, por aparelhos eléctricos. Exemplo: picadoras, abre latas, faca eléctrica, batedeiras fixas Use produtos de apoio tais como: - Facas de cozinha em L - Talheres de cabo engrossado fazer a cama A altura da cama ao chão deve variar entre os 45 cm e os 60 cm = à altura dos seus joelhos Faça a cama de joelhos, se esta for baixa Utilize lençóis com elástico, use capas de edredon com molas Se necessitar de movimentar a cama com frequência, deverá colocar rodízios, para facilitar o puxar ou arrastar Tratamento da roupa Se lavar a roupa à mão faça-o em pequenas quantidades Apoie as costas numa parede ou ponha um dos pés sobre um banco com altura de um tijolo de forma a reduzir a tensão na coluna Para carregar ou descarregar a sua máquina de lavar/secar roupa, adopte a posição de joelhos Transporte pequenas quantidades de roupa para o estendal, usando um cesto com duas pegas, transportando-o junto ao corpo O estendal ou corda não devem exceder a altura dos seus ombros. Use os estendais mais pequenos Tenha sempre ao pé de si um banco ou uma mesa onde possa pousar o cesto da roupa e o cesto das molas 36 37

20 passar a ferro Passe a ferro várias vezes por semana, não acumule tudo para um dia Peça a ajuda a alguém para passar a ferro as peças de maior dimensão Alterne a posição de pé com a de sentada, adoptando uma altura da tábua de engomar adequada às duas posições use um banco alto inclinado Apoie as costas numa parede ou ponha um dos pés (alternando) sobre uma lista telefónica ou tijolo de modo a diminuir a tensão na coluna Ddeve ter uma bancada ou mesa de apoio onde tenha a roupa por passar e a cesto já com a roupa engomada Utilize um ferro leve (ex: os ferros de caldeira, pois têm o depósito da água à parte) Limpezas Gerais Aspirar / Varrer/ Lavar o chão/limpar o pó/janelas verifique se os cabos da pá, vassoura, esfregona, aspirador são suficientemente longos para que não tenha de se curvar Não utilize o balde cheio de água, pois torna-se pesado. Adapte o seu balde, colocando uma armação com rodas para facilitar o seu transporte Utilize um escadote pequeno ou uma cadeira, para limpar os vidros, colocando uma mesa de apoio para colocar os utensílios necessários Para limpar os objectos baixos não se curve, ajoelhe-se 38 39

21 Trabalho ao Computador Como escolher uma cadeira de trabalho? Ser regulável em altura Ser giratória Ter um apoio de braços regulável em altura Permitir um apoio de toda a coluna, mínimo até á altura dos ombros Ter um bom apoio lombar Como organizar a sua mesa de trabalho? Evite colocar caixas ou outros objectos por baixo da sua secretária que possam limitar o espaço para as suas pernas Aconselhe-se com o seu Terapeuta Ocupacional de como pode encontrar a melhor regulação da altura do monitor, posição do teclado e rato Como regular uma cadeira? Assegure-se de que os pés permanecem apoiados confortavelmente no chão enquanto estiver sentado As costas devem permanecer encostadas na cadeira Os cotovelos e antebraços devem estar apoiados na superfície de trabalho/apoio de braços da cadeira Se partilhar uma cadeira com outra pessoa, verifique sempre se as regulações estão correctas para si! 40 41

22 Lazer - alguns conselhos Atenção! São desaconselhadas algumas actividades, tais como: costura, crochet, malha. Ou seja, actividades que exijam movimentos finos e repetitivos, que possam agredir as articulações. Ao Telefone Evite posturas erradas a falar ao telefone/telemóvel. Use um auricular Escolha um telemóvel em que as teclas não sejam muito pequenas Escrita Use canetas de cabo grosso, ou use adaptações nas canetas para engrossar o cabo. Escolha canetas que deslizem bem no papel Leitura Evite posturas erradas enquanto lê um livro ou revista. Evite pegar em livros pesado com as mãos 42 43

23 Condução Seja prudente e não exagere no tempo de condução. Durante uma viagem longa deve fazer interrupções na condução, fazer pequenas pausas para movimentar as articulações. Se sentir dificuldades com o assento do seu carro, puxadores das portas, mudanças, ou travão de mão, peça a um Terapeuta Ocupacional que lhe indique onde poderá fazer as modificações necessárias. Caso faça algum tipo de alteração no seu carro, não se esqueça de informar a sua companhia de seguros. Para entrar e sair dentro do seu automóvel, evite os movimentos de torção! Sente-se lateralmente no banco. Depois passe as pernas para dentro, rodando sobre as nádegas. Mantenha uma boa postura enquanto conduz. Regule o seu assento

24 Referências Bibliográficas Hall, S. (2011). Occupational Therapy TOOLKIT - Treatment Guides and Handouts. Maryland, USA. Unsworth, H. (1989). Artritismo, como enfrentar este mal?. Lisboa/São Paulo: Editora Verbo. Swezey, R. L. (1980). Artrite: Medicina Física e Reabilitação. Rio de Janeiro. Editora Interamericana. (1ª edição) Melvin, J.L. (1989). Reumatic Disease in Adult and Child Occupational Therapy and Rehabilitation. USA. F. A. Davis Company. (3ª edição) Radomski, M. V., Trombly Latham, C. A. (2008). Occupational Therapy for Physical Dysfunction. USA. Lippincott Williams & Wilkins. (6ª edição) Chiarello, B., Driusso, P., Radl, A. (2005). Fisioterapia Reumatológica. São Paulo: Editora Manole Ltda. (1ª edição) Referências Bibliográficas (imagens) Rehabilitation & Medical Solutions 2011/2012. Patterson Medical. Panfleto Hospital Curry Cabral no âmbito do projecto ATINOVA (1995) - Como ajudar a pessoa com Artrite Reumatóide. Panfleto Hospital Curry Cabral no âmbito do projecto ATINOVA (1995) - Raquialgias/ Higiene Postural, um guia para todos. Referências Bibliográficas (internet) therapist.asp 46 FABRICANTE: Patterson Medical Ltd. Nunn Brook Road Huthwaite, Sutton-in-Ashfield Nottinghamshire, NG17 2HU United Kingdom Tel.: Fax: Web: DISTRIBUIDOR: Smith & Nephew - BSN medical Estrada Nacional nº10 ao Km 131 Parque Tejo-Bloco C Forte da Casa Vialonga Portugal Tel.: Fax:

