Revista de Fevereiro.indd 1 27/01/ :46:16

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Revista de Fevereiro.indd 1 27/01/2015 17:46:16"

Transcrição

1 Revista de Fevereiro.indd 1 27/01/ :46:16

2 Editorial Neste mês, nossa revista traz como capa o cartaz da Campanha da Fraternidade Um chamado a reflexão das relações interpessoais entre sociedade e igreja. Devemos nos atentar e aprofundar neste assunto tão importante para a vida de comunidade. Na página 5, teremos uma pequena síntese deste tema que nos acompanhara durante toda a quaresma. A bela frase os adultos são mais fortes, mas sua incapacidade de magia, escrita por Walter Benjamin no início do século XX, evidência traços alarmantes da nossa sociedade: nossa incapacidade de vermos para além das coisas ; nosso estar preso ao vazio desértico do mero consumo; nossa redução da vida a um eu sem ponte para o outro e para o transcendente. O mundo comum iluminado pelo verbo, pela religião no anúncio La umanità del figlioulo di Dio (A humanidade do filho de Deus) é o que é esquecido quando, atualmente, a série de fundamentalismos estabelecem o outro como inimigo ou esquecemos do transcendente reduzindo nossa existência ao mundo mercadológico incapaz de ver a felicidade para além dos limites do consumo. Eis nosso desafio enquanto cristãos, enquanto pessoas que devem ter como práxis estabelecer este comum, cujo amálgama é a fé. Este comum (família, associações, religião) só existe através do diálogo, da palavra, portanto. Eis a religião, como a maior das práticas contra o desamparo e as divisões violentas geradas na atualidade marcada pela intolerância. É só com fé que este comum passa a ser uma experiência de amizade, um universus, no qual a companhia do outro nos faz experimentar o simples da brincadeira de criança, ou, o estar com Deus enquanto humanidade. É somente nesta comunidade, neste acolhimento entre amigos marcado pela fé é que vivemos, de fato, a liberdade e a compaixão, pois nele me fortaleço e não negligencio o sofrimento alheio. Os amigos se apoiam e se possibilitam oportunidades de se mostrarem como são. É neste partilhar que a vida é mais forte que a solidão e a desesperança. Boa leitura! Eliandra Pita Pastoral da Comunicação PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA Praça Hélio Zanini, s/n - Bairro São João CEP Sertãozinho/SP Fone: (16) SECRETARIA PAROQUIAL De terça a sexta-feira: 9h às 12h e das 14h às 18h Sábados: 8h às 12h MISSAS Horários de Missas Dominicais: Sábado: 18h Missa na Comunidade Santo Antonio/ Vila Garcia 19h30min Missa na Matriz São João Batista Domingo: 8h Missa na Capela São José/ COHAB II 9h30min Missa na Matriz São João Batista 19h Missa na Matriz São João Batista Horários de Missas semanais: Terça-feira: 19h30min Matriz São João Batista 19h30min Missas nos Setores Quarta-feira: 19h30min Missas nas Comunidades Rurais Quinta-feira: 19h30min Comunidade São José Sexta-feira: 16h Terço e Missa da Misericórdia na Matriz São João Batista 19h Missa na Comunidade Santa Teresinha Missas nos setores urbanos: 1ª Terça-feira do mês Missa no Setor São Benedito / Santa Madalena de Canossa 4ª Terça-feira do mês Missa no Setor São Miguel Arcanjo 5ª Terça-feira do mês: Missa Pedregal I 4ª Quarta-feira do mês Missa no Setor Madre Tereza de Calcutá e Santa Josefina Bakita Missas nos setores rurais: 1ª Quarta-feira do mês: Missa na Usina São Francisco de Assis 2ª Quarta-feira do mês: Missa na Capela São José (Fazenda Experimental) 3ª Quarta-feira do mês: Missa na Capela N. Sra. Aparecida (Água Vermelha) BATIZADOS Batizados no segundo e quarto domingo do mês CONFISSÕES Quinta-feira: 14h30min às 17h30min ATENDIMENTO AOS DOENTES E BÊNÇÃO ÀS RESIDÊNCIAS Quinta-feira: Período da manhã, com agendamento antecipado na Secretaria Paroquial EXPEDIENTE DIRETOR GERAL E ESPIRITUAL Pe. Ivonei Adriani Burtia Pároco JORNALISTA RESPONSÁVEL Adriana Fagundes Mtb REVISÃO Cléa Borges dos Santos ELABORAÇÃO E PROJETO GRÁFICO Eliandra Pita Guilherme T. Menezes FOTO Cleide Biagi Guilherme T. Menezes Natalia Agapito SITE José Henrique doamaral ENTREVISTA Vinicius Alves COLABORAÇÃO Adailton Gomes Ademar de Souza Eduardo Adenir Cândida Malaquias Carlos Roberto Gardenghi Cléa Borges dos Santos Cristina Guidugli Dr. Sergio F. Pacca Érica Magro Pires Eveline Belini Costa Silva Giovanna Camargo Raíssa Gabriela Cerukovic Idelma Lobato Juliano Mantovani Lucia Pita Marcos Guidugli Maria Aparecida C. Andrade Pascom Arquidiocesana PUBLICIDADE E DISTRIBUIÇÃO Cristina e Marta Ricco Vanda Lúcia Lovato 2 Revista de Fevereiro.indd 2 27/01/ :46:18

3 Mensagem do Pároco Caríssimos Paroquianos (as) e leitores (as) da Revista Parare Vias Domini. Eu vim para servir (Mc 10,45) No curso do ano litúrgico da Igreja Católica, estamos começando o tempo da quaresma, em preparação para a Páscoa. Quarenta dias de intensa preparação para celebrarmos com toda a dignidade o mistério pascal. A Igreja Católica do Brasil celebra junto com a quaresma a Campanha da Fraternidade. Uma particularidade de nossa Igreja Católica, aqui em nosso país! A cada ano, somos levados a refletir sobre um tema pertinente à realidade brasileira. Esse ano tem como tema: Fraternidade: Igreja e Sociedade e o lema: Eu vim para servir (Mc 10,45). Talvez para muita gente é mais um tempo quaresmal e, também, mais uma Campanha da Fraternidade, que não levará a lugar algum. Mas, para nós, católicos conscientes, são momentos fortes de conscientização da população sobre a realidade que vivemos na atual conjuntura econômica, política e social. A Igreja Católica é uma das poucas instituições que tem acompanhado a realidade do povo brasileiro e tem dado suas contribuições. Pois, é uma instituição sólida e formadora de opinião. Não podemos viver desencarnados da realidade que cada um de nós vive. A fé sem obra é morta. Portanto, o tema da Campanha é frutífero para despertar ações concretas na sociedade, sempre à luz da Palavra de Deus, através do diálogo e colaboração de todos os cidadãos de boa vontade. O Concílio Ecumênico Vaticano II, recordou que a Igreja é Reino de Deus, Povo de Deus. Para cumprir a vontade do Pai, Cristo inaugurou na terra o Reino dos Céus, revelou-nos Seu Ministério e, por Sua obediência, realizou a redenção. O Reino de Deus, já presente em ministério pelo poder de Deus, cresce visivelmente no mundo. O Senhor Jesus iniciou a Sua Igreja pregando a Boa Nova, isto é, o advento do Reino de Deus.... A Igreja, as comunidades de fé e os cristãos são ativos na sociedade e eles, pelo diálogo e pela caridade, cuidam das pessoas que são excluídas da sociedade. Ao mesmo tempo, participam ativamente das discussões e proposições que visam o bem de todos. Como nos diz o Papa Francisco: Prefiro uma Igreja acidentada, finda e enlameada por ter saído pelas estradas, a uma Igreja enferma pelo fechamento e comodidade de se agarrar às próprias seguranças.... A Campanha da Fraternidade deste ano será uma oportunidade de retomarmos os ensinamentos do Concílio Vaticano II; ensinamentos que nos levam a ser uma Igreja atuante, participativa, consoladora, misericordiosa, samaritana. Sabemos que todas as pessoas que formam a sociedade são filhos e filhas de Deus. Por isso, os cristãos trabalham para que as estruturas, as normas, a organização da sociedade estejam a serviço de todos. Na sociedade, a Igreja, as comunidades, desejam seguir a Jesus. Vim para servir e dar a vida em resgate por muitos (Mc 10,45). (cf texto-base CNBB páginas 3 a 38). Enfim, o Papa Francisco tem dado para todos nós, cristãos católicos, exemplo de proximidade com as pessoas. Na realidade em que se encontram, tem também, através de suas catequeses, despertado a consciência de todos para uma ação mais eficaz no meio do mundo, a partir do nosso testemunho de comunhão e fraternidade. Estejamos nós, também, embuidos do espírito quaresmal, protagonistas de uma nova sociedade, onde o mais importante não é o ter, mas o ser, valorizando a dignidade da pessoa humana. Só assim poderemos celebrar a Páscoa de Jesus Cristo como momento de ressurreição de vida nova que nasce na manhã de domingo. A exemplo de Jesus Cristo e na força de Sua Palavra, caminhemos com coragem, mostrando para os homens que a vida vence a morte e todo o tipo de opressão e ganância que vem tolhendo a liberdade da pessoa humana. Com carinho e amizade, minha benção sacerdotal. Padre Ivonei Adriani Burtia. Pároco 3 Revista de Fevereiro.indd 3 27/01/ :46:21

