Cândido Mendes. Instituto A Vez do Mestre. Comunicação interna - Uma experiência realizada na Top Sports

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cândido Mendes. Instituto A Vez do Mestre. Comunicação interna - Uma experiência realizada na Top Sports"

Transcrição

1 Cândido Mendes Instituto A Vez do Mestre Comunicação interna - Uma experiência realizada na Top Sports Roberta Barroso Teixeira 2008

2 Cândido Mendes Instituto A Vez do Mestre Comunicação interna - Uma experiência realizada na Top Sports Trabalho entregue como requisito parcial no curso de Comunicação Empresarial. Roberta Barroso Teixeira 2008 I

3 AGRADECIMENTOS Agradeço aos meus pais Luiz Claudio Teixeira e Eliane Barroso Teixeira e aos meus irmãos Renata Barroso Teixeira e Rodrigo Barroso Teixeira pelo amor, carinho, "compreensão", respeito e "puxões de orelha". Agradeço ao meu orientador Marcelo Saldanha pela paciência e atenção. Agradeço a duas pessoas em especial, João Paulo Sá do Marketing e Carlos Moreira, Diretor da TV Esporte Interativo que contribuíram com dados sobre a história da TV para o desenvolvimento do meu trabalho. Agradeço à todos os amigos que se importaram de alguma forma. Agradeço à Deus! II

4 EPÍGRAFE "Empreendedorismo não é uma ciência, nem arte. É uma prática. (Drucker) "O trabalho específico do empreendedorismo numa empresa de negócios é fazer os negócios de hoje capazes de fazer o futuro, transformando-se em um negócio diferente. (Drucker) III

5 SUMÁRIO INTRODUÇÃO p.1 CAPÍTULO História da Top Sports Venture p Primeiros Passos p Criação da Liga do Nordeste p Criação do Esporte Interativo p Rede Tv x Bandeirantes p Estréia da Tv Esporte Interativo p O Canal p Jornalismo na Tv Esporte Interativo p Comunicação Interna p Comunicação e crescimento p.12 CAPÍTULO Idéia da implantação de uma ferramenta de comunicação interna na Tv Esporte Interativo p Como motivar meus colaboradores? p Envolver os funcionários p Desafios da nova ferramenta p.17 CAPÍTULO A prática: Implantação do Jornal Interno na Tv Esporte Interativo p Assumindo o compromisso p Elaboração do Jornal Interno p Estratégias da nova ferramenta p Lançamento do jornal interno p Escolha do nome do jornal p.25 IV

6 3.7 Criando identidade p Outras edições p.27 Considerações Finais p.29 Anexos p.30 à p.36 Bibliografia p.37

7 INTRODUÇÃO O interesse pelo tema da comunicação surgiu pelo fato de eu fazer parte do processo de implantação da nova ferramenta de comunicação Interna na Tv Esporte Interativo. Acompanhando a trajetória da tv e o crescimento contínuo de funcionários, observei a necessidade de implantarmos um meio para integrar as diversas áreas da empresa. O tema é de grande importância já que é um desafio que está ainda dando seus primeiros passos. No primeiro capítulo será comentada a história da Tv Esporte Interativo e da comunicação interna. No segundo capítulo será abordada a idéia da implantação de uma ferramenta de comunicação interna na Tv Esporte Interativo. Já o capítulo três irá explicar o processo da implantação do Jornal Interno na empresa que começou com três funcionários e hoje conta com um quadro de duzentos.

8 CAPÍTULO História da Top Sports Venture Os primeiros passos foram dados quando Carlos Moreira foi para os Estados Unidos trabalhar na Xérox Corporation e fazer MBA no Boston College, escola número um de empreendedorismo para quem pensa em montar um negócio. Carlos era o único brasileiro na sua turma do ano de 1996, e acabou conhecendo na escola outro brasileiro, Leonardo Lens César - Léo. Quando Carlos se formou ainda faltava um ano para a formatura do Léo. Desde de então combinaram de se encontrar e pensaram em montar um negócio próprio. Os pensamentos ficaram guardados e nenhum passo ainda havia sido dado. Carlos foi trabalhar na Nike na área de produtos da seleção brasileira e linha R9- Ronaldo Fenômeno. Léo trabalhava no Bank Boston e quando se formou, retomou contato com Carlos e repensaram a idéia de montar o próprio negócio. Os novos jovens empreendedores convidaram Edgar Diniz que trabalhava em São Paulo no Chase Manhattan. Os três futuros loucos conversavam todos os dias através de conferências. Até que esses três novos e futuros empreendedores resolveram se encontrar em Época da implantação da Lei Pelé, entrada de capital estrangeiro para investir em clubes. No início de 1999 a Lei Pelé entrou em vigor e foi um momento de muito capital estrangeiro invadindo o Brasil para investir em Esporte. Os loucos pensaram: as entidades irão se transformar em empresas;

9 acionistas vão querer retorno sobre os investimentos. Os três jovens se olharam no espelho e pensaram nós somos essas pessoas. Largaram seus respectivos empregos e resolveram começar o próprio negócio. Eles representavam os jovens empreendedores que, saídos das bancas, foram buscar dinheiro no mercado para o capital de risco numa idéia inovadora. 1.2 Primeiros Passos Em 1999 o Chase Manhattan, empresa que Edgar trabalhava, tinha um contrato com o Vitória da Baía e quando Edgar saiu, a empresa deu esse projeto para ele. Os loucos largaram carreiras promissoras em multinacionais para fazer uma verdadeira revolução no futebol. Os loucos foram atrás de investidores para assinar um contrato de assessoria de Marketing do Vitória. Os jovens foram rumo à Bahia tocar o Vitória e renegociar alguns contratos. A partir daí, começou a nascer a Top Sports Venture que deu os primeiros passos certos e renovou vários contratos. O Vitória já havia sido um mega case de sucesso. A experiência deu tão certo que o investidor que entrou quis continuar tocando a área comercial do clube. Fundada a empresa que hoje se transformou em uma emissora de Tv que promete ser a número um de entretenimento esportivo no Brasil. 1.3 Criação da Liga do Nordeste

10 Todas as confederações e executivos de Tv conheciam a Top Sports. Os loucos fizeram os primeiros contratos de aquisição de direito de transmissão com o Vitória, clubes de Curitiba, Atlético Mineiro e começaram a ver que era bom, mas que o clube não repassava a parte deles. Resolveram então criar uma competição onde os principais clubes dos principais estados do Nordeste jogassem um contra o outro. Ex: Náutico x Santa Cruz, Ceará x Fortaleza. Resolveram colocar esses clubes para jogarem entre si e criaram a Liga do Nordeste. O projeto dos três jovens era bem simples. Eles ensinam os clubes a montar uma liga, para qual passam os direitos de comercialização das marcas e cabia a Top Sports a negociar patrocinadores e cotas de Tv. Os grandes clubes resolveram assim deixar de participar do Estadual em que só jogavam com times pequenos e foram jogar a Liga, resultado: os clubes nunca viram tanto dinheiro. Já nesta época mais loucos haviam se juntado a esta equipe, Fábio Medeiros, Maurício Portela e Bernardo Ramalho, hoje sócios da Tv Esporte Interativo. No primeiro ano, em 2001, o campeonato movimentou 10 milhões, no segundo 15 milhões entre venda de uniformes, ações nos intervalos e todo o marketing. A competição foi eleita pela revista Placar como o campeonato mais bem organizado.