25

Ajudas Técnicas/Produtos de Apoio em Reumatologia

Ajudas Técnicas/Produtos de Apoio em Reumatologia Ajudas Técnicas/Produtos de Apoio em Reumatologia AJUDAS TÉCNICAS/PRODUTOS DE APOIO Prevenção de complicações Enfermeira: Andreia Gonçalves Actividades de vida diária Bem estar psicológico Comunidade,

Leia mais

Como preparar sua casa após cirurgia de quadril

Como preparar sua casa após cirurgia de quadril PÓS-OPERATÓRIO Como preparar sua casa após cirurgia de quadril Retire os tapetes, extensões e fios telefônicos, pois eles podem ocasionar quedas. Caso ainda não tenha, instale corrimãos em pelo menos um

Leia mais

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Dr. Leandro Gomes Pistori Fisioterapeuta CREFITO-3 / 47741-F Fone: (16) 3371-4121 Dr. Paulo Fernando C. Rossi Fisioterapeuta CREFITO-3 / 65294 F Fone: (16) 3307-6555

Leia mais

Utilizadores de Computadores Conselhos ergonómicos

Utilizadores de Computadores Conselhos ergonómicos Utilizadores de Computadores Conselhos ergonómicos Ergonomia: Estuda a interacção física entre as pessoas e o seu trabalho adaptando este último, o equipamento e o ambiente de trabalho ao trabalhador.

Leia mais

Global Training. The finest automotive learning

Global Training. The finest automotive learning Global Training. The finest automotive learning Cuidar da saúde com PREFÁCIO O Manual de Ergonomia para o Motorista que você tem em agora em mãos, é parte de um programa da Mercedes-Benz do Brasil para

Leia mais

EXERCÍCIOS DE ALONGAMENTO

EXERCÍCIOS DE ALONGAMENTO Ao fazer exercícios de alongamento vai melhorar a amplitude das suas articulações, especialmente importante em doentes com dor crónica. Não precisa forçar excessivamente para sentir benefício com estes

Leia mais

PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE HÉRNIA DE DISCO SEM CIRURGIA

PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE HÉRNIA DE DISCO SEM CIRURGIA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE HÉRNIA DE DISCO SEM CIRURGIA Dicas para uma vida sem dores na coluna A Hérnia de Disco A nossa coluna é composta de aproximadamente 32 vértebras, que são os ossos que formam

Leia mais

LER/DORT. www.cpsol.com.br

LER/DORT. www.cpsol.com.br LER/DORT Prevenção através s da ergonomia DEFINIÇÃO LER: Lesões por Esforços Repetitivos; DORT: Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho; São doenças provocadas pelo uso inadequado e excessivo

Leia mais

Adaptação do trabalho ao homem. Pessoas diferentes Capacidades físicas e mentais diferentes.

Adaptação do trabalho ao homem. Pessoas diferentes Capacidades físicas e mentais diferentes. Adaptação do trabalho ao homem. Pessoas diferentes Capacidades físicas e mentais diferentes. Tarefas que exijam elevada acuidade visual Visão desfocada e sensação de olhos a arder. Teclar de forma incorrecta

Leia mais

Ergonomia é o estudo do. relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e. particularmente a aplicação dos

Ergonomia é o estudo do. relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e. particularmente a aplicação dos ERGONOMIA ERGONOMIA relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e conhecimentos de anatomia, fisiologia e psicologia na solução dos problemas surgidos deste relacionamento. Em

Leia mais

Relaxar a musculatura dos braços. Entrelace os dedos de ambas as mãos com suas palmas para cima e levante os braços por 10 segundos.

Relaxar a musculatura dos braços. Entrelace os dedos de ambas as mãos com suas palmas para cima e levante os braços por 10 segundos. por Christian Haensell A flexibilidade do corpo e das juntas é controlada por vários fatores: estrutura óssea, massa muscular, tendões, ligamentos, e patologias (deformações, artroses, artrites, acidentes,

Leia mais

Guia de Puericultura. Alimentação

Guia de Puericultura. Alimentação Guia de Puericultura Com o nascimento do bebé, os pais necessitam de adquirir uma série de artigos. A oferta no mercado é cada vez maior, por isso é importante estar informado: com este guia ajudamo-la

Leia mais

Dicas para manter a postura e não prejudicar a coluna no dia a dia

Dicas para manter a postura e não prejudicar a coluna no dia a dia Dicas para manter a postura e não prejudicar a coluna no dia a dia No decorrer do dia, desempenhamos várias funções, desde agachar para pegar uma caneta do chão, a limpeza de sua casa e no trabalho. As

Leia mais

C. Guia de Treino ------------------------------------------------

C. Guia de Treino ------------------------------------------------ C. Guia de Treino ------------------------------------------------ A FORÇA / RESISTÊNCIA ( FUNÇÃO MOVIMENTO OSCILAÇÃO ) A01 Joelhos inclinados Com os pés afastados na plataforma, segure a barra de apoio

Leia mais

A postura saudável para o digitador

A postura saudável para o digitador A postura saudável para o digitador A postura saudável para o digitador 2 Muitas vezes nos perguntamos: Qual é a postura mais adequada para se trabalhar durante horas em frente a um computador? Após anos

Leia mais

Plano de Exercícios Para Segunda-Feira

Plano de Exercícios Para Segunda-Feira Plano de Exercícios Para Segunda-Feira ALONGAMENTO DA MUSCULATURA LATERAL DO PESCOÇO - Inclinar a cabeça ao máximo para a esquerda, alongando a mão direita para o solo - Alongar 20 segundos, em seguida

