FACULDADE INGÁ CÁSSIA LORENA FIALHO MALHEIROS ETIOLOGIA, DIAGNÓSTICO E LOCALIZAÇÃO DE CANINOS PERMANENTES SUPERIORES IMPACTADOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FACULDADE INGÁ CÁSSIA LORENA FIALHO MALHEIROS ETIOLOGIA, DIAGNÓSTICO E LOCALIZAÇÃO DE CANINOS PERMANENTES SUPERIORES IMPACTADOS"

Transcrição

1 1 FACULDADE INGÁ CÁSSIA LORENA FIALHO MALHEIROS ETIOLOGIA, DIAGNÓSTICO E LOCALIZAÇÃO DE CANINOS PERMANENTES SUPERIORES IMPACTADOS PATOS DE MINAS MG 2013

2 2 CÁSSIA LORENA FIALHO MALHEIROS ETIOLOGIA, DIAGNÓSTICO E LOCALIZAÇÃO DE CANINOS PERMANENTES SUPERIORES IMPACTADOS Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao curso de especialização em Ortodontia da UNINGÀ Unidade de Ensino Superior Ingá S/C Ltda. - como requisito parcial para obtenção do título de Especialista em Ortodontia. Orientador: Prof. Mustaphá Amad Neto. PATOS DE MINAS MG 2013

3 3 CÁSSIA LORENA FIALHO MALHEIROS ETIOLOGIA, DIAGNÓSTICO E LOCALIZAÇÃO DE CANINOS PERMANENTES SUPERIORES IMPACTADOS Trabalho de Conclusão de Curso apresentado como exigência parcial para obtenção do título de Especialista em Ortodontia á Comissão Julgadora da Faculdade de Odontologia da UNINGÁ Unidade de Ensino Superior Ingá S/C Ltda. Aprovado em / / COMISSAO EXAMINADORA Professor Ms Mustaphá Amad Neto Professor Ms Adriana Correa de Lima Professor Ms Cássio José Alves de Sousa Professor Ms Giselle Povoa Gomes

4 4 MALHEIROS, Cássia Lorena Fialho. Etiologia, Diagnóstico e Localização de Caninos Permanentes Superiores Impactados. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Ortodontia, Unidade de Ensino Superior Unidade de Ensino Superior Ingá - Faculdade Ingá UNINGÁ, Uberlândia, RESUMO A irrupção dentária é um dos processos fisiológicos que se realiza de forma precisa em quase todos os seres humanos. Entretanto, algumas falhas podem ocorrer neste mecanismo, gerando problemas como a impacção dentária. O canino superior apresenta o período mais longo e tortuoso de desenvolvimento, e por isso, torna-se mais susceptível a sofrer alterações na sua trajetória de irrupção normal, o que contribui para a sua frequente impacção. Entender a etiologia do problema de irrupção e fazer um correto diagnóstico, através do exame clínico e complementar, é fundamental para a localização do canino impactado e assim, elaborar o melhor plano de tratamento. O presente trabalho tem como objetivo abordar etiologia, métodos de localização e incidência através de revisão de literatura, para que possa ser definido o melhor tratamento para os caninos superiores impactados, favorecendo assim o seu prognóstico. Palavras-chave: Diagnóstico. Planejamento. Tratamento..

5 5 MALHEIROS, Cassia Lorena Fialho. Etiology, Diagnosis and Localization of Higher Impacted Canines permanent. Working End of Course (Specialization in Orthodontics, Unit of Higher Education - Higher Education Unit Inga - Inga Faculty - UNINGÁ, Uberlândia, ABSTRACT The tooth eruption is a physiological process that takes place precisely in almost all humans. However, some failures can occur in this mechanism, causing problems such as tooth impaction. The upper canine has the longest development and tortuous, and therefore, it becomes more prone to change its path of the outburst normal, which often adds to its impaction. Understanding the etiology of the problem inrush and make a correct diagnosis by clinical examination and complementary, is key to the location of the impacted canine and thus develop the best plan treatment. O present work aims to address the etiology, localization methods and incidence through literature review, so it can be set the best treatment for impacted maxillary canines, thus favoring their prognosis. Keywords: Diagnosis. Planning. treatment

6 6 SUMÁRIO 1INTRODUÇÃO REVISÃO DE LITERATURA DISCUSSÃO CONCLUSAO REFERENCIAS... 27

7 7 1. INTRODUÇÃO

8 8 1. INTRODUÇÃO Considera-se um dente impactado quando por algum motivo os dentes deixam de erupcionar na cavidade oral na época normal de sua irrupção e não apresentam mais potencial para fazê-lo. A impacção dentária pode trazer prejuízos estéticos e funcionais e por isso, torna-se necessário, avaliar qual o melhor tratamento para cada caso, e se for possível realizar o tracionamento ortodôntico do elemento impactado. O objetivo é tentar fazê-lo com maior eficiência, minimizando as possíveis sequelas. Muitos são os fatores que contribuem para a impacção dentária, como falta de espaço, hereditariedade, traumatismo, anquilose, dilaceração, entre outros. E, quanto mais precoce for realizado o diagnóstico, melhores serão o tratamento e prognóstico. Entretanto, se os caninos impactados não forem diagnosticados e tratados adequadamente, podem ocorrer problemas como: desvio de linha média, assimetrias das arcadas dentárias, reabsorções de dentes permanentes, diastemas e formações císticas. A escolha do tratamento ideal pode ser, desde um tratamento conservador, como a exodontia do dente decíduo respectivo ao local do dente impactado, como também, um tratamento mais complexo, pela utilização de tratamento ortocirúrgico, em decorrência de uma época de atuação mais tardia. A seleção entre um tratamento invasivo ou conservador, depende de uma série de fatores a serem considerados, como a idade cronológica, posição do dente impactado e sua relação com as estruturas adjacentes, suspeita de anquilose, dilaceração, entre outros fatores. Ao optar pelo tracionamento ortodôntico, é necessário que o ortodontista tenha um bom controle da mecânica e dos seus efeitos colaterais. Sendo assim, no presente trabalho, através de uma revisão de literatura, objetivamos definir os fatores etiológicos, a incidência, os meios de localização para assim definir o plano de tratamento mais seguro e eficaz.

9 9 2. REVISAO DE LITERATURA

10 10 2. REVISAO DE LITERATURA TANAKA (2000) através de uma revisão bibliográfica, objetivando abordar importantes fatores a serem considerados na abordagem dos caninos,como as diferentes possibilidades terapêuticas, concluiu que a exposição cirúrgica da coroa deve ser conservadora e o retalho deve ser reposicionado.ele também afirmou que o tracionamento compreende as etapas de exposição cirúrgica, condicionamento ácido e colagem de acessório ortodôntico sobre a coroa.observou que o uso do aparelho ortodôntico fixo é o mais utilizado, pois com maior controle de força que ele proporciona,há menos injúrias aos dentes adjacentes.afirmou ainda que a movimentação do dente em questão deve ser leve, utilizando-se de amarrilho de aço, ligadura elástica ou mola. Quanto a quantidade de força utilizada, não foi possível ser unânime, variando de 24 a 100 gramas de força.quanto ao fio, observou que o fio a ser usado como apoio para a força tracionadora deve ser um fio retangular, para que não ocorra deflexão e minimize os efeitos indesejáveis. Afirmou que o espaço para o canino deverá ser mantido através do uso de molas, tubos, ganchos soldados, mesial e distalmente aos dentes adjacentes e quando for indicada a exodontia dos prés molares, essa somente deverá ser realizada quando os riscos de anquilose não existirem. MAAHS e BERTHOLD (2004) com o objetivo de descrever os aspectos referentes à etiologia, diagnóstico e tratamentos de caninos superiores impactados, utilizando-se de uma revisão de literatura,comparando-se os achados dos autores concluíram que as principais causas dos caninos superiores permanentes impactados são o longo e tortuoso trajeto de erupção, retenção prolongada e perda precoce dos dentes decíduos, ordem cronológica de erupção e anomalia da forma dos incisivos laterais adjacentes.concluiu que através do exame clínico(inspeção e palpação) e radiográfico é que é feito o diagnóstico de impacção de caninos.na maioria dos casos, somente a radiografia periapical já se faz suficiente para avaliar a posição (vestibular ou palatino), utilizando-se da técnica de Clark.

