PD 42. Printed: Doc-Nr: PUB / / 000 / 00

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PD 42. Printed: 07.07.2013 Doc-Nr: PUB / 5140869 / 000 / 00"

Transcrição

1 PD 42 Bedienungsanleitung Operating instructions Mode d eploi Istruzioni d uso Manual de instrucciones Manual de instruções Gebruiksaanwijzing Οδηγιες χρησεως Kulllana Taliatı de en fr it es nl el tr ar Printed: Doc-Nr: PUB / / 000 / 00

2 1 + +± Ç # + +{ +[ +] Printed: Doc-Nr: PUB / / 000 / 00

3 Printed: Doc-Nr: PUB / / 000 / 00

4 7 8 Printed: Doc-Nr: PUB / / 000 / 00

5 MANUAL ORIGINAL Medidor laser PD 42 Antes de utilizar a ferraenta, por favor leia atentaente o anual de instruções. Conserve o anual de instruções sepre junto da ferraenta. Entregue a ferraenta a outras pessoas apenas juntaente co o anual de instruções. Índice Página 1 Inforações gerais Descrição Ferraentas, acessórios Características técnicas Noras de segurança Antes de iniciar a utilização 110 7Utilização Conservação e anutenção Avarias possíveis Reciclage Garantia do fabricante - Ferraentas Declaração de conforidade CE (Original) Estes núeros refere-se a figuras. Estas encontrase nas contracapas desdobráveis. Ao ler as instruções, antenha as contracapas abertas. Coponentes, coandos operativos e eleentos de indicação Tecla Ligar/Desligar ; Tecla de edição lateral = Visor gráfico % Tecla de edição & Tecladeapagar(Clear) ( Nível horizontal ) Tecla FNC + Espigão Rosca ¹/₄ pol. para extensor PDA 71 / Pernos de encosto na parte posterior : Tecla "Menos" Tecla "Mais" $ Rosca ¹/₄ pol. na parte inferior Tecla da referência Mira óica Janela de saída do laser Q Janela de recepção W Nível vertical 1 Inforações gerais 1.1 Indicações de perigo e seu significado PERIGO Indica perigo iinente que pode originar acidentes pessoais graves ou até eso fatais. AVISO Indica ua situação potencialente perigosa que pode causar graves ferientos pessoais, até eso fatais. CUIDADO Indica ua situação potencialente perigosa que pode originar ferientos ligeiros ou danos na ferraenta ou noutros ateriais. Indica instruções ou outras inforações úteis. 1.2 Significado dos pictograas e outras notas Sinais de aviso Perigo geral 104

6 >1/4s Síbolos Leia o anual de instruções antes da utilização. Recicle os desperdícios Laser Classe II de acordo co CFR 21, 1040 (FDA) Localização da inforação na ferraenta A designação e o núero de série da ferraenta encontra-se na placa de características. Anote estes dados no seu anual de instruções e faça referência a estas indicações sepre que necessitar de qualquer peça/acessório para a ferraenta. Tipo: Núero de série: Laser da classe 2 de acordo co a nora IEC/EN :2007 Não olhe fixaente para o raio laser Indicação da teperatura Indicação da cargadapilha Falha do hardware Condições desfavoráveis de recepção KCC REM- HLT PD42 2 Descrição 2.1 Utilização correcta A ferraenta foi concebida para a edição de distâncias, para a adição ou subtracção de distâncias co uitas funções práticas coo, p.ex., teporização, cálculos de áreas, volues, ínias/áxias, diensionar/arcar, cálculos de superfícies a pintar, função Pitágoras e eória de dados. Não utilize a ferraenta coo instruento de nivelaento. Medições tiradas de ateriais plásticos tipo espua de polistireno, ou de neve ou outras superfícies altaente reflectoras, pode conduzir a resultados inexactos. A ferraenta e seu equipaento auxiliar pode representar perigo se usados incorrectaente por pessoas não qualificadas ou se usados para fins diferentes daqueles para os quais fora concebidos. Considere as influências abientais. Não utilize a ferraenta onde possa existir risco de incêndio ou explosão. Leia as instruções contidas neste anual sobre utilização, conservação e anutenção da ferraenta. Para evitar ferientos/danos, utilize apenas acessórios e equipaento auxiliar original Hilti. Não é peritida a odificação ou anipulação da ferraenta. Preste atenção à anutenção das teperaturas de funcionaento e de arazenaento. 2.2 Visor gráfico O visor gráfico ostra os valores edidos, as definições e o estado da ferraenta. No odo edição, os últios valores edidos aparece no capo ais baixo (linha dos resultados). Nas funções coo, p.ex., área, as distâncias 105

7 edidas consta nas linhas dos resultados provisórios e o resultado calculado aparece no capo ais baixo (linha dos resultados). 2.3 Iluinação do visor E caso de baixa luinosidade abiente, a iluinação do visor liga-se autoaticaente quando se pressiona ua tecla. Após 10 segundos, a intensidade da iluinação baixa para 50%. A iluinação desliga-se caso não se pressione outra tecla dentro de 20 segundos. A iluinação do visor consoe energia. A sua utilização frequente significa, portanto, ua vida útil ais curta das pilhas ou das baterias recarregáveis. 2.4 Princípio de funcionaento A distância é deterinada ao longo du raio laser eitido, até à superfície onde é reflectido. O ponto verelho do raio laser identifica claraente o alvo que é objecto da edição. O alcance do edidor laser depende da reflectividade e do acabaento superficial do alvo. 2.5 Princípio de edição O edidor eite ipulsos através de u raio laser visível que são reflectidos nu objecto. O valor do tepo de propagação é utilizado para calcular a distância. Este princípio perite edições uito rápidas e fiáveis e relação a objectos, se necessidade du reflector especial. 2.6 Ecrã de edição predefinido O ecrã de edição predefinido é activado sepre que se liga a ferraenta co a tecla Ligar/Desligar ou a tecla de edição. 2.7 Síbolos do visor Teperatura Condições desfavoráveis de recepção Falha geral do hardware Teperatura deasiado alta (>+50 C)/deasiado baixa (<-10 C) Luz laser reflectida insuficiente Arrefecer ou aquecer a ferraenta, respectivaente Observar a distância ínia de edição (>50 a partir da zona frontal); lipar a lente; efectue a edição a partir de outra superfície ou use a placa alvo Desligar e voltar a ligar a ferraenta. Se a falha persistir, por favor contactar o Centro de Assistência Técnica Hilti 2.8 Teclado Tecla de edição Tecla "Mais" Tecla "Menos" Tecla FNC Activa o laser. Inicia a edição da distância. Activa a edição contínua (pressão prolongada durante cerca de 2 s). Pára a edição contínua. Activa a adição de distâncias, áreas e volues. Adiciona-se distâncias no ecrã de edição predefinido e na função de pintura. Adiciona-se áreas e volues nas funções relevantes. Activa a subtracção de distâncias, áreas e volues. Subtrae-se distâncias no ecrã de edição predefinido e na função de pintura. Subtrae-se áreas e volues nas funções relevantes. Activa sepre a últia função utilizada. 106

8 Tecla FNC Tecla de apagar (Clear) Tecla Ligar/Desligar Tecla da referência Pressioná-la repetidaente activa ou selecciona as funções de fora sucessiva, se não existire dados de edição. Quando existe dados de edição: apaga todos os dados de edição e reinicia a função. Pára ua edição contínua ("tracking"). A tecla C te diversas funções consoante o estado de Pára ua edição contínua ("tracking"). funcionaento Apaga o ecrã de edição predefinido. Apaga a últia edição e retrocede para Funções. Apagaaeóriadedados(pressãoprolongadacooecrãdaeóriadedadosactivado). Terina a função quando não existe dados de edição. Se a ferraenta estiver desligada, esta liga-se ao pressionar breveente a tecla. Se a ferraenta estiver desligada, o enu activa-se ao pressionar prolongadaente a tecla. Se a ferraenta estiver ligada, esta desliga-se ao pressionar breveente a tecla. Couta as diversas referências de edição entre os vários pontos de referência (frente, rosca do tripé parte inferior, trás). 2.9 Indicador de estado da pilha Núero de segentos Estado da carga e % 4 = 100 % carregada 3 =75% 2 =50% 1 =25% 0 descarregada 2.10 Incluído no forneciento 1 Medidor laser PD 42 1 Alça para a ão 1 Placa alvo PDA 51 2 Pilhas 1 Chave do copartiento das pilhas 1 Manual de instruções 1 Certificado do fabricante 2.11 Óculos de visibilidade PUA 60 Não são óculos de protecção, logo não protege os olhos da radiação laser. Dado que restringe a visão a cores, não deve ser usados para conduzir na via pública, ne para olhar directaente para o Sol. Os óculos de visibilidade PUA 60 auenta consideravelente a visibilidade do raio (ponto) laser Placa alvo PDA 50/ 51/ 52 A placa alvo PDA 50 é feita de u plástico resistente co u revestiento especial reflector. E condições de iluinação desfavoráveis, deve recorrer-se à placa alvo para edir distâncias superiores a 10. A placa alvo PDA 51 não possui u revestiento reflector, sendo recoendada e condições de iluinação desfavoráveis e distâncias ais curtas. A placa alvo PDA 52 está equipada co o eso revestiento reflector que apda50,aséconsideravelenteaior(foratoa4(210x297)).assi,no caso de grandes distâncias, é uito ais fácil apontar para a placa alvo. 107

9 Para garantir edições ais fiáveis, o raio laser deve estar perpendicular à placa alvo sepre que possível. Senão, pode ocorrer que o ponto na placa alvo não esteja no eso plano que o ponto alvo e a distância edida será incorrecta (paralaxe). Para obter edições uito precisas usando a placa alvo, deverá adicionar-se 1,2 às distâncias edidas Extensor PDA 71 O extensor é fabricado e aluínio e está equipado co ua pega de plástico não condutora. O parafuso existente no extensor é aparafusado ao casquilho roscado no ponto de referência na parte posterior do edidor PD 42. Logo que o extensor esteja aparafusado, o ponto de referência na parte posterior do edidor passa para a extreidade do extensor, prolongando a referência posterior e 1270 (50 pol.). 3 Ferraentas, acessórios Designação Descrição Placa alvo PDA 50 Placa alvo PDA 51 Placa alvo PDA 52 Extensor PDA 71 Designação Descrição Alça para a ão PDA 60 Bolsa de transporte PDA 65 Óculos de visibilidade PUA 60 4 Características técnicas Reservao-nos o direito de proceder a alterações técnicas! Características técnicas Alientação Indicador do estado das pilhas Alcance de edição Alcance de edição típico se placa alvo Precisão Unidade ais pequena ostrada no visor Diâetro do raio Modos de funcionaento Visor gráfico Indicação do valor Pilhas AA 3V DC Indicação da carga das pilhas co 4 segentos para 100%, 75%, 50% e 25% carregado : Todos os segentos apagados: pilha ou bateria descarregada 0, Painel e gesso cartonado branco: 100 Betão seco: 70 Tijolo seco: 50 ±1,0 para edições isoladas e contínuas 1 Coprientodoraiolaser10:Máx.6 Copriento do raio laser 50 : Máx. 30 Copriento do raio laser 100 : Máx. 60 Medições isoladas, edição contínua, cálculos/ funções Visor de atriz de pontos iluinado, indicando o odo defuncionaentoeoestadodaspilhas 108

