Vejamos então, os vocábulos acima citados, a começar da mais complexa:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Vejamos então, os vocábulos acima citados, a começar da mais complexa:"

Transcrição

1 É muito comum nos enganarmos ao utilizarmos certas palavras, em particular quando falamos em público, e em nosso caso na Igreja, nas pregações ou quando ministramos momentos de oração. Se o vocabulário no dia-a-dia é difícil, os termos religiosos também nos colocam dificuldades, por isto precisamos estar afiados, ampliando o nosso conhecimento. Diante do grande número de palavras e expressões peculiares à religião, a nossa dificuldade está no hábito de ouvi-las ou lê-las e supor que as entendemos ou então nos fazemos indiferentes ao seu inteiro significado. Um dos obstáculos está na falta, entre os leigos e parte do clero, do conhecimento do grego e do latim, línguas que deram origem a inúmeras palavras em várias áreas do conhecimento humano e em particular, na Igreja. Nos colégios católicos e nos seminários o estudo dessas línguas era obrigatório até a poucas décadas atrás, mas foi deixado de lado, lamentavelmente. A Bíblia, muitos sabem disto, foi escrita em grego e depois traduzida para o latim, daí a necessidade de se conhecer ambas para melhor entender a origem, a evolução histórica e o significado de inúmeras palavras que ouvimos nas homilias, ou encontramos nos textos e livros religiosos. Palavras como ambão, credência, turíbulo, âmbula, pala, corporal, por exemplo, são de domínio dos sacerdotes, dos ministros extraordinários da Eucaristia e muitos leigos mais ligados à liturgia, mas não para o povo. Vocábulos como anáfora, anamnese, doxologia, embolismo, epiclese, (todas estas com sua origem na língua grega) têm seu significado pleno pouco conhecido mesmo entre leigos afeitos à liturgia. Observando isto coloco algumas destas palavras pouco conhecidas, sem o propósito de erudição, mas como estímulo e auxílio à compreensão do vocabulário religioso católico, palavras de difícil localização até mesmo nos dicionários especializados - nem sempre ao alcance de todos os fiéis. Vejamos então, os vocábulos acima citados, a começar da mais complexa: Anáfora grego, repetição de palavra ou palavras. A grande oração Eucarística compreendendo: 1 / 6

2 1. a oração de ação de graças, o Prefácio (Na verdade é justo e necessário, é nosso dever dar-vos graças...) e o louvor a Deus três vezes Santo; 2. a Epiclese, em que se pede ao Pai que envie o Espírito Santo para tornar o pão e vinho em Corpo e Sangue de Jesus Cristo (...santificai as oferendas que vos apresentamos...); 3. relato da Instituição (na noite em que ia ser entregue, Ele tomou o cálice...); 4. a Anamnese, a memória da Paixão, Ressurreição e volta gloriosa de Cristo Jesus (Celebrando agora a memória de vosso Filho...); 5. Intercessões, em que a Igreja exprime a Eucaristia sendo celebrada em comunhão com toda a Igreja do céu e da terra, com os pastores da Igreja, o Papa e os Bispos do mundo inteiro. Nota: na medicina a anamnese, é o histórico, tudo o que o paciente se recorda desde o início dos sintomas de uma doença e que permite ao profissional chegar ao diagnóstico final. Doxologia grego, doxa, glória, fama, esplendor; doxazein, glorificar a Deus. Breve oração de ação de graças, louvor e glorificação; fórmula de benção que encerra cada uma das cinco partes dos Salmos. A pequena doxologia: a oração Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo ; doxologia final: o Vosso é o reino, o poder e a glória..., que o povo responde logo após a oração privativa do celebrante livrai-nos de todos os males, ó Pai... o embolismo do Pai Nosso;. 2 / 6

3 A grande Doxologia: encontra-se na celebração do Natal: Glória a Deus no mais Alto dos céus... (Mt 2,14) e também no louvor que conclui a Oração Eucarística: Por Cristo, com Cristo.... Embolismo grego, derivado de emballein, colocar em, inserir, intercalar, adicionar; a palavra se aplica a duas áreas: 1. Na linguagem eclesial, na Missa: na Oração Eucarística, entre a Oração do Pai Nosso e a Fração do Pão, é o desdobramento, ou desenvolvimento, do último pedido do Pai Nosso, privativo do celebrante: Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos hoje a vossa paz..., ou seja, uma oração de libertação do poder do mal. 2. no Calendário: o termo indica a diferença dos dias entre o ano lunar de 354 dias e o ano solar de dias; no ciclo lunar Alexandrino de 19 anos, adicionou-se sete meses, um a cada 2º, 5º, 8º, 11º,13º, 16º, 19º ano (embolístico), cada ano embolístico tendo 13 meses lunares, ou 384 dias, conforme o ano judaico. O ano embolístico era determinado pelo sinédrio judaico, não por análise astronômica, mas de maneira irregular segundo as estações do ano e suas variações. Nota: No aspecto ltúrgico o Embolismo pode datar dos primeiros séculos, sob várias formas, encontradas na sua maioria nas igrejas orientais, particularmente na liturgia da Igreja Síria; as liturgias gregas de S. Basílio e S. João Crisóstomo, contudo, não a contêm. A Igreja Romana fazia ligação a uma petição de Paz na qual inseria os nomes da Mãe de Deus, S. Pedro, S. Paulo e S. André (encontrado no Sacramentário Gelasiano); durante a Idade Média as ordens religiosas e igrejas provinciais adicionavam os nomes de seus patronos, santos e fundadores, a critério do celebrante. É interessante notar que outras palavras tão comuns na Igreja há duas ou três décadas, caíram em desuso, mas sendo muito ricas precisam ser relembradas e transmitidas. Campanário, p. ex., é algo que encontramos em muitas igrejas, nos templos católicos, e os mais jovens não sabem o que precisamente é, o que contém e a que se destina: Campanário A alta torre, originalmente construída anexa às igrejas, onde se colocam os sinos. O nome da província italiana de Campânia deu origem à palavra e se incorporou à 3 / 6