11 De três funcionários a Top Sports começou a crescer. Só que a alegria durou pouco, pois toda essa revolução no esporte incomodou Federações colocando fim a Liga do Nordeste. A partir daí, houve uma reformulação no Campeonato Brasileiro que passaria a durar um ano inteiro e o Estadual um mês. A Globo resolveu contratar a Top Sports para formatar o Brasileirão. A Top vendia tudo: placa de campo, ações de intervalo, marca do campeonato para colocar em produtos em mercados, área vip, entre outros. 1.4 Criação do Esporte Interativo Os loucos formataram, operaram e formalizaram o Campeonato Brasileiro em Só que neste mesmo ano perceberam que trabalhar para a Globo não era a melhor solução, pois a Globo definia suas agenda. Os três loucos e sua equipe que já estava crescendo pensaram: não montamos isso para trabalhar para a Globo. A partir daí, resolveram levantar dinheiro e juntar investidores no mercado. Resolveram comprar direitos de transmissões e espaços em grades de televisão. Pensaram em fazer cabeças e narrações de jogos e depois apresentar para o mercado publicitário. O retorno dos jogos viria desse mercado. A idéia nada

12 mais era do que oferecer visibilidade para patrocinadores através de clubes de futebol. Criou-se então o Esporte Interativo. 1.5 Rede Tv x Bandeirantes - Esporte Interativo, ser uma TV...sem ter uma TV Os jogos começaram a ser exibidos na Rede Tv em 2004, e em setembro do mesmo ano, o programa, produto da TopSports, migrou para a TV Bandeirantes. Na época da transição entre Rede TV e Bandeirantes aconteceu uma guerra judicial: a Rede TV continuou exibindo os jogos da Liga dos Campeões da Europa e obteve várias liminares. Após muita confusão, os direitos, finalmente, foram para a Band. Durante o período em que permaneceu na Rede TV, o Esporte Interativo levou para a emissora mais de 320 horas de esporte por ano, um número bem maior do que a Globo, por exemplo, que põe no ar 250 horas anuais. Em 2004, cinco das 10 maiores audiências da emissora foram do programa. O faturamento do canal em 2004 foi de aproximadamente R$ 15 milhões, o que explica a guerra entre Rede TV e Band pelas atrações.

13 Na Tv Bandeirantes exibiam dois jogos nos finais de semana, um do Campeonato Inglês e outro do Italiano. Com a chegada do Esporte Interativo à programação da Band, novos profissionais passaram a integrar a equipe do canal, que estava longe do esporte desde Nomes como Eder Luís, Neto e Mauro Beting passaram a transmitir pela emissora, que, posteriormente, incluiu outros nomes como, por exemplo, Téo José e Nivaldo Prieto. O pequeno negócio começou a se transformar em coisa grande. Os loucos já eram mais de Estréia da Tv Esporte Interativo Em 2004/2005 os loucos viram que sua idéia tinha espaço na Tv aberta para esporte ao vivo e que o mercado comprava. A lucratividade fez eles sonharem alto. Pensaram: já temos o conteúdo e os direitos de transmissões e porque não pegar todos os jogos que recebemos para transmitir? Fizeram a experiência de transmitir diversos jogos dos Campeonatos Inglês e Italiano na Rede NGT, mas pela pouca penetração da emissora com poucas pessoas sintonizadas no canal, os loucos viram que precisavam de uma distribuição ainda maior. Resolveram montar um modelo que daria ainda mais certo: Ter uma ESPN em canal aberto. Loucura? Eles estavam prontos para

14 mais uma. A equipe pensou: o povo gosta de futebol, não tem acesso para assistir. Como daremos esse grande passo de distribuição? A partir daí, começaram a pensar em parabólica e viram através de uma pesquisa da data folha que era um mercado que estava e está se desenvolvendo (Só em 2005 já existiam 14 milhões de parabólicas). No dia 20 de janeiro de 2007 a loucura se tornou o maior sonho: Tv Esporte Interativo, 24 horas no ar. O grande diferencial do Esporte Interativo é a forma de como conseguiram atrair anunciantes de peso como, por exemplo, Gillette, Motorola, Petrobras, Correios, Claro, Tim e Embratel através de um novo formato de propaganda, feito de promoções e não de anúncios. 1.7 O Canal O Canal traz a interação entre telespectador e emissora por meio de mensagens de texto durante os jogos, em que os usuários participam de promoções e respondem a enquetes usando o celular. Com o novo canal, a proposta é diversificar a programação e ir além do futebol. O canal é transmitido via parabólica, no satélite B1 analógico, freqüência 980 Vertical conseguindo atingir 20 milhões de aparelhos de televisão, e tem a programação voltada 24 horas para esporte. Viemos para resgatar competições de alto nível pra TV aberta e atender uma demanda reprimida das classes B, C, D que não possuem TV paga, disse

15 Carlos Henrique Moreira, co-fundador e diretor executivo da TopsSports em conversa informal. Na TV Esporte Interativo, o torcedor participa ativamente da programação através de idéias implantadas para interatividades, como o quiz, em que o telespectador escolhe o fera do jogo, o gol mais bonito, a jogada da semana e o craque preferido. Cada participação vale pontos que são trocados por prêmios que agradam o torcedor-telespectador, como camisas de times, bolas oficiais e Playstation 2 e Jornalismo na Tv Esporte Interativo Eventos esportivos realizados no País também estão no foco da Tv Esporte Interativo, mas por enquanto, somente com cobertura jornalística. O jornalismo do canal está sendo comandado por André Henning, que coordena uma equipe de 12 profissionais, entre eles, os narradores Jorge Iggor e Felipe Santos e a apresentadora Roberta Barroso, parte do casting que estreou também dia 20 de janeiro e que também teve participação como estagiária no projeto da NGT. A TV Esporte Interativo é transmitida de um prédio em Botafogo, no Rio de Janeiro, onde trabalham hoje cerca de 200 pessoas. A Top Sports investiu R$ 5 milhões na criação do canal. O modo de transmitir da Esporte Interativo, tanto em seu próprio canal como em transmissões associadas com outras TVs, chama atenção pelas

16 possibilidades de interação do espectador, principalmente por meio de mensagens SMS, os populares torpedos, para opinar em enquetes e participar de promoções. O modelo já é bem usual no exterior. Os SMS acabam servindo também como um indicador do retorno. No final de semana de estréia a TV Esporte Interativo esperava receber, algo entre 70 e 80 mensagens por minutos. Foram recebidas 350 mensagens por minuto, o que, em uma estimativa da empresa, representa que até 470 mil aparelhos estiveram sintonizados na emissora. Hoje é possível ver Cristiano Ronaldo, Drogba, Ronaldo Fenômeno, Diego, Kaká, entre outros craques do mundo, jogando, e o melhor, ao vivo com o melhor conteúdo de esportes da Tv brasileira. Tudo isso enche os olhos dos torcedores, pois como sempre o Esporte Interativo exporta um inigualável futebol. Atualmente a Tv Esporte Interativo já com um ano de existência continua crescendo e com olhos para novas loucuras que estão por vir. Os três loucos hoje se transformaram em Comunicação Interna A Comunicação Interna reforça a instrução profissional, auxilia a performance da área de Recursos Humanos, serve como ferramenta de endomarketing, além de desenvolver talentos e fortalecer o vínculo do colaborador com a empresa. Um programa consistente de comunicação evita desvios de

17 informação, cria uma cadeia de responsabilidades e capacita o colaborador como um multiplicador consciente dos princípios e dos objetivos da empresa. LEITE, Q.A.G no site afirma que a Comunicação Interna é tão importante numa organização, em primeiro lugar, porque os empregados são parceiros e quanto mais bem informados estiverem, mais envolvidos com aquela empresa, sua missão e seu negócio, eles estarão. A Comunicação interna amplia a visão do empregado, dando-lhe um conhecimento sistêmico do processo. As ações da empresa devem ter sentido para as pessoas sendo necessário que encontrem no processo de comunicação as justificativas para o seu posicionamento e comprometimento, fala a doutora em Ciências da Comunicação, Marlene Marchiori. Assim, o funcionário, sabendo o que seu trabalho representa no todo da organização, qual a importância das tarefas que realiza, do que produz, o desempenhará com mais eficiência. Em segundo lugar, de acordo com o professor Bueno, os empregados são os melhores porta-vozes da instituição em que trabalha. Sua opinião sobre a organização vale muito para quem está de fora. Ele é o maior propagandista de sua organização. Diz o professor Bueno que funcionários descontentes, mal informados, geram prejuízos imensos às organizações porque podem expressar, com mais autenticidade do que outros públicos, os valores positivos

18 ou negativos da cultura organizacional. Fica fácil acreditar no que eles dizem porque, afinal de contas, eles estão vivendo lá dentro. Como sabemos, a imagem e a reputação se formam assim, a partir de pequenas vivências e convivências e os públicos internos têm papel fundamental neste processo. Daí que investir na comunicação interna é investir no clima organizacional e em marketing também. Em terceiro lugar, porque toda organização está inserida num mercado altamente competitivo. Com a globalização e a disseminação de novas tecnologias. a Comunicação Interna tem uma função importante, no sentido de fazer circular as informações novas, promover o debate e a interação entre os vários segmentos da organização e, sobretudo, capacitar os funcionários para os novos desafios, defende o professor Wilson Bueno, opinião compartilhada com a professora Margarida Maria Krohling Kunsch, para quem a comunicação interna deixa de ser uma área periférica e alia-se aos demais setores, tornando-se assim uma ferramenta imprescindível para a obtenção de resultados. (KUNSCH, Margarida M., 1995, p.93) Por isso, o processo de comunicação interna precisa ser valorizado e os canais que ele dispõe (jornais, boletins, intranet, murais etc) colocamos de forma eficaz e atrativa para que realmente cumpram sua missão de integrar todo o quadro funcional de uma organização. Comunicar é mais que informar, é atrair, é envolver. E neste processo, todos os empregados possuem seu valor e atuam de forma a tornar uma organização bem informada ou não. Enfim, uma boa comunicação interna depende de todos nós!