Leia mais

CUIDADOS COM A COLUNA

CUIDADOS COM A COLUNA SENADO FEDERAL CUIDADOS COM A COLUNA SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Cuidados com a coluna 3 apresentação As dores na coluna vertebral são um grande transtorno na vida de muita gente, prejudicando os movimentos

Leia mais

Por Personal Trainer Rui Barros

Por Personal Trainer Rui Barros Por Personal Trainer Rui Barros MANTER O PONTO DE EQUILIBRIO E NÃO RESISTIR À MUDANÇA Uma vez que estamos a terminar o nosso ciclo de treinos de verão, gostava de deixar ao leitor uma mensagem de conforto

Leia mais

Cadeira voltada para trás Manual de instruções. Grupo Peso Idade. 0+ 0-13 kg 0-12 m

Cadeira voltada para trás Manual de instruções. Grupo Peso Idade. 0+ 0-13 kg 0-12 m Cadeira voltada para trás Manual de instruções ECE R44 04 Grupo Peso Idade 0+ 0-13 kg 0-12 m 1 !! Obrigado por optar pela BeSafe izi Sleep A BeSafe desenvolveu esta cadeira com todo o cuidado, para proteger

Leia mais

Frio» Recomendações gerais

Frio» Recomendações gerais No domicílio Antes do Inverno, verifique os equipamentos de aquecimento da sua casa; Se tiver lareira mande limpar a chaminé, se necessário; Mantenha a casa arejada, abrindo um pouco a janela/porta para

Leia mais

Postura. As posturas prolongadas podem prejudicar os músculos e as articulações.

Postura. As posturas prolongadas podem prejudicar os músculos e as articulações. Postura A postura é, freqüentemente, determinada pela natureza da tarefa ou do posto de trabalho. Um porteiro de hotel tem uma postura estática, enquanto um carteiro passa a maior parte do tempo andando.

Leia mais

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a Coluna Lombar O QUE É

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a Coluna Lombar O QUE É Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a Coluna Lombar O QUE É Estes são alguns dos exercícios recomendados com maior freqüência para a terapia da coluna lombar, Eles foram compilados para dar a você,

Leia mais

Dra. Sandra Camacho* IMPORTÂNCIA DA ACTIVIDADE FÍSICA

Dra. Sandra Camacho* IMPORTÂNCIA DA ACTIVIDADE FÍSICA Uma cadeira e uma garrafa de água O que podem fazer por si Dra. Sandra Camacho* IMPORTÂNCIA DA ACTIVIDADE FÍSICA A prática de uma actividade física regular permite a todos os indivíduos desenvolverem uma

Leia mais

CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA

CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA APRENDA A CUIDAR DA SUA COLUNA Elaboração: Júlia Catarina Sebba Rios Pesquisa: Efeitos de um programa educacional de autocuidado de coluna em idosos ati vos e sedentários

Leia mais

MASTOLOGIA ORIENTAÇÕES FISIOTERÁPICAS: Coordenação DIVISÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL COMITÊ DE PADRONIZAÇÕES

MASTOLOGIA ORIENTAÇÕES FISIOTERÁPICAS: Coordenação DIVISÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL COMITÊ DE PADRONIZAÇÕES O R I E N T A Ç Õ E S AOS PACIENTES MINISTÉRIO DA SAÚDE INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER Coordenação DIVISÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL COMITÊ DE PADRONIZAÇÕES Essas orientações são essencialmente para pacientes

Leia mais

no sentido inverso ao da marcha Manual de utilização Grupo Peso Idade 0+/1 0-18 kg 6m-4a

no sentido inverso ao da marcha Manual de utilização Grupo Peso Idade 0+/1 0-18 kg 6m-4a no sentido inverso ao da marcha Manual de utilização ECE R44 04 Grupo Peso Idade 0+/1 0-18 kg 6m-4a 1 Obrigado por escolher Besafe izi Kid ISOfix. A BeSafe desenvolveu esta cadeira com muito cuidado, para

Leia mais

no sentido da marcha Manual de utilização Grupo Peso Idade 1 9-18 kg 9m-4a

no sentido da marcha Manual de utilização Grupo Peso Idade 1 9-18 kg 9m-4a no sentido da marcha Manual de utilização ECE R44 04 Grupo Peso Idade 1 9-18 kg 9m-4a 1 Obrigado por escolher Besafe izi Comfort. A BeSafe desenvolveu esta cadeira com muito cuidado, para proteger a sua

Leia mais

Biomecânica. A alavanca inter-resistente ou de 2º grau adequada para a realização de esforço físico, praticamente não existe no corpo humano.

Biomecânica. A alavanca inter-resistente ou de 2º grau adequada para a realização de esforço físico, praticamente não existe no corpo humano. Biomecânica Parte do conhecimento da Ergonomia aplicada ao trabalho origina-se no estudo da máquina humana. Os ossos, os músculos, ligamentos e tendões são os elementos dessa máquina que possibilitam realizar

Leia mais

OMO NASCEU A PALAVRA ERGONOMIA?...3

OMO NASCEU A PALAVRA ERGONOMIA?...3 Índice ÍNDICE...2 COMO NASCEU A PALAVRA ERGONOMIA?...3 O QUE É A ERGONOMIA?...3 ERGONOMIA NO TRABALHO....3 POSIÇÕES CORRECTAS A TER NO TRABALHO....4 O EQUIPAMENTO ERGONÓMICO...6 MONITOR...7 TECLADOS E

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A ESCOLA

ORIENTAÇÕES PARA A ESCOLA ALUNOS COM ACONDROPLASIA: ORIENTAÇÕES PARA A ESCOLA Orientações gerais O principal objetivo é a padronização, por isso há que tentar que as adaptações sejam úteis e utilizáveis por todos e não apenas pelo

Leia mais

Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf

Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf ELÁSTICO OU BORRACHA Sugestão: 1 kit com 3 elásticos ou borrachas (com tensões diferentes: intensidade fraca, média e forte) Preço: de