4 linguagem religiosa como sinônimo de sinos. Atribui-se a S. Paulo de Nola, no ano 400, e ao Papa Sabino ( ), serem os primeiros a utilizarem os sinos para chamar os fiéis para as celebrações; no séc. VI os monges do Monte Cassino (fundado por S. Bento) passaram a produzir as campanas, nome para qualquer sino de bronze fundido com propósitos religiosos. Por muito tempo ss sinos eram abençoados e ungidos, ou batizados, com nomes de santos e seus doadores eram considerados padrinhos e madrinhas. Curiosidade: a famosa torre inclinada em Piza na Itália, foi originalmente construída para ser o grande campanário da Catedral dessa cidade. E das vestes litúrgicas como amito, burel, cíngulo e manípulo, quem ainda se lembra? Amito latim, amictus, pequena manta. Nos paramentos a veste de formato quadrado ou oblongo, de linho, que cobre os ombros do sacerdote, usado sob a alva e a casula, originalmente para protege-los do contato com a pele e na atualidade para cobrir a gola da camisa comum, ou outra veste. Originalmente o amito cobria também a cabeça do sacerdote. Burel - Termo que designava o hábito feito de tecido rústico, grosseiro, dos monges e dos primeiros franciscanos. Cíngulo latim, cingulum, cintura. O cordão com o qual o sacerdote aperta a alva na cintura e que os padres e bispos usam-no, mas não os diáconos; seu uso foi aprovado desde o séc. IX e seu caráter litúrgico aparece nas orações ao colocá-lo: Cinge-me, ó Senhor, com o cinto da pureza, e simboliza a vigilância espiritual. Até o final da Idade Média era feito com fitas de seda com aplicações e bordados e hoje é simples, feito de tecido de algodão ou seda e deve ser abençoado para o seu uso. Algumas ordens religiosas recebem uma benção especial e em circunstâncias especiais como a do Cordão de S. Francisco e o cíngulo de Santo Agostinho, indulgenciados pela Igreja por indicar profissão de fidelidade e compromisso a um Instituto particular. Manípulo latim, do radical manus, mão. Acessório dos paramentos, feito do mesmo tecido e cor da casula e colocado sobre o braço do celebrante, usado de forma secundária para enxugar o suor do rosto e, por isso, era conhecido também como sudário, suor. (Não se deve confundi-lo com o manustérgio, toalha em que o sacerdote celebrante enxuga as mãos, após 4 / 6

5 purificá-las, no rito do Ofertório da Santa Missa). E se alguém nos perguntasse onde poderia encontrar paralipômenos, o que responderíamos? Quem respondeu na farmácia de manipulação errou, mas quem afirmou Na Bíblia, no Antigo Testamento acertou, pois este é o nome grego dado ao Livro das Crônicas (1º e 2º). Esta palavra complicada significa coisas deixadas de lado posto que no texto hebraico este Livro é considerado como um suplemento aos Livros de Samuel e Reis. Merecem nossa atenção duas palavras aplicadas à Virgem Maria que aparecem em sua forma original grega, Parthenos e Theótokos. Vejamos o que significam: Parthenos virgem. Na versão grega dos Setenta corresponde à tradução da palavra hebraica almah, jovem, moça (do oráculo profético de Isaías 7,14, a virgem conceberá ) e que a Tradição cristã antiga aplicou à Maria, mãe de Jesus; Theótokos Mãe de Deus. Título teológico concedido à Mãe de Jesus. Finalizando, dirijo-me aos irmãos e irmãs da RCC em especial, para falar de uma palavra grega pouco conhecida no Ocidente: yourodivye ou loucos-em-cristo, aplicada na Igreja oriental, Ortodoxa, aos seus santos carismáticos, os que viveram intensamente como portadores da graça de Deus, como São Calínico de Cernica (+1868), S. Joanico (+1944) e o velho Jorge (+1918). (A Promessa do Pai, Henryk Paprocki, p. 108). Fica o convite a todos para explorarem de modo incansável o inestimável tesouro do extenso vocabulário religioso cristão. LICIO NEPOMUCENO "> Bibliografia: 5 / 6

6 PAPROCKI, HENRYK. A Promessa do Pai A experiência do Espírito Santo na Igreja ortodoxa. São Paulo: Edições Paulinas, NEPOMUCENO, LICIO Religicionário Dicionário compreensivo de Termos Religiosos. Ainda não publicado. 6 / 6

Explicação da Missa MISSA

Explicação da Missa MISSA Explicação da Missa Reunidos todos os catequizandos na Igreja, num primeiro momento mostram-se os objetos da missa, ensinam-se os gestos e explicam-se os ritos. Em seguida celebra-se a missa sem interrupção.

