Terminais Desconectáveis

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Terminais Desconectáveis"

Transcrição

1 Terminais Desconectáveis

2 Nexans, líder global em cabos Total de venda de 6,2 bilhões de euros em 2015 A mais completa variedade de cabos e sistema de cabeamento Plantas em mais de 40 países funcionários pelo mundo Ofertas completas para cada segmento do mercado Especialista em acessórios para cabos de energia Vendas em mais de 90 países 841 funcionários pelo mundo Mais de 50 anos de experiência em acessórios para cabos A Nexans fornece treinamento ao instalador e ferramentas de preparo dos cabos Comprometida com a qualidade: Certificado pela ISO 9001 e 5 laboratórios elétricos Desenvolvedora e fabricante líder na Europa em acessórios elétricos

3 Especialista Global Um histórico de mais de 50 anos em acessórios elétricos

4 Especialista em terminais desconectáveis e blindados Um conector blindado é uma terminação encapsulada e segura ao toque, utilizada para conectar os cabos de MT aos bushings epóxi em equipamentos (como transformadores, cubículos, motores...). Conector Elbow cabo equipamento 20 % 20 % 40 % 40 % 60 % 80 % 80 % 60 % Bushing do equipamento Distribuição de stress do campo elétrico em uma montagem típ. A imagem mostra como o campo elétrico permanece controlado dentro do cabo, acessório, bushing e equipamento ao utilizar conectores blindados. 100 %

5 Compacto, protegido e seguro Segurança garantida por uma camada de 3 mm de espessura de borracha condutiva

6 Vantagens dos sistemas com conectores blindados Sem distância mínima necessária: pode ser instalado em subestações compactas Seguro ao toque acidental quando energizado Livre de Manutenção Instalação rápida e fácil sem ferramentas especiais Fácil de desconectar Completamente impermeável Grau de proteção IP67: estanque ao pó e imersão na água Resistente à UV, ozônio, produto químico, excesso de força mecânica Faixa de temperatura de -30 C a +110 C Oferece diversas opções de teste: ponto de teste capacitivo, testes de cabos... Uma faixa completa para 12 a 42 kv Pode ser utilizado externamente sem caixa de cabos Visão geral da família do produto Tipo de Corrente 12 kv 24 kv 36 kv interface A 250 A 152SR 158LR K152SR K158LR B 400 A 400LR 400TE K400LR K400TE M400LR M400TE C 630 A 1250 A 430TB 484TB 489TB K430TB K484TB K489TB M430TB M484TB M489TB

7 Uma linha completa de acessórios com possibilidades para detecção de tensão, teste de cabos e montagem múltipla

8 158LR CONECTOR ELBOW INTERFACE A Até 24 kv A Design 160 mm Terminal Desconectável incluindo: 1. Encaixe EPDM condutivo. 2. Capa EPDM condutiva. 3. Camada EPDM de isolamento moldada entre o encaixe e a capa. 4. Tipo A - Interface de 250 A conforme descrito pela CENELEC EN e Conector metálico para o condutor. 6. Ponto de aterramento de aterramento (somente versão -/G). 221 mm Modelo Terminal Desconectável Tensão Um (kv) Corrente Ir (A) Seções dos condutores (mm²) (somente para informação) min max 158LR/G LR K158LR/G K158LR

9 Confiabilidade garantida por testes de descargas parciais e frequência de energia industrial realizado em fábrica para cada peça.

10 180AR-1 /-2 /-3 BUSHINGS PARA EQUIPAMENTOS INTERFACE A Até 24 kv A 28 8 A B Bushings em epóxi para utilização em equipamentos isolados à óleo, transformadores, cubículos, capacitores... Nível mínimo de óleo: - 12 kv: 40 mm - 24 kv: 50 mm Dia M10 Dia. 75 Dia. 110 Tipo de bushing do equipamento Tensão Ur (kv) Corrente Ir (A) Dimensões (mm) A B 180AR-1 K180AR-1 180AR-2 K180AR-2 180AR-3 K180AR

11 Manutenção Zero

12 430TB CONECTOR T INTERFACE C Até 36 kv 630 A (1250 A) 185 mm Design 1. Encaixe EPDM condutivo 2. Capa EPDM condutiva 3. Camada EPDM de isolamento moldada entre o encaixe e a capa 4. Tipo C - Interface conforme descrito pela CENELEC EN e Conector Metálico do condutor 6. Plugue isolante básico (com ponto VD) 7. Redutor de encaixe do cabo 8. Tampa de borracha condutora 9. Fixação por parafuso 10. Ponto de aterramento 290 mm (350 mm for 36 kv) Tensão Um (kv) Modelo do terminal desconectável 430TB K430TB M430TB Corrente Ir (A) Corrente Ir (A) quando instalado em um bushing adequado Seção dos condutores (mm²) Seção dos condutores (mm²) min max O projeto de blindagem permite realizar testes na cobertura externa do cabo sem remover ou desmontar o conector.

13 Rapidez e facilidade de instalação com a tecnologia slip-on

14 430TBM-P2/P3 MONTAGEM COM CABO DUPLO/TRIPLO PARA 430TB Até 36 kv 630 A (1250 A) 290 mm Design 1. Tipo C - Interface conforme descrito pela CENELEC EN e Barramento para 300PB. 3. Encaixe EPDM condutivo. 4. Camada EPDM de isolamento moldada entre o encaixe e a capa. 5. Capa EPDM condutiva. 6. Tampa EPDM condutiva. 7. Plugue isolante básico (com ponto VD). 8. Conector metálico do condutor. 9. Redutor de encaixe do cabo 10. Ponto de aterramento 1 Não sensível à dimensão: 290 mm Sensível à dimensão: 350 mm Conector 430TBM Conector de acoplamento 300PBM mm Terminal Desconectável Tensão Um (kv) Currente Ir (A) Currente Ir (A) When installed on an appropriate equipment bushing Seção dos condutores (mm 2 ) min max 430TBM-P2/P3 K430TBM-P2/P3 M430TBM-P2/P

15 As mais modernas instalações de produção automatizada no mundo dos acessórios

16 400AR-3 BUSHINGS PARA EQUIPAMENTOS INTERFACE C Até to 36 kv A Uma variedade de bushings para equipamentos com isolação à óleo, transformadores, cubículos, capacitores, Nível mínimo de óleo: -12 kv: 40 mm -24 kv: 50 mm -36 kv: 70 mm Dia. 25 Tipo de bushing 400AR-3 K400AR-3 M400AR-3 Tensão Ur (kv) Corrente Ir (A) M16 Dia. 70 Dia. 88 Dia

17 Resistência a ambientes com: alta poluição, umidade e condensação, temperaturas extremas, radiação, ozônio, produtos químicos

18 Catálogo completo Este documento é uma seleção de nossa linha completa de produtos. Somos também fabricantes de Emendas termocontráteis e contráteis a frio, terminações poliméricas (Muflas), e todos os tipos de conectores metálicos.