Leia mais

Protocolo dos Testes de Aptidão Física Funcional da Bateria de Testes de Rikli & Jones (1999)

Protocolo dos Testes de Aptidão Física Funcional da Bateria de Testes de Rikli & Jones (1999) Protocolo dos Testes de Aptidão Física Funcional da Bateria de Testes de Rikli & Jones (1999) 1. Levantar e Sentar na Cadeira Avaliar a força e resistência dos membros inferiores (número de execuções em

Leia mais

No sentido inverso ao da marcha. Altura 61-105 cm. Peso máximo 18 kg. UN regulation no. R129 i-size. Idade 6m-4a

No sentido inverso ao da marcha. Altura 61-105 cm. Peso máximo 18 kg. UN regulation no. R129 i-size. Idade 6m-4a 1 23 2 4 3 Manual de utilização 5 6 7 24 26 8 9 10 11 12 13 14 No sentido inverso ao da marcha Altura 61-105 cm 16 17 18 20 25 Peso máximo 18 kg 15 19 Idade 6m-4a UN regulation no. R129 i-size 21 22 27

Leia mais

I GUIA PARA UM DESCANSO PLENO I

I GUIA PARA UM DESCANSO PLENO I I GUIA PARA UM DESCANSO PLENO I GUIA PARA UM DESCANSO PLENO A IMPORTÂNCIA DO DESCANSO NA NOSSA VIDA QUAL O COLCHÃO IDEAL? 1. COMO ESCOLHER A MELHOR SOLUÇÃO DE DESCANSO 2. MEDIDAS DE SUPERFÍCIE DE DESCANSO

Leia mais

Banco voltado para trás. Manual de instruções. Grupo Peso Idade. 0+ 0-13 kg 0-12 m

Banco voltado para trás. Manual de instruções. Grupo Peso Idade. 0+ 0-13 kg 0-12 m Banco voltado para trás Manual de instruções ECE R44 04 Grupo Peso Idade 0+ 0-13 kg 0-12 m 1 Obrigado por optar pela BeSafe izi Sleep ISOfix A BeSafe desenvolveu esta cadeira com todo o cuidado, para proteger

Leia mais

VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE?

VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE? VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE? Dicas Gerais para uma Boa Postura 1) Manter o topo da tela ao nível dos olhos e distante cerca de um comprimento de braço (45cm ~ 70cm); 2) Manter a cabeça e pescoço

Leia mais

Av. da Boavista,41- Porto. (Junto ao Hospital Militar/HPP Porto)

Av. da Boavista,41- Porto. (Junto ao Hospital Militar/HPP Porto) Av. da Boavista,41- Porto (Junto ao Hospital Militar/HPP Porto) Oficina Técnica de Fabrico de Próteses Ortopédicas Serviços Técnicos Especializados Técnicos Ortoprotésicos Vantagens Serviços Técnico Especializados

Leia mais

No sentido da marcha. Manual de instruções. Grupo Peso Idade 2-3 15-36 kg 4-12 anos

No sentido da marcha. Manual de instruções. Grupo Peso Idade 2-3 15-36 kg 4-12 anos No sentido da marcha Manual de instruções ECE R44 04 Grupo Peso Idade 2-3 15-36 kg 4-12 anos 1 ! Obrigado por optar pela BeSafe izi Up FIX A BeSafe desenvolveu esta cadeira com todo o cuidado, para proteger

Leia mais

AJUDAS TÉCNICAS. Barras de Banho São produtos de apoio para cuidados pessoais e protecção. Elevador de WC. Barra de banho de alumínio.

AJUDAS TÉCNICAS. Barras de Banho São produtos de apoio para cuidados pessoais e protecção. Elevador de WC. Barra de banho de alumínio. Definem-se ajudas técnicas, como produtos de apoio, especialmente, produzidos e disponíveis, para prevenir, compensar, monitorizar, aliviar ou neutralizar qualquer impedimento, limitação da actividade

Leia mais

No sentido inverso ao da marcha. Altura 61-105 cm. Peso máximo 18 kg. UN regulation no. R129 i-size. Idade 6m-4a

No sentido inverso ao da marcha. Altura 61-105 cm. Peso máximo 18 kg. UN regulation no. R129 i-size. Idade 6m-4a 1 23 2 4 3 Manual de utilização 5 6 7 24 26 8 9 10 11 12 13 14 No sentido inverso ao da marcha Altura 61-105 cm 16 17 18 20 25 Peso máximo 18 kg 15 19 Idade 6m-4a UN regulation no. R129 i-size 21 22 27

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO ABC DESIGN 3 TEC

MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO ABC DESIGN 3 TEC MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO ABC DESIGN 3 TEC Utilização 3 em 1 (sistema travel system) bebê conforto adaptável ao carrinho Altura regulável das alças para empurrar o carrinho 3 posições de regulagem de

Leia mais

Centro de Desenvolvimento Infantil Estimulopraxis

Centro de Desenvolvimento Infantil Estimulopraxis Centro de Desenvolvimento Infantil Estimulopraxis Janeiro de 2013 Este documento tem como objectivo ajudar as pessoas mais próximas do GB a complementar o trabalho executado ao longo das sessões de Reabilitação

Leia mais

CM 50 P Aparelho anti-celulite Instruções de utilização

CM 50 P Aparelho anti-celulite Instruções de utilização CM 50 P P Aparelho anti-celulite Instruções de utilização Beurer GmbH Söflinger Str. 218 89077 Ulm, Germany Tel.: +49 (0)731 / 39 89-144 Fax: +49 (0)731 / 39 89-255 www.beurer.de Mail: kd@beurer.de Portugues

Leia mais

PREVENÇÃO DE QUEDAS EM IDOSOS NO DOMICÍLIO

PREVENÇÃO DE QUEDAS EM IDOSOS NO DOMICÍLIO MANUAL DO CUIDADOR PREVENÇÃO DE QUEDAS EM IDOSOS NO DOMICÍLIO 3 GUIA PRÁTICO ILUSTRADO Aumente a sua qualidade de vida e a do idoso dependente também! REDE REGIONAL DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS Siga

Leia mais

PORQUÊ EU TENHO DORES NAS COSTAS?