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

O texto nomeia os 11, mais algumas mulheres, das quais só menciona Maria, com os irmãos de Jesus. Aqui aparece um fato curioso e edificante.

O texto nomeia os 11, mais algumas mulheres, das quais só menciona Maria, com os irmãos de Jesus. Aqui aparece um fato curioso e edificante. Aula 25 Creio na Igreja Católica.1 Frei Hipólito Martendal, OFM. 1. Leitura de At 2, 1-15. Ler e explicar... Dia de Pentecostes (=Quinquagésima) é o 50º dia depois da Páscoa. Os judeus celebravam a Aliança

Leia mais

Jubileu de Prata 25 ANOS

Jubileu de Prata 25 ANOS Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DO TOCANTINS MINISTÉRIO DE MÚSICA E ARTES INSTRUÇÃO PARA MÚSICA LITÚRGICA NOS EVENTOS DA RCC 1

RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DO TOCANTINS MINISTÉRIO DE MÚSICA E ARTES INSTRUÇÃO PARA MÚSICA LITÚRGICA NOS EVENTOS DA RCC 1 RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DO TOCANTINS MINISTÉRIO DE MÚSICA E ARTES INSTRUÇÃO PARA MÚSICA LITÚRGICA NOS EVENTOS DA RCC 1 1) O lugar do Ministério de Música Para começar, vamos falar dos cantores do

Leia mais

Diferença entre a Bíblia Católica e a Protestante

Diferença entre a Bíblia Católica e a Protestante Diferença entre a Bíblia Católica e a Protestante Hugo Goes A Bíblia é formada por duas partes: o Antigo Testamento e o Novo Testamento. Em relação ao Novo Testamento, não há nenhuma diferença entre a

Leia mais

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel.

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. NOVENA DE NATAL 2015 O Natal e a nossa realidade A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. (Is 7,14) APRESENTAÇÃO O Natal se aproxima. Enquanto renovamos a esperança de

Leia mais

PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO E SÃO VICENTE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DA VÍGILIA DE PENTECOSTES COM OFÍCIO DIVINO Comunidade São Sebastião 19h30min

PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO E SÃO VICENTE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DA VÍGILIA DE PENTECOSTES COM OFÍCIO DIVINO Comunidade São Sebastião 19h30min PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO E SÃO VICENTE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DA VÍGILIA DE PENTECOSTES COM OFÍCIO DIVINO Comunidade São Sebastião 19h30min Terço Como de costume RITOS INICIAIS Enquanto se entoa o refrão

Leia mais

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM Página 1 TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM 01. Canto de Entrada 02. Saudação inicial do celebrante presidente 03. Leitura

Leia mais

TRÍDUO PASCAL ORAÇÕES À MESA

TRÍDUO PASCAL ORAÇÕES À MESA TRÍDUO PASCAL ORAÇÕES À MESA 1. Quinta-Feira Santa Ao almoço D: Irmãos, Jesus Cristo fez de nós um reino de sacerdotes para Deus o nosso pai. T: A Ele, glória e poder / pelos séculos dos séculos. Amém.

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o

É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o 3 - Eucaristia O que é a Eucaristia? É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o sacrifício da cruz no decorrer dos séculos até ao seu regresso, confiando

Leia mais

Índice Introdução... 13 Abreviaturas... 17 1. Natureza da liturgia cristã... 21 1.1. O termo liturgia... 21 1.1.1. No helenismo... 22 1.1.2. No Antigo Testamento... 22 1.1.3. No Novo Testamento... 23 1.1.4.

Leia mais

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese 1. RITO DE INSTITUIÇÃO DOS MINISTROS(AS) DA COMUNHÃO Diácono: Queiram levantar-se os que receberão o mandato de Ministros Extraordinários

Leia mais

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida.

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida. LITURGIA DA PALAVRA A Palavra de Deus proclamada e celebrada - na Missa - nas Celebrações dos Sacramentos (Batismo, Crisma, Matrimônio...) A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa

Leia mais

Gr.Bíblico. Evangelho de. Nossa Senhora Conceição. São Mateus Ano litúrgico A

Gr.Bíblico. Evangelho de. Nossa Senhora Conceição. São Mateus Ano litúrgico A Evangelho de São Mateus Ano litúrgico A O Segundo Envangelho O TEMPO DE JESUS E O TEMPO DA IGREJA Este Evangelho, transmitido em grego pela Igreja, deve ter sido escrito originariamente em aramaico, a

Leia mais

Começando pela realidade da assembléia, antes de mais nada é preciso perguntar-se: Qual a realidade desta comunidade reunida?

