Recife,'12'de'abril'de'2012'

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Recife,'12'de'abril'de'2012'"

Transcrição

1 UNIVERSIDADEFEDERALDEPERNAMBUCO BACHARELADOEMCIÊNCIADACOMPUTAÇÃO CENTRODEINFORMÁTICA CIn TemadaPropostadeTG Desmembrando o Lean Sartup: Sistema de suporte a decisão na validação de hipóteses e na melhoria do ciclo de aprendizado. Recife,12deabrilde2012

2 Índice 1.CONTEXTO OBJETIVOS CRONOGRAMA REFERÊNCIAS POSSÍVEISAVALIADORES ASSINATURAS...8 2

3 Contexto Atualmente existem várias Startups sendo criadas por todo o mundo[1], sendo que 8 em 10 dessas startups falham nos seus três primeiros anos, para essafalhaexistemváriosfatores,masumdeleséfaltadeorganizaçãoetambém poucoaproximaçãodoprodutocomocliente. Para isso Eric Ries, devido a várias falhas cometidas por ele em sua Startup, criou um conceito, chamado de Lean Startup, que é tanto baseado no CustomerDeveloper,teoriacriadaporSteveBlank,queaproximaoclientedo desenvolvimentodoproduto.tambémpeloleanqueéumconceitocriadopela Toyota, para deixar o processo de produção mais enxuto, consequentemente evitandodesperdíciosdequalquertipoderecurso. Baseado nesses dois conceitos Eric propõem um processo que faz com queastartupfaçaoprocessodedesenvolvimentoorganizadamente.semcorrer tantosriscoseevitandodesperdíciostantodetempo,quantofinanceiros,preza principalmente pela interatividade entre o processo de desenvolvimento e os seusprincipaisconsumidores. EleinserialgunspadrõescomooMVP,PIVOT,LEAPkOFkFAITH,quesãoa base do processo lean. Esses padrões para a construção de uma Startups, nada maisé,doqueprocessosparamanterainteratividadeentreodesenvolvimento doprodutocomocliente.assim,conseguirevoluiroprocessodeaprendizadodo mercado,doqueosclientesqueremedecomooprodutoatenderaademanda. 3

4 Objetivos Os principal objetivo deste projeto é fazer com que alguns pontos do processoformatadoporericriessejaautomatizado.opontoprincipalqueserá automatizadoseráacriaçãoeacompanhamentodehipóteses,fazendocomqueo empreendedortenhaumaformarápidaeintuitivadeentendercomoestãoseus testesparaseussaltosdeféesuassuposições.issovaifacilitarnacompreensão das hipóteses, ver suas evoluções e por fim agilizar o processo de aprendizado continuo,propostoporrieserepresentadopelafiguraacima. 4

5 Cronograma Estecronogramatentaserumdirecionamentonaconstruçãodotrabalho de graduação proposto neste documento. Ele mostra temas mais gerais dentro dos meses disponíveis para a execução do projeto que serão um guia para facilitarnaorganizaçãodomesmo. Ativades) Meses) )) Março) Abril) Maio) Junho) Julho) Levantamento)do)Material)de) Estudo)e)Estudo)do)Material) X) X) X) X) X) X) )) )) )) )) )) )) )) )) )) )) )) )) )) )) Escolhido) Elaboração)da)Monografia) )) )) )) )) )) X) X) X) X) X) X) X) X) X) )) )) )) )) )) )) Criação)da)Ferramenta)de) Suporte)a)Decisão) )) )) )) )) )) )) )) )) X) X) X) X) X) X) X) X) )) )) )) )) Revisão)Da)Monografia) )) )) )) )) )) )) )) )) )) )) )) )) )) )) X) X) )) )) )) )) Elaboração)da)Apresentação) )) )) )) )) )) )) )) )) )) )) )) )) )) )) X) X) X) X) X) X) 5

6 Referências [1].BLANK,S.What sastartup?firstprinciples.disponívelem: <http://steveblank.com/2010/01/25/whatskakstartupkfirstkprinciples/>.acesso em12abr.2012 [2].RIES,E.Whatisastartup?Disponívelem: <http://www.startuplessonslearned.com/2010/06/whatkisstartup.html>. Acessoem:10abr [3].MoyaK.Mason,ResearchonSmallBusinesses <http://www.moyak.com/papers/smallkbusinesskstatistics.html>.acessoem12 abr.2012 [4].FourStepstotheEpiphany,SteveBlank [5].TheLeanStartup:HowTodaysEntrepreneursUseContinuousInnovationto CreateRadicallySuccessfulBusinesses,EricRies 6

7 PossíveisAvaliadores 7

8 Assinaturas RUYJ.GUERRAB.DEQUEIROZ Orientador VICTORACIOLIDACOSTAALENCAR Aluno 8

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA Lean Innovation Management: Um estudo de caso da empresa Mix Tecnologia Proposta de Trabalho de Conclusão de

Leia mais

Business Model Framework: estratégia de crescimento e competitividade na metodologia Business Model Generation

Business Model Framework: estratégia de crescimento e competitividade na metodologia Business Model Generation UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA CIn 2012.1 Business Model Framework: estratégia de crescimento e competitividade na metodologia Business Model