11 11 Podem ainda ser solicitadas outras radiografias (oclusal, panorâmica, telerradiografia de perfil e tomografia computadorizada, sendo que esta última fornece uma posição mais exata dos caninos impactados e é indicada principalmente para determinar a relação das raízes do canino impactado com a do incisivo lateral adjacente, contribuindo assim para um diagnóstico mais seguro.porém só a tomografia não pode substituir todas as outras. Sobre o tratamento, este dependerá principalmente de sua localização, existindo várias opções, que vão desde a interceptação até a exodontia. Naqueles casos onde não foi possível fazer um diagnóstico precocemente, a exposição cirúrgica e colagem de acessório e tracionamento ortodôntico se faz como a melhor alternativa de tratamento, necessitando de associação interdisciplinar entre a cirurgia e ortodontia. TORMENTA JR. et al (2004), com o objetivo de abordar o aspecto ortodôntico, o diagnóstico e o aspecto cirúrgico, utilizando- se de revisão de literatura de diversos autores chegou a conclusão que quanto ao diagnóstico, este deve conter avaliação clínica e precoce, avaliação do histórico familiar, avaliação radiográfica por meio de tomadas radiográficas periapicais, panorâmicas, oclusais, telerradiografias e tomografia computadorizada. Quanto ao tratamento as alternativas são proservação, por meio de controle radiográfico, transplante autógeno, remoção de canino retido e acesso cirúrgico e tracionamento ortodôntico. Quanto à condição periodontal, a força de tracionamento deverá ser leve e deverá respeitar a direção de tracionamento. Deverá existir economia de tecido ósseo e mucoso durante a cirurgia e proporcionar gengiva inserida. VALDRIGHI (2004) utilizando-se de revisão de literatura, conceituando questões sobre caninos impactados, com relação a tração, considerando diagnóstico na intenção de diminuir problemas. Concluiu que os tratamentos integrados com intervenção multidisciplinar envolvendo vários profissionais abriram muitas possibilidades para o tratamento de caninos retidos, devendo ocorrer uma integração desde o momento da eleição da alternativa de tratamento.

12 12 MARTINS et al., (2005) com o objetivo de avaliar radiograficamente a localização de caninos superiores não irrompidos, utilizando-se de radiografias panorâmicas (setenta radiografias panorâmicas de pacientes com impacção uni ou bilateral de caninos, candidatos a tratamento cirúrgico) relata que a maior parte dos caninos não irrompidos localiza-se próximo ao ponto de contato dos incisivos central e lateral, estando sobreposto ao incisivo lateral. A cúspide está no terço médio das raízes destes dentes.a inclinação predominante foi de 16 a 45 graus, estando a maioria dos caninos distantes 11 a 20 mm do plano oclusal e -4,0 a 5,0 mm da crista óssea alveolar.concluiu também que o estabelecimento e a padronização de métodos de localização de caninos não irrompidos auxilia no plano de tratamento.nos casos de impacção dentária, o diagnóstico correto auxilia no acesso cirúrgico, reduz o tempo técnico e oferece mais precisão durante o processo de aplicação de forças durante o tracionamento. CAPPELLETTE et al., (2008),com o objetivo de revisar os aspectos referentes ao processo de erupção do canino e a importância que este dente tem estética e funcionalmente na dentição, avaliando etiologia, diagnóstico e conduta clínica, através de revisão de literatura de diversos autores e relato de caso clínico concluíram que o diagnóstico precoce torna o prognóstico mais favorável, que o tratamento de caninos impactados no palato é extremamente complexo, e deve-se tentar de todas as formas reposicionar estes dentes no arco devido a sua importância estética e funcional. TITO (2008) com o objetivo de descrever aspectos referentes a incidência, etiologia, diagnóstico e tratamento de caninos superiores permanentes impactados, utilizando-se de revisão de literatura concluiu que não é rara a presença de caninos superiores impactados na clínica odontológica, e que estes dentes são mais freqüentes por palatino, na arcada superior e possuem tendência unilateral do lado esquerdo, principalmente em mulheres.e que é de grande importância a detecção precoce de dentes impactados para prevenir suas conseqüências. OLIVEIRA et al., (2010), com o objetivo de revisar os aspectos relevantes ao diagnóstico precoce e a interceptação dos caninos permanentes superiores com desvios na direção de erupção, a fim de eliminar a necessidade de exposição cirúrgica e o tracionamento ortodôntico dos mesmos,utilizando- se de revisão de

13 13 literatura,concluiram que a extração de caninos decíduos com a finalidade de promover a normalização da direção de erupção dos caninos permanentes superiores se mostra como uma alternativa de tratamento relativamente simples e de baixo custo, e que a determinação do grau de apinhamento e idade dentária do paciente, bem como da angulação e da sobreposição do canino impactado em relação ao incisivo lateral mais próximo, é decisiva para o sucesso da técnica. CONSOLARO (2010) afirmou que entre as consequências possíveis do tracionamento ortodôntico de caninos superiores não irrompidos se enquadram as reabsorções radiculares dos incisivos laterais e pré molares superiores. MANZI (2011), com o objetivo de avaliar as variações de localização e inclinação dos caninos superiores impactados e a reabsorção de dentes adjacentes, analisou 71 pacientes, no período de Janeiro de 2006 a abril de 2008, utilizando-se da tomografia computadorizada de feixe cônico. Concluiu-se que exame clínico e radiográfico são utilizados para o diagnóstico de caninos inclusos, e que é comum a associação de métodos por imagem convencionais para o diagnóstico, tendo a tomografia computadorizada um papel fundamental para se saber com precisão a exata localização, posição e a relação com estruturas e dentes adjacentes. CAPELOZZA FILHO(2011), utilizando-se de casos clínicos de diferentes níveis de complexidade e de revisão de literatura, com o objetivo de apresentar protocolos, vantagens e desvantagens da perfuração e colagem de acessório para o tracionamento de caninos, concluiu que com base na experiência clínica, análise custo benefício e do nível de risco no tracionamento de caninos permanentes não irrompidos levou-os a considerar o protocolo de perfuração do esmalte para tracionamento ortodôntico como mais apropriado quando ao protocolo de Colagem de Acessório para Tracionamento Ortodôntico. CARDOSO(2011), através de ilustração de um caso clínico onde obteve bom resultado estético e periodontal, no qual um canino superior não irrompido foi exposto cirurgicamente, perfurado e idealmente posicionado em oclusão, com tração ortodôntica. Concluiu-se que por meio de caso clínico de um canino superior não irrompido, acessado cirurgicamente e tracionado, por meio de molas de TMA, com forças ortodônticas controladas, o quanto é importante uma abordagem

14 14 interdisciplinar e que o sucesso obtido neste caso clínico avaliado esteve ligado a idade favorável do paciente, bem como a colaboração do mesmo. SIMÃO(2012) relata que a terapêutica mais utilizada é o tracionamento ortodôntico que envolve a exposição cirúrgica, o condicionamento ácido e a colagem de acessório ortodôntico. YAMATE (2012), com o objetivo de abordar o uso do cantilever no tracionamento de canino impactado, descrevendo a etiologia, diagnóstico, tratamento e o controle do tracionamento no movimento dos caninos com o emprego do cantilever. Concluiu que o tratamento da impacção de caninos é um desafio na clínica ortodôntica. Em grande parte das situações, quando o diagnóstico é estabelecido precocemente, a possibilidade de resultados mais satisfatórios é aumentada, além de facilidade na abordagem terapêutica. Além disso, viu que a utilização da técnica do uso do cantilever para tracionamento de caninos possibilita um resultado eficaz e previsível, minimizando os efeitos colaterais no arco ortodôntico.

