3- BIOGRAFIA ESCONDIDA... 4-DIA DAS CIÊNCIAS/ DIA DAS LÍNGUA. 5-CARNAVAL Uma experiência de ensino bilingue no

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "3- BIOGRAFIA ESCONDIDA... 4-DIA DAS CIÊNCIAS/ DIA DAS LÍNGUA. 5-CARNAVAL Uma experiência de ensino bilingue no"

Transcrição

1 ESCOLA E.B. 2,3/S da CHAMUSCA ÁREA DE PROJECTO 7º A /2011 EDITORIAL Para aqueles que possam acusar as escolas de serem meros locais onde os pais depositam, de manhã, os seus filhos para que, várias horas mais tarde, os possam de novo ir buscar ou ter consigo, vendo a escola como um armazém ou um depósito, eis o nº4 do nosso jornal!... Como? Neste número pretendemos destacar uma série de actividades que, a partir do mês de Fevereiro e também durante o mês de Março, tiveram lugar na nossa escola, fazendo dela um sítio vibrante, animado (até agitado!), empolgante e onde houve muito entusiasmo! Foi bom sentir a vida a pulsar e sentir que não é só dentro das quatro paredes de uma sala que pode existir o conhecimento que os professores gostariam de legar aos seus alunos... esse conhecimento pode também ser transmitido de forma divertida e animada, através de uma exposição ou de um jogo ou ainda de uma experiência mais prática, como fazer crepes, enfim, estes foram tempos divertidos, mas que antecedem agora um tempo de dedicação e de estudo, dado que o final do período se aproxima. O Navegador deseja-vos, portanto, um óptimo trabalho e, desde já, boas férias de Páscoa! O 7º A Nesta ediçao A FLORESTA PORTUGUESA Exposição de trabalhos a partir da obra de Sophia de Mello B. A BIOGRAFIA ESCONDIDA... 4-DIA DAS CIÊNCIAS/ DIA DAS LÍNGUA 5-CARNAVAL Uma experiência de ensino bilingue no 6-GINÁSTICA ARTÍSTICA Entrevista com a Professora Ana Margarida Martins Estratégias de gestão de conflitos numa perspectiva de apren- 7-FINAIS DE BADMINTON testemunho duma mãe da 8-ENCONTRO COM A NOSSA PSICÓLOGA a 9-PADIPAPER DA MATEMÁTICAperiência de 10-PROJECTO COMENIUSperiência de inclusão 11-PROJECTO COMENIUS Entrevista com a Professora Agata Furtakexperiência de inclusão educativa, social e laboral no Norte de Portugal. 12-DIA DAS LÍNGUAS Entrevista com a Professora Paula Correiae experiência de inclusão educativa, social e laboral no Norte de Portugal. Redacção: Os alunos do 7º A: Adriana, Afonso, Ana Rita G., Ana Rita J., André, Beatriz, Bernardo, David, Diana, Diogo, Filipa, Francisco, Hugo, Jia, João Carlos, José Pedro, Luís Carlos, Luís Filipe, Manuel, Maria e Rosana. Coordenação: Professora Olga Amaro; Colaboração do Professor Valdemar Lopes (Grafismo) Impressão: Reprografia da E.B. 2,3/S da Chamusca O Navegador - n.4 - Mai

2 Notícias A FLORESTA PORTUGUESA A Floresta portuguesa é um ecossistema muito antigo, inicialmente com árvores de folha caduca no Norte do país e árvores de folha perene a Sul. Actualmente, a área florestal portuguesa ascende aos 3.3 milhões de hectares. Portugal possui uma das maiores áreas florestadas da Europa. Cerca de 85% da floresta de Portugal é propriedade privada, e apenas 3% pertence ao Estado Português, os restantes 12% são desaproveitados. No dia 21 de Março é o Dia Mundial da Floresta, bem como o Dia da Árvore e nesse mesmo dia começa a Primavera. O Navegador - n.4 - Mai Na nossa escola, no dia 21 de Março, realizou-se uma exposição de trabalhos realizados na disciplina de Estudo Acompanhado (7º Ano), a partir da leitura da obra de Sophia de Mello B. Andresen, A árvore e A floresta. O caráter é como uma árvore e a reputação como sua sombra. A sombra é o que nós pensamos dela; a árvore é a coisa real. (Abraham Lincoln)

3 Sabes quem eu sou? A Biografia Trabalho nesta escola há mais de 30 anos. Nasci em Coruche, mas vim viver com os meus pais para a Chamusca quando tinha cinco anos de idade. Ser professora foi sempre o meu sonho. Desde pequena que brincava às escolas com duas alunas imaginárias, a Belinda e a Beléu que sentava em frente a uma parede, a fingir de quadro e ensinava a ler e a escrever. A minha mãe conta que, desde cedo, quando questionada sobre o futuro, dizia sempre que queria ir para Línguas. E assim foi! O sonho tornou-se realidade e hoje, apesar de encontrar uma ou outra dificuldade, continuo a viver a profissão de professora com a dedicação e o entusiasmo do primeiro dia. Ser professora é partilhar conhecimentos, experiências (boas e más!) e afectos com firmeza, mas também com o coração. Diana Jesus Filipa Martinho Quem é? O Navegador - n.4 - Mai

4 dia das ciências No passado dia 10 de Março realizou-se na nossa escola um acontecimento, Dia das Ciências, que procurou apelar, no espaço escolar, à valorização das ciências. A organização ficou a dever-se ao Departamento de Ciências, nomeadamente às disciplinas de Ciências Naturais e de Ciências Físico-Químicas. O acontecimento em si pretendeu levar à realização de experiências, nos laboratórios do pavilhão D, desde o facto de se provarem propriedades e teorias até à utilização das mesmas para entretenimento. Foram as turmas do 3º ciclo quem mais participou, mas toda a escola contribuiu e assistiu à actividade. Bernardo Sequeira Francisco Matias dia das línguas O Navegador - n.4 - Mai No passado dia 11 de Março, decorreu no bar da nossa escola uma exposição de trabalhos dos alunos e venda de produtos alimentares típicos de Portugal, França e Polónia. Os produtos eram, nomeadamente crepes e croissants da parte de francês, bolos tradicionais do nosso país e, na barraquinha da Polónia, que esteve a cargo da nossa assistente de Línguas, Agata Furtak, a oferta de bolos e doces típicos do seu país. Diogo Lino e Jia Pan A professora Agata também possibilitou a realização de uma arte, o Origami, bem como ajudou e recomendou.

5 O CARNAVAL O Carnaval é um período de festas regidas pelo ano lunar no cristianismo da Idade Média. O período do carnaval era marcado pelo adeus à carne ou carne vale dando origem ao termo carnaval. Durante o período do Carnaval havia uma grande concentração de festejos populares. Cada cidade brincava a seu modo, de acordo com seus costumes. O Carnaval moderno é feito de desfiles e fantasias. O Carnaval do Rio de Janeiro está no Guinness Book como o maior carnaval do mundo. O CARNAVAL EM PORTUGAL A festa de Carnaval chegou a Portugal nos séculos XV e XVI, recebendo o nome de Entrudo, isto é introdução à Quaresma através de uma brincadeira agressiva e pesada. Era um divertimento marcado por gastronomia própria, mas também por alguma violência. Faziam-se esferas de cera bem finas, com o interior cheio de água e depois atiravam-se às pessoas. Hoje em dia, as diversões são bastante diferentes e as festas de Carnaval tendem a assemelhar-se ao que se passa no Brasil, desfiles e sátiras políticas. Um dos Carnavais mais antigos e conhecidos é o de Torres Vedras, entre outros. O CARNAVAL NA ESCOLA José Pedro Barreto O Navegador - n.4 - Mai

6 GINÁSTICA ARTÍSTICA A ginástica surgiu na Pré- História. Contudo, veio a tornar- -se uma modalidade desportiva apenas em Entrevista à professora Ana Margarida Martins, responsável por esta modalidade, no Agrupamento Desde quando existe a ginástica artística na escola? Prof. - A ginástica artística existe na escola há cerca de 5 anos. O Navegador - n.4 - Mai Uma chave importante para o sucesso é a auto-confiança. Uma chave importante para a auto-confiança é a preparação. Arthur Ashe Mais tarde, em 1896, passou a ser um desporto olímpico. Era praticado só por homens, mas as mulheres puderam participar nos seus primeiros Jogos. No ano de 1950, a ginástica passou a ser praticada nos aparelhos como se conhece hoje e tornou-se uma prática mais activa entre as mulheres. As apresentações da ginástica artística são individuais. Nas disputas por equipas, possuem o tempo aproximado de trinta a noventa segundos de duração e são realizadas em diferentes aparelhos sob um conjunto de exercícios, separadas em competições femininas e masculinas. Os movimentos dos ginastas devem ser sempre elegantes e demonstrarem força, agilidade, flexibilidade, coordenação, equilíbrio e controle do corpo. Há quanto tempo dá aulas de ginástica artística? Prof. - Dou aulas de ginástica artística há dois anos É muito difícil ensinar ginástica artística? Prof. Não, desde que os alunos queiram aprender. Já participámos em algum concurso? Prof. - Sim, em concentrações de ginástica artística. Vamos para a terceira, no dia 6 de Abril. Se já, ficámos em que lugar? Prof. - Sim, tivemos dois alunos nomeadamente, em primeiro lugar o André e o Vasco em segundo lugar. Adriana Duarte e Maria Prestes

7 Presentes na Escola estiveram vários alunos, e seus professores, representando as várias escolas envolvidas, por exemplo, Rio Maior, Pernes e Santarém. Entre os vários vencedores pertencentes a vários escalões destacam-se a aluna Rebeca Jesus (7ºC) e o aluno Tiago Pratas de Rio Maior. O Navegador - n.4 - Mai As finais de Badminton do Desporto Escolar realizaram-se na passada quarta-feira, dia 16 de Março, pelas 10horas, e foi uma actividade de grande sucesso.

8 Colocada pela primeira vez na nossa escola e a coordenar o SPO (Serviço de Psicologia e Orientação) está a Psicóloga Paula Martins, a quem quisemos conhecer um pouco melhor. Para tal, fomos conversar um pouco ela. Conheça a nossa Psicóloga... avaliações psico-educacionais, programas de orientação vocacional para os alunos de 9º ano e 12º ano de forma a orientá-los nos seus percursos académicos e profissionais. Depois fazemos programas de competências sociais, mas todas de estudo, programação cognitiva. O Navegador - n.4 - Mai Há quantos anos é psicóloga? Sou psicóloga há 5 anos. Trabalhava e estudava à noite. Trabalhava numa loja de vários produtos de comércio. Trabalhei também com um jovem com deficiência mental. Dentro da psicologia qual é o seu ramo? Psicologia da Educação e Orientação Vocacional. Há quanto tempo é psicóloga nesta escola? Nesta escola é o primeiro ano, mas noutras escolas sou psicóloga há quatro anos. Normalmente, qual é a causa para os alunos terem este tipo de consultas? Uma das causas são as dificuldades de aprendizagem que os alunos vão manifestando, problemas emocionais de comportamento, entre outros. O nosso trabalho não se baseia só nessas consultas, fazemos também Acha que as consultas que dinamiza ajudam o aluno no seu processo escolar? Sim, são muitos importantes porque ajudam ao crescimento integral e saudável do aluno. Como concilia o trabalho entre a escola da Golegã e da Chamusca? É muito difícil de conciliar, no entanto quando se faz aquilo que se gosta, consegue--se chegar a todo o lado. Que comparação faz entre as duas escolas? Não faço comparação entre as escolas porque cada escola tem as suas características e a sua identidade própria. Se não fosse psicóloga o que gostaria de ser? Enfermeira, ainda não perdi a esperança. Quando for reformada vou tirar esse curso. Hugo Lopes e Rosana Dias

9 O que é um pedipaper? Um jogo de descoberta, onde as equipas seguem várias pistas segundo um itinerário e realizando várias provas. No passado dia 11 de Março, realizou-se na nossa escola o Pedipaper da Matemática, organizado pelos professores desta disciplina, e destinado aos alunos do 3º Ciclo. Existiam várias provas, destacando uma em que se tinha de pôr a cara na farinha, com o objectivo de encontrar um rebuçado, para além de se ter de demonstrar cultura geral. Pedipaper Da nossa turma 7º A, participaram os alunos Francisco Matias e Diogo Lino, entre outros. Os vencedores do pedipaper foram: 1º Lugar: 8º A - David Rosa, Leonardo Diniz, Luís Tanoeiro, Rodrigo Coutinho, Ruben Dias. 2º Lugar: 7º A - Diogo Lino, Francisco Matias, Jia Pan, Luís Botas, Manuel Maria. 3º Lugar: 9º C - Andreia Rodrigues, Alexandre Carapinha, Maria Inês Camacho, Maria Beatriz Rosa, Patrícia Frade. Luís Carlos e André Moedas O Navegador - n.4 - Mai

10 Projecto COMENIUS O Projecto Comenius incide no ensino pré-escolar e escolar até ao final do ensino secundário, bem como nos estabelecimentos e nas organizações que fornecem ensino a este nível. Os dois objectivos específicos deste Programa são sensibilizar os jovens e o pessoal docente para a diversidade e o valor das culturas europeias e ajudar os jovens a adquirir as aptidões e competências de vida básicas necessárias para o seu desenvolvimento pessoal, para a sua futura vida profissional e para uma cidadania activa. O Projecto poderá apoiar acções de mobilidade, parcerias entre escolas, projectos de cooperação multilateral e redes, bem como medidas de acompanhamento. O Navegador - n.4 - Mai Projectos Comenius. O que são? Projectos de Escola Projectos de Língua Centrados no aluno X X Centrados na Instituição Parceria Bilateral Projectos de Desenvolvimento Curricular Parceria Multilateral X X Duração Máximo de 3 anos lectivos consecutivos Ênfase sobre as Língua X Normalmente, 1 ano lectivo Integrado no Currículo X X Transdisciplinares X X X X Máximo de 3 anos lectivos consecutivos Sabias que já existe um manual do Programa Comenius para as escolas.

11 Na nossa escola, neste ano lectivo 2010/2011, a Assistente de Língua (colocada ao abrigo do Projecto Comenius) é polaca e chama-se Agata Furtak. O Navegador quis saber mais sobre ela e sobre o Projecto Comenius, então foi fazer uma entrevista. Porque se candidatou ao Projecto Comenius? Porque acho que é uma boa oportunidade de obter experiência como professora e também de conhecer novos países, pessoas, culturas e línguas. Quer ser professora de que disciplinas? Quero ser professora de Inglês e Francês. O Projecto Comenius dura quanto tempo? É assim, eu cheguei em Outubro e vou ficar aqui até 15 de Junho. Quase um ano. E acho que é melhor porque durante este tempo posso aprender mais coisas. Só vai estar em Portugal? Sim. Só podemos ir uma vez na vida, e só podemos escolher um país. Eu já fui pelo Erasmus a França para estudar na universidade. Gosta de Portugal? Muito, gosto muito. Acho que as pessoas são muito simpáticas, a comida é boa e gosto muito de pastéis de nata (risos), o país tem paisagens bonitas e o tempo é melhor que na Polónia. O dia aqui em Portugal é mais comprido. A Língua Portuguesa é muito difícil? É, mas como sei francês é mais fácil por serem um pouco parecidas. Ajuda... Quer voltar a Portugal? Sim, acho que sim. Não sei se para férias ou para mais tempo, mas quero voltar, sim. Há muita diferença entre a escola/ ensino de Portugal em relação à Polónia? Sim, é um bocadinho diferente. Na Polónia a escola primária dura seis anos. Depois vai-se para o 2º ciclo, que dura três anos e o 3º ciclo também. As aulas duram 45 minutos e as notas são de 1 a 6. E o ano lectivo tem dois períodos. No fim do 3º ciclo há exames para a universidade. As tradições e as festas, por exemplo, são muito diferentes? Depende da ocasião. No Carnaval não há cortejos por causa da neve. Há Festas Nacionais, e as mais importantes são a de 3 de Maio (Festa de Comemoração da Introdução da Constituição na Polónia), e uma segunda Festa Nacional muito importante é a de 11 de Novembro (Festa de Comemoração da Independência).... E não é só, porque a Agata quis deixar uma mensagem a todos os leitores: Quero convidar todos os alunos a participar, no futuro, nos diferentes projectos e programas, como o Comenius, o Erasmus etc., porque são uma grande aventura e oportunidade. Desejo a todos uma boa Páscoa! O Navegador gostou muito de entrevistar a Agata e desde já dá-lhe os parabéns, porque faz muito esforço para falar bem português e não se sai nada mal. Afonso Sousa O Navegador - n.4 - Mai

12 Dia das Línguas (...) Estiveram expostos no ginásio diversos trabalhos realizados pelos alunos sobre vários locais de Londres... O Navegador - n.4 - Mai No Dia das Línguas, no passado dia 11 de Março, estiveram expostos no ginásio diversos trabalhos realizados pelos alunos sobre vários locais de Londres, por exemplo Torre de Londres, Roda Gigante, PUB, entre outros. A exposição foi visitada não só pelos alunos desta escola como também pelos do 1º ciclo. Achámos que esta actividade foi muito interessante e original. Vamos apresentar uma breve entrevista a uma das professoras envolvidas no projecto! O que estava exposto? Tratava-se de uma exposição com diversos trabalhos sobre locais de atracção turística de Londres. O que se pretendia? Pretendia-se que os alunos conhecessem vários monumentos de Londres, já que não podemos ir até Londres, veio Londres até nós. Quem organizou? Foram os professores dos grupos disciplinares de Inglês em conjunto com a professora de Inglês da turma PIEF e os professores de Inglês do 1º Ciclo. Acha que os alunos demonstraram interesse por esta actividade? Sim, não era possível organizar este trabalho se os alunos não tivessem sido responsáveis. Era uma actividade muito dependente do trabalho e do empenho dos alunos. Acha que esta actividade foi enriquecedora? Sim, foi uma actividade bastante enriquecedora para os alunos. Pelo menos, o local onde cada turma estava responsável, esse não o devem de esquecer. Ana Rita Gonçalves e Ana Rita Joaquim

R I T A FERRO RODRIGUES

R I T A FERRO RODRIGUES E N T R E V I S T A A R I T A FERRO RODRIGUES O talento e a vontade de surpreender em cada projecto deixou-me confiante no meu sexto sentido, que viu nela uma das pivôs mais simpáticas da SIC NOTÍCIAS.

Leia mais

BOAS FÉRIAS, LÊ, JOGA E DIVERTE-TE!

BOAS FÉRIAS, LÊ, JOGA E DIVERTE-TE! JUNHO 2014 BOAS FÉRIAS, LÊ, JOGA E DIVERTE-TE! Caros leitores e leitoras, A presente edição é a última do Jornal Caça Notícias do Agrupamento de Escolas Roque Gameiro, mas não se preocupem, continuarão

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede 1. Identificação DEPARTAMENTO: Pré-Escolar PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES - PROPOSTA DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO - 2010 / 2011 Coordenador(a):

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 22

Transcrição de Entrevista n º 22 Transcrição de Entrevista n º 22 E Entrevistador E22 Entrevistado 22 Sexo Masculino Idade 50 anos Área de Formação Engenharia Electrotécnica E - Acredita que a educação de uma criança é diferente perante

Leia mais

Transcrição de Entrevista nº 5

Transcrição de Entrevista nº 5 Transcrição de Entrevista nº 5 E Entrevistador E5 Entrevistado 5 Sexo Feminino Idade 31 anos Área de Formação Engenharia Electrotécnica e Telecomunicações E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 2

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 2 Sexo Idade Grupo de docência Feminino 40 Inglês (3º ciclo/secundário) Anos de Escola serviço 20 Distrito do Porto A professora, da disciplina de Inglês, disponibilizou-se para conversar comigo sobre o

Leia mais

Entrevista 1.02 - Brenda

Entrevista 1.02 - Brenda Entrevista 1.02 - Brenda (Bloco A - Legitimação da entrevista onde se clarificam os objectivos do estudo, se contextualiza a realização do estudo e participação dos sujeitos e se obtém o seu consentimento)

Leia mais

BIBLIOTECA DA ESCOLA SEDE. Turmas Dinamizadoras. Comunidade 2ª feira

BIBLIOTECA DA ESCOLA SEDE. Turmas Dinamizadoras. Comunidade 2ª feira BIBLIOTECA DA ESCOLA SEDE Data Horário Atividades Durante - Exposição dos trabalhos realizados por a manhã professores, alunos e pais/encarregados de educação do Agrupamento no âmbito dos - Equipa das

Leia mais

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses?

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses? Transcrição da entrevista: Informante: nº15 Célula: 5 Data da gravação: Agosto de 2009 Geração: 2ª Idade: 35 Sexo: Masculino Tempo de gravação: 10.24 minutos INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por

Leia mais

Prova Escrita de Português Língua Não Materna

Prova Escrita de Português Língua Não Materna EXAME NACIONAL DO ENSINO BÁSICO E DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova 28 739 /1.ª Chamada 1.ª Fase / 2008 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março A PREENCHER PELO ESTUDANTE

Leia mais

Há 4 anos. 1. Que dificuldades encontra no seu trabalho com os idosos no seu dia-a-dia?

Há 4 anos. 1. Que dificuldades encontra no seu trabalho com os idosos no seu dia-a-dia? Entrevista A13 I Experiência no lar Há quanto tempo trabalha no lar? Há 4 anos. 1 Qual é a sua função no lar? Encarregada de Serviços Gerais. Que tarefas desempenha no seu dia-a-dia? O contacto directo

Leia mais

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades Externato Cantinho Escolar Plano Anual de Atividades Ano letivo 2014 / 2015 Pré-escolar e 1º Ciclo Ação Local Objetivos Atividades Materiais Recursos Humanos Receção dos Fomentar a integração da criança

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

ESCOLA EB 2.3/S Dr. Isidoro de Sousa PLANO DE ACTIVIDADES BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS ANO LECTIVO 2006 / 2007

ESCOLA EB 2.3/S Dr. Isidoro de Sousa PLANO DE ACTIVIDADES BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS ANO LECTIVO 2006 / 2007 ESCOLA EB 2.3/S Dr. Isidoro de Sousa BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS PLANO DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO 2006 / 2007 Escola EB 2,3/S Dr. Isidoro de Sousa BE/CRE Pl de Actividades Ano Lectivo

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

?- Período em que participavam das aulas.

?- Período em que participavam das aulas. Iniciativa Apoio como foi a campanha HISTÓRIAS EX ALUNOS 1997 2013 as perguntas eram relacionadas ao:?- Período em que participavam das aulas. - Impacto que o esporte teve na vida deles. - Que têm feito

Leia mais

Mariana, 9 anos - Escrever esse livro foi uma experiência interessante, legal e divertida!

Mariana, 9 anos - Escrever esse livro foi uma experiência interessante, legal e divertida! Giulia, 12 anos - Participar de um livro dessa importância é muito interessante, pois se eu me revelar uma boa escritora, posso escrever outros textos e outros livros, o que seria muito legal, já que o

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES (3ª ACTUALIZAÇÃO)

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES (3ª ACTUALIZAÇÃO) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PÚBLICAS DO CONCELHO DE PROENÇA-A-NOVA (3ª ACTUALIZAÇÃO) (3ª Actualização JULHO/2008) 1 Mês: Abril/2008 ANULAR (Estava na 1ª versão sem data) ANULAR (estava na 2ª versão para o 3º

Leia mais

Ateneu Desportivo de Leiria. Newsletter Ginástica ABRIL 2013

Ateneu Desportivo de Leiria. Newsletter Ginástica ABRIL 2013 Newsletter Ginástica ABRIL 2013 Leiria, 30 de Abril de 2013 Tivemos um mês de Abril muito animado! No dia 20 participámos na 3ª Edição do LudoApta, um evento organizado pela Associação OASIS e pela Escola

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSEFA DE ÓBIDOS DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSEFA DE ÓBIDOS DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSEFA DE ÓBIDOS DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR PLANO DE ACTIVIDADES 2006/2007 INTENCIONALIDADE EDUCATIVA O menino tem a capacidade rara de maravilhar-se, de inventar a realidade para

Leia mais

SONHOS SE TORNAM REALIDADE NA NOVA ESCÓCIA, NO CANADÁ WWW.NSISP.CA #NSISP

SONHOS SE TORNAM REALIDADE NA NOVA ESCÓCIA, NO CANADÁ WWW.NSISP.CA #NSISP SONHOS SE TORNAM REALIDADE NA NOVA ESCÓCIA, NO CANADÁ WWW.NSISP.CA #NSISP EDUCAÇÃO DE CLASSE MUNDIAL COM O MUNDO EM SUA SALA DE AULA Desde 1997, o Programa Internacional de Estudantes da Nova Escócia (NSISP,

Leia mais

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO MANUAL DO JOVEM DEPUTADO Edição 2014-2015 Este manual procura expor, de forma simplificada, as regras do programa Parlamento dos Jovens que estão detalhadas no Regimento. Se tiveres dúvidas ou quiseres

Leia mais

Contos. Tod@s Contamos. Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 -

Contos. Tod@s Contamos. Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 - Contos Tod@s Contamos Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 - Nota Introdutória O livro Contos - Tod@s Contamos é a compilação de quatro contos sobre a Igualdade de Género realizados por dezasseis

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008 Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008 Objectivos gerais: - Proporcionar o diálogo e o respeito pelas pessoas mais velhas. - Desenvolver o espírito

Leia mais

Relatório da atividade de Halloween 31 de outubro

Relatório da atividade de Halloween 31 de outubro SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E CULTURA DIREÇÃO REGIONAL DA EDUCAÇÃO ESCOLA BÁSICA INTEGRADA CANTO DA MAIA PONTA DELGADA Relatório da atividade de Halloween 31 de outubro Para a realização desta

Leia mais

www.avalmancil.pt O escritor José Viale Moutinho na E.B. 1 de Almancil semana de 2 a 6 de Maio de 2011

www.avalmancil.pt O escritor José Viale Moutinho na E.B. 1 de Almancil semana de 2 a 6 de Maio de 2011 N@vegador Jornal Electrónico do Agrupamento Vertical de Almancil www.avalmancil.pt semana de 2 a 6 de Maio de 2011 O escritor José Viale Moutinho na E.B. 1 de Almancil A Biblioteca Escolar Sala Mágica,

Leia mais

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1 Entrevista G1.1 Entrevistado: E1.1 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 51 anos Masculino Cabo-verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : São Tomé (aos 11 anos) Língua materna:

Leia mais

1º Trabalho Listas de Discussão

1º Trabalho Listas de Discussão 1º Trabalho Listas de Discussão Catarina Santos Meios Computacionais no Ensino 05-03-2013 Índice Introdução... 3 Resumo e análise da mensagem da lista Matemática no secundário... 4 Resumo e análise da

Leia mais

A IDENTIDADE DE GÉNERO NO JARDIM DE INFÂNCIA QUE CONSTRUÇÃO SOCIAL?

A IDENTIDADE DE GÉNERO NO JARDIM DE INFÂNCIA QUE CONSTRUÇÃO SOCIAL? A IDENTIDADE DE GÉNERO NO JARDIM DE INFÂNCIA QUE CONSTRUÇÃO SOCIAL? Cândida Penteado CBES Marinhais Alice Mendonça Universidade da Madeira Objectivo do estudo: determinar se os estereótipos de género se

Leia mais

DATAS COMEMORATIVAS. FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro

DATAS COMEMORATIVAS. FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro As festas juninas fazem parte da tradição católica, mas em muitos lugares essas festas perderam essa característica.

Leia mais

Politicas Municipais de Apoio à Criança

Politicas Municipais de Apoio à Criança Politicas Municipais de Apoio à Criança MUNICIPIO DA MOITA DASC / Divisão de Assuntos Sociais Projectos Dirigidos à Comunidade em Geral Bibliotecas - Biblioteca Fora d Horas - Pé Direito Juventude - Férias

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA. Gabinete da Qualidade Observatório da Qualidade Agosto 2008

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA. Gabinete da Qualidade Observatório da Qualidade Agosto 2008 AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA Agosto 08 de Comunicação e Design Multimédia 08 ÍNDICE 1. Introdução 5 2. População e Amostra 5 3. Apresentação de Resultados 6 3.1. Opinião dos alunos

Leia mais

O médico Rogério Antunes Pereira Filho, professor associado da disciplina de Gastroenterologia do Departamento de Clínica Medica da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, foi homenageado no dia

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 24

Transcrição de Entrevista n º 24 Transcrição de Entrevista n º 24 E Entrevistador E24 Entrevistado 24 Sexo Feminino Idade 47 anos Área de Formação Engenharia Sistemas Decisionais E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ÉVORA CARTA EDUCATIVA DE ÉVORA 2017-2027 RESUMO PAINEL TEMÁTICO. Necessidades Educativas Especiais

CÂMARA MUNICIPAL DE ÉVORA CARTA EDUCATIVA DE ÉVORA 2017-2027 RESUMO PAINEL TEMÁTICO. Necessidades Educativas Especiais CÂMARA MUNICIPAL DE ÉVORA CARTA EDUCATIVA DE ÉVORA 2017-2027 RESUMO PAINEL TEMÁTICO Évora, junho 2015 1. Enquadramento geral A realização deste painel temático enquadra-se no processo de elaboração da

Leia mais

PROJETO SOCIAL CITY PETRÓPOLIS: NOVOS HORIZONTES NA APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA

PROJETO SOCIAL CITY PETRÓPOLIS: NOVOS HORIZONTES NA APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA 369 PROJETO SOCIAL CITY PETRÓPOLIS: NOVOS HORIZONTES NA APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA Jorge Leonardo Garcia (Uni-FACEF) Sílvia Regina Viel Rodrigues (Uni-FACEF) O Ensino da Matemática Hoje As aulas típicas

Leia mais

A voz dos professores do Agrupamento de Escolas da Apelação

A voz dos professores do Agrupamento de Escolas da Apelação A voz dos professores do Agrupamento de Escolas da Apelação Rita Monteiro Universidade Católica Portuguesa Abril 2014 Fontes / Referências Roldão (2013, 2008, 2007, 2004) Alarcão (1998) Shulman (2005,

Leia mais

José Epifânio da Franca (entrevista)

José Epifânio da Franca (entrevista) (entrevista) Podemos alargar a questão até ao ensino secundário Eu diria: até à chegada à universidade. No fundo, em que os jovens já são maiores, têm 18 anos, estarão em condições de entrar de uma maneira,

Leia mais

14-5-2010 MARIA JOÃO BASTOS AUTOBIOGRAFIA. [Escrever o subtítulo do documento] Bruna

14-5-2010 MARIA JOÃO BASTOS AUTOBIOGRAFIA. [Escrever o subtítulo do documento] Bruna 14-5-2010 MARIA JOÃO BASTOS AUTOBIOGRAFIA [Escrever o subtítulo do documento] Bruna Autobiografia O meu nome é Maria João, tenho 38 anos e sou natural da Nazaré, onde vivi até há sete anos atrás, sensivelmente.

Leia mais

No dia 21 de setembro as aulas iniciaram e eu estava super emocionada!

No dia 21 de setembro as aulas iniciaram e eu estava super emocionada! No dia 21 de setembro as aulas iniciaram e eu estava super emocionada! Hoje já não me dou conta mas foi assim era uma nova escola, novos colegas, novos desafios e, para desafio, tinha de estar cheia de

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente. ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 5

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente. ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 5 Sexo Idade Grupo de Anos de Escola docência serviço Feminino 46 Filosofia 22 Distrito do Porto A professora, da disciplina de Filosofia, disponibilizou-se para conversar comigo sobre o processo de avaliação

Leia mais

Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN)

Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN) Instituto Superior Técnico Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN) Núcleo de Engenharia Biológica Em primeiro lugar, a direcção do NEB gostaria de deixar claro que a resposta de forma

Leia mais

As Tic- Tecnologias de Informação e Comunicação nos meus Percursos de Vida Pessoal e Profissional

As Tic- Tecnologias de Informação e Comunicação nos meus Percursos de Vida Pessoal e Profissional As Tic- Tecnologias de Informação e Comunicação nos meus Percursos de Vida Pessoal e Profissional 1 Nasci no dia 4 de Novembro de 1967, na freguesia de Vila Boa do Bispo, Concelho de Marco de Canaveses,

Leia mais

Questiono se, hoje, a escola não deverá ser muito mais do saber ler, escrever, contar Ninguém duvida que a escola é muito mais do que isso.

Questiono se, hoje, a escola não deverá ser muito mais do saber ler, escrever, contar Ninguém duvida que a escola é muito mais do que isso. Sobre os rankings Há rankings para todos os gostos em função da amostra, tendo em conta o nº. de disciplinas, o nº de exames, o ser público ou privado, enfim Por exemplo no Diário de Notícias num ranking

Leia mais

AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE

AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE Mesmo não acreditando na Educação Criativa, o professor pode fazer uma experiência para ver o resultado. É o caso da professora deste relato. Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br

Leia mais

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Crianças e Meios Digitais Móveis Lisboa, 29 de novembro de 2014 TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Educação para o uso crítico da mídia 1. Contexto

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 3º Período

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 3º Período PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 3º Período ATIVIDADE OBJETIVO INTERDISCIPLI- NA-RIDADE LIGAÇÃO AO PROJETO EDUCATIVO DINAMIZADORES E ACOMPANHANTES PÚBLICO-ALVO (Referir turma) CALENDARIZAÇÃ O CUSTOS

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 Preparado para mais um Serralves em Festa? É já nos dias 2 e 3 de Junho que se realiza mais uma edição do Serralves

Leia mais

Projeto Intervir em Marvila Responsável do Executivo: Jorge Máximo (Secretário e Responsável do Pelouro da Economia e Sociedade)

Projeto Intervir em Marvila Responsável do Executivo: Jorge Máximo (Secretário e Responsável do Pelouro da Economia e Sociedade) Projeto Intervir em Marvila Responsável do Executivo: Jorge Máximo (Secretário e Responsável do Pelouro da Economia e Sociedade) Coordenadora: Joana Gonçalves Equipa Técnica: David Rodrigues Marina Fernandes;

Leia mais

Trabalho 3 Scratch na Escola

Trabalho 3 Scratch na Escola Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Coimbra Departamento de Matemática Trabalho 3 Scratch na Escola Meios Computacionais de Ensino Professor: Jaime Carvalho e Silva (jaimecs@mat.uc.pt)

Leia mais

Eu sei o que quero! Eu compro o que quero!

Eu sei o que quero! Eu compro o que quero! Eu sei o que quero! Eu compro o que quero! As pessoas com dificuldades de aprendizagem têm o poder para escolher os seus serviços de apoio. Este folheto está escrito em linguagem fácil. O que é um consumidor?

Leia mais

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO)

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) Explorando a obra EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) INTRODUÇÃO Antes da leitura Peça para que seus alunos observem a capa por alguns instantes e faça perguntas: Qual é o título desse livro?

Leia mais

A Escola obrigatória no Cantão de Zurique

A Escola obrigatória no Cantão de Zurique Portugiesisch A Escola obrigatória no Cantão de Zurique Informação para os pais Objectivos e linhas gerais A escola obrigatória oficial, no Cantão de Zurique, é obrigada a respeitar os valores fundamentais

Leia mais

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto.

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto. Boa tarde a todos, para quem não me conhece sou o Ricardo Aragão Pinto, e serei o Presidente do Concelho Fiscal desta nobre Fundação. Antes de mais, queria agradecer a todos por terem vindo. É uma honra

Leia mais

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012 NOS@EUROPE O Desafio da Recuperação Económica e Financeira Prova de Texto Nome da Equipa GMR2012 Alexandre Sousa Diogo Vicente José Silva Diana Almeida Dezembro de 2011 1 A crise vista pelos nossos avós

Leia mais

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês 3 Truques Para Obter Fluência no Inglês by: Fabiana Lara Atenção! O ministério da saúde adverte: Os hábitos aqui expostos correm o sério risco de te colocar a frente de todos seus colegas, atingindo a

Leia mais

Notas Biobibliográficas

Notas Biobibliográficas Guião de educação. Género e cidadania. Notas Biobibliográficas 333 Guião de Educação. Género e Cidadania 3 ciclo 334 Lisboa, CIG, 2009 NOTAS BIOBIBLIOGRÁFICAS Ângela Rodrigues é doutorada em Ciências da

Leia mais

Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente. Joaquim Pedro Valente de Almeida. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente. Joaquim Pedro Valente de Almeida. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente Joaquim Pedro Valente de Almeida Com quality media press para LA VANGUARDIA www.dva.pt (en construcción) Ver http://www.afia-afia.pt/assoc13.htm

Leia mais

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar CATEGORIAS OBJECTIVOS ESPECÍFICOS S. C. Sim, porque vou para a beira de um amigo, o Y. P5/E1/UR1 Vou jogar à bola, vou aprender coisas. E,

Leia mais

Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO

Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO 1 Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO Setembro Acolhimento das crianças - Integração e adaptação das crianças ao Centro Infantil Setembro Reunião de Pais e Encarregados

Leia mais

LER E ESCREVER: APRENDER COM O LÚDICO

LER E ESCREVER: APRENDER COM O LÚDICO LER E ESCREVER: APRENDER COM O LÚDICO Inês Aparecida Costa QUINTANILHA; Lívia Matos FOLHA; Dulcéria. TARTUCI; Maria Marta Lopes FLORES. Reila Terezinha da Silva LUZ; Departamento de Educação, UFG-Campus

Leia mais

Histórico do livro Menino brinca de boneca?

Histórico do livro Menino brinca de boneca? Histórico do livro Menino brinca de boneca? Menino brinca de boneca? foi lançado em 1990, com grande aceitação de público e crítica, e vem sendo referência de trabalho para profissionais, universidades,

Leia mais

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida SETEMBRO Regresso à escola/adaptação Facilitar a adaptação/readaptação ao jardim de infância Negociar e elaborar a lista de regras de convivência Diálogo sobre

Leia mais

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?)

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ação nº41/2012 Formadora: Madalena Moniz Faria Lobo San-Bento Formanda: Rosemary Amaral Cabral de Frias Introdução Para se contar histórias a crianças,

Leia mais

COACHING NA EDUCAÇÃO COACHING NA EDUCAÇÃO. Novos Rumos para os Jovens. Isabel Ferreira. Fundadora da Escola De Coaching ECIT

COACHING NA EDUCAÇÃO COACHING NA EDUCAÇÃO. Novos Rumos para os Jovens. Isabel Ferreira. Fundadora da Escola De Coaching ECIT COACHING COACHING NA NA EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO Novos Rumos para os Jovens Isabel Ferreira Fundadora da Escola De Coaching ECIT www.escoladecoaching.com Coaching na Educação COACHING NA EDUCAÇÃO www.escoladecoaching.com

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID): UMA AVALIAÇÃO DA ESCOLA SOBRE SUAS CONTRIBUIÇÕES

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID): UMA AVALIAÇÃO DA ESCOLA SOBRE SUAS CONTRIBUIÇÕES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID): UMA AVALIAÇÃO DA ESCOLA SOBRE SUAS CONTRIBUIÇÕES Silva.A.A.S. Acadêmica do curso de Pedagogia (UVA), Bolsista do PIBID. Resumo: O trabalho

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Abril2014

Atividades Pedagógicas. Abril2014 Atividades Pedagógicas Abril2014 III A JOGOS DIVERTIDOS Fizemos dois campeonatos com a Turma da Fazenda, o primeiro com o seguinte trajeto: as crianças precisavam pegar água em um ponto e levar até o outro,

Leia mais

RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA. Dados do Intercâmbio

RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA. Dados do Intercâmbio RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA Nome: Juliana Malacarne de Pinho No. USP 7166759 Curso ECA: Jornalismo Dados do Intercâmbio Universidade: Universidade NOVA de Lisboa Curso: Comunicação Social Período:

Leia mais

Português Língua Estrangeira Teste (50 horas)

Português Língua Estrangeira Teste (50 horas) Português Língua Estrangeira Teste (50 horas) Nome: Data: A Importa-se de responder a umas perguntas? Está bem. Obrigado. 1 Como é que se chama? 2 O que é que faz? 3 Vive aqui agora? 4 Há quanto tempo

Leia mais

ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LECTIVO 2011 / 2012 TIC@CIDADANIA. Proposta de planos anuais. 1.º Ciclo do Ensino Básico

ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LECTIVO 2011 / 2012 TIC@CIDADANIA. Proposta de planos anuais. 1.º Ciclo do Ensino Básico ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LECTIVO 2011 / 2012 TIC@CIDADANIA Proposta de planos anuais 1.º Ciclo do Ensino Básico Introdução O objetivo principal deste projeto é promover e estimular

Leia mais

Plano de acção. Outubro 2011

Plano de acção. Outubro 2011 Plano de acção Outubro 2011 Ano Lectivo 2011/2012 PÁGINA - 2 INTRODUÇÃO A legislação em vigor determina que o Projecto Educativo da Escola (PEE) deve incluir temáticas relacionadas com a Promoção e Educação

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016. Associação Sénior de Odivelas

PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016. Associação Sénior de Odivelas PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016 Associação Sénior de Odivelas A Universidade Sénior de Odivelas é um projecto inovador que tem por base a promoção da qualidade de vida dos seniores de Odivelas, fomentando

Leia mais

http://ec/europa/eu/portugal/pdf/guia_di_pt.pdf Ano Europeu do Diálogo Intercultural

http://ec/europa/eu/portugal/pdf/guia_di_pt.pdf Ano Europeu do Diálogo Intercultural http://ec/europa/eu/portugal/pdf/guia_di_pt.pdf Ano Europeu do Diálogo Intercultural Porquê este guia prático? A diversidade cultural e linguística constitui um recurso pedagógico de que dispõem muitas

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular

Leia mais

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores?

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Noemi: É a velha história, uma andorinha não faz verão,

Leia mais

Queres ir Estudar para outro Estado-Membro da União Europeia? Quais as Oportunidades? Quais os teus Direitos?

Queres ir Estudar para outro Estado-Membro da União Europeia? Quais as Oportunidades? Quais os teus Direitos? Queres ir Estudar para outro Estado-Membro da União Europeia? Quais as Oportunidades? Quais os teus Direitos? ESTUDAR noutro país da UE ESTUDAR noutro país da UE ESTUDAR noutro país da UE I. DIREITO DE

Leia mais

Meu nome é José Guilherme Monteiro Paixão. Nasci em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, Estado do Rio de Janeiro, em 24 de agosto de 1957.

Meu nome é José Guilherme Monteiro Paixão. Nasci em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, Estado do Rio de Janeiro, em 24 de agosto de 1957. Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é José Guilherme Monteiro Paixão. Nasci em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, Estado do Rio de Janeiro, em 24 de agosto de 1957. FORMAÇÃO

Leia mais

Um percurso formativo Fátima Fonseca (*)

Um percurso formativo Fátima Fonseca (*) 1 Um percurso formativo Fátima Fonseca (*) Este trabalho prende-se com o estudo que fizemos na formação na área das Competências Interpessoais, sendo que o grande objectivo é o de sermos capazes, nas nossas

Leia mais

Projecto Integrado da Baixa da Banheira

Projecto Integrado da Baixa da Banheira Projecto Integrado da Baixa da Banheira 1. INTRODUÇÃO O Projecto Integrado da Baixa da Banheira nasce de uma parceria entre a Câmara Municipal da Moita e o ICE tendo em vista induzir as Associações da

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 25 Discurso na cerimónia de entrega

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 37 Discurso na cerimónia de retomada

Leia mais

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate )

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate ) 1 Roteiro de Áudio Episódio 1 A língua, a ciência e a produção de efeitos de verdade Programa Hora de Debate. Campanhas de prevenção contra DST: Linguagem em alerta SOM: abertura (Vinheta de abertura do

Leia mais

Anexo VI Transcrição da entrevista realizada à equipa técnicopedagógica

Anexo VI Transcrição da entrevista realizada à equipa técnicopedagógica Anexo VI Transcrição da entrevista realizada à equipa técnicopedagógica do CNOGE (Grupo2) Entrevistados: Entrevista Grupo 2 E6 Formadora de Linguagem e Comunicação e de Cidadania e Empregabilidade E7 Formadora

Leia mais

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista Uma longa viagem começa com um único passo. - Lao-Tsé Ser Otimista não é uma tarefa fácil hoje em dia, apesar de contarmos hoje

Leia mais

Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios

Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios Outubro de 2009 Agenda EM DESTAQUE Estágios e Suplemento ao Diploma- uma aposta no futuro! Índice Nota Editorial Eventos/Notícias Na Primeira Pessoa Manz

Leia mais

Com fantasias, alunos do Infantil dançaram as marchinhas do Carnaval

Com fantasias, alunos do Infantil dançaram as marchinhas do Carnaval FourC leva o sambódromo para a Escola, unindo diversão e aprendizagem Máscaras, samba-enredo, alegorias, fantasias e muita alegria aliada ao estudo, o aprendizado e a diversão! Foi assim o Carnaval na

Leia mais

Relatório da viagem a França

Relatório da viagem a França Escola Básica e Secundária À Beira Douro- Medas Relatório da viagem a França Março de 2014 Realizado por: Joana Teixeira 9.º D Mariana Carvalho 9.º D Elaborado a 18 de Maio de 2014 Introdução A viagem

Leia mais

Entrevista A2. 2. Que idade tinhas quando começaste a pertencer a esta associação? R.: 13, 14 anos.

Entrevista A2. 2. Que idade tinhas quando começaste a pertencer a esta associação? R.: 13, 14 anos. Entrevista A2 1. Onde iniciaste o teu percurso na vida associativa? R.: Em Viana, convidaram-me para fazer parte do grupo de teatro, faltava uma pessoa para integrar o elenco. Mas em que associação? Na

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Copenhague-Dinamarca, 01 de outubro de 2009 Bem, primeiro dizer a vocês da alegria de poder estar

Leia mais

Gabinete da Juventude (separador do site da CMPM)

Gabinete da Juventude (separador do site da CMPM) IV. Contactos: * morada * e-mail * página FB * horário * telefone EJ I. * descrição geral * destinatários * objectivos Gabinete da Juventude (separador do site da CMPM) II. * valências * áreas de acção

Leia mais

Exmo. Presidente do município da Murtosa, Joaquim Santos Baptista; - na sua pessoa uma saudação aos eleitos presentes e a esta hospitaleira terra!

Exmo. Presidente do município da Murtosa, Joaquim Santos Baptista; - na sua pessoa uma saudação aos eleitos presentes e a esta hospitaleira terra! Exmo. Presidente do município da Murtosa, Joaquim Santos Baptista; - na sua pessoa uma saudação aos eleitos presentes e a esta hospitaleira terra! 1 Exmo. Diretor-Geral da Educação, em representação do

Leia mais

JOSANE BATALHA SOBREIRA DA SILVA APROXIMANDO CULTURAS POR MEIO DA TECNOLOGIA

JOSANE BATALHA SOBREIRA DA SILVA APROXIMANDO CULTURAS POR MEIO DA TECNOLOGIA JOSANE BATALHA SOBREIRA DA SILVA APROXIMANDO CULTURAS POR MEIO DA TECNOLOGIA Valinhos, setembro de 2014 1 JOSANE BATALHA SOBREIRA DA SILVA APROXIMANDO CULTURAS POR MEIO DA TECNOLOGIA Relato do Projeto

Leia mais

PSIQUIATRIA MODO DE USAR SAÚDE MENTAL CENTRO HOSPITALAR DE SÃO JOÃO

PSIQUIATRIA MODO DE USAR SAÚDE MENTAL CENTRO HOSPITALAR DE SÃO JOÃO 1963 2013 S E R V I Ç O PSIQUIATRIA CENTRO HOSPITALAR DE SÃO JOÃO SAÚDE MENTAL MODO DE USAR 2 COLABORAÇÕES Álvaro de CARVALHO, Director do Programa Nacional de Saúde Mental D. Manuel CLEMENTE, Bispo do

Leia mais

DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira

DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional Plurifundos da Região Autónoma da Madeira (POPRAM

Leia mais

INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT

INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ETUDANTE ERAMU OUT Desde já, agradecemos a sua participação nesta nova etapa do Projecto de Tutoria a Estudantes ERAMU versão OUT. Com este inquérito, pretendemos dar

Leia mais

Português Língua Estrangeira Teste (30 horas)

Português Língua Estrangeira Teste (30 horas) Português Língua Estrangeira Teste (30 horas) Nome: Data: A Posso fazer umas perguntas? (Can I ask you a few questions?) Obrigado. 1 Como é que se chama? 2 Onde vive? 3 Onde é que trabalha? 4 O que é que

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Índice 1. Objetivos gerais:... 4 2. Objetivos específicos:... 5 3. Estratégias Educativas e Pedagógicas... 6 4. Atividades Sócio-Educativas... 7 5. Propostas

Leia mais