revista ingrediente fundamental para Páscoa Comércio Eletrônico Olavo Machado Júnior Padaria limpa produtos saudáveis Panificação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "revista ingrediente fundamental para Páscoa Comércio Eletrônico Olavo Machado Júnior Padaria limpa produtos saudáveis Panificação"

Transcrição

1 Fechamento autorizado. Pode ser aberto pela ECT. revista 116 Março Abril de 2015 Edição Sindicato e Associação Mineira da Indústria de Panificação ingrediente fundamental para Páscoa TECNOLOGIA Comércio Eletrônico ENTREVISTA Olavo Machado Júnior AMBIENTE Padaria limpa produtos saudáveis

2 Índice 04 Fique por Dentro 08 Tributário Novas tabelas IR e INSS 10 PANIFICAÇÃO DO FUTURO Panificadores já colhem fruto do projeto 12 PÁscoa Cacau 14 TEndência Embalagens Diferenciadas 18 Perfil Perfil do consumidor brasileiro 20 RH Bullying no ambiente de trabalho? Expediente 22 Negócios Sabores das Minas Gerais 26 Novidade Sal sem sódio 28 Tecnologia Comércio Elêtronico 30 Pop Charlote de Chocolate 32 receita Abobrinha real 34 ENTREVISTA Olavo Machado Júnior 36 LEGISLAÇÃO Trabalho aos domingos e feriados 38 GestÃO Mulheres são maioria nas áreas de vendas 40 PARCERIA Saudali 42 Ambiente Padaria limpa produtos saudáveis 44 INGREDIENTE Abacate 46 Alerta Alimentos estragados 48 Cultural Programação 50 NR-12 Indispensável e díficil de aplicar Amipão Sindicato e Associação Mineira da Indústria de Panificação Presidente da Amipão (SIP) l José Batista de Oliveira Presidente Amipão (AMIP) l Tarcísio José Moreira Revista Amipão l Publicação bimestral da Amipão - Sindicato e Associação Mineira da Indústria de Panificação Avenida do Contorno, º andar - Funcionários CEP Belo Horizonte - MG - (31) Diretor-Geral l José Batista de Oliveira Conselho Editorial l Juliana Maria Durães da Cunha Pereira e Dine Alvarenga Colaboradores l Núcleo de Excelência em Treinamento da Indústria de Panificação e Confeitaria do Estado de Minas Gerais Marta Salej Comercialização l Marketing e Comercial da Amipão (31) Reportagem Gabriel Carrara, Mariana Petraglia Fotografia Fernando Tôrres, Gabriel Carrara, Welson Garcia, Jomar Bragança e Amipão Designer Hugo Santos Revisão Cybele Maria de Souza Edição Dine Alvarenga

3 sócio colaborador master Editorial Os próximos meses são de grande importância para os panificadores. As oportunidades abertas com a Páscoa e o Dia das Mães oferecem às padarias uma chance de impulsionarem os negócios. A Revista Amipão traz nesta edição sugestões para o panificador aproveitar o momento e investir em diferenciais para sua empresa. Sócios colaboradores da AmipÃO Além de matérias voltadas à produção e ao atendimento, pontos estratégicos em períodos festivos, dedicamos atenção especial a elementos do funcionamento do empreendimento. Na cultura interna, é fundamental propiciar um ambiente de trabalho que seja interessante para os funcionários. Por essa razão, trouxemos à discussão o tema do bullying no trabalho, grande causador de insatisfação, e a agenda de feriados, para que o panificador ofereça a seus colaboradores a agenda da indústria para Em um ambiente mais competitivo, larga na frente quem tiver mais conhecimento sobre seus clientes. Pensando nisso, a Revista Amipão traz uma matéria sobre o novo perfil do consumidor. Acompanhando suas tendências de compra, o panificador tem condições de atender a seus desejos e se manter sempre no topo das opções. Confira também a nova tabela do Imposto de Renda e a entrevista com o Dr. Olavo Machado Júnior, Presidente da Fiemg e atual presidente do Sebrae-MG. Uma boa Páscoa a todos, José Batista de Oliveira e Tarcísio José Moreira Presidentes da Amipão SIP e AMIP

4 4 Diretores da Abip se reúnem na Fiemg e realizam balanço sobre o setor da panificação 2015 Nos dias 26 e 27 de fevereiro foi realizada a Reunião Nacional de Diretoria da Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (ABIP), na Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg). Participaram os presidentes e diretores da ABIP de vários estados do Brasil, além dos diretores e panificadores do Sindicato e Associação Mineira da Indústria de Panificação (Amipão). O evento teve a sua abertura no dia 26 de fevereiro e contou com a participação de vários convidados, entre eles, o diretor comercial da Forno de Minas, Renato Carneiro, que falou sobre a importância da parceria com as padarias e discorreu também sobre a história da empresa mineira. Renato também falou sobre o novo conceito da Forno de Minas e a importância dos panificadores ampliarem o seu mix de produtos. de economia do Sistema Fiemg, Guilherme Leão, que apresentou a palestra Perspectivas econômicas para a competitividade da indústria brasileira. Ele mostrou como o setor sofre com perda de produtividade no Brasil, com redução de participação no PIB do país e com aumento do custo do trabalho. Tudo isso tem acarretado em aumento de importações e queda de exportações de produtos manufaturados, afirma o economista. Já no dia 27 a reunião teve continuidade com palestras e debates sobre as perspectivas do setor para os próximos anos. Logo após os debates, foram realizadas visitas técnicas nas padarias Vianney, Boníssima e Pão da Serra. E para finalizar a Reunião Nacional no dia 28, sábado, os participantes foram conhecer o Museu Internacional a céu aberto INHOTIM. Em seguida, o vice-presidente da Amipão e empresário, Márcio Rodrigues, apresentou o balanço 2014 do setor de panificação e abordou as principais tendências do setor de panificação e confeitaria para Segundo ele, as empresas têm um grande desafio para 2015 em função da alta da inflação. O panificador terá que se reinventar, fazer um movimento em busca do cliente para conseguir uma rentabilidade positiva para 2015, enfatizou Rodrigues. O primeiro dia da reunião contou também com o gerente

5 FIQUE POR DENTRO Novo portal da Amipão entra no ar em março Para auxiliar os associados e apresentar as inovações do setor e do mercado, entra no ar, em março, o novo portal da Amipão. Este canal funcionará também como um catálogo, contendo as informações das empresas associadas, com o objetivo de motivar os visitantes a conhecerem os serviços oferecidos. Além disso, o novo portal terá uma área restrita com acesso a vários materiais e informações exclusivas para os associados. Para que seja possível a divulgação no site, o associado deve enviar as informações do seu negócio (nome da empresa, endereço completo, telefone e serviços que oferece) para o ou entrar em contato com a Central de Relacionamento, pelo telefone IREKS DO BRASIL IREKS DO BRASIL IREKS FOND DELICATESSE (Neutro, Morango, Chocolate, Iogurte e Tiramisu) Misturas para creme estabilizante que confere cor, aroma, sabor e leveza para o preparo de sobremesas finas. Benefícios: Praticidade, versatilidade, estabilidade ao congelamento, permite adição de frutas e recheios, corte limpo, textura cremosa e aveludada. Aplicações: Recheio e cobertura de bolos, tortas mousses e verrines. PREPARE O SEU PALADAR PARA ALGO INOVADOR! ANOS Escritório de Vendas: Rod. Raposo Tavares, KM 22 Bloco F - Sala 223 The Square - Granja Viana Cotia - SP BRASIL Tel.: Fax: ANOS Uma empresa IREKS GmbH e Cooperativa AGRÁRIA Agroindustrial IREKS DO BRASIL S.A. Avenida Paraná, 200 Vitória - Entre Rios Guarapuava - PR BRASIL Tel.: Fax:

6 6 FIQUE POR DENTRO Presidente e Vice-presidente da Associação Mineira da Indústria de Panificação recebem Título de Cidadania Honorária de Belo Horizonte Pelos serviços prestados à Belo Horizonte, por meio do trabalho desenvolvido pelo Sindicato e Associação Mineira da Indústria de Panificação (Amipão), o presidente da Associação Mineira da Indústria de Panificação, Tarcísio José Moreira e o vice-presidente da entidade Edson Gonçalves de Sales foram homenageados no dia 26 de fevereiro com o Título de Cidadania Honorária. Além de ser vice-presidente da Amipão, Dr. Edson também é vice-presidente e suplente junto ao conselho de representantes da FIEMG. A indicação foi feita pelo vereador Silvinho Rezende e a entrega ocorreu em solenidade no Palácio Francisco Bicalho, na Câmara dos Vereadores. Estiveram presentes autoridades, políticos, o presidente da Fiemg, Olavo Machado, o deputado estadual Paulo Lamarque, além de outras autoridades e familiares dos homenageados e representantes da Abip (Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria Brasileira). Durante a solenidade o vereador Silvinho Rezende reforçou a importância desse título a cidadãos que contribuíram de forma expressiva para o desenvolvimento da comunidade de Belo Horizonte. A visão social e empreendedora desses dois homens contribuiu para o setor da panificação mineira ser um dos mais organizados do Brasil. É de extrema relevância a atuação desses dois empresários em favor dos interesses coletivos do estado de Minas Gerais, afirma o vereador. Os homenageados também agradeceram à Câmara dos Vereadores de Belo Horizonte o título recebido e contaram um pouco da sua história de vida e dos obstáculos e esforços realizados para conseguirem todas essas conquistas. Não foi fácil à luta para chegarmos até aqui. Muito trabalho, dedicação, paciência e apoio dos amigos panificadores foram fundamentais para hoje sermos um setor organizado e que trabalha em prol de toda a comunidade mineira, destaca o vice-presidente da Amipão, Edson de Sales. Tarcísio Moreira, presidente da Amip, também fez questão de destacar a importância do trabalho de tantos anos no setor da panificação citando um trecho do escritor Rubens Alves: aquilo que está escrito no coração não necessita de agendas porque a gente não esquece. O que a memória ama fica eterno. Segundo ele, todos esses anos de trabalho foram realizados com o coração, com amor, a partir de uma história de vida que começou há mais de 30 anos, sempre dedicados a panificação mineira. Após a solenidade todos os convidados seguiram para um coquetel no salão da Câmara. Sócios colaboradores da AmipÃO Alimentos Saudáveis