15 15 3.DISCUSSÃO

16 16 3. DISCUSSÃO Etiologia Segundo LAPPIN (1951), o trajeto longo e tortuoso que o canino tem que percorrer atrasa sua cronologia de irrupção. Os caninos superiores permanentes, depois dos terceiros molares, apresentam maior ocorrência de impacção. Segundo MARZOLA (1995), dente retido é aquele que uma vez chegada a época de iruir, ficam encerrados parcial ou totalmente no interior do osso, com manutenção ou não do saco pericoronário. Existem vários fatores relatados por diferentes autores que justificam a retenção prolongada dos caninos superiores. Outro fator apontado é que a perda prematura do dente decíduo pode ser fator etiológico em alguns casos, entretanto o que é mais observado é que a reabsorção tardia da raiz do canino decíduo pode provocar o deslocamento do canino para palatino. Dentes supranumerários, caninos decíduos e cistos foliculares também podem provocar a retenção do canino superior. AVELLANAL (1946), RIES CENTENO (1964), ARCHER (1966), JACOBY (1983), MARZOLA(1988), NIXON, LOWEY (1990) e MARZOLA (2005). De acordo com MOYERS(1991 apud ALMEIDA et al ),as causas da retenção de caninos podem ser primeiras e secundárias.enumerou com sendo causas primárias: 1. Reabsorção radicular do dente decíduo, 2. Trauma dos germes dos dentes decíduos, 3. Disponibilidade de espaço no arco, 4. Rotação dos germes dos dentes permanentes,

17 17 5. Fechamento prematuro dos ápices radiculares, 6. Irrupção de caninos em áreas de fissuras palatinas, e como causas secundárias: 6.1 Pressão muscular anormal, 6.2 Doenças febris, 6.3 Distúrbios endócrinos, 6.4 Deficiência de Vitamina D BISHARA enumerou causas locais e gerais para a impacção do canino superior. As causas gerais são atribuídas a doenças endócrinas, doenças febris e irradiação. As causas mais comuns, segundo ele, seriam as causas locais, que são resultados de um ou a combinação dos seguintes fatores: tamanho dental, discrepância do comprimento do arco, retenção prolongada ou perda precoce do canino decíduo, posição anormal do germe dental, presença de uma fenda alveolar, anquilose, formação cística ou neoplásica, dilaceração da raiz, ou origem iatrogênica. Segundo RICHARDSON e RUSSEL(2000) existem duas teorias que explicam a impacção de caninos: teoria da orientação, onde afirmam que os dentes supranumerários, odontomas, e outras interferências mecânicas podem alterar a trajetória de erupção do canino. MAAHS, BERTHOLD (2004) destacam que os caninos superiores permanentes impactados tem como principais causas: o longo e tortuoso trajeto de erupção, retenção prolongada e perda precoce de dentes decíduos, ordem cronológica de erupção e anomalia de forma dos incisivos laterais adjacentes. Localização Alguns dos métodos citados para a localização dos caninos impactados são: exame clínico (inspeção e palpação), exame radiográfico e tomografia computadorizada.

18 18 Na anamnese é importante observar a idade do paciente e seus antecedentes familiares de agenesia ou retenções dentárias(cappellette,2008). Segundo BISHARA(1992), os principais sinais a serem observados no exame clínico são: atraso de erupção após os 14 anos de idade, retenção prolongada do canino decíduo, elevação da mucosa labial ou palatina, e migração distal do incisivo lateral superior. A palpação poderá ser feita pela palatina também, caso o contorno ósseo for côncavo por vestibular, para verificar a possibilidade do canino se apresentar nesta região, de acordo com Becker(ALMEIDA et al,.1987). A radiografia periapical segundo ERICSON e KUROL(1987),BISHARA(1992) associadas a análise clínica são suficientes para determinar com precisão em 92% dos casos. Para definir se a localização do canino está por palatino ou vestibular, alguns autores indicam o uso da técnica de CLARK(EDWAN, SHERIDAN 1955, MULICK 1979, SHAPIRA, KUFTINEC,1998) As radiografias oclusais proporcionam a visualização horizontal do canino e a relação com os demais dentes, mas tem como desvantagens a sobreposição das raízes. LEWIS(1971)indicou a radiografia oclusal para auxílio na verificação da relação da coroa do canino com as raízes dos incisivos. Segundo BISHARA et al (1976), JACOBS(1986), e SHROFF(1997) apud ALMEIDA et al,. 2001,a radiografia oclusal demonstra bem a orientação horizontal do canino e a posição da coroa e ápice em relação a outros dentes.porém, nos casos de sobreposição dos caninos com os dentes adjacentes, há limitações na utilização desta técnica. A radiografia panorâmica é extremamente útil para determinar a posição dos caninos não irrompidos em dois planos de espaço, fornece indicações de sua altura com o plano sagital mediano e ainda fornece informações sobre a sua inclinação(cappellette, 2008).

19 19 Segundo BODNER (2001), a tomografia computadorizada é superior aos métodos de imagem convencionais em mostrar a forma multiplanar da coroa e da raiz, a localização do dente incluso em três planos no espaço, fornece um acesso à morfologia de um dente mal formado, relação coroa e raiz, relação raiz e inclinação do dente. A tomografia computadorizada pode mostrar não somente a localização do canino incluso e impactado no sentido vestíbulo lingual, como também a relação do mesmo com as estruturas adjacentes(manzi, 2011). De acordo com ERICSON e KUROL(2000), 33% dos incisivos laterais com reabsorção radicular apareciam normais em radiografias periapicais convencionais. Segundo JACOBS, a tomografia computadorizada é o método mais preciso de localização radiográfica, porém sua dose de radiação relativamente alta limita as indicações para o seu uso; Exposição e Acesso aos caninos impactados, Exposição cirúrgica e colagem de acessórios ou perfuração do esmalte para tracionamento de caninos SILVA FILHO et al., (1994) e KAYTT et al., (1992) citam como grande vantagem, o reduzido desgaste ósseo que é necessário para expor a coroa e proceder a colagem, ressaltando os aspectos positivos de uma cirurgia conservadora. Na técnica de colagem de acessório para tracionamento, a necessidade de um novo procedimento cirúrgico para acessar o canino não irrompido pode ocorrer devido a descolagem do acessório, imediatamente ou após a introdução da força excessiva e ou contaminação durante o procedimento de colagem do acessório ortodôntico (CAPPELLOZZA FILHO 2011). Segundo BISHARA (1992), a colagem direta de braquetes, ganchos, botões ou fios diretamente nos dentes impactados é o procedimento mais utilizado.

20 20 TANAKA et al., (2000) relata que quando há dificuldade de se fazer uma adequada colagem do acessório ortodôntico na coroa do canino impactado para o tracionamento pode-se realizar perfurações na coroa do canino. Porém esta manobra é pouco indicada, pois pode haver danos pulpares pela dificuldade do acesso ideal. Segundo CAPELLOZZA FILHO(2011), a técnica de perfuração do esmalte para tracionamento de caninos, que é aplicada por ele ao longo de trinta anos, compôs uma casuística significativa, com sucesso em 100% dos casos, o que justifica a sua exposição ao meio científico. Segundo o autor supracitado ressalta-se que nunca sequer um canino necessitou ser acessado novamente, evitando-se a repetição do procedimento cirúrgico. Sistemas de Tracionamento SISTEMA BALLISTA Consiste num sistema ortodôntico simplificado à abordagem de dentes impactados. O dente é tracionado pela ação de uma mola que libera força contínua. A mola Ballista pode ser confeccionada com fio de aço inoxidável 014,016 ou 018, cuja a extremidade será inserida no tubo do molar e para evitar sua rotação no tubo faz-se amarração com fio amarrilho 0,25 mm. A extremidade anterior da mola se direciona mesialmente, passando pelas ranhuras dos bráquetes dos pré molares. A porção final da mola se dobra verticalmente para baixo terminando com uma dobra em forma de gota. Quando se leva a porção vertical de encontro ao dente impactado, liga-se a parte horizontal da mola que acumula a energia por meio de um fio de amarrilho 0,25 mm ou elásticos ao referido dente a ser tracionado. Assim, completa-se o sistema que irá movimentar o dente impactado (JACOBY, 1979). CANTILEVERS

21 21 Segundo BASTOS(2003), o cantilever é uma das opções para o tracionamento de caninos impactados por palatino. A principal vantagem desta técnica é que com ela é possível aplicar os princípios biomecânicos, controlando melhor os efeitos colaterais gerados pelos aparelhos ortodônticos.o cantilever é indicado para ser feito o tracionamento, intrusão, inclinação vestibular, e lingual dos dentes, utilizando-se o segmento posterior como unidade reativa.(sakima,2003). A grande vantagem deste método consiste na possibilidade de trabalhar com um sistema de forças definido e com maior controle dos movimentos do canino e das unidades de ancoragem.(almeida et al.,2001). Um dos sistemas que proporcionam o bom controle dos movimentos dos caninos, associados a um menor comprometimento das unidades de ancoragem, corresponde ao emprego dos cantilevers, oferecendo excelente controle no movimento dos caninos. (GANDINI JUNIOR et al., 2009). Ressalta-se que a utilização da técnica do uso do cantilever possibilita uma resultado eficaz e previsível, minimizando os efeitos colaterais no arco ortodôntico.(yamate et al., 2012). Fonte: SISTEMA INTEGRADO: APARELHO ORTODÔNTICO REMOVÍVEL E APARELHO FIXO

