Prezado(a) cooperado(a)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prezado(a) cooperado(a)"

Transcrição

1

2 Prezado(a) cooperado(a) É com muita satisfação que lhe entregamos o Manual do Cooperado, que centraliza informações importantes sobre seus direitos e deveres, trazendo noções básicas sobre cooperativismo e as vantagens de ser um cooperado da Unimed Porto Alegre. Nossa gestão está fortemente alicerçada nos preceitos cooperativistas. Este manual é mais um meio por onde buscamos difundir o cooperativismo, valorizar o trabalho médico e garantir um atendimento de qualidade aos nossos clientes. A Unimed Porto Alegre é líder absoluta em sua área de atuação. Somos detentores da maior estrutura em prestação de serviços de saúde, oferecendo soluções completas em assistência a uma população superior a 3 milhões de pessoas. São quase médicos trabalhando em 49 especialidades. Compartilhar informações e ampliar a forma como nos relacionamos com os médicos é uma das prioridades da atual gestão. Recentemente lançamos o Clube do Cooperado, um programa que vai beneficiar a todos com uma série de vantagens em restaurantes, viagens, serviços de entretenimento, entre outros. O Participa Cooperado, que estimula a participação do médico em atividades da Cooperativa e premia aqueles com maior pontuação é outro programa lançado este ano. Essas são algumas das iniciativas que serão detalhadas neste manual. Muitas de suas dúvidas estarão respondidas a seguir. Porém, estamos à sua disposição para auxiliálo sempre que for preciso. Boa leitura! Cordialmente, Dr. Márcio Pizzato Presidente do Conselho de Administração da Unimed Porto Alegre

3 Prezado(a) cooperado(a) Este manual traz diversas informações, entre elas, seus benefícios, direitos e deveres enquanto cooperado, além de orientações úteis para o seu dia a dia na gestão de seu consultório. Com ele você vai entender melhor nossas ferramentas tecnológicas e saber como utilizá-las, familiarizar-se com nossos produtos e serviços prestados aos cooperados e clientes, saber como funciona nossa auditoria, o atendimento a clientes de outras Unimeds, entre outras questões práticas que facilitarão seu trabalho. Por tratar-se de um guia de informações rápidas e práticas, muitas de suas dúvidas poderão não ser respondidas integralmente no decorrer do manual, porém será indicada a fonte para uma pesquisa mais detalhada através das indicações de links, sites de pesquisas e legislação. A Diretoria de Relacionamento com o Cooperado está a sua disposição para o esclarecimento de suas dúvidas, atendimento de suas demandas e o acolhimento de suas sugestões. Dr. Carlos Rizzon Diretor de Relacionamento com o Cooperado

4 ÍNDICE 1. COOPERATIVISMO Princípios do Cooperativismo 9 2. SISTEMA COOPERATIVO UNIMED UNIMED PORTO ALEGRE CAPITAL SOCIAL COMUNICAÇÃO COM OS MÉDICOS 30 ÍNDICE 5.1. Site Unimed Porto Alegre Fale Conosco Via Fácil Guia Médico BENEFÍCIOS DO COOPERADO Proteção Jurídica Plano Médico Cooperado Stand By (Suspensão Temporária do Plano de Saúde) SOS Unimed Transporte Aeromédico Home Care BF (Benefício Família) Seguro de Vida em Grupo Seguro Viagem Internacional (Assistência Internacional) SERIT (Seguro de Renda por Incapacidade Temporária) Jubilação Sorteios de Ingressos Clube do Cooperado GESTÃO DA ATIVIDADE DO MÉDICO COOPERADO Solicitação de Afastamento Temporário do Cooperado Solicitações de Desligamento do Cooperado Solicitações de Exames em Consultórios Extensão e Exclusão de Especialidade Inclusão e Exclusão de Área de Atuação ATUALIZAÇÕES CADASTRAIS Débitos em conta IRPF INSS 64

5 9. COMITÊS DE ESPECIALIDADES MÉDICAS NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO- NDH ATENDIMENTO DO CLIENTE UNIMED Identificação do Cliente Unimed Padrão TISS Autorizador via Web: PortalMed Biometria Portal de Honorários Médicos COBERTURA DE PROCEDIMENTOS Tabela de Honorários Médicos Unimed Porto Alegre NEO (Núcleo Estratégico Operacional) PLANOS ASSISTENCIAIS REMUNERAÇÃO Calendário de Entrega e Pagamento da Produção Médica PPP (Procedimentos Padronizados em Pediatria) e PPCM (Procedimentos Padronizados em Clínica Médica) Revisões de Pagamentos e Glosas AUDITORIA MÉDICA MEDICINA PREVENTIVA SAÚDE OCUPACIONAL INTERCÂMBIO REDE PRÓPRIA UNIMED PORTO ALEGRE Hospital Unimed Pronto-Atendimento Unimed 24 horas Laboratório Unimed Centro de Diagnóstico Centro de Oncologia Odonto Unimed e Odonto LOCAIS DE ATENDIMENTO E AUTORIZAÇÃO Para autorizações de procedimentos hospitalares Para autorizações de procedimentos durante a internação hospitalar COORDENADORIAS GUIA RÁPIDO 139

6 6

7 1. COOPERATIVISMO Cooperativismo é um movimento econômico e social, entre pessoas, em que a cooperação baseia-se na participação dos associados, nas atividades econômicas (agropecuárias, industriais, comerciais ou prestação de serviços), com vistas a atingir o bem comum. 7

8 1.1 PRINCÍPIOS DO COOPERATIVISMO As cooperativas são organizações democráticas, controladas pelos seus membros, que participam ativamente na formulação das suas políticas e na tomada de decisões. Os sete princípios do cooperativismo são as linhas orientadoras por meio das quais as cooperativas levam os seus valores à prática. Foram aprovados e utilizados na época em que foi fundada a primeira cooperativa do mundo, na Inglaterra, em São eles: 8

9 1º - Adesão voluntária e livre As cooperativas são organizações voluntárias, abertas a todas as pessoas aptas a utilizar os seus serviços e assumir as responsabilidades como membros, sem discriminações de sexo, sociais, raciais, políticas e religiosas. 2º - Gestão democrática As cooperativas são organizações democráticas, controladas pelos seus membros, que participam ativamente na formulação das suas políticas e na tomada de decisões. Os homens e as mulheres, eleitos como representantes dos demais membros, são responsáveis perante estes. Nas cooperativas de primeiro grau os membros têm igual direito de voto (um membro, um voto); as cooperativas de grau superior são também organizadas de maneira democrática. 9

10 3º - Participação econômica dos membros Os membros contribuem equitativamente para o capital das suas cooperativas e controlamno democraticamente. Parte desse capital é, normalmente, propriedade comum da cooperativa. Os membros recebem, habitualmente, se houver uma remuneração limitada ao capital integralizado, como condição de sua adesão. Os membros destinam os excedentes a uma ou mais das seguintes finalidades: Desenvolvimento das suas cooperativas, eventualmente através da criação de reservas; Benefícios aos membros na proporção das suas transações com a cooperativa; Apoio a outras atividades aprovadas pelos membros. 4º - Autonomia e independência As cooperativas são organizações autônomas, de ajuda mútua, controladas pelos seus membros. Se firmarem acordos com outras organizações, incluindo instituições públicas, ou recorrerem a capital externo, devem fazê-los em condições que assegurem o controle democrático pelos seus membros e mantenham a autonomia da cooperativa. 5º - Educação, formação e informação As cooperativas promovem a educação e a formação dos seus membros, dos representantes eleitos e dos trabalhadores, de forma que estes possam contribuir, eficazmente, para o desenvolvimento das suas cooperativas. Informam o público em geral, particularmente os jovens e os líderes de opinião, sobre a natureza e as vantagens da cooperação. 10

