GUIA DE PROCEDIMENTOS STA/3ªRM GUIA DE PROCEDIMENTOS. - Ajuda de Custo (transferências, cursos e estágios)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GUIA DE PROCEDIMENTOS STA/3ªRM GUIA DE PROCEDIMENTOS. - Ajuda de Custo (transferências, cursos e estágios)"

Transcrição

1 Página n 1 FINALIDADE: Orientar as Organizações Militares atendidas pela 3ª Região Militar na confecção da documentação necessárias, bem como a PADRONIZAÇÃO de ASSUNTOS encaminhados por DIEx à STA/3 referentes aos pedidos de: - Ajuda de Custo (transferências, cursos e estágios) - Indenizações de Transporte (mobília, passagem, automóvel e motocicleta); - Mudança na mesma sede (ocupação / desocupação de PNR) - Oficiais Temporários (convocação e licenciamento) - Requisição de Passagens e Diárias (cursos e estágios, reuniões e outros eventos) - Mudança nacional e internacional (bagagem desacompanhada) - Homologação de Auxílio Transporte - Evacuação Médica Rodoviária (solicitação de passagem) SERVIR E SERVIR CADA VEZ MELHOR Elaborado pela Seção de Transporte Administrativo da 3ª Região Militar (STA/3) - Telefones para contato: (51) RITEX: Página Intranet: - Página Internet: - (ATUALIZADO: 13 AGO 13)

2 Página n 2 ÍNDICE - Comissões com Duração de até 03 (três) meses e inferior a 6 (seis) meses... Fl 03 - Transferências...Fl 05 - PNR Mudança mesma sede...fl 06 - Requisição de Diárias, Passagens e Comissões inferiores a 15 Dias...Fl 07 - Convocação de MFDV (EAS)... Fl 08 - Licenciamento de Militares Temporários Incluindo MFDV (EAS)... Fl 10 - Diferença nas Indenizações de Passagens, Bagagens e Ajuda de Custo... Fl 11 - Dúvidas Freqüentes e Orientações Diversas...Fl 13 - Devolução de Indenização de Transporte e Ajuda de Custo...Fl 14 - Transporte Internacional / - Nacional Bagagem desacompanhada...fl 16 - Homologação de Auxílio Transporte...Fl 18 - Evacuação Médica...Fl 19 - ANEXO A Mapa de Saque de Ajuda de Custo e Indenizações de Transporte......Fl 20 - ANEXO B Declaração de Acompanhamento de Dependentes... Fl 21 - ANEXO C Declaração de Comprovação de Residência... Fl 22 - ANEXO D Declaração de Fixação de Residência... Fl 23 - ANEXO E Mapa de Solicitação de Complemento ao SIPEO/DCEM... Fl 24 - ANEXO F DIEx a ser remetido à 3ª RM para solicitação de diferenças (SIPEO/DCEM)...Fl 26 - ANEXO G Proposta de Concessão de Passagens e Diárias... Fl 28 - ANEXO H Relatório de Viagem Nacional... Fl 30 - ANEXO I Proposta de Concessão de Passagens para Evacuação Médica... Fl 32 - ANEXO J Declaração de Residência... Fl 33 - ANEXO K Declaração Prestada por Residentes em outros Estados Brasileiros Fl 34 - ANEXO L DIEx a ser remetido à DSM... Fl 35 - ANEXO M Planilha de Ajuda de Custo e Indenização de Transporte a ser remetido à DSM...Fl 36 - ANEXO N Formulário para Homologação de Auxilio Transporte...Fl 37 - ANEXO O Tabela de Pagamento de Ajuda de Custo...Fl 38 - ORIENTAÇÕES IMPORTANTES...Fl 39 - LEGISLAÇÃO (Atualizações quando ocorrer publicações)...fl 42 - ANOTAÇÕES...Fl 43 Obs.: itens destacados em vermelho foram atualizados e/ou incluídos em 13 AGO 13.

3 Página n 3 Situação: COMISSÕES COM DURAÇÃO DE ATÉ 03 (TRÊS) MÊSES E INFERIORES A 06 (SEIS) MESES Amparo Legal: MEDIDA PROVISÓRIA , de 31 AGO 01; PORT n 172 DGP, DE 04 AGO 06; PARECER n 200/CONJUR-MD/2008 (Despacho Decisório n 002/MD, 12 JAN 09); MENSAGEM SIAFI DO DGP nº. 2009/ e 2009/ ; e DECRETO de 21 JUL A remuneração a ser paga será de acordo com o planejamento do Órgão Cotista tendo em vista o disposto no Parecer N 200/CONJUR-MD/2008: - Visto isso, cabe afirmarmos que a determinação das hipóteses em que será cabível ajuda de custo ou diária deve ser feita caso a caso, fazendo-se a distinção entre as hipóteses em que ocorra afastamento da sede com caráter transitório, daqueles outros em que a movimentação exige mudança de sede, de caráter permanente, usando ainda como parâmetro os prazos previstos na Tabela I do anexo IV da MP nº /2001. (CARDOSO, BRUNO CORREIA, Advogado da União. Parecer N 200/CONJUR-MD/2008, Brasília, 2008, p.8) e Art. 18 do DECRETO de 21 de julho de 2009: A diária é devida ao militar, por dia de afastamento, quando este se der por até três meses, nos seguintes valores e situações: I-... a) quando ocorrer o pernoite fora de sua sede; e... 1º Nas hipóteses previstas na alínea b do inciso I e na alínea b do inciso II deste artigo, o militar deverá indenizar a alimentação, pelo valor da etapa da localidade para a qual tenha se afastado, caso seja fornecido por OM. 2º Na hipótese de afastamento acima de três meses, será devida somente a ajuda de custo. 3º No caso de enquadramento simultâneo em hipótese de diária ou ajuda de custo, será devido ao militar o direito pecuniário de menor valor. (NR) Em se tratando de Diárias segue o previsto na Situação: REQUISIÇÃO DE DIÁRIAS, PASSAGENS E COMISSÕES INFERIORES A 15 DIAS (folha 07 deste manual). Caso seja previsto ajuda de custo, as orientações são as contidas nas informações abaixo: A OM SERÁ RESPONSÁVEL PELA LIQUIDAÇÃO DAS DESPESAS E ARQUIVAMENTO DA DOCUMENTAÇÃO REFERENTE À MOVIMENTAÇÃO FICANDO A CONFORMIDADE DA SOLICITAÇÃO DO CRÉDITO A CARGO DA STA/3 RM

4 Página n 4 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA - Mapa de Saque Ajuda de Custo e Indenização de Transporte, conforme anexo A ; - Cópia Autenticada do Adt ou boletim do órgão responsável que autorizou o deslocamento e liquidação das despesas informando: Observações: * curso / duração / local * nome do militar * informações referentes ao curso (legenda) No cálculo da Ajuda de Custo referente ao retorno de cursos de especialização, com acréscimo no adicional de habilitação, já se deverá considerar o militar habilitado, solicitando junto ao mapa de ajuda de custo a diferença do adicional de habilitação. No caso de reprovação/desligamento, a OM deverá providenciar a restituição dos valores recebidos como aperfeiçoado/especializado.

5 Página n 5 Situação: TRANSFERÊNCIAS Amparo Legal: DECRETO n 4.307, 18 JUL 02 (LRM) PORTARIA n 172 DGP, de 04 AGO 06; MP , de 31 AGO 01; MENSAGEM SIAFI DO DGP nº. 2009/ e 2009/ ; PORTARIA NORMATIVA N 13-MD DE 05 JAN 06; e PORTARIA NORMATIVA n 66-MD DE 19 JAN A OM SERÁ RESPONSÁVEL PELA LIQUIDAÇÃO DAS DESPESAS E ARQUIVAMENTO DA DOCUMENTAÇÃO REFERENTE À MOVIMENTAÇÃO FICANDO A CONFORMIDADE DA SOLICITAÇÃO DO CRÉDITO A CARGO DA STA/3 RM DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA: - Mapa de Saque de Ajuda de Custo e Indenizações de Transporte de Pessoal Movimentado, conforme anexo A ; - Declaração que se fará acompanhar pelos dependentes, conforme anexo B (se possuir dependentes); - Cópia Autenticada dos assentamentos do militar onde constam como dependentes do militar (iluminadas com caneta marca texto) as pessoas enumeradas nos 2º e 3º do art. 50 da Lei nº. 6880, de 1980; - Empregado Doméstico: Cópias Autenticadas do registro do respectivo contrato na carteira de trabalho, contendo assinatura do empregador do comprovante de inscrição do empregado doméstico no Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS); e do comprovante de recolhimento da respectiva contribuição previdenciária relativo ao mês imediatamente anterior à solicitação de transporte; - Cópia Autenticada da carteira de identidade militar do cônjuge militar (se o cônjuge for militar); - Cópia Autenticada frente e verso do CRLV e CRV ou contrato de leasing (caso possua carro e/ou moto); - Cópia Autenticada das páginas do Adt DCEM, Boletim Interno ou Diário Oficial da União (no caso de Oficiais Generais), onde constam: * Transferência / Designação / Nomeação * Nome do militar e local da OM de destino * Observações e legendas referentes à transferência

6 Página n 6 Situação: PNR MUDANÇA NA MESMA SEDE Amparo Legal: PORTARIA n 172 DGP, DE 04 AGO A OM SERÁ RESPONSÁVEL PELA LIQUIDAÇÃO DAS DESPESAS DEVENDO REMETER A DOCUMENTAÇÃO DE SOLICITAÇÃO DE PLANEJAMENTO A STA/3 RM. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA: - DIEx da OM; - Cópia do Contracheque; - Cópia Autenticada na frente da(s) folha(s) do Boletim da OM informando o nome do militar com as respectivas justificativas da obrigatoriedade da ocupação/desocupação do PNR. (iluminado com caneta marca-texto); Observações: Os militares que tiverem direito à indenização de transporte de bagagem na mesma sede, cuja publicação ocorrer no mês de dezembro, a OM deverá providenciar a documentação necessária o mais breve possível, tendo em vista o encerramento financeiro ocorrer neste referido mês, impossibilitando o planejamento, execução, conformidade, envio da NC, Empenho, solicitação de numerário e liquidação. As solicitações emanadas das OM são analisadas pela 3ª RM e posteriormente encaminhadas ao CMS que planejará diretamente para a OM do interessado. A OM, que tiver militar com direito à Indenizações de Transporte de Bagagem na mesma sede e cuja publicação ocorrer em dezembro, deverá providenciar o mais breve possível, a fim de evitar a inscrição da despesa em Exercício Anteriores. Para que tal não ocorra a data de ajuste de contas, deverá ser estipulada para o ano seguinte.