22 22 A montagem do aparelho fixo segue os requisitos da técnica a ser utilizada: banda nos primeiros molares com tubos triplos, vestibularmente, e tubos simples, para os segundos molares e os demais dentes com braquetes do sistema pré ajustado. Após o alinhamento e nivelamento inicial, o arco superior foi estabilizado com uma dobra em bypass, na região do canino a ser tracionado e, dobras em ômegas, justaposta aos tubos dos segundos molares e amarrados a estes dentes. O aparelho removível foi construído apresentando grampos auxiliares de retenção em forma de gota, localizados nas ameias de pré molares e entre segundos pré molares e primeiros molares. SISTEMA EMPREGANDO SUPERELÁSTICOS Após a fase cirúrgica da exposição do canino e a colagem do acessório, remove-se o arco principal de aço e um segmento de arco de fio superelástico de níquel titânio é posicionado, havendo a deflexão até se encaixar adequadamente na ranhura do braquete do canino. Instala-se novamente o arco principal, respeitando-se as suas características. SISTEMAS COM APARELHOS ORTODÔNTICOS REMOVÍVEIS Após a etapa cirúrgica de exposição do canino impactado obtém se o modelo de trabalho, no qual será constituído o aparelho ortodôntico removível. A força para o tracionamento do canino será desenvolvida, unindo-se o elástico de diâmetro 3/16 desde o gancho do acessório do canino. SISTEMA DE MOLA SOLDADA AO ARCO PRINCIPAL Após o alinhamento e nivelamento prévio dos dentes, a estabilização do arco superior é feita mediante a utilização de um arco rígido 019 x 025 e por uma barra transpalatina, interligando-se os molares do lado direito e esquerdo, a seguir soldase uma mola construída com fio de aço 20 no arco principal. A força necessária para o tracionamento do dente será produzida, ligando-se a mola ativa ao acessório do canino MECÂNICA DA ALÇA EM CAIXA(ALÇA BOX)

23 23 Uma alça em eixo produz um sistema de força estaticamente indeterminado.quando utilizada para alinhamento do canino, ela é confeccionada com fio TMA 017 x025. A ativação da alça em caixa depende da posição desejada para o canino nos planos sagital e horizontal do espaço.

24 24 4.CONCLUSÃO

25 25 4. CONCLUSÃO Através de toda a temática abordada pode-se concluir que para se definir o melhor plano de tratamento, que é aquele que deve oferecer o prognóstico mais favorável, é necessário entender as causas que impediram a erupção correta do canino(etilogia), bem como definir corretamente o seu posicionamento (localização), para que assim sejamos capazes de traçar as alternativas mais favoráveis para o seu tracionamento e posicioná-lo corretamente na arcada dentária. Para definir a localização do canino permanente superior retido ou impactado, o profissional deverá utilizar de todos os meios necessários (inspeção e palpação, tomadas radiográficas periapicais, radiografia panorâmica, utilização da técnica de Clark, e a tomografia computadorizada) que lhe garantam a certeza da localização exata para correto acesso cirúrgico e posterior tracionamento. Sendo que a maioria dos autores, seguindo uma sequência cronológica, constatou que a tomografia computadorizada oferece com maior precisão,a localização destes dentes, e tem sido o método de eleição quando persiste alguma dúvida depois de realizadas as outras técnicas. A maioria dos autores concorda que quanto mais precocemente é realizado o diagnóstico do canino superior permanente impactado, mais facilmente será a terapêutica utilizada para posicioná-lo no arco dentário, e menos injúrias poderão atingir os dentes visinhos e as estruturas adjacentes.além disso, a maioria também relata que uma abordagem multidisciplinar (ortodontista e bucomaxilofacial) resultou em resultados mais satisfatórios e que a cooperação do paciente foi de fundamental importância para o sucesso dos diferentes tratamentos propostos. Foi possível constatar que os casos que chegam aos consultórios de caninos superiores permanentes impactados não são raros, e é necessário que o profissional tenha a perícia necessária para avaliar precocemente esses casos, diagnosticar possíveis alterações que podem levar à sua impacção, e quando ele já se apresentar impactado, é necessário que o profissional se familiarize com os métodos para localizá-lo e tenha conhecimento suficiente para elaborar o plano de tratamento ideal para cada caso, tentando devolver ao paciente a função e estética que o canino superior permanente oferece à oclusão.

26 26 5. REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS

27 27 5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ALMEIDA, R. R.; FUZIY, A.; ALMEIDA, M. R.; ALMEIDA PEDRIN, R. R.; HENRIQUES, J. F. C.; INSABRALDE, C. M. B. Abordagem da impactação e/ou irrupção ectópica dos caninos permanentes: considerações gerais, diagnóstico e terapêutica. Rev. Dental Press Ortodon. Ortop. Facial, Maringá, v. 6, n. 1, p , jan./fev BISHARA, S. E. et al., Impacted maxillary canines: A review. Amer. J. Orthodont., Dentofac. Orthop., v. 101, p , BODNER L, BAR-ZIV J, BECKER A. Image accuracy of plain film radiography and computerized tomography in assessing morphological abnormality of impacted teeth. American Journal of Orthodontics and Dentofacial Orthopedics. V.120,n.6, p CAPPELLETTE, M. et al. Caninos permanentes retidos por palatino: diagnóstico e terapêutica uma sugestão técnica de tratamento. Rev Dent Press Ortodon Ortopedi Facial, Maringá, v.13, n.1, p.60-73, jan./fev CAPELOZZA Filho L, Consolaro A, Cardoso MA, Siqueira DF. Perfuração do esmalte para o tracionamento de caninos: vantagens, desvantagens, descrição da técnica cirúrgica e biomecânica. Dental Press J Orthod Sept-Oct;16(5): CARDOSO. M.A, et al. Tracionamento de canino permanente superior: relato de caso clínico.dental Press, p , ago./ set 2011 CONSOLARO, A; CONSOLARO - ORTIZ, M. F. M.; SANTAMARIA, M. Jr. A anquilose não é induzida pelo movimento ortodôntico. Os restos epiteliais de Malassez na fisiologia periodontal. Rev Clin Ortodon Dental Press, Maringá, v.9, n.2, p , abr./maio ERICSON, S.; KUROL, J. Radiographic examination of ectopically erupting maxillary canines. Am. J. Orthod. Dentofacial Orthop., St. Louis, v. 91, no. 6, p , June 1987.

28 28 JACOBS, S.G. Localization of the unerupted maxillary canine. Aust Dent J, Sidney, v. 9, p , Oct LEWIS, R. D. Preorthodontic surgery in the treatment of impacted canines. Am. J. Orthod., St Louis, v. 60, n. 4, p , oct., MAAHS, M. A. P.; BERTHOLD, T. B. Etiologia, Diagnóstico e Tratamento de Caninos. Superiores Permanentes Impactados. Rev Ciênc Méd Biol, Salvador, v.3, n.1, p , jan./jun MANZI et al. Uso da Tomografia Computadorizada para Diagnóstico de Caninos Inclusos. ROBRAC, Goiânia, v.20, n.53, MARTINS, P. P. et al. Avaliação Radiográfica da Localização de Caninos Superiores não Irrompidos. Rev Dent Press Ortodon Ortopedi Facial, Maringá, v.10, n.4, p , jul./ago MARZOLA, C. Retenção Dental. 2ª. ed. São Paulo: Pancast, 1995, p.286. OLIVEIRA, G. S. Diagnóstico precoce e interceptação dos caninos superiores permanentes com direção ectópica de erupção.rev. Clín. Ortodon. Dental Press, Maringá, v. 8, n. 6, dez. 2009/jan TANAKA, O. CD., MO, DANIEL, R. F., VIEIRA, S. W. The dilemma of impacted maxillary canines. Ortodon. Gaúch; 4 (2): 123-8, jul.-dez.2000.ilus. TITO, M.A. et al.caninos Superiores impactados bilateralmente, RGO, Porto Alegre, v. 56, n.2, p , abr./jun TORMENA JR, R. et al. Caninos superiores retidos: uma reabilitação estética e funcional. J Bras Ortodon Ortop Facial, Curitiba, v.9, n. 49, p.77-86, RICHARDSON, G.; RUSSELL, K. A. A review of impacted permanent maxillary cuspids-diagnosis and prevention. J Can Dent Assoc, Ottawa, v. 66, no. 9, p , Oct SIMÃO. M. T, et al. Tracionamento Ortodôntico de caninos impactados por palatino.revista Faipe, v.2, n.1, pg

