PLANO MÉDICO-HOSPITALAR UNIMED-RIO PERGUNTAS E RESPOSTAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO MÉDICO-HOSPITALAR UNIMED-RIO PERGUNTAS E RESPOSTAS"

Transcrição

1 Em complemento às informações prestadas pela SIAS aos participantes e assistidos, relativamente à implantação do novo plano médico-hospitalar junto à Unimed-Rio, segue Perguntas e Respostas que facilitará o esclarecimento de dúvidas. A Central de Atendimento da SIAS permanece à disposição para quaisquer outras informações que ainda se façam necessárias. RJ, 10 de julho de DIRETORIA EXECUTIVA

2 1. Por que a SIAS contratou novo plano médico-hospitalar para seus participantes e assistidos? Em julho de 2009, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) editou a Resolução Normativa Nº 195 que dispôs sobre a classificação e características dos planos privados de assistência à saúde, regulamentou sua contratação, e instituiu a orientação para contratação de planos privados de assistência à saúde, além de outras providências. A ANS também editou em julho de 2009 a Resolução Normativa Nº 196, que dispôs sobre a Administradora de Benefícios para planos de saúde. As regras dispostas nas resoluções, se implementadas pela SIAS com a adaptação do plano médicohospitalar SIAS - Unimed-Rio (Contrato 1), iniciado em 1 /08/2005, trariam para a entidade responsabilidades e riscos adicionais (ex. cobrança, cobertura da inadimplência etc.) não compatíveis com a sua precípua finalidade que é a de administrar planos de benefícios previdenciários. 2. Por esse motivo a SIAS não adaptou o Contrato 1 às novas regras da ANS? Exatamente. E a não adaptação do Contrato 1 às regras da ANS ensejaram a que o Contrato 1 não pudesse receber novas adesões a partir de julho de 2009, ressalvados os casos de novo cônjuge e filhos do titular. Com isso, visando atender aos participantes e assistidos sem cobertura à saúde e impossibilitados de aderir ao Contrato 1, a SIAS decidiu contratar novo plano médico-hospitalar. 3. O novo plano médico-hospitalar está adaptado às regras da ANS? Sim. Está totalmente adaptado. 4. E por que foi contratada uma administradora de benefícios? Em conformidade com a Resolução Normativa ANS nº 196/2009, a SIAS decidiu pela contratação de uma Administradora de Benefícios para que esta responda, administrativa e financeiramente, pelos contratos coletivos por adesão dos novos planos de saúde (médico e odontológico) oferecidos aos participantes e assistidos da SIAS. Após processo seletivo, em agosto de 2011 a SIAS contratou a MAPMA Administradora de Benefícios para esse fim. Por meio da MAPMA foi contratada a Unimed-Rio e a Odontoprev. 5. Os serviços da Administradora impactaram no custo das mensalidades do novo plano médico? Sim. É evidente que pelas responsabilidades e riscos assumidos pela administradora o custo é repassado aos usuários do plano. Mas o cálculo das mensalidades de um plano médico a ser implantado está condicionado a projeções atuariais, ao elenco de benefícios a serem oferecidos e da massa a que se espera ter. 6. Por que foi escolhida a Unimed-Rio? A operadora é uma cooperativa de médicos com 40 anos de tradição e cerca de 850 mil clientes, o que a faz líder do mercado de

3 planos de saúde no Rio de Janeiro, onde reside mais da metade dos participantes e assistidos da SIAS. Nacionalmente, o Sistema Unimed atende a 38% de todos os possuidores de planos de saúde e possui uma rede de atendimento com capilaridade suficiente para atender aos participantes e assistidos da SIAS, hoje presentes em quase mil municípios do País. 7. Onde podem ser obtidas informações sobre o novo plano médicohospitalar? Além da Central de Atendimento SIAS, no site da SIAS (www.sias.org.br), no hot site bem como nos informes SIAS Comunica e SIAS Notícias. 8. Qual o atrativo do novo plano médico-hospitalar da SIAS? Possibilita a adesão de novos usuários (participantes e assistidos da SIAS), com custos atrativos para faixas mais jovens, bem como uma elegibilidade de dependentes ampliada, com o intuito de reduzir a idade média do grupo e, consequentemente, da sinistralidade. Além disso, é um plano com mensalidades compatíveis com os menores preços oferecidos pelo mercado. 9. É preciso estar inscrito no Contrato 1 para aderir ao Contrato 2? Não. Basta apenas ser participante ou assistido da SIAS. 10. Qual a diferença de coberturas entre o Contrato 1 e o Contrato 2? Por decisão exclusiva da Unimed-Rio, o Benefício Família (remissão por morte) passou a ser uma cobertura não prevista nos novos Contratos comercializados pela operadora. Assim, quem aderir ao Contrato 2 não terá direito a essa cobertura. 11. Há alguma diferença nos limites de coparticipação entre o Contrato 1 e o Contrato 2? Sim. No Contrato 1, a coparticipação é de 50% do valor da consulta médica, limitada em R$ 15,00, e 50% do valor dos exames, limitada em R$ 30,00. No Contrato 2, a coparticipação é de 30% do valor da consulta médica, sem limite, e de 50% do valor dos exames, limitados em R$ 30,00. Atualmente, o valor da consulta varia de R$ 40,00 a R$ 62, E por que o plano possui coparticipação? A coparticipação tem a finalidade de disciplinar a utilização do plano, tornando mais justa a contribuição financeira para aqueles que menos utilizam. 13. Há alguma outra diferença importante entre os Contratos? Sim. O Contrato 1 é firmado entre a estipulante SIAS e a operadora Unimed-Rio e está fechado a novas adesões. O Contrato 2 é firmado entre a SIAS e a MAPMA e entre a MAPMA e a Unimed-

4 Rio e está aberto a novas adesões. Importante dizer que a SIAS continuará zelando integralmente pela qualidade e eficiência dos serviços prestados pela Unimed-Rio nos dois contratos. 14. Em que se igualam os Contratos 1 e 2? A rede credenciada (médicos, clínicas, hospitais e laboratórios) é exatamente a mesma (Sistema Unimed). As coberturas, exclusões e limites de ambos os contratos estão de acordo com a Lei Nº 9.656/98, de 3/06/1998, e suas atualizações. Os dois contratos são Coletivos por Adesão e têm a modalidade Pós-pagamento com reajuste anual de mensalidades, sempre em agosto, data de aniversário dos contratos. O Seguro por Morte Natural ou Morte Acidental do Titular continua sendo oferecido no Contrato De que trata a Lei Nº 9.656/98? Editada em de 03/06/1998, a Lei dispôs sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde. 16. Qual é o tipo dos planos oferecidos pela SIAS? Plano de Saúde Coletivo por Adesão. Ainda são permitidos pela legislação o Plano de Saúde individual/familiar e o Plano de Saúde Coletivo Empresarial. 17. A abrangência territorial e os planos oferecidos no Contrato 1 e no Contrato 2 serão os mesmos? Sim, conforme demonstrado no quadro abaixo: Unimed-Rio SIAS Contrato 1 e Contrato 2 Planos Unimed Acomodação em internação Rede Credenciada Sistema Unimed ALFA Quarto Coletivo Rede Básica com abrangência nacional BETA Quarto Individual Rede Básica com abrangência nacional DELTA Quarto Individual Rede Especial com abrangência nacional e diferencial de hospitais nas cidades do Rio de Janeiro/RJ, São Paulo/SP, Salvador/BA e Porto Alegre/RS