7 Página n 7 Situação: REQUISIÇÃO DE DIÁRIAS, PASSAGENS EM COMISSÕES INFERIORES A 15 DIAS Amparo Legal: MEDIDA PROVISÓRIA , DE 31 AGO 01 PORTARIA N 172 DGP, DE 04 AGO 06 DECRETO DE 18 JUL 02 DECRETO DE 21 JUL 09 OF Nº 257-DIORFA/DGP-A.A-CIRC DE 10 JUN DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA: - Remeter com 15 (quinze) dias de antecedência ao início do curso ou evento, a Proposta de Concessão de Passagens e Diárias devidamente preenchida conforme anexo G, e celular do interessado. - Cópia Autenticada do Boletim que publicou a autorização do deslocamento informando o curso/estágio, local e nome do militar, bem como a publicação e autorização para pagamento do Evento no Boletim do Órgão Cotista; - Remeter o Relatório de Viagem Nacional devidamente preenchido conforme anexo E da Diretriz n 01/2011 E4/CMP de 13 Jan 11, ou anexo H deste manual, no prazo máximo de 5 (cinco) dias úteis, a partir da data de retorno (Observar Art. 20 da Port. 172-DGP de 04 AGO 06; - No caso do preenchimento do campo referente às passagens, quando o militar requisitá-las, o mesmo deverá preencher com a data e horário que deseja viajar (manhã, tarde ou noite); - Os mapas que não atenderem as determinações impostas serão devolvidos às OM responsáveis. Observações: A sistemática acima descrita refere-se às cotas planejadas para o Comando da 3ª RM, bem como os valores repassados diretamente pelos Órgãos Cotistas a este Comando. Os eventos planejados através SIPEO pela DCEM, serão executados diretamente nas OM, não sendo necessário remeter nenhum tipo de documento para esta Região Militar, conforme orientação descrita no Of nº 257- DIORFA/DGP- A.A-CIRCULAR, de 10 JUN 11. Nos casos em que o evento ocorrer antes da publicação em Boletim do cotista responsável, caracterizando a incapacidade de fornecimento de bilhetes de passagens, este dever ser publicado em Boletim Interno, enquadrando os artigos previstos na Portaria DGP-172 de 04 de agosto de 2006, e remetido para a Região Militar solicitando a indenização dos bilhetes de passagens, caso o militar tenha arcado com tais despesas. - O bilhete é fornecido após remessa da Proposta de Concessão de Diárias e Passagens devidamente assinada pelo OD da Unidade e boletim autorizando o deslocamento; - A Região Militar envia o código localizador do voo ou a Guia de passagem a o bilhete de passagem com a data e horário contido na proposta de concessão de diárias e passagens; - A Região Militar somente para a retirada das passagens rodoviárias, remarca data ou horário de bilhete de passagem, já emitido pela empresa contratada, em casos excepcionais previamente informadas por DIEx 48 h antes do embarque para o ou celular (SMS) informado na Proposta de Concessão de passagem;

8 Página n 8 Situação: CONVOCAÇÃO DE MFDV (EAS) Amparo Legal: PORTARIA N 172 DGP, DE 04 AGO 06 PORTARIA N 167-CMT EB, DE AGO 10 MEDIDA PROVISÓRIA , DE 31 AGO 01 PARECER N 064/AJ/SEF DE 16 AGO 06 DSM - Sitio: A OM SERÁ RESPONSÁVEL PELA LIQUIDAÇÃO DAS DESPESAS E ARQUIVAMENTO DA DOCUMENTAÇÃO REFERENTE À MOVIMENTAÇÃO FICANDO A CONFORMIDADE DA SOLICITAÇÃO DO CRÉDITO A CARGO DA STA/3 RM 2. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA: - DIEx diretamente a DSM, solicitando o planejamento e o repasse da subcota referente a ajuda de custo e das indenizações de bagagens, transporte, auto, moto e passagens em conseqüência da convocação e/ou licenciamento ex-officio do MFDV. - Planilha, para cada MFDV convocado, conforme constante do anexo C da NT 013/DGP/DSM, de 11 Nov 09, ou anexo M deste manual. - Cópia do Boletim Regional de convocação, onde conste o nome do MFDV o município de origem e destino do convocado (MFDV) e/ou Boletim Interno da OM que transcreveu esse Boletim Regional. - Cópia do Diploma de Conclusão de Nível Superior, onde cursou, para os oficiais temporários Médicos, Farmacêuticos, Dentistas e Veterinários (MFDV). - Cópia da Declaração de Residência no ato da convocação, de acordo com o inciso VI do Art.48 da NT 013/DGP/DSM, de 11 Nov 09, que consta do processo seletivo junto a Seção de Serviço Militar Regional (SSMR). 3. Principais incorreções identificadas nas solicitações analisadas: - Ausência, no Boletim Regional de convocação, da cidade de origem do militar (MFDV) convocado. - Divergência entre a cidade de origem publicada no Bol Reg e a informada na planilha de solicitação. Atentar para o previsto no art. 62 da Port nº172-dgp/dsm, de 4 AGO Ausência da Declaração de Residência no ato da seleção, prevista no inciso VI do art. 48 das NT nº 013/DGP/DSM, de 11 Nov Planilha de solicitação em desacordo com o constante do anexo C da NT 013/DGP/DSM, de 11 Nov 09. Obs.: consultar sempre o sitio da DSM

9 Página n 9 4. Outras_recomendações: - Consultar no site do DGP o tutorial SIPEO, as recomendações para as RM e OM responsáveis pelos militares (MFDV) convocados e/ou licenciados. - Os responsáveis deverão remeter à DSM, no menor prazo possível, as solicitações indenizatórias do exercício financeiro vigente, fins evitar a abertura de processo de Despesas de Exercícios Anteriores. - As solicitações de planejamento para Exercícios Anteriores deverão seguir o que prescreve a Portaria Ministerial nº 1054, de 11 DEZ Todas as cópias de documentos deverão estar assinadas e autenticadas. - No Boletim Regional de convocação, deverão constar as cidades de origem e destino do convocado (MFDV). Na falta destas informações, remeter o Diploma de Graduação de Nível Superior e/ou anexo J ou K das NT 13-DGP/DSM, de 11 NOV 09, e deste manual. Observações: - Os processos deverão seguir a mesma seqüência estabelecida acima para melhor efeito na conferência a ser realizada. - As OM mais próximas da residência do convocado providenciarão todo o processo de indenização do local de residência do mesmo até a localidade da OM de 2ª Fase do EAS. - Um DIEx poderá conter anexo processos de mais de um militar. Outros documentos, que não estejam listados nestas orientações, somente serão remetidas, a DSM ou RM, se solicitados.

10 Página n 10 Situação: LICENCIAMENTO DE MILITARES TEMPORÁRIOS INCLUINDO MFDV (EAS) Amparo Legal: PORTARIA n 172 DGP, DE 04 AGO 06; MEDIDA PROVISÓRIA , DE 31 AGO 01; PARECER nº 064/AJ/SEF DE 16 AGO 06; OF 236-DSM/SSCO.1 DE 05 DEZ 07; e MENSAGEM SIAFI DO DGP nº. 2009/ e 2009/ A OM SERÁ RESPONSÁVEL PELA LIQUIDAÇÃO DAS DESPESAS E ARQUIVAMENTO DA DOCUMENTAÇÃO REFERENTE À MOVIMENTAÇÃO FICANDO A CONFORMIDADE DA SOLICITAÇÃO DO CRÉDITO A CARGO DA STA/3 RM No caso de licenciamento de MFDV, a OM deverá solicitar planejamento de crédito referente ao transporte de bagagem e pessoal dos MFDV diretamente à Diretoria de Serviço Militar (DSM) conforme anexos L e M deste manual. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA: - DIEx conforme anexo L aos que forem encaminhados para DSM; - Planilha de Indenizações, conforme anexo M - Declaração de acompanhamento de dependentes, conforme anexo B, (caso possua dependentes); - Folhas de alteração do militar constando seus dependentes econômicos; - Cópia frente e verso do CRLV e CRV, ou leasing autenticada (caso possua veículo e/ou moto); - Cópia autenticada na frente do Boletim Regional informando o desligamento e nome do militar temporário, inclusive MDFV; - Cópia autenticada na frente do Boletim Regional informando a convocação e nome do militar temporário, inclusive MFDV, caracterizando a mudança de sede, com a finalidade de comprovação de onde tinha sua residência ao ser convocado ; - Declaração de Fixação de Residência conforme modelo, anexo D ; - Os mapas que não atenderem as determinações impostas serão devolvidos às OM responsáveis. Observações: Neste caso, o militar temporário da Ativa, licenciado ex-offício, por conclusão do tempo de serviço, estágio ou por conveniência do serviço, terá direito ao transporte para si e seus dependentes até a localidade, dentro do território nacional, onde tinha sua residência ao ser convocado, ou para outra cujo valor do transporte pessoal e bagagem seja menor ou equivalente. No prazo de 30 (trinta) dias após a execução do transporte, o militar licenciado ex-offício enquadrado no art. 63 da Port 172-DGP de 04 AGO 06, enviará a OM/RM de origem a Declaração de Comprovante de Residência, conforme anexo C, anexando documento comprobatório, conta de concessionárias de serviços públicos ou assemelhados, para arquivamento junto ao processo de despesa.

11 GUIA DE ROCEDIMENTOS Página n 11 Situação: DIFERENÇAS DE AJUDA DE CUS TO, E INDENIZAÇÕES DE PASSAGENS, BAGAGENS, AUTO E MOTO A OM SERÁ RESPONSÁVEL PELA LIQUIDAÇÃO DAS DESPESAS E ARQUIVO DA DOCUMENTAÇÃO REFERENTE ÀS DIFERENÇAS DE INDENIZAÇÃO DE TRANSPORTE E AJUDA DE CUSTO, FICANDO A CONFORMIDADE DA SOLICITAÇÃO DO CRÉDITO A CARGO DA STA/3 RM As diferenças pertinentes ao militar movimentado em ano corrente podem ser solicitadas no mesmo evento pelo qual se fez a primeira solicitação de crédito; Caso essas diferenças superem o planejamento efetuado em ano corrente, ou, sejam elas relativas ao ano anterior com data de ajuste de contas no ano corrente, a OM deverá encaminhar para a STA/3 RM a documentação abaixo relacionada de acordo com cada caso específico. 1. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA DEVIDO A PROMOÇÃO: - DIEx - Mapa de Solicitação de Complemento ao Planejamento no SIPEO devidamente preenchido conforme modelo do anexo E ; - Cópia do contra cheque do militar. 2. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA DEVIDO A CONCLUSÃO DE CURSO COM ACRÉSCIMO DO ADICIONAL: - DIEx - Mapa de Solicitação de Complemento ao Planejamento no SIPEO devidamente preenchido conforme modelo do anexo E ; - Cópia do contra cheque do militar. Observações: - No cálculo da Ajuda de Custo referente ao retorno, já se deverá considerar o militar habilitado. No caso de reprovação/desligamento, a OM deverá providenciar a restituição dos valores recebidos como aperfeiçoado/especializado. (verificar observações da situação Comissões com duração superior a 15 dias ). 3. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA DEVIDO A DIFERENÇA DE PASSAGEM: - DIEx - Mapa de Solicitação de Complemento ao Planejamento no SIPEO devidamente preenchido conforme modelo do anexo E ; - Cópia do bilhete de passagem aérea ou rodoviária utilizados para fins de comprovação de despesa. O ressarcimento dependerá de análise do Ordenador de Despesas da OM. Caso o planejamento do crédito referente à indenização de passagem seja inferior ao que o militar faz jus, em virtude de possuir um número maior de dependentes do que o sistema estima, deverá ser encaminhado as folhas de alterações (destacado com marca texto) juntamente com o Mapa de Solicitação de Complemento ao Planejamento no SIPEO.