19 Catalogue 2015 a Nexans company Catalogue 2006 a Nexans company Catalogue 2006 Medium voltage separable connectors and bushings - Interface A - Medium voltage separable connectors and bushings - Interface B - a Nexans company

20 ACESSÓRIOS DE CABOS DE ENERGIA Produtos Importados, fabricados nas fábricas da Nexans na Alemanha, Bélgica, Reino Unido, França e Itália. facebook.com/nexansbrasil 08/2016 Nexans Network Solutions N.V. Div. Euromold

PARA RAIOS SURGE ARRESTERS

PARA RAIOS SURGE ARRESTERS PARA RAIOS SURGE ARRESTERS Nexans, líder mundial na indústria de cabos Total de venda de 6,2 bilhões de euros em 201 A mais completa variedade de cabos e sistema de cabeamento Plantas em mais de 40 países

Leia mais

} CONECTOR TORQUIMÉTRICO (SÉRIE C) Conexão de cabos de baixa tensão ao gerador. } CONECTOR TORQUIMÉTRICO COM PARAFUSO DE UNIÃO (SÉRIE SB)

} CONECTOR TORQUIMÉTRICO (SÉRIE C) Conexão de cabos de baixa tensão ao gerador. } CONECTOR TORQUIMÉTRICO COM PARAFUSO DE UNIÃO (SÉRIE SB) WINDLINK Acessórios de Energia para Aplicações Eólicas } CONECTOR TORQUIMÉTRICO (SÉRIE C) Conexão de cabos de baixa tensão ao gerador. } CONECTOR TORQUIMÉTRICO COM PARAFUSO DE UNIÃO (SÉRIE SB) Conexão

Leia mais

MANUAL DE MONTAGEM BUCHA DE PASSAGEM CAPACITIVA 250 A e 630 A MODELO BPDE

MANUAL DE MONTAGEM BUCHA DE PASSAGEM CAPACITIVA 250 A e 630 A MODELO BPDE MANUAL DE MONTAGEM BUCHA DE PASSAGEM CAPACITIVA 250 A e 630 A MODELO BPDE VERSÃO: JUL 07 / JAN 11 / JUN 13 ELOS Eletrotécnica Ltda. Rua Joinville, 3670 83.020-000 São José do Pinhais (Curitiba) PR BRASIL

Leia mais

Acessórios Desconectáveis 600A

Acessórios Desconectáveis 600A 600A APLICAÇÃO Os Acessórios da Prysmian possuem uma concepção de projeto baseada no sistema plugue - tomada, porém para tensões, permitindo fácil conexão e desconexão de um cabo de potência, de um equipamento,

Leia mais

3M Terminal Contrátil a Frio QT-II Série 5620

3M Terminal Contrátil a Frio QT-II Série 5620 3M Terminal Contrátil a Frio QT-II Série 5620 Corpo Isolador em Borracha de Silicone Classe Tensão 3,6/6 kv a 8,7/15 kv Ambientes Internos Boletim Técnico Março 2014 Descrição do produto Os conjuntos de

Leia mais

LINHA Bt100. Conjunto de Manobra e Controle de Baixa Tensão. Bt100

LINHA Bt100. Conjunto de Manobra e Controle de Baixa Tensão. Bt100 LINHA LINHA CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS Dimensões Altura: 2200mm., Largura: 700/900/1100mm., Profundidade: 400/600/800mm. Outras configurações conforme consulta; Estrutura fabricada em chapa de 1,90mm.

Leia mais

Fontes de Alimentação

Fontes de Alimentação ProLine Tecnologia de Interface Fontes de Alimentação Fonte de alimentação de 24 Vcc A Tarefa Os transmissores e condicionadores de sinais não alimentados pela malha de medição precisam de alimentação

Leia mais

3 Boletim Técnico Terminal Contrátil a Frio QTIII Série 7672 S8 (RW)

3 Boletim Técnico Terminal Contrátil a Frio QTIII Série 7672 S8 (RW) Boletim Técnico Terminal Contrátil a Frio QTIII Série 7672 S8 (RW) 1- Descrição do produto: O Terminal Contrátil a Frio M MR QTIII 7672-S-8 é um produto que atende os requisitos da norma IEEE 48 classe

Leia mais

GE Industrial Solutions. Fix-o-Rail. Quadros de embutir e sobrepor. GE imagination at work

GE Industrial Solutions. Fix-o-Rail. Quadros de embutir e sobrepor. GE imagination at work GE Industrial Solutions Fix-o-Rail Quadros de embutir e sobrepor GE imagination at work Fix-o-Rail Quadros de distribuição de baixa tensão em conformidade com a Norma NBR IEC 60439-3. Fix-o-Rail são quadros

Leia mais

Catálogo de Produtos. Soluções 3M. para Instalações Elétricas

Catálogo de Produtos. Soluções 3M. para Instalações Elétricas Catálogo de Produtos Soluções 3M para Instalações Elétricas Índice Pág. Fitas Isolantes Premium...3 Fitas Isolantes Uso Geral...5 Acessórios para Instalações Elétricas...6 Fitas Elétricas Especiais....9

Leia mais

Terminais e Emendas para Cabos Elétricos

Terminais e Emendas para Cabos Elétricos Terminais e Emendas para Cabos Elétricos Jul. 2015 QUEM SOMOS: A KIT Acessórios, com sede no Rio de Janeiro, vem se dedicando exclusivamente a produção de acessórios para cabos elétrico desde 1991. Em

Leia mais

Disjuntores Automáticos Modulares Disjuntores Automáticos modulares 1. Informações gerais

Disjuntores Automáticos Modulares Disjuntores Automáticos modulares 1. Informações gerais Aparelhagem Modular em calha DIN Disjuntores Automáticos modulares. formações gerais. Função Protecção contra correntes de curto-circuito Protecção contra sobreintensidades Corte Isolamento. Selecção Dados