PORQUÊ EU TENHO DORES NAS COSTAS? Dores nas Costas PORQUÊ EU TENHO DORES NAS COSTAS? O QUE CAUSA DORS NAS COSTAS? Várias podem ser as causas de suas dores nas costas: - Posturas inadequadas - Esforço exagerado - Permanecer por muito tempo

Leia mais

Manual de utilização. No sentido inverso ao da marcha e no sentido da marcha Grupo 0+ - 1. Peso 0-18 kg. Idade 6m-4a

Manual de utilização. No sentido inverso ao da marcha e no sentido da marcha Grupo 0+ - 1. Peso 0-18 kg. Idade 6m-4a 1 26 27 34 35 16 2 4 3 Manual de utilização 5 6 8 9 7 10 11 12 13 14 15 28 29 36 31 17 30 37 No sentido inverso ao da marcha e no sentido da marcha Grupo 0+ - 1 19 20 21 23 Peso 0-18 kg 18 22 38 39 Idade

Leia mais

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA!

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! SUA MOCHILA NÃO PODE PESAR MAIS QUE 10% DO SEU PESO CORPORAL. A influência de carregar a mochila com o material escolar nas costas, associado

Leia mais

Qualidade de vida laboral

Qualidade de vida laboral Qualidade de vida laboral Qualidade de vida laboral INTRODUÇÃO: Prevenir doenças ocupacionais (DORT Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho / LER Lesões por Esforços Repetitivos) decorrentes

Leia mais

Limpeza e manutenção. Conheça a Minicadeira para Carro. Informações complementares

Limpeza e manutenção. Conheça a Minicadeira para Carro. Informações complementares Conheça a Minicadeira para Carro Tira de cinto de segurança para os ombros Tira de ajuste Guarde este manual de instruções para eventuais consultas. 2 Alça para carregar Botão de ajuste na alça Em todos

Leia mais

MANUAL DE UTILIZADOR STARLOCK CUSHION. (tradução da versão inglesa)

MANUAL DE UTILIZADOR STARLOCK CUSHION. (tradução da versão inglesa) MANUAL DE UTILIZADOR STARLOCK CUSHION (tradução da versão inglesa) ÍNDICE 1. Sobre este manual 2. A Almofada Starlock a. Avisos b. Componentes Importantes da Starlock c. Utilização i. A quantidade certa

Leia mais

Para proteção completa contra chuva, está disponível em lojas de varejo uma capa de chuva ABC Design.

Para proteção completa contra chuva, está disponível em lojas de varejo uma capa de chuva ABC Design. MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO ABC DESIGN PRIMO Moldura de Alumínio leve Alças giratórias em 360 graus 4 posições de regulagem de encosto Rodas dianteiras giratórias e bloqueáveis. toldo removível Testado

Leia mais

Fundação Cardeal Cerejeira. Acção de Formação

Fundação Cardeal Cerejeira. Acção de Formação Fundação Cardeal Cerejeira Acção de Formação Formadoras: Fisioterapeuta Andreia Longo, Fisioterapeuta Sara Jara e Fisioterapeuta Tina Narciso 4º Ano de Fisioterapia da ESSCVP Em fases que o utente necessite

Leia mais

Segurança com serra mármore. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho

Segurança com serra mármore. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Segurança com serra mármore Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Segurança da área de trabalho Mantenha a área de trabalho sempre limpa e bem iluminada. Áreas de trabalho desorganizadas

Leia mais

Serviço de Medicina Física e Reabilitação INSTITUTO PORTUGUÊS DE ONCOLOGIA DE FRANCISCO GENTIL GUIA DA MULHER SUBMETIDA A CIRURGIA DA MAMA

Serviço de Medicina Física e Reabilitação INSTITUTO PORTUGUÊS DE ONCOLOGIA DE FRANCISCO GENTIL GUIA DA MULHER SUBMETIDA A CIRURGIA DA MAMA Serviço de Medicina Física e Reabilitação INSTITUTO PORTUGUÊS DE ONCOLOGIA DE FRANCISCO GENTIL GUIA DA MULHER SUBMETIDA A CIRURGIA DA MAMA AUTORES: FT. GONÇALO SOARES FT. STELA FRAZÃO LISBOA, NOVEMBRO

Leia mais

CM 50. P Aparelho Anti-celulite. Instruções de utilização

CM 50. P Aparelho Anti-celulite. Instruções de utilização CM 50 PT P Aparelho Anti-celulite Instruções de utilização Beurer GmbH Söflinger Str. 218 89077 Ulm, Germany Tel.: +49 (0)731 / 39 89-144 Fax: +49 (0)731 / 39 89-255 www.beurer.com Mail: kd@beurer.de Componentes

Leia mais

Acidentes: como preveni-los?

Acidentes: como preveni-los? Acidentes: como preveni-los? Mónica Oliva Ilustrações de António João 31 Janeiro 2009 Oliveira do Hospital 1 Sabia que... Os acidentes são a maior causa de morte, doença a e incapacidade definitiva e temporária

Leia mais

Passos para se proteger do Ébola enquanto aguarda por assistência Documento para a Guiné-Bissau

Passos para se proteger do Ébola enquanto aguarda por assistência Documento para a Guiné-Bissau Passos para se proteger do Ébola enquanto aguarda por assistência Documento para a Guiné-Bissau 1 Lembre-se de três coisas Não tocar Isole a pessoa doente Ligue para a linha de apoio 2 Se pensa que alguém

Leia mais

Cuidados Posturais. Prof Paulo Fernando Mesquita Junior

Cuidados Posturais. Prof Paulo Fernando Mesquita Junior Cuidados Posturais Prof Paulo Fernando Mesquita Junior Vídeo: Cuidados_posturais_Dr.MiguelMastropaulo A postura correta Considera-se uma boa postura aquela condição em que o alinhamento corporal proporciona