29 29 VALDRIGHI, H. C. et al. Métodos para Tracionamento de Caninos Impactados. RGO, Porto Alegre, v.52, n.3, p , YAMATE Edson Minoru et al. Tracionamento de Canino impactado com uso do cantilever.revista Faipe, v.2, n.1, pg

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE FUNORTE MEGLEINE CAMILO SILVA MONTEIRO TÉCNICAS DE TRACIONAMENTO DE CANINO SUPERIOR IMPACTADO

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE FUNORTE MEGLEINE CAMILO SILVA MONTEIRO TÉCNICAS DE TRACIONAMENTO DE CANINO SUPERIOR IMPACTADO INSTITUTO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE FUNORTE MEGLEINE CAMILO SILVA MONTEIRO TÉCNICAS DE TRACIONAMENTO DE CANINO SUPERIOR IMPACTADO Águas Claras-DF 2014 MEGLEINE CAMILO SILVA MONTEIRO TÉCNICAS DE TRACIONAMENTO

Leia mais

Uso da Tomografia Computadorizada para Diagnóstico de Caninos Inclusos

Uso da Tomografia Computadorizada para Diagnóstico de Caninos Inclusos ISSN 1981-3708 Uso da Tomografia Computadorizada para Diagnóstico de Caninos Inclusos Use of Computed Tomography for Diagnostics of Canines Included Flávio R. MANZI 1, Emanuelle F. FERREIRA 2, Tatiana

Leia mais

REVISÃO DE LITERATURA

REVISÃO DE LITERATURA 0 FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS - FUNORTE INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MÔNICA DA SILVA PORTO CANINOS IMPACTADOS E ECTÓPICOS: REVISÃO DE LITERATURA SANTA CRUZ DO SUL, RS 2013 1 MÔNICA DA SILVA PORTO

Leia mais

Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico

Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico Caso Clínico Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico Plínio Coutinho Vilas Boas*, Luís Antônio Alves Bernardes**, Matheus Melo Pithon***, Diogo Piacentini

Leia mais

TRACIONAMENTO ORTODÔNTICO DE DENTES INCLUSOS UTILIZANDO DIFERENTES MÉTODOS

TRACIONAMENTO ORTODÔNTICO DE DENTES INCLUSOS UTILIZANDO DIFERENTES MÉTODOS TRACIONAMENTO ORTODÔNTICO DE DENTES INCLUSOS UTILIZANDO DIFERENTES MÉTODOS Igor Constantin Merlini* Júlia Melo de Abreu Vieira* Juliana Vieira Claudino* Klinger Pascoal Pereira* Larissa Costa Cardoso*

Leia mais

Caninos permanentes retidos por palatino: diagnóstico e terapêutica uma sugestão técnica de tratamento

Caninos permanentes retidos por palatino: diagnóstico e terapêutica uma sugestão técnica de tratamento A r t i g o In é d i t o Caninos permanentes retidos por palatino: diagnóstico e terapêutica uma sugestão técnica de tratamento Mario Cappellette*, Mario Cappellette Jr.**, Luciana Cappellette Monteiro

Leia mais

Programa Laboratorial (hands on em Manequim)

Programa Laboratorial (hands on em Manequim) PROGRAMA DE CURSO DE EXCELÊNCIA EM ORTODONTIA COM 8 MÓDULOS DE 2 DIAS MENSAIS Prof. ROQUE JOSÉ MUELLER - Tratamento Ortodôntico de alta complexidade em adultos : diagnóstico, planejamento e plano de tratamento.

Leia mais

Reginaldo César Zanelato

Reginaldo César Zanelato Reginaldo César Zanelato Nos pacientes portadores da má oclusão de Classe II dentária, além das opções tradicionais de tratamento, como as extrações de pré-molares superiores e a distalização dos primeiros

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRAS CANINOS INCLUSOS: ETIOLOGIA, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO. UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRAS CANINOS INCLUSOS: ETIOLOGIA, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO. UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRAS CANINOS INCLUSOS: ETIOLOGIA, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO. UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA EVERSON MARTINS Monografia apresentada ao Programa de Especialização em Ortodontia

Leia mais

TRACIONAMENTO ORTODÔNTICO-CIRÚRGICO DE CANINO SUPERIOR IMPACTADO: REVISÃO DE LITERATURA

TRACIONAMENTO ORTODÔNTICO-CIRÚRGICO DE CANINO SUPERIOR IMPACTADO: REVISÃO DE LITERATURA http://www.institutowerneck.com INSTITUTO DE ENSINO E PESQUISA DE CRUZEIRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA TRACIONAMENTO ORTODÔNTICO-CIRÚRGICO DE CANINO SUPERIOR IMPACTADO: REVISÃO DE LITERATURA

Leia mais

TRACIONAMENTO DE CANINO INCLUSO

TRACIONAMENTO DE CANINO INCLUSO 10 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRAS MILENA HIROTA FERNANDES TRACIONAMENTO DE CANINO INCLUSO Monografia apresentada ao Programa de Especialização em Ortodontia do ICS FUNORTE/SOEBÁS NÚCLEO

Leia mais

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Técnicas Radiográficas Periapical Exame do dente e osso alveolar que o rodeia; Interproximal Diagnóstico de cáries proximais, excessos marginais de restaurações;

Leia mais

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico.

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico. Introdução CONTENÇÕES EM ORTODONTIA em ortodontia é o procedimento para manter um dente recém- movimentado em posição por um período suficientemente prolongado para assegurar a manutenção da correção ortodôntica

Leia mais

Tracionamento ortodôntico de dentes impactados.

Tracionamento ortodôntico de dentes impactados. Sunamita Bezerra Pereira Balduino. Tracionamento ortodôntico de dentes impactados. Goiânia - GO 2012 Sunamita Bezerra Pereira Balduíno Tracionamento ortodôntico de dentes impactados Monografia apresentada

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO APARELHO Componentes do aparelho extrabucal 3

APRESENTAÇÃO DO APARELHO Componentes do aparelho extrabucal 3 Série Aparelhos Ortodônticos EXTRABUCAL INTRODUÇÃO A ancoragem extrabucal ainda é um dos recursos mais utilizados e recomendados no tratamento da má oclusão de Classe II, primeira divisão, caracterizada

Leia mais

FECHAMENTO DE ESPAÇOS

FECHAMENTO DE ESPAÇOS FECHAMENTO DE ESPAÇOS Rua 144, n 77 - Setor Marista - Goiânia (GO) - CEP 74170-030 - PABX: (62) 278-4123 - 1 - Introdução Podemos definir essa etapa do tratamento ortodôntico como aquela onde o principal

Leia mais

RECUPERADORES DE ESPAÇO E SUA APLICAÇÃO CLÍNICA

RECUPERADORES DE ESPAÇO E SUA APLICAÇÃO CLÍNICA FOL Faculdade de Odontologia de Lins / UNIMEP RECUPERADORES DE ESPAÇO E SUA APLICAÇÃO CLÍNICA GUIDELINES ON THE USE OF SPACE REGAIN RENATO RODRIGUES DE ALMEIDA Professor assistente doutor do Departamento

Leia mais

Palavras chaves: Traumatismos dentários ; Dentes decíduos ; Dentes permanentes

Palavras chaves: Traumatismos dentários ; Dentes decíduos ; Dentes permanentes TRAUMATISMO EM DENTES DECÍDUOS E SUA REPERCUSSÃO EM DENTES PERMANENTES JOVENS: RELATO DE CASO Márcia Cançado FIGUEIREDO 1 ;Sérgio Estelita Cavalcante BARROS 1 ;Deise PONZONI 1 Raissa Nsensele NYARWAYA

Leia mais

Verticalização de Molares

Verticalização de Molares Curso de Aperfeiçoamento em Ortodontia Verticalização de Molares Prof.: Paulo César Principais causas 1. Perdas precoce de molares decíduos Principais causas 2. Anodontia de 2 pré-molares !"#$"$%&'()*(+,($%-"%.+/0.+"123!