4 Mensagem do Arcebispo Campanha da Fraternidade 2015 Neste mês de fevereiro, no dia 18, terá início o tempo quaresmal e também a Campanha da Fraternidade (CF) O tema desta CF é Fraternidade: Igreja e Sociedade e o lema: Eu vim para servir (cf. Mc 10,45). Sabemos que a Campanha da Fraternidade visa despertar e alimentar o espírito comunitário e a verdadeira solidariedade na busca do bem comum. A Campanha da Fraternidade 2015 tem como objetivo geral: Aprofundar, à luz do Evangelho, o diálogo e a colaboração entre a Igreja e a sociedade, propostos pelo Concílio Ecumênico Vaticano II, como serviço ao povo brasileiro, para a edificação do Reino de Deus (Texto-base [TB], 13). Este objetivo geral desdobra-se em seis objetivos específicos (idem). O Texto-Base (TB), que é a grande orientação da CF, constituise essencialmente de três partes. Na primeira parte, o TB aborda um breve histórico das relações Igreja e sociedade no Brasil e como a Igreja foi respondendo aos desafios. Em seguida, analisa a sociedade brasileira atual e seus desafios, tais como: a demografia; a urbanização e algumas dificuldades; a questão das políticas públicas com objetivos econômicos e sociais; a violência na sociedade brasileira. O TB destaca também o serviço da Igreja à sociedade brasileira, lembrando a assistência aos mais necessitados, a atuação das pastorais sociais. O TB aborda, ainda nesta primeira parte, a questão das convergências e divergências na relação Igreja-Sociedade, tratando do pluralismo na sociedade brasileira, da reforma política e a participação popular, das redes de comunicação, do laicismo e a laicidade, da cultura do descartável, dos sinais dos novos tempos, da esperança diante dos desafios (TB, ). Na segunda parte, o TB aborda a relação Igreja-sociedade à luz da Palavra de Deus, partindo da caminhada do povo de Israel, passando pelo tempo de Jesus e sua lógica do serviço: Jesus não se apresentou como quem queria prestígio, mas como servidor [...] usou sua autoridade para servir [...] Para assumir a missão de Jesus, o discípulo precisa estar tomado pelo espírito de serviço (TB, 130, 133, 137). Esta segunda parte trata também da Igreja nascente a serviço de uma sociedade reconciliada e apresenta uma mensagem de esperança e vitória, a partir do livro do Apocalipse, que mostra o final feliz da história humana, o projeto de Deus realizado (cf. TB, 147). Nesta parte, trata-se também da relação Igreja-sociedade à luz do magistério da Igreja, lembrando, a partir do Concílio Vaticano II, que a Igreja é também a comunidade dos seguidores de Jesus a serviço da sociedade. As relações da Igreja com a sociedade humana em geral são inerentes à sua própria natureza. Ela é comunidade de homens e mulheres seguidores e seguidoras de Jesus Cristo, constituída por Ele com a missão de anunciar e testemunhar o Evangelho da salvação a toda a criatura (cf. Mc 16,15). Nesta compreensão, os padres do Concílio mostraram que a Igreja em sua missão deve dirigirse a todas as pessoas (TB, 153). Também se destaca aqui a opção pelo ser humano e preferencialmente pelos pobres: O Concílio indicou a necessidade de aproximar a Igreja dos pobres... (TB, 163). O Papa Francisco propôs no início de seu pontificado o empenho por uma Igreja pobre para os pobres... (TB, 167). Esta parte termina com a apresentação da relação Igreja-sociedade à luz da Doutrina Social da Igreja, destacando a pessoa humana, a família, o bem comum, a participação na promoção da justiça social, a relação entre Igreja e Estado, e a reforma do Estado com a participação democrática. A terceira parte começa dizendo: Na Constituição pastoral Gaudium et Spes, a Igreja expressou de modo claro a relação que existe entre a missão que lhe é própria e a responsabilidade que ela tem de colaborar com a sociedade. Consciente disso, ela atua em favor de tudo o que eleva a dignidade humana, consolida a coesão social e confere sentido mais profundo à atividade humana... (TB, 220). Portanto, esta terceira parte apresenta as ações que podemos realizar nesta Campanha da Fraternidade Primeiramente, esta parte lembra que a dignidade da pessoa humana, o bem comum e a justiça social são os critérios pelos quais a Igreja discerne a oportunidade e o estilo de seu diálogo e de sua colaboração com a sociedade (cf. TB, 226). Em seguida o TB apresenta o serviço da Igreja à Sociedade (TB, ); para cada item, oferece sugestões para ações concretas. Esta parte termina, chamando a atenção para o gesto concreto, ou seja, a Coleta da Solidariedade, no Domingo de Ramos, a ser realizada em 29 de março. É o fruto de nossa penitência quaresmal que vamos colocar nesta coleta. Vivamos intensamente o tempo quaresmal e avancemos em nossa conversão pessoal e comunitária concretizando os apelos da Campanha da Fraternidade Dom Moacir Silva Arcebispo Metropolitano 4 Revista de Fevereiro.indd 4 27/01/ :46:22

5 Capa Vem aí a Campanha da Fraternidade 2015 Com o tema Fraternidade: Igreja e Sociedade e lema Eu vim para servir (cf. Mc 10, 45), a Campanha da Fraternidade (CF) 2015 buscará recordar a vocação e missão de todo o cristão e das comunidades de fé, a partir do diálogo e colaboração entre Igreja e Sociedade, propostos pelo Concílio Ecumênico Vaticano II. O texto base utilizado para auxiliar nas atividades da CF 2015 já está disponível nas Edições CNBB. O documento reflete a dimensão da vida em sociedade que se baseia na convivência coletiva, com leis e normas de condutas, organizada por critérios e, principalmente, com entidades que cuidam do bem-estar daqueles que convivem. Na apresentação do texto, o bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Ulrich Steiner, explica que a Campanha da Fraternidade 2015 convida a refletir, meditar e rezar a relação entre Igreja e sociedade. Será uma oportunidade de retomarmos os ensinamentos do Concílio Vaticano II. Ensinamentos que nos levam a ser uma Igreja atuante, participativa, consoladora, misericordiosa, samaritana. Sabemos que todas as pessoas que formam a sociedade são filhos e filhas de Deus. Por isso, os cristãos trabalham para que as estruturas, as normas, a organização da sociedade estejam a serviço de todos, comenta dom Leonardo. O texto base está organizado em quatro partes. No primeiro (...) a Campanha da Fraternidade (CF) 2015 buscará recordar a vocação e missão de todo o cristão e das comunidades de fé, a partir do diálogo e colaboração entre Igreja e Sociedade, propostos pelo Concílio Ecumênico Vaticano II. capítulo são apresentadas reflexões sobre Histórico das relações Igreja e Sociedade no Brasil, A sociedade brasileira atual e seus desafios, O serviço da Igreja à sociedade brasileira e Igreja Sociedade: convergência e divergências. Na segunda parte é aprofundada a relação Igreja e Sociedade à luz da palavra de Deus, à luz do magistério da Igreja e à luz da doutrina social. Já o terceiro capítulo debate uma visão social a partir do serviço, diálogo e cooperação entre Igreja e sociedade, além de refletir sobre Dignidade humana, bem comum e justiça social e O serviço da Igreja à sociedade. Nesta parte, o texto aponta sugestões pastorais para a vivência da Campanha da Fraternidade nas dioceses, paróquias e comunidades. O último capítulo do texto base apresenta os resultados da CF 2014, os projetos atendidos por região, prestação de contas do Fundo Nacional de Solidariedade de 2013 (FNS) e as contribuições enviadas pelas dioceses, além de histórico das últimas Campanhas e temas discutidos nos anos anteriores. A Campanha da Fraternidade 2015 terá início na quarta-feira de cinzas, e durante toda a quaresma teremos momentos de reflexão e aprofundamento em nossa Paróquia. Fonte:www.cnbb.org.br Ademar de Souza Eduardo Equipe Permanente da CF Oração Campanha da Fraternidade 2015 Ó Pai, alegria e esperança de vosso povo, vós conduzis a Igreja, servidora da vida, nos caminhos da história. A exemplo de Jesus Cristo e ouvindo sua palavra que chama à conversão, seja vossa Igreja testemunha viva de fraternidade e de liberdade, de justiça e de paz. Enviai o vosso Espírito da Verdade para que a sociedade se abraà aurora de um mundo justo e solidário, sinal do Reino que há de vir. Por Cristo Senhor nosso. Amém! 5 Revista de Fevereiro.indd 5 27/01/ :46:24

