Ranking das Seguradoras

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ranking das Seguradoras"

Transcrição

1 º Semestre 0

2 Mensagem do Presidente SUMÁRIO: I) Critérios II) Ranking de Seguros II.) Total (sem VGBL) II.) Automóvel II.) Patrimonial 0 II.) Pessoas (sem VGBL) II.) Riscos Financeiros II.) Transportes II.) Saúde II.) Demais Ramos III) Anexo III.) VGBL III.) Previdência 0 IV) Resumo V) Comentários Ranking das - º semestre/0 Ranking das - º semestre/0

3 II) RANKING DE SEGUROS (Dados do º Semestre) II.) Total (sem VGBL) I) CRITÉRIOS O objetivo deste estudo é fazer um levantamento estatístico que mensure a presença das seguradoras brasileiras em seus principais negócios, havendo, em seguida, comentários econômicos sobre este comportamento. Na definição do ranking, consideram-se, como indicativos de receita, os seguintes valores: em seguros (com exceção de saúde), os Prêmios de Seguros; em previdência privada aberta, as Rendas de Contribuições; em saúde, Prêmios Emitidos Líquidos. São feitos os seguintes ajustes adicionais: no segmento de pessoas, é somada também a receita dos planos de previdência ligados a risco (aproximado pela receita de previdência menos PGBL). No seguro DPVAT, considera-se o valor líquido, conforme informado pela Susep. Quando necessário, as empresas foram inseridas em grupos, usandose dois critérios. Primeiro, a origem do capital; segundo, companhias sob o mesmo controle técnico (ou seja, supostamente, com produtos de características semelhantes). As fontes dos dados são os números oficiais do setor (extraídos da internet ou de demonstrações financeiras publicadas). Quando não possível, as empresas foram diretamente inquiridas. Os valores são apresentados em R$ mil, salvo quando indicado. Embora tenha sido realizado todo o esforço possível na execução deste trabalho, ressaltamos que, pelo volume dos números envolvidos, não podemos nos responsabilizar pela exatidão plena das informações aqui divulgadas NOTREDAME PRUDENTIAL TEMPO ,%,% 0,%,%,%,%,%,%,0%,%,%,%,%,%,% 0,% 0,% 0,0% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% NOTREDAME PRUDENTIAL ,0%,%,%,%,%,0%,%,%,%,0%,0%,%,%,%,%,0%,00% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,0% 0,% 0,% 0,0% 0,0% 0,% 0,% Ranking das - º semestre/0 Ranking das - º semestre/0

4 0 0 PANAMERICANA ,0% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% TEMPO I PREVIDÊNCIA DO SUL ,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,0% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0 CENTAURO.0 CRÉDITO À EXPORTAÇÃO. MBM.0 ALIANÇA DA BAHIA... ESSOR COSESP SANCOR KYOEI DO BRASIL.. DPVAT CENTAURO. ALIANÇA DA BAHIA. CRÉDITO À EXPORTAÇÃO.... COSESP KYOEI DO BRASIL.. DPVAT PREVIDÊNCIA DO SUL COF AMERICAN LIFE BTG PACTUAL POTTENCIAL SINAF CONAPP SABEMI EULER-HERMES FEDERAL CREDITO E CAUCION CESCE ,% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% CESCE COF PANAMERICANA AMERICAN LIFE SABEMI SINAF FEDERAL POTTENCIAL EULER-HERMES CREDITO E CAUCION CONAPP MBM ,% 0,% 0,% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% Ranking das - º semestre/0 Ranking das - º semestre/0

5 II.) Automóvel II.) Patrimonial DPVAT ,0%,%,00%,%,%,0%,%,%,%,%,%,0% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,0% 0,0% 0 DPVAT ,%,0%,%,%,%,%,%,%,%,0%,%,%,0% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,0% 0,0% ,%,%,%,%,%,%,%,%,%,0%,%,%,%,%,0%,%,%,0%,0% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% ,%,%,%,%,%,%,%,%,%,%,%,%,0%,%,%,%,%,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,0% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% Ranking das - º semestre/0 Ranking das - º semestre/0

6 II.) Pessoas (sem VGBL) 0 0 BTG PACTUAL ESSOR SANCOR ,% 0,% 0,% 0,% 0,0% 0,0% 0,0% ,% 0,0% 0,0% 0,0% 0 PRUDENTIAL ,%,%,%,%,%,%,%,00%,%,0%,%,%,%,%,% PRUDENTIAL ,%,%,%,%,%,%,%,0%,%,%,%,%,%,%,% ,% 0,%.0.,%,0% 0. 0,%. 0,% 0.0 0,% 0. 0,% 0. 0,%. 0,% ,% PREVIDÊNCIA DO SUL. 0,%. 0,%.0 0,% PANAMERICANA.0 0,%. 0,0%. 0,0%. 0,% PREVIDÊNCIA DO SUL. 0,%.0 0,%.0 0,%. 0,%. 0,% PANAMERICANA.0 0,% AMERICAN LIFE. 0,% AMERICAN LIFE 0. 0,% SINAF. 0,% SABEMI.0 0,% 0 Ranking das - º semestre/0 Ranking das - º semestre/0