Começando pela realidade da assembléia, antes de mais nada é preciso perguntar-se: Qual a realidade desta comunidade reunida? Agora você vai conhecer dicas indispensáveis para o ministério de música no serviço à liturgia. Mas as orientações aqui apresentadas não dispensam as observações do celebrante. É ele quem preside e, por

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

ROSÁRIO ANGLICANO. contemplativa nos diversos níveis da tradição cristã.

ROSÁRIO ANGLICANO. contemplativa nos diversos níveis da tradição cristã. ROSÁRIO ANGLICANO contemplativa nos diversos níveis da tradição cristã. O Círculo do Rosário Anglicano simboliza a roda do tempo; na tradição cristã o número 4 representa os quatro braços da cruz: quando

Leia mais

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu.

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu. O Pão da Vida Na solenidade de Corpus Christi, queremos recordar que os atos redentores de Cristo, que culminam na sua morte e ressurreição, atualizam-se na Eucaristia, celebrada pelo Povo de Deus e presidida

Leia mais

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Antes da Solene celebração, entregar a lembrança do centenário No Final terá um momento de envio onde cada pessoa reassumirá a missão. O sinal deste momento será a colocação

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

Lição 8 Trabalhar com Líderes

Lição 8 Trabalhar com Líderes Lição 8 Trabalhar com Líderes Já havia mais de um ano que o António se tornara membro da sua igreja. Ele tinha aprendido tanto! Começou a pensar nos líderes da igreja que o tinham ajudado. Pensava naqueles

Leia mais

Os Mandamentos da Igreja

Os Mandamentos da Igreja Os Mandamentos da Igreja Por Marcelo Rodolfo da Costa Os mandamentos da Igreja situam-se na linha de uma vida moral ligada à vida litúrgica e que dela se alimenta CIC 2041 Os Mandamentos da Igreja tem

Leia mais

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA ACOLHIDA Com.: Em comunidade estamos reunidos diante de Deus, na presença de nossos familiares, professores e amigos, para celebrar a missa de nossa formatura. Sentimentos de gratidão,

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública.

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. No BATISMO DE JESUS, no Rio Jordão, revela-se o Filho amado de Deus,

Leia mais

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão A vida litúrgica começa muito cedo. Os Sacramentos são conhecidos como encontros pessoais com Cristo. Também são vistos como sinais da salvação.

Leia mais

OBLATOS ORIONITAS. linhas de vida espiritual e apostólica

OBLATOS ORIONITAS. linhas de vida espiritual e apostólica OBLATOS ORIONITAS linhas de vida espiritual e apostólica Motivos inspiradores da oblação orionita laical O "carisma" que o Senhor concede a um fundador, é um dom para o bem de toda a Igreja. O carisma

Leia mais

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO Vós ouviste o que vos disse: Vou e retorno a vós. Se me amásseis, ficaríeis alegres por eu ir para o Pai, porque o Pai é maior do que eu. João

Leia mais

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO O Baptismo, porta da vida e do reino, é o primeiro sacramento da nova lei, que Cristo propôs a todos para terem a vida eterna, e, em seguida, confiou à

Leia mais

Apresentação. (Solicitação do saudoso Santo Padre o Beato João Paulo II)

Apresentação. (Solicitação do saudoso Santo Padre o Beato João Paulo II) Apresentação A Renovação Carismática Católica do Estado do Piauí, movimento eclesial da Igreja Católica, tem por objetivo proporcionar às pessoas uma experiência concreta com Jesus Cristo, através do Batismo

Leia mais

Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013

Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013 Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013 1. Finalidade do Ano da Fé; 2. O que é a Fé; 3. A transmissão da Fé enquanto professada, celebrada, vivida e rezada; 4. O conteúdo

Leia mais

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim!

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim! Page 1 of 6 GUIÃO DA CELEBRAÇÃO DA 1ª COMUNHÃO 2006 Ambientação Irmãos: Neste Domingo, vamos celebrar e viver a Eucaristia com mais Fé e Amor e também de uma maneira mais festiva, já que é o dia da Primeira

Leia mais

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações?

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações? O Canto Litúrgico Como escolher os cantos para nossas celebrações? O que é Liturgia? Liturgia é antes de tudo "serviço do povo", essa experiência é fruto de uma vivencia fraterna, ou seja, é o culto, é

Leia mais

CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ

CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ SEIA 23 DE JUNHO 2013 ENTRADA NÓS SOMOS AS PEDRAS VIVAS DO TEMPLO DO SENHOR, NÓS SOMOS AS PEDRAS VIVAS DO TEMPLO DO SENHOR, POVO SACERDOTAL, IGREJA SANTA

Leia mais

Igreja Internacional da Graça de Deus

Igreja Internacional da Graça de Deus Igreja Internacional da Graça de Deus 1 O Batismo nas Águas Igreja Internacional da Graça de Deus Fevereiro de 2010 São Paulo - Brasil 2 Nova Vida com Jesus J esus respondeu : - Na verdade, na verdade

Leia mais

Lição 01 O propósito eterno de Deus

Lição 01 O propósito eterno de Deus Lição 01 O propósito eterno de Deus LEITURA BÍBLICA Romanos 8:28,29 Gênesis 1:27,28 Efésios 1:4,5 e 11 VERDADE CENTRAL Deus tem um propósito original e eterno para minha vida! OBJETIVO DA LIÇÃO Que eu