12 Página n 12 Porto Alegre, RS, 13 AGO13 4. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA DEVIDO A REAJUSTE da REMUNERAÇÃO: - DIEx - Mapa de Solicitação de Complemento ao Planejamento no SIPEO devidamente preenchido, conforme modelo do anexo E - Cópia do contra cheque do militar. Observações: - somente deverá ser encaminhada a documentação acima especificada. - a tentar se o militar faz jus a diferença através da data de a j u s t e d e c o n t a s (caso movimentado) e data de início e término de curso/estágio (caso de curso/estágio). Esta observação é muito importante tendo em vista se porventura ocorra reajuste durante o curso, será pago a diferença relativa ao retorno do curso, a não ser que o reajuste seja a contar de data anterior ao início do curso ou neste caso, transferência, sendo assim o militar terá o direito a diferença. Exemplo: Inicio do curso: 12 FEV 13 Término do curso: 12 JUN 13 - Aumento ocorreu em 12 MAR 13 (a diferença incidirá somente na Ajuda de Custo de retorno); - Aumento ocorreu a contar de 12 FEV 13 (a diferença incidirá na Ajuda de Custo de ida e de retorno)

13 Página n 13 DÚVIDAS FREQUENTES E ORIENTAÇÕES_DIVERSAS 1 - MAPA DE SAQUE DE AJUDA DE CUSTO - Curso de especialização: no cálculo da Ajuda de Custo referente ao retorno, já se deverá considerar o militar habilitado. No caso de reprovação/desligamento, a OM deverá providenciar a restituição dos valores recebidos como aperfeiçoado/especializado. 2 - DOCUMENTAÇÃO DO AUTOMÓVEL OU MOTOCICLETA - Poderá compor o processo de indenização de transporte a cópia do CRLV de ano anterior caso não possua a do ano vigente, pois a legislação não prevê que o CRLV esteja atualizado. - caso os cônjuges forem militares e os dois possuam automóvel e moto caberá indenização de ambos veículos. (atualizado) 3 - ASSENTAMENTOS - No caso do militar não conter em suas alterações os assentamentos de seu(s) dependente(s), poderá ser considerado o boletim da OM autenticado, relacionando o(s) mesmo(s) como seu(s) dependente(s) econômico(s), se a dependência tiver ocorrido no semestre em curso. - Não serão aceitos documentos substitutos dos assentamentos em desacordo com a Port DGP de 04 Ago 06, exemplo: Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento, declarações de beneficiários etc. - Não serão aceitos no Boletim ou Alterações expressões como dependente do FUSEx, contrairá matrimônio em... para efeito de comprovação de dependente econômico. 4 - SIPEO - Os militares que quiserem acompanhar o andamento de seus processos de indenização, deverão entrar na página da DIORFA (www2.dgp.eb.mil.br) na internet, clicar nas legendas conforme esta seqüência: SIPEO>movimentação>consulta, preencher os campos solicitados e clicar em prosseguir. - Quanto a execução no SIPEO, deverá ser apropriado no máximo o que estiver planejado, acrescido de 15%, por item de despesa, observando sempre ao que o militar tiver direito, ou seja se não estiver planejado passagem por exemplo, não poderá ser executado o item de despesa PASSAGEM, com esta incorreção a RM não poderá dar conformidade, em consequência o Mapa ficará travado. - Deverá ser executado no SIPEO dois mapas distintos: um para ajuda de custo e outro para as indenizações. Mapas negativos a OM só poderá fazer um mapa negativo de outro que ela tenha gerado e pago. Não é possível fazer mapas negativos de outros mapas pagos por outra OM. O procedimento que a OM deve adotar em caso de militar movimentado que recebeu as indenizações e depois teve a sua movimentação anulada por qualquer motivo, deverá efetuar o recolhimento dos valores a devolver obedecendo a legislação. Observação: - O militar deverá tirar suas dúvidas com o encarregado da carteira em sua OM, caso as dúvidas ultrapassem este canal, deverá ser feita ligação do encarregado da carteira a STA/3.

14 Página n 14 Situação: DEVOLUÇÃO DE AJUDA DE CUSTO e INDENIZAÇÃO DE TRANSPORTE Amparo Legal: DECRETO DE 18 DE JUL 02; e GRU SITIO: https://consulta.tesouro.fazenda.gov.br/gru/gru_simples.asp A OM deverá implantar a restituição do pagamento em espécie do transporte de bagagem e ajuda de custo, recebido a maior ou indevidamente, ou deixar de seguir destino, de acordo com o previsto nos art. 39, 40, 58 e 59 do Decreto nº de 18 de julho de A OM poderá ter acesso a todos os valores pagos, referente a indenização de militar movimentado, através do SIPEO (www2.dgp.eb.mil.br) na seguinte seqüência: SIPEO > movimentação>consulta > Identidade > CPF/CNPJ, a fim de acessar os valores pagos ao militar. Depois de analisado o previsto nos artigos supracitados, com a decisão de devolução parcelada ou em cota única, a mesma será efetuada em favor da Unidade que liquidou as despesas que posteriormente fará a devolução à DIORFA (caso a devolução for de movimentação ocorrida em ano corrente) ou à União (caso a devolução for de movimentação ocorrida em ano anterior) da seguinte forma: a. O próprio Ordenador de Despesas da Unidade é o responsável para ordenar a devolução da quantia recebida. b. Modo de devolução possível: - Deve ser feita mediante desconto em contracheque, independentemente de concordância do responsável pelo débito, conforme estabelece o Art. 22 da Portaria nº. 008-SEF, de 23 Dez 03, ou através de GRU (Guia de Recolhimento da União) em cota única. c. Código identificador do recolhimento e seu destino: - o código encontra-se na Tabela de Pagamento. d. Existem diferentes códigos de recolhimento para anos anteriores e o ano corrente: - os códigos constam na Tabela de Pagamento, disponível na página da Diretoria de Gestão Orçamentária (DGO), na Intranet, quando a restituição for feita mediante GRU. Exemplo de Procedimento para devolução: a) Anulação de despesa no exercício: - Ajuda de Custo > Código de Recolhimento: > Devolução de Salários >Número de Referência:(xxxxxx) Indenização de Transporte > Código de Recolhimento: > Devolução de Salários >Número de Referência:(xxxxxxx)1039. Obs.: A OM deverá fazer no SIPEO um Mapa Negativo com os valores que estão sendo recolhidos por item de despesas. Ex: AjCusto (-R$1.500,00) b) Recolhimento de anos anteriores: - Ajuda de Custo > Código de Recolhimento: > STN-Recup. Desp. Exerc.Anteriores > Número de Referência:(xxxxxxx) Indenização de Transporte > Código de Recolhimento: > STN-Recup. Desp. Exerc. Anteriores > Número de Referência:(xxxxxxx)1039. Obs.: (xxxxxxx) é o Código da UG favorecida.

15 Página n 15 e. Responsável pelo controle do recolhimento efetuado parceladamente: - a própria Unidade faz o controle e informa à ICFEx de vinculação da seguinte forma: 1) mensalmente, através do Relatório de Prestação de Contas Mensal; 2) trimestralmente, através dos Mapas de Controle de Processo de Regularidade de Processo Administrativo, até a quitação do débito; e 3) anualmente, no Processo de Tomada de Contas Anual, até a quitação do débito. f. A própria Unidade, através de Programa de Atualização do Débito do TCU é quem atualiza os valores a serem recolhidos e informa ao militar. Sitio: g. A Unidade de origem deve controlar o desconto até que este seja quitado. Havendo movimentação, a Unidade de origem informa a Unidade de destino a existência do parcelamento. Então, ambas as Unidades origem e destino deverão controlar o desconto e submeterem-se às mesmas regras descritas na letra e, retromencionada.

16 Página n 16 Situação: TRANSPORTE INTERNACIONAL Amparo Legal: LEI N DE 10 DE OUTUBRO DE 1972; SEÇÃO VII DO CAPÍTULO II ORIENTAÇÃO AO MILITAR: 1. Documentos necessários para o transporte Internacional de Bagagem desacompanhada a serem providenciados pelo militar para missão no exterior, e que deverão ser entregues à empresa transportadora: - xérox de todas as páginas do Passaporte do militar (capa a capa); - xérox do CPF; - xérox da cédula de identidade militar; - xérox da passagem aérea internacional; - xérox do Diário Oficial da União que publicou designação (somente para os nomeados Adidos, Adjunto de Adido e Auxiliar); - xérox da portaria Ministerial (somente para os designados para curso e estágio); - Obtenção Certidão de Nada Consta da Receita Federal em 03 (três) vias (www.receita.fazenda.gov.br); - Inventário de Bens com valores em dólares americanos em 02 (duas) vias; ** - Procuração passada em cartório do militar para a empresa transportadora. As empresas possuem modelo; *** - Franquia Diplomática Endereço completo no destino; * - TODAS AS CÓPIAS DESTINADAS À EMPRESA DEVERÃO SER AUTENTICADAS EM CARTÓRIO. 2. Entregar na STA/3 RM 02 (duas) vias do inventário, bem como 01 (uma) via dos documentos relacionados, para fins de consulta e arquivo, não necessitando serem autenticadas. 3. O militar nomeado e/ou designado para missão no exterior deverá ligar-se com Aditância à qual ficará subordinado, para que esta solicite à Embaixada do Brasil no exterior a franquia diplomática para a liberação da bagagem no porto ou aeroporto, bem como para o Posto Alfandegário das barreiras de entrada no Paraguai, na Argentina e no Uruguai, quando se tratar rodoviário, junto ao Ministério das Relações Exteriores ou equivalente, da localidade (País) a que se destina. 4. O militar ao receber sua bagagem no destino, terá o prazo de 10 (dez) dias úteis para informar à RM requisitante do transporte, através da Aditância, se houve ou não alteração nos bens transportados, bem como se houve atraso na entrega. No caso de haver alteração, contatar imediatamente a empresa que executou o transporte para as medidas a serem tomadas com relação à seguradora visando o ressarcimento/substituição da avaria, remeter um relatório das perdas, avarias e danos (conforme o caso) de acordo com o relacionado no inventário de bens, incluindo se possível o valor da indenização pela empresa. No caso de somente ocorrer atraso na entrega da bagagem, deverá o militar informar a RM requisitante do transporte, a data da apanha e a data da entrega, para que esta acione a empresa transportadora com vista a possíveis ressarcimentos com gastos extras no período do atraso.

17 Página n O não cumprimento do estabelecimento do item 3 acima, implicará na liquidação automática da despesa realizada junto à empresa transportadora, não podendo o militar apresentar reclamações posteriores. Se houver atraso na entrega dos documentos acima relacionados à empresa transportadora, a responsabilidade será única e exclusiva do militar. 6. Recomenda-se ao militar tomar todas as providências antecipadamente a fim de evitar transtornos posteriores. 7. O militar, para planejamento de sua data de entrega e recebimento da mudança, deve estar ciente de que no decorrer do transporte da bagagem poderão ocorrer eventos imprevisíveis, tais como: - greve de portos; - greve de caminhoneiros; - greve dos fiscais da Receita Federal; - carga excedente, etc. 8. O militar deverá se comunicar com a empresa transportadora, sempre por escrito, para se evitar dúvidas no entendimento e possibilitar à Região Militar a elucidação de fatos.

18 Página n 18 Situação: CONCESSÃO DE AUXÍLIO TRANSPORTE Amparo Legal: Portaria nº 269-DGP de 11 DEZ HOMOLOGAÇÃO DE AUXÍLIO-TRANSPORTE 1. A formalização do processo de solicitação de homologação remetido a 3ª RM deverá estar de acordo com o publicado no Adit n 7 ao Bol R da 3ª RM, n 35, de 31 AGO 11, e conter, obrigatoriamente, os documentos a seguir relacionados: a. Capa para processo; b. Cópia dos bilhetes de passagem utilizados pelo interessado; c. Cópia da relação dos horários e valores das passagens, disponibilizados pelas empresas de transporte ou rodoviárias; d. Cópia da SAT, devidamente assinada; e. Cópia do BI que publicou o parecer do encarregado e a solução da sindicância; f. Cópia do Plano de chamada da OM, onde conste o nome e endereço do interessado; g. Cópia do comprovante de residência; h. Cópia do contracheque do militar; e i. Formulário para Homologação da 3ª RM, (anexo N ). Obs.: a. O parecer do encarregado e a conclusão da sindicância devem esclarecer, obrigatoriamente, todos os pontos contidos no Adt n 07 ao Bol R da 3ª RM, n 35, de 31 AGO 11. b. Não é necessário mandar a cópia de toda a sindicância, somente de documentos julgados necessários a materialização do direito, se for o caso.