5 18. Qual a tabela de mensalidades do novo plano médico? TABELA VÁLIDA PARA TITULARES E DEPENDENTES DE 1º/06/2012 A 31/07/2013 (14 MESES) Faixa Etária Unimed Alfa (R$) Unimed Beta (R$) Unimed Delta (R$) 00/18 anos 80,23 120,42 216,44 19/23 anos 101,94 153,00 275,01 24/28 anos 127,41 191,20 343,69 29/33 anos 134,06 201,19 361,64 34/38 anos 142,21 213,42 383,62 39/43 anos 162,62 244,08 438,72 44/48 anos 196,83 295,40 530,98 49/53 anos 226,36 339,71 610,62 54/58 anos 315,32 473,21 850,59 59 anos ou mais 481,27 722, ,25 OBS: coparticipação de 30% do valor da consulta médica e de 50% do valor dos exames, limitado em R$ 30, As faixas etárias para valor das mensalidades será igual entre os Contratos? Sim. São 10 faixas, a saber: Até 18 anos; de 19 a 23 anos; de 24 a 28 anos; de 29 a 33 anos; de 34 a 38 anos; de 39 a 43 anos; de 44 a 48 anos; de 49 a 53 anos; de 54 a 58 anos; 59 anos ou mais. Essas faixas são definidas pela ANS (Agência nacional de Saúde Suplementar) e serve para todos os planos comercializados no País. 20. Por que as mensalidades têm preços diferentes entre as faixas etárias? Os preços dos planos de saúde são determinados em função dos custos e da frequência de utilização dos procedimentos médicos. Decorrente disso, os preços dos planos podem variar de acordo com as faixas etárias dos beneficiários. Por exemplo, o preço de um plano para um indivíduo de 20 anos tende a ser mais baixo do que o preço cobrado de alguém de 60 anos. Isso porque uma pessoa idosa, em geral, precisa de cuidados médicos com

6 mais frequência. Para que as operadoras não inibam o acesso das pessoas mais idosas aos planos de saúde, a ANS estabeleceu limitações com relação às variações entre as faixas etárias. Por exemplo, o preço da última faixa etária não pode ser mais de 6 (seis) vezes o valor estabelecido para a primeira faixa e a variação acumulada entre a 7ª e a 10ª faixas não poderá ser superior à variação acumulada entre a 1ª e a 7ª faixas. 21. Onde consultar a rede credenciada do Sistema Unimed? No site da SIAS (www.sias.org.br), no hot site da MAPMA Administradora de Benefícios ou no site da Unimed-Rio (www.unimedrio.com.br). O catálogo impresso de rede credenciada também pode ser obtido em qualquer unidade de atendimento do Sistema Unimed. 22. E se a rede credenciada for alterada? O contrato do plano médico prevê que a Unimed-Rio poderá fazer alterações em sua rede assistencial, credenciando e descredenciando prestadores de serviços, mas sempre buscando o aprimoramento dos atendimentos assegurados no contrato e comunicando à contratante, no caso à MAPMA e à SIAS, as alterações efetuadas na rede assistencial e mantendo o Guia Médico permanentemente atualizado e à disposição dos usuários. 23. Como será feita a cobrança das mensalidades no novo plano? Será por boleto bancário, enviado pela MAPMA para a residência dos Titulares, responsáveis pelo pagamento, com vencimento no dia 05 de cada mês. O boleto conterá informações detalhadas sobre a cobrança (ex. mensalidades e coparticipação do titular e dependentes, tarifa bancária etc). 24. Quem é o responsável pelo pagamento das mensalidades? O Titular do plano. 25. Em que são baseados os reajustes de mensalidades do Contrato 1 e 2? Obedece à legislação vigente: Periodicidade anual (agosto, data de aniversário dos contratos); os tipos de reajustes são: Reajuste Técnico objetiva manter os custos alinhados ao limite técnico contratual de 80% em relação à despesa (sinistralidade do período anterior); e Reajuste Financeiro objetiva compensar os futuros ajustes dos custos médico-hospitalares das operadoras (remuneração de entidades médicas, novas tecnologias, demandas regulatórias da Agência Nacional de Saúde e inflação médica). 26. O plano médico SIAS Contrato 1 pode ser encerrado? Sim. A viabilidade da manutenção do Contrato 1 dependerá do seu equilíbrio ao longo do tempo, visto que é um contrato fechado a novas adesões, o que, certamente, provocará um agravamento de sua sinistralidade, devido, principalmente, ao aumento da idade média do grupo.

7 27. É obrigatória a mudança do Contrato 1 para o Contrato 2? Não. O Contrato 1 continua em operação normalmente, porém fechado a novas adesões. 28. Como se analisa a vantagem financeira de mudar do Contrato 1 para o Contrato 2? Utilizando o simulador constante da página da SIAS (www.sias.org.br) para verificar o custo do grupo familiar em ambos Contratos, uma vez que há diferença de preços. 29. Há algum custo para a adesão ao Contrato 2? Sim. Visando cobrir os custos administrativos da MAPMA com a operacionalização das inscrições e confecção e envio de carteiras e Guia Médico, haverá uma taxa de implantação única de R$ 80,00 para o grupo familiar e tarifa bancária mensal da R$ 1,90 relativa à emissão dos boletos bancários para pagamento das mensalidades. 30. O que é a Campanha de Adesão? É o período em que se permite a adesão ao Contrato 2 em condições especiais. 31. A Campanha de Adesão atual abrange os participantes e assistidos da SIAS não inscritos no Contrato 1? Sim, mas somente para adesões feitas até 30 de julho de Contudo, deverá ser observada a nova elegibilidade definida para o Contrato 2. Além disso, deverá ser preenchida Declaração Pessoal de Saúde (DPS) e, se na avaliação de risco for identificada alguma patologia ou lesão que o proponente (titular ou dependente) seja portador, será aplicada pela Unimed-Rio a Cobertura Parcial Temporária (CPT) de 24 meses, contados da data da adesão. 32. E com relação à Campanha de Adesão atual para os inscritos no Contrato 1? Poderão aderir ao Contrato 2, sem carência, até 30 de novembro de 2012, inclusive pais e mães. 33. Qual o cronograma da Campanha de Adesão? Recebimento da documentação na SIAS ou MAPMA Vigência do plano Proponentes De 16/06/2012 a 30/07/2012 A partir de 01/08/2012 Inscritos e não inscritos no Contrato 1 De 01/08/2012 a 15/08/2012 A partir de 01/09/2012 Somente inscritos no Contrato 1 De 16/08/2012 a 15/09/2012 A partir de 01/10/2012 Somente inscritos no Contrato 1 De 16/09/2012 a 15/10/2012 A partir de 01/11/2012 Somente inscritos no Contrato 1 De 16/10/2012 a 30/11/2012 A partir de 01/12/2012 Somente inscritos no Contrato 1