Leia mais

Documento sujeito a alterações. Moving together

Documento sujeito a alterações. Moving together INEMOTOR MT Documento sujeito a alterações. Moving together 2 1. APRESENTAÇÃO 1. APRESENTAÇÃO Os centros de controle de motores em média tensão, modelo Inemotor MT, são invólucros metálicos, isolados a

Leia mais

Utilização Eficiente de Canaletas Metálicas para a Prevenção de Problemas de Compatibilidade Eletromagnética em Instalações Elétricas

Utilização Eficiente de Canaletas Metálicas para a Prevenção de Problemas de Compatibilidade Eletromagnética em Instalações Elétricas Utilização Eficiente de Canaletas Metálicas para a Prevenção de Problemas de Compatibilidade Eletromagnética em Instalações Elétricas (EMField, short paper 02-2008) Ricardo L. Araújo*, Leonardo M. Ardjomand,

Leia mais

Chaves Seccionadoras Compactas/Enclausuradas 25A até 125A

Chaves Seccionadoras Compactas/Enclausuradas 25A até 125A Chaves s Compactas/Enclausuradas 2 até 12 Tecnologia em Comandos Baixo custo de manutenção construção e o design fazem as chaves CE SCHMERSL serem compactas, seguras e altamente confiáveis, diminuindo

Leia mais

Terminador com Diagnóstico de Fonte

Terminador com Diagnóstico de Fonte Descrição do Produto O módulo é uma terminação ativa para redes PROFIBUS, com diagnóstico de fontes redundantes. É aplicado nas extremidades de segmentos de redes PROFIBUS-DP para assegurar o perfeito

Leia mais

SOLUÇÕES EM QUALIDADE DE ENERGIA Soluções em média e alta tensão

SOLUÇÕES EM QUALIDADE DE ENERGIA Soluções em média e alta tensão SOLUÇÕES EM QUALIDADE DE ENERGIA Soluções em média e alta tensão 2 Moving together 1. PAINÉIS METÁLICOS, FILTROS DE HARMÔNICOS E BANCOS DE CAPACITORES 1. PAINÉIS METÁLICOS, FILTROS DE HARMÔNICOS E BANCOS

Leia mais

/sonarengenharia

/sonarengenharia A Sonar Engenharia, empresa atuante nos setores de ELÉTRICA e GÁS, possui em seu quadro profissionais graduados em Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Eletrotécnica e Engenharia de Segurança no Trabalho.

Leia mais

Medium voltage products UniSec HBC Quadro de média tensão isolado a ar para a distribuição secundária

Medium voltage products UniSec HBC Quadro de média tensão isolado a ar para a distribuição secundária Medium voltage products UniSec HBC Quadro de média tensão isolado a ar para a distribuição secundária Quadro de média tensão isolado a ar para a distribuição secundária UniSec, o quadro de MT isolado a

Leia mais

2 Condutores Elétricos

2 Condutores Elétricos 2 Condutores Elétricos 2.1 Introdução O dimensionamento de um condutor deve ser precedido de uma análise detalhada de sua instalação e da carga a ser suprida. Um condutor mal dimensionado, além de implicar

Leia mais

REDE COMPACTA PARA-RAIOS. Sumário

REDE COMPACTA PARA-RAIOS. Sumário Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Estruturas de Transição Rede Compacta Rede Nua com Para-Raios 6.1. Estrutura CE3.N3

Leia mais

1. TRANSFORMADORES DE CORRENTE Isolamento seco

1. TRANSFORMADORES DE CORRENTE Isolamento seco 1. TRANSFORMADORES DE CORRENTE Isolamento seco 4 INTRODUÇÃO Os transformadores de corrente foram desenhados para reduzir as correntes para valores tratáveis e proporcionais às principais originais. Separam

Leia mais

1. FINALIDADE. Estabelecer os requisitos a serem atendidos para o fornecimento de medidor eletrônico de energia elétrica. 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO

1. FINALIDADE. Estabelecer os requisitos a serem atendidos para o fornecimento de medidor eletrônico de energia elétrica. 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE SERVIÇOS E CONSUMIDORES SUBSISTEMA MEDIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-321.0015 MEDIDOR ELETRÔNICO DE ENERGIA ELÉTRICA COM SAÍDA RS485 1/8 1. FINALIDADE Estabelecer os requisitos a

Leia mais

Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos.

Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. 1 Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. Somos um dos maiores fabricantes mundiais de fios e cabos, com mais de 170 anos de história de progresso contínuo em nível global e mais de 40 anos no Brasil.

Leia mais

ProLine Tecnologia de Interface. Transmissores de Temperatura para Alta Tensão. ProLine P 44000

ProLine Tecnologia de Interface. Transmissores de Temperatura para Alta Tensão. ProLine P 44000 ProLine Tecnologia de Interface Transmissores de Temperatura para Alta Tensão Medição precisa de temperatura sob altas tensão de até 6,6 kv. Quando é preciso medir temperaturas com termômetros de resistência

Leia mais

Derivador e terminação para rede RS485

Derivador e terminação para rede RS485 Descrição do Produto O derivador/terminador é um módulo integrante da Série Ponto de controladores programáveis. Sua função é facilitar a instalação de diversas UCPs da Série Piccolo e Ponto com interface

Leia mais

Canaletas Novo Sistema X

Canaletas Novo Sistema X CST Centro de Suporte Técnico Telefone: 0800--8008 Canaletas Novo Sistema X Refs. : 3080X, 3080ADX, 30802X, 30802ADX, 30060X, CONTEÚDO Página. Gama........................ 2. Acessórios....................