19 Página n 19 Situação: TRANSPORTE DE PESSOAL - EVACUAÇÃO MÉDICA Solicitação de Passagens Amparo Legal: - DECRETO DE 18 DE JUL 02; - PORTARIA 142-DGP, DE 10 JUL 07; - PORTARIA 172-DGP, DE 04 AGO 06; - IR (Pensionistas) Art 93; e - BOLETIM REGIONAL n 20 DE 20 MAI 09: As propostas de passagens, destinadas ao transporte de pessoal, (militares da ativa, inativos, pensionista e seus dependentes) em deslocamentos para fora da sede da OM, nos casos previstos na Portaria 142-DGP, de 10 Jul 07 e no Art. 93 das IR (pensionistas) deverá dar entrada no Cmdo 3ª RM - Seção de Transporte Administrativo (STA/3) com, no mínimo, 5 (cinco) dias úteis de antecedência em relação à viagem e acompanhadas da seguinte documentação: a) Proposta de Concessão de Passagens para Evacuação Médica da OM de vinculação do interessado, anexo G. b) Cópia do BI da OM constando a aprovação do Comando. c) Encaminhamento do médico militar ou de PSA/OCS credenciado e autorizado a encaminhar o paciente. - Observações importantes: (1) a necessidade de acompanhante para o titular ou para o seu dependente maior de idade deverá constar no encaminhamento médico. (2) o parágrafo único do Art 4º da Port 142-DGP, de 10 JUL 07, somente prevê a possibilidade de 01(um) acompanhante. (3) os processos remetidos por fax ou serão aceitos para casos comprovados de urgência/emergência. A OM deverá, obrigatoriamente, remeter a documentação original para fins de verificação no Suporte Documental desta Região Militar. As propostas de passagens para os processos que não são de urgência/emergência sempre deverão ser encaminhadas por DIEx. (4) A falta de previsão e de ação do agente não caracteriza urgência e/ou emergência na emissão de passagens. Neste caso, a consulta do paciente encaminhado deverá ser remarcada, levando-se em conta que a validade da Guia de Encaminhamento da passagem é de 30 dias. d) Para ressarcimento de passagens, nos casos previstos na legislação, a OM deverá remeter: (1) requerimento do interessado. (2) cópia do BI da OM. (3) cópia do encaminhamento médico ou do atendimento de urgência/emergência. (4) CONCREDOR. (5) cópia do contracheque; (6) comprovante(s) da despesa realizada.

20 Página n 20 ANEXO A

21 Página n 21

22 Página n 22 ANEXO B MODELO DE DECLARAÇÃO DE ACOMPANHAMENTO DE DEPENDENTES Armas Nacionais MINISTÉRIO DA DEFESA (escalões hierárquicos até a OM expedidora) DECLARAÇÃO DE ACOMPANHAMENTO DE DEPENDENTES 1. De acordo com o art. 49 da Portaria nº 172-DGP, de 04 de agosto de 2006, declaro, sob pena prevista no art. 312 do Código Penal Militar (CPM), que as pessoas abaixo relacionadas são meus dependentes e que acompanharão no momento da minha transferência para a Guarnição de, ou, de outra forma, seguirão destino em época diferente da minha, observando o disposto no inciso I do art. 52 do Decreto nº 4.307, de 18 de julho de Dependentes que me acompanharão (nome completo e grau de parentesco) Nome completo Grau de parentesco 3. Dependentes que seguirão destino em época diferente para a guarnição que fui movimentado (nome completo, grau de parentesco e data da viagem): Nome completo Grau de parentesco Data da viagem 4. Por ser expressão da verdade, assino a presente declaração. Local e Data Nome do militar completo Posto/Grad Identidade CPF Obs.: Preenchimento obrigatório de próprio punho para militares que possuem dependentes.

23 Página n 23 ANEXO C MODELO DE DECLARAÇÃO DE COMPROVAÇÃO DE RESIDÊNCIA DECLARAÇÃO DE COMPROVAÇÃO DE RESIDÊNCIA De acordo com a Port. N 172-DGP, de 04 de agosto de 2006, declaro, sob pena de falsidade ideológica, prevista no art. 299 do Decreto-Lei nº 2.848, de 07 de dezembro de 1940 (Código Penal), que estou residindo no seguinte endereço (endereço completo), (cidade)-(uf), acompanhado de meus dependentes abaixo relacionados. Local e Data: (cidade), (dia)de(mês)de(ano) Nome do militar

24 Página n 24 ANEXO D MODELO DE DECLARAÇÃO DE FIXAÇÃO DE RESIDÊNCIA DECLARAÇÃO DE FIXAÇÃO DE RESIDÊNCIA Declaro para fins de direito ao transporte previsto no art. 62 da Lei nº 4.375, de 17 de agosto de 1964 (LSM) e no art. 29 do Decreto nº de 18 de julho de 2002, que fixarei residência com os meus dependentes, abaixo relacionados, no Município de, no prazo máximo de trinta dias, a contar da data em que for licenciado no serviço ativo. Declaro, ainda, ter conhecimento de que, em caso de não cumprimento do presente, restituirei, integralmente, a importância recebida indevidamente e que estarei sujeito às penalidades legais previstas no Decreto-Lei nº 1.001, de 21 de outubro de 1969 (Código Penal Militar), em especial no seu art Relação dos meus dependentes que seguirão destino: Local e Data: (cidade), (dia)de(mês)de(ano) Nome/Posto/Graduação Despacho do Cmt/Ch/Dir - Publique-se em Boletim Interno. - Encaminhe-se à RM para providências. Quartel em (cidade), (dia)de(mês)de(ano) Comandante/Chefe/Diretor

25 ANEXO E Página n 25 Porto Alegre, RS, 30 Jun 11 MAPA DEMONSTRATIVO DE SOLICITAÇÃO DE COMPLEMENTO AO PLANEJAMENTO NO SIPEO Motivo: Complemento de Planejamento em face de Movimentação para Guarnição Especial Categoria A Posto/Gr ad 2º Sgt Eng Nome completo do Militar FULANO DE TAL DA SILVA JUNIOR Bol DGP e Adt DCEM Adt DCEM 3B ao Bol DGP nº 022, de 15/03/09 CPF: Data Ajuste de Contas IDT: /1 15 DEZ 2013 CP: Nr OM de Origem/ Sede Dpnd 03 CURITIBA-PR 20º BIB C Á L C U L O do S I P E O Valor Planejado: R$ 500,00 Valor Executado: R$ 500,00 Valor Devido ao Militar: R$ 1.050,00 (Militar + Nr Dpnd + Em. Doméstica) = 05 pessoas Valor deste Complemento: R$ 550,00 C Á L C U L O do S I P E O Valor Planejado: R$ 6.000,00 Valor Executado: R$ 5.800,00 Valor Devido ao Militar: R$ 8.000,00 Valor deste Complemento: R$ 2.200,00 TOTAL DA COMPLEMENTAÇÃO: OM de Destino / Sede Distância (Km) DOURADOS-MS 28º B Log 852 Km Valor Devido ao Militar - Exposição do Motivo da Complementação: (a) - Por a passagem rodoviária entre os trechos...(citar o Motivo) Rodoviária: Curitiba-PR/Campo Grande-MS= 150,00 Rodoviária: Campo Grande-MS/Dourados-MS= 60,00 Valor Unitário da Passagem: R$ 210,00 Valor Devido ao Militar - Exposição do Motivo da Complementação: (e) Diferença de Ajuda de Custo por ter sido promovido antes da data de ajuste de contas; Valor Unitário da Ajuda de Custo: R$ 2.000,00 R$ 2.770,00 (Dois mil,novecentos e setenta reais) Demais informações julgadas pertinentes: Neste campo poderá ser colocada qualquer outra informação julgada oportuna. possui 01 (uma) Empregada doméstica; Exemplo: - Militar D O C U M E N T O S A S E R E M A N E X A D O S: - CÓPIA DO ÚLTIMO CONTRACHEQUE DO MILITAR EM QUESTÃO, SEMPRE QUE A COMPLEMENTAÇÃO SE TRATAR DE AJUDA DE CUSTO. - CÓPIA AUTENTICADA DO BILHETE DE PASSAGEM, SEMPRE QUE A COMPLEMENTAÇÃO SE TRATAR DE DIFERENÇA DAS MESMAS, DE ACORDO COM O PRESCRITO NO INCISO II DO ART 56 DA PORTARIA NR 075-DGP, DE 25 MARÇO DE CÓPIA DA CARTEIRA DE TRABALHO OU CONTRATO DE VÍNCULO EMPREGATÍCIO, QUANDO A PASSAGEM FOR PARA EMPREGADA DOMÉSTICA, DEVENDO SER APLICADO, PARA A AQUISIÇÃO DA PASSAGEM, O CRITÉRIO ANTERIORMENTE ESTABELECIDO. BELTRANO DE TAL Cel Ordenador de Despesas

26 Página n 26 Obs: (1) Elaborar um QUADRO para cada tipo de complemento. Obs: LEGENDAS: (SUGESTÃO PARA PREENCHIMENTO DOS CAMPOS NO QUADRO) (a) - Por a passagem (aérea/fluvial/rodoviária) entre os trechos ( CITAR O TIPO DE TRANSPORTE E O E O VALOR RESPECTIVO DE CADA TRECHO ) estar cotada no seguinte valor: - Passagem Aérea Trecho A ao B R$ 789,00 (Adulto) - Passagem Aérea Trecho A ao B R$ 345,00 (Criança) - Passagem Rodoviária Trecho B ao C R$ 89,00 (b) Militar possui uma empregada doméstica; (c) Militar possui e/ou/ incluiu automóvel antes da data de ajuste de contas; (d) Militar possui e/ou incluiu motocicleta antes da data de ajuste de contas; (e) Diferença de Ajuda de Custo por ter sido promovido antes da data de ajuste de contas; (f) - Diferença de Ajuda de Custo por ter havido reajuste no vencimento antes da data de ajuste de contas; (g) Militar faz jus a passagem aérea e/ou fluvial e foi sacada passagem rodoviária; (h) Militar faz jus a 04 (quatro) ajudas de custo (Loc Esp Cat A ) e foram sacadas apenas duas; (i) Diferença de Bagagem por ter sido promovido antes da data de ajuste de contas; (j) Diferença de Ajuda de Custo face o militar possuir adicional/gratificação/etc. (Citar a gratificação e/ou adicional) - Deverá ser adotado 01 (um) Mapa demonstrativo para cada militar em questão. - Anexar o último Contracheque - Toda solicitação de complementação deverá ser encaminhada, imprescindivelmente, pela Região Militar, acompanhada do respectivo documento de remessa. (Não remeter apenas o Mapa Demonstrativo de Solicitação de Complemento) - Solicitação de diferenças relativas a passagens, se não foi executado o valor, poderá ser encaminhado os orçamentos das empresas consultadas. JUSTIFICATIVAS: A presente sugestão deste formulário tem por escopo: 1 Padronização de modelos solicitados, tornando mais ágil a análise e o processamento no âmbito DCEM; 2- Maior número de dados possíveis, tornando-se também objeto de melhor análise por parte dos OD.

