RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 065/2010 (PARECER nº 065/2010 CONSUN)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 065/2010 (PARECER nº 065/2010 CONSUN)"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE DO CONTESTADO-UnC RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 065/2010 (PARECER nº 065/2010 CONSUN) Dispõe sobre a aprovação da criação do curso de Pós-graduação lato sensu em Assessoria de Comunicação e Mídias Digitais. O Presidente do Conselho Universitário CONSUN, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 13 do Regimento Geral da Universidade do Contestado - UnC e tendo em vista a deliberação do Conselho, na reunião realizada no dia 18 de agosto de 2010, R E S O L V E: Art. 1º - Aprovar a criação do Curso de Pós-graduação lato sensu em Assessoria de Comunicação e Mídias Digitais. Art. 2º - Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições em contrário. Caçador, 18 de agosto de Prof. José Alceu Valério Presidente do Conselho Universitário FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO CONTESTADO - FUnC CNPJ: / Av. Pres. Nereu Ramos, 1071 Caixa Postal, PABX/FAX: (047) CEP: Mafra SC UNIVERSIDADE DO CONTESTADO - UnC CANOINHAS CONCÓRDIA CURITIBANOS - MAFRA - PORTO UNIÃO SEARA - RIO NEGRINHO

2 UNIVERSIDADE DO CONTESTADO-UnC CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS JULHO/2010 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO CONTESTADO - FUnC CNPJ: / Av. Pres. Nereu Ramos, 1071 Caixa Postal, PABX/FAX: (047) CEP: Mafra SC UNIVERSIDADE DO CONTESTADO - UnC CANOINHAS CONCÓRDIA CURITIBANOS - MAFRA - PORTO UNIÃO SEARA - RIO NEGRINHO

3 3 SUMÁRIO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO CURSO ÁREA DO CONHECIMENTO IES PROMOTORA LOCAL DE REALIZAÇÃO COORDENAÇÃO DO CURSO ENDEREÇOS CARACTERIZAÇÃO DO CURSO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PERÍODO DE REALIZAÇÃO CARGA HORÁRIA CONVÊNIO NÚMERO DE VAGAS CLIENTELA ALVO JUSTIFICATIVA OBJETIVOS OBJETIVO GERAL OBJETIVO ESPECÍFICO ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DO CURSO PROCESSO SELETIVO E MATRÍCULA FUNCIONAMENTO DO CURSO CRONOGRAMA DAS DISCIPLINAS E CORPO DOCENTE EMENTÁRIOS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DADOS RELATIVOS À AVALIAÇÃO LINHAS DE PESQUISA DO CURSO DADOS RELATIVOS À MONOGRAFIA E AO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DADOS RELATIVOS AO CORPO DOCENTE ATA DO CONSELHO ACADÊMICO PLANILHA ORÇAMENTÁRIA CURRICULUM VITAE DOS DOCENTES DO CURSO

4 4 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO 1.1 CURSO: - Curso de Pós Graduação Lato Sensu em Assessoria de Comunicação e Mídias Digitais 1.2 ÁREA DO CONHECIMENTO: - Comunicação e Artes (Código n.º da Tabela da CAPES). 1.3 IES PROMOTORA: - Universidade do Contestado 1.4 LOCAL DE REALIZAÇÃO: - UnC Campus de Concórdia 1.5 COORDENAÇÃO DO CURSO - Coordenadora Técnica do Curso: Camila Candeia Paz Fachi - Coordenação de Pós-Graduação: Zita de Franceschi, Nicette Terezinha Sachett, Roberto Francisco de Barba 1.6 ENDEREÇOS Reitoria: Rua Atilio Faoro, Caixa Postal 17 Centro CACADOR SC Campus Universitário de Concórdia: Rua: Victor Sopelsa, 3000 Bairro: Salete Concórdia/SC. Fone: (49) Fone/Fax: (49)

5 5 2. CARACTERIZAÇÃO DO CURSO 2.1 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Conforme Resolução CEE/SC nº. 107/2007, Resolução CNE/CES nº. 001/2007 e Resolução UnC/CONSEPE nº. 257 / PERÍODO DE REALIZAÇÃO: Definido em Edital específico para o curso. 2.3 CARGA HORÁRIA: 360 h 2.5 CONVÊNIO ( ) Sim ( X ) Não 2.6 NÚMERO DE VAGAS: Será ofertado um número mínimo de 25 vagas e máximo de 40 vagas. 2.7 CLIENTELA ALVO: Profissionais da área de Comunicação Social, com ênfase para as habilitações de Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas, Rádio e TV, Marketing, Administração, Ciências Sociais e egressos de outros cursos de graduação que estejam interessados na área objeto de estudo.

6 6 3. JUSTIFICATIVA O atual contexto social tem exigido dos indivíduos uma transformação constante e adequação às mutações do mercado profissional. A qualificação tornouse fundamental para quem deseja conquistar espaço no campo acadêmico e profissional em diferentes áreas do conhecimento. Com esse objetivo, o presente projeto foi elaborado como forma de agregar conhecimento teórico e prático aos profissionais da grande área da comunicação e áreas afins. O Curso de Especialização em Assessoria de Comunicação e Mídias Digitais tem como objetivo proporcionar aos alunos reconhecer as práticas de atuação na área da Comunicação, com ênfase para o campo da Assessoria de Comunicação, incluindo a praxe das mídias digitais. Frente ao surgimento da Internet e os avanços da comunicação em nível global e de informação em tempo real, é praticamente impossível ficar excluído deste processo, tendo em vista as modificações ocasionadas nos meios de comunicação tradicionais frente ao uso das mídias digitais. Dessa forma, o Curso de Assessoria de Comunicação e mídias digitais tem como suporte sanar a lacuna de cursos de especialização na área, principalmente levando em consideração o expressivo número de profissionais formados pelo Curso de Comunicação Social Jornalismo da UnC e que atuam em assessorias de imprensa de órgãos públicos e privados da região. Ressalta-se ainda que empresas e instituições estão buscando cada vez mais inserir os fluxos de comunicação na gestão de suas empresas e, dessa forma, abre-se um leque de possibilidades de atuação para os egressos do próprio Curso. Neste aspecto, o Curso de especialização em Assessoria de Comunicação vem agregar qualidade e atender uma demanda reprimida dos profissionais que atuam à frente dos setores de comunicação das empresas. Para isso, serão abordados conteúdos específicos da área, tais como Gestão da Comunicação Organizacional, Técnicas de Assessoria de Comunicação, gestão e gerenciamento de crise, media training, entre outros. Além de qualificar os profissionais que já atuam ou desejam atuar no setor de assessoria organizacional, o Curso possibilita o conhecimento teórico e prático a respeito dos principais avanços da área de mídias digitais, considerando-se o uso das redes sociais, planejamento de produtos digitais, linguagem para meios on-line, entre outros aspectos relevantes para o exercício profissional. Diante disso, a finalidade é

7 7 agregar a visão mercadológica dos processos comunicacionais, preparando o aluno para entender as mudanças e se adaptar ao contexto em constante mutação. 4. OBJETIVOS 4.1 OBJETIVO GERAL Oferecer conhecimento teórico e prático para os profissionais interessados na área de assessoria de comunicação e mídias digitais; 4.2 OBJETIVO ESPECÍFICO Oportunizar qualificação aos profissionais para trabalhar na área de Assessoria de Comunicação, com ênfase para Mídias Digitais; Suprir a lacuna de cursos de especialização na área de Assessoria de Comunicação e Mídias Digitais; Aprofundar o conhecimento sobre a gestão comunicacional, principalmente a respeito do papel do jornalista na função de assessor de comunicação; Agregar conhecimento teórico e prático sobre as atividades de produção em mídias digitais para o campo da assessoria de comunicação.

8 8 5. ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DO CURSO 5.1 PROCESSO SELETIVO E MATRÍCULA O processo seletivo far-se-á através de edital próprio emitido pela Direção Acadêmica, onde constam: período de inscrição, critérios de seleção e matrícula. curso. a) Inscrição: o período de inscrição será realizado em Edital específico para o Documentos necessários: a) Requerimento de inscrição (fornecido pelo Campus); b) Curriculum Vitae atualizado; c) Seleção: O período de seleção será definido em Edital específico para o curso. Forma adotada: ( ) Provas ( ) Entrevista (X) Curriculum vitae ( )Outra:. b) Matrícula: O período de matrícula será definido em Edital específico para o curso. Documentos necessários: a) Cópia do Diploma de Curso Superior; b) Cópia do Histórico Escolar do Curso Superior; c) Uma foto 3 x 4; d) Cópia da certidão de nascimento ou casamento; e) Cópia do RG e CPF

9 9 5.2 FUNCIONAMENTO DO CURSO a) Início: Será definido em Edital específico para o curso. b) Horário do Curso (dias, horários e periodicidade): o curso será realizado em finais de semana, nos seguintes horários: nas sextas-feiras, das 19h00 às 23h00, e, nos sábados, das 8h00 às 12h00 e das 13h00 às 17h00, com periodicidade de aulas a cada 21 dias. 5.3 CRONOGRAMA DAS DISCIPLINAS E CORPO DOCENTE DISCIPLINAS H DOCENTE / CPF TÍTULAÇÃO/IES Comunicação e Planejamento 30h Margarida Maria Krohling Dra/USP Organizacional Kunsch Técnicas de Assessoria de Comunicação 30h Armando Medeiros de Faria Ms/USP Banco do Brasil Ferramentas de comunicação 30h Leandro Ramires Dr. UnC institucional Comassetto Opinião Pública e gerenciamento de crise 15h Cintia da Silva Carvalho Dra./Feevale Relacionamento 15h Cintia da Silva Carvalho Dra./Feevale com a Mídia -Media Training Gestão da Comunicação no 15h Monalisa Leal Pereira Esp./UCB setor público Embrapa Pauta, agenda e o calendário do 15h Douglas Fortes Ms/UnC assessor de comunicação Organização de eventos 15h Silvana Buriol Esp./RP Embrapa Trigo Planejamento de Marketing 30h Alcir Malacarne Ms UFRGS Desafios da comunicação na 30h Leandro Ramires Dr./UnC

10 10 era da Informação Comassetto Linguagem e texto digital 30h Nilson Lemos Lage h Planejamento de Produtos digitais Maria Clara Aquino h Redes sociais como ferramentas Bárbara Nickel de comunicação institucional Dr/UFSC Ms/Ulbra Ms/PUC Editora Zero Hora Grupo RBS. Legislação e direitos autorais na era da Internet 15h Camila Paz Fachi Metodologia da Pesquisa 30h Camila Paz Fachi TOTAL 360h Ms/UnC Ms/UnC Observação: caso haja impedimento para algum dos docentes previstos neste projeto assumir as respectivas aulas, o mesmo será substituído pela Coordenação do Curso por outro docente, atendendo as disposições do CEE-SC EMENTÁRIOS DAS DISCIPLINAS DO CURSO Comunicação e Planejamento Organizacional (30 horas) EMENTA: A presente disciplina tem como proposta teórica-prática propor o estudo sobre o conceito e evolução da comunicação e o seu planejamento em ambientes organizacionais. Além disso, a disciplina busca avaliar e caracterizar a comunicação e o planejamento em diferentes ambientes organizacionais, descrevendo os modelos de planejamento em comunicação, processos e planos estratégicos de comunicação organizacional: diagnóstico, programas e projetos. Também será abordado o uso da comunicação integrada e estudos de caso de planejamento em comunicação.