19 1.10 Comunicação e crescimento A comunicação interna é aquela dirigida ao público interno da organização, sobretudo aos seus funcionários. Kunsch afirma que o objetivo principal da comunicação interna é de promover a máxima integração entre a organização e seus empregados sendo um setor planejado com objetivos definidos para viabilizar toda a interação possível entre a organização e seus empregados. (KUNSCH, Margarida M., 1995, p.93) A comunicação interna se destina ao público interno de uma organização, que é composto sobretudo por seus empregados e familiares. Também podem ser considerados em alguns casos como público interno fornecedores, parceiros de negócios, revendedores, agentes, prestadores de serviços terceirizados, profissionais autônomos, entre outros, dependendo do grau de proximidade que mantêm com a empresa. Analisando o crescimento da empresa que começou com três funcionários e hoje têm 200, três funcionários da área do Jornalismo se juntaram e pensaram em implantar alguma ferramenta de comunicação interna para motivar e integrar os funcionários. Assim, a comunicação interna é determinante para o sucesso das organizações pois se torna fundamental para os resultados do negócio e age como humanizador das relações do trabalho.

20 CAPÍTULO Idéia da implantação de uma ferramenta de comunicação interna na Tv Esporte Interativo Muitos executivos ainda acreditam que é possível gerar motivação condicionando os comportamentos por meio de prêmios e punições. Mas a verdadeira motivação nasce das necessidades interiores e não de fatores externos. Não há fórmulas que ofereçam soluções fáceis para motivar quem quer que seja. A eficácia depende de sua competência em liberar a motivação que os liderados já trazem dentro de si.

21 2.2 Como motivar meus colaboradores? Essa pergunta geralmente os gerentes se fazem para um bom resultado na empresa. Consideram, muitas vezes, que exista alguma fórmula mágica para que isso aconteça. Porém, esta fórmula mágica não existe. Dinheiro não é a única coisa que motiva os colaboradores, se fosse seria extremamente fácil. Muitas organizações costumam criar sistemas de reconhecimento somente baseado em melhoria salarial (cumprimento de metas, participação nos resultados, premiações). Não que esses sistemas não funcionem, mas sozinho não conseguirá aumentar o nível de motivação dos funcionários por muito tempo. Foi pensando nisso que o grupo de funcionários Roberta Barroso, Patrick Kadlec e Alex Gibson acharam de extrema importância a implantação de uma ferramenta de comunicação interna devido ao rápido crescimento da empresa, pois se já há motivação em alguns, outros podem sentir-se motivados sabendo que estão sendo valorizados ou mesmo citados pela empresa. Muitas informações são produzidas e causam impacto na vida dos funcionários, mas nem sempre geram mudanças de atitudes, ou ainda, causam confusão porque não foram divulgadas da forma adequada.

22 O público interno é, certamente, um dos que têm maior crédito ao falar a respeito da organização. Por isso é muito importante que ele esteja sempre bem informado, sendo o primeiro, a saber, sobre as notícias da empresa. A idéia dos funcionários junto com a Ilana Kauffmam, gerente de RH era implantar uma ferramenta de comunicação interna que ajudaria a mudar isso. Pessoas entusiasmadas e valorizadas aumentam a produtividade da organização. O ambiente interno da empresa deve prover as condições necessárias à sua realização, em todos os sentidos. Foi pensando em tudo isso, que Roberta Barroso enviou um para seu chefe direto propondo a implantação de uma ferramenta de comunicação interna para os funcionários. No primeiro contato, Roberta, relatou que apesar das novas tecnologias nos proporcionarem novos instrumentos de comunicação interna, um jornal interno ainda possui função estratégica para facilitar a comunicação dentro da empresa. É uma ferramenta de baixo custo, fácil acesso e sem complexidade para interpretação das informações fornecidas, mostra os fatos de uma forma clara e transparente. As matérias a serem publicadas deverão despertar o interesse em leitura nos colaboradores, através de um layout com cores vibrantes, linguagem adequada e divertida.

23 A idéia foi aceita, e para ser colocada em prática levou pelo menos três meses, desde idéias para a implantação e decisões de editorias e matérias que seriam publicadas. 2.3 Envolver os funcionários Para envolver os funcionários com os objetivos da organização, a comunicação é um fator fundamental. Para tanto ela deve ser uma preocupação de todos e, principalmente, dos principais executivos. MARCHIORI, Marlene, afirma que executivos que querem obter sucesso organizacional, devem dirigir sua atenção para as necessidades com o público interno, em primeiro lugar. (MARCHIORI, Marlene, 1995, p.83) O mundo empresarial vive um período em que o grande desafio é conseguir dominar a mudança. Pessoas e organizações vêm-se ao mesmo tempo atônitas e constrangidas ao viver sob a pressão da procura de alguma estratégia que lhes permita dominar os novos desafios. Os funcionários pensaram então em um jornal interno, que seria não só uma estratégia, mas sim mais uma maneira de integrar os funcionários e fazer um jornal deles para eles. Segundo DAMANTE, Nara A empresa tem que ter clareza dos seus rumos e do que está tentando construir. Os decisores devem demonstrar postura e

24 vontade prática de melhorar a variável comunicação. (DAMANTE, Nara, 1999, p.26) Embora não se possa justificar como algo exato, é sabido que o sucesso de uma organização e de uma nova ferramenta como o jornal interno depende do comprometimento de seus funcionários. A nova ferramenta torna-se inviável se os colaboradores não comprarem a idéia. Na medida em que o público interno é estimulado a participar e encontra abertura para dar sua opinião, sente-se mais valorizado e motivado. 2.4 Desafios da nova ferramenta Essa nova ferramenta de comunicação interna também é de extrema importância para promover a integração entre as áreas. É uma ferramenta estratégica para compatibilizar os interesses dos empregados e da empresa, através do estímulo ao diálogo, à troca de informações e de experiências e à participação de todos os níveis. O nosso grande desafio dessa ferramenta de comunicação interna é fazer com que as pessoas a enxerguem como parte de sua responsabilidade. Sem as informações sobre o que realmente está acontecendo, os funcionários sentem-se perdidos e resistem às mudanças. Eles tendem a não fazer o menor

25 esforço para que elas dêem certo. A falta de informação faz com que as pessoas soltem a imaginação, criando seu próprio fantasma. LUBUS, Carlos afirma que se o colaborador tiver clareza de seu papel na organização e se o seu posicionamento dentro da empresa estiver coerente com suas expectativas pessoais e potencialidades, os objetivos, as metas e os desafios serão palavras que permitirão prazer, crescimento e satisfação. (LUBUS, Carlos, 2003, p.29) Quando o marketing interno é bem feito, o marketing externo será muito mais abrangente. Basta perceber o que os empregados dizem nas empresas classificadas pela revista Exame como melhores empresas no Brasil para se trabalhar. Se cada empregado for multiplicador da boa imagem da empresa, os produtos fabricados por ela também serão bem aceitos pelos seus clientes. CAPÍTULO A prática: Implantação do Jornal Interno na Tv Esporte Interativo

