CIA. INDUSTRIAL H. CARLOS SCHNEIDER

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CIA. INDUSTRIAL H. CARLOS SCHNEIDER"

Transcrição

1 CIA. INDUSTRIAL H. CARLOS SCHNEIDER ESENG03 JLLE NOL Informações técnicas REV.: 01 PÁGINA 01 DE OBJETIVO Apresentar as especificações normalizadas referente às características mecânicas dos produtos conforme sua aplicação.. PARAFUSO SÉRIE MÉTRICA ROSCA NORMAL MA.1. Características mecânicas conforme ISO 898/1 Classe de Resistência 8.8 nominal nominal deformação não proporcional Nominal Alongamento após ruptura % min sob carga de prova HRB HRB D HRC D> HRC HRC.. Cargas de prova para parafusos métricos com rosca normal (grossa) Rosca (d) M3 M3,5 M4 M5 M6 M7 M8 M10 M1 M14 M16 M18 M0 M M4 M7 M30 M33 M36 M39 Seção resistente Carga de prova (A S,nom x S p ), N nominal A s,nom mm ,03 6,78 8,78 14, 0,1 8,9 36, , PARAFUSO SÉRIE MÉTRICA ROSCA FINA MB 3.1. Cargas de prova para parafusos métricos com rosca fina Rosca (d) M8x1 M10x1 Seção resistente Carga de prova (A S,nom x S p ), N nominal A s,nom mm , ,

2 ESENG03 REV.: 00 Página de 11 M10x 61, M1x M1x M14x 9,1 88, M16x M18x M0x Mx M4x M7x M30x M33x M36x M39x Carga de prova é a maior força axial aplicável sem ocorrência de deformação permanente. 4. MOMENTO TORÇORES (TORQUES) 4.1. TORQUE PARA PARAFUSOS SÉRIE MÉTRICA ROSCA NORMAL MA ( N.m ) Rosca (d) M3 M3,5 M4 M5 M6 M7 M8 M10 M1 M14 M16 M18 M0 M M4 M7 M30 M33 M36 M ,7 0,9 1,4 1,6,0 1,1 1,4,1,4 3,0 1,7,1 3, 3,6 4,6 3,3 5,7 9,3 13,8 7, ,1 7,0 11,4 16,8 33, Para atingir força de aperto igual a 80% da carga de prova. 6, 10,6 17,4 5,6 51, ,9 1,0 19,4 8,8 57, TORQUE PARA PARAFUSOS SÉRIE MÉTRICA ROSCA FINA MB ( N.m ) 8,9 15,3 4,8 36,8 73, Rosca (d) M8x1 M10x1 M10x M1x M1x M14x M16x M18x ,5 17,7 7,0 30,3 38,6 9,5 36, 55,3 61,9 79,0 8,5 34,9 53, 59,7 76,

3 ESENG03 REV.: 00 Página 3 de 11 M0x Mx M4x M7x M30x M33x M36x3 M39x Os valores são orientativos e se baseiam em condições médias de atrito aço com aço. A utilização de revestimentos anticorrosivos poderá alterar substancialmente os resultados. Para aplicações críticas, os valores deverão ser aferidos com a utilização de aparelho(*) para determinação de esforço axial na haste do parafuso. (*) Skidmore Wilhelm ou similar 5. PARAFUSO SERIE POLEGADA ROSCA NORMAL UNC 5.1. Características mecânicas conforme SAE J49 Classe de resistência escoamento deformação não proporcional Alongamento após ruptura % min sob carga de prova Grau HRB Grau D 3/ HRB D > 3/ HRB Grau 5 D HRC D > HRC Grau HRC 5.. Cargas de prova para parafusos série Polegada rosca grossa UNC Rosca (d) 1/4 0 5/ /8 16 7/ / 13 9/16 1 5/8 11 3/4 10 7/ / / / / 6 Seção resistente nominal Carga de prova (A S,nom x S p ), N A s,nom mm Grau 1 Grau Grau 5 Grau 8 0, , , PARAFUSO SERIE POLEGADA ROSCA FINA UNF 6.1. Cargas de prova para parafusos série polegada rosca fina UNF Rosca (d) 1/4 8 5/16 4 Seção resistente nominal Carga de prova (A S,nom x S p ), N A s,nom mm Grau 1 Grau Grau 5 Grau 8 3, ,

4 ESENG03 REV.: 00 Página 4 de 11 3/8 4 7/16 0 1/ 0 9/ /8 18 3/4 16 7/ / / /8 1 56,7 76, / MOMENTO TORÇORES (torques) 7.1. TORQUE PARA PARAFUSOS SÉRIE POLEGADA ROSCA NORMAL UNC ( N.m ) Rosca (d) 1/4 0 5/ /8 16 7/ / 13 9/16 1 5/8 11 3/4 10 7/ / / / / 6 Grau 1 Grau Grau 5 Grau 8 4,8 7,8 1,1 17,0 9,4 15,7 3,9 33,8 16, 6,9 4 58, Para atingir força de aperto igual a 80% da carga de prova TORQUE PARA PARAFUSOS SÉRIE POLEGADA ROSCA FINA UNF ( N.m ) Rosca (d) 1/4 8 5/16 4 3/8 4 7/16 0 1/ 0 9/ /8 18 3/4 16 7/ / / / Grau 1 Grau Grau 5 Grau 8 5,3 8,7 13,5 18,9 10, 16,8 5,9 36,6 17,8 9,4 45,7 64, 7, , , / O valores são orientativos e se baseiam em condições médias de atrito aço com aço. A utilização de revestimentos anticorrosivos poderá alterar substancialmente os resultados. Para aplicações críticas, os valores deverão ser aferidos com a utilização de aparelho (*), para determinação de esforço axial na haste do parafuso

5 ESENG03 REV.: 00 Página 5 de 11 (*) Skidmore Wilhelm ou similar 8. PARAFUSO ASTM Classe s ASTM A307 sob carga prova Cabeças Aplicação/Observação Grau A 1/ min HRB Sext. Uso geral. Sext. Flanges de tubulações Grau B HRB S/ cabeça em ferro fundido. Ancoragem em Grau C S/ cabeça estruturas. Classe Tipo 1 Tipo s ASTM A35 sob carga prova 1 87 min HRC Tipo 3 > 1 1.1/ 74 min HRC Classe s ASTM A394 (*) sob carga prova Tipo 0 1/ 510 min HRB 5/8 3/4 Tipo 1 7/ min. 534 HRC Tipo Tipo 3 Cabeças Aplicação/Observação Sext. Pesada Montagem de estruturas Excluído em Nov1991 Aço c/ resistência a intempéries. Montagem de estruturas. Cabeças Aplicação/Observação Sext. Quadrada (*) ASTM A 394 prescreve prova de cisalhamento quando solicitado pelo cliente. ASTM A449 Classe Tipo 1 s sob carga prova 1/ min HRC >1 1.1/ 75 min HRC >1.1/ 3 60 min Aço baixo C zincado. Montagem torres transmissão e similares. Aço médio C temp.e reven. zincado. Montagem torres transmissão e similares. Aço baixo C martensitico zincado. Montagem torres transmissão e similares. Aço c/ resistência a intempéries. Temp.e reven. Montagem de estruturas. Cabeças Aplicação/Observação Sext. S/ cabeça Uso geral Alta resistência 5

6 ESENG03 REV.: 00 Página 6 de 11 Tipo 1/ min HRC Uso geral Aço baixo C martensitico. Classe Tipo 1 Tipo Tipo 3 s ASTM A490 sob carga prova 1/ 1.1/ HRC Cabeças Aplicação/Observação Sext. Pesada Aço liga Montagem estruturas. Aço martensitico. Montagem estruturas. s 1/ 1 Aço resistente a intempéries Montagem estruturas. Marcação Condição Material ASTM F593 (Aço Inoxidável) escoamento F 593 C Austenítico HRB3 HRC 1/4 5/8 F 593 D 304 ou similar HRB3 HRC >5/8 1.1/ F 593 G Austenítico HRB3 HRC 1/4 5/8 F 593 H 316 ou similar HRB3 HRC >5/8 1.1/ F 593 V Ferrítico HRB 1/4 5/8 F 593 W 430 ou similar HRB >5/8 1.1/ F 593 P Revenido A 565ºC min HRC 1/4 1.1/ F 593 R Revenido A 74ºC min 410 ou similar Marcação Condição Material F 468 B Latão HRC 1/4 1.1/ ASTM F468 (não ferrosos) ASTM 70 Marcação Condição Material A 70 A4 70 F1 60 C1 70 C1 110 revenido revenido 75ºC min Austenitico 304 ou similar Austenitico 316 ou similar Ferrítico 430 ou similar escoamento HRF Todas ISO (Aço Inoxidável) escoamento 700 min 450 M min 450 M min HV M min HRC Todas 1100 min HRC Todas 6

7 ESENG03 REV.: 00 Página 7 de PORCA SÉRIE MÉTRICA 9.1 Características mecânicas conforme ISO 898 Classe de resistência s Estilo sob (*) carga de prova M > M4 M > M7 M > M10 M > M16 M M > M4 M > M7 M > M10 M > M16 M M > M4 M >M7 M > M10 M > M16 M (*) no mandril de prova HV (80HRB30HRC) 17030HV (87HRB30HRC) 18030HV 89RB30RC 0030HV (93HRB30HRC) 33353HV (99RB36HRC) 7353HV (636HRC) Classes de parafusos acopláveis Cargas de prova para porcas métricas rosca normal (grossa) MA M 3 M3,5 M4 M5 M6 M7 M8 M10 M1 M14 M16 M18 M0 M M4 M7 M30 M33 M36 M 39 Passo mm 0,5 0,6 0,7 0, ,75,5,5, ,5 3,5 4 4 Seção nominal do mandril de prova mm² 5,03 6,78 8,78 14, 0,1 8,9 36, , Classes de resistência Cargas de prova Estilo 1 Estilo 1 Estilo

8 ESENG03 REV.: 00 Página 8 de Cargas de prova para porcas métricas rosca fina MB M8x1 M10x1 M10x M1x M1x M14x M16x M18x M18x M0x M0x Mx Mx M4x M7x M30x M33x M36x3 M39x3 Passo mm Seção nominal do mandril de prova mm² 39, 64,5 61, 9,1 88, Classes de resistências Cargas de prova Estilo 1 Estilo 1 Estilo Carga de prova é a maior força axial aplicável sem a ocorrência de deformação que não permita a remoção da porca do mandril sem a utilização de ferramenta; é permitida a utilização de chave manual para a primeira meia volta. 10. PORCA SÉRIE POLEGADA Características mecânicas conforme SAE J995 Classe de resistência Estilo sob carga Classes de de prova parafusos acopláveis Grau Quadrada 60 3 HRC máx Grau 1 Grau 1/4 1 UNC 88 Grau 5 > 1 1.1/ UNC 74 1/4 1 UNF Sextavada 75 3 HRC máx Grau 1 Grau Grau 5 > 1 1.1/ UNF 648 1/4 5/8 4 3 HRC Grau 8 > 5/8 1 Sextavada HRC Grau1GrauGrau 5Grau 8 > 1 1.1/ 6 36 HRC 10.. Cargas de prova para porca série polegada rosca grossa UNC Seção nominal do mandril de prova mm² Classes de resistência 5 8 Cargas de prova 1/4 0 5/ /8 16 7/ / 13 9/16 1 5/8 11 0,5 33,8 50,0 68, ,4 145,

9 ESENG03 REV.: 00 Página 9 de 11 3/4 10 7/ / / / / 6 15,5 98,1 391,0 49,3 65, 745, 906, Cargas de prova para porcas série polegada rosca fina UNF 1/4 8 5/16 4 3/8 4 7/16 0 1/ 0 9/ /8 18 3/4 16 7/ / / / / 1 Seção nominal do mandril de prova mm² 3,5 37,4 56,7 76,6 103, , 40,6 38,4 47,8 55,3 69,3 848,4 100,0 Classes de resistência Cargas de prova Carga de prova é a maior força axial aplicável sem a ocorrência de deformação que não permita a remoção da porca do mandril sem a utilização de ferramenta; é permitida a utilização de chave manual para a primeira meia volta. 11. PORCAS EM AÇO INOXIDÁVEL Características mecânicas ISO 3506 Marcação s Estilo Condição Material A 70 M4 1 A4 70 M4 1 F1 60 M4 1 C1 70 Todas 1 C1 110 Todas 1 a frio Revenido Revenido 75 o C Austenitico 304 ou similar Austenitico 316 ou similar Ferrítico 430 ou similar sob Carga de prova HV HRC HRC ASTM F594 Marcação s Estilo Condição Material sob Carga de prova F 594 C 1/4 5/8 Sextav. Austenitico 304 ou similar HRB 3 HRC F 594 D > 5/8 1.1/ Sextav. Austenitico 304 ou similar HRB 3 HRC F 594 G 1/4 5/8 Sextav. Austenitico HRB 3 HRC 9

10 ESENG03 REV.: 00 Página 10 de 11 F 594 H > 5/8 1.1/ Sextav. F 594 N 1/4 1.1/ Sextav. F 594 P 1/4 1.1/ Sextav. F 594 R 1/4 1.1/ Sextav. a frio revenido 566ºC min revenido 75ºC min 316 ou similar Austenitico 316 ou similar Ferritico 430 ou similar HRB 3 HRC HRB HRC HRC 1. PARAFUSOS FORMADORES DE ROSCA 1.1. Parafusos autoatarraxante conforme propriedades mecânicas ISO 70 Resistência à Torção N.m min. Camada Cementada (mm). 0,45 0,04 0, ,05 0,18 3.5, , , , , ,60 0,15 0,8 Superficial 450 HV0,3 de Núcleo HV HV10 Matériaprima Aço baixo carbono 1.. Parafusos ponta broca conforme propriedades mecânicas ISO Resistência à Torção N.m min. Camada Cementada (mm) ,80 0,05 0, , ,90 0,10 0, , ,90 0,15 0,8 Superficial 530 HV0,3 de Núcleo HV HV10 Matériaprima Aço baixo carbono 1.3. Parafusos Trilobular conforme propriedades mecânicas ISO 7085 Resistência à Torção N.m min. Camada Cementada (mm) M3,1 M3,5 3,4 0,05 0,18 M4 4,9 M5 10,0 0,10 0,5 M6 17,0 M8 4 0,15 0,8 M ,15 0,3 Superficial 450 HV0,3 de Núcleo Matériaprima HV5 Aço baixo carbono 13. TABELAS ORIENTAVAS Tipo de rosca UNC (Grossa) UNF (Fina) Parafuso Roscas Classe de tolerância Porca Norma A B ANSI B1.1 10

11 ESENG03 REV.: 00 Página 11 de 11 BSW (Grossa) Média Normal BS 84 CEI ( Fina ) Média Média BS 811 Métrica 6 g 6 H ISO 965 AA TIPO C ISO 1478 Tabela de Similaridade de Classes e Graus de Resistência SAE J 49 DIN ISO 8981 ASTM Grau A 307 Grau A Grau 5.8 A 394 Tipo 0 A 307 Grau B Grau A 449 A 394 Tipo 1 A 35 Tipo 1 Grau A 354 Grau B D A 490 Tipo 1 e 1.9 A 574 Cabeça Normal A 307 Grau A, A 449, A 354, Grau 1, Grau, Grau 5, Grau 8, 4.6, Cl 5.8, Cl 8.8, Cl 10.9, Cl 10.9, Cl 1.9, A 394 Cabeça Pesada A 35, A 307 Grau B, A 490 Unidade a Transformar Fatores para Conversões de Unidades. 1 Kgf/mm² PSI KSI MPa Kgf/mm² 9,81 14,334 1,4334 9,81 0, ,0377 0, PSI 0, , ,001 0, KSI 0, , ,89476 MPa 0, ,0377 0, N = Newton Kgf = Kilograma força PSI = Libra por polegada quadrada KSI = Kilolibra por polegada quadrada MPa = Mega Pascal Fatores para Conversões de Unidades. Unidade a Transformar Kgf N Lbf Kgf 9,81,0463 N 0, ,4805 Lbf 0, ,448 Fatores para Conversões de Unidades. 3 Unidade a Transformar mm Pol mm 0,00155 Pol 645,16 Fatores para Conversões de Unidades. 4 Unidade Unidade de medição Conhecida N.cm N.m Kgf.cm Kgf.m Lbf.pol Lbf.pé N.cm 1 0,01 0, , , , N.m , , , , Kgf.cm 9, , ,01 0, , Kgf.m 980,7 9, ,7961 7,33003 Lbf.pol 11,9848 0, ,1514 0, , Lbf.pé 135,58 1, ,855 0,

Informações Técnicas Uso Orientativo

Informações Técnicas Uso Orientativo Parafusos X Buchas de ylon Buchas º Auto-atarraxante s aplicáveis Madeira Sextavado soberba Parafusos mais utilizados 4 2,2 2,2 a 2,8 2,8 x 25-2,8 x 30 5 2,9 a 3,5 2,2 a 3,8 2,8 x 30-3,2 x 40-3,5 x 45

Leia mais

Informações Técnicas. Uso Orientativo. Parafusos X Buchas de Nylon. Tabela de Roscas. Conversão de Medidas

Informações Técnicas. Uso Orientativo. Parafusos X Buchas de Nylon. Tabela de Roscas. Conversão de Medidas Parafusos X Buchas de ylon Buchas º Bitolas aplicáveis Auto-atarraxante Madeira Sextavado soberba Parafusos mais utilizados 4 2,2 2,2 a 2,8 2,8 x 25-2,8 x 30 5 2,9 a 3,5 2,2 a 3,8 2,8 x 30-3,2 x 40-3,5

Leia mais

TABELA DE ROSCAS. Diâmetro do Núcleo (mm) Ø da broca

TABELA DE ROSCAS. Diâmetro do Núcleo (mm) Ø da broca TABELA DE ROSCAS UNF - Rosca Unificada Fina UNC - Rosca Unificada Grossa MB (MF) - Rosca Métrica Fina Diâmetro do Núcleo (mm) Ø da broca Diâmetro do Núcleo (mm) Ø da broca Diâmetro do Núcleo (mm) Ø da

Leia mais

GUIA PARAFUSOS, ARRUELAS E PORCAS 1

GUIA PARAFUSOS, ARRUELAS E PORCAS 1 GUIA PARAFUSOS, ARRUELAS E PORCAS 1 144 / 146 Rebite de Rosca DIMENSIONAL NOMINAL CAB. CILINDRICA CAB CILINDRICA CAB. SEXTAVADA CABSEXTAVADO PLANA EXTRA FINA PLANA EXTRAFINA RKPO RFPO RKSO RFFO COMPRIMENTO

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS ASSISPAR - IND. E COM. DE PARAFUSOS LTDA PARAFUSOS PORCAS ARRUELAS MAT. FIXAÇÃO

CATÁLOGO DE PRODUTOS ASSISPAR - IND. E COM. DE PARAFUSOS LTDA PARAFUSOS PORCAS ARRUELAS MAT. FIXAÇÃO CATÁLOGO DE PRODUTOS - IND. E COM. DE PARAFUSOS LTDA PARAFUSOS PORCAS ARRUELAS MAT. FIXAÇÃO A Assispar Indústria e Comércio de Parafusos Ltda., é uma empresa especializada na fabricação e comercialização

Leia mais

FIXADORES PARA ESTRUTURAS METÁLICAS

FIXADORES PARA ESTRUTURAS METÁLICAS FIXADORES PARA ESTRUTURAS METÁLICAS LINHA ASTM A325 TIPO 1 São fixadores específicos de alta resistência, empregados em ligações parafusadas estruturais e indicados em montagens de maior responsabilidade.

Leia mais

Informações Técnicas Propriedades Mecânicas

Informações Técnicas Propriedades Mecânicas Informações Técnicas Propriedades Mecânicas Resistência a Limite de Carga de Grau de Tração Escoamento Alongam. Redução Dureza Prova de Área Resistência (kgf/mm2) (kgf/mm2) (kgf/mm2) min. máx. min. (%)

Leia mais

Parafuso Francês com Porca Sextavada

Parafuso Francês com Porca Sextavada PA FR C/PO SX Dimensões: ANSI B. Rosca BSW: BS - Média Rosca UNC: ASME B. - A Parafuso - B Porca Material: Aço Baixo Carbono Fornecido com componentes desmontados - F.P.P. Compr. - Até 6 mín. de rosca

Leia mais

Parafusos Porcas Arruelas. E Toda Linha de Fixadores. Catálogo Geral de Produtos

Parafusos Porcas Arruelas. E Toda Linha de Fixadores. Catálogo Geral de Produtos Parafusos Porcas Arruelas E Toda Linha de Fixadores Catálogo Geral de Produtos www.indufix.com.br contato@indufix.com.br (11) 3207.8466 Há 25 anos a Indufix é líder do mercado brasileiro na fabricação

Leia mais

PARAFUSOS SEXT. E FRANCESES DE FERRO E AÇO 8.8

PARAFUSOS SEXT. E FRANCESES DE FERRO E AÇO 8.8 PARAFUSOS SEXT. E FRANCESES DE FERRO E AÇO 8.8 N/CÓDIGO MEDIDAS QUANT. PREÇO P/ % 110.016 PR SX F 1/4X1.3/4NC RP 450 R$ 10.30 110.017 PR SX F 1/4X2 NC RP 120 R$ 10.85 110.018 PR SX F 1/4X2.1/4 NC RP 1090

Leia mais

Parafusos Porcas Arruelas. E Toda Linha de Fixadores. Catálogo de Parafusos com Sextavado Interno

Parafusos Porcas Arruelas. E Toda Linha de Fixadores. Catálogo de Parafusos com Sextavado Interno Parafusos Porcas Arruelas E Toda Linha de Fixadores Catálogo de Parafusos com Sextavado Interno www.indufix.com.br contato@indufix.com.br (11) 3207.8466 Há 25 anos a Indufix é líder do mercado brasileiro

Leia mais

GABARITOS PARA IMPRIMIR Tamanho Real de Parafusos

GABARITOS PARA IMPRIMIR Tamanho Real de Parafusos GABARITOS PARA IMPRIMIR Tamanho Real de Parafusos +7300 CLIENTES ATIVOS +6500 ITENS NO CATÁLOGO Que encontraram na Indufix o seu parceiro ideal no fornecimento de elementos de fixação. Parafuso é coisa

Leia mais

informações técnicas

informações técnicas informações técnicas www.tdc-tools.com.br brocas helicoidais em metal duro brocas helicoidais em metal duro sem cobertura din 338 ref mcd 001 velocidade de corte (vc)para broca metal duro - base din 338

Leia mais

Parafuso Cabeça Cilíndrica com Sextavado Interno - UNC

Parafuso Cabeça Cilíndrica com Sextavado Interno - UNC Sextavado Interno Cab. Cilíndrica Parafuso Cabeça Cilíndrica com Sextavado Interno UNC ANSI / ASME B 18.2.1 UNC ANSI / ASME B 1.1 / BSW DIN 11 d (diâmetro) #4 #5 #6 #8 #10 1/4' 5/16' 3/8' rosca/fpp UNC40

Leia mais

C A T Á L O G O

C A T Á L O G O C A T Á L O G O 0 4 A METALÚRGICA FEY LTDA situa-se entre os maiores fabricantes de fixadores do Brasil. Esta posição foi alcançada ao longo dos anos em função de seu expressivo crescimento e à grande

Leia mais

FIXADORES ASTM A325 FORÇA DE PROTENSÃO MÍN. FORÇA DE RUPTURA MÍN. LBF kgf LBF 1/2-13 UNC 5/8-11 UNC

FIXADORES ASTM A325 FORÇA DE PROTENSÃO MÍN. FORÇA DE RUPTURA MÍN. LBF kgf LBF 1/2-13 UNC 5/8-11 UNC Fixadores de alta resistência, empregados em ligações parafusadas estruturais e indicados em montagens de maior responsabilidade. Fabricados em aço de alta resistência e tratados termicamente, os parafusos

Leia mais

Produtos Profissionais FIXAÇÃO P R O D U T O S & A C E S S Ó R I O S

Produtos Profissionais FIXAÇÃO P R O D U T O S & A C E S S Ó R I O S Produtos Profissionais FIXAÇÃO P R O D U T O S & A C E S S Ó R I O S Abraçadeiras de Nylon Branca (5020) Tensão KG/F Mínima P/ Cabos até (Ø) Comp. Total Larg. Esp. 5020.091.092 8.2 20 100 2.6 1.0 5020.091.154

Leia mais

FIXAÇÃO FASTENING CATÁLOGO 2010 CATALOG Fixadores Fasteners. Parafusos de Roda. Accessories. Trator Tractor. Fixadores / Fasteners.

FIXAÇÃO FASTENING CATÁLOGO 2010 CATALOG Fixadores Fasteners. Parafusos de Roda. Accessories. Trator Tractor. Fixadores / Fasteners. Fixadores Fasteners Parafusos de Roda Wheel Bolts Acessórios Accessories Trator Tractor CATÁLOGO 10 CATALOG 10 FIXAÇÃO FASTENING Trator / Tractor Acessórios / Accessories Parafusos de Roda / Wheel Bolts

Leia mais

P R O D U T O S & A C E S S Ó R I O S. Produtos Profissionais

P R O D U T O S & A C E S S Ó R I O S. Produtos Profissionais P R O D U T O S & A C E S S Ó R I O S Produtos Profissionais Abraçadeiras de Nylon Branca (5020) Tensão KG/F Mínima P/ Cabos até (Ø) Comp. Total Larg. Esp. 5020.091.092 8.2 20 100 2.6 1.0 5020.091.154

Leia mais

TIPOS DE CONECTORES. Conector: Meio de união que trabalha através de furos feitos nas chapas.

TIPOS DE CONECTORES. Conector: Meio de união que trabalha através de furos feitos nas chapas. ESTRUTURAS METÁLICAS LIGAÇÕES COM CONECTORES Prof. Alexandre Augusto Pescador Sardá TIPOS DE CONECTORES Conector: Meio de união que trabalha através de furos feitos nas chapas. Rebites; Parafusos comuns;

Leia mais

ELABORADO POR: Antônio Carlos ICAI APROVADO POR: João Carlos Diretor Comercial

ELABORADO POR: Antônio Carlos ICAI APROVADO POR: João Carlos Diretor Comercial ELABORADO POR: Antônio Carlos ICAI APROVADO POR: João Carlos Diretor Comercial ASME B16.10M Tubos de Aço Carbono Com e Sem Costura METALLIC FÓRMULAS PARA CÁLCULOS DE PESOS POR METRO (BARRAS E TUBOS DE

Leia mais

Parafuso para Roda de Trator G.5

Parafuso para Roda de Trator G.5 Parafuso para Roda de Trator G. 0/006 PA TRATOR Dimensões : Padrão Ciser Rosca: ASME B. - A (A) (B) (C) (D) Produto F.P.P. X da rosca (ref.) Código da Linha - 9 Aplicações N Referência (E) PASX CO (B)

Leia mais

Broca Helicoidal DIN338N- HSS

Broca Helicoidal DIN338N- HSS Broca Helicoidal DIN338N- HSS Broca Helicoidal com Haste Cilíndrica Broca Comp. De Corte Broca Helicoidal com Haste Cilíndrica Broca Comp. De Corte 0,5 22 6 4,1 75 43 0,6 24 7 4,2 75 43 0,7 28 9 4,3 80

Leia mais

Parafusos Porcas Arruelas. E Toda Linha de Fixadores FIXADORES DE INOX

Parafusos Porcas Arruelas. E Toda Linha de Fixadores FIXADORES DE INOX Parafusos Porcas Arruelas E Toda Linha de Fixadores FIXADORES DE INOX cotar@indufix.com.br www.indufix.com.br (11) 3207.8466 Rua dos Alpes, 181 Cambuci SP Há 25 anos a Indufix é líder do mercado brasileiro

Leia mais

a-) o lado a da secção b-) a deformação (alongamento) total da barra c-) a deformação unitária axial

a-) o lado a da secção b-) a deformação (alongamento) total da barra c-) a deformação unitária axial TRAÇÃO / COMPRESSÃO 1-) A barra de aço SAE-1020 representada na figura abaixo, deverá der submetida a uma força de tração de 20000 N. Sabe-se que a tensão admissível do aço em questão é de 100 MPa. Calcular

Leia mais

FIXADORES ASTM A307 FORÇA DE RUPTURA MÍN. LBF 3/8-16 UNC 1/2-13 UNC 5/8-11 UNC 3/4-10 UNC PORCA ASTM A563 GRAU A

FIXADORES ASTM A307 FORÇA DE RUPTURA MÍN. LBF 3/8-16 UNC 1/2-13 UNC 5/8-11 UNC 3/4-10 UNC PORCA ASTM A563 GRAU A Fixadores empregados em ligações secundárias e recomendados para uso em estruturas não sujeitas a impactos ou vibrações. Fabricado em aço baixo carbono e sem tratamento térmico. Os parafusos, também conhecidos

Leia mais

Parafuso Auto Atarraxante Fenda Phillips

Parafuso Auto Atarraxante Fenda Phillips PA PN PH AA Dimensões: 79 Rosca: Auto Atarraxante Tipo C - DIN 7970 ( 47) Parafuso Auto Atarraxante Fenda Phillips Dimensões nominais, ( Nº ),9 ( Nº 4) 3, (Nº 6) 3,9 (Nº 7) 4, (Nº ) 4, (Nº 0), (Nº ) 6,3

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 01 / 04 / 2013 1 de 8 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para parafuso de cabeça quadrada utilizado nas Redes e Linhas de Distribuição da

Leia mais

Abraçadeiras, Anéis e Pinos

Abraçadeiras, Anéis e Pinos Abraçadeiras, Anéis e Pinos 1 Abraçadeira Tipo D Abraçadeira Mangote MG Abraçadeira Regulável Fita 32mm Aço Carbono Rosca sem Fim Aço INOX Espessura da Fita 0,7mm Espessura Chapa x Largura 3/8" 0,90 X

Leia mais

PARAFUSO CABEÇA SEXTAVADA ROSCA INTEIRA EM POLEGADAS FIXAÇÃO WINOX ALTURA MÁXIMA (CABEÇA) QUANT. EMB. FIOS POR POLEGADAS CHAVE

PARAFUSO CABEÇA SEXTAVADA ROSCA INTEIRA EM POLEGADAS FIXAÇÃO WINOX ALTURA MÁXIMA (CABEÇA) QUANT. EMB. FIOS POR POLEGADAS CHAVE 71 FIXAÇÃO WINOX PARAFUSO CABEÇA SEXTAVADA ROSCA INTEIRA EM POLEGADAS Dimensões: ANSI B 18.2.1 Rosca: ASME B 1.1 2A / BS 84 - Média CÓDIGO DESCRIÇÃO FIOS POR POLEGADAS CHAVE ALTURA MÁXIMA (CABEÇA) 800600

Leia mais

RELAÇÃO DETALHADA DOS LOTES. Leilão Condor 30/04/2015

RELAÇÃO DETALHADA DOS LOTES. Leilão Condor 30/04/2015 RELAÇÃO DETALHADA DOS LOTES Leilão Condor 30/04/2015 LOTE 01 Lote contendo barras de cobre e latão de diversas espessuras e modelos, conforme descrição detalhada abaixo: ITEM 001 242 KGS - 0218709 -COBRE

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Indicações importantes relativas às instruções de montagem VOSS O desempenho e a segurança mais elevados possíveis no funcionamento dos produtos VOSS só serão obtidos se forem cumpridas

Leia mais

Fixer Parafuso Fixer Phillips

Fixer Parafuso Fixer Phillips PA FI PN PH Rosca: Auto Cortante tipo Chipboard Fixer Parafuso Fixer Phillips Código da Linha - 90 Panela Compr. Ponteira Compr. rosca 0 60,0,0 /,90 6, / 6,90 7, / 7,0 7,8 / 8,0 9, / 9,0,0 /, Nº Nº Nº

Leia mais

Catálogo de produtos 2013 / 2014

Catálogo de produtos 2013 / 2014 Catálogo de produtos 2013 / 2014 ÓLEO DE CORTE PARA METAIS Somos uma empresa especializada em suprimentos para a indústria Metal/Mecânica Brasileira. As melhores marcas, produtos com tecnologia de ponta,

Leia mais

Deformação e Mecanismos de Endurecimento Metais DEMEC TM242-B Prof Adriano Scheid

Deformação e Mecanismos de Endurecimento Metais DEMEC TM242-B Prof Adriano Scheid Deformação e Mecanismos de Endurecimento Metais DEMEC TM242-B Prof Adriano Scheid Tensão Propriedades Mecânicas: Tensão e Deformação Deformação Elástica Comportamento tensão-deformação O grau com o qual

Leia mais

BROCA PARA APLICAÇÃO UNIVERSAL DE ALTA PERFORMANCE MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE.

BROCA PARA APLICAÇÃO UNIVERSAL DE ALTA PERFORMANCE MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE. BROCA PARA APLICAÇÃO UNIVERSAL DE ALTA PERFORMANCE MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE. BROCAS ALTA DURABILIDADE E DESEMPENHO ESTÁVEL EM UMA AMPLA GAMA DE MATERIAIS. Conheça suas características: TRATAMENTO

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SÃO PAULO Campus Presidente Epitácio

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SÃO PAULO Campus Presidente Epitácio INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SÃO PAULO Campus Presidente Epitácio ELMA3 AULA 5 Prof. Carlos Fernando Dispositivos de Fixação Pinos, Cupilhas, Cavilhas, Roscas, Mancais de Deslizamento

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil PGECIV - Mestrado Acadêmico Faculdade de Engenharia FEN/UERJ Disciplina: Tópicos Especiais em

Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil PGECIV - Mestrado Acadêmico Faculdade de Engenharia FEN/UERJ Disciplina: Tópicos Especiais em Ligações Aparafusadas Primeira Parte Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil PGECIV - Mestrado Acadêmico Faculdade de Engenharia FEN/UERJ Disciplina: Tópicos Especiais em Estruturas (Ligações em

Leia mais

Avenida Senador Robert Kennedy, São Torquato - Vila Velha ES

Avenida Senador Robert Kennedy, São Torquato - Vila Velha ES 27 3354-7450 Avenida Senador Robert Kennedy, 157 - São Torquato - Vila Velha ES Mecânico Cantoneira de Abas Iguais (pol.) Dimensões (kg/m) x 1/2" x 12,70 0,57 x 5/8" x 15,88 0,75 x 3/4" x 19,05 0,87 x

Leia mais

HARDBOLT Chumbador mecânico, estrutural tipo parafuso

HARDBOLT Chumbador mecânico, estrutural tipo parafuso HARDBOLT Chumbador mecânico, estrutural tipo parafuso 1. APRESENTAÇÃO: 1.1 Descrição HARDBOLT é um chumbador mecânico, tipo parafuso e sem expansão. Devido ao desenho de rosca, consegue atarraxar ao concreto.

Leia mais

CATALOGO DE PRODUTOS - FIXADORES

CATALOGO DE PRODUTOS - FIXADORES CATALOGO DE PRODUTOS FIXADORES A CRV INDUSTRIAL, além de fornecer todos os suprimentos indispensáveis para o funcionamento de uma empresa, oferece uma serie de soluções logísticas e técnicas desenvolvidas

Leia mais

Elementos de máquina. Curso Técnico Concomitante em Mecânica 3º módulo. Diego Rafael Alba

Elementos de máquina. Curso Técnico Concomitante em Mecânica 3º módulo. Diego Rafael Alba E Curso Técnico Concomitante em Mecânica 3º módulo Diego Rafael Alba 1 Roscas É um conjunto de filetes em torno de uma superfície cilíndrica; Podem ser internas e externas. 2 Perfil de rosca Triangular;

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Indicações importantes relativas às instruções de montagem VOSS O desempenho e a segurança mais elevados possíveis no funcionamento dos produtos VOSS só serão obtidos se forem cumpridas

Leia mais

ESTRUTURAS METÁLICAS DE AÇO

ESTRUTURAS METÁLICAS DE AÇO ESTRUTURAS METÁLICAS DE AÇO LIGAÇÕES POR CONECTORES Edson Cabral de Oliveira TIPOS DE CONECTORES E DE LIGAÇÕES O conector é um meio de união que trabalha através de furos feitos nas chapas. Tipos de conectores:

Leia mais

Kit Gás Parafuso Sextavado 8.8 para Conversão

Kit Gás Parafuso Sextavado 8.8 para Conversão Dimensões: DIN 933 (RI) DIN 93 (RP) Rosca DIN 3 (ISO 96) - 6g Classe de Resistência: 8.8 Material: Aço Médio Carbono Kit Gás 8.8 para Conversão Código da Linha - Rosca Inteira MA: 60 - Rosca Parcial MA:

Leia mais

PARAFUSO FRANCÊS 5/8 UNC-11 7/16 UNC-14 1/2 BSW-12

PARAFUSO FRANCÊS 5/8 UNC-11 7/16 UNC-14 1/2 BSW-12 CATÁLOGO - COMO USAR 1 3 PARAFUSO FRANCÊS COM PORCA POLIDO ZINCADO BRANCO BICROMATIZADO OXIDADO PRETo GALVANIZADO A FOGO NIQUELADO ASME b18.5 UNC - ASME B1.1 BSW - DIN 11 FR3/16X3/4Pl PARAFUSO FRANCÊS

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO LINHA DURS

BOLETIM TÉCNICO LINHA DURS BT 0003 BOLETIM TÉCNICO LINHA DURS LINHA DURS Fixadores autoperfurantes em aço carbono. Descrição Fixador autoperfurante com design exclusivo em aço carbono e marca H na cabeça. Tem como acessório uma

Leia mais

PLP BRASIL. Seção 1 Fixações de Estais e Cross Rope

PLP BRASIL. Seção 1 Fixações de Estais e Cross Rope Transmissão: Seção PLP BRSIL Seção ixações de Estais e Índice Página Conjunto de ixação de Estais VRI-GRIP VG - Grampo V ssimétrico GRV -4 Conectores de terramento -5-7 Transmissão: Seção PLP BRSIL Seção

Leia mais

2. Ligações com Parafusos

2. Ligações com Parafusos 2. Ligações com Parafusos 2.1. Tipos de conectores 2.1.1. Rebites São conectores instalados a quente, o produto final possui duas cabeças. São calculados: - Pelos esforços transmitidos por apoio do fuste

Leia mais

Cubo Dianteiro Roda Dianteira Roda Dianteira Roda Trator Semi Eixo Fix. Centro da Roda Cubo Dianteiro 65x/265/275 (modernos)

Cubo Dianteiro Roda Dianteira Roda Dianteira Roda Trator Semi Eixo Fix. Centro da Roda Cubo Dianteiro 65x/265/275 (modernos) PA TRATOR Dimensões : Padrão Ciser Rosca: ASME B. - A Parafuso para Roda de Trator G. (A) (B) (C) (D) TABELA DE PREÇOS Código da Linha - 9 (E) Produto Bitola X Comprimento Comprimento da rosca (ref.) Aplicações

Leia mais

Gaveta com bolsa tipo JE F.Nodular V.Bronze - PN 16 Métrica Oval 16A 16A

Gaveta com bolsa tipo JE F.Nodular V.Bronze - PN 16 Métrica Oval 16A 16A ÍNDICE VÁLVULAS Fig. Pág. Gaveta HF Fofo Nodular V.Bronze PN 10, PN 16 e PN 25 01 01 Gaveta HF Fofo Nodular V.Inóx PN 10 e PN 16 02 02 Gaveta HA Fofo Nodular V.Bronze PN 10 e PN 16 03 03 Gaveta HA Fofo

Leia mais

TW102 TW202 TW302 MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE.

TW102 TW202 TW302 MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE. TW102 TW202 TW302 SOLUÇÕES PARA ALUMÍNIO E METAIS MALEÁVEIS TW102 DIN 338 (6xD) TW202 DIN 340 (10xD) TW302 DIN 1869/1 (15xD) Alta durabilidade Maior produtividade peças/hora Redução de paradas para reafiação

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO FIXADOR ASTM A325 TIPO 1

BOLETIM TÉCNICO FIXADOR ASTM A325 TIPO 1 BOLETIM TÉCNICO FIXADOR ASTM A325 TIPO 1 Elaborador: Verificadores: Aprovador: RAMON PINHEIRO GARCIA DIEGO CAMERA RAMON PINHEIRO GARCIA 1 FIXADORES ASTM A325 TIPO1 Fixador de alta resistência para montagem

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Indicações importantes relativas às instruções de montagem VOSS O desempenho e a segurança mais elevados possíveis no funcionamento dos produtos VOSS só serão obtidos se forem cumpridas

Leia mais

Sumário. Pino Extrator Tipo A - DIN 1530

Sumário. Pino Extrator Tipo A - DIN 1530 1 Sumário Pino Extrator Tipo A...3 Pino Extrator Tipo C...4 Bucha Extratora...5 âmina Extratratora...6 Válvula de Ar - AJV...7 Válvula de Ar - ZZ491...7 Contador de Ciclos Analógico...8 Centralizador ateral...8

Leia mais

Nova tecnologia em fresamento Soluções em Fresamento

Nova tecnologia em fresamento Soluções em Fresamento Fresamento Dupla face, Inserto de 6 arestas, cabeçote 90 com baixo esforço de corte Nova tecnologia em fresamento Soluções em Fresamento 6 vantagens competitivas para alta eficiência em fresamento Maior

Leia mais

Aços para Construção Mecânica

Aços para Construção Mecânica Aços Longos Aços pa Construção Mecânica ARCE10090201_Aços pconst. Mecanica.indd 1 20/01/14 15:44 Aços pa Construção Mecânica Os processos de conformação mecânica alteram a geometria do material por meio

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS ÁREA 1. Disciplina: Elementos de Máquina Semestre: 2016/01

LISTA DE EXERCÍCIOS ÁREA 1. Disciplina: Elementos de Máquina Semestre: 2016/01 LISTA DE EXERCÍCIOS ÁREA 1 Disciplina: Elementos de Máquina Semestre: 2016/01 Prof: Diego R. Alba 1. Duas chapas de aço 1018 laminado à frio de 1 por 4 são unidas por meio de sobreposição de duas chapas

Leia mais

Diagrama Tensão Deformação 0,0000 0,0005 0,0010 0,0015 0,0020 0,0025

Diagrama Tensão Deformação 0,0000 0,0005 0,0010 0,0015 0,0020 0,0025 . Os dados de um teste tensão-deformação de uma cerâmica são fornecidos na tabela. A curva é linear entre a origem e o primeiro ponto. Construir o diagrama e determinar o módulo de elasticidade e o módulo

Leia mais

Exercícios de Resistência dos Materiais A - Área 3

Exercícios de Resistência dos Materiais A - Área 3 1) Os suportes apóiam a vigota uniformemente; supõe-se que os quatro pregos em cada suporte transmitem uma intensidade igual de carga. Determine o menor diâmetro dos pregos em A e B se a tensão de cisalhamento

Leia mais

3 REFERÊNCIAS 4 DISPOSIÇÕES GERAIS

3 REFERÊNCIAS 4 DISPOSIÇÕES GERAIS Elaborador: Mário Sérgio de Medeiros Damascena ET - 05.117.01 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis de pino de isolador para utilização

Leia mais

A108 Broca, HSS, para Aços Inoxidáveis

A108 Broca, HSS, para Aços Inoxidáveis A108 Broca, HSS, para Aços Inoxidáveis ÍNDICE Usinagem de Aços Inoxidáveis 3 Por que os Aços Inoxidáveis são considerados como difíceis de usinar? 3 Pontos Importantes na usinagem de Aços Inoxidáveis 3

Leia mais

As conexões Ultraflare atendem as especificações SAE J514 e J516.