Leia mais

CRIANDO STARTUPS: Métodos, Processos, Técnicas e Ferramentas

CRIANDO STARTUPS: Métodos, Processos, Técnicas e Ferramentas CRIANDO STARTUPS: Métodos, Processos, Técnicas e Ferramentas Carlo M. R. da Silva Vinicius Cardoso Garcia Silvio R. L. Meira Autores (rbr@cin.ufpe.br) PhD. Candidate Cin UFPE Cheapig/ Campus Party Recife

Leia mais

O Desafio de Desenvolver Uma Startup em Part-Time Job

O Desafio de Desenvolver Uma Startup em Part-Time Job UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO O Desafio de Desenvolver Uma Startup em Part-Time Job Aluno: Luiz Carlos dos Santos Filho lcsf@cin.ufpe.br

Leia mais

JAI - XXXIII Jornadas de Atualização em Informática Empreendedorismo em Computação e Startups de Software 3 - Desenvolvimento de Cliente

JAI - XXXIII Jornadas de Atualização em Informática Empreendedorismo em Computação e Startups de Software 3 - Desenvolvimento de Cliente JAI - XXXIII Jornadas de Atualização em Informática Empreendedorismo em Computação e Startups de Software 3 - Desenvolvimento de Cliente! Fabio Kon (kon@ime.usp.br) Julian Monteiro (jm@ime.usp.br) Agenda

Leia mais

Criação e Aceleração de Startups

Criação e Aceleração de Startups Criação e Aceleração de Startups Objetivos O curso se propõe desenvolver práticas de estruturação e validação de negócios inovadores. O aluno terá a oportunidade de: Estruturar um novo negócio ou unidade

Leia mais

Como startup lean pode ajudar na criação de novos negócios no Brasil

Como startup lean pode ajudar na criação de novos negócios no Brasil Como startup lean pode ajudar na criação de novos negócios no Brasil por Marcelo Amoroso Lima Há um movimento relevante e massivo de criação de startups, principalmente digitais. Muitas dessas empresas

Leia mais

Administração de dados - Conceitos, técnicas, ferramentas e aplicações de Data Mining para gerar conhecimento a partir de bases de dados

Administração de dados - Conceitos, técnicas, ferramentas e aplicações de Data Mining para gerar conhecimento a partir de bases de dados Universidade Federal de Pernambuco Graduação em Ciência da Computação Centro de Informática 2006.2 Administração de dados - Conceitos, técnicas, ferramentas e aplicações de Data Mining para gerar conhecimento

Leia mais

LEAN STARTUP: ALINHANDO ESTRATÉGIA & INOVAÇÃO WILSON CALDEIRA

LEAN STARTUP: ALINHANDO ESTRATÉGIA & INOVAÇÃO WILSON CALDEIRA 1 LEAN STARTUP: ALINHANDO ESTRATÉGIA & INOVAÇÃO WILSON CALDEIRA 2 2 Trade-Off CERTEZA INCERTEZA Estratégia de Inovação baseada em certeza 3 O FUTURO... DO PRETÉRITO ou O lugar onde todos têm certeza PROBLEM

Leia mais

Planejar projetos com o uso da metodologia PMC

Planejar projetos com o uso da metodologia PMC Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Especialização em Gestão de Projetos Turma 142 25 de setembro de 2014 Planejar projetos com o uso da metodologia PMC Ana Paula Assis da Costa RESUMO Atualmente

Leia mais

QUER INOVAR E NÃO SABE COMO?

QUER INOVAR E NÃO SABE COMO? QUER INOVAR E NÃO SABE COMO? Conheça a LEAN Startup - metodologia que promete aumentar as chances de sucesso do seu negócio de forma rápida e prática Esqueça os demorados planos de negócios. O mercado

Leia mais

Id Nome da tarefa Farol % Duração Início Término. Tarefa. Etapa. Tarefas externas. Projeto: Projeto Evolução do SGC e P Data: Qua 09/05/12.

Id Nome da tarefa Farol % Duração Início Término. Tarefa. Etapa. Tarefas externas. Projeto: Projeto Evolução do SGC e P Data: Qua 09/05/12. Id Nome da tarefa Farol % Duração Início Término concluída 0 Projeto Evolução do SGC e Portal dos Colegiados 2012 13% 109 d Qua 25/04/12 Ter 25/09/12 1 1 Gerência do Projeto 56% 108,5 d Qua 25/04/12 Ter

Leia mais

Regulamento. Competição Sua Ideia na Prática

Regulamento. Competição Sua Ideia na Prática Competição Sua Ideia na Prática 1. Objetivo: A competição de empreendedorismo Sua Ideia na Prática tem como objetivo desenvolver a confiança empreendedora no jovem universitário brasileiro, por meio de

Leia mais

TRANSFORMANDO SUA IDEIA EM UM NEGÓCIO

TRANSFORMANDO SUA IDEIA EM UM NEGÓCIO TRANSFORMANDO SUA IDEIA EM UM NEGÓCIO DANIEL GOMES 2015 CENTRO EMPREENDEDOR SUMÁRIO 1 Introdução... 3 O que é este guia?... 3 O que não falamos nesse guia?... 4 Quem é o Autor?... 4 Para quem é esse guia?...