26 Cada integrante da organização funcionários e colaboradores são chaves para que a empresa estabeleça contato tanto com o público interno (funcionários) quanto com o externo (clientes). Muitas vezes, os funcionários precisam convencer seus clientes que o produto ou serviço oferecido é aquele que vai atender a seus desejos e melhorar sua rotina de trabalho. Nada melhor do que funcionários satisfeitos quando há uma forma de comunicação que os aproxime dos chefes e dos demais funcionários. Pensando no crescimento da empresa e no número dos funcionários, o Jornal Interno foi aceito e colocado em prática pelos funcionários que tiveram a idéia e pela Ilana Kauffmam gerente de RH que abraçou a idéia e também faz parte do projeto que já está na sua terceira edição. As pessoas precisam estar informadas sobre os rumos da empresa. As grandes mudanças nas organizações passam por uma disseminação muito ampla do que a empresa quer, para onde e como quer ir. De fato, não é meia dúzia de pessoas que consegue mudar a organização e dar grandes passos. Isso deve estar disseminado dentro da organização. Este é um aspecto estratégico. (DAMANTE, Nara, 1999, p.18-22) 3.2 Assumindo o compromisso

27 Assumimos então o desafio de implantar o Jornal Interno para os funcionários da Tv Esporte Interativo. Por já fazermos parte do quadro de funcionários da empresa já conhecíamos a essência da vida da organização, uma empresa vigorosa com 200 funcionários, mas que aparece ao público como uma Tv que está crescendo. A Tv Esporte Interativo sempre manteve um clima interno saudável e acolhedor e uma imagem positiva para esse público. Todas as sextas-feiras tínhamos a nossa tradicional sorvetada no segundo andar. Um momento descontraído para o encontro dos funcionários. Foi na sorvetada que anunciamos o lançamento do primeiro jornal interno. Buscamos criar um veículo capaz de, levando em conta essas condições já existentes, evidenciar o que a empresa tem de mais valoroso: as relações. Relacionamento é tema-chave para a empresa. Todos os setores estão interligados e nada funciona sem a interferência de vários setores da organização. A Tv Esporte Interativo é uma empresa com a programação voltada 24 horas para esporte no ar, e pretende se tornar em 2010 a empresa número um de entretenimento esportivo. A imagem de determinação, e visão acelerada de crescimento interage com as qualidades dos sócios da organização que sempre pensaram em um negóciovencedor.

28 3.3 Elaboração do Jornal Interno Fazer um jornalzinho como muitos ainda insistem em chamar o jornal interno não é tarefa tão simples. Sua produção deve envolver o trabalho de profissionais competentes, conhecedores do negócio da empresa e do mercado em que ela está inserida. Além disso, é imprescindível que a linha editorial desta publicação esteja alinhada aos objetivos e estratégias da organização. O jornal interno continua sendo uma importante ferramenta de comunicação interna. Na era da informação, o jornal da empresa mais do que uma extensão da imagem que a organização tenta construir carrega informações que precisam chegar ao coração do público interno. E esse caminho é árduo. Ele é um leitor tão exigente quanto qualquer outro. Chamar sua atenção requer habilidade. Não basta juntar as notícias que a gerência deseja transmitir no jornalzinho e distribuir. Não que isso seja impossível. Afinal, esse veículo pode existir por quanto tempo a empresa desejar. O jornalista, à frente do jornal interno, tem condições de fazer um trabalho mais fluido. Equilibrando a pauta, utilizando a linguagem adequada ao público-alvo, estabelecendo prioridades no projeto editorial e, finalmente, alinhando todo o trabalho de produção ao planejamento estratégico da empresa.

29 Não se pode esquecer de que o público seja ele de nível executivo ou chão de fábrica é bombardeado por informações a cada minuto e pode selecionar o que vai ou não assimilar, no que vai ou não acreditar. Aliás, ele nunca esteve tão desconfiado. São tantas histórias divulgadas pela mídia em todo o mundo, que seu senso crítico está muito maior e não se pode esperar que esse senso crítico deixe de funcionar justamente com o veículo de comunicação da empresa. Levar o jornalismo estratégico para dentro do ambiente empresarial é a garantia de implantação de um novo modelo de transmissão de informações, capaz de promover e estimular a quebra de paradigmas. É também uma forma segura de facilitar o diálogo, contribuindo com a descentralização do poder e com o processo de gestão do conhecimento. 3.4 Estratégias da nova ferramenta Julgamos algumas qualidades fundamentais à nossa equipe e ao desenvolvimento do jornal. Listo aqui algumas delas. - Boa apuração e redação Essas características devem ser inerentes a qualquer um que opte pelo jornalismo, independentemente da área em que atue. Os textos utilizados devem ser completos e, ao mesmo tempo, leves. - Algum conhecimento de diagramação e edição Sempre facilita a compreensão do trabalho saber o que será feito de uma matéria, se vale a

30 pena escrever um box, se a foto merece uma capa, etc. Da mesma forma, um bom projeto gráfico fará toda a diferença no processo de conquista do leitor; - Compreensão dos valores e objetivos da empresa É com base neles que será possível pautar e selecionar informações de maneira eficaz. Todo trabalho deve estar alinhado ao planejamento estratégico da empresa. - Imparcialidade Emoção é importante, mas temos a preocupação de não nos encantarmos pelo trabalho de um setor em detrimento de outro. O equilíbrio na escolha das pautas é sempre percebido pelo leitor; - Entendimento do negócio da empresa Deve-se ter plena compreensão do que a empresa faz e de todo seu processo produtivo. Uma certa dose de didatismo na nossa publicação é bem-vinda; - Habilidade no relacionamento com pessoas Sabemos que isso é útil em qualquer ambiente de trabalho, mas quem atua na área de comunicação sabe o quanto essa característica deve ser exacerbada em um jornalista empresarial; - Profundo conhecimento do processo de comunicação da empresa O ideal é que os veículos se apóiem num verdadeiro trabalho de comunicação integrada. Se o jornalista trabalha em apenas um deles, deve conhecer os demais. Da mesma forma, o jornal deve dialogar com as demais peças e ações, deixando

31 claro para o público interno qual é o mix de comunicação da empresa. Sendo assim, sempre temos a presença da nossa gerente de RH. 3.5 Lançamento do jornal interno A nossa idéia era de realizar um jornal que pudesse veicular, para o público interno da Tv Esporte Interativo com os conteúdos e imagens que são projetados para seu público tanto interno como externo. Os personagens das reportagens seriam os funcionários e funcionárias, os assuntos iriam de frente com os interesses dos colaboradores. O lançamento como eu já havia citado, aconteceu na tradicional sorvetada que a empresa fazia todas as sextas-feiras para seus colaboradores. A equipe fez um vídeo contando todo o processo de andamento do jornal e em seguida disparou um colocando o jornal no ar. A nova ferramenta é acessada através dos computadores da Tv Esporte Interativo. O jornal só pode ser visto de dentro da empresa através do link interativo.top.local O público interno deve ser considerado o público número um da organização porque, embora a organização não viva para o público interno, não subsiste sem ele, foi pensando nisso que o grupo se juntou para implantar o jornal interno.

32 Para dar início à primeira edição a equipe se reuniu em salas de reunião da tv nos horários que não atrapalhassem seus trabalhos já determinados e todos os dias as idéias iam surgindo. A princípio o jornal seria bimestral, mas com o número de informações importantes e que ficariam velhas de dois em dois meses o jornal passou a ser mensal. A integração do público interno é fundamental, pois quando as pessoas recebem as informações e compreendem que são parte integrante da vida organizacional são motivadas a dar mais de si, pois sabem que cada ato influencia na vida da organização. 3.6 Escolha do nome do jornal Uma das idéias da primeira edição foi lançar um concurso para a escolha do nome do jornal. A primeira edição saiu sem nome e com um ponto de interrogação piscando chamando a atenção dos funcionários. Os interessados em dar nome ao nosso jornal teriam que enviar um para o jornal dando sua sugestão e assim participariam de um concurso, o nome escolhido teria como prêmio um telefone Simens do Ronaldo Fenômeno. A iniciativa deu certo e o funcionário Felipe Melo da OPEC escolheu o nome vencedor: Expresso Interativo. As próximas edições já passaram a ser publicadas com o novo nome.