7

8 8 Novas tabelas IR e INSS

9 TRIBUTÁRIO O panificador deve estar atento às novas tabelas do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) e da contribuição de INSS de seus funcionários. Para isso, a Revista Amipão traz nesta edição os valores atualizados de IRPF Tabela para Imposto de Renda reajuste de 4,5% Até R$ 1.868,22 De R$ 1.868,22 até R$ 2.799,86 De R$ 2.799,86 até R$ 3.733,19 Isento Cobrança de alíquota de 7,5%, com parcela a deduzir de R$ 140,11 Alíquota de 15%, com parcela a deduzir de R$ 350,1 Em dezembro de 2014, a Câmara dos Deputados aprovou um reajuste de 6,5% para este ano. Com o veto da mudança em janeiro, o reajuste retorna aos 4,5%. Como circularam projeções com o ajuste vetado, o panificador precisa estar atento ao valor que será de fato praticado em Confira as tabelas vigentes para este ano INSS Tabela de Contribuição dos segurados empregado, empregado doméstico e trabalhador avulso, para pagamento de remuneração a partir de 1º de janeiro de 2015 Salário de Contribuição (R$) Alíquota para fins de recolhimento ao INSS (%) De R$ 3.733,19 até R$ 4.664,68 Acima de R$ 4.664,68 Alíquota 22,5%, com parcela a deduzir de R$ 630,09 Alíquota 27,5%, com parcela a deduzir de R$ 863,33 Até 1.399,12 8 De 1.399,12 até 2.331,88 9 De 2.331,88 até 4.663,75 11 Tabela de Contribuição dos segurados contribuintes individuais e facultativo Salário de Contribuição (R$) Alíquota para fins de recolhimento ao INSS (%) 788,00 5* 788,00 11* De 788,00 até 4.663,75 20 * Alíquota exclusiva do microempreendor individual e do segurado facultativo que se dedique exclusivamente ao trabalho doméstico no âmbito de residência - Lei , de 31 de agosto - DOU de 01/09/2011 * Plano simplificado - Lei Complementar 123 de 14/12/2006 Portaria Interministerial MPS/MF nº 13, de 09 de janeiro de 2015 a) o recolhimento da complementação da contribuição incidente sobre a folha de pagamento de dezembro de 2003, relativa à majoração do teto do salário-de-contribuição decorrente da Emenda Constitucional n 41, de 2003, poderá ser efetuado com o pagamento das contribuições referentes à competência janeiro de b) o recolhimento das complementações das contribuições incidentes sobre as folhas de pagamento de dezembro e do 13º salário de 2003, decorrentes do novo teto do saláriode-contribuição, poderá ser efetuado com o pagamento das contribuições referentes à competência janeiro de 2004, mediante simples adição ao valor desta. Fonte: Previdência Social

10 10 Panificadores já colhem frutos do projeto Panificação do Futuro Ações qualificam a mão de obra e incentivam o aprimoramento dos serviços no setor

11 PANIFICAÇÃO DO FUTURO O ano de 2014 marcou o início das ações do projeto Panificação do Futuro em BH, desenvolvido pela Amipão em parceria com o Sebrae-MG e a Fiemg. Entre as atividades já realizadas, o curso de pães artesanais trouxe resultados concretos para diversas padarias da cidade. Hermínia Alves Teixeira, da Belo Pães, já vislumbra mudanças nas vendas desde a qualificação de seus funcionários: Percebo que nem todos os investimentos são de resultado imediato, mas a qualificação dos funcionários é um dos grandes méritos da ação. Ela acredita que os cursos do projeto são importantes para a valorização profissional de colaboradores que tenham interesse em aprimorar técnicas, como é o caso de Geraldo Magela, na Belo Pães há mais de 8 anos: Ele é entusiasmado e dedicado, já trouxe novas receitas para a padaria, como pão de leite e de parmesão. Mais do que isso, ele se tornou um multiplicador da inovação entre os demais, disse Hermínia. Outro ponto positivo na avaliação de Hermínia é o acesso a novas tecnologias. Segundo ela, o setor da panificação tem hoje a vantagem de poder adquirir equipamentos que garantem maior durabilidade de seus produtos. Também se destacam os serviços voltados para o autoatendimento do cliente, que cada vez mais se torna autônomo no processo de compra. Antigamente, havia um perfil de funcionário que orientava o cliente durante a compra. Hoje, precisamos investir para que o cliente tenha acesso ao maior número de produtos pelo autoatendimento, mas o produto tem que ser de qualidade. Por isso, acredito que a padaria do futuro deve focar no treinamento de funcionários que gostam do que fazem, para fazer cada vez melhor, afirma. Quem compartilha dessa perspectiva positiva é Elma da Conceição Diniz, da Panificadora Nascimento. Depois de participar de palestras e ações promovidas pela Amipão, ela percebeu que era preciso fazer uma revolução em seu estabelecimento: Investi em uma grande reforma na padaria, para oferecer serviços como almoço, café da tarde, caldos. Vamos implantar um novo sistema de cadastro e delivery. Também incentivo meus funcionários a participarem dos cursos de qualificação. A expectativa com a reabertura do espaço é de um aumento de 30% das vendas, com planos de crescer ainda mais na indústria de alimentos, a longo prazo. Para ela, que está à frente de uma empresa familiar, a qualificação promovida pelo Panificação do Futuro é também aliada na motivação dos membros da padaria, além da melhora na qualidade dos produtos. Responsável pelo setor de Qualidade da Indústria na padaria Panecito, João Carlos dos Santos Pereira também é entusiasta da inovação na oferta de produtos: Acho interessante e muito importante que a gente tenha a oportunidade de se qualificar para oferecer o melhor. O projeto é muito válido para a formação de mão de obra qualificada e merece continuar e ser ampliado. Para 2015, estão previstos cursos de capacitação internacional, food service e vendas. Entenda o projeto Idealizado desde 2012, o Panificação do Futuro é um projeto que pretende colocar Belo Horizonte na vanguarda nacional de serviços e oferta de produtos no setor. São três grandes áreas de atuação: produção, com funcionários mais capacitados e melhores equipamentos; vendas, com modelos de negócios inovadores de panificação e food service fresco de qualidade; e educação de mercado, com divulgação dos novos conceitos do projeto ao consumidor final.

12 12 Cacau Conheça mais sobre esse ingrediente fundamental para a Páscoa! Com a sexta maior produção mundial de cacau, o Brasil tem um papel de destaque nesse mercado. Daqui sai a matériaprima que chocolatiers de todo o mundo transformam em deliciosas receitas. Após a colheita, os frutos são deixados na mata por mais cinco dias, para que sequem e os açúcares concentrem. Em seguida, os grãos são retirados e despejados em um tanque de fermentação, onde ficam por mais seis ou sete dias. Por fim, são espalhados por um pátio, chamado de barcaça, onde ficam entre duas a três semanas, secando ao sol. Quando chegam à fábrica, às amêndoas de cacau já estão prontas para passarem pela torrefação. O perfil da torra vai depender do produto desejado e também da safra, para liberar ao máximo suas notas aromáticas. Em seguida, as amêndoas são descascadas, moídas e prensadas, para separar a gordura - a chamada manteiga - da parte sólida - a chamada massa ou torta de cacau. Esses dois produtos, em proporções variadas, são submetidos à conchagem, processo de mistura que atua no polimento, dando um aspecto mais homogêneo. Ao final, tem-se a temperagem, que estabiliza a massa para a moldagem, e a cristalização, que é o resfriamento até o chocolate solidificar. Os diferentes tipos de chocolates vão surgindo na proporção utilizada de massa e manteiga de cacau, leite e açúcar. Os ao leite são mais doces e, como o nome indica, levam leite e açúcar; o meio-amargo e o amargo levam apenas açúcar; e o branco é feito utilizando apenas a manteiga de cacau, açúcar e leite. A porcentagem que aparece indicada no rótulo é associada ao amargor devido à proporção de cacau: quanto maior, menos açúcar é acrescentado. Além disso, dois chocolates de 70% de cacau, por exemplo, podem ter sabores distintos pela composição entre torta e manteiga.

13 PÁSCOA Ingrediente de delícias Embora tenha ampla aceitação em doces, o chocolate não é fácil de trabalhar. Isso porque sua gordura é altamente instável e sensível ao calor. Isso influencia diretamente na sua textura e na aparência também - quem já deixou um chocolate derreter e o colocou na geladeira para recompor a forma sabe que ele não volta tão saboroso. No derretimento, a temperatura ideal é entre 40 e 45 ºC, em micro-ondas ou em banho-maria. Em seguida, é preciso fazer a temperagem - caso seja um chocolate com gordura hidrogenada, essa etapa pode ser pulada. Nessa etapa, o chocolate será resfriado a uma temperatura entre 28º, para brancos e ao leite, e 30ºC, para meio-amargos e amargos, colocando-o em uma vasilha dentro de outra com água, mexendo sempre. Isso é importante para estabilizar e homogeneizar a massa, que com o calor fica mais instável. Por fim, você poderá fazer a moldagem ou o banho da sua receita. É importante que, durante o processo, o chocolate se mantenha na mesma temperatura da temperagem. Caso ele esfrie demais e fique duro, aqueça-o delicadamente. Utilize moldes limpos, secos e à temperatura ambiente e não use recheios gelados para que a crosta de chocolate não rache. Para secar, deixe em geladeira, a 10 ºC, por 20 minutos - não leve ao freezer para que não perca o brilho. Época achocolatada O chocolate é consumido durante o ano todo, mas é na Páscoa que ele se torna a grande estrela. O preparo da padaria para atender a essa demanda deve ser diversificado, apostando em diferentes tipos de clientes. Com um grande apelo de mercado, os ovos das grandes marcas são lançados todos os anos com novidades, principalmente aqueles com personagens infantis. É importante que o estabelecimento se mantenha atualizado e saiba explorar esse nicho. Embora a linha publicitária dos ovos de marca ajude nas vendas, na composição final é mais interessante que a padaria invista em produtos próprios, por apresentarem maior margem de lucro e reforçarem a identidade do estabelecimento. Receitas não faltam: cupcakes, popcakes, colombas e mesmo os ovos de chocolate. Um ponto importante é sempre ter uma boa apresentação e embalagem dos produtos, já que muitos serão utilizados como presentes. Padarias que não tem uma área de confeitaria bem estruturada podem aproveitar a maior demanda do consumo do chocolate para começar investimentos. Como é uma área ainda pouco explorada, o retorno durante a Páscoa é um incentivo para iniciar uma área de produção dedicada a esses produtos que apresentam ótima margem de lucro. Etapas do manuseio Derretimento: use forno ou micro-ondas para derreter o chocolate, em uma temperatura entre 40 ºC e 45 ºC. Temperagem: durante este processo, o chocolate será resfriado a uma temperatura entre 28 C e 31 C. Isso pode ser feito colocando-o em uma vasilha dentro de outra com água. Mexa sempre. Em quantidades maiores, esfrie a massa em mármore bem seco, mexendo-a com uma espátula. Moldagem ou banho: com o chocolate na temperatura correta, utilize as fôrmas para moldá-lo. Deixe em geladeira a 10 ºC, por 20 minutos, para que seque. Temperatura de Moldagem ou Banho Chocolate Branco: 28 ºC Chocolate ao Leite/Blend: 29 ºC Chocolate Meio-Amargo: 30 ºC Chocolate Amargo: : 31 ºC Dicas O molde deve estar limpo e seco e à temperatura ambiente. Não utilize recheios gelados, pois provocam rachaduras e manchas no chocolate. Se o chocolate esfriar durante o manuseio, torne a aquecê-lo delicadamente até atingir 29 C. Não coloque o chocolate no freezer, para que ele não perca o brilho. FONTE: Páscoa nas Padarias. Produzido por Nestlé FoodServices e Universidade Anhembi Morumbi.

14 14 Embalagens diferenciadas Invista nestes vendedores silenciosos no próximo Dia das Mães Muito se fala sobre a importância de uma boa aparência nas relações de trabalho e de como o cuidado pessoal pode influenciar de maneira positiva na vida profissional. Levando-se em conta esta afirmativa, podemos estender este mesmo conceito para as embalagens de produtos. Afinal, por que investir nesta área? Uma embalagem inteligente somada a uma boa comunicação visual coloca o produto em evidência, aumenta seu valor agregado, e chama a atenção para um produto com uma produção limitada ou diferenciada. Se analisarmos o mercado de panificação, cada vez mais competitivo, observaremos que muitas empresas são capazes de fornecer um produto de excelente qualidade e é exatamente por esta razão que a embalagem pode funcionar como um fator de desempate na hora de eleger um produto, principalmente em datas festivas. No ramo das padarias e confeitarias, a importância de conferir ao produto uma boa apresentação se faz ainda mais evidente, uma vez que toda a produção possui um caráter artesanal. Esse potencial de venda pode e deve ser explorado em

15 Tendência datas comemorativas como o Dia das Mães. Épocas como esta devem ser vistas como uma possibilidade não só de aumento das vendas, mas também como uma forma de atrair novos consumidores, já que o presente pode chegar a um destinatário que desconhece o estabelecimento e pode vir a se tornar um novo cliente em potencial. Embalagem bem elaborada somada à produção de produtos compatíveis com a data podem garantir boas vendas. Ken Yamakoshi, do estúdio de design- Eme Criações, aponta para o fato de que uma embalagem elaborada com um design agradável, funcional e diferenciado chama a atenção do cliente, e coloca o produtor à frente da concorrência. A importância de um cuidado na apresentação demonstra um carinho e atenção que acabam por cativar o cliente/consumidor. E não é preciso ir muito longe na hora de conquistar o público. Segundo ele, valores agregados como material reciclado e processos sustentáveis na produção de um recipiente podem fazer com que o valor de venda de um determinado produto seja triplicado. Esforços nesse sentido de encantar o cliente com embalagens diferenciadas no Dia das Mães são muito bemvindos, já que não exigem grandes investimentos, trazem retorno e possuem grande apelo de consumo, justamente quando a atenção do consumidor é disputada em diferentes esferas. E não só nas datas festivas, o produtor deve estar atento para um outro aspecto da embalagem, que é sinalizar alguma informação relevante ou mesmo a proteção adequada sem qualquer perda na qualidade do produto. Uma embalagem pode indicar um bolo preparado com açúcar mascavo ou glúten free, por exemplo. Yamakoshi cita o clássico saco de papel dos pãezinhos de sal, para ele nada impede que uma padaria venda o pão em uma caixa ou algum outro tipo de embalagem não convencional para chamar atenção dos clientes. Variações sempre são possíveis, desde que o cliente, no caso a padaria e o designer entrem num acordo em relação a custos de produção e se o produto tem alguma restrição. Monise Pedrosa, também integrante do estúdio de design- Eme Criações, faz um alerta aos empresários que pretendem investir na elaboração de embalagens diferenciadas para o próximo Dia das Mães. A designer frisa que antes de modificar um layout é importante que a empresa prestadora de serviço conheça bem o perfil do seu público-alvo. Ela diz que para alcançar um resultado final positivo na criação de uma embalagem é importante levar em conta não só um bom design, mas também a sua funcionalidade. Yamakoshi conta sobre a experiência de um cliente que estabeleceu em seu planejamento de produção novos modelos de embalagens diferenciadas a cada seis meses. Para esse cliente, foi criada no último Natal, uma embalagem para um panetone que superou positivamente as vendas em relação ao ano anterior. Como idealizador das embalagens, ele afirma que datas comemorativas e mensagens especiais costumam ter um feedback incrível, isso porque elas aumentam a relação da empresa com o cliente e, segundo sua experiência, o mercado se mostra apto a consumir estas novidades apresentadas constantemente com novos designs aplicados. Ele explica que o mercado gráfico brasileiro oferece o que há de mais moderno em termos de produção, a gama de tipos de embalagens é imensa, pois existem vários tipos de papel, plásticos e outros compostos que devem levar em conta tanto o produto como as condições de armazenamento e transporte. Não faltam razões para se entusiasmar, uma boa apresentação dos produtos nas padarias é um componente importante para atrair novos consumidores, além de fortalecer a imagem do estabelecimento. Ao trabalho, neste Dia das Mães!

16 Tributos Na medida certa Cadastre corretamente os produtos do seu varejo para não pagar imposto em duplicidade Produtos Você, varejista, pode estar perdendo dinheiro ao recolher tributos acima do que é devido, em razão do cadastramento incorreto dos produtos do seu varejo. Estudo elaborado pelo Serviço de Assessoria Tributária (SAT) da Souza Cruz, especialmente para a Mais Varejo, indica que, num exemplo hipotético (veja números abaixo), um estabelecimento optante pelo Simples Nacional que não cadastra corretamente os produtos no Emissor de Cupom Fiscal (ECF) ou não segrega os produtos na nota fiscal de venda (varejos que não utilizam o ECF) recolhe 105% a mais em relação a um comércio que fez o registro correto. Isso ocorre porque certos produtos já chegam ao varejo com os tributos (ICMS, PIS e Cofins) pagos antecipamente pela indústria situação legalmente denominada substituição tributária ou tributação concentrada, como é o caso dos cigarros e das bebidas frias (água, refrigerante e cerveja), entre outros. O varejista que não segregar esses produtos, ao emitir cupom fiscal ou nota fiscal de venda, pagará novamente esses tributos. Para não recolher em duplicidade o tributo, basta o varejista fazer essa segregação, ou seja, lançá-los corretamente no sistema, produto a produto, ao invés de usar um código único, como diversos. erro muito comum Segundo o Serviço de Assessoria Tributária da Souza Cruz, há evidências de recolhimento de tributos em duplicidade por parte de pequenos e médios varejos optantes pelo Simples Nacional, na revenda de produtos com substituição tributária ou tributação concentrada. Ao receber consultas de varejos parceiros, visando auxiliar esses estabelecimentos a atuar dentro da lei, técnicos do SAT perceberam que cerca de 15% deles acabam não segregando corretamente a receita com a revenda de produtos: 1) não sujeita à Exemplo* Preço (R$) substituição tributária; 2) sujeita a substituição tributária somente do ICMS; e 3) sujeita à substituição tributária ou tributação concentrada do ICMS, do PIS e da Cofins. Com isso, esses varejos recolhem mais que o necessário. Parece difícil, mas é bem simples. Faça o certo! Para saber se seu varejo está recolhendo tributos além do que é correto, consulte o seu contador. Em caso de dúvida, a Souza Cruz disponibiliza a seus clientes o SAT, criado com o objetivo de orientá-los e tirar eventuais dúvidas sobre o tema. Para utilizar o serviço, basta solicitar ao vendedor que seja aberto um chamado SAT ou ligar para o Interaction Center ( ), a central de relacionamento da Empresa. Um especialista da Souza Cruz entrará em contato com você no menor tempo possível. Tributação: 6 garrafas de cerveja 54,00 4 carteiras de cigarros 24,00 3 latas de refrigerante 9,00 Total de consumo 87,00 R$ 5,95: Não segregando e declarando toda a receita com revenda de produtos sem substituição tributária No exemplo de venda acima, caso a receita não seja segregada e declarada corretamente, o varejo pagará R$ 3,05 a mais de imposto, o que representa um acréscimo de + 105% em relação ao que deveria pagar. R$ 2,90: Segregando e declarando corretamente como receita com revenda de produtos com substituição tributária e/ou tributação concentrada de ICMS, PIS e Cofins * Comércio Varejista optante pelo Simples Nacional com receita bruta anual na faixa de R$ 360 mil a 540 mil.