Leia mais

Drupal para Startups. Agilizando o desenvolvimento do seu MVP com o Drupal

Drupal para Startups. Agilizando o desenvolvimento do seu MVP com o Drupal Sorteio de R$400 de crédito nos cursos de Drupal! http://j.mp/sorteio400reais O que veremos nessa palestra? # Apresentação # Startups # Drupal # Apresentação Apresentação Thiago Régis @tregismoreira Apresentação

Leia mais

UMA PROPOSTA DE MODELO PARA O DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS EM EMPRESAS STARTUPS

UMA PROPOSTA DE MODELO PARA O DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS EM EMPRESAS STARTUPS UMA PROPOSTA DE MODELO PARA O DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS EM EMPRESAS STARTUPS Heber Panzarin de Sa (USP ) heberpasa@hotmail.com Rodrigo Franco Goncalves (UNIP ) rofranco@osite.com.br Andre Leme Fleury

Leia mais

MODELOS DE NEGÓCIOS PARA STARTUPS

MODELOS DE NEGÓCIOS PARA STARTUPS MODELOS DE NEGÓCIOS PARA STARTUPS Aprenda a aplicar os conceitos de Business Model Canvas e Lean Startup na sua empresa 1 MODELOS DE NEGÓCIOS PARA STARTUPS Aprenda a aplicar os conceitos de Business Model

Leia mais

The Lean Startup Escrito por

The Lean Startup Escrito por Nov.2011 The Lean Startup Como os novos empreendedores estão criando negócios radicalmente bem sucedidos Escrito por Eric Ries Resumido por The Lean Startup http://theleanstartup.com 2 Introdução Esse

Leia mais

SEGURANÇA NR12 AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

SEGURANÇA NR12 AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL SEGURANÇA NR12 AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL SOLUÇÕES INDUSTRIAIS. A EMPRESA Para a SAFE, a tecnologia é somente um dos elementos de qualquer solução industrial. Suporte e serviços técnicos de alto nível são ingredientes

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA - PR

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA - PR JANEIRO 75 0 75 2 73 1440 0 1440 104 1336 7 0 7 5 2 119 0 119 1 118 293 0 293 11 282 225 0 225 5 220 2 0 2 0 2 116 0 116 4 112 Página 1 de 12 FEVEREIRO 73 0 73 2 71 1336 0 1336 385 951 2 0 2 2 0 118 0

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA - PR. Planilha Controle de Estoque - Materiais de Limpeza - 2013 ESTOQUE ANTERIOR

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA - PR. Planilha Controle de Estoque - Materiais de Limpeza - 2013 ESTOQUE ANTERIOR JANEIRO 20 0 20 1 19 13 0 13 0 13 0 5 5 0 5 16 0 16 1 15 17 0 17 0 17 5 0 5 2 3 20 0 20 2 18 107 0 107 5 102 59 0 59 1 58 23 0 23 1 22 215 0 215 7 208 60 0 60 1 59 5 0 5 0 5 5 0 5 1 4 Página 1 de 12 FEVEREIRO

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009. Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( )

PLANO DE ENSINO 2009. Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Superior de Tecnologia

Leia mais

APLICATIVO DE MAPEAMENTO DE LOCAIS PARA PRÁTICAS ESPORTIVAS OUTDOOR VIA SENSIBILIDADE AO CONTEXTO

APLICATIVO DE MAPEAMENTO DE LOCAIS PARA PRÁTICAS ESPORTIVAS OUTDOOR VIA SENSIBILIDADE AO CONTEXTO Universidade Federal de Pernambuco Graduação em Engenharia da Computação Centro de Informática 2014.1 APLICATIVO DE MAPEAMENTO DE LOCAIS PARA PRÁTICAS ESPORTIVAS OUTDOOR VIA SENSIBILIDADE AO CONTEXTO Aluno:

Leia mais

JAI - XXXIII Jornadas de Atualização em Informática Empreendedorismo em Computação e Startups de Software 1 - Introdução e Lean Startup

JAI - XXXIII Jornadas de Atualização em Informática Empreendedorismo em Computação e Startups de Software 1 - Introdução e Lean Startup JAI - XXXIII Jornadas de Atualização em Informática Empreendedorismo em Computação e Startups de Software 1 - Introdução e Lean Startup! Fabio Kon (kon@ime.usp.br) Julian Monteiro (jm@ime.usp.br) Agenda

Leia mais

Edital PROEX/IFRS nº 17/2016. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer - crie seu negócio de alto impacto

Edital PROEX/IFRS nº 17/2016. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer - crie seu negócio de alto impacto Edital PROEX/IFRS nº 17/2016 Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer - crie seu negócio de alto impacto O Pró-reitor de Extensão Substituto do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

TÍTULO: CONCEITOS MODERNOS EM STARTUPS: REALIDADE OU ILUSÃO? CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

TÍTULO: CONCEITOS MODERNOS EM STARTUPS: REALIDADE OU ILUSÃO? CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO TÍTULO: CONCEITOS MODERNOS EM STARTUPS: REALIDADE OU ILUSÃO? CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO FECAP AUTOR(ES): ANNA LUIZA WAGNER

Leia mais

Considerações sobre a Parte I - Histórico e componentes do lean, 74

Considerações sobre a Parte I - Histórico e componentes do lean, 74 Sumário Prefácio, xi Introdução, 1 Parte I - HISTÓRICO E COMPONENTES DO LEAN, 5 1 Conceito Enxuto: das Origens à Consolidação, 6 As indústrias da produção em massa, 8 Crise na indústria automobilística