8 34. O que é carência? É o período de tempo ininterrupto (de 24 horas a 300 dias, dependendo do evento), contado a partir da inclusão de cada beneficiário, em que o Titular e/ou demais beneficiários ainda não gozam do direito de utilizar as coberturas asseguradas pelo plano médico. Importante destacar as seguintes carências: 24 horas para atendimentos de urgência e emergência e 30 dias para consultas médicas e exames. As regras de carências podem ser consultadas no site da ANS ou no Manual do Beneficiário. 35. Qual a diferença entre atendimento de urgência e de emergência? Situações de Urgência são casos resultantes de acidentes pessoais ou de complicações durante a gravidez e que necessitam de atenção imediata. O parto prematuro é considerado uma urgência. Já situações de Emergência são aquelas que implicam risco imediato de morte ou de lesões irreparáveis. 36. Há alguma diferença entre a elegibilidade do Contrato 1 para o Contrato 2? Sim, conforme descrito no quadro: Contrato 1 Contrato 2 Titulares Participantes e Assistidos da SIAS. Titulares Participantes e Assistidos da SIAS. Dependentes Cônjuge ou Companheiro (a). Filhos (as) e Enteados (as) até 24 anos. Tutelados (as) e Curatelados (as) equiparados a filhos até 24 anos. Menores sob guarda por força judicial. Dependentes Cônjuge ou Companheiro (a). Filhos (as) e Enteados (as). Tutelados (as) e Curatelados (as) equiparados a filhos. Menores sob guarda por força judicial. Nora, Genro, Neto (a), Bisneto (a) e Sobrinho (a). Agregados Pai e Mãe. Filhos (as) e Enteados (as) maiores de 24 anos. Tutelados (as) e Curatelados (as) equiparados a filhos maiores de 24 anos. Netos (as) desde que dependentes no IR. 37. Depois do período da Campanha de Adesão os inscritos no Contrato 1 podem aderir ao Contrato 2, sem carências? Sim, a qualquer tempo. Mas, nesse caso, deverá ser observada a elegibilidade do Contrato 2. Ou seja, pais e mães não serão admitidos no novo plano. Para os demais elegíveis não haverá carências a serem cumpridas.

9 38. É possível ingressar no Contrato 2 com dependentes inscritos no Contrato 1 que não estejam no rol de elegibilidade do Contrato 2? Sim. Exclusivamente no período da Campanha de Adesão (até 30 de novembro de 2012), mas apenas nos planos Unimed Alfa e Unimed Beta. 39. Quem pode ser inscrito no plano Unimed Delta do Contrato 2? Titular, cônjuge, companheiro (a), filho (a), enteado (a), menores sob guarda por força judicial, tutelados e curatelados todos equiparados a filho (a), nora, genro, neto (a), bisneto (a) e sobrinho (a). 40. Na condição de inscritos no Contrato 1, é possível que somente os dependentes façam adesão ao Contrato 2 e o Titular permaneça no Contrato 1 e viceversa? Não. Os dependentes devem acompanhar o Titular do plano. 41. O que é a Declaração Pessoal de Saúde (DPS)? É um questionário que será preenchido pelo proponente no ato da contratação do plano, informando as doenças ou lesões de que saiba ser portador (DLP) no momento da contratação do plano de saúde. A falta de informação correta pode levar à suspensão ou à rescisão da inscrição, após julgamento pela ANS. 42. O que é Cobertura Parcial Temporária (CPT)? Nos casos dos portadores de doença ou lesão preexistente, constantes da Declaração Pessoal de Saúde (DPS), haverá restrição ao uso do plano durante 24 meses, porém, somente para procedimentos de alta complexidade, eventos cirúrgicos e leitos de alta tecnologia UTI, CTI e similares relacionados à doença declarada. 43. Qual a documentação necessária para adesão ao Contrato 2? Para aderir ao Contrato 2, o Titular (participante ou assistido) deverá entregar na SIAS ou na MAPMA a seguinte documentação: a) Original do contrato devidamente preenchido, rubricado e assinado pelo Titular (documento disponível no site da SIAS (http://www.sias.org.br) e no hot site da MAPMA (http://www.mapma.com.br/contratonovosias/index.htm); b) Cópia do contracheque e comprovante de residência do Titular; c) Cópia de Identidade e CPF do Titular e dos dependentes; d) Cópia do documento comprobatório da elegibilidade (parentesco) do dependente em relação ao titular. Após análise da Administradora MAPMA, poderá ser solicitada documentação complementar. 44. Os inscritos no Contrato 1 que aderirem ao Contrato 2 precisam entregar também essa documentação? Sim. Mesmo nesse caso é necessário apresentar todos os documentos solicitados e rubricar e assinar os formulários pertinentes. O Contrato 2 está

10 sob a administração da MAPMA e é de sua total responsabilidade a fiel observância da regras perante a Unimed-Rio. 45. O que é portabilidade de carências? É a possibilidade de se contratar um plano de saúde, individual ou familiar, ou coletivo por adesão em operadoras diferentes, ou dentro da mesma operadora de plano de saúde (migração), sem cumprir novos períodos de carência ou de cobertura parcial temporária exigíveis e já cumpridos no plano de origem. 46. Como saber o período de portabilidade? A operadora atual deve informar a todos os usuários, com antecedência de 30 (trinta) dias do mês de aniversário do plano, a possibilidade de que nos 3 (três) meses subsequentes possa haver migração para outro plano sem carências. 47. A portabilidade poderá ser exercida pelos inscritos no Contrato 1 que desejarem ingressar no Contrato 2? Sim. Contudo, no período da portabilidade (até 30 de novembro de 2012) poderão se valer da Campanha de Adesão ao Contrato 2, sem carências, trazendo, inclusive, pais e mães, não elegíveis no novo plano. 48. Alguma outra informação relevante sobre o Contrato 2? Sim. Antes de fazer a contratação do plano médico-hospitalar o interessado deve ler atentamente o Contrato de Plano de Assistência à Saúde - Coletivo por Adesão MAPMA/ Unimed-Rio e o Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde elaborado pela Unimed-Rio, dispostos no hot site Em caso de dúvida, fale com a SIAS, com a MAPMA ou com a Unimed-Rio. Nos portais da ANS (www.ans.gov.br) e da SIAS (www.sias.org.br) encontra-se disponível o Guia Prático de Planos de Saúde com dicas úteis e importantes para quem tem ou deseja ter um plano de saúde. 49. Como obter maiores esclarecimentos sobre o assunto? O participante e assistido sempre deve entrar em contato com a Central de Atendimento da SIAS para esclarecer dúvidas sobre quaisquer assuntos da entidade (benefícios, serviços etc). O atendimento pode ser presencial, por telefone ou por . O site da SIAS é outra fonte de consulta (www.sias.org.br). Esse contato é muito importante para que a SIAS possa avaliar e mensurar as demandas de seus participantes e assistidos buscando a melhoria dos serviços prestados. Na dúvida, entre em contato com a SIAS.

SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP

SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP 1. OBJETO: 1.1. A presente proposta tem por objeto disponibilizar seguros saúde da Sul América Seguros Saúde S.A., operadora registrada na Agência Nacional de Saúde Suplementar

Leia mais

PLANOS DE SAÚDE. O que é preciso saber?

PLANOS DE SAÚDE. O que é preciso saber? PLANOS DE SAÚDE O que é preciso saber? Queridos amigos, Estamos muito felizes por concluir a nossa segunda cartilha sobre direitos atrelados à saúde. Este trabalho nasceu com o propósito de levar informações

Leia mais

1. Tipos de contratação: QUE TIPO DE PLANO DE SAÚDE VOCÊ PODE TER?

1. Tipos de contratação: QUE TIPO DE PLANO DE SAÚDE VOCÊ PODE TER? FIQUE ATENTO! A operadora é obrigada a divulgar os planos de saúde que comercializa em sua página na internet. 1. Tipos de contratação: QUE TIPO DE PLANO DE SAÚDE VOCÊ PODE TER? Individual ou Familiar

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE.

