Agradecimentos Nota à segunda edição Prefácio Introdução As Operadoras de Planos e Seguros de Saúde...

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Agradecimentos... 7. Nota à segunda edição... 17. Prefácio... 21. Introdução... 23. As Operadoras de Planos e Seguros de Saúde..."

Transcrição

1 Su m á r i o Agradecimentos... 7 Nota à segunda edição Lista de siglas e abreviaturas Prefácio Introdução Capítulo I Etiologia Histórica dos Planos e Seguros de Saúde Evolução da saúde como prestação do Estado Social Da Antiguidade à Idade Média Do Estado Absolutista à ascensão da burguesia A crise do Estado do Bem-Estar Social Desenvolvimento dos planos e seguros de saúde no Brasil Da colonização à república: atuação das irmandades Início do século XIX: implantação da assistência médica privada Década de 60: início da estatização do tratamento da saúde Década de 70: adoção do modelo médico privatista Década de 80: discussões sobre a crise da saúde Década de 90: expansão da saúde suplementar Ano 2000: críticas severas à saúde pública A Saúde Suplementar nos Países do Mercosul Argentina Uruguai Paraguai A Saúde Suplementar nos Estados Unidos da América Capítulo II As Operadoras de Planos e Seguros de Saúde

2 Joseane Suzart Lopes da Silva 2.1. Conceito A identificação do produto, serviço ou contrato Espécies de operadoras Administradora Cooperativa Médica ou Cooperativa Odontológica Autogestão Medicina de Grupo Odontologia de Grupo Filantropia Seguradora Especializada Planos de Saúde dos Servidores Públicos Exigências para o funcionamento das operadoras As Operadoras com registro provisório Encerramento das atividades As Operadoras e os desequilíbrios econômico-financeiros Regime de direção fiscal ou técnica Regime de liquidação extrajudicial Alienação voluntária da carteira contratual A indisponibilidade dos bens dos Administradores das operadoras Infrações, penalidades e responsabilidades Infrações estruturais Infrações econômico-financeiras Infrações assistenciais Procedimento e Penalidades A irregular gestão das operadoras: necessária criminalização Capítulo III O contrato de assistência médica ou odontológica Natureza jurídica A configuração dos contratos de adesão As teorias sobre a natureza jurídica dos contratos de adesão Conceito e Características Os planos e seguros de saúde Características

3 Su m á r i o 3.3. Requisitos do instrumento contratual Regime ou tipo de contratação Extinção dos planos e seguros individuais Área geográfica de abrangência Condições de admissão Início da vigência Carência e cobertura parcial temporária Doenças e Lesões Preexistentes Comprovação do conhecimento prévio da DLP pelo consumidor Faixas etárias e percentuais de sua variação Condições de perda da qualidade de beneficiário A situação do trabalhador A situação do aposentado Franquia, limites financeiros ou percentual de co-participação Bônus, descontos ou agravamento da contraprestação A portabilidade de carências Os Abusos no Mercado da Saúde Suplementar. Fator Propulsor da Portabilidade As Restrições previstas para a Portabilidade de Carências Conceitos básicos sobre os elementos envolvidos na Portabilidade Regras gerais sobre a Portabilidade de Carências Regras Operacionais sobre a Portabilidade de Carências Impactos Econômico-Financeiros da Portabilidade de Carências Exclusão de cobertura Conteúdo e a importância da saúde Coberturas mínimas dos planos ou seguros de saúde Plano ou seguro ambulatorial Plano ou seguro hospitalar Plano ou seguro hospitalar com cobertura obstétrica Plano ou seguro referência Plano odontológico Complicações decorrentes de procedimentos

4 Joseane Suzart Lopes da Silva A questão da AIDS Transtornos psiquiátricos Planos ou seguros ambulatoriais Planos ou seguros de saúde hospitalar Alcoolismo ou uso de substâncias químicas Hepatite Viral Portadores de miopia Transplantes Exclusão de outras deficiências e patologias Manutenção da rede prestadora de serviços Ressarcimento ao SUS Obrigações dos prestadores de serviços Adaptação dos Contratos Noções gerais Requisitos para a adaptação dos contratos Não-obrigatoriedade de apresentação da proposta Formalidades para a apresentação das propostas Valor das contraprestações pecuniárias Coberturas e carências Prazos para a realização da adaptação Requisitos para a migração Contratos antigos não-adaptados A prestação de informações aos usuários: as regras do Call Center e o portal eletrônico O Serviço de Atendimento ao Consumidor Acessibilidade ao Serviço A Qualidade do Atendimento Acompanhamento e Resolução de Demandas O Portal Corporativo Eletrônico Conclusão Capítulo IV Aumentos abusivos dos Planos e Seguros de Saúde Aumentos periódicos com base nos custos operacionais Breve digressão histórica Custos operacionais das operadoras de planos de saúde Controle e a transparência das planilhas de custos Os Reajustes dos Planos Odontológicos

5 Su m á r i o 4.2. Aumentos por sinistralidade: conceito e breve evolução do problema Caracterização da abusividade Aumentos por faixa etária: conceito e breve evolução da matéria Contratos celebrados antes da Lei nº 9.656/ Contratos formalizados após Contratos celebrados após o Estatuto do Idoso A vedação de reajuste para os planos dos idosos O posicionamento do STJ sobre a matéria Planos de saúde: contratos cativos e relacionais A retroatividade do Estatuto do Idoso: normas de ordem pública Aspectos conclusivos sobre o tema Observações Conclusivas sobre o Capítulo Capítulo V Violação de regras do Ordenamento Jurídico Brasileiro As normas constitucionais transgredidas As normas consumeristas violadas Mensalidades dos planos de saúde e boa-fé objetiva Conceito e importância da boa-fé objetiva Funções exercidas pela boa-fé objetiva Função interpretativa da boa-fé Função integrativa da boa-fé O equilíbrio dos contratos de planos de saúde Função de controle da boa-fé Distinção entre a boa-fé e a função social do contrato Contra prestações dos planos de saúde e a função social do contrato Desenvolvimento histórico da cláusula geral Importância e conceito da função social do contrato Planos de saúde e a função social dos contratos no Brasil Capítulo VI Controle dos aumentos abusivos dos planos e seguros de saúde