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 PLANO DE ENSINO 2009 I. Dados Identificadores Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação (X) Pós-graduação ( ) Curso Superior de Tecnologia

Leia mais

Regulamento. Competição Sua Ideia na Prática. Edição Rio de Janeiro 2015.2

Regulamento. Competição Sua Ideia na Prática. Edição Rio de Janeiro 2015.2 Competição Sua Ideia na Prática Edição Rio de Janeiro 2015.2 1. Objetivo: A competição de empreendedorismo universitária Sua Ideia na Prática tem como objetivo desenvolver a confiança empreendedora no

Leia mais

MBA em Marketing e Vendas

MBA em Marketing e Vendas MBA em Marketing e Vendas Legenda: Aulas ao vivo Avaliações Feriados Importantes MBA EM MARKETING E VENDAS Desafio Profissional INFORMAÇÕES GERAIS IMPORTANTES - Os temas e Professores específicos de cada

Leia mais

FERRAMENTAS E MÉTODOS PARA VALIDAÇÃO DE IDEIAS UTILIZANDO CUSTOMER DEVELOPMENT E LEAN STARTUP. Trabalho de Conclusão de Curso

FERRAMENTAS E MÉTODOS PARA VALIDAÇÃO DE IDEIAS UTILIZANDO CUSTOMER DEVELOPMENT E LEAN STARTUP. Trabalho de Conclusão de Curso FERRAMENTAS E MÉTODOS PARA VALIDAÇÃO DE IDEIAS UTILIZANDO CUSTOMER DEVELOPMENT E LEAN STARTUP Trabalho de Conclusão de Curso Engenharia da Computação Luciano Roberto da Silva Leal Orientador: Genésio Gomes

Leia mais

Lean Startup. Julio Beles Lussari (ESIC) julio@juliolussari.com.br

Lean Startup. Julio Beles Lussari (ESIC) julio@juliolussari.com.br Lean Startup Julio Beles Lussari (ESIC) julio@juliolussari.com.br Resumo: O presente artigo acadêmico visa o estudo sobre a metodologia Lean Startup, as ferramentas para colocá-la em prática e suas metodologias

Leia mais

Lean Startup. INOVA CONSULTING DPC direção de pesquisa e conteúdos

Lean Startup. INOVA CONSULTING DPC direção de pesquisa e conteúdos INOVA CONSULTING DPC direção de pesquisa e conteúdos 1 A INOVA CONSULTING é uma empresa global, com matriz no Brasil e presença na Europa e EUA, que atua na consultoria e treinamento de futuro, tendências,

Leia mais

e a definição dos procedimentos. Sistema informatizado adequado à metodologia utilizada. Manual de procedimentos elaborado/atualizado.

e a definição dos procedimentos. Sistema informatizado adequado à metodologia utilizada. Manual de procedimentos elaborado/atualizado. ANEXO I CRONOGRAMA DE AÇÕES PARA IMPLEMENT AÇÃO DA CONT ABILIDADE APLICADA AO SET OR PÚBLICO PORTARIA STN n.º 753, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2012 I - Reconhecimento,

Leia mais

AULA 3 PROF. DR. PAULO ROBERTO SCHROEDER DE SOUZA.

AULA 3 PROF. DR. PAULO ROBERTO SCHROEDER DE SOUZA. Planejamento, Programação e Controle em Projetos AULA 3 PROF. DR. PAULO ROBERTO SCHROEDER DE SOUZA. 1 Palestra Aspectos do Projeto e Planejamento na Gestão da Segurança do Trabalho Engº Gonçalo Siqueira

Leia mais

Plano de Ensino SEMESTRE/ANO DA TURMA: 2014. CARGA HORÁRIA: 80 h/a

Plano de Ensino SEMESTRE/ANO DA TURMA: 2014. CARGA HORÁRIA: 80 h/a Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Técnico em Informática para Internet FORMA/GRAU: ( )integrado ( x )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

Lean Office O fluxo de informação enxuto

Lean Office O fluxo de informação enxuto Lean Office O fluxo de informação enxuto Antonio Rentes Visão Ampla do Lean Thinking Identificação e eliminação sistemática e sustentável de desperdícios na cadeia produtiva Desperdício: Qualquer atividade

Leia mais

DICIONÁRIO DO EMPREENDEDOR. Tenha na ponta da língua os termos que não podem faltar no vocabulário de quem almeja alcançar o sucesso ESPECIAL

DICIONÁRIO DO EMPREENDEDOR. Tenha na ponta da língua os termos que não podem faltar no vocabulário de quem almeja alcançar o sucesso ESPECIAL DICIONÁRIO DO EMPREENDEDOR DICIONÁRIO DO EMPREENDEDOR Tenha na ponta da língua os termos que não podem faltar no vocabulário de quem almeja alcançar o sucesso 54 TEXTO MARIA BEATRIZ VACCARI ARTE IVAN VOLPE

Leia mais

Métricas para Startups. Romenig Ribeiro e João Machini Revisor: Alexandre Martins

Métricas para Startups. Romenig Ribeiro e João Machini Revisor: Alexandre Martins Métricas para Startups Romenig Ribeiro e João Machini Revisor: Alexandre Martins In God we trust. The rest bring data. W. Edwards Deming 1 / 33 The Lean Startup. Eric Ries. 2 / 33 Métricas Dados ou cálculos

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

Diretor Gerente de Peças Gerente de Serviços. Responsável pela Qualidade Vendedor de Acessórios Consultor de Serviços

Diretor Gerente de Peças Gerente de Serviços. Responsável pela Qualidade Vendedor de Acessórios Consultor de Serviços São Paulo, 25 de Maio de 2010. Nº. 368 Divulgar esta informação para: Diretor Gerente de Peças Gerente de Serviços Garantista Conselheiro Técnico Chefe de Oficina Responsável pela Qualidade Vendedor de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Desmembrando o Lean Startup: Sistema de suporte a decisão na validação de hipóteses e na melhoria do ciclo

Leia mais

Conheça ferramentas comuns do dia-a-dia dos empreendedores que podem ser utilizadas no desenvolvimento e na gestão de campanhas políticas.