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE. MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE. Operadora: Unimed Campo Grande MS Cooperativa de Trabalho Médico. CNPJ: 03.315.918/0001-18 Nº de registro na ANS: 312851 Site: http://www.unimedcg.com.br

Leia mais

Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde

Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde Operadora: Unimed Curitiba Sociedade Cooperativa de Médicos CNPJ: 75.055.772/0001-20 Nº de registro na ANS: 30470-1 Site: http://www.unimedcuritiba.com.br Tel:(41) 3019-2000 Exclusivo para liberações de

Leia mais

MANUAL DO ASSOCIADO CONTRATANTE: SENGE - PR CÓDIGO CONTRATANTE: 54780-0

MANUAL DO ASSOCIADO CONTRATANTE: SENGE - PR CÓDIGO CONTRATANTE: 54780-0 MANUAL DO ASSOCIADO CONTRATANTE: SENGE - PR CÓDIGO CONTRATANTE: 54780-0 Este manual tem o objetivo de levar ao Associado informações sobre o plano de saúde ao qual está propondo sua adesão. Colocamos as

Leia mais

PLANO DE SAÚDE. Tenha em mãos informações importantes. Guarde junto com o cartão do seu plano de saúde para consultar quando precisar

PLANO DE SAÚDE. Tenha em mãos informações importantes. Guarde junto com o cartão do seu plano de saúde para consultar quando precisar PLANO DE SAÚDE Tenha em mãos informações importantes Guarde junto com o cartão do seu plano de saúde para consultar quando precisar A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é a agência reguladora

Leia mais

Guia Prático. do seu PLANO DE SAÚDE. Rio

Guia Prático. do seu PLANO DE SAÚDE. Rio Guia Prático do seu PLANO DE SAÚDE Rio Bem -vindo à ALIANÇA ADMINISTRADORA! Sumário Informações Importantes...3 Guia de Leitura Contratual...6 Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde...8

Leia mais

TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PME ALTO TIETÊ - PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PME ALTO TIETÊ - PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS JAN/10 TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PME ALTO TIETÊ - PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS O presente aditamento é parte integrante do Contrato de Assistência Médica

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE DIFERENÇAS ENTRE PLANOS INDIVIDUAIS E COLETIVOS

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE DIFERENÇAS ENTRE PLANOS INDIVIDUAIS E COLETIVOS Operadora: ELOSAÚDE - CNPJ: 11.593.821/0001-03 03 - N ANS: 41729-7 - Site: www.elosaude.com.br - Tel.: (48) 3298-5555 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE DIFERENÇAS ENTRE PLANOS INDIVIDUAIS

Leia mais

Apresentação. Prezado beneficiário,

Apresentação. Prezado beneficiário, LANOIII Apresentação Prezado beneficiário, Visando dar continuidade à prestação dos melhores serviços em saúde e promover uma melhor qualidade de vida ao beneficiário, a CompesaPrev apresenta o CompesaSaúde

Leia mais

Manual de Orientação para contratação de Plano de Saúde

Manual de Orientação para contratação de Plano de Saúde Operadora: Allianz Saúde CNPJ: 04.439.627/0001-0 Nº de registro na ANS: 00051-5 Nº de registro do produto: conforme contratado pelo estipulante Site: www.allianz.com.br Telefone: 0800 7228148 Manual de

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANO DE SAÚDE COLETIVO POR ADESÃO. Edição: 25/02/14

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANO DE SAÚDE COLETIVO POR ADESÃO. Edição: 25/02/14 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANO DE SAÚDE COLETIVO POR ADESÃO Edição: 25/02/14 Direito de migrar para plano individual ou familiar aproveitando carência do plano coletivo empresarial Os beneficiários

Leia mais

Planos de saúde: guia prático

Planos de saúde: guia prático Planos de saúde: guia prático Dicas úteis para quem tem ou deseja ter um plano de saúde A agência reguladora de planos de saúde do Brasil Atualizado em dezembro/2011 Índice O que é a ANS? 3 Como a ANS

Leia mais

Verifique sempre se o seu plano oferece reembolso, antes mesmo de agendar a consulta. Se a resposta for positiva, não se esqueça de

Verifique sempre se o seu plano oferece reembolso, antes mesmo de agendar a consulta. Se a resposta for positiva, não se esqueça de TX DE IMPLANTAÇÃO: R$ 20,00 CONDIÇÕES: Crianças de 0 a 5 anos e adultos com mais de 58 anos, necessário avaliação médica ( marcado pela operadora ) DOCUMENTOS NECESSÁRIOS: CPF, RG ou Certidão de nascimento

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO

MANUAL DE ORIENTAÇÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO Operadora: GreenLine Sistema de Saúde - LTDA CNPJ: 61.849.980/0001-96 Nº de Registro na ANS: 32.507-4 Site: http://www.greenlinesaude.com.br Tel: 0800-776 - 7676 Manual de Orientação

Leia mais

Perguntas e Respostas sobre Portabilidade de Carência em Planos de Saúde

Perguntas e Respostas sobre Portabilidade de Carência em Planos de Saúde Perguntas e Respostas sobre Portabilidade de Carência em Planos de Saúde Atos Normativos ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar Resolução Normativa 186, de 14 de janeiro de 2009 - ANS Instrução Normativa

Leia mais

Planos de saúde GUIA PRÁTICO. Dicas úteis para quem tem ou deseja ter um plano de saúde

Planos de saúde GUIA PRÁTICO. Dicas úteis para quem tem ou deseja ter um plano de saúde Planos de saúde GUIA PRÁTICO Dicas úteis para quem tem ou deseja ter um plano de saúde Atualizado em fevereiro/2013 Índice O que é a ANS? Como a ANS pode ser útil? Passos para contratar um plano de saúde

Leia mais

Planos de saúde GUIA PRÁTICO. Dicas úteis para quem tem ou deseja ter um plano de saúde

Planos de saúde GUIA PRÁTICO. Dicas úteis para quem tem ou deseja ter um plano de saúde Planos de saúde GUIA PRÁTICO Dicas úteis para quem tem ou deseja ter um plano de saúde Atualizado em março de 2014 Índice O que é a ANS? Como a ANS pode ser útil? Passos para contratar um plano de saúde

Leia mais

TABELA DE CUSTOS ODONTOLÓGICO 93,75 16,29

TABELA DE CUSTOS ODONTOLÓGICO 93,75 16,29 TABELA DE CUSTOS ODONTOLÓGICO ODONTOLÓGICO PME + SAÚDE PME (NOVOS CLIENTES) ODONTOLÓGICO PME - CONTRATANDO SOMENTE O PLANO ODONTOLÓGICO 14,81 23,05 43,92 93,75 16,29 25,35 48,31 103,13 Saúde PME: O Valor

Leia mais

excelência NOME DO PROPONENTE

excelência NOME DO PROPONENTE excelência NOME DO PROPONENTE NOME DO PLANO ITEM 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 Informe se é portador ou se já sofreu de alguma das situações descritas nesta Declaração de Saúde. DESCRIÇÃO hepatites, Escreva

Leia mais

Proposta de Adesão. Contrato de Plano de Saúde Coletivo por Adesão. RIC. Telefone Comercial RIC RIC RIC RIC