6 Joseane Suzart Lopes da Silva 6.1. Controle preventivo ou sucessivo Controle voluntário ou obrigatório Controle global e setorial Controle legislativo, judicial e administrativo Controle legislativo Controle administrativo Controle judicial Tutela jurisdicional do direito à saúde Controle Social: A necessária participação da sociedade civil As conseqüências da modernidade A reificação da realidade social Linguagem: pressuposto para a ação Conclusão Referências Publicações periódicas

SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP

SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP 1. OBJETO: 1.1. A presente proposta tem por objeto disponibilizar seguros saúde da Sul América Seguros Saúde S.A., operadora registrada na Agência Nacional de Saúde Suplementar

Leia mais

Cartilha de Extensão de Benefício do Plano Empresarial aos Beneficiários.

Cartilha de Extensão de Benefício do Plano Empresarial aos Beneficiários. Cartilha de Extensão de Benefício do Plano Empresarial aos Beneficiários. Contributários demitidos ou exonerados sem justa causa e/ou aposentados. www.saolucassaude.com.br 01_ DIREITOS E DEVERES DO BENEFICIÁRIO

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANO DE SAÚDE COLETIVO POR ADESÃO. Edição: 25/02/14

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANO DE SAÚDE COLETIVO POR ADESÃO. Edição: 25/02/14 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANO DE SAÚDE COLETIVO POR ADESÃO Edição: 25/02/14 Direito de migrar para plano individual ou familiar aproveitando carência do plano coletivo empresarial Os beneficiários

Leia mais

CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Ministério da Saúde ANS Resolução Normativa RN Nº. 279, de 24.11.2011: Dispõe sobre a regulamentação dos artigos 30 e 31 da Lei nº 9.656, de 3 de junho de 1998, e revoga as Resoluções do CONSU Nº. 20 e

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 279 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 279 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 279 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 Dispõe sobre a regulamentação dos artigos 30 e 31 da Lei nº 9.656, de 3 de junho de 1998, e revoga as Resoluções do CONSU nºs 20 e 21, de 7 de

Leia mais

Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde

Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde Operadora: Unimed Curitiba Sociedade Cooperativa de Médicos CNPJ: 75.055.772/0001-20 Nº de registro na ANS: 30470-1 Site: http://www.unimedcuritiba.com.br Tel:(41) 3019-2000 Exclusivo para liberações de

Leia mais

Cartilha de Extensão de Benefício do. Beneficiários Contributários Demitidos. ou Exonerados Sem Justa Causa e/ou. Aposentados

Cartilha de Extensão de Benefício do. Beneficiários Contributários Demitidos. ou Exonerados Sem Justa Causa e/ou. Aposentados Cartilha de Extensão de Benefício do Seguro-saúde Empresarial aos Beneficiários Contributários Demitidos ou Exonerados Sem Justa Causa e/ou Aposentados Dezembro / 2013 Índice Introdução... 02 1. Definições...

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº XXXXX, DE XX DE XXXXXX DE 2008.

RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº XXXXX, DE XX DE XXXXXX DE 2008. RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº XXXXX, DE XX DE XXXXXX DE 2008. Dispõe sobre a classificação e características dos planos privados de assistência à saúde, regulamenta a sua contratação, institui a orientação

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE DIFERENÇAS ENTRE PLANOS INDIVIDUAIS E COLETIVOS

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE DIFERENÇAS ENTRE PLANOS INDIVIDUAIS E COLETIVOS Operadora: ELOSAÚDE - CNPJ: 11.593.821/0001-03 03 - N ANS: 41729-7 - Site: www.elosaude.com.br - Tel.: (48) 3298-5555 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE DIFERENÇAS ENTRE PLANOS INDIVIDUAIS

Leia mais

Manual de Orientação para contratação de Plano de Saúde

Manual de Orientação para contratação de Plano de Saúde Operadora: Allianz Saúde CNPJ: 04.439.627/0001-0 Nº de registro na ANS: 00051-5 Nº de registro do produto: conforme contratado pelo estipulante Site: www.allianz.com.br Telefone: 0800 7228148 Manual de

Leia mais

Lei nº 13.003/2014. Jacqueline Torres Gerente Executiva. GERAR Gerência Executiva de Aprimoramento do Relacionamento entre Operadoras e Prestadores

Lei nº 13.003/2014. Jacqueline Torres Gerente Executiva. GERAR Gerência Executiva de Aprimoramento do Relacionamento entre Operadoras e Prestadores Lei nº 13.003/2014 Jacqueline Torres Gerente Executiva GERAR Gerência Executiva de Aprimoramento do Relacionamento entre Operadoras e Prestadores O porquê de uma nova lei O mercado de planos de saúde organiza-se

Leia mais

Lei nº 13.003/2014. Novembro de 2015

Lei nº 13.003/2014. Novembro de 2015 Lei nº 13.003/2014 Novembro de 2015 Informações Gerais 1173 operadoras com beneficiários cadastrados 72 milhões de beneficiários - planos de assistência médica e/ou planos odontológicos Receita bruta de

Leia mais

ASSISTÊNCIA À SUPLEMENTAR DO SERVIDOR

ASSISTÊNCIA À SUPLEMENTAR DO SERVIDOR ASSISTÊNCIA À SAÚDE SUPLEMENTAR DO SERVIDOR AMPARO LEGAL Lei 8.112/90 (RJU) Art. 230 A assistência à saúde do servidor, ativo ou inativo, e de sua família compreende assistência médica, m hospitalar, odontológica,

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE.