Conheça ferramentas comuns do dia-a-dia dos empreendedores que podem ser utilizadas no desenvolvimento e na gestão de campanhas políticas. EMPREENDEDORISMO ELEITORAL Trazendo conhecimento, técnicas e habilidades aplicadas pelos empreendedores de STARTUPS para o mercado político brasileiro. EM BRASÍLIA 6 e 7 NOV 2015 PRIMEIRA TURMA 20 participantes

Leia mais

MBA em Controladoria

MBA em Controladoria MBA em Controladoria Legenda: Aulas ao vivo Avaliações Desafio Profissional Feriados Importantes MBA EM CONTROLADORIA INFORMAÇÕES GERAIS IMPORTANTES 1- Os temas e Professores específicos de cada aula estão

Leia mais

Estudo de Caso da Implantação do Nível G do MPS.BR em Uma Empresa

Estudo de Caso da Implantação do Nível G do MPS.BR em Uma Empresa Estudo de Caso da Implantação do Nível G do MPS.BR em Uma Empresa Dayana Henriques Fonseca 1, Frederico Miranda Coelho 1 1 Departamento de Ciência da Computação Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC)

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA EDUCAÇÃO FAED

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA EDUCAÇÃO FAED PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: Biblioteconomia e Gestão da Informação ANO/SEMESTRE: 2013/2 CURSO: Biblioteconomia Hab Gestão da Informação FASE: 8ª DISCIPLINA: Empreendedorismo e Gestão de Projetos em TURNO:

Leia mais

MBA em Gestão Pública

MBA em Gestão Pública MBA em Gestão Pública Legenda: Aulas ao vivo Avaliações Desafio Profissional Feriados Importantes MBA EM GESTÃO DE PROJETOS INFORMAÇÕES GERAIS IMPORTANTES 1- Os temas e Professores específicos de cada

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Prof. Dr. Rodolfo Miranda de Barros rodolfomdebarros@gmail.com

Gerenciamento de Projetos. Prof. Dr. Rodolfo Miranda de Barros rodolfomdebarros@gmail.com Gerenciamento de Projetos Prof. Dr. Rodolfo Miranda de Barros rodolfomdebarros@gmail.com MODELO DE GERENCIAMENTO PMI PMI (Project Management Institute); O modelo PMI é divido em áreas de conhecimento da

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

Edital PROEX/IFRS nº 021/2015. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer crie seu negócio de alto impacto

Edital PROEX/IFRS nº 021/2015. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer crie seu negócio de alto impacto Edital PROEX/IFRS nº 021/2015 Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer crie seu negócio de alto impacto A Pró-reitora de Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do

Leia mais

Caxias do Sul, 24 de Julho de 2.015

Caxias do Sul, 24 de Julho de 2.015 Caxias do Sul, 24 de Julho de 2.015 Promover o desenvolvimento de negócios e produtos lastreados em novas tecnologias e estimular a inovação no Brasil através de parcerias e negócios entre os diversos

Leia mais

PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DO PMBOK EM ORGANIZAÇÕES DE SOFTWARE PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO

PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DO PMBOK EM ORGANIZAÇÕES DE SOFTWARE PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DO PMBOK EM ORGANIZAÇÕES DE SOFTWARE PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO Aluno: Marcus

Leia mais

PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DE NOVOS PROJETOS EMPRESARIAIS

PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DE NOVOS PROJETOS EMPRESARIAIS ROGRAMA DE ACELERAÇÃO DE NOVOS ROJETOS EMRESARIAIS Workshops de Trabalho e Capacitação 2ª Edição Start-ups e Empreendedores Objetivos gerais Dotar os jovens empreendedores de conhecimentos e competências-base

Leia mais

Lean manufacturing, é uma filosofia de gestão focada na redução de desperdícios;

Lean manufacturing, é uma filosofia de gestão focada na redução de desperdícios; AGENDA 1. LEAN MANUFACTURING 2. TOYOTA WAY 3. O QUE É STARTUP? 4. LEAN STARTUP 5. LEAN STARTUP X LEAN MANUFACTURING 6. CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS LEAN MANUFACTURING Lean manufacturing,

Leia mais

willian sertório MeuPortifa Erros e acertos do 1o ano de uma startup neuelabs

willian sertório MeuPortifa Erros e acertos do 1o ano de uma startup neuelabs willian sertório MeuPortifa Erros e acertos do 1o ano de uma startup neuelabs Willian Sertório UX Designer / Empreendedor UX Designer Startups Março de 2014 Natália Alves Ao contrário de: Designers &

Leia mais

EDITAL DA CHAMADA HACKATONA Let's GO 2015

EDITAL DA CHAMADA HACKATONA Let's GO 2015 EDITAL DA CHAMADA HACKATONA Let's GO 2015 O SECRETÁRIO DE ESTADO DE GESTÃO E PLANEJAMENTO DO ESTADO DE GOIÁS, no uso de suas atribuições que lhe confere a Lei Estadual n. 17.257, de 25 de janeiro de 2011,

Leia mais

FATEC Cruzeiro José da Silva. Ferramenta CRM como estratégia de negócios

FATEC Cruzeiro José da Silva. Ferramenta CRM como estratégia de negócios FATEC Cruzeiro José da Silva Ferramenta CRM como estratégia de negócios Cruzeiro SP 2008 FATEC Cruzeiro José da Silva Ferramenta CRM como estratégia de negócios Projeto de trabalho de formatura como requisito

Leia mais

processos de qualidade como um todo. Este conceito, muitas vezes como parte de uma iniciativa mais ampla "gestão enxuta", muitas organizações abraçam

processos de qualidade como um todo. Este conceito, muitas vezes como parte de uma iniciativa mais ampla gestão enxuta, muitas organizações abraçam 2 1 FILOSOFIA KAIZEN Segundo IMAI, MASAAKI (1996) KAIZEN é uma palavra japonesa que traduzida significa melhoria continua, que colabora em melhorias sequenciais na empresa como um todo, envolvendo todos

Leia mais

Prof. Dr. Ivanir Costa. Unidade III QUALIDADE DE SOFTWARE

Prof. Dr. Ivanir Costa. Unidade III QUALIDADE DE SOFTWARE Prof. Dr. Ivanir Costa Unidade III QUALIDADE DE SOFTWARE Normas de qualidade de software - introdução Encontra-se no site da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) as seguintes definições: Normalização

Leia mais

Curso: Formação de Formadores em Educação a Distância

Curso: Formação de Formadores em Educação a Distância Curso: Formação de Formadores em Educação a Distância Data de início: 28 de março de 2012 Data de término: 6 de maio de 2012 CARGA HORÁRIA: 40 horas DESCRIÇÃO: O curso de Formação de Formadores em Educação

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Mecânica

Leia mais

Startup Garagem Um programa de modelagem de negócios. RAIAR Incubadora Multissetorial de Empresas de Base Tecnológica e Inovação da PUCRS

Startup Garagem Um programa de modelagem de negócios. RAIAR Incubadora Multissetorial de Empresas de Base Tecnológica e Inovação da PUCRS Startup Garagem Um programa de modelagem de negócios RAIAR e Inovação da PUCRS TECNOPUC Parque Científico e Tecnológico da PUCRS Porto Alegre, abril de 2015 1. Apresentação da Incubadora Raiar A e Inovação

Leia mais

Análise de Escopo e Planejamento no Desenvolvimento de Software, sob a Perspectiva Ágil

Análise de Escopo e Planejamento no Desenvolvimento de Software, sob a Perspectiva Ágil Análise de Escopo e Planejamento no Desenvolvimento de Software, sob a Perspectiva Ágil Roberto Costa Araujo Orientador: Cristiano T. Galina Sistemas de Informação Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Leia mais

LEAN CANVAS. "A vida é muito curta para construir algo que ninguém quer" FREDERICO LACERDA

LEAN CANVAS. A vida é muito curta para construir algo que ninguém quer FREDERICO LACERDA LEAN CANVAS "A vida é muito curta para construir algo que ninguém quer" FREDERICO LACERDA Ideias não valem nada A maior parte das startups falha. O plano perfeito é um mito. 66% das startups bem sucedidas

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec: Monsenhor Antonio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de

Leia mais

FORMULÁRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS

FORMULÁRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FORMULÁRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS Título do Projeto: Projeto Iniciação Científica Graduação Projeto de Extensão Graduação Projeto Iniciação Científico Técnico e Tecnológica Projeto de Extensão Técnico

Leia mais

MBA EM GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS IMPORTANTES

MBA EM GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS IMPORTANTES MBA em Gestão de TI 2012 / 1 MBA EM GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Legenda: Aulas ao vivo Avaliações Desafio Profissional Feriados Importantes INFORMAÇÕES GERAIS IMPORTANTES 1- Os temas e Professores

Leia mais

Programa Startup in School Edição Google CPS 2016

Programa Startup in School Edição Google CPS 2016 Programa Startup in School Edição Google CPS 2016 REGULAMENTO O Startup in School é um programa de iniciação em Empreendedorismo Tecnológico para alunos do ensino médio. Em uma competição de 2 dias (dois

Leia mais

MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

MBA em Gestão de Tecnologia da Informação MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Legenda: Aulas ao vivo Avaliações Desafio Profissional MBA EM GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Feriados Importantes INFORMAÇÕES GERAIS IMPORTANTES - Os temas

Leia mais

PLANO DE ENSINO. DISCIPLINA: 14310 - Análise e Projeto de Sistemas de Informação. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos e

PLANO DE ENSINO. DISCIPLINA: 14310 - Análise e Projeto de Sistemas de Informação. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos e Universidade Federal Rural de Pernambuco Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Coordenação do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação Site: http://www.bsi.ufrpe.br E-mail: coordenacao@bsi.ufrpe.br

Leia mais

Plural é uma plataforma que agrupa os processos de gerenciamento e produção de cursos online, com foco em qualidade e produtividade.

Plural é uma plataforma que agrupa os processos de gerenciamento e produção de cursos online, com foco em qualidade e produtividade. O que é a? Plural é uma plataforma que agrupa os processos de gerenciamento e produção de cursos online, com foco em qualidade e produtividade. Nosso diferencial é conseguir atingir uma substancial redução

Leia mais

Curso de Gerência de Projetos Módulo VI Encerrando um

Curso de Gerência de Projetos Módulo VI Encerrando um Curso de Gerência de Projetos Módulo VI Encerrando um projeto (PMBOK) Revisão O que vimos até agora? Iniciando um projeto Desenvolver o termo de abertura Desenvolver o escopo preliminar do projeto Gerenciamento

Leia mais

PROJETO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA- EDITAL 2013-2014

PROJETO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA- EDITAL 2013-2014 PROJETO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA- EDITAL 2013-2014 IDENTIFICAÇÃO DO ORIENTADOR TITULO DO PROJETO AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DA PLATAFORMA ONLINE DE INTELIGENCIA COLETIVA CONECTE IDEIAS PLANO DE TRABALHO 1

Leia mais

ebook grátis validar O quê fazer para sua ideia O Guia definitivo para você validar sua ideia

ebook grátis validar O quê fazer para sua ideia O Guia definitivo para você validar sua ideia ebook grátis validar O quê fazer para sua ideia O Guia definitivo para você validar sua ideia Valide sua ideia antes de pensar em software foque no problema e não na solução. Problema Solução Proposta

Leia mais

Para solução de problemas

Para solução de problemas Para solução de problemas Sumário 1. Introdução...4 2. O que é?...6 3. Porque 5?...7 4.Como fazer...8 5.Exemplo...9 6. Dicas...11 7. Conclusão...13 O maior erro cometido por um diretor ou um gerente é

Leia mais

Curso de Especialização em Gestão Industrial

Curso de Especialização em Gestão Industrial Curso de Especialização em Gestão Industrial Operacionalização: Pós graduação lato sensu da Universidade de São Paulo (USP) O Curso de Especialização em Gestão Industrial aborda, de maneira conceitual

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA CONTRATO 07/2013 EXERCÍCIO 2013 jan/13 fev/13 mar/13 abr/13 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 set/13 out/13 nov/13 dez/13 Número da Nota Fiscal emitida - - - - - - 92 99 110 121/133-157 - - Depósitos realizados

Leia mais

Startups e Computação em Nuvem: A Combinação Perfeita

Startups e Computação em Nuvem: A Combinação Perfeita Universidade Federal do Ceará Startups e Computação em Nuvem: A Combinação Perfeita Flávio R. C. Sousa flaviosousa@ufc.br @flaviosousa www.es.ufc.br/~flavio 2013 Introdução 2,7 bilhões de usuários na internet

Leia mais

MC851B/MC853A - Projeto em Computação

MC851B/MC853A - Projeto em Computação 1 de 5 5/4/2013 16:17 MC851B/MC853A - Projeto em Computação Primeiro Semestre de 2013 Aulas Contato Avaliação Referências Notas Avisos 18 de Março de 2013 Pessoal, o Ricardo Panaggio preparou um formulário

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA APLICADA MESTRADO EM QUÍMICA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA APLICADA MESTRADO EM QUÍMICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA APLICADA MESTRADO EM QUÍMICA ESTRUTURA DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO E DA DISSERTAÇÃO PONTA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ERECHIM PROGRAMA DE QUALIDADE PLANO DE APERFEIÇOAMENTO DO SISTEMA GERENCIAL PASG 2006

PREFEITURA MUNICIPAL DE ERECHIM PROGRAMA DE QUALIDADE PLANO DE APERFEIÇOAMENTO DO SISTEMA GERENCIAL PASG 2006 PREFEITURA MUNICIPAL DE ERECHIM PROGRAMA DE QUALIDADE PLANO DE APERFEIÇOAMENTO DO SISTEMA GERENCIAL PASG 2006 Excelentíssimo Prefeito Municipal: Eloi João Zanella A Prefeitura Municipal de Erechim, com

Leia mais

Startups de base Tecnológica da UPTEC. Andreia Rodrigues MIEIC; Bernardo Belchior MIEIC; Elser Oliveira MIEIG; William Fukunaga MIEIC Grupo GI 34

Startups de base Tecnológica da UPTEC. Andreia Rodrigues MIEIC; Bernardo Belchior MIEIC; Elser Oliveira MIEIG; William Fukunaga MIEIC Grupo GI 34 Startups de base Tecnológica da UPTEC Andreia Rodrigues MIEIC; Bernardo Belchior MIEIC; Elser Oliveira MIEIG; William Fukunaga MIEIC Grupo GI 34 Sumário Objetivos Conceito de startups Definição Como funcionam

Leia mais

TISS 3.0 - Perguntas e Respostas

TISS 3.0 - Perguntas e Respostas TISS 3.0 - Perguntas e Respostas Apresentação MV Sumário TISS 3.0 Perguntas e Respostas... 4 Fontes... 5 4 Copyright 2013 MV. Todos os direitos reservados 3 TISS 3.0 Perguntas e Respostas 1) Quais as principais