7 II.) Riscos Financeiros CONAPP SABEMI FEDERAL CENTAURO MBM ALIANÇA DA BAHIA COSESP KYOEI DO BRASIL SANCOR ,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0 SINAF FEDERAL CONAPP MBM CENTAURO ALIANÇA DA BAHIA COSESP KYOEI DO BRASIL ,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% COF POTTENCIAL BTG PACTUAL EULER-HERMES CREDITO E CAUCION CESCE CRÉDITO À EXPORTAÇÃO ,%,%,%,%,%,%,%,%,%,0%,%,%,%,%,%,%,%,%,%,%,00% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0 CESCE COF POTTENCIAL EULER-HERMES CREDITO E CAUCION CRÉDITO À EXPORTAÇÃO ,%,0%,%,%,%,%,%,%,%,%,0%,%,0%,%,%,%,%,%,%,% 0,% 0,0% 0,% 0,0% 0,% 0,% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% - 0 Ranking das - º semestre/0 Ranking das - º semestre/0

8 II.) Transportes II.) Saúde.. 0,%,0%. 0.,%,% ,0%,%,%,%,%,%,%,%,%,%,% ,%,0%,%,%,%,%,%,%,%,%,% - NOTREDAME TEMPO ,0%,0%,%,%,%,%,%,% 0,% 0 NOTREDAME TEMPO ,%,%,%,%,0%,%,0%,0% 0,% 0.,%.,%.,%.0,%.,%.,%.,%.,0%.,0%.,%.,% 0.0 0,% 0.,0% ,%.0,0% 0. 0,%.0 0,0%. 0,%.0 0,%. 0,%. 0,%. 0,%. 0,%. 0,%.0 0,% Ranking das - º semestre/0 Ranking das - º semestre/0

9 II.) Demais Ramos.,% 0.,0% ,%,%,0%,%,%,%,%,%,0%,%,%,%,% ,%,%,%,%,0%,%,%,%,%,%,%,%,% 0 COF CREDITO E CAUCION CRÉDITO À EXPORTAÇÃO CESCE CREDITO E CAUCION AMERICAN LIFE CRÉDITO À EXPORTAÇÃO ,% 0. 0,% 0.,%.0 0,0%. 0,%. 0,%.0 0,%. 0,%.0 0,%. 0,%. 0,% 0.0 0,%.0 0,%. 0,%. 0,%. 0,%. 0,%.0 0,%. 0,%. 0,%. 0,%.0 0,%. 0,0%. 0,%. 0,0%.0 0,0% COF. 0,0%. 0,0%.0 0,0%. 0,0%. 0,0% 0 AMERICAN LIFE.0 PANAMERICANA ESSOR EULER-HERMES Ranking das - º semestre/0 Ranking das - º semestre/0

10 III) ANEXO (Dados do º Semestre) III.) VGBL III.) PGBL 0 BRASILPREV ,0%,%,%,%,%,%,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,% BRASILPREV ,%,%,%,%,% 0,% 0,% 0,% 0,0% 0,% 0,% ,%,%,%,%,%,%,%,%,% 0,% 0,0% 0,% 0,0% 0,% ,0%,00%,0%,%,0%,%,%,%,% 0,% 0,% 0,% 0,% 0,0% Ranking das - º semestre/0 Ranking das - º semestre/0

11 IV) RESUMO (Dados dos º Semestre) Resumo do Faturamento Seguros e Previdência R$ milhões 0/ 0/ Var. % Automóvel Patrimonial Pessoas Saúde Riscos Financeiros Transportes Demais Total DPVAT Total VGBL PGBL Total ,%,0%,%,%,%,%,0%,%,%,%,%,%,% V) COMENTÁRIOS Na análise dos dados acumulados nos primeiros semestres, os seguintes comentários podem ser feitos: ) No Ranking Total (excluído o produto VGBL e incluído o seguro saúde), o faturamento das seguradoras no º semestre de 0 alcançou o montante de R$, bilhões, com uma variação de % em relação ao ano anterior. Se considerarmos o seguro obrigatório DPVAT, o montante foi de R$, bilhões. Estes números superam as taxas de inflação do período. A liderança coube ao grupo Bradesco (com 0,% do setor), vindo a seguir o grupo Banco do Brasil-Mapfre. ) No ramo Automóvel, o faturamento total (sem o DPVAT) foi de R$, bilhões, com uma variação de % em relação ao mesmo período do ano anterior. A liderança cabe ao grupo Porto Seguro, com aproximadamente % do setor. ) No ramo Patrimonial, a receita total foi de R$, bilhões, com uma variação de % em relação ao ano anterior. Os três primeiros grupos seguradores faturam % de todo o setor. ) No ramo Pessoas (sem VGBL), o faturamento foi de R$, bilhões, com uma variação de % com relação ao ano anterior. A liderança é praticamente dividida entre os grupos Banco do Brasil-Mapfre e Bradesco. ) No ramo Riscos Financeiros, a receita foi de quase R$ 0, bilhões, com uma variação de % em relação ao ano anterior. A liderança cabe ao grupo Porto Seguro. 0 Ranking das - º semestre/0 Ranking das - º semestre/0

