Nós cooperamos para o seu projeto ganhar vida. E juntos, transformamos a vida de muitas pessoas.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Nós cooperamos para o seu projeto ganhar vida. E juntos, transformamos a vida de muitas pessoas."

Transcrição

1 Nós cooperamos para o seu projeto ganhar vida. E juntos, transformamos a vida de muitas pessoas. Conheça o Fundo Filantrópico Sicredi Vale do Taquari RS

2 Fundo Filantrópico Sicredi Vale do Taquari RS. A gente acredita que com a força da nossa união, podemos fazer a diferença na vida das pessoas, na nossa comunidade e no mundo. Por isso, criamos um Fundo Filantrópico para apoiar os projetos culturais/sociais da nossa comunidade. Se você faz parte de uma instituição juridica sem fins lucrativos, basta enviar seu projeto para avaliação e contribuir com uma sociedade mais justa e consciente. Juntos, podemos transformar a vida de muitas pessoas. para inscrições: Confira os prazos e participe: Inscrição de projetos: de 1º/05 a 30/06 Seleção de projetos: de 1º a 31/07 Divulgação de projetos selecionados: de 1º a 15/08

3 Saiba mais sobre a gente Somos a Sicredi Vale do Taquari RS, uma das 118 cooperativas que integram o Sicredi, a primeira instituição financeira cooperativa do Brasil. Com 111 anos de história e mais de 50 mil associados, a Sicredi Vale do Taquari tem tudo para cooperar com a sua vida financeira: conta-corrente, crédito, cartões, poupança, investimentos, previdência, seguros e muito mais. Mas de um jeito bem diferente. Mais colaborativo. Os associados são donos do negócio, participando ativamente das decisões e dos resultados. Afinal, a vida compartilhada e coletiva que vivemos pede uma instituição financeira mais sustentável, humana e justa. Se você não é associado, abra uma conta e venha crescer com a gente.

4 Confira o regulamento do Fundo Filantrópico Sicredi Vale do Taquari RS e envie seu projeto para a gente. CAPÍTULO I Do Objeto Art. 1º O Fundo Filantrópico tem o objetivo de apoiar projetos culturais/sociais na área de ação da Sicredi Vale do Taquari RS. CAPÍTULO II Dos Recursos Art. 2º O Fundo Filantrópico será formado por 2% das sobras líquidas da cooperativa, apurados após o encerramento do exercício social. Parágrafo Único: O Fundo Filantrópico poderá receber doações. Art. 3º Os valores destinados ao Fundo Filantrópico serão rateados entre as Agências na proporção das suas respetivas sobras e do número de seus Associados, sendo 50% proporcional ao número de associados da agência e 50% proporcional às sobras líquidas. Parágrafo Único: A agência que não gerar sobras receberá valores proporcionalmente à quantidade de Associados. CAPÍTULO III Dos Projetos Apoiados Art. 4º O Fundo Filantrópico não será utilizado para patrocínios e/ou eventos. 1º Considera-se patrocínio: troca de contribuição financeira por divulgação publicitária da marca e seus P&S, mídia em jornal e rádio e brindes. 2º Considera-se evento: festas jovens, festas e eventos da comunidade, campeonatos esportivos, feiras municipais e regionais, palestras, seminários, congressos. Art. 5º Poderão ser apoiados: I Projetos: ampliação do acervo de bibliotecas, projetos envolvendo portadores de necessidades especiais, meio ambiente/sustentabilidade, inclusão social, educação financeira, creches, escolas, cooperativas escolares.

5 II - Projetos Culturais: folclore, música, teatro. III - Projetos Esportivos: desde que destinados à inclusão social de crianças e jovens. IV Projetos: desde que destinados a auxiliar a comunidade. CAPÍTULO IV Das Entidades Parceiras Art. 6º Poderão receber recursos do Fundo Filantrópico pessoas jurídicas sem fins lucrativos, legalmente constituídas, que tenham projeto aprovado pela Sicredi Vale do Taquari RS. Art. 7º O repasse de valores somente será distribuido para entidade associada na Sicredi Vale do Taquari RS e/ou Bansicredi desde que possua movimentação financeira regular. CAPÍTULO V Das Formas de Encaminhamento e Aprovação Art. 8º As entidades que desejarem receber apoio financeiro da Sicredi Vale do Taquari RS deverão inscrever seu projeto através do preenchimento do formulário padrão (documento anexo a este regulamento) e encaminhá-lo para o coop0179_ 1º Os projetos encaminhados após o mês de setembro serão apreciados no ano subsequente, sendo que no ano de 2017 os projetos deverão ser encaminhados até junho. 2º Os projetos que não forem encaminhados no formato especificado no caput deste artigo serão desconsiderados. Art. 9º Os projetos serão avaliados por um comitê composto pelo Presidente, pelo Diretor Executivo, pelo Gerente da respectiva Agência e pelo Assessor de Comunicação /Programas Sociais. CAPÍTULO VI Da Comprovação de Recebimento e da Comprovação dos Investimentos Art. 10 A comprovação do recebimento dos recursos será feita por meio de recibo assinado pelo representante legal da entidade, em evento específico. Art. 11 Caberá ao gerente da agência e ao Assessor de Comunicação/Programas Sociais visitar os projetos para verificação da correta aplicação dos recursos.

6 CAPÍTULO VII Da Utilização dos recursos Art. 12 Os recursos destinados às agências que não forem utilizados retornarão para conta do Fundo Filantrópico e poderão ser utilizados em outros projetos, a critério do Comitê de Avaliação. CAPÍTULO VIII Da Divulgação do Fundo Art. 13 O Fundo Filantrópico será divulgado nas Assembleias de Núcleos, em eventos e na página da Cooperativa no Facebook. CAPÍTULO IX Da Autorização Art. 14 Os projetos inscritos vincularão as respectivas entidades, as quais autorizam de pleno direito a divulgação de seu nome e de imagens, por qualquer meio, bem como do projeto e de qualquer material. CAPÍTULO X Da Vigência do Fundo Filantrópico Art. 15 O Fundo Filantrópico vigerá por tempo indeterminado, a partir da data da Assembleia Geral que o criou. CAPÍTULO XI Disposições Finais Art. 16 O Conselho de Administração da Cooperativa fica autorizado a promover alterações no presente regulamento. Art. 17 As ações de que tratam o presente regulamento e que estejam em execução, continuarão recebendo aportes sem necessidade de apresentação de projeto, e deverão realizar prestação de contas anual para cooperativa.

7

8 SAC Sicredi / Deficientes Auditivos ou de Fala Ouvidoria Sicredi sicredi.com.br

Regulamento do Fundo Social. Sicredi Ouro Verde MT

Regulamento do Fundo Social. Sicredi Ouro Verde MT Regulamento do Fundo Social Área Responsável Gerência de Relacionamento / Diretoria Executiva Substitui e revoga Versão: 1.0 Abrangência Externo Período de Vigência De: 2017 Sumário 1 INTRODUÇÃO... 3 2

Leia mais

Regulamento do Fundo Social da Sicredi Noroeste RS

Regulamento do Fundo Social da Sicredi Noroeste RS A Assembleia Geral Ordinária, de 12 de abril de 2017, amparada pelas assembleias de núcleos, aprovou a criação do Fundo Social, que observará as definições contidas neste regulamento. a) Objetivo do Fundo

Leia mais

Gincana Mochila Cheia ª EDIÇÃO

Gincana Mochila Cheia ª EDIÇÃO Gincana Mochila Cheia 2017-6ª EDIÇÃO Evento de cunho social promovido pelos Voluntários Vale São Luís. I - Participantes: Poderão participar da Gincana todos as pessoas que desejarem ajudar, colaborar

Leia mais

Município de Taquari Estado do Rio Grande do Sul

Município de Taquari Estado do Rio Grande do Sul Lei nº. 3.973, de 30 de janeiro de 2017. Dispõe sobre a destinação e o recebimento de patrocínio pelo Poder Público a eventos realizados no território do Município, e Uniformes de uso diário e esportivos,

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO REVELANDO GIGANTES UniSigma Consultoria

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO REVELANDO GIGANTES UniSigma Consultoria EDITAL DE PROCESSO SELETIVO REVELANDO GIGANTES UniSigma Consultoria I CONSIDERAÇÕES INICIAIS A Empresa UniSigma Consultoria, instituição sem fins lucrativos, formada exclusivamente por alunos do Instituto

Leia mais

REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO DA PRIMEIRA EDIÇÃO DO PROGRAMA ADVOGADO EMPREENDEDOR 1º SEMESTRE/2016

REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO DA PRIMEIRA EDIÇÃO DO PROGRAMA ADVOGADO EMPREENDEDOR 1º SEMESTRE/2016 Subl REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO DA PRIMEIRA EDIÇÃO DO PROGRAMA ADVOGADO EMPREENDEDOR 1º SEMESTRE/2016 I- APRESENTAÇÃO E OBJETIVO 1.1. O Programa ADVOGADO EMPREENDEDOR é promovido pelo Centro Universitário

Leia mais

DIA DO VOLUNTARIADO EDITAL PARA SELEÇÃO DE INSTITUIÇÕES SOCIAIS PARA O 19º DIA DO VOLUNTARIADO. REV.: 04 Pág.: 1 de 7. Data Emissão 12/06/2017

DIA DO VOLUNTARIADO EDITAL PARA SELEÇÃO DE INSTITUIÇÕES SOCIAIS PARA O 19º DIA DO VOLUNTARIADO. REV.: 04 Pág.: 1 de 7. Data Emissão 12/06/2017 REV.: 04 Pág.: 1 de 7 A Manaus Ambiental torna público a abertura das inscrições para a seleção de Instituições Sociais de forma a atender o 19º Dia do Voluntariado da concessionária de Água do município.

Leia mais

III SEMINÁRIO DE PESQUISA EM ARTES, CULTURA E LINGUAGENS

III SEMINÁRIO DE PESQUISA EM ARTES, CULTURA E LINGUAGENS EDITAL PARA PROPOSIÇÃO DE MINICURSO III SEMINÁRIO DE PESQUISA EM ARTES, CULTURA E LINGUAGENS Programa de Pós-Graduação em Artes, Cultura e Linguagens Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) A Comissão

Leia mais

Regulamento Gincana Cultural Nacional Escoteira 2ª fase

Regulamento Gincana Cultural Nacional Escoteira 2ª fase Regulamento Gincana Cultural Nacional Escoteira 2ª fase Artigo Primeiro - O que é a Gincana Cultural Nacional Escoteira? Gincana Cultural Nacional Escoteira é um projeto organizado pela União dos Escoteiros

Leia mais

CHAMADA SIMPLIFICADA DE INICIATIVAS Nº 1 DE 28 DE AGOSTO DE 2015 Vitrine de Inovações para a Cidadania Financeira

CHAMADA SIMPLIFICADA DE INICIATIVAS Nº 1 DE 28 DE AGOSTO DE 2015 Vitrine de Inovações para a Cidadania Financeira CHAMADA SIMPLIFICADA DE INICIATIVAS Nº 1 DE 28 DE AGOSTO DE 2015 Vitrine de Inovações para a Cidadania Financeira O Departamento de Educação Financeira do Banco Central do Brasil (BCB) convida sociedades

Leia mais

CHAMADA DE PROPOSTAS Nº 01/2016 APRESENTAÇÕES CULTURAIS 17ª UFMG JOVEM

CHAMADA DE PROPOSTAS Nº 01/2016 APRESENTAÇÕES CULTURAIS 17ª UFMG JOVEM CHAMADA DE PROPOSTAS Nº 01/2016 APRESENTAÇÕES CULTURAIS 17ª UFMG JOVEM A Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal de Minas Gerais, por meio da Diretoria de Divulgação Científica (DDC), torna pública,

Leia mais

REGULAMENTO. a) Os filmes participantes do Festival Internacional Pequeno Cineasta FIPC devem ser realizados por crianças e jovens entre 8 e 17 anos.

REGULAMENTO. a) Os filmes participantes do Festival Internacional Pequeno Cineasta FIPC devem ser realizados por crianças e jovens entre 8 e 17 anos. REGULAMENTO Objetivos O Festival Internacional Pequeno Cineasta - FIPC tem como objetivo promover o debate sobre o universo infantil, discutindo os conceitos educacionais atuais e os valores dentro da

Leia mais

Festival SESI Literário 2014

Festival SESI Literário 2014 Festival SESI Literário 2014 O SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA - DEPARTAMENTO REGIONAL - SESI/DR/BA, faz saber, para conhecimento dos trabalhadores da indústria e seus dependentes, que estão abertas as inscrições

Leia mais

(Publicada no D.O.U em 30/07/2009)

(Publicada no D.O.U em 30/07/2009) MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS RESOLUÇÃO N o 100, DE 26 DE MARÇO DE 2009 (Publicada no D.O.U em 30/07/2009) Define os procedimentos de indicação dos representantes do

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL DEPARTAMENTO DE COMPUTAÇÃO COMPUTAÇÃO - LICENCIATURA 2ª MARATONA UNISC DE COMPUTAÇÃO (MUC) REGULAMENTO

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL DEPARTAMENTO DE COMPUTAÇÃO COMPUTAÇÃO - LICENCIATURA 2ª MARATONA UNISC DE COMPUTAÇÃO (MUC) REGULAMENTO UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL DEPARTAMENTO DE COMPUTAÇÃO COMPUTAÇÃO - LICENCIATURA 2ª MARATONA UNISC DE COMPUTAÇÃO (MUC) - 2017 REGULAMENTO 1 INTRODUÇÃO A Maratona UNISC de Computação (MUC) é realizada

Leia mais

REGULAMENTO DO PRIMEIRO GRUPO ESCOTEIRO SÃO PAULO. CAPÍTULO I Das Disposições Gerais

REGULAMENTO DO PRIMEIRO GRUPO ESCOTEIRO SÃO PAULO. CAPÍTULO I Das Disposições Gerais REGULAMENTO DO PRIMEIRO GRUPO ESCOTEIRO SÃO PAULO CAPÍTULO I Das Disposições Gerais Este regulamento contempla as normas complementares ao Estatuto da União dos Escoteiros do Brasil ( UEB ), Princípios

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PIRIPIRIENSE DE ENSINO SUPERIOR APES CHRISTUS FACULDADE DO PIAUÍ - CHRISFAPI EDITAL Nº 001/2016

ASSOCIAÇÃO PIRIPIRIENSE DE ENSINO SUPERIOR APES CHRISTUS FACULDADE DO PIAUÍ - CHRISFAPI EDITAL Nº 001/2016 ASSOCIAÇÃO PIRIPIRIENSE DE ENSINO SUPERIOR APES CHRISTUS FACULDADE DO PIAUÍ - CHRISFAPI DIRETORIA DE ENSINO EDITAL Nº 001/2016 PROCESSO SELETIVO INTERNO PARA PROJETOS DE EXTENSÃO O Núcleo de Iniciação

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO Câmpus Matão

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO Câmpus Matão EDITAL Nº 257/2016 CHAMADA PÚBLICA PARA APOIO À REALIZAÇÃO DO 1º DESAFIO DE INOVAÇÃO DO IFSP O Reitor em exercício do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), por meio da

Leia mais

Processo de Inscrição 2006 Convênio CNPq/Centro de Estudos Brasileiros da Universidade de Oxford

Processo de Inscrição 2006 Convênio CNPq/Centro de Estudos Brasileiros da Universidade de Oxford Processo de Inscrição 2006 Convênio CNPq/Centro de Estudos Brasileiros da Universidade de Oxford Bolsas para estágios de pesquisa e ensino (júnior e sênior), no âmbito do Convênio de cooperação entre o

Leia mais

Edital DE PROJETOS DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL

Edital DE PROJETOS DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL A Merck Brasil torna pública a abertura do programa de doações e patrocínios da empresa e define o processo seletivo para o ano de 2017, consoante os termos deste Edital. O Programa Merck Brasil de Patrocínios

Leia mais

18 São Paulo, 127 (43) Diário Oficial Poder Executivo - Seção I terça-feira, 7 de março de 2017

18 São Paulo, 127 (43) Diário Oficial Poder Executivo - Seção I terça-feira, 7 de março de 2017 18 São Paulo, 127 (43) Diário Oficial Poder Executivo - Seção I terça-feira, 7 de março de 2017 GABINETE DO SECRETÁRIO Comunicado O Secretário de Estado da Educação comunica que fica instituído o Concurso

Leia mais

NÚCLEOS DE ENSINO Convite 2011

NÚCLEOS DE ENSINO Convite 2011 A Reitoria, por intermédio da Pró-Reitoria de Graduação PROGRAD, torna público e CONVIDA os professores da UNESP, interessados em Educação, a apresentarem propostas para obtenção de financiamento de projetos

Leia mais

INTRODUÇÃO OBJETIVO 1. GALERIAS 1.1 OBJETO E LOCAIS DE REALIZAÇÃO

INTRODUÇÃO OBJETIVO 1. GALERIAS 1.1 OBJETO E LOCAIS DE REALIZAÇÃO PROGRAMA DE CULTURA ESPAÇOS VISUAIS REDE SESC DE GALERIAS Edição 2017 Artes Visuais INTRODUÇÃO O Serviço Social do Comércio Sesc, Departamento Regional de Santa Catarina, informa aos interessados os procedimentos

Leia mais

MUNICÍPIO DE TEUTÔNIA

MUNICÍPIO DE TEUTÔNIA LEI 4.734 DE 1º DE MARÇO DE 2017 Dispõe sobre a destinação e o recebimento de patrocínios pelo Poder Público a eventos realizados no território do Município de Teutônia. O PREFEITO MUNICIPAL DE TEUTÔNIA,

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES

PERGUNTAS FREQUENTES PERGUNTAS FREQUENTES EDITAL 1. O que é o Edital de Seleção do Prêmio Guardiões das Águas 2017? É um edital criado para promover, identificar e apoiar práticas para a conscientização e redução do consumo

Leia mais

IV JOGOS INTERNOS DO UNILASALLE FUTSAL

IV JOGOS INTERNOS DO UNILASALLE FUTSAL IV JOGOS INTERNOS DO UNILASALLE FUTSAL CANOAS, 2017 REGULAMENTO GERAL Capítulo I Das Disposições Preliminares Art. 1º - Os Jogos Internos do Unilasalle tem como objetivo promover a integração dos alunos

Leia mais

EDITAL PROAC Nº 01, 04 DE MARÇO DE 2016

EDITAL PROAC Nº 01, 04 DE MARÇO DE 2016 EDITAL PROAC Nº 01, 04 DE MARÇO DE 2016 A Pró-Reitora Acadêmica do CENTRO UNIVERSITÁRIO ANTÔNIO EUFRÁSIO DE TOLEDO DE PRESIDENTE PRUDENTE, no uso de suas atribuições, torna pública as normas para seleção

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO CEBC COMO SE ASSOCIAR 2014

APRESENTAÇÃO DO CEBC COMO SE ASSOCIAR 2014 APRESENTAÇÃO DO CEBC 201 QUEM SOMOS FUNDADO EM 200, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA,

Leia mais

REGIMENTO DA REVISTA HISTÓRIA & PERSPECTIVAS I - DA IDENTIFICAÇÃO E APRESENTAÇÃO DA REVISTA

REGIMENTO DA REVISTA HISTÓRIA & PERSPECTIVAS I - DA IDENTIFICAÇÃO E APRESENTAÇÃO DA REVISTA REGIMENTO DA REVISTA HISTÓRIA & PERSPECTIVAS I - DA IDENTIFICAÇÃO E APRESENTAÇÃO DA REVISTA Art 1º. A Revista História & Perspectivas foi criada em 1988, pelo Curso de Graduação em História e atualmente

Leia mais

Regulamento Prêmio ARede Educa 2016

Regulamento Prêmio ARede Educa 2016 Regulamento Prêmio ARede Educa 2016 I Objetivo do Prêmio 1 O Prêmio ARede Educa, promovido pela Bit Social, tem por objetivo estimular, reconhecer e divulgar projetos em que as tecnologias de informação

Leia mais

Regulamento do Prêmio IPL Retratos da Leitura 2ª edição I. Sobre a criação do Prêmio e suas finalidades

Regulamento do Prêmio IPL Retratos da Leitura 2ª edição I. Sobre a criação do Prêmio e suas finalidades Regulamento do Prêmio IPL Retratos da Leitura 2ª edição - 2017 O presente regulamento visa informar sobre as normas e os procedimentos para a adesão e a participação no Prêmio IPL Retratos da Leitura.

Leia mais

Edital de Patrocínio - Lei de Incentivo ao Esporte

Edital de Patrocínio - Lei de Incentivo ao Esporte 1. Apresentação 1.1 O Instituto Equipav, CNPJ 17.985.115/0001-85, com sede na Av. Brigadeiro Faria Lima nº 1.744 8º andar CEP 01451-910, Jardim Paulistano São Paulo/SP, organização sem fins lucrativos

Leia mais

Art. 1º - Aprovar, no Centro de Ensino Superior Riograndense - CESURG MARAU, o Regulamento da Empreender Júnior, cujo inteiro teor se aplica a seguir:

Art. 1º - Aprovar, no Centro de Ensino Superior Riograndense - CESURG MARAU, o Regulamento da Empreender Júnior, cujo inteiro teor se aplica a seguir: RESOLUÇÃO Nº 002/2016 Regulamenta a Empreender Júnior, Empresa Júnior do Centro de Ensino Superior Riograndense CESURG MARAU 1, e dá outras providências. O Diretor Presidente do Centro de Ensino Superior

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA UNIP. A UNIP oferece ao aluno a oportunidade de iniciar-se na função docente através do exercício de Monitorias.

PROGRAMA DE MONITORIA UNIP. A UNIP oferece ao aluno a oportunidade de iniciar-se na função docente através do exercício de Monitorias. PROGRAMA DE MONITORIA UNIP A UNIP oferece ao aluno a oportunidade de iniciar-se na função docente através do exercício de Monitorias. 1. Regulamento do Programa de Monitoria 1.1 O que é Monitoria A UNIP

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE APLICAÇÃO E TERMO DE ADESÃO AO ITAÚ PERSONNALITE PETROBRAS FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS CNPJ/MF N.º

SOLICITAÇÃO DE APLICAÇÃO E TERMO DE ADESÃO AO ITAÚ PERSONNALITE PETROBRAS FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS CNPJ/MF N.º SOLICITAÇÃO DE APLICAÇÃO E TERMO DE ADESÃO AO ITAÚ PERSONNALITE PETROBRAS FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS CNPJ/MF N.º 03.859.784/0001-04 INVESTIDOR 1- Nome completo 2- Documento de Identidade 3- Órgão

Leia mais

NÚCLEOS DE ENSINO Edital 2016

NÚCLEOS DE ENSINO Edital 2016 NÚCLEOS DE ENSINO Edital 2016 A Reitoria, por intermédio da Pró-Reitoria de Graduação PROGRAD, torna público e CONVIDA os professores da UNESP, interessados em Educação, a apresentarem propostas para obtenção

Leia mais

Diretoria Financeira e de Relações com Investidores/Gerência de Relações com Investidores Dirfi/Gerei. Estatuto Social do BRB Banco de Brasília S.A.

Diretoria Financeira e de Relações com Investidores/Gerência de Relações com Investidores Dirfi/Gerei. Estatuto Social do BRB Banco de Brasília S.A. Página 1/5 TÍTULO: CLASSIFICAÇÃO: FINALIDADE: NORMA ESTRATÉGICA Estabelecer as regras e procedimentos sobre a distribuição de Dividendos e/ou Juros sobre o Capital Próprio - JCP aos acionistas do BRB Banco

Leia mais

Destinado aos alunos da Educação Básica, da rede pública do Estado de São Paulo, regularmente matriculados, em seus diferentes níveis, segmentos e

Destinado aos alunos da Educação Básica, da rede pública do Estado de São Paulo, regularmente matriculados, em seus diferentes níveis, segmentos e Destinado aos alunos da Educação Básica, da rede pública do Estado de São Paulo, regularmente matriculados, em seus diferentes níveis, segmentos e modalidades. Objetivo do concurso Enfatizar na rede estadual

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS CAPÍTULO I DA CONCEPÇÃO E OBJETIVOS Art. 1º - O Programa de Participação nos Resultados da Cooperativa de Trabalho Médico da Região Oeste Catarinense

Leia mais

EDITAL INTERNO USJ Nº 026/2016/USJ

EDITAL INTERNO USJ Nº 026/2016/USJ EDITAL INTERNO USJ Nº 026/2016/USJ ABRE INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE ATIVIDADES DE EXTENSÃO PARA O SEGUNDO SEMESTRE DE 2016. O Reitor do Centro Universitário Municipal de São José, Prof. Dr. Juarez Perfeito,

Leia mais

Orientações para transferência de cota Contemplada com bem Bem Móvel

Orientações para transferência de cota Contemplada com bem Bem Móvel Orientações para transferência de cota Contemplada com bem Bem Móvel Nesse documento você encontra todas as orientações para efetuar a transferência de sua cota de maneira ágil e fácil. Esse processo passa

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA: CIÊNCIAS MÉDICAS MESTRADO E DOUTORADO EDITAL Nº 07/2016 BOLSAS PÓS-DOUTORADO

FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA: CIÊNCIAS MÉDICAS MESTRADO E DOUTORADO EDITAL Nº 07/2016 BOLSAS PÓS-DOUTORADO FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA: CIÊNCIAS MÉDICAS MESTRADO E DOUTORADO EDITAL Nº 07/2016 BOLSAS PÓS-DOUTORADO O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA: CIÊNCIAS MÉDICAS comunica