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE. MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE. Operadora: Unimed Campo Grande MS Cooperativa de Trabalho Médico. CNPJ: 03.315.918/0001-18 Nº de registro na ANS: 312851 Site: http://www.unimedcg.com.br

Leia mais

A SAÚDE SUPLEMENTAR E A REGULAÇÃO

A SAÚDE SUPLEMENTAR E A REGULAÇÃO A SAÚDE SUPLEMENTAR E A REGULAÇÃO IBDESS Fevereiro/2010 Fausto Pereira dos Santos Diretor-Presidente Vínculos a planos privados de assistência à saúde e registros no cadastro: Brasil (2000 2009) (milhões)

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO

MANUAL DE ORIENTAÇÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO Operadora: GreenLine Sistema de Saúde - LTDA CNPJ: 61.849.980/0001-96 Nº de Registro na ANS: 32.507-4 Site: http://www.greenlinesaude.com.br Tel: 0800-776 - 7676 Manual de Orientação

Leia mais

IV FÓRUM ÉTICO LEGAL EM ANÁLISES CLÍNICAS

IV FÓRUM ÉTICO LEGAL EM ANÁLISES CLÍNICAS IV FÓRUM ÉTICO LEGAL EM ANÁLISES CLÍNICAS Brasília, 08 de junho de 2010. Cumprimento de Contratos das Operadoras com os Laboratórios Clínicos. DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO SETORIAL - DIDES Gerência de

Leia mais

TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PME ALTO TIETÊ - PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PME ALTO TIETÊ - PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS JAN/10 TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PME ALTO TIETÊ - PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS O presente aditamento é parte integrante do Contrato de Assistência Médica

Leia mais

Com 30 participantes ou mais

Com 30 participantes ou mais MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE CUNHA ODONTOLOGIA S/S LTDA CNPJ n : 06.216.938/0001-20 N de registro na ANS: 41695-9 Site: www.cunhaodontologia.com.br Tel: Serviços: (62) 3945.5673

Leia mais

Os Reajustes por Mudança de Faixa Etária nos Planos de Saúde

Os Reajustes por Mudança de Faixa Etária nos Planos de Saúde Os Reajustes por Mudança de Faixa Etária nos Planos de Saúde Luciana de Oliveira Leal Halbritter Juíza de Direito do TJ RJ Mestre em Justiça e Cidadania pela UGF Sumário: 1. Introdução; 2. Aspectos Gerais;

Leia mais

ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS

ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS Este aditivo é parte integrante do Seguro Saúde contratado pelo Estipulante abaixo indicado, bem como de suas Condições Gerais. Número

Leia mais

Guia Prático. do seu PLANO DE SAÚDE. Rio

Guia Prático. do seu PLANO DE SAÚDE. Rio Guia Prático do seu PLANO DE SAÚDE Rio Bem -vindo à ALIANÇA ADMINISTRADORA! Sumário Informações Importantes...3 Guia de Leitura Contratual...6 Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde...8

Leia mais

Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde

Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde Operadora: Prodent Assistência Odontológica Ltda CNPJ: 61.590.816/0001-07 N de registro na

Leia mais

RECOMENDAÇÃO PR/RJ/CG Nº 07/2014

RECOMENDAÇÃO PR/RJ/CG Nº 07/2014 Procedimento Administrativo MPF/PR/RJ nº 1.30.001.001245/2013-82 RECOMENDAÇÃO PR/RJ/CG Nº 07/2014 O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, por meio do Procurador da República in fine assinado, com fundamento nos

Leia mais

Os Reajustes por Mudança de Faixa Etária nos Planos de Saúde

Os Reajustes por Mudança de Faixa Etária nos Planos de Saúde 1 Os Reajustes por Mudança de Faixa Etária nos Planos de Saúde Publicado em Revista de Direito do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro /Cont. de/ RJRJ, Rio de Janeiro, n.80, p. 95-99, jul./set.

Leia mais

GUIA DE CONTRATAÇÃO DE PLANOS ODONTOLÓGICOS

GUIA DE CONTRATAÇÃO DE PLANOS ODONTOLÓGICOS GUIA DE CONTRATAÇÃO DE PLANOS ODONTOLÓGICOS GUIA DE CONTRATAÇÃO DE PLANOS ODONTOLÓGICOS 2 Diferenças entre planos individuais e coletivos: Os planos com contratação individual ou familiar são aqueles contratados

Leia mais

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar - NACISS

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar - NACISS Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar - NACISS 29ª Edição Agosto de 214 SUMÁRIO EXECUTIVO Número de beneficiários de planos médico-hospitalares (Mar/14): 5.722.522; Taxa

Leia mais

Diferenças entre adaptação e migração nos planos privados de assistência à saúde

Diferenças entre adaptação e migração nos planos privados de assistência à saúde Diferenças entre adaptação e migração nos planos privados de assistência à saúde ADAPTAÇÃO MIGRAÇÃO Conceito É a alteração (aditamento) do contrato antigo, assinado antes de janeiro de 1999, para adequá-lo

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 254, DE 5 DE MAIO DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 254, DE 5 DE MAIO DE 2011 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 254, DE 5 DE MAIO DE 2011 Dispõe sobre a adaptação e migração para os contratos celebrados até 1º de janeiro de 1999 e altera as Resoluções Normativas nº 63, de 22 de dezembro

Leia mais

COBERTURAS E CARÊNCIAS:

COBERTURAS E CARÊNCIAS: PLANO REGIONAL E LOCAL UNIVERSITARIO PESSOA FÍSICA Lei 9656/98 ANS Beneficiários que residem em Guaratinguetá, Aparecida, Cunha ou Potim Definições: Unimed: Cooperativa de Trabalho Médico, regida pela

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR. Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC)

A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR. Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC) 1 A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR 2 CONCEITOS 3 SAÚDE SUPLEMENTAR: atividade que envolve a operação de planos privados de assistência à saúde sob regulação do Poder

Leia mais

COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS SENADO FEDERAL

COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS SENADO FEDERAL Federação Nacional de Saúde Suplementar COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS SENADO FEDERAL Audiência Pública sobre a Mobilidade com Portabilidade (Consulta Pública ANS nº 29/2008) 19/11/08 Solange Beatriz Palheiro

Leia mais

COOPERATIVISMO ANS AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR

COOPERATIVISMO ANS AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR COOPERATIVISMO ANS AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR LEI DOS PLANOS DE SAÚDE A Lei Federal nº 9.656/98 - regulamenta os planos privados de assistência à saúde, foi sancionada em 03 de junho de 1998.

Leia mais

1 Cartilha de Extensão de Benefício do Plano de Saúde Coletivo Empresarial aos

1 Cartilha de Extensão de Benefício do Plano de Saúde Coletivo Empresarial aos Cartilha de Extensão de Benefício do Plano de Saúde Coletivo Empresarial aos Beneficiários Contributários Demitidos ou Exonerados Sem Justa Causa e/ou RN nº 279, da ANS, de 24 de novembro de 2011, a qual

Leia mais

mesmo nem ao inimigo, jamais sairá vitorioso. Sun Tzu: A Arte da Guerra

mesmo nem ao inimigo, jamais sairá vitorioso. Sun Tzu: A Arte da Guerra Se você conhece a si mesmo e ao inimigo, não temerá a batalha. Se você conhece a si mesmo, porém não ao inimigo, perderá uma batalha para cada batalha que ganhar; e se você não conhece a si mesmo nem ao

Leia mais

Lei nº 13.003/2014. Coletiva de Imprensa. Rio de Janeiro, Dezembro de 2014

Lei nº 13.003/2014. Coletiva de Imprensa. Rio de Janeiro, Dezembro de 2014 Lei nº 13.003/2014 Coletiva de Imprensa Rio de Janeiro, Dezembro de 2014 As metas da ANS Melhores resultados em saúde Aumenta a qualidade na prestação de serviços na saúde suplementar Garantia da rede

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 384, DE 4 DE SETEMBRO DE 2015

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 384, DE 4 DE SETEMBRO DE 2015 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 384, DE 4 DE SETEMBRO DE 2015 Dispõe sobre oferta pública de referências operacionais e cadastro de beneficiários

Leia mais

Manual de Orientação para contratação de planos de saúde

Manual de Orientação para contratação de planos de saúde Manual de Orientação para contratação de planos de saúde nós somos a casembrapa Funcionamento de um plano de autogestão: Somos uma operadora de saúde de autogestão. Uma entidade sem fins lucrativos, mantida

Leia mais

UNIDAS. Angélica Villa Nova de Avellar Du Rocher Carvalho Gerente-Geral de Análise Técnica da Presidência Brasília, 28 de abril de 2014

UNIDAS. Angélica Villa Nova de Avellar Du Rocher Carvalho Gerente-Geral de Análise Técnica da Presidência Brasília, 28 de abril de 2014 UNIDAS Angélica Villa Nova de Avellar Du Rocher Carvalho Gerente-Geral de Análise Técnica da Presidência Brasília, 28 de abril de 2014 Saúde no Brasil Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado,

Leia mais

Apresentação. Prezado beneficiário,

Apresentação. Prezado beneficiário, LANOIII Apresentação Prezado beneficiário, Visando dar continuidade à prestação dos melhores serviços em saúde e promover uma melhor qualidade de vida ao beneficiário, a CompesaPrev apresenta o CompesaSaúde

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 14 DE JULHO DE 2009.

RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 14 DE JULHO DE 2009. RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 14 DE JULHO DE 2009. Dispõe sobre a classificação e características dos planos privados de assistência à saúde, regulamenta a sua contratação, institui a orientação para

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 2009.

RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 2009. RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 2009. Dispõe sobre a classificação e características dos planos privados de assistência à saúde, regulamenta a sua contratação, institui a orientação para contratação

Leia mais

Envelhecimento populacional e a composição etária de beneficiários de planos de saúde

Envelhecimento populacional e a composição etária de beneficiários de planos de saúde Envelhecimento populacional e a composição etária de beneficiários de planos de saúde Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo Francine Leite Apresentação Este trabalho introduz o tema Envelhecimento

Leia mais

Manual de Orientação para contratação de planos de saúde

Manual de Orientação para contratação de planos de saúde Manual de Orientação para contratação de planos de saúde nós somos a casembrapa Somos uma operadora de saúde de autogestão. Uma entidade sem fins lucrativos, mantida com recursos dos associados e da patrocinadora

Leia mais

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar - NACISS

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar - NACISS Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar - NACISS 30ª Edição Outubro de 2014 SUMÁRIO EXECUTIVO Número de beneficiários de planos médico-hospitalares (jun/14): 50.930.043; Taxa

Leia mais

WORKSHOP Registro e Manutenção dos Produtos RN 356 IN-DIPRO 45 IN-DIPRO 46

WORKSHOP Registro e Manutenção dos Produtos RN 356 IN-DIPRO 45 IN-DIPRO 46 WORKSHOP Registro e Manutenção dos Produtos RN 356 IN-DIPRO 45 IN-DIPRO 46 NORMATIVOS Resolução Normativa nº 356, de 2014 Altera a RN nº 85, de 2004. Altera a RN nº 89, de 2003. Altera a RN nº 309, de