33 A valorização das relações está presente o tempo todo no Expresso Interativo. Desde a preocupação com a escolha das cores e das fontes ao conteúdo das notas e reportagens. Em cada edição do jornal há uma matéria principal em destaque. O Expresso Interativo está sempre recheado por fotos dos funcionários e as matérias não são tão longas para as pessoas não perderem a vontade de ler e se envolver. O foco do jornal está sempre em matérias que irão despertar interesse dos colaboradores. 3.7 Criando identidade O Layout do jornal foi elaborado pela equipe do site da Tv Esporte Interativo que predominou a cor vermelha, para refletir imagem direta ao logo da Tv que é nesta cor. A reportagem central do primeiro número contou com a coluna Direto do 4. Chamamos essa coluna assim, pois seria um lugar para os diretores escreverem algo de interessante para os colaboradores, e como eles ficam no quarto andar do prédio da emissora, o nome foi escolhido para fazermos essa ligação. O presidente Edgar Diniz foi o primeiro escolhido para falar sobre algum assunto que despertasse interesse dos colaboradores. Ele falou um pouco sobre a história da empresa e sobre as vitórias que ainda virão.

34 Esse primeiro número teve a preocupação de criar identidade com o público interno, leitor do jornal. O primeiro número do jornal foi lançado em novembro de O sucesso e a repercussão da primeira edição consagraram o conceito original do Expresso Interativo. 3.8 Outras edições As demais edições visaram apreender os temas relacionais em desenvolvimento; nos projetos de Marketing, na área comercial; sempre nas edições vem a parte de aniversariantes do mês e os ramais para os colaboradores terem um meio rápido de acesso para localizar a área e o telefone de quem procura. Com o sucesso do veículo, pautas surgidas no coletivo da empresa têm sido incorporadas ao jornal. Atualmente, a publicação possui como editorias fixas, além das notícias do mês: - Mensagem dos sócios A coluna Direto do 4. Redigida em forma de carta, dispõe do posicionamento assumido pelo colunista, diante de questões diversas; - Aniversariantes do mês;

35 - Lista de Ramais para facilitar o colaborador na hora de fazer uma ligação interna; - Movimentação - quem entra e quem sai da empresa; - As últimas Notícias que ficam passando na tela do computador. Notas rápidas para informar as últimas notícias da organização. As pautas são condicionadas, principalmente, através de sugestões recebidas pelos próprios funcionários. Os canais de comunicação com esta finalidade são os s dos colaboradores fixos; o do Jornal A estratégia de divulgação de cada número é harmônica com a estratégia global de comunicação: propaganda boca-a-boca. Não é a toa que a estréia da Tv Esporte Interativo não teve nenhuma divulgação, apenas o boca-a-boca foi conquistando o público externo e atraindo os telespectadores para o canal. Pessoas dos departamentos que não fizeram parte da implantação do jornal interno têm, procurado o RH da empresa e a equipe do jornal se candidatando para colaborar e escrever para o Expresso Interativo. Na segunda edição contamos com a colaboração de Thiago Brandão da área de interatividades e que agora também faz parte da equipe fixa do jornal.

36 O mais interessante de tudo isso é ser um veículo que conta a nossa história: Funcionários e Empresa. CONSIDERAÇÕES FINAIS O desenvolvimento do trabalho levou à constatação de que o trabalho de comunicação na organização deve ser constante e parte da responsabilidade dos gestores. Os funcionários são público-chave no sucesso dos negócios e cabe aos gestores levar o estímulo a suas equipes a fim de garantir o resultado proposto para a organização alcançar seus objetivos. O público interno é um fator-chave no sucesso dos negócios pois concretiza a existência das organizações, realiza a comunicação, forma a cultura e impulsiona os novos processos. Com esta estrutura do jornal interno funcionando a pleno vapor, com certeza, a mensagem do presidente chegará rapidamente aos funcionários e ele vai atingir seu objetivo de ser presidente, mas ter um acesso informal aos seus funcionários. Com os funcionários por dentro de todas as informações da empresa, a organização tende a crescer e não causar impacto ruins aos seus colaboradores, por falta de informação.

37 ANEXOS

38

39

40

41

42

43

44

45 BIBLIOGRAFIA Informações História da TV Carlos Moreira e João Paulo Sá. LEITE, Q.A.G no site acessado dia 20 de março de 2008 KUNSCH, Margarida M. K. A comunicação integrada nas organizações modernas: avanços e perspectivas no Brasil. In: CORREA, Tupã (org.) Comunicação para o mercado. São Paulo: Edicom, p. 93. DAMANTE, Nara. O estado da arte da comunicação organizacional no Brasil. Comunicação Empresarial, São Paulo, n. 31, p , segundo trimestre, DAMANTE, Nara. Uma língua em quatro idiomas. Comunicação Empresarial, São Paulo, n. 32, p , terceiro trimestre MARCHIORI, Marlene. Organização, Cultura e Comunicação: elementos para novas relações com o público interno. São Paulo, 1995, dissertação (Mestrado), Escola de Comunicações e Artes USP, p.83.

46 LUBUS, Carlos. Emoções na conta. In CARVALHO, Gumercindo. Vida & Trabalho Melhor, n. 188, Fevereiro, 2003, p. 29. V

ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS

ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS ÍNDICE em ordem alfabética: Artigo 1 - ENDOMARKETING: UMA FERRAMENTA ESTRATÉGICA PARA DESENVOLVER O COMPROMETIMENTO... pág. 2 Artigo 2 - MOTIVANDO-SE... pág. 4 Artigo 3 - RECURSOS

Leia mais

Planejamento de Campanha Publicitária

Planejamento de Campanha Publicitária Planejamento de Campanha Publicitária Prof. André Wander UCAM O briefing chegou. E agora? O profissional responsável pelo planejamento de campanha em uma agência de propaganda recebe o briefing, analisa

Leia mais

Estratégias em Propaganda e Comunicação

Estratégias em Propaganda e Comunicação Ferramentas Gráficas I Estratégias em Propaganda e Comunicação Tenho meu Briefing. E agora? Planejamento de Campanha Publicitária O QUE VOCÊ DEVE SABER NO INÍCIO O profissional responsável pelo planejamento

Leia mais

PLANO DE PATROCÍNIO EVENTO REGIONAL VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL

PLANO DE PATROCÍNIO EVENTO REGIONAL VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL PLANO DE PATROCÍNIO EVENTO REGIONAL VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL Dir. Nac. de Marketing Jun/13 APRESENTAÇÃO As emoções da Copa Espírito Santo de Futebol estão de volta. A Rede Vitória, pelo sexto ano consecutivo,

Leia mais

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04 Práticas de Gestão Editorial Geovanne. 02 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) Como faço isso? Acesse online: 03 e 04 www. No inicio da década de 90 os

Leia mais

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Seção: Entrevista Pág.: www.catho.com.br SABIN: A MELHOR EMPRESA DO BRASIL PARA MULHERES Viviane Macedo Uma empresa feita sob medida para mulheres. Assim

Leia mais

A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA

A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA Elaine Schweitzer Graduanda do Curso de Hotelaria Faculdades Integradas ASSESC RESUMO Em tempos de globalização, a troca de informações

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

endereço eletrônico) OPCIONAL: http://www.coacavo.com.br/gestao_pdf/avaliacao_desempenho_360grau s.pdf

endereço eletrônico) OPCIONAL: http://www.coacavo.com.br/gestao_pdf/avaliacao_desempenho_360grau s.pdf AV1 Estudo Dirigido da Disciplina CURSO: Gestão de Recursos Humanos DISCIPLINA: Ferramentas de Gestão de Recursos Humanos ALUNO(A):Aline de Souza MATRÍCULA:51811 Ribeiro da Rocha NÚCLEO REGIONAL: DATA:

Leia mais

VISÃO. Nossa visão é agregar valor sustentável ao cliente, desenvolvendo controles e estratégias que façam com que o crescimento seja contínuo.

VISÃO. Nossa visão é agregar valor sustentável ao cliente, desenvolvendo controles e estratégias que façam com que o crescimento seja contínuo. QUEM É A OMELTECH? VISÃO Nossa visão é agregar valor sustentável ao cliente, desenvolvendo controles e estratégias que façam com que o crescimento seja contínuo. missão A Omeltech Desenvolvimento atua

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade Eficácia e Liderança de Performance O Administrador na Gestão de Pessoas Grupo de Estudos em Administração de Pessoas - GEAPE 27 de novembro

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS www.empreende.com.br emp@empreende.com.br FAZENDO ACONTECER Programa de ensino de empreendedorismo inovador em nível mundial, desenvolvido

Leia mais

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br PROPOSTA DE PROPAGANDA - ANUNCIE NO JDC Apresentação de Plano de Publicidade Online no Site O JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ atende com o nome de JDC, porque é uma empresa que tem como sua atividade

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL

A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL Introdução A partir da década de 90 as transformações ocorridas nos aspectos: econômico, político, social, cultural,

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente.

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. .a agência A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. Nosso compromisso é auxiliar empresas e organizações

Leia mais

A INFLUÊNCIA DO SALÁRIO NA ESCOLHA DA PROFISSÃO Professor Romulo Bolivar. www.proenem.com.br

A INFLUÊNCIA DO SALÁRIO NA ESCOLHA DA PROFISSÃO Professor Romulo Bolivar. www.proenem.com.br A INFLUÊNCIA DO SALÁRIO NA ESCOLHA DA PROFISSÃO Professor Romulo Bolivar www.proenem.com.br INSTRUÇÃO A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo

Leia mais

Um mercado de oportunidades

Um mercado de oportunidades Um mercado de oportunidades Como grandes, pequenas e médias empresas se comunicam? Quem são os principais interlocutores e como procurá-los? Como desenvolver uma grande campanha e inovar a imagem de uma

Leia mais

Plano de Comunicação para o Hospital Infantil Varela Santiago¹

Plano de Comunicação para o Hospital Infantil Varela Santiago¹ Plano de Comunicação para o Hospital Infantil Varela Santiago¹ José Alves de SOUZA² Maria Stella Galvão SANTOS³ Universidade Potiguar (UnP ), Natal, RN RESUMO Este Plano de Comunicação refere-se a um estudo

Leia mais

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL INTERNA UM ESTUDO DE CASO RESUMO

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL INTERNA UM ESTUDO DE CASO RESUMO COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL INTERNA UM ESTUDO DE CASO Fábio William da Silva Granado 1 Marluci Silva Botelho 2 William Rodrigues da Silva 3 Prof Ms. Edson Leite Lopes Gimenez 4 RESUMO Realizou-se uma análise

Leia mais

Preciso anunciar mais...

Preciso anunciar mais... Na maioria dos projetos que participamos, temos certeza de que quando o empreendedor inicia um trabalho de CRM, ele busca sempre é por uma vantagem competitiva: uma equipe de vendas mais eficiente, processos

Leia mais

Blogs Corporativos como instrumentos de comunicação nas empresas: uma análise prático-teórica.

Blogs Corporativos como instrumentos de comunicação nas empresas: uma análise prático-teórica. Blogs Corporativos como instrumentos de comunicação nas empresas: uma análise prático-teórica. Além de tornar-se fundamental para a difusão do conhecimento e geração das relações interpessoais, a Internet

Leia mais

Teste sua empregabilidade

Teste sua empregabilidade Teste sua empregabilidade 1) Você tem noção absoluta do seu diferencial de competência para facilitar sua contratação por uma empresa? a) Não, definitivamente me vejo como um título de cargo (contador,

Leia mais

DA INCUBAÇÃO À ACELERAÇÃO DE NEGÓCIOS: NOVAS ROTAS DE DESENVOLVIMENTO

DA INCUBAÇÃO À ACELERAÇÃO DE NEGÓCIOS: NOVAS ROTAS DE DESENVOLVIMENTO 1 DA INCUBAÇÃO À ACELERAÇÃO DE NEGÓCIOS: NOVAS ROTAS DE DESENVOLVIMENTO Cesar Simões Salim Professor e Autor de livros de empreendedorismo cesar.salim@gmail.com Visite meu blog: http://colecaoempreendedorismo.blogspot.com/

Leia mais

ENDOMARKETING: Utilização como ferramenta de crescimento organizacional

ENDOMARKETING: Utilização como ferramenta de crescimento organizacional ENDOMARKETING: Utilização como ferramenta de crescimento organizacional Carlos Henrique Cangussu Discente do 3º ano do curso de Administração FITL/AEMS Marcelo da Silva Silvestre Discente do 3º ano do

Leia mais

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais!

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Por Rafael Piva Guia 33 Prático Passos para criar Ideias de Negócio Vencedores! Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Que bom que você já deu um dos

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

Mídia Kit Jornal Correio

Mídia Kit Jornal Correio Mídia Kit Jornal Correio Com mais de 77 anos de tradição, o Jornal Correio faz parte da história de Uberlândia e não para de evoluir. De olho no que acontece no país e no mundo, é um jornal moderno, completo

Leia mais

Proposta de Parceria Comercial e Plano de Marketing

Proposta de Parceria Comercial e Plano de Marketing Oficial Categoria 2 Proposta de Consultoria: Facebook Marketing Proposta de Parceria Comercial e Plano de Marketing Nas próximas páginas: Quem é a Dynamo O Que é Possível Com o Facebook Como Podemos Ajudar

Leia mais

O Engajamento em Programas Empresariais: funcionários, gestão e áreas parceiras. Trabalho em Grupo Encontro de 03/08/2011

O Engajamento em Programas Empresariais: funcionários, gestão e áreas parceiras. Trabalho em Grupo Encontro de 03/08/2011 O Engajamento em Programas Empresariais: funcionários, gestão e áreas parceiras Trabalho em Grupo Encontro de 03/08/2011 Resumo Mesa 1 Questão 1 O que dá significado/contribui para a participação do funcionário

Leia mais

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal?

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal? Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL O que é Marketing Multicanal? Uma campanha MultiCanal integra email, SMS, torpedo de voz, sms, fax, chat online, formulários, por

Leia mais

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais.

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais. Unidade de Projetos de Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais Branding Agosto de 2009 Elaborado em: 3/8/2009 Elaborado por: Apex-Brasil Versão: 09 Pág: 1 / 8 LÍDER DO GRUPO

Leia mais

Empresa capixaba de tecnologia lança primeiro construtor de sites do Estado

Empresa capixaba de tecnologia lança primeiro construtor de sites do Estado Empresa capixaba de tecnologia lança primeiro construtor de sites do Estado Por meio do www.webfacil.com.br qualquer usuário de informática é capaz de criar seu próprio site, no domínio que desejar, e

Leia mais

Proposta de Candidatura Diretoria da Presidência Agrobio Consultoria Júnior Gestão 2013. Isabella Assunção Cerqueira Procópio

Proposta de Candidatura Diretoria da Presidência Agrobio Consultoria Júnior Gestão 2013. Isabella Assunção Cerqueira Procópio Proposta de Candidatura Diretoria da Presidência Agrobio Consultoria Júnior Gestão 2013 Isabella Assunção Cerqueira Procópio Janeiro de 2013 1 Sumário 1. Dados Básicos de Identificação...3 2. Histórico

Leia mais

11 Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE NAS INTERNAS. Centro Universitário UNIVATES

11 Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE NAS INTERNAS. Centro Universitário UNIVATES 11 Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE NAS INTERNAS Centro Universitário UNIVATES Apresentação do Projeto - Apresentação da instituição educacional Com sede no município de Lajeado, a Univates também

Leia mais

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Com uma abordagem inovadora e lúdica, o professor Paulo Gerhardt tem conquistado plateias em todo o Brasil. Seu profundo

Leia mais

Elaboração de pauta para telejornal

Elaboração de pauta para telejornal Elaboração de pauta para telejornal Pauta é a orientação transmitida aos repórteres pelo pauteiro, profissional responsável por pensar de que forma a matéria será abordada no telejornal. No telejornalismo,

Leia mais

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios.