Leia mais

REGULAMENTO 10 ANOS DE ZAP

REGULAMENTO 10 ANOS DE ZAP REGULAMENTO 10 ANOS DE ZAP Certificado de Autorização CAIXA nº 1-0587/2017 I - Dados da Requerente: ZAP S.A. INTERNET CNPJ nº 03.628.561/0001-28 Rua Olimpíadas, 205, 11º andar CEP 04551-000 Vila Olímpia

Leia mais

Seção: SISTEMA DE CONTROLES INTERNOS. Manual do Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social - FATES do Sistema Unicred

Seção: SISTEMA DE CONTROLES INTERNOS. Manual do Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social - FATES do Sistema Unicred Capítulo: ÍNDICE Manual do Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social - FATES do Sistema Unicred Capítulo: ÍNDICE DESCRIÇÃO NUMERAÇÃO CAPÍTULO 1 DISPOSIÇÕES GERAIS 1. CAPÍTULO 2 FORMAÇÃO E CONSTITUIÇÃO

Leia mais

Edital de Patrocínio - Lei de Incentivo à Cultura - Lei Rouanet

Edital de Patrocínio - Lei de Incentivo à Cultura - Lei Rouanet 1. Apresentação 1.1 O Instituto Equipav, CNPJ 17.985.115/0001-85, com sede na Av. Brigadeiro Faria Lima nº 1.744 8º andar CEP 01451-910, Jardim Paulistano São Paulo/SP, organização sem fins lucrativos

Leia mais

FACULDADE METROPOLITANA DE MANAUS - FAMETRO NÚCLEO DE PESQUISA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NOPI PROGRAMA DE INCIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA - PROMICT

FACULDADE METROPOLITANA DE MANAUS - FAMETRO NÚCLEO DE PESQUISA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NOPI PROGRAMA DE INCIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA - PROMICT 1 FACULDADE METROPOLITANA DE MANAUS - FAMETRO NÚCLEO DE PESQUISA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NOPI PROGRAMA DE INCIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA - PROMICT EDITAL 02/2016 A Faculdade Metropolitana de Manaus,

Leia mais

EDITAL 001/2017 BRAFITEC/CAPES INTERCÂMBIO BRASIL/FRANÇA

EDITAL 001/2017 BRAFITEC/CAPES INTERCÂMBIO BRASIL/FRANÇA EDITAL 001/2017 BRAFITEC/CAPES INTERCÂMBIO BRASIL/FRANÇA Abre inscrições para pré-seleção de candidatos ao programa CAPES/BRAFITEC de intercâmbio acadêmico entre Brasil e França. 1. APRESENTAÇÃO O programa

Leia mais

Regulamento para solicitação de verbas para projetos científicos

Regulamento para solicitação de verbas para projetos científicos Regulamento para solicitação de verbas para projetos científicos O presente documento tem por objetivo organizar e regulamentar a solicitação e distribuição de verba para as atividades, projetos e/ou programas

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÊMIO MIGUEL DE SOUZA DE INTEGRAÇÃO SUL AMERICANA - EDIÇÃO Introdução

REGULAMENTO DO PRÊMIO MIGUEL DE SOUZA DE INTEGRAÇÃO SUL AMERICANA - EDIÇÃO Introdução REGULAMENTO DO PRÊMIO MIGUEL DE SOUZA DE INTEGRAÇÃO SUL AMERICANA - EDIÇÃO 2010 Introdução O Prêmio Miguel de Souza Integração Sul Americana, instituído pela FIERO Federação das Indústrias do Estado de

Leia mais

FORMULÁRIO DE CADASTRO

FORMULÁRIO DE CADASTRO FORMULÁRIO DE CADASTRO Associação: ( ) Pessoa Física ( ) Pessoa Jurídica Formulário de cadastro Pessoa Física e Jurídica Dados de Pessoa Física Nome do responsável: CPF: RG: Social Security (se for o caso):

Leia mais

LEI ROUANET. - Abatimento de 100% do valor incentivado até o limite de 4% do IRPJ devido. - (A empresa deve estar tributada com base no lucro real)

LEI ROUANET. - Abatimento de 100% do valor incentivado até o limite de 4% do IRPJ devido. - (A empresa deve estar tributada com base no lucro real) Leis de Incentivo LEI ROUANET Lei Federal de Incentivo à Cultura, regulamenta a renúncia fiscal do Imposto de Renda de empresas patrocinadoras de projetos culturais. Os Programas e Projetos da 3S Projetos

Leia mais

REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS Art. 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) constitui-se como atividade facultativa e tem como objetivos: I - Desenvolver

Leia mais

2º A monitoria remunerada por bolsa não gera nenhum vínculo empregatício entre o IFPE e o estudante.

2º A monitoria remunerada por bolsa não gera nenhum vínculo empregatício entre o IFPE e o estudante. 2º A monitoria remunerada por bolsa não gera nenhum vínculo empregatício entre o IFPE e o estudante. 3º O estudante-monitor deverá assinar um Termo de Compromisso específico à atividade de monitoria. Art.4º

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CONSORCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DO VALE DO TAQUARI CONSISA-VRT

REGIMENTO INTERNO CONSORCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DO VALE DO TAQUARI CONSISA-VRT REGIMENTO INTERNO CONSORCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DO VALE DO TAQUARI CONSISA-VRT CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO Art. 1º - O presente Regimento Interno regulamenta as atribuições do Consórcio Intermunicipal

Leia mais

EDITAL Nº 06/2015/PROCULT SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE CULTURA NO ÂMBITO DA PRÓ-REITORIA DE CULTURA

EDITAL Nº 06/2015/PROCULT SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE CULTURA NO ÂMBITO DA PRÓ-REITORIA DE CULTURA EDITAL Nº 06/2015/PROCULT SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE CULTURA NO ÂMBITO DA - 2016 A Pró-Reitoria de Cultura torna pública a abertura das inscrições destinadas a selecionar estudantes

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÊMIO SEMEANDO BOAS PRÁTICAS

REGULAMENTO DO PRÊMIO SEMEANDO BOAS PRÁTICAS REGULAMENTO DO PRÊMIO SEMEANDO BOAS PRÁTICAS A Associação Brasileira de Dislexia ABD e o Instituto ABCD, atuando conjuntamente e em parceria, são as instituições responsáveis pela organização e pela realização

Leia mais

II SEARA TEATRAL REGULAMENTO GERAL

II SEARA TEATRAL REGULAMENTO GERAL II SEARA TEATRAL Festival de Teatro Científico da Seara da Ciência REGULAMENTO GERAL II SEARA TEATRAL é o Festival de Teatro Científico da Seara da Ciência, que visa fomentar o diálogo entre a ciência

Leia mais

Para fazer download do layout, painel de referência, e outros arquivos essenciais: https://goo.gl/nxf5eg

Para fazer download do layout, painel de referência, e outros arquivos essenciais: https://goo.gl/nxf5eg Para fazer download do layout, painel de referência, e outros arquivos essenciais: https://goo.gl/nxf5eg O Concurso Arte na Cidade é um concurso estritamente cultural e artístico realizado nos termos da

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA Nº 04/2017. Seleção de Empresas para o Projeto Desenvolver as Indústrias de produtos Orgânicos do Estado do Rio Grande do Sul

CHAMADA PÚBLICA Nº 04/2017. Seleção de Empresas para o Projeto Desenvolver as Indústrias de produtos Orgânicos do Estado do Rio Grande do Sul CHAMADA PÚBLICA Nº 04/2017 Seleção de Empresas para o Projeto Desenvolver as Indústrias de produtos Orgânicos do Estado do Rio Grande do Sul Porto Alegre 2017 2 PREÂMBULO SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS

Leia mais

REGULAMENTO DO III CONCURSO DE ESCRITA CRIATIVA

REGULAMENTO DO III CONCURSO DE ESCRITA CRIATIVA REGULAMENTO DO III CONCURSO DE ESCRITA CRIATIVA I DAS APRESENTAÇÕES E OBJETIVOS Art. 1º - O Curso de Letras do Centro Universitário UNIVATES promove o III Concurso de Escrita Criativa. Art. 2º - O III

Leia mais

REGULAMENTO DO ACAMPAMENTO FARROUPILHA EDIÇÃO 2016

REGULAMENTO DO ACAMPAMENTO FARROUPILHA EDIÇÃO 2016 REGULAMENTO DO ACAMPAMENTO FARROUPILHA EDIÇÃO 2016 Regulamento FCBC nº 01 / 2016 A presidente da FUNDAÇÃO CULTURAL DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ (FCBC), no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o disposto

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA DE ESPIGÃO DO OESTE Procuradoria Geral do Município LEI Nº 1.532/2011

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA DE ESPIGÃO DO OESTE Procuradoria Geral do Município LEI Nº 1.532/2011 LEI Nº 1.532/2011 Dispõe sobre a autonomia financeira das unidades escolares urbanas e rurais da rede pública municipal de Ensino, orienta sua implantação, e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

EDITAL CHAMADA DE PROJETOS 2017 INSTITUTO COOPERFORTE

EDITAL CHAMADA DE PROJETOS 2017 INSTITUTO COOPERFORTE EDITAL CHAMADA DE PROJETOS 2017 INSTITUTO COOPERFORTE 1. DO OBJETIVO 1.1. O Instituto Cooperforte apresenta o seu Edital de Apoio a Projetos, seguindo sua missão de Transformar Realidades Socioeconômica

Leia mais

EDITAL CIPE 007/2017 EDITAL PARA INTERCÂMBIO ACADÊMICO CONVÊNIO FASURGS - BRASIL / UPORTO - PORTUGAL

EDITAL CIPE 007/2017 EDITAL PARA INTERCÂMBIO ACADÊMICO CONVÊNIO FASURGS - BRASIL / UPORTO - PORTUGAL EDITAL CIPE 007/2017 EDITAL PARA INTERCÂMBIO ACADÊMICO CONVÊNIO FASURGS - BRASIL / UPORTO - PORTUGAL A FACULDADE ESPECIALIZADA NA ÁREA DE SAÚDE DO RIO GRANDE DO SUL (FASURGS), Instituição de Ensino Superior,

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA COMISSÃO DE ÉTICA PÚBLICA (Decreto de 26 de maio de 1999) REGULAMENTO II CONCURSO BOAS PRÁTICAS NA GESTÃO DA ÉTICA

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA COMISSÃO DE ÉTICA PÚBLICA (Decreto de 26 de maio de 1999) REGULAMENTO II CONCURSO BOAS PRÁTICAS NA GESTÃO DA ÉTICA REGULAMENTO II CONCURSO BOAS PRÁTICAS NA GESTÃO DA ÉTICA A (CEP), considerando o disposto na Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2012 e no Decreto nº 6.029, de 1º de fevereiro de 2007, lança o II Concurso

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento das Atividades Complementares da Faculdade de Administração da Universidade de Rio Verde UniRV -. CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º As Atividades

Leia mais

PROGRAMA ALÉM DOS MUROS

PROGRAMA ALÉM DOS MUROS PROGRAMA ALÉM DOS MUROS Regulamento para inscrição de projetos O Instituto Positivo (IP) é uma organização sem fins lucrativos, que tem o objetivo de gerenciar as atividades de investimento social do Grupo

Leia mais

DeVry Faculdade Ruy Barbosa - Paralela

DeVry Faculdade Ruy Barbosa - Paralela DeVry Faculdade Ruy Barbosa - Paralela PROGRAMA DE MONITORIA 2017.2 EDITAL Nº 02/2017 DE 12 DE MAIO DE 2017 A Coordenação Geral de Graduação juntamente com a Coordenadoria de Apoio e Suporte ao Aluno (CASA)

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA Nº 06/2017. Seleção de Empresas para o Projeto Bebidas Premium RS SEBRAE/RS 2017

CHAMADA PÚBLICA Nº 06/2017. Seleção de Empresas para o Projeto Bebidas Premium RS SEBRAE/RS 2017 CHAMADA PÚBLICA Nº 06/2017 Seleção de Empresas para o Projeto Bebidas Premium RS SEBRAE/RS 2017 Porto Alegre 2017 2 PREÂMBULO SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Leia mais

10º Prêmio ABAG/RP de Jornalismo José Hamilton Ribeiro. Regulamento

10º Prêmio ABAG/RP de Jornalismo José Hamilton Ribeiro. Regulamento 10º Prêmio ABAG/RP de Jornalismo José Hamilton Ribeiro Regulamento O 10ª Prêmio ABAG/RP de Jornalismo José Hamilton Ribeiro será regido pelo presente Regulamento: O Prêmio ABAG/RP de Jornalismo José Hamilton

Leia mais

Escola Superior de Teologia Faculdades EST

Escola Superior de Teologia Faculdades EST Escola Superior de Teologia Faculdades EST REGULAMENTO DAS NORMAS DE PROJETOS DE EXTENSÃO São Leopoldo, 2012. Regulamento das Normas de Projetos de Extensão Pró-Reitoria de Ensino e Extensão CAPÍTULO I

Leia mais

CAMPEONATO BRASILEIRO DE TÊNIS DE MESA DOS SURDOS JOINVILLE/SC

CAMPEONATO BRASILEIRO DE TÊNIS DE MESA DOS SURDOS JOINVILLE/SC REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS Art. 1º Este regulamento é o documento composto conjunto das disposições que regem ao Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa dos Surdos - 2015. Art.

Leia mais

REGULAMENTO DE PROCESSO SELETIVO PAPA ADMISSÃO DE PESSOAL DA FUNDAÇÃO DO INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS - FUNDIBIO

REGULAMENTO DE PROCESSO SELETIVO PAPA ADMISSÃO DE PESSOAL DA FUNDAÇÃO DO INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS - FUNDIBIO REGULAMENTO DE PROCESSO SELETIVO PAPA ADMISSÃO DE PESSOAL DA FUNDAÇÃO DO INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS - FUNDIBIO CAPÍTULO I Art. 1º - Este Regulamento estabelece normas, objetivando a contratação de pessoal

Leia mais

UFF UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PROGRAD PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DIVISÃO DE MONITORIA PROGRAMA DE TUTORIA EDITAL

UFF UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PROGRAD PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DIVISÃO DE MONITORIA PROGRAMA DE TUTORIA EDITAL UFF UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PROGRAD PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DIVISÃO DE MONITORIA PROGRAMA DE TUTORIA EDITAL O Pró-Reitor de Graduação da Universidade Federal Fluminense, no uso de suas atribuições

Leia mais

REGULAMENTO DO II CONCURSO DE ESCRITA CRIATIVA

REGULAMENTO DO II CONCURSO DE ESCRITA CRIATIVA REGULAMENTO DO II CONCURSO DE ESCRITA CRIATIVA I DAS APRESENTAÇÕES E OBJETIVOS Art. 1º - O Curso de Letras do Centro Universitário UNIVATES promove o II Concurso de Escrita Criativa. Art. 2º - O II Concurso

Leia mais

REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DO FATES. (Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social)

REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DO FATES. (Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social) REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DO FATES (Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social) SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 1 2. FINALIDADE... 1 3. DAS COMPETÊNCIAS... 1 4. DA FORMAÇÃO... 1 5. DA ALOCAÇÃO E APLICAÇÃO

Leia mais

I Congresso Internacional de Nanotecnologia & IV Simpósio de Nanobiotecnologia e suas aplicações Regulamento 1. Disposições Gerais

I Congresso Internacional de Nanotecnologia & IV Simpósio de Nanobiotecnologia e suas aplicações Regulamento 1. Disposições Gerais I Congresso Internacional de Nanotecnologia & IV Simpósio de Nanobiotecnologia e suas aplicações Regulamento 1. Disposições Gerais O Instituto de Ciências da Saúde - ICS, o Instituto de Ciências Exatas

Leia mais

REGULAMENTO DE CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS

REGULAMENTO DE CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS REGULAMENTO DE CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS O Conselho Deliberativo do Instituto de Previdência do Município de Jundiaí/SP (IPREJUN), no uso de suas atribuições estabelecidas na Lei nº 5.894/02

Leia mais

REGULAMENTO 2ª EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA COLETIVA DE IMBITUBA

REGULAMENTO 2ª EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA COLETIVA DE IMBITUBA REGULAMENTO 2ª EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA COLETIVA DE IMBITUBA A Superintendência de Cultura (SECULT), no uso de suas atribuições, torna público o Regulamento da 2ª Exposição Fotográfica Coletiva de Imbituba,

Leia mais

Rotary Club de Ponta Grossa Alagados Distrito 4730 de Rotary International REGULAMENTO PARA RECEBER SUBSÍDIOS PARA PROJETOS

Rotary Club de Ponta Grossa Alagados Distrito 4730 de Rotary International REGULAMENTO PARA RECEBER SUBSÍDIOS PARA PROJETOS Rotary Club de Ponta Grossa Alagados Distrito 4730 de Rotary International REGULAMENTO PARA RECEBER SUBSÍDIOS PARA PROJETOS EXPO&FLOR 6ª Edição - 2016 Princípios Gerais Artigo 1 O presente regulamento

Leia mais

REGULAMENTO DO PROCESSO ELEITORAL PARA RECOMPOSIÇÃO E/OU ESCOLHA DOS REPRESENTANTES DA COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO.

REGULAMENTO DO PROCESSO ELEITORAL PARA RECOMPOSIÇÃO E/OU ESCOLHA DOS REPRESENTANTES DA COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO. REGULAMENTO DO PROCESSO ELEITORAL PARA RECOMPOSIÇÃO E/OU ESCOLHA DOS REPRESENTANTES DA COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO. Dispõe sobre o regulamento do processo eleitoral para escolha e recomposição dos representantes

Leia mais

Programa Primeiro Museu

Programa Primeiro Museu R E G U L A M E N T O Programa Primeiro Museu O Instituto Cultural Ingá e o Museu da Família, ambos com sede e foro na cidade de Maringá-PR, no cumprimento de seus objetivos institucionais e inspirados

Leia mais

REGULAMENTO. 2º Prêmio Arquitetura Catarinense

REGULAMENTO. 2º Prêmio Arquitetura Catarinense 2 Prêmio Arquitetura Catarinense Organização: AsBEA/SC Associação Brasileira de Escritórios de Arquitetura de Santa Catarina www.sc.asbea.org.br IAB/SC Instituto de Arquitetos do Brasil Departamento Santa

Leia mais

CONCURSO DE CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA FESTA DE SÃO BENEDITO 2013

CONCURSO DE CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA FESTA DE SÃO BENEDITO 2013 CONCURSO DE CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA FESTA DE SÃO BENEDITO 2013 R E G U L A M E N T O I DO CONCURSO II DO OBJETIVO III DOS PARTICIPANTES IV DAS INSCRIÇÕES E TRABALHOS V DA COORDENAÇÃO VI DOS PRAZOS VII DA

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES - RETIFICADO PROGRAMA FÓRMULA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL SANTANDER UNIVERSIDADES 2017

EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES - RETIFICADO PROGRAMA FÓRMULA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL SANTANDER UNIVERSIDADES 2017 EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES - RETIFICADO PROGRAMA FÓRMULA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL SANTANDER UNIVERSIDADES 2017 Considerando os protocolos de intenção assinados entre a UNIP e o Santander,

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO PROGRAMA DE MONITORIA. CAPÍTULO I Do Conceito de Monitoria

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO PROGRAMA DE MONITORIA. CAPÍTULO I Do Conceito de Monitoria REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO PROGRAMA DE MONITORIA CAPÍTULO I Do Conceito de Monitoria Art. 1º - Entende-se por Monitoria, uma modalidade de ensino e aprendizagem que contribui para a formação integrada

Leia mais

Resolução Nº 02/2017

Resolução Nº 02/2017 Resolução Nº 02/2017 Define o Regimento Interno para o Processo Eleitoral do Comitê Gravataí/RS Biênio 2017-2019. A Plenária do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Gravataí/RS, na data

Leia mais

EDITAL DE BOLSAS DE PRÉ-INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (PIBIC-EM) 2016/2017

EDITAL DE BOLSAS DE PRÉ-INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (PIBIC-EM) 2016/2017 EDITAL PIBIC-EM USP 2016/2017 A Pró-Reitoria de Pesquisa e o Comitê Institucional do Programa de Iniciação Científica e de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação da Universidade de São Paulo,

Leia mais

EDITAL PARA A SELEÇÃO DE BOLSISTAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID/CAPES/UNESP

EDITAL PARA A SELEÇÃO DE BOLSISTAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID/CAPES/UNESP EDITAL PARA A SELEÇÃO DE BOLSISTAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID/CAPES/UNESP - 2015 A Faculdade de Engenharia de Guaratinguetá - FEG- UNESP, torna público o processo

Leia mais

Natal na Usina Boas Festas. Boas Energias. Concurso Energisa de Redação 2014 EDITAL

Natal na Usina Boas Festas. Boas Energias. Concurso Energisa de Redação 2014 EDITAL Natal na Usina Boas Festas. Boas Energias. EDITAL OBJETO: Seleção de trabalhos para o CAPÍTULO I DO OBJETIVO 1.1 O tem por objetivo promover, dinamizar e exercitar a produção textual (redação de âmbito

Leia mais

EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 003/2016

EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 003/2016 EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 003/2016 Chamada para submissão de Projetos de Iniciação Científica e Tecnológica A Direção Geral da FACULDADE

Leia mais

UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL Região de Goiás Coordenadores: Daniela, Juliana, Rafael e Winder REGULAMENTO CONCURSO CULTURAL PATRULHA EMPREENDEDORA

UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL Região de Goiás Coordenadores: Daniela, Juliana, Rafael e Winder REGULAMENTO CONCURSO CULTURAL PATRULHA EMPREENDEDORA REGULAMENTO CONCURSO CULTURAL PATRULHA EMPREENDEDORA 1. OBJETIVO O CONCURSO CULTURAL PATRULHA EMPREENDEDORA instituído pela União dos Escoteiros do Brasil Região Goiás, tem por objetivo incentivar os participantes

Leia mais

REGULAMENTO DO 9 CONGRESSO NACIONAL DA PSICOLOGIA 9 CNP. Capítulo I. Dos Objetivos

REGULAMENTO DO 9 CONGRESSO NACIONAL DA PSICOLOGIA 9 CNP. Capítulo I. Dos Objetivos REGULAMENTO DO 9 CONGRESSO NACIONAL DA PSICOLOGIA 9 CNP Art. 1º São objetivos do 9º Congresso Nacional da Psicologia: Capítulo I Dos Objetivos 1º Promover a organização e a mobilização das (os) psicólogas

Leia mais

COELBA COMPANHIA DE ELETRICIDADE DO ESTADO DA BAHIA REGULAMENTO DE PATROCÍNIO DOS PROJETOS CULTURAIS

COELBA COMPANHIA DE ELETRICIDADE DO ESTADO DA BAHIA REGULAMENTO DE PATROCÍNIO DOS PROJETOS CULTURAIS COELBA COMPANHIA DE ELETRICIDADE DO ESTADO DA BAHIA REGULAMENTO DE PATROCÍNIO DOS PROJETOS CULTURAIS A Coelba, uma empresa do Grupo Neoenergia, tem consciência do seu importante papel na melhoria da qualidade

Leia mais

6º EDITAL SULAMÉRICA SEGUROS, PREVIDÊNCIA, INVESTIMENTOS E CAPITALIZAÇÃO PARA CAPTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS

6º EDITAL SULAMÉRICA SEGUROS, PREVIDÊNCIA, INVESTIMENTOS E CAPITALIZAÇÃO PARA CAPTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 6º EDITAL SULAMÉRICA SEGUROS, PREVIDÊNCIA, INVESTIMENTOS E CAPITALIZAÇÃO PARA CAPTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS I. APRESENTAÇÃO A SulAmérica Seguros, Previdência, Investimentos e Capitalização entende sustentabilidade

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA NORMAS ESPECÍFICAS

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA NORMAS ESPECÍFICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA NORMAS ESPECÍFICAS I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DE PROGRAMA CCP A Comissão Coordenadora de Programa (CCP) do Programa de Pós-Graduação em Matemática do

Leia mais

JOGOS ABERTOS DE NATAÇÃO PARALÍMPICA E SURDOLÍMPICA 2016

JOGOS ABERTOS DE NATAÇÃO PARALÍMPICA E SURDOLÍMPICA 2016 PARADESPORTO E LAZER INCLUSIVO JOGOS ABERTOS DE NATAÇÃO PARALÍMPICA E SURDOLÍMPICA 2016 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DA FINALIDADE Os Jogos Abertos de Caxias do Sul são organizados anualmente em diferentes

Leia mais

Esta Política é aplicável a todas as áreas, colaboradores, médicos, terceiros e fornecedores do Grupo Fleury ou a quem vier atuar em seu nome.

Esta Política é aplicável a todas as áreas, colaboradores, médicos, terceiros e fornecedores do Grupo Fleury ou a quem vier atuar em seu nome. 1. OBJETIVO A presente Política de Patrocínio ( Política ) tem como objetivo dar transparência e formalizar as diretrizes do Grupo Fleury para a escolha dos parceiros que poderão receber apoio institucional

Leia mais

II PRÊMIO SESI ODS 2017 SELO SESI ODS 2017 REGULAMENTO

II PRÊMIO SESI ODS 2017 SELO SESI ODS 2017 REGULAMENTO II PRÊMIO SESI ODS 2017 SELO SESI ODS 2017 REGULAMENTO O Serviço Social da Indústria, Sesi no Paraná, visando reconhecer boas práticas para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Leia mais

Chamada de Apoio a Eventos Científicos em Saúde

Chamada de Apoio a Eventos Científicos em Saúde Ministério da Saúde Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos Departamento de Ciência e Tecnologia Chamada de Apoio a Eventos Científicos em Saúde - 2014 1) TÍTULO DO TERMO DE REFERÊNCIA:

Leia mais