Sociedade da Mesa. 2 a quinzena de Outubro clube de vinhos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sociedade da Mesa. 2 a quinzena de Outubro 2012. clube de vinhos"

Transcrição

1 Sociedade da Mesa a quinzena de Outubro 2012 clube de vinhos

2 índice Direção Dario Taibo Direção da revista Dario Taibo Editora-chefe Paula Morales Projeto gráfico e diagramação OC O comunicação e design Atendimento ao cliente Esta revista é uma edição exclusiva para os associados da Sociedade da Mesa. Sociedade da Mesa clube de vinhos Rua Branco de Moraes, 248/11 Chácara Santo Antônio - - SP - Brasil CEP (55-11) Seleção Mensal / 10 - Artigo: Sardinhas 20 - Artigo: Diário da Bodega - As Colheitas Drinks: Mojito / 28 - Ingredientes: Abacate / 32 - Entrevista: Paulo Machado / 40 - Saboreando Juntos / 44 - Um pouco de receita: Frango Light 46 - Programa Saca-Rolha / 52 - Acessórios / 53 - Vinhos em Estoque / 54 - Próximas Seleções. Dario Taibo sócio-diretor Contato de Publicidade Impressão exemplares

3 04 05 SELEÇÃO MENSAL Texto: Alberto Pedrajo Pérez y Javier Achútegui Dominguez Fotos: divulgação CRASH RED 2011 D.O. Ribera del Guadiana Estremadura e a D.O. Ribera del Guadiana Estremadura, apesar de ser uma das maiores comunidades da Espanha, é uma grande desconhecida, mesmo que reúna natureza, gastronomia e viticultura. Isso, sem esquecermos da história que acompanha cada canto desta região, com impressionantes cidades como Emerita Augusta (atualmente Mérida), a principal cidade da região de Lusitânia e uma das mais importantes da Península Ibérica durante o Império Romano. De fato, a história deixou uma amostra da grandeza desta Espanha Ribera del Guadiana região ao longo dos séculos: teatros romanos, aquedutos, monumentos, mosteiros, castelos etc. Um passeio magnífico pela história, encontrada de Norte a Sul, nesta vasta região do Sudoeste espanhol. Sua natureza não nos deixa indiferente: a Sierra de Gredos, a Sierra de Gata, a Sierra de Bejar, a Sierra Morena, todas elas terras de grande diversidade. Uma região com dois dos mais importantes parques naturais da Península Ibérica, os de Cornalvo e Monfragüe onde encontramos a maior população de urubus negros, assim como águias imperiais, cegonha preta, grifo, lince, mangusto e lontras, além das grandes campinas de carvalho, onde se alimentam os porcos ibéricos, que formam parte da paisagem de Estremadura desde a antiguidade. Mas talvez um dos valores mais destacados seja sua gastronomia, desde as famosas cerejas do Valle del Jerte, o presunto cru Pata Negra, os queijos curados de ovelha e o famoso pimentão da Vera, até azeites e mel, além de uma longa lista de produtos que, juntamente com o vinho da região, fazem dela um verdadeiro oásis gastronômico. Estremadura conta com uma única Denominação de Origem, Ribera del Guadiana, que leva o nome do rio que percorre a região de leste a oeste (o Guadiana). Esta denominação foi fundada em 1999 e abrange 6 sub-zonas: Cañamero, Montánchez, Matanegra, Ribera Baja, Ribera Alta e Tierra de Barros. Estremadura ocupa o segundo lugar da Espanha em superfície de vinhedo, valorizando uma grande tradição vinícola, mas o destino principal sempre foi a elaboração de vinhos a granel, onde prevalecia a quantidade no lugar da qualidade. No entanto, desde o início deste século houve uma mudança radical, graças ao trabalho de um pequeno número de bodegas, que decidiram apostar na elaboração de vinhos de qualidade.

4 06 07 Pago los Balancines Pago los Balancines está no local que leva seu nome e está localizada em Oliva de Mérida, uma pequena cidade da província de Badajoz, em Estremadura (Sudoeste da Espanha, a 350km de Madri, capital da Espanha, e a 328 km de Lisboa, capital de Portugal). Dentro da Denominação de Origem Ribera del Guadiana, encontra-se a sub-zona de Ribera Alta, a uma altitude de uns 450 metros, entre duas serras, a Sierra de Juan Bueno e a de Peñas Blancas. Pago los Balancines nasceu com o objetivo de produzir vinhos diferentes, com nuances sutis, e tornar-se uma referência de qualidade na região. Para isso, os processos de produção do vinho recebem muita atenção, tendo por princípio que a matéria-prima de qualidade é o ponto de partida essencial para produzir seus vinhos. O projeto começou sua jornada em 2006, em uma região pouco conhecida na época, mas com grande potencial para a produção de vinhos de qualidade. É a história de um encontro de três pessoas, com a ansiedade de iniciar um projeto empresarial ligado a duas grandes paixões: o vinho e a natureza. Pago los Balancines é a demonstração de que empresa, vinho e natureza são compatíveis e viáveis, tanto economicamente como ambientalmente. Pedro Mercado, Fernando Toribio e Jose Antonio Vicente são os três responsáveis por Pago los Balancines ser hoje uma realidade. Por um lado, encontramos Pedro, proprietário majoritário e responsável pela direção da bodega. Pedro não contava com uma tradição familiar vinculada ao vinho. Sua paixão nasceu pouco a pouco, viajando e degustando vinhos. Quanto mais vinhos degustava e mais vinhedos visitava, mais forte tornou-se o sonho de produzílos. Depois de anos estudando diferentes áreas da Espanha onde poderia iniciar um projeto bodegueiro, chegou à conclusão de que Estremadura reunia muitas das grandes excentricidades que fazem uma grande bodega: diversidade de solos, climas e orografias, tradição de viticultura e cultura histórica do vinho. A isso, acrescente-se o fato de que era a última grande região produtora de uvas a ser descoberta na Espanha. Casualmente, conheceu Fernando Toribio e Jose Antonio Vicente, diretores da bodega e da vinha, respectivamente. Este encontro foi o que lançou as bases do que hoje é Pago los Balancines. Fernando, bodegueiro de tradição familiar e um dos enólogos mais renomados em Estremadura, junta-se ao projeto com Jose Antonio Vicente, viticultor também por tradição familiar e grande conhecedor da zona rural de Estremadura. Os três combinaram suas paixões e conhecimentos para criar esta bodega. Pago los Balancines procura produzir vinhos que sensibilizem aqueles que os provam, fazendo com que desfrutem cada gole de vinho. A maior parte dos vinhedos está em Los Balancines (Oliva de Mérida), onde conta com 50 hectares das variedades Chardonnay, Garnacha Tintorera, Cabernet Sauvignon, Tempranillo, Syrah, Petit Verdot, Bruñal e Graciano. A peculiaridade principal de seu vinhedo é o solo, uma terra argilosa com muita pedra e que, na profundidade, tem uma composição calcária que acumula toda a água necessária para que a planta complete seu ciclo vegetativo sem muitas dificuldades. Além disso, devemos acrescentar a própria localização do vinhedo, em um vale no alto, entre duas serras, a Sierra de Juan Bueno e a de Peñas Blancas. Estas serras, orientadas para o Oeste e em direção a Guadiana, proporcionam ao vinhedo uma entrada contínua de ventos, com uma carga grande de influências atlânticas, criando um microclima nesta região. Isto proporciona verões mais suaves que em outras regiões da Ribera del Guadiana e amadurecimentos mais lentos e regulares das uvas. Outra das peculiaridades está na forma do plantio. Todo o vinhedo está plantado em vaso * como cultivo tradicional e sem irrigação, com uma exigência mínima às plantas e de mínima intervenção aos trabalhos de produção.

5 08 09 Crash Red 2011 A uva é selecionada primeiro no vinhedo. A colheita é noturna, manual e em caixas pequenas, com o objetivo de chegar intacta à bodega. Uma vez na bodega, são utilizados tanques de concreto. A armazenagem e vinificação dos vinhos é feita por uva e lotes da mesma uva. A fermentação alcoólica de todos os vinhos é realizada nos tanques de cimento com bombeamento manual, de forma artesanal. Posteriormente, de acordo com o vinho, passarão aos barris para completar sua produção. Ao vinificar separadamente, outra chave de seus vinhos está na degustação. São realizadas contínuas degustações das diferentes variedades em diferentes tipos de barris, ensaiando e provando diferentes combinações, até encontrar a ideal. Trabalham cada variedade de forma individual e, somente quando estão prontas, preparam as diferentes coupages, procurando as melhores afinidades entre elas. Aqui, a uva é quem manda: o tipo do barril e o tempo que o vinho passa nele, são definidos por ela, procurando-se vinhos completos e equilibrados, mas que também sejam complexos, ou seja, vinhos diferentes e com personalidade própria. Hoje em dia, a bodega conta com mais de 300 barris, na maior parte de carvalho francês, embora também trabalhem com carvalho americano e misto. A premissa é que o barril respeite a variedade da uva, que complemente o vinho e possa somar suas virtudes às da uva. Tudo isso junto (clima e solo), proporciona a seus vinhos boa estrutura, taninos, frescor, boa acidez natural. São vinhos muito sérios, mas fáceis de beber. *Modalidade de condução da planta. A gama Crash integra a filosofia com a que Pago los Balancines lançou este projeto: vinhos de qualidade, sem envelhecimento em barril e destinados a um público divertido e atrevido, que procura desfrutar de uma taça de vinho mais além das complexidades. Tudo isto mantendo a qualidade à qual estamos acostumados e com uma apresentação radicalmente distinta. Com esta gama de vinhos, a bodega procura uma nova forma de ver e entender o vinho, através de uma chamada ao otimismo, um nome que contém em si a ruptura e uma imagem transgressora, ilustrações únicas baseadas na corrente artística Pop Art. Uma aproximação à qualidade de algo tão simples como pode ser desfrutar de uma taça de vinho. Crash Red 2011 é um vinho tinto sem barril, mas com uma crianza de cinco meses em tanques de concreto. É produzido com as variedades garnacha tintorera, garnacha negra, syrah e tempranillo. O estilo do vinho e sua graduação, 14,5% vol., nos fazem recomendar um consumo à temperatura máxima de 17 C, para desfrutar plenamente de seu conteúdo frutado. Seu consumo pode ser feito nos próximos dois anos, esperando que as notas de fruta vermelha e geleia progressivamente evoluam até um perfil mais doce e licoroso. Crash Red 2011 Região: Ribera del Guadiana, Espanha. Uvas: Garnacha tintorera, Garnacha Negra, Syrah e Tempranillo Cata: de cor cereja brilhante com toque violeta, coberto. No nariz é uma explosão de frutas vermelhas, groselha, morangos maduros como geleia. Seu estilo no nariz nos aproxima de vinhos produzidos pela técnica da maceração carbônica. De entrada forte, na boca é carnoso sem chegar a ser pesado, graças à sua acidez equilibrada, que fica em parte coberta pela sua estrutura, com notas fortes de frutos do bosque. É longo e com final doce. Temperatura: 17 0 C (máxima) Harmonização: sua estrutura e seu calor na boca, nos permitem combiná-lo com pratos de carne magra assada, um bom prato de legumes e, claro, um rico presunto cru ibérico de bellota ou um queijo de ovelha de cura média e longa. Guarda: consumir nos próximos 2 anos. ASPA INGENIEROS: C\ La Campa nº Logroño (La Rioja) T: F: skype: alberto.pedrajo.aspa