Leia mais

Art. 2º - Para fins de contratação, os planos privados de assistência à saúde classificam-se em:

Art. 2º - Para fins de contratação, os planos privados de assistência à saúde classificam-se em: RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 14 DE JULHO DE 2009. Dispõe sobre a classificação e características dos planos privados de assistência à saúde, regulamenta a sua contratação, institui a orientação para

Leia mais

Judicialização da Saúde Indústria de Liminares O que fazer para evitá-las? Sérgio Parra 17/10/2013

Judicialização da Saúde Indústria de Liminares O que fazer para evitá-las? Sérgio Parra 17/10/2013 Judicialização da Saúde Indústria de Liminares O que fazer para evitá-las? Sérgio Parra 17/10/2013 LIMINAR = ORDEM JUDICIAL PROVISÓRIA CONCEDIDA NO CURSO DE UM PROCESSO JUDICIAL Fundamentação legal: Art.

Leia mais

Orientações Jurídicas

Orientações Jurídicas São Paulo, 05 de junho de 2015. OJ-GER/021/15 Orientações Jurídicas Reajuste anual dos planos de assistência médico-hospitalar, com ou sem cobertura odontológica. Planos de contratação individual/familiar.

Leia mais

O que é Saúde Complementar

O que é Saúde Complementar O que é Saúde Complementar A Lei 9.656/1998 define Operadora de Plano de Assistência à Saúde como sendo a pessoa jurídica constituída sob a modalidade de sociedade civil ou comercial, cooperativa, ou entidade

Leia mais

OPERADORAS DE SAÚDE. Mariana Braga Shoji Barbosa Enfermagem UNIFESP mariana_shoji@yahoo.com.br

OPERADORAS DE SAÚDE. Mariana Braga Shoji Barbosa Enfermagem UNIFESP mariana_shoji@yahoo.com.br OPERADORAS DE SAÚDE Mariana Braga Shoji Barbosa Enfermagem UNIFESP mariana_shoji@yahoo.com.br O que são Operadoras de saúde? O que são Operadoras de saúde? Operadora é a pessoa jurídica que opera ( administra,

Leia mais

LEI Nº 9.656, DE 3 DE JUNHO DE 1998,

LEI Nº 9.656, DE 3 DE JUNHO DE 1998, LEI Nº 9.656, DE 3 DE JUNHO DE 1998, MEDIDA PROVISÓRIA N.º 2.177-43, DE 27 DE JULHO DE 2001. Dispõe sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde. Art. 1 o Submetem-se às disposições desta

Leia mais

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar 1. Informações Gerais No segundo trimestre de 2010, o número de beneficiários de planos de saúde cresceu 1,9%, totalizando 44.012.558

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 186, DE 14 DE JANEIRO DE 2009

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 186, DE 14 DE JANEIRO DE 2009 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 186, DE 14 DE JANEIRO DE 2009 Dispõe sobre a regulamentação da portabilidade das carências previstas no inciso V do

Leia mais

Planos de saúde GUIA PRÁTICO. Dicas úteis para quem tem ou deseja ter um plano de saúde

Planos de saúde GUIA PRÁTICO. Dicas úteis para quem tem ou deseja ter um plano de saúde Planos de saúde GUIA PRÁTICO Dicas úteis para quem tem ou deseja ter um plano de saúde Atualizado em fevereiro/2013 Índice O que é a ANS? Como a ANS pode ser útil? Passos para contratar um plano de saúde

Leia mais

Olhares sobre a Agenda Regulatória da ANS

Olhares sobre a Agenda Regulatória da ANS Olhares sobre a Agenda Regulatória da ANS Mercado de Saúde Suplementar Tabela 13 - Operadoras em atividade por porte, segundo modalidade (Brasil março/2012) Modalidade da operadora Total Sem beneficiários

Leia mais

Perguntas e Respostas sobre Portabilidade de Carência em Planos de Saúde

Perguntas e Respostas sobre Portabilidade de Carência em Planos de Saúde Perguntas e Respostas sobre Portabilidade de Carência em Planos de Saúde Atos Normativos ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar Resolução Normativa 186, de 14 de janeiro de 2009 - ANS Instrução Normativa

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DOS ARTIGOS 30 E 31 DA LEI Nº 9.656, DE 1998

REGULAMENTAÇÃO DOS ARTIGOS 30 E 31 DA LEI Nº 9.656, DE 1998 REGULAMENTAÇÃO DOS ARTIGOS 30 E 31 DA LEI Nº 9.656, DE 1998 Dezembro, 2011 Mauricio Ceschin Diretor-Presidente Art. 30 da Lei nº 9.656/98 Art. 30. Ao consumidor que contribuir para produtos de que tratam

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 62 da Constituição, adota a seguinte Medida Provisória, com força de lei:

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 62 da Constituição, adota a seguinte Medida Provisória, com força de lei: MEDIDA PROVISÓRIA N o 2.097-35, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2000. Altera a Lei n o 9.656, de 3 de junho de 1998, que dispõe sobre os planos privados de assistência à saúde e dá outras providências. O PRESIDENTE

Leia mais

Em resposta aos esclarecimentos solicitados pela UnimedBH, elencamos as seguintes respostas:

Em resposta aos esclarecimentos solicitados pela UnimedBH, elencamos as seguintes respostas: Belo Horizonte, 14 de maio de 2013 Em resposta aos esclarecimentos solicitados pela UnimedBH, elencamos as seguintes respostas: Questionamento nº 1 Resposta: Trata o edital do Pregão 07/2013 em seu item

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 389, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2015 (Em vigor a partir de 01/01/2016) Dispõe sobre a transparência das informações no âmbito da saúde suplementar, estabelece a obrigatoriedade da

Leia mais

VOCÊ JÁ CONHECE O PLANO DE SAÚDE DA UNIMED COM O SINTRAM?

VOCÊ JÁ CONHECE O PLANO DE SAÚDE DA UNIMED COM O SINTRAM? PLANO 6531 VOCÊ JÁ CONHECE O PLANO DE SAÚDE DA UNIMED COM O SINTRAM? É com satisfação que lhe apresentamos o UNIPAR 100. Um plano de saúde participativo, regulamentado pela Lei 9656/98, que garante ao

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 023/2009

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 023/2009 TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 023/2009 Pelo presente instrumento, por um lado a Agência Nacional de Saúde Suplementar, pessoa jurídica de direito público, autarquia especial vinculada ao

Leia mais

1. Tipos de contratação: QUE TIPO DE PLANO DE SAÚDE VOCÊ PODE TER?

1. Tipos de contratação: QUE TIPO DE PLANO DE SAÚDE VOCÊ PODE TER? FIQUE ATENTO! A operadora é obrigada a divulgar os planos de saúde que comercializa em sua página na internet. 1. Tipos de contratação: QUE TIPO DE PLANO DE SAÚDE VOCÊ PODE TER? Individual ou Familiar

Leia mais

Por dentro da Saúde Suplementar

Por dentro da Saúde Suplementar Por dentro da Saúde Suplementar GUIA PRÁTICO PARA CORRETORES Índice 3...Apresentação 4...Setor de Saúde Suplementar no Brasil 6...Operadoras de planos de saúde 9...Planos de saúde contrato e produto 9.

Leia mais

Seção II Das Definições

Seção II Das Definições RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 310, DE 30 DE OUTUBRO DE 2012 Dispõe sobre os princípios para a oferta de contrato acessório de medicação de uso domiciliar pelas operadoras de planos de assistência à saúde.

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE AJ USTE DE CONDUTA Nº013/2003

TERMO DE COMPROMISSO DE AJ USTE DE CONDUTA Nº013/2003 TERMO DE COMPROMISSO DE AJ USTE DE CONDUTA Nº013/2003 Pelo presente instrumento, por um lado a Agência Nacional de Saúde Suplementar, pessoa jurídica de direito público, autarquia especial vinculada ao

Leia mais

CLÍNICAS, HOSPITAIS E PLANOS DE SAÚDE

CLÍNICAS, HOSPITAIS E PLANOS DE SAÚDE 2013 CLÍNICAS, HOSPITAIS E PLANOS DE SAÚDE CONTEÚDO DEFINIÇÕES:... 2 CLÍNICAS MÉDICAS E HOSPITAIS... 2 PLANOS DE SAÚDE... 3 Dicas gerais de contratação:... 3 Coberturas:... 5 Plano Ambulatorial:... 5 Plano

Leia mais

PLANO MÉDICO-HOSPITALAR UNIMED-RIO PERGUNTAS E RESPOSTAS

PLANO MÉDICO-HOSPITALAR UNIMED-RIO PERGUNTAS E RESPOSTAS Em complemento às informações prestadas pela SIAS aos participantes e assistidos, relativamente à implantação do novo plano médico-hospitalar junto à Unimed-Rio, segue Perguntas e Respostas que facilitará

Leia mais

A LEI 9.656/98 E O CDC

A LEI 9.656/98 E O CDC A LEI 9.656/98 E O CDC Daniela Maria Paludo 1 A Lei 9656/98 foi elaborada a partir de inúmeras discussões entre entidades de defesa do consumidor, representantes dos planos de seguro saúde, corporações

Leia mais

TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE UNIMED CASCAVEL Nº 155/13

TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE UNIMED CASCAVEL Nº 155/13 TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE UNIMED CASCAVEL Nº 155/1 ADERENTE: CNPJ: Endereço: CEP: Cidade: UF: Representante legal: CPF: RG: Endereço: CEP: Cidade: CLÁUSULA PRIMEIRA: A ADERENTE, doravante

Leia mais

LEI Nº 9.656, DE 03 DE JUNHO DE 1998. MEDIDA PROVISÓRIA N.º 2.177-44, DE 24 DE AGOSTO DE 2001.

LEI Nº 9.656, DE 03 DE JUNHO DE 1998. MEDIDA PROVISÓRIA N.º 2.177-44, DE 24 DE AGOSTO DE 2001. LEI Nº 9.656, DE 03 DE JUNHO DE 1998. MEDIDA PROVISÓRIA N.º 2.177-44, DE 24 DE AGOSTO DE 2001. Dispõe sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que

Leia mais

Regulamentação do Contrato. Coberturas Contratuais

Regulamentação do Contrato. Coberturas Contratuais Regulamentação do Contrato Coberturas Contratuais Regulamentação do Contrato Planos Não Regulamentados: Planos antigos que foram contratados antes de 1999, com direitos contratuais restritos em relação

Leia mais

LEI Nº 9.656, DE 03 DE JUNHO DE 1998. MEDIDA PROVISÓRIA N.º 2.177-44, DE 24 DE AGOSTO DE 2001.