10 Características técnicas Raio laser Mira óica Função de desligar autoático Durabilidade Indicação do valor visível 635 n, potência de saída inferior a 1 W: Laser da classe 2: IEC/EN :2007; laser class II CFR (FDA) Montada lateralente co referência laser Laser: 1 in Ferraenta: 10 in Núero áxio de edições co o laser ligado durante 10sAlcalinas NiMH Teperatura de funcionaento C Teperatura de arazenaento C Classe de protecção (exceo copartiento das pilhas) Protecção contra poeiras e projecções de água IP 54 IEC Peso se pilha 170 g Diensões 120 x 55 x 28 Menu/Unidades Distância Área Volue etro ² ³ c centíetro ² ³ ilíetro ² ³ In polegadas (decial) polegadas² polegadas³ In ¹/₈ polegadas ¹/₈ polegadas² polegadas³ In ¹/₁₆ polegadas ¹/₁₆ polegadas² polegadas³ In ¹/₃₂ polegadas ¹/₃₂ polegadas² polegadas³ Ft pés (decial) pés² pés³ Ft ¹/₈ pés & polegada ¹/₈ pés² pés³ Ft ¹/₁₆ pés & polegada ¹/₁₆ pés² pés³ Ft ¹/₃₂ pés & polegada ¹/₃₂ pés² pés³ Yd jardas (decial) jardas² jardas³ 5 Noras de segurança Alé das regras especificaente encionadas e cada capítulo deste anual de instruções, deve observar sepre os pontos a seguir indicados. 5.1 Inforação básica no que se refere às noras de segurança a) Não torne os equipaentos de segurança ineficazes ne retire avisos e inforações. b) Mantenha as crianças afastadas dos aparelhos laser. c) Uaaberturaincorrectadaferraentapodeoriginar a eissão de radiação laser que exceda a Classe 2. Caso necessite de reparação, faça-o soente nu Centro de Assistência Técnica Hilti. d) Antes de cada utilização, verifique o correcto funcionaento da ferraenta. e) Esta ferraenta não pode ser utilizada próxia de grávidas. f) Efectuar edições e superfícies co baixa reflectividade cercadas por superfícies de alta reflectividade pode originar erros de edição. g) Medições tiradas através de vidros ou outros objectos pode ser inexactas. h) Alterações bruscas das circunstâncias sob as quais são efectuadas as edições (por exeplo, pessoas a atravessar o raio edidor) pode levar a erros de edição. i) Não aponte a ferraenta na direcção do Sol ou de outras fontes de luz intensa. 5.2 Organização do local de trabalho a) Evite posições perigosas se trabalhar sobre ua escada ou andaie. Mantenha ua posição de trabalho segura e equilibrada. b) Verifique o ponto de referência antes da edição. 109

11 c) Quando existe consideráveis diferenças de teperatura, perita que a ferraenta se adae à teperatura abiente antes de iniciar a sua utilização. d) Por precaução, verifique os valores que definiu previaente antes de utilizar a ferraenta. e) Na hora de nivelar a ferraenta por eio da bolha de nível, exainar a ferraenta unicaente no sentido oblíquo. f) Dearqueaáreadeedição.Eviteapontaroraio na direcção de outras pessoas ou na sua direcção enquanto estiver a preparar o equipaento. g) Não exceda os liites definidos para esta ferraenta. h) Respeite as directrizes para a prevenção de acidentes que vigora no país de utilização. 5.3 Copatibilidade electroagnética Apenas para a Coreia: Esta ferraenta é adequada para ondas electroagnéticas que ocorre e instalações industriais (Classe A). O utilizador deverá toar isso e consideraçãoenãoutilizarestaferraentaondeexista instalações residenciais. Ebora a ferraenta esteja de acordo co todas as directivas e regulaentações obrigatórias, a Hilti não pode excluir totalente a hipótese de a ferraenta poder sofrer au funcionaento devido a interferências causadas por radiação uito intensa. Nestas circunstâncias, deverá fazer edições coprovativas. A Hilti tabé não pode excluir totalente a hipótese de outros equipaentos podere sofrer interferências (p. ex., equipaentos de navegação aérea). A ferraenta corresponde à classe A; interferências e zonas residenciais não pode ser excluídas. 5.4 Medidas gerais de segurança a) Verifique a ferraenta antes de a utilizar. Se constatar danos, a ferraenta deverá ser reparada nu Centro de Assistência Técnica Hilti. b) Se a ferraenta sofreu ua queda ou foi subetida a qualquer outra força ecânica, deverá verificar a sua precisão. c) Ebora a ferraenta tenha sido concebida para trabalhar sob árduas condições nas obras, esta deve ser anuseada co cuidado, à seelhança do que acontece co outros aparelhos de edição. d) Ebora na sua concepção se tenha prevenido a entrada de huidade, a ferraenta deve ser lipa antes de ser guardada na ala de transporte. 5.5 Perigos eléctricos a) Manter as pilhas fora do alcance das crianças. b) Não exponha as pilhas a teperaturas excessivas e ao fogo. As pilhas pode explodir ou libertar substâncias tóxicas. c) Não tente carregar as pilhas. d) Não solde as pilhas à ferraenta. e) Não descarregue as pilhas por curto-circuito. Poderia sofrer sobreaqueciento, provocando a sua dilatação. f) Não tente abrir as pilhas. Não sujeite as pilhas a deasiado esforço ecânico. 5.6 Classificação laser Confore a versão coercializada, a ferraenta corresponde a u laser da classe 2, segundo as noras IEC :2007/EN :2007, e de Class II, segundo as noras CFR (FDA). Esta ferraenta pode ser utilizada se que seja necessário o recurso a outras edidas de protecção especiais. O reflexo autoático de fechar a pálpebra protege os olhos do raio laser, caso algué olhe inadvertidaente para este. No entanto, este reflexo pode ser influenciado negativaente pelo uso de edicaentos, álcool ou drogas. Tal coo acontece co o sol, deve evitar-se olhar directaenteparaafontedeluz.nãoaponteoraiolaserna direcção de pessoas. 5.7 Transporte Reova as pilhas/bateria sepre que for necessário enviar a ferraenta. 6 Antes de iniciar a utilização 6.1 Colocar as pilhas 2 CUIDADO Não utilize pilhas danificadas. CUIDADO Substitua sepre o conjunto de pilhas por copleto. PERIGO Não isture pilhas novas co pilhas usadas. Não isture pilhas de fabricantes diferentes ou de diferentes tipos. 1. Desenrosqueatapadaspilhasnapartedetrás. 2. Retire as pilhas da ebalage e coloque-as directaente na ferraenta. Preste atenção à polaridade (veja a arcação no copartiento das pilhas). 110

12 3. Coprove que o copartiento das pilhas está devidaente fechado. 6.2 Ligar / desligar a ferraenta 1. A ferraenta pode ser ligada tanto co a tecla Ligar/ Desligar coo co a tecla de edição. 2. Co a ferraenta desligada, pressione a tecla Ligar/ Desligar: a ferraenta liga-se. O laser está desligado. 3. Co a ferraenta ligada, pressione a tecla Ligar/ Desligar: a ferraenta desliga-se. 4. Co a ferraenta desligada, pressione a tecla de edição: a ferraenta e o laser liga-se. 6.3 As prieiras edições de distância 1. Pressioneatecladeediçãouavez. Se a ferraenta estiver desligada, esta liga-se, ligando-se tabé o raio laser. Seaferraentaestiverligada,oraiolaseréactivado. 2. Dirija o ponto de edição laser visível para ua superfície branca, distando aprox Pressioneatecladeediçãooutravez. E enos de u segundo, aparece a distância de, por exeplo, Acabou de realizar a prieira edição de distância co a ajuda da ferraenta. 6.4 Definições do enu 6.5 Referências de edição A ferraenta pode edir distâncias a partir de 5 pontos de referência diferentes. A udança entre a zona frontaleazonatraseiraéfeitapressionandoateclada referência à frente, à esquerda, na ferraenta. Quando o espigão dobrável abre 180, o ponto de referência passa autoaticaente para a extreidade do espigão. Quandoseenroscaoextensornapartedetrásdaferraenta (copartiento das pilhas), este é detectado autoaticaente pela ferraenta e indicado através do síbolo de espigão coprido. O extensor PDA 71 tabé pode ser enroscado à parte inferior, não sendo, poré, detectado autoaticaente. Zona frontal Roscanaparteinferior MENU Zona traseira Extreidade do espigão dobrável 1. Para iniciar o enu, pressione durante cerca de 2 segundos a tecla Ligar/ Desligar na ferraenta desligada. 2. Para ligar ou desligar o sinal sonoro ("bip"), pressione a tecla "Mais". 3. Para activar e desactivar as unidades uas a seguir às outras, pressione a tecla "Menos". 4. Para fechar o enu, pressione breveente a tecla Ligar/ Desligar. A ferraenta está desligada e todas as definições indicadas são assuidas. Extensor PDA 71 enroscado na parte de trás. 6.6 Mira óica 3 Deve usar a ira óica para distâncias superiores a

13 A ira óica é especialente vantajosa e edições no exterioreseprequeopontolaserseapresentarpouco visível. Graças à ira óica, é possível visualizar alvos eso a grande distância. Sepre que a ferraenta estiver ligada, pode ver-se o ponto laser na ira óica. Se o ponto laser não for visível na ira óica, pode significar que o processo de edição está copleto, ou que o raio laser se desligou por ter expirado o tepo disponível. A ira óica segue o raio laser paralelaente. 1. Pressionar a tecla de edição para activar o laser e apontar ao alvo. 2. Preir a tecla de edição ou a tecla de edição lateral, até o ponto laser desaparecerdairaóica. A distância é apresentada no visor. 6.7 Medir distâncias Ao recolher a extreidade do espigão, independenteente de quão aberto estava anteriorente e onde o espigão estava aplicado, a referência de edição passa sepre para a zona traseira. Pode edir-se distâncias e todos os alvos fixos, tais coo betão, pedra, adeira, plástico e papel, etc. Não é peritida a utilização de prisas ou outros alvos uito reflectores e, se tentados, poderão falsear os resultados Medições de distância, passo a passo A ferraenta ede distâncias nu curtíssio espaço de tepo, disponibilizando depois diversas inforações no visor. LigueaferraentacoateclaLigar/Desligar Apontar ao alvo. Pressionar a tecla de edição outra vez para efectuar a edição de distância. O resultado aparece, noralente e enos de u segundo, na linha de resultados. O raio laser desliga-se Ao realizar edições adicionais, as três distâncias anteriores consta da linha de resultados provisórios. Significa que aparece no visor as quatro últias distâncias edidas Pressione a tecla de edição. O raio laser verelho está ligado e é visível coo ponto na superfície alvo. No visor, este odo de edição aparece através de u síbolo de laser a piscar