Leia mais

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Diácono Admilson Pereira

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Diácono Admilson Pereira PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Pereira É o tempo que marca as datas dos acontecimentos da História da Salvação. É a manifestação de Deus em nosso tempo

Leia mais

Tema ASCENSÃO DO SENHOR

Tema ASCENSÃO DO SENHOR Encontro n. 6 ema ASCENSÃO DO SENHOR I. ACOLHIDA Ambiente: Lenço branco sobre a mesa, como sinal de despeida; uma cadeira vazia ou um banco próximo ao altar. Bíblia sobre o altar, vela acesa, com flores.

Leia mais

São Paulo ganha dos companheiros. São atribuías a S.Paulo 14 cartas. Umas são dele mesmo: Romanos, 1 e 2 aos Corintios, a Filemom, aos Gálatas, aos

São Paulo ganha dos companheiros. São atribuías a S.Paulo 14 cartas. Umas são dele mesmo: Romanos, 1 e 2 aos Corintios, a Filemom, aos Gálatas, aos No Antigo Testamento são citadas algumas cartas, como no 2ºMacabeus, capi.1º. Mas é no Novo Testamento que muitas cartas foram conservadas como parte integrante da revelação de Deus. No Novo Testamento

Leia mais

O que é Batismo? > É o sacramento pelo qual renascemos para a vida divina e nos tornamos filhos de Deus. Sacramento da iniciação a vida Cristã;

O que é Batismo? > É o sacramento pelo qual renascemos para a vida divina e nos tornamos filhos de Deus. Sacramento da iniciação a vida Cristã; Pastoral do Batismo Sacramentos Batismo O que é Batismo? > É o sacramento pelo qual renascemos para a vida divina e nos tornamos filhos de Deus. Sacramento da iniciação a vida Cristã; Consiste em derramar

Leia mais

Formação de GAPRT. Grupo de Acólitos da Paróquia de Rio Tinto

Formação de GAPRT. Grupo de Acólitos da Paróquia de Rio Tinto Formação de Acólitos GAPRT Grupo de Acólitos CORES LITÚRGICAS BRANCO VERMELHO VERDE ROXO ROSA AZUL BRANCO n n n n Tempo Pascal e Natal. Festas e memórias do Senhor (excepto no Domingo de Ramos e a Exaltação

Leia mais

BIÊNIO 2012-2013. Tema Geral da Igreja Metodista "IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA. Tema para o Biênio

BIÊNIO 2012-2013. Tema Geral da Igreja Metodista IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA. Tema para o Biênio 1 IGREJA METODISTA PASTORAL IMED PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E PLANO DE AÇÃO BIÊNIO 2012-2013 Tema Geral da Igreja Metodista "IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA

Leia mais

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Roteiro 1- Introdução 2- Fundamento Bíblico 3- Conclusão 1. Introdução Voce entende por que é importante

Leia mais

Só Deus é bom! do jovem rico

Só Deus é bom! do jovem rico Só Deus é bom! As memórias do jovem rico Carlos Mesters Só Deus é bom! As memórias do jovem rico Direção editorial: Claudiano Avelino dos Santos Assistente editorial: Jacqueline Mendes Fontes Revisão:

Leia mais

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos,

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, PASCOM A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, t e x t o s e i d é i a s p a r a a s matérias! Nossa Senhora da Penha, que sabe o nome de cada

Leia mais

Nº 03 - Setembro/2007

Nº 03 - Setembro/2007 Nº 03 - Setembro/2007 Setembro - Mês da Bíblia Deus viu quanto havia feito e era muito bom Gn 1,31. Por que a Igreja coloca o mês de setembro como Mês da Bíblia, se todos os dias do Ano devem ser Bíblicos?

Leia mais

Capitulo 3 ESPIRITUALIDADE DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA

Capitulo 3 ESPIRITUALIDADE DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA Capitulo 3 ESPIRITUALIDADE DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA Deus nos alerta pela profecia de Oséias de que o Povo dele se perde por falta de conhecimento. Cf. Os 4,6 1ª Tm 4,14 Porque meu povo se perde

Leia mais

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10.

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Vigília Jubilar Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Material: Uma Bíblia Vela da missão Velas para todas as pessoas ou pedir que cada pessoa

Leia mais

conheça sua Bíblia Estudos Panorâmicos no AT e NT TODA QUINTA-FEIRA - DAS 19H30 ÀS 21H - RUA JOSÉ ALVES GUEDES, 1332 - JD. SONIA JAGUARIÚNA/SP

conheça sua Bíblia Estudos Panorâmicos no AT e NT TODA QUINTA-FEIRA - DAS 19H30 ÀS 21H - RUA JOSÉ ALVES GUEDES, 1332 - JD. SONIA JAGUARIÚNA/SP TODA QUINTA-FEIRA - DAS 19H30 ÀS 21H - RUA JOSÉ ALVES GUEDES, 1332 - JD. SONIA JAGUARIÚNA/SP Êxodo! DATA: 1445 a.c.; na caminhada pelo deserto do Sinai. NOME: No hebraico Shemot, nomes, e no grego Êxodo,

Leia mais

TRADIÇÃO. Patriarcado de Lisboa JUAN AMBROSIO / PAULO PAIVA 2º SEMESTRE ANO LETIVO 2013 2014 1. TRADIÇÃO E TRADIÇÕES 2.