11 11 Bibliografia BUENO, Wilson. Comunicação empresarial: teoria e pesquisa. São Paulo: Manole, CURVELLO, João José Azevedo. Comunicação Interna e cultura organizacional. São Paulo: Scortecci, CARDOSO, Cláudio. Comunicação organizacional hoje novas tecnologias e novas perspectivas. Lauro de Freitas: Unibahia, FORTES, Waldyr Gutierrez. Pesquisa institucional. Diagnóstico organizacional para relações públicas. São Paulo, Atlas, FRANÇA, Fábio. Públicos: como identificá-los em uma nova visão estratégica. São Caetano do Sul, SP. Yendis Editora, GALERANI, Gilceana Soares Moreira. Avaliação em Comunicação Organizacional. Brasília/DF, Assessoria de Comunicação Social, 2006 KUNSCH, Margarida M.K. Planejamento de relações públicas na comunicação integrada. 4 ed. São Paulo, Summus, KUNSCH, Margarida M.K. (org.) Gestão estratégica em comunicação organizacional e relações públicas. 1 ed. São Caetano do Sul, SP, Difusão, HENRIQUES, Márcio S.etal. Comunicação e estratégias de mobilização social. 2ed. Belo Horizonte: Autêntica, NASSAR, Paulo. Tudo é comunicação. São Paulo: Lazuli Editora, OLIVEIRA, Djalma. Planejamento estratégico. São Paulo: Atlas, VASCONCELOS, Luciene Ricciotti. Planejamento de comunicação integrada: manual de sobrevivência para as organizações do século XXI. São Paulo, Summus, VIANA, Francisco. Comunicação Empresarial de A a Z: temas úteis para o cotidiano e o planejamento estratégico. São Paulo: CLA Editora, 2004.

12 12 TORQUATO, Gaudêncio. Tratado de comunicação: organizacional e política. São Paulo: Thomson Pioneira, Técnicas de Assessoria de Comunicação (30 horas) EMENTA: A disciplina estabelece como ponto de partida o conhecimento teórico e prático sobre a origem, conceito, organização, implementação de uma Assessoria de Comunicação para instituições públicas e privadas. O papel do assessor de comunicação no planejamento, atendimento e execução de atividades de comunicação direcionadas à construção da imagem organizacional; A função do assessor de comunicação, estrutura, processos e estratégias de uma assessoria de comunicação. Discurso e posicionamento institucional, instrumentos de avaliação de resultados. Bibliografia CASSIANO, Angela; SMANIOTTTO, Suze. 20 anos de boas notícias: práticas de assessoria de imprensa. São Paulo: Sá Editora, CHINEM, Rivaldo. Assessoria de imprensa: como fazer. São Paulo: Summus, Comunicação Empresarial: teoria e o dia a dia das assessorias de comunicação. São Paulo: Horizonte, DUARTE, Jorge (Org.). Assessoria de imprensa e relacionamento com a mídia: Teoria e técnica. 2. ed. São Paulo: Atlas FEDERAÇÃO Nacional dos Jornalistas. Manual dos jornalistas em assessoria de comunicação. 3. ed. Brasília, GAUDÊNCIO, Torquato. Jornalismo empresarial. 2. ed. São Paulo: Summus, Tratado de Comunicação Organizacional e Política. São Paulo: Cengage Learning, 2010.

13 13 KOPPLIN, Elisa; FERRARETO, Luiz Artur. Assessoria de Imprensa: Teoria e Prática. Porto Alegre: Sagra, KUNSCH, Margarida. Planejamento de relações públicas na comunicação integrada. São Paulo: Summus, Obtendo resultados com relações públicas. São Paulo: Pioneira, LARA, Maurício. As sete portas da comunicação pública: Como enfrentar os desafios de uma assessoria. Belo Horizonte: Gutenberg, LOPES, Boanerges. O que é assessoria de imprensa. São Paulo, Brasiliense, Abaixo o nada a declarar! O assessor de imprensa na era da globalização. Rio, Zabelê, FERRAMENTAS DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL (30 horas) EMENTA: Enfoca-se a discussão em torno do uso das ferramentas de comunicação em uma assessoria de comunicação. Identificar e compreender os mecanismos usados para a divulgação das atividades institucionais. Definição dos públicos, conceitos e características das publicações e veículos institucionais de comunicação. Planejamento e execução de produtos e serviços, tais como release, press kit, house organ e home page, clipping, mailing list, entre outros. BIBLIOGRAFIA DOTY, Dorothy I. Divulgação Jornalística & Relações Públicas. São Paulo, Cultura Editores Associados, 1995 KOPPLIN, Elisa e FERRARETO, Luiz Artur. Assessoria de imprensa: teoria e prática. Porto Alegre,Sagra, 1993.

14 14 LEMOS, C. & DEL GAUDIO R. Publicações Jornalísticas Empresariais. In: DUARTE J. (Org.) Assessoria de Imprensa e Relacionamento com a Mídia: Teoria e Técnica. São Paulo: Atlas, LIMA, Gerson Moreira. Releasemania. São Paulo, Summus Editorial, LOPES, Boanerges. Abaixo o nada a declarar! O assessor de imprensa na era da globalização. Rio, Zabelê, PALMA, Jaurês Rodrigues. Jornalismo Empresarial. Porto Alegre: Sagra: DC Luzzatto, 1994, 2 a. Edição RANÇA, Fábio & FREITAS, Sidinéia Gomes. Manual da qualidade em projetos de comunicação. São Paulo, Pioneira, ROSA, José A; CUNHA, Thereza Cristina Guerra da. Jornal de Empresa: criação, elaboração e administração. São Paulo: STS, ROSA, José A ; LEÓN, Maria Lenilde Plá de. Jornal de Empresa na prática. São Paulo: STS, 1992 SANTOS, João Moreira. Imprensa Empresarial: da informação à comunicação. Lisboa: Asa, GAUDENCIO, Torquato. Comunicação Empresarial, Comunicação Institucional: conceitos, estratégias, sistemas, estrutura, planejamento e técnicas. São Paulo: Summus, OPINIÃO PÚBLICA E GERENCIAMENTO DE CRISE (15 HORAS) EMENTA: Enfoca o conhecimento em torno da importância e influencia da opinião pública e o gerenciamento de crise em uma organização, levando em consideração o conhecimento teórico e prático sobre: conceito de público e opinião pública, classificação de públicos, influencia da opinião pública nas decisões de

15 15 comunicação organizacional, definição de crise, tipos/situações de crise e riscos de imagem, medidas preventivas, comitê de crise, relacionamento com imprensa em momentos de crise, análise de cases de situações de crise. Bibliografia COSTA, Roberto Z. Gerenciamento de crises em segurança empresarial e seqüestros. São Paulo: Ciência Moderna, NEVES, Roberto de Castro. Crises empresariais com a opinião pública - Rio de Janeiro: Mauad, HELLER, Robert. Gerenciar Equipes. Publifolha, São Paulo, PIRES, Luiz Zini. 71 segundos, o jogo de uma vida. L&PM Editores. Porto Alegre, SUSSKIND, Lawrence; FIELD, Patrick. Em crise com a opinião pública. São Paulo: Futura, ROSA, Mário. A era do escândalo: lições, relatos e bastidores de quem viveu as grandes crises de imagem. São Paulo: Geração Editorial, BARBEIRO, Heródoto. Você na telinha: como usar a mídia a seu favor. SP, Editora Futura, RELACIONAMENTO COM A MÍDIA - MEDIA TRAINING (15h) EMENTA: Abordar o relacionamento do assessor de comunicação com a mídia (Media Training), com destaque para as práticas eficazes de atendimento à imprensa, postura, ações e treinamento do assessor de comunicação. A disciplina enfoca também a importância da identificação, pelo assessor, da relação entre a organização e a mídia, os modos de relacionamento existentes, características e postura adequada de interação com os veículos de comunicação. Relacionamento com o assessorado e análise de cases.

16 16 Bibliografia BARROS, Antonio, DUARTE, Jorge e MARTINEZ, Regina. Comunicação: discursos, práticas e tendências. Brasília, Ed. Rideel/Uniceub, BARBEIRO, Heródoto. Media Training. São Paulo: Saraiva, CURVELLO, João José. Comunicação interna e cultura organizacional. São Paulo: Ed. Scortecci, DIAS, Vera. Como virar notícia e não se arrepender no dia seguinte. Rio de Janeiro: Objetiva, DUARTE, Jorge (org.). Assessoria de Imprensa e Relacionamento com a Mídia. São Paulo: Ed. Atlas, FARIA, Armando Medeiros e FORNI, João José. Manual de Imprensa: guia para entender e aperfeiçoar o relacionamento com a imprensa. Brasília, Ed. Charbel, LUCAS, Luciane. Media Training. São Paulo: Summus, NASSAR, Paulo; FIGUEIREDO, Rubens. O Que é Comunicação Empresarial. SP, Brasiliense, NASSAR, Paulo; GOMES, Nelson. A comunicação da pequena empresa. SP, Globo, NOGUEIRA, Nemércio. Media Training: melhorando as relações com os jornalistas...de olho no fim da comunicação social. SP, Cultura Associados, PASSADORI, Reinaldo; ASSAD, Nancy Alberto. Media Training como construir uma comunicação eficaz com a imprensa e sociedade. São Paulo: Gente, VILELA, Regina. Quem tem medo da imprensa? Como e quando falar com jornalistas Guia básico de media training. Rio de Janeiro: Campus, GESTÃO DA COMUNICAÇÃO EM SETOR PÚBLICO (15 HORAS)

17 17 EMENTA: A disciplina enfoca a comunicação na gestão pública, levando em consideração as características que permeiam a forma de gerenciar a comunicação em entidades e instituições públicas. Para isso, será realizada uma abordagem sobre o conceito de público e privado, a estratégia de comunicação em órgãos públicos e o papel da assessoria de comunicação na gestão pública. A relação da assessoria de comunicação em órgão público com a mídia e a função da comunicação na administração pública. Bibliografia CITELLI, Adilson. Linguagem e persuasão. 8 ed. São Paulo, Ática, DUARTE, Jorge. Comunicação Pública: Estado, Mercado, Sociedade e Interesse Público. São Paulo: Atlas, EID, Marco Antonio de Carvalho. Entre o poder e a mídia. São Paulo: M Books, Estado de SP, GRAU, Nuria Cunill. Repensando o público através da sociedade: Novas formas de gestão LARA, Maurício. Sete portas da comunicação pública. São Paulo: Gutenberg, LIMA, Maria de Fátima. No Fio da Esperança: Política pública de comunicação e tecnologias da informação e da comunicação. São Paulo: Edufal, MOTTA, Luiz Gonzaga (org.). Imprensa e Poder. Brasília. Editora Unb e Imprensa Oficial do OLIVEIRA, Maria José da Costa. Comunicação Pública. Alínea, pública e representação social. Rio de Janeiro: Revan., Brasília, ENAP, VIEIRA DA COSTA, João Roberto (org). Comunicação de interesse público: idéias que movem pessoas e fazem um mundo melhor. São Paulo, Jaboticaba, PAUTA, AGENDA E CALENDÁRIO DO ASSESSOR DE COMUNICAÇÃO (15 Horas)

18 18 EMENTA: A disciplina tem como enfoque abordar a teoria da Agenda Setting sob a perspectiva do exercício da função de assessor de comunicação. Conceito e uso do processo de agendamento da informação na gestão da assessoria, a definição da pauta e o calendário do assessor de comunicação. Bibliografia CARVALHO, Claudia; REIS, Léa Maria. Manual Prático de Assessoria de Imprensa. São Paulo: Elsevier, CHINEM, Rivaldo. Assessoria de imprensa: como fazer. São Paulo: Summus, Comunicação Empresarial: teoria e o dia a dia das assessorias de comunicação. São Paulo: Horizonte, MAMOU, Yves. A Culpa é da Imprensa: ensaio sobre a fabricação da informação. SP, Marco TRAQUINA, Nelson. O estudo do jornalismo no século XX. São Leopoldo: Editoria Unisinos, WOLF, Mauro. Teorias da Comunicação. Lisboa: Editorial Presença, Zero, ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS (15 horas) EMENTA: A disciplina tem caráter prático, enfatizando uma das funções do assessor de comunicação no que tange a organização de eventos, o cerimonial e protocolo. Será realizada abordagem sobre o conceito de evento, cerimonial e protocolo; técnicas e métodos na organização, planejamento, análise e controle na execução de eventos. Organização de eventos públicos e empresariais: tipos e modalidades. Símbolos Nacionais: bandeiras e hinos. Normas de conduta e comportamento social, formas de tratamento. Bibliografia CESCA, Cleuza G. Gimenes. Organização de Eventos - Manual para Planejamento e Execução SUMMUS.