Leia mais

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical Mordida Profunda Definição Trespasse vertical Mordida Profunda Diagnóstico Os fatores que contribuem variam de acordo com a oclusão: u Em boas oclusões é determinda por fatores dentários: t Comprimento

Leia mais

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA RADIOLOGIA EM ORTODONTIA Sem dúvida alguma, o descobrimento do RX em 1.895, veio revolucionar o diagnóstico de diversas anomalias no campo da Medicina. A Odontologia, sendo área da saúde, como não poderia

Leia mais

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente,

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente, Série Aparelhos Ortodônticos MÁSCARA FACIAL INTRODUÇÃO Inúmeras formas de tratamento têm sido relatadas para a correção precoce da má oclusão de Classe III. No entanto, talvez por muitos casos necessitarem

Leia mais

MÁ-OCLUSÃO. Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal

MÁ-OCLUSÃO. Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal MÁ-OCLUSÃO Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal Sanitarista: Inconveniente estético ou funcional de grande magnitude que possa interferir no relacionamento do indivíduo

Leia mais

Série Aparelhos Ortodônticos: Barra Transpalatina

Série Aparelhos Ortodônticos: Barra Transpalatina Série Aparelhos Ortodônticos barra transpalatina INTRODUÇÃO A barra transpalatina (BTP) tem sido aplicada na mecânica ortodôntica de forma crescente e em muitas situações clínicas. Isto pela característica

Leia mais

MANTENEDORES DE ESPAÇO

MANTENEDORES DE ESPAÇO MANTENEDORES DE ESPAÇO Conceito São aparelhos ortodônticos usados para manter o espaço nas arcadas dentárias, por perda precoce de dentes decíduos. Classificação Quanto ao uso: fixos semifixos removíveis

Leia mais

IGC - Índice do Grau de Complexidade

IGC - Índice do Grau de Complexidade IGC - Índice do Grau de Complexidade Uma medida da complexidade do caso DI -American Board of Orthodontics Autorização American Board of Orthodon1cs- ABO Atualização: 13.05.2013 12. Outros Itens pontuados

Leia mais

LINK CATÁLOGO DE EXAMES

LINK CATÁLOGO DE EXAMES Porque pedir um exame radiográfico? LINK CATÁLOGO DE EXAMES O exame radiográfico é solicitado para a visualização clinica das estruturas ósseas da cavidade bucal. Para isso, existem as mais diversas técnicas

Leia mais

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA 1 ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA INTRODUÇÃO O período da dentição mista inicia-se por volta dos 6 anos de idade com a erupção dos primeiros molares permanentes, e termina ao redor dos 12 anos de idade, com

Leia mais

Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética

Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética Figura 9 1A Diagrama de secção transversal mostrando um implante no local do incisivo. A forma côncava do rebordo vestibular é evidenciada.

Leia mais

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso Caso Clínico Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso José Euclides Nascimento* Luciano da Silva

Leia mais

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa o superiores e splint removível vel inferior MORO, A.; et al. Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de aço superiores

Leia mais

INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS

INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS Miguel da Nóbrega Médico Especialista em Estomatologia DUO Faculdade de Cirurgia Dentária Universidade Toulouse miguel.nobrega@ortofunchal.com INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS ETIOLOGIA Aos anos, na maior

Leia mais

ELEMENTOS ESSENCIAIS DIAGNÓSTICO. Prof. Hélio Almeida de Moraes.

ELEMENTOS ESSENCIAIS DIAGNÓSTICO. Prof. Hélio Almeida de Moraes. ELEMENTOS ESSENCIAIS DE DIAGNÓSTICO Prof. Hélio Almeida de Moraes. ÍNDICE INTRODUÇÃO 1 Documentação do Paciente: 2 1- Ficha Clínica:- 2 A- Identificação: 2 B- Anamnese: 3 História da Família 3 História

Leia mais

Palavras-chave: Dente não-erupcionado; Dente impactado; Cúspide; Maloclusão; Ortodontia corretiva Abstract

Palavras-chave: Dente não-erupcionado; Dente impactado; Cúspide; Maloclusão; Ortodontia corretiva Abstract Rev Inst Ciênc Saúde 2007; 25(1):75-83 Caninos não irrompidos alternativas de tratamento Impacted canine treatment alternatives Roberto Hiroshi Matsui* Inês K. Nakamura Kamitsuji** Luís Paulo Ferreira

Leia mais

LOCALIZAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE TERCEIROS MOLARES: ANÁLISE RADIOGRÁFICA LOCALIZATION AND CLASSIFICATION OF THIRD MOLARS: RADIOGRAPHIC ANALISYS.

LOCALIZAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE TERCEIROS MOLARES: ANÁLISE RADIOGRÁFICA LOCALIZATION AND CLASSIFICATION OF THIRD MOLARS: RADIOGRAPHIC ANALISYS. 18 LOCALIZAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE TERCEIROS MOLARES: ANÁLISE RADIOGRÁFICA LOCALIZATION AND CLASSIFICATION OF THIRD MOLARS: RADIOGRAPHIC ANALISYS. TRENTO, Cleverson Luciano 1 ; ZINI, Michel Moreira 2 ;

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL Montagem das Pastas As pastas devem estar organizadas na seguinte ordem: I- Externo Página Título: colocar na capa frontal da pasta (a capa tem um envelope plástico para esta finalidade). BOARD BRASILEIRO

Leia mais

Técnicas radiográficas. Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia. Técnicas Radiográficas Intraorais. Técnicas Radiográficas

Técnicas radiográficas. Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia. Técnicas Radiográficas Intraorais. Técnicas Radiográficas Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia Técnicas radiográficas Divididas em dois grandes grupos: Técnicas Intraorais Profª Paula Christensen Técnicas Radiográficas Técnicas Extraorais Técnicas

Leia mais

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Em um dente íntegro, suas imagens são facilmente identificáveis, pois já conhecemos a escala de radiopacidade. Estudamos as imagens das estruturas anatômicas, suas

Leia mais

Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada

Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada Caso Clínico Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada Leopoldino Capelozza Filho*, Mauricio de Almeida Cardoso**, João Cardoso Neto***

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR FUNÇÃO: Recuperação / Reabilitação SUBFUNÇÃO OU COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

Efetividade na Correção da Irrupção Ectópica dos Primeiros Molares Permanentes

Efetividade na Correção da Irrupção Ectópica dos Primeiros Molares Permanentes Efetividade na Correção da Irrupção Ectópica dos Primeiros Molares Permanentes Effectiveness on Correction of the Ectopic Eruption of the First Permanent Molars Autores: Eto*, L.F.; Correa** P.H.; Da Silva***

Leia mais

TIP-EDGE e a TÉCNICA DIFERENCIAL DO ARCO RETO.

TIP-EDGE e a TÉCNICA DIFERENCIAL DO ARCO RETO. TIP-EDGE e a TÉCNICA DIFERENCIAL DO ARCO RETO....Tip-Edge é um braquete com um slot edgewise modificado, pré-ajustado, que permite inclinação da coroa em uma direção e ainda cria ancoragem através de movimento

Leia mais

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO EXAME CLÍNICO DA DOENÇA PERIODONTAL DIAGNÓSTICO PERIODONTAL CONSISTE O DIAGNÓSTICO NA ANÁLISE DO PERIODONTAL HISTÓRICO DO CASO, NA AVALIAÇÃO DOS SINAIS CLÍNICOS E SINTOMAS, COMO TAMBÉM DOS RESULTADOS DE

Leia mais

Alternativa Clínica para Recuperação de Espaço de Dentes Impactados

Alternativa Clínica para Recuperação de Espaço de Dentes Impactados CASO CLÍNICO Alternativa Clínica para Recuperação de Espaço de Dentes Impactados Clinical Alternative to Space Gain for Impacted Teeth Paulo Cesar Raveli CHIAVINI* Luiz Gonzaga GANDINI JR** Ary dos SANTOS-PINTO**

Leia mais

ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR NO TRATAMENTO DE AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS SUPERIORES E DE IMPACTAÇÃO DE CANINO SUPERIOR: RELATO DE CASO

ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR NO TRATAMENTO DE AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS SUPERIORES E DE IMPACTAÇÃO DE CANINO SUPERIOR: RELATO DE CASO 1 ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR NO TRATAMENTO DE AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS SUPERIORES E DE IMPACTAÇÃO DE CANINO SUPERIOR: RELATO DE CASO Multidisciplinary approach for agenesis treatment of upper lateral

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Analisando-se a imagem de um dente íntegro, todas as suas partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos sua escala de radiopacidade e posição

Leia mais

Extração Seriada, uma Alternativa

Extração Seriada, uma Alternativa Artigo de Divulgação Extração Seriada, uma Alternativa Serial Extraction, an Alternative Procedure Evandro Bronzi Resumo A extração seriada é um procedimento ortodôntico que visa harmonizar

Leia mais

1. Introdução. 2. Fios ortodônticos. Centro de Pós Graduação em Ortodontia

1. Introdução. 2. Fios ortodônticos. Centro de Pós Graduação em Ortodontia 1. Introdução O alinhamento e o nivelamento é o primeiro estágio do tratamento ortodôntico com aparelho fixo. Alinhamento significa colocar os braquetes e os tubos alinhados no sentido vestibulolingual.