As conexões Ultraflare atendem as especificações SAE J514 e J516. ULTRAFLARE VANTAGENS Ideais para aplicações em hidráulica e pneumática, como conexão de tubos ou como adaptadores para terminais de mangueiras, possuem uma excepcional resistência mecânica a soltura do

Leia mais

Leitura e Interpretação de Desenho Técnico Mecânico

Leitura e Interpretação de Desenho Técnico Mecânico Leitura e Interpretação de Desenho Técnico Mecânico Módulo IV Aula 03 Conjuntos O desenho de conjunto representa um grupo de peças montadas tais como: dispositivos, ferramentas, máquinas, motores, equipamentos

Leia mais

Along. (50mm) 25% Custo (aço + Frete + impostos) R$ 1450,00/ton

Along. (50mm) 25% Custo (aço + Frete + impostos) R$ 1450,00/ton 1. Qual o valor das tensões principais para os tensores de tensão dados, segundo a simbologia utilizada na disciplina (vide matrizes abaixo)? Estados Valores de tensões em MPa Tensões Genéricas Tensões

Leia mais

ROLAMENTOS E RETENTORES

ROLAMENTOS E RETENTORES ROLAMENTOS E RETENTORES MANUAL TÉCNICO DE BOLSO ÍNDICE Apresentação...02 BSP...19 Cálculo do diâmetro nominal....23 Guia de Instalação de mangueiras...20 Flanges...10 Identificação de roscas...03 JIS 30º

Leia mais

Machos Máquina MACHOS. POT - Ponta Helicoidal Haste Reforçada. SFT - Canal Helicoidal Haste Reforçada. MT - Canal Reto Haste Reforçada

Machos Máquina MACHOS. POT - Ponta Helicoidal Haste Reforçada. SFT - Canal Helicoidal Haste Reforçada. MT - Canal Reto Haste Reforçada CATÁLOGO Nº1 Machos Máquina POT - Ponta Helicoidal 0/1 80/1 DIN 18 4, 81/1 90/1 SFT - Canal Helicoidal 0/ DIN 18 3º ~3 81/ 90/ MT - Canal Reto 0/3 DIN 18 90/3 POT - Ponta Helicoidal 81/3 60/1 70/1 86/1

Leia mais

Rosqueamento com machos

Rosqueamento com machos NOMENCLATURA A B C D E F G H I J K L M N O P Q Quadrado Diâmetro da haste Diâmetro Rebaixado Canal Passo Centro Externo (Macho) Diâmetro da Rosca (Externo) Comprimento de Guia Chanfrado Comprimento da

Leia mais

TABELAS DE CONVERSÃO E FÓRMULAS:

TABELAS DE CONVERSÃO E FÓRMULAS: TABELAS DE CONVESÃO E FÓMULAS: Aplicações para motores hidráulicos... 07 Cálculo da perda de carga em tubulação... 04 Cálculo do diâmetro nominal (interno e externo) de tubulação... 03 Circuitos hidráulicos...

Leia mais

MOLA MECÂNICA. Arames de Alto Teor de Carbono

MOLA MECÂNICA. Arames de Alto Teor de Carbono MOLA MECÂNICA Arames de Alto Teor de Carbono Belgo Bekaert Arames. Qualidade que faz a diferença. Produto A linha de produtos de arames para mola mecânica da Belgo Bekaert Arames é indicada para aplicações

Leia mais

Tubos Estruturais sem Costura Graus de Aço, Propriedades Mecânicas e Aplicações

Tubos Estruturais sem Costura Graus de Aço, Propriedades Mecânicas e Aplicações Tubos Estruturais sem Costura Graus de Aço, Propriedades Mecânicas e Aplicações Vallourec é líder mundial em soluções tubulares premium, presente nos setores de energia, petrolífero, automotivo e construção,

Leia mais

Aula 8 Uniões sujeitos à cisalhamento: parafusos e rebites

Aula 8 Uniões sujeitos à cisalhamento: parafusos e rebites SEM 0326 Elementos de Máquinas II Aula 8 Uniões sujeitos à cisalhamento: parafusos e rebites Profa. Zilda de C. Silveira São Carlos, Outubro de 2011. 1. Parafusos sob cisalhamento - Parafusos sob carregamento

Leia mais

DIMENSIONAMENTO DE UNIÕES UTILIZANDO CONECTORES METÁLICOS PARAFUSOS

DIMENSIONAMENTO DE UNIÕES UTILIZANDO CONECTORES METÁLICOS PARAFUSOS 03/12/2015 14:18:18 1 Manaus, 2015 MINICURSO Eng. Civil A SEREM ABORDADOS NESTE MINICURSO: - Contextualização; - Características dos Conectores Metálicos - Parafusos; - Normas; - Princípios básicos da

Leia mais

Catálogo Técnico VÁLVULAS INDUSTRIAIS

Catálogo Técnico VÁLVULAS INDUSTRIAIS Catálogo Técnico VÁLVULAS INDUSTRIAIS VÁLVULA FERRO CLASSE GAVETA FUNDIDO 15 Válvula gaveta em ferro fundido ASTM A 16 B; classe 15 lbs; haste ascendente com rosca trapezoidal externa e castelo aparafusado

Leia mais

MACHOS FRESAS COSSINETES STD OSG. Folheto N º 1

MACHOS FRESAS COSSINETES STD OSG. Folheto N º 1 MACHOS FRESAS COSSINETES STD OSG Folheto N º 1 STD OSG MACHOS MÁQUINA ALTA PERFORMANCE Macho Ponta Helicoidal (POT) D371 250/4 Métrica Grossa 6H rápido 280/4 Unificada Grossa UNC 2B 281/4 Unificada Fina

Leia mais

CALIBRAÇÕES. Goniômetro º 04. Nível de Bolha até 20 mm/m 0,0029 mm/m (0,6") Nível Eletrônico até 20 mm/m 0,0029 mm/m (0,6")

CALIBRAÇÕES. Goniômetro º 04. Nível de Bolha até 20 mm/m 0,0029 mm/m (0,6) Nível Eletrônico até 20 mm/m 0,0029 mm/m (0,6) CALIBRAÇÕES DESCRIÇÃO DO SERVIÇO DIMENSIONAL INSTRUMENTOS E GABARITOS DE MEDIÇÃO DE ÂNGULO Goniômetro 360 00º 04 Nível Goniômetro 360 Nível de Bolha até 20 mm/m 0,0029 mm/m (0,6") Nível Eletrônico até

Leia mais

ASTM A-36. NBR ASTM APLICAÇÕES

ASTM A-36. NBR ASTM APLICAÇÕES Perfis Cantoneiras de Abas Iguais Principais aplicações: Estruturas metálicas; Torres de linhas de transmissão de energia elétrica; Torres de telecomunicações; Máquinas e implementos agrícolas; Indústria

Leia mais

BBI produtos e serviços oferecidos exclusivamente através da distribuição

BBI produtos e serviços oferecidos exclusivamente através da distribuição BBI produtos e serviços oferecidos exclusivamente através da distribuição Conteúdo PARAFUSO CABEÇA CILINDRICA COM SEXT. INTERNO 1-29 PARAFUSO SEM CABEÇA COM SEXT. INTERNO 30-57 PARAFUSO CABEÇA CHATA COM

Leia mais

Carboneto de Tungstênio

Carboneto de Tungstênio Carboneto de Tungstênio Revestimento altamente resistente à abrasão, erosão e desgaste por deslizamento em baixa temperatura. Não recomendável para ambientes corrosivos. Exaustores, eixos de bombas, roscas

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 09 / 04 / 2013 1 de 1 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para parafuso olhal utilizado nas Redes e Linhas de Distribuição da Companhia Energética

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 18 / 02 / 2014 1 de 8 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padronizam as dimensões e as características mínimas exigíveis para a haste de aterramento e acessórios utilizados nas Redes de Distribuição,

Leia mais

Opcional Viton: -10 C a 180 C 3 estilos disponíveis com rosca métrica ou polegadas Tipos especiais sob encomenda

Opcional Viton: -10 C a 180 C 3 estilos disponíveis com rosca métrica ou polegadas Tipos especiais sob encomenda Cilindro Hidráulico CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Dimensões de Montagem do cilindro de acordo com a norma NFPA e ANSI B93 15-1981 Diâmetros de Cilindros 1.½ 2 2.½ 3.¼ 4 e 5 Diâmetros das Hastes dos Pistões