Leia mais

Formadora: Sónia Rodrigues 1

Formadora: Sónia Rodrigues 1 Unidade A Operar, em segurança, equipamento tecnológico, designadamente o computador Unidade A Operar, em segurança, equipamento tecnológico, designadamente o computador Formadora: Sónia Rodrigues Critérios

Leia mais

Manual de Instruções Carrinho - Twin

Manual de Instruções Carrinho - Twin Manual de Instruções Carrinho - Twin (Ref. 1350) Página 1 de 8 Remova o carrinho da caixa. As rodas dianteiras, rodas traseiras, bandeja frontal, pedana e capota dianteira devem ser instaladas antes de

Leia mais

MT-1 / MT-2. Mantas eléctricas Cobertores eléctricos. Instrucciones de uso Instruções de utilização

MT-1 / MT-2. Mantas eléctricas Cobertores eléctricos. Instrucciones de uso Instruções de utilização MT-1 / MT-2 Mantas eléctricas Cobertores eléctricos Instrucciones de uso Instruções de utilização P INSTRUÇÕES IMPORTANTES CONSERVAR PARA UMA UTILIZAÇÃO POSTERIOR 1.- Aplicações e recomendações Este aparelho

Leia mais

AJUDAS TÉCNICAS PARA O BANHO. 2.ª Edição

AJUDAS TÉCNICAS PARA O BANHO. 2.ª Edição AJUDAS TÉCNICAS PARA O BANHO 2.ª Edição SECRETARIADO NACIONAL PARA A REABILITAÇÃO E INTEGRAÇÃO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA 2005 Editor: Secretariado Nacional para a Reabilitação e Integração das Pessoas

Leia mais

PLANO DE HIGIENE ÍNDICE 1 HIGIENE PESSOAL 2 RECEPCÇÃO DE MERCADORIAS 3 ZONAS DE ARMAZENAGEM 4 ZONAS DE PREPARAÇÃO 5 ZONAS DE CONFECÇÃO

PLANO DE HIGIENE ÍNDICE 1 HIGIENE PESSOAL 2 RECEPCÇÃO DE MERCADORIAS 3 ZONAS DE ARMAZENAGEM 4 ZONAS DE PREPARAÇÃO 5 ZONAS DE CONFECÇÃO ÍNDICE 1 HIGIENE PESSOAL 2 RECEPCÇÃO DE MERCADORIAS 3 ZONAS DE ARMAZENAGEM 4 ZONAS DE PREPARAÇÃO 5 ZONAS DE CONFECÇÃO 6 REFEITÓRIO / CAFÉ 7 COPA 8 VESTUÁRIOS e / ou CASAS DE BANHO Elaborado: Aprovado:

Leia mais

MG 158 P Esteira de massagem Instruções de utilização

MG 158 P Esteira de massagem Instruções de utilização MG 158 P P Esteira de massagem Instruções de utilização BEURER GmbH Söflinger Str. 218 89077 Ulm (Germany) Tel.: +49 (0) 731 / 39 89-144 Fax: +49 (0) 731 / 39 89-255 www.beurer.de Mail: kd@beurer.de Portugues

Leia mais

LAUDO ERGONÔMICO DE TRABALHO ERGONOMIA NR-17

LAUDO ERGONÔMICO DE TRABALHO ERGONOMIA NR-17 LAUDO ERGONÔMICO DE TRABALHO ERGONOMIA NR-17 1. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA Razão Social: Caixa Econômica Federal Endereço: Setor SBS Quadra 4 Bloco A Lote 3 e 4 Asa Sul Brasília/ DF CEP 70.092-900 CNPJ:

Leia mais

O Dimensionamento do Centro de Produção

O Dimensionamento do Centro de Produção O Dimensionamento do Centro de Produção (posto de trabalho) ANTROPOMETRIA estudo e sistematização das medidas físicas do corpo humano. ANTROPOMETRIA ESTÁTICA - refere-se a medidas gerais de segmentos corporais,

Leia mais

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a dor cervical

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a dor cervical Clínica Deckers Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a dor cervical O QUE É Estes são alguns dos exercícios recomendados com mais freqüência para a terapia da dor cervical. Eles foram compilados para

Leia mais

Como lidar com os problemas de deglutição após um Acidente Vascular Cerebral (AVC)

Como lidar com os problemas de deglutição após um Acidente Vascular Cerebral (AVC) Como lidar com os problemas de deglutição após um Acidente Vascular Cerebral (AVC) How to Manage Swallowing Problems After a Stroke - Portuguese UHN Informação para pacientes e famílias Leia esta informação

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE ACESSOS VASCULARES PARA TRATAMENTO DE HEMODIÁLISE. Contactos: Unidade de Hemodiálise: 276300932.

ORIENTAÇÕES SOBRE ACESSOS VASCULARES PARA TRATAMENTO DE HEMODIÁLISE. Contactos: Unidade de Hemodiálise: 276300932. Evitar a infecção A infecção é uma complicação grave que pode ocorrer por ter as defesas diminuídas. Prevenir também depende de si. Cumpra as regras de higiene e as indicações fornecidas pela Equipa do

Leia mais

artrite reumatoide Um guia para pacientes e seus familiares

artrite reumatoide Um guia para pacientes e seus familiares artrite reumatoide Um guia para pacientes e seus familiares artrite reumatoide Um guia para pacientes e seus familiares A artrite reumatoide não é o único desafio na vida dos pacientes. Mas muitos problemas

Leia mais

Foco Critérios de diagnóstico Dependente, não participa Necessita de ajuda de pessoa Necessita de equipamento Completamente independente