6 Liturgia Apresentação do Senhor 02 de Fevereiro Essa data lembra o cumprimento, por Maria e José, de um preceito hebraico. Quarenta dias após dar à luz, a mãe deveria passar por um ritual de "purificação" e apresentar o filho ao Senhor, no templo. Desde o século IV essa festa era chamada de "Purificação de Maria". Com a reforma litúrgica de 1960, passou-se a valorizar o sentido da "apresentação", oferta de Jesus ao Pai, para que seu destino se cumprisse, marcando em consequência a aceitação por parte de Maria do que Deus preparara para o fruto de sua gestação. A data passou a ser lembrada então como a da "Apresentação do Senhor". No templo, a família foi recebida pelo profeta Simeão e pela profetiza Ana, num encontro descrito por São Lucas no seu evangelho, da seguinte maneira: "Assim que se completaram os dias da purificação conforme a Lei de Moisés, levaram o Menino a Jerusalém para apresentá-lo ao Senhor, segundo está escrito na Lei, que "todo varão primogênito será consagrado ao Senhor" e, para oferecerem em sacrifício, um par de rolas ou dois pombinhos. Havia em Jerusalém um homem justo chamado Simeão, muito piedoso, que esperava a consolação de Israel, e o Espírito Santo estava nele. Pelo Espírito Santo foi-lhe revelado que não veria a morte antes de ver o Cristo do Senhor. Simeão os abençoou e disse a Maria, sua Mãe: "Este Menino será um sinal de contradição, para ruína e salvação de muitos em Israel; e uma espada atravessará a tua alma para que se descubram os pensamentos de muitos corações". (Lc 2,22-35). Ambos, Simeão e Ana, reconheceram em Jesus o esperado Messias e profetizaram o sofrimento e a glória que viriam para Ele e a família. Marcos Guidugli Pastoral do Batismo Quarta-feira de Cinzas 18 de Fevereiro A quarta-feira de cinzas agradável jejum: a prática do perdão, assinala o início da quaresma. É o da justiça e da caridade. Em resumo, período litúrgico de preparação para a retomar os compromissos assumidos celebração anual do Mistério Pascal. no batismo. No centro desta celebração A quaresma caracteriza- litúrgica, há um gesto simbólico, a se como tempo de imposição das cinzas A quarta-feira de penitência e renovação. (feito com ramos bentos cinzas assinala o É tempo de nos do ano anterior) explicado convertermos ao projeto início da quaresma. pelas palavras que o É o período litúrgico de Deus, ouvindo e lembrade preparação para a acompanham acolhendo sua palavra celebração anual do te que és pó e ao pó hás sempre viva e eficaz. de voltar. A cinza quer Mistério Pascal. Dedicando mais tempo demonstrar justamente à oração, assim vamos fortalecendo isto: viemos do pó e ao pó vamos as razões de nossa esperança e voltar. assumindo o verdadeiro e mais A segunda fórmula prevista pelo rito: convertei-vos e crede no Evangelho, sublinha a condição indispensável para percorrer o caminho da vida cristã. Portanto, não hesitemos em reencontrar a amizade de Deus perdida pelo pecado. Deixemo-nos embalar pelo Espiríto Santo, abrir-nos para mudanças de atitudes em nossa vida, para que possamos celebrar dignamente a Páscoa do Senhor Jesus. Idelma Lobato Comunidade São José 6 Revista de Fevereiro.indd 6 27/01/ :46:26

7 Santos do Mês São Brás 3 de fevereiro São Brás nasceu na Armênia, foi médico e depois bispo de Sebaste. Viveu num tempo em que a Igreja foi duramente perseguida pelo imperador do Oriente, Licínio, que era cunhado do imperador do Ocidente, Constantino. Por motivos políticos e por ódio, Licínio começou a perseguir os cristãos, porque sabia que Constantino era a favor do Cristianismo. O prefeito de Sebaste, querendo agradar ao imperador, por saber da fama de santidade do bispo Brás, enviou os soldados para o Monte Argeu, lugar que ele residia. São Brás foi preso e sofreu Santa Josefina Bakhita 8 de fevereiro Muitas vezes, as vias de Deus são incompreensíveis aos olhos humanos. Mas Ele sabe como conduzir as almas e os acontecimentos para realizar Seu plano de amor e salvação. E neste plano se encontrava Bakhita, que em meio aos sofrimentos e a uma memória toda marcada pela dor e pelos medos, ela foi visitada pelo amor de Deus. Nascida no Sudão, região de Darfur, Bakhita não foi o nome que recebera dos pais. Este nome que significa afortunada lhe fora imposto por raptores que, aos nove anos de idade, arrancaram-lhe do seio de sua família para ser vendida como escrava. Espancada barbaramente e vendida cinco vezes nos mercados do Sudão. Por último, acabou escrava ao serviço da esposa de um general turco, mulher terrivelmente má, marcava suas escravas. Bakhita recebeu no peito, no ventre e nos braços 114 cortes de navalhas que eram esfregadas com sal para que as marcas ficassem bem abertas. Em 1882, foi comprada por um comerciante italiano, o cônsul Callisto Legnani. Quando o sr. Calisto é obrigado a retornar à Itália, viaja em companhia do amigo Sr. Augusto Michieli, a quem o cônsul o presenteia com a jovem africana. Na Italia, Bakhita se torna babá de Mimina, muitas chantagens para que renunciasse à fé. Mas por amor a Cristo e à Igreja, preferiu renunciar à própria vida. Em 316, foi degolado. Sua festa é celebrada no dia 3 de fevereiro. Conta a história que, ao se dirigir para o martírio, uma mãe apresentoulhe uma criança de colo que estava morrendo engasgada por causa de uma espinha de peixe na garganta. Ele parou, olhou para o céu, orou e Nosso Senhor curou aquela criança. São Brás é venerado no Oriente e Ocidente com a mesma intensidade ao longo de séculos e, até hoje, mães filhinha do casal Michieli. Os patrões não eram praticantes de religião, mas Deus colocou no caminho de Bakhita o administrador dos Michieli, Sr Iluminato Chechini, homem religioso que, ao dar um crucifixo a Bakhita, ele disse em seu coração: Jesus, eu a confio a Ti. Quando os Michieli tiveram que voltar para África, por motivos de negócios, Bakhita e pequena Mimina ficaram aos cuidados das irmãs canossianas, em Veneza, isto graças ao sr. Iluminati. Bakhita iniciou sua catequese no Instituto das Irmãs e ao final de nove meses quando a sra Maria Turina volta para buscar sua filhinha Mimina e aquela que considerava sua escrava para voltarem para África, Bakhita, já toda apaixonada por Jesus e prestes a receber os sacramentos, recusa-se a voltar a voltar para a África. Sentia em seu coração um desejo inexplicável de abraçar a fé e vivê-la para sempre. No dia 9 janeiro de 1890, Bakhita é batizada, crismada e recebe a 1º comunhão das mãos do Cardeal Agostine, e pelo batismo recebe o nome de Josefina Margarida Bakhita. Num sublime desejo de ser tornar religiosa, uma irmã Canossiana, Josefina Bakhita foi aceita na congregação das Filhas da caridade Canossiana e, depois aflitas recorrem à sua intercessão quando um filho se engasga ou apresenta problemas de garganta. A bênção de São Brás é procurada principalmente por quem tem problemas nesta parte do corpo, e é ministrada em muitas igrejas do mundo cristão. A benção é feita com duas velas, que são abençoadas, e comprimidas de encontro a garganta, ligeiramente abertas. As velas são usadas porque a mãe do menino, curado por São Braz, levou para ele velas na prisão. Cristina Guidugli de três anos de noviciado, no dia 8 de dezembro de 1896 pronunciou os votos de castidade, pobreza e obediência. Após os votos, foi transferida para a cidade de Schio, em outra obra da congregação. Sua vida foi um constante ato de amor a Deus, um dar-se aos outros, sem restrições, nem reservas. Ora encarregada de funções humildes, como a cozinha ou à portaria, ora enviada em missão através da Itália, a santa sudanesa aceitava com verdadeira alegria tudo quanto lhe ordenavam, conquistando a simpatia daqueles que a rodeavam, sem se cansar de dizer: "Sede bons, amai o Senhor, rezai por aqueles que não O conhecem". Purificada no sofrimento, Santa Bakhita é um exemplo da esperança cristã, da esperança transformadora, da esperança que contra tudo espera e aguarda nosso "destino para coisas melhores". É a verdadeira esperança de quem é amado e jamais esquecido, de quem sabe que há um Pai Altíssimo que cuida de todos nós. Santa Josefina Bakhita está entre os santos cujo corpo não sofreram corrupção após a morte. Adenir Cândida Malaquias (Nika) Grupo de Evangelização 7 Revista de Fevereiro.indd 7 27/01/ :46:27

8 Pastorais e Movimentos Confirmados na fé Caríssimos leitores (as), Chegamos a mais um momento crismal em nossa Paróquia, quando renovaremos o nosso compromisso de fé, esperança e caridade com o Espírito que se difundirá sobre nós. O fato de Jesus Cristo ter nascido e ter sido educado em um ambiente marcado pelos relacionamentos familiares deverá nos ajudar a continuar valorizando nossa família como lugar de promoção do verdadeiro sentido da vida, onde, acontece o A Crisma expressa a ação do Espírito Santo. Através dela, o crismando é chamado por Deus para assumir a mesma missão de Jesus. processo de amadurecimento da fé em Jesus Cristo. Não podemos falar da Crisma como um sacramento que doa o Espírito Santo ou que faz tornar o cristão adulto, tal realidade, já está expressa no Batismo. A Crisma e o Batismo estão profundamente unidos como Sacramento Pascal que realiza um único evento de participação no mistério da morte e ressurreição de Cristo; e da unção no Espírito Santo. O Batismo tem sua raiz no evento pascal. A Crisma expressa a ação do Espírito Santo. Através dela, o crismando é chamado por Deus para assumir a mesma missão de Jesus. Mediante esse sacramento, somos enviados a continuar a missão de Jesus pelo mundo. Portanto, durante a preparação da Crisma, o itinerário foi percorrido, partilhado e, também, aprofundado em casa junto de seus familiares. E, assim, nós da Pastoral da Crisma com os crismandos e seus familiares contamos com a oração de toda a comunidade para o nosso sacramento. Maria Aparecida C. Andrade Catequese de Crisma Celebração da Crisma 08 de fevereiro de 2015, as 19h. Paróquia São João Batista Retiro de Carnaval 2015 É com muita alegria que a Renovação Carismática Católica de Sertãozinho vem convidar a todos para participar do Retiro de Carnaval, principalmente você que deseja fazer um carnaval diferente, cheio de espiritualidade, bebendo da água viva que vem da fonte que é o próprio Espírito Santo. Teremos momentos de pregações, orações, adoração ao santíssimo sacramento, santa missa, músicas e muito mais na companhia do Senhor Jesus. O retiro iniciará às 20h do dia 14/02 (sábado), nos dias 15 e 16/02 das 8h às 20h, e no dia 17/02 das 8h às 12h, encerrando com o almoço. Este ano o retiro será na Escola CAIC, no bairro Campo Belo. Maiores informações nos grupos de oração de nossa Forania. Esperamos por você! Eveline Belini Costa Silva Juliano Mantovani RCC 8 Revista de Fevereiro.indd 8 27/01/ :46:28