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios Caro (a) aluno (a), Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. O Plano de Negócios deverá ter no máximo

Leia mais

O gerenciamento da Comunicação Organizacional

O gerenciamento da Comunicação Organizacional O gerenciamento da Comunicação Organizacional Hilbert Reis Comunicação Social Jornalismo UFOP Pesquisador PIP/UFOP Índice 1 Otimização da comunicação integrada 1 2 Estratégias, planejamentos e a gestão

Leia mais

Conhecimentos em Comércio Eletrônico Capítulo 4 CAPÍTULO 4 VISÃO GERAL DO COMÉRCIO

Conhecimentos em Comércio Eletrônico Capítulo 4 CAPÍTULO 4 VISÃO GERAL DO COMÉRCIO CAPÍTULO 4 VISÃO GERAL DO COMÉRCIO PLANEJAMENTO E MODELOS DE E-COMMERCE Uma das principais características do CE é permitir a criação de novos modelos de negócio. Um modelo de negócio é um método que permite

Leia mais

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Apresentação 1.Identificação do órgão:tribunal do Trabalho da Paraíba/ Assessoria de Comunicação Social 2.E-mail para contato:rdaguiar@trt13.jus.br, rosa.jp@terra.com.br

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA MUDANÇA DE CULTURA DAS PESSOAS COMO UM DOS FATORES DE SUCESSO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

A IMPORTÂNCIA DA MUDANÇA DE CULTURA DAS PESSOAS COMO UM DOS FATORES DE SUCESSO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA A IMPORTÂNCIA DA MUDANÇA DE CULTURA DAS PESSOAS COMO UM DOS FATORES DE SUCESSO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Elisa Maçãs IDÉIAS & SOLUÇÕES Educacionais e Culturais Ltda www.ideiasesolucoes.com 1

Leia mais

10 passos para ganhar a mídia. Estudantes Pela Liberdade

10 passos para ganhar a mídia. Estudantes Pela Liberdade 10 passos para ganhar a mídia Estudantes Pela Liberdade 2013 10 passos para ganhar a mídia Aqui estão 10 passos para atrair a atenção da mídia para o seu grupo. Siga todos esses passos efetivamente, e

Leia mais

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS Relatório de Atividades 2014 Sumário 1.0 Introdução - Pág 3 2.0 Quem Somos, Estatísticas, Valores - Pág 4 3.0 Projetos 2014 - Pág 5 a 15 3.1 Novo site - Pág 5 a 12

Leia mais

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS!

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! 4 Introdução 5 Conheça seu público 5 Crie uma identidade para sua empresa 6 Construa um site responsivo 6 Seja direto, mas personalize o máximo possível

Leia mais

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues Faccat Faculdades Integradas de Taquara Curso de Comunicação Social Publicidade e Propaganda Disciplina: Planejamento e Assessoria em Comunicação Profª Me. Taís Vieira ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material

Leia mais

5 Conclusões 5.1. Síntese do estudo

5 Conclusões 5.1. Síntese do estudo 5 Conclusões 5.1. Síntese do estudo Este estudo teve como objetivo contribuir para a compreensão do uso das mídias sociais, como principal ferramenta de marketing da Casar é Fácil, desde o momento da sua

Leia mais

Rede IPTV DX - Clubes Desportivos

Rede IPTV DX - Clubes Desportivos White Paper 24 de Setembro de 2014 Rede IPTV DX - Clubes Desportivos Alcançando e realizando o potencial do torcedor móvel IPTV Móvel para Clubes Desportivos - DX - 1 O negócio de mídia e venda para torcedores

Leia mais

UM CAMINHAR DA ADMINISTRAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: LIDERANÇA, MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES.

UM CAMINHAR DA ADMINISTRAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: LIDERANÇA, MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES. UM CAMINHAR DA ADMINISTRAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: LIDERANÇA, MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES. Eder Gomes da Silva 1 Resumo: O presente artigo trazer um estudo teórico buscando adquirir

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015

Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015 Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015 A proposta de plano de comunicação elaborada pela Coordenação- Geral de Comunicação e Editoração

Leia mais

A Comunicação Organizacional e a Mídia o papel dos meios de comunicação na construção da imagem empresarial para o público externo 1

A Comunicação Organizacional e a Mídia o papel dos meios de comunicação na construção da imagem empresarial para o público externo 1 A Comunicação Organizacional e a Mídia o papel dos meios de comunicação na construção da imagem empresarial para o público externo 1 Bárbara Fernandes Valente da Cunha 2 * Palavras-chaves: Comunicação

Leia mais

#10 PRODUZIR CONTEÚDO SUPER DICAS ATRATIVO DE PARA COMEÇAR A

#10 PRODUZIR CONTEÚDO SUPER DICAS ATRATIVO DE PARA COMEÇAR A #10 SUPER DICAS PARA COMEÇAR A Pantone 715 C 100% Black 80% Black C: 0 M: 55 Y: 95 K: 0 C: 0 M: 0 Y: 0 K: 100 C: 0 M: 0 Y: 0 K: 80 PRODUZIR CONTEÚDO ATRATIVO DE Confira estas super dicas para você produzir

Leia mais

e das pessoas; conceitos e informações socialmente responsável funcionais e institucionais; estimular o comportamento divulgar aos colaboradores

e das pessoas; conceitos e informações socialmente responsável funcionais e institucionais; estimular o comportamento divulgar aos colaboradores Levar todas as informações decisivas da empresa, de forma rápida e simples; jornalmural divulgar aos colaboradores conceitos e informações funcionais e institucionais; reconhecer o trabalho das áreas e

Leia mais

LIDERANÇA NO CONTEXTO CONTEMPORÂNEO Prof. Joel Dutra

LIDERANÇA NO CONTEXTO CONTEMPORÂNEO Prof. Joel Dutra LIDERANÇA NO CONTEXTO CONTEMPORÂNEO Prof. Joel Dutra INTRODUÇÃO As organizações vivem em um ambiente em constante transformação que exige respostas rápidas e efetivas, respostas dadas em função das especificidades

Leia mais

Ora, é hoje do conhecimento geral, que há cada vez mais mulheres licenciadas, com mestrado, doutoramentos, pós-docs e MBA s.

Ora, é hoje do conhecimento geral, que há cada vez mais mulheres licenciadas, com mestrado, doutoramentos, pós-docs e MBA s. Bom dia a todos e a todas, Não é difícil apontar vantagens económicas às medidas de gestão empresarial centradas na igualdade de género. Em primeiro lugar, porque permitem atrair e reter os melhores talentos;

Leia mais

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO Por que ler este livro? Você já escutou histórias de pessoas que ganharam muito dinheiro investindo, seja em imóveis ou na Bolsa de Valores? Após ter escutado todas essas

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Mensagem do presidente

Mensagem do presidente Mensagem do presidente A giroflex-forma está em um novo momento. Renovada, focada em resultados e nas pessoas, ágil e mais competitiva no mercado de assentos e de mobiliário corporativo. Representando

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

O Amarelinho mantém liderança

O Amarelinho mantém liderança Mídia Kit O CAMPEÃO DAS BANCAS! O melhor jornal de empregos mídia exclusiva Empregos, estágios, cursos e concursos Páginas 6, 7 e 8 perfil do leitor Instituto define quem é o leitor do Amarelinho Página

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL Aldemar Dias de Almeida Filho Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Élica Cristina da

Leia mais

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis usados, além do crescimento de renda da população e

Leia mais

A contribuição da comunicação interna na construção e

A contribuição da comunicação interna na construção e A contribuição da comunicação interna na construção e fortalecimento da imagem corporativa O QUE É IMAGEM CORPORATIVA? Para fazer uma comunicação interna que fortaleça a Imagem Corporativa é preciso entender

Leia mais

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe O guia do profissional de Recursos Humanos Como melhorar o desenvolvimento da equipe 1 Introdução 03 Conhecendo as dores do seu time 05 Investir nos colaboradores! 08 Estabelecendo metas 11 A meditação

Leia mais

5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO

5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO 5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO Este e book foi criado após ter percebido uma série de dúvidas de iniciantes em Facebook Ads. O seu conteúdo é baseado na utilização da plataforma

Leia mais

CEAP CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA COMÉRCIO ELETRÔNICO PROF. CÉLIO CONRADO

CEAP CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA COMÉRCIO ELETRÔNICO PROF. CÉLIO CONRADO Contexto e objetivos CEAP CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA COMÉRCIO ELETRÔNICO PROF. CÉLIO CONRADO O desenvolvimento do plano de negócios, como sistematização das idéias

Leia mais

SOCORRO! ONDE ESTÃO OS RELATÓRIOS? MARIANA DE SOUZA marianadesouza@hotmail.com Pontifícia Universidade Católica do Paraná PUC-PR Curitiba PR, Brasil

SOCORRO! ONDE ESTÃO OS RELATÓRIOS? MARIANA DE SOUZA marianadesouza@hotmail.com Pontifícia Universidade Católica do Paraná PUC-PR Curitiba PR, Brasil Volume 3 Número 1 Jan/Jun 2013 Doc. 2 Rev. Bras. de Casos de Ensino em Administração ISSN 2179-135X SOCORRO! ONDE ESTÃO OS RELATÓRIOS? MARIANA DE SOUZA marianadesouza@hotmail.com Pontifícia Universidade

Leia mais

MÍDIA KIT 2016. A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores.