Leia mais

PATCH PANEL LCS² - CAT.6 24 CONECTORES

PATCH PANEL LCS² - CAT.6 24 CONECTORES INDICE Pagina 335 61 335 64 1. CARACTERÍSTICAS GERAIS 1 2. APRESENTAÇÃO 1 3. INSTALAÇÃO 2 4. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 2 5. CONEXÃO 2 6. DIMENSÕES GERAIS 2 7. CONEXÃO DO RJ45 2 7. CONEXÃO DO RJ45 3 8. NORMAS

Leia mais

Quadro para Instrumentos para Medição Agrupada de Consumidor

Quadro para Instrumentos para Medição Agrupada de Consumidor CARACATERÍSTICAS DOS QUADROS ITEM FUNÇÃO CÓDIGO 01 PROTEÇÃO GERAL 300A E MEDIÇÃO DIRETA DO SERVIÇO 6797335 02 PROTEÇÃO GERAL 800A E MEDIÇÃO DIRETA DO SERVIÇO 6797338 03 PROTEÇÃO GERAL 800A E MEDIÇÃO INDIRETA

Leia mais

Barra de Cobre Flexível Isolada - Tyco-Simel

Barra de Cobre Flexível Isolada - Tyco-Simel Barra de Cobre Flexível Isolada - Tyco-Simel Aprovações: LLOYD N 93/30023 CSA N 099903 / UL105 C N E113407 Aplicações: Distribuição de energia de B.T Alta rigidez dielétrica Material isolante retardante

Leia mais

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD REDE COMPACTA AMARRAÇÕES, DERIVAÇÕES E ATERRAMENTO

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD REDE COMPACTA AMARRAÇÕES, DERIVAÇÕES E ATERRAMENTO Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Amarrações e Ancoragens 6.1. Amarrações para Isoladores 6.2. Amarrações para Espaçadores

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO PARA MESA DE PASSADORIA THEOBOARD 03 CONFORME NORMAS DA NR-12

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO PARA MESA DE PASSADORIA THEOBOARD 03 CONFORME NORMAS DA NR-12 MANUAL DE INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO PARA MESA DE PASSADORIA THEOBOARD 03 CONFORME NORMAS DA NR-12 SINAIS DE ATENÇÃO! Atenção! Alta Voltagem 230/240V Atenção! Superfície quente! Vapor quente ou líquido. Atenção!

Leia mais

O que é Aterramento? É A LIGAÇÃO INTENCIONAL DE UM EQUIPAMENTO OU UM SISTEMA À TERRA DE MODO A CRIAR UM CAMINHO SEGURO E DE BAIXA RESISTÊNCIA.

O que é Aterramento? É A LIGAÇÃO INTENCIONAL DE UM EQUIPAMENTO OU UM SISTEMA À TERRA DE MODO A CRIAR UM CAMINHO SEGURO E DE BAIXA RESISTÊNCIA. ATERRAMENTO BT O que é Aterramento? É A LIGAÇÃO INTENCIONAL DE UM EQUIPAMENTO OU UM SISTEMA À TERRA DE MODO A CRIAR UM CAMINHO SEGURO E DE BAIXA RESISTÊNCIA. FUNÇÕES DO ATERRAMENTO Desligamento Automático

Leia mais

NORMA TÉCNICA CELG D

NORMA TÉCNICA CELG D NORMA TÉCNICA CELG D Acessórios Desconectáveis Especificação e Padronização NTC-33 Revisão 1 ÍNDICE SEÇÃO TÍTULO PÁGINA 1. OBJETIVO 1 2. NORMAS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES 2 3. TERMINOLOGIA E DEFINIÇÕES

Leia mais

CONSIDERAÇÕES SOBRE INTERFERÊNCIA ELETROMAGNÉTICA

CONSIDERAÇÕES SOBRE INTERFERÊNCIA ELETROMAGNÉTICA CONSIDERAÇÕES SOBRE INTERFERÊNCIA ELETROMAGNÉTICA. - 1 Todo o aterramento/conexão à terra e vinculação de terras (bonding) deverá atender aos códigos e regulamentos aplicáveis. Proteção de Circuito - 2

Leia mais

FITAS ISOLANTES. 105 C Antichamas

FITAS ISOLANTES. 105 C Antichamas FITAS ISOLANTES Scotch MR 33+ Temperatura 105 C Antichamas Auto extínguível Certificação Produto certificado: Norma Brasileira ABNT NBR NM 6045431 Tipo 9 Medidas 19mm x 5m x 10m x 20m UV Resistente a raios

Leia mais

Válvulas solenoides de 2/2 vias de operação direta tipo EV210B

Válvulas solenoides de 2/2 vias de operação direta tipo EV210B Ficha técnica Válvulas solenoides de 2/2 vias de operação direta tipo A cobre uma ampla linha de válvulas solenoides de 2/2 vias de operação direta para uso universal. A é uma válvula muito robusta com

Leia mais

POSTOS DE COMANDO EM POLIAMIDA Tamanhos 1, 2 e 3 (segurança aumentada)

POSTOS DE COMANDO EM POLIAMIDA Tamanhos 1, 2 e 3 (segurança aumentada) POSTOS DE COMANDO EM POLIAMIDA Tamanhos 1, 2 e 3 (segurança aumentada) NA98603-24 Atmosferas explosivas Zonas 1 e 2, 21 e 22 - Grupos IIA, IIB e IIC Grau de proteção: IP 66 IEC 60529, CENELEC EN 60529

Leia mais

1. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E ADMINISTRAÇÃO Diretoria de Infraestrutura

1. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E ADMINISTRAÇÃO Diretoria de Infraestrutura 1. FINALIDADE MEMORIAL DESCRITIVO Fornecimento de energia elétrica a três edifícios da Universidade Federal do Sul da Bahia, com a sede sendo a Reitoria localizada na Rua Itabuna, s/n, Rod. Ilhéus Vitória

Leia mais

Instruções de segurança POINTRAC PT31.TX*G****(*)*

Instruções de segurança POINTRAC PT31.TX*G****(*)* Instruções de segurança NCC 11.0389X Ex d [ia Ma] I Mb 0044 Document ID: 43781 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 3 4 Condições de utilização... 5 5 Proteção contra danos causados

Leia mais

Para isolação e conversão de tensões e correntes alternadas senoidais em sinais padronizados.

Para isolação e conversão de tensões e correntes alternadas senoidais em sinais padronizados. Transmissores CA/CC Para isolação e conversão de tensões e correntes alternadas senoidais em sinais padronizados. As Vantagens A classe de precisão é de 0,5 não há necessidade de reajustar as faixas comutáveis.

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD REDE COMPACTA ENTRADA CLIENTE. Sumário

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD REDE COMPACTA ENTRADA CLIENTE. Sumário Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Ramal de Entrada Subterrâneo 6.1. CE2H ES Poste de Concreto de Seção Circular 6.2.

Leia mais

PADRÃO TÉCNICO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO PT.DT.PDN REDES DE DISTRIBUIÇÃO SUBTERRÂNEA MONTAGEM ELÉTRICA 01

PADRÃO TÉCNICO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO PT.DT.PDN REDES DE DISTRIBUIÇÃO SUBTERRÂNEA MONTAGEM ELÉTRICA 01 SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO PADRÃO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO PT.DT.PDN.03.05.022 01 APROVADO POR PAULO JORGE TAVARES DE LIMA ENGENHARIA SP MARCELO POLTRONIERI ENGENHARIA - ES SUMÁRIO 1. OBJETIVO...

Leia mais

IV SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ENGENHARIA INERCIAL MONTAGEM QUALIFICADA DE CIRCUITOS ELETRÔNICOS PARA APLICAÇÃO ESPACIAL

IV SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ENGENHARIA INERCIAL MONTAGEM QUALIFICADA DE CIRCUITOS ELETRÔNICOS PARA APLICAÇÃO ESPACIAL IV SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ENGENHARIA INERCIAL, 9'6$%(, 1 PALESTRA MONTAGEM QUALIFICADA DE CIRCUITOS ELETRÔNICOS PARA APLICAÇÃO ESPACIAL Alirio Cavalcanti de Brito 17 de novembro de 2004 MONTAGEM COM QUALIFICAÇÃO

Leia mais

58.P3 58.P4. SÉRIE 58 Relé modular de interface 7-10 A

58.P3 58.P4. SÉRIE 58 Relé modular de interface 7-10 A SÉRIE SÉRIE 3 ou 4 contatos - relé modular de interface, 31 mm de largura, com conexão Push-in Interface ideal para sistemas eletrônicos e para PLC..P3.P4 Tipo.P3 3 contatos, 10 A Tipo.P4 4 contatos, 7

Leia mais

Transdutores para Alta Tensão / Shunt

Transdutores para Alta Tensão / Shunt ProLine Tecnologia de Interface Transdutores para Alta Tensão / Shunt Medição confiável de correntes CC até na faixa de ka com alto nível de precisão A Tarefa As correntes a serem medidas são associadas

Leia mais

K-FLEX K-FLEX TWIN SOLAR SYSTEM 32 UMA NOVA GERAÇÃO DE MATERIAIS DE ISOLAMENTO

K-FLEX K-FLEX TWIN SOLAR SYSTEM 32 UMA NOVA GERAÇÃO DE MATERIAIS DE ISOLAMENTO K-FLEX 32 UMA NOVA GERAÇÃO DE MATERIAIS DE ISOLAMENTO K-FLEX TWIN SOLAR SYSTEM K-FLEX SOLAR R Acoplamento rápido à compressão Sistema completo para instalações de painéis solares térmicos Fácil e rápido

Leia mais

Instruções de segurança POINTRAC PT31.TX*D****(*)* NCC Ex d [ia Ma] I Mb

Instruções de segurança POINTRAC PT31.TX*D****(*)* NCC Ex d [ia Ma] I Mb Instruções de segurança POINTRAC PT31.TX*D****(*)* NCC 11.0389 Ex d [ia Ma] I Mb 0044 43791 Índice 1 Validade................................................. 3 2 Geral...................................................

Leia mais

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PREDIAIS / INDUSTRIAIS

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PREDIAIS / INDUSTRIAIS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PREDIAIS / INDUSTRIAIS Flexibilidade Os cabos flexíveis estão substituindo, com vantagens, os cabos rígidos tradicionais. Veja porque: a construção do condutor, a parte metálica do

Leia mais

Contatores e combinações de contatores

Contatores e combinações de contatores Dispositivo /06/0 :8 Page 86 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT Schütze und Schützkombinationen s a S2 Circuito auxiliar Dados nominais dos contatos auxiliares conforme IEC

Leia mais

CORRENTE EM CABOS E. J. ROBBA

CORRENTE EM CABOS E. J. ROBBA CORRENTE EM CABOS E. J. ROBBA 1 A Robba Engenharia é especializada no desenvolvimento de: estudos sistemas computacionais aplicáveis em sistemas elétricos de distribuição da energia. Desenvolveu, dentre

Leia mais

Chaves comutadoras sob carga

Chaves comutadoras sob carga Chaves comutadoras sob carga SS32 BB32 BBM STR32 BYP32 lado a lado 3 a 3150A back to back de 10 a 100A motorizada de 30 a 100A para aterramento de 10 a 00A bypass de 10 a 100A Fornecidas nas versões e

Leia mais

Sistema Normativo Corporativo

Sistema Normativo Corporativo Sistema Normativo Corporativo PADRÃO TÉCNICO TÍTULO VERSÃO Nº ATA Nº DATA DATA DA VIGÊNCIA 00-06//2009 06//2009 APROVADO POR José Rubens Macedo Junior TÍTULO SUMÁRIO. RESUMO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...

Leia mais

Pressostatos de ar e água CS

Pressostatos de ar e água CS Ficha técnica Pressostatos de ar e água CS Os pressostatos CS possuem ajuste de faixa, ajustável, e um contato integrado de três polos operado por pressão. Sua posição de contato depende da pressão no

Leia mais

xenergy Painéis TTA até 5000A Novembro, Eaton Corporation. All rights reserved.

xenergy Painéis TTA até 5000A Novembro, Eaton Corporation. All rights reserved. xenergy Painéis TTA até 5000A Novembro, 2011 2011 Eaton Corporation. All rights reserved. Posicionamento Alta Tensão Média Tensão Geração Baixa Tensão 400 690 V Residencial / Comercial Indústria Sistema

Leia mais

ELOS. INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO ECDP 250A 3 e 4 VIAS VERSÃO: OUT./2014

ELOS. INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO ECDP 250A 3 e 4 VIAS VERSÃO: OUT./2014 INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO ECDP 250A 3 e 4 VIAS VERSÃO: OUT./2014 ELOS Eletrotécnica Ltda. Rua Joinville, 3607 CEP: 83020-000 São José dos Pinhais (Curitiba) PR BRASIL www.elos.com.br INSTRUÇÕES DE MONTAGEM

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO EMD -.038 1/13 Foto meramente ilustrativa EMD -.038 2/13 CÓDIGO CEB D DESCRIÇÃO 32020025 Adaptador de Cabo 600 A 15 kv cabo cobre 95 mm². 35060039 Adaptador de Cabo 600 A.15 kv, cabo de cobre de 185/240

Leia mais

aracterísticas Comuns

aracterísticas Comuns Aspectos con nstrutivos e características DOS TRANSFORMADORES UTILIZADOS EM SUBESTAÇÕES DE ENERGIA aracterísticas Comuns Isolar eletricamente dois circuitos; Ajustar a tensão de saída de um estágio do

Leia mais

0322, 0324, Válvula solenoíde piloto, de plástico

0322, 0324, Válvula solenoíde piloto, de plástico Válvula solenoíde piloto, de plástico Construção A válvula solenoíde piloto 3/2 vias de acionamento direto consiste de um eletroímã removível com revestimento em plástico e corpo da válvula em plástico.

Leia mais

Curso de Engenharia de Manutenção de Linhas de Transmissão - ENGEMAN LT (Recife Novembro de 2007) Ementas das Palestras. Dia 19/11/2007(segunda-feira)

Curso de Engenharia de Manutenção de Linhas de Transmissão - ENGEMAN LT (Recife Novembro de 2007) Ementas das Palestras. Dia 19/11/2007(segunda-feira) Curso de Engenharia de Manutenção de Linhas de Transmissão - ENGEMAN LT (Recife Novembro de 2007) Ementas das Palestras Dia 19/11/2007(segunda-feira) Fundamentos de Projeto de Linhas de Transmissão O Setor

Leia mais

Entre (F / N), (F / PE) e (F / PEN) Tecnologia de proteção. Varistor de Óxido de Zinco - MOV Tempo de resposta

Entre (F / N), (F / PE) e (F / PEN) Tecnologia de proteção. Varistor de Óxido de Zinco - MOV Tempo de resposta VC L Dispositivo de Proteção contra Surtos (DPS) com tecnologia de proteção baseada na utilização de varistor de óxido de zinco (). -Três locais para marcadores/identificadores; -Encaixe em trilho ( linha

Leia mais

GE Energy Industrial Solutions. Novo. Sistema de Barramentos. Para mini-disjuntores e UNIBIS. GE imagination at work

GE Energy Industrial Solutions. Novo. Sistema de Barramentos. Para mini-disjuntores e UNIBIS. GE imagination at work GE Energy Industrial Solutions Novo Sistema de Barramentos Para mini-disjuntores e UNIBIS GE imagination at work VBS Sistema de Barramentos Trilhos Dados técnicos Trilho Tira Isolante Rigidez Dielétrica

Leia mais

Média tensão. Uso Geral. Cabo Eprotenax 6 até 35kV. Construção: Aplicações: Características: MANEIRAS DE INSTALAR RECOMENDADAS

Média tensão. Uso Geral. Cabo Eprotenax 6 até 35kV. Construção: Aplicações: Características: MANEIRAS DE INSTALAR RECOMENDADAS Cabo Eprotenax 6 até 35kV 1 2 3 4.1 4.2 5 6 7 Construção: Aplicações: Características: CONDUTOR (1) Metal: fio cobre nu, têmpera mole. Forma: redonda compacta Encordoamento: classe 2. BLINDAGEM DO CONDUTOR

Leia mais

1. FINALIDADE. Estabelecer os requisitos a serem atendidos para o fornecimento de medidor eletrônico de energia elétrica 30(200)A.

1. FINALIDADE. Estabelecer os requisitos a serem atendidos para o fornecimento de medidor eletrônico de energia elétrica 30(200)A. MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE SERVIÇOS E CONSUMIDORES SUBSISTEMA MEDIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-321.0006 MEDIDOR ELETRÔNICO DE ENERGIA ELÉTRICA 30(200)A 1/8 1. FINALIDADE Estabelecer os requisitos a serem

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Barramento blindado BWW Painel TTW Eng André Guimarães Building Technology Building Technology Solução completa da entrada de energia ao interruptor

Leia mais

PADRÃO TÉCNICO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO PT.DT.PDN REDES DE DISTRIBUIÇÃO SUBTERRÂNEA MONTAGEM ELÉTRICA 01

PADRÃO TÉCNICO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO PT.DT.PDN REDES DE DISTRIBUIÇÃO SUBTERRÂNEA MONTAGEM ELÉTRICA 01 SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO PADRÃO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO PT.DT.PDN.03.05.022 01 APROVADO POR PAULO JORGE TAVARES DE LIMA ENGENHARIA SP MARCELO POLTRONIERI ENGENHARIA - ES SUMÁRIO 1. OBJETIVO...

Leia mais

VISAOESTE CAIXILHARIA, FACHADA, COBERTURA E GRADEAMENTOS SISTEMA DE FACHADA E COBERTURA

VISAOESTE CAIXILHARIA, FACHADA, COBERTURA E GRADEAMENTOS SISTEMA DE FACHADA E COBERTURA CAIXILHARIA, FACHADA, COBERTURA E GRADEAMENTOS SISTEMA DE FACHADA E COBERTURA SISTEMA DE FACHADA SCHÜCO FWS 50 / FWS 60 A fachada Schüco FWS 50 / FWS 60 estabelece novos padrões de produção e eficiência

Leia mais

CCM. Centro de Controle de Motores Conjunto de manobra e controle de baixa tensão. Painéis metálicos fabricados em aço carbono.

CCM. Centro de Controle de Motores Conjunto de manobra e controle de baixa tensão. Painéis metálicos fabricados em aço carbono. Centro de Controle de Motores Conjunto de manobra e controle de baixa tensão Painéis metálicos fabricados em aço carbono. Definição ( montado): é uma combinação de dispositivos e equipamentos de manobra,

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 022/2014 FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S.A.

AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 022/2014 FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S.A. AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 022/2014 FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S.A. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL ATO REGULATÓRIO: Audiência Pública 022/2014 EMENTA: Obter subsídios para Obter subsídios à proposta

Leia mais

NOVO. Sistema de condução para climatização com. Calhas U23X. matéria-prima cor. Branco

NOVO. Sistema de condução para climatização com. Calhas U23X. matéria-prima cor. Branco NOVO Sistema de condução para climatização com 31 matéria-prima cor U23X 31 U23X Para a fixação e condução de tubos em instalações de climatização com aparelhos do tipo split Desenho inovador que facilita

Leia mais

ECOM EMPRESA DE CONSTRUÇÕES, CONSULTORIA E MEIO AMBIENTE LTDA.

ECOM EMPRESA DE CONSTRUÇÕES, CONSULTORIA E MEIO AMBIENTE LTDA. PROJETO DE INSTALAÇÕES ELETRICAS DE BAIXA TENSÃO MERCADO DO SÃO JOAQUIM BAIRRO SÃO JOAQUIM, TERESINA - PI TERESINA PI AGOSTO/2014 MEMORIAL DESCRITIVO INST. ELÉTRICAS DE BAIXA TENSÃO 1.0 IDENTIFICAÇÃO Obra:

Leia mais

Sistema de Distribuição de Energia Elétrica com Barramentos Blindados para Edifícios de Uso Coletivo com Medição Centralizada

Sistema de Distribuição de Energia Elétrica com Barramentos Blindados para Edifícios de Uso Coletivo com Medição Centralizada Sistema de Distribuição de Energia Elétrica com Barramentos Blindados para Edifícios de Uso Coletivo com Medição Centralizada Barramentos Blindados Novemp - Tipos de Barramentos - Vantagens - Sistema Modular

Leia mais

3.5 mm distância entre pinos 1 contato 12 A Para c.i. ou base série 95 A2 A

3.5 mm distância entre pinos 1 contato 12 A Para c.i. ou base série 95 A2 A .3 =.7.3 =.7.3 =.7 Série 4 - Mini relé para circuito impresso 8 - - 6 A Características 4.3 4.5 4.6 e contatos - Baixo perfil (altura 5.7 mm) 4.3 - contato A (3.5 mm de distância entre pinos dos contatos)

Leia mais

Dados Técnicos. DADOS DE ENTRADA Fronius Galvo 2.0-5. Potência CC máxima para cos φ=1. Máx. corrente de entrada. Min.

Dados Técnicos. DADOS DE ENTRADA Fronius Galvo 2.0-5. Potência CC máxima para cos φ=1. Máx. corrente de entrada. Min. Dados Técnicos DADOS DE ENTRADA Fronius Galvo 2.0-5 Potência CC máxima para cos φ=1 2,650 W Máx. corrente de entrada 16.6 A Máx. tensão de entrada 24.8 A Faixa de tensão MPP 165 V Min. tensão de entrada

Leia mais

34.51 A2 A Vista lado cobre. 1 reversível 6/10 250/ /0.2/ (12/10) AgNi /0.

34.51 A2 A Vista lado cobre. 1 reversível 6/10 250/ /0.2/ (12/10) AgNi /0. Série 34 - Relé eletromacânico para circuito impresso 6 A Características 34. Pequenas dimensões com contato - 6 A Montagem em circuito impresso - direta em PCI ou em base para circuito impresso Montagem

Leia mais

Tipo Contator de Potência

Tipo Contator de Potência Fabricante de relés e temporizadores desde 1954 Tipo Contator de Potência Características Contator de Potência Contatos NA com abertura > 3mm com dupla abertura Energização contínua para bobina e contatos

Leia mais

Caixa concentradora de disjuntores

Caixa concentradora de disjuntores FIGURA 1 - CAIXA COM TAMPA 532 15 4 2,5 162 120 42 DETALHE 1 VISTA SUPERIOR DETALHE 2 49 ALINHAMENTO ENTRE A JANELA PARA DISJUNTOR E O TRILHO PARA DISJUNTOR TAMPA DA JANELA PARA DISJUNTOR JANELA VENEZIANA

Leia mais

Linha de Quadros BELBOX. Apresentação

Linha de Quadros BELBOX. Apresentação Apresentação A Linha de Quadros Belbox possui ampla aplicação em projetos para os segmentos industrial, comercial e predial. Sua versatilidade possibilita a utilização como quadros para distribuição, comandos

Leia mais

SÉRIE 22 Contator modular A

SÉRIE 22 Contator modular A SÉRIE SÉRIE Contator modular de 25 A - 2 contatos 17.5 mm de largura Contatos NA com abertura 3 mm com dupla abertura Energização contínua para bobina e contatos Bobina AC/DC silenciosa (proteção a varistor)

Leia mais

Termossifão pressurizado (EA8893) Manual de instruções. Manual de instruções. Termossifão pressurizado (EA8893)

Termossifão pressurizado (EA8893) Manual de instruções. Manual de instruções. Termossifão pressurizado (EA8893) Manual de instruções Termossifão pressurizado (EA8893) Índice 1. Parâmetros... 3 2. Precauções... 4 3. Informação técnica... 5 3.1. Componentes... 5 3.2. Informação técnica... 5 4. Componentes e dimensões...

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO COBERTURA TIPO MANTA PARA REPARO DE CONDUTORES COBERTOS CLASSE TENSÃO 15 e 35 kv

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO COBERTURA TIPO MANTA PARA REPARO DE CONDUTORES COBERTOS CLASSE TENSÃO 15 e 35 kv EMD-.014 1/06 DESENHO MANTA COBERTURA- CLASSE 15 kv Código Tensão Dimensões (mm) CEB (kv) Largura Comprimento 92020176 13,8 140 200 92020174 13,8 200 400 DESENHO MANTA COBERTURA CLASSE 35 kv Código Tensão

Leia mais

4 Recomendações. Instalações Elétricas Prediais - Geraldo Cavalin e Severino Cervelin - Ed. Érica 1

4 Recomendações. Instalações Elétricas Prediais - Geraldo Cavalin e Severino Cervelin - Ed. Érica 1 4 Recomendações 1. Remover a isolação do condutor, de tal forma que seja o suficiente para que, no ato de emendá-los, não ocorra falta nem sobra. 2. Após remover a isolação, o condutor de cobre deve estar

Leia mais

Média tensão. Uso Geral. Cabo Eprotenax Compact até 35kV. Construção: Aplicações: Características: MANEIRAS DE INSTALAR RECOMENDADAS

Média tensão. Uso Geral. Cabo Eprotenax Compact até 35kV. Construção: Aplicações: Características: MANEIRAS DE INSTALAR RECOMENDADAS Cabo Eprotenax Compact 105 6 até 35kV 1 2 3 4.1 4.2 5 6 7 Construção: Aplicações: Características: CONDUTOR (1) Metal: fio cobre nu, têmpera mole. Forma: redonda compacta Encordoamento: classe 2. BLINDAGEM

Leia mais

Testador de rotação de fases sem contato

Testador de rotação de fases sem contato Manual do utilizador Testador de rotação de fases sem contato Modelo PRT00 Traduções adicionais do manual do usuário disponíveis em www.extech.com Introdução Parabéns por ter adquirido este medidor Extech.