27 Página n 27 ANEXO F MINISTÉRIO DA DEFESA Bagé-RS, 12 de fevereiro de DIEx: 007 EB: x.x.x.x.x.x Do Ordenador de Despesas do Comando da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada Ao Sr chefe do Estado-Maior da 3ª Região Militar Assunto: planejamento no SIPEO - 3º Sgt STOCKER Anexo: - Mapa Demonstrativo de Solicitação de Complemento ao Planejamento no SIPEO. - cópia do último contracheque. - cópia autenticada do bilhete de passagem - cópia dos orçamentos de passagens. 1. Encaminho-vos a solicitação do militar abaixo relacionado, para planejamento no SIPEO, conforme orientações e modelo da DCEM. - 3º Sgt RAIMUNDO DA SILVA STOCKER 2. (Demais informações julgadas úteis) 3. Contato: Nome do militar responsável pelo preenchimento, telefone/ramal da OM e . Obs.: - Somente enviar a documentação necessária ao fato, geralmente se resume ao MDSCP-SIPEO e Contracheque em caso de diferença de ajuda de custo. - Um DIEx pode encaminhar diversas solicitações de planejamento. MARCIO JOSÉ STANISLAU - Cel Ordenador de Despesas / Cmdo 3ª Bda C Mec Frei Orlando Soldado da Fé

28 Página n 28 ANEXO G MODELO DE PROPOSTA DE CONCESSÃO DE PASSAGENS E DIÁRIAS Armas Nacionais MINISTÉRIO DA DEFESA (escalões hierárquicos até a OM expedidora) PROPOSTA DE CONCESSÃO DE PASSAGENS E DIÁRIAS 1. Proposta de Concessão de passagens e diárias nº 2. Beneficiário Nome: Posto/Grad: OM: CPF: Banco: Agência: Conta Corrente: 3. Afastamento da Sede Ida (data hora): Volta (data hora): BI que publicou a autorização para o afastamento: 4. Evento Início (data hora): Evento: Objetivo: Término (data hora): 5. Justificativa, se o afastamento da sede iniciar-se a partir de sexta-feira, bem como os que incluam sábados, Domingos e feriados. 6. Diárias O militar ficará alojado em OM ou em outra pousada sem ônus: ( ) sim ( ) não ( ) em parte da viagem O militar utilizará veículo oficial ( 2, art. 20, Dec nº , de 18 Jul 02) ( ) sim ( ) não ( ) em parte da viagem Nº de dias: Total de diárias: Acréscimo de embarque: (art. 18 das Normas para Gestão) R$ Valor total das diárias e acréscimo de embarque: R$ Valor total das diárias e acréscimo de embarque (por extenso):

29 Página n Categoria do Transporte: ( ) rodoviário ( ) aéreo ( ) ferroviário ( ) aquaviário 8. Bilhete de passagem: Data Trecho Cia Nº vôo Horário Cód Res Valor (R$) Valor total das passagens (R$) Valor total das passagens (por extenso): Alterações: de contato: telefone do encarregado da carteira: 9. Órgão cotista As despesas relativas a esta requisição correm por conta das cotas de diárias do (a) 11. Autoridade requisitante Na qualidade de autoridade requisitante, solicito a emissão da requisição de transporte e o pagamento das diárias. (local e data) 10. Local e data (local), de de. 12. Autoridade proponente Na qualidade de autoridade proponente proponho a emissão da requisição de transporte e o pagamento das diárias. (local e data) Nome posto Função OM 13. Responsável pela reserva da passagem aérea A reserva foi efetuada com o menor preço. (local e data) 14. Ordenador de Despesa Na qualidade de Ordenador de Despesa autorizo a emissão da requisição de transporte e o pagamento das diárias. (local e data) João Henrique de Oliveira Vianna - Cel OD 3ª RM

30 Página n 30 ANEXO H MODELO DE RELATÓRIO DE VIAGEM NACIONAL 1. Relatório de viagem nacional Nr 2. Beneficiário Nome: Posto/Graduação: 3. Afastamento da sede Armas Nacionais MINISTÉRIO DA DEFESA (escalões hierárquicos até a OM expedidora) RELATÓRIO DE VIAGEM NACIONAL OM: CPF: Ida (data hora): Volta (data hora): BI que publicou a autorização para o afastamento: Percurso com as cidades onde o militar pernoitou: 4. Descrição sucinta do afastamento da sede Período Evento 5. Quanto a data do afastamento da sede o retorno foi: ( ) na data prevista. ( ) em / /, havendo necessidade da restituição do valor recebido a mais. ( ) em / /, havendo necessidade de complementação das diárias. ( ) não ocorreu o afastamento da sede, havendo necessidade da restituição na integralidade das diárias. 6. Diárias BI que publicou a concessão de diárias: Nº de dias de afastamento: Valor total das diárias recebidas: R$ Valor total das diárias recebidas (por extenso):

31 Página n Quanto ao acréscimo de embarque e desembarque: ( ) não foi utilizado veículo oficial. ( ) foi utilizado veículo oficial. ( ) foi utilizado veículo oficial, em parte da viagem. ( ) foi utilizado veículo oficial ou particular para afastar-se da sede. 8. Quanto a devolução do bilhete de passagem não utilizado: Anexos a este relatório estão sendo devolvidos os bilhetes, a seguir relacionados: Nº Bilhete Data Trecho Cia/Transportadora Nº vôo Horário Justificativa: 9. Quanto à entrega dos canhotos dos cartões de embarque e bilhetes utilizados: Anexos a este relatório estão sendo entregues os canhotos dos cartões de embarque (Trnp Ae) e bilhetes (demais categorias Trnp), a seguir relacionados: Data Trecho Cia/Transportadora Nº vôo Horário 10. Beneficiário (local e data) Nome posto/graduação

32 Página n 32 ANEXO I PROPOSTA DE CONCESSÃO DE PASSAGENS PARA EVACUAÇÃO MÉDICA n /2013 Anexos: - Encaminhamento médico - Cópia da Fl BI N 1) 2) 3) Beneficiário: ( ) Militar ( ) Pensionista ( ) Servidor Civil ( ) Dependente Cotista: DAP Telefone da Seção Responsável na OM: 4) Identificação do titular (obrigatório) Nome: Idade: Idt: Posto/Graduação: Boletim que autorizou: Endereço eletrônico funcional da OM: Dependente ou Acompanhante (ser for o caso): Grau de Parentesco (para dependente): Nome: Idade (para dependente): Idt: 5) Motivo da Viagem: 6) Tipo de Passagem: ( ) Aérea ( ) Rodoviária Data da viagem: Data do retorno: Trechos: Empresa: Local, Data e Assinatura do interessado: 7) Quartel em - RS, de de NOME COMPLETO POSTO/GRADUAÇÃO (fonte 12 negrito) 8) Autorização: NOME COMPLETO POSTO Cmt / Ch / Dir OM

33 Página n 33 ANEXO J MINISTÉRIO DA DEFESA DECLARAÇÃO DE RESIDÊNCIA Eu, (nome completo), Idt nº, CPF nº, nascido(a) aos dias do mês de de, filho(a) de e de, declaro como candidato(a) do processo de seleção para o (EIC, EAS, EIS, EICEM, EST, EBST), na área da ª Região Militar (cidade sede), residir no endereço cidade UF CEP, conforme comprovante juntado a esta declaração. (Local e data) Assinatura do(a) declarante Porto Alegre, 12 de fevereiro de 2013 Gen Div MÁRIO MATHEUS DE PAULA MADUREIRA Diretor de Serviço Militar

34 Página n 34 ANEXO K MINISTÉRIO DA DEFESA DECLARAÇÃO PRESTADA PARA OS RESIDENTES EM OUTROS ESTADOS BRASILEIROS Eu, (nome completo), Idt nº, CPF nº, nascido(a) aos dias do mês de de, filho(a) de e de, declaro como candidato(a) do processo de seleção para o (EIC, EST, EBST), na área da ª Região Militar (cidade sede), assumir inteira responsabilidade em mudar de residência, por conta própria, para a cidade de -(UF), caso venha a ser convocado(a), sem qualquer ônus para o Exército. (Local e data) Assinatura do(a) declarante FIRMA RECONHECIDA Brasília, 12 de fevereiro de Gen Div MÁRIO MATHEUS DE PAULA MADUREIRA Diretor de Serviço Militar

Manual de Procedimentos Seção de Transporte Administrativo / 11ª RM Fl 01

Manual de Procedimentos Seção de Transporte Administrativo / 11ª RM Fl 01 Manual de Procedimentos Seção de Transporte Administrativo / 11ª RM Fl 01 MANUAL DE PROCEDIMENTOS FINALIDADE: Orientar as Organizações Militares atendidas pela 11ª Região Militar na confecção da documentação

Leia mais

Art. 3º A diária será devida pela metade nos seguintes casos:

Art. 3º A diária será devida pela metade nos seguintes casos: Orientações para Solicitação e Prestação de Contas de Diárias de acordo com o Decreto nº 3328-R, de 17 de junho de 2013. DIÁRIAS Diárias são indenizações pagas antecipadamente para cobrir despesas com

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 545, DE 22 DE JANEIRO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 545, DE 22 DE JANEIRO DE 2015 Publicada no Diário da Justiça Eletrônico, nº 17, em 27/1/2015. RESOLUÇÃO Nº 545, DE 22 DE JANEIRO DE 2015 Dispõe sobre a concessão de diárias e passagens no âmbito do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE

Leia mais

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE RESOLUÇÃO Nº 058/2012 NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE O Conselho Municipal de Saúde,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 152/2011

RESOLUÇÃO Nº 152/2011 RESOLUÇÃO Nº 152/2011 Dispõe sobre a concessão de diárias a Magistrados e servidores no âmbito do Poder Judiciário do Estado do Acre e dá outras providências. legais e, O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO

Leia mais

NORMAS REGIONAIS PARA O ENCAMINHAMENTO DE BENEFICIÁRIOS DO SAMMED/FUSEx NO ÂMBITO DA 10ª REGIÃO MILITAR

NORMAS REGIONAIS PARA O ENCAMINHAMENTO DE BENEFICIÁRIOS DO SAMMED/FUSEx NO ÂMBITO DA 10ª REGIÃO MILITAR MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COMANDO MILITAR DO NORDESTE COMANDO DA 10 a REGIÃO MILITAR REGIÃO MARTIM SOARES MORENO NORMAS REGIONAIS PARA O ENCAMINHAMENTO DE BENEFICIÁRIOS DO SAMMED/FUSEx NO

Leia mais

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Objetivo: A presente norma tem por objetivo formalizar e agilizar os pedidos de diária e passagem a serviço da entidade bem como

Leia mais

PORTARIA UFERSA/GAB Nº 428/2009, 04 de Maio de 2009

PORTARIA UFERSA/GAB Nº 428/2009, 04 de Maio de 2009 PORTARIA UFERSA/GAB Nº 428/2009, 04 de Maio de 2009 O Reitor da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, no uso das atribuições que lhe confere o Decreto do Ministério da Educação de 30 de julho de 2008,

Leia mais

CONSIDERANDO que deve haver compatibilidade entre o motivo do deslocamento e o interesse público;

CONSIDERANDO que deve haver compatibilidade entre o motivo do deslocamento e o interesse público; ATO DA MESA Nº 500, de 15 de julho de 2015 Dispõe sobre a concessão de diárias e passagens e a respectiva prestação de contas no âmbito da Assembleia Legislativa, e adota outras providências. A MESA DA

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ decretou e eu PREFEITO MUNICIPAL sanciono a presente LEI: SEÇÃO I.