19 19 DUARTE, R.R. Como organizar eventos: congressos, seminários, feiras e exposições. São Paulo: RD Eventos Consultoria e Organização de Eventos S/C Ltda, Apostila GIACAGLIA, Maria Cecília. Organização de Eventos - Teoria e Prática. São Paulo: THOMSON, MATIAS, Marlene. Organização de eventos. 3 ed. Barueri:Manole, ZANELLA, Luiz Carlos. Manual de Organização de eventos: planejamento e operacionalização. 3 ed. São Paulo:Atlas, PLANEJAMENTO DE MARKETING (30 HORAS) EMENTA: Importância do Marketing na gestão organizacional, conceito de marketing, princípios e composto de marketing (4 ps). Estratégias genéricas de marketing e posicionamento competitivo para uma organização. Elaboração de plano de marketing para assessoria de comunicação. Bibliografia CHURCHILL, G. A. Marketing, Criando Valor para o Cliente. São Paulo: Saraiva, COBRA, M. Administração de Marketing: criando valor para o cliente. São Paulo: Atlas, DIAS, Sergio Roberto (coord.). Gestão de marketing. São Paulo: Saraiva, FISCHMANN, A. A.; ALMEIDA, M. I. R. Planejamento Estratégico na Prática. São Paulo: Atlas,1990. HOOLEY, Graham J.; SAUNDERS, John A.; PIERCY, Nigel F. Estratégia de marketing e posicionamento competitivo. 2 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, KOTLER, P. Administração de Marketing: Análise, Planejamento e controle. 5º ed. São Paulo: Atlas, Marketing par o século XXI. 2º ed. São Paulo: Futura, ; KELLER, Kevin Lane. Administração de marketing. 12. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.

20 20 LUPETTI, Marcélia. Planejamento de comunicação. 2. ed. São Paulo: Futura, MALHOTRA, N. K. Pesquisa de Marketing: uma criação prática. Porto Alegre: Bookman, NEVES, Marcos Fava. Planejamento e gestão estratégica de marketing. São Paulo: Atlas, OGDEN, James R. Comunicação integrada de marketing: modelo prático para um plano criativo e inovador. São Paulo: Prentice Hall, WESTWOOD, J. O plano de Marketing. São Paulo: Makron Books, OS DESAFIOS DA COMUNICAÇÃO NA ERA DA INFORMAÇÃO (30 horas) EMENTA: A disciplina tem como enfoque contextual os rumos e desafios da comunicação diante o processo contemporâneo de reformulação da realidade e da sociedade perante o surgimento e consolidação da sociedade da informação. Avaliar as mudanças provocadas na sociedade pela era da informação digital, estrutura e implicações sociais. O impacto das novas mídias na sociedade. Adequação dos meios de comunicação à informação em tempo real. Bibliografia BECERRA, Martín. Sociedad de la Información: proyecto, convergência, divergência. Buenos Aires: Grupo Editorial Norma, CASTELLS, Manuel. A galáxia da internet. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, DOWBOR, L., IANNI, O. Desafios da comunicação. Petrópolis: Vozes, HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, KELLNER, Douglas. A cultura da mídia. Bauru: EDUSC, LÉVY, P. As tecnologias da inteligência. Rio de Janeiro: Editora 34, 1993.

21 21 NEGROPONTE, Nicolas. A vida digital. São Paulo: Companhia das Letras, PRADO, J. L. A. Crítica das práticas midiáticas: da sociedade de mass às ciberculturas. São Paulo: Hacker, STRAUBHAAR, Joseph; LAROSE, Robert. Comunicação, Mídia e Tecnologia. São Paulo: Pioneira Thomson, LINGUAGEM E TEXTO DIGITAL (30 horas) EMENTA: A disciplina tem caráter teórico-prático e visa aprofundar o conhecimento em torno da teoria e prática da linguagem jornalística para ambientes digitais, de forma principal na produção do jornalismo on-line. Dentre os temas a serem abordados a disciplina analisa a estrutura da linguagem e texto jornalístico, com ênfase para os veículos de comunicação voltados para a Internet. A disciplina busca também determinar a concepção do que seja hipertexto e suas características, promovendo uma análise sobre as diferenças entre o texto jornalístico tradicional e o texto jornalístico para os meios digitais. Experimentação e produção de textos jornalísticos tradicionais. Bibliografia BACCEGA, M. A. Comunicação e linguagem: discursos e ciência. São Paulo: Moderna, CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, A galáxia da internet. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, FERRARI, Pollyana. Jornalismo Digital. São Paulo: Editora Contexto, Hipertexto, hipermídia: as novas ferramentas da comunicação digital. GREGOLIN, M. R. Análise do discurso e mídia: a (re)produção de identidades. Em Comunicação, mídia e consumo. Ano 4, vol. 4, no. 11. São Paulo: ESPM, LAGE, Nilson. Estrutura da Notícia. Ática: São Paulo, Linguagem Jornalística. Ática: São Paulo, 1999.

22 22 LÉVY, P. As tecnologias da inteligência. Rio de Janeiro: Editora 34, Cibercultura. Editora 34, São Paulo,1999. MACHADO, Elias. O Ciberespaço como Fonte para os Jornalistas. Salvador: Calandra, MAINGUENEAU, D. Análise de textos de comunicação. S. Paulo: Cortez Editora, 2001 MIRANDA, Luciano. Jornalismo On-Line. Passo Fundo: UPF Editora, MOHERDAUI, Luciana. Guia de estilo Web: Produção e edição de notícias on-line. 2.ed. São Paulo: Senac, MORAES, D. (Org.). Por uma outra comunicação. Rio de Janeiro: Record, MOURA, Leonardo. Como escrever na Rede. São Paulo : Record, NEGROPONTE, N. A vida digital. São Paulo: Companhia das Letras, PALACIOS, Marcos; RIBAS, Beatriz. Manual de Laboratório de Jornalismo na Internet. Salvador: Edufba, 2008 PINHO, J. B. Jornalismo na Internet: planejamento e produção da informação on-line. São Paulo: Summus Editorial, RODRIGUES, Bruno. Webwriting: pensando o texto para a mídia digital. São Paulo: Berkeley Brasil, SOUZA, S.A.F. Conhecendo a análise de discurso: linguagem, sociedade e ideologia. Manaus: Valer, SQUIRRA, Sebastião. online. São Paulo : CJE/ECA/USP, XAVIER, A. C. (Orgs.) Hipertextos e gêneros digitais. 2 ed. Rio de Janeiro: Lucerna, PLANEJAMENTO DE PRODUTOS DIGITAIS (30 HORAS) EMENTA: A disciplina visa refletir sobre as possibilidades e potencialidades da comunicação digital nas empresas públicas ou privadas, através do conceito de

23 23 hipermídia, abordando o uso das novas mídias (Internet, jornalismo on line, tv web, rádio web e novos formatos digitais). O enfoque teórico e prático da disciplina busca contextualizar o uso dessas novas mídias e a relação com as atividades de assessoria de comunicação, ressaltando a convergência entre as mídias digitais e o trabalho do assessor de comunicação. Bibliografia BRITTOS, Valério. Recepção e TV a Cabo: a força da cultura local. 2. ed. São Leopoldo: Unisinos, FERRARI, Pollyana. Hipertexto, hipermídia: as novas ferramentas da comunicação digital.. Jornalismo Digital. São Paulo: Editora Contexto, MORAIS, Felipe. Planejamento estratégico Digital. São Paulo: Brasport, PINHO, J. B. Jornalismo na Internet: planejamento e produção da informação on-line. São Paulo: Summus Editorial, ULBRICHT, Vânia Ribas.Ambientes Adaptativos trilhando novos caminhos para a hipermídia. São Paulo: Ciência Moderna, REDES SOCIAIS COMO FERRAMENTAS DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL (30 HORAS) EMENTA: A disciplina tem como objetivo promover o conhecimento em torno dos principais aspectos teóricos das redes sociais, origem, evolução, características e reflexos na comunicação. Tipos de redes sociais (orkut, facebok, twittter) e o impacto das redes sociais na sociedade contemporânea, levando em consideração as inovações, linguagem e interfaces. Busca-se também avaliar o uso das redes sociais como ferramentas de comunicação organizacional e como as mesmas podem contribuir para a construção da imagem da instituição pública e/ou privada. Bibliografia

24 24 BELL, Gavin. Criando Aplicações para Redes Sociais - Estabelecendo Comunidades On-line no Coração de seu Site. Novatec, CIPRIANI, Fábio. Blog corportivo: aprenda como melhorar o relacionamento com seus clientes e fortalecer a imagem da sua empresa. São Paulo, Editora Novatec, 2006 GOOSSEN, Richard. E-empreendedor A força das redes sociais para alavancar seus negócios e identificar oportunidades. RAMOS, Tagil Oliveira. Twitter, Chiclete & Camisinha: Como Construir Relacionamentos e Negócios Lucrativos em Redes Sociais. NOVATEC. RECUERO, Raquel. Redes sociais na Internet. São Paulo: Sulina, THOMAS, Robert J.; CROSS, Robert. Redes sociais: como empresários e executivos de vanguarda as utilizam para obtenção de resultados. São Paulo: Gente, LEGISLAÇÃO E DIREITOS AUTORAIS NA ERA DA INTERNET (15 HORAS) EMENTA: Legislação brasileira sobre a imprensa e as mudanças após as decisões do Supremo Tribunal Federal. Direito autoral e direitos de imagem na era da Internet. Análise de cases. BIBLIOGRAFIA ANDRÉ, Alberto. Ética e Códigos da Comunicação Social. Porto Alegre: Sagra, BAGDIKIAN, Ben. O monopólio da mídia. São Paulo: Scritta, BARBOSA, R. A imprensa e o dever da verdade. São Paulo: EDUSP, COSTA, Caio Túlio. O relógio de Pascal: a experiência do primeiro ombudsman da imprensa brasileira. São Paulo: Siciliano, DI FRANCO, Carlos Alberto. Jornalismo, ética e qualidade. Petrópolis: Vozes, ELLIOT, D. Jornalismo versus privacidade. Rio de Janeiro: Nórdica, 1986.

25 25 GANDELMAN, Henrique. De Gutenberg à Internet Direitos Autorais na Internet. São Paulo, Rio de Janeiro: Editora Record, KARAM, Francisco José. Jornalismo, ética e liberdade. São Paulo: Summus, KUCINSKI, Bernardo. A síndrome da antena parabólica: ética no jornalismo. MEYER, Philip. A ética no jornalismo. Rio de Janeiro: Forense, NUZZI, Erasmo F. e BARROS F. Clóvis. Globalização, mídia e ética. São Paulo: Plêiade, PEREIRA, J. Comunicação e direito de expressão. São Paulo: Morus, METODOLOGIA DA PESQUISA (30 HORAS) EMENTA: A disciplina busca refletir os métodos, técnicas e estratégias de pesquisa. O método de pesquisa na área da comunicação. Bibliografia 1 AAKER, David A. Pesquisa de Marketing. São Paulo: Atlas, DEMO, Pedro. Metodologia Científica em Ciência Sociais. 3. ed. São Paulo: Atlas, DUARTE, Jorge; BARROS, Antônio. Métodos e Técnicas de Pesquisa em Comunicação. São Paulo: Atlas, GOLDENBERG, Mirian. A Arte de Pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. 4. ed. Rio de Janeiro: Record, PÁDUA, Elisabete Matallo Marchesini de. Metodologia da Pesquisa: abordagem teóricoprática. 6. ed. Campinas: Papirus, REA, Louis M. Metodologia de Pesquisa: do planejamento à execução. São Paulo: Pioneira, RÜDIGER, Francisco. Ciência Social Crítica e Pesquisa em Comunicação: trajetória

26 26 histórica e elementos de epistemologia. São Leopoldo: Unisinos, DADOS RELATIVOS À AVALIAÇÃO CRITÉRIOS E INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO DA INSTITUIÇÃO RESOLUÇÃO UnC- CONSEPE 257/2008. O processo de avaliação será definido pelos professores ministrantes de cada disciplina, podendo constar de: I. Participação em aulas; II. Freqüência (pontualidade e assiduidade); III. Contribuições; IV. Domínio de conteúdo; V. Outros, em conformidade com a Coordenadoria de Pós-Graduação dos Campi Universitários. São considerados Instrumentos de Avaliação: I. Provas; II. Trabalhos individuais; III. Trabalhos em equipe; IV. Questionários/Levantamentos; V. Entrevistas; VI. Seminários; VII. Relatórios diversos; VIII. Projeto de pesquisa monográfica; IX. Relatório de pesquisa monográfica; X. Elaboração de TCC ou monografia; XI. Outros, em conformidade com a Coordenadoria de Pós-Graduação dos Campi Universitários. INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

27 27 A utilização de critério ou de instrumentos de avaliação diversos aos citados, só poderá ser feita com a anuência do Coordenador do Curso e do Coordenador de Pós-Graduação. Ter-se-á como aprovado o pós-graduando dos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu que satisfizer os seguintes requisitos básicos: I. Obtenção do número mínimo de horas/aula definidas no Projeto do Curso; II. Freqüência mínima de 75% em cada disciplina: III. Obtenção de média igual ou superior a 7,0, em cada disciplina; 5.6 LINHAS DE PESQUISA DO CURSO O presente projeto respeita as determinações contidas na Resolução UnC- CONSEPE 152/2004, que estabelece que os cursos de pós-graduação Lato Sensu deverão ser projetados em conformidade com a POLÍTICA DE PESQUISA da UnC, aprovada pela Resolução UnC/CONSEPE 094/2004, aprovada em 17/09/2004. Neste sentido, as monografias devem ser desenvolvidas, sempre que possível, de acordo com as linhas de pesquisa dos grupos de pesquisa existentes e atuando na UnC, na área de conhecimento do curso. 5.7 DADOS RELATIVOS À MONOGRAFIA E AO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC Deverá seguir a legislação vigente: Resolução CNE/CES 1/2001, Resolução CEE-SC 001/2001 e regimentos 257/2008 da UnC. A monografia ou TCC deverão ser elaborados respeitando as normas e metodologia da ABNT e da UnC. A Monografia ou TCC deve ser entregue à Coordenadoria de Pós- Graduação, em encadernação padrão e em conformidade com o manual de Normalização dos Trabalhos Acadêmicos da UnC, em 1 (uma) via, e com cópia em arquivo digital, em meio magnético.

28 28 Para ser aprovado, o aluno deverá obter na monografia ou TCC nota igual ou superior a 7,0. A monografia ou TCC que receber nota inferior a 7,0 deverá ser refeita e submetida à nova apreciação, dentro do prazo legal. A apreciação da monografia ou TCC será feita pelo Professor Orientador ou professor designado para tal fim. 5.8 DADOS RELATIVOS AO CORPO DOCENTE - No. total de docentes que ministrarão o curso: 12 (doze) docentes. - No. de docentes pertencentes ao quadro da UnC: 03 (três) docentes. - No. de docentes externos à UnC: 09 (nove) docentes. -Titulação: - Número de Especialistas: 02 (dois) docentes. - Número de Mestres: 06 (seis) docentes. - Número de Doutores: 04 ( quatro) docentes.

29 29 CURRICULUM VITAE DOS DOCENTES DO CURSO CURRICULUM VITAE RESUMIDO DO DOCENTE I.IDENTIFICAÇÃO NOME: ALCIR ROBERTO MALACARNE ESTADO CIVIL: NASCIMENTO: / / SEXO: Masculino CPF: INSTITUIÇÃO: PROMARKET Desenvolvimento Empresarial Ltda CARGO/FUNÇÃO: ENDEREÇO: Rua: Lava Pés, 878/404 Centro. CEP: CIDADE: Passo Fundo/RS TELEFONE: DDD (054) TELEFAX: II - FORMAÇÃO: ÁREA/SUBÁREA DO CONHECIMENTO INSTITUIÇÃO ANO DE INÍCIO Graduação Administração URI ANO DE CONCLUSÃO

30 30 Especialização Marketing URI Mestrado Administração UFRGS Doutorado Pós- Doutorado III - ATIVIDADES DOCENTES: DISCIPLINAS LECIONADAS GR/PG INSTITUIÇÃO PERÍODO Marketing Estratégico PG UNOESC 2005 Comunicação no marketing PG UNOESC 2004 de relacionamento Administração Mercadológica GR UNOESC 2000/2001 Marketing Internacional GR UNOESC 2000/2001 Fundamentos de Marketing PG UnC 2003/2004 Marketing de Serviços PG UnC 2003/2004 Tópicos Avançados de PG UnC 2003/2004 Marketing Cultura, Ética e PG UnC 2001 Administração Participativa Gestão Mercadológica PG ULBRA 2005 Marketing e Processo PG FARS 2003/2004 Decisório IV - ATIVIDADES NÃO DOCENTES CARGO OU FUNÇÃO INSTITUIÇÃO PERÍODO Treinamento e Consultoria PROMARKET 2002-Atual Empresarial CURRICULUM VITAE RESUMIDO I - IDENTIFICAÇÃO:. NOME: NILSON LEMOS LAGE. ESTADO CIVIL: casado NASCIMENTO: 21/11/1936 SEXO: masculino. CPF: INSTITUIÇÃO: Universidade Federal de Santa Catarina CARGO/FUNÇÃO: Professor titular (aposentado). ENDEREÇO: Servidão Pedro Edmundo Bittencourt, 86, Quadra D, ap.104 Rio Tavares

31 31. CEP: CIDADE: Florianópolis UF: Santa Catarina. TELEFONE: (48) PIS/PASEP ou INSS: II - FORMAÇÃO: ÁREA/SUBÁREA DO CONHECIMENTO INSTITUIÇÃ O Graduação Letras UFRJ Especializaçã o Mestrado Comunicação UFRJ Doutorado Lingüística e Filologia UFRJ ANO INÍCIO ANO CONCL USÃO III - ATIVIDADES DOCENTES: DISCIPLINAS 1º G 2º/ INSTITUIÇÃO PERÍODO LECIONADAS GR./PG./EXT. Área de Jornalismo - Comunicação Nos três níveis UFRJ- UFSC De l970 a 2008 Área de Lingüística Em PG UFSC ORIENTAÇÃO DOS ALUNOS GRADUAÇÃO INSTITUIÇÃO PERÍODO (PET/IC/OUTROS) Dezenas em graduação (TFC e UFSC e outras De l970 a IC). Especialização, Mestrado, 2008 Doutorado. Vedr Currículo Lattes) IV - ATIVIDADES NÃO DOCENTES CARGO OU FUNÇÃO INSTITUIÇÃO PERÍODO Redator, Editor, Diretor de Redação, Gerente de Informação, Assessor de Imprensa etc Diário Carioca, Jornal do Brasil, Ultima Hora, O Globo, Bloch Editores, Estado de Minas, TV De 1954 a 1990

32 32 Educativa, Eletrobrás, Rede Ferroviária Federal etc. V - PRODUÇÃO CIENTÍFICA/TÉCNICA/ARTÍSTICA RELEVANTE NOS ÚLTIMOS 05 ANOS * Livros: A Reportagem (Record); Teoria e Técnica do Texto Jornalístico (Elzevier-Campus); Atualização de Estrutura da Notícia e Linguagem Jornalística, ambos com primeira edição em 1985, reeditadas desde então (Ática). Artigos, resenhas, participação em bancas etc. Artigos completos publicados em periódicos 1. LAGE, N. L.. PARA IR MAIS LONGE NO ESTUDO DO JORNALISMO. Observatório da Imprensa (São Paulo), São Paulo - Rio de Janeiro, v. web, LAGE, N. L.. CRISE DE IMAGINAÇÃO E DE INTELIGÊNCIA. Observatório da Imprensa (São Paulo), Rio de Janeiro - São Paulo, v. web, LAGE, N. L.. ENSAIO DE ORQUESTRA. Observatório da Imprensa (São Paulo), Rio de Janeiro - São Paulo, v. web, LAGE, N. L.. ME DÁ UM DINHEIRO AÍ. Observatório da Imprensa (São Paulo), Rio de Janeiro - São Paulo, v. web, LAGE, N. L.. DIÁRIO CARIOCA: O PRIMEIRO DEGRAU PARA A MODERNIDADE. Estudos Em Jornalismo e Mídia, Florianópolis - Santq Catarina, v. 1, n. n. 1, p , LAGE, N. L.. O CASTELO DAS CINCO HORAS. Observatório da Imprensa (São Paulo), São Paulo, v. n. 272, n. 13/04/2004, LAGE, N. L.. UM SONHO DE MEIO SÉCULO. Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. n. 3, p. 5-5, LAGE, N. L.. POR QUE E COMO VÃO DESTRUIR A UNIVERSIDADE PÚBLICA, CHAVE DO PROGRESSO CIENTÍFICO, TECNOLÓGICO E CULTURAL DO BRASIL.. Comunicação & Política, Rio de Janeiro, v. IX, n. n.2, p , 2004.

33 33 9. LAGE, N. L.. HÁ FUTURO PARA O JORNAL IMPRESSO?. Pauta Geral, Salvador, BA, v. ano 11, n. n. 6, p , LAGE, N. L.. A REPRODUÇÃO NO ENSINO BÁSICO DA CONDIÇÃO DE DEPENDÊNCINA QUE CONVÉM ÀS ELITES BRASILEIRAS. Comunicação & Política, Rio de Janeiro, v. 22, n. 3, p , LAGE, N. L.. A ESCOLA MUDA DE PERFIL. MUDA?. Observatório da Imprensa (São Paulo), São Paulo, v. n. 218, n. )9/04/2003, LAGE, N. L.. JORNALISMO DE PRECISÃO E REPORTAGEM ASSISTIDA POR COMPUTADOR. Observatório da Imprensa (São Paulo), São Paulo, v. n. 218, n. 09/04/2003, p. web, LAGE, N. L.. AJUNTAR AS PEÇAS, DO OVO À SERPENTE. Observatório da Imprensa (São Paulo), São Paulo, v. N. 227, n. 03/06/2003, LAGE, N. L.. SER OU ESTAR, EIS A QUESTÃO. Observatório da Imprensa (São Paulo), São Paulo, v. n. 244, LAGE, N. L.. EXORBITÂNCIAS DA TELA E DA TOGA. Observatório da Imprensa (São Paulo), São Paulo, v. n. 243, LAGE, N. L. ; DITTRICH, I. J.. IDEOLOGIA E MARKETING: O ESPAÇO DA OPINIÃO NAS EDITORIAIS ECONÔMICAS DOS MAGAZINES BRASILEIROS DE INFORMAÇÃO GERAL BRASILEIRAS. Sala de Prensa, Ciudad de México, México., v. 2, n. no. 59, LAGE, N. L.. PARA QUE SERVE UM CURSO DE JORNALISMO. Observatório da Imprensa (São Paulo), São Paulo, n. 158, p. 1-15, LAGE, N. L.. À FRENTE, O PASSADO. Comum (Rio de Janeiro), Rio de Janeiro, v. 7, p , MATTOZO, V. ; LAGE, N. L. ; CAMARGO, C. B.. PERIODISMO APLICADO AL AREA DE ENERGIA; MEDIO DIGITAL DE INFORMACIÓN CIENTÍFICA Y TECNOLÓGICA. Revista Latina de Comunicación Social, La Laguna (Tenerife), Espanha, LAGE, N. L.. POR A MAIS B, A TÉCNICA DA NOTÍCIA. INTERCOM (São Paulo), São Paulo, v. XXV, n. no. 1, p , LAGE, N. L.. NO FUTURO DO JORNALISMO, A INTEGRAÇÃO COM OS COMPUTADORES. Ensaios Comunicação Em Revista, Palmas, TO, v. 1, n. 1, p , 2002.

34 LAGE, N. L.. CNPq DE COSTAS PARA O FUTURO. Observatório da Imprensa (São Paulo), São Paulo, LAGE, N. L.. A ERA DAS MÁQUINAS INTELIGENTES, ANO I. Observatório da Imprensa (São Paulo), São Paulo, v. n. 196, LAGE, N. L.. CIBERELEIÇÕES E CIBERJORNALISTAS. Observatório da Imprensa (São Paulo), São Paulo, v. n, 195, LAGE, N. L. ; DITTRICH, I. J.. IDEOLOGIA E MARKETING: O ESPAÇO DA OPINIÃO NAS EDITORIAS ECONÔMICAS DOS MAGAZINES SEMANAIS DE INFORMAÇÃO. Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, São Paulo, v. XXV, n. jul/dez, p , LAGE, N. L.. A SALA DE AULA DO MUNDO (ENTREVISTA). Observatório da Imprensa (São Paulo), São Paulo, v. n. 439, n. 136, p. 1-11, LAGE, N. L.. A BOLHA IDEOLÓGICA E O DESTINO DO JORNALISMO. Sala de Prensa, México, DF, v. anoiii, n. vol2, p. 1-11, LAGE, N. L.. A BOLHA IDEOLÓGICA E O DESTINO DO JORNALISMO. Alceu(PUCRJ), Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, p , LAGE, N. L.. UMA CABEÇA, UMA SENTENÇA. Observatório da Imprensa (São Paulo), São Paulo, v. n.146, p. 1-11, LAGE, N. L. ; CAMARGO, C. B. ; MATTOZO, V.. TRABALHO DE JORNALISMO CIENTÍFICO PARA CONSERVAÇÃO DE ENERGIA: FUNDAMENTOS DE UMA PROPOSTA. Revista Latina de Comunicación Social, La Laguna (Tenerife), v , LAGE, N. L. ; LIMA, L.. POSSIBILIDADE APLICAÇÃO DO JORNALISMO DE PRECISÃO AO JORNALISMO CIENTÍFICO. Sala de Prensa, Mexico,DF, v. 2/ano2, n. SdP22, LAGE, N. L.. O TELEJORNALISMO AO ALCANCE DE TODOS. Sala de Prensa, Mexico, DF, v. 2, n. SdP 7, LAGE, N. L.. A FORMAÇÃO UNIVERSITÁRIA DOS JORNALISTAS. Sala de Prensa, México, DF, v. 2, n. SdP 12, LAGE, N. L.. CIÊNCIAS DA NATUREZA E TEORIA DO JORNALISMO: ALGUMAS PERSPECTIVAS RECENTES. Logos (Rio de Janeiro), Rio de Janeiro, v. 5, n. No 9, p , 1998.

35 LAGE, N. L.. MODELOS COMPUTÁVEIS DE ALGUNS VERBOS PORTUGUESES. Working Papers em Lingüística, FLORIANÓPOLIS, v. Ano 1, n. No 1, p , LAGE, N. L.. O LEAD CLÁSSICO COMO BASE PARA AUTOMAÇÃO DO DISCURSO INFORMATIVO. Vozes Diálogo Revista do Núcleo de Pesquisa e Extensão Univali, Itajaí (SC), v. Ano 2, n. no. 1, p , LAGE, N. L.. A INFLUÊNCIA DO MARKETING EM JORNALISMO. Pauta Geral, Salvador, v. Ano 2, n. No. 2, p , LAGE, N. L.. PESQUISA E REALIDADE ATUAL. INTERCOM (São Paulo), São Paulo, v. XVI, n. NO. 1, p , LAGE, N. L.. O DISCURSO DA DITADURA E A NORMA URBANA CULTA DO RIO DE JANEIRO. Comunicação & Política, Rio de Janeiro, v. 3, n. No 1-4, p , LAGE, N. L.. ASSIMETRIA DAS RELAÇÕES DE PODER NO SEIO DA INSTITUIÇÃO PRODUT0RA DE INFORMAÇÃO E GATEKEEPING. Comunicação & Política, RIO DE JANEIRO, v. 1, n. 2, p , LAGE, N. L.. JORNALISMO E CINEMA/ CORAÇÕES E MENTES. Filme Cultura, v. 32, p , LAGE, N. L. ; RODRIGUES, J.. ESCOLAS DE CINEMA. Filme Cultura, Rio de Janeiro, v. 30, p , LAGE, N. L.. SOBRE OS INCOMUNICÁVEIS. Comum Cdd , Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 5-14, LAGE, N. L.. INVESTIGAÇÃO SOBRE A VERDADE NOS JORNAIS. Comum Cdd , Rio de Janeiro, v. 1, n. no. 3, p , LAGE, N. L.. AS LIBERDADES QUE SE TOMAM COM AS MULHERES. Comum Cdd , Rio de Janeiro, v. 1, n. no. 4, p , LAGE, N. L.. 11FÁBULAS INFANTIS DE CRIANÇAS POBRES. Comum Cdd , Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p , LAGE, N. L.. INFORMAÇÃO MILITAR E INFORMAÇÃO JORNALÍSTICA. Bloch Comunicação, Rio de Janeiro, v. no. 14, p , LAGE, N. L.. O QUE VALE O COPY DESK NO BRASIL. Bloch Comunicação, v. 13, p , Livros publicados/organizados ou edições

36 36 1. LAGE, N. L.. ESTRUTURA DA NOTÍCIA - 7A EDIÇÃO REVISTA E ATUALIZADA. 7a;. ed. São Paulo: Ática, v p. 2. LAGE, N. L.. LINGUAGEM JORNALÍSTICA - 8a EDIÇÃO REVISTA E ATUALIZADA. São Paulo: Ática, v p. 3. LAGE, N. L.. TEORIA E TÉCNICA DO TEXTO JORNALÍSTICO. 1o.. ed. Rio de Janeiro: Elzevier Editora Ltda. (Campus), v p. 4. LAGE, N. L.. A REPORTAGEM: TEORIA E TÉCNICA DE ENTREVISTA E PESQUISA. 1a.. ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Distribuidora Record de Serviços de Imprensa, v p. 5. LAGE, N. L.. IDEOLOGIA E TÉCNICA DA NOTÍCIA - 3A. EDIÇÃO REVISTA. 3a.. ed. Florianópolis: Insular-Edufsc, v p. 6. LAGE, N. L.. CONTROLE DA OPINIÃO PÚBLICA - UM ENSAIO SOBRE A VERDADE CONVENIENTE. 1A. ed. PETRÓPOLIS: VOZES, v p. 7. LAGE, N. L.. LINGUAGEM JORNALÍSTICA. 1a. ed. SÃO PAULO: ÁTICA, v p. 8. LAGE, N. L.. ESTRUTURA DA NOTÍCIA. 1a. ed. SAO PAULO: ÁTICA, v p. 9. LAGE, N. L.. LA ESTRUCTURA DE LA NOTICIA. 1a. ed. HAVANA: PABLO DE LA TORRIENTE, v p. 10. LAGE, N. L. (Org.). OS ENIGMAS DE NOSSA HISTÓRIA. 1a.. ed. Rio de Janeiro: Otto Pierre Editores, v p. 11. LAGE, N. L.. IDEOLOGIA E TÉCNICA DA NOTÍCIA. 1a. ed. PETRÓPLIS: VOZES, v p. CURRICULUM VITAE RESUMIDO I - IDENTIFICAÇÃO:. NOME: Monalisa Leal Pereira. ESTADO CIVIL: Solteira NASCIMENTO: 07/08/1976 SEXO: Feminino. CPF: INSTITUIÇÃO: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Suínos e Aves. CARGO/FUNÇÃO: Analista A/Jornalista. ENDEREÇO: Rua Fiorelo Sunti, 365

37 37. CEP: CIDADE: Concórdia UF: SC. TELEFONE: (49) PIS/PASEP ou INSS: II - FORMAÇÃO: ÁREA/SUBÁREA DO CONHECIMENTO Graduação Comunicação Social Habilitação Jornalismo Especializaç - Ciências Sociais ão Aplicadas: Administração de Recursos Humanos, concentração em Gestão de Pessoas. - - MBA Gestão da Comunicação nas Organizações Mestrado Doutorado INSTITUIÇÃO Universidade do Vale do Itajaí Universidade do Contestado Universidade Católica de Brasília ANO DE INÍCIO ANO DE CONCLUSÃ O 1995/ / III - ATIVIDADES DOCENTES: DISCIPLINAS LECIONADAS 1º G 2º/ GR./PG./EXT. INSTITUIÇÃO Comunicação Empresarial II Graduação Universidade do Contestado UnC Concórdia. PERÍODO Fevereiro a abril 2010 ORIENTAÇÃO DOS ALUNOS GRADUAÇÃO INSTITUIÇÃO PERÍODO (PET/IC/OUTROS)

38 38 IV - ATIVIDADES NÃO DOCENTES CARGO OU FUNÇÃO INSTITUIÇÃO PERÍODO É jornalista da Embrapa desde 2000 e ocupa o cargo de Analista A, atua na Área de Comunicação Empresarial Embrapa Atual V - PRODUÇÃO CIENTÍFICA/TÉCNICA/ARTÍSTICA RELEVANTE NOS ÚLTIMOS 05 ANOS Trabalhos elaborados Título do trabalho: Reavaliação do Código de Ética da Embrapa Tipo: participação em grupo de trabalho Período de elaboração: julho a Agosto de 2006 Aplicabilidade: Documento orientador sobre Ética na Empresa Título do trabalho: Reformulação do Manual de Padronização dos Veículos Internos de Comunicação Tipo: Padronização do Informativo interno todos.com Período de elaboração: Dezembro de 2006 Aplicabilidade: Orientação sobre a elaboração dos veículos internos na Embrapa Título do trabalho: Comunicação Interna: aliada ou vilã - você decide! Tipo: Artigo publicado no site da Comtexto Comunicação e Pesquisa (http://www.comtexto.com.br/2convicomccimonalisapereira.htm) Período de elaboração: dezembro de 2004

39 39 Aplicabilidade: Discussão sobre o tema comunicação interna nas organizações CURRICULUM VITAE RESUMIDO I - IDENTIFICAÇÃO:. NOME: Bárbara Nickel. ESTADO CIVIL: NASCIMENTO: SEXO: feminino. CPF: INSTITUIÇÃO: Rede Brasil Sul de Telecomunicacoes, Zero Hora/Grupo RBS. CARGO/FUNÇÃO: Editora do site e editora de mídias sociais do Grupo RBS. ENDEREÇO:Ipiranga, 1075, Azenha CEP: CIDADE: Porto Alegre UF: RS. TELEFONE:. PIS/PASEP ou INSS: II - FORMAÇÃO: ÁREA/SUBÁREA DO CONHECIMENTO Graduação Graduação em Jornalismo. INSTITUIÇÃO Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.. ANO DE ANO DE INÍCIO CONCLUSÃ O Mestrado Mestrado em Pontifícia Comunicação Social Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUC RS, Brasil. Doutorado III - ATIVIDADES DOCENTES: DISCIPLINAS 1º G 2º/ LECIONADAS GR./PG./EXT. INSTITUIÇÃO PERÍOD O

81,9(56,'$'(&$7Ï/,&$'(%5$6Ë/,$±8&% 35Ï5(,725,$'(*5$'8$d 2±35* 81,'$'('($32,2','È7,&2('8&$&,21$/±8$'( &225'(1$d 2'(3/$1(-$0(172('8&$&,21$/±&3(

81,9(56,'$'(&$7Ï/,&$'(%5$6Ë/,$±8&% 35Ï5(,725,$'(*5$'8$d 2±35* 81,'$'('($32,2','È7,&2('8&$&,21$/±8$'( &225'(1$d 2'(3/$1(-$0(172('8&$&,21$/±&3( 81,9(56,'$'(&$7Ï/,&$'(%5$6Ë/,$±8&% 35Ï5(,725,$'(*5$'8$d 2±35* 81,'$'('($32,2','È7,&2('8&$&,21$/±8$'( &225'(1$d 2'(3/$1(-$0(172('8&$&,21$/±&3( 3/$12'((16,125('8=,'2±9HUVmRGR$OXQR,'(17,),&$d 2 &8562 Comunicação

Leia mais

RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 055/2010 (PARECER nº 055/2010 CONSUN)

RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 055/2010 (PARECER nº 055/2010 CONSUN) UNIVERSIDADE DO CONTESTADO-UnC RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 055/2010 (PARECER nº 055/2010 CONSUN) Dispõe sobre o aumento de vagas para os cursos de Graduação na modalidade de EAD para oferta nos pólos da Universidade

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Curso de Jornalismo CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Área 1 Jornalismo Especializado (1 vaga) Graduação Exigida: Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo Titulação mínima exigida:

Leia mais

3/$12'((16,125('8=,'2±9HUVmRGR$OXQR

3/$12'((16,125('8=,'2±9HUVmRGR$OXQR 81,9(56,'$'(&$7Ï/,&$'(%5$6Ë/,$±8&% 35Ï5(,725,$'(*5$'8$d 2±35* 81,'$'('($32,2','È7,&2('8&$&,21$/±8$'( &225'(1$d 2'(3/$1(-$0(172('8&$&,21$/±&3(,'(17,),&$d 2 &8562 Administração ',6&,3/,1$ Relações Públicas

Leia mais

CARGA HORÁRIA: 80 H/A, sendo 72h em sala de aula + 8h AED

CARGA HORÁRIA: 80 H/A, sendo 72h em sala de aula + 8h AED DISCIPLINA: Comunicação Integrada CÓDIGO: COS 1034 CARGA HORÁRIA: 80 H/A, sendo 72h em sala de aula + 8h AED PERÍODO: 5º SEMESTRE: 2012/2 CURRÍCULO: 2010/1 DOCENTE: Ms. Marina Roriz EMENTA Conceito, relevância

Leia mais

RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 068/2010 (PARECER nº 068/2010 CONSUN)

RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 068/2010 (PARECER nº 068/2010 CONSUN) UNIVERSIDADE DO CONTESTADO-UnC RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 068/2010 (PARECER nº 068/2010 CONSUN) Dispõe sobre o aumento de vagas para os cursos de Pós-graduação lato sensu na modalidade de EAD e a oferta nos

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 19-CEPE/UNICENTRO, DE 6 DE MARÇO DE 2009. Aprova o Curso de Especialização em Mercados Emergentes em Comunicação, modalidade modular, a ser ministrado no Campus Santa Cruz, da UNICENTRO. O

Leia mais

Pós-Graduação em COMUNICAÇÃO CORPORATIVA

Pós-Graduação em COMUNICAÇÃO CORPORATIVA Pós-Graduação em COMUNICAÇÃO CORPORATIVA Ingresso Março 2016 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Pós-Graduação em Comunicação Corporativa O Pós em Comunicação Corporativa é um curso de Pós-Graduação

Leia mais

ANEXO I CRONOGRAMA DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO ATIVIDADE DATA LOCAL. Período de Inscrições 03/04/2015 em Comunicação e Política Homologação das

ANEXO I CRONOGRAMA DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO ATIVIDADE DATA LOCAL. Período de Inscrições 03/04/2015 em Comunicação e Política Homologação das ANEXO I CRONOGRAMA DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO ATIVIDADE DATA LOCAL De 23/03/2015 a Período de Inscrições 03/04/2015 Homologação das 07/04/2015 inscrições Análise do Currículo Lattes 10/04/2015 Análise do Pré-projeto

Leia mais

Apresentação da FAMA

Apresentação da FAMA Pós-Graduação Lato Sensu CURSO DE ESPECIIALIIZAÇÃO 444 horras/aulla 1 Apresentação da FAMA A FAMA nasceu como conseqüência do espírito inovador e criador que há mais de 5 anos aflorou numa família de empreendedores

Leia mais

Projeto de Assessoria de Imprensa 1 Transportadora Americana

Projeto de Assessoria de Imprensa 1 Transportadora Americana Projeto de Assessoria de Imprensa 1 Transportadora Americana Ana Carla CANDIDO 2 Gabriela Almeida MINGHINI 3 Maria Juliana Gomes de OLIVEIRA 4 Renata Andrade de RAMOS 5 Marcel José CHEIDA 6 Pontifícia

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Público - alvo O MBA em Marketing Estratégico é indicado para profissionais com experiência profissional mínima de três anos, com formação universitária em qualquer área e

Leia mais

MBA 2010 - Gestão de Relacionamento com Investidores

MBA 2010 - Gestão de Relacionamento com Investidores MBA 2010 - Gestão de Relacionamento com Investidores Objetivos Qualificação em nível de especialização lato sensu em Relações com Investidores com vistas a preparar os profissionais para atuar em cargos

Leia mais

MBA EM DESIGN DE INTERIORES COMERCIAIS

MBA EM DESIGN DE INTERIORES COMERCIAIS MBA EM DESIGN DE INTERIORES COMERCIAIS O programa irá prepará-lo para ser um especialista em Design de Interiores Comerciais na elaboração de projetos comerciais ou de serviços. MBA EM DESIGN DE INTERIORES

Leia mais

Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba

Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Comunicação Corporativa O MBA em Comunicação Corporativa é um curso de Pós-Graduação Latu Sensu que capacita profissionais para

Leia mais

MBA 2010 - Gestão Estratégica em Sustentabilidade e Responsabilidade social

MBA 2010 - Gestão Estratégica em Sustentabilidade e Responsabilidade social MBA 2010 - Gestão Estratégica em Sustentabilidade e Responsabilidade social Objetivos A estrutura do curso permitirá uma importante resposta às necessidades atuais do mercado que cada vez mais valoriza

Leia mais

RESOLUÇÃO REITORIA Nº 001 DE 26 DE MARÇO DE 2013

RESOLUÇÃO REITORIA Nº 001 DE 26 DE MARÇO DE 2013 RESOLUÇÃO REITORIA Nº 001 DE 26 DE MARÇO DE 2013 Regulamenta a oferta do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em RECURSOS HUMANOS a ser ofertado na Universidade Alto Vale do Rio do Peixe - UNIARP, sede

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007

RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007 Rua Governador Luiz Cavalcante, S/N, TELEFAX (82) 3530-3382 CEP: 57312-270 Arapiraca-Alagoas RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007 Dispõe sobre normas e procedimentos para os Cursos de Especialização

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO CÓDIGO UNIDADE 042 CÓD. CURSO CURSO 42501 COMUNICAÇÃO SOCIAL HAB: JORNALISMO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO 121.3508.9 ASSESSORIA DE IMPRENSA 5ª 02 30 2º / 2009 PROFESSOR ANA LUÍSA

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Início em 28 de setembro de 2015 Aulas as segundas e quartas, das 19h às 22h Valor do curso: R$ 21.600,00 À vista com desconto: R$ 20.520,00 Consultar planos de parcelamento.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor EDITAL Nº 367/UFFS/2013 - PROCESSO DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM SEGURANÇA ALIMENTAR

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Público - alvo O MBA em Marketing Estratégico é indicado para profissionais com experiência profissional mínima de três anos, com formação universitária em qualquer área e

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO

Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação A Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE EMPREGADOS

EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE EMPREGADOS EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE EMPREGADOS A Fundação Educativa de Rádio e Televisão Ouro Preto - FEOP, no uso de suas atribuições, a fim de contratar empregado para trabalhar em Comunicação Institucional com

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CÓDIGO UNIDADE 042 CÓD. CURSO CURSO 42501 JORNALISMO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO 121.3508.9 ASSESSORIA DE IMPRENSA 5ª 02 34 1º/2011 PROFESSOR (A) ANA LUÍSA SOUZA / FERNANDO PEREIRA

Leia mais

Pós-Graduação em Marketing de Moda

Pós-Graduação em Marketing de Moda Pós-Graduação em Marketing de Moda Público alvo Indicado para profissionais com formação em Moda, Design, Marketing, Comunicação, Arquitetura, dentre outros, e que atuem ou desejem atuar na área de Moda,

Leia mais

MBA em Design Estratégico

MBA em Design Estratégico MBA em Design Estratégico Público - alvo Indicado para profissionais com formação em Design, Arquitetura, Moda ou gestores e empreendedores que estejam buscando novas formas de gestão orientadas para a

Leia mais

Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas

Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas Ana Carolina Trindade e-mail: carolinatrindade93@hotmail.com Karen

Leia mais

PRIMEIRO SEMESTRE. Fundamentos Teóricometodológicos SUB-TOTAL 360 TOTAL 360

PRIMEIRO SEMESTRE. Fundamentos Teóricometodológicos SUB-TOTAL 360 TOTAL 360 PRIMEIRO SEMESTRE Teórica Fundamentos da Comunicação e do Jornalismo Comunicação em Língua Portuguesa I Teoria da Comunicação Sociologia da Comunicação Introdução à Economia Fundamentos Epistemológicos

Leia mais

Faculdade da Alta Paulista

Faculdade da Alta Paulista PLANO DE ENSINO DISCIPLINA SÉRIE PERÍODO LETIVO CARGA HORÁRIA Gestão de Marketing 2ª. Série 2014 I EMENTA Função e cenário mercadológico. Inter-relacionamento da função mercadológica com as demais funções

Leia mais

Diretrizes Curriculares ENADE 2012. Curso de: Publicidade e Propaganda

Diretrizes Curriculares ENADE 2012. Curso de: Publicidade e Propaganda Diretrizes Curriculares ENADE 2012 Curso de: Publicidade e Propaganda MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA MEC Nº207 DE 22 DE JUNHO DE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO PLANO DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO PLANO DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO PLANO DE DISCIPLINA DISCIPLINA: COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL PERÍODO: 2010/2 CÓDIGO: C.H. TOTAL:

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE PEDRO II

PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE PEDRO II PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE PEDRO II CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO (LATO SENSU) LINGUAGEM E NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO CREDENCIADA PELA PORTARIA MEC Nº 1.096, DE 29/05/06 (Resolução CNE/CES nº 01/2007)

Leia mais

Pós-Graduação MBA em Gestão para Segurança de Alimentos a distância

Pós-Graduação MBA em Gestão para Segurança de Alimentos a distância Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis SENAI EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A PÓS-GRADUAÇÃO Pós-Graduação MBA em Gestão para Segurança de Alimentos a distância A Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis,

Leia mais

I. DO PROCESSO SELETIVO 1.1. O processo seletivo docente será composto de três etapas: homologação da inscrição, prova didática e entrevista.

I. DO PROCESSO SELETIVO 1.1. O processo seletivo docente será composto de três etapas: homologação da inscrição, prova didática e entrevista. Rua do Salete, 50, Barris - Salvador - Bahia. Tel: (71) 2108-8562 / 2108-8503 home page: www.cairu.br - E-mail: presidencia@fvc.br E D I T A L A FVC - Fundação Visconde de Cairu, informa a abertura das

Leia mais

Antes de começar a preencher os dados deste formulário leia atentamente estas breves palavras que serão muito úteis para um correto preenchimento:

Antes de começar a preencher os dados deste formulário leia atentamente estas breves palavras que serão muito úteis para um correto preenchimento: Antes de começar a preencher os dados deste formulário leia atentamente estas breves palavras que serão muito úteis para um correto preenchimento: a) Finalidade deste formulário Este formulário deverá

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Em conformidade com a Resolução CNE/CES n 1, de 08 de Junho de 2007 e o Regimento da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Aprovado pelo Parecer CONSEPE

Leia mais

Pós Graduação em Comunicação Organizacional Integrada

Pós Graduação em Comunicação Organizacional Integrada Público - alvo Pós Graduação em Organizacional Integrada Indicado para profissionais de comunicação organizacional, relações públicas, assessores de comunicação, gestores de comunicação, bem como para

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA Ementário Relações Interpessoais e Ética Profissional Concepções sobre o Processo Inter-relacional no Trabalho; Competência Interpessoal; Qualidade de Vida no

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ IFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PROPI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ IFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PROPI INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ IFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PROPI Edital Nº 04, de 29 de setembro de 2015 O Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

RESOLUÇÃO REITORIA Nº 002 DE 26 DE MARÇO DE 2013

RESOLUÇÃO REITORIA Nº 002 DE 26 DE MARÇO DE 2013 RESOLUÇÃO REITORIA Nº 002 DE 26 DE MARÇO DE 2013 Regulamenta a oferta do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu : em SÉRIES INICIAIS E EDUCAÇÃO INFANTIL COM ENFASE EM JOGOS E BRINCADEIRAS a ser ofertado na

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS EDITAL PROPEG Nº 003/2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO DE

Leia mais

Faculdades Integradas do Norte de Minas - FUNORTE R. Lírio Brant, 787 Melo Montes Claros/MG Fone: 21010494

Faculdades Integradas do Norte de Minas - FUNORTE R. Lírio Brant, 787 Melo Montes Claros/MG Fone: 21010494 Faculdades Integradas do Norte de Minas - FUNORTE R. Lírio Brant, 787 Melo Montes Claros/MG Fone: 21010494 APRESENTAÇÃO DE PROPOSTA DE PROJETO DE EXTENSÃO Título do projeto: 8ª Semana da Comunicação e

Leia mais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais IDENTIFICAÇÃO DO CURSO Curso de Especialização em Gestão e Relações Internacionais Área de Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas

Leia mais

Especialização em Banco de Dados Edição 2015-2017

Especialização em Banco de Dados Edição 2015-2017 UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO INSTITUTO DE COMPUTAÇÃO Especialização em Banco de Dados Edição 2015-2017 EDITAL DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Lato Sensu I IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. Nome do Curso: Especialização

Leia mais

RESOLUÇÃO REITORIA Nº 015 DE 04 DE OUTUBRO DE 2012. O REITOR da UNIVERSIDADE ALTO VALE DO RIO DO PEIXE UNIARP, no uso de suas atribuições,

RESOLUÇÃO REITORIA Nº 015 DE 04 DE OUTUBRO DE 2012. O REITOR da UNIVERSIDADE ALTO VALE DO RIO DO PEIXE UNIARP, no uso de suas atribuições, RESOLUÇÃO REITORIA Nº 015 DE 04 DE OUTUBRO DE 2012 Regulamenta a oferta do Curso de Pós- Graduação Lato Sensu : MBA em GESTÃO DE FINANÇAS EMPRESARIAIS na Universidade Alto Vale do Rio do Peixe - UNIARP

Leia mais

MBA EM GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

MBA EM GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI FLORIANÓPOLIS DIREÇÃO GERAL DA FACULDADE: JOÃO ROBERTO LORENZETT COORDENAÇÃO DA FACULDADE: PRISCILA FAGUNDES COORDENAÇÃO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: RAFAEL PARACHEN

Leia mais

PROGRAMA DE COMPONENTES CURRICULARES

PROGRAMA DE COMPONENTES CURRICULARES U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D A B A H I A SUPERINTENDÊNCI A ACADÊMI CA SECRETARI A GERAL DOS CURSOS PROGRAMA DE COMPONENTES CURRICULARES COM P O NENT E C UR RI C U L AR CÓDIGO N O M E COM127

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU R E G I M E N T O G E R A L PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Regimento Geral PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Este texto foi elaborado com as contribuições de um colegiado de representantes da Unidades Técnico-científicas,

Leia mais

ROTEIRO PARA MONTAGEM DE CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO

ROTEIRO PARA MONTAGEM DE CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS ASSESSORIA DE PÓS GRADUAÇÃO E PESQUISA ROTEIRO PARA MONTAGEM DE CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO i:\latosens\rot_esp.doc Pelotas, março de 1996 PROCEDIMENTOS

Leia mais

Pós-Graduação em Comunicação Organizacional Integrada

Pós-Graduação em Comunicação Organizacional Integrada Pós-Graduação em Comunicação Organizacional Início em 28 de Abril de 2016 Aulas as terças e quintas, das 7h às 9h30 Valor do curso: R$ 18.130,00 À vista com desconto: R$ 16.679,00 Consultar planos de parcelamento.

Leia mais

Número total de vagas 20

Número total de vagas 20 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ IFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PROPI EDITAL 12/2015 O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO. Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Consultoria Empresarial a distância

Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO. Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Consultoria Empresarial a distância Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Consultoria Empresarial a distância A Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis, informa

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02 Sumário Pág. I) OBJETIVO 02 II) ESTRUTURA DO CURSO 1) Público alvo 02 2) Metodologia 02 3) Monografia / Trabalho final 02 4) Avaliação da aprendizagem 03 5) Dias e horários de aula 03 6) Distribuição de

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO CAPITULO I DAS FINALIDADES Art. 1º - Os cursos de pós-graduação da UNIABEU são regidos pela Lei Federal 9394/96 Lei de Diretrizes

Leia mais

MBA EM BRANDING (GESTÃO DE MARCAS) APOIO: INFOBRANDING O MAIOR PORTAL DE BRANDING DO BRASIL

MBA EM BRANDING (GESTÃO DE MARCAS) APOIO: INFOBRANDING O MAIOR PORTAL DE BRANDING DO BRASIL MBA EM BRANDING (GESTÃO DE MARCAS) APOIO: INFOBRANDING O MAIOR PORTAL DE BRANDING DO BRASIL O programa irá prepara-lo para especializar-se no desenvolvimento e planejamento da gestão de marcas; capacitando-o

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO SUPERIOR EM SAÚDE EDITAL SELEÇÃO PARA MESTRADO ENSINO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO SUPERIOR EM SAÚDE EDITAL SELEÇÃO PARA MESTRADO ENSINO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO SUPERIOR EM SAÚDE EDITAL SELEÇÃO PARA MESTRADO ENSINO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE MODALIDADE PROFISSIONAL O Centro de Desenvolvimento do Ensino

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA FONTES DO JORNALISMO IMPRESSO EM CAMPO GRANDE

PROJETO DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA FONTES DO JORNALISMO IMPRESSO EM CAMPO GRANDE Gerson Luiz Martins PROJETO DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA FONTES DO JORNALISMO IMPRESSO EM CAMPO GRANDE A contribuição da Reportagem, Assessorias e Agências para a formação do jornal diário. Equipe

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR Instituição Certificadora: FALC Amparo Legal: Resolução CNE CES 1 2001 Resolução CNE CES 1 2007 Carga Horária: 460h Período de Duração: 12 meses (01 ano) Objetivos:

Leia mais

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL, EMPREGO E RENDA PARA JOVENS E ADULTOS TRABALHADORES - TURMA 2014

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL, EMPREGO E RENDA PARA JOVENS E ADULTOS TRABALHADORES - TURMA 2014 UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UERJ CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES - CEH INSTITUTO DE APLICAÇÃO FERNANDO RODRIGUES DA SILVEIRA - CAp - UERJ CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM POLÍTICAS PÚBLICAS

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 89-GR/UNICENTRO, DE 12 DE MAIO DE 2014. Especifica a estrutura curricular do Curso de Especialização em Gestão da Informação e do Conhecimento, modalidade de educação a distância, aprovado

Leia mais

MBA 2010 - Economia e Gestão de Saúde

MBA 2010 - Economia e Gestão de Saúde MBA 2010 - Economia e Gestão de Saúde Objetivos Capacitar profissionais para exercer a gestão estratégica de serviços de organizações de assistência médico-hospitalar, apresentando-lhes técnicas modernas

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02 Sumário Pág. I) OBJETIVO 02 II) ESTRUTURA DO CURSO 1) Público alvo 02 2) Metodologia 02 3) Monografia / Trabalho final 02 4) Avaliação da aprendizagem 03 5) Dias e horários de aula 03 6) Distribuição de

Leia mais

Resolução CONSUN 84/95

Resolução CONSUN 84/95 Resolução CONSUN 84/95 ALTERA, PARA O CÂMPUS DE SÃO PAULO, O PROGRAMA DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS COM ÊNFASE EM: FINANÇAS, MARKETING E RECURSOS HUMANOS. O Presidente

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO I. Objetivos II. Modalidades Pós Graduação Stricto Sensu: Pós Graduação Lato Sensu: Especialização

PÓS-GRADUAÇÃO I. Objetivos II. Modalidades Pós Graduação Stricto Sensu: Pós Graduação Lato Sensu: Especialização PÓS-GRADUAÇÃO O Programa de Pós Graduação Lato Sensu da FAEC foi aprovado pela Resolução do CAS, ATA 001/08, de 12 de março de 2008 e será implantado a partir do primeiro semestre de 2010, após aprovação

Leia mais

EDITAL 03/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA

EDITAL 03/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA EDITAL 03/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA A Faculdade Católica Dom Orione, Araguaína TO, informa aos interessados que estão abertas as inscrições para o Curso de Especialização em EDUCAÇÃO

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS FATEC JUNDIAÍ 2009

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS FATEC JUNDIAÍ 2009 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS FATEC JUNDIAÍ 2009 Apresentação: O curso de Especialização em Gestão Estratégica de Negócios será oferecido em nível de pós-graduação, pela Faculdade

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA PÓS-DOUTORADO PNPD/CAPES 2015

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA PÓS-DOUTORADO PNPD/CAPES 2015 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA PÓS-DOUTORADO PNPD/CAPES 2015 De ordem da Senhora Diretora do Centro de Pesquisas René Rachou (CPqRR), da Fundação Oswaldo Cruz

Leia mais

Comitê Gestor Institucional de Formação Inicial e Continuada de Profissionais do Magistério da Educação Básica

Comitê Gestor Institucional de Formação Inicial e Continuada de Profissionais do Magistério da Educação Básica Comitê Gestor Institucional de Formação Inicial e Continuada de Profissionais do Magistério da Educação Básica CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE COORDENADOR PEDAGÓGICO PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL RESOLUÇÃO CUNI Nº 085, DE 6 DE DEZEMBRO DE 2011. O Conselho Universitário da Universidade Federal de Lavras, no uso de suas atribuições regimentais, e tendo em vista o que foi deliberado

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 10. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 10. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 8 Cronograma de Aulas Pág. 10 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE SEGURANÇA DO

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 1-CEPE/UNICENTRO, DE 27 DE JANEIRO DE 2014. Aprova o Curso de Especialização em MBA em Gestão Estratégica de Negócios, modalidade regular, a ser ministrado no Campus de Irati, da UNICENTRO.

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Administração Disciplina: Administração Mercadológica II Carga Horária Semestral: 80 Semestre do Curso: 6 1 - Ementa (sumário, resumo) Administração dos canais

Leia mais

EDITAL CPG/IE-Nº 04/2015. PROCESSO SELETIVO Curso de Especialização em Economia do Trabalho e Sindicalismo 2016

EDITAL CPG/IE-Nº 04/2015. PROCESSO SELETIVO Curso de Especialização em Economia do Trabalho e Sindicalismo 2016 EDITAL CPG/IE-Nº 04/2015 PROCESSO SELETIVO Curso de Especialização em Economia do Trabalho e Sindicalismo 2016 1. INTRODUÇÃO 1.1. O Coordenador da Comissão de Pós-Graduação do Instituto de Economia da

Leia mais

O advento das mídias sociais digitais e o mercado de trabalho para o profissional de relações públicas

O advento das mídias sociais digitais e o mercado de trabalho para o profissional de relações públicas O advento das mídias sociais digitais e o mercado de trabalho para o profissional de relações públicas Julie Caroline de Alcântara Universidade do Sagrado Coração, Bauru/SP E-mail: juliealcantara.31@gmail.com

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014 1 FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS DO ESPÍRITO SANTO PIO XII CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO EM COMÉRCIO EXTERIOR I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014 O currículo

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura Gerência de Pós-Graduação

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura Gerência de Pós-Graduação UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura Gerência de Pós-Graduação EDITAL 01/2014 Mestrado Interinstitucional (MINTER) do Programa de Pós-Graduação Stricto

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 90/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Relações Públicas, Bacharelado,

Leia mais

NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO ACADÊMICA NPEA. Edital Nº 46/2015 PIC

NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO ACADÊMICA NPEA. Edital Nº 46/2015 PIC NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO ACADÊMICA NPEA Edital Nº 46/2015 PIC PROCESSO SELETIVO DE PROFESSORES ORIENTADORES PARA O PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PIC / 2016 A Supervisora do Núcleo de Pesquisa

Leia mais

2.1. Serão ofertadas 200 (duzentas) vagas, distribuídas conforme o Quadro 1.

2.1. Serão ofertadas 200 (duzentas) vagas, distribuídas conforme o Quadro 1. EDITAL Nº 002/2014, de 02 de Outubro de 2014. Dispõe sobre o ingresso no Curso de Especialização em Educação de Jovens e Adultos, com Ênfase em Economia Solidária no Semiárido Paraibano. A Universidade

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA ADMINISTRAÇÃO DA INFORMAÇÃO PROGRAMA GERAL. Módulo I Sociedade da informação 30 h. Módulo II Teoria das organizações 30 h

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA ADMINISTRAÇÃO DA INFORMAÇÃO PROGRAMA GERAL. Módulo I Sociedade da informação 30 h. Módulo II Teoria das organizações 30 h CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA ADMINISTRAÇÃO DA INFORMAÇÃO PROGRAMA GERAL Módulos Disciplinas Carga Horária Módulo I Sociedade da informação 30 h Módulo II Teoria das organizações 30 h Módulo III Redes sociais

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA LINGUAGEM SELEÇÃO DA 13ª TURMA - 2014 EDITAL

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA LINGUAGEM SELEÇÃO DA 13ª TURMA - 2014 EDITAL UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA LINGUAGEM SELEÇÃO DA 13ª TURMA - 2014 EDITAL ABERTURA DE INSCRIÇÃO À SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O CURSO DE

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 010/2006

RESOLUÇÃO Nº 010/2006 Confere com o original RESOLUÇÃO Nº 010/2006 CRIA o Curso de Pós-Graduação Lato Sensu de Educação Ambiental, em nível de Especialização. O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS e PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE: ( ) Presencial

Leia mais

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO INTEGRADO DE DESIGN E ENGENHARIA DE PRODUTO - LIDEP

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO INTEGRADO DE DESIGN E ENGENHARIA DE PRODUTO - LIDEP REGULAMENTO DO LABORATÓRIO INTEGRADO DE DESIGN E ENGENHARIA DE PRODUTO - LIDEP A Coordenadora da Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros FACIT, no uso de suas atribuições regimentais, considerando

Leia mais

Prof. Ms. Anchieta Silveira

Prof. Ms. Anchieta Silveira Prof. Ms. Anchieta Silveira Aula 2 Comunicação com a sociedade O Judiciário e os MCM Assessorias e monografias Resumo da aula 1 Comunicação como processo Cultura organizacional Redes, fluxos, tipos de

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE ANGLO-AMERICANO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º Este Regulamento disciplina as atividades do Estágio Curricular Supervisionado,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 009/98 DA CONGREGAÇÃO DA ESCOLA DE FARMÁCIA E ODONTOLOGIA DE ALFENAS

RESOLUÇÃO Nº 009/98 DA CONGREGAÇÃO DA ESCOLA DE FARMÁCIA E ODONTOLOGIA DE ALFENAS RESOLUÇÃO Nº 009/98 DA CONGREGAÇÃO DA ESCOLA DE FARMÁCIA E ODONTOLOGIA DE ALFENAS A Congregação da Escola de Farmácia e Odontologia de Alfenas, no uso de suas atribuições regimentais e tendo em vista o

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 60/00-CEPE RESOLVE:

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 60/00-CEPE RESOLVE: RESOLUÇÃO Nº /00-CEPE 1 Fixa o Currículo Pleno do Curso de Comunicação Social, Habilitações em Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda, do Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes. O,

Leia mais

EDITAL N o 01/2015 1 - INFORMAÇÕES GERAIS

EDITAL N o 01/2015 1 - INFORMAÇÕES GERAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO E MARKETING EDITAL

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM EDUCAÇÃO (PPGE) MESTRADO ACADÊMICO EM EDUCAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM EDUCAÇÃO (PPGE) MESTRADO ACADÊMICO EM EDUCAÇÃO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM EDUCAÇÃO (PPGE) MESTRADO ACADÊMICO EM EDUCAÇÃO Recomendado pela CAPES e Reconhecido pelo CNE: Parecer n. 122/2009

Leia mais

Mestrado, da Faculdade de Educação da UEMG para 2010.

Mestrado, da Faculdade de Educação da UEMG para 2010. UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS FACULDADE DE EDUCAÇÃO CAMPUS BELO HORIZONTE Processo Seletivo: Edital do Mestrado em Educação para 2010/1 Processo Seletivo de Ingresso no Programa de Pós Graduação

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 92/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Radialismo, Bacharelado,

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina 0003015A - Jornalismo Impresso I

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina 0003015A - Jornalismo Impresso I Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo Ênfase Identificação Disciplina 0003015A - Jornalismo Impresso I Docente(s) Angelo Sottovia Aranha Unidade Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Departamento

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 42-CEPE/UNICENTRO, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2012. Aprova o Curso de Especialização MBA em Gestão Estratégica de Organizações, modalidade regular, a ser ministrado no Campus Santa Cruz, da UNICENTRO.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ IFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PROPI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ IFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PROPI INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ IFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PROPI EDITAL PROPI 006/2015 O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ (UFOPA) PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA (PROPPIT)

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ (UFOPA) PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA (PROPPIT) SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ (UFOPA) PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA (PROPPIT) A Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) através da

Leia mais

Concurso Público para Ingresso aos cursos do Programa de Pós- Graduação Lato Sensu em Administração na modalidade MBA Turmas 2012-2013

Concurso Público para Ingresso aos cursos do Programa de Pós- Graduação Lato Sensu em Administração na modalidade MBA Turmas 2012-2013 Concurso Público para Ingresso aos cursos do Programa de Pós- Graduação Lato Sensu em Administração na modalidade MBA Turmas 2012-2013 Res. 001/2001 CNE/CES Res. 047/2006 CONSU/UFSJ EDITAL N.º 001/2012

Leia mais

MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital Objetivo do curso:

MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital Objetivo do curso: Com carga horária de 420 horas o curso MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no curso: 04) para avaliação nos

Leia mais