12 ) No ramo Transportes, a receita foi de quase R$, bilhões, praticamente estável em relação ao mesmo período do ano anterior. As 0 primeiras empresas faturaram quase % do total do setor. ) No ramo Saúde, a receita foi de R$ 0, bilhões, com uma variação de aproximadamente % em relação ao ano anterior. Duas companhias Bradesco e Sul América concentram a receita do segmento. ) Nos Demais Ramos, a receita do segmento foi de R$, bilhões, com uma variação de % em relação ao ano anterior. ) No ramo DPVAT, o faturamento líquido total foi de R$, bilhões, com uma variação de % em relação ao ano anterior. 0) No Anexo, informações sobre os produtos de acumulação (VGBL e PGBL), onde, neste caso, a presença das seguradoras ligadas a bancos, pelas características dos produtos negociados, é elevada. Responsável Técnico: Francisco Galiza - Ranking das - º semestre/0

13

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras 2013 Ranking das - 2013 1 2 Ranking das - 2013 Mensagem do Presidente Ambiente favorável ao corretor O Sincor-SP tem a satisfação de apresentar mais uma edição do Ranking das, assinado pelo economista

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras 2014 Ranking das - 2014 1 2 Ranking das - 2014 Mensagem do Presidente Crescendo em situação econômica desafiadora Costumo dizer que atuamos em um setor que segue crescendo, até mesmo, em momentos desfavoráveis

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras Ranking das Seguradoras º- semestre 202 Mensagem do Presidente O que mudou em 202. O agrupado de informações sobre um determinado grupo é fundamental para que possamos avaliar o comportamento de cada um

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras Ranking das Seguradoras 0 Mensagem do Presidente O mercado e a bússola Mais uma vez, temos a satisfação de publicar o ranking das companhias seguradoras, uma vez que um dos grandes desafios do setor é

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras Ranking das Seguradoras 2010 Mensagem do Presidente Não há progresso sem mudanças O processo de mudança continua a cada instante que passa. Não vivemos uma época de mudanças, mas uma mudança de época.

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. 1º Semestre/2010

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. 1º Semestre/2010 RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL 1º Semestre/2010 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Setembro/2010 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br 1 SUMÁRIO:

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Até Outubro/2004

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Até Outubro/2004 RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL Até Outubro/2004 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Janeiro/2005 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Rating de Seguros

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras Ranking das Seguradoras 0 Ranking das Seguradoras Ranking das Seguradoras - 0 Mensagem do Presidente A importância dos rankings O Sincor-SP está disponibilizando mais uma vez, a todo o mercado de seguros,

Leia mais

Ranking das. Seguradoras

Ranking das. Seguradoras Ranking das Seguradoras 2015 Mensagem do Presidente Setor sente reflexos da economia e deve retomar crescimento O Ranking das Seguradoras é um tradicional estudo do Sincor-SP bastante aguardado pelo mercado.

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras Ranking das Seguradoras º Semestre 20 Mensagem do Presidente O desafio de cada um Crescer com qualidade. Desenvolver com competência, integrar para construir uma história de significativas realizações.

Leia mais

Ranking das. Seguradoras

Ranking das. Seguradoras Ranking das Seguradoras 2016 Mensagem do Presidente Mesmo no ano difícil de 2016, setor apresenta crescimento em alguns ramos O Ranking das Seguradoras é um tradicional estudo do Sincor-SP, bastante aguardado

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL 2008 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Março/2009 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br 1 SUMÁRIO: I) Critérios II)

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Ano de 2005

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Ano de 2005 RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL Ano de 2005 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Março/2006 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br 1 SUMÁRIO: I) Critérios

Leia mais

RESENHA DO RESULTADO DO MERCADO DE SEGUROS. Faturamento e Rentabilidade dos Segmentos de Seguros, Previdência Privada e Capitalização.

RESENHA DO RESULTADO DO MERCADO DE SEGUROS. Faturamento e Rentabilidade dos Segmentos de Seguros, Previdência Privada e Capitalização. RESENHA DO RESULTADO DO MERCADO DE SEGUROS Janeiro a Dezembro de 2008 Faturamento e Rentabilidade dos Segmentos de Seguros, Previdência Privada e Capitalização. Dados Realizados em 2008 e Estimados para

Leia mais

ANÁLISE DOS PRÊMIOS EMITIDOS GRUPOS / UNIDADE DA FEDERAÇÃO I SEMESTRE 2014

ANÁLISE DOS PRÊMIOS EMITIDOS GRUPOS / UNIDADE DA FEDERAÇÃO I SEMESTRE 2014 ANÁLISE DOS PRÊMIOS EMITIDOS GRUPOS / UNIDADE DA FEDERAÇÃO I SEMESTRE 2014 lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 PRÊMIOS EMITIDOS: De acordo com os números divulgados pela SUSEP (07/08/2014)

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. 1º Semestre/2009

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. 1º Semestre/2009 RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL 1º Semestre/2009 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Setembro/2009 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br 1 SUMÁRIO:

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Ano de 2006

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Ano de 2006 RANKING DAS SEGURADORAS Ano de 2006 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Março/2006 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br 1 SUMÁRIO: I) Critérios II)

Leia mais

[ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF]

[ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF] [ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF] ESTUDO DE MERCADO REFERENTE AO TOTAL ARRECADADO ENTRE PRÊMIOS E CONTRIBUIÇÕES NO MERCADO Realizado Acumulado - 2009 / 2010 -

Leia mais

O Cenário Atual do Mercado Segurador Brasileiro e suas Perspectivas. www.ratingdeseguros.com.br Francisco Galiza Junho/2010

O Cenário Atual do Mercado Segurador Brasileiro e suas Perspectivas. www.ratingdeseguros.com.br Francisco Galiza Junho/2010 O Cenário Atual do Mercado Segurador Brasileiro e suas Perspectivas www.ratingdeseguros.com.br Francisco Galiza Junho/2010 Sumário 1) Passado: História Econômica do Setor 2) Presente: Situação Atual 3)

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA I TRIMESTRE - 2012

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA I TRIMESTRE - 2012 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA I TRIMESTRE - 2012 1 INTRODUÇÃO: A SUSEP divulgou os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao I Trimestre de 2011. Esses números são calcados

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE 2010 X 2009

MERCADO BRASILEIRO DE 2010 X 2009 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS 2010 X 2009 1 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RESULTADOS DE 2010 X 2009 A SUSEP divulgou hoje os números do Mercado de Seguros referente ao Exercício de 2010. Essa divulgação

Leia mais

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 I) Critérios www.ratingdeseguros.com.br 1) Os dados usados serão os números de 2007 e do 1º Semestre de 2008. 2) Os prêmios serão dados nas

Leia mais

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização Panorama e Perspectivas / Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização 1. Sumário Executivo... 2 2. Seguradoras do grupo de seguros gerais... 2 2.1 Ramos do grupo de seguros gerais...

Leia mais

Porto Seguro S.A. Conference Call 3T06

Porto Seguro S.A. Conference Call 3T06 Porto Seguro S.A Conference Call 3T06 1 Ranking Brasileiro de Seguros Terceira maior Companhia 19,9% 14,9% 8,4% 7,6% 6,9% 5,4% 3,7% Bradesco Sul América Porto Seguro Unibanco Itaú Mapfre Tokio Marine Obs:

Leia mais

A representação institucional do mercado segurador

A representação institucional do mercado segurador A representação institucional do mercado segurador A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização CNseg é a entidade de representação

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a OUT/2015 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201510_BRL-DPVAT.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

Já considerando o VGBL temos um crescimento nominal de 11,44% ou real de 0,86% (praticamente acompanhou a inflação).

Já considerando o VGBL temos um crescimento nominal de 11,44% ou real de 0,86% (praticamente acompanhou a inflação). INTRODUÇÃO: Nesse estudo apresento o desempenho do Mercado de Seguros em termos de volume de prêmios emitidos e resultados por grupo / seguradora nas versões com e sem o produto financeiro VGBL e a estrutura

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a SET/2015 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201509_BRL-DPVAT.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA 2015 RANKING DE OPERADORAS COM E SEM VGBL E INDICADORES OPERACIONAIS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA 2015 RANKING DE OPERADORAS COM E SEM VGBL E INDICADORES OPERACIONAIS E PREVIDÊNCIA 2015 RANKING DE OPERADORAS COM E SEM VGBL E INDICADORES OPERACIONAIS 04/02/2016 1 Esse estudo vem apresentar o ranking brasileiro de seguradoras do Execício de 2015 com e sem o produto financeiro

Leia mais

Cadastro das Principais

Cadastro das Principais 46 Cenário Econômico Cadastro das Principais Corretoras de Seguros Primeiras conclusões Francisco Galiza O estudo ESECS (Estudo Socioeconômico das Corretoras de Seguros), divulgado pela Fenacor em 2013,

Leia mais

Release de Resultado Janeiro/08

Release de Resultado Janeiro/08 PORTO SEGURO anuncia lucro líquido de R$10,0 milhões ou R$0,13 por ação em janeiro de 2008 São Paulo, 17 de Março de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados de janeiro de 2008. As

Leia mais

SEGUROS DIRETOS R$ 15.575.883 43,36% R$ 18.153.604 43,69% 16,55% DPVAT R$ 1.267.600 3,53% R$ 1.436.782 3,46% 13,35%

SEGUROS DIRETOS R$ 15.575.883 43,36% R$ 18.153.604 43,69% 16,55% DPVAT R$ 1.267.600 3,53% R$ 1.436.782 3,46% 13,35% MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS JAN A ABRIL 2011 Tomando por base os números divulgados hoje pela SUSEP através do sistema de informações SES (que tem como fonte os FIPS enviados pelas empresas) o mercado

Leia mais

Antes de demonstrar os números do seguro saúde cabe ressaltar alguns pontos importantes:

Antes de demonstrar os números do seguro saúde cabe ressaltar alguns pontos importantes: 1- Introdução: Antes de demonstrar os números do seguro saúde cabe ressaltar alguns pontos importantes: i) em 2001 o governo determinou que as empresas de seguros passassem a ter sua operação isolada,

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a SET/2015 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201509_BRL.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

Leilão do IRB: Considerações Econômicas

Leilão do IRB: Considerações Econômicas Leilão do IRB: Considerações Econômicas Francisco Galiza - Mestre em Economia (FGV) Março/2000 SUMÁRIO: I) Introdução II) Parâmetros Usados III) Estimativas IV) Conclusões 1 I) Introdução O objetivo deste

Leia mais

Todos os direitos reservados para Icatu Seguros S/A - 2013. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, arquivada ou transmitida de nenhuma

Todos os direitos reservados para Icatu Seguros S/A - 2013. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, arquivada ou transmitida de nenhuma Todos os direitos reservados para Icatu Seguros S/A - 2013. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, arquivada ou transmitida de nenhuma forma ou por meio nenhum, sem prévia permissão e por

Leia mais

Evolução numérica do seguro de transportes Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Maio/2007

Evolução numérica do seguro de transportes Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Maio/2007 Evolução numérica do seguro de transportes Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Maio/2007 1) Tendência e Participação O ramo de seguro de transportes é um dos mais tradicionais no mercado brasileiro.

Leia mais

Uma análise econômica do seguro-saúde Francisco Galiza Outubro/2005 www.ratingdeseguros.com.br

Uma análise econômica do seguro-saúde Francisco Galiza Outubro/2005 www.ratingdeseguros.com.br Uma análise econômica do seguro-saúde Francisco Galiza Outubro/2005 www.ratingdeseguros.com.br Um dos ramos mais importantes do mercado segurador brasileiro é o de saúde. Surgido sobretudo com uma opção

Leia mais

Uma proposta para o ranking das seguradoras brasileiras Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Professor do MBA-Gestão Atuarial e Financeira (USP)

Uma proposta para o ranking das seguradoras brasileiras Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Professor do MBA-Gestão Atuarial e Financeira (USP) Uma proposta para o ranking das seguradoras brasileiras Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Professor do MBA-Gestão Atuarial e Financeira (USP) I) Introdução O objetivo deste trabalho é apresentar

Leia mais

A Taxa Média de Retorno do Patrimônio Líquido foi equivalente a uma aplicação financeira com remuneração anual de 34,69% contra 24,94%.

A Taxa Média de Retorno do Patrimônio Líquido foi equivalente a uma aplicação financeira com remuneração anual de 34,69% contra 24,94%. 1- INTRODUÇÃO: A SUSEP liberou no dia 07/03/2015 os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao mês de janeiro 2015. Cabe ainda lembrar que esses números se referem ao banco de dados SES o

Leia mais

VIDA EM GRUPO JAN A AGOSTO 2015 1- MERCADO GLOBAL:

VIDA EM GRUPO JAN A AGOSTO 2015 1- MERCADO GLOBAL: VIDA EM GRUPO JAN A AGOSTO 1- MERCADO GLOBAL: O segmento de Vida em Grupo detém o segundo lugar no ranking de vendas do Mercado, representando 10,92% das vendas totais em contra 10,48% do ano passado.

Leia mais

Porto Seguro S.A. Receitas Totais

Porto Seguro S.A. Receitas Totais Porto Seguro S.A. Porto Seguro S.A. Receitas Totais R$ m ilhões 2006 2005 Variação Receitas Totais 4.548,1 3.849,9 18,1% (R$ milhões) 4.548,1 3.849,9 2.384,6 2.758,5 3.232,4 2002 2003 2004 2005 2006 CAGR

Leia mais

Potencial Econômico dos Clientes dos Corretores de Seguros Independentes do Estado de São Paulo Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.

Potencial Econômico dos Clientes dos Corretores de Seguros Independentes do Estado de São Paulo Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com. Potencial Econômico dos Clientes dos Corretores de Seguros Independentes do Estado de São Paulo Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Julho/2005 1) Introdução O objetivo deste estudo foi avaliar

Leia mais

(MLRV) SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: O Seguro de Acidentes Pessoais garante o pagamento de uma indenização aos beneficiários

Leia mais

O objetivo deste artigo é fazer uma análise sobre a classificação de riscos. Fenacor desde 1996. Este estudo é feito semestralmente, a partir das

O objetivo deste artigo é fazer uma análise sobre a classificação de riscos. Fenacor desde 1996. Este estudo é feito semestralmente, a partir das Classificação de Riscos no mercado segurador brasileiro Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Responsável técnico pelo projeto de classificação de risco das empresas de seguros, patrocinado pela Fenacor

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011 01/03/2011 às 09:30h Agenda 4T11e 2011 Principais Realizações e Destaques em 2011 Receitas, Lucro Líquido e Retorno sobre Capital Desempenho dos principais

Leia mais

SINCOR-SP 2015 OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Certificação Digital e Corretoras de Seguros. Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Outubro/2011

Certificação Digital e Corretoras de Seguros. Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Outubro/2011 Certificação Digital e Corretoras de Seguros Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Outubro/2011 Sumário I) Cenários Econômicos do Setor e do País II) Estudos Teóricos sobre Distribuição III) Dois