LEI Nº 9.656, DE 03 DE JUNHO DE 1998. MEDIDA PROVISÓRIA N.º 2.177-44, DE 24 DE AGOSTO DE 2001. LEI Nº 9.656, DE 03 DE JUNHO DE 1998. MEDIDA PROVISÓRIA N.º 2.177-44, DE 24 DE AGOSTO DE 2001. Dispõe sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que

Leia mais

1 TERMO ADITIVO AO CONTRATO E CONDiÇÕES GERAIS DE PLANO COLETIVO ADESÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE

1 TERMO ADITIVO AO CONTRATO E CONDiÇÕES GERAIS DE PLANO COLETIVO ADESÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE 1 TERMO ADITIVO AO CONTRATO E CONDiÇÕES GERAIS DE PLANO COLETIVO ADESÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE QUALIFICAÇÃO DA OPERADORA - CONTRATADA Razão Social: UNIMED VITÓRIA COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO CNPJ: 27.578.434/0001-20

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 198/2007

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 198/2007 TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 198/2007 Pelo presente instrumento, por um lado a Agência Nacional de Saúde Suplementar, pessoa jurídica de direito público, autarquia especial vinculada ao

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 0152/2009

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 0152/2009 TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 0152/2009 Pelo presente instrumento, por um lado a Agência Nacional de Saúde Suplementar, pessoa jurídica de direito público, autarquia especial vinculada ao

Leia mais

Segundo o disposto na lei dos planos de saúde, o direito de permanência no contrato coletivo requer a presença de três requisitos:

Segundo o disposto na lei dos planos de saúde, o direito de permanência no contrato coletivo requer a presença de três requisitos: Blumenau, 01 de Junho de 2.012 Às Empresas Contratantes Ref.: Novas Regras para demitidos e aposentados Prezados Senhores A Lei dos Planos de Saúde (Lei n 9.656/98) confere direito de permanência nos contratos

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO 2ª Vara Federal de Taubaté SP

PODER JUDICIÁRIO 2ª Vara Federal de Taubaté SP 2ª VARA FEDERAL DE TAUBATÉ - SP Autos n 0000406-44.2015.403.6121 - AÇÃO DE PROCEDIMENTO ORDINÁRIO AUTOR: ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SUBSEÇÃO DE TAUBATÉ RÉU: UNIMED DE TAUBATÉ COOPERATIVA DE TRABALHO

Leia mais

UNIDAS INFORMA Nº 549

UNIDAS INFORMA Nº 549 UNIDAS INFORMA Nº 549 1. A alteração dos instrumentos jurídicos dos produtos à RN 279/11 implicará a cobrança de TAP? Não, as alterações de instrumento jurídico que não implicarem em alteração das características

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA N O 389 DE 26/11/2015 Transparência da informação

RESOLUÇÃO NORMATIVA N O 389 DE 26/11/2015 Transparência da informação RESOLUÇÃO NORMATIVA N O 389 DE 26/11/2015 Transparência da informação PORTAL DA OPERADORA DE PLANOS DE SAÚDE Área do Beneficiário (Portal de Informações do Beneficiário da Saúde Suplementar - PIN-SS) Área

Leia mais

LEI Nº 9.656, DE 3 DE JUNHO DE 1998,

LEI Nº 9.656, DE 3 DE JUNHO DE 1998, LEI Nº 9.656, DE 3 DE JUNHO DE 1998, MEDIDA PROVISÓRIA N.º 1.685-6, DE 25 DE NOVEMBRO DE 1998. Dispõe sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde. Art. 1 o Submetem-se às disposições desta

Leia mais

Análise CADERNOS DE SEGURO. Seguro e doença preexistente. Lauro Vieira de Faria

Análise CADERNOS DE SEGURO. Seguro e doença preexistente. Lauro Vieira de Faria 16 Seguro e doença preexistente Lauro Vieira de Faria Um dos temas mais polêmicos no mercado de seguros são as limitações e até recusas de cobertura decorrentes das chamadas doenças preexistentes. Em diversos

Leia mais

Planos de saúde GUIA PRÁTICO. Dicas úteis para quem tem ou deseja ter um plano de saúde

Planos de saúde GUIA PRÁTICO. Dicas úteis para quem tem ou deseja ter um plano de saúde Planos de saúde GUIA PRÁTICO Dicas úteis para quem tem ou deseja ter um plano de saúde Atualizado em março de 2014 Índice O que é a ANS? Como a ANS pode ser útil? Passos para contratar um plano de saúde

Leia mais

MANUAL DO ASSOCIADO CONTRATANTE: SENGE - PR CÓDIGO CONTRATANTE: 54780-0

MANUAL DO ASSOCIADO CONTRATANTE: SENGE - PR CÓDIGO CONTRATANTE: 54780-0 MANUAL DO ASSOCIADO CONTRATANTE: SENGE - PR CÓDIGO CONTRATANTE: 54780-0 Este manual tem o objetivo de levar ao Associado informações sobre o plano de saúde ao qual está propondo sua adesão. Colocamos as

Leia mais

Dicas para você acertar na hora de contratar seu plano de saúde

Dicas para você acertar na hora de contratar seu plano de saúde Dicas para você acertar na hora de contratar seu plano de saúde A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) elaborou este guia para orientar você na hora de contratar um plano de saúde. São dicas sobre

Leia mais

PORTO SEGURO SEGURO SAÚDE

PORTO SEGURO SEGURO SAÚDE Prezados Senhores, Em 25/11/2011, a Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS publicou a Resolução Normativa nº 279, a qual regulamenta os artigos 30 e 31 da Lei 9656/98, tendo revogado as Resoluções

Leia mais

1. RELATÓRIO. É o relatório. 2. ADMISSIBILIDADE. 2.1 - Tempestividade.

1. RELATÓRIO. É o relatório. 2. ADMISSIBILIDADE. 2.1 - Tempestividade. PREGÃO ELETRÔNICO n. 07/2013 OBJETO: Contratação de pessoa jurídica de direito privado que opere plano de assistência à saúde, devidamente registrada e ativa na Agência Nacional de Saúde Suplementar, para

Leia mais

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DA SAÚDE SUPLEMENTAR APRESENTAÇÃO DA METODOLOGIA DO IDSS - ÍNDICE DO DESEMPENHO DA SAÚDE SUPLEMENTAR

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DA SAÚDE SUPLEMENTAR APRESENTAÇÃO DA METODOLOGIA DO IDSS - ÍNDICE DO DESEMPENHO DA SAÚDE SUPLEMENTAR PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DA SAÚDE SUPLEMENTAR APRESENTAÇÃO DA METODOLOGIA DO IDSS - ÍNDICE DO DESEMPENHO DA SAÚDE SUPLEMENTAR A ANS, AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR, está estabelecendo novos parâmetros

Leia mais

Regulatory Practice Insurance News SUSEP. Títulos de Capitalização

Regulatory Practice Insurance News SUSEP. Títulos de Capitalização Regulatory Practice Insurance News Maio 2011 SUSEP Títulos de Capitalização Carta-Circular DIRAT CGPRO 03, de 20.05.2011 Título de Capitalização de modalidade de incentivo contratado por entidades sem

Leia mais

NTRP Planos Coletivos Empresariais Adaptaçã. ção o de Contratos. Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos 13/07/2012

NTRP Planos Coletivos Empresariais Adaptaçã. ção o de Contratos. Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos 13/07/2012 Workshop Atuários NTRP Planos Coletivos Empresariais Adaptaçã ção o de Contratos Gerência-Geral Geral Econômico-Financeira e Atuarial dos Produtos Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos 13/07/2012

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 65/2009 ESCLARECIMENTO 1

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 65/2009 ESCLARECIMENTO 1 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento Referência: Pregão Eletrônico n. 65/2009 Data: 12/11/2009 Objeto: Contratação de pessoa jurídica especializada na prestação de serviços de assistência médica, ambulatorial

Leia mais

PARECER JURÍDICO SOBRE SÚMULAS DO TJ SOBRE IMRT

PARECER JURÍDICO SOBRE SÚMULAS DO TJ SOBRE IMRT PARECER JURÍDICO SOBRE SÚMULAS DO TJ SOBRE IMRT São Paulo, 27 de março de 2013. Consulta-nos o Doutor Robson Ferrigno, Presidente da Sociedade Brasileira de Radioterapia, a respeito das súmulas editadas

Leia mais

ANEXO I CONDIÇÕES GERAIS PARA CONCESSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO ÀS PESSOAS JURÍDICAS PRETENDENTES

ANEXO I CONDIÇÕES GERAIS PARA CONCESSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO ÀS PESSOAS JURÍDICAS PRETENDENTES ANEXO I CONDIÇÕES GERAIS PARA CONCESSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO ÀS PESSOAS JURÍDICAS PRETENDENTES 1 - Para fins de registro da Operadora na ANS, as pessoas jurídicas que quiserem comercializar

Leia mais

Termo de uso genérico para designar qualquer grau de UNIMED Singular, Federação/ Central e Confederação, individualmente ou no conjunto.

Termo de uso genérico para designar qualquer grau de UNIMED Singular, Federação/ Central e Confederação, individualmente ou no conjunto. 1- INTERCÂMBIO A negociação entre as UNIMEDS do País, que geram relações operacionais específicas e normatizadas para atendimento de usuários na área de ação de uma cooperativa ou contratados por outra

Leia mais

ANS. Eixos Temáticos da Regulamentação e Garantia de Acesso à Informação como o empregador pode participar. Bruno Sobral de Carvalho

ANS. Eixos Temáticos da Regulamentação e Garantia de Acesso à Informação como o empregador pode participar. Bruno Sobral de Carvalho ANS Eixos Temáticos da Regulamentação e Garantia de Acesso à Informação como o empregador pode participar. Bruno Sobral de Carvalho Diretor de Desenvolvimento Setorial São Paulo, maio de 2011 Plano Coletivo

Leia mais

LEI Nº 9.656, DE 3 DE JUNHO DE 1998 MEDIDA PROVISÓRIA Nº 1.801-10, DE 25 DE FEVEREIRO DE 1999

LEI Nº 9.656, DE 3 DE JUNHO DE 1998 MEDIDA PROVISÓRIA Nº 1.801-10, DE 25 DE FEVEREIRO DE 1999 LEI Nº 9.656, DE 3 DE JUNHO DE 1998 (D.O.U. 4 de junho de 1998 - Seção 1, pág. 1) Dispõe sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde. TEXTO CONSOLIDADO COM AS ALTERAÇÕES IMPOSTAS PELA MEDIDA

Leia mais

Plano de saúde corporativo. Resolução ANS.

Plano de saúde corporativo. Resolução ANS. Plano de saúde corporativo. Resolução ANS. No último dia 24.11.2011, a Agência Nacional de Saúde ANS reuniu-se e editou uma Resolução (Resolução Normativa DC/ANSS 279, que passará a viger em 22/02/2012)

Leia mais

Proposta Contratual MUNICÍPIO E-MAIL. ( ) Contributária (% funcionário) ( ) Não Contributária (100% Empresa)

Proposta Contratual MUNICÍPIO E-MAIL. ( ) Contributária (% funcionário) ( ) Não Contributária (100% Empresa) PLANO COLETIVO EMPRESARIAL A PARTIR DE 3 BENEFICIÁRIOS RAZÃO SOCIAL DA EMPRESA CONTRATANTE Proposta Contratual RAMO DE ATIVIDADE ENDEREÇO COMPLETO CNPJ/ MF TELEFONE CELULAR NOME COMPLETO DO REPRESENTANTE

Leia mais

Reajuste de mensalidade

Reajuste de mensalidade Reajuste de mensalidade Conceitos básicos Reajuste por variação de custos Reajuste por mudança de faixa etária SÉRIE PLANOS DE SAÚDE CONHEÇA SEUS DIREITOS Reajuste de mensalidade SÉRIE PLANOS DE SAÚDE

Leia mais