11 6º - Intercooperação As cooperativas servem de forma mais eficaz aos seus membros e dão mais força ao movimento cooperativo, trabalhando em conjunto, através das estruturas locais, regionais, nacionais e internacionais. COOPERATIVA é a associação de pessoas que se unem voluntariamente para a obtenção de resultados cujos quais não seriam alcançados em ações individuais. 7º - Interesse pela comunidade As cooperativas trabalham para o desenvolvimento sustentado das suas comunidades através de políticas aprovadas pelos membros. Fonte de consulta Site da OCB Sescoop, cooperativismo/principios.asp 11

12 12

13 2. SISTEMA COOPERATIVO UNIMED O Sistema Empresarial Cooperativo Unimed é constituído por todas as Unimeds do País e diversas empresas criadas para oferecer suporte a elas, por meio de serviços desenvolvidos para agilizar e aperfeiçoar ainda mais o nosso atendimento. 13

14 Os dados a seguir foram atualizados em COOPERATIVISMO MÉDICO NO BRASIL 1967 Unimed Santos primeira cooperativa médica no mundo Três Unimeds no País 1971 Trinta e oito Unimeds no País Área de atuação da Unimed Unimed do Brasil 14

15 1971 Federação São Paulo Inter e Intra Federativas 1972 Federação RS 1975 Confederação Unimed do Brasil COOPERATIVISMO MÉDICO NO RS Sistema Cooperativo Empresarial Unimed / RS Sistema Cooperativo Federação: Unimeds Filiadas; Coordenadorias; Universidade. Complexo Empresarial: Unimed Central de Serviços Auxiliares: Atua em 26 Singulares do Estado do Rio Grande do Sul, representando os interesses de 13 mil médicos cooperados, clínicas e serviços credenciados. Uniair: Transporte aeromédico do Sistema Cooperativo Empresarial Unimed RS. Referência nacional no setor e líder em número de remoções aeromédicas na região Sul. Instituto Unimed: Papel de sensibilizar o Sistema Unimed-RS para as demandas em Responsabilidade Social. Atua em quatro vertentes, desenvolvendo projetos políticos, culturais, sociais e ambientais. Assessora tecnicamente as Unimeds do Estado na elaboração de seus projetos. Apoia as ações do Comitê Setorial Unimed, através dos Comitês Político Institucional e de Responsabilidade Socioambiental. 15

16 ORGANOGRAMA DO SISTEMA UNIMED Unimed do Brasil Unimed Participações Central Nacional Unimed Unimed Seguradora Unimed Corretora Federações Unimed Administração e Serviços Singulares Fundação Unimed 16

17 ORGANOGRAMA DA UNIMED POA Assembleia Geral Conselho Fiscal Conselho de Administração Diretoria Executiva Presidente Vice-Presidente Superintendência-Geral Diretoria de Relacionamento com o Cooperado Diretoria de Provimento de Saúde Diretoria de Relações com o Mercado 17

18 Federação Unimed É constituída pelo conjunto de Unimeds Singulares de um mesmo Estado. Singulares Unimed Unimeds locais que atuam no âmbito dos municípios. Atualmente, a Unimed é composta por 375 cooperativas, que estendem sua rede de atendimento através de Intercâmbio entre as Unimeds. Unimed do Brasil É formada pelo conjunto de Federações constituindo a Confederação Nacional das Unimeds Unimed do Brasil que é a representante institucional e política do Sistema Unimed. Unimed Participações A Unimed Participações é a holding do Sistema Unimed e controladora das empresas Unimed Seguradora, Unimed Administração e Serviços e Unimed Corretora. Representa os interesses das cooperativas e do Sistema Unimed junto às controladas na condução dos negócios, atuando de forma a sustentar as necessidades de capital das empresas controladas, captando recursos e acompanhando suas performances, sempre em busca de otimizar a rentabilidade dos investimentos das sócias. 18

19 Seguros Unimed Atua nos segmentos de Seguros de Vida, Previdência Privada e Planos de Saúde. Unimed Administração e Serviços Oferece o suporte logístico integrado ao Sistema Unimed nas áreas de Recursos Humanos e Serviços, Tecnologia e Contabilidade. Unimed Corretora Comercializa Seguros de Vida, Previdência Privada e Planos de Saúde. Uniair Empresa de transporte aeromédico do Sistema Cooperativo Empresarial Unimed RS, com atuação em todo território nacional no transporte de pacientes e executivos. 19

20 20 Fundação Unimed Instituição sem fins lucrativos, responsável pela Gestão do Conhecimento e especializada na capacitação e qualificação de pessoas. Promove o desenvolvimento das cooperativas a partir de ações educacionais e do compartilhamento das melhores práticas de gestão, de forma a auxiliá-las no desenvolvimento de novas habilidades e capacidades para uma atuação mais dinâmica, contribuindo para o fortalecimento de todo o sistema cooperativo.

21 PERFIL UNIMED NO RS Uma Federação. 26 Singulares. 496 municípios cobertos. 1,7 milhão de clientes. 13 mil médicos cooperados colaboradores. 7 hospitais-dia próprios. 6 hospitais próprios. 62 serviços de atendimento e diagnóstico próprio. 23 SOS (serviços de emergências médicas). 24 prontos-atendimentos hospitais e serviços credenciados. Uma empresa de transporte aeromédico: Uniair. Uma empresa de táxi aéreo: Uniair. Um Instituto Unimed. 21

22 22

23 3. APRESENTAÇÃO E HISTÓRIA DA UNIMED PORTO ALEGRE A Unimed POA é uma cooperativa de médicos fundada em 23 de dezembro de 1971 e integra o Sistema Unimed com representação nacional, o que assegura aos seus mais de 586 mil clientes atendimento em todo o Brasil. 23

24 Líder no mercado de assistência à saúde na Capital, Regiões Metropolitana e Centro- Sul, e Litoral Norte do Rio Grande do Sul, a Unimed POA prioriza a seleção rigorosa dos seus profissionais. A Cooperativa conta com mais de médicos em mais de 49 especialidades e tem uma estrutura própria para atendimento ao cliente, que inclui hospital, laboratório, Centro de Diagnóstico por Imagem, Centro de Oncologia, Atendimentos 24h, unidades de atendimento Odonto Unimed e o SOS Emergências Médicas. A Unimed POA busca, continuamente, a satisfação total dos seus cooperados e clientes. Legislação Regida pela lei de 16 de novembro de Diferenciais: 400 pontos de atendimento entre serviços credenciados e próprios; 586 mil clientes; 17 vezes consecutivas Top of Mind (Revista Amanhã); médicos cooperados. 33% do mercado de plano de saúde em sua área de ação; 46 municípios cobertos. Municípios da Área de Atuação Alvorada, Arroio do Sal, Arambaré, Barra do Ribeiro, Balneário Pinhal, Cachoeirinha, Canoas, Capão da Canoa, Capivari do Sul, Caraã, Camaquã, Cidreira, Cerro Grande do Sul, Chuvisca, Cristal, Esteio, Eldorado do Sul, Glorinha, Gravataí, Guaíba, Dom Pedro de Alcântara, Dom Feliciano, Imbé, Itati, Mampituba, Maquiné, Morrinhos do Sul, Mostardas, Mariana Pimentel, Nova Santa Rita, Osório, Palmares do Sul, Porto Alegre, Santo Antônio da Patrulha, Tavares, Terra de Areia, Torres, Tramandaí, Três Cachoeiras, Três Forquilhas, Sapucaia do Sul, Sertão Santana, Sentinela do Sul, Tapes, Viamão e Xangri-lá. 24

25 Missão Prover as melhores soluções em saúde, com crescimento sustentável e valorização do trabalho médico cooperado. Valores Doutrina Cooperativista. Excelência no cuidado ao cliente. Trabalho médico com qualidade e dignidade. Ética e transparência. Responsabilidade social. Colaboradores satisfeitos e comprometidos. Atitude inovadora. ÁREA DE ATUAÇÃO 25

26 26

27 4. CAPITAL SOCIAL Quota-parte do capital social é a propriedade individual (privada) de cada cooperado sobre a Cooperativa. 27

28 Resgate de valores integralizados O sócio, ao ingressar na Unimed POA, deve subscrever no mínimo cotas podendo realizar no máximo 1/3 do capital social da Cooperativa. O médico cooperado poderá resgatar suas cotas até o limite do valor integralizado, nas seguintes condições: 1) Solicitação de desligamento Em caso de desligamento o cooperado poderá solicitar o resgate do valor integralizado na Cooperativa. O resgate do valor será somente após a Assembleia Geral do ano seguinte à solicitação. 2) Óbito Em caso de óbito do cooperado, o valor integralizado pode ser resgatado pelos familiares mediante alvará de inventário. O resgate do valor será somente após a Assembleia Geral do ano seguinte à solicitação. 28

29 Para resgatar os valores integralizados, entre em contato pelo telefone (51) com cinco dias de antecedência e programe a data. O cooperado que se jubilar não tem direito ao resgate das quotas. Os cooperados que estiverem inadimplentes de quotas não poderão: Efetuar nenhuma movimentação cadastral no seu plano de saúde; Solicitar a jubilação; Votar nas eleições; Requerer extensão e exclusão de Especialidade Médica e Área de Atuação; Solicitar extensão de exames para realizar em seu consultório; Trabalhar nos serviços próprios da Cooperativa; Efetuar pagamentos de procedimentos ou serviços sem cobertura contratual por SRP (Serviço Realmente Prestado). 29

30 30

31 5. COMUNICAÇÃO COM OS MÉDICOS Você, cooperado, participa com suas opiniões e sugestões, entre outras demandas do seu dia a dia, contribuindo com a sua cooperativa. Este canal direto propõe uma facilidade e agilidade no seu atendimento, onde a sua manifestação é muito importante para a melhoria dos serviços da Unimed. 31

32 5.1. SITE UNIMED PORTO ALEGRE O site da Unimed POA é de uso comum e dispõe de uma área exclusiva para os médicos cooperados. O site é uma importante ferramenta que facilita a comunicação entre os cooperados e a sua cooperativa. 32

33 33

34 No site o médico cooperado encontra diversas informações e ferramentas de trabalho. Seguem os links e seus aplicativos: Honorários e Produção Médica: PortalMed, Portal de Honorários Médicos, Calendário de Entrega e Pagamento de Produção Médica, Extrato Médico, Tabela CBHPM, Formulários, registro Diskmed. Institucional: Estatuto Social, Palavra do Presidente, Diretoria, Relatório de Gestão. Informações Úteis: Padrão TISS, Imposto de Renda, Telefones Úteis e Links de Acesso, Alteração de Senha, Cota Capital. Cartas e Comunicações: Cartas, Interligando, Farmácia Popular. Serviços on-line: O cooperado encontra informações sobre biometria e o acesso direto ao com.br. Serviços próprios: Informações sobre serviços próprios. Laboratório: Resultados de Exames. Relacionamento e Benefícios: Clube do Cooperado, Sorteio de Ingressos, Benefícios para o Cooperado, Fronteiras do Pensamento. Via Fácil: Programa de Correspondência Eletrônica. Índice de bem estar: Blog. NDH: Núcleo de Desenvolvimento Humano. Educação Cooperativista: MBA - Gestão de Negócios em Saúde, Comitês de Especialidades, Recomendações Clínicas FALE CONOSCO Canal de relacionamento entre o cooperado e a sua cooperativa, que busca constantemente facilitar e fortalecer a comunicação entre as partes. Você, cooperado, participa com suas opiniões e sugestões, entre outras demandas do seu dia a dia, contribuindo com 34

35 a sua cooperativa. Este canal direto propõe uma facilidade e agilidade no seu atendimento, onde a sua manifestação é muito importante para a melhoria dos serviços da Unimed. Como fazer para acessar este canal de comunicação: Entre no site da Unimed POA (www.unimedpoa.com.br). Acesse o link Cooperado; Coloque a matrícula e senha; Acesse o link Fale Conosco; Preencha os campos solicitados, e enviar sua mensagem. 35

36 5.3. VIA FÁCIL Programa de Adesão à Correspondência Eletrônica, denominado Via Fácil, é a ferramenta que possibilita mais agilidade e proximidade no processo de comunicação entre o cooperado e a Cooperativa. Aderindo ao Programa Via Fácil, o médico passará a receber grande parte dos informativos via , contribuindo para a redução de custos, decorrente da diminuição do uso de papel. Como fazer para aderir ao programa: Entre no site da Unimed POA (www.unimedpoa.com.br). Acesse o link Cooperado; Coloque a matrícula e senha; Acesse o link Via Fácil; Selecione o campo Concordo. Você também pode aderir ao programa preenchendo o termo disponível em nossos postos de atendimento ao cooperado. 36

37 5.4 GUIA MÉDICO O Guia Médico contempla a relação de médicos cooperados e serviços credenciados para orientação dos usuários. O site da cooperativa disponibiliza o guia eletrônico Ache seu Médico. Também está disponível desde outubro de 2009 para os médicos cooperados e seus clientes o Guia Médico no Celular. O download do conteúdo do Guia Médico no celular pode ser realizado via Bluetooth nas unidades da Cooperativa, indicadas no site da Unimed com.br, onde também estão disponibilizados os modelos de celulares que contemplam esta tecnologia. 37

38 38

39 6. BENEFÍCIOS DO COOPERADO A Unimed POA disponibiliza vários benefícios aos seus médicos cooperados. 39

40 6.1 PROTEÇÃO JURÍDICA Os cooperados contam com assessoria jurídica gratuita por intermédio do SIMERS (Sindicato Médico do Rio Grande do Sul), o qual oferece auxílio em questionamentos do ato médico. A Unimed POA participa com 30% do valor da mensalidade do cooperado ao SIMERS. Como fazer para ter acesso a esse benefício: Todo cooperado ao ingressar na Cooperativa tem direito a esse benefício; Para solicitar a assessoria, entre em contato com o Sindicato (SIMERS) pelos telefones: ou PLANO MÉDICO COOPERADO A Unimed POA disponibiliza plano de saúde aos médicos cooperados. O plano é por livre adesão e o médico cooperado contribui com uma mensalidade (pré-pagamento) e uma taxa de contribuição que é depositada no fundo de assistência, visando garantir o equilíbrio do plano. A mensalidade e a taxa de contribuição podem ser reajustadas anualmente, conforme análise da sinistralidade do período e deliberada em Assembleia Geral Extraordinária. Aos dependentes é disponibilizado o mesmo plano, com forma de participação monetária de acordo com a tabela de faixa etária. A modalidade do Plano Médico anterior a 2 de janeiro de 1999 não é mais comercializada, pois não contempla todas as exigências da lei 9656/98 que passou a regulamentar o setor de planos de saúde. Pensando no bem-estar dos cooperados e seus dependentes, a Unimed POA oferece aos que possuem planos anteriores a essa data a migração do contrato antigo para o plano adaptado à legislação e com a cobertura assistencial definida pela ANS 40

41 Agência Nacional de Saúde Suplementar, ou seja, para um plano regulamentado. Para realizar a migração do plano, o cooperado deverá ir até um dos locais de atendimento ao cooperado. 41

42 Plano Médico Global Nacional (Regulamentado de Acordo com ANS - Lei 9656/98). Como fazer para aderir ao plano de saúde: Para adesão ao plano de saúde, entre em contato com a Unimed POA para agendar visita pelo telefone: ou Dependentes do plano (planos anteriores a novembro de 2010): Esposa(o); Companheiro(a); Filhos(as) menores de 18 anos; Pai, mãe, sogra, sogro; Filhos(as) adotados(as); Outros: com comprovação de dependência econômica através do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física). * O grau de dependência é em relação ao contratante. Documentos necessários para a inclusão de dependentes: Certidão de casamento ou declaração de união estável; RG e CPF. Para menores de 18 anos, somente certidão de nascimento; Para a inclusão do recémnascido, é necessário cópia da certidão de nascimento; CPF e RG; Preencher a declaração de saúde ou de sinais conforme o contrato do cooperado; Pai, mãe, sogra, sogro: RG e CPF; Outros dependentes: com comprovação de dependência econômica através do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física). Planos Posteriores a 3 de novembro de 2010: Esposo(a); Companheiro(a); Filhos(as) solteiros(as), menores de 18 anos e inválidos, equiparando-se os filhos(as) adotados(as), 42

43 enteados, menores cuja guarda seja designada por determinação judicial e menores tutelados; Filhos(as) estudantes até 24 anos desde que não tenham nenhuma renda própria. Documentos necessários para a inclusão de dependentes: Certidão de casamento ou declaração de união estável; RG e CPF. Para menores de 18 anos, somente certidão de nascimento; Para a inclusão do RN, é necessário cópia da certidão de nascimento; Preencher a declaração de saúde ou de sinais conforme o contrato do Cooperado STAND BY (Suspensão Temporária do Plano de saúde) Consiste na suspensão temporária do plano médico regulamentado, suprimindo o pagamento das mensalidades e a utilização do benefício assistencial. A solicitação será concedida por um período mínimo de 3 (três) meses e máximo de até 3 (três) anos prorrogável por mais 3 (três) anos, desde que atenda as disposições abaixo: Estar vigorando o contrato que lhe concede o benefício assistencial plano médico há pelo menos seis meses. Cumprir todas as suas obrigações estatutárias e regionais, em especial o efetivo pagamento da contraprestação econômica mensal concorrente ao benefício assistencial plano médico, bem como estar adimplente com a contribuição da quota-parte; Protocolar na Unimed POA, na Área de Relacionamento com Cooperado, um requerimento formal expondo as razões pelas quais solicita suspensão temporária - Stand By. 43

44 6.4. SOS Unimed A Unimed POA possui o serviço de SOS. O serviço móvel de urgências e emergências médicas é disponibilizado ao médico cooperado que possui plano hospitalar. Como fazer para aderir a este produto: Médicos cooperados têm direito a este produto a partir de sua inclusão no plano de saúde hospitalar. Para o médico cooperado que aderiu ao plano de saúde a partir de 01/12/2006, o SOS está incluso no valor da mensalidade do cooperado e dos dependentes também. Para inclusões anteriores a 01/12/2006, para o médico é gratuito, e para os dependentes será praticado o valor da tabela. Os cooperados que tiverem interesse de contratar o SOS para seus dependentes devem dirigir-se ao Atendimento ao Cooperado da Unimed POA, para preenchimento de documento específico. Em caso de urgência ou emergência, ligue para o SOS O médico regulador avaliará o caso e verificará o tipo de atendimento necessário ao paciente TRANSPORTE AEROMÉDICO A Unimed POA disponibiliza este serviço de transporte aéreo aos cooperados, que compreende na remoção aérea de urgência inter-hospitalar de qualquer localidade dentro do território brasileiro. Permite a remoção de um estabelecimento médicohospitalar sem recursos, para outro que ofereça condições adequadas em continuar um determinado tratamento, garantindo ao paciente um transporte ágil e seguro. Todas as solicitações são avaliadas pelo médico regulador do serviço, que define a necessidade do transporte. Como fazer para ter acesso ao Transporte Aeromédico: O benefício é disponibilizado aos cooperados e seus 44

45 dependentes que tenham plano regulamentado (planos posteriores a 1999), com cobertura hospitalar e abrangência nacional. Contato telefônico: HOME CARE É o serviço de atendimento domiciliar com objetivo de proporcionar uma melhor qualidade de vida aos pacientes que apresentem patologias com indicação de internação hospitalar, mas que possam ser atendidas em seu domicílio com o conforto e privacidade de estar no meio familiar. A concessão do benefício obedece a protocolos definidos pela Unimed POA e que devem ser preenchidos pelo médico assistente. Para solicitar este serviço, o médico cooperado que estiver assistindo a um paciente internado e entender que o tratamento pode ser continuado no domicílio, poderá preencher os protocolos de indicação deste serviço. Os protocolos estão disponíveis nos postos de atendimentos da Cooperativa localizados nos hospitais, no site da Unimed POA área restrita do cooperado, e também diretamente no Home Care pelo com.br. Somente serão aceitos os pedidos de avaliação que estiverem de acordo com os protocolos estabelecidos. Processo de solicitação As solicitações devem ser encaminhadas para o Fone: (51)

46 BF (Benefício Família) Trata-se do benefício que a Unimed POA coloca à disposição dos familiares dos seus cooperados, em caso de falecimento do titular do plano de saúde, garantindo a assistência gratuita aos dependentes que atenderem pelo período de cinco anos a contar da data do óbito do contratante.

47 Dependentes do Plano Médico com direito ao Benefício Família: Cônjuge; Companheiro(a); Filhos com idade até 24 anos: ao completarem a idade limite de 24 anos serão excluídos do plano automaticamente, independente do tempo que tenham usufruído o benefício; Filhos acima de 24 anos: permanecem no plano aqueles com deficiência física ou mental comprovada por laudo médico com código do CID; Pai, mãe, sogro e sogra: podem ser inclusos somente se dependentes financeiros do titular, comprovado através do imposto de renda (última declaração de IR anterior à morte do titular). E se forem dependentes do plano contratado com data inferior a novembro de Documentos necessários dos dependentes: Cônjuge ou Companheiros (as): cópia da certidão de casamento ou declaração de união estável, CPF e RG; Filhos menores de 24 anos: cópia da certidão de nascimento ou CPF e RG; Filhos maiores de 24 anos com deficiência: cópia da certidão de nascimento ou CPF e RG, laudo médico atualizado com informação do CID; Pai, mãe, sogro e sogra: cópia de CPF, RG e declaração Imposto de Renda do Titular, referente ao último exercício que comprove dependência econômica; Comprovante de residência dos dependentes. 47

48 Outros documentos necessários para encaminhamento do benefício: Solicitação formal do dependente ou responsável com telefone para contato; Referente ao titular: atestado de óbito, cópias de RG e CPF. Os documentos devem ser entregues nos locais de atendimento ao Cooperado. Período do benefício O período do Benefício é de cinco anos a contar da data do óbito do contratante. Importante: Aos dependentes de planos regulamentados que não sejam elegíveis ao Benefício Família, é oferecida a contratação de novo Plano Familiar, com as mesmas coberturas do plano médico (Unimax Privativo) com desconto; Aos dependentes de planos não regulamentados que não sejam elegíveis ao Benefício Família, é oferecida a contratação de novo Plano Familiar, conforme tabela de planos comercializada na Unimed POA. Obs.: Para usufruir este benefício, os beneficiários devem contratar o plano dentro do prazo de 30 dias após o falecimento do cooperado. Este plano não permitirá inclusões posteriores SEGURO DE VIDA EM GRUPO O Seguro de Vida em Grupo é um benefício gratuito concedido ao médico cooperado quando ingressa na Cooperativa. O segurado tem direito ao benefício nas seguintes modalidades: Seguro em caso de morte natural ou por acidente; Invalidez total ou parcial; Invalidez total por doença. Para informações referentes ao seguro de vida em grupo, o médico cooperado ou o 48

Termo de uso genérico para designar qualquer grau de UNIMED Singular, Federação/ Central e Confederação, individualmente ou no conjunto.