A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ decretou e eu PREFEITO MUNICIPAL sanciono a presente LEI: SEÇÃO I. LEI Nº 2927/2014 Estabelece o Regime de Diárias e Adiantamentos do Poder Legislativo, normas para o pagamento de despesas e revoga a Lei nº. 2.887/2014. A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ decretou

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR DECRETO Nº 4.076, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2008. Alterada pelo Decreto nº 16.190, de 13 de outubro de 2011. REGULAMENTA A CONCESSÃO DE DIÁRIAS AOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS DO PODER EXECUTIVO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO SOFIN CONCESSÃO DE DIÁRIAS OU HOSPEDAGEM E PASSAGENS PARA BANCA EXTERNA DE CONCURSOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO SOFIN CONCESSÃO DE DIÁRIAS OU HOSPEDAGEM E PASSAGENS PARA BANCA EXTERNA DE CONCURSOS 1. Legislação CONCESSÃO DE DIÁRIAS OU HOSPEDAGEM E PASSAGENS PARA BANCA EXTERNA DE CONCURSOS 1.1 A concessão de Diárias ou Hospedagem e Passagens pelo Setor de Educação da UFPR deverá observar o disposto

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012 ESTABELECE AS NORMAS E PROCEDIMENTOS DE CONCESSÃO DE ADIANTAMENTO, PARA COMPENSAR FUTURAS DESPESAS COM HOSPEDAGEM, LOCOMOÇÃO URBANA E ALIMENTAÇÃO, DE ALUNOS, TÉCNICOS,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO ASSESSORIA INTERNACIONAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO ASSESSORIA INTERNACIONAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO ASSESSORIA INTERNACIONAL REGULAMENTO GERAL PARA AFASTAMENTO DE SERVIDOR DO INSTITUTO FEDERAL GOIANO PARA

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SFI - 04

INSTRUÇÃO NORMATIVA SFI - 04 INSTRUÇÃO NORMATIVA SFI - 04 DISPÕE SOBRE A CONCESSÃO DE DIÁRIAS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ. VERSÃO : 01 DATA: 22/03/2012 ATO APROVAÇÃO: Instrução Normativa SCI Nº 001/2010 UNIDADE RESPONSÁVEL:

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COMANDO DA 11ª REGIÃO MILITAR (Cmdo Mil Bsb/1960) REGIÃO TENENTE-CORONEL LUIZ CRULS

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COMANDO DA 11ª REGIÃO MILITAR (Cmdo Mil Bsb/1960) REGIÃO TENENTE-CORONEL LUIZ CRULS MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COMANDO DA 11ª REGIÃO MILITAR (Cmdo Mil Bsb/1960) REGIÃO TENENTE-CORONEL LUIZ CRULS Aviso de Retificação Nº 001 ao AVISO DE CONVOCAÇÃO PARA A SELEÇÃO AO SERVIÇO

Leia mais

Portaria nº 37, de 13 de abril de 2009.

Portaria nº 37, de 13 de abril de 2009. Portaria nº 37, de 13 de abril de 2009. Disciplina os procedimentos para concessão de diárias e passagens, no âmbito da Fundação Cultural Palmares. O PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO CULTURAL PALMARES, no uso das

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS 1 APRESENTAÇÃO A Coordenação de Controle e Expedição de Diárias da Reitoria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba,

Leia mais

INSTRUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 01/2006, ATUALIZADA EM 7 DE FEVEREIRO 2012

INSTRUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 01/2006, ATUALIZADA EM 7 DE FEVEREIRO 2012 INSTRUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 01/2006, ATUALIZADA EM 7 DE FEVEREIRO 2012 REGRAS E CRITÉRIOS PARA O FUNCIONAMENTO DAS OPERAÇÕES DE CONTAS A PAGAR ATRAVÉS DA FADEX TERESINA PI, FEVEREIRO DE 2012 INSTRUÇÃO

Leia mais

*DECRETO Nº 3328-R, DE 17 DE JUNHO DE 2013. Dispõe sobre a concessão e a prestação de contas de diárias no âmbito do Poder Executivo Estadual.

*DECRETO Nº 3328-R, DE 17 DE JUNHO DE 2013. Dispõe sobre a concessão e a prestação de contas de diárias no âmbito do Poder Executivo Estadual. (Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial de 08/07/2013) *DECRETO Nº 3328-R, DE 17 DE JUNHO DE 2013. Dispõe sobre a concessão e a prestação de contas de diárias no âmbito do Poder Executivo

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE GESTÃO PÚBLICA ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 15 DE FEVEREIRO DE 2013

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE GESTÃO PÚBLICA ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 15 DE FEVEREIRO DE 2013 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE GESTÃO PÚBLICA ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 15 DE FEVEREIRO DE 2013 Dispõe sobre as regras e procedimentos a serem adotados pelos Órgãos Setoriais

Leia mais

SISTEMA DE CONCESSÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS - SCDP

SISTEMA DE CONCESSÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS - SCDP SISTEMA DE CONCESSÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS - SCDP O Sistema de Concessão SCDP é um sistema informatizado, acessado via Internet, que integra as atividades de concessão, registro, acompanhamento, gestão

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA BOLSISTAS CUBANOS

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA BOLSISTAS CUBANOS MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA BOLSISTAS CUBANOS PROGRAMA CAPES/MES - CUBA BRASIL-CUBA PROGRAMA CAPES/MES CUBA PROJETOS Todas as informações aqui descritas devem ser interpretadas em consonância com as normas

Leia mais

I - Proposto: pessoa que viaja e presta contas da viagem realizada;

I - Proposto: pessoa que viaja e presta contas da viagem realizada; 1 PORTARIA MEC 403/2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 403, DE 23 DE ABRIL DE 2009 Dispõe sobre a solicitação, autorização, concessão e prestação de contas de diárias, passagens

Leia mais

EDITAL 02/2015 EDITAL DE CONCESSÃO DO AUXÍLIO EVENTOS

EDITAL 02/2015 EDITAL DE CONCESSÃO DO AUXÍLIO EVENTOS EDITAL 02/2015 EDITAL DE CONCESSÃO DO AUXÍLIO EVENTOS A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), por meio da Pró-Reitoria de Sustentabilidade e Integração Social (PROSIS) torna público o presente EDITAL

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 439, DE 21 DE SETEMBRO DE 2010

RESOLUÇÃO Nº 439, DE 21 DE SETEMBRO DE 2010 Publicada no Diário da Justiça Eletrônico em 24/9/2010. RESOLUÇÃO Nº 439, DE 21 DE SETEMBRO DE 2010 Dispõe sobre a concessão de diárias e passagens no âmbito do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE DO

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.118/2015

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.118/2015 RESOLUÇÃO CFM Nº 2.118/2015 (Publicada no D.O.U. de 3 de março 2015, Seção I, p. 135) Normatiza os procedimentos para pagamento de diária nacional e internacional, auxílio de representação e verba indenizatória

Leia mais

SOLICITAÇÕES DE DIÁRIAS/PASSAGENS - SERVIDORES DA UFPB -

SOLICITAÇÕES DE DIÁRIAS/PASSAGENS - SERVIDORES DA UFPB - Página 1 de 5 SOLICITAÇÕES DE DIÁRIAS/PASSAGENS - SERVIDORES DA UFPB - Atualizado em: 18/05/2015 Abaixo segue o passo a passo (dividido em 3 tópicos) para este tipo de solicitação. A partir da página 03

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/2013 SISTEMA: ADMINISTRATIVO ASSUNTO: CONCESSÃO DE DIÁRIAS E INDENIZAÇÃO POR DESPESAS DE TRANSPORTE

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/2013 SISTEMA: ADMINISTRATIVO ASSUNTO: CONCESSÃO DE DIÁRIAS E INDENIZAÇÃO POR DESPESAS DE TRANSPORTE INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/2013 SISTEMA: ADMINISTRATIVO ASSUNTO: CONCESSÃO DE DIÁRIAS E INDENIZAÇÃO POR DESPESAS DE TRANSPORTE 1. Esta Instrução tem por objetivo estabelecer orientações e procedimentos

Leia mais

NORMA DE REMOÇÃO NOR 309

NORMA DE REMOÇÃO NOR 309 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: REMOÇÃO DE DIRIGENTES E EMPREGADOS APROVAÇÃO: Deliberação DIREX nº 71, de 25/05/2015 VIGÊNCIA: 25/05/2015 NORMA DE REMOÇÃO NOR 309 1/7 SUMÁRIO 1. FINALIDADE...

Leia mais

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP FAQ PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP FAQ PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP FAQ PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES Operacionalização - Solicitação de Viagem 1 CADASTRAMENTO DE VIAGEM 1.1 Como reativar uma PCDP já cancelada? 1.2 -

Leia mais

DECRETO Nº 951 DE 23 DE JULHO DE 2014.

DECRETO Nº 951 DE 23 DE JULHO DE 2014. DECRETO Nº 951 DE 23 DE JULHO DE 2014. Regulamenta a Lei nº 2.054 de 12 de junho de 2014 para dispor sobre o custeio de transporte, hospedagem e alimentação do colaborador eventual e do profissional técnico

Leia mais

Art. 3º. A concessão de diárias fica condicionada a existência de disponibilidade orçamentária e financeira.

Art. 3º. A concessão de diárias fica condicionada a existência de disponibilidade orçamentária e financeira. LEI Nº 3466/2014, DE 08 DE ABRIL DE 2014. DISPÕE SOBRE AS VIAGENS OFICIAIS E A CONCESSÃO DE DIÁRIAS AOS VEREADORES E SERVIDORES DO PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

DEPARTAMENTO-GERAL DO PESSOAL PORTARIA Nº 142-DGP, DE 10 DE JULHO DE 2007.

DEPARTAMENTO-GERAL DO PESSOAL PORTARIA Nº 142-DGP, DE 10 DE JULHO DE 2007. DEPARTAMENTO-GERAL DO PESSOAL PORTARIA Nº 142-DGP, DE 10 DE JULHO DE 2007. Aprova as Instruções Reguladoras para a Execução da Evacuação e do Traslado de Corpos (IR 30-51). O CHEFE DO DEPARTAMENTO-GERAL

Leia mais

RO Roteiro Operacional Marinha do Brasil Área responsável: Gerência de Produtos Consignados

RO Roteiro Operacional Marinha do Brasil Área responsável: Gerência de Produtos Consignados MARINHA DO BRASIL RO. 03.03 Versão: 38 Exclusivo para Uso Interno RO Roteiro Operacional Marinha do Brasil Área responsável: Gerência de Produtos Consignados 1. PÚBLICO ALVO E REGRAS BÁSICAS Categorias

Leia mais

LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014

LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014 LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014 Dispõe sobre concessão de diária aos Vereadores e servidores que menciona e dá outras providências. A Câmara Municipal de Piranguinho aprovou e eu, Prefeito Municipal,

Leia mais

PORTARIA Nº 979/2009. RESOLVE editar a seguinte Portaria:

PORTARIA Nº 979/2009. RESOLVE editar a seguinte Portaria: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Gabinete da Procuradora Chefe PORTARIA Nº 979/2009 Disciplina, no âmbito da PR/SP, o procedimento de encaminhamento das solicitações de diárias. A PROCURADORA CHEFE DA PROCURADORIA

Leia mais

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador 1 Apresentação Apresentamos o Processo de Viagens GENS Manual do Colaborador. Este Manual é parte integrante do Processo de Viagens GENS.