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO TORK CONTROLE TECNOLÓGICO DE MATERIAIS LTDA / DESIGNAÇÃO: LABORATÓRIO TORK RJ

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO TORK CONTROLE TECNOLÓGICO DE MATERIAIS LTDA / DESIGNAÇÃO: LABORATÓRIO TORK RJ ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO Norma de Origem: NIT-DICLA-016 Folha: 1 Total de Folhas: 16 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO LABORATÓRIO TORK CONTROLE TECNOLÓGICO DE MATERIAIS LTDA / DESIGNAÇÃO:

Leia mais

Arame de aço de baixo teor de carbono, zincado, para gabiões

Arame de aço de baixo teor de carbono, zincado, para gabiões REPRODUÇÃO LIVRE NBR 8964 JUL 1985 Arame de aço de baixo teor de carbono, zincado, para gabiões Origem: Projeto 01:022.05-004/1985 CB-01 - Comitê Brasileiro de Mineração e Metalurgia CE-01:022.05 - Comissão

Leia mais

Figura 1 - Dureza mínima bruta de têmpera necessária para obter dureza após revenido (1).

Figura 1 - Dureza mínima bruta de têmpera necessária para obter dureza após revenido (1). SELEÇÃO DE AÇOS PELA TEMPERABILIDADE Na especificação de materiais para construção mecânica, freqüentemente o projetista deparase com o problema de selecionar um aço que deve ser tratado termicamente.

Leia mais

RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS CONTROLE DE QUALIDADE INDUSTRIAL Aula 03 TENSÃO

RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS CONTROLE DE QUALIDADE INDUSTRIAL Aula 03 TENSÃO CONTROLE DE QUALIDADE INDUSTRIAL Tensão Tensão é ao resultado da ação de cargas externas sobre uma unidade de área da seção analisada na peça, componente mecânico ou estrutural submetido à solicitações

Leia mais

A RAWL, empresa pioneira em fixações a LOBO em parafusaria e a BÜLTE em produtos de nylon, são exemplo do cuidado que temos na escolha dos parceiros e produtos, que além de manterem em desenvolvimento

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC-Rio NECE. Experimento de ensino baseado em problemas. Módulo 01: Análise estrutural de vigas

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC-Rio NECE. Experimento de ensino baseado em problemas. Módulo 01: Análise estrutural de vigas Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC-Rio NECE Experimento de ensino baseado em problemas Módulo 01: Análise estrutural de vigas Aula 02: Estruturas com barras sob corportamento axial

Leia mais

Tabela de Pesos e Medidas

Tabela de Pesos e Medidas Tabela de Pesos e Medidas índice Bobinas de Bronze Bobinas de Cobre Bobinas de Latão Chapas Barra Retangulares Latão (Perfis L / T / U) Vergalhões Conexões Soldáveis para Tubos de Cobre Tubos de Cobre

Leia mais

SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA

SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-313.0049 ISOLADORES 1/19 1. FINALIDADE

Leia mais

kypara a sua unidade de aquecimento e resfriamento

kypara a sua unidade de aquecimento e resfriamento . kypara a sua unidade de aquecimento e resfriamento ky Série M de Trocadores de Calor a pintados Aplicações Para as suas operações gerais de aquecimento e resfriamento podem ser utilizados os trocadores

Leia mais

OBR Equipamentos Industriais Ltda Perfis em Alumínio

OBR Equipamentos Industriais Ltda  Perfis em Alumínio OBR Equipamentos Industriais tda www.obr.com.br Perfis em Alumínio Os Perfis de Alumínio OBR oferecem uma grande quantidade de seções com elementos de conexão e acessórios adequados à sua necessidade.

Leia mais

MEMORIAL DE CÁLCULO / 1-0 MINI GRUA MODELO RG MG 500.1

MEMORIAL DE CÁLCULO / 1-0 MINI GRUA MODELO RG MG 500.1 MEMORIAL DE CÁLCULO 060513 / 1-0 MINI GRUA MODELO RG MG 500.1 FABRICANTE: Metalúrgica Rodolfo Glaus Ltda ENDEREÇO: Av. Torquato Severo, 262 Bairro Anchieta 90200 210 Porto alegre - RS TELEFONE: ( 51 )

Leia mais

Produtos para Construção Mecânica

Produtos para Construção Mecânica Produtos para Construção Mecânica FIO-MÁQUINA Construção Mecânica FIO-MÁQUINA Produto obtido por laminação a quente com seção transversal circular. Este produto é fornecido em rolos com 830 kg amarrados

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES Válvula de agulha Conexão roscada segundo. Asme b1 20.1 (NPT) Din 2.999 & Bs 21 Iso 228/1 & Iso 7/1 6000 Psi Padrão Fire-Safe.

ESPECIFICAÇÕES Válvula de agulha Conexão roscada segundo. Asme b1 20.1 (NPT) Din 2.999 & Bs 21 Iso 228/1 & Iso 7/1 6000 Psi Padrão Fire-Safe. 01/66 FIG.Nº.:AG-01 Bitola 1/8 á 1. Válvula de agulha Conexão roscada segundo. Asme b1 20.1 (NPT) Din 2.999 & Bs 21 Iso 228/1 & Iso 7/1 6000 Psi Padrão Fire-Safe. Nº NOMES DAS PARTES CONSTRUÇÃO 01 TRAVA

Leia mais

Catálogo Técnico. www.novema.com.br

Catálogo Técnico. www.novema.com.br Catálogo Técnico 2014 www.novema.com.br ÍNDICE VÁLVULAS: Fig. Pág. Gaveta HA FoFo FLG ANSI 125 LBS VB NVM 01 F 04 Gaveta HA FoFo FLG ANSI 125 LBS VI NVM 02 F 05 Gaveta HA WCB FLG ANSI 150 LBS NVM 03 06

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO Norma de Origem: NIT-DICLA-013 Folha: 1 / 08 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO LABORATÓRIO TORK CONTROLE TECNOLÓGICO DE LTDA. Ensaio de Tração à alta temperatura até 600 C NORMA E /OU PROCEDIMENTO ASTM E 21/2009

Leia mais

Metalurgia da Soldagem Particularidades Inerentes aos Aços Carbono

Metalurgia da Soldagem Particularidades Inerentes aos Aços Carbono Metalurgia da Soldagem Particularidades Inerentes aos Aços Carbono A partir do estudo deste texto você conhecerá as particularidades inerentes a diferentes tipos de aços: aços de médio carbono (para temperaturas

Leia mais

Desde 2002 atuando em todo território nacional, oferecemos produtos de altíssima qualidade, aliados a excelência em atendimento aos clientes, nos

Desde 2002 atuando em todo território nacional, oferecemos produtos de altíssima qualidade, aliados a excelência em atendimento aos clientes, nos Desde 00 atuando em todo território nacional, oferecemos produtos de altíssima qualidade, aliados a excelência em atendimento aos clientes, nos seguimentos de injeção de plásticos, construção de ferramentas

Leia mais

Número: EMP Rev.: 1 Fl. 1/10

Número: EMP Rev.: 1 Fl. 1/10 Número: EMP-81193 Rev.: 1 Fl. 1/10 REV DATA HISTÓRICO DAS REVISÕES EMITIDO APROVADO Emissão inicial, em substituição ao 0 28/10/2015 documento EMP-81193 Rev.34. Alteração do modelo do documento e Sebastião

Leia mais