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2016 a ABR/2016 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201601_a_201604_BRL-DPVAT.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2016

Leia mais

Mercado de Seguros no Brasil - Situação Atual e Perspectivas

Mercado de Seguros no Brasil - Situação Atual e Perspectivas Mercado de Seguros no Brasil - Situação Atual e Perspectivas Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Agosto/2005 1 Sumário: I) Introdução II) Cenário Econômico - Brasil II.1) PIB II.2) Taxas de Inflação

Leia mais

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Previdência

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Previdência Marco Antonio Rossi Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Previdência 1 Brasil Entre as Maiores Economias do Mundo Mercado Brasileiro de Seguros e Previdência O Mundo do Seguro e Previdência Desafios

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JULHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JULHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JULHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 POR AÇÃO ATÉ MAIO DE 2008. São Paulo, 02 de julho de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados dos 5M08. As informações

Leia mais

Situação Atual e Perspectivas do Mercado de Distribuição de Seguros no Brasil

Situação Atual e Perspectivas do Mercado de Distribuição de Seguros no Brasil Situação Atual e Perspectivas do Mercado de Distribuição de Seguros no Brasil Janeiro / 2013 kpmg.com/br Realizado em colaboração com Sumário Sumário Executivo...04 Objetivo da Pesquisa...05 Evolução

Leia mais

Situação Atual e Perspectivas do Mercado de Distribuição de Seguros no Brasil

Situação Atual e Perspectivas do Mercado de Distribuição de Seguros no Brasil Situação Atual e Perspectivas do Mercado de Distribuição de Seguros no Brasil Janeiro / 2013 kpmg.com/br Realizado em colaboração com Sumário Sumário Executivo...04 Objetivo da Pesquisa...05 Evolução

Leia mais

Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva

Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Maio/2009 Sumário 1) Situação Atual 2) Mercado Segurador em 2015?? (1ª Pesquisa Dezembro/2008) 3) Mercado Segurador

Leia mais

De fato a situação poderá se complicar em função da situação econômica do País.

De fato a situação poderá se complicar em função da situação econômica do País. 1- INTRODUÇÃO: A SUSEP liberou no dia 21/09/2015 os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao período de jan a julho de 2015. Cabe ainda lembrar que esses números se referem ao banco de

Leia mais

Análise econômica das novas regras de solvência das seguradoras brasileiras Francisco Galiza 1 Outubro/2007

Análise econômica das novas regras de solvência das seguradoras brasileiras Francisco Galiza 1 Outubro/2007 Análise econômica das novas regras de solvência das seguradoras brasileiras Francisco Galiza 1 Outubro/2007 1) Introdução Nos últimos dias úteis de 2006, o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP)

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 3T11

Reunião Pública dos Analistas 3T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 3T11 Porto Seguro História e Posição A empresa se desenvolveu e atingiu posição de liderança em Auto e Residência, e conta com forte estrutura operacional e de distribuição

Leia mais

Porto Seguro S.A. Conferência Telefônica de Resultados 2T2007 e 1S2007

Porto Seguro S.A. Conferência Telefônica de Resultados 2T2007 e 1S2007 Porto Seguro S.A. Conferência Telefônica de Resultados 2T2007 e 1S2007 Porto Seguro 1º Semestre de 2007 Avanço de 13,5% na Receita Total*; Aumento de 12,0% no total de Prêmios Auferidos*; Melhora de 1,9

Leia mais

1- INTRODUÇÃO: 2- RESULTADOS SUSEP JAN A SET 2015:

1- INTRODUÇÃO: 2- RESULTADOS SUSEP JAN A SET 2015: 1- INTRODUÇÃO: A SUSEP liberou no dia 26/10/2015 os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao período de jan a setembro de 2015. Cabe ainda lembrar que esses números se referem ao banco

Leia mais

ATIVOS FINANCEIROS PROVISÕES TÉCNICAS JAN A MAIO - 2013

ATIVOS FINANCEIROS PROVISÕES TÉCNICAS JAN A MAIO - 2013 ATIVOS FINANCEIROS PROVISÕES TÉCNICAS JAN A MAIO - 2013 1 ANALISE: Esse relatório tem por base os números divulgados pela SUSEP referente aos Exercícios de 2009 a 2012 e ao período de janeiro a maio de

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2016 a MAR/2016 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201601_a_201603_BRL.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2016

Leia mais

PAINEL OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE SEGUROS MINEIRO. Seguros de Pessoas

PAINEL OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE SEGUROS MINEIRO. Seguros de Pessoas PAINEL OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE SEGUROS MINEIRO Seguros de Pessoas SEGUROS DE PESSOAS Brasil por UF SP e RJ detém 60% do mercado; MG se mantém em 3º no Brasil, com 7,6% de participação;

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 2 SUMÁRIO Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita de

Leia mais

ANÁLISE PRODUTOS 2014 SEGURO GARANTIA I TRIMESTRE DE 2014

ANÁLISE PRODUTOS 2014 SEGURO GARANTIA I TRIMESTRE DE 2014 ANÁLISE PRODUTOS 2014 SEGURO GARANTIA I TRIMESTRE DE 2014 lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Lamentavelmente esse estudo será restrito ao volume de prêmios não tendo, por

Leia mais

BRASIL PLURAL PREV FIC FIM

BRASIL PLURAL PREV FIC FIM BRASIL PLURAL PREV FIC FIM Agosto / 2013 Todos os direitos reservados para Icatu Seguros S/A - 2013. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, arquivada ou transmitida de nenhuma forma ou por

Leia mais

Associação Itaú Unibanco Holding S.A. e Porto Seguro S.A.