TRADIÇÃO. Patriarcado de Lisboa JUAN AMBROSIO / PAULO PAIVA 2º SEMESTRE ANO LETIVO 2013 2014 1. TRADIÇÃO E TRADIÇÕES 2. TRADIÇÃO JUAN AMBROSIO / PAULO PAIVA 2º SEMESTRE ANO LETIVO 2013 2014 1. TRADIÇÃO E TRADIÇÕES 2. A TRANSMISSÃO DO TESTEMUNHO APOSTÓLICO 3. TRADIÇÃO, A ESCRITURA NA IGREJA Revelação TRADIÇÃO Fé Teologia

Leia mais

Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens. (1 Timóteo 2:1)

Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens. (1 Timóteo 2:1) Ministério de Intercessão A Intercessão e a Batalha Espiritual Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens. (1 Timóteo 2:1) O que é Intercessão?

Leia mais

3. Nossa Pátria, vem iluminar! Nossas crianças, vem iluminar! Todo este povo, vem iluminar! Os nossos jovens, vem iluminar.

3. Nossa Pátria, vem iluminar! Nossas crianças, vem iluminar! Todo este povo, vem iluminar! Os nossos jovens, vem iluminar. ACOLHIDA COMENTARISTA: Irmãos e irmãos sejam todos bem vindos. Segundo nosso marco referencial, a PUC é um centro de reflexão e estudo. Sua identidade é fundamentada na pedagogia marista e na concepção

Leia mais

BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa)

BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa) BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa) Cântico de Entrada SAUDAÇÃO E MONIÇÃO INICIAL DIÁLOGO COM OS PAIS E PADRINHOS Que nome escolhestes para o vosso filho? Pais: (dizem o nome do filho). Que pedis à Igreja

Leia mais

Dimensão litúrgica do canto

Dimensão litúrgica do canto Dimensão litúrgica do canto Para ser um ministro de música não basta conhecer a animação litúrgica ou estar inserido em uma comunidade de crescimento. O animador deve estar totalmente inserido na realidade

Leia mais

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro?

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro? ...as religiões? Sim, eu creio que sim, pois não importa a qual religião pertença. O importante é apoiar a que tem e saber levá-la. Todas conduzem a Deus. Eu tenho minha religião e você tem a sua, e assim

Leia mais

Natal do Senhor de 2015. Missa Solene da Noite

Natal do Senhor de 2015. Missa Solene da Noite Natal do Senhor de 2015 Missa Solene da Noite Caríssimos Irmãos e Irmãs: Acabamos de ouvir no Evangelho a palavra que os Anjos, na Noite Santa, disseram aos pastores e que agora a Igreja grita para nós:

Leia mais

HISTÓRIA DO SANTO TERÇO

HISTÓRIA DO SANTO TERÇO HISTÓRIA DO SANTO TERÇO A recitação dos Salmos, desde o século IX, continua sendo a oração oficial da Igreja, conhecida como Liturgia das Horas. Os 150 Salmos recitados pelos monges eram assistidos pelos

Leia mais

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações como ordenado pelo Capítulo Interprovincial da Terceira Ordem na Revisão Constitucional de 1993, e subseqüentemente

Leia mais

Oficina de Liturgia e. Por. Pe. Cleiton Alencar Salvador 2011

Oficina de Liturgia e. Por. Pe. Cleiton Alencar Salvador 2011 Oficina de Liturgia e Música Por. Pe. Cleiton Alencar Salvador 2011 I parte Ohomem éum ser sacramental, queno planoreligioso expressam suas relações com Deus através de um conjunto de sinais e símbolos.(puebla

Leia mais

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005 FESTA DO Pai-Nosso Igreja de S. José de S. Lázaro 1º ano 1 7 de Maio de 2005 I PARTE O acolhimento será feito na Igreja. Cada criança ficará com os seus pais nos bancos destinados ao seu catequista. Durante

Leia mais

IIIDomingo Tempo Pascal- ANO A «..Ficai connosco, Senhor, porque o dia está a terminar e vem caindo a noite

IIIDomingo Tempo Pascal- ANO A «..Ficai connosco, Senhor, porque o dia está a terminar e vem caindo a noite Ambiente: Os comentadores destacaram, muitas vezes, a intenção teológica deste relato. Que é que isto significa? Significa que não estamos diante de uma reportagem jornalística de uma viagem geográfica,

Leia mais

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

Tríduo Pascal - Ano C

Tríduo Pascal - Ano C 1 A celebração da Missa Vespertina da Ceia do Senhor inaugura o Sagrado Tríduo Pascal, o coração do ano litúrgico, no qual celebramos a morte, sepultura e a ressurreição de Jesus Cristo. Trata-se de um