Leia mais

Nas exigências de um determinado material deve prevalecer, respectivamente, o exigido:

Nas exigências de um determinado material deve prevalecer, respectivamente, o exigido: MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-313.0048 EQUIPAMENTOS 1/16 1. FINALIDADE

Leia mais

Aquecimento de espelho por infravermelhos

Aquecimento de espelho por infravermelhos 30 Os aquecedores de espelhos por infravermelhos são de construção em grande parte idêntica à dos aquecimentos de vidros e quadros. No entanto, para a superfície é usado um vidro de espelho especial resistente

Leia mais

Principais características DADOS TÉCNICOS Características elétricos Características mecânicas

Principais características DADOS TÉCNICOS Características elétricos Características mecânicas Botões de Comando e Sinalização Ø 22mm HB2-E (Plastico) A linha de Botões de comando e Sinalizações HB2-E com seu design moderno, alta confiabilidade e baixo custo, com grandes variedades de configurações,

Leia mais

SPDA - SISTEMAS DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFERICAS ( PARA-RAIOS ) Principais mudanças da norma NBR5419-Parte 3

SPDA - SISTEMAS DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFERICAS ( PARA-RAIOS ) Principais mudanças da norma NBR5419-Parte 3 SPDA - SISTEMAS DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFERICAS ( PARA-RAIOS ) Principais mudanças da norma NBR5419-Parte 3 A nova norma NBR5419 teve com o diretriz a IEC 62305 e se divide em 4 partes bem distintas,

Leia mais

Conteúdo. N.º do art.: MLC500T EX2 Cortina de luz de segurança, emissor

Conteúdo. N.º do art.: MLC500T EX2 Cortina de luz de segurança, emissor N.º do art.: 68040318 MLC500T30-1800-EX2 Cortina de luz de segurança, emissor A imagem pode divergir Conteúdo Dados técnicos Receptores apropriados Desenhos dimensionados Ligação elétrica Diagramas de

Leia mais

Fonte Full Range Vac/Vdc 24 Vdc/ 3A

Fonte Full Range Vac/Vdc 24 Vdc/ 3A Descrição do Produto A fonte de alimentação é uma solução para aplicações de uso geral no que se refere a alimentação de controladores programáveis, sensores e comando de quadro elétricos. Tem duas saídas

Leia mais

LCD DIGITAL de 3,5" com ajuste de Cor, Contraste, Brilho e Nitidez

LCD DIGITAL de 3,5 com ajuste de Cor, Contraste, Brilho e Nitidez LCD DIGITAL de," com ajuste de Cor, Contraste, Brilho e Nitidez Obs: Para evitar qualquer dano ao equipamento leia atentamente este manual. MONITOR PAINEL EXTERNO VOLTAGEM Bivolt automático Vdc pelo monitor

Leia mais

COMPANHIA DE ELETRICIDADE DA BAHIA COELBA INSTITUTO DE TECNOLOGIA PARA O DESENVOLVIMENTO LACTEC

COMPANHIA DE ELETRICIDADE DA BAHIA COELBA INSTITUTO DE TECNOLOGIA PARA O DESENVOLVIMENTO LACTEC 1 COMPANHIA DE ELETRICIDADE DA BAHIA COELBA INSTITUTO DE TECNOLOGIA PARA O DESENVOLVIMENTO LACTEC Nova Configuração de Transformador de Distribuição Salvador - Bahia - Brasil NOVA CONFIGURAÇÃO DE TRANSFORMADOR

Leia mais

CONEXÃO AUTOMÁTICA. Tudo o que você precisa para fazer uma emenda elétrica rápida e perfeita. Tecnologia Alemã no Brasil.

CONEXÃO AUTOMÁTICA. Tudo o que você precisa para fazer uma emenda elétrica rápida e perfeita. Tecnologia Alemã no Brasil. CONEXÃO AUTOMÁTICA Tudo o que você precisa para fazer uma emenda elétrica rápida e perfeita. Tecnologia Alemã no Brasil. Inovação é a base de tudo o que a WAGO faz e, há mais de 60 anos, temos nos empenhado

Leia mais

CONVERSOR-ISOLADOR DE SINAIS TRM-670

CONVERSOR-ISOLADOR DE SINAIS TRM-670 CONVERSOR-ISOLADOR DE SINAIS TRM-670 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso CONVERSOR-ISOLADOR DE SINAIS TRM-670. Para garantir o uso correto e eficiente do TRM-670, leia este manual completo e atentamente

Leia mais

Diego Amaral, 16 de Outubro de 2015 PPHV Para raios Workshop

Diego Amaral, 16 de Outubro de 2015 PPHV Para raios Workshop Diego Amaral, 16 de Outubro de 2015 PPHV Para raios Workshop Conteúdo Treinamento Para raios de Alta Tensão. Overview - O que é? - Para que serve?. Portfólio ABB - Para raios de baixa tensão - Para raios

Leia mais

GUIA DE APLICAÇÃO AMBIENTES CRÍTICOS INDUSTRIAIS Setembro / Cabeamento Estruturado para Ambientes Industriais. Ambientes Aplicáveis

GUIA DE APLICAÇÃO AMBIENTES CRÍTICOS INDUSTRIAIS Setembro / Cabeamento Estruturado para Ambientes Industriais. Ambientes Aplicáveis Cabeamento Estruturado para Ambientes Industriais Terminais portuários A Solução Ethernet para uso Industrial está relacionada a produtos de cabeamento estruturado que podem ser utilizados em qualquer

Leia mais

ATERRAMENTO DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO NTD

ATERRAMENTO DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO NTD Página: 1 de 9 Data Elaboração: Dezembro/07 Data Revisão : Setembro/08 1. Objetivo Esta norma tem a finalidade de uniformizar os procedimentos para especificação, execução, medição e inspeção dos serviços

Leia mais

ÍNDICE SEÇÃO TÍTULO PÁGINA

ÍNDICE SEÇÃO TÍTULO PÁGINA ÍNDICE SEÇÃO TÍTULO PÁGINA 1. INTRODUÇÃO 1 2. OBJETIVO 2 3. CAMPO DE APLICAÇÃO. 3 4. TERMINOLOGIA E DEFINIÇÕES 4 5. CONDIÇÕES GERAIS 6 6. AFASTAMENTOS MÍNIMOS 7 Afastamentos Mínimos entre Condutores e

Leia mais

ANFW Painel Remoto Anunciador de Falhas

ANFW Painel Remoto Anunciador de Falhas Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas ANFW Painel Remoto Anunciador de Falhas Manual de Instruções Manual de Instruções Série: ANFW Idioma: Português Nº do Documento: 10004636736

Leia mais