Associação Itaú Unibanco Holding S.A. e Porto Seguro S.A. Associação Itaú Unibanco Holding S.A. e Porto Seguro S.A. www.itauunibancori.com.br www.portoseguro.com.br/ri As Companhias A Porto Seguro S.A. continuará listada no Novo Mercado da BM&Fbovespa (PSSA3);

Leia mais

Títulos de Capitalização: Análise comercial indica mudanças estratégicas Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Dezembro/2000

Títulos de Capitalização: Análise comercial indica mudanças estratégicas Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Dezembro/2000 Títulos de Capitalização: Análise comercial indica mudanças estratégicas Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Dezembro/2000 I) Introdução O objetivo deste estudo é avaliar a estratégia comercial de

Leia mais

Resultados do 2T08 PSSA3

Resultados do 2T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Perspectivas Perspectivas para o para segundo 2008 semestre de 2008 A Aumento criação de de empregos 31,6% no formais número até de empregos junho foi o formais maior desde em relação

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 4T11

Reunião Pública dos Analistas 4T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 4T11 Porto Seguro Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Porto Seguro Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados

Leia mais

Contribuição dos títulos de capitalização para a formação de poupança financeira interna: aspectos macroeconômicos

Contribuição dos títulos de capitalização para a formação de poupança financeira interna: aspectos macroeconômicos Contribuição dos títulos de capitalização para a formação de poupança financeira interna: aspectos macroeconômicos Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Outubro/2009 Cenário Atual Definições Principais

Leia mais

PREVIDÊNCIA RIO BRAVO

PREVIDÊNCIA RIO BRAVO PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR RIO BRAVO Recomendações ao investidor: As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador

Leia mais

TAXAS DE JUROS DE FRACIONAMENTO NO SEGURO DE AUTOMÓVEL

TAXAS DE JUROS DE FRACIONAMENTO NO SEGURO DE AUTOMÓVEL TAXAS DE JUROS DE FRACIONAMENTO NO SEGURO DE AUTOMÓVEL 1 º Levantamento 13 seguradoras Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Julho/2004 Responsável Técnico: Francisco Galiza Sócio,

Leia mais

IMPACTO DOS CUSTOS DOS CONFLITOS NAS SEGURADORAS

IMPACTO DOS CUSTOS DOS CONFLITOS NAS SEGURADORAS IMPACTO DOS CUSTOS DOS CONFLITOS NAS SEGURADORAS 1. Dimensionamento dos conflitos --- sinistros judiciais 2. Distribuição por ramos e por tempo 3. Visão Global --- Impacto no mercado 4. As experiências

Leia mais

SEGURO PRESTAMISTA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES

SEGURO PRESTAMISTA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES SEGURO PRESTAMISTA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: As características do seguro prestamista fazem com que o período de vigência seja de acordo

Leia mais

Auto. O coração do negócio. O coração do negócio

Auto. O coração do negócio. O coração do negócio Uma das características conhecidas do Grupo Itaú é a preocupação especial com seus clientes. Os funcionários seguem à risca a circular de 1962, que alertava a todos que a instituição vive de sua clientela.

Leia mais

Reunião Pública de Analistas 1T11

Reunião Pública de Analistas 1T11 Reunião Pública de Analistas 1T11 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Líder nacional em seguro de residência Empregados Diretos Porto S/A Sucursais

Leia mais

Apresentação Institucional 2014

Apresentação Institucional 2014 Apresentação Institucional 2014 Visão Geral Histórico 2013 IPO BB Seguridade Participação acionária no IRB Brasil RE 2012 1981 Início da operação de seguros do BB 1987 Criação da BB Corretora 1992 Criação

Leia mais

Apresentação Institucional Março 2013

Apresentação Institucional Março 2013 Apresentação Institucional Março 2013 BB Seguridade Maior Companhia de Seguros, Previdência e Capitalização da América Latina Rápido Crescimento com Alta Rentabilidade Maior Corretora de Seguros da América

Leia mais

Normas Contábeis Orientações da SUSEP ao Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta, Capitalização e Resseguro

Normas Contábeis Orientações da SUSEP ao Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta, Capitalização e Resseguro Normas Contábeis Orientações da SUSEP ao Previdência Complementar Aberta, Capitalização e Resseguro julho/2013 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 2 1.1. Área Responsável... 2 1.2. Base Legal... 2 1.3. Abrangência...