Leia mais

Rita de Sá Freire. Maria: a Mãe do Eterno e Sumo Sacerdote - Homenagem ao Dia do Padre 4 de agosto

Rita de Sá Freire. Maria: a Mãe do Eterno e Sumo Sacerdote - Homenagem ao Dia do Padre 4 de agosto Rita de Sá Freire Maria: a Mãe do Eterno e Sumo Sacerdote - Homenagem ao Dia do Padre 4 de agosto No dia 4 de agosto, a Igreja comemora São João Maria Vianney, Padroeiro dos Padres. Gostaria de prestar

Leia mais

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 27ºDOMINGO DO TEMPO COMUM (02/10/11) Parábola dos Vinhateiros Poderia ser feito um mural específico para esta celebração com uma das frases: Construir a Igreja

Leia mais

Rosarium Virginis Mariae

Rosarium Virginis Mariae EDITORA AVE-MARIA Introdução O Rosário da Virgem Maria, que ao sopro do Espírito Santo de Deus se foi formando gradualmente no segundo milênio, é oração amada por numerosos santos e estimulada pelo magistério.

Leia mais

Ser criança. https://www.youtube.com/watch?v=-gsdp2zscjy. Oração Deus, ajuda-me a ser sempre Criança.

Ser criança. https://www.youtube.com/watch?v=-gsdp2zscjy. Oração Deus, ajuda-me a ser sempre Criança. 2ª feira, 01 de junho: Dia Mundial da Criança Bom dia! Hoje é o dia Mundial da Criança. Hoje é dia de lembrarmos todos a criança que existe em nós. Porque todos devemos ser sempre crianças. Desde o vosso

Leia mais

Natividade de Nossa Senhora

Natividade de Nossa Senhora Rita de Sá Freire Natividade de Nossa Senhora 8 de setembro Na Igreja católica celebramos numerosas festas de santos. Entretanto, não se celebra a data de nascimento do santo, mas sim a de sua morte, correspondendo

Leia mais

Lição 9 Completar com Alegria

Lição 9 Completar com Alegria Lição 9 Completar com Alegria A igreja estava cheia. Era a época da colheita. Todos tinham trazido algo das suas hortas, para repartir com os outros. Havia muita alegria enquanto as pessoas cantavam louvores

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária

A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária A evangelização nos dá a alegria do encontro com a Boa Nova da Ressurreição de Cristo. A maioria das pessoas procura angustiada a razão de sua vida

Leia mais

DOMINGO XXIII DO TEMPO COMUM ANO B LEITURAS

DOMINGO XXIII DO TEMPO COMUM ANO B LEITURAS Ministério dos leitores PREPARAR PARA PROCLAMAR Os fiéis, de acordo com o Livro dos Atos dos Apóstolos, quando se reúnem dominicalmente, no dia do Senhor têm como finalidade primeira escutar a Palavra

Leia mais

agora a algumas questões Quem pode receber o

agora a algumas questões Quem pode receber o Pe. Henrique Soares da Costa Já vimos, nos artigos teologia do Batismo, isto é, do agora a algumas questões precedentes, os principais aspectos da significado deste sacramento. Respondamos, práticas. Quem

Leia mais

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015 1 QUEM É JESUS Jo 1 26 Respondeu João: Eu batizo com água, mas entre vocês está alguém que vocês não conhecem. 27 Ele é aquele que vem depois de mim, e não sou digno de desamarrar as correias de suas sandálias

Leia mais

IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS

IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS INTRODUÇÃO Culto é um serviço Espiritual oferecido a Deus. Expressão mais profunda do nossos sentimentos de adoração

Leia mais

Bento XVI, Sacramentum caritatis,

Bento XVI, Sacramentum caritatis, ou Bento XVI, Sacramentum caritatis, Em entrevista com o clero da Diocese de Albano (31/8/2006), Bento XVI respondeu à pergunta de um padre sobre a ars celebrandi. Disse que essa arte tem várias dimensões:

Leia mais

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo Tens uma tarefa importante para realizar: 1- Dirige-te a alguém da tua confiança. 2- Faz a pergunta: O que admiras mais em Jesus? 3- Regista a resposta nas linhas.

Leia mais

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz?

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? A Unidade de Deus Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? Vejamos a seguir alguns tópicos: Jesus Cristo é o Único Deus Pai Filho Espírito Santo ILUSTRAÇÃO Pai, Filho e Espírito

Leia mais

FESTA DO BATISMO DO SENHOR 12 de janeiro de 2014

FESTA DO BATISMO DO SENHOR 12 de janeiro de 2014 FESTA DO BATISMO DO SENHOR 12 de janeiro de 2014 Tu és o meu Filho amado: Eu hoje te gerei! Leituras: Isaías 42, 1-4.6-7; Salmo 28 (29); Atos dos Apóstolos 10, 34-38; Mateus 3, 13-17. COR LITÚRGICA: BRANCA

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA A IMPORTÂNCIA DAS OBRAS DE FÉ William Soto Santiago Cayey Porto Rico 16 de Março de 2011 Reverendo William Soto Santiago, Ph. D. CENTRO DE DIVULGAÇÃO DO EVANGELHO DO REINO http://www.cder.com.br E-mail:

Leia mais

MENSAGEM À FAMÍLIA MARIANISTA

MENSAGEM À FAMÍLIA MARIANISTA JORNADA DE ORAÇÃO 2010 MENSAGEM À FAMÍLIA MARIANISTA Apresentação do santuário de NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO (Padroeira do Haiti) Porto Príncipe, República do Haiti Jornada Mundial de Oração 10

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 1 de janeiro de 2015 - Nº 7 SOLENIDADE DA SANTA MÃE DE DEUS, MARIA Cor Litúrgica: Branco Animador: Irmãos: no primeiro dia do

Leia mais

DESPREZO PELA IGREJA PROJETO NEEMIAS 2 EFÉSIOS 3.20-21

DESPREZO PELA IGREJA PROJETO NEEMIAS 2 EFÉSIOS 3.20-21 CELEBRANDO A GRAÇA EFÉSIOS 3.20-21 20 Àquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós, 21 a ele seja a glória na igreja e

Leia mais

JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO

JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO 25-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Como se deu a entrada messiânica em Jerusalém? No tempo estabelecido,

Leia mais

Compreendendo a Pessoa do! Espírito Santo!

Compreendendo a Pessoa do! Espírito Santo! h"p://www.youtube.com/watch?v=asb6gd- ayz0 Pneuma é a palavra grega para respiração, na Teologia Cristã, Pneumatologia é o estudo do Espírito Santo. No princípio Deus criou o céu e a terra. Era a terra

Leia mais

1ª Leitura - Gn 1,20-2,4a

1ª Leitura - Gn 1,20-2,4a 1ª Leitura - Gn 1,20-2,4a Façamos o homem à nossa imagem e segundo a nossa semelhança. Leitura do Livro do Gênesis 1,20-2,4a 20Deus disse: 'Fervilhem as águas de seres animados de vida e voem pássaros

Leia mais

MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11. Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras

MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11. Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11 Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras INTRODUÇÃO O grande problema que a igreja enfrenta hoje, para

Leia mais

Pr. Ademilson Ribeiro Presidente do Ministério Graça Plena

Pr. Ademilson Ribeiro Presidente do Ministério Graça Plena Pr. Ademilson Ribeiro Presidente do Ministério Graça Plena Texto: (2º cor 9.6) "Celebrai com júbilo ao Senhor" Introdução Ao completar dez anos (10) de existência, o Ministério Graça Plena chega em 2014,

Leia mais

Servidores da Caridade

Servidores da Caridade Homilia da Missa Crismal 2011 Servidores da Caridade António Marto Catedral de Leiria 21 de Abril de 2011 Cantarei eternamente a bondade do Senhor A liturgia da Missa Crismal encerra uma beleza espiritual

Leia mais

ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC

ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC 1. ESPAC O QUE É? A ESPAC é uma Instituição da Arquidiocese de Fortaleza, criada em 1970, que oferece uma formação sistemática aos Agentes de Pastoral Catequética e

Leia mais

Permanecei em mim e eu permanecerei em vós!

Permanecei em mim e eu permanecerei em vós! CELEBRAÇÃO DO 5º DOMINGO DA PÁSCOA 03 de maio de 2015 Permanecei em mim e eu permanecerei em vós! Leituras: Atos 9, 26-31; Salmo 22; Primeira Carta de João 3, 18-24; João 15, 1-8. COR LITÚRGICA: BRANCA

Leia mais

Catecumenato Uma Experiência de Fé

Catecumenato Uma Experiência de Fé Catecumenato Uma Experiência de Fé APRESENTAÇÃO PARA A 45ª ASSEMBLÉIA DA CNBB (Regional Nordeste 2) www.catecumenato.com O que é Catecumenato? Catecumenato foi um método catequético da igreja dos primeiros

Leia mais

ITAICI Revista de Espiritualidade Inaciana

ITAICI Revista de Espiritualidade Inaciana ITAICI Revista de Espiritualidade Inaciana 93 ISSN - 1517-7807 9!BLF@FB:VWOOUWoYdZh outubro 2013 Que a saúde se difunda sobre a terra Escatologia e Exercícios Espirituais Pedro Arrupe, homem de Deus 1

Leia mais

A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ

A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ JESUS E TENTADO NO DESERTO Volume 4 Escola: Nome : Professor (a): Data : / / 11 7) PERGUNTAS: 1. Depois de ser batizado, onde Jesus foi guiado pelo espírito? 2. Quem

Leia mais

O CÂNON Sagrado compreende 46 Livros no ANTIGO TESTAMENTO e 27 Livros no NOVO TESTAMENTO.

O CÂNON Sagrado compreende 46 Livros no ANTIGO TESTAMENTO e 27 Livros no NOVO TESTAMENTO. Ao contrário do que parece à primeira vista, a Bíblia não é um livro único e independente, mas uma coleção de 73 livros, uma mini biblioteca que destaca o a aliança e plano de salvação de Deus para com

Leia mais

Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES

Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 ORAÇÃO DE ABERTURA CANTO (REPOUSAR EM TI) Música de Tânia Pelegrino baseada na obra Confissões, de

Leia mais