Leia mais

ANOMALIAS DENTÁRIAS EM PACIENTES PORTADORES DE FISSURAS LABIOPALATINAS: REVISÃO DE LITERATURA

ANOMALIAS DENTÁRIAS EM PACIENTES PORTADORES DE FISSURAS LABIOPALATINAS: REVISÃO DE LITERATURA Edited by Foxit PDF Editor Copyright (c) by Foxit Software Company, 2004 For Evaluation Only. ANOMALIAS DENTÁRIAS EM PACIENTES PORTADORES DE FISSURAS LABIOPALATINAS: REVISÃO DE LITERATURA DENTAL ANOMALIES

Leia mais

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações 1 INTRODUÇÃO Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações desse padrão. Vale a pena relembrarmos a definição

Leia mais

Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico

Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico CASO CLÍNICO Setup: a Diagnosis Assistance in Orthodontics Michelle Santos VIANNA* Armando Yukio SAGA** Fernando Augusto CASAGRANDE*** Elisa Souza CAMARGO****

Leia mais

APRESENTAÇÃO DAS BANDAS TIPOS:

APRESENTAÇÃO DAS BANDAS TIPOS: 1 2 BANDAS ORTODÔNTICAS Introdução Para entendermos a real importância destes componentes de um aparelho ortodôntico, devemos inicialmente compreender qual a função da bandagem frente à um complexo sistema

Leia mais

Série Aparelhos Ortodônticos

Série Aparelhos Ortodônticos Série Aparelhos Ortodônticos Em geral, o protocolo de tratamento nos casos de Classe III, principalmente naqueles com deficiência maxilar, tem sido a disjunção, seguida pela protração da ma-xila. De acordo

Leia mais

ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL

ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL Vamos descrever a seguir as principais imagens das alterações da raiz dental. As ocorrências, em sua maioria, são provenientes de causas patológicas. FORMA

Leia mais

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior A RTIGO DE D IVULGA ÇÃO Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior Roberto M. A. LIMA FILHO*, Anna Carolina LIMA**, José H. G. de OLIVEIRA***, Antonio C. de

Leia mais

ISABEL CRISTINA DA SILVEIRA MACHADO CANINOS INCLUSOS NITERÓI RJ

ISABEL CRISTINA DA SILVEIRA MACHADO CANINOS INCLUSOS NITERÓI RJ ISABEL CRISTINA DA SILVEIRA MACHADO CANINOS INCLUSOS NITERÓI RJ 2011 ISABEL CRISTINA DA SILVEIRA MACHADO CANINOS INCLUSOS Monografia apresentada ao curso de Especialização em Ortodontia da Faculdade Redentor,

Leia mais

Impacção Dentária: Condutas Clínicas - Apresentação de Casos Clínicos

Impacção Dentária: Condutas Clínicas - Apresentação de Casos Clínicos Artigo de Divulgação Relatos clínicos e de técnicas, investigações científicas e revisões literárias Impacção Dentária: Condutas Clínicas - Apresentação de Casos Clínicos Os autores discutem as condutas

Leia mais

ANA PAULA PERES PRETTI PISCITELLI DENTES IMPACTADOS NITERÓI

ANA PAULA PERES PRETTI PISCITELLI DENTES IMPACTADOS NITERÓI 1 ANA PAULA PERES PRETTI PISCITELLI DENTES IMPACTADOS NITERÓI 2012 2 ANA PAULA PERES PRETTI PISCITELLI DENTES IMPACTADOS Monografia apresentada a Faculdade Redentor, como requisito para obtenção do título

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ESTUDAR COM ATENÇÃO AMPLIAR AS IMAGENS PARA OBSERVAR OS DETALHES O periodonto (peri= em redor de; odontos = dente) compreende a gengiva, o ligamento periodontal,

Leia mais

CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA. APROVADO: MEC e CFO

CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA. APROVADO: MEC e CFO CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA APROVADO: MEC e CFO 1º. MÓDULO: 1º. DIA: Apresentação da Especialização / Aula teórica de Classificação das Más-oclusões 2º. DIA: Aula teórica de Etiologia

Leia mais

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual Universidade de Brasília Departamento de Odontologia OCLUSÃO! NOÇÕES DE OCLUSÃO! Estudo das relações estáticas e dinâmicas entre as estruturas do sistema mastigatório!! Movimentos mandibulares Disciplina

Leia mais

Transposição dentária: um desafio na clínica ortodôntica - relato de caso

Transposição dentária: um desafio na clínica ortodôntica - relato de caso Caso Clínico Transposição dentária: um desafio na clínica ortodôntica - relato de caso Otávio José Praxedes Neto*, Sergei Godeiro Fernandes Rabelo Caldas**, Angela Maria de Medeiros** Resumo Transposição

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO 474 UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO Fábio André Werlang 1 Marcos Massaro Takemoto 2 Prof Elton Zeni 3 RESUMO

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS 31) Sobre a reabsorção localizada severa, é correto afirmar que a) os dentes com dilaceração são fatores de risco. b) o tratamento ortodôntico não é o principal fator etiológico.

Leia mais

Contribuição ao estudo ortodôntico para caninos superiores impactados e. Contribution to the orthodontics study for impacted maxillary canine and

Contribuição ao estudo ortodôntico para caninos superiores impactados e. Contribution to the orthodontics study for impacted maxillary canine and Título Contribuição ao estudo ortodôntico para caninos superiores impactados e reabsorção radicular externa de incisivo lateral. Título em inglês Contribution to the orthodontics study for impacted maxillary

Leia mais

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa.

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa. Mauro A Dall Agnol UNOCHAPECÓ mauroccs@gmail.com Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Dentística I Terapêutica ou protética; Simples, composta

Leia mais

Mini-implantes ortodônticos como auxiliares da fase de retração anterior

Mini-implantes ortodônticos como auxiliares da fase de retração anterior A r t i g o In é d i t o Mini-implantes ortodônticos como auxiliares da fase de retração anterior Carlo Marassi*, Cesar Marassi** Resumo Introdução: os mini-implantes ortodônticos se estabeleceram como

Leia mais

Tracionamento ortodôntico: possíveis consequências nos caninos superiores e dentes adjacentes

Tracionamento ortodôntico: possíveis consequências nos caninos superiores e dentes adjacentes I n s i g h t O r t o d ô n t i c o Tracionamento ortodôntico: possíveis consequências nos caninos superiores e dentes adjacentes Parte 3: anquilose alveolodentária, reabsorção dentária por substituição,

Leia mais

Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção

Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção Um novo conceito de ver e atuar com os aparelhos ortodônticos removíveis José Roberto Ramos Na maioria dos casos, o emprego dos aparelhos ortodônticos

Leia mais

Cobertura dos Planos Odontológicos OdontoPrev

Cobertura dos Planos Odontológicos OdontoPrev Cobertura dos Planos Odontológicos OdontoPrev Plano Integral... TRATAMENTO AMBULATORIAL/DIAGNÓSTICO Consulta EMERGÊNCIA Colagem de fragmentos (consiste na recolocação de partes de dente que sofreu fratura,

Leia mais

Título: ALEXANDER DISCIPLINE, NOVO CONCEITO EM ORTODONTIA

Título: ALEXANDER DISCIPLINE, NOVO CONCEITO EM ORTODONTIA Título: ALEXANDER DISCIPLINE, NOVO CONCEITO EM ORTODONTIA Resumo: Sistema elaborado para se obter excelentes resultados de maneira simples e organizada, simplificando a mecânica ortodôntica reduzindo o

Leia mais

Aparelho Arco E-1886E. Partes do aparelho

Aparelho Arco E-1886E. Partes do aparelho BRÁQUETES Aparelho Arco E-1886E Partes do aparelho Aparelho Arco E -1886 APARELHO PINO E TUBO - 1912 Arco Cinta -1915 Aparelho Edgewise - 1925 Braquete original Os primeiros bráquetes eram.022 de uma liga