MÍDIA KIT 2016. A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores. MÍDIA KIT 2016 A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores. PÚBLICO-ALVO Profissionais de RH, presidentes, vice-presidentes e executivos com papel

Leia mais

ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2

ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2 ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2 RESUMO: O presente trabalho tem como objetivo saber como é desenvolvido o trabalho de Assessoria de Imprensa, sendo um meio dentro da comunicação que através

Leia mais

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1.1 APRESENTAÇÃO O Plano de Comunicação e Participação Social subsidiará a elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana, criando as bases para

Leia mais

http://crayonstock.com/19707 Zoonar 12 SEGREDOS PARA CONQUISTAR CLIENTES COM IMAGENS

http://crayonstock.com/19707 Zoonar 12 SEGREDOS PARA CONQUISTAR CLIENTES COM IMAGENS http://crayonstock.com/19707 Zoonar 12 SEGREDOS PARA CONQUISTAR CLIENTES COM IMAGENS Constantemente, somos bombardeados por incontáveis conteúdos visuais. Imagens ilustram websites, redes sociais, folders,

Leia mais

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br Realização e Organização www.vamaislonge.com.br Quem somos... Leonardo Alvarenga, tenho 23 anos, sou criador do Não Tenho Ideia e do #VáMaisLonge. Sou formado em Educação Física mas larguei tudo logo após

Leia mais

Titulo do Case: Transforme a sociedade com a força do empreendedorismo social Categoria: Prática Interna Temática: Sociedade

Titulo do Case: Transforme a sociedade com a força do empreendedorismo social Categoria: Prática Interna Temática: Sociedade Titulo do Case: Transforme a sociedade com a força do empreendedorismo social Categoria: Prática Interna Temática: Sociedade Resumo: Quanto custa um projeto? As possíveis respostas são inúmeras. Os números

Leia mais

Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO

Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO OBJETIVOS Definir com maior precisão o que é marketing; Demonstrar as diferenças existentes entre marketing externo, marketing interno e marketing de treinamento;

Leia mais

FACULDADE REDENTOR ITAPERUNA RJ

FACULDADE REDENTOR ITAPERUNA RJ RESULTADOS DA PESQUISA DE PERCEPÇÃO E SATISFAÇÃO DOS CURSOS DE: MBA - GESTÃO ESTRATÉGICA DOS NEGÓCIOS MBA - GESTÃO ESTRATÉGICA COM PESSOAS FACULDADE REDENTOR 2012 ITAPERUNA RJ MODELO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO

Leia mais

ATENDIMENTO 3D O diferencial para o sucesso em vendas

ATENDIMENTO 3D O diferencial para o sucesso em vendas Perfil... Atuando há 20 anos em vendas Jean Oliveira já viveu na pele cada experiência que essa profissão promove, é especialista com MBA em Estratégias de Negócios e graduado em Tecnologia de Processamento

Leia mais

Conheça a Fran Press, a assessoria que oferece as melhores estratégias de relacionamento com a imprensa.

Conheça a Fran Press, a assessoria que oferece as melhores estratégias de relacionamento com a imprensa. Conheça a Fran Press, a assessoria que oferece as melhores estratégias de relacionamento com a imprensa. A Fran Press está de cara nova, mantendo a sua reconhecida identidade estratégica. Nos tempos atuais

Leia mais

INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS

INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS Ari Lima Um empreendimento comercial tem duas e só duas funções básicas: marketing e inovação. O resto são custos. Peter Drucker

Leia mais

A importância dos. RECURSOS HUMANOS na empresa moderna

A importância dos. RECURSOS HUMANOS na empresa moderna A importância dos RECURSOS HUMANOS na empresa moderna Organizações: cenário atual Empresas vêm passando por impactos revolucionários: Dimensão globalizada Aumento da competitividade Mudanças constantes

Leia mais

Rodrigo Rennó Questões CESPE para o MPU 12

Rodrigo Rennó Questões CESPE para o MPU 12 Rodrigo Rennó Questões CESPE para o MPU 12 Questões sobre o tópico Desenvolvimento e treinamento de pessoal: levantamento de necessidades, programação, execução e avaliação. Olá Pessoal, hoje veremos outro

Leia mais

Política de Comunicação do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) - PCS

Política de Comunicação do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) - PCS Política de Comunicação do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) - PCS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DO SERVIÇO FEDERAL DE PROCESSAMENTO DE DADOS (SERPRO) - PCS A Política de Comunicação do Serviço

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

UNIDADE 5 A estrutura de um Plano de Negócios

UNIDADE 5 A estrutura de um Plano de Negócios UNIDADE 5 A estrutura de um Plano de Negócios É evidente a importância de um bom plano de negócios para o empreendedor, mas ainda existem algumas questões a serem respondidas, por exemplo: Como desenvolver

Leia mais

A Band traz para seus telespectadores e seus parceiros o melhor futebol do mundo em 2013.

A Band traz para seus telespectadores e seus parceiros o melhor futebol do mundo em 2013. COPA DAS CONFEDERAÇÕES 2013 APRESENTAÇÃO A Band traz para seus telespectadores e seus parceiros o melhor futebol do mundo em 2013. Além da transmissão dos principais campeonatos de clubes do Brasil e da

Leia mais

Com-Vida. Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida

Com-Vida. Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida Com-Vida Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida Com-Vida Comissao de Meio Ambiente e Qualidade de Vida Depois de realizar a Conferência... Realizada a Conferência em sua Escola ou Comunidade, é

Leia mais

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Adm.Walter Lerner 1.Gestão,Competência e Liderança 1.1.Competências de Gestão Competências Humanas e Empresariais são Essenciais Todas as pessoas estão, indistintamente,

Leia mais

O PROJETO PORQUE PATROCINAR

O PROJETO PORQUE PATROCINAR PAIXÃO NACIONAL O gosto pelo futebol parece ser uma das poucas unanimidades nacionais do Brasil. As diferenças sociais, políticas e econômicas, tão marcantes no dia a dia do país diluem-se quando a equipe

Leia mais

medida. nova íntegra 1. O com remuneradas terem Isso é bom

medida. nova íntegra 1. O com remuneradas terem Isso é bom Entrevista esclarece dúvidas sobre acúmulo de bolsas e atividadess remuneradas Publicada por Assessoria de Imprensa da Capes Quinta, 22 de Julho de 2010 19:16 No dia 16 de julho de 2010, foi publicada

Leia mais

Imagem corporativa e as novas mídias

Imagem corporativa e as novas mídias Imagem corporativa e as novas mídias Ellen Silva de Souza 1 Resumo: Este artigo irá analisar a imagem corporativa, mediante as novas e variadas formas de tecnologias, visando entender e estudar a melhor

Leia mais

Liderança e Motivação para Construtoras, Incorporadoras, Escritórios de Arquitetura e Imobiliárias

Liderança e Motivação para Construtoras, Incorporadoras, Escritórios de Arquitetura e Imobiliárias Liderança e Motivação para Construtoras, Incorporadoras, Escritórios de Arquitetura e Imobiliárias Antes de tudo como sugestão aos donos de construtoras, incorporadoras, imobiliárias e escritórios de arquitetura

Leia mais

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R 8 DICAS ESSENCIAIS PARA ESCOLHER SUA CORRETORA W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R Aviso Importante O autor não tem nenhum vínculo com as pessoas, instituições financeiras e produtos, citados, utilizando-os

Leia mais

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Brasília, 02 de janeiro de 2015. Ministra Miriam Belchior, demais autoridades, parentes e amigos aqui presentes.

Leia mais

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Morgana Hamester História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Contexto atual Modelização digital contemporaneidade;

Leia mais

Sistema Gestão de Gente

Sistema Gestão de Gente Sistema Gestão de Gente Uma organização moderna requer ferramentas de gestão modernas, que incorpore as melhores práticas de mercado em gestão de recursos humanos, que seja fácil de usar e que permita

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais