Segurança de Redes. Criptografia. Requisitos da seg. da informação. Garantir que a informação seja legível somente por pessoas autorizadas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Segurança de Redes. Criptografia. Requisitos da seg. da informação. Garantir que a informação seja legível somente por pessoas autorizadas"

Transcrição

1 Segurança de Redes Criptografia Prof. Rodrigo Rocha Requisitos da seg. da informação Confidencialidade Garantir que a informação seja legível somente por pessoas autorizadas Integridade A mesma informação que foi enviada deve ser recebida. Não foi alterada. Disponibilidade Garantir que a informação estará lá quando for necessário Autenticidade Das entidades Das origem das mensagens Não Repúdio Garantir que a entidade negue a autoria da mensagem/ato Anonimato Esconder a identidade 1

2 Exemplo Falando em integridade Meu sonho virou realidade! Finalmente saí de férias. Não encontrei ninguém e por isso deixei o relatório com a mulher do chefe. Prometo tirar fotos!!! Meu sonho virou realidade! Finalmente saí de férias. Não encontrei ninguém e por isso deixei o relatório com a mulher do chefe. Prometo tirar fotos!!! Criptografia A palavra criptografia e composta pelos termos gregos: kryptos = secreto grafo = escrita. Criptografia Clássica Métodos para promover sigilo das informações Criptografia Moderna Conjunto de técnicas computacionais e matemáticas para atender aos requisitos da segurança da informação 2

3 Primitivas vs Requisitos Primitivas CIFRA Função de Hash Assinatura Digital Requisitos de Segurança Confidencialidade Integridade Autenticidade Integridade Não Repúdio Mecanismo para prover confidencialidade (sigilo) nas informações Composta Ciframento Deciframento Componentes Texto em Claro Texto Cifrado Chave Cifras 3

4 Cifras Cifragem de uma mensagem Ciframento Simétrico A partir da chave de ciframento é computacionalmente fácil achar a chave de deciframento Assimétrico É computacionalmente impossível obter a chave de deciframento a partir da chave de ciframento Chave pública e privada 4

5 Simétricas Vantagens Velocidade Chaves pequenas Atingem os objetivos de confidencialidade Desvantagens Chave secreta compartilhada Não permite autenticação e não repúdio Principais algoritmos a) DES (Data Encryption Standard): É o algoritmo simétrico mais difundidono mundo. Criado pela IBM em 1977, com um tamanho de chave de 56 bits, relativamente pequeno para os padrões atuais, foi quebrado por força bruta em 1997; b) TripleDES: Uma variação do DES que utiliza 3 ciframentos em seqüência, empregando chaves com tamanho de 112 ou 168 bits, sendo recomendado no lugar do DES desde 1993; c) IDEA (International Data Encryption Algorithm): Criado em 1991, segue as mesmas idéias do DES, mas tem execução mais rápida que o mesmo. d) AES (Advanced Encryption Standard): É o padrão atual para ciframento recomendado pelo NIST (National Institute of Standards and Technology). Trabalha com chaves de 128, 192 e 256 bits, que adotou o cifrador Rijndael após a avaliação de vários outros; e) RC6: A última versão de uma série de cifradores (RC2, RC3, RC4, RC5) desenvolvidos por Rivest. Concorreu à adoção pelo padrão AES. Substituição Simples Júlio César Utilizada para troca de mensagens entre os generais Deslocamento (k) de 3 letras. Cada letra do alfabeto era substituída pela terceira letra a direita Texto em Claro: ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ Texto Cifrado: DEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZABC Exemplo EU SOU O CARA HX VRX R FDUD 5

6 Exercício Utilizando a cifra de César, mostre qual a mensagem da frase abaixo D FLIUD GH FHVDU SRGH VHU TXHEUDGD IDFLOPHQWH Exercício Utilizando a cifra de César, cifre a seguinte mensagem. t e n h o a u l a n a E S C O L A 6

7 Exercício Utilizando a cifra de César com k<>3. Qual o valor de k (Deslocamento)? Análise de freqüência Baseado no fato de que certas letras e combinações de letras aparecem com uma certa frequencia em determinada linguagem Em Inglês, por exemplo, é a letra E e a menos comum Z Em português, a letra A é a mais comum e a letra Y a menos comum 7

8 Freqüencia das letras em Inglês Freqüência das letras em Português 8

9 9

10 Assimétrica Duas chaves 1 cifrar 1 decifrar Chaves públicas e privadas Você deseja enviar uma mensagem a alguém Pede a chave pública Cifra a mensagem com esta chave pública Receptor decifra utilizando a chave privada Algoritmo RCA DSA Assinatura Digital Cifragem com a sua chave privada e envia Utilizando a chave pública, qualquer um pode decifrá-la utilizando a chave pública autenticidade, integridade e não-repudiação da mensagem Não garante a confidencialidade da mensagem. Qualquer um poderá acessá-la e verificá-la 10

11 Hash É um método para transformar dados de tal forma que o resultado seja (quase) exclusivo Bibliografia Livro texto ANONIMO,.. Segurança Máxima Totalmente Atualizado. 3.ed. Rio de Janeiro: CAMPUS, Complementar BURNETT, Steve; PAINE, Stephen. Criptografia e Segurança: o guia oficial RSA. 1.ed. São Paulo: Campus, PETERSON, L.L. Redes de Computadores: uma abordagem de sistemas. 3.ed. Rio de Janeiro: Campus, WADLOW, Thomas. Segurança de Redes: Projeto e Gerenciamento de Redes Segura. 1.ed. Rio de Janeiro: Campus, SCHNEIER, Bruce. Segurança.com: Segredos e Mentiras Sobre a Proteção na Vida Digital. 1.ed. Rio de Janeiro: CAMPUS,

Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento. Douglas Farias Cordeiro

Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento. Douglas Farias Cordeiro Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento Douglas Farias Cordeiro Criptografia Revisando A criptografia trata da escrita de um texto em códigos de forma a torná-lo incompreensível; A informação

Leia mais

M3D4 - Certificados Digitais Aula 2 Certificado Digital e suas aplicações

M3D4 - Certificados Digitais Aula 2 Certificado Digital e suas aplicações M3D4 - Certificados Digitais Aula 2 Certificado Digital e suas aplicações Prof. Fernando Augusto Teixeira 1 2 Agenda da Disciplina Certificado Digital e suas aplicações Segurança Criptografia Simétrica

Leia mais

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Auditoria e Segurança da Informação GSI536 Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Princípios de Criptografia Tópicos O papel da criptografia na segurança das redes de comunicação; Criptografia de chave

Leia mais

Criptografia. 1. Introdução. 2. Conceitos e Terminologias. 2.1. Criptografia. 2.2. Criptoanálise e Criptologia. 2.3. Cifragem, Decifragem e Algoritmo

Criptografia. 1. Introdução. 2. Conceitos e Terminologias. 2.1. Criptografia. 2.2. Criptoanálise e Criptologia. 2.3. Cifragem, Decifragem e Algoritmo 1. Introdução O envio e o recebimento de informações são uma necessidade antiga, proveniente de centenas de anos. Nos últimos tempos, o surgimento da Internet e de tantas outras tecnologias trouxe muitas

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DIGITAL

CERTIFICAÇÃO DIGITAL Autenticidade Digital CERTIFICAÇÃO DIGITAL Certificação Digital 1 Políticas de Segurança Regras que baseiam toda a confiança em um determinado sistema; Dizem o que precisamos e o que não precisamos proteger;

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação 1 Agenda Criptografia Esteganografia 2 1 Criptografia A criptografia é a ciência de transformar dados que aparentemente podem ser entendidos e interpretados pelas pessoas, em dados

Leia mais

Criptografia e Chave Pública. Segurança da Informação

Criptografia e Chave Pública. Segurança da Informação Criptografia e Chave Pública Segurança da Informação Ementa Visão Global O que é? Criptografia está em todo lugar; Técnicas Primitivas de Cifragem; Outras técnicas de criptografia; Criptografia Moderna;

Leia mais

www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício AULA 06 Criptografia e Esteganografia

www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício AULA 06 Criptografia e Esteganografia Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício Criptografia A forma mais utilizada para prover a segurança em pontos vulneráveis de uma rede de computadores é a utilização da criptografia. A criptografia

Leia mais

Segurança de Sistemas

Segurança de Sistemas Faculdade de Tecnologia Senac Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Segurança de Sistemas Edécio Fernando Iepsen (edeciofernando@gmail.com) Certificação Digital Ampla utilização

Leia mais

Criptografia assimétrica e certificação digital

Criptografia assimétrica e certificação digital Criptografia assimétrica e certificação digital Alunas: Bianca Souza Bruna serra Introdução Desenvolvimento Conclusão Bibliografia Introdução Este trabalho apresenta os principais conceitos envolvendo

Leia mais

Segurança da Informação. Criptografia, protocolos seguros e suas aplicações

Segurança da Informação. Criptografia, protocolos seguros e suas aplicações Segurança da Informação Criptografia, protocolos seguros e suas aplicações Criptografia Serviços Oferecidos Serviços Disponibilidade Integridade Controle de acesso Autenticidade da origem Não-repudiação

Leia mais

Criptografia. Criptografia. Criptografia. Criptografia - Termos. Profº. Esp. Salomão Soares salomaosoares@bol.com.

Criptografia. Criptografia. Criptografia. Criptografia - Termos. Profº. Esp. Salomão Soares salomaosoares@bol.com. Criptografia Criptografia Profº. Esp. Salomão Soares salomaosoares@bol.com.br Macapá/AP 2012 Método para proteção de acesso de pessoas não autorizadas à informação sigilosa; Este método busca armazenar

Leia mais

Criptografia. Prof. Ricardo José Martins ricardo.martins@muz.ifsuldeminas.edu.br. IFSULDEMINAS, campus Muzambinho Curso de Ciência da Computação

Criptografia. Prof. Ricardo José Martins ricardo.martins@muz.ifsuldeminas.edu.br. IFSULDEMINAS, campus Muzambinho Curso de Ciência da Computação IFSULDEMINAS, campus Muzambinho Curso de Ciência da Computação Criptografia Prof. Ricardo José Martins ricardo.martins@muz.ifsuldeminas.edu.br Curso de Bacharelado em Ciência da Computação AED III Algoritmo

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUIDOS. Prof. Marcelo de Sá Barbosa

SISTEMAS DISTRIBUIDOS. Prof. Marcelo de Sá Barbosa Prof. Marcelo de Sá Barbosa Introdução Visão geral das técnicas de segurança Algoritmos de criptografia Assinaturas digitais Criptografia na prática Introdução A necessidade de proteger a integridade e

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação (Extraído da apostila de Segurança da Informação do Professor Carlos C. Mello) 1. Conceito A Segurança da Informação busca reduzir os riscos de vazamentos, fraudes, erros, uso indevido,

Leia mais

Conceitos de Segurança em Sistemas Distribuídos

Conceitos de Segurança em Sistemas Distribuídos Conceitos de Segurança em Sistemas Distribuídos Francisco José da Silva e Silva Laboratório de Sistemas Distribuídos (LSD) Departamento de Informática / UFMA http://www.lsd.ufma.br 30 de novembro de 2011

Leia mais

Análise de Riscos Requisitos da Segurança da Informação

Análise de Riscos Requisitos da Segurança da Informação Segurança de Redes Análise de Riscos Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Confidencialidade Integridade Disponibilidade Autorização Autenticação Irrevogabilidade Legalidade Requisitos da Segurança

Leia mais

Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW. Free Powerpoint Templates Page 1

Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW. Free Powerpoint Templates Page 1 Segurança na Web Cap. 4: Protocolos de Segurança Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW Page 1 é definido como um procedimento seguro para se regular a transmissão de dados entre computadores

Leia mais

Criptografia Digital. Prof. Flávio Humberto Cabral Nunes

Criptografia Digital. Prof. Flávio Humberto Cabral Nunes Criptografia Digital Prof. Flávio Humberto Cabral Nunes Conteúdo 1. Introdução 2. Aplicações 3. Criptografia e seus Conceitos 4. Tipos de Criptografia em Relação ao Uso de Chaves 5. Autenticação Comum

Leia mais

Criptografia e Certificação Digital

Criptografia e Certificação Digital Criptografia e Certificação Digital Conheça os nossos produtos em criptografia e certificação digital. Um deles irá atender às necessidades de sua instituição. Criptografia e Certificação Digital Conheça

Leia mais

C R I P T O G R A F I A

C R I P T O G R A F I A Faculdade de Ciência e Tecnologia C R I P T O G R A F I A A CRIPTOGRAFIA NA SEGURANÇA DE DADOS Rodrigo Alves Silas Ribas Zenilson Apresentando Cripto vem do grego kryptós e significa oculto, envolto, escondido.

Leia mais

Referências. Criptografia e Segurança de Dados. Outras Referências. Alguns tipos de ataques. Alguns tipos de ataques. Alguns tipos de ataques

Referências. Criptografia e Segurança de Dados. Outras Referências. Alguns tipos de ataques. Alguns tipos de ataques. Alguns tipos de ataques Criptografia e Segurança de Dados Aula 1: Introdução à Criptografia Referências Criptografia em Software e Hardware Autores: Edward D. Moreno Fábio D. Pereira Rodolfo B. Chiaramonte Rodolfo Barros Chiaramonte

Leia mais

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Auditoria e Segurança da Informação GSI536 Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Revisão Criptografia de chave simétrica; Criptografia de chave pública; Modelo híbrido de criptografia. Criptografia Definições

Leia mais

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 16/06/2008 17:11 Leite Júnior

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 16/06/2008 17:11 Leite Júnior ÍNDICE CRIPTOGRAFIA...2 TERMOS DA CRIPTOGRAFIA...2 MENSAGEM ORIGINAL...2 CIFRAR(ENCRIPTAR)...2 DECIFRAR(DECRIPTAR)...2 ALGORITMO DE CRIPTOGRAFIA...2 MENSAGEM CIFRADA(OU ENCRIPTADA)...2 CHAVE...2 TAMANHO

Leia mais

Sistemas Distribuídos: Conceitos e Projeto Introdução a Criptografia e Criptografia Simétrica

Sistemas Distribuídos: Conceitos e Projeto Introdução a Criptografia e Criptografia Simétrica Sistemas Distribuídos: Conceitos e Projeto Introdução a Criptografia e Criptografia Simétrica Francisco José da Silva e Silva Laboratório de Sistemas Distribuídos (LSD) Departamento de Informática / UFMA

Leia mais

MA14 - Aritmética Unidade 24 Resumo

MA14 - Aritmética Unidade 24 Resumo MA14 - Aritmética Unidade 24 Resumo Introdução à Criptografia Abramo Hefez PROFMAT - SBM Aviso Este material é apenas um resumo de parte do conteúdo da disciplina e o seu estudo não garante o domínio do

Leia mais

Apostila. Noções Básicas de Certificação Digital (Aula 2)

Apostila. Noções Básicas de Certificação Digital (Aula 2) Apostila Noções Básicas de Certificação Digital (Aula 2) Diretoria de Pessoas (DPE) Departamento de Gestão de Carreira (DECR) Divisão de Gestão de Treinamento e Desenvolvimento (DIGT) Coordenação Geral

Leia mais

2) Demonstre a verificação da fraude no envio de um arquivo não sigiloso, porém autenticado, de A para B e alterado indevidamente por T.

2) Demonstre a verificação da fraude no envio de um arquivo não sigiloso, porém autenticado, de A para B e alterado indevidamente por T. Revisão para A1 Criptografia e Certificação Digital Legenda: A + - Chave Pública de A A - - Chave Privada de A s Chave Secreta MD5 Algoritmo de HASH MSG Mensagem de texto claro - Operação de comparação

Leia mais

Certificação digital para agente de registro e aplicações

Certificação digital para agente de registro e aplicações Certificação digital para agente de registro e aplicações Resumo de minicurso realizado no 15º Seminário RNP de Capacitação e Inovação Italo Valcy Ponto de Presença da RNP na Bahia

Leia mais

Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura.

Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura. Módulo 14 Segurança em redes Firewall, Criptografia e autenticação Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura. 14.1 Sistemas

Leia mais

Atributos de segurança. TOCI-08: Segurança de Redes. Ataques a canais de comunicação. Confidencialidade

Atributos de segurança. TOCI-08: Segurança de Redes. Ataques a canais de comunicação. Confidencialidade Atributos de segurança TOCI-08: Segurança de Redes Prof. Rafael Obelheiro rro@joinville.udesc.br Aula 9: Segurança de Comunicações Fundamentais confidencialidade integridade disponibilidade Derivados autenticação

Leia mais

Assinatura Digital: problema

Assinatura Digital: problema Assinatura Digital Assinatura Digital Assinatura Digital: problema A autenticidade de muitos documentos, é determinada pela presença de uma assinatura autorizada. Para que os sistemas de mensagens computacionais

Leia mais

67 das 88 vagas no AFRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF Conquiste sua vitória ao nosso lado

67 das 88 vagas no AFRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF Conquiste sua vitória ao nosso lado Carreira Policial Mais de 360 aprovados na Receita Federal em 2006 67 das 88 vagas no AFRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF no PR/SC 150 das 190 vagas no TRF Conquiste sua vitória ao nosso lado Apostila

Leia mais

Algoritmos Criptográficos Panorama Internacional. Prof. Dr. Paulo S. L. M. Barreto LARC/PCS/EPUSP

Algoritmos Criptográficos Panorama Internacional. Prof. Dr. Paulo S. L. M. Barreto LARC/PCS/EPUSP Algoritmos Criptográficos Panorama Internacional Prof. Dr. Paulo S. L. M. Barreto LARC/PCS/EPUSP Organização Segurança da informação: conceitos. Algoritmos criptográficos: estado-da-arte no cenário internacional.

Leia mais

Criptografia de chaves públicas

Criptografia de chaves públicas Marcelo Augusto Rauh Schmitt Maio de 2001 RNP/REF/0236 Criptografia 2001 RNP de chaves públicas Criptografia Introdução Conceito É a transformação de um texto original em um texto ininteligível (texto

Leia mais

Segurança em redes de. Histórico da escrita secreta

Segurança em redes de. Histórico da escrita secreta Segurança em redes de computadores Histórico da escrita secreta Evolução da escrita secreta Mensagem oculta Fatos históricos narrados por Heródoto desde 480 a.c. Histaeucontra o rei persa Maria I Stuart,

Leia mais

Criptografia codificar dados em informações aparentemente sem sentido pessoas não consigam ter acesso às informações que foram cifradas

Criptografia codificar dados em informações aparentemente sem sentido pessoas não consigam ter acesso às informações que foram cifradas Criptografia Criptografia É o ato de codificar dados em informações aparentemente sem sentido, para que pessoas não consigam ter acesso às informações que foram cifradas. Há vários usos para a criptografia

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Resumos Volume 1, Julho de 2015 Segurança da Informação POPULARIZAÇÃO DA INFORMÁTICA Com a popularização da internet, tecnologias que antes eram restritas a profissionais tornaram-se abertas, democratizando

Leia mais

C.I.A. Segurança de Informação. Carlos Serrão (MSc., PhD.) IUL-ISCTE, DCTI, Adetti/NetMuST. carlos.serrao@iscte.pt carlos.j.serrao@gmail.

C.I.A. Segurança de Informação. Carlos Serrão (MSc., PhD.) IUL-ISCTE, DCTI, Adetti/NetMuST. carlos.serrao@iscte.pt carlos.j.serrao@gmail. C.I.A. Segurança de Informação Carlos Serrão (MSc., PhD.) IUL-ISCTE, DCTI, Adetti/NetMuST carlos.serrao@iscte.pt carlos.j.serrao@gmail.com http://www.carlosserrao.net http://blog.carlosserrao.net http://www.iscte.pt

Leia mais

1 - Conceitos de Certificação Digital - (25 min) Karlos Emanuel

1 - Conceitos de Certificação Digital - (25 min) Karlos Emanuel CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PORTAL DIGITAL DE CONSULTA GERAL ELETRÔNICA Gerente do Projeto: Karlos Emanuel Apresentadores e Apoios: Karlos Freitas Gerente de Projeto Karlos Raphael Analista de Suporte Marieta

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação INF-108 Segurança da Informação Autenticação Prof. João Henrique Kleinschmidt Santo André, junho de 2013 Resumos de mensagem (hash) Algoritmo Hash são usados quando a autenticação é necessária, mas o sigilo,

Leia mais

2. SEGURANÇA COMPUTACIONAL E CRIPTOGRAFIA

2. SEGURANÇA COMPUTACIONAL E CRIPTOGRAFIA 2. SEGURANÇA COMPUTACIONAL E CRIPTOGRAFIA A segurança tornou-se um aspecto fundamental diante da quantidade de informação que nos cerca e que é transmitida continuamente por meio eletrônico. Por conseqüência,

Leia mais

Criptografia e Segurança em Redes de computadores

Criptografia e Segurança em Redes de computadores Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC Centro Tecnológico - CTC Curso de Pós-Graduação em Ciência da Computação - CPGCC Criptografia e Segurança em Redes de computadores Prof. Ricardo F. Custódio

Leia mais

Processo para transformar a mensagem original em uma mensagem ilegível por parte de uma pessoa não autorizada

Processo para transformar a mensagem original em uma mensagem ilegível por parte de uma pessoa não autorizada Criptografia Processo para transformar a mensagem original em uma mensagem ilegível por parte de uma pessoa não autorizada Criptografia Onde pode ser usada? Arquivos de um Computador Internet Backups Redes

Leia mais

Sistemas Distribuídos Introdução a Segurança em Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Introdução a Segurança em Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Introdução a Segurança em Sistemas Distribuídos Departamento de Informática, UFMA Graduação em Ciência da Computação Francisco José da Silva e Silva 1 Introdução Segurança em sistemas

Leia mais

Configuração de um servidor SSH

Configuração de um servidor SSH Configuração de um servidor SSH Disciplina: Serviços de Rede Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática SSH SSH(Secure Shell) é um padrão para comunicação e acesso remoto a máquinas Linux de forma segura,

Leia mais

Unidade II SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Prof. Victor Halla

Unidade II SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Prof. Victor Halla Unidade II SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Prof. Victor Halla Conteúdo Importância da Segurança da Informação Propriedades da Informação Ciclo de vida da Informação Estudo de casos Barreiras metodológicas de segurança

Leia mais

TRANSMISSÃO DE DADOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

TRANSMISSÃO DE DADOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 7 1. A CAMADA DE APLICAÇÃO Parte 1 Depois de estudar todas as camadas preliminares, chegamos à camada onde são encontradas todas as aplicações. As camadas situadas abaixo da camada de aplicação

Leia mais

Criptografia e PGP. Fernando J. Carmo, Pedro A. Lemes, Tiago H. Freitas. Faculdade de Tecnologia de Guaratinguetá Guaratinguetá SP Brasil

Criptografia e PGP. Fernando J. Carmo, Pedro A. Lemes, Tiago H. Freitas. Faculdade de Tecnologia de Guaratinguetá Guaratinguetá SP Brasil Criptografia e PGP Fernando J. Carmo, Pedro A. Lemes, Tiago H. Freitas Faculdade de Tecnologia de Guaratinguetá Guaratinguetá SP Brasil fdesenvolvedor@hotmail.com, pedro.lemes@gmail.com tiagofreitas12@gmail.com

Leia mais

Criptografia fundamentos e prática. Italo Valcy CERT.Bahia / UFBA

Criptografia fundamentos e prática. Italo Valcy <italo@pop-ba.rnp.br> CERT.Bahia / UFBA Criptografia fundamentos e prática Italo Valcy CERT.Bahia / UFBA Licença de uso e atribuição Todo o material aqui disponível pode, posteriormente, ser utilizado sobre os termos da:

Leia mais

Tecnologia Segurança. Aires José Rover Universidade Federal de Santa Catarina

Tecnologia Segurança. Aires José Rover Universidade Federal de Santa Catarina Tecnologia Segurança Aires José Rover Universidade Federal de Santa Catarina Ameaças aos documentos Fluxo Normal A Fonte de Informação B Destino da Informação A B A B Interrupção I Intercepção A B A B

Leia mais

I Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações CRIPTOGRAFIA

I Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações CRIPTOGRAFIA I Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações CRIPTOGRAFIA OBJETIVO Conhecer aspectos básicos do uso da criptografia como instrumento da SIC.. Abelardo Vieira Cavalcante Filho Assistente Técnico

Leia mais

Criptografia na Proteção da Tecnologia da Informação: Tendências e Desafios. Prof. Dr. Paulo S. L. M. Barreto LARC/PCS/EPUSP

Criptografia na Proteção da Tecnologia da Informação: Tendências e Desafios. Prof. Dr. Paulo S. L. M. Barreto LARC/PCS/EPUSP Criptografia na Proteção da Tecnologia da Informação: Tendências e Desafios Prof. Dr. Paulo S. L. M. Barreto LARC/PCS/EPUSP Organização A integração de sistemas em larga escala contribuiu enormemente para

Leia mais

Introdução à Criptografia. Segurança da Informação Prof. João Bosco M. Sobral

Introdução à Criptografia. Segurança da Informação Prof. João Bosco M. Sobral Introdução à Criptografia Segurança da Informação Prof. João Bosco M. Sobral 1 O que é Segurança da Informação Segurança de Informação relaciona-se com vários e diferentes aspectos referentes à: confidencialidade

Leia mais

Segurança de Redes. Funcionamento de um ataque. Varreduras Analisadores de vulnerabilidades. Levantamento de informações.

Segurança de Redes. Funcionamento de um ataque. Varreduras Analisadores de vulnerabilidades. Levantamento de informações. Segurança de Redes Varreduras Analisadores de vulnerabilidades Prof. Rodrigo Rocha Prof.rodrigorocha@yahoo.com Funcionamento de um ataque Levantamento de informações footprint fingerprint varreduras Explorações

Leia mais

Segurança na WEB Ambiente WEB estático

Segurança na WEB Ambiente WEB estático Segurança de Redes Segurança na WEB Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Servidor IIS Apache Cliente Browser IE FireFox Ambiente WEB estático 1 Ambiente Web Dinâmico Servidor Web Cliente Navegadores

Leia mais

1. A quebra de sistemas criptográficos simétricos sempre depende da descoberta da chave secreta utilizada no processo criptográfico.

1. A quebra de sistemas criptográficos simétricos sempre depende da descoberta da chave secreta utilizada no processo criptográfico. Exercícios da Parte II: Segurança da Informação Walter Cunha Criptografia (CESPE/PCF-PF 03 2002) 1. A quebra de sistemas criptográficos simétricos sempre depende da descoberta da chave secreta utilizada

Leia mais

Smart Card Virtual e Autoridade Certificadora Distribuída. Jeroen van de Graaf Laboratório de Computação Científica UFMG jvdg@lcc.ufmg.

Smart Card Virtual e Autoridade Certificadora Distribuída. Jeroen van de Graaf Laboratório de Computação Científica UFMG jvdg@lcc.ufmg. Smart Card Virtual e Autoridade Certificadora Distribuída Jeroen van de Graaf Laboratório de Computação Científica UFMG jvdg@lcc.ufmg.br Programa O que é uma ICP? O que é ICP-EDU Qual é a proposta do GT-ICP-EDU

Leia mais

Proteção de Procedimentos Armazenados em Banco de Dados SQL SERVER 2008 Utilizando Criptografia

Proteção de Procedimentos Armazenados em Banco de Dados SQL SERVER 2008 Utilizando Criptografia Proteção de Procedimentos Armazenados em Banco de Dados SQL SERVER 2008 Utilizando Criptografia Altair Alexandre Paula de Souza Faculdade de Tecnologia da Zona Leste SP Brasil altairaps@gmail.com Carolina

Leia mais

Conceitos de Criptografia e o protocolo SSL

Conceitos de Criptografia e o protocolo SSL Conceitos de Criptografia e o protocolo SSL TchêLinux Ulbra Gravataí http://tchelinux.org/gravatai Elgio Schlemer Ulbra Gravatai http://gravatai.ulbra.tche.br/~elgio 31 de Maio de 2008 Introdução Início

Leia mais

Criptografia simétrica e assimétrica: os principais algoritmos de cifragem

Criptografia simétrica e assimétrica: os principais algoritmos de cifragem Criptografia simétrica e assimétrica: os principais algoritmos de cifragem Ronielton Rezende Oliveira, MBA, PMP, ronielton@ronielton.eti.br Resumo A palavra criptografia provém dos radicais gregos kriptos

Leia mais

UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA GERENCIAMENTO DE REDES Segurança Lógica e Física de Redes 2 Semestre de 2012 SEGURANÇA LÓGICA: Criptografia Firewall Protocolos Seguros IPSec SSL SEGURANÇA LÓGICA: Criptografia

Leia mais

Criptografia de Chave Pública

Criptografia de Chave Pública Criptografia de Chave Pública Aplicações Privacidade, Autenticação: RSA, Curva Elíptica Intercâmbio de chave secreta: Diffie-Hellman Assinatura digital: DSS (DSA) Vantagens Não compartilha segredo Provê

Leia mais

UFF - Universidade Federal Fluminense

UFF - Universidade Federal Fluminense UFF - Universidade Federal Fluminense Unidade: PURO - Pólo Universitário de Rio das Ostras Centro Tecnológico Instituto de Computação Departamento de Ciência da Computação Disciplina: Informática I Turma:

Leia mais

Chaves Simétricas e Assimétricas

Chaves Simétricas e Assimétricas Chaves Simétricas e Assimétricas Para entendermos a diferenças entre estes tipos de chaves, devemos primeiro saber o conceito básico sobre criptografia. Criptografia (Do Grego kryptós, escondido, e gráphein,

Leia mais

Certificação Digital - Será Que é Para Valer? 29 abril 2015 Auditório Escola Profissional Gustave Eiffel

Certificação Digital - Será Que é Para Valer? 29 abril 2015 Auditório Escola Profissional Gustave Eiffel Certificação Digital - Será Que é Para Valer? 29 abril 2015 Auditório Escola Profissional Gustave Eiffel Apoio Institucional Patrocinadores Globais A Certificação Digital numa Sociedade Desmaterializada

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE JUSSARA LICENCIATURA EM MATEMÁTICA ANA PAULA ALVES MACHADO DE LIMA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE JUSSARA LICENCIATURA EM MATEMÁTICA ANA PAULA ALVES MACHADO DE LIMA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE JUSSARA LICENCIATURA EM MATEMÁTICA ANA PAULA ALVES MACHADO DE LIMA A HISTÓRIA DA CRIPTOGRAFIA E A APLICAÇÃO DE TEORIA DOS NÚMEROS EM CRIPTOGRAFIA

Leia mais

Implementações criptográficas seguras

Implementações criptográficas seguras Cibersegurança: Questões Tecnológicas e Implicações Legais Implementações criptográficas seguras História da criptografia 1900 AC 1ª utilização conhecida de criptografia, usada pelos egípcios cifra simples

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PROF. SÓCRATES FILHO http://socratesfilho.wordpress.com

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PROF. SÓCRATES FILHO http://socratesfilho.wordpress.com Comentários sobre prova do TRE/PR 2009 (CESPE TRE/PR 2009 Analista Judiciário Especialidade: Análise de Sistemas) A figura acima ilustra como um sistema de gerenciamento de segurança da informação (SGSI)

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação INF-108 Segurança da Informação Criptografia simétrica Prof. João Henrique Kleinschmidt Santo André, junho de 2013 Criptografia Criptografia: Estudo dos princípios e técnicas pelas quais a mensagem ou

Leia mais

CAMOUFLAGED SECURITY SYSTEM: Protótipo de software que emprega técnicas de criptografia, assinatura digital e esteganografia para comunicação segura

CAMOUFLAGED SECURITY SYSTEM: Protótipo de software que emprega técnicas de criptografia, assinatura digital e esteganografia para comunicação segura CAMOUFLAGED SECURITY SYSTEM: Protótipo de software que emprega técnicas de criptografia, assinatura digital e esteganografia para comunicação segura Guilherme Martinez Floriano Porto Alegre 2007 Guilherme

Leia mais

Questionário de Estudo - P1 Criptografia

Questionário de Estudo - P1 Criptografia Questionário de Estudo - P1 Criptografia 1) A criptografia e a criptoanálise são dois ramos da criptologia. Qual a diferença entre essas duas artes? Enquanto a Criptografia é a arte de esconder dados e

Leia mais

Introdução. Iremos procurar ver aqui alguns mecanismos de proteção mais utilizados como: criptografia e SSL. 1.0 Criptografia

Introdução. Iremos procurar ver aqui alguns mecanismos de proteção mais utilizados como: criptografia e SSL. 1.0 Criptografia Introdução Atualmente no mundo internacional das redes e com o comércio eletrônico, todo sistema de computador se tornou um alvo em potencial para intrusos. O problema é que não há como saber os motivos

Leia mais

Amigos e inimigos: Alice, Bob e Trudy

Amigos e inimigos: Alice, Bob e Trudy Unidade 2 Criptografia e Certificação Digital 33 Amigos e inimigos: Alice, Bob e Trudy dados Bob e Alice querem se comunicar de forma segura. Trudy (intruso) pode interceptar, apagar e adicionar mensagens

Leia mais

ICSP INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DO PARANÁ FESP FUNDAÇÃO DE ESTUDOS SOCIAIS DO PARANÁ BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

ICSP INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DO PARANÁ FESP FUNDAÇÃO DE ESTUDOS SOCIAIS DO PARANÁ BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ICSP INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DO PARANÁ FESP FUNDAÇÃO DE ESTUDOS SOCIAIS DO PARANÁ BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMAS DE CRIPTOGRAFIA CURITIBA 2006 2 CARLOS EDUARDO DOS SANTOS SISTEMAS

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Prof. Macêdo Firmino Princípios de Segurança de Redes Macêdo Firmino (IFRN) Redes de Computadores Junho de 2011 1 / 44 Introdução Uma comunicação é dita segura se apresentar as seguintes

Leia mais

CRIPTOGRAFIA E SEGURANÇA DE REDES

CRIPTOGRAFIA E SEGURANÇA DE REDES Universidade Federal do Piauí Departamento de Informática e Estatística Curso de Ciência da Computação CRIPTOGRAFIA E SEGURANÇA DE REDES Carlos André Batista de Carvalho Capítulo 03 - Cifras de Bloco e

Leia mais

Segurança em Sistemas Distribuídos

Segurança em Sistemas Distribuídos Segurança em Sistemas Distribuídos Segurança confidencialidade autenticidade integridade não repudiação } comunicação Ameaças interceptação interrupção modificação fabricação ataques a canais de comunicação

Leia mais

Aula 5 Aspectos de controle de acesso e segurança em redes sem fio 57

Aula 5 Aspectos de controle de acesso e segurança em redes sem fio 57 Aula 5 Aspectos de controle de acesso e segurança em redes sem fio Objetivos Descrever como funciona o controle de acesso baseado em filtros de endereços; Definir o que é criptografia e qual a sua importância;

Leia mais

Software de Telecomunicações. Introdução à Cifra

Software de Telecomunicações. Introdução à Cifra Software de Telecomunicações Introdução à Cifra Prof RG Crespo Software de Telecomunicações Introdução : 1/21 Plano de estudos Parte I Definições básicas Cifras clássicas: Substituição: monoalfabética

Leia mais

Sigilo Autenticação Assinatura e Controle de integridade

Sigilo Autenticação Assinatura e Controle de integridade 1 Sigilo Autenticação Assinatura e Controle de integridade Segurança em Redes Introdução No início da utilização da Internet, a questão sobre segurança tinha pouca importância devido a dimensão pequena

Leia mais

Gerenciamento e Segurança de Dados

Gerenciamento e Segurança de Dados Prof. Wanderson Reis professor@wanderson.pro.br Gerenciamento e Segurança de Dados 04/03/2011 Informática - PDS Tópicos principais Definições básicas de segurança da informação Políticas de segurança da

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB AULA 3 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD

TECNOLOGIAS WEB AULA 3 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD TECNOLOGIAS WEB AULA 3 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD Objetivos: Apresentar os principais aspectos de segurança tanto no lado cliente quanto no servidor. Compreender as implicações de segurança individual

Leia mais

Tudo que você precisa saber sobre Criptografia

Tudo que você precisa saber sobre Criptografia Tudo que você precisa saber sobre Criptografia...e tinha medo de perguntar Criptografia vem do grego e significa escrita escondida. Bem, ainda não temos a tecnologia dos filmes de fantasia onde um pergaminho

Leia mais

3 Sistemas Criptográficos

3 Sistemas Criptográficos 3 Sistemas Criptográficos 3.1 Introdução À medida que a Internet se populariza, a quantidade de documentos e transações eletrônicas aumenta. A necessidade de segurança eletrônica é uma realidade, e a Criptografia

Leia mais

fonte: http://www.nit10.com.br/dicas_tutoriais_ver.php?id=68&pg=0

fonte: http://www.nit10.com.br/dicas_tutoriais_ver.php?id=68&pg=0 Entenda o que é um certificado digital SSL (OPENSSL) fonte: http://www.nit10.com.br/dicas_tutoriais_ver.php?id=68&pg=0 1. O que é "Certificado Digital"? É um documento criptografado que contém informações

Leia mais

Identificação Digital

Identificação Digital Identificação Digital Apêndice B da Apostila Criptografia e Segurança na Informática Maio de 2004 Prof. Pedro A. D. Rezende Ciência da Computação - Universidade de Brasília O que é identificação? Parece

Leia mais

Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: Segurança da Informação Aula 02

Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: Segurança da Informação Aula 02 Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: Segurança da Informação Aula 02 Agenda 1. Segurança da Informação 1.1.Introdução 1.2.Conceitos 1.3.Ameaças a Segurança da

Leia mais

Capítulo 8. Segurança de redes

Capítulo 8. Segurança de redes Capítulo 8 Segurança de redes slide 1 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Computer Networks, Fifth Edition by Andrew Tanenbaum and David Wetherall, Pearson Education-Prentice Hall,

Leia mais

Fernando M. V. Ramos, fvramos@ciencias.ulisboa.pt, RC (LEI), 2015-2016. Heavily based on 1996-2010 J. Kurose and K. Ross, All Rights Reserved.

Fernando M. V. Ramos, fvramos@ciencias.ulisboa.pt, RC (LEI), 2015-2016. Heavily based on 1996-2010 J. Kurose and K. Ross, All Rights Reserved. Questionário Socrative: início de aula 7. Segurança de redes Redes de Computadores Objetivos Estudar os princípios da segurança de redes Criptografia Confidencialidade, autenticidade, integridade A implementação

Leia mais

Criptografia de chaves públicas

Criptografia de chaves públicas Criptografia de chaves públicas Por Ricardo Paulino Criptografia é um método utilizado para cifrar um texto ou sentença escrita de modo a tornálo ininteligível. Desse modo grandes empresas e/ou pessoas

Leia mais

Engenharia de Segurança

Engenharia de Segurança Engenharia de Segurança Profa. Dra. Kalinka Regina Lucas Jaquie Castelo Branco kalinka@icmc.usp.br Slides baseados nas transparências de diversos professores e autores de livros (prof. Edward David Moreno,

Leia mais

Oficial Escrevente 2013. Informática Questões

Oficial Escrevente 2013. Informática Questões Oficial Escrevente 2013 Informática Questões 1) FAURGS - TJ - AUXILIAR DE COMUNICAÇÃO TJM - 2012 CERTIFICADO DIGITAL CERTIFICADO DIGITAL Funciona como uma identidade virtual CERTIFICADO DIGITAL Permite

Leia mais

Certificação Digital Automação na Assinatura de Documentos de Compras

Certificação Digital Automação na Assinatura de Documentos de Compras XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Certificação Digital Automação na Assinatura de Documentos de Compras Eder Soares

Leia mais

Tema 4a A Segurança na Internet

Tema 4a A Segurança na Internet Tecnologias de Informação Tema 4a A Segurança na Internet 1 Segurança na Internet Segurança Ponto de Vista da Empresa Ponto de vista do utilizador A quem Interessa? Proxy Firewall SSL SET Mecanismos 2

Leia mais

FAQs Projecto Factura Electrónica Índice

FAQs Projecto Factura Electrónica Índice FAQs Projecto Factura Electrónica Índice 1) O que é a factura electrónica?... 2 2) O que significa a certificação legal nestas facturas?... 2 3) Como se obtém a assinatura digital e que garantias ela nos

Leia mais

Soluções de Segurança em ambientes heterogêneos

Soluções de Segurança em ambientes heterogêneos 2013 Soluções de Segurança em ambientes heterogêneos Protocolos de Segurança de Redes WI-FI Este documento destina-se a ser uma resenha crítica tendo como base o texto Entenda WEP e WPA, protocolos de

Leia mais

Criptografia e assinatura digital com GnuPG

Criptografia e assinatura digital com GnuPG Criptografia e assinatura digital com GnuPG João Eriberto Mota Filho 19 de setembro de 2015 Sumário Componentes da criptografia Hash Assinatura digital O GnuPG A utilização do GnuPG Como participar de

Leia mais

Redes de Computadores II

Redes de Computadores II Redes de Computadores II Prof. Celio Trois portal.redes.ufsm.br/~trois/redes2 Criptografia, Certificados Digitais SSL Criptografia Baseada em Chaves CRIPTOGRAFA Texto Aberto (PlainText) Texto Fechado (Ciphertext)

Leia mais

Introdução. Criptografia. Aspectos de segurança em TCP/IP Secure Socket Layer (SSL) Rd Redes de Computadores. Aula 28

Introdução. Criptografia. Aspectos de segurança em TCP/IP Secure Socket Layer (SSL) Rd Redes de Computadores. Aula 28 Introdução Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Rd Redes de Computadores td Aspectos de segurança em /IP Secure Socket Layer (SSL) Aula 28 Na Internet, ninguém sabe que você é um cachorro. Peter Steiner,

Leia mais