Leia mais

Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX. Custo

Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX. Custo Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX Elaborado por: Gerência de Execução Orçamentária Aprovado por: Diretoria de Finanças e Informação de Custo 1 OBJETIVO Padroniza e orienta os

Leia mais

Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu

Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/2014 - FOZPREV DATA: 5 de junho de 2014 SÚMULA: Regulamenta critérios de participação em eventos externos e procedimentos para a utilização de diárias de viagem e passagens custeadas

Leia mais

Coordenadoria Geral do Sistema de Infra-estrutura e Logística DECRETO Nº 25.077 DE 24 DE FEVEREIRO DE 2005

Coordenadoria Geral do Sistema de Infra-estrutura e Logística DECRETO Nº 25.077 DE 24 DE FEVEREIRO DE 2005 DECRETO Nº 25.077 DE 24 DE FEVEREIRO DE 2005 Consolida as normas sobre a concessão de diárias e passagens na Administração Municipal Direta e Indireta e dá outras providências. O PREFEITO DA CIDADE DO

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense - Reitoria

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense - Reitoria AUXÍLIO-TRANSPORTE Eu,, [nome completo do servidor (a)] 1) DECLARO PARA FINS DE PERCEPÇÃO DE AUXÍLIO-TRANSPORTE, e sob as penas da lei que: Ocupo o cargo de: Matrícula SIAPE n : Local de exercício das

Leia mais

Poder Judiciário INSTRUÇÃO NORMATIVA N9 5G, DE J^ DE FEVEREIRO DE 2014. suas atribuições e com fundamento nos arts. 53 a 57 da Lei n9 8.

Poder Judiciário INSTRUÇÃO NORMATIVA N9 5G, DE J^ DE FEVEREIRO DE 2014. suas atribuições e com fundamento nos arts. 53 a 57 da Lei n9 8. *. «/A ' Poder Judiciário INSTRUÇÃO NORMATIVA N9 5G, DE J^ DE FEVEREIRO DE 2014 Dispõe sobre a concessão de ajuda de custo aos Conselheiros, aos Juizes Auxiliares e aos Servidores no âmbito do Conselho

Leia mais

Campus Planaltina. DIARIAS E PASSAGENS PARA CAPACITAÇÃO DE SERVIDORES EDITAL Nº 02/2015 DE 18 DE AGOSTO DE 2015

Campus Planaltina. DIARIAS E PASSAGENS PARA CAPACITAÇÃO DE SERVIDORES EDITAL Nº 02/2015 DE 18 DE AGOSTO DE 2015 DIARIAS E PASSAGENS PARA CAPACITAÇÃO DE SERVIDORES EDITAL Nº 02/2015 DE 18 DE AGOSTO DE 2015 A DIRETORA GERAL DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE BRASÍLIA, nomeada pela portaria 148

Leia mais

Edital de Credenciamento 003/2012

Edital de Credenciamento 003/2012 1/5 Edital de Credenciamento 003/2012 1 DO OBJETO: 1.1. O presente Termo tem por objetivo o credenciamento de Instituições Financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, para prestação

Leia mais

FORMULÁRIO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS PROINFRA/IFCE -PRPI

FORMULÁRIO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS PROINFRA/IFCE -PRPI PRESTAÇÃO DE CONTAS FORMULÁRIO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS PROINFRA/IFCE -PRPI 1. A prestação de contas deve ser constituída dos seguintes documentos: a) Encaminhamento de Prestação de Contas Anexo I; b) Relação

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (AGOSTO 2010)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (AGOSTO 2010) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (AGOSTO 2010) Índice 1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP...03 1.1.Viagem Nacional...06

Leia mais

Objeto: Matrícula no Colégio Militar de Curitiba (Amparo - ÓRFÃO) 1. (Civil: nome completo e Idt ; Militar: nome completo, Idt, Posto/Grad )

Objeto: Matrícula no Colégio Militar de Curitiba (Amparo - ÓRFÃO) 1. (Civil: nome completo e Idt ; Militar: nome completo, Idt, Posto/Grad ) MINISTÉRIO DA DEFESA DECEx DEPA COLÉGIO MILITAR DDE CURITIBA Requerimento Curitiba, de de. Do (Civil: nome completo ; Militar: Posto / Grad e Nome de Guerra) Ao Sr Comandante do Colégio Militar de Curitiba

Leia mais

Portaria nº 008 -SEF, de 23 de Dezembro de 2003

Portaria nº 008 -SEF, de 23 de Dezembro de 2003 Portaria nº 008 -SEF, de 23 de Dezembro de 2003 Aprova as Normas para a Apuração de Irregularidades Administrativas. O SECRETÁRIO DE ECONOMIA E FINANÇAS, de acordo com o que prescreve o art. 117 das Instruções

Leia mais

Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória

Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03/2009 Dispõe sobre os procedimentos para realização de despesas com concessão de passagens e diárias

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO D E C Ex D E P A COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO D E C Ex D E P A COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO D E C Ex D E P A COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA EDITAL Nº 01 / 2015 PARA ISENÇÃO DA QUOTA MENSAL ESCOLAR PARA ALUNOS CARENTES O Comandante e Diretor de Ensino

Leia mais

SAÚDE CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL

SAÚDE CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL 1PLANOS DE SAÚDE CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL CARTA DE SERVIÇOS A Carta de Serviços é uma ferramenta de gestão criada pelo Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização GesPública.

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº010/UNIR/PROPLAN/2014 DE 02 DE JUNHO DE 2014.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº010/UNIR/PROPLAN/2014 DE 02 DE JUNHO DE 2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº010/UNIR/PROPLAN/2014 DE 02 DE JUNHO DE 2014. Regulamenta o processo de solicitação, autorização, concessão e prestação de contas de diárias e passagens no âmbito da Fundação Universidade

Leia mais

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP. Operacionalização - Solicitação de Viagem

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP. Operacionalização - Solicitação de Viagem Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP FAQ Perguntas e Respostas Freqüentes Operacionalização - Solicitação de Viagem 1 - Quais as exigências legais para cadastramento de uma solicitação de

Leia mais

Separata ao Boletim do Exército

Separata ao Boletim do Exército Separata ao Boletim do Exército MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA-GERAL DO EXÉRCITO SEPARATA AO BE Nº 51/2013 DEPARTAMENTO-GERAL DO PESSOAL PORTARIA Nº 290-DGP, 9 DE DEZEMBRO DE 2013.

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31389 de 31/03/2009

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31389 de 31/03/2009 DIÁRIO OFICIAL Nº. 31389 de 31/03/2009 GABINETE DA GOVERNADORA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº_03 /2009. O Defensor Público Geral do Estado do Pará, no uso de atribuições previstas

Leia mais

Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Logística e Serviços Gerais LEGISLAÇÃO

Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Logística e Serviços Gerais LEGISLAÇÃO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Logística e Serviços Gerais LEGISLAÇÃO 1 Concessão de Diárias e Passagens O servidor que, a serviço, afastar-se da sede em caráter eventual

Leia mais

Manual de Orientações para bolsistas uruguaios

Manual de Orientações para bolsistas uruguaios Coordenação Geral de Programas- CGPR Manual de Orientações para bolsistas uruguaios Programa CAPES/UDELAR BRASIL-URUGUAI Todas as informações aqui descritas devem ser interpretadas em consonância com as

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS ACEITOS PARA FINS COMPROBATÓRIOS I. DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO UM)

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS ACEITOS PARA FINS COMPROBATÓRIOS I. DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO UM) PARA ALUNOS EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIOECONÔMICA No ato da apresentação dos documentos comprobatórios obrigatórios deverão ser apresentados os originais e cópias dos mesmos OU cópias autenticadas

Leia mais

EXAME DE PAGAMENTO DE PESSOAL

EXAME DE PAGAMENTO DE PESSOAL OBJETIVO APRESENTAR DE FORMA RESUMIDA ALGUNS PROCEDIMENTOS PARA: 1. PAGAMENTO DA ATIVA 2. EXAME DE PAGAMENTO DA ATIVA 3. PRINCIPAIS FALHAS 4. SUGESTÕES SUMÁRIO I. INTRODUÇÃO II. DESENVOLVIMENTO 1. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.169, DE 23 DE AGOSTO DE 2011

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.169, DE 23 DE AGOSTO DE 2011 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.169, DE 23 DE AGOSTO DE 2011 Disciplina o afastamento de servidores docentes e técnico-administrativos

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE GOIÁS TERMO DE REFERÊNCIA

ESTADO DE GOIÁS DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE GOIÁS TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM SERVIÇOS DE FORNECIMENTO DE PASSAGENS AÉREAS, NACIONAIS E INTERNACIONAIS, TRASLADOS, RESERVAS, HOSPEDEGENS E ALIMENTAÇÃO EM HÓTEIS, PARA

Leia mais

DECISÃO COREN-SP/DIR/02/2011 Homologada através da Decisão COFEN nº 0215/2011, de 09/11//2011.

DECISÃO COREN-SP/DIR/02/2011 Homologada através da Decisão COFEN nº 0215/2011, de 09/11//2011. DECISÃO COREN-SP/DIR/02/2011 Homologada através da Decisão COFEN nº 0215/2011, de 09/11//2011. Regulamenta o pagamento de diárias e o fornecimento de passagens para conselheiros, empregados públicos e

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA CAIXA DE FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO DA AERONÁUTICA GABINETE ADMINISTRATIVO DATAS NS Nº 038G/DE/2014 10/09/2014 10/09/2014 GERAL

COMANDO DA AERONÁUTICA CAIXA DE FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO DA AERONÁUTICA GABINETE ADMINISTRATIVO DATAS NS Nº 038G/DE/2014 10/09/2014 10/09/2014 GERAL COMANDO DA AERONÁUTICA CAIXA DE FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO DA AERONÁUTICA GABINETE ADMINISTRATIVO DATAS EMISSÃO EFETIVAÇÃO DISTRIBUIÇÃO NS Nº 038G/DE/2014 10/09/2014 10/09/2014 GERAL ASSUNTO ANEXOS 1 DISPOSIÇÕES

Leia mais

Informações sobre afastamento para qualificação e licença para capacitação

Informações sobre afastamento para qualificação e licença para capacitação Informações sobre afastamento para qualificação e licença para capacitação O que é capacitação? A Política Nacional de Desenvolvimento de Pessoal assim define capacitação: Processo permanente e deliberado

Leia mais

DEPARTAMENTO DE REGISTROS E TRANSFERÊNCIAS Manual de Procedimentos - Temporada 2015

DEPARTAMENTO DE REGISTROS E TRANSFERÊNCIAS Manual de Procedimentos - Temporada 2015 MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO DEPARTAMENTO DE REGISTROS E TRANSFERÊNCIAS FEDERAÇÃO PARANAENSE DE FUTEBOL 2015 O procedimento para o protocolo do pedido de registro de atleta seguirá a seguinte tramitação:

Leia mais

Procedimento Administrativo de Incentivo à Participação em Eventos e Cursos para Capacitação dos Servidores do IFG 2013

Procedimento Administrativo de Incentivo à Participação em Eventos e Cursos para Capacitação dos Servidores do IFG 2013 Procedimento Administrativo de Incentivo à Participação em Eventos e Cursos para Capacitação dos Servidores do IFG 2013 O Programa Institucional de Incentivo à Participação em Eventos e Cursos para Capacitação

Leia mais

NOVO DECRETO DE DIÁRIAS DE VIAGEM. Decreto nº. 45.618, de 09 de junho de 2011

NOVO DECRETO DE DIÁRIAS DE VIAGEM. Decreto nº. 45.618, de 09 de junho de 2011 NOVO DECRETO DE DIÁRIAS DE VIAGEM Decreto nº. 45.618, de 09 de junho de 2011 Belo Horizonte, agosto de 2011 Agenda Diretrizes da Alteração Organização da Norma Alterações Principais Outras Alterações O

Leia mais

INDENIZAÇÃO DE VIATURAS CIVIS

INDENIZAÇÃO DE VIATURAS CIVIS INDENIZAÇÃO DE VIATURAS CIVIS LEGISLAÇÃO DE REFERÊNCIA: - IG 10-44 Instruções Gerais para Indenização de Danos Causados a Terceiros por Viaturas Pertencentes ao Exército; - Mensagem SIAFI 1999/197996,

Leia mais

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio.