Leia mais

MAC 5856 - Desenvolvimento de Software Livre Começando uma Startup de Sw

MAC 5856 - Desenvolvimento de Software Livre Começando uma Startup de Sw MAC 5856 - Desenvolvimento de Software Livre Começando uma Startup de Sw Vladimir Moreira Infomobile Roteiro Motivação de começar uma Startup Startup O que é um Startup Peças fundamentais Empreendedor

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: ETEC PROF MASSUYUKI KAWANO / EXTENSÃO INDIA VANUIRE Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional:

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec Prof Massuyuki Kawano Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico

Leia mais

Série 108 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-15

Série 108 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-15 31-jan-15 a - Saldo atual dos CRI Seniors (37.502.102,11) c - Saldo devedor total da carteira, encargos e valores a processar 37.502.133,30 f - Excedente / (Falta) 1.034,16 28-fev-15 a - Saldo atual dos

Leia mais

EDITORIAL. Grande abraço. Equipe do Programa de Desenvolvimento de Negócios Equipe da Incubadora Santos Dumont

EDITORIAL. Grande abraço. Equipe do Programa de Desenvolvimento de Negócios Equipe da Incubadora Santos Dumont EDITORIAL Desde 2006 a Incubadora Santos Dumont trabalha com foco no desenvolvimento de empresas de produtos e serviços inovadores, totalizando mais de 220 empreendimentos atendidos. A partir do segundo

Leia mais

Ambiente de workflow para controle de métricas no processo de desenvolvimento de software

Ambiente de workflow para controle de métricas no processo de desenvolvimento de software Ambiente de workflow para controle de métricas no processo de desenvolvimento de software Gustavo Zanini Kantorski, Marcelo Lopes Kroth Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) 97100-000 Santa Maria

Leia mais

INSPER LAÍS ARTUSO TAKAKI MODELO DE DESENVOLVIMENTO DE STARTUPS EM SETORES TRADICIONAIS: UM ESTUDO DE CASO SOBRE A MARIA BRIGADEIRO

INSPER LAÍS ARTUSO TAKAKI MODELO DE DESENVOLVIMENTO DE STARTUPS EM SETORES TRADICIONAIS: UM ESTUDO DE CASO SOBRE A MARIA BRIGADEIRO INSPER LAÍS ARTUSO TAKAKI MODELO DE DESENVOLVIMENTO DE STARTUPS EM SETORES TRADICIONAIS: UM ESTUDO DE CASO SOBRE A MARIA BRIGADEIRO SÃO PAULO 2015 1 LAÍS ARTUSO TAKAKI MODELO DE DESENVOLVIMENTO DE STARTUPS

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO ARTIFAL FORMULÁRIO SIMPLIFICADO DE CANDIDATURA DA PROPOSTA DE ALUNOS NO CAMPUS ARAPIRACA SELEÇÃO 2016

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO ARTIFAL FORMULÁRIO SIMPLIFICADO DE CANDIDATURA DA PROPOSTA DE ALUNOS NO CAMPUS ARAPIRACA SELEÇÃO 2016 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO ARTIFAL FORMULÁRIO SIMPLIFICADO DE CANDIDATURA DA PROPOSTA DE ALUNOS NO CAMPUS ARAPIRACA SELEÇÃO 2016 A seleção dos alunos bolsistas para o grupo ArtVirus, do programa

Leia mais

decisões tomadas. Euchner e Ries (2013) argumentam, entretanto, que é difícil implementar o planejamento tradicional e a previsão de resultados em

decisões tomadas. Euchner e Ries (2013) argumentam, entretanto, que é difícil implementar o planejamento tradicional e a previsão de resultados em 1 Introdução Não é recente a preocupação das empresas em buscar uma vantagem competitiva, de forma a gerar mais valor para os seus clientes do que os concorrentes por meio da oferta de produtos ou serviços

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: Centro de Ciências Sociais e Aplicadas Curso: Administração Disciplina: Criação de Negócios Inovadores Carga horária: 4 horas Ementa: ( X ) Teórica ( ) Prática Núcleo Temático: Formação

Leia mais

Regulamento Geral de Acesso ao ASA ANJE Startup Accelerator

Regulamento Geral de Acesso ao ASA ANJE Startup Accelerator Regulamento Geral de Acesso ao ASA ANJE Startup Accelerator Artigo 1.º Objeto O presente regulamento visa definir as condições de acesso, os direitos e as obrigações para a participação de potenciais empreendedores

Leia mais

PENSANDO STARTUP Desenvolvimento de Negócios na Área de Tecnologia. Ingresso Julho 2015. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.

PENSANDO STARTUP Desenvolvimento de Negócios na Área de Tecnologia. Ingresso Julho 2015. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm. PENSANDO STARTUP Desenvolvimento de Negócios na Área de Tecnologia Ingresso Julho 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias PENSANDO STARTUP Neste curso iremos falar sobre inovação

Leia mais

Art. 16.O plano de desenvolvimento institucional deverá conter, pelo menos, os seguintes elementos:

Art. 16.O plano de desenvolvimento institucional deverá conter, pelo menos, os seguintes elementos: Referência atual: Decreto 5.773, 9 de maio de 2006. Art. 16.O plano de desenvolvimento institucional deverá conter, pelo menos, os seguintes elementos: I-missão, objetivos e metas da instituição, em sua

Leia mais