6 10 11 REVISTA SOBREMESA Texto: Álvaro López del Moral Fotos: Antonio de Benito SARDINHAS Indispensável em qualquer festa, este peixe azul exibe seu potencial por toda extensão do litoral espanhol, onde é um dos elementos mais apreciados da gastronomia de verão. Não há necessidade de recorrer ao calendário nem é preciso ser anunciado pelas lojas: para saber que o verão já chegou é necessário apenas seguir o rastro olfativo deixado pelas sardinhas no litoral da Espanha. Das mais de trinta sardinhadas que hospedam as diversas paróquias da comunidade galega para o Festival de San Felix, no conselho asturiano de Carreño onde no ano passado foram enviados mais de deste peixe azul -, passando pelas celebrações de Santurce, nos festivais nas margens de Levante ou nas peregrinações de Málaga e de Granada; quando estas datas chegam, toda a costa é impregnada por um aroma penetrante, abissal e inconfundível, que serve para anunciar o início das festas de verão.

7 12 13 Profundamente enraizadas na cultura popular, seu gosto salgado, as inúmeras propriedades nutritivas e a razoabilidade de seu preço explicam a presença destes peixes em qualquer festival que se aprecie, seja em espeto amarrados em um junco sobre a areia e assados na brasa -, compondo a base de empanadas e tortas ou formando um elemento a ser adicionado a omeletes e vegetais variados (depois de terem sido limpas de vísceras, cabeça e espinhas, é claro). Os exemplares de proporções maiores dão ótimos resultados preparados como escabeche, grelhados, empanados, cozidos na panela ou formando parte de guisados de inspiração marinha. Também é possível encontrar em alguns estabelecimentos as chamadas sardinhas de bota, que são peixes submetidos a um processo de salga e então colocados em embalagens pitorescas redondas de madeira. De uma forma ou de outra, a verdade é que, ao longo destes meses, esta espécie marinha consegue contornar as margens submarinas para inundar nossas praias, formando uma emocionante invasão culinária que parece dar o pontapé definitivo ao período das férias. No entanto, convém ter um cuidado especial na hora de comprovar seu frescor. Os espécimes adquiridos no mercado devem ser conservados semi cobertos com gelo, sem salsinha ou outra planta cuja folha possa ter a presença de bactérias. Para verificar a idoneidade de seu estado, é imprescindível confirmar que tenham cor brilhante, apresentem um odor suave e seus olhos pareçam ter uma tonalidade nítida, sob a pena de ver como os festivais podem terminar no banheiro, enquanto nos desidratamos e contorcemos em meio a fortes dores de estômago. A sabedoria antiga das Astúrias vem nos alertando durante séculos contra esta contingência, através de uma recomendação inequívoca, que diz: A madeira e a sardinha, fresquinha, fresquinha, embora outra opção para evitar tais problemas seja comprar sardinhas enlatadas, o que, além de garantir a sustentabilidade do produto, aumenta em até três vezes a sua contribuição de cálcio, pois o tratamento térmico utilizado no processo de conserva leva o elemento conservador da espinha até a carne do peixe.

8 14 15 Consciência de grupo A sardinha é um animal pelágico que vive em águas quentes e salgadas, ao longo do Oceano Atlântico, do Mar Mediterrâneo, do Cantábrico, do Canal da Mancha e do Mar do Norte. Devido ao seu caráter gregário, move-se formando grandes manchas na superfície. Por isso, a maneira usual de capturálo é usando cerco, ou redes que terminam fechando e prendendo em seu interior cardumes inteiros. Seu corpo é fino, compacto e verdeazulado, com detalhes prateados brilhantes. O tamanho das espécies importantes varia entre 17 e 18 cm, embora na Espanha o mínimo permitido por lei para a pesca seja 11 cm. Na Península Ibérica existem duas variedades: a Sardina pilchardus pilchardus, localizada no Atlântico; e a Sardina pilchardus sardina, que mora no Mediterrâneo (a esta mesma família pertencem o arenque, a anchova, a espadilha e o sável). Apesar da sua captura, por anos, ter sido uma importante fonte de renda para os pescadores espanhóis, agora as mudanças climáticas, a política de águas e os preços muito mais elevados do que outras espécies, como o biqueirão, estão ajudando a desenhar uma cena bem diferente. Assim, durante os últimos três anos, a produção de sardinha caiu pela metade no porto de Castellón, enquanto as irmandades galegas afirmam que 2011 foi o pior ano da ultima década em todas as vendas deste tipo de pesca. Isto tudo apesar de sua reconhecida excelência nutricional, que torna a sardinha um alimento de primeira ordem: com 10g de gordura por 100g de carne, é uma boa fonte de ômega 3 e ajuda a prevenir o risco de doenças cardiovasculares. Possui inúmeras vitaminas solúveis e outras do grupo B, que envolvem processos de grande importância, como a síntese do material genético. Além disso, é também benéfica para o fortalecimento dos ossos e tem alto conteúdo mineral. A única desvantagem é que ela pode ser contraindicada em pessoas com gota ou hiperuricemia, devido à sua ação intensificadora do ácido úrico. Possíveis preparações Sobre seu caráter festivo, a sardinha suporta uma ampla gama de possibilidades gastronômicas: pode ser preparada com limão, com frutos do mar, na paella com espinafre, à navarra, à santanderina, na bouillabase ou enrolada. Na Galícia, preparam a deliciosa empanada de xoubas, que é um verdadeiro deleite. Aqueles que não suportam a intensidade de seu aroma, podem assá-la ao estilo papillote, colocando-a sobre uma folha de papel alumínio com um pouco de azeite de oliva, alho picado, limão e sal. Depois de deixar marinar na geladeira, deve ser assada por 25 minutos a uns 180 C, evitando assim qualquer possível odor. Entre as preparações de verão que têm maior tradição na Costa do Sol estão os espetos. Seu criador oficial foi Miguel Martinez Soler, considerado o pai dos amoragaores. Logo vieram outros nomes tão originais como José Segovia, El pantalones, Gregório El cojo ou Miguelillo El chirrínchirrán. Em 1882, Miguel montou fora de Málaga um restaurante chamado La Gran Parada, cuja especialidade eram sardinhas assadas sobre a areia da praia, espetadas em uma vara. Desde o começo, o estabelecimento foi visitado por toureiros, artistas e personalidades de diferentes classes sociais, ganhando uma notoriedade enorme. Mas ele disparou até o extremo três anos depois de sua inauguração, após a visita do rei Afonso XII, que foi verificar os efeitos de um terremoto na região de Axarquia e quis provar o prato.

9 16 17 Quando o rei estava prestes a atacar um espeto com uma faca em mãos, o empresário lhe disse: Majestade, assim não. Com os dedos, com os dedos.... Talvez sem se dar conta, Martínez Soler que também era conhecido como Miguel das sardinhas - começava uma prática que se estendeu com muito sucesso até os dias de hoje, tornando esta maneira de comer o peixe uma senha de identidade gastronômica da região. Os chefs da nova geração também abraçaram, sem reservas, os benefícios nutricionais das sardinhas, que ajudam a reduzir o colesterol nocivo, aumentam as defesas do organismo, ajudam a reduzir o risco de alguns tipos de câncer e previnem a anemia por deficiência de ferro. Assim, María José San Román, do restaurante murciano Monastrell, aconselha a fazer empanadas em uma simples combinação de pimentões assados, pão, azeite de oliva e sal. Em Madri, no La Terraza del Casino, Paco Roncero faz uma deliciosa torta escalivada (de legumes grelhados) com sardinha, manjericão e azeitonas pretas. Combinando eficiência e humildade, Angel León, de Aponiente, faz em El Puerto de Santa María a sua particular Regaña de sardinhas, que consiste em duas sardinhas marinadas, cebola, alho e uma brunoise de tomate, pimenta, pimenta preta e sal, sobre uma fatia de pão torrado, com cebolinha picada. Por outro lado, para realizar seu elogiado Arroz com sardinhas, Martín Berasategui aconselha refogar alho, salsinha e pimentão verde no mesmo óleo em que o peixe foi frito, acrescentando um pouco de jerez seco. Estas são algumas das possibilidades deste produto que, embora possa ser consumido durante o ano todo, parece predestinado a se converter na autêntica estrela das festas de verão. Sobremesa é a revista de vinhos e gastronomia de Vinoselección.