9 Campanha da Fraternidade 2015 Este ano (2015) a Igreja Católica do Brasil nos apresenta a Campanha da Fraternidade (CF) por meio da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), com o tema: Fraternidade: Igreja e Sociedade e lema Eu vim para servir (cf. Mc 10, 45). O cartaz da CF 2015 retrata o Papa Francisco lavando os pés na Quinta feira Santa de A Igreja atualiza o gesto de Jesus Cristo ao lavar os pés de seus discípulos. O lava pés é expressão de amor capaz de levar a pessoa a entregar sua vida pelo outro. É com este amor que todo ser humano é amado por Deus em Jesus Cristo. Ao entregar-se à morte de cruz e ressuscitar, como celebramos na Páscoa. Jesus leva em plenitude o Eu vim para servir (cf. Mc 10,45). A Igreja Católica, através de suas comunidades, participa das alegrias e tristezas do povo brasileiro. O Concílio Vaticano II veio iluminar a missão da Igreja que é evangelizar. Evangelizar pelo testemunho dialogando com as pessoas e a sociedade. No diálogo a Igreja (as comunidades), está a serviço de todas as pessoas. Ao servir ela participa da construção de uma sociedade justa, fraterna, solidária e de paz. No serviço ela edifica o Reino de Deus. ATIVIDADES Pinte o Cartaz ao lado e procure as palavras destacadas no texto abaixo: 9 Revista de Fevereiro.indd 9 27/01/ :46:30

10 Aniversariante Dizimista do Mês Ó Deus, pelo exercício do jejum, da caridade, da penitência e da oração, dai-nos a graça de deixarmos ser tocados e termos um coração dilatado para o amor. Que nesse período de retiro e reflexão possamos pela graça e misericórdia de Deus preparar o nosso espírito para acolher o Cristo Vivo, Ressuscitado no Domingo de Páscoa e renascer como Ele. Sua solidariedade é parte essencial para que nossa Igreja possa cumprir com a missão que Jesus Cristo nos confiou. Feliz aniversário e que as bênçãos de Deus se derramem sobre vocês. Fevereiro Luiz Tamião 01/02 Luso José Blanco 01/02 Mateus Henrique Luz 01/02 Lívia Camille Rodrigues 02/02 Antônio Molesin Filho 03/02 Aparecida Donizette N. Moraes 04/02 Clayton Jafé do Carmo 04/02 Irani Ferezin 04/02 José Valdir Ferezin 04/02 Lindolfo Furtado 04/02 Marcela Iara Chagas 04/02 Paula Floriana da Silva 06/02 Valéria Alberani Soares 06/02 Encarnação Domenici 07/02 João Carlos Ferné 07/02 Cristina Helena Pitta Guidugli 08/02 Eni Rodrigues Dias Alvez 08/02 José Guilherme Georgete 08/02 Camila Aparecida Guidugli 09/02 Roberto Tofani 09/02 Rosângela Alberani Camargo 10/02 Guiomar Tamião Cheli 11/02 Maria da Conceição de Oliveira 11/02 Patricia Kelli de A. Botelho 11/02 Reis Amaral Silva 11/02 Armelinda Xavier de O. Orestes 12/02 Rosária Silva de Andrade 12/02 Daniela Aparecida Aurélio Bovo 13/02 João Evangelista do Carmo 13/02 Rosa Maria C. da Silva 13/02 Vilmar Bízio Merlin 13/02 Alcides Costa 15/02 Selma Calisto 15/02 Lidiane Rogéria Sichieri 16/02 José Norberto Biasoli 17/02 Romilda Pereira da Silva 17/02 Silvio Roberto Reis 17/02 Anair Vanzela Bachega 18/02 Zenaide Lopes Oliveira Garcia 18/02 Andréa Keila Lourenço 21/02 Jardel Dreossi Celestino 21/02 Antônio Donizete Joaquim 22/02 Maria Aparecida C. Malaquias 22/02 Osmar Barberá 22/02 Angelina Cassolato Morgato 23/02 Jamesson José de Brito 23/02 Luzia Geloti Rosa 23/02 Paulo Francisco Merlin 23/02 Goreti Maria da Silva Bergo 25/02 Eucléia das Graças Puccinelli 26/02 José Rodrigues Luz 26/02 Nilda Alberani 26/02 Alexandre Henrique Alves 27/02 Ana Flávia Ferreira 27/02 Arlinda da Silva Scaranelo 27/02 João Mazareno F. Mondim 27/02 Manuela Atila Casses Nogueira 27/02 Carlos Alcester Pedro 28/02 Cristiane Silveira Guidi 28/02 Elizabeth Desidério Bovo 28/02 Obs.: Se o seu nome não estiver inserido nesta lista, inserido indevidamente ou inserido com qualquer erro de nome ou data, procurar o plantão da Pastoral do Dízimo. Obrigado. 10 Revista de Fevereiro.indd 10 27/01/ :46:32

11 Igreja 45 ANOS Paróquia São João Batista No dia 2 de fevereiro, deste ano 2015, Festa da Apresentação do Senhor ao Templo, a Paróquia São João Batista, desta cidade de Sertãozinho, completa 45 anos de sua criação. São 45 anos de dedicação e serviço. São 45 anos de entrega e amor. Uma palavra: GRATIDÃO! Gratidão por ter sido criada com o propósito de atender ao chamado de Deus para a missão de acolher aqueles que chegam e anunciar o Evangelho, ou seja, a Boa Nova, constante Igreja em saída. Por todos esses anos, queremos apresentar a Deus os frutos de nosso trabalho, que não são poucos, e nos comprometer a ir adiante, sem desanimar. Para isso, vale a pena recordar alguns elementos que caracterizam a caminhada desta paróquia: segunda paróquia criada pelos bispados de São Paulo e Ribeirão Preto, contava com, aproximadamente, cinco mil habitantes. Em 1945, foi demolida a antiga capela, por ordem do Pe. Mario da Cunha Sarmento e, em 1946, foi colocada a pedra fundamental da nova capela, inaugurada em 24 de junho de No dia 02 de fevereiro de 1970, foi criada, por Dom Frei Felício César da Cunha Vasconcelos, a Paróquia São João Batista. Elevada à condição de paróquia, pode então ser ali celebrados todos os sacramentos. O primeiro pároco foi o Pe. Francisco Xavier Brugnara. Os primeiros grupos criados foram: Marianos, catequese, Cursilho de Cristandade e Movimento de Jovens. Em agosto de 1974, chegaram as Irmãs Canossianas, Victoria Villa, irmã Dirce Puppi e irmã Aparecida Camargo, que passaram a administrar a paróquia. Em 31 de dezembro de 1974, Pe. Antonio de Oliveira foi nomeado Vigário Cooperador, junto com Pe. Eloy Pupin. As irmãs canossianas trabalharam com verdadeiro ardor missionário no campo da evangelização. Já existiam as comunidades São Francisco, São Geraldo e São José Operário. Em 1983, foi construída a sala de Catequese, na comunidade São José Cohab 2 e em 1984, iniciou-se a construção de uma capela na Comunidade São Sebastião, na Cohab 3. Nesse período, vários padres passaram pela paróquia: Pe. Geraldo, Pe Pedro e Pe. Giorgio Valente, canossiano. De 1989 até 2002, Pe. Ilson de Jesus Montanari (ordenado presbítero em 1989), ficou à frente como pároco desta Paróquia. Durante esse tempo, foi criada a comunidade Santo Antonio, da Vila Garcia. Em 2002, Pe. Ilson viaja para Itália e toma posse Pe. Pedro Luis Schiavinato, e No dia 02 de fevereiro de 1970, foi criada, por Dom Frei Felício César da Cunha Vasconcelos, a Paróquia São João Batista. Elevada à condição de paróquia, pode então ser ali celebrados todos os sacramentos. fica até Nova divisão geográfica foi feita na paróquia e a comunidade Nossa Senhora Aparecida da água Vermelha passa a fazer parte dela. Foi criada a Paróquia São Sebastião na COHAB III. Em 2005, Pe. Pedro viaja para Jerusalém; assume a Paróquia o Pe. Ivonei Adriani Burtia, atual Pároco, que reforça os trabalhos de evangelização na Paróquia, setorizando as comunidades e construindo o lindo templo da Capela São José, na Cohab 2. Hoje, ele administra a reforma da Igreja matriz São João Batista. Faz 10 anos de sua presença à frente desta Paróquia e, cada vez mais, o exercício de seu ministério sacerdotal se torna relevante, pois não mede esforços quando se coloca a serviço do Reino de Deus. Como fiel pastor, cuida e zela pelas 6 comunidades: São José (Cohab 2), São José Operário(Faz. Experimental), Capela Nossa Senhora Aparecida (Água Vermelha), Comunidade Santo Antonio(Vila Garcia), Comunidade São Francisco de Assis (Usina S. Francisco) e Comunidade Santa Terezinha(Alto da Semar); pelos setores: Madre Tereza de Calcutá, Santa Josefina Bakhita, Santa Madalena de Canossa, São Benedito, São Miguel Arcanjo; por todas as pastorais, ministérios e movimentos. Neste ano 2015, Pe. Ivonei completa 15 anos de vida sacerdotal. Demos graças a Deus pelo seu sim a Deus. Cléa Borges dos Santos Equipe de Formação Permanente 11 Revista de Fevereiro.indd 11 27/01/ :46:36