17 A Souza Cruz valoriza seus parceiros Serviço de Assessoria Tributária (SAT) Criado para esclarecer dúvidas dos varejistas sobre questões tributárias. Em 15% das consultas, o varejo estava pagando mais impostos do que deveria (Tecle opção 2 e, em seguida, opção 4) Interaction Center Central de Relacionamento Clube + Clube de descontos com ofertas exclusivas para o varejista da Souza Cruz. Conta com 18 empresas parceiras, que oferecem produtos e serviços em um único lugar. Revista Mais Varejo Distribuída para mais de 300 mil varejos parceiros da Souza Cruz.Contribui para a gestão do negócio e para estreitar ainda mais o relacionamento com a Empresa. Interaction Center Central de relacionamento da Souza Cruz. O varejista tem acesso a informações e serviços disponibilizados pela Empresa Atendimento exclusivo para maiores de 18 anos.

18 18 Perfil O perfil do consumidor brasileiro Pesquisas do SPC Brasil ajudam o comerciante a entender o comportamento do CONsumidor Quase um terço (31%) dos consumidores brasileiros é racional. É o que mostrou uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) Brasil e pelo portal Meu Bolso Feliz, em Com o objetivo de entender o perfil comportamental dos consumidores brasileiros com relação às compras e ao planejamento financeiro, a pesquisa entrevistou pessoas de todo o País e classificou os consumidores em quatro categorias: racionais, imprudentes, moderados e apáticos. Os consumidores racionais são conscientes da real situação financeira em que vivem. Planejam antes de gastar e estão com as contas sempre em dia, respeitando os limites do seu orçamento. Essa categoria busca a melhor opção entre custo e benefício e não são movidos pelo consumismo. Para eles, a funcionalidade e o preço são os quesitos mais importantes no momento da compra. De acordo com o estudo, esses consumidores representam a maior parte da população economicamente ativa: 31% ou 44,8 milhões de consumidores. Contudo, apesar de todo o cuidado com a vida financeira, 26% dos que estão adimplentes dentro deste grupo afirmam já ter ficado com o nome sujo. O que os diferencia dos consumidores imprudentes, neste ponto, é que eles atribuem a causa dessas dívidas à perda de emprego, como admitem 25% dos entrevistados racionais que estão com dívidas em atraso. Representando 17% da população economicamente ativa ou 23,3 milhões de consumidores, os imprudentes são, em sua maioria, oriundos da nova classe média brasileira, que encontraram no consumo, uma forma de reafirmar sua nova condição social. Valorizam o excesso, são imediatistas e impulsivos. De acordo com a pesquisa, 51% desses consumidores estão com nome sujo por não terem o costume de realizar um planejamento do próprio orçamento. Os moderados representam um quarto (25%) dos consumidores ou 35,9 milhões de pessoas. Segundo o estudo, eles realizam um planejamento financeiro, mas não conseguem segui-lo o tempo todo. E, por fim, os apáticos são aqueles que consideram consumir uma atividade normal, não se importam com marcas e não sentem emoção no ato de comprar. Representam 27% dos consumidores ou 27,3 milhões de pessoas. Apesar do perfil racional se sobrepor entre os entrevistados, a economistachefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, afirma que a representatividade dos imprudentes é significativa e demonstra que a inadimplência e o superendividamento são problemas graves, não apenas para milhões de consumidores, mas também para a economia do país. Também realizada pelo SPC Brasil, em parceria com o portal Meu Bolso Feliz, em janeiro de 2015, uma pesquisa mostrou que quatro em cada dez consumidores (37%) não se consideram organizados financeiramente e 69% dos entrevistados revelam sentir dificuldade para controlar suas receitas e despesas. Outro estudo feito pelos mesmos órgãos revelou que a maioria dos brasileiros utiliza o crédito para realizar compras imediatistas. De acordo com Kawauti, o perfil de consumo do brasileiro tem como característica a compra imediatista, ou seja, aquela que tem a necessidade do prazer imediato, em que todas as consequências de longo prazo, como, por exemplo, o endividamento, não são consideradas em muitos casos. O SPC representa o varejo, em geral, e tem o objetivo de promover a troca de informações sobre o consumidor. As pesquisas são realizadas, segundo a economista-chefe, com o intuito de conhecer a fundo os hábitos do consumidor e a forma como ele se organiza financeiramente, a fim de evitar casos de inadimplência e, também, para que o comerciante entenda o comportamento do seu público-alvo, tendo em vista que o aumento dos inadimplentes representa prejuízo para o comércio. Fonte:

19 Recrutamento e Seleção Dia Mundial do Pão Responsabilidade Social

20 20 Bullying no ambiente de trabalho? Ao contrário do que muita gente pensa, o bullying, que é frequentemente associado ao ambiente escolar, não fica restrito somente à vida social de crianças e adolescentes. A questão habita também o universo adulto, mais precisamente o ambiente de trabalho. Mas, afinal, o que de fato distingue a prática de bullying? Trata-se de ações que estão diretamente relacionadas às questões de maus-tratos que, em geral, se caracterizam por apelidos, agressões físicas e/ou verbais, exposição de pessoas a situações vexaminosas, humilhações, ameaças, opressão, dominação e intimidação. Tudo isso com um caráter intencional, frequente e praticado por um grupo contra uma pessoa, ou a um grupo bem menor. No ambiente de trabalho, essa prática pode se manifestar

21 RH na forma de repreensões e acusações diante dos colegas, piadas constantes, críticas infundadas, exclusão e isolamento social durante a jornada de trabalho ou execução de funções profissionais. Em geral, é praticado por colegas de equipe e/ou funcionários de outros setores. O que diferencia o bullying do assédio moral No âmbito profissional, torna-se importante diferenciar o bullying do assédio moral. Para o psicólogo da Talent Hunter, especialista em recursos humanos, José Simão da Silva Júnior, a diferença reside no fato de o assédio moral estar na fonte do problema e na forma como a liderança da empresa lida com o assunto. O bullying, muitas vezes acontece a partir da equipe de trabalho, pares e funcionários não gestores e envolve um grupo de pessoas. Já o assédio moral parte da chefia ou de cargos de confiança, podendo vir de uma única pessoa ou de um grupo menor, o que coloca a vítima em uma posição de vulnerabilidade, pois, ao se posicionar nestes casos, ela pode ser demitida. No entanto, quando ocorre bullying no ambiente de trabalho e a chefia se omite ou reforça o comportamento, também pode ser caracterizado assédio moral. Segundo José Simão, tal prática afeta claramente a vítima, que em geral apresenta baixa de autoestima e desânimo, podendo vir a desenvolver distúrbios alimentares, dificuldades para dormir e, em casos mais graves, levar a episódios de depressão e ansiedade generalizada. A empresa também perde com isso, uma vez que esse panorama se reflete diretamente na produtividade e na forma como o empregado percebe a empresa. Por isso, torna-se pertinente investigar a origem do problema, uma vez que esse tipo de prática pode encobrir de alguma forma a cultura da empresa, que estimula comportamentos excessivamente competitivos e acaba por cooperar para um clima hostil de trabalho. As consequências de episódios recorrentes de bullying, além de refletirem em uma baixa de produtividade e aumento da rotatividade de pessoal, podem resultar em um aumento na quantidade de processos trabalhistas e afastamentos pelo INSS. Fora o aspecto negativo para a imagem corporativa dentro e fora da organização, gera conjuntamente prejuízos financeiros. José Simão afirma que os agressores costumam ter um perfil bem definido. Em geral, eles tendem a justificar suas ações por alguma característica da vítima e têm dificuldade em reconhecer limites e seus excessos. Geralmente, são pessoas de comportamento hostil e baixíssima empatia. Em razão disso costumam ser agressivos e só param quando algum limite ou prejuízo é imposto, o que, no caso do ambiente de trabalho, cabe ao empregador. Em contrapartida, a vítima deve avaliar se de fato as práticas de ofensas, opressão e humilhações fazem parte da rotina da empresa ou se ocorreram em algum episódio isolado que pode ter corrigido em uma conversa com os agressores. Entretanto, se as questões são frequentes e desrespeitosas, o funcionário que se sentir afetado deve se resguardar com anotações documentadas com data e horário, preferencialmente na presença de testemunhas. Concomitante a isso, deve procurar a área de recursos humanos e seus gestores e requerer um posicionamento da empresa em casos de condutas abusivas. Por sua vez, a empresa deve avaliar o caso e se posicionar, caso contrário, estaria pecando por omissão, e diante disso pode acarretar processos para a empresa, mesmo que a conduta de bullying tenha acontecido por parte de um gestor. A empresa pode vir a sofrer punição pela Justiça do Trabalho, uma vez que a omissão da empresa configura assédio moral, podendo inclusive indenização por danos morais. Portanto, vale salientar que cabe às empresas a presteza em solucionar essas questões, uma vez que estas detêm uma autoridade maior do que o funcionário para fazer valer as implicações cabíveis. A importância de uma atuação efetiva de RH José Simão explica a importância do envolvimento da área de recursos humanos em casos de bullying no trabalho, em termos preventivos, para que não aconteça este tipo de problema. Ele diz que o ideal é passar algumas mensagens relativas ao tema por meio do marketing interno, observar perfis corporativistas nas entrevistas de emprego e, principalmente informar aos gestores da empresa qual a importância do papel deles em observar o comportamento entre colegas de trabalho e repreender qualquer comportamento neste sentido. A área de recursos humanos deve atuar como um todo, zelando pelo bem-estar da empresa. É preciso que os funcionários sintam que existe um canal de comunicação apto a escutá-los, caso queiram expor alguma situação de bullying pela qual possam ter passado. É o empregador quem deve determinar de forma bem clara as nuances das relações de trabalho dentro da empresa, cabendo a ele definir o limite do que é ou não permitido e quais atitudes inapropriadas podem resultar em uma advertência de trabalho. Tais sinalizadores devem ser frequentemente trabalhados por meio de comunicados, impressos, documentos e, principalmente, por atitudes que demonstrem valores éticos, que reflitam de maneira assertiva em relações saudáveis e de respeito.

22 22 Os sabores das Minas Gerais Aposte na riqueza gastronômica do Estado em sua padaria! Privilegiado por sua geografia, clima e particularidades culturais, Minas Gerais oferece uma riqueza de sabores que faz de sua culinária uma das mais celebradas em todo o Brasil. A variedade de alimentos, aliada à criatividade daqueles que comandam os fogões, permite que sejam criadas receitas diversas que tenham por base um mesmo ingrediente. Pense na mandioca, por exemplo: pode ser servida fria, quente, frita, cozida, na manteiga ou sequinha, e cada uma dessas receitas possui um segredo especial de determinada região. Espalhadas por todo o Estado, as padarias estão muito próximas das diferentes realidades culinárias existentes. Por isso, elas têm condições de trabalhar com muita competência os diferentes ingredientes existentes: só para citar alguns dos mais famosos, estão à disposição queijo, requeijão, café, linguiça e doce de leite. Trabalhar esses ingredientes típicos apresenta duas vantagens competitivas. A primeira delas é em relação aos próprios moradores daquela região. Segundo Luiz Brandão, consultor do Instituto ITPC, o fato de as padarias serem uma extensão da casa do cliente, elas também favorecem a atuação com ingredientes que remetem à cultura e às memórias dos clientes. A padaria é uma extensão da casa, e queremos encontrar nela produtos que vemos em casa ou nas casas de nossos pais e avós. Cada região tem um produto ou receita característica: se eles estiverem presentes nas gôndolas da padaria, vai haver uma maior identificação por parte dos clientes. É preciso uma ênfase maior nas matérias-primas já conhecidas. Esse é o primeiro caminho, pois, com os

23 NEGÓCIOS produtos típicos da região, não é necessário convencer o cliente, já que ele os conhece e os deseja, explica Luiz Brandão. Embora a busca por ingredientes exóticos seja um diferencial, é muito importante apostar no que, em um primeiro momento, aparenta ser trivial: justamente por ser típico de uma região, aquele ingrediente tem demanda. A segunda vantagem competitiva importante em relação aos ingredientes mineiros é o fator inovação. Se no norte de Minas o requeijão moreno é algo mais comum, em outras regiões ele pode ser um diferencial no mix. A riqueza gastronômica do Estado permite esse tipo de intercâmbio, trazendo ingredientes de outras regiões para ampliar e diversificar o mix. A carne de sol pode ser encontrada Confira alguns produtos regionais que podem ser trabalhados na sua padaria: Requeijão escuro Pequi Carne de sol Queijo do Serro Requeijão cremoso Cachaça Doces cristalizados e em calda Rapadura Geleias Café em qualquer lugar, mas no norte ela é mais forte. O queijo tem várias opções: moreno, do norte, mais cremoso, do sul, ou os tradicionais da região do Serro. O café tem variações do Cerrado e do Sul de Minas, indica Brandão. Comunicando ao cliente Todo trabalho na área da produção com ingredientes típicos precisa chegar como informação ao cliente. Não deixe de indicar nas gôndolas ou nas áreas de food service que sua matéria-prima é de determinada região isso ajuda a despertar empatia e curiosidade. Atualmente, vários produtos buscam selos que certifiquem sua origem e seus modos de produção típicos. Em Minas, o café, a cachaça e o queijo já estão com certificações bem avançadas (confira o box). Além de ajudar na identificação, esses selos exigem também uma fabricação mais controlada, tendo um impacto positivo na qualidade dos produtos. Começar a investir nos produtos típicos é algo extremamente simples para os panificadores. Uma boa observação dos ingredientes e dos produtores da região em que a padaria se encontra já garante ao empresário uma boa lista a ser trabalhada. Após esse mapeamento, não se esqueça de divulgar esses ingredientes junto a seus clientes! O que são certificações? Para descrever a múltipla realidade da culinária mineira, a palavra terroir, de origem francesa, é bastante apropriada. Comumente utilizada em referência a vinhos, o termo trata das aptidões agrícolas de uma determinada região ou da oferta de produtos de uma área limitada, englobando, além das condições de solo, temperatura e vegetação, e, principalmente, os aspectos culturais. O que faz a mandioca em Minas ser diferente dos preparos da macaxeira ou do aipim no restante do Brasil é justamente a influência da cultura regional. Na Europa, há diversas certificações de origem que atestam a relação de um produto com seu terroir; essas certificações são garantidas por leis que garantem a origem e a qualidade dos produtos. Esse nível de certificação em relação à oferta de alimentos típicos só é possível devido à mobilização de produtores em cooperativas e outras associações. Em Minas Gerais, produtos como o café, a cachaça e o queijo já estão bem avançados nesse processo. Contudo, antes de chegar aos terroirs, é preciso passar por um processo de catalogação dos produtos típicos, buscando identificar sua história, o modo como o ingrediente é utilizado e como está inserido na cultura de determinada população. À medida que a pesquisa progride, os mapas dos terroirs vão surgindo, garantindo aos pequenos produtores sua subsistência. Nos grandes centros, a certificação favorece também a oferta de produtos genuínos e autênticos.

24 24 Sustentabilidade na Rede Premialy Padaria e Lancheria Investimentos em ações sustentáveis chegaram a 20 mil reais; campanhas aumentam as vendas em até 15% Em sintonia com as tendências do mercado e buscando atender ao novo perfil do consumidor, mais preocupado com as questões socioambientais, a Rede Premialy Padaria e Lancheria é conhecida na Região do Vale do Aço, onde atua, por investir em ações de sustentabilidade. Com unidades em Coronel Fabriciano, Timóteo e Ipatinga, a rede possui sete lojas e uma indústria de panificação, e gera uma média de 300 empregos diretos. Atento às mudanças, o presidente executivo da Rede, Antônio Eugênio Fernandes, compreende a importância da sustentabilidade e da responsabilidade social para a comunidade e para o negócio, que está há 20 anos no mercado. Essa postura que contempla a preocupação com o meio em que a empresa está inserida resultou em diversas ações que chamam a atenção do consumidor. A Rede instalou em todas as suas unidades containers coletores de óleo de cozinha para um descarte adequado do produto. Desde a instalação, em 2012, já foram coletados mais de litros de óleo utilizado na própria indústria e também descartado por clientes. Pontos de coleta de pilhas e baterias também foram instalados nas unidades da Rede. Mensalmente, são coletados cerca de 60 quilos destes produtos, que são enviados pelos Correios para o descarte correto. Além disso, a empresa recolhe material eletrônico que seria descartado e o encaminha para a reciclagem. Impressoras, monitores, fax e outros componentes são recolhidos e utilizados para a prática de laboratório dos alunos do Senac (parceiro da Rede neste projeto), e, após reciclados, são doados para creches e escolas. A preocupação com o meio ambiente está presente ainda na campanha de distribuição de sacolas retornáveis. Os clientes que acumulam 100 reais em compras recebem uma sacola. Essa ação foi pensada para estimular os clientes a evitarem o uso das sacolas plásticas, que demoram muitos anos para se decompor e são grandes poluidoras do meio ambiente. O jornalista André Trigueiro, no livro Mundo Sustentável, afirma que os estragos causados pelo derrame indiscriminado de plásticos na natureza tornou o consumidor um colaborador passivo de um desastre ambiental de grandes proporções. Feitos de resina sintética originada do petróleo, esses sacos não são biodegradáveis e levam séculos para se decompor na natureza. Por meio desta iniciativa, 4,5 mil

25 CASE DE SUCESSO sacolas retornáveis já foram distribuídas no Vale do Aço. Além disso, lâmpadas fluorescentes, plásticos, resíduos orgânicos e garrafas PET são separados e doados para catadores da região. E com a finalidade de reduzir o custo energético, subestações de energia de média tensão foram instaladas. A Rede possui ainda o Natal Encantado Premialy, em que disponibiliza para os clientes as tradicionais cartinhas para o Papai Noel com pedidos de crianças carentes. Cerca de 500 crianças são atendidas todos os anos. Realiza também campanhas como a do Dia do Livro. Centenas de livros doados pela comunidade foram entregues à Biblioteca Pública Municipal Professora Mariana Roque Pires, em Coronel Fabriciano. No Dia da Árvore, em 2013, a Premialy realizou uma ação incentivando o plantio de árvores em todo o Vale do Aço. Foram distribuídas 30 mil sementes de Ipê amarelo. Para o presidente executivo da Rede, as vantagens de tantas ações inovadoras e sustentáveis geram retorno de imagem e resultados econômicos. Essas iniciativas da Premialy são reflexo da missão da empresa, que é levar qualidade de vida por meio dos alimentos, mas também em ações que proporcionem um cuidado especial com o meio ambiente, um melhor relacionamento com os clientes, além de ser um investimento no bem-estar dos colaboradores e fornecedores, afirma. A Premialy chegou a investir cerca de 20 mil reais nessas ações de sustentabilidade. O investimento é considerado baixo em relação aos benefícios oferecidos para a sociedade e para natureza. Antônio Eugênio relata que todas as datas especiais do calendário, como Dia das Mães, dos Pais, das Crianças e Natal, são comemoradas com os clientes e a comunidade, e conta que as vendas aumentam entre 10 e 15% quando alguma campanha acontece. Diariamente, circulam pelas lojas da Rede cerca de clientes, parceiros para o desenvolvimento de cada uma das ações realizadas. Os consumidores estão mais sensíveis às questões sociais e ambientais e exigem das empresas mais do que promoções ou novos modelos de produtos. As empresas têm sido obrigadas a reformular sua missão e reconhecem a importância de desenvolver cultura organizacional que contemple a preocupação com a ética, a solidariedade e a sustentabilidade, como princípios balizadores de suas decisões, relata o professor Geraldo Sardinha, no texto Sustentabilidade nas Organizações (retirado do livro Gestão da Comunicação e Responsabilidade Socioambiental ).

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04 Práticas de Gestão Editorial Geovanne. 02 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) Como faço isso? Acesse online: 03 e 04 www. No inicio da década de 90 os

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

Setor de Panificação e Confeitaria

Setor de Panificação e Confeitaria Setor de Panificação e Confeitaria Em 2014 o setor de Panificação e Confeitaria brasileiro cresceu 8,02%e faturou R$ 82,5 bilhões. Desde 2010, o mercado vem registrando uma desaceleração. Setor de Panificação

Leia mais

Você sabia. As garrafas de PET são 100% recicláveis. Associação Brasileira da Indústria do PET

Você sabia. As garrafas de PET são 100% recicláveis. Associação Brasileira da Indústria do PET Você sabia? As garrafas de PET são 100% recicláveis Associação Brasileira da Indústria do PET O Brasil é um dos maiores recicladores de PET do mundo A reciclagem é uma atividade industrial que gera muitos

Leia mais

Introdução: Código de Conduta Corporativa

Introdução: Código de Conduta Corporativa Transporte Excelsior Ltda Código de Conduta Corporativa Introdução: A Transporte Excelsior através desse Código Corporativo de Conduta busca alinhar e apoiar o cumprimento de nossa Missão, Visão e Valores,

Leia mais

Como participar pequenos negócios Os parceiros O consumidor

Como participar pequenos negócios Os parceiros O consumidor Movimento incentiva a escolha pelos pequenos negócios na hora da compra A iniciativa visa conscientizar o consumidor que comprar dos pequenos é um ato de cidadania que contribui para gerar mais empregos,

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

COMO ESCOLHER O NEGÓCIO DE MARKETING MULTINÍVEL QUE MAIS COMBINA COM SEU PERFIL

COMO ESCOLHER O NEGÓCIO DE MARKETING MULTINÍVEL QUE MAIS COMBINA COM SEU PERFIL 1 COMO ESCOLHER O NEGÓCIO DE MARKETING MULTINÍVEL QUE MAIS COMBINA COM SEU PERFIL Celso Silva 2 Sobre o autor Celso Silva é nascido no Rio de Janeiro, em 24 de fevereiro de 1950. Aos 17 anos ingressou

Leia mais

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Toda empresa privada deseja gerar lucro e para que chegue com sucesso ao final do mês ela precisa vender, sejam seus serviços

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares TODO COMPORTAMENTO TEM SUAS RAZÕES. A ÉTICA É SIMPLESMENTE A RAZÃO MAIOR DAVID HUME DEFINIÇÕES

Leia mais

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe O guia do profissional de Recursos Humanos Como melhorar o desenvolvimento da equipe 1 Introdução 03 Conhecendo as dores do seu time 05 Investir nos colaboradores! 08 Estabelecendo metas 11 A meditação

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

Nesta edição, a Saborama apresenta

Nesta edição, a Saborama apresenta Nesta edição, a Saborama apresenta uma seleção de delícias apresentadas no Blog Saída de Emergência. Com uma experiência incrível no preparo de alimentos, a Mell Santos, criadora do blog e parceira da

Leia mais

VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI

VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI empreendendo com VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI ÍNDICE O MERCADO MUNDIAL 03 A SUA MARCA 05 ENTENDA A PRODUÇÃO 07 DISTRIBUIÇÃO 11 TERCEIRIZAÇÃO 13 INVESTIMENTO 14 EXIGÊNCIAS LEGAIS

Leia mais

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios.

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios Caro (a) aluno (a), Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. O Plano de Negócios deverá ter no máximo

Leia mais

COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS.

COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS. COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS. A Rio Quality existe com o objetivo de proporcionar a total satisfação dos clientes e contribuir para o sucesso de todos. Essa integração se dá através do investimento

Leia mais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais Byte Software POLÍTICA COMERCIAL Parceiros Comerciais 2013 1. Apresentação Este guia descreve o Programa de Parceria Byte Software através de uma estrutura básica, incluindo como participar e, ainda, uma

Leia mais

Gestão das organizações contábeis

Gestão das organizações contábeis Gestão das organizações contábeis Análise dos resultados da pesquisa Dezembro/2014 por Roberto Dias Duarte Sobre a pesquisa O Sistema Público de Escrituração Digital e seus vários subprojetos têm sido

Leia mais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais/CVB s

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais/CVB s Byte Software POLÍTICA COMERCIAL Parceiros Comerciais/CVB s 2013 1. Apresentação Este guia descreve o Programa de Parceria Byte Software através de uma estrutura básica, incluindo como participar e, ainda,

Leia mais

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center O GrupoM8 utiliza o formato Norte-americano na administração e comercialização de sua

Leia mais

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce Você é do tipo que quer arrancar os cabelos toda vez que um concorrente diminui o preço? Então você precisa ler este guia rápido agora mesmo. Aqui

Leia mais

UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011

UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011 UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011 Entendendo as mordidas do leão como funciona o cálculo do imposto de renda Profa. Raquel Lehrer Todos

Leia mais

Dicas e orientações sobre o e-commerce de produtos e serviços de saúde

Dicas e orientações sobre o e-commerce de produtos e serviços de saúde Boas Práticas em Saúde Online Dicas e orientações sobre o e-commerce de produtos e serviços de saúde Boas Práticas em Saúde Online 1 Expediente 2015 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Leia mais

01/12/2012 MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL. Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO

01/12/2012 MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL. Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO TAREFAS ESTRUTURA PESSOAS AMBIENTE TECNOLOGIA ÊNFASE NAS TAREFAS Novos mercados e novos conhecimentos ÊNFASE

Leia mais

PROJETO PLANETA NA MENTE, CONSUMO CONSCIENTE!

PROJETO PLANETA NA MENTE, CONSUMO CONSCIENTE! PROJETO PLANETA NA MENTE, CONSUMO CONSCIENTE! ENFOQUE De acordo com o dia mundial sem compras, 27 de novembro de 2012, criamos o PLANETA NA MENTE, CONSUMO CONSCIENTE!. Trata-se de uma Campanha que tem

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

Administrando o Fluxo de Caixa

Administrando o Fluxo de Caixa Administrando o Fluxo de Caixa O contexto econômico do momento interfere no cotidiano das empresas, independente do seu tamanho mercadológico e, principalmente nas questões que afetam diretamente o Fluxo

Leia mais

membros do time, uma rede em que eles possam compartilhar desafios, conquistas e que possam interagir com as postagens dos colegas.

membros do time, uma rede em que eles possam compartilhar desafios, conquistas e que possam interagir com as postagens dos colegas. INTRODUÇÃO Você, provavelmente, já sabe que colaboradores felizes produzem mais. Mas o que sua empresa tem feito com esse conhecimento? Existem estratégias que de fato busquem o bem-estar dos funcionários

Leia mais

Orientações sobre Micro Empreendedor Individual

Orientações sobre Micro Empreendedor Individual Orientações sobre Micro Empreendedor Individual Micro Empreendedor individual Definição Microempreendedor Individual (MEI) é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário.

Leia mais

DATA: 05/05 AUDITÓRIO: OPERAÇÕES TEMA: SUSTENTABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES BRASILEIRAS: ONDE ESTAMOS? PALESTRANTE: NATHAN HERSZKOWICZ

DATA: 05/05 AUDITÓRIO: OPERAÇÕES TEMA: SUSTENTABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES BRASILEIRAS: ONDE ESTAMOS? PALESTRANTE: NATHAN HERSZKOWICZ DATA: 05/05 AUDITÓRIO: OPERAÇÕES TEMA: SUSTENTABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES BRASILEIRAS: ONDE ESTAMOS? PALESTRANTE: NATHAN HERSZKOWICZ Planejamento Boa Gestão Consciência Política Sustent bilidade Participação

Leia mais

LUCRO PRESUMIDO, LUCRO REAL OU SIMPLES NACIONAL

LUCRO PRESUMIDO, LUCRO REAL OU SIMPLES NACIONAL DISTRIBUIÇÃO GRATUITA www.amipao.com.br INFORMATIVO MENSAL AMIPÃO BELO HORIZONTE, MARÇO DE 2013 ANO: 06 N. : 41 LUCRO PRESUMIDO, LUCRO REAL OU SIMPLES NACIONAL Qual o melhor regime de tributação a ser

Leia mais

MARKETING VERDE E-BOOK GRATUITO DESENVOLVIDO PELA SITE SUSTENTÁVEL

MARKETING VERDE E-BOOK GRATUITO DESENVOLVIDO PELA SITE SUSTENTÁVEL MARKETING VERDE E-BOOK GRATUITO DESENVOLVIDO PELA SITE SUSTENTÁVEL Introdução: O marketing verde já não é tendência. Ele se tornou uma realidade e as empresas o enxergam como uma oportunidade para atrair

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

Você é comprometido?

Você é comprometido? Você é comprometido? Não, isso não é uma cantada. O que o seu chefe quer saber é se você veste a camisa da organização. Você adora seu trabalho e desempenha suas funções com eficiência, mas não aposta

Leia mais

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio.

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Plano de negócios estruturado ajuda na hora de conseguir financiamento. Veja dicas de especialistas e saiba itens que precisam constar

Leia mais

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Ultrapassando barreiras e superando adversidades. Ser um gestor de pessoas não é tarefa fácil. Existem vários perfis de gestores espalhados pelas organizações,

Leia mais

A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA

A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA Elaine Schweitzer Graduanda do Curso de Hotelaria Faculdades Integradas ASSESC RESUMO Em tempos de globalização, a troca de informações

Leia mais

COM. 02 - PUBLICAÇÕES

COM. 02 - PUBLICAÇÕES 1 de 9 PUBLICAÇÕES MACROPROCESSO MARKETING E PROCESSO PUBLICAÇÕES - PUBLICAÇÕES 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1 DEFINIÇÃO DO SERVIÇO E SUA

Leia mais

08 Capital de giro e fluxo de caixa

08 Capital de giro e fluxo de caixa 08 Capital de giro e fluxo de caixa Qual o capital que sua empresa precisa para funcionar antes de receber o pagamento dos clientes? Como calcular os gastos, as entradas de dinheiro, e as variações de

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

Rafael Vargas Presidente da SBEP.RO Gestor de Projetos Sociais do Instituto Ágora Secretário do Terceiro Setor da UGT.RO

Rafael Vargas Presidente da SBEP.RO Gestor de Projetos Sociais do Instituto Ágora Secretário do Terceiro Setor da UGT.RO Abril/2014 Porto Velho/Rondônia Rafael Vargas Presidente da SBEP.RO Gestor de Projetos Sociais do Instituto Ágora Secretário do Terceiro Setor da UGT.RO Terceiro Setor É uma terminologia sociológica que

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Neste e-book vamos esclarecer melhor como é feita essa transição financeira, quais os melhores investimentos para a aposentadoria, como você deve administrar os demais gastos, onde é possível cortar despesas

Leia mais

Principais dificuldades

Principais dificuldades Principais dificuldades A maior dificuldade apontada pelas organizações contábeis pesquisadas foi receber informações dos clientes com qualidade e prazo. Apenas 16% delas indicaram problemas com a aderência

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Data da Criação: 09/11/2012 Dara de revisão: 18/12/2012 1 - Sumário - 1. A Instant Solutions... 3 1.1. Perfil da empresa... 3 1.2. Responsabilidade ambiental...

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A COLETA SELETIVA DO LIXO E DICAS DE CONSUMO CONSCIENTE

INSTRUÇÕES PARA A COLETA SELETIVA DO LIXO E DICAS DE CONSUMO CONSCIENTE 12:43 Page 1 INSTRUÇÕES PARA A COLETA SELETIVA DO LIXO E DICAS DE CONSUMO CONSCIENTE Jardins é Page 2 LIXO UM PROBLEMA DE TODOS Reduzir a quantidade de lixo é um compromisso de todos. Uma pessoa é capaz

Leia mais

A Sombra do Imposto. Propostas para um sistema de impostos mais simples e justo Simplifica Já

A Sombra do Imposto. Propostas para um sistema de impostos mais simples e justo Simplifica Já A Sombra do Imposto Propostas para um sistema de impostos mais simples e justo Simplifica Já Expediente A Sombra do Imposto Cartilha produzida pelo Sistema Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná).

Leia mais

O Amarelinho mantém liderança

O Amarelinho mantém liderança Mídia Kit O CAMPEÃO DAS BANCAS! O melhor jornal de empregos mídia exclusiva Empregos, estágios, cursos e concursos Páginas 6, 7 e 8 perfil do leitor Instituto define quem é o leitor do Amarelinho Página

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

FINANÇAS A B C D A R$ 24.000,00. B R$ 12.000,00. C R$ 2.000,00. D R$ 0,00.

FINANÇAS A B C D A R$ 24.000,00. B R$ 12.000,00. C R$ 2.000,00. D R$ 0,00. ESPE/Un SERE 2013 Nas questões a seguir, marque, para cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Para as devidas marcações, use a Folha de Respostas, único documento válido para

Leia mais

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS!

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! 4 Introdução 5 Conheça seu público 5 Crie uma identidade para sua empresa 6 Construa um site responsivo 6 Seja direto, mas personalize o máximo possível

Leia mais

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING 1 ÍNDICE 03 04 06 07 09 Introdução Menos custos e mais controle Operação customizada à necessidade da empresa Atendimento: o grande diferencial Conclusão Quando

Leia mais

Investimento para Mulheres

Investimento para Mulheres Investimento para Mulheres Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado. Cem

Leia mais

Quais são os objetivos dessa Política?

Quais são os objetivos dessa Política? A Conab possui uma Política de Gestão de Desempenho que define procedimentos e regulamenta a prática de avaliação de desempenho dos seus empregados, baseada num Sistema de Gestão de Competências. Esse

Leia mais

CAVACO S. www.cavacos.com RESPEITANDO A NATUREZA. Combustível de Biomassa

CAVACO S. www.cavacos.com RESPEITANDO A NATUREZA. Combustível de Biomassa CAVACO S Combustível de Biomassa RESPEITANDO A NATUREZA www.cavacos.com EM 2014 OS NOSSOS SONHOS SÃO AINDA MAIORES. APRESENTAMOS AOS NOSSOS CLIENTES E PARCEIROS UMA NOVA CAVACO S, MUITO MAIS MODERNA, COM

Leia mais

Práticas Verdes Para Condomínios

Práticas Verdes Para Condomínios Guia de Práticas Verdes Para Condomínios A economia que faz bem para o seu bolso e para o meio ambiente Com o objetivo de incentivar e disseminar práticas sustentáveis em condomínios, o Secovi Rio criou

Leia mais

Este Plano de Negócios foi elaborado em Junho de 2014

Este Plano de Negócios foi elaborado em Junho de 2014 ESPETO VACA LOUCA Pc TUBAL VILELA Nº 0 CENTRO- UBERLANDIA MG (34) 9876-5432 contato@vacalouca.com Ademir Gonçalves Filho Diretor Administrativo Gustavo Rodovalho Oliveira - Diretor de Marketing Jhonata

Leia mais

CLIPPING Mídias de Primeiro Foco. Cliente: Fharos Data: 17/09/08 Veículo: DCI

CLIPPING Mídias de Primeiro Foco. Cliente: Fharos Data: 17/09/08 Veículo: DCI CLIPPING Mídias de Primeiro Foco Cliente: Fharos Data: 17/09/08 Veículo: DCI Cliente: Fharos Data: 10/09/08 Veículo: Executivos Financeiros 2 3 Cliente: Fharos Data: 12/09/08 Veículo: Canal Executivo 4

Leia mais

Mensagem do presidente

Mensagem do presidente Mensagem do presidente A giroflex-forma está em um novo momento. Renovada, focada em resultados e nas pessoas, ágil e mais competitiva no mercado de assentos e de mobiliário corporativo. Representando

Leia mais

Manual Explicativo. Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev

Manual Explicativo. Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev Manual Explicativo Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev 1. MANUAL EXPLICATIVO... 4 2. A APOSENTADORIA E VOCÊ... 4 3. PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR: O que é isso?... 4 4. BOTICÁRIO

Leia mais

MARKETING PARA FAZENDAS

MARKETING PARA FAZENDAS DICAS PRÁTICAS DE MARKETING PARA FAZENDAS Sobre o Porteira Digital O Porteira Digital foi criado com objetivo de fornecer soluções práticas de Marketing para o produtor rural que deseja fazer de seu negócio

Leia mais

MANUAL DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

MANUAL DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL MANUAL DE RESPONSABILIDADE Definição: A responsabilidade socioambiental é a responsabilidade que uma empresa ou organização tem com a sociedade e com o meio ambiente além das obrigações legais e econômicas.

Leia mais

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz COMPETÊNCIAS A SEREM DESENVOLVIDAS CONHECER A ELABORAÇÃO, CARACTERÍSTICAS E FUNCIONALIDADES UM PLANO DE NEGÓCIOS.

Leia mais

04 Os números da empresa

04 Os números da empresa 04 Os números da empresa Além de conhecer o mercado e situar-se nele, o empreendedor tem de saber com clareza o que ocorre com os números de sua empresa. Neste capítulo conheça os principais conceitos,

Leia mais

1 Informações diversas Contribuintes devem ficar atentos para novidades em 2015 O Sescon-SP listou algumas das principais mudanças fiscais e tributárias para o próximo ano, que requerem atenção e capacitação

Leia mais

O que é Estudio Cosmica?

O que é Estudio Cosmica? Apresentacao O que é Estudio Cosmica? Criação e Concepção de Ideias e Projetos. Estudio Cosmica é um Estúdio de Criação e desenvolvimento de Ideias, Sempre Atento e antenado ao Mercado e novidades, buscando

Leia mais

Manual AVANTE. Sirva-se e bom apetite!

Manual AVANTE. Sirva-se e bom apetite! Manual AVANTE Sirva-se e bom apetite! Sumário O seu estabelecimento como referência em alimentação de qualidade Conceito Alimentação Saudável O Programa Avante pela Qualidade de Vida O que temos para o

Leia mais

ED 2180/14. 15 maio 2014 Original: espanhol. Pesquisa sobre os custos de transação dos produtores de café

ED 2180/14. 15 maio 2014 Original: espanhol. Pesquisa sobre os custos de transação dos produtores de café ED 2180/14 15 maio 2014 Original: espanhol P Pesquisa sobre os custos de transação dos produtores de café 1. O Diretor Executivo apresenta seus cumprimentos e, em nome da Colômbia, encaminha aos Membros

Leia mais

Como se livrar da humilhação

Como se livrar da humilhação 1 Como se livrar da humilhação Casos de assédio moral triplicam na Justiça em quatro anos. Veja o que fazer para evitar problemas no trabalho e não prejudicar sua carreira Andrea Giardino Há três anos,

Leia mais

COLÉGIO AFONSO PENA (www.colegioafonsopena.com.br) Página 1 EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Educar os jovens, é formá-los cidadãos conscientes para o amanhã

COLÉGIO AFONSO PENA (www.colegioafonsopena.com.br) Página 1 EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Educar os jovens, é formá-los cidadãos conscientes para o amanhã COLÉGIO AFONSO PENA (www.colegioafonsopena.com.br) Página 1 EDUCAÇÃO FINANCEIRA Educar os jovens, é formá-los cidadãos conscientes para o amanhã Novidades... O que é Educação Financeira? Dicas aos jovens

Leia mais

Empresário Empreendedor

Empresário Empreendedor Empresas x Tributação Empresário Empreendedor Carga Tributária Obrigações acessórias Receita Federal Receita Estadual Previdência Social Receita Municipal Situação Tributária do Negócio Para o Empresário

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Política de Responsabilidade Socioambiental SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 OBJETIVO... 3 3 DETALHAMENTO... 3 3.1 Definições... 3 3.2 Envolvimento de partes interessadas... 4 3.3 Conformidade com a Legislação

Leia mais

Texto use sempre a fonte Arial Café Produzido com Atitude Ético,rastrável e de alta qualidade

Texto use sempre a fonte Arial Café Produzido com Atitude Ético,rastrável e de alta qualidade Café Produzido com Atitude Ético,rastrável e de alta qualidade Francisco Sérgio de Assis Diretor Pres. da Federação dos Cafeicultores do Cerrado Quem Título Somos: Uma Texto origem use produtora sempre

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. O QUE É?

PLANO DE NEGÓCIOS. O QUE É? NE- CACT O Núcleo de Empreendedorismo da UNISC existe para estimular atitudes empreendedoras e promover ações de incentivo ao empreendedorismo e ao surgimento de empreendimentos de sucesso, principalmente,

Leia mais

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Este guia pretende nortear os Grupos Escoteiros do Brasil a desenvolverem um

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS Consigo rastrear o minha Compra? Sim. As informações mais atualizadas sobre sua Compra e a situação de entrega de sua Compra estão disponíveis em Meus pedidos.

Leia mais

NORMAS DE CONDUTA. Apresentação

NORMAS DE CONDUTA. Apresentação NORMAS DE CONDUTA Apresentação Adequando-se às melhores práticas de Governança Corporativa, a TITO está definindo e formalizando as suas normas de conduta ( Normas ). Estas estabelecem as relações, comportamentos

Leia mais

A. Conceito de Trade Marketing, responsabilidades, atividades, amplitude de atuação e limites

A. Conceito de Trade Marketing, responsabilidades, atividades, amplitude de atuação e limites 5 Conclusão Trade Marketing é um termo conhecido por grande parte dos profissionais das áreas comercial e de marketing, principalmente entre as indústrias de bens de consumo. Muitas empresas já incluíram

Leia mais

SAD Gestor ERP. Módulo Estoque. Cadastro de Produto Escrita Fiscal. Seja Bem Vindo!

SAD Gestor ERP. Módulo Estoque. Cadastro de Produto Escrita Fiscal. Seja Bem Vindo! SAD Gestor ERP Módulo Estoque Cadastro de Produto Escrita Fiscal Seja Bem Vindo! Introdução O planejamento tributário deve fazer parte do cotidiano da empresa. É uma decisão estratégica que pode determinar

Leia mais

UM SUPERMERCADO E UM DESAFIO

UM SUPERMERCADO E UM DESAFIO SAIR DO LUGAR-COMUM PÃO DE AÇÚCAR UM SUPERMERCADO E UM DESAFIO Só em São Paulo, a associação que reúne os supermercados tem mais de 50 empresas cadastradas. As lojas se espalham com um volume impressionante.

Leia mais

Qualidade do Sistema Tributário é considerada muito ruim

Qualidade do Sistema Tributário é considerada muito ruim Qualidade do Sistema Tributário é considerada muito ruim O empresário industrial paraibano avalia como muito ruim quatro das sete variáveis investigadas quanto à qualidade do sistema tributário brasileiro.

Leia mais

GUIA PARA CONCORRÊNCIAS PRIVADAS.

GUIA PARA CONCORRÊNCIAS PRIVADAS. GUIA PARA CONCORRÊNCIAS PRIVADAS. CONHEÇA O SINAPRO SANTA CATARINA O Sindicato das Agências de Propaganda do estado de Santa Catarina (Sinapro/SC) tem como principal objetivo o fortalecimento do setor

Leia mais

Círculo do Café de Qualidade - CCQ Passo a Passo

Círculo do Café de Qualidade - CCQ Passo a Passo 1. O que é? O Círculo do Café de Qualidade é uma evolução em relação ao PQC ABIC, lançado em 2004, e está inserido dentro das diretrizes da ABIC de aumento do consumo interno de café no Brasil, visando

Leia mais

Abra. e conheça as oportunidades de fazer bons negócios...

Abra. e conheça as oportunidades de fazer bons negócios... Abra e conheça as oportunidades de fazer bons negócios... anos Chegou a hora de crescer! Conte com a Todescredi e faça bons negócios. Há 5 anos, iniciavam as operações daquela que se tornou a única financeira

Leia mais

DESIGN PARA TODAS AS EMPRESAS

DESIGN PARA TODAS AS EMPRESAS A S DA TO AS N AS ES PR EM G SI DE R PA DESIGN PARA TODAS AS EMPRESAS BRASÍLIA - DF 2012 2012. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados. A reprodução

Leia mais

WBA Business Intelligence Catálogo de Produtos

WBA Business Intelligence Catálogo de Produtos WBA Business Intelligence Catálogo de Produtos SOBRE A WBA A WBA é uma empresa nacional, especializada no desenvolvimento de softwares corporativos e consultoria de gestão de negócios. Desde 1989 no mercado,

Leia mais

Liderança e Motivação para Construtoras, Incorporadoras, Escritórios de Arquitetura e Imobiliárias

Liderança e Motivação para Construtoras, Incorporadoras, Escritórios de Arquitetura e Imobiliárias Liderança e Motivação para Construtoras, Incorporadoras, Escritórios de Arquitetura e Imobiliárias Antes de tudo como sugestão aos donos de construtoras, incorporadoras, imobiliárias e escritórios de arquitetura

Leia mais

PESQUISA DE JUROS. Estas reduções podem ser atribuídas aos fatores abaixo:

PESQUISA DE JUROS. Estas reduções podem ser atribuídas aos fatores abaixo: PESQUISA DE JUROS Após longo período de elevação das taxas de juros das operações de crédito, as mesmas voltaram a ser reduzidas em setembro/2014 interrompendo quinze elevações seguidas dos juros na pessoa

Leia mais

GPME Prof. Marcelo Cruz

GPME Prof. Marcelo Cruz GPME Prof. Marcelo Cruz Política de Crédito e Empréstimos Objetivos Compreender os tópicos básicos da administração financeira. Compreender a relação da contabilidade com as decisões financeiras. Compreender

Leia mais

ACONTECENDO? O QUE ESTÁ O QUE PODEMOS FAZER?

ACONTECENDO? O QUE ESTÁ O QUE PODEMOS FAZER? O QUE ESTÁ ACONTECENDO? O futuro é uma incógnita. As tendências são preocupantes, mas uma coisa é certa: cada um tem de fazer sua parte. Todos somos responsáveis. A atual forma de relacionamento da humanidade

Leia mais

DICAS DE COMO PARTICIPAR DE FEIRAS

DICAS DE COMO PARTICIPAR DE FEIRAS DICAS DE COMO PARTICIPAR DE FEIRAS VITÓRIA 2004 Dicas de como participar de feiras Introdução As feiras são eventos ricos em oportunidades de negócios. São ambientes privilegiados para o incremento das

Leia mais

Sumário. (11) 3177-7700 www.systax.com.br

Sumário. (11) 3177-7700 www.systax.com.br Sumário Introdução... 3 Amostra... 4 Tamanho do cadastro de materiais... 5 NCM utilizadas... 6 Dúvidas quanto à classificação fiscal... 7 Como as empresas resolvem as dúvidas com os códigos de NCM... 8

Leia mais

DATUSPREV CHEGOU O MOMENTO DE APROVEITAR!

DATUSPREV CHEGOU O MOMENTO DE APROVEITAR! DATUSPREV INFORMATIVO CHEGOU O MOMENTO DE APROVEITAR! Quem já cumpriu 5 anos de contribuição pode solicitar o benefício de aposentadoria programada? Essas e mais informações pra você neste Informativo.

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV MANUAL DA QUALIDADE Manual da Qualidade - MQ Página 1 de 15 ÍNDICE MANUAL DA QUALIDADE 1 INTRODUÇÃO...3 1.1 EMPRESA...3 1.2 HISTÓRICO...3 1.3 MISSÃO...4 1.4 VISÃO...4 1.5 FILOSOFIA...4 1.6 VALORES...5

Leia mais

Motivando sua Empresa para o Sucesso

Motivando sua Empresa para o Sucesso Motivando sua Empresa para o Sucesso rev. 06/06 Trabalhando com um time de sucesso Engº JULIO TADEU ALENCAR e-mail: jtalencar@sebraesp.com.br 1 O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO EVOLUÇÃO

Leia mais

I n ova ç ã o Produtos. Matérias-Primas. Seminário Tecnológico ABIP / ITPC / SEBRAE Isabela Cardoso Michele Bianchini 19/07/2012

I n ova ç ã o Produtos. Matérias-Primas. Seminário Tecnológico ABIP / ITPC / SEBRAE Isabela Cardoso Michele Bianchini 19/07/2012 I n ova ç ã o Produtos Processos Matérias-Primas Seminário Tecnológico ABIP / ITPC / SEBRAE Isabela Cardoso Michele Bianchini 19/07/2012 Não é a mais forte das espécies que sobrevive, nem a mais inteligente,

Leia mais

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para QUAL NEGÓCIO DEVO COMEÇAR? No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para então definir seus objetivos e sonhos.

Leia mais

Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda.

Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda. Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda. Resumo Com a globalização e os avanços tecnológicos, as empresas estão operando num ambiente altamente competitivo e dinâmico. As organizações que quiserem

Leia mais