Foco Critérios de diagnóstico Dependente, não participa Necessita de ajuda de pessoa Necessita de equipamento Completamente independente Índice ANDAR... 2 ANDAR COM AUXILIAR DE MARCHA... 5 AUTOCONTROLO: CONTINÊNCIA URINÁRIA... 8 AUTOCONTROLO: CONTINÊNCIA INTESTINAL... 11 AUTOCUIDADO: ARRANJAR-SE... 13 AUTOCUIDADO: BEBER... 15 AUTOCUIDADO:

Leia mais

DIVISÃO DESENVOLVIMENTO SOCIAL GABINETE DE DESPORTO

DIVISÃO DESENVOLVIMENTO SOCIAL GABINETE DE DESPORTO DIVISÃO DESENVOLVIMENTO SOCIAL GABINETE DE DESPORTO TÉCNICAS DE ANIMAÇÃO PARA IDOSOS Introdução Uma velhice tranquila é o somatório de tudo quanto é beneficio do organismo, como por exemplo, exercícios

Leia mais

A energia é um bem escasso e o seu consumo excessivo constitui um desperdício que o Mundo já não consegue tolerar muito mais tempo

A energia é um bem escasso e o seu consumo excessivo constitui um desperdício que o Mundo já não consegue tolerar muito mais tempo A energia é um bem escasso e o seu consumo excessivo constitui um desperdício que o Mundo já não consegue tolerar muito mais tempo O sucesso na melhoria das condições ambientais é da responsabilidade de

Leia mais

Introdução. O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e. humano.

Introdução. O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e. humano. Introdução O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e constituem necessidades básicas do ser humano. Movimentação do paciente Para que o paciente se sinta confortável

Leia mais

ATITUDES QUE DEVES DE TOMAR: Economizar Reciclar e Reutilizar

ATITUDES QUE DEVES DE TOMAR: Economizar Reciclar e Reutilizar A Crise da Água ATITUDES QUE DEVES DE TOMAR: Economizar Reciclar e Reutilizar ÁGUA A água é um recurso natural que depende da maneira como o Homem a utiliza para ser renovável ou não. Quando se pensa que

Leia mais

BICICLETA HORIZONTAL MAGNÉTICA DELUXE

BICICLETA HORIZONTAL MAGNÉTICA DELUXE BICICLETA HORIZONTAL MAGNÉTICA DELUXE MANUAL DO USUÁRIO IMPORTANTE! Por favor, leia todas as instruções cuidadosamente antes de usar este produto. Guarde este manual para referência futura. As especificações

Leia mais

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Joelho

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Joelho Clínica Deckers Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Joelho O QUE É Estes são alguns dos exercícios recomendados com mais freqüência, para a terapia do Joelho. Eles foram compilados para dar a você,

Leia mais

Napo e a proteção do corpo: Lição n.º 2 Costas

Napo e a proteção do corpo: Lição n.º 2 Costas Napo e a proteção do corpo: Lição n.º 2 Costas (7 9 anos) Orientações para professores Nunca é demasiado cedo para apresentar às crianças os conceitos básicos de segurança que, para os adultos, se inserem

Leia mais

Prof. Gustavo Suriani de Campos Meireles, M.Sc.

Prof. Gustavo Suriani de Campos Meireles, M.Sc. Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Engenharia Curso de Graduação em Engenharia de Produção ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção Prof. Gustavo Suriani de Campos Meireles,

Leia mais

Intervenção: Cuidar da higiene 1 do lactente

Intervenção: Cuidar da higiene 1 do lactente Intervenção: Cuidar da higiene 1 do lactente (consiste em lavar e secar o corpo ou partes do corpo do lactente, trocar de roupa e cuidar dos cabelos e unhas) Objectivos: Promover conforto do lactente,

Leia mais

Manual de Instruções Bebê Conforto - Piccolina

Manual de Instruções Bebê Conforto - Piccolina Manual de Instruções Bebê Conforto - Piccolina (Ref. 8140) Página 1 de 7 Página 2 de 7 Página 3 de 7 Página 4 de 7 Para o uso da cadeira em automóveis ATENÇÃO: Como os fabricantes, modelos e ano de produção

Leia mais

Antropometria. A antropometria estuda as dimensões físicas e proporções do corpo humano.

Antropometria. A antropometria estuda as dimensões físicas e proporções do corpo humano. Antropometria A antropometria estuda as dimensões físicas e proporções do corpo humano.. O conhecimento dessas medidas e como saber usá-las é muito importante na determinação dos diversos aspectos relacionados

Leia mais

DICAS PARA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM CASA

DICAS PARA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM CASA DICAS PARA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM CASA SELO PROCEL Prefira equipamentos com SELO PROCEL, e/ou consumo A de consumo de energia. GELADEIRA Evitar abrir a porta toda hora. Regular o termostato

Leia mais

Standing Frame Hip Manual de instruções

Standing Frame Hip Manual de instruções Standing Frame Hip Manual de instruções Caro cliente, Gostaríamos de lhe agradecer a confiança demonstrada na compra do nosso produto. Recomendamos que leia este manual de instruções bem como as recomendações

Leia mais

PREVENÇÃO DE ACIDENTES DOMÉSTICOS

PREVENÇÃO DE ACIDENTES DOMÉSTICOS PREVENÇÃO DE ACIDENTES DOMÉSTICOS Ao falar de prevenção de acidentes domésticos fazemos um diferencial quanto aos acidentes no lar. Aqui vamos falar de acidentes que ocorrem ao realizar trabalhos domésticos

Leia mais

no sentido inverso ao da marcha Manual de utilização Grupo Peso Idade 0+-1 0-18 kg 6m-4a

no sentido inverso ao da marcha Manual de utilização Grupo Peso Idade 0+-1 0-18 kg 6m-4a no sentido inverso ao da marcha Manual de utilização ECE R44 04 Grupo Peso Idade 0+-1 0-18 kg 6m-4a 1 Obrigado por escolher Besafe izi Kid. A BeSafe desenvolveu esta cadeira com muito cuidado, para proteger

Leia mais

ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna. Guia de Postura. Dr. Coluna. Helder Montenegro Fisioterapeuta

ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna. Guia de Postura. Dr. Coluna. Helder Montenegro Fisioterapeuta ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna Guia de Postura Dr. Coluna 01 Helder Montenegro Fisioterapeuta O Governo Federal e suas esferas estaduais e municipais, bem como os planos de saúde,

Leia mais

1 Boas Práticas de Utilização 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água

1 Boas Práticas de Utilização 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água 2 Conteúdos 1 Boas Práticas de Utilização... 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água... 1.2 Normas de Segurança... 1.3 Recomendações de Ergonomia... 1.4 Normas de Utilização... 2 Resolução de

Leia mais

Osteoporose. Trabalho realizado por: Laís Bittencourt de Moraes*

Osteoporose. Trabalho realizado por: Laís Bittencourt de Moraes* Trabalho realizado por: Laís Bittencourt de Moraes* * Fisioterapeuta. Pós-graduanda em Fisioterapia Ortopédica, Traumatológica e Reumatológica. CREFITO 9/802 LTT-F E-mail: laisbmoraes@terra.com.br Osteoporose

Leia mais

Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado.

Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado. Aquecedor central Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado. Planeje seu uso e habitue-se a ligá-lo apenas o tempo necessário para que você

Leia mais

PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA INFÂNCIA CAUSAS E SOLUÇÕES

PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA INFÂNCIA CAUSAS E SOLUÇÕES PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA INFÂNCIA CAUSAS E SOLUÇÕES Introdução As crianças pequenas não têm a capacidade para avaliar o perigo, pelo que qualquer objeto que encontram em casa pode transformar-se num brinquedo

Leia mais

SEGURANÇA NA TERCEIRA IDADE OS FATORES QUE MAIS CAUSAM AS QUEDAS PODEM SER:

SEGURANÇA NA TERCEIRA IDADE OS FATORES QUE MAIS CAUSAM AS QUEDAS PODEM SER: SEGURANÇA NA TERCEIRA IDADE As quedas tornam-se mais frequentes com o avançar da idade. Segundo a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, a maioria dos casos acontecem dentro de casa e são a

Leia mais

LUCIANO JOSÉ PELOGIA FREZATTI

LUCIANO JOSÉ PELOGIA FREZATTI LUCIANO JOSÉ PELOGIA FREZATTI LEVANTAMENTO E TRANSPORTE DE CARGAS Posição vertical: Dotar o posto de trabalho com regulagem de altura; Suporte para peças; Considerar dados antropométricos, na dúvida colocar

Leia mais

ORIENTAÇÃO E REABILITAÇÃO CARTILHA DE EXERCÍCIOS FISIOTERAPÊUTICOS PARA PACIENTES EM PÓS-OPERATORIO DE CÂNCER DE MAMA

ORIENTAÇÃO E REABILITAÇÃO CARTILHA DE EXERCÍCIOS FISIOTERAPÊUTICOS PARA PACIENTES EM PÓS-OPERATORIO DE CÂNCER DE MAMA ORIENTAÇÃO E REABILITAÇÃO CARTILHA DE EXERCÍCIOS FISIOTERAPÊUTICOS PARA PACIENTES EM PÓS-OPERATORIO DE CÂNCER DE MAMA Seguindo todas essas dicas, você terá uma vida melhor. Vai previnir o linfedema e complicações,

Leia mais

ACTIVIDADES: NOTA: A utilização destes símbolos em documentos impressos e electrónicos encontra-se protegida por copyright:

ACTIVIDADES: NOTA: A utilização destes símbolos em documentos impressos e electrónicos encontra-se protegida por copyright: ACTIVIDADES: Actividade 1 Quais são os frutos iguais? Actividade 2 Onde está a banana descascada? Actividade 3 O que veste o menino? Actividade 4 O que serve para calçar? Actividade 5 Qual a ordem correcta?

Leia mais

Frio» Enregelamento dos membros

Frio» Enregelamento dos membros Frio» Enregelamento dos membros O enregelamento é uma situação que resulta da exposição excessiva ao frio ou pelo contacto com objetos extremamente frios. Consiste no congelamento das camadas superficiais

Leia mais

Pilates Power Gym. Manual de Instruções. Pilates Power Gym. Modelo AB - 7620

Pilates Power Gym. Manual de Instruções. Pilates Power Gym. Modelo AB - 7620 Pilates Power Gym Modelo AB - 7620 Pilates Power Gym LEIA TODAS AS INSTRUÇÕES ANTES DE USAR E GUARDE ESTE MANUAL PARA CONSULTAS FUTURAS. Manual de Instruções Manual Pilates Power Gym-2010.indd Spread 1

Leia mais

ENCOSTO SHIATSU COMFORT RM-ES938

ENCOSTO SHIATSU COMFORT RM-ES938 MANUAL DE INSTRUÇÕES ENCOSTO SHIATSU COMFORT RM-ES938 1 Sumário 1. CONHECENDO O SEU APARELHO...3 2. USO CORRETO...3 3. INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA...4 4. DESCRIÇÃO DO APARELHO...5 5. INICIALIZAÇÃO...5 6. OPERAÇÃO...5

Leia mais

ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna

ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna Guia de Exercícios preventivos para a Coluna Vertebral Dr. Coluna 01 Helder Montenegro Fisioterapeuta Guia de Exercícios Dr Coluna 2012.indd 1

Leia mais

Higiene do Trabalho. Higiene, Ergonomia e Segurança do Trabalho ERGONOMIA. Programa de Higiene do Trabalho GESTÃO DE PESSOAS. 3o bimestre / 2013

Higiene do Trabalho. Higiene, Ergonomia e Segurança do Trabalho ERGONOMIA. Programa de Higiene do Trabalho GESTÃO DE PESSOAS. 3o bimestre / 2013 GESTÃO DE PESSOAS CEFET-MG / DIVINÓPOLIS 3o bimestre / 2013 Prof. MSc. Antônio Guimarães Campos Higiene, Ergonomia e Segurança do Trabalho Higiene do Trabalho Conjunto de normas e procedimentos que visa

Leia mais