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Prezado (a) cliente: Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Procedimentos para envio dos documentos de

Leia mais

DECRETO Nº 596/2009 D E C R E T A

DECRETO Nº 596/2009 D E C R E T A Alterado pelo Decreto nº 1724/11 DECRETO Nº 596/2009 Regulamenta a Lei nº 989/2009, que dispõe sobre a forma de pagamento de despesas de viagens através da liberação de diárias. O PREFEITO MUNICIPAL DE

Leia mais

Processos de Despesas de Exercícios Anteriores Prazo de arquivamento e destruição de documentos

Processos de Despesas de Exercícios Anteriores Prazo de arquivamento e destruição de documentos DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO - DECEx ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO ADMINISTRATIVO - APA Processos de Despesas de Exercícios Anteriores Prazo de arquivamento e destruição de documentos 1)

Leia mais

PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012.

PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012. PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012. Dispõe sobre os procedimentos a serem observados e aplicados no parcelamento/reparcelamento de débitos referente a multas e taxa de vistoria e fiscalização

Leia mais

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE CLÁUDIA CONTROLE INTERNO

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE CLÁUDIA CONTROLE INTERNO 1/5 1) FINALIDADE: 1.1 - Disciplinar os procedimentos para a concessão de diárias e adiantamentos aos Servidores da Prefeitura Municipal de Cláudia - MT; 1.2 - Permitir um melhor controle sobre os gastos

Leia mais

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Versão 1.0 29/09/2015 Alterações em relação à versão anterior Não se aplica Simples Doméstico esocial 1. O que é o SIMPLES Doméstico? Vivemos um momento

Leia mais

1 - DOCUMENTAÇÃO ESPECÍFICA PARA CADA AMPARO:

1 - DOCUMENTAÇÃO ESPECÍFICA PARA CADA AMPARO: MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO D E C Ex - D E P A COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA ANEXO II 1 - DOCUMENTAÇÃO ESPECÍFICA PARA CADA AMPARO: a. MOVIMENTAÇÃO Cópia autenticada do Bol DGP que publicou

Leia mais

DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 16, DE 24/03/2015.

DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 16, DE 24/03/2015. DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 16, DE 24/03/2015. Dispõe sobre diárias e deslocamentos a serviço, no âmbito do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás (CAU/GO) e dá outras providências. O Conselho

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO 2º/2015 Coordenador: Prof. Dr. Antônio Corrêa de Lacerda Vice-Coordenadora: Profa. Dra. Regina Maria d Aquino Fonseca Gadelha Estarão abertas, no período de 01/04/2015 a

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR MPR-002/SGP Revisão 00 Assunto: Aprovada por: AJUDA DE CUSTO Portaria nº 2525, de 19 de novembro de 2012, publicada no Boletim de Pessoal e Serviço BPS, v.7, nº 47, de 23 de

Leia mais

PRINCIPAIS IMPROPRIEDADES ENCONTRADAS NOS PROCESSOS DE GERAÇÃO DE DIREITOS, PAGAMENTO DE PESSOAL E EMPRÉSTIMOS CONSIGNADOS

PRINCIPAIS IMPROPRIEDADES ENCONTRADAS NOS PROCESSOS DE GERAÇÃO DE DIREITOS, PAGAMENTO DE PESSOAL E EMPRÉSTIMOS CONSIGNADOS MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS 11ª INSPETORIA DE CONTABILIDADE E FINANÇAS DO EXÉRCITO PRINCIPAIS IMPROPRIEDADES ENCONTRADAS NOS PROCESSOS DE GERAÇÃO DE DIREITOS,

Leia mais

SIPAC. Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos MÓDULO ATENDIMENTO DE REQUISIÇÕES

SIPAC. Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos MÓDULO ATENDIMENTO DE REQUISIÇÕES SIPAC Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos MÓDULO ATENDIMENTO DE REQUISIÇÕES Responsável pela análise, gerência e operações de alguns tipos de requisições: Diárias Hospedagem Passagem

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES

MANUAL DE ORIENTAÇÕES Coordenação Geral de Programas- CGPR MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA BOLSISTAS BRASILEIROS Programa CAPES/CAFP-BA BRASIL-ARGENTINA PROGRAMA CAPES/CAFP-BA Todas as informações aqui descritas devem ser interpretadas

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO-GERAL DO PESSOAL (Diretoria Geral do Pessoal/1860) DEPARTAMENTO BARÃO DE SURUHY

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO-GERAL DO PESSOAL (Diretoria Geral do Pessoal/1860) DEPARTAMENTO BARÃO DE SURUHY MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO-GERAL DO PESSOAL (Diretoria Geral do Pessoal/1860) DEPARTAMENTO BARÃO DE SURUHY NOTA INFORMATIVA Nº 01/2008 - Asse Esp 1.1 DGP, de 1º de Julho de 2008.

Leia mais

Procedimentos Operacionais do Convênio EXÉRCITO BRASILEIRO. (Código 453)*

Procedimentos Operacionais do Convênio EXÉRCITO BRASILEIRO. (Código 453)* Procedimentos Operacionais do Convênio EXÉRCITO BRASILEIRO (Código 453)* Versão Atualizada: 14/12/2010 Abrangência do Convênio Militares ativos, inativos e pensionistas de militares com vencimentos pagos

Leia mais

DISPÕE SOBRE VIAGEM A SERVIÇO E CONCESSÃO DIÁRIA DE VIAGEM, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS

DISPÕE SOBRE VIAGEM A SERVIÇO E CONCESSÃO DIÁRIA DE VIAGEM, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS RESOLUÇÃO Nº 003/20130 03/2013 DISPÕE SOBRE VIAGEM A SERVIÇO E CONCESSÃO DIÁRIA DE VIAGEM, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS Ricardo Afonso Veloso, Presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE DIÁRIAS, FORMAS DE DESLOCAMENTO E PRESTAÇÃO DE CONTAS

ORIENTAÇÕES SOBRE DIÁRIAS, FORMAS DE DESLOCAMENTO E PRESTAÇÃO DE CONTAS ORIENTAÇÕES SOBRE DIÁRIAS, FORMAS DE DESLOCAMENTO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DIÁRIAS De acordo com a Resolução n. 31/2009-GP, que dispõe sobre a concessão e o valor das diárias a magistrados e servidores. Art.

Leia mais

PORTARIA N 014, DE 30 DE JUNHO DE 1999

PORTARIA N 014, DE 30 DE JUNHO DE 1999 PORTARIA N 014, DE 30 DE JUNHO DE 1999 Aprova as Instruções Reguladoras para Concessão do Auxílio Transporte no âmbito do Exército Brasileiro (IR 70-21). O CHEFE DO DEPARTAMENTO-GERAL DE SERVIÇOS, no uso

Leia mais

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA MIMISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL - ADA PORTARIA NORMATIVA Nº 01, DE 22 DE MARÇO DE 2005. Aprova a Norma de Procedimentos Nº 02, que visa normatizar a Concessão de Diárias e Passagens e Prestação de Contas

Leia mais

Manual Cartão de Pagamento do Governo Federal. Banco do Setor público

Manual Cartão de Pagamento do Governo Federal. Banco do Setor público Manual Cartão de Pagamento do Governo Federal Banco do Setor público 2 Sumário Introdução 04 Cartão de Pagamento do Governo Federal CPGF 04 Passo a Passo 10 Perguntas e Respostas 12 Legislação I Ementa

Leia mais

O SEU PROCESSODE SINISTROS

O SEU PROCESSODE SINISTROS O SEU PROCESSODE SINISTROS O SEU PROCESSO 1. Abertura 1.1. Entre em contato com a seguradora para realizar a abertura do sinistro (portando DOCUMENTO DO VEÍCULO + CNH) ou se preferir ligue para a gente

Leia mais

ATENÇÃO: 1º e 2 CHAMADA E LISTA DE ESPERA PROUNI 1º/2016. Conforme edital do PROUNI, as inscrições ocorrerão da seguinte forma:

ATENÇÃO: 1º e 2 CHAMADA E LISTA DE ESPERA PROUNI 1º/2016. Conforme edital do PROUNI, as inscrições ocorrerão da seguinte forma: ATENÇÃO: 1º e 2 CHAMADA E LISTA DE ESPERA PROUNI 1º/2016. Conforme edital do PROUNI, as inscrições ocorrerão da seguinte forma: As inscrições para as bolsas da 1º e 2º chamada e lista de espera do Prouni

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA EDITAL PROGRAD Nº 79 DE 15 DE SETEMBRO DE 2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA EDITAL PROGRAD Nº 79 DE 15 DE SETEMBRO DE 2014 EDITAL PROGRAD Nº 79 DE 15 DE SETEMBRO DE 2014 CONSIDERANDO as normas estabelecidas pela Resolução COSUEN 013/2014, de 23 de julho de 2014, a Pró-Reitoria de Graduação, no uso de suas atribuições, torna

Leia mais

Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações.

Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações. Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações. Para dar início ao processo de transferência do contrato primeiramente é necessário preencher a

Leia mais

EDITAL N.º 45/2014 CADASTRO DE RESERVA PARA REMOÇÃO A PEDIDO

EDITAL N.º 45/2014 CADASTRO DE RESERVA PARA REMOÇÃO A PEDIDO EDITAL N.º 45/2014 CADASTRO DE RESERVA PARA REMOÇÃO A PEDIDO A REITORA DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, e considerando o que dispõe a alínea

Leia mais

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO 1/8 1) DOS OBJETIVOS: 1.1) Disciplinar e normatizar os procedimentos operacionais na administração de recursos humanos; 1.2) Garantir maior segurança na admissão e exoneração de pessoal; 1.3) Manter atualizado

Leia mais

Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes Perguntas Frequentes 1) Quem passará a receber por meio de conta no BRADESCO e quem deverá providenciar a sua formalização? a. Magistrados, bem como, seus pensionistas e cotistas b. Serventuários ativos

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS SICONV APRENDIZADO QUE GERA RESULTADOS

GESTÃO DE PROJETOS SICONV APRENDIZADO QUE GERA RESULTADOS GESTÃO DE PROJETOS SICONV APRENDIZADO QUE GERA RESULTADOS ABORDAGEM Conceitos relacionados ao tema; Legislação aplicável à execução; Modelo de gestão e processo adotado pela Fundep. O que é o SICONV? CONCEITOS

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 007/2009

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 007/2009 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 007/2009 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROPPG PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO PROPLAN Disciplina no âmbito da UDESC os procedimentos

Leia mais

Versão de outubro de 2015

Versão de outubro de 2015 Versão de outubro de 2015 Revisado em outubro de 2015 São emitidas passagens para os consultores realizarem atividades previstas em seu Termo de Referência, o qual deve prever realização de viagens como

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO - ANEXOS - ANEXO I - PROCEDIMENTOS PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO REQUERIMENTO Art. 1º - A capacitação interna poderá ser proposta pela Reitoria, Pró-Reitorias ou Diretorias

Leia mais