Proposta de Adesão. Contrato de Plano de Saúde Coletivo por Adesão. RIC. Telefone Comercial RIC RIC RIC RIC ANS 417050 ANS 360449 Matrícula: Início da Vigência: / / 1 IDENTIFICAÇÃO ENTIDADE/SUBESTIPULANTE CNPJ: Nome: 2 PROPONENTE TITULAR Data de Nascimento Sexo E C CPF PIS/PASEP Cartão Nacional de Saúde Nome

Leia mais

ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS

ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS Este aditivo é parte integrante do Seguro Saúde contratado pelo Estipulante abaixo indicado, bem como de suas Condições Gerais. Número

Leia mais

SEGURADORA SUL AMÉRICA COMPANHIA DE SEGURO SAÚDE

SEGURADORA SUL AMÉRICA COMPANHIA DE SEGURO SAÚDE 006246 SEGURADORA SUL AMÉRICA COMPANHIA DE SEGURO SAÚDE ESTIPULANTE Valor da USR R$0,52965 Valor da USR R$0,52965 196,65 307,84 316,22 321,54 331,25 335,77 481,79 489,25 606,67 1.179,93 154,61 242,04 248,61

Leia mais

TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Representante legal:

TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Representante legal: TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: CEP: Telefone: Representante legal: RG: CPF: 1. Por este termo, o associado

Leia mais

Reajuste de mensalidade

Reajuste de mensalidade Reajuste de mensalidade Conceitos básicos Reajuste por variação de custos Reajuste por mudança de faixa etária SÉRIE PLANOS DE SAÚDE CONHEÇA SEUS DIREITOS Reajuste de mensalidade SÉRIE PLANOS DE SAÚDE

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 14 DE JULHO DE 2009.

RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 14 DE JULHO DE 2009. RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 14 DE JULHO DE 2009. Dispõe sobre a classificação e características dos planos privados de assistência à saúde, regulamenta a sua contratação, institui a orientação para

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 2009.

RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 2009. RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 2009. Dispõe sobre a classificação e características dos planos privados de assistência à saúde, regulamenta a sua contratação, institui a orientação para contratação

Leia mais

VOCÊ JÁ CONHECE O PLANO DE SAÚDE DA UNIMED COM O SINTRAM?

VOCÊ JÁ CONHECE O PLANO DE SAÚDE DA UNIMED COM O SINTRAM? PLANO 6531 VOCÊ JÁ CONHECE O PLANO DE SAÚDE DA UNIMED COM O SINTRAM? É com satisfação que lhe apresentamos o UNIPAR 100. Um plano de saúde participativo, regulamentado pela Lei 9656/98, que garante ao

Leia mais

Dicas para você acertar na hora de contratar seu plano de saúde

Dicas para você acertar na hora de contratar seu plano de saúde Dicas para você acertar na hora de contratar seu plano de saúde A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) elaborou este guia para orientar você na hora de contratar um plano de saúde. São dicas sobre

Leia mais

Manual de Orientação para contratação de planos de saúde

Manual de Orientação para contratação de planos de saúde Manual de Orientação para contratação de planos de saúde nós somos a casembrapa Funcionamento de um plano de autogestão: Somos uma operadora de saúde de autogestão. Uma entidade sem fins lucrativos, mantida

Leia mais

SulAmérica Saúde PME Folheto de Apoio às Vendas. Atualização: Nov/2007

SulAmérica Saúde PME Folheto de Apoio às Vendas. Atualização: Nov/2007 SulAmérica Saúde PME Folheto de Apoio às Vendas Atualização: Nov/2007 Folheto de Apoio às Vendas Este folheto contém as principais informações, regras e características pra facilitar a venda do SulAmérica

Leia mais

CARTA DE ORIENTAÇÃO AO BENEFICIÁRIO

CARTA DE ORIENTAÇÃO AO BENEFICIÁRIO Prezado(a) Beneficiário(a), CARTA DE ORIENTAÇÃO AO BENEFICIÁRIO A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), instituição que regula as atividades das operadoras de planos privados de assistência à saúde,

Leia mais

Art. 2º - Para fins de contratação, os planos privados de assistência à saúde classificam-se em:

Art. 2º - Para fins de contratação, os planos privados de assistência à saúde classificam-se em: RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 14 DE JULHO DE 2009. Dispõe sobre a classificação e características dos planos privados de assistência à saúde, regulamenta a sua contratação, institui a orientação para

Leia mais

O BENEFICIÁRIO opta por aderir, juntamente com seus respectivos dependentes, ao Plano de Saúde:

O BENEFICIÁRIO opta por aderir, juntamente com seus respectivos dependentes, ao Plano de Saúde: ESTIPULANTE: VIVA ADMINISTRADORA DE BENEFÍCIOS, inscrita no CNPJ nº 12.149.094/0001-44, com sede à Rua Dom Jaime Câmara, 66, salas 603 e 604, Centro, Florianópolis (SC), SUB-ESTIPULANTE: SINDICATO DOS

Leia mais

TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE UNIMED CASCAVEL Nº 155/13

TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE UNIMED CASCAVEL Nº 155/13 TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE UNIMED CASCAVEL Nº 155/1 ADERENTE: CNPJ: Endereço: CEP: Cidade: UF: Representante legal: CPF: RG: Endereço: CEP: Cidade: CLÁUSULA PRIMEIRA: A ADERENTE, doravante

Leia mais

Manual de Orientação para contratação de planos de saúde

Manual de Orientação para contratação de planos de saúde Manual de Orientação para contratação de planos de saúde nós somos a casembrapa Somos uma operadora de saúde de autogestão. Uma entidade sem fins lucrativos, mantida com recursos dos associados e da patrocinadora

Leia mais

UNIPART COPARTICIPATIVO TRANSPORTE AÉREO E ONDONTOLÓGICO - MODALIDADE ESTADUAL

UNIPART COPARTICIPATIVO TRANSPORTE AÉREO E ONDONTOLÓGICO - MODALIDADE ESTADUAL TERMO DE ADESÃO AO PLANO DE SAÚDE ATRAVÉS DO CONVÊNIO ASSOCIAÇÃO DOS SERVENTUÁRIOS DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS SERJUS/MG E UNIMED-BH COOPERATIVA DE TRABALHOS MÉDICOS Contratos: UNIPART COPARTICIPATIVO

Leia mais

PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR CASU/UFMG INFORMAÇÕES PARA OS DOCENTES SOBRE O PROCESSO DE ADESÃO AO PLANO IFES III

PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR CASU/UFMG INFORMAÇÕES PARA OS DOCENTES SOBRE O PROCESSO DE ADESÃO AO PLANO IFES III PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR CASU/UFMG INFORMAÇÕES PARA OS DOCENTES SOBRE O PROCESSO DE ADESÃO AO PLANO IFES III Com esta mensagem, a Pró-Reitoria de Recursos Humanos da Universidade Federal de Minas Gerais

Leia mais

PLANO DE SAÚDE CMBH INFORMAÇÕES AOS SERVIDORES

PLANO DE SAÚDE CMBH INFORMAÇÕES AOS SERVIDORES PLANO DE SAÚDE CMBH INFORMAÇÕES AOS SERVIDORES Até 2004 - assistência aos servidores por profissionais de saúde da CMBH Após 2004 - assistência aos servidores através do convênio com a BEPREM Lei 10107/2011

Leia mais

Com 30 participantes ou mais

Com 30 participantes ou mais MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE CUNHA ODONTOLOGIA S/S LTDA CNPJ n : 06.216.938/0001-20 N de registro na ANS: 41695-9 Site: www.cunhaodontologia.com.br Tel: Serviços: (62) 3945.5673

Leia mais

Manual do Plano de Saúde/PMF. As pessoas investidas em cargo de provimento em comissão, declarado em lei, de livre nomeação e exoneração;

Manual do Plano de Saúde/PMF. As pessoas investidas em cargo de provimento em comissão, declarado em lei, de livre nomeação e exoneração; Manual do Plano de Saúde/PMF ADESÃO AO PLANO DE SAÚDE A adesão ao plano de saúde será facultativa, e observará a regulamentação estabelecida pela Secretaria Municipal de Administração. USUÁRIO TITULAR

Leia mais

CLÍNICAS, HOSPITAIS E PLANOS DE SAÚDE

CLÍNICAS, HOSPITAIS E PLANOS DE SAÚDE 2013 CLÍNICAS, HOSPITAIS E PLANOS DE SAÚDE CONTEÚDO DEFINIÇÕES:... 2 CLÍNICAS MÉDICAS E HOSPITAIS... 2 PLANOS DE SAÚDE... 3 Dicas gerais de contratação:... 3 Coberturas:... 5 Plano Ambulatorial:... 5 Plano

Leia mais

1 Cartilha de Extensão de Benefício do Plano de Saúde Coletivo Empresarial aos

1 Cartilha de Extensão de Benefício do Plano de Saúde Coletivo Empresarial aos Cartilha de Extensão de Benefício do Plano de Saúde Coletivo Empresarial aos Beneficiários Contributários Demitidos ou Exonerados Sem Justa Causa e/ou RN nº 279, da ANS, de 24 de novembro de 2011, a qual

Leia mais

Cartilha de Extensão de Benefício do. Beneficiários Contributários Demitidos. ou Exonerados Sem Justa Causa e/ou. Aposentados

Cartilha de Extensão de Benefício do. Beneficiários Contributários Demitidos. ou Exonerados Sem Justa Causa e/ou. Aposentados Cartilha de Extensão de Benefício do Seguro-saúde Empresarial aos Beneficiários Contributários Demitidos ou Exonerados Sem Justa Causa e/ou Aposentados Dezembro / 2013 Índice Introdução... 02 1. Definições...

Leia mais

Diferenças entre adaptação e migração nos planos privados de assistência à saúde

Diferenças entre adaptação e migração nos planos privados de assistência à saúde Diferenças entre adaptação e migração nos planos privados de assistência à saúde ADAPTAÇÃO MIGRAÇÃO Conceito É a alteração (aditamento) do contrato antigo, assinado antes de janeiro de 1999, para adequá-lo

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS INDIVIDUAIS E FAMILIARES OUTUBRO/2009

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS INDIVIDUAIS E FAMILIARES OUTUBRO/2009 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS INDIVIDUAIS E FAMILIARES OUTUBRO/2009 Este é um manual simplificado do contrato de prestação de serviços de assistência médica firmado entre a operadora

Leia mais

Assunto: Definição de Informações Gerais em Saúde Suplementar

Assunto: Definição de Informações Gerais em Saúde Suplementar AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIFIS/GGRIN Protocolo Nº. 33902. 211702/2008-78 Data Registro 28/11/2008. Hora Registro 10:24 Assinatura: NOTA n.º 01/2008/GGRIN/DIFIS Rio de Janeiro, 28 de novembro

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº XXXXX, DE XX DE XXXXXX DE 2008.

RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº XXXXX, DE XX DE XXXXXX DE 2008. RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº XXXXX, DE XX DE XXXXXX DE 2008. Dispõe sobre a classificação e características dos planos privados de assistência à saúde, regulamenta a sua contratação, institui a orientação

Leia mais

Segundo o disposto na lei dos planos de saúde, o direito de permanência no contrato coletivo requer a presença de três requisitos:

Segundo o disposto na lei dos planos de saúde, o direito de permanência no contrato coletivo requer a presença de três requisitos: Blumenau, 01 de Junho de 2.012 Às Empresas Contratantes Ref.: Novas Regras para demitidos e aposentados Prezados Senhores A Lei dos Planos de Saúde (Lei n 9.656/98) confere direito de permanência nos contratos

Leia mais

Dúvidas mais frequentes

Dúvidas mais frequentes Dúvidas mais frequentes Plano regulamentado e não regulamentado O que é a Lei 9656/98? A lei 9656/98 foi criada em junho de 1998 para proporcionar aos consumidores a cobertura assistencial definida pela

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 254, DE 5 DE MAIO DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 254, DE 5 DE MAIO DE 2011 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 254, DE 5 DE MAIO DE 2011 Dispõe sobre a adaptação e migração para os contratos celebrados até 1º de janeiro de 1999 e altera as Resoluções Normativas nº 63, de 22 de dezembro

Leia mais

Manual de Cadastro. Versão 1.0

Manual de Cadastro. Versão 1.0 1 Manual de Cadastro Versão 1.0 2 SUMÁRIO DEFINIÇÕES... 7 1. ORIENTAÇÕES... 9 1.1 DOCUMENTAÇÃO... 9 1.2 ASSINATURA DOS DOCUMENTOS... 9 1.2.1 Pessoa Jurídica... 9 1.2.2 Beneficiário... 9 1.3 ENDEREÇO...

Leia mais

GUIA DE CONTRATAÇÃO DE PLANOS ODONTOLÓGICOS

GUIA DE CONTRATAÇÃO DE PLANOS ODONTOLÓGICOS GUIA DE CONTRATAÇÃO DE PLANOS ODONTOLÓGICOS GUIA DE CONTRATAÇÃO DE PLANOS ODONTOLÓGICOS 2 Diferenças entre planos individuais e coletivos: Os planos com contratação individual ou familiar são aqueles contratados

Leia mais

COBERTURAS E CARÊNCIAS:

COBERTURAS E CARÊNCIAS: PLANO REGIONAL E LOCAL UNIVERSITARIO PESSOA FÍSICA Lei 9656/98 ANS Beneficiários que residem em Guaratinguetá, Aparecida, Cunha ou Potim Definições: Unimed: Cooperativa de Trabalho Médico, regida pela

Leia mais

PROPOSTA DE ADESÃO À PORTABILIDADE DE CARÊNCIAS (TODOS OS CAMPOS DEVERÃO SER PREENCHIDOS) Nº da Proposta:

PROPOSTA DE ADESÃO À PORTABILIDADE DE CARÊNCIAS (TODOS OS CAMPOS DEVERÃO SER PREENCHIDOS) Nº da Proposta: I. Dados do Proponente: 1. 1/5 4. 2. 5. do Responsável Legal (se o proponente for incapaz) 3. CPF 6. Endereço para Correspondência 7. N 8. Complemento 9. Bairro 10. CEP 11. Cidade 12.UF 13. Telefone 1

Leia mais

TERMO DE ADESÃO PARA INCLUSÃO DE BENEFICIÁRIOS

TERMO DE ADESÃO PARA INCLUSÃO DE BENEFICIÁRIOS TERMO DE ADESÃO PARA INCLUSÃO DE BENEFICIÁRIOS DADOS DA OPERADORA CONTRATADA Nome: UNIMED FEDERAÇÃO DO PARANÁ FEDERAÇÃO ESTADUAL DAS COOPERATIVAS MÉDICAS DO ESTADO DO PARANÁ Endereço: RUA ANTÔNIO CAMILO

Leia mais

CONTRATO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ODONTOLÓGICA COLETIVO EMPRESARIAL

CONTRATO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ODONTOLÓGICA COLETIVO EMPRESARIAL CONTRATO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ODONTOLÓGICA COLETIVO EMPRESARIAL Atendimento ao Cliente Central 24 Horas Tel.: (11) 32172008 Fax: (11) 31186500 Proposta de Adesão composta pelas Condições

Leia mais

1. Entidades titulares elegíveis documentos necessários

1. Entidades titulares elegíveis documentos necessários 1. Entidades titulares elegíveis documentos necessários Estas são as entidades para as quais a Ransom Resgate Consultoria em Seguros oferece, em condições especiais, o seguro-saúde coletivo por adesão

Leia mais

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de 1 www.santahelenasuade.com.brmecanismos de Regulação 2 A CONTRATADA colocará à disposição dos beneficiários do Plano Privado de Assistência à Saúde, a que alude o Contrato, para a cobertura assistencial

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 252, DE 28 DE ABRIL DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 252, DE 28 DE ABRIL DE 2011 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 252, DE 28 DE ABRIL DE 2011 Dispõe sobre as regras de portabilidade e de portabilidade especial de carências, alterando as Resoluções Normativas nº 186, de 14 de janeiro de

Leia mais

CONVÊNIO DE RECIPROCIDADE E COOPERAÇÃO TÉCNICA OFERTA DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ODONTOLÓGICA

CONVÊNIO DE RECIPROCIDADE E COOPERAÇÃO TÉCNICA OFERTA DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ODONTOLÓGICA CONVÊNIO DE RECIPROCIDADE E COOPERAÇÃO TÉCNICA OFERTA DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ODONTOLÓGICA BELO DENTE FAMILIAR E INDIVIDUAL Registro Produto nº. 455.668/06-2. SINCOR-MG, Sindicato dos Corretores

Leia mais

Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde

Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde Operadora: Prodent Assistência Odontológica Ltda CNPJ: 61.590.816/0001-07 N de registro na

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR. Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC)

A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR. Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC) 1 A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR 2 CONCEITOS 3 SAÚDE SUPLEMENTAR: atividade que envolve a operação de planos privados de assistência à saúde sob regulação do Poder

Leia mais

5. O Plano do funcionário sofrerá reajuste?

5. O Plano do funcionário sofrerá reajuste? PERGUNTAS E RESPOSTAS REAJUSTE ANUAL E DENÚNCIA DE CONVÊNIOS E MENSALIDADES REAJUSTADAS JULHO DE 2014 REAJUSTE ANUAL 1. O que é um reajuste anual e qual é sua base legal? O reajuste anual é um mecanismo

Leia mais

UNIFESP Universidade Federal do Estado de São Paulo

UNIFESP Universidade Federal do Estado de São Paulo UNIFESP Universidade Federal do Estado de São Paulo Quais são os prazos legais de carências (MEC e Vinculadas)? Prazos promocionais Até 15/12/2015: SULAMÉRICA - Isenção parcial de carências (Exceto parto

Leia mais

Guia Prático de Utilização do Plano

Guia Prático de Utilização do Plano Guia Prático de Utilização do Plano Aqui você tem o que há de melhor para a sua saúde. O QUE É A UNIMED APRESENTAÇÃO Sua finalidade é prestar assistência médica e hospitalar de alto padrão, dentro do sistema

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO PORTARIA Nº 4.247, DE 04 DE AGOSTO DE 2015. Dispõe sobre o Programa de Assistência Médica, Ambulatorial e Hospitalar no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região. A PRESIDENTE DO, no uso de

Leia mais

Tabela de Vendas. Adesão. Volta Redonda

Tabela de Vendas. Adesão. Volta Redonda Tabela de Vendas Adesão Volta Redonda Validade: Janeiro/2016 Volta Redonda PLANO DE SAÚDE COLETIVO POR ADESÃO Ambulatorial + Hospitalar com Obstetrícia (com Coparticipação) Planos com Abrangência Local

Leia mais

CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Ministério da Saúde ANS Resolução Normativa RN Nº. 279, de 24.11.2011: Dispõe sobre a regulamentação dos artigos 30 e 31 da Lei nº 9.656, de 3 de junho de 1998, e revoga as Resoluções do CONSU Nº. 20 e

Leia mais

Por dentro da Saúde Suplementar

Por dentro da Saúde Suplementar Por dentro da Saúde Suplementar GUIA PRÁTICO PARA CORRETORES Índice 3...Apresentação 4...Setor de Saúde Suplementar no Brasil 6...Operadoras de planos de saúde 9...Planos de saúde contrato e produto 9.

Leia mais

CARTILHA PARA BENEFICIÁRIOS - F U R B

CARTILHA PARA BENEFICIÁRIOS - F U R B CARTILHA PARA BENEFICIÁRIOS - F U R B Caro beneficiário A FURB e a UNIMED estão em negociações com vistas à migração do atual Plano de Saúde, para um mais moderno e com muito mais coberturas assistenciais

Leia mais

ASSISTÊNCIA À SUPLEMENTAR DO SERVIDOR

ASSISTÊNCIA À SUPLEMENTAR DO SERVIDOR ASSISTÊNCIA À SAÚDE SUPLEMENTAR DO SERVIDOR AMPARO LEGAL Lei 8.112/90 (RJU) Art. 230 A assistência à saúde do servidor, ativo ou inativo, e de sua família compreende assistência médica, m hospitalar, odontológica,

Leia mais

RESPOSTAS A QUESTIONAMENTOS Nº 01.

RESPOSTAS A QUESTIONAMENTOS Nº 01. RESPOSTAS A QUESTIONAMENTOS Nº 01. Acusamos o recebimento tempestivo do pedido de esclarecimentos ao instrumento convocatório apresentado pela UNIMED BELO HORIZONTE COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO, que

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DOS ARTIGOS 30 E 31 DA LEI Nº 9.656, DE 1998

REGULAMENTAÇÃO DOS ARTIGOS 30 E 31 DA LEI Nº 9.656, DE 1998 REGULAMENTAÇÃO DOS ARTIGOS 30 E 31 DA LEI Nº 9.656, DE 1998 Dezembro, 2011 Mauricio Ceschin Diretor-Presidente Art. 30 da Lei nº 9.656/98 Art. 30. Ao consumidor que contribuir para produtos de que tratam

Leia mais

Manual de Orientação: BRADESCO DENTAL. Produto: Seguro Odontológico. 1 Descrição do Produto:

Manual de Orientação: BRADESCO DENTAL. Produto: Seguro Odontológico. 1 Descrição do Produto: Manual de Orientação: BRADESCO DENTAL Produto: Seguro Odontológico 1 Descrição do Produto: O Produto BRADESCO DENTAL é um seguro de despesas de assistência odontológica e atendimento em rede referenciada

Leia mais

Regulamento da Campanha

Regulamento da Campanha Campanha NOSSO Plano de Saúde A gente cuida do que é NOSSO! ATUALIZAÇÃO EM 15.09.2014 PARA INCLUSÃO DE REGRAS DE ENTREGA DE BRINDE PARA TITULARES QUE INDICAREM NOVAS ADESÕES E ESTAS SE EFETIVAREM (ITEM

Leia mais

Dependendo da composição familiar no contrato, a migração para o ANFIP III pode garantir mensalidades mais acessíveis!

Dependendo da composição familiar no contrato, a migração para o ANFIP III pode garantir mensalidades mais acessíveis! Plano de Saúde ANFIP Plano de Saúde ANFIP ANFIP III / Unimed Vitória Seguro Saúde Top Hospitalar / Seguros Unimed Desempenho Contratual Plano de Saúde ANFIP III / Unimed Vitória ANFIP III / Unimed Vitória

Leia mais

NOVOS PLANOS. Gerência Executiva de Negócios - GEN

NOVOS PLANOS. Gerência Executiva de Negócios - GEN NOVOS PLANOS Gerência Executiva de Negócios - GEN Necessidade de ajuste nos planos Adequação a resolução ANS RN 254 de 05.05.2011; Tabelas dos planos antigos em desacordo com o Estatuto do Idoso e do adolescente;

Leia mais

5. Os índices de reajuste anual da Assefaz foram autorizados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)?

5. Os índices de reajuste anual da Assefaz foram autorizados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)? PERGUNTAS E RESPOSTAS REAJUSTE ANUAL DAS MENSALIDADES JULHO DE 2015 a JUNHO DE 2016 1. O que é um reajuste anual e qual é sua base legal? O reajuste anual é um mecanismo para corrigir os valores dos planos

Leia mais

MANUAL DO BENEFICIÁRIO PLANO A

MANUAL DO BENEFICIÁRIO PLANO A Página 1 de 12 MANUAL DO BENEFICIÁRIO PLANO A Prezado Beneficiário, Este é o Manual do Beneficiário da ELOSAÚDE. Nele você encontrará informações importantes para melhor usufruir dos benefícios oferecidos

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 279 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 279 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 279 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 Dispõe sobre a regulamentação dos artigos 30 e 31 da Lei nº 9.656, de 3 de junho de 1998, e revoga as Resoluções do CONSU nºs 20 e 21, de 7 de

Leia mais

Guia técnico do consultor. Plano de Saúde Coletivo por Adesão

Guia técnico do consultor. Plano de Saúde Coletivo por Adesão Guia técnico do consultor Plano de Saúde Coletivo por Adesão Principais destaques e características dos planos: Excelente rede médica e hospitalar credenciada Os planos Omint oferecem uma ampla rede credenciada

Leia mais

Primeira edição Guia do Consumidor de Planos de Saúde Coletivos

Primeira edição Guia do Consumidor de Planos de Saúde Coletivos Primeira edição Guia do Consumidor de Planos de Saúde Coletivos ASSOCIAÇÃO Temas A 04 Administradoras de Benefícios 10 Aposentados 16 Atrasos de Pagamento e Inadimplência B 18 Boletos C 20 Carências e

Leia mais

A seguir, alguns conceitos e explicações sobre o beneficio previsto nos artigos 30 e 31 da Lei 9.656/98 e inovações trazidas pela RN 279/11:

A seguir, alguns conceitos e explicações sobre o beneficio previsto nos artigos 30 e 31 da Lei 9.656/98 e inovações trazidas pela RN 279/11: O presente Manual tem por objetivo esclarecer os principais aspectos referentes ao direito de continuidade no plano de saúde à demitidos e aposentados, conforme previsto na Lei dos Planos de Saúde e recentemente

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 186, DE 14 DE JANEIRO DE 2009

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 186, DE 14 DE JANEIRO DE 2009 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 186, DE 14 DE JANEIRO DE 2009 Dispõe sobre a regulamentação da portabilidade das carências previstas no inciso V do

Leia mais

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS NORMA OPERACIONAL Nº 001/2009 DIREH, DE 17 DE SETEMBRO DE 2009

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS NORMA OPERACIONAL Nº 001/2009 DIREH, DE 17 DE SETEMBRO DE 2009 FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS NORMA OPERACIONAL Nº 001/2009 DIREH, DE 17 DE SETEMBRO DE 2009 Dispõe sobre os procedimentos a serem adotados para o ressarcimento, mediante auxílio

Leia mais

Guia Plano de Saúde Agregados

Guia Plano de Saúde Agregados Guia Plano de Saúde Agregados Coberturas O plano de Saúde de Agregados, contratado pela Celos a Unimed Florianópolis, é regulamentado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar e possui segmentação Ambulatorial

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO 1.1 O objeto do presente edital é o credenciamento de Pessoas Jurídicas para atuarem como Administradora de Benefícios com a finalidade de disponibilizar planos

Leia mais

Manual Técnico de Vendas. São Paulo

Manual Técnico de Vendas. São Paulo Manual Técnico de Vendas São Paulo O nosso foco é você. Amigo(a) Corretor(a), Este manual tem o objetivo de auxiliá-lo com importantes informações para que você concretize suas vendas com eficiência e

Leia mais

Manual do Usuário do Plano CELOS Saúde Agregados PLANO CELOS SAÚDE

Manual do Usuário do Plano CELOS Saúde Agregados PLANO CELOS SAÚDE MANUAL DO USUÁRIO DO PLANO CELOS SAÚDE AGREGADOS Revisado em 04/05/2011 O objetivo deste manual é orientar os usuários sobre a correta utilização do. As informações e instruções aqui contidas devem ser

Leia mais

Orientações Jurídicas

Orientações Jurídicas São Paulo, 05 de junho de 2015. OJ-GER/021/15 Orientações Jurídicas Reajuste anual dos planos de assistência médico-hospitalar, com ou sem cobertura odontológica. Planos de contratação individual/familiar.

Leia mais

PORTO SEGURO SEGURO SAÚDE

PORTO SEGURO SEGURO SAÚDE Prezados Senhores, Em 25/11/2011, a Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS publicou a Resolução Normativa nº 279, a qual regulamenta os artigos 30 e 31 da Lei 9656/98, tendo revogado as Resoluções

Leia mais

Guia. do beneficiário. Aqui você encontra informações sobre seu plano.

Guia. do beneficiário. Aqui você encontra informações sobre seu plano. Guia do beneficiário Aqui você encontra informações sobre seu plano. BEM VINDO À UNIMED SETE LAGOAS! A partir de agora você e sua família podem contar com uma operadora do maior sistema cooperativista de

Leia mais

Manual do Plano de Saúde/PMF

Manual do Plano de Saúde/PMF Manual do Plano de Saúde/PMF INCLUSÃO DE TITULAR DOCUMENTOS NECESSÁRIOS Cópia RG e CPF; Comprovante de residência em nome do titular (três meses de validade). Contra Cheque (três meses de validade). Ficha

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013.

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013. PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM Santa Maria, 06 de Junho de 2013. INTRODUÇÃO Trata-se de uma proposta de Plano de Saúde no sistema de pré-pagamento para atender os associados da ASSUFSM de Santa Maria/RS,

Leia mais

3 Há alguma carência na adaptação de contrato, ou seja, quando o beneficiário já possui um plano?

3 Há alguma carência na adaptação de contrato, ou seja, quando o beneficiário já possui um plano? Navegue pelas perguntas mais frequentes respondidas pelo Santa Casa Saúde. Se sua dúvida não estiver nesta página ou as respostas não forem esclarecedoras, procure orientações no site através do link Atendimento,

Leia mais