Leia mais

Guia Declaração Imposto de Renda 2013. Investimentos. Março de 2013. Brasil

Guia Declaração Imposto de Renda 2013. Investimentos. Março de 2013. Brasil Guia Declaração Imposto de Renda 2013 Investimentos Março de 2013 Brasil Guia de Declaração IR 2013 -Investimentos 2 O dia 30/04/2013 é último dia para entrega da declaração anual do Imposto de Renda 2013

Leia mais

ANÁLISE ECONÔMICA DOS TÍTULOS DE CAPITALIZAÇÃO DE PAGAMENTO MENSAL - MERCADO BRASILEIRO

ANÁLISE ECONÔMICA DOS TÍTULOS DE CAPITALIZAÇÃO DE PAGAMENTO MENSAL - MERCADO BRASILEIRO ANÁLISE ECONÔMICA DOS TÍTULOS DE CAPITALIZAÇÃO DE PAGAMENTO MENSAL - MERCADO BRASILEIRO Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Professor do MBA-Gestão Atuarial e Financeira (USP) 1 Sumário: 1) Introdução

Leia mais

Previdência Complementar

Previdência Complementar Cartilha Previdência Complementar Guia Fácil de Tributação TRATAMENTO TRIBUTÁRIO BÁSICO A primeira informação que deve ser observada na escolha de um plano de previdência que tenha como propósito a acumulação

Leia mais

Reunião Pública de Analistas 2T10

Reunião Pública de Analistas 2T10 Reunião Pública de Analistas 2T10 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Maior seguradora do Brasil Posição Companhia `Principal Produto 1 Bradesco

Leia mais

As perspectivas de longo prazo do seguro de automóvel. Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Novembro/2013

As perspectivas de longo prazo do seguro de automóvel. Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Novembro/2013 As perspectivas de longo prazo do seguro de automóvel Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Novembro/2013 Sumário: 1) Alguns Números do Mercado de Seguros no Brasil 2) Oportunidades e Desafios do

Leia mais

SINCOR-SP 2015 AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Uma análise do comportamento dos consumidores de seguros na Cidade do Rio de Janeiro

Uma análise do comportamento dos consumidores de seguros na Cidade do Rio de Janeiro Uma análise do comportamento dos consumidores de seguros na Cidade do Rio de Janeiro Instituto de Pesquisa Grifo Research www.griforesearch.com Francisco Galiza e-mail: galiza@gbl.com.br Consultor, Mestre

Leia mais

CENÁRIO POSITIVO PARA O MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO

CENÁRIO POSITIVO PARA O MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO CENÁRIO POSITIVO PARA O MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO Evolução do mercado de seguros brasileiro, passou de pouco mais de 1% de representação no PIB para 6% em 15 anos 2 CENÁRIO POSITIVO PARA O MERCADO SEGURADOR

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a JAN/2016 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201601_BRL-DPVAT.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

Seguros, Previdência e Capitalização

Seguros, Previdência e Capitalização Seguros, Previdência e Capitalização Análise das contas Patrimoniais e do Resultado Ajustado do Grupo Bradesco de Seguros, Previdência e Capitalização: Balanço Patrimonial Mar10 Dez09 Mar09 Ativo Circulante

Leia mais

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de 2013 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

Teste de Adequação de Passivos Circular Susep nº 457/12 Perguntas e Respostas

Teste de Adequação de Passivos Circular Susep nº 457/12 Perguntas e Respostas Teste de Adequação de Passivos Circular Susep nº 457/12 Novembro/2013 1. ÁREAS RESPONSÁVEIS SUSEP/DITEC/CGSOA/COPRA SUSEP/DITEC/CGSOA/COARI 2. BASE LEGAL CIRCULAR SUSEP N 457, de 14 de dezembro de 2012.

Leia mais

ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NACIONAL E DA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF. Período de Referência: Dezembro de 2012

ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NACIONAL E DA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF. Período de Referência: Dezembro de 2012 ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NACIONAL E DA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF Período de Referência: Dezembro de 2012 Dezembro de 2012 Os dados apresentados foram extraídos da base SUSEP, a qual

Leia mais

Perspectivas do Mercado de Seguros de Pessoas. Lauro Vieira de Faria

Perspectivas do Mercado de Seguros de Pessoas. Lauro Vieira de Faria Perspectivas do Mercado de Seguros de Pessoas Lauro Vieira de Faria Estrutura da apresentação Seguros de pessoas: Brasil x Mundo Desenvolvimentos recentes Desafios a frente Oportunidades Brasil: 7ª economia

Leia mais

SINCOR-SP 2016 FEVEREIRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2016 FEVEREIRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS FEVEREIRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 6 3. Análise macroeconômica...

Leia mais

Período de Referência: Dezembro de 2010 [ ESTUDO RERERENTE AO MERCADO SEGURADOR NACIONAL NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF

Período de Referência: Dezembro de 2010 [ ESTUDO RERERENTE AO MERCADO SEGURADOR NACIONAL NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF Período de Referência: Dezembro de 2010 [ ESTUDO RERERENTE AO MERCADO SEGURADOR NACIONAL NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF ] ABRANGÊNCIA DO SINDSEG Os dados apresentados foram extraídos da

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais