Palestra de Introdução ao Lean IT

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Palestra de Introdução ao Lean IT"

Transcrição

1 Palestra de Introdução ao Lean IT

2 Conteúdo Sobre a Solvix Introdução ao Lean O Cenário Atual da TI O que é Lean IT Algumas ferramentas Lean IT Aplicação do Lean IT com outros frameworks de TI Gestão e Liderança Lean Propriedade da Solvix Consultoria 2

3 Sobre a SOLVIX

4 A Solvix é uma empresa focada. Trabalhamos com consultoria em gestão de TI GESTÃO DE TI 4

5 Todos os projetos que nossos clientes tem contratado podem ser classificados em três grupos: Identificação de soluções de TI Otimização de TI Estratégia e inovação em TI 5

6 Eles tem nos contratado devido a três diferenciais principais e competitivos VAMOS ALÉM DO BÁSICO INOVAÇÃO FAZEMOS O QUE TEM QUE SER FEITO para entregar os resultados esperados FLEXIBILIDADE ISENÇÃO BUSCAMOS SEMPRE AS MELHORES SOLUÇÕES para o cliente. Não somos presos a nenhuma marca ou fornecedor 6

7 Estes consultores utilizam metodologias e ferramentas poderosas Inovação SISTEMÁTICA Lean IT Teoria das Restrições Gerenciamento da Rotina 7

8 Introdução ao LEAN Propriedade da Solvix Consultoria 8

9 Precisamos navegar um pouco na história para entendermos o nascimento e a evolução do LEAN. Feigenbaum publica Princípios de Controle da Qualidade Publicação de A Máquina que Mudou o Mundo Produção artesanal Customização Alto custo Produção em Massa Linha de Produção Ford T Menor custo, Inflexível Deming visita o Japão Juran visita o Japão TQM - Gestão da Qualidade Total Publicação de O Pensamento Enxuto (Lean Thinking) Frederic Taylor Gestão Científica Gestão da Produtividade Henry Ford Processo em Fluxo Foco na qualidade Produção Just-in-time Melhoria contínua Taiichi Ono Nascimento do Sistema Toyota de Produção ToC Teoria das Restrições Six Sigma Lean em Serviços Lean Office, Saúde, Supply Chain, Serviços Era da Gestão Científica Era do Engajamento Era da Integração 2011 by Steven Bell & Michael Orzen - Lean IT Propriedade da Solvix Consultoria 9

10 A filosofia LEAN baseia-se na aplicação de 5 princípios, que podem ser utilizados em qualquer área, inclusive na área de TI. Baseiam-se na busca e eliminação de desperdícios à partir de uma mudança de cultura e ações. Valor ao Cliente O que o cliente valoriza e como é entregue Conhcer o Cliente e Entender a Voz do Cliente Perfeição Melhoria contínua dos processos Buscar a qualidade na fonte Fazer certo desde o princípio PDCA Kaizen DMAIC Perfeição Fluxo de Valor Valor ao Cliente Fluxo Contínuo Fluxo de Valor Processos que geram o produto, serviço ou resultado desejado pelo cliente Mapeamento do processo e identificação dos gargalos e desperdícios Produção Puxada O cliente dispara o fluxo de valor Não produzir além do que foi especificado e solicitado pelo cliente Eliminar estoques e inventários Produção Puxada Fluxo Contínuo Criar um fluxo contínuo no processo Evitar as interrupções e tempos de espera desnecessários Fazer o trabalhos fluir no processo Propriedade da Solvix Consultoria 10

11 A essência do Lean está na Criação de Valor para o Cliente e na eliminação dos Desperdícios. O que é VALOR? O que é DESPERDÍCIO? Significa o quanto um produto ou serviço é valioso para alguém, que é o cliente. Somente o CLIENTE determina o que ele considera valor de um produto ou serviço A perspectiva de valor varia para cada cliente, ou seja, o que é considerado valor para um tipo de cliente pode não ser relevante para outros. As Empresas cobram um preço que os clientes estejam dispostos a pagar pelo VALOR dos seus produtos ou serviços. Ao contrário do VALOR, consideramos desperdício qualquer coisa que fazemos que não agrega valor sob a perspectiva do cliente A atividade feita pelo fornecedor é classificada como desperdício se o cliente não está disposto a pagar por aquela atividade (não enxerga valor). Através da eliminação dos desperdícios, a qualidade melhora e o tempo e custo de produção diminuem Propriedade da Solvix Consultoria 11

12 O Cenário Atual de TI Propriedade da Solvix Consultoria 12

13 Novas tecnologias, modelos e práticas, somadas a exigência de acompanhar a evolução do mercado, tem deixado a gestão da TI cada vez mais complexa! ITIL RUP BPO CobiT Agile Shared Services ITO PMBok ISO CMMi Six Sigma VMO Multi Sourcing SOx BPO Propriedade da Solvix Consultoria 13

14 Apesar dos esforços da gestão de TI os resultados ainda não são satisfatórios. Na busca de resultado inserimos complexidade excessiva e enorme quantidade de desperdício Resultado Complexidade Propriedade da Solvix Consultoria 14

15 As áreas de negócio usualmente têm uma percepção ruim da área de Tecnologia da Informação. Reclamação Descrição Complexidade Os sistemas são frequentemente difíceis de usar e modificar, além de custosos. Velocidade A TI é percebida como lenta e demorada para atender as prioridades de negócio. Falta de Direção A TI está focada nas questões técnicas, ou invés de resolver os problemas de negócio. Linguagem Desconhecida O pessoal de TI fala uma língua que o pessoal de negócio não entende (e vice-versa). Sobrecarga de Informações Excesso e abundância de dados e informações, muitas vezes inúteis. Falha nos Projetos Projetos de TI excedem o orçamento, atrasam e nem sempre entregam os benefícios. Fragmentação Muitos sistemas pontuais e desconexos, sem padronização, em cada negócio. Qualidade de dados ruim Dados incorretos e inconsistentes entre os sistemas, não confiáveis e improdutivos. Suporte à decisão inadequado Usuários são frustrados com excesso de dados e falta de informação para tomarem decisão. Anarquia dos sistemas Usuários tentam controlar suas informações com planilhas e sistemas próprios. Foco no custo A TI é percebida com Centro de Custo (despesa), e não como geradora de valor. Falta de clareza no ROI Falta de apoio da TI nas decisões de Retorno de Investimento aos projetos de TI by Steven Bell & Michael Orzen - Lean IT Propriedade da Solvix Consultoria 15

16 Por sua vez, a organização de TI está frequentemente sobrecarregada e comporta-se reagindo a cada crise que aparece. Desafios de TI Descrição Sempre apagando incêndios Trabalho não planejado normalmente excede o trabalho planejado. Torna-se insustentável. Falta de clareza dos requisitos Nem sempre os usuários sabem pedir o que eles realmente querem e precisam. Prioridades conflitantes As áreas de negócio nem sempre chegam num acordo sobre as prioridades. Falta de engajamento A TI frequentemente é chamada para projetos estratégicos após as decisões já tomadas. Desperdício de recursos Demandas não previstas e mudanças de prioridades geram desperdícios e problemas na TI. Automação excessiva Ao invés de simplificar processos, eles são automatizados, aumentando a complexidade. Qualidade de dados ruim Gera erros, retrabalhos e trabalho adicional, pela falta de treinamento e documentação. Recursos compartilhados Recursos especializados (pessoas e ativos) compartilhados entre os projetos geram gargalos. Requisitos regulatórios Gera tarefas de controle sem valor agregado, que consome tempo e recursos. Outsourcing Uma camada de complexidade na gestão, pode reduzir a agilidade e competitividade. Restrição de orçamento A TI enfrenta uma tendência de redução de custos, ao invés da redução de desperdício by Steven Bell & Michael Orzen - Lean IT Propriedade da Solvix Consultoria 16