14 Evidenteente, a ferraenta tabé pode ser ligada e qualquer oento através da tecla de edição. Caso se pressione a tecla C neste ecrã, são apagados todos os valores aí apresentados Modo de edição As edições de distância pode ser feitas e dois odos diferentes, isto é, coo edição individual e coo edição contínua. A edição contínua é utilizada para arcar distâncias ou edidas já definidas e e casos de difícil acesso, coo por ex. e esquinas, cantos, nichos, etc Medição individual (tecla de edição) 1. Ligar o raio laser pressionando a tecla de edição. 2. Pressionar a tecla de edição outra vez. A distância edida aparece, e enos de u segundo, e baixo, na linha de resultados Medição individual (tecla Ligar/ Desligar) 1. Ligar o raio laser pressionando a tecla Ligar/ Desligar. 2. Pressionar a tecla de edição para activar o laser e apontar ao alvo. 3. Pressionar a tecla de edição outra vez. A distância edida aparece, e enos de u segundo, e baixo, na linha de resultados Modo de edição contínua A edição contínua é realizável e todas as situações e que é possível edir distâncias individuais. Isto tabé se aplica a funções, tais coo "Área". 1. Pressione a tecla de edição durante cerca de 2 segundos para activar o odo de edição contínua. Aferraentaudasepreparaoodode edição contínua, eso estando desligada ou não tendo o raio laser activo. Durante a edição contínua, as distâncias são actualizadas na linha de resultados, ao rito de aprox edições por segundo, dependendo da reflectividade da superfície alvo. Se o sinal sonoro estiver ligado, a edição contínua é acopanhada por este sinal cerca de 2-3 vezes por segundo. 2. Pressionando ais ua vez a tecla de edição, pára-se o processo de edição contínua. Aparece a últia edição válida na linha de resultados Medição a partir de cantos 45 Deverá abrir o espigão quando efectuar edições das diagonais de u espaço ou quando efectuar edições a partir de cantos de difícil acesso. 1. Abra o espigão a 180. A referência de edição passa autoaticaente para a ponta do espigão. O edidor toa o ponto de referência estendido e consideração e corrige autoaticaente a distância edida. 2. Posicione o espigão do edidor no local onde pretende que a edição se inicie e direccione-o para o alvo. 3. Pressione a tecla de edição. O valor edido surge no visor Medição utilizando objectos alvo 67 Pode utilizar-se tábuas, tijolos ou outros seelhantes coo objectos alvo para efectuar edições nua esquina exterior, por exeplo, paredes exteriores de u edifício, cercas de deliitação, etc. O uso das placas alvo PDA 50, PDA 51 e PDA 52 é recoendado para distâncias aiores e para condições de iluinação desfavoráveis (deasiada luz solar, por exeplo) Medir e abientes claros Para distâncias superiores e abientes uito claros, recoendaos o uso das placas alvo PDA 50, PDA 51 e PDA Medir e superfícies irregulares 8 E superfície irregular (reboco irregular, por exeplo), aedidaobtidaéuaédiaponderada,peloqueo centro do raio laser te u aior peso do que a área envolvente Medir e superfícies arredondadas ou inclinadas Se o raio laser atinge superfícies alvo de fora oblíqua, a luz reflectida pode ser insuficiente. Do eso odo, se o raio laser atinge a superfície alvo de fora perpendicular, deasiada luz pode ser retro-reflectida para o edidor. Nos dois casos, recoendaos o uso das placas alvo PDA 50, PDA 51 e PDA Medir e superfícies olhadas ou brilhantes Desde que o edidor laser possa apontar à área, é possível edir-se a distância ao ponto alvo correctaente. E superfícies altaente reflectoras, o alcance será reduzido, ou terá de contar-secoediçõesapenasaté ao ponto de reflexão Medir e superfícies transparentes Por princípio, é possível edir distâncias e ateriais transparentes, por exeplo, líquidos, espua de polistireno, etc. A luz penetra nestes ateriais, o que pode provocar erros de edição. Se fore efectuadas edições através de vidro, ou se houver objectos dentro das linhas de edição, pode igualente ocorrer erros de edição Alcance de edição Alcance superior de edição As edições efectuadas na escuridão, durante o crepúsculo e e alvos sobreados, ou co a ferraenta sobreada, noralente leva ao auento do alcance de edição. 113

15 As edições efectuadas co as placas alvo PDA 50, PDA 51 e PDA 52 auenta consideravelente o alcance de edição Alcance reduzido de edição As edições efectuadas e abientes de luinosidade uito acentuada, por exeplo, luz solar ou projectores extraordinariaente fortes, pode levar à redução do alcance de edição. Quando fore efectuadas edições através de vidro, ou se houver objectos dentro da linha de edição, o alcance de edição pode ser reduzido. Medições feitas e superfícies de cor verde, azul ou preto ate e superfícies húidas e brilhantes pode tabé levar à redução do alcance de edição. 7 Utilização As operações de adicionar e subtrair distâncias são efectuadas co as teclas de execução directa. Todas as outras funções são chaadas através da tecla FNC. 7.1 Medições de distância Os passos individuais para cada função são acopanhados de ilustrações gráficas no visor. Todas as funções que perite edições individuais pode ser utilizadas co edições contínuas. Se ocorrere erros durante a edição contínua ou quando a esa terinar, pressionando novaente a tecla de edição, pode ver-se a últia distância válida. 7.2 Adicionar distâncias 3. Pressione a tecla de edição. Éedidaeapresentadaaprieiradistância(olaser desliga-se). 4. Pressione a tecla para adicionar a próxia distância. A prieira distância aparece na linha do eio dos resultados provisórios, e o sinal ais aparece na linha inferior dos resultados provisórios (o laser ligase). 5. Direccioneaferraentaparaapróxiasuperfície alvo. 6. Pressione a tecla de edição. A segunda distância é edida e aparece na linha inferior dos resultados provisórios. O soatório é ostrado na linha dos resultados. A soa actualizada das distâncias aparece sepre na linha dos resultados. Este procediento pode repetir-se até todas as distâncias estare soadas. 7. Para terinar a função de adição, deve edir-se ua distância se antes pressionar a tecla Mais. Todos os resultados de edição e de cálculo anteriores consta nas linhas de resultados provisórios. 8. Pressione a tecla C para apagar o ecrã. 7.3 Subtrair distâncias Pode facilente soar-se distâncias individuais, por ex. para deterinar aberturas de portas e janelas, ou para soar diversas distâncias parciais. 1. Pressione a tecla de edição (o raio laser está ligado). 2. Direccione a ferraenta para a superfície alvo. Pode facilente subtrair-se distâncias individuais, por ex. para deterinar a distância entre o canto inferior de u tubo e o tecto. Para chegar ao resultado, subtrai-se à distância entre o chão e o tecto a distância do chão ao canto inferior do tubo. Se adicionalente, subtrairos 114

16 odiâetrodotuboaestadiferença,teosadistância entre o canto superior do tubo e o tecto. 1. Pressione a tecla de edição (o raio laser liga-se). 2. Direccione a ferraenta para a superfície alvo. 3. Pressione a tecla de edição. É edida e apresentada a prieira distância (o laser desliga-se). 4. Pressione a tecla para subtrair a próxia distância. A prieira distância aparece na linha do eio dos resultados provisórios, e o sinal enos aparece na linha inferior dos resultados provisórios (o laser liga-se). 5. Direccioneaferraentaparaapróxiasuperfície alvo. 6. Pressione a tecla de edição. A segunda distância é edida e aparece na linha inferior dos resultados provisórios. O resultado da subtracção figura na linha de resultados. A diferença actualizada das distâncias aparece sepre na linha dos resultados. Este procediento pode repetir-se até todas as distâncias sere subtraídas. 7. Para terinar a função de subtracção, deve edirse ua distância se antes pressionar a tecla Menos. Todos os resultados de edição e de cálculo anteriores consta nas linhas de resultados provisórios. 8. Pressione a tecla C para apagar o ecrã. 7.4 Teporização 10s Afunçãodeteporizaçãotrabalhadeforaseelhante a u teporizador nua áquina fotográfica. As teclas "Mais" e "Menos" perite seleccionar três posições: 5, 10 e 20 segundos, e sentido crescente ou decrescente. Para activar a teporização, pressiona-se a tecla de edição. A tecla C perite interroper a teporização. E cada segundo, soa u sinal sonoro ("bip"), até que, cerca de 4 segundos antes de terinar, soa u "bip" duplo a avisar do fi. 7.5 Medir áreas Os passos para deterinar ua área são apoiados pelos gráficos correspondentes no visor. Para deterinar a área de chão de u espaço, por exeplo, deve procederse da seguinte fora: 1. PressioneateclaFNCparaactivarafunção"Área". Ao iniciar a função "Área", o raio laser é activado. 2. Direccione a ferraenta para a superfície alvo. 3. Pressione a tecla de edição. É edida e apresentada a largura do espaço. Depois, o gráfico exige autoaticaente a edição do copriento do espaço. 4. Direccioneaferraentaparaapróxiasuperfície alvo, de fora a obter o copriento do espaço. 5. Pressione a tecla de edição. A segunda distância é edida. A área é calculada iediataente e aparece na linha de resultados. As duas distâncias usadas para o cálculo da área figura nas linhas dos resultados provisórios. Depois de terinar a edição, pode ser facilente anotadas. 6. Co a tecla C poderá, e qualquer oento, interroper as edições, apagar sucessivaente e voltar a efectuar as últias edições. Caso se pressione várias vezes a tecla C ou a tecla FNC, interrope-se ou reinicia-se a função. Se a segunda distância for edida e odo de edição contínua ("tracking"), o resultado da área é sucessivaente actualizado, peritindo assi transferir áreas parciais. Depoisdoresultadodaárea,aáreaaseguir pode ser adicionada à área actual através da tecla "Mais" ou subtraída através da tecla "Menos". 115

17 7.6 Medir volues 7.7 Medição ín/áx MAX MIN Os passos para deterinar u volue são apoiados pelos gráficos correspondentes no visor. Para deterinar, por exeplo, o volue de u espaço, deve proceder-se da seguinte fora: 1. Pressione a tecla FNC para activar a função "Volue". Os volues pode ser deterinados nu único processo de edição. Ao iniciar a função "Volue", o raio laser é activado. 2. Direccione a ferraenta para a superfície alvo. 3. Pressione a tecla de edição. É edida e apresentada a largura do espaço. 4. Depois, o gráfico exige autoaticaente a edição do copriento do espaço. 5. Direccioneaferraentaparaapróxiasuperfície alvo,de fora a obter o copriento do espaço. 6. Pressione a tecla de edição. É edido e apresentado o copriento do espaço. 7. Pressione a tecla de edição. 8. Direccioneaferraentaparaapróxiasuperfície alvo,deforaaobteraalturadoespaço. 9. Pressione a tecla de edição. Depois de edir a altura do espaço, o volue é calculado iediataente e indicado na linha de resultados. Todas as três distâncias usadas para o cálculo do volue figura nas linhas dos resultados provisórios. Depois de terinar a edição, pode ser facilente anotadas. 10. Co a tecla C poderá, e qualquer oento, interroper as edições, apagar sucessivaente e voltar a efectuar as últias edições. Caso se pressione várias vezes a tecla C ou a tecla FNC, interrope-se ou reinicia-se a função. Se a terceira distância for edida e odo de edição contínua ("tracking"), o resultado do volue é sucessivaente actualizado, peritindo assi transferir volues parciais. Depoisdoresultadodovolue,ovolue a seguir pode ser adicionado ao volue actual através da tecla "Mais" ou subtraído através da tecla "Menos" A edição áxia visa essencialente a deterinação de diagonais, a edição ínia a deterinação ou a iplantação de objectos paralelos ou a edição e sítios inacessíveis. A edição contínua é tabé usada para a edição áxia, actualizando o visor sepre que a distância edida auenta. A edição contínua é tabé usada para a edição ínia, actualizando o visor sepre que a distância diinui. A cobinação das distâncias áxia e ínia perite deterinar as diferenças entre distâncias dua aneira siples, rápida e segura. Assi, o espaçaento de tubagens abaixo de tectos, ou a distância entre dois objectos, pode ser calculados de fora siples e precisa, até e sítios de difícil acesso. 1. Pressione a tecla FNC para activar a função "Mín/Máx". Ao iniciar a função "Mín/Máx", o raio laser é activado. 2. Direccione a ferraenta para a superfície alvo. 3. Pressione a tecla de edição. E seguida inicia-se a edição contínua. No capo MIN e MAX do visor actualiza-se o valor sepre que houver u auento ou diinuição da distância 4. Pressione a tecla de edição para parar a edição. O visor ostra valores para a distância áxia, para a distância ínia, e a diferença entre as duas. 5. Co a tecla C poderá, e qualquer oento, interroper, apagar e voltar a efectuar as últias edições. Caso se pressione várias vezes a tecla C ou a tecla FNC, interrope-se ou reinicia-se a função. Não são possíveis ais passos de Undo (anular). Caso se pressione várias vezes a tecla C ou ua vez a tecla FNC, interrope-se a função. 116