12 Igreja Ano da Paz Com a chegada do Ano Novo, iniciaram-se também ações pela Paz. Em 2014, os bispos da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) aprovaram, por unanimidade durante a 52ª Assembleia Geral, o Ano da Paz. Trata-se de um período de reflexões, orações e ações sociais, que se estenderá até o Natal de 2015.(...) Que possamos viver este Ano da Paz com muitas bênçãos. Atitudes, gestos concretos e sempre pedindo ao Senhor que nos ilumine e que traga esta paz aos nossos corações, às famílias e a todo o mundo. Que a Paz reine em nossas fronteiras! Sejamos propagadores e testemunhas da paz, aquela paz que vem do Senhor, disse o cardeal Orani. Com a proposta do Ano da Paz, a Igreja no Brasil quer ajudar na superação da violência e despertar para a convivência mais respeitosa e fraterna entre as pessoas, explica o bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner. A violência, a falta de paz, provém do desprezo aos valores da família, da escola na formação do cidadão, do desprezo da vida simples", pontua dom Leonardo. De acordo com os últimos dados do Mapa da Violência, mais de 56 mil pessoas foram assassinadas no Brasil em Os jovens são os principais afetados neste contexto, somando mais de 27 mil vítimas naquele ano. Dom Leonardo afirma que as relações mais próximas, na atualidade, encontram dificuldade de manterem-se vivas e que há uma violência generalizada. "Violência que se manifesta na forma da morte de pessoas, na falta de ética na gestão da coisa pública, na impunidade. A violência, a falta de paz, provém do desprezo aos valores da família, da escola na formação do cidadão, do desprezo da vida simples", explicou. Ações práticas Para celebração do Ano da Paz, serão aproveitados os meses temáticos do Ano Litúrgico, como os meses vocacional, da Bíblia e da missão. "Vamos refletir durante o ano sobre o porquê da violência e sobre a necessidade de uma convivência fecunda e frutuosa. O Ano Litúrgico nos oferece oportunidades para pensar sobre a paz e a realidade da violência", lembrou dom Leonardo. O arcebispo de São Luís (MA) e vice-presidente da CNBB, dom José Belisário da Silva, afirma que o Ano da Paz é um convite para reflexão sobre os motivos de tantos acontecimentos violentos. "Está na hora da sociedade brasileira dar passos no sentido de buscar uma harmonia maior no relacionamento humano. Os nossos relacionamentos estão muito degastados", ressalta. Para dom Leonardo, o Ano Litúrgico oferece oportunidades para refletir sobre a paz e a realidade da violência. Os meses temáticos como agosto, mês das vocações, setembro, mês da Palavra de Deus, outubro o mês das missões. Mas desejamos ter um dia para manifestar nas ruas de nossas cidades que acreditamos na paz, na fraternidade. Fonte: Site da CNBB Não há futuro sem propósitos e projetos de paz! Não há futuro sem paz! 12 Revista de Fevereiro.indd 12 27/01/ :46:37

13 Igreja Dedicação e Sagração da Capela Santa Inês No dia 21 de janeiro de 2015, memória da virgem e mártir Santa Inês, nosso arcebispo dom Moacir dedicou a capela de Santa Inês, da paróquia Senhor Bom Jesus de Sertãozinho. A celebração contou a presença de vários padres, diácono, religiosas, seminaristas e grande número de fiéis. A partir da dedicação e sagração do altar a igreja se torna, de fato, casa de Deus, que sempre deve estar aberta para receber os seus A partir da dedicação e sagração do altar a igreja se torna de fato casa de Deus,(...). filhos de modo acolhedor, como frisou dom Moacir na homilia. Os belos ritos de unção, aspersão e oferecimento de incenso tem um profundo sentido espiritual, de mostrar a igreja como o local onde Deus habita, mas também que ela está no meio dos fiéis, que formam o edifício espiritual que é a Igreja. Adailton Gomes Seminarista Pascom promove II Jornada da Comunicação A Equipe Arquidiocesana da Pastoral da Comunicação promove em 15 de março de 2015, domingo, das 8h às 16h30, no Auditório Franciscano da paróquia Santo Antônio Maria Claret e Frei Galvão, na Rua Tabatinga, 351 (esquina com a Rua Caravelas), Vila Recreio, em Ribeirão Preto, a II Jornada da Comunicação com o tema A Comunicação nas pastorais: Construir uma rede de integração. A assessoria será da Irmã Helena Corazza, FSP, e contaremos com a presença do arcebispo Dom Moacir Silva. O objetivo da jornada é a formação dos agentes de pastoral da Pascom, de agentes de pastorais diversas e da integração dos trabalhos de comunicação entre as pastorais. A jornada terminará com a missa presidida pelo arcebispo Dom Moacir. As inscrições podem ser feitas pelo arquidioceserp.org.br, ou pelo formulário online a ser acessado no site O investimento é de R$ 15,00 (inclui almoço) e poderá ser acertado no dia da jornada. Informações: (16) / (Márcio) Pastoral da Comunicação Arquidiocese de Ribeirão Preto Irmã Helena Corazza, FSP - Religiosa Paulina, Jornalista, mestra e doutoranda em Ciências de Comunicação pela ECA/USP. Coordenadora de Cursos no SEPAC (Serviço à Pastoral da Comunicação - Paulinas), Diretora presidente da Signis Brasil, autora de diversos livros, entre eles Pastoral da Comunicação, diálogo entre fé e cultura e Comunicação e Relações de Gênero em práticas radiofônicas, artigos no campo da comunicação e Igreja e comunicação e educação. 13 Revista de Fevereiro.indd 13 27/01/ :46:46

14 Sociedade Bebidas Isotônicas e Energéticas As chamadas bebidas isotônicas e energéticas tiveram um grande crescimento no mercado nacional e internacional, principalmente entre os jovens e praticantes de atividades esportivas, seus maiores consumidores. Com o objetivo de repor substâncias perdidas em atividades físicas ou com intuito de dar mais disposição, energia para suportar as intensas madrugadas em festas e baladas, algumas pessoas, sem o conhecimento de seus fundamentos básicos, correm o risco de comprometer sua saúde. Bebidas isotônicas são soluções muito semelhantes aos fluidos do organismo, não gaseificadas para não distenderem o intestino, com baixa quantidade de carboidrato e rapidamente absorvidas. Repõem as perdas ocorridas pela transpiração em exercícios físicos intensos. São compostos de água, eletrólitos e sais minerais mantendo equilíbrio hidroeletrolítico do corpo. São os ansiedade, problemas cardiológicos típicos reidratantes orais, mas não como arritmias, palpitações. Não há refrigerantes. Segundo a ANVISA, indicação médica e ainda existe muita esse produto não deve controvérsia no seu Com o objetivo de uso. O grande problema ser consumido por repor substâncias crianças, gestantes, mundial e o que tem perdidas em idosos, e portadores atividades físicas ou preocupado os órgãos de enfermidades como (FDA) com intuito de dar reguladores hipertensos, diabéticos, desses produtos é o uso mais disposição, renais crônicos e sempre energia (...), algumas associado de energéticos pessoas, sem o o médico deve ser com bebidas alcoólicas. conhecimento de seus informado quando do seu Essa associação fundamentos básicos, pode levar a eventos uso. correm o risco de B e b i d a s cardiológicos graves comprometer sua energéticas são como espasmos saúde. bebidas não alcoólicas, coronarianos, infartos, consideradas refrigerantes, cada um taquicardias posturais, arritmias graves com suas particularidades em sua como fibrilação ventricular (parada formulação, que prometem energia cardíaca) em alguns casos. Rigorosa extra, imediata, estimulando o estado revisão e análise de literatura revelam de vigília, melhorando a resistência que a cafeína e outras substâncias física, além disso, prometem sensação estimulantes contidas em bebidas de bem estar. São compostos energéticas não devem ter lugar na basicamente de cafeína em altas dieta de crianças e adolescentes. doses, aminoácicos como Taurina, Além disso, a frequente ou excessiva vitaminas, carboidratos e outros ingestão de bebidas calóricas nos estimulantes. Tem efeito sobre o esportes podem aumentar o risco de sistema nervoso central tirando sono e sobrepeso ou obesidade em crianças diminuindo a fadiga, efeito no sistema e adolescentes. O médico deve estar digestivo com aumento secreção alerta e atento sobre o consumo ácida do estômago, efeito diuréticos dessas substâncias quando decidem entre outros. Essas substâncias fazer atividades físicas. estimulantes com uso inadequado e excessivo podem levar ao aumento Dr. Sergio F. Pacca da irritabilidade, nervosismo, Cardiologia e Geriatria 14 Revista de Fevereiro.indd 14 27/01/ :46:49

15 Galeria de Fotos Vigília de Natal - Vila Garcia Vigília de Natal Solenidade do Natal do Senhor Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus - Vila Garcia Solenidade Santa Maria, Mãe de Deus e Dia Mundial da Paz Bênção da Água Epifania do Senhor Revista de Fevereiro.indd 15 27/01/ :47:12

16 Galeria de Fotos Missa de Santo Reis - Com São José Missa de Santo Reis Despedida do Presépio Past. da Criança na Celebração Dra. Zilda - Curitiba anos de Ordenação Episcopal de Dom Moacir Presépio Externo Paróquia São João Batista Presépio Interno Paróquia São João Batista Presépio Interno Paróquia São João Batista Presépio da Comunidade São José Presépio da Comunidade Santo Antônio 16 Revista de Fevereiro.indd 16 27/01/ :47:37

PARÓQUIA SÃO MATEUS CALENDÁRIO 2014

PARÓQUIA SÃO MATEUS CALENDÁRIO 2014 Dia Dia da JANEIRO COM MARIA CONSTRUIR A PAZ 31 MISSA NA SÃO MATEUS 20H 01 Quarta SOLENIDADE DA SANTA MÃE DE DEUS, MARIA/ MISSA NA CAPELA SANTO ANTONIO 10H 2 MISSA NA SÃO MATEUS 19H30 3 HORARIO NORMAL

Leia mais

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Introdução: Educar na fé, para a paz, a justiça e a caridade Este ano a Igreja no Brasil está envolvida em dois projetos interligados: a lembrança

Leia mais

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO Disponível em: www.seminariomaiordebrasilia.com.br Acesso em 13/03/2014 A palavra Quaresma surge no século IV e tem um significado profundo e simbólico para os cristãos

Leia mais

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos,

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, PASCOM A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, t e x t o s e i d é i a s p a r a a s matérias! Nossa Senhora da Penha, que sabe o nome de cada

Leia mais

COM SÃO FRANCISCO, NA CARIDADE, BUSQUEMOS A ÉTICA EM PROL DO BEM COMUM

COM SÃO FRANCISCO, NA CARIDADE, BUSQUEMOS A ÉTICA EM PROL DO BEM COMUM CONVITE: A Paróquia de São Francisco de Assis tem a honra de lhes convidar para a Festa do Nosso Amado Padroeiro com o Tema: COM SÃO FRANCISCO, NA CARIDADE, BUSQUEMOS A ÉTICA EM PROL DO BEM COMUM Que realizar-se-á

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel.

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. NOVENA DE NATAL 2015 O Natal e a nossa realidade A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. (Is 7,14) APRESENTAÇÃO O Natal se aproxima. Enquanto renovamos a esperança de

Leia mais

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão A vida litúrgica começa muito cedo. Os Sacramentos são conhecidos como encontros pessoais com Cristo. Também são vistos como sinais da salvação.

Leia mais

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública.

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. No BATISMO DE JESUS, no Rio Jordão, revela-se o Filho amado de Deus,

Leia mais

20ª Hora Santa Missionária

20ª Hora Santa Missionária 20ª Hora Santa Missionária Tema: Missão é Servir Lema: Quem quiser ser o primeiro seja servo de todos Preparação do ambiente: cartaz do Mês missionário, Bíblia e fitas nas cores dos continentes, cruz e

Leia mais

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética 2 0 1 2-2 0 1 5 DIOCESE DE FREDERICO WESTPHALEN - RS Queridos irmãos e irmãs, Com imensa alegria, apresento-lhes o PLANO DIOCESANO DE ANIMAÇÃO BÍBLICO -

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

Confira a programação completa da Semana Santa em algumas paróquias de Curitiba:

Confira a programação completa da Semana Santa em algumas paróquias de Curitiba: PROGRAMAÇÃO SEMANA SANTA NA ARQUIDIOCESE DE CURITIBA Organizada pela Arquidiocese de Curitiba, a Semana Santa terá início na quinta-feira, às 9 horas, com a Missa com Sagração dos Santo Óleos e Renovação

Leia mais

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS 1 TEXTO BÍBLICO - Lucas 6,12-19 (Fazer uma Oração ao Espírito Santo, ler o texto bíblico, fazer um momento de meditação, refletindo sobre os três verbos do texto

Leia mais

Calendário Paroquial 2015 Paróquia Santa Rita de Cássia Carapicuíba-SP

Calendário Paroquial 2015 Paróquia Santa Rita de Cássia Carapicuíba-SP Calendário Paroquial 2015 Paróquia Santa Rita de Cássia Carapicuíba-SP Janeiro 01 Q Solenidade Santa Maria, Mãe de Deus 02 S 03 S 15h00 Reunião de Coordenação da Catequese 04 D Solenidade Epifania do Senhor

Leia mais

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu.

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu. O Pão da Vida Na solenidade de Corpus Christi, queremos recordar que os atos redentores de Cristo, que culminam na sua morte e ressurreição, atualizam-se na Eucaristia, celebrada pelo Povo de Deus e presidida

Leia mais

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO O Baptismo, porta da vida e do reino, é o primeiro sacramento da nova lei, que Cristo propôs a todos para terem a vida eterna, e, em seguida, confiou à

Leia mais

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Carta Pastoral dirigida às igrejas da diocese de Rotemburgo-Estugarda na Quaresma Pascal de 2015 Bispo Sr. Dr.

Leia mais

ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC

ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC 1. ESPAC O QUE É? A ESPAC é uma Instituição da Arquidiocese de Fortaleza, criada em 1970, que oferece uma formação sistemática aos Agentes de Pastoral Catequética e

Leia mais

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS Pe. Nilton César Boni, cmf NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS EDITORA AVE-MARIA Apresentação Aos membros da família cristã podem aplicar-se de modo particular as palavras com que Cristo promete a sua

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT)

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) 11-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Em que sentido toda a vida de Cristo é Mistério? Toda a vida

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco Notícias de Família Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida 06 JUNHO 2014 Permanece conosco Vivemos dias de graça, verdadeiro Kairós com a Celebração

Leia mais

CALENDARIO DE ATIVIDADES PAROQUIAIS SAGRADA FAMÍLIA - 2012

CALENDARIO DE ATIVIDADES PAROQUIAIS SAGRADA FAMÍLIA - 2012 FEVEREIRO 03 Missa do Apostolado da Oração 15h e Adoração das 16h às 18:45 04 Reunião com os Catequistas 14:30 horas 04 Curso de Batismo 19h às 21:30 horas 04 Noite do Cachorro Quente resp. Grupo de Jovens

Leia mais

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE A Novena de Natal deste ano está unida à Campanha da Fraternidade de 2013. O tema Fraternidade e Juventude e o lema Eis-me aqui, envia-me, nos leva para o caminho da JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE Faça a

Leia mais

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013 ROTEIRO PARA O DIA DE ORAÇÃO PELA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE RIO2013 Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude - CNBB CANTO DE ENTRADA (Canto a escolha) (Este momento de oração pode ser associado

Leia mais

DIRECTÓRIO GERAL DA CATEQUESE - SDCIA/ISCRA -2 Oração inicial Cântico - O Espírito do Senhor está sobre mim; Ele me enviou para anunciar aos pobres o Evangelho do Reino! Textos - Mc.16,15; Mt.28,19-20;

Leia mais

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 27ºDOMINGO DO TEMPO COMUM (02/10/11) Parábola dos Vinhateiros Poderia ser feito um mural específico para esta celebração com uma das frases: Construir a Igreja

Leia mais

A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária

A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária A evangelização nos dá a alegria do encontro com a Boa Nova da Ressurreição de Cristo. A maioria das pessoas procura angustiada a razão de sua vida

Leia mais

Agenda Pastoral 2016

Agenda Pastoral 2016 Arquidiocese de Ribeirão Preto Agenda Pastoral 2016 Janeiro 03/01 - Domingo - Epifania do Senhor 09/01 - Sábado - Capacitação para Agentes da CFE-2016 - Seminário - Brodowski 10/01 - Domingo - Batismo

Leia mais

ITAICI Revista de Espiritualidade Inaciana

ITAICI Revista de Espiritualidade Inaciana ITAICI Revista de Espiritualidade Inaciana 93 ISSN - 1517-7807 9!BLF@FB:VWOOUWoYdZh outubro 2013 Que a saúde se difunda sobre a terra Escatologia e Exercícios Espirituais Pedro Arrupe, homem de Deus 1

Leia mais

Calendário Paróquia São Mateus 2015 - Arquidiocese de Brasília

Calendário Paróquia São Mateus 2015 - Arquidiocese de Brasília Calendário Paróquia São Mateus 2015 - Arquidiocese de Brasília JANEIRO COM MARIA CONSTRUIR A PAZ Dia Dia da Semana 01 Quinta SOLENIDADE DA SANTA MARIA, MÃE DE DEUS. 04 Domingo SOLENIDADE DA EPIFANIA DO

Leia mais

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM Página 1 TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM 01. Canto de Entrada 02. Saudação inicial do celebrante presidente 03. Leitura

Leia mais

O QUE É O PROJETO NATAL MISSIONÁRIO?

O QUE É O PROJETO NATAL MISSIONÁRIO? INTRODUÇÃO Como continuidade ao Projeto das Semanas Missionárias, Deus suscitou este novo projeto que envolverá não apenas ao movimento da Renovação Carismática Católica, mas a toda a Igreja Católica Apostólica

Leia mais

Igreja "em saída" missionária

Igreja em saída missionária Mês das Missões O mês de outubro é, para a Igreja, o período no qual são intensificadas as iniciativas de animação e cooperação em prol das Missões em todo o mundo. O objetivo é sensibilizar, despertar

Leia mais

Apresentação. (Solicitação do saudoso Santo Padre o Beato João Paulo II)

Apresentação. (Solicitação do saudoso Santo Padre o Beato João Paulo II) Apresentação A Renovação Carismática Católica do Estado do Piauí, movimento eclesial da Igreja Católica, tem por objetivo proporcionar às pessoas uma experiência concreta com Jesus Cristo, através do Batismo

Leia mais

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Diácono Admilson Pereira

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Diácono Admilson Pereira PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA PÁROCO: Côn. Egídio de Carvalho Neto Elaboração: Pereira É o tempo que marca as datas dos acontecimentos da História da Salvação. É a manifestação de Deus em nosso tempo

Leia mais

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 ORAÇÃO DE ABERTURA CANTO (REPOUSAR EM TI) Música de Tânia Pelegrino baseada na obra Confissões, de

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral Advento 2014 (Campanha de Preparação para o Natal) A ALEGRIA E A BELEZA DE VIVER EM FAMÍLIA. O tempo do Advento, que devido ao calendário escolar

Leia mais

Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013

Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013 Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013 1. Finalidade do Ano da Fé; 2. O que é a Fé; 3. A transmissão da Fé enquanto professada, celebrada, vivida e rezada; 4. O conteúdo

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

REUNIÃO DE LIDERANÇAS

REUNIÃO DE LIDERANÇAS REUNIÃO DE LIDERANÇAS 08/02/2015 PAUTA: 1) Oração Inicial 2) Abertura 3) Apresentação de 03 dimensões de Ação Pastoral para o ano de 2015 4) Plenária / Definições 5) Oração Final 6) Retirada de Materiais

Leia mais

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL 1 Ivocação ao Espirito Santo (oração ou canto) 2- Súplica inicial. (Em 2 coros: H- homens; M- mulheres) H - Procuramos para a Igreja/ cristãos

Leia mais

PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010

PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010 PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010 Ao iniciar o novo ano de pastoral paroquial, aceitamos o desafio que nos é feito de continuarmos a nossa caminhada de cristãos atentos aos desafios de Deus e do

Leia mais

PARÓQUIA SÃO JOSÉ - MATRIZ DE RIBEIRÃO PIRES CALENDÁRIO PAROQUIAL DE PASTORAL ANO 2014

PARÓQUIA SÃO JOSÉ - MATRIZ DE RIBEIRÃO PIRES CALENDÁRIO PAROQUIAL DE PASTORAL ANO 2014 PARÓQUIA SÃO JOSÉ - MATRIZ DE RIBEIRÃO PIRES CALENDÁRIO PAROQUIAL DE PASTORAL ANO 2014 Objetivo A partir das Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil e do 7º Plano Diocesano de Pastoral (2013-20150,

Leia mais

APOSTOLADO DA ORAÇÃO

APOSTOLADO DA ORAÇÃO APOSTOLADO DA ORAÇÃO INFORMATIVO APOSTOLADO DA ORAÇÃO ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS - SC Outubro: Mês Missionário A missão é feita: com os pés dos que partem... com os joelhos dos que rezam... e as mãos

Leia mais

A GEMINAÇÃO 20/10/2013

A GEMINAÇÃO 20/10/2013 A GEMINAÇÃO 20/10/2013 CENTRO DE SANTA BAKHITA BAIRRO KALOSSOMBEKWA BENGUELA ANGOLA REVERENDO E ESTIMADO PE. RÚBENS! Diante dos povos, manifestou Deus a salvação Sl 97 A Providência de Deus, que concorre

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações como ordenado pelo Capítulo Interprovincial da Terceira Ordem na Revisão Constitucional de 1993, e subseqüentemente

Leia mais

INFORMATIVO DIOCESANO 24 a 30 de novembro Ano 2014 n.º 57 www.diocesesjp.org.br / aed@diocesesjp.org.br

INFORMATIVO DIOCESANO 24 a 30 de novembro Ano 2014 n.º 57 www.diocesesjp.org.br / aed@diocesesjp.org.br ANO DA PAZ TERÁ INÍCIO NO DIA 30 A paz é fruto da justiça. É importante superarmos as diferenças sociais em nosso país, disse o arcebispo de Aparecida (SP) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos

Leia mais

Encontros de Noivos e Batismo 2014

Encontros de Noivos e Batismo 2014 Encontros de Noivos e Batismo 2014 As informações sobre a realização dos encontros preparatórios de Noivos e Batismo devem ser confirmadas diretamente nas paróquias da Arquidiocese de Ribeirão Preto. Forania

Leia mais

Plano Pedagógico do Catecismo 6

Plano Pedagógico do Catecismo 6 Plano Pedagógico do Catecismo 6 Cat Objetivos Experiência Humana Palavra Expressão de Fé Compromisso PLANIFICAÇÃO de ATIVIDADES BLOCO I JESUS, O FILHO DE DEUS QUE VEIO AO NOSSO ENCONTRO 1 Ligar a temática

Leia mais

Páscoa do Senhor de 2015 Missa do Dia.

Páscoa do Senhor de 2015 Missa do Dia. Páscoa do Senhor de 2015 Missa do Dia. Caríssimos Irmãos e Irmãs: Assim que Maria Madalena vira o túmulo vazio, correu à Jerusalém atrás de Pedro e João. Tiraram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde

Leia mais

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Antes da Solene celebração, entregar a lembrança do centenário No Final terá um momento de envio onde cada pessoa reassumirá a missão. O sinal deste momento será a colocação

Leia mais

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida.

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida. LITURGIA DA PALAVRA A Palavra de Deus proclamada e celebrada - na Missa - nas Celebrações dos Sacramentos (Batismo, Crisma, Matrimônio...) A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa

Leia mais

Paróquia Jesus, Maria e José Grupo de Oração Fonte de Misericórdia RCC/ Beberibe

Paróquia Jesus, Maria e José Grupo de Oração Fonte de Misericórdia RCC/ Beberibe Paróquia Jesus, Maria e José Grupo de Oração Fonte de Misericórdia RCC/ Beberibe Jovens sois forte a palavra de Deus permanece em vós. 1 Jo 2,14 O EVENTO: EMANUEL EMANUEL é o cumprimento da palavra que

Leia mais

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS Infância/Adolescencia MISSÃO MISSÃO. Palavra muito usada entre nós É encargo, incumbência Missão é todo apostolado da Igreja. Tudo o que a Igreja faz e qualquer campo.

Leia mais

728DD62502. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados,

728DD62502. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Discurso pronunciado pelo Deputado João Mendes de Jesus S/PARTIDO em 09/08/2005 Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Antes de me reportar aos senhores quero lembrar que a Igreja Universal

Leia mais

Roteiro 3 João Batista, o precursor

Roteiro 3 João Batista, o precursor FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro 1 Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Roteiro 3 João Batista, o precursor Objetivo Identificar a missão de João

Leia mais

Setembro Mês da Bíblia

Setembro Mês da Bíblia Setembro Mês da Bíblia Discípulos missionários a partir do Evangelho de João Permanecei no Meu amor, para produzir muitos frutos (Cf. Jo 15, 9-16) Retiro Espiritual Arquidiocesano AO Pe. Vânio da Silva.

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

CALENDÁRIO DE 2014 DAS ATIVIDADES PASTORAIS

CALENDÁRIO DE 2014 DAS ATIVIDADES PASTORAIS CALENDÁRIO DE 2014 DAS ATIVIDADES PASTORAIS Abreviações utilizadas: P Paróquia. RP Região Pastoral A Arquidiocese. N Nacional FEVEREIRO - 2014 01 Sb P Pastoral da Juventude Retiro Centro de Encontros Dom

Leia mais

OBLATOS ORIONITAS. linhas de vida espiritual e apostólica

OBLATOS ORIONITAS. linhas de vida espiritual e apostólica OBLATOS ORIONITAS linhas de vida espiritual e apostólica Motivos inspiradores da oblação orionita laical O "carisma" que o Senhor concede a um fundador, é um dom para o bem de toda a Igreja. O carisma

Leia mais

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família A transmissão da fé na Família Reunião de Pais Família Plano Pastoral Arquidiocesano Um triénio dedicado à Família Passar de uma pastoral sobre a Família para uma pastoral para a Família e com a Família

Leia mais

No Dia do Juízo, quando o Filho do Homem, na Sua glória, vier nos julgar, escreve o evangelista Mateus, Ele nos questionará sobre

No Dia do Juízo, quando o Filho do Homem, na Sua glória, vier nos julgar, escreve o evangelista Mateus, Ele nos questionará sobre Caridade e partilha Vivemos em nossa arquidiocese o Ano da Caridade. Neste tempo, dentro daquilo que programou o Plano de Pastoral, somos chamados a nos organizar melhor em nossos trabalhos de caridade

Leia mais

PARÓQUIA N. SRA. DA CONCEIÇÃO DE RIO BONITO AGENDA PAROQUIAL 2015 JANEIRO/15

PARÓQUIA N. SRA. DA CONCEIÇÃO DE RIO BONITO AGENDA PAROQUIAL 2015 JANEIRO/15 PARÓQUIA N. SRA. DA CONCEIÇÃO DE RIO BONITO AGENDA PAROQUIAL 2015 JANEIRO/15 03/01 Evangelização na Praça da Matriz I Escola de Missão Espírito Santo - a partir das 09 horas 04/01 Experiência Missionária

Leia mais

Tema ASCENSÃO DO SENHOR

Tema ASCENSÃO DO SENHOR Encontro n. 6 ema ASCENSÃO DO SENHOR I. ACOLHIDA Ambiente: Lenço branco sobre a mesa, como sinal de despeida; uma cadeira vazia ou um banco próximo ao altar. Bíblia sobre o altar, vela acesa, com flores.

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Ser Igreja de Comunhão e Participação!