17 LEAN IT Propriedade da Solvix Consultoria 17

18 Mas qual o significado de LEAN IT (TI Enxuta)? Lean IT é a aplicação dos princípios Lean no desenvolvimento e gerenciamento de produtos e serviços de Tecnologia da Informação. A preocupação principal é a eliminação de desperdício no contexto de TI, onde definimos desperdício como quaisquer atividades ou trabalho que não geram valor a um produto ou serviço Propriedade da Solvix Consultoria 18

19 Existe um contraste claro entre a TI Tradicional e uma TI Enxuta (Lean IT). Gestão da Mudança LEAN IT Orgânica, incremental e contínua TI Tradicional Eventos de larga escala planejados detalhadamente Organização Times cross-multifuncionais Silos, hierarquia e controle Métricas Métricas de desempenho Top-down e bottom-up relacionando as iniciativas com as metas estratégicas Métricas de custo e disponibilidade Gestão do Conhecimento Generalização Especialização Educação Foco no processo Foco na tarefa Definição de Sucesso Velocidade e agilidade Estabilidade 2011 by Steven Bell & Michael Orzen - Lean IT Propriedade da Solvix Consultoria 19

20 É essencial numa jornada Lean balancear os três elementos essenciais envolvidas na transformação: Pessoas, Processos e Tecnologia. Alienação e Rotatividade; Sub-utilização dos Sistemas PROCESSOS Alienação IDEAL TECNOLOGIA Frustração Caos Automatizado Frustração e ineficiência; Alto custo operacional. PESSOAS Caos Automatizado e Confusão; Baixo nível de atendimento ao cliente by Steven Bell & Michael Orzen - Lean IT Propriedade da Solvix Consultoria 20

21 Uma jornada de transformação Lean deve ser baseada nos princípios Lean, cultura e valores da organização. Pode usar diversas ferramentas e técnicas Lean, mas os princípios são bases fundamentais. Cultura Processo, Fluxo Contínuo, Produção Puxada, Just-in-Time Voz do Cliente Qualidade na Fonte Pensamento Sistêmico Comportamento Pró-Ativo Constância de Propósito Respeito pelas Pessoas Busca da Perfeição 2011 by Steven Bell & Michael Orzen - Lean IT Propriedade da Solvix Consultoria 21

22 Algumas FERRAMENTAS Lean IT que utilizamos Propriedade da Solvix Consultoria 22

23 O Mapeamento do Fluxo de Valor (VSM) nos permite aplicar os princípios Lean aos processos, melhorando o fluxo de valor e reduzindo os desperdícios e gargalos do processos. O mapa do processo mostra a entrada, as etapas e a saída. Isso nos ajuda a entender e analisar o fluxo de valor. Podemos calcular a capacidade e rendimento de cada etapa. Agora nós podemos identificar em que parte do processo existe falta ou excesso de capacidade. O mapa do fluxo de valor mostra claramente onde existe estoque (inventário) no processo. Podemos visualizar onde nós aplicamos push (empurrado) ou pull (puxado). O mapa do fluxo de valor identifica desperdícios, gargalos e restrições no processo Propriedade da Solvix Consultoria 23

24 Sob a ótica de Valor e Desperdício, podemos classificar as atividades em três diferentes tipos. Devemos maximizar as tarefas que geram valor. 1. Atividades que geram valor (Value-Added) (VA) Engloba todas as tarefas que produzem valor sob a ótica do cliente O cliente está disposto a pagar por estas atividades Ela gera valor ao produto final ou ao serviço fornecido ao cliente Exemplos: Desenvolvimento, Produção, etc. 2. Atividades que não geram valor, mas são necessárias (NNVA) São aquelas tarefas que não geram valor ao produto ou serviço fornecido ao cliente, mas são necessárias para suporte ou controle Exemplos: Tarefas para Conformidade SOX, Atividades de Gestão Financeira, RH, etc. 3. Atividades que não geram valor (Non-Value-Added) (NVA) É todo trabalho realizado que não gera valor na perspectiva do cliente Esse trabalho é desnecessário e deve ser eliminado Exemplos: Retrabalho, Resolver defeitos, Trabalho redundante, etc Propriedade da Solvix Consultoria 24

25 Para a otimização da gestão e operação da TI devemos buscar a redução de 7 tipos de desperdícios (MUDA em Japonês). Os 7 tipos de desperdícios variam quando olhamos para manufatura, escritório e TI. Desperdício Inventário e Estoque Exemplos na área de TI Informação em excesso causando problemas de busca e versionamento; backlog em excesso e trabalho em progresso. Licenças de software e hardware que não são utilizadas. Capacidade de armazenamento e processamento sobrando. Superprodução Excesso de s, relatórios, alertas, etc. que não são lidos. Aplicações e funcionalidades que não serão usadas, máquinas sobrecarregadas, hardware utilizado de forma incorreto Tempo de Espera Indisponibilidade dos sistemas; etapas de processo desnecessárias. Tempo de resposta lento, necessidade de recurso a processos manuais Transporte Deslocamentos para resolução de problemas. Estoques de equipamentos centralizados. Handover de trabalho entre múltiplas. Troca de informação entre múltiplos sistemas. Excesso de processamento Dados redundantes, transações desnecessárias, relatórios não utilizados, funcionalidades que os clientes não usam. Processamento sem valor. Movimentação Busca por informação em diferentes lugares, inserção dos mesmos dados em diferentes telas de sistemas, prioridades que mudam a todo instante. Defeitos e Retrabalho Alterações a sistemas e aplicações não autorizadas, não utilização de funções "standard" de pacotes. Dados incorretos. Correção de Incidentes e bus nos sistemas by Steven Bell & Michael Orzen - Lean IT Propriedade da Solvix Consultoria 25

26 A Gestão da Rotina define os rituais de reuniões de gestão, diárias, semanais e mensais, para desdobramento das metas e acompanhamento das ações. Mensais Estratégicas Semanais Táticas Diárias Operacionais Propriedade da Solvix Consultoria 26

27 KAIZEN é uma abordagem para resolução de problemas, definindo um alicerce para o programa de melhoria contínua. Utilizamos PDCA ou DMAIC para estruturar a abordagem. 改 KAI = mudar 善 ZEN = para o melhor Propriedade da Solvix Consultoria 27

28 O Pensamento A3 é utilizado em conjunto com Métodos de Análise e Solução de Problemas (MASP) Propriedade da Solvix Consultoria 28

29 Gestão à Vista é uma excelente ferramenta para melhorar a comunicação das equipes e tornar os resultados visíveis. A Gestão à Vista compreende duas coisas: Estar presente: o gerente está disponível no GEMBA (local onde o valor é produzido) Ser visual: informação importante sobre o trabalho é compartilhada através de materiais colocados em local visível Prazo Ritual de Gestão Qualidade e Satisfação Alocação da Equipe Construção dos Entregáveis 17/03/ /03/ /03/ /04/ /04/ /04/ /04/2013 J J K L L K K J J K J J J J J J J J J J J J J J J J J J J J J L L J K A Gestão a Vista, é antes de tudo, um meio de comunicação que está disponível em uma linguagem acessível para todos aqueles que possam vê-la, trazendo uma nova luz e uma nova vida à cultura no local de trabalho, através do compartilhamento das informações Propriedade da Solvix Consultoria 29