18 7.8 Diensionar /arcar Utilizando o edidor pode transferir-se e arcar-se diensões edidas ou predefinidas, p.ex., para ontar calhas de divisórias Transferência de distâncias edidas 1. Pressione a tecla FNC para activar a função "Diensionar". Ao iniciar a função "Diensionar", o raio laser é activado. 2. Direccione a ferraenta para a superfície alvo. 3. Pressione a tecla de edição. A distância inicial, ou seja, a transferir, é edida e indicada na linha superior dos resultados provisórios. 4. Pressione a tecla de edição. É iniciada a edição contínua. Na linha inferior dos resultados provisórios é indicada a diferença entre a distância actual (ver linha da edição) e a distância inicial. 5. Desloque a ferraenta para a frente e para trás até que a indicação da diferença seja suficienteente "nula" para os seus propósitos. 6. Co a tecla C poderá, e qualquer oento, interroper, apagar e voltar a efectuar as últias edições. Não são possíveis ais passos de Undo (anular). Caso se pressione várias vezes a tecla C ou ua vez a tecla FNC, interrope-se a função Transferência de distâncias predefinidas 1. Pressione a tecla FNC para activar a função "Diensionar". Ao iniciar a função "Diensionar", o raio laser é activado. 2. Introduza a distância inicial, preindo a tecla "Mais". Pressionando discretaente a tecla "Mais", faz auentar a últia posição ua a ua. Mantendo pressionada a tecla "Mais", faz auentar as posições ais rapidaente. Quanto ais tepo pressionar a tecla, ais rapidaente auentarão os algarisos. A tecla "Menos" conta coo a tecla "Mais" as e sentido oposto. 3. Pressione a tecla de edição. É iniciada a edição contínua. Na linha inferior dos resultados provisórios é indicada a diferença entre a distância actual (ver linha da edição) e a distância inicial. 4. Desloqueaferraentaparaafrenteeparatrásaté queaindicaçãodadiferençasejasuficienteente "nula" para os seus propósitos. 5. Co a tecla C poderá, e qualquer oento, interroper, apagar e voltar a efectuar as últias edições. Não são possíveis ais passos de Undo (anular). Caso se pressione várias vezes a tecla C ou ua vez a tecla FNC, interrope-se a função. 7.9 Superfície a pintar A função Superfície a pintar é utilizada para deterinar a área das paredes de u espaço, por exeplo. Para o efeito, é deterinada a soa de todos os coprientos de parede e ultiplicada pela altura do espaço. 1. Pressione a tecla FNC para activar a função "Superfície a pintar". Ao iniciar a função "Superfície a pintar", o raio laser é activado. 2. Meça o prieiro copriento de parede. A distância é apresentada na linha superior dos resultados provisórios. 3. Pressione a tecla "Mais" e eça a próxia distância. A soa das duas distâncias é apresentada na linha dos resultados. 4. Volte a pressionar a tecla "Mais" para edir a próxia distância. A soa das distâncias salta para a linha superior dos resultados provisórios. 5. Meça a 3.ª distância e, caso seja necessário, outras distâncias. 6. Quando todos os coprientos de parede estivere soados, volte a pressionar a tecla de edição a seguir à últia edição da distância, quando a soa de todas as distâncias é apresentada na linha dos resultados (e baixo). A soa das distâncias salta para a linha superior dos resultados provisórios e na linha por baixo aparece u sinal de ultiplicação. 117

19 7. Meça agora a altura da parede (= altura do espaço). A área total das paredes no espaço é apresentada na linha dos resultados (e baixo). 8. Co a tecla C poderá, e qualquer oento, interroper, apagar e voltar a efectuar as últias edições. Não são possíveis ais passos de Undo (anular). Caso se pressione várias vezes a tecla C ou ua vez a tecla FNC, interrope-se a função. Co a tecla "Menos" pode subtrair-se coprientos, de janelas ou portas, por exeplo. As teclas "Mais" e "Menos" pode ser utilizadas de fora alternada e qualquer oento Medições indirectas É possível deterinar ua distância indirecta, através de diversas edições de distância, e efectuando o cálculo de acordo co o teorea de Pitágoras. As funções para a edição indirecta são activadas através da tecla FNC. Existe três opções: a versão siples de Pitágoras coo u triângulo co duas distâncias edidas; a versão dupla de Pitágoras co dois triângulos copostos; a versão coposta de Pitágoras co dois triângulos diferenciais. O resultado de edições indirectas é naturalente enos preciso do que nas edições directas, cuja precisão éuitoaisbaixaqueaprecisãodaferraenta.para conseguir o elhor resultado possível, deve respeitar-se a geoetria (por exeplo, ângulo recto e razão triangular). Os elhores resultados são obtidos quando o ponto laser é dirigido precisaente para os cantos, todos os pontos de edição estão no eso plano e a edição é feita o ais perto possível do objecto Versão siples da função Pitágoras 1. Pressione a tecla FNC para activar a função "Versão siples de Pitágoras". Ao iniciar a função "Versão siples de Pitágoras", o raio laser é activado. 2. Direccione a ferraenta para a extreidade da linha a ser deterinada coo o gráfico indica. Pressione a tecla de edição. 3. Depois, o gráfico exige autoaticaente a edição da distância ais curta. 4. Direccione o raio laser, e pressione a tecla de edição. Aqui é uito iportante que esta distância seja calculada no odo de edição contínua, para deterinar co ais precisão o ponto co a enor distância (perpendicular). Depois de concluir a segunda edição, a ferraenta calcula iediataente a distância indirecta oposta. O sistea coprova se as relações geoétricas perite u cálculo do resultado. U resultado inválido, causado por ua insuficiente geoetria, é indicado através de ua linha de resultados (traços e baixo) a piscar. Nestas circunstâncias, deverá repetir ua ou abas as distâncias Versão dupla da função Pitágoras Siga a indicação gráfica sob a fora de u triângulo que, co os lados a piscar, indica as distâncias a edir. Quando as 2 distâncias necessárias estivere edidas, o resultado é calculado e apresentado na linha de resultados (e baixo). Siga a indicação gráfica sob a fora de u triângulo que, co os lados a piscar, indica as distâncias a edir. Quando as 3 distâncias necessárias estivere edidas, o resultado é calculado e apresentado na linha de resultados (e baixo). 1. Pressione a tecla FNC para activar a função "Versão dupla de Pitágoras". Ao iniciar a função "Versão dupla de Pitágoras", o raio laser é activado. 2. Direccione a ferraenta para a extreidade da linha a ser deterinada coo o gráfico indica. Pressione a tecla de edição. 118

20 3. Depois, o gráfico exige autoaticaente a edição da distância perpendicular. Aqui é uito iportante que esta distância seja calculada no odo de edição contínua, para deterinar co ais precisão o ponto co a enor distância (perpendicular). 4. Passar por cia do ponto na área de distância ínia e parar a edição da distância co a tecla de edição. Ua vez feita a edição da últia distância, a ferraenta calcula iediataente a distância indirecta oposta. O sistea coprova se as relações geoétricas perite u cálculo do resultado. U resultado inválido, causado por ua insuficiente geoetria, é indicado através de ua linha de resultados (traços e baixo) a piscar. Nestas circunstâncias, deverá repetir ua ou várias distâncias Versão coposta da função Pitágoras 4. O gráfico solicita a edição da últia distância. Aqui é uito iportante que esta distância seja calculada no odo de edição contínua, para deterinar co ais precisão o ponto co a enor distância (perpendicular). Ua vez feita a edição da últia distância, a ferraenta calcula iediataente a distância indirecta oposta. O sistea coprova se as relações geoétricas perite u cálculo do resultado. U resultado inválido, causado por ua insuficiente geoetria, é indicado através de ua linha de resultados (traços e baixo) a piscar. Nestas circunstâncias, deverá repetir ua ou várias distâncias Meorizar os dados de edição Siga a indicação gráfica sob a fora de u triângulo que, co os lados a piscar, indica as distâncias a edir. Quando as 3 distâncias necessárias estivere edidas, o resultado é calculado e apresentado na linha de resultados (e baixo). 1. Pressione a tecla FNC para activar a função "Versão coposta de Pitágoras". Ao iniciar a função "Versão coposta de Pitágoras", o raio laser é activado. 2. Direccione a ferraenta para a extreidade da linha a ser deterinada coo o gráfico indica. Pressione a tecla de edição. 3. Depois, o gráfico exige autoaticaente a edição da distância perpendicular. Ao realizar diversas edições, as três distâncias anteriores consta da linha de resultados provisórios no ecrã predefinido. Significa que aparece e são eorizadas no visor as quatro últias distâncias edidas. O últio valor edido estará então na linha ais baixa. 119

21 7.12 Meória de dados Fore subtraídas distâncias co a tecla "Menos" é arazenado sepre o últio resultado da diferença. Caso a eória de dados já esteja preenchida co 30 ediçõesesecolocaruanovaediçãonaeória, isto apaga a edição ais antiga da eória Apagar a eória de dados M Durante o processo de edição, a ferraenta arazena constanteente os dados de edição e os resultados das funções. Deste odo, são arazenadas até 30 edições, inclusive os ícones. Ua edição copleta será arazenada caso seja cupridos os seguintes requisitos. Ua função fornece u resultado válido quando: For edida ua distância válida no ecrã predefinido. Fore adicionadas distâncias co a tecla "Mais" é arazenado sepre o últio resultado da soa. M Pressionando a tecla C durante cerca de 2 segundos co o ecrã da eória de dados activado, apaga-se toda a eória de dados. 8 Conservação e anutenção 8.1 Lipeza e secage 1. Sopre o pó das lentes. 2. Não toque no vidro e filtros co os dedos. 3. Lipe apenas co u pano lipo e acio; se necessário, huedeça ligeiraente o pano co u pouco de álcool puro ou água. Não utilize qualquer outro líquido que possa danificar os coponentes plásticos. 4. Tenhaeatençãoateperaturaaqueoequipaento está exposto, especialente no Inverno / Verão. 8.2 Arazenaento Retire as ferraentas da ala se verificar que estas estão olhadas. As ferraentas, as respectivas alas de transporte e os acessórios deve ser lipos e secos (áx. 40 C / 104 F). Coloque novaente o equipaento dentro da caixa, apenas se este estiver copletaente seco. Verifique a precisão do equipaento antes de o utilizar, após u longo período de arazenaento ou transporte. Reova as pilhas se a ferraenta não for usada durante u longo período de tepo. Se as pilhas perdere líquido, pode danificar a ferraenta. CUIDADO Reova as pilhas sepre que for necessário transportar a ferraenta. 8.4 Calibração e ajustaento Calibração Inspecção de equipaentos de edição aplicada à ferraenta para epresas certificadas pela nora ISO 900X: o próprio utilizador pode efectuar a inspecção do equipaento de edição exigido pela nora ISO 900X no edidor laser PD 42 (ver nora ISO Procediento de capo para verificar a precisão de equipaentos geodésicos: parte 6, Medidores ooelectrónicos para curtas distâncias). 1. Seleccione ua distância que peraneça constante durante u período de tepo e que seja de fácil acesso. Deverá ter u copriento aproxiado entre1-5etros(porexeplo,aaberturadeua janela ou a largura de u copartiento). Efectue 10 vezes a esa edição. 2. Deterine o desvio édio das leituras e relação à edida noinal. Este valor deverá estar no intervalo de tolerância de precisão especificado para o edidor laser. 8.3 Transportar Use a ala Hilti ou outra ebalage equivalente para o transporte e envio da ferraenta. 120

22 3. Registe este valor e a data e hora da próxia inspecção. Repita estas edições coprovativas regularente, be coo antes e depois de efectuar edições iportantes. Coloque o autocolante co os dados da inspecção no edidor PD 42 e antenha u registo de todos os procedientos da inspecção. Tenha e atenção as características técnicas contidas neste anual de instruções e a inforação relativaàprecisãodeedição Ajustaento Para garantir a precisão da sua ferraenta, ande testar o equipaento no Centro de Assistência Técnica Hilti. Caso necessite do certificado de calibração, solicite-o na esa altura Serviço de Calibração Hilti Recoendaosqueaferraentasejatestadaperiodicaente através do Serviço de Calibração Hilti, de fora a garantir a sua precisão, segundo as noras e de acordo coasexigênciaslegais. O Serviço de Calibração Hilti está à sua disposição e qualquer altura; recoenda-se, poré, a verificação da ferraenta pelo enos ua vez por ano. O Serviço de Calibração Hilti confira que as especificações da ferraenta, à data e que é testada, estão e conforidade co as características técnicas indicadas no anual de instruções. Se se verificare desvios relativaente aos dados do fabricante, os aparelhos de edição serão novaente ajustados. Posteriorente, é colada ua etiqueta de calibração na ferraenta, confirando-se através de u certificado de calibração que a esa funciona de acordo co as indicações do fabricante. Os certificados de calibração são exigidos a epresas certificadas pela nora ISO 900X. Para ais inforações, contacte o Centro Hilti ais próxio. 9 Avarias possíveis Falha Causa possível Solução Não é possível ligar a ferraenta Pilha descarregada Substituir as pilhas Polaridade errada da pilhas Colocar a pilha correctaente e fechar o copartiento das pilhas Tecla avariada Entregar a ferraenta ao serviço Hilti Ferraenta não ostra distâncias Tecla de edição não pressionada Pressionar a tecla de edição Visor gráfico avariado Entregar a ferraenta ao serviço Hilti Mensagens de erro frequentes ou não ede Espigão não é considerado Extensor não é considerado Superfície de edição deasiado clara devido à luz solar Superfície de edição reflecte Superfície de edição deasiado escura Luz do sol forte de frente O espigão não está copletaente aberto Espigão avariado Extensor não copletaente enroscado Orifício da rosca uito sujo Mudar a direcção de edição, de odo a ter o Sol atrás da superfície de edição Medir e superfícies não reflectoras Utilizar a placa alvo PDA 50/ PDA 51/ PDA 52 Utilizar a placa alvo PDA 50/ PDA 51/ PDA 52 Abrir o espigão Entregar a ferraenta ao serviço Hilti Enroscar copletaente o extensor Lipar o orifício da rosca Nenhu resultado da função Falta ua distância Medir a distância e falta Pitágoras As distâncias não difere o suficiente A distância a calcular deverá ser aior do que ¹/₄ das distâncias de edição O resultado não pode ser calculado (geoetria incorrecta) Aproxie-se o ais perto possível do objecto a edir. Triângulos são provavelente deasiado pequenos. Nenhu resultado e funções Medições de distância e falta Medir a distância e falta 121

23 Falha Causa possível Solução Nenhu resultado e funções Valor nuérico deasiado grande no resultado (não pode ser representado) Mudar para ua unidade aior 10 Reciclage AVISO A reciclage incorrecta do equipaento pode ter graves consequências: a cobustão de coponentes plásticos pode gerar fuos tóxicos que representa u perigo para a saúde. Se danificadas ou expostas a teperaturas uito elevadas, as pilhas/baterias pode explodir, originando queiaduras por ácido, intoxicação e poluição abiental. Ua reciclage incorrecta (ou ausência desta) perite que pessoas não autorizadas/habilitadas utilize o equipaento para fins diferentes daqueles para os quais foi concebido. Consequenteente, pode ferir-se a si próprias ou a terceiros ou causar poluição abiental. As ferraentas Hilti são, e grande parte, fabricadas co ateriais recicláveis. U pré-requisito para a reciclage é que esses ateriais seja devidaente separados. A Hilti já iniciou e uitos países a recolha da sua ferraenta usadapara finsde reaproveitaento. Para ais inforações dirija-se ao Serviço de Clientes Hilti local ou ao vendedor. Apenas para países da UE Não deite ferraentas eléctricas no lixo doéstico! De acordo co a directiva europeia relativa aos resíduos de equipaentos eléctricos e electrónicos e a correspondente transposição para as leis nacionais, as ferraentas eléctricas usadas deve ser recolhidas separadaente, sendo encainhadas para u reaproveitaento ecológico. Recicle as pilhas/baterias de acordo co as regulaentações nacionais e vigor 11 Garantia do fabricante - Ferraentas A Hilti garante que a ferraenta fornecida está isenta de quaisquer defeitos de aterial e de fabrico. Esta garantia é válida desde que a ferraenta seja utilizada e anuseada, lipa e revista de fora adequada e de acordo co o anual de instruções Hilti e desde que o sistea técnico seja antido, isto é, sob reserva da utilização exclusiva na ferraenta de consuíveis, coponentes e peças originais Hilti. A garantia liita-se rigorosaente à reparação gratuita ou substituição das peças co defeito de fabrico durante todo o tepo de vida útil da ferraenta. A garantia não cobre peças sujeitas a u desgaste noral de uso. Estão excluídas desta garantia quaisquer outras situações susceíveis de reclaação, salvo legislação nacional aplicável e contrário. E caso algu será a Hilti responsável por danos indirectos, directos, acidentais ou pelas consequências daí resultantes, perdas ou despesas e relação ou devidas à utilização ou incapacidade de utilização da ferraenta, seja qual for a finalidade. A Hilti exclui e particular as garantias iplícitas respeitantes à utilização ou aidão para ua finalidade particular. Para toda a reparação ou substituição, enviar a ferraenta ou as peças para o seu centro de vendas Hilti, iediataente após detecção do defeito. Estas são todas e as únicas obrigações da Hilti no que se refere à garantia, as quais anula todas as declarações, acordos orais ou escritos anteriores ou conteporâneos referentes à garantia. 122

PD-I Operating instructions Mode d emploi Manual de instrucciones Manual de instruções

PD-I Operating instructions Mode d emploi Manual de instrucciones Manual de instruções PD-I Operating instructions Mode d emploi Manual de instrucciones Manual de instruções en fr es Printed: 18.11.2013 Doc-Nr: PUB / 5151844 / 000 / 01 1 Printed: 18.11.2013 Doc-Nr: PUB / 5151844 / 000 /

Leia mais

Bedienungsanleitung Operating instructions Mode d emploi Istruzioni d uso Gebruiksaanwijzing Manual de instruções Manual de instrucciones

Bedienungsanleitung Operating instructions Mode d emploi Istruzioni d uso Gebruiksaanwijzing Manual de instruções Manual de instrucciones PD 5 Bedienungsanleitung Operating instructions Mode d emploi Istruzioni d uso Gebruiksaanwijzing Manual de instruções Manual de instrucciones Brugsanvisning Käyttöohje Bruksanvisning Bruksanvisning Οδηγιες

Leia mais

F. Jorge Lino Módulo de Weibull MÓDULO DE WEIBULL. F. Jorge Lino

F. Jorge Lino Módulo de Weibull MÓDULO DE WEIBULL. F. Jorge Lino MÓDULO DE WEIBULL F. Jorge Lino Departaento de Engenharia Mecânica e Gestão Industrial da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Rua Dr. Roberto Frias, 4200-465 Porto, Portugal, Telf. 22508704/42,

Leia mais

PRODUTO: Trena a Laser MODELO: 428A MARCA: HOMIS REFERÊNCIA: H811-467

PRODUTO: Trena a Laser MODELO: 428A MARCA: HOMIS REFERÊNCIA: H811-467 PRODUTO: Trena a Laser MODELO: 428A MARCA: HOMIS REFERÊNCIA: H811-467 HOMIS Controle e Instrumentação Ltda. Rua Herval, 1374 Belenzinho São Paulo SP CEP 03062-000 Fone: (11) 2799-7999 Fax: (11) 2799-7990

Leia mais

Detecção digital. A forma inteligente de medir.

Detecção digital. A forma inteligente de medir. STABILA Medidor laser LD 520: Detecção digital através de câmara integrada. Zoom 4x. Display a cores de alto contraste. Sensor de inclinação de 360 para uma flexibilidade plena. Ampla gama de funções de

Leia mais

Índice PREXISO P80 788508 1

Índice PREXISO P80 788508 1 Índice PT Configuração do instrumento - - - - - - - - - - - - - - - -2 Apresentação geral - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -2 Visor - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Leia mais

PMP 45. Printed: 07.07.2013 Doc-Nr: PUB / 5130586 / 000 / 00

PMP 45. Printed: 07.07.2013 Doc-Nr: PUB / 5130586 / 000 / 00 PMP 45 Bedienungsanleitung Operating instructions Mode d emploi Istruzioni d uso Manual de instrucciones Manual de instruções Gebruiksaanwijzing Οδηγιες χρησεως Kulllanma Talimatı de en fr it es nl el

Leia mais

Índice. Dewalt DW03050 1

Índice. Dewalt DW03050 1 Índice PT Configuração do instrumento - - - - - - - - - - - Introdução - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Apresentação geral - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS PARA LUMINÁRIAS DE UTILIZAÇÃO DOMÉSTICA

INSTRUÇÕES GERAIS PARA LUMINÁRIAS DE UTILIZAÇÃO DOMÉSTICA INSTRUÇÕES GERAIS PARA LUMINÁRIAS DE UTILIZAÇÃO DOMÉSTICA INSTRUÇÕES GERAIS PARA LUMINÁRIAS DE UTILIZAÇÃO DOMÉSTICA INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA O fabricante aconselha um uso correcto dos aparelhos de iluminação!

Leia mais

Aula 6 Primeira Lei da Termodinâmica

Aula 6 Primeira Lei da Termodinâmica Aula 6 Prieira Lei da Terodinâica 1. Introdução Coo vios na aula anterior, o calor e o trabalho são foras equivalentes de transferência de energia para dentro ou para fora do sistea. 2. A Energia interna

Leia mais

Telêmetro Digital com Laser Extech DT300

Telêmetro Digital com Laser Extech DT300 Guia do Usuário Telêmetro Digital com Laser Extech DT300 Introdução Parabéns pela sua compra do Telêmetro Digital com Laser Extech Modelo DT300. Este medidor mede a Distância até 50 m (164 ft) e calcula

Leia mais

Aparelho de elevação ABS 5 kn

Aparelho de elevação ABS 5 kn 1 597 0503 PT 01.2013 pt Instruções de ontage e de serviço Tradução das instruções originais www.sulzer.co Instruções de ontage e de serviço Instruções de ontage e de serviço para aparelho de elevação

Leia mais

Manipulação, Armazenamento, Comercialização e Utilização de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP)

Manipulação, Armazenamento, Comercialização e Utilização de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) É ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO DE OPERAÇÕES DE DEFESA CIVIL Departaento de Proteção Contra Incêndio, Explosão e Pânico NORMA TÉCNICA n. 28/2008 Manipulação,

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG.. Cabos Elétricos e Acessórios 02.1. Geral 02.2. Noras 02.3. Escopo de Forneciento 02 T-.1. Tabela 02.4. Características Construtivas 04.4.1. Aplicação 04.4.2. Diensionaento 04.4.3.

Leia mais

Simulado 2 Física AFA/EFOMM 2012. B)30 2 m. D)50 2 m. 1 P r o j e t o F u t u r o M i l i t a r w w w. f u t u r o m i l i t a r. c o m.

Simulado 2 Física AFA/EFOMM 2012. B)30 2 m. D)50 2 m. 1 P r o j e t o F u t u r o M i l i t a r w w w. f u t u r o m i l i t a r. c o m. Prof. André otta - ottabip@hotail.co Siulado 2 Física AFA/EFO 2012 1- Os veículos ostrados na figura desloca-se co velocidades constantes de 20 /s e 12/s e se aproxia de u certo cruzaento. Qual era a distância

Leia mais

Ficha de Dados de Segurança

Ficha de Dados de Segurança Ficha de Dados de Segurança SECÇÃO 1: Identificação da substância/istura e da sociedade/epresa 1.1. Identificador do produto: Tinteiro EPSON T6309 1.2. Utilizações identificadas relevantes da substância

Leia mais

Breve introdução testo 51043

Breve introdução testo 51043 Breve introdução testo 51043 Breve introdução testo 510 de Tampa de protecção: posição de encaixe Conexão do sensor de pressão diferencial Visor Botões de comando Compartimento para as pilhas, ímans de

Leia mais

NPT 024 SISTEMA DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS PARA ÁREAS DE DEPÓSITOS

NPT 024 SISTEMA DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS PARA ÁREAS DE DEPÓSITOS Outubro 2011 Vigência: 08 Janeiro 2012 NPT 024 Sistea de chuveiros autoáticos para áreas de depósitos CORPO DE BOMBEIROS BM/7 Versão: 01 Nora de Procediento Técnico 104páginas SUMÁRIO 1 2 3 4 5 Objetivo

Leia mais

NOVOS PRODUTOS Micrómetro Laser Scan USB com leitor incorporado LSM 5200

NOVOS PRODUTOS Micrómetro Laser Scan USB com leitor incorporado LSM 5200 NOVOS PRODUTOS Micróetro Laser Scan USB co leitor incorporado LSM 5200 Inforação detalhada na página 336. Micróetros Laser Scan Micróetros Laser Unidades de Medição Páginas 333 335 Micróetros Laser LSM

Leia mais

GA-2 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante com dois sensores Instruções de instalação e funcionamento

GA-2 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante com dois sensores Instruções de instalação e funcionamento Labkotec Oy Myllyhaantie 6 FI-33960 PIRKKALA FINLAND Tel: + 358 29 006 260 Fax: + 358 29 006 1260 19.1.2015 Internet: www.labkotec.fi 1/12 GA-2 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante

Leia mais

Lietošanas pamācība Instrukcija Kasutusjuhend IНСТРУКЦIЯ З ЕКСПЛУАТАЦIЇ. ja ko zh cn

Lietošanas pamācība Instrukcija Kasutusjuhend IНСТРУКЦIЯ З ЕКСПЛУАТАЦIЇ. ja ko zh cn PSA100 Bedienungsanleitung Operating instructions Mode d emploi Istruzioni d uso Manual de instrucciones Manual de instruções Gebruiksaanwijzing Brugsanvisning Bruksanvisning Bruksanvisning Käyttöohje

Leia mais

:: Física :: é percorrida antes do acionamento dos freios, a velocidade do automóvel (54 km/h ou 15 m/s) permanece constante.

:: Física :: é percorrida antes do acionamento dos freios, a velocidade do automóvel (54 km/h ou 15 m/s) permanece constante. Questão 01 - Alternativa B :: Física :: Coo a distância d R é percorrida antes do acionaento dos freios, a velocidade do autoóvel (54 k/h ou 15 /s) peranece constante. Então: v = 15 /s t = 4/5 s v = x

Leia mais

BS06 MANUAL DE INSTRUÇÕES MEDIDOR DE NÍVEL SONORO DIGITAL TRT-BA-BS06-TC-001-PT

BS06 MANUAL DE INSTRUÇÕES MEDIDOR DE NÍVEL SONORO DIGITAL TRT-BA-BS06-TC-001-PT BS06 PT MANUAL DE INSTRUÇÕES MEDIDOR DE NÍVEL SONORO DIGITAL TRT-BA-BS06-TC-001-PT Índice Informações sobre as instruções de comando... 1 Informações sobre o aparelho... 1 Dados técnicos... 2 Segurança...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA TRENA DIGITAL POR ULTRASSOM MODELO TN-1070

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA TRENA DIGITAL POR ULTRASSOM MODELO TN-1070 MANUAL DE INSTRUÇÕES DA TRENA DIGITAL POR ULTRASSOM MODELO TN-1070 julho de 2013 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2.

Leia mais

SUNNY CENTRAL. 1 Introdução. Avisos relativos à operação de um gerador fotovoltaico ligado à terra

SUNNY CENTRAL. 1 Introdução. Avisos relativos à operação de um gerador fotovoltaico ligado à terra SUNNY CENTRAL Avisos relativos à operação de um gerador fotovoltaico ligado à terra 1 Introdução Alguns fabricantes de módulos recomendam ou exigem a ligação à terra negativa ou positiva do gerador fotovoltaico

Leia mais

Laser Distancer LD 320. Manual de instruções

Laser Distancer LD 320. Manual de instruções Laser Distancer LD 30 pt Manual de instruções Índice Configuração do instrumento - - - - - - - - - - - Introdução - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Apresentação geral - - -

Leia mais

BS 29. Beurer GmbH Söflinger Str. 218 89077 Ulm (Germany) Tel. +49 (0) 731 / 39 89-144 Fax: +49 (0) 731 / 39 89-255 www.beurer.de Mail: kd@beurer.

BS 29. Beurer GmbH Söflinger Str. 218 89077 Ulm (Germany) Tel. +49 (0) 731 / 39 89-144 Fax: +49 (0) 731 / 39 89-255 www.beurer.de Mail: kd@beurer. BS 29 P P Espelho de bolso iluminado Instruções de utilização Beurer GmbH Söflinger Str. 218 89077 Ulm (Germany) Tel. +49 (0) 731 / 39 89-144 Fax: +49 (0) 731 / 39 89-255 www.beurer.de Mail: kd@beurer.de

Leia mais

Medidor de distância a laser Manual de instruções

Medidor de distância a laser Manual de instruções Medidor de distância a laser Manual de instruções 1. Segurança 1) Leia este Manual de Instruções cuidadosamente antes de colocar o aparelho em uso. 2) Este é um produto Laser Classe II; não olhe diretamente

Leia mais

PORTUGUÊS. Mesa Digitalizadora. Manual do Utilizador. Windows 2000 / XP / Vista

PORTUGUÊS. Mesa Digitalizadora. Manual do Utilizador. Windows 2000 / XP / Vista Mesa Digitalizadora Manual do Utilizador Windows 2000 / XP / Vista 1 I. Informação Geral 1. Visão Geral Bem-vindo ao mundo das canetas digitais! Irá descobrir que é muito fácil controlar o seu computador

Leia mais

Prismas, Cubos e Paralelepípedos

Prismas, Cubos e Paralelepípedos Prisas, Cubos e Paralelepípedos 1 (Ufpa 01) Ua indústria de cerâica localizada no unicípio de São Miguel do Guaá no estado do Pará fabrica tijolos de argila (barro) destinados à construção civil Os tijolos

Leia mais

Leica DISTO A2. The original laser distance meter

Leica DISTO A2. The original laser distance meter Leica DISTO A2 The original laser distance meter Manual de Operação Português Os nossos parabéns pela sua aquisição de um Leica DISTO. As instruções de segurança encontram-se em publicação separada,

Leia mais

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter Powerline Adapter Note! Não expor o Powerline Adapter a temperaturas extremas. Não deixar o dispositivo sob a luz solar directa ou próximo a elementos aquecidos. Não usar o Powerline Adapter em ambientes

Leia mais

TAQUÍMETRO ÓPTICO E DE CONTACTO MODELO MULTIMETRIX RPM

TAQUÍMETRO ÓPTICO E DE CONTACTO MODELO MULTIMETRIX RPM TAQUÍMETRO ÓPTICO E DE CONTACTO MODELO MULTIMETRIX RPM 82 MANUAL DE UTILIZAÇÃO J. ROMA, Lda. INSTRUÇÕES GERAIS Introdução Felicitações por adquirir este taquímetro. Este taquímetro é muito fácil de usar,

Leia mais

TS1401-1. Manual do Utilizador Português

TS1401-1. Manual do Utilizador Português TS1401-1 Manual do Utilizador Português Conteúdo 1. Especificação... 3 2. Iniciar... 5 2.1. Lista de peças... 5 2.2. Precauções... 5 2.3. Instalar a bateria... 6 3. Instruções de funcionamento... 6 3.1.

Leia mais

3.3. O Ensaio de Tração

3.3. O Ensaio de Tração Capítulo 3 - Resistência dos Materiais 3.1. Definição Resistência dos Materiais é u rao da Mecânica plicada que estuda o coportaento dos sólidos quando estão sujeitos a diferentes tipos de carregaento.

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Teste para LAN 2 em 1

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Teste para LAN 2 em 1 MANUAL DE INSTRUÇÕES Teste para LAN 2 em 1 ÍNDICE Introdução Características Precauções de segurança Descrição do medidor Especificações eléctricas Funcionamento Escala automática Cabo de teste INTRODUÇÃO

Leia mais

EM398x-R1 UPS 600-1000-1600VA

EM398x-R1 UPS 600-1000-1600VA EM398x-R1 UPS 600-1000-1600VA EM398X-R1 - UPS 600-1000-1600VA 2 PORTUGUÊS Índice 1.0 Introdução... 2 1.1 Funções e funcionalidades... 2 1.2 Conteúdo da embalagem... 3 1.3 Ligar a UPS... 3 2.0 Software

Leia mais

Smartphone 5 IPS Quad Core

Smartphone 5 IPS Quad Core Smartphone 5 IPS Quad Core GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO PRIMEIROS PASSOS Instalando o cartão SIM e a bateria Desligue o telemóvel completamente. Retire a tampa traseira. Insira o cartão SIM no slot do cartão

Leia mais

TECHCONNECT TC2 VGATP MANUAL DO UTILIZADOR

TECHCONNECT TC2 VGATP MANUAL DO UTILIZADOR TECHCONNECT TC2 VGATP MANUAL DO UTILIZADOR www.visionaudiovisual.com/techconnect/tc2_vgatp 1 DECLARAÇÃO DE CONFORMIDADE Quando aplicável, os produtos Vision são certificados e cumprem todos os regulamentos

Leia mais

CALORIMETRIA. Relatório de Física Experimental III 2004/2005. Engenharia Física Tecnológica

CALORIMETRIA. Relatório de Física Experimental III 2004/2005. Engenharia Física Tecnológica Relatório de Física Experiental III 4/5 Engenharia Física ecnológica ALORIMERIA rabalho realizado por: Ricardo Figueira, nº53755; André unha, nº53757 iago Marques, nº53775 Grupo ; 3ªfeira 6-h Lisboa, 6

Leia mais

Versão: Óptica MANUAL COMPLETO

Versão: Óptica MANUAL COMPLETO Versão: Óptica MANUAL COMPLETO Setembro 2015 (em Português), EnergyOT Versão Óptico 1.0 Desenvolvido e fabricado pela Genoa Spark, lda Fabricado em Portugal As especificações estão sujeitas a alterações

Leia mais

Manual de instalação e configuração da Magic Key

Manual de instalação e configuração da Magic Key Manual de instalação e configuração da Magic Key Índice 1. Instalação física dos componentes... 1 1.1. Instalação da câmara... 1 1.2. Instalação dos infravermelhos... 2 1.3. Posicionamento do utilizador...

Leia mais

Curso Profissional de Técnico de Energias Renováveis 1º ano. Módulo Q 2 Soluções.

Curso Profissional de Técnico de Energias Renováveis 1º ano. Módulo Q 2 Soluções. Curso Profissional de Técnico de Energias Renováveis 1º ano Docuento de apoio Módulo Q 2 Soluções. 1. Dispersões 1.1. Disperso e dispersante Dispersão Ua dispersão é ua istura de duas ou ais substâncias,

Leia mais

Referência do modelo 3. Especificações 4. Antes de usar 5, 6. Peças e acessórios 7

Referência do modelo 3. Especificações 4. Antes de usar 5, 6. Peças e acessórios 7 Página Referência do modelo 3 Especificações 4 Antes de usar 5, 6 Peças e acessórios 7 Instalação 8, 9 Modo de operação para modelos mecânicos Modo de operação para modelos electrónicos 10, 11 12, 13 Drenagem

Leia mais

404 CAMCORDER CAMCORDER E CÂMARA FOTOGRÁFICA

404 CAMCORDER CAMCORDER E CÂMARA FOTOGRÁFICA POrtuguês Portuguese 404 CAMCORDER CAMCORDER E CÂMARA FOTOGRÁFICA Suplemento do Manual do Utilizador do ARCHOS 404 Versão 1.1 Visite o site www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente

Leia mais

1ª LISTA DE DINÂMICA E ESTÁTICA. está inicialmente em repouso nas coordenadas 2,00 m, 4,00 m. (a) Quais são as componentes da

1ª LISTA DE DINÂMICA E ESTÁTICA. está inicialmente em repouso nas coordenadas 2,00 m, 4,00 m. (a) Quais são as componentes da Universidade do Estado da Bahia UNEB Departaento de Ciências Exatas e da Terra DCET I Curso de Engenharia de Produção Civil Disciplina: Física Geral e Experiental I Prof.: Paulo Raos 1 1ª LISTA DE DINÂMICA

Leia mais

04/2014. Mod: MICRON-48/B. Production code: UPD80 Black

04/2014. Mod: MICRON-48/B. Production code: UPD80 Black 04/2014 Mod: MICRON-48/B Production code: UPD80 Black Model: UPD60-UPD80 Manual de instrucción PT 280-120424 1 PT Instruções importantes de segurança 1. Para se obter uma utilização plena desta arca vertical,

Leia mais

Kit de Carregador de Bicicleta Nokia. Edição 3.0

Kit de Carregador de Bicicleta Nokia. Edição 3.0 Kit de Carregador de Bicicleta Nokia 2 3 6 1 4 5 8 7 9 10 11 Edição 3.0 12 13 15 14 16 17 18 20 19 21 22 PORTUGUÊS 2010 Nokia. Todos os direitos reservados. Introdução Com o Kit de Carregador de Bicicleta

Leia mais

Manual de Montagem e Utilização Conforme EN 131-3: 2007 (D)

Manual de Montagem e Utilização Conforme EN 131-3: 2007 (D) Manual de Montagem e Utilização Conforme EN 131-3: 2007 (D) Escadas Simples? Escadotes? Escadas Duplas e Triplas Escadas Telescópicas? Torres Multiusos Indice 1. Introdução 2. Informação para o Utilização

Leia mais

Construção de um sistema de Realidade Virtual (1 a Parte) O Engine Físico

Construção de um sistema de Realidade Virtual (1 a Parte) O Engine Físico Construção de u sistea de Realidade Virtual (1 a Parte) O Engine Físico Roberto Scalco, Fabrício Martins Pedroso, Jorge Tressino Rua, Ricardo Del Roio, Wellington Francisco Centro Universitário do Instituto

Leia mais

Sensor de Passada Polar S1 Manual do Utilizador

Sensor de Passada Polar S1 Manual do Utilizador Sensor de Passada Polar S1 Manual do Utilizador 1. 2. 3. 4. 5. 6. Parabéns! O Sensor de Passada S1 é a melhor opção para medir a velocidade/ritmo e a distância enquanto corre. Transmite à unidade de pulso

Leia mais

PRO V2 A-105. Manuel (PT)

PRO V2 A-105. Manuel (PT) PRO V2 A-105 Manuel (PT) 2 PRO V2 A-105 Conexão dos captores Parte traseira: Magnético/Infra-vermelhos Temperatura 1 Pilha (Tipo: CR2450) RPM (Alta sensibilidade) RPM (Normal) Para substituir a pilha 3

Leia mais

Método Simbólico. Versus. Método Diagramas de Euler. Diagramas de Venn

Método Simbólico. Versus. Método Diagramas de Euler. Diagramas de Venn IV Método Sibólico Versus Método Diagraas de Euler E Diagraas de Venn - 124 - Método Sibólico Versus Método Diagraas de Euler e Diagraas de Venn Para eplicar o que é o Método Sibólico e e que aspecto difere

Leia mais

Fechadura de códigos por Impressão Digital. Manual de instalação e utilização

Fechadura de códigos por Impressão Digital. Manual de instalação e utilização Fechadura de códigos por Impressão Digital Manual de instalação e utilização CARACTERÍSTICAS SUMÁRIO CARACTERÍSTICAS ---------------------------------------------------------------------- P2 COMPONENTES,

Leia mais

Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800. Manual do Usuário

Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800. Manual do Usuário Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800 Manual do Usuário 1. Sumário O novo estilo de Verificador de Resistência de Isolamento Analógico é IT801A. Seu design é moderno e conta com

Leia mais

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter Powerline Adapter Note! Não expor o Powerline Adapter a temperaturas extremas. Não deixar o dispositivo sob a luz solar directa ou próximo a elementos aquecidos. Não usar o Powerline Adapter em ambientes

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Colectores planos Suporte de instalação 6 720 643 442 (2010/03) PT 6720616592.00-1.SD Indice Indice 1 Esclarecimento dos símbolos e indicações de segurança...............................

Leia mais

DATA LOGGER PARA REGISTO DE TEMPERATURAS COM LIGAÇÃO USB

DATA LOGGER PARA REGISTO DE TEMPERATURAS COM LIGAÇÃO USB DATA LOGGER PARA REGISTO DE TEMPERATURAS COM LIGAÇÃO USB AVISO PRÉVIO A partir de 1 de Janeiro de 2014 os data loggers deixam de ser fornecidos com CD-ROM com software. O software continua a ser gratuito

Leia mais

ecotec pro O futuro é Vaillant Vaillant, especialistas em Condensação www.vaillant.pt info@vaillant.pt

ecotec pro O futuro é Vaillant Vaillant, especialistas em Condensação www.vaillant.pt info@vaillant.pt O futuro é Vaillant Vaillant, especialistas e Condensação ecotec pro www.vaillant.pt info@vaillant.pt Caldeira ural ista de condensação, co pré-aqueciento de A.Q.S. Vaillant Group International GbH Berghauser

Leia mais

Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação

Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação Características Quatro zonas com capacidade de teste/isolamento. Dois circuitos de alarme com possibilidade de isolamento. Fonte de alimentação

Leia mais

power one pocketcharger

power one pocketcharger P power one pocketcharger Volume de fornecimento 1 x carregador para power one pocketcharger 1 x conjunto de aplicações de compartimento das pilhas, para os tamanhos 13, 312 e 10, com código de cores 1

Leia mais

Capítulo VII. Por Sérgio Feitoza Costa*

Capítulo VII. Por Sérgio Feitoza Costa* 44 Equipaentos para subestações de T&D Capítulo VII Distâncias de segurança de subestações e sisteas de proteção contra incêndios e subestações Este fascículo ve apresentando conceitos de engenharia para

Leia mais

Centro Universitário Anchieta Engenharia Química Físico Química I Prof. Vanderlei I Paula Nome: R.A. Gabarito 4 a lista de exercícios

Centro Universitário Anchieta Engenharia Química Físico Química I Prof. Vanderlei I Paula Nome: R.A. Gabarito 4 a lista de exercícios Engenharia Quíica Físico Quíica I. O abaixaento da pressão de vapor do solvente e soluções não eletrolíticas pode ser estudadas pela Lei de Raoult: P X P, onde P é a pressão de vapor do solvente na solução,

Leia mais

Perguntas Frequentes para o Transformer TF201

Perguntas Frequentes para o Transformer TF201 Perguntas Frequentes para o Transformer TF201 PG7211 Gerir ficheiros... 2 Como acedo aos meus dados armazenados no cartão microsd, SD e dispositivo USB?... 2 Como movo o ficheiro seleccionado para outra

Leia mais

Balança Digital Para Uso Pessoal

Balança Digital Para Uso Pessoal Balança Digital Para Uso Pessoal Modelo Glass 8 Leia este Manual de Instruções antes de utilizar a sua Balança Digital para uso pessoal G-Tech Glass 8 MANUAL Modelo da Bateria Uma bateria de lítio de 3V

Leia mais

Tubos Jaquetados e com Isolamento

Tubos Jaquetados e com Isolamento www.swagelok.co s Jaquetas e co Isolaento Características Disponíveis nos taanhos 1/4" a " e 6 a 12 e aço inoxidável 316/316L e cobre s e aço inoxidável co e se costura Jaqueta e PVC para baixa teperatura

Leia mais

MANUAL DE CONSULTA RÁPIDA DO NOKIA MODEM OPTIONS. Copyright 2003 Nokia. Todos os direitos reservados 9356515 Issue 1

MANUAL DE CONSULTA RÁPIDA DO NOKIA MODEM OPTIONS. Copyright 2003 Nokia. Todos os direitos reservados 9356515 Issue 1 MANUAL DE CONSULTA RÁPIDA DO NOKIA MODEM OPTIONS Copyright 2003 Nokia. Todos os direitos reservados 9356515 Issue 1 Índice 1. INTRODUÇÃO...1 2. INSTALAR O NOKIA MODEM OPTIONS...1 3. LIGAR O NOKIA 6600

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES ASPIRADOR DE PÓ 800 W COM CABO TELESCÓPICO Equipamento somente para uso doméstico. Obrigado por escolher um produto com a marca Tramontina. Por favor, leia o Manual de Instruções por

Leia mais

Sistema de Medição. Hilti. Melhor performance. Maior durabilidade. Sistemas de Medição. Sistemas de Medição. Medidores Laser. Lasers Multidirecionais

Sistema de Medição. Hilti. Melhor performance. Maior durabilidade. Sistemas de Medição. Sistemas de Medição. Medidores Laser. Lasers Multidirecionais Serviço de calibração Página 6 Sistema Pulse Power Página 7 Medidores PD 40 PD 4 Página 8 Página 9 Página 30 Página 31 s Multidirecionais PML 4 Página 3 Página 33 Página 34 Página 35 Página 36 s Rotatórios

Leia mais

Campo de medição: Segurança: Manual de Instruções

Campo de medição: Segurança: Manual de Instruções SAEP067 - Termómetro Profissional de infravermelhos com mira laser Manual de Instruções Características: - Medições precisas, sem necessidade de contacto - Mira laser incorporada - Botão para mudança entre

Leia mais

Instruções de utilização do portal Web da Visteon

Instruções de utilização do portal Web da Visteon FORD MOTOR COMPANY LIMITED Issued by European Warranty Operations Ford Customer Service Division Instruções de utilização do portal Web da Visteon 1. Entrar Na janela de endereço no seu browser da internet,

Leia mais

CR-718 B R U K S A N V I S N I N G M O D E D E M P L O I MANUAL DE INSTRUÇÕES INSTRUCCIONES DE U SO K Ä Y T T Ö O H J E E T GEBRUIKERSHANDLEIDING

CR-718 B R U K S A N V I S N I N G M O D E D E M P L O I MANUAL DE INSTRUÇÕES INSTRUCCIONES DE U SO K Ä Y T T Ö O H J E E T GEBRUIKERSHANDLEIDING CR-718 I N S T R U C T I O N M A N U A L B R U K S A N V I S N I N G B E T J E N I N G S V E J L E D N I N G B E D I E N U N G S A N L E I T U N G M O D E D E M P L O I MANUAL DE INSTRUÇÕES INSTRUCCIONES

Leia mais

Versão Portuguesa. introdução. Conteúdo da embalagem. Ligações. Placa de som USB externa SC016 Sweex 7.1

Versão Portuguesa. introdução. Conteúdo da embalagem. Ligações. Placa de som USB externa SC016 Sweex 7.1 S P E A K E R S Versão Portuguesa Placa de som USB externa SC016 Sweex 7.1 introdução Não exponha a placa de som USB externa Sweex 7.1 a temperaturas extremas. Não coloque o dispositivo sob luz solar directa

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA TRENA DIGITAL A LASER MODELO TN-1150

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA TRENA DIGITAL A LASER MODELO TN-1150 MANUAL DE INSTRUÇÕES DA TRENA DIGITAL A LASER MODELO TN-1150 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do aparelho ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

Guia do Usuário. Medidor de Distância Ultra-sônico. Extech DT100

Guia do Usuário. Medidor de Distância Ultra-sônico. Extech DT100 Guia do Usuário Medidor de Distância Ultra-sônico Extech DT100 Introdução Parabéns pela sua compra do Medidor de Distância Ultra-sônico Extech Modelo DT100. Este medidor mede distâncias até 15m (50 pés),

Leia mais

Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização!

Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização! Manual de instalação e utilização Esquentadores a gás minimaxx WRD 11-2.B.. WRD 14-2.B.. WRD 18-2.B.. Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones

MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones º 18 0 MEDIDOR ANGULAR LASER Laser Liner Meter Medidor Angular Laser MLL-102 *Imagem meramente ilustrativa. Only illustrative image. Imagen meramente ilustrativa. MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa E. alternativa A. gasto pela pedra, entre a janela do 12 o piso e a do piso térreo, é aproximadamente:

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa E. alternativa A. gasto pela pedra, entre a janela do 12 o piso e a do piso térreo, é aproximadamente: Questão 46 gasto pela pedra, entre a janela do 1 o piso e a do piso térreo, é aproxiadaente: A figura ostra, e deterinado instante, dois carros A e B e oviento retilíneo unifore. O carro A, co velocidade

Leia mais

Manual de instruções para carregadores de acumuladores. utilizados para carregar acumuladores de cadeiras de rodas e scooters

Manual de instruções para carregadores de acumuladores. utilizados para carregar acumuladores de cadeiras de rodas e scooters Manual de instruções para carregadores de acumuladores CCC 405 e CCC 410 24V/5A 24V/10A utilizados para carregar acumuladores de cadeiras de rodas e scooters Certified to EN60601-1 3 rd ed. Em conformidade

Leia mais

CELSIUSNEXT WTD 24 AM E23 WTD 24 AM E31. Manual de instalação e utilização

CELSIUSNEXT WTD 24 AM E23 WTD 24 AM E31. Manual de instalação e utilização Manual de instalação e utilização CELSIUSNEXT 6720608913-00.1AL WTD 24 AM E23 WTD 24 AM E31 Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler

Leia mais

No sentido inverso ao da marcha. Altura 61-105 cm. Peso máximo 18 kg. UN regulation no. R129 i-size. Idade 6m-4a

No sentido inverso ao da marcha. Altura 61-105 cm. Peso máximo 18 kg. UN regulation no. R129 i-size. Idade 6m-4a 1 23 2 4 3 Manual de utilização 5 6 7 24 26 8 9 10 11 12 13 14 No sentido inverso ao da marcha Altura 61-105 cm 16 17 18 20 25 Peso máximo 18 kg 15 19 Idade 6m-4a UN regulation no. R129 i-size 21 22 27

Leia mais

Transformadores e bobinas de alta frequência

Transformadores e bobinas de alta frequência Transforadores e bobinas de alta frequência 007 Profª Beatriz Vieira Borges 1 Transforadores e bobinas de alta frequência ideal v 1 v úcleo de ferrite i 1 i + + v 1 v - - v 1 1 1 v i 1 i 007 Profª Beatriz

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO. Scanner Térmico IR. Modelo IRT500

GUIA DO USUÁRIO. Scanner Térmico IR. Modelo IRT500 GUIA DO USUÁRIO Scanner Térmico IR Modelo IRT500 Introdução Obrigado por escolher o Extech Model IRT500. O IRT500 Laser Duplo que Scanner Térmico de IR é projetado com um laser duplo, um alarme audível/visual,

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO. Termômetro para Alimentos Digital Modelo TM55. Introdução. Características

GUIA DO USUÁRIO. Termômetro para Alimentos Digital Modelo TM55. Introdução. Características GUIA DO USUÁRIO Termômetro para Alimentos Digital Modelo TM55 Introdução Obrigada por escolher o Modelo TM55 da Extech Instruments. O TM55 é certificado NFS para a medição da temperatura de líquidos, massas

Leia mais

no sentido da marcha Manual de utilização Grupo Peso Idade 1 9-18 kg 9m-4a

no sentido da marcha Manual de utilização Grupo Peso Idade 1 9-18 kg 9m-4a no sentido da marcha Manual de utilização ECE R44 04 Grupo Peso Idade 1 9-18 kg 9m-4a 1 Obrigado por escolher Besafe izi Comfort. A BeSafe desenvolveu esta cadeira com muito cuidado, para proteger a sua

Leia mais

V-ZUG Ltd. Exaustor DW-E. Manual de instruções

V-ZUG Ltd. Exaustor DW-E. Manual de instruções V-ZUG Ltd Exaustor DW-E Manual de instruções Muito obrigado por ter optado pela aquisição de um dos nossos produtos. O aparelho satisfaz elevadas exigências e o seu manuseamento é simples. Todavia, leia

Leia mais

www.gardipool.be O conceito único em piscinas de madeira

www.gardipool.be O conceito único em piscinas de madeira www.gardipool.be O conceito único e piscinas de adeira 2 GardiPool é u conceito único e piscinas baseado nos nossos anos de experiência na indústria adeireira. É u produto totalente integrado desde a árvore

Leia mais

RUGOSÍMETRO DE SUPERFÍCIE ITRPSD-100

RUGOSÍMETRO DE SUPERFÍCIE ITRPSD-100 RUGOSÍMETRO DE SUPERFÍCIE ITRPSD-100 1. Introdução Geral O rugosímetro de superfície TIME TR100/TR101 é uma nova geração de produto desenvolvido por TIME Group Inc. Tem como características uma maior

Leia mais

Manual do Utilizador do Nokia Bluetooth Headset BH-112

Manual do Utilizador do Nokia Bluetooth Headset BH-112 Manual do Utilizador do Nokia Bluetooth Headset BH-112 Edição 1.1 2 Introdução Acerca do auricular Com o auricular Bluetooth Nokia BH-112 pode gerir chamadas no modo mãos-livres, mesmo quando está a utilizar

Leia mais

Projetos de Redes Aéreas Urbanas de Distribuição de Energia Elétrica

Projetos de Redes Aéreas Urbanas de Distribuição de Energia Elétrica Projetos de Redes Aéreas Urbanas de Distribuição Revisão 05 07/2015 NORMA ND.22 ELEKTRO Eletricidade e Serviços S.A. Diretoria de Operações Gerência Executiva de Engenharia, Planejaento e Operação Rua

Leia mais

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA [M01 29032010] 1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA É muito importante que você leia atentamente todas as instruções contidas neste manual antes de utilizar o produto, pois elas garantirão segurança na

Leia mais

Building Services. Circuladores para sistemas de aquecimento, sanitários e refrigeração Série ECOCIRC TLC FLC

Building Services. Circuladores para sistemas de aquecimento, sanitários e refrigeração Série ECOCIRC TLC FLC Circuladores para sisteas de aqueciento, sanitários e refrigeração Série ECOCIRC TLC FLC Série Ecocirc TLC FLC O otivo da escolha A vasta gaa de circuladores da ITT Lowara é a sua prieira escolha devido

Leia mais

THERMOCUT 230/E. Instruções de Serviço

THERMOCUT 230/E. Instruções de Serviço Instruções de Serviço PT CARO CLIENTE! Para poder manusear o aparelho cortador de arame quente THERMOCUT da PROXXON em segurança e de acordo com as regras de funcionamento, solicitamos-lhe que leia atentamente

Leia mais

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO ANTES DE UTILIZAR A PLACA DE FOGÃO SUGESTÕES PARA A PROTECÇÃO DO AMBIENTE PRECAUÇÕES E RECOMENDAÇÕES GERAIS SUGESTÕES PARA POUPANÇA DE ENERGIA CUIDADOS E MANUTENÇÃO GUIA PARA RESOLUÇÃO

Leia mais

Centronic MemoControl MC441-II

Centronic MemoControl MC441-II Centronic MemoControl MC441-II pt Instruções de montagem e utilização do emissor portátil com função de memória Informações importantes para: o instalador / o electricista especializado / o utilizador

Leia mais

PUPILOMETRO GR-4. w w w. m e l l o i n d u s t r i a l. c o m. b r

PUPILOMETRO GR-4. w w w. m e l l o i n d u s t r i a l. c o m. b r PUPILOMETRO GR-4 *O Pupilometro é um instrumento digital de precisão óptica usado para medir a distancia pupilar. *Este equipamento foi desenvolvido cientificamente integrando tecnologia, mecanismos, eletricidade

Leia mais

OPAL. Manual do Utilizador AMPLIADOR PORTÁTIL. (ref. 5010) Freedom Scientific

OPAL. Manual do Utilizador AMPLIADOR PORTÁTIL. (ref. 5010) Freedom Scientific OPAL AMPLIADOR PORTÁTIL Manual do Utilizador (ref. 5010) Freedom Scientific Setembro de 2006 Introdução Parabéns por ter adquirido o OPAL TM! O OPAL é um sistema de ampliação vídeo portátil que lhe permite

Leia mais

RESOLUÇÃO DAS QUESTÔES DE MATEMÁTICA DO VESTIBULAR DA UNICAMP 2006. 1 POR PROFESSORA MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA.

RESOLUÇÃO DAS QUESTÔES DE MATEMÁTICA DO VESTIBULAR DA UNICAMP 2006. 1 POR PROFESSORA MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA. RESOLUÇÃO DAS QUESTÔES DE MATEMÁTICA DO VESTIBULAR DA UNICAMP 006. POR PROFESSORA MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA. 5. O gráfico ao lado ostra o total de acidentes de trânsito na cidade de Capinas e o total de

Leia mais

Moldura Digital para Fotografias

Moldura Digital para Fotografias DENVER DPF 741 Manual do Utilizador Moldura Digital para Fotografias ATENÇÃO O cabo de alimentação com adaptador/dispositivo para desligar o aparelho deve estar facilmente acessível e deve poder ser desligado

Leia mais

Auricular Bluetooth Nokia BH-102 9207246/33

Auricular Bluetooth Nokia BH-102 9207246/33 Auricular Bluetooth Nokia BH-102 1 2 3 4 45 46 7 8 10 119 9207246/33 DECLARAÇÃO DE CONFORMIDADE NOKIA CORPORATION declara que este produto HS-107W está conforme com os requisitos essenciais e outras disposições

Leia mais