Termo de uso genérico para designar qualquer grau de UNIMED Singular, Federação/ Central e Confederação, individualmente ou no conjunto. 1- INTERCÂMBIO A negociação entre as UNIMEDS do País, que geram relações operacionais específicas e normatizadas para atendimento de usuários na área de ação de uma cooperativa ou contratados por outra

Leia mais

Cooperativismo. Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empregados da INFRAERO

Cooperativismo. Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empregados da INFRAERO Cooperativismo Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empregados da INFRAERO GESTÃO: Samuel José dos Santos Diretor Presidente Marco Antonio da C.Guimarães - Diretor Operacional João Gonçalves dos Santos Diretor

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Sul Mineira 1 Índice Política de Sustentabilidade Unimed Sul Mineira Mas o que é Responsabilidade Social? Premissas Básicas Objetivos da Unimed Sul Mineira Para a Saúde Ambiental

Leia mais

Sistema Unimed DR. SIZENANDO DA SILVA CAMPOS JÚNIOR DIRETOR PRESIDENTE DA UNIMED GOIÂNIA

Sistema Unimed DR. SIZENANDO DA SILVA CAMPOS JÚNIOR DIRETOR PRESIDENTE DA UNIMED GOIÂNIA Sistema Unimed DR. SIZENANDO DA SILVA CAMPOS JÚNIOR DIRETOR PRESIDENTE DA UNIMED GOIÂNIA Lei 5764/71 de 16/12/1971 COOPERATIVA DE 3º GRAU Confederação COOPERATIVA DE 2º GRAU Federação ou Central COOPERATIVA

Leia mais

Cooperativismo - Forma ideal de organização

Cooperativismo - Forma ideal de organização Cooperativismo - Forma ideal de organização Cooperativismo é modelo socioeconômico capaz de unir desenvolvimento econômico e bem-estar social. Seus referenciais fundamentais são: participação democrática,

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA CONSTITUIÇÃO DE COOPERATIVAS

ORIENTAÇÃO PARA CONSTITUIÇÃO DE COOPERATIVAS ORIENTAÇÃO PARA CONSTITUIÇÃO DE COOPERATIVAS 1. BREVE HISTÓRICO O cooperativismo objetiva difundir os ideais em que se baseia, para atingir o pleno desenvolvimento financeiro, econômico e social de todas

Leia mais

MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO

MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO Art. 1º - Corpo Clínico é o conjunto de médicos que se propõe a assumir solidariamente a responsabilidade de prestar atendimento aos usuários que

Leia mais

ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS

ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS Este aditivo é parte integrante do Seguro Saúde contratado pelo Estipulante abaixo indicado, bem como de suas Condições Gerais. Número

Leia mais

Guia. do beneficiário. Aqui você encontra informações sobre seu plano.

Guia. do beneficiário. Aqui você encontra informações sobre seu plano. Guia do beneficiário Aqui você encontra informações sobre seu plano. BEM VINDO À UNIMED SETE LAGOAS! A partir de agora você e sua família podem contar com uma operadora do maior sistema cooperativista de

Leia mais

TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PME ALTO TIETÊ - PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PME ALTO TIETÊ - PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS JAN/10 TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PME ALTO TIETÊ - PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS O presente aditamento é parte integrante do Contrato de Assistência Médica

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS Contrato que entre si fazem, na melhor forma de direito, de um lado( nome da operadora), com sede na rua..., n o...,bairro..., em(nome da cidade), (Estado), inscrita

Leia mais

PLANO DE SAÚDE CMBH INFORMAÇÕES AOS SERVIDORES

PLANO DE SAÚDE CMBH INFORMAÇÕES AOS SERVIDORES PLANO DE SAÚDE CMBH INFORMAÇÕES AOS SERVIDORES Até 2004 - assistência aos servidores por profissionais de saúde da CMBH Após 2004 - assistência aos servidores através do convênio com a BEPREM Lei 10107/2011

Leia mais

Plano de Assistência Médica

Plano de Assistência Médica Sociedade Meridional de Educação (Some) União Sul Brasileira de Educação e Ensino (USBEE) Plano de Assistência Médica NORMA Atualizada em de 22/09/2015 Todo empregado das Mantenedoras Sociedade Meridional

Leia mais

PLANOS UNIMED CONVÊNIO ASDEP Contato: convênios@asdep.com.br

PLANOS UNIMED CONVÊNIO ASDEP Contato: convênios@asdep.com.br PLANOS UNIMED CONVÊNIO ASDEP Contato: convênios@asdep.com.br 1. PLANO UNIMAX COLETIVOS POR ADESÃO Características: Apresentam abrangência Nacional, com atendimentos e ampla utilização na rede Unimed, contando

Leia mais

3 Benefícios. 3.1 Plano de Saúde

3 Benefícios. 3.1 Plano de Saúde 3 Benefícios O Processo de Benefícios atua como agente visando minimizar as situações problemas existentes na relação homem-trabalho, através de orientações e esclarecimentos aos empregados sobre os benefícios

Leia mais

SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP

SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP 1. OBJETO: 1.1. A presente proposta tem por objeto disponibilizar seguros saúde da Sul América Seguros Saúde S.A., operadora registrada na Agência Nacional de Saúde Suplementar

Leia mais

INFORMATIVO DA SUBGERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAL SOBRE MUDANÇAS NO PLANSERV

INFORMATIVO DA SUBGERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAL SOBRE MUDANÇAS NO PLANSERV Universidade Estadual de Feira de Santana Autorizada pelo Decreto Federal n.º 77.496 de 27/04/76 Reconhecida pela Portaria Ministerial n.º 874/86 de 19/12/86 INFORMATIVO DA SUBGERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Verifique sempre se o seu plano oferece reembolso, antes mesmo de agendar a consulta. Se a resposta for positiva, não se esqueça de

Verifique sempre se o seu plano oferece reembolso, antes mesmo de agendar a consulta. Se a resposta for positiva, não se esqueça de TX DE IMPLANTAÇÃO: R$ 20,00 CONDIÇÕES: Crianças de 0 a 5 anos e adultos com mais de 58 anos, necessário avaliação médica ( marcado pela operadora ) DOCUMENTOS NECESSÁRIOS: CPF, RG ou Certidão de nascimento

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS Contrato que entre si fazem, na melhor forma de direito, de um lado( nome da operadora), com sede na rua..., n o...,bairro..., em(nome da cidade), (Estado), inscrita

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4 Manual do Prestador Saúde o ANS - n 40.722-4 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Saúde, informando as características

Leia mais

Padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar PADRÃO TISS RADAR TISS

Padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar PADRÃO TISS RADAR TISS Padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar PADRÃO TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2014 ERRATA Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS. Padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar

Leia mais

5. O Plano do funcionário sofrerá reajuste?

5. O Plano do funcionário sofrerá reajuste? PERGUNTAS E RESPOSTAS REAJUSTE ANUAL E DENÚNCIA DE CONVÊNIOS E MENSALIDADES REAJUSTADAS JULHO DE 2014 REAJUSTE ANUAL 1. O que é um reajuste anual e qual é sua base legal? O reajuste anual é um mecanismo

Leia mais

ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DO SERVIDOR MUNICIPAL

ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DO SERVIDOR MUNICIPAL ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DO SERVIDOR MUNICIPAL ORIENTAÇÕES SOBRE A ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DO SERVIDOR MUNICIPAL Apresentação A Prefeitura Municipal de Goiânia realizará a atualização cadastral dos Servidores

Leia mais

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO Prezado (a) Doutor (a): A ORAL ODONTO é uma empresa criada e administrada por profissionais dentistas que se dedicam a oferecer os melhores recursos

Leia mais

SAÚDE CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL

SAÚDE CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL 1PLANOS DE SAÚDE CARTA DE SERVIÇOS AO SERVIDOR POLÍCIA FEDERAL CARTA DE SERVIÇOS A Carta de Serviços é uma ferramenta de gestão criada pelo Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização GesPública.

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR. Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC)

A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR. Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC) 1 A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR 2 CONCEITOS 3 SAÚDE SUPLEMENTAR: atividade que envolve a operação de planos privados de assistência à saúde sob regulação do Poder

Leia mais

RANKING DE INTERCÂMBIO

RANKING DE INTERCÂMBIO RANKING DE INTERCÂMBIO Ranking de Intercâmbio A Unimed do Brasil na busca pela qualificação dos processos operacionais do Sistema Unimed, vem trabalhando na modernização do Ranking de Intercâmbio, de forma

Leia mais

Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú.

Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú. Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú. O Plano de Vantagens Itaú oferece benefícios de acordo com o seu relacionamento e a sua utilização dos

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA EM ENFERMAGEM

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA EM ENFERMAGEM REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA EM ENFERMAGEM CAPÍTULO I Natureza, Finalidade, Sede e Foro Art. 1º - A Comissão Nacional de Residência em Enfermagem - CONARENF, criada pela Portaria

Leia mais

Apresentação. Prezado beneficiário,

Apresentação. Prezado beneficiário, LANOIII Apresentação Prezado beneficiário, Visando dar continuidade à prestação dos melhores serviços em saúde e promover uma melhor qualidade de vida ao beneficiário, a CompesaPrev apresenta o CompesaSaúde

Leia mais

Cartilha Plano A. Índice

Cartilha Plano A. Índice Cartilha Plano A Cartilha Plano A Índice Apresentação A Previnorte Histórico Patrimônio Plano de Benefícios e Plano de Custeio Salário Real de Contribuição Jóia Requisitos exigidos para filiação à PREVINORTE

Leia mais

PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR CASU/UFMG INFORMAÇÕES PARA OS DOCENTES SOBRE O PROCESSO DE ADESÃO AO PLANO IFES III

PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR CASU/UFMG INFORMAÇÕES PARA OS DOCENTES SOBRE O PROCESSO DE ADESÃO AO PLANO IFES III PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR CASU/UFMG INFORMAÇÕES PARA OS DOCENTES SOBRE O PROCESSO DE ADESÃO AO PLANO IFES III Com esta mensagem, a Pró-Reitoria de Recursos Humanos da Universidade Federal de Minas Gerais

Leia mais

Cartilha de Extensão de Benefício do. Beneficiários Contributários Demitidos. ou Exonerados Sem Justa Causa e/ou. Aposentados

Cartilha de Extensão de Benefício do. Beneficiários Contributários Demitidos. ou Exonerados Sem Justa Causa e/ou. Aposentados Cartilha de Extensão de Benefício do Seguro-saúde Empresarial aos Beneficiários Contributários Demitidos ou Exonerados Sem Justa Causa e/ou Aposentados Dezembro / 2013 Índice Introdução... 02 1. Definições...

Leia mais

TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Representante legal:

TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Representante legal: TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: CEP: Telefone: Representante legal: RG: CPF: 1. Por este termo, o associado

Leia mais

MANUAL SCCARD. Rev.00 Aprovação: 16/08/2010 Página 1 de 19

MANUAL SCCARD. Rev.00 Aprovação: 16/08/2010 Página 1 de 19 Rev.00 Aprovação: 16/08/2010 Página 1 de 19 UNIMED BLUMENAU COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO SCCard Sistema de Autorização On-Line O SCCard é a interface web do sistema de autorização da Unimed Blumenau

Leia mais

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de 1 www.santahelenasuade.com.brmecanismos de Regulação 2 A CONTRATADA colocará à disposição dos beneficiários do Plano Privado de Assistência à Saúde, a que alude o Contrato, para a cobertura assistencial

Leia mais

Cartilha de Extensão de Benefício do Plano Empresarial aos Beneficiários.

Cartilha de Extensão de Benefício do Plano Empresarial aos Beneficiários. Cartilha de Extensão de Benefício do Plano Empresarial aos Beneficiários. Contributários demitidos ou exonerados sem justa causa e/ou aposentados. www.saolucassaude.com.br 01_ DIREITOS E DEVERES DO BENEFICIÁRIO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO PORTARIA Nº 4.247, DE 04 DE AGOSTO DE 2015. Dispõe sobre o Programa de Assistência Médica, Ambulatorial e Hospitalar no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região. A PRESIDENTE DO, no uso de

Leia mais

05) Um mesmo assinante poderá ter em casa o acesso normal do STFC e o AICE? - O assinante poderá ter somente um AICE e poderá ter outro plano.

05) Um mesmo assinante poderá ter em casa o acesso normal do STFC e o AICE? - O assinante poderá ter somente um AICE e poderá ter outro plano. 01) O que é AICE? Significa Acesso Individual Classe Especial. É um Plano básico e com regulamentação própria (Regulamentado pela Resolução Nº 586, da ANATEL, de 05 de abril de 2012). Modalidade de telefonia

Leia mais

CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Ministério da Saúde ANS Resolução Normativa RN Nº. 279, de 24.11.2011: Dispõe sobre a regulamentação dos artigos 30 e 31 da Lei nº 9.656, de 3 de junho de 1998, e revoga as Resoluções do CONSU Nº. 20 e

Leia mais

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO PERGUNTAS E RESPOSTAS

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO PERGUNTAS E RESPOSTAS PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO PERGUNTAS E RESPOSTAS Para que todos os empregados possam ter suas dúvidas esclarecidas, os questionamentos recebidos pela Comissão Saúde serão respondidos

Leia mais

MANUAL DO ASSOCIADO CONTRATANTE: SENGE - PR CÓDIGO CONTRATANTE: 54780-0

MANUAL DO ASSOCIADO CONTRATANTE: SENGE - PR CÓDIGO CONTRATANTE: 54780-0 MANUAL DO ASSOCIADO CONTRATANTE: SENGE - PR CÓDIGO CONTRATANTE: 54780-0 Este manual tem o objetivo de levar ao Associado informações sobre o plano de saúde ao qual está propondo sua adesão. Colocamos as

Leia mais

Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.

Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02. Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.00 SUMÁRIO 1. Divulgação 3.02.00 - Unimed Taubaté/ANS...2 3.2.1. Guias

Leia mais

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 SUMÁRIO Questão 1 - Valor dos eventos de atenção à saúde, por grupo e origem... 4 Questão 2 Quantitativo e valor dos eventos de atenção à saúde por prestador...

Leia mais

CONVÊNIO DE RECIPROCIDADE E COOPERAÇÃO TÉCNICA OFERTA DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ODONTOLÓGICA

CONVÊNIO DE RECIPROCIDADE E COOPERAÇÃO TÉCNICA OFERTA DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ODONTOLÓGICA CONVÊNIO DE RECIPROCIDADE E COOPERAÇÃO TÉCNICA OFERTA DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ODONTOLÓGICA BELO DENTE FAMILIAR E INDIVIDUAL Registro Produto nº. 455.668/06-2. SINCOR-MG, Sindicato dos Corretores

Leia mais

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL Diretor Geral O Diretor Geral supervisiona e coordena o funcionamento das unidades orgânicas do Comité Olímpico de Portugal, assegurando o regular desenvolvimento das suas

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 279 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 279 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 279 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 Dispõe sobre a regulamentação dos artigos 30 e 31 da Lei nº 9.656, de 3 de junho de 1998, e revoga as Resoluções do CONSU nºs 20 e 21, de 7 de

Leia mais

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica Edital 1/2014 Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica A (PoloSul.org) torna pública a presente chamada e convida os interessados para apresentar propostas de incubação

Leia mais

PLANO UNIFÁCIL EMPRESARIAL GLOBAL. Núcleos de Atendimento UNIFÁCIL: Atendimentos de urgência/ emergência:

PLANO UNIFÁCIL EMPRESARIAL GLOBAL. Núcleos de Atendimento UNIFÁCIL: Atendimentos de urgência/ emergência: PLANO UNIFÁCIL EMPRESARIAL GLOBAL Abrangência na Região Metropolitana de Porto Alegre, Costa Doce e Litoral Norte, com acomodações padrão enfermaria. Para consultas não há livre escolha de médicos e serviços,

Leia mais

Produtos Unimed Grande Florianópolis

Produtos Unimed Grande Florianópolis Produtos Unimed Grande Florianópolis A Unimed é o plano de saúde que oferece os melhores médicos do Brasil. Vamos além para que sua saúde seja plena e de qualidade. Para nós, o importante é ver você bem

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº XXXXX, DE XX DE XXXXXX DE 2008.

RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº XXXXX, DE XX DE XXXXXX DE 2008. RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº XXXXX, DE XX DE XXXXXX DE 2008. Dispõe sobre a classificação e características dos planos privados de assistência à saúde, regulamenta a sua contratação, institui a orientação

Leia mais

Guia Prático de Utilização do Plano

Guia Prático de Utilização do Plano Guia Prático de Utilização do Plano Aqui você tem o que há de melhor para a sua saúde. O QUE É A UNIMED APRESENTAÇÃO Sua finalidade é prestar assistência médica e hospitalar de alto padrão, dentro do sistema

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 389, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2015 (Em vigor a partir de 01/01/2016) Dispõe sobre a transparência das informações no âmbito da saúde suplementar, estabelece a obrigatoriedade da

Leia mais

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS MAIO/2007 Blumenau-SC, 18 de maio de 2007. À Rede Credenciada Prezados Credenciados: Como é de conhecimento de todos, dia 31 de maio de 2007 é o prazo que a Agência

Leia mais

LEI 13003 Manual Perguntas e Respostas

LEI 13003 Manual Perguntas e Respostas LEI 13003 Manual Perguntas e Respostas APRESENTAÇÃO A Federação Baiana de Hospitais e a Associação de Hospitais e Serviços de Saúde do Estado da Bahia, cumprindo com a função de orientar e assessorar hospitais,

Leia mais

SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS

SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS FASCÍCULO DO BENEFICIÁRIO VERSÃO 2013 Instituto Curitiba de Saúde ICS - Plano Padrão ÍNDICE APRESENTAÇÃO 03 1. CONSULTA/ATENDIMENTO DE EMERGÊNCIA EM PRONTO ATENDIMENTO

Leia mais

SulAmérica Odonto Empresarial

SulAmérica Odonto Empresarial SulAmérica Odonto Empresarial O sorriso dos seus colaboradores está em nossos planos. A partir de 100 vidas sulamerica.com.br Sobre a SulAmérica A SulAmérica Seguros, Previdência e Investimentos, com 116

Leia mais

Dúvidas mais frequentes

Dúvidas mais frequentes Dúvidas mais frequentes Plano regulamentado e não regulamentado O que é a Lei 9656/98? A lei 9656/98 foi criada em junho de 1998 para proporcionar aos consumidores a cobertura assistencial definida pela

Leia mais

TABELA DE CUSTOS ODONTOLÓGICO 93,75 16,29

TABELA DE CUSTOS ODONTOLÓGICO 93,75 16,29 TABELA DE CUSTOS ODONTOLÓGICO ODONTOLÓGICO PME + SAÚDE PME (NOVOS CLIENTES) ODONTOLÓGICO PME - CONTRATANDO SOMENTE O PLANO ODONTOLÓGICO 14,81 23,05 43,92 93,75 16,29 25,35 48,31 103,13 Saúde PME: O Valor

Leia mais

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014 1 ÍNDICE 1. Visão Geral 3 2. O que é a TISS 3 3. Histórico da evolução do modelo 3 4. O que faz parte da TISS 4 5. Guias e demonstrativos 4 6. Plano de contingência 4 7. Guia de consulta 5 8. Guia de SP/SADT

Leia mais

Manual TISS Troca de Informaçõ

Manual TISS Troca de Informaçõ Manual TISS Troca de Informaçõ ções em Saúde Suplementar Versão o 1.1 Instruçõ ções para preenchimento das guias PREENCHER EXCLUSIVAMENTE COM CANETA PRETA OU AZUL GCES A Unimed Natal desenvolveu este manual

Leia mais

1. Tipos de contratação: QUE TIPO DE PLANO DE SAÚDE VOCÊ PODE TER?

1. Tipos de contratação: QUE TIPO DE PLANO DE SAÚDE VOCÊ PODE TER? FIQUE ATENTO! A operadora é obrigada a divulgar os planos de saúde que comercializa em sua página na internet. 1. Tipos de contratação: QUE TIPO DE PLANO DE SAÚDE VOCÊ PODE TER? Individual ou Familiar

Leia mais

Manual de Orientações Técnicas e Administrativas de Serviços em Check-up da Tempo USS - Serviços de Assistência

Manual de Orientações Técnicas e Administrativas de Serviços em Check-up da Tempo USS - Serviços de Assistência Manual de Orientações Técnicas e Administrativas de Serviços em Check-up da Tempo USS - Serviços de Assistência Maio de 2011 1. Apresentação Apresentamos o Manual de Orientações Técnicas e Administrativas

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO AMIL

MANUAL DE UTILIZAÇÃO AMIL MANUAL DE UTILIZAÇÃO AMIL Preocupada com a qualidade do benefício mais nobre que uma empresa pode oferecer aos seus funcionários, a CULTURA INGLESA renovou com a AMIL a parceria que dura mais de 17 anos.

Leia mais

Manual do Plano de Saúde/PMF. As pessoas investidas em cargo de provimento em comissão, declarado em lei, de livre nomeação e exoneração;

Manual do Plano de Saúde/PMF. As pessoas investidas em cargo de provimento em comissão, declarado em lei, de livre nomeação e exoneração; Manual do Plano de Saúde/PMF ADESÃO AO PLANO DE SAÚDE A adesão ao plano de saúde será facultativa, e observará a regulamentação estabelecida pela Secretaria Municipal de Administração. USUÁRIO TITULAR

Leia mais

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição Manual de Reembolso 2ª edição Você sabia que quando não utiliza os serviços da rede credenciada do Agros, seja por estar fora da área de cobertura do plano de saúde ou por opção, pode solicitar o reembolso

Leia mais

Manual do Prestador Versão TISS 3.02

Manual do Prestador Versão TISS 3.02 Manual do Prestador Versão TISS 3.02 Caro(a) Prestador(a) Serviços, É com muito prazer e satisfação que aproveitamos esta página para demonstrar nosso agradecimento em relação à confiança depositada por

Leia mais

IV FÓRUM ÉTICO LEGAL EM ANÁLISES CLÍNICAS

IV FÓRUM ÉTICO LEGAL EM ANÁLISES CLÍNICAS IV FÓRUM ÉTICO LEGAL EM ANÁLISES CLÍNICAS Brasília, 08 de junho de 2010. Cumprimento de Contratos das Operadoras com os Laboratórios Clínicos. DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO SETORIAL - DIDES Gerência de

Leia mais

Sumário 1. INTRODUÇÃO

Sumário 1. INTRODUÇÃO Registro profissional dos contabilistas Em face da publicação da Resolução CFC nº 1.461/2014 - DOU 1 de 17.02.2014, este procedimento foi atualizado. Tópico atualizado: 1.1 Sujeição e aprovação em exame

Leia mais

Cronograma Credenciados JAN, FEV e MAR 2011

Cronograma Credenciados JAN, FEV e MAR 2011 Rio de Janeiro, 18 de novembro de 2010. PASA/CE 032/10 Assunto: Manual do Credenciado Médico do PASA/Vale Prezado(a) credenciado(a), O PASA, visando a melhoria constante do seu fluxo de processamento de

Leia mais

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica CARTA TÉCNICA Nome do Credenciamento: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica ENTIDADES QUE PODEM SE CREDENCIAR: - Entidades beneficentes de assistência social (certificadas como entidades

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA Secretaria Geral de Governo

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA Secretaria Geral de Governo Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA Secretaria Geral de Governo DECRETO EXECUTIVO Nº 593/02, DE 31.12.2002. NORMATIZA A ADESÃO DE SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS AOS PLANOS DE

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP:

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: A oportunidade de se tornar um facilitador de aprendizagem e/ou consultor para o sucesso das micro e pequenas empresas APRESENTAÇÃO Esta cartilha

Leia mais

R E S O L V E: Art. 2º Os beneficiários do Plano de Saúde classificam-se em titulares e dependentes.

R E S O L V E: Art. 2º Os beneficiários do Plano de Saúde classificam-se em titulares e dependentes. PORTARIA TRT Nº. 4.896, de 17 de novembro de 2005. Institui, no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, o Programa de Assistência Médica Hospitalar e Ambulatorial. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL

Leia mais

PORTARIA Nº 4.896, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2005. (Republicação) (Texto compilado com as alterações da Portaria nº 2.592/2015)

PORTARIA Nº 4.896, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2005. (Republicação) (Texto compilado com as alterações da Portaria nº 2.592/2015) PORTARIA Nº 4.896, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2005. (Republicação) (Texto compilado com as alterações da Portaria nº 2.592/2015) Institui, no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, o Programa

Leia mais

O BENEFICIÁRIO opta por aderir, juntamente com seus respectivos dependentes, ao Plano de Saúde:

O BENEFICIÁRIO opta por aderir, juntamente com seus respectivos dependentes, ao Plano de Saúde: ESTIPULANTE: VIVA ADMINISTRADORA DE BENEFÍCIOS, inscrita no CNPJ nº 12.149.094/0001-44, com sede à Rua Dom Jaime Câmara, 66, salas 603 e 604, Centro, Florianópolis (SC), SUB-ESTIPULANTE: SINDICATO DOS

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY Os presentes termos e condições gerais de uso (os Termos de Uso ) definem os direitos e obrigações aplicáveis aos usuários do

Leia mais

Colaboradores da Oceanair e Avianca. Prezado Cliente, Parabéns!

Colaboradores da Oceanair e Avianca. Prezado Cliente, Parabéns! Colaboradores da Oceanair e Avianca Prezado Cliente, Parabéns! A sua empresa tem contrato com a Unimed Paulistana e isso quer dizer que você é um cliente UNIMED. Significa também que seu plano de saúde

Leia mais

PLANO SUPLEMENTAR. Material Explicativo Plano Suplementar 1

PLANO SUPLEMENTAR. Material Explicativo Plano Suplementar 1 PLANO SUPLEMENTAR Material Explicativo 1 Introdução A CitiPrevi oferece planos para o seu futuro! Recursos da Patrocinadora Plano Principal Benefício Definido Renda Vitalícia Programa Previdenciário CitiPrevi

Leia mais

UNIFESP Universidade Federal do Estado de São Paulo

UNIFESP Universidade Federal do Estado de São Paulo UNIFESP Universidade Federal do Estado de São Paulo Quais são os prazos legais de carências (MEC e Vinculadas)? Prazos promocionais Até 15/12/2015: SULAMÉRICA - Isenção parcial de carências (Exceto parto

Leia mais

CEMIG SAÚDE Prestadores de serviços

CEMIG SAÚDE Prestadores de serviços CEMIG SAÚDE Prestadores de serviços Maio de 2014 2 A pesquisa Amostra 639 entrevistas A PESQUISA Intervalo de confiança 95% Margem de erro 7% por segmento Data da coleta 13 a 22 de Maio de 2014 3 DESCRIÇÃO

Leia mais

SulAmérica Saúde PME Folheto de Apoio às Vendas. Atualização: Nov/2007

SulAmérica Saúde PME Folheto de Apoio às Vendas. Atualização: Nov/2007 SulAmérica Saúde PME Folheto de Apoio às Vendas Atualização: Nov/2007 Folheto de Apoio às Vendas Este folheto contém as principais informações, regras e características pra facilitar a venda do SulAmérica

Leia mais

SINEPE-ES em Ação REGULAMENTO

SINEPE-ES em Ação REGULAMENTO SINEPE-ES em Ação REGULAMENTO 1. Objetivos da Diplomação e Premiação A diplomação SINEPE-ES em Ação é uma iniciativa do Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Estado do Espírito Santo SINEPE/ES,

Leia mais

SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS

SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS 2014 Tecnologia da Informação - TI Unimed Cascavel MANUAL HILUM 4.0 - FISIOTERAPIA A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar - TISS para registro

Leia mais

Edital de Credenciamento 003/2012

Edital de Credenciamento 003/2012 1/5 Edital de Credenciamento 003/2012 1 DO OBJETO: 1.1. O presente Termo tem por objetivo o credenciamento de Instituições Financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, para prestação

Leia mais

TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE UNIMED CASCAVEL Nº 155/13

TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE UNIMED CASCAVEL Nº 155/13 TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE UNIMED CASCAVEL Nº 155/1 ADERENTE: CNPJ: Endereço: CEP: Cidade: UF: Representante legal: CPF: RG: Endereço: CEP: Cidade: CLÁUSULA PRIMEIRA: A ADERENTE, doravante

Leia mais

BRADESCO MINICARD VISA NACIONAL

BRADESCO MINICARD VISA NACIONAL BRADESCO MINICARD VISA NACIONAL Ele foi criado para lhe oferecer um conjunto de benefícios e facilitar seu dia-a-dia, especialmente nos momentos em que você mais precisa de um Cartão. Para o Bradesco,

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 187, DE 9 DE MARÇO DE 2009

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 187, DE 9 DE MARÇO DE 2009 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 187, DE 9 DE MARÇO DE 2009 Estabelece normas para a geração, transmissão e controle de dados cadastrais de beneficiários

Leia mais

Informações Importantes

Informações Importantes Informações Importantes MATERIAL DE COMERCIALIZAÇÃO Somente deve ser utilizado o Contrato, Proposta e Aditivos com a seguinte numeração: UN 001/0814. Importante: RN 360 - As equipes comerciais / corretores

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Capítulo I Funcionamento O Sistema consiste em um acordo estabelecido entre as Operadoras de Plano de Saúde associadas à Abramge pelo qual se obrigam a prestar atendimento de urgência e emergência aos

Leia mais

Lei nº 13.003/2014. Jacqueline Torres Gerente Executiva. GERAR Gerência Executiva de Aprimoramento do Relacionamento entre Operadoras e Prestadores

Lei nº 13.003/2014. Jacqueline Torres Gerente Executiva. GERAR Gerência Executiva de Aprimoramento do Relacionamento entre Operadoras e Prestadores Lei nº 13.003/2014 Jacqueline Torres Gerente Executiva GERAR Gerência Executiva de Aprimoramento do Relacionamento entre Operadoras e Prestadores O porquê de uma nova lei O mercado de planos de saúde organiza-se

Leia mais

BRADESCO VISA NACIONAL. Índice. Facilidades e Benefícios Serviços de Emergência Reposição Emergencial de Cartão Saques de Emergência

BRADESCO VISA NACIONAL. Índice. Facilidades e Benefícios Serviços de Emergência Reposição Emergencial de Cartão Saques de Emergência BRADESCO VISA NACIONAL Índice Facilidades e Benefícios Serviços de Emergência Reposição Emergencial de Cartão Saques de Emergência Formas de Pagamento Parcelamento de Compras Crédito Rotativo Parcelamento

Leia mais

Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP

Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP 1.INTRODUÇAO...... 3 2.ONDE CONSEGUIR INFORMAÇÔES?... 4 Normas USP... 4 Site EACH...4 Sistema de atendimento da Comissão de

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. Ronaldo Nogueira) Dispõe o credenciamento de profissionais e de empresas da área de saúde, para o atendimento de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) em nível ambulatorial.

Leia mais

REGULAMENTO. Art. 1º - O Programa de inclusão educacional BOLSAS EDUCAR tem os seguintes objetivos:

REGULAMENTO. Art. 1º - O Programa de inclusão educacional BOLSAS EDUCAR tem os seguintes objetivos: REGULAMENTO I DO PROGRAMA Art. 1º - O Programa de inclusão educacional BOLSAS EDUCAR tem os seguintes objetivos: I incentivar a aderência ao Programa de indivíduos que atendam aos requisitos exigidos neste

Leia mais

2.1.3.1 Atender aos requisitos de qualificação básica para membro da Diretoria;

2.1.3.1 Atender aos requisitos de qualificação básica para membro da Diretoria; POLÍTICA DE ELEIÇÕES DO PMI RIO I ABRANGÊNCIA Esta política se aplica ao processo de Eleições bianual promovido pelo PMI RIO em acordo com o Estatuto do chapter. II - REQUISITOS PARA O CREDENCIAMENTO:

Leia mais

A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada.

A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada. A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada. Adesão Característica do contrato de previdência privada, relativa ao ato do proponente aderir ao plano de previdência. Administradores

Leia mais

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde)

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Demonstrativo de retorno: modelo formal de representação e descrição documental do padrão TISS sobre o pagamento dos eventos assistenciais realizados

Leia mais