APRESENTAÇÃO. Ser Igreja de Comunhão e Participação! APRESENTAÇÃO Os Bispos aprovaram, recentemente, as Diretrizes da Ação Evangelizadoras da Igreja do Brasil 2011 2015 e a Arquidiocese de Florianópolis em comunhão com estas quer impulsionar todas as paróquias

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA A IMPORTÂNCIA DAS OBRAS DE FÉ William Soto Santiago Cayey Porto Rico 16 de Março de 2011 Reverendo William Soto Santiago, Ph. D. CENTRO DE DIVULGAÇÃO DO EVANGELHO DO REINO http://www.cder.com.br E-mail:

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP-

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- 1 ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- DIA 15.06.2010 MOMENTO ORANTE ECUMÊNICO PELA PASSAGEM DO 59º ANIVERSÁRIO DA ACHUAP (para propiciar momento de silêncio e

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO MONTE SERRATE DIOCESE DE OSASCO. Janeiro

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO MONTE SERRATE DIOCESE DE OSASCO. Janeiro Janeiro 1 S Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus 2 D Epifania do Senhor 3 S 4 T 5 Q 6 Q 7 S 8 S Missa em louvor a nossa Senhora do Monte Serrate 19:30h Matriz 9 D Batismo de Nosso Senhor Jesus Cristo

Leia mais

Felizes os puros de coração porque verão a Deus (Mt 5, 8)

Felizes os puros de coração porque verão a Deus (Mt 5, 8) Janeiro e Fevereiro 2015 Editorial Esta é a Síntese dos meses de Janeiro e Fevereiro, assim como a Palavra de Vida, em que o nosso diretor espiritual, Pe. Pedro, fala sobre Felizes os puros de coração

Leia mais

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese 1. RITO DE INSTITUIÇÃO DOS MINISTROS(AS) DA COMUNHÃO Diácono: Queiram levantar-se os que receberão o mandato de Ministros Extraordinários

Leia mais

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai BOM DIA DIÁRIO Segunda-feira (04.05.2015) Maria, mãe de Jesus e nossa mãe Guia: 2.º Ciclo: Padre Luís Almeida 3.º Ciclo: Padre Aníbal Afonso Mi+ Si+ Uma entre todas foi a escolhida, Do#- Sol#+ Foste tu,

Leia mais

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto. Mateus 4, 1-11 Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.». Este caminho de 40 dias de jejum, de oração, de solidariedade, vai colocar-te

Leia mais

CALENDÁRIO PAROQUIAL DAS ATIVIDADES 2015. Aviso nas celebrações do Início das Inscrições da Catequese de Primeira Eucaristia

CALENDÁRIO PAROQUIAL DAS ATIVIDADES 2015. Aviso nas celebrações do Início das Inscrições da Catequese de Primeira Eucaristia CALENDÁRIO PAROQUIAL DAS ATIVIDADES 2015 JANEIRO/ 2015 Aviso nas celebrações do Início das Inscrições da Catequese de Primeira Eucaristia Dia 01 quinta-feira Solenidade de Maria, Santa Mãe de Deus Dia

Leia mais

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento?

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento? OS SACRAMENTOS Os sacramentos da nova lei foram instituídos por Cristo e são sete, a saber: o Batismo, a Crisma ou Confirmação, a Eucaristia, a Penitência, a Unção dos Enfermos, a Ordem e o Matrimônio.

Leia mais

NOVENA À SAGRADA FAMÍLIA

NOVENA À SAGRADA FAMÍLIA NOVENA À SAGRADA FAMÍLIA Introdução: A devoção à Sagrada Família alcançou grande popularidade no século XVII, propagando-se rapidamente não só na Europa, mas também nos países da América. A festa, instituída

Leia mais

BIÊNIO 2012-2013. Tema Geral da Igreja Metodista "IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA. Tema para o Biênio

BIÊNIO 2012-2013. Tema Geral da Igreja Metodista IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA. Tema para o Biênio 1 IGREJA METODISTA PASTORAL IMED PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E PLANO DE AÇÃO BIÊNIO 2012-2013 Tema Geral da Igreja Metodista "IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA

Leia mais

Ata da reunião Comunidade Central (05/08/2014)

Ata da reunião Comunidade Central (05/08/2014) Ata da reunião Comunidade Central (05/08/2014) No dia 05 de agosto, às 19h30min, foi realizada na Catedral a quinta reunião da Comunidade Central do ano de 2014. Esta reunião contou com a presença de 34

Leia mais

Diocese de Aveiro IGREJA DIOCESANA RENOVADA NA CARIDADE É ESPERANÇA NO MUNDO

Diocese de Aveiro IGREJA DIOCESANA RENOVADA NA CARIDADE É ESPERANÇA NO MUNDO Diocese de Aveiro IGREJA DIOCESANA RENOVADA NA CARIDADE É ESPERANÇA NO MUNDO Plano Diocesano de Pastoral para o quinquénio 2008-2013 A PALAVRA DO SR. BISPO PONTO DE PARTIDA 1. INICIAMOS UMA NOVA PERSPECTIVA

Leia mais

Caderno de Estudo: Avaliação 2013) Equipe Dinamizadora do 7º PPO Arquidiocese de Campinas - SP

Caderno de Estudo: Avaliação 2013) Equipe Dinamizadora do 7º PPO Arquidiocese de Campinas - SP Caderno de Estudo: Avaliação 7º Plano de Pastoral Orgânica (20102010-2013) 2013) Equipe Dinamizadora do 7º PPO Arquidiocese de Campinas - SP A p r e s e n t a ç ã o Eu vim, ó Deus, para fazer a Vossa

Leia mais

Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família - CEPVF/CNBB

Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família - CEPVF/CNBB Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família Comissão Nacional da Pastoral Familiar Brasília - 2014 snv14_2.indd 1 28/05/2014 12:11:27 Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família - CEPVF/CNBB

Leia mais

CALENDÁRIO 2015 - Eventos Arquidiocesanos JANEIRO

CALENDÁRIO 2015 - Eventos Arquidiocesanos JANEIRO CALENDÁRIO 2015 - Eventos Arquidiocesanos JANEIRO 01 - SOLENIDADE DO SENHOR BOM JESUS DE CUIABÁ, PADROEIRO DA ARQUIDIOCESE. 16-1 Vigília Preparação MicareCristo e Vinde e Vede, Setor Juventude, Paróquia

Leia mais

PLANO DIOCESANO DE PASTORAL 2015 2018 IGREJA DE AVEIRO, VIVE A ALEGRIA DA MISERICÓRDIA

PLANO DIOCESANO DE PASTORAL 2015 2018 IGREJA DE AVEIRO, VIVE A ALEGRIA DA MISERICÓRDIA IGREJA DE AVEIRO, VIVE A ALEGRIA DA MISERICÓRDIA O nosso Plano alicerça-se no símbolo do lava-pés (Jo 13, 11-17) O LAVA-PÉS Nele se inspira a espiritualidade de serviço que dá sen do a toda a ação pastoral

Leia mais

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo Tens uma tarefa importante para realizar: 1- Dirige-te a alguém da tua confiança. 2- Faz a pergunta: O que admiras mais em Jesus? 3- Regista a resposta nas linhas.

Leia mais

Papa: "Onde nasce Deus, nasce a esperança e floresce a misericórdia" 2015-12-25 Rádio Vaticana

Papa: Onde nasce Deus, nasce a esperança e floresce a misericórdia 2015-12-25 Rádio Vaticana Papa: "Onde nasce Deus, nasce a esperança e floresce a misericórdia" 2015-12-25 Rádio Vaticana Onde nasce Deus, nasce a esperança, nasce a paz e floresce a misericórdia. Na tradicional Mensagem Urbi et

Leia mais

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

Apresentamos as partilhas que enriqueceram o nosso Seminário Nacional de Iniciação Cristã.

Apresentamos as partilhas que enriqueceram o nosso Seminário Nacional de Iniciação Cristã. Apresentamos as partilhas que enriqueceram o nosso Seminário Nacional de Iniciação Cristã. Na sexta-feira, pela manhã, foi a vez do Nordeste 3 - Aracaju - com sua experiência de iniciação à vida cristã

Leia mais

Rita de Sá Freire. Maria: a Mãe do Eterno e Sumo Sacerdote - Homenagem ao Dia do Padre 4 de agosto

Rita de Sá Freire. Maria: a Mãe do Eterno e Sumo Sacerdote - Homenagem ao Dia do Padre 4 de agosto Rita de Sá Freire Maria: a Mãe do Eterno e Sumo Sacerdote - Homenagem ao Dia do Padre 4 de agosto No dia 4 de agosto, a Igreja comemora São João Maria Vianney, Padroeiro dos Padres. Gostaria de prestar

Leia mais

Músicos, Ministros de Cura e Libertação

Músicos, Ministros de Cura e Libertação Músicos, Ministros de Cura e Libertação João Paulo Rodrigues Ferreira Introdução Caros irmãos e irmãs; escrevo para vocês não somente para passar instruções, mas também partilhar um pouco da minha experiência

Leia mais

PROVÍNCIA MARISTA DO BRASIL NORTE

PROVÍNCIA MARISTA DO BRASIL NORTE PROVÍNCIA MARISTA DO BRASIL NORTE Espiritualidade Apostólica Marista Ir. José Milson de Mélo Souza Ano de Deus Pai LADAINHA DE SÃO MARCELINO CHAMPAGNAT (Ir. José Milson) V. Senhor, tende piedade de nós.

Leia mais

CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA

CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA PE. GREGÓRIO LUTZ Certamente o título deste artigo não causa estranheza à grande maioria dos leitores da Revista de Liturgia. Mas mesmo assim me parece conveniente

Leia mais