30 Uma das ferramentas mais utilizadas dentro da Gestão à Vista é o Kanban, palavra japonesa que em português significa: Placa Visível. Dimensionamento da Escala Kanban Propriedade da Solvix Consultoria 30

31 Para os aspectos de fluxo contínuo e produção puxada, o processo de Gestão de Demandas deve ser um loop constante de feedback com os clientes, para alinhamento e priorização das entregas. Solicitações de Serviço Ciclo de Gestão de Demanda 1. Planejamento Demandas 2. Planejamento da Capacidade 3. Balanceamento 4. Revisão Executiva Backlog de TI Operações Projetos Melhorias... Fluxo de Valor de TI Fluxo de Valor de TI Push Pull Pull Fluxo de Valor de TI Fluxo de Valor de TI Clientes Compatibilização das demandas priorizadas com a capacidade disponível Prioridades claras alinhadas com objetivos de negócio Compromissos de entrega baseados na capacidade disponível fluem em pequenos incrementos para o cliente 2011 by Steven Bell & Michael Orzen - Lean IT Comunicação sobre as Solicitação Propriedade da Solvix Consultoria 31

32 Aplicação do Lean IT com outros frameworks de TI Propriedade da Solvix Consultoria 32

33 Lean no Gerenciamento de Projetos: A Gestão Lean de Projetos aplica os princípios fundamentais do Lean no Gerenciamento de Projetos Foco Diretiva Diária Definição de Benefícios Gestão de Risco e Mudanças 2011 by Steven Bell & Michael Orzen - Lean IT Gestão Projetos Convencional Execução tática Conclusão de tarefas Fixa Escopo fechado Análise inicial, e depois disso, reativa Gestão Lean de Projetos Alinhamento estratégico / Voz do Cliente Criação de Valor / Solução de Problemas Evolutiva PDCA, pró-ativa Ênfase Estabilidade Agilidade e repetição Existem alguns problemas crônicos e recorrentes na entrega de projetos. Os pilares de escopo, tempo e custo se tornam a prioridade dos GPs!!! Propriedade da Solvix Consultoria 33

34 Lean no Gerenciamento de Projetos: Melhoria de qualidade, redução do tempo total do projeto e redução dos custos dos projetos são consequências dos métodos Lean. Ênfase na iteração evolutiva Assim como no desenvolvimento ágil de software, a Gestão Lean de Projetos foco em ciclos de entrega mais curtos e rápidos Resolução dos problemas do clientes e Entrega de Valor Todo projetos precisa endereçar as causas raiz dos problemas do cliente Ciclos PDCA constantes para realinhamento e realização de benefícios Descobrir o problema no cenário do cliente antes de definir um escopo Exemplo: Muitas vezes desenvolvemos um projeto para implantar um sistema, quando é o próprio processo do cliente que precisa ser corrigido. Eliminação de tarefas desnecessárias (desperdício) Artefatos desnecessários, nunca utilizados Excesso de burocracia e complexidade para a gestão Ex: PMI Agile Certified Practitioner (PMI-ACP) Propriedade da Solvix Consultoria 34

35 Lean e o i4 da Solvix: Qualquer semelhança dos métodos ágeis com a metodologia de gestão de projetos da Solvix NÃO é mera coincidência. Iteração Interação Intensidade Imputabilidade A metodologia i4 para gestão de projetos na Solvix tem como base os princípios ágeis: Reuniões semanais de demonstração dos produtos do projeto Esses são os ciclos PDCA semanais para ajustes de rota Representa o desenvolvimento iterativo dos entregáveis O cliente também é parte integrante no desenvolvimento da solução Acompanhamento do status do projeto (visão de 3 gerações Presente, Passado e Futuro) Propriedade da Solvix Consultoria 35

36 Desenvolvimento de Software Lean: Em 2001 foi estruturado o Manifesto Ágil, que definiu uma série de princípios ágeis para o desenvolvimento de software. Processos e Ferramentas Documentação Abrangente Negociação de Contratos Seguir um Plano Propriedade da Solvix Consultoria 36

37 Desenvolvimento de Software Lean: No Desenvolvimento de Software, as metodologias ágeis são um conjunto de ferramentas e métodos que alinham-se à filosofia Lean. Desenvolvimento em Cascata - Tradicional Foco Atividades Entregas Plano Projeto completo Releases Desenvolvimento Ágil / Lean Milestones Fase Finalizada Meta de Negócio Atendida Progresso Atividade Concluída Funcionalidades Entregues Revisão Como o Plano é Seguido Procura por Atividades Esquecidas Seguido à Risca Features Esquecidas Iterativo, evolutivo e revisado juntamente com o cliente Quem Acompanha Gerente de Projeto A Equipe Inteira Atualização Complexa Simples Propriedade da Solvix Consultoria 37

38 Desenvolvimento de Software Lean: O desenvolvimento Lean então baseia-se em ciclos rápidos e iterativos (sprints), onde cada ciclo PDCA é alinhado entre os times e o cliente. Requisitos Análise Desenho Codificação Exemplos: SCRUM Extreme Programming FDD Testes Implantação PDCA Interação 1 Ciclos de 1 a 4 semanas PDCA Interação by Steven Bell & Michael Orzen - Lean IT PDCA Interação 3 Release PDCA Interação 4 Release PDCA Interação 5 PDCA Interação 6 Release Propriedade da Solvix Consultoria 38

39 ITIL e Lean IT: O Ciclo de Vida do ITIL abrange os serviços desde sua concepção, desenho, construção, implantação, operação e melhoria contínua. A utilização do ITIL juntamente com a filosofia Lean produz uma série de benefícios, e eles possuem abordagens complementares. Estratégia de Serviço Desenho de Serviço Transição de Serviço Operação de Serviço Melhoria Contínua de Serviço Propriedade da Solvix Consultoria 39

40 Gestão e Liderança LEAN Propriedade da Solvix Consultoria 40

41 A Gestão LEAN inverte a pirâmide clássica de gestão, habilitando o pessoal da linha de frente a tomarem as decisões necessárias para a concretização dos objetivos e o atendimento ao cliente. Liderança Sênior Gerentes Team Leads & Supervisores CLIENTES, FORNECEDORES E PARCEIROS DE NEGÓCIO Funcionários Organização tradicional Colaboradores Team Leads & Supervisores Ideias e Ações de Melhoria Gerentes Direção Estratégica Liderança Sênior 2011 by Steven Bell & Michael Orzen - Lean IT Propriedade da Solvix Consultoria 41

42 Estilo de Liderança Lean: Me acompanhe e vamos resolver isso juntos. Os gestores devem gastar apenas 30% do seu tempo apagando incêndios e os outros 70% com coaching e trabalhando com sua equipe. Vá Ver Gerência Sênior deve gastar tempo no chão de fábrica Pergunte Por que Usa a técnica dos por ques diariamente Chairman Cho da Toyota Demonstre respeito Respeite suas pessoas Propriedade da Solvix Consultoria 42

43 O Líder Lean vai ver com seus próprios olhos a situação onde o problema ocorre. Vá ao GEMBA! Dados são importantes, porém eu coloco maior ênfase nos fatos. Taiichi Ohno Propriedade da Solvix Consultoria 43

44 Liderança não é alguma coisa que somente os gestores fazem. É possível demonstrar liderança em todos os níveis dentro da organização. Antes de tudo, o LEAN necessita de uma mudança de COMPORTAMENTO! Adote a Filosofia LEAN! Seja um agente de Mudanças! Vá ver com seus próprios olhos para entender completamente a situação Vá ao GEMBA pois as discussões acontecem no chão de fábrica, na frente da situação real, com as pessoas realmente envolvidas. Considere que pequenos ajustes e pequenas mudanças concretas podem fazer uma grande diferença Torne o aprendizado torna parte da rotina de todos os dias. Tome atitudes! Faça as coisas acontecerem, não espere sempre pelos outros. Torne um hábito questionar as causas e motivos. Use sempre Por que? Questione o status quo e a razão pelas quais as coisas são feitas daquela maneira. Encare um problema como uma oportunidade de melhoria. Encontre oportunidades e instigue as melhorias! Propriedade da Solvix Consultoria 44

45 Cada um de nós é um elemento essencial para a adoção de uma mentalidade LEAN. Você está pronto para começar a fazer a sua parte? Como você vê o valor ao cliente? Onde estão os desperdícios e como você pode ajudar a eliminá-los? Como a melhoria contínua pode ser aplicada ao seu ambiente de trabalho? Você está disposto a adotar um comportamento Lean? Propriedade da Solvix Consultoria 45

46 Referências Propriedade da Solvix Consultoria 46

47 Livros de Referência Lean IT Steven Bell, Michael Orzen A Mentalidade Enxuta James Womack, Daniel Jones Caminhadas pelo Gemba James Womack Innovatrix Adriano R. Lima, Clemente Nóbrega Propriedade da Solvix Consultoria 47

48 Lean Institute Propriedade da Solvix Consultoria 48

49 OBRIGADO! Marcos Roberto Schiezaro Adriano Roberto de Lima solvix.com.br Propriedade da Solvix Consultoria 49

LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS

LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING SUPPLY CHAIN (INCLUI LOGÍSTICA) 2 2 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING 3 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING Pensar fora da caixa... Lean

Leia mais

(LOQ4208) Processos da Indústria de Serviços 05 Lean Office

(LOQ4208) Processos da Indústria de Serviços 05 Lean Office Processos da Indústria de Serviços (LOQ4208) 5 Lean Office Isto não é... LEAN OFFICE 1 Aqui parece ser... LEAN OFFICE Lean Thinking: Os 5 Princípios Fundamentais 1. Definir o que é VALOR sob a ótica do

Leia mais

Portfólio de Treinamentos. Exo Excelência Operacional // 2014

Portfólio de Treinamentos. Exo Excelência Operacional // 2014 Portfólio de Treinamentos Exo Excelência Operacional // 2014 Treinamentos Exo Excelência Operacional A Exo Excelência Operacional traz para você e sua empresa treinamentos fundamentais para o desenvolvimento

Leia mais

Considerações sobre a Parte I - Histórico e componentes do lean, 74

Considerações sobre a Parte I - Histórico e componentes do lean, 74 Sumário Prefácio, xi Introdução, 1 Parte I - HISTÓRICO E COMPONENTES DO LEAN, 5 1 Conceito Enxuto: das Origens à Consolidação, 6 As indústrias da produção em massa, 8 Crise na indústria automobilística

Leia mais

LEAN MANUFACTURING FERRAMENTAS E APLICAÇÕES EM PROCESSOS PRODUTIVOS E TRANSACIONAIS

LEAN MANUFACTURING FERRAMENTAS E APLICAÇÕES EM PROCESSOS PRODUTIVOS E TRANSACIONAIS LEAN MANUFACTURING FERRAMENTAS E APLICAÇÕES EM PROCESSOS PRODUTIVOS E TRANSACIONAIS Semana LIAG Limeira: 09/05/2011 1 Apresentação Palestrante: José Augusto Buck Marcos Engenheiro com formação e especialização

Leia mais

Lean manufacturing ou Toyotismo

Lean manufacturing ou Toyotismo ou Toyotismo Gestão da Qualidade Resultados impressionantes 1 Trimestre 2007 Toyota supera GM como líder mundial em vendas Vendas Mundiais 1º Trimestre Nº Carros Toyota 2.348.000 GM 2.260.000 2007 termina

Leia mais

Por que Lean & Six Sigma?

Por que Lean & Six Sigma? CONTEÚDO DA PALESTRA O O que é LEAN? O O que é Six Sigma? Por que? LEAN LEAN ORIGEM DO LEAN A metodologia Lean já existe há algum tempo: A Ford foi pioneira no início do século XX 33 horas para concluir

Leia mais

Guia Projectlab para Métodos Agéis

Guia Projectlab para Métodos Agéis Guia Projectlab para Métodos Agéis GUIA PROJECTLAB PARA MÉTODOS ÁGEIS 2 Índice Introdução O que são métodos ágeis Breve histórico sobre métodos ágeis 03 04 04 Tipos de projetos que se beneficiam com métodos

Leia mais

Lean IT Juliano Daniel Marcelino ( juliano@jmarcelino.com.br ) Orientador: Mehran Misaghi, Dr. ( mehran@sociesc.org.br )

Lean IT Juliano Daniel Marcelino ( juliano@jmarcelino.com.br ) Orientador: Mehran Misaghi, Dr. ( mehran@sociesc.org.br ) Lean IT Juliano Daniel Marcelino ( juliano@jmarcelino.com.br ) Orientador: Mehran Misaghi, Dr. ( mehran@sociesc.org.br ) Agenda Conceitos básicos Necessidade de usar Lean IT Ambiente Benefícios para melhoria

Leia mais

Toyota Way. FDEABrandão. (Fonte de Força Competitiva da Toyota) Antes de você dizer que não consegue fazer alguma coisa, experimente!

Toyota Way. FDEABrandão. (Fonte de Força Competitiva da Toyota) Antes de você dizer que não consegue fazer alguma coisa, experimente! (Fonte de Força Competitiva da Toyota) Antes de você dizer que não consegue fazer alguma coisa, experimente! Sakichi Toyoda - Fundador do grupo TOYOTA. (Fonte de Força Competitiva da Toyota) O é um Ideal,

Leia mais

Jonas de Souza H2W SYSTEMS

Jonas de Souza H2W SYSTEMS Jonas de Souza H2W SYSTEMS 1 Tecnólogo em Informática Fatec Jundiaí MBA em Gerenciamento de Projetos FGV Project Management Professional PMI Mestrando em Tecnologia UNICAMP Metodologia de apoio à aquisição

Leia mais

INTRODUÇÃO LM INNOMARITIME -2012. Página -1

INTRODUÇÃO LM INNOMARITIME -2012. Página -1 INTRODUÇÃO A CONSTRUÇÃO NAVAL AJUSTADA ( Lean Shipbuilding ) é o processo de construção de navios e unidades offshore, orientado e executado segundo os princípios do sistema de gestão LEAN. Como em muitas

Leia mais

DEFINIÇÃO DE LEAN MANUFACTURING

DEFINIÇÃO DE LEAN MANUFACTURING MANUFATURA ENXUTA DEFINIÇÃO DE LEAN MANUFACTURING A ORIGEM DA PALAVRA LEAN O termo LEAN foi cunhado originalmente no livro A Máquina que Mudou o Mundo de Womack, Jones e Roos, publicado nos EUA em 1990.

Leia mais

UNIDADE 4. Introdução à Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas

UNIDADE 4. Introdução à Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas UNIDADE 4. Introdução à Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas 4.1 Motivação Sistemas de Informação são usados em diversos níveis dentro de uma organização, apoiando a tomada de decisão; Precisam estar

Leia mais

Transformando a TI de uma agência governamental em ágil

Transformando a TI de uma agência governamental em ágil Transformando a TI de uma agência governamental em ágil Gavin Martin O governo é composto de programas independentes que, por causa de sua organização, inibem cadeias de valor eficientes. Por minha experiência,

Leia mais

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio?

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? A Tecnologia da Informação vem evoluindo constantemente, e as empresas seja qual for seu porte estão cada

Leia mais

GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com

GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com Conceito Com base nas definições podemos concluir que: Governança de de TI TI busca o compartilhamento de de decisões de de TI TI com os os demais dirigentes

Leia mais

Como as Boas Práticas de Gestão de Serviços de TI podem ajudar na avaliação de Compliance em Organizações não TI

Como as Boas Práticas de Gestão de Serviços de TI podem ajudar na avaliação de Compliance em Organizações não TI Como as Boas Práticas de Gestão de Serviços de TI podem ajudar na avaliação de Compliance em Organizações não TI Luciano Johnson, CISM, CRISC luciano@iso27000.com.br 9º Encontro do Agenda Conformidade

Leia mais

Definição. Kaizen na Prática. Kaizen para a Administração. Princípios do Just in Time. Just in Time 18/5/2010

Definição. Kaizen na Prática. Kaizen para a Administração. Princípios do Just in Time. Just in Time 18/5/2010 Uninove Sistemas de Informação Teoria Geral da Administração 3º. Semestre Prof. Fábio Magalhães Blog da disciplina: http://fabiotga.blogspot.com Semana 15 e 16 Controle e Técnicas de controle de qualidade

Leia mais

Ambientação nos conceitos

Ambientação nos conceitos Ambientação em Gestão de Projetos Maria Lúcia Almeida Ambientação nos conceitos Gestão de áreas funcionais e gestão de projetos Qualquer um pode ser gerente de projetos? Qual a contribuição da gestão de

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Cenário de TI nas organizações Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

TPM no Coração do Lean Autor: Art Smalley. Tradução: Odier Araújo.

TPM no Coração do Lean Autor: Art Smalley. Tradução: Odier Araújo. TPM no Coração do Lean Autor: Art Smalley. Tradução: Odier Araújo. A Manutenção Produtiva Total (TPM) tem sido uma ferramenta muito importante para os setores de manufatura intensivos em equipamentos.

Leia mais

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos O que você vai mudar em sua forma de atuação a partir do que viu hoje? Como Transformar o Conteúdo Aprendido Neste Seminário em Ação! O que debatemos

Leia mais

Comparando as metodologias Lean Enterprise, Six Sigma e de Gestão da Qualidade

Comparando as metodologias Lean Enterprise, Six Sigma e de Gestão da Qualidade Página 1 de 6 NOTÍCIAS CARREIRAS & GESTÂO CURSOS & SEMINÁRIOS LIVROS DANÇA DAS CADEIRAS PESQUISAS COMPRAS ENTREVISTAS EM VÍDEO LAZER & TURISMO HOME Artigos Comparando as metodologias Lean Enterprise, Six

Leia mais

Lean IT. Pensamento Enxuto para construção de times de TI de Alta Performance. www.livroleanit.com

Lean IT. Pensamento Enxuto para construção de times de TI de Alta Performance. www.livroleanit.com Lean IT Pensamento Enxuto para construção de times de TI de Alta Performance www.livroleanit.com ALINHAMENTO DE EXPECTATIVAS ALINHAMENTO 1 ( O Segredo ) ALINHAMENTO 2 ( Sem tradução simultânea ) AGENDA...Você

Leia mais

Teresa Maciel MSC, PhD Candidate. Docente UFRPE tmmaciel@gmail.com

Teresa Maciel MSC, PhD Candidate. Docente UFRPE tmmaciel@gmail.com Teresa Maciel MSC, PhD Candidate Docente UFRPE tmmaciel@gmail.com Sobre a instrutora... Doutoranda em Engenharia de Software (métodos ágeis), Mestre em Engenharia de Software (melhoria de processos de

Leia mais

A Abordagem Lean na Integração da TI com o negócio, parte quatro: O Líder Lean Aprendiz

A Abordagem Lean na Integração da TI com o negócio, parte quatro: O Líder Lean Aprendiz A Abordagem Lean na Integração da TI com o negócio, parte quatro: O Líder Lean Aprendiz Steve Bell Enquanto me preparava para escrever o quarto artigo desta série, cheguei a um importante marco. Semana

Leia mais

ITIL V3 (aula 6) AGENDA: A VERSÃO 3 ESTRATÉGIA DO SERVIÇO DESENHO DO SERVIÇO TRANSIÇÃO DO SERVIÇO OPERAÇÃO DO SERVIÇO MELHORIA CONTÍNUA

ITIL V3 (aula 6) AGENDA: A VERSÃO 3 ESTRATÉGIA DO SERVIÇO DESENHO DO SERVIÇO TRANSIÇÃO DO SERVIÇO OPERAÇÃO DO SERVIÇO MELHORIA CONTÍNUA ITIL V3 (aula 6) AGENDA: A VERSÃO 3 ESTRATÉGIA DO SERVIÇO DESENHO DO SERVIÇO TRANSIÇÃO DO SERVIÇO OPERAÇÃO DO SERVIÇO MELHORIA CONTÍNUA ITIL - Livros Estratégia de Serviços (Service Strategy): Esse livro

Leia mais

Manifesto Ágil e as Metodologias Ágeis (XP e SCRUM)

Manifesto Ágil e as Metodologias Ágeis (XP e SCRUM) Programação Extrema Manifesto Ágil e as Metodologias Ágeis (XP e SCRUM) Prof. Mauro Lopes Programação Extrema Prof. Mauro Lopes 1-31 45 Manifesto Ágil Formação da Aliança Ágil Manifesto Ágil: Propósito

Leia mais

Lean manufacturing ou Toyotismo. Lean manufacturing

Lean manufacturing ou Toyotismo. Lean manufacturing ou Toyotismo Resultados impressionantes 1 Trimestre 2007 Toyota supera GM como líder mundial em vendas Vendas Mundiais 1º Trimestre Nº Carros Toyota 2.348.000 GM 2.260.000 2007 termina empatado tecnicamente

Leia mais

METODOLOGIA LEAN DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE: UMA VISÃO GERAL

METODOLOGIA LEAN DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE: UMA VISÃO GERAL METODOLOGIA LEAN DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE: UMA VISÃO GERAL Guilherme Vota Pereira guivotap@hotmail.com Prof. Pablo Schoeffel, Engenharia de Software Aplicada RESUMO: Este artigo irá efetuar uma abordagem

Leia mais

Exame de Fundamentos da ITIL

Exame de Fundamentos da ITIL Exame de Fundamentos da ITIL Simulado B, versão 5.1 Múltipla escolha Instruções 1. Todas as 40 perguntas devem ser respondidas. 2. Todas as respostas devem ser assinaladas na grade de respostas fornecida.

Leia mais

Iniciando com a Logística Enxuta [1 de 11]

Iniciando com a Logística Enxuta [1 de 11] Iniciando com a Logística [1 de 11] Rogério Bañolas Consultoria ProLean Logística Esta série de artigos foi elaborada de tal forma que os artigos fazem referências uns aos outros. Portanto, para melhor

Leia mais

Metodologias Ágeis. Aécio Costa

Metodologias Ágeis. Aécio Costa Metodologias Ágeis Aécio Costa Metodologias Ágeis Problema: Processo de desenvolvimento de Software Imprevisível e complicado. Empírico: Aceita imprevisibilidade, porém tem mecanismos de ação corretiva.

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Information Technology Infrastructure Library ou Biblioteca de Infraestrutura da Tecnologia da Informação A TI de antes (ou simplesmente informática ),

Leia mais

TREINAMENTOS PRESENCIAIS PRÁTICOS PROGRAMAÇÃO CURSOS. Formação prática em ferramentas essenciais para a. redução de desperdícios.

TREINAMENTOS PRESENCIAIS PRÁTICOS PROGRAMAÇÃO CURSOS. Formação prática em ferramentas essenciais para a. redução de desperdícios. TREINAMENTOS PRESENCIAIS PRÁTICOS PROGRAMAÇÃO 2016 CURSOS Formação prática em ferramentas essenciais para a melhoria dos processos e redução de desperdícios. Desenvolvimento de 1 Pessoas Propósito é o

Leia mais

SCRUM IN HELL Aplicando agilidade em ambientes difíceis

SCRUM IN HELL Aplicando agilidade em ambientes difíceis SCRUM IN HELL Aplicando agilidade em ambientes difíceis Flávio Steffens de Castro Page 1 Apresentação Flávio Steffens de Castro Formado em Sistemas de Informação pela PUCRS Gerente de projetos da empresa

Leia mais

SCRUM. Desafios e benefícios trazidos pela implementação do método ágil SCRUM. Conhecimento em Tecnologia da Informação

SCRUM. Desafios e benefícios trazidos pela implementação do método ágil SCRUM. Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação SCRUM Desafios e benefícios trazidos pela implementação do método ágil SCRUM 2011 Bridge Consulting Apresentação Há muitos anos, empresas e equipes de desenvolvimento

Leia mais

CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10

CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10 CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10 Planejar e Organizar Gerenciar Projetos Pedro Rocha http://rochapedro.wordpress.com RESUMO Este documento trás a tradução do objetivo de controle PO10 (Gerenciamento

Leia mais

Profa. Celia Corigliano. Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI

Profa. Celia Corigliano. Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Profa. Celia Corigliano Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Agenda da disciplina Unidade I Gestão de Projetos Unidade II Ferramentas para Gestão de Projetos Unidade III Gestão de Riscos em TI Unidade

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

Scrum Guia Prático. Raphael Rayro Louback Saliba Certified Scrum Master. Os papéis, eventos, artefatos e as regras do Scrum. Solutions. www.domain.

Scrum Guia Prático. Raphael Rayro Louback Saliba Certified Scrum Master. Os papéis, eventos, artefatos e as regras do Scrum. Solutions. www.domain. Scrum Guia Prático Os papéis, eventos, artefatos e as regras do Scrum Solutions www.domain.com Raphael Rayro Louback Saliba Certified Scrum Master 1 Gráfico de Utilização de Funcionalidades Utilização

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

Gerenciamento da Rotina como base para o Programa de Excelência Operacional

Gerenciamento da Rotina como base para o Programa de Excelência Operacional Gerenciamento da Rotina como base para o Programa de Excelência Operacional Os elementos básicos de Gestão que todo Líder deve possuir para garantir a maturidade dos processos da Organização Alberto Pezeiro

Leia mais

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade As empresas têm passado por grandes transformações, com isso, o RH também precisa inovar para suportar os negócios

Leia mais

ITIL na Prática. Quais são os fatores críticos de sucesso para obter valor a partir de um Service Desk? Conhecimento em Tecnologia da Informação

ITIL na Prática. Quais são os fatores críticos de sucesso para obter valor a partir de um Service Desk? Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação ITIL na Prática Quais são os fatores críticos de sucesso para obter valor a partir de um Service Desk? Conhecimento em Tecnologia da Informação 2010 Bridge Consulting

Leia mais

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM É COM GRANDE PRAZER QUE GOSTARÍAMOS DE OFICIALIZAR A PARTICIPAÇÃO DE PAUL HARMON NO 3º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BPM!! No ano passado discutimos Gestão

Leia mais

Excelência Operacional

Excelência Operacional Excelência Operacional Inter-relação entre Lean Manufacturing e TPM ( Total Productive Management) Paulo Yida - Diretor Solving Efeso America do Sul Renato Cosloski Iamondi Consultor Senior Solving Efeso

Leia mais

ITIL. Conteúdo. 1. Introdução. 2. Suporte de Serviços. 3. Entrega de Serviços. 4. CobIT X ITIL. 5. Considerações Finais

ITIL. Conteúdo. 1. Introdução. 2. Suporte de Serviços. 3. Entrega de Serviços. 4. CobIT X ITIL. 5. Considerações Finais ITIL Conteúdo 1. Introdução 2. Suporte de Serviços 3. Entrega de Serviços 4. CobIT X ITIL 5. Considerações Finais Introdução Introdução Information Technology Infrastructure Library O ITIL foi desenvolvido,

Leia mais

COMO MELHORAR O DESEMPENHO DAS LINHAS DE. Edson Donisete da Silva, Carlos Roberto Sponteado Aquarius Software

COMO MELHORAR O DESEMPENHO DAS LINHAS DE. Edson Donisete da Silva, Carlos Roberto Sponteado Aquarius Software COMO MELHORAR O DESEMPENHO DAS LINHAS DE PRODUÇÃO Edson Donisete da Silva, Carlos Roberto Sponteado Aquarius Software Objetivo Apresentar conceitos e ferramentas atuais para melhorar eficiência da produção

Leia mais

A ITIL e o Gerenciamento de Serviços de TI

A ITIL e o Gerenciamento de Serviços de TI A ITIL e o Gerenciamento de Serviços de TI A era da informação Informação, palavra derivada do verbo latim "informare", que significa "disciplinar", "ensinar", "instruir", juntamente com o seu significado

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

ITIL - Por que surgiu? Dependências de TI; A qualidade, quantidade e disponibilidade de infra-estrutura de TI afetam diretamente;

ITIL - Por que surgiu? Dependências de TI; A qualidade, quantidade e disponibilidade de infra-estrutura de TI afetam diretamente; ITIL ITIL - Por que surgiu? Dependências de TI; A qualidade, quantidade e disponibilidade de infra-estrutura de TI afetam diretamente; ITIL Mas o que gerenciar? Gerenciamento de Serviço de TI. Infra-estrutura

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO PMI PULSO DA PROFISSÃO RELATÓRIO DETALHADO GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO Destaques do Estudo As organizações mais bem-sucedidas serão aquelas que encontrarão formas de se diferenciar. As organizações estão

Leia mais

Qual a diferença entre gestão por processos e gestão de processos?

Qual a diferença entre gestão por processos e gestão de processos? Qual a diferença entre gestão por processos e gestão de processos? Gestão de processos significa que há processos sendo monitorados, mantidos sob controle e que estão funcionando conforme foi planejado.

Leia mais

ELABORAÇÃO DE UM PRODUCT BACKLOG EFETIVO

ELABORAÇÃO DE UM PRODUCT BACKLOG EFETIVO ELABORAÇÃO DE UM PRODUCT BACKLOG EFETIVO Product Backlog Building Fábio Aguiar Agile Coach & Trainer SCRUM SCRUM Desenvolvimento de Software com ENTREGAS FREQUENTES e foco no VALOR DE NEGÓCIO PRODUTO release

Leia mais

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com Governança de T.I Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com Information Technology Infrastructure Library ITIL ITIL é um acrônimo de Information Technology Infraestruture Library. Criado em

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE

GESTÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE GESTÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE Fernando L. F. Almeida falmeida@ispgaya.pt Principais Modelos Capability Maturity Model Integration (CMMI) Team Software Process and Personal Software Process (TSP/PSP)

Leia mais

Processo de Desenvolvimento de Software. Unidade V Modelagem de PDS. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com

Processo de Desenvolvimento de Software. Unidade V Modelagem de PDS. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Processo de Desenvolvimento de Software Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático desta aula Modelo Cascata (Waterfall) ou TOP DOWN. Modelo Iterativo. Metodologia Ágil.

Leia mais

Service Desk. IT Management Software. Certified Partner

Service Desk. IT Management Software. Certified Partner Certified Partner Você não está precisando melhorar a qualidade do suporte técnico de sua empresa, reduzir radicalmente o tempo de resposta e gerir com as melhores práticas os processos de serviço? Atualmente,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO Santa Maria, 27 de Setembro de 2013. Revisão aula anterior Desenvolvimento Ágil de Software Desenvolvimento e entrega

Leia mais

Exame de Fundamentos da ITIL v.3

Exame de Fundamentos da ITIL v.3 Exame de Fundamentos da ITIL v.3 Exame de Fundamentos da ITIL v.3 Exame simulado B, versão 3.1 Múltipla escolha Instruções 1. Todas as 40 perguntas devem ser respondidas. 2. Não existem perguntas capciosas.

Leia mais

O FATOR HUMANO NA IMPLEMENTAÇÃO DE MELHORIAS DE PROCESSO

O FATOR HUMANO NA IMPLEMENTAÇÃO DE MELHORIAS DE PROCESSO O FATOR HUMANO NA IMPLEMENTAÇÃO DE MELHORIAS DE PROCESSO A sobrevivência e o crescimento das empresas, está associado a conceitos como: competitividade, tecnologia, qualidade, meio ambiente, competência

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

Governança de TI. Focos: Altas doses de Negociação Educação dos dirigentes das áreas de negócios

Governança de TI. Focos: Altas doses de Negociação Educação dos dirigentes das áreas de negócios Governança de TI Parte 3 Modelo de Governança v2 Prof. Luís Fernando Garcia LUIS@GARCIA.PRO.BR Modelo de Governança de TI Modelo adaptação para qualquer tipo de organização Componentes do modelo construídos/adaptados

Leia mais

Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em Desenvolvimento de Software

Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em Desenvolvimento de Software Rafael Espinha, Msc rafael.espinha@primeup.com.br +55 21 9470-9289 Maiores informações: http://www.primeup.com.br riskmanager@primeup.com.br +55 21 2512-6005 Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em

Leia mais

MBA em Gestão de Tecnologia da Informação. Governança de TI - Aula 2. Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com

MBA em Gestão de Tecnologia da Informação. Governança de TI - Aula 2. Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Governança de TI - Aula 2 Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com Projetos Altos investimentos em TI - importante que tenhamos processos eficazes para

Leia mais

DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting

DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting Soluções personalizadas para acelerar o crescimento do seu negócio Estratégia Operacional Projeto e Otimização de Redes Processos de Integração Eficácia

Leia mais

CALENDÁRIO DO TRABALHO PADRONIZADO DA LIDERANÇA DO IOV

CALENDÁRIO DO TRABALHO PADRONIZADO DA LIDERANÇA DO IOV CALENDÁRIO DO TRABALHO PADRONIZADO DA LIDERANÇA DO IOV Checklist diário Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Passe tempo no gemba ouvindo para entender Garanta que a planilha diária está atualizada Garanta

Leia mais

FORMAÇÃO PRÁTICA LEAN

FORMAÇÃO PRÁTICA LEAN TREINAMENTOS PRESENCIAIS PRÁTICOS FORMAÇÃO PRÁTICA LEAN Oportunidade ideal para gerar resultados reais na sua carreira e empresa. Capacitação com implementação prática de projeto KPO Fevereiro 2016 Informações

Leia mais

Exame simulado. EXIN Lean IT Foundation

Exame simulado. EXIN Lean IT Foundation Exame simulado EXIN Lean IT Foundation Edição julho 2015 Copyright 2015 EXIN All rights reserved. No part of this publication may be published, reproduced, copied or stored in a data processing system

Leia mais

Gestão Ágil de Requisitos e Scrum

Gestão Ágil de Requisitos e Scrum Gestão Ágil de Requisitos e Scrum Agilidade na gestão de requisitos e desenvolvimento de softwares... Trabalho apresentado na disciplina Introdução à Computação, curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento

Leia mais

Exame de Fundamentos da ITIL

Exame de Fundamentos da ITIL Exame de Fundamentos da ITIL Simulado A, versão 5.1 Múltipla escolha Instruções 1. Todas as 40 perguntas devem ser respondidas. 2. Todas as respostas devem ser assinaladas na grade de respostas fornecida.

Leia mais

Na medida em que se cria um produto, o sistema de software, que será usado e mantido, nos aproximamos da engenharia.

Na medida em que se cria um produto, o sistema de software, que será usado e mantido, nos aproximamos da engenharia. 1 Introdução aos Sistemas de Informação 2002 Aula 4 - Desenvolvimento de software e seus paradigmas Paradigmas de Desenvolvimento de Software Pode-se considerar 3 tipos de paradigmas que norteiam a atividade

Leia mais

PMO DE SUCESSO PRECISA TER FOCO! Uma proposta de modelo para Escritórios de Projetos

PMO DE SUCESSO PRECISA TER FOCO! Uma proposta de modelo para Escritórios de Projetos PMO DE SUCESSO PRECISA TER FOCO! Uma proposta de modelo para Escritórios de Projetos por Mario Trentim em http://blog.mundopm.com.br/2013/01/21/pmo-de-sucesso-precisa-terfoco/ Caro amigo leitor, que tal

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Introdução à Unidade Curricular

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Introdução à Unidade Curricular SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Introdução à Unidade Curricular Material Cedido pelo Prof. Msc. Ângelo Luz Prof. Msc. André Luiz S. de Moraes 2 Materiais Mussum (187.7.106.14 ou 192.168.200.3) Plano de Ensino SISTEMAS

Leia mais

Estruturando a TI com COBIT, PMBOK e ITIL

Estruturando a TI com COBIT, PMBOK e ITIL Estruturando a TI com COBIT, PMBOK e ITIL Palestrante: Alisson Teixeira (MSc., PMP, ITIL e COBIT) Patrocínio Diamante Patrocínio Ouro Governança X Gestão Governança X Gestão Governança - assegura que as

Leia mais

MSF- MICROSOFT SOLUTIONS FRAMEWORK. Cesar Eduardo Freitas Italo Alves

MSF- MICROSOFT SOLUTIONS FRAMEWORK. Cesar Eduardo Freitas Italo Alves MSF- MICROSOFT SOLUTIONS FRAMEWORK Cesar Eduardo Freitas Italo Alves A ORIGEM DO MSF (MICROSOFT SOLUTIONS FRAMEWORK) Baseado na experiência da empresa na construção de softwares como Office e Windows e

Leia mais

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Plano de Desenvolvimento de Software Versão <1.