Leia mais

Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report

Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report RELATO DE CASO Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report MARCOS VALÉRIO FERRARI 1 JOSÉ RICARDO SCANAVINI 2

Leia mais

Borracha Natural - conservação amônia. vulcanizado. Sintéticos carvão,petróleo e álcoois vegetais TIPOS DE ELÁSTICOS

Borracha Natural - conservação amônia. vulcanizado. Sintéticos carvão,petróleo e álcoois vegetais TIPOS DE ELÁSTICOS Curso de Aperfeiçoamento em Ortodontia Elásticos TIPOS DE ELÁSTICOS Borracha Natural - conservação amônia sensível ao ozônio vulcanizado Sintéticos carvão,petróleo e álcoois vegetais Elasticidade é a propriedade

Leia mais

Má oclusão Classe I de Angle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes*

Má oclusão Classe I de Angle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes* C a s o C l í n i c o O Má oclusão Classe I de ngle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes* Marco ntônio Schroeder** Resumo Este relato de caso descreve o tratamento de

Leia mais

Impactação e Erupção Ectópica dc de Caninos Permanentes: Diagnóstico e Terapêutica

Impactação e Erupção Ectópica dc de Caninos Permanentes: Diagnóstico e Terapêutica Impactação e Erupção Ectópica dc de Caninos Permanentes: Considerações Gerais, Diagnóstico e Terapêutica Objetivo Revisar aspectos da etiologia, diagnóstico e conduta clínica para caninos impactados ou

Leia mais

2. Quando o implante dental é indicado?

2. Quando o implante dental é indicado? Dúvidas sobre implantodontia: 1. O que são implantes? São cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior),

Leia mais

Aula 9: Laudo Radiográfico

Aula 9: Laudo Radiográfico Aula 9: Laudo Radiográfico Autora: Profª. Rosana da Silva Berticelli Edição: Luana Christ e Bruna Reuter Definição: É a interpretação das imagens radiográficas, reconhecendo as estruturas e reparos anatômicos

Leia mais

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada?

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? A avaliação da estética facial, bem como sua relação com a comunicação e expressão da emoção, é parte importante no

Leia mais

ANATOMIA INTERNA DENTAL

ANATOMIA INTERNA DENTAL ANATOMIA INTERNA DENTAL Cavidade Pulpar: Espaço no interior dos dentes onde se aloja a polpa. Esta cavidade reproduz a morfologia externa do dente,podendo se distinguir duas porções: uma coronária e outra

Leia mais

Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética

Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética Caso Clínico BBO Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética Ione Helena Vieira Portella Brunharo 1 O preparo ortodôntico para tratamento cirúrgico do padrão esquelético de

Leia mais

Método Alternativo de Tracionamento de Caninos Superiores Impactados

Método Alternativo de Tracionamento de Caninos Superiores Impactados CASO CLÍNICO Método Alternativo de Tracionamento de Caninos Superiores Impactados An Alternative Method of the Impacted Maxillary Canines Traction Ernani Menezes MARCHIORO* Luciane HAHN** MARCHIORO, E.M.;

Leia mais

Assessoria ao Cirurgião Dentista. Publicação mensal interna a Papaiz edição 1I maio de 2014. 11 3894 3030 papaizassociados.com.br

Assessoria ao Cirurgião Dentista. Publicação mensal interna a Papaiz edição 1I maio de 2014. 11 3894 3030 papaizassociados.com.br Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna a Papaiz edição 1I maio de 2014 11 3894 3030 papaizassociados.com.br 11 3894 3030 papaizassociados.com.br IMPORTÂNCIA DOS EXAMES RADIOGRÁFICOS

Leia mais

Caninos Superiores Retidos: uma Reabilitação Estética e Funcional

Caninos Superiores Retidos: uma Reabilitação Estética e Funcional REVISÃO DA LITERATURA Caninos Superiores Retidos: uma Reabilitação Estética e Funcional Impacted Upper Canines: Aesthetic and Functional Rehabilitation Romão Tormena Jr* Mário Vedovello Filho** Saturnino

Leia mais

Tomografia Computorizada Dental

Tomografia Computorizada Dental + Universidade do Minho M. I. Engenharia Biomédica Beatriz Gonçalves Sob orientação de: J. Higino Correia Tomografia Computorizada Dental 2011/2012 + Casos Clínicos n Dentes privados do processo de erupção

Leia mais

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções)

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) 13. CONEX Pôster Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( x ) SAÚDE ( ) TRABALHO

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR PREFEITURA DE BELO HORIZONTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR COORDENAÇÃO TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL

Leia mais

COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS

COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO 01. DIAGNÓSTICO Exame clínico inicial Consultas com hora marcada Exame clínico final Exame admissional (exame de sanidade dentária) 02. ATENDIMENTO DE

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL. http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL. http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias A escolha dos casos a serem apresentados deverá seguir

Leia mais

Radiografia Panorâmica

Radiografia Panorâmica Unidade Clínica I Radiografia Panorâmica 18.10.2012 1 Introdução A radiografia panorâmica (também chamada de ortopantomografia) produz uma só imagem, tomográfica, das estruturas da face, incluindo as arcadas

Leia mais

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente).

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). Consiste na regularização do alvéolo (local onde está inserido o dente), geralmente após a

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia DISCIPLINAS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ODONTOPEDIATRIA 1. ODONTOPEDIATRIA PROFESSOR RESPONSÁVEL:

Leia mais

TÉCNICA CIRÚRGICA PARA TRACIONAMENTO DE DENTES ANTERIORES IMPACTADOS: RELATO DE CASO

TÉCNICA CIRÚRGICA PARA TRACIONAMENTO DE DENTES ANTERIORES IMPACTADOS: RELATO DE CASO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE ODONTOLOGIA TÉCNICA CIRÚRGICA PARA TRACIONAMENTO DE DENTES ANTERIORES IMPACTADOS: RELATO DE CASO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

Leia mais

RECUPERADORES DE ESPAÇO

RECUPERADORES DE ESPAÇO RECUPERADORES DE ESPAÇO Conceito Recuperadores de espaço são usados para recuperar o espaço perdido nas arcadas dentárias. Eles verticalizam os dentes que inclinaram, depois que outros foram perdidos.

Leia mais

TÁGIDES Saúde e Bem-Estar

TÁGIDES Saúde e Bem-Estar TÁGIDES Saúde e Bem-Estar Estrada Nacional 1,Urbanização Quinta do Cabo, lojas 8 e 9, Povos 2600-009, Vila Franca de Xira Tel; 263209176 914376214 924376162 Email: tagides.sbe@gmail.com Ortodontia- Bases

Leia mais

Curso de Aperfeiçoamento em Cirurgia Oral para o Clínico Geral

Curso de Aperfeiçoamento em Cirurgia Oral para o Clínico Geral Curso de Aperfeiçoamento em Cirurgia Oral para o Clínico Geral Resumo O Curso de Aperfeiçoamento em Cirurgia Oral para o Clínico Geral, com ênfase em cirurgia dos dentes retidos, tem como objetivo capacitar

Leia mais

Transplante Dental* Coordenador: MACEDO, Sérgio Bruzadelli

Transplante Dental* Coordenador: MACEDO, Sérgio Bruzadelli Transplante Dental* Coordenador: MACEDO, Sérgio Bruzadelli LIMA, Richard Presley 1 ; DOS SANTOS, Mateus Veppo 2 ; DE MOURA, Cariacy Silva 3 ; GUILLEN, Gabriel Albuquerque 4 ; MELLO, Thais Samarina Sousa

Leia mais

Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso

Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso LUNA, Aníbal H. B.; ALVES, Giorvan Ânderson dos Santos; FIGUEIREDO, Ludmila Silva de; PAIVA, Marcos A. Farias; CAVALCANTI, Raquel Lopes; RESUMO Introdução:

Leia mais

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Dica Clínica O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Hallissa Simplício*, Ary dos Santos-Pinto**, Marcus Vinicius Almeida de Araújo***, Sergei Godeiro Fernandes Rabelo Caldas****,

Leia mais

Diagnóstico - Primeira Consulta. Radiologia ou Radiografia

Diagnóstico - Primeira Consulta. Radiologia ou Radiografia Diagnóstico - Primeira Consulta Consulta Inicial: É a primeira consulta feita com o cirurgião-dentista, com o objetivo de diagnosticar as patologias presentes e estabelecer o tratamento a ser feito. Exame

Leia mais