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Plano de Desenvolvimento de Software Versão <1. ARCO - Associação Recreativa dos Correios Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Versão Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor Página

Leia mais

Trabalho padrão do líder: uma das chaves para sustentar os ganhos de desempenho. Joe Murli

Trabalho padrão do líder: uma das chaves para sustentar os ganhos de desempenho. Joe Murli Trabalho padrão do líder: uma das chaves para sustentar os ganhos de desempenho Joe Murli O trabalho padrão do líder, incluindo o comportamento de liderança lean, é um elemento integral de um sistema de

Leia mais

Vendas na Empresa Lean

Vendas na Empresa Lean Vendas na Empresa Lean Autor: Alexandre Cardoso Publicado: 29/04/2011 Introdução Em uma empresa, a área de Vendas é de extrema importância para o sucesso do negócio. Aprimorar o seu desempenho tem sido

Leia mais

Agile Methods for the Traditional Guy

Agile Methods for the Traditional Guy Agile Methods for the Traditional Guy Conexão Java 07 Danilo Sato www.dtsato.com (Agradecimento: Mariana Bravo) Danilo Sato BCC/Mestrado - IME/USP AgilCoop Fundador do Dojo@SP ThoughtWorks UK Modelo? Quem

Leia mais

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC {aula #2} Parte 1 Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11)

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

processos de qualidade como um todo. Este conceito, muitas vezes como parte de uma iniciativa mais ampla "gestão enxuta", muitas organizações abraçam

processos de qualidade como um todo. Este conceito, muitas vezes como parte de uma iniciativa mais ampla gestão enxuta, muitas organizações abraçam 2 1 FILOSOFIA KAIZEN Segundo IMAI, MASAAKI (1996) KAIZEN é uma palavra japonesa que traduzida significa melhoria continua, que colabora em melhorias sequenciais na empresa como um todo, envolvendo todos

Leia mais

Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios

Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa Análise de Maturidade de Governança

Leia mais

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning ERP Enterprise Resources Planning A Era da Informação - TI GRI Information Resource Management -Informação Modo organizado do conhecimento para ser usado na gestão das empresas. - Sistemas de informação

Leia mais

Conversa Inicial. Olá! Seja bem-vindo à quarta aula de Fundamentos de Sistemas de Informação.

Conversa Inicial. Olá! Seja bem-vindo à quarta aula de Fundamentos de Sistemas de Informação. Conversa Inicial Olá! Seja bem-vindo à quarta aula de Fundamentos de Sistemas de Informação. Hoje iremos abordar os seguintes assuntos: a origem dos sistemas integrados (ERPs), os módulos e fornecedores

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

Eficiência na manutenção de dados mestres referentes a clientes, fornecedores, materiais e preços

Eficiência na manutenção de dados mestres referentes a clientes, fornecedores, materiais e preços da solução SAP SAP ERP SAP Data Maintenance for ERP by Vistex Objetivos Eficiência na manutenção de dados mestres referentes a clientes, fornecedores, materiais e preços Entregar a manutenção de dados

Leia mais

Disciplina: Administração de Departamento de TI. Professor: Aldo Rocha. Aula I - 11/08/2011

Disciplina: Administração de Departamento de TI. Professor: Aldo Rocha. Aula I - 11/08/2011 Disciplina: Administração de Departamento de TI Professor: Aldo Rocha Aula I - 11/08/2011 Gerenciamento de Serviços TI 1.Introdução; 2. Panorama Atual; 3. Necessidade do alinhamento de TI a estratégia

Leia mais

A Disciplina Gerência de Projetos

A Disciplina Gerência de Projetos A Disciplina Gerência de Projetos Atividades, Artefatos e Responsabilidades hermano@cin.ufpe.br Objetivos Apresentar atividades da disciplina Gerência de Projetos Discutir os artefatos e responsáveis envolvidos

Leia mais

Fatores Críticos de Sucesso em GP

Fatores Críticos de Sucesso em GP Fatores Críticos de Sucesso em GP Paulo Ferrucio, PMP pferrucio@hotmail.com A necessidade das organizações de maior eficiência e velocidade para atender as necessidades do mercado faz com que os projetos

Leia mais

Qualidade na gestão de projeto de desenvolvimento de software

Qualidade na gestão de projeto de desenvolvimento de software Qualidade na gestão de projeto de desenvolvimento de software [...] O que é a Qualidade? A qualidade é uma característica intrínseca e multifacetada de um produto (BASILI, et al, 1991; TAUSWORTHE, 1995).

Leia mais

COMO FAZER A TRANSIÇÃO

COMO FAZER A TRANSIÇÃO ISO 9001:2015 COMO FAZER A TRANSIÇÃO Um guia para empresas certificadas Antes de começar A ISO 9001 mudou! A versão brasileira da norma foi publicada no dia 30/09/2015 e a partir desse dia, as empresas

Leia mais

SCRUM. É um processo iterativo e incremental para o desenvolvimento de qualquer produto e gerenciamento de qualquer projeto.

SCRUM. É um processo iterativo e incremental para o desenvolvimento de qualquer produto e gerenciamento de qualquer projeto. SCRUM SCRUM É um processo iterativo e incremental para o desenvolvimento de qualquer produto e gerenciamento de qualquer projeto. Ken Schwaber e Jeff Sutherland Transparência A transparência garante que

Leia mais

GESTÃO DE PROCESSOS E MELHORIA OPERACIONAL O CASO DA ELETROBRAS

GESTÃO DE PROCESSOS E MELHORIA OPERACIONAL O CASO DA ELETROBRAS GESTÃO DE PROCESSOS E MELHORIA OPERACIONAL O CASO DA ELETROBRAS Alberto Wajzenberg Gerente de Desenvolvimento Organizacional alberto.wajzenberg@eletrobras.com Brasilia 7 de novembro de 2013 GESTÃO DE PROCESSOS

Leia mais

Gerenciamento Ágil de Projetos HEITOR RORIZ FILHO, MSc, PMI-ACP, CST Massimus C&T

Gerenciamento Ágil de Projetos HEITOR RORIZ FILHO, MSc, PMI-ACP, CST Massimus C&T Evento técnico mensal Gerenciamento Ágil de Projetos HEITOR RORIZ FILHO, MSc, PMI-ACP, CST Massimus C&T : Organização Apoio 1 de xx Agenda Porque o framework Scrum? O contexto de Scrum no PMBOK O que é

Leia mais

Soluções baseadas no SAP Business One BX MRO BX MRO. Brochura. Gestão de Manutenção, Reparo e Revisão de Equipamentos

Soluções baseadas no SAP Business One BX MRO BX MRO. Brochura. Gestão de Manutenção, Reparo e Revisão de Equipamentos Brochura BX MRO Soluções baseadas no SAP Business One BX MRO Gestão de Manutenção, Reparo e Revisão de Equipamentos Manutenção, Reparo & Revisão para SAP Business One Esta combinação de SAP Buisness One

Leia mais

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português 1 de 7 28/10/2012 16:47 SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português RESULTADO DO SIMULADO Total de questões: 40 Pontos: 0 Score: 0 % Tempo restante: 55:07 min Resultado: Você precisa

Leia mais