10 44 45 Quem disse que o que é bom não dá para melhorar? Promoção Amigo é pra essas coisas! Eu ganhei! E eu também! Novidade! Traga um novo associado para a Sociedade da Mesa e receba duas taças de cristal com a próxima entrega. Agora, trazendo um novo associado para a Sociedade da Mesa, seu amigo também ganha um par de taças! Envie os dados de seu amigo ao site ou pelo telefone Nós entramos em contato com ele e, em caso de associação de seu amigo, você recebe um par de taças Bordeaux (Rona) e seu amigo também! Envie o nome completo com telefone particular e comercial de seu amigo. Promoção válida apenas em caso da associação de seu amigo. Sociedade da Mesa clube de vinhos Aqui você se preocupa em brindar, o resto deixa com a gente. Promoção Amigo é pra essas coisas!

11 20 21 DIÁRIO DA BODEGA Texto: Alberto Pedrajo Pérez y Javier Achútegui Dominguez Fotos: divulgação Com este artigo, damos início a uma nova seção, onde pretendemos nos aproximar, de uma forma simples, dos trabalhos que estão se desenvolvendo tanto na bodega, como no vinhedo ao longo do ano: será o nosso Diário da Bodega. Através de uma linguagem clara, conheceremos um pouco mais do dia a dia das bodegas, explicando os diferentes processos que ocorrem nelas e no campo, e dando sentido às várias fases pelas quais o vinho passa, desde a colheita da uva até a chegada à nossa mesa. A colheita é a desculpa perfeita: poderíamos dizer que é a origem na qual iniciaremos este passeio virtual pelo mundo do vinho. DIÁRIO DA BODEGA As Colheitas 2012 Os últimos dias do verão coincidem com o início das colheitas no hemisfério norte. Desde a segunda quinzena de agosto, as variedades de uvas brancas começam a ser colhidas progressivamente, continuando com as tintas até quase novembro. Embora o início da colheita seja geralmente bastante regular, a duração varia consideravelmente, baseada na meteorologia de cada ano neste período, o qual, em conjunto com o ciclo meteorológico anual, faz com que cada safra seja diferente e única. Quanto aos fatores que afetam e regem o cultivo do vinhedo - e, portanto, a época da colheita -, podemos dividí-los em relativos a condições permanentes, modificáveis ou aleatórias. Os permanentes têm a ver com aquelas decisões que não são modificáveis com o tempo, como a variedade da uva, a localização do vinhedo ou sua orientação dentro do enredo. São as decisões que não podem ser alteradas. Os modificáveis são aqueles que têm relação com as ações do viticultor ao longo do ciclo do vinhedo, que alteraram de forma dirigida o comportamento do mesmo e culminaram com a decisão da data da colheita. Mas, neste momento, o fator mais importante é, sem dúvida, o caráter aleatório, que tem a ver com o clima e afeta diretamente a data e a qualidade da colheita. Este ano, como no ano passado, o sul da Europa, principalmente na área mediterrânea, sofreu uma forte seca que determinou a qualidade e a quantidade da colheita. No entanto, a falta de chuva também tem suas vantagens: um clima seco protege as videiras das principais doenças de vinhedo: mofo, oídio e fungo (Plasmopara vitícola, Uncinula necátor e Botrytis cinerea). Por isso, mesmo que se trate de uma colheita escassa, podemos esperar muita qualidade. Além disso, devemos considerar que, depois de um verão escaldante, o mês de setembro coincidindo com a época da colheita está trazendo dias ensolarados e noites frias, atingindo, nas principais regiões vitivinícolas, a tão esperada inversão ou amplitude térmica que favorece o desenvolvimento da maturação fenólica, o que nos faz esperar, como resultado, uvas de ótima qualidade enológica, com alta concentração de cor e aromas complexos. Desde o início de agosto, estamos observando o céu. A uva começa a amadurecer e é sensível a qualquer alteração: o calor ou frio excessivo, a seca, uma tempestade forte, e há espaço apenas para que a planta se adapte às condições ambientais. Seu único objetivo é atingir a maturidade. Você se levanta de manhã e vai para cama à noite, dependente da previsão do tempo. O potencial da colheita é fruto do ciclo completo anual, mas o último mês antes da colheita é o responsável pela qualidade final. Visitamos os vinhedos observando sua evolução, tentando perceber seus sentimentos, pegando amostras das uvas para analisar a evolução dos seus principais parâmetros, grau provável, acidez, cor etc. Mas talvez ainda mais importante do que a análise de laboratório, seja a análise sensorial, a cata das próprias uvas, tanto no campo como na bodega, onde indicam em que ponto do amadurecimento se encontra a fruta, que sabores está atingindo. Desta forma, e em paralelo com os dados laboratoriais, será decidida a data da colheita. Só falta esperar mais um dia, para poder ver como a uva entrará novamente na bodega quase um ano depois. ASPA INGENIEROS: C\ La Campa nº Logroño (La Rioja) T: F: skype: alberto.pedrajo.aspa

12 22 23 DRINKS REVISTA SOBREMESA Texto: Raquel Pardo Fotos: Álvaro Fernández de Prieto e arquivo MOJITO Qual é o autêntico? O mojito continua sendo único e preparado como todo mundo gosta. Só não se esqueça que se trata de um dos reis do coquetel, com uma história que mistura, possivelmente, verdade e lenda. Para falar de mojito, temos que ir a dois momentos da história e convocar uma espécie de proto-mojitos : o Draquecito e a canchánchara, duas preparações para uso medicinal (boa desculpa para quem tenta jogar para dentro alguns tragos de álcool temperados com frutas e açúcar) que os especialistas definiram como precursores desta combinação. O Draquecito ou Draque referese a um famoso sobrenome inglês, Drake, e inevitavelmente leva a imaginação aos tempos do pirata Francis Drake, um corsário que recebeu o título de sir por estender uma mão (ou várias) à rainha Isabel da Inglaterra, saqueando as colônias espanholas no século XVI. Mas foi outro Drake, chamado Richard e ajudante do corsário, quem começou a combinar rum, açúcar, limão e hortelã, segundo o chefe de Comissão Cubana de Juízes Gastronômicos e especialista em coqueteis, Erasmo Brito Lima.

13 24 25 Nos documentos históricos da casa cubana Bacardi, com sede hoje em Porto Rico, há também a história do Drake como antecedente do autêntico mojito. Além disso, acrescenta que esse coquetel era servido em uma colher com cabo em forma de rabo de galo, cuja tradução em inglês é cock tail. A bebida tinha como objetivo aliviar doenças de estômago, prevenir cóleras e fornecer vitamina C para evitar o mal chamado escorbuto. E pelo jeito, refrescar as gargantas de piratas e colonos. A canchánchara é outro precursor do mojito original. É uma bebida afro-cubana à base de mel ou melaço (obtido do refino do açúcar para exportar ao Velho Mundo e aos Estados Unidos), suco de limão e rum. O bartender e especialista em coqueteis Miguel Figueredo Lancha, co-fundador do The Cocktail Room, explica que era uma bebida da comunidade afro-cubana e das pessoas que trabalhavam nos canaviais, por isso é uma bebida rústica que ainda hoje é apresentada tradicionalmente em tigelas de barro. Sobre a origem deste coquetel também existem múltiplas versões, pois alguns situam-no em Trinidad, no centro de Cuba, enquanto outros dizem que nasceu na parte oriental da ilha. A origem e La Bodeguita del Medio Passaram alguns anos para que o mojito se tornasse o tal. Se sobre os combinados precursores a realidade é difusa, o momento em que a aguardente ou tafia (que não envelhece em barril) torna-se rum para dar vida a este coquetel, parece lenda. Uma das crenças, defendida pela marca cubana de runs Havana Club, é que o lugar de nascimento do mojito é o lendário bar de Havana, La Bodeguita del Medio, enquanto Brito Lima assegura que já preparava antes que este restaurante obrigatório a qualquer turista - abrisse suas portas no Hotel Sevilla em A Bacardi, companhia fundada em Cuba pelo catalão Facundo Bacardi em 1862, faz coincidir com estas datas a introdução do rum branco como o conhecemos hoje (seco e destilado em coluna) no Draquecito (Havana Club foi fundado um pouco mais tarde, em 1934). No entanto, Brito Lima atribui a um ser anônimo, aparentemente descendente de espanhóis, a responsabilidade de prepará-lo pela primeira vez em um bar da praia de La Concha, e diz que o mojito original, ao contrário do que o marketing pretende, não está associado a nenhuma marca de rum cubano em especial, segundo livros da época. Figueredo Lancha lhe dá razão, argumentando que os coqueteis são criados por pessoas, e não por marcas. Sobre o seu nome reaparece a discrepância: desde a palavra africana mojo (feitiço) até a mesma palavra traduzida do inglês como mistura ou do mojo, molho cubano com limão. De qualquer forma, o mojito é, sem dúvida, cubano, mesmo sabendo que pode ter alguma ligação com a Espanha (algo nada incomum em uma antiga colônia, aliás). Além de ser popular e ser um dos produtos mais vendidos, é também parte da história dos coqueteis.

14 26 27 Ingredientes, um a um Os outros mojitos Seguindo esta ideia de que o melhor é aquele que se gosta, tanto bartenders profissionais como marcas propuseram variações de condição diversa e aceitação desigual. As combinações menos transgressoras e amigáveis com a origem do coquetel passam a substituir a hortelã por outros frutos aromáticos, como as frutas vermelhas (framboesa, morango) ou a maçã verde, embora, afirma Figueredo Lancha, não se deva perder de vista o equilíbrio. A soda pode ser substituída por Ginger beer ou Ginger ale, ou acrescentar ingredientes tão elegantes como o St. Germain, da flor do sabugueiro. Um passo mais adiante estão os RTS (sigla em inglês dos coqueteis prontos para servir ), preparados em garrafa e aos que somente se deve acrescentar hortelã e gelo, como os criados por Bacardi ou Cacique, e uma versão espanhola cuja base é o orujo, chamado morujito. O último nesta tendência foi o lançamento, em 2011, do mojito Cacique na torneira, projetado para ser instalado em bares e criado na Espanha, embora já seja exportado, de acordo com a empresa. Podem ser encontradas misturas de mojito a preços muito baixos. É uma das bebidas para os sentidos, aromática e refrescante, mesmo que precise de uma preparação cuidadosa para conseguir o equilíbrio perfeito, vital em qualquer coquetel. Uma das primeiras decisões a tomar na hora de prepará-lo é a do rum, que pode ser branco ou escuro. Ambos são envelhecidos em barris, mas o primeiro é filtrado e recupera a transparência que tinha depois da destilação. A escolha do rum influencia no resto dos ingredientes, pois de acordo com os toques adocicados, de ervas ou especiarias que tenha, a receita será mais ou menos equilibrada. E segundo Miguel Figueredo Lancha, que instrui amadores e profissionais sobre coqueteis no The Cocktail Room, não é recomendado o rum agrícola para este combinado, que considera mais apropriado para outras misturas, como o daiquiri. No entanto, acrescenta, o melhor rum para fazer um mojito é aquele do qual se gosta. Sobre usar lima ou limão também há discussões que, inclusive, em alguns fóruns, tornam-se quentes, mas Figueredo aponta que depende da mistura. Deve-se ter em mente que do outro lado do Oceano, o limão é chamado de lima e viceversa. Ele recomenda que se preste atenção na origem da receita, para evitar confusões. O mesmo acontece com a hortelã, o ingrediente aromático essencial, que alguns preferem substituir por menta, embora o especialista afirme que ambas são plantas similares e desaconselhe utilizar qualquer tipo de clorofila, que é bom para um chiclete, mas não para um mojito. Deve-se bater de leve, sem despedaçar as folhas, para liberar os aromas que fazem deste preparado um dos grandes coqueteis. O gelo, triturado ou inteiro, é outra diferença entre o mojito mais popular na Europa e o cubano original. Este o levava intacto, mas depois vieram as vantagens de triturar a água congelada, muito refrescante e com funções de filtro para manter as folhas da hortelã embaixo, permitindo mesmo assim que os aromas e óleos essenciais subissem. O resto é soda e açúcar, que deve ser diluído no copo, nunca ao redor da borda, para atingir o equilíbrio. Figueredo recomenda utilizar xarope de açúcar, mais fácil e homogêneo. A escola cubana de mojitos geralmente incorpora um ingrediente amargo para marcar a diferença, segundo Brito, entre um bom coquetel e um grande coquetel. Receita (Miguel Figueredo - The Cocktail Room) - 6 ou 7 folhas de hortelã ou menta soltas para o fundo, e um par de folhas com o raminho para decorar - 22,5 ml de suco de limão (aproximadamente meio limão grande) - 2 colheres de chá de xarope de açúcar - 50 ml de rum - Uma parte de soda (uns dois dedos) - Gelo triturado - Copo long drink Bater com a palma da mão as folhas de hortelã, para que o aroma se solte. Colocar no fundo do copo com um pouco (não tudo) de suco de limão. Bater sem destruir as folhas e acrescentar o restante do suco, o xarope de açúcar e o gelo, até encher o copo. Adicionar o rum e, imediatamente depois, a soda. Colocar mais gelo, tudo o que couber no copo, mexer com uma colher longa e misturar suavemente os ingredientes. Decorar com raminhos de hortelã no centro e fica pronto para beber.

15 28 29 INGREDIENTES Texto: Paula Morales Fotos: Antonio de Benito ABACATE Na salada, sopa, assado ou sobremesa O abacate, nativo da América Central e do Caribe, já era consumido pelos astecas. Foi levado pelos conquistadores espanhóis para a Europa e, de lá, seguiu viagem mundo afora. Hoje, com mais de 500 variedades, esta fruta tropical encanta e surpreende com sua versatilidade e propriedades nutricionais.

16 30 31 Com textura suave e sabor que remete a nozes ou avelãs, é consumido como entrada, prato principal ou sobremesa, fato que causa, ainda nos dias de hoje, certa estranheza daqui para lá e de lá para cá. Nós brasileiros, por exemplo, consumimos abacate com leite e açúcar ou açúcar e limão, enquanto no México, a receita típica conhecida por todos é a do Guacamole, preparado com cebola, coentro, Chile verde, sal e limão. Já na Espanha, ele faz parte de algumas saladas. Esta fruta fica igualmente fantástica em sanduíches e sorvetes, e pode inclusive virar sopa ou assado. O abacate acompanha muito bem presunto cru, carne seca, camarão, tomate, grapefruit, e fica ótimo com vinagre balsâmico. Como a fruta amadurece depois de colhida, na hora de comprar é melhor escolher as firmes, sem manchas ou rachaduras. Os abacates devem amadurecer naturalmente sob a luz do dia e fora da geladeira. É possível também acelerar seu amadurecimento, embrulhando-o em papel. Para guardar um abacate aberto, basta regar a carne exposta com suco de limão, cobrir com filme PVC e mantê-lo na geladeira, onde se conservará por dois ou três dias. O brasileiro Paulo Eiró Gonsalves atribui ao abacate muitas qualidades terapêuticas. Ele é rico em substâncias antioxidantes, o que funciona contra o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e câncer. Contém também as substâncias chamadas próanticianidinas, que diminuem a oxidação das gorduras no sangue, processo que leva à formação de placas de colesterol nas artérias. Outras substâncias antioxidantes do abacate são os carotenoides betacaroteno, alfacaroteno, luteína e zeaxantina, que podem ter ação preventiva em alguns tipos de câncer, como o de mama, e diminuem o risco de doenças oculares como a degeneração macular e a catarata. Esta fruta também é rica em gorduras insaturadas, especialmente as monoinsaturadas, que ajudam a diminuir o nível de colesterol total e de colesterol ruim (LDL-c) no sangue, e a aumentar o colesterol bom (HDL), portanto protege contra doenças cardiovasculares. Além das gorduras do bem, o abacate é uma boa fonte de fibras alimentares solúveis e insolúveis. O consumo de fibras também ajuda no controle das taxas de colesterol e de açúcar no sangue, e diminui o risco de alguns tipos de câncer, como por exemplo, o de cólon. Ele também possui vitamina B, que previne más-formações fetais, vitamina C, que tem ação antioxidante e protege o organismo de infecções, mantém ossos, cartilagens e mucosas saudáveis e facilita a absorção do ferro. E para nós e na voz de Gil... É música!...abacateiro, saiba que na refazenda tu me ensina a fazer renda, que eu te ensino a namorar...

17 32 33 Paulo Machado. Foto: Rubens Chaves. ENTREVISTA Texto: Cristiana Couto Paulo Machado Diferentemente dos jovens chefs que saem das faculdades de gastronomia, o cozinheiro Paulo Machado não quis abrir um restaurante. Formado em direito, descobriu na gastronomia a sua vocação. E a solução para fazer outra das coisas que mais gosta: viajar. Por países tão diferentes quanto Tailândia e Etiópia, Machado leva na mala os ingredientes e, na cabeça, as receitas do nosso país. Queria divulgar essa cozinha maravilhosa de ingredientes fartos, com animais e plantas que a gente pouco conhece, explica Machado. Natural de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, o chef estudou a fundo a cozinha de sua região. Vejo uma riqueza imensa de sabores na região, que tem uma das melhores carnes bovinas do mundo, pescados da imensa área fluvial do estado, castanhas e palmitos do cerrado como o pequi, a guavira, o cumbari e a guariroba, enumera. Seu desejo é ver, um dia, essa pesquisa transformar-se em livro. Enquanto isso, prepara um aplicativo que funcionará como um banco de dados da cozinha brasileira. A seguir, a entrevista com o cozinheiro.

18 34 35 Paulo Machado. Foto: Eudes Santana. Você fazia faculdade de direito. O que o fez mudar de carreira? A minha escolha por direito foi mais direcionada por minha família. Na época de faculdade eu era muito novo, não tinha ideia do que fazer, e meu avô, que era advogado, me sugeriu fazer direito. Completei o curso, mas já nos últimos anos tinha vontade de abandonar, gostava muito de cinema, de teatro Acontece que nunca curti largar as coisas pela metade e completei o curso. Logo que me formei, resolvi entrar numa pós-graduação em direito ambiental, mas já estava bem insatisfeito com minha vida profissional, não me sentia realizado. Minha mãe, que é artista plástica, influenciou bastante na minha vida e na das minhas irmãs, que também trabalham com arte. E vi na gastronomia um elo forte de ligação com o desenvolvimento de algo que vem de dentro, de sentimentos, e com uma coisa prática que dá resultado imediato. Depois que saí de Campo Grande, onde morava, para estudar em, aos 18 anos, sempre cozinhei para mim e para amigos, não suportava comida de restaurante por quilo, daqueles baratos, que eram os mais acessíveis na vida de estudante. E, bem, é uma cidade muito sedutora pra quem gosta de cozinhar, você encontra de tudo. Eu morava na Liberdade, tinha o hábito de ir à feirinha de sábado pela manhã. Comprava shiitake fresco, molho tarê. Gostava de fazer carnes marinadas, assistia a programas de TV e somava às receitas as minhas ideias. Quando criei coragem de abandonar o direito, fui na semana seguinte procurar emprego em restaurante. Via naquilo uma nova oportunidade, mas foi difícil, porque ninguém queria empregar um advogado. Comecei, então, como garçom no Julia Cocina, o primeiro restaurante da chef Paola Carossela, e algum tempo depois consegui emprego de ajudante de cozinha no Empório Siriúba, um mercado e restaurante de produtos orgânicos, superpioneiro, encabeçado por Cênia Salles e Silvia Stickel. Quem assinava o cardápio era a chef carioca Flávia Quaresma. Ela foi o meu primeiro contato direto com um profissional de cozinha de bases sólidas e criativas. Aprendi muitíssimo naquele début de cozinha, foi maravilhoso. Como foi o seu treinamento em cozinha? Estava imerso no mundo da gastronomia. Em poucos meses aprendi a fazer os fundos básicos, molhos, li bastante, conheci os chefs e resolvi não perder tempo na prática: vendi meu carro e fui fazer o curso de gastronomia. Escolhi o da Anhembi Morumbi pelos convênios internacionais, vi lá a possibilidade de realizar o sonho de ir à Europa. Depois de alguns meses, tranquei o curso e fui cursar cozinha francesa no Institut Paul Bocuse, em Lyon. Comecei a entender melhor todo aquele universo. Foi uma imersão, passava o dia todo numa cozinha. No módulo de panificação, madrugávamos fazendo pão para o Sofitel da place Bellecour. Era empolgante. Além de termos base em enologia, queijos e confeitaria. Ficava maravilhado com as possibilidades, queria ficar por lá e consegui estender minha estada pela Europa fazendo estágio num 3 estrelas Michelin em San Sebastián, no país basco. Foram pouco mais de três meses, mas que me valeram a vida: trabalhei como um condenado, fiquei enjoado de comer sanduíche de jamón e de levar bronca de chef mal-humorado, mas aprendi que em cozinha profissional temos que ter disciplina de monge para superar a árdua jornada. Mas a lição mais bacana foi a de que o europeu, seja o francês ou o espanhol, com os quais tive contato, tem um apreço enorme pelos produtos da sua origem. No meu último dia de estágio, o chef Martín Berasategui pediu que eu fizesse algo para servir a todos. Fiquei com vontade de preparar uma feijoada, mas daquele meu prato favorito, só sabia mesmo fazer era a caipirinha. Fiquei frustrado. Quando voltei ao Brasil, tratei de retomar o curso da Anhembi Morumbi, pois ainda faltava estudar cozinha brasileira, e comecei a ver importância nessa ideia de entender o que é nosso. Depois, ainda como aluno da Anhembi, assisti a uma palestra de Alex Atala que perguntava sobre nosso arroz e feijão, quem saberia reconhecer o melhor próximo de seu bairro, e todo mundo levantara a mão. Já com foie gras, menos de uma dezena de alunos levantou a mão. O recado era: vamos valorizar aquilo que está em nosso DNA cultural. Logo que terminei o curso da Anhembi, me inscrevi como monitor das aulas de história da gastronomia. Era muito envolvente, pois nunca deixei de lado o tema da pesquisa, da história, os livros. Começou então, na própria universidade, o Centro de Pesquisas em Gastronomia Brasileira. Comecei como assistente e fui promovido a supervisor de pesquisas. Foi uma época boa, pois tive contato com grandes nomes da gastronomia, recebíamos visitas de cozinheiros, pesquisadores e grandes chefs. Nesse meio tempo, consegui fazer um estágio na Argentina, que me ensinou muito do que sei sobre churrasco e parrilla, e também com o chef espanhol Raúl Florenza, discípulo do chef espahol Sergi Arola.

19 36 37 Em vez de se estabelecer num restaurante, você viaja bastante mostrando a cozinha brasileira, tanto dentro como fora do Brasil. Como isso começou? Com todo o envolvimento em pesquisas, comecei a dar aulas de gastronomia. O bacharelado e a pós-graduação em direito ambiental me ajudaram muito nesta fase, pois para ser professor era preciso, além de prática, de pelo menos um título de graduação e de pós. Na docência, tive a chance de ingressar no Mestrado em Hospitalidade da Universidade Anhembi Morumbi, curso que terminei, defendendo o tema Cozinha Pantaneira e Comensalidade no Pantanal Sul- Matogrossense, em que destaquei os pontos de convivialidade e rituais relacionados à alimentação na região de onde venho. Sentia que minha vontade de abrir um restaurante era cada vez menor, e aumentava minha energia em dividir aquilo que aprendia com a nossa cozinha, principalmente quando pegava a estrada e ia para alguma comunidade longínqua, acompanhar uma carneada ou uma festa típica. Queria divulgar essa cozinha maravilhosa de ingredientes fartos, com animais e plantas que a gente desconhece ou pouco conhece, para nossa alimentação. Conte um pouco de suas viagens: que países visitou? De qual deles você mais gostou e por quê? Além de gastronomia, adoro viajar, e isso forma um par perfeito. Conheço 29 países e 17 estados brasileiros. Parte destas viagens começou quando ainda era criança. Meu pai é um exímio globe-trotter, na minha infância pegávamos a estrada e saíamos de Campo Grande rumo ao litoral, Belém do Pará ou mesmo Patagônia. Era uma aventura. Mas a maioria destes lugares conheci depois da minha imersão na gastronomia. A Europa fui conhecer depois, bem como os países do continente africano e da Ásia. Tenho fechado trabalhos com o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, além de universidades nacionais e internacionais, com o intuito de divulgar a gastronomia brasileira. Isso tem dado certo, o intercâmbio é grande, sempre trago destes lugares muito conhecimento e a mala cheia de ingredientes. No início do ano, fui pra Addis Abeba, capital da Etiópia. Foi incrível conhecer a cultura, as novas especiarias e uma alegria de viver daquele povo que já foi tão sofrido, mas que começa a lidar com uma realidade mais estável depois de um longo período de ditadura, que acabou nos anos Acabei de chegar da Tailândia, onde apresentei o Festival Tastes of Brazil, realizado pela Embaixada do Brasil em Bangcoc, e fiz comida de todas as regiões do país: levei tucupi do restaurante paraense Lá em Casa, queijo-de- É um sujeito cheio de recantos, como diria nosso célebre poeta Manuel de Barros. coalho da empresa familiar Campos da Serra, em Gravatá, Pernambuco. Levei guampa, cuia e erva-mate pra fazer tereré, tudo comprado no mercadão de Campo Grande, farinha de milho do Vale do Paraíba, e farinha de mandioca poenta do Paraná para servir com o barreado. Qual foi o seu maior aprendizado na cozinha? Durante a faculdade, participei do Concurso Colavita de Cozinha Italiana. Tinha acabado de voltar da França, não sabia nada sobre aquela cozinha. Tinha apenas conhecido Roma, Firenze e Veneza, só que mais no âmbito da arte, e nada de comida. Então pesquisei muitíssimo a respeito, aprendi técnicas e apresentei um menu todo especial, fazendo conexão entre as artes e a cozinha regional. Foi um concurso grande, de três fases, e um júri exigente. O meu foi eleito. Foi um grande ganho, uma viagem para conhecer os frantoios e a produção de azeites no Sul da Itália, além de entender mais do legado de uma cozinha riquíssima. Você é natural do Mato Grosso do Sul. Como é a cozinha de sua região? É um sujeito cheio de recantos, como diria nosso célebre poeta Manuel de Barros. Quando conheci a culinarista Bettina Orico, num evento Paladar realizado pelo jornal O Estado de, em 2007, contei a ela que pesquisava a cozinha do Pantanal. Ela me perguntou exatamente a mesma coisa, e respondi que era uma cozinha muito pobre, simples. Rapidamente ela me disse: não diga isso, não diminua sua cozinha, não existe cozinha simples, toda cozinha tem algo a dizer. Passei a dar mais sentido para minha cozinha, pesquisar, entender técnicas. Dois anos depois, estava no Pantanal com um grupo de pesquisadores encabeçando o projeto Cozinha Pantaneira, uma Comitiva de Sabores, onde fizemos levantamento e mapeamento de dados da Cozinha Sul- Matogrossense, com apoio do Fundo de Investimentos Culturais de Mato Grosso do Sul, e levamos à Fundação de Cultura do meu estado

20 38 39 Paulo Machado. Foto: Luna Garcia. Viajar, trazer, trocar. Essa é a beleza da vida, não?! 50 receitas para serem registradas pelo IPHAN, como patrimônio imaterial da nossa culinária. Foi um ganho enorme para a população local e para nós, cozinheiros, podermos aprender mais e valorizar o que vem da nossa terra. Hoje vejo uma riqueza imensa de sabores na região, onde entra uma das melhores carnes bovinas do mundo, produzida com qualidade de ponta, pescados provenientes da imensa área fluvial do estado e ainda frutos, castanhas e palmitos do cerrado como o pequi, a guavira, o cumbari e a guariroba. Você está preparando um aplicativo. Conte um pouco sobre ele. Essa é uma maneira de colocar em prática os trabalhos da minha empresa, o Instituto Paulo Machado. O aplicativo irá funcionar como um banco de dados para a pesquisa da cozinha brasileira e também dos lugares do mundo que visito. Será gratuito e inicialmente estará disponível para pessoas que têm um smart phone. Quero conseguir parceiros para, no futuro, alcançar as outras plataformas e fazer intercâmbios com universidades, centros de pesquisa e bibliotecas virtuais, para compartilhar minhas pesquisas. No aplicativo do Instituto Paulo Machado estarão à disposição receitas, vídeos e curiosidades que envolvem o mundo da gastronomia. Você vem bastante a. Que restaurantes você mais gosta e por quê? Saí da cidade este ano, depois de quase 14 anos morando nesta capital gastronômica. Sou louco pelos sabores daqui. Bato ponto no restaurante Tordesilhas toda vez que chego em, para tomar tacacá e outras delícias da chef Mara Salles. Gosto de lugares pequeninos, como a Casa Búlgara, para comer a esfiha feita na hora do seu Ali em Higienópolis (no mesmo lugar você encontra iguarias árabes e judaicas, isso é muito brasileiro). Adoro a comida regional do Rodrigo Oliveira, principalmente no começo da semana, quando o Mocotó não está tão cheio. Tenho alguns lugares gastronômicos favoritos, aos quais, claro, não vou com frequência pelo preço, mas em comemoração especial, já tive a chance de comer deliciosamente no Arturito, no Maní e no D.O.M.. Enfim, é sempre uma surpresa. Também tenho amigos que cozinham maravilhosamente. Desde que conheci a Lourdes Hernández, la guisandera atrevida, chego em São Paulo e preciso encontrá-la pra bater um bom papo e repor minhas energias com totopos, guacamoles, enfim, a melhor comida mexicana do mundo. Quais são seus planos para o futuro? Sonho em ver meus projetos bibliográficos publicados. A minha pesquisa no Pantanal ainda não encontrou apoio para publicação. Temos, inclusive, imagens em alta resolução, todas as receitas prontas, esperando para sair em livro, um registro inédito e de suma importância para a minha região. Quero continuar lecionando, compartilhando o que aprendo nas viagens, tanto em universidades particulares quanto em iniciativas sociais, como a Gastromotiva, do chef Davi Hertz, onde dou aula semestralmente. Tenho o projeto de abrir, durante uma parte do ano, o Instituto Paulo Machado na sede dele (que fica numa propriedade rural), a 15 minutos de Campo Grande. E lá, fazer funcionar um restaurante de comida pantaneira. Já fazemos anualmente um encontro cultural de curadoria da Maria Machado, minha irmã, onde envolvemos dança, música, artes plásticas e gastronomia. Tenho o sonho de consolidar este evento, que chamamos de Arte na Figueira, como um grande marco para a cultura e gastronomia da região Centro-Oeste do Brasil. Viajar, trazer, trocar. Essa é a beleza da vida, não?! Cristiana Couto é jornalista de gastronomia, doutora em História da Ciência e autora do blog Sejabemvinho. É autora do livro Arte de cozinha: dietética e alimentação em Portugal e no Brasil (sécs. XVII-XIX), pela editora Senac-.

JANTAR CUBANO - JAMANTARIA

JANTAR CUBANO - JAMANTARIA JANTAR CUBANO - JAMANTARIA Em: 27/06/2009 Local: Chácara Recanto Feliz França Sejam Bem Vindos Vinhos da Degustação ão Degustação a cegas Três varietais História de Cuba versus comida e bebida típicast

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

A sopa é um dos alimentos mais reconfortantes de se preparar e tomar, possui muitas variações e é facilmente adaptável. Pode ser quente ou fria,

A sopa é um dos alimentos mais reconfortantes de se preparar e tomar, possui muitas variações e é facilmente adaptável. Pode ser quente ou fria, Introdução Quando escrevi Rose Elliot s Complete Vegetarian Cookbook, em 1985, as culinárias vegetariana e vegan não eram tão populares e não estavam em posição de destaque como atualmente. Hoje em dia,

Leia mais

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores?

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Noemi: É a velha história, uma andorinha não faz verão,

Leia mais

Alimentos e Bebidas Vinhos e Espumantes

Alimentos e Bebidas Vinhos e Espumantes Comemorativo 80 Anos Este vinho foi especialmente elaborado para comemorar os 80 anos do patriarca Laurindo Brandelli, e os 20 anos da Vinícola Don Laurindo. O cuidado com a terra, o cultivo da videira,

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Uma alimentação equilibrada proporciona uma quantidade correcta

Leia mais

1/3 xícara de Pecorino Romano, ou parmesão ralado na hora

1/3 xícara de Pecorino Romano, ou parmesão ralado na hora Receita da Vez: Fuzile ao Ragu de Cordeiro Um toque de glamour: Alecrim Vinho para Massa: Cabernet Sauvignon Música: Concheta - Língua de trapo". Sobremesa: Quindão Vinho para Sobremesa: Moscatel de Setubal

Leia mais

DETOX. 5 RECEITAS DETOX PODEROSAS E FÁCEIS DE FAZER por Rosi Feliciano

DETOX. 5 RECEITAS DETOX PODEROSAS E FÁCEIS DE FAZER por Rosi Feliciano DETOX 5 RECEITAS DETOX PODEROSAS E FÁCEIS DE FAZER por Rosi Feliciano Índice Introdução... Como Fazer... Suco Detox de Melancia com Linhaça... Suco Detox de Chá Verde e Uva... Sopa Detox Energizante...

Leia mais

7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber. Até mesmo as comidas consideradas "magras" pedem consumo moderado

7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber. Até mesmo as comidas consideradas magras pedem consumo moderado 7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber Até mesmo as comidas consideradas "magras" pedem consumo moderado Por Roberta Vilela - publicado em 26/11/2010 Mudança dos hábitos alimentares A mudança

Leia mais

MINHO E DOURO. Portugal. gourmet life terroir. 54 GOURMET life GOURMET life 55. Os vinhos mais conhecidos de Portugal

MINHO E DOURO. Portugal. gourmet life terroir. 54 GOURMET life GOURMET life 55. Os vinhos mais conhecidos de Portugal Portugal MINHO E DOURO Os vinhos mais conhecidos de Portugal encontram-se na região norte do país. São também os que apresentam características únicas no mundo. Falamos do Vinho Verde, no Minho, e do vinho

Leia mais

Uma autêntica refeição italiana é uma verdadeira experiência culinária: um enriquecimento aos olhos e ao paladar.

Uma autêntica refeição italiana é uma verdadeira experiência culinária: um enriquecimento aos olhos e ao paladar. Uma autêntica refeição italiana é uma verdadeira experiência culinária: um enriquecimento aos olhos e ao paladar. Os italianos desfrutam de várias e prazerosas refeições ao longo do dia, com uma grande

Leia mais

O vinho mais apreciado do Brasil faz jus a uma roupa nova!

O vinho mais apreciado do Brasil faz jus a uma roupa nova! NOVA GARRAFA NOVO RÓTULO A QUALIDADE QUE VOCÊ JÁ CONHECE O vinho mais apreciado do Brasil faz jus a uma roupa nova! A LINHA DE VinhoS de Mesa MioranZa ACABA DE GANHAR UMA NOVA EMBALAGEM. MODERNA E ELEGANTE,

Leia mais

COMIDA DE ESCOLA NA COZINHA. O que é?

COMIDA DE ESCOLA NA COZINHA. O que é? Receitas COMIDA DE ESCOLA O que é? Comida de Escola é um conjunto de vídeos de culinária gravados no ambiente real da escola e destinados às merendeiras. Neles, um chefe e duas cozinheiras compartilham

Leia mais

Falar sobre azeite nos dias de hoje é como falar de vinhos há 20 anos.

Falar sobre azeite nos dias de hoje é como falar de vinhos há 20 anos. Falar sobre azeite nos dias de hoje é como falar de vinhos há 20 anos. Texto: Christiane Bracco Fotos: Johnny Mazzilli 30 Quem não se lembra da garrafa azul de Liebfraumilch, vinho de origem alemã, sensação

Leia mais

COMIDA DE ESCOLA NA COZINHA. O que é?

COMIDA DE ESCOLA NA COZINHA. O que é? Receitas COMIDA DE ESCOLA O que é? Comida de Escola é um conjunto de vídeos de culinária gravados no ambiente real da escola e destinados às merendeiras. Neles, um chefe e duas cozinheiras compartilham

Leia mais

Receita de Viagem Com Bel Coelho

Receita de Viagem Com Bel Coelho Receita de Viagem Com Bel Coelho Receita de Viagem 20 EPISÓDIOS 22MIN HD O PROJETO Receita de viagem é uma série original de vinte episódios para a televisão apresentada pela famosa chef brasileira Bel

Leia mais

NOÇÕES DE COQUETELARIA INTERNACIONAL. 1 Categorias

NOÇÕES DE COQUETELARIA INTERNACIONAL. 1 Categorias Matheus Wenzel NOÇÕES DE COQUETELARIA INTERNACIONAL 1 Categorias De acordo com a dosagem alcoólica, tamanho e temperatura dos drinques, a IBA chego a um consenso de dividi-los em Short Drinks, Long Drinks,

Leia mais

linha de sais gourmet SAC 11 4718-6436 www.linhavidagourmet.com.br

linha de sais gourmet SAC 11 4718-6436 www.linhavidagourmet.com.br linha de sais gourmet Os sais da linha VIDA GOURMET são produtos de alta qualidade com opções ilimitadas de uso. Você perceberá uma grande diferença no preparo de diversos pratos. Realce o sabor de carnes,

Leia mais

www.vinhosmaximum.com.br www.vinhosmaximum.com.br contato@vinhosmaximum.com.br

www.vinhosmaximum.com.br www.vinhosmaximum.com.br contato@vinhosmaximum.com.br Rodovia RS 444, Km 18.3, s/n - Caixa Postal 824 Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves, RS CEP 95700-000 54 3459.1258 3459.1208 contato@vinhosmaximum.com.br www.vinhosmaximum.com.br www.vinhosmaximum.com.br

Leia mais

catalogo2.indd 1 10/03/2013 22:04:37

catalogo2.indd 1 10/03/2013 22:04:37 catalogo2.indd 1 10/03/2013 22:04:37 1 Vinho Tinto Seco Fino Cabernet Sauvignon Uva originária da França, produz um vinho tinto seco de cor vermelho-rubi, com reflexos violáceos, boa intensidade e lágrimas

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO NUTRICHEF CSD

EDITAL DO CONCURSO NUTRICHEF CSD EDITAL DO CONCURSO NUTRICHEF CSD 1. DO OBJETO O presente instrumento tem por objetivo selecionar receitas que priorizem a utilização de ingredientes naturais e nutritivos que assegurem pratos saudáveis,

Leia mais

25 Dicas Para Viver Com Menos Açúcar

25 Dicas Para Viver Com Menos Açúcar 25 Dicas Para Viver Com Menos Açúcar O açúcar pode ser ótimo para o nosso humor, mas é péssimo para a nossa saúde. O excesso dele conduz à obesidade, diabetes, ao câncer, entre outros. Às vezes, muitos

Leia mais

Este nível de insulina baixo também o ajuda a controlar a sua fome pois é o nível de insulina que diz ao seu cérebro que está na hora de comer.

Este nível de insulina baixo também o ajuda a controlar a sua fome pois é o nível de insulina que diz ao seu cérebro que está na hora de comer. A dieta da Toranja já vem sendo discutida por algum tempo, mas não se sabia ao certo porque a Toranja possui tantas capacidades para a perda de gordura e mesmo os cientistas se dividem sobre esse assunto.

Leia mais

SMOOTHIES uma maneira fácil e deliciosa para apreciar frutas e legumes.

SMOOTHIES uma maneira fácil e deliciosa para apreciar frutas e legumes. SMOOTHIES uma maneira fácil e deliciosa para apreciar frutas e legumes. Os smoothies ou shakes são uma maneira deliciosa, saudável e versátil para adicionar frutas e legumes em nossa alimentação diária.

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente?

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? O Meio Ambiente ::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? Seu João: Não sei não! Mas quero que você me diga direitinho pra eu aprender e ensinar todo mundo lá no povoado onde eu moro. : Seu João,

Leia mais

SABOR. NUMEROSem. Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos do Ministério da Saúde.

SABOR. NUMEROSem. Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos do Ministério da Saúde. SABOR Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos do Ministério da Saúde. Conteúdo produzido pela equipe de Comunicação e Marketing do Portal Unimed e aprovado pelo coordenador técnico-científico:

Leia mais

COMIDA DE ESCOLA NA COZINHA. O que é?

COMIDA DE ESCOLA NA COZINHA. O que é? Receitas COMIDA DE ESCOLA O que é? Comida de Escola é um conjunto de vídeos de culinária gravados no ambiente real da escola e destinados às merendeiras. Neles, um chefe e duas cozinheiras compartilham

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

Aprenda como fazer frituras de um modo mais saudável Qua, 28 de Novembro de 2012 17:04 - Última atualização Qua, 28 de Novembro de 2012 17:11

Aprenda como fazer frituras de um modo mais saudável Qua, 28 de Novembro de 2012 17:04 - Última atualização Qua, 28 de Novembro de 2012 17:11 Alimentos fritos costumam ser mais gostosos que os assados, mas também são mais calóricos e contêm gorduras que fazem mal à saúde. Por isso, o Bem Estar desta quarta-feira, 28, ensinou opções melhores

Leia mais

OS NOVOS QUINTA DAS TECEDEIRAS

OS NOVOS QUINTA DAS TECEDEIRAS Data: 26-06-2014 Tipo: Blogue Origem: Portugal Pág: Online Secção: OS NOVOS QUINTA DAS TECEDEIRAS Tony Smith, administrador da Lima Smith, a nova proprietária da marca Tecedeiras e o enólogo Carlos Lucas.

Leia mais

estão em evidência hoje?

estão em evidência hoje? estão em evidência hoje? delas. Muito antes de entender quem eram e como pensavam as mulheres, percebemos que era fundamental identificar as diferenças comportamentais entre homens e mulheres. Afinal,

Leia mais

10 coisas que cachorros ensinam sobre o que de fato importa

10 coisas que cachorros ensinam sobre o que de fato importa 10 coisas que cachorros ensinam sobre o que de fato importa Cães são uma fonte constante de amor e diversão, mas, além disso, nos ensinam algumas das maiores lições de nossas vidas Debbie Gisonni, do Cachorro:

Leia mais

Alimentos para limpar as artérias e prevenir a aterosclerose

Alimentos para limpar as artérias e prevenir a aterosclerose Alimentos para limpar as artérias e prevenir a aterosclerose Fonte:http://melhorcomsaude.com/10-alimentos-limpar-as-arterias-prevenir-aterosclerose/ A aterosclerose é uma doença de nome complicado, mas

Leia mais

Arais de Kafta Uma simplicidade maravilhosa, pão árabe recheado com kafta assado na chapa.

Arais de Kafta Uma simplicidade maravilhosa, pão árabe recheado com kafta assado na chapa. Couvert Pão árabe e torradas com záttar, pasta de azeitona - Porções aperitivos Bolinho de falafel (6 unidades)* - - Bolinhos preparados com fava e grão de bico moído e vegetais fritos, temperados com

Leia mais

www.aliminasalimentos.com.br

www.aliminasalimentos.com.br www.aliminasalimentos.com.br Aliminas faz bem para o seu lucro. A Aliminas é uma empresa 100% brasileira que atua na produção, importação e distribuição de alimentos. Com a credibilidade de quem tem mais

Leia mais

Índice. A ideia. Parceiros. Localização. Diferencial. Serviços. Dinâmica e funcionamento. Ações de marketing. Imagens ilustrativas de referência

Índice. A ideia. Parceiros. Localização. Diferencial. Serviços. Dinâmica e funcionamento. Ações de marketing. Imagens ilustrativas de referência E M P Ó R I O E R I S T O R E M P o R I O E R I S T O R A N T E E M P o R I O E R I S T O R Índice A ideia Parceiros Localização Diferencial Serviços Dinâmica e funcionamento Ações de marketing Imagens

Leia mais

Dicas para emagrecer sem elas...

Dicas para emagrecer sem elas... DIETAS E MAIS DIETAS Ates de seguir qualquer dieta imposta pelas novas regras do culto ao corpo e à beleza, procure ajuda profissional e evite que o simples desejo de perder peso possa se transformar em

Leia mais

Bodega: Ruta Nacional 143, entre calle 5 y 6, San Rafael, Mendoza. Argentina Oficina Buenos Aires: Humboldt 1550, 4 - Of 411 - (1425) Buenos Aires

Bodega: Ruta Nacional 143, entre calle 5 y 6, San Rafael, Mendoza. Argentina Oficina Buenos Aires: Humboldt 1550, 4 - Of 411 - (1425) Buenos Aires Bodega: Ruta Nacional 143, entre calle 5 y 6, San Rafael, Mendoza. Argentina Oficina Buenos Aires: Humboldt 1550, 4 - Of 411 - (1425) Buenos Aires Tel: +54 11 4777 7872 E-mail: info@bodegamarcozunino.com

Leia mais

FEIJOADA FÁCIL E LIGHT

FEIJOADA FÁCIL E LIGHT FEIJOADA FÁCIL E LIGHT Cozinha pratica do Souki - Receita de Thiago Souki http://www.cozinhapratica.com/ Ingredientes No total, usa-se 1 kg de Carne variada, natural, defumada ou salgada. Pode-se usar

Leia mais

Dinâmica e Animação de Grupo

Dinâmica e Animação de Grupo Dinâmica e Animação de Grupo Desenvolvimento de Competências Turma G3D Leandro Diogo da Silva Neves 4848 Índice 1. Introdução... 3 2. Planeamento de desenvolvimento individual... 4 2.1 Competências...

Leia mais

São Francisco de Paula

São Francisco de Paula Página 1 de 5 Geada em São Francisco INFORMATIVO DO SÍTIO ÁGUA DA RAINHA São Francisco de Paula Serra Gaúcha agosto de 2012 O Sítio Água da Rainha é uma pousada rural a 5 km do centro da cidade. Conheça

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

Triângulo Tático de. Resultados. Análise. Simples Método Gera Tráfego e Vendas por Baixo Custo (e aumenta até 2X as vendas em 8 semanas)

Triângulo Tático de. Resultados. Análise. Simples Método Gera Tráfego e Vendas por Baixo Custo (e aumenta até 2X as vendas em 8 semanas) Triângulo Tático de Resultados Análise Simples Método Gera Tráfego e Vendas por Baixo Custo (e aumenta até 2X as vendas em 8 semanas) Análise A Base de Tudo Análise Tráfego Motor Análise Conversão Combustível

Leia mais

CAFÉ COQUETÉIS. destruídos, restando apenas a cafeína, que não é destruída com a excessiva

CAFÉ COQUETÉIS. destruídos, restando apenas a cafeína, que não é destruída com a excessiva Café Coquetéis CAFÉ COQUETÉIS O café é uma bebida estimulante, agradável, reanimadora, que apresenta aroma e sabor característicos e é capaz de agradar aos mais variados paladares. Versátil, compõe receitas

Leia mais

quintaldacachaca.com.br

quintaldacachaca.com.br SÃO JOÃO Junho finalmente chegou! E, com ele, uma das festas mais animadas do nosso calendário, a Festa Junina! A festividade homenageia três santos católicos: Santo Antônio, São João Batista e São Pedro,

Leia mais

Artigo especial: Os 8 piores hábitos alimentares.

Artigo especial: Os 8 piores hábitos alimentares. Artigo especial: Os 8 piores hábitos alimentares. Hábitos alimentares normalmente se referem a um amplo conceito de preferências, costumes e modos de comer, de um indivíduo ou população. Vários fatores

Leia mais

Relatório de Intercâmbio

Relatório de Intercâmbio Relatório de Intercâmbio 1. Dados de identificação: Informações pessoais e acadêmicas: Aline Vieira de Lima +55 83 9986 1705 aline.vieira@gmail.com Programa: PIANI Universidade anfitriã: Instituto Superior

Leia mais

Almoços Saudáveis Para Uma Semana De Moura

Almoços Saudáveis Para Uma Semana De Moura Índice Índice Massa & Feijões Perú O Roti Saudável Almoço Mexicano Pizza Saudável Vegetais Grelhados Almoços Saudáveis Para Uma Semana De Moura Massa & Feijões Este prato saudável combina feijão que enchem

Leia mais

Impressione seus amigos: 5 drinks com cachaça fáceis de fazer em casa PÁGINA 1

Impressione seus amigos: 5 drinks com cachaça fáceis de fazer em casa PÁGINA 1 ! N o tempo em que divindades e herois caminhavam lado a lado com os homens pelo mundo, um sábio rei foi agraciado pelos deuses com o dom de transformar tudo o que tocasse em riqueza. Essa parte da história

Leia mais

Clique aqui http://emagrecaki.com.br/medotof

Clique aqui http://emagrecaki.com.br/medotof Clique aqui http://emagrecaki.com.br/medotof Clique aqui http://emagrecaki.com.br/emagrecimentom Clique aqui http://emagrecaki.com.br/medotof ÍNDICE Pasta & Feijões 3 Perú 4 O Roti Saudável 5 Massa De

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

Conheça 30 superalimentos para mulheres Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:28 - Última atualização Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:35

Conheça 30 superalimentos para mulheres Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:28 - Última atualização Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:35 Manter a saúde, deixar a barriga sarada e aumentar a energia são benefícios que podem ser conquistados com a escolha correta dos alimentos. Alguns itens colaboram para ter ossos fortes, queimar gordura,

Leia mais

BISCOITINHO DE QUEIJO

BISCOITINHO DE QUEIJO ÍNDICE DE RECEITAS Salgados Biscoitinho de queijo, 3 Cheesecake de salmão defumado, 4 Mousse de azeitona, 5 Nhoque de ricota, 6 Pão de queijo, 7 Samboussek, 8 Torta de queijo, 9 Doces Bolo de côco ralado,

Leia mais

QUADRO DO SETOR ALIMENTAR EM SANTA CATARINA 1. PANORAMA DO SETOR DE ALIMENTOS EM SANTA CATARINA

QUADRO DO SETOR ALIMENTAR EM SANTA CATARINA 1. PANORAMA DO SETOR DE ALIMENTOS EM SANTA CATARINA Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina (Órgão reconhecido pelo Governo Italiano Decreto Mise29/7/2009) Tel.: +55 48 3027 2710 / Fax: +55 48 3222 2898 www.brasileitalia.com.br info@brasileitalia.com.br

Leia mais

28 o chef ensina. Hugo Silva

28 o chef ensina. Hugo Silva 28 o chef ensina Hugo Silva Tem apenas 34 anos mas é ele quem assume os comandos da cozinha do Restaurante The Mix, no Farol Design Hotel, em Cascais. Aprenda com o chef Hugo Silva a fazer bifanas gourmet,

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

RECEITAS DIETÉTICAS PARA O VERÃO

RECEITAS DIETÉTICAS PARA O VERÃO ROLINHOS DE PEIXE COM ESPINAFRES 4 Filetes de peixe sem pele e espinhas com cerca de 100g cada 1 Colher (sopa) de sumo de limão 300g de espinafres congelados 1 Dente de alho 3 Colheres (sopa) de azeite

Leia mais

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Carnaval 2014 A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Nesta noite vamos fazer uma viagem! Vamos voltar a um tempo que nos fez e ainda nos faz feliz, porque afinal como

Leia mais

Sugestão de Cardápio da Dieta Detox para 1 Semana

Sugestão de Cardápio da Dieta Detox para 1 Semana Sugestão de Cardápio da Dieta Detox para 1 Semana Preparamos essa versão em PDF do cardápio completo da Dieta Detox para uma semana, assim você poderá imprimir e ter todo o cardápio em suas mãos, facilitando

Leia mais

COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL?

COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL? COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL? O Ministério da Saúde está lançando a versão de bolso do Guia Alimentar para a População Brasileira, em formato de Dez Passos para uma Alimentação Saudável, com o objetivo

Leia mais

10 Alimentos importantes para sua saúde.

10 Alimentos importantes para sua saúde. 10 Alimentos importantes para sua saúde. 10 Alimentos importantes para sua saúde. Os alimentos funcionais geram inúmeros benefícios para o organismo. Como muitas patologias se desenvolvem por deficiência

Leia mais

Misturar todos os ingredientes. Fazer bolinhas e fritar em óleo quente. Escorrer em papel toalha e servir.

Misturar todos os ingredientes. Fazer bolinhas e fritar em óleo quente. Escorrer em papel toalha e servir. 1 BOLINHO DE JACARÉ I 1 kg. de carne de jacaré moída 100 g. de farinha de milho ou farinha de mandioca flocada 3 ovos inteiros 3 dentes de alho, picadinhos pimenta-do-reino e salsinha e cebolinha bem picadinhas

Leia mais

MENOS SAL! MAIS SAÚDE!

MENOS SAL! MAIS SAÚDE! MENOS SAL! MAIS SAÚDE! Jogo da Glória Unidade de Saúde Pública ACES Espinho/Gaia REGRAS: Jogadores: 2 a 6 Objetivo: Ser o primeiro a chegar à casa final! Cada casa possui um tipo de alimentos. Em algumas

Leia mais

A Gastronomia de hoje e amanhã

A Gastronomia de hoje e amanhã A Gastronomia de hoje e amanhã Chef Edson Puiati No mundo globalizado o grande desafio da gastronomia é ser aberta ao novo, sintonizar-se, absorvendo novas tendências ajustando-se aos conceitos de padronização

Leia mais

www.500receitasparaemagrecer.com.br

www.500receitasparaemagrecer.com.br Olá, Querido (a) amigo (a), É com imenso prazer que trago para você este guia prático e fácil para ajuda-lo na tarefa árdua que é perder peso e principalmente mantêlo. O que dificulta muitas vezes manter

Leia mais

Segredo do Emagrecimento Rápido http://www.coisasqueemagrecem.com.br/segredoemagrecimentorapido

Segredo do Emagrecimento Rápido http://www.coisasqueemagrecem.com.br/segredoemagrecimentorapido ÍNDICE Pasta & Feijões 3 Perú 4 O Roti Saudável 5 Massa De Gergelin Com Frango 7 Almoço Mexicano 8 Pizza Saudável 9 Vegetais Grelhados 10 Imformações importantes! Este Ebook não pode ser modificado / editado,

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação Jairo Martins da Silva FOTOs: divulgação E N T R E V I S T A Disseminando qualidade e cultura Superintendente-geral da Fundação Nacional da Qualidade, Jairo Martins da Silva fala sobre o desafio da qualidade

Leia mais

UM NOVO ESTILO DE VIDA A

UM NOVO ESTILO DE VIDA A 1 UM NOVO ESTILO DE VIDA A Dieta de South Beach sempre se propôs a ser mais do que uma dieta. Na verdade, ela foi desenvolvida para ajudar meus pacientes diabéticos e cardíacos a emagrecer e a se prevenir

Leia mais

RISOTOS. As melhores receitas

RISOTOS. As melhores receitas RISOTOS As melhores receitas INTRODUÇÃO Sempre tivemos vontade de postar receitas de risoto no nosso blog, já que é um prato muito apreciado pelos nossos clientes e leitores. Como o risoto tem seus segredinhos,

Leia mais

Dieta. Lanche da manhã. Almoço. Café da manha:

Dieta. Lanche da manhã. Almoço. Café da manha: Café da manha: Dieta opção 1 1 xíc. (chá) de café com leite desnatado 1 pão francês sem miolo na chapa com 1 col. (sopa) rasa de margarina ou 1 fatia de queijo fresco ½ xíc. (chá) de cereal 1 xíc. (chá)

Leia mais

Por Tiago Bastos Quer Dinheiro Online? 1

Por Tiago Bastos Quer Dinheiro Online? 1 Por Tiago Bastos Quer Dinheiro Online? 1 Se não pode subir a montanha, torne-se uma. Por Tiago Bastos Quer Dinheiro Online? 2 ISSO ESTÁ ME GERANDO R$7.278,05 - R$10.588,38 POR SEMANA E VOCÊ PODE FAZER

Leia mais

Bier Hoff. 7 maio, 2011 às 13:13 por Jussara Voss

Bier Hoff. 7 maio, 2011 às 13:13 por Jussara Voss Bier Hoff 7 maio, 2011 às 13:13 por Jussara Voss Achei inusitado, afinal não é todo dia que alguém me convida para conhecer uma microcervejaria. Para falar a verdade, foi a primeira vez, por isso, fiz

Leia mais

Receitas MENOS SAL MAIS SABOR A VIDA. Fazer bem está na nossa NATUREZA.

Receitas MENOS SAL MAIS SABOR A VIDA. Fazer bem está na nossa NATUREZA. Receitas Uma iniciativa Com o apoio Fazer bem está na nossa NATUREZA. Menos Sal, Mais Sabor a Vida é a iniciativa da sua Unidade de Saúde Familiar pensada para apontar novos caminhos para a sua saúde cardiovascular.

Leia mais

EPISÓDIO 3 - CALDOS. Como preparar as diferentes bases para todos os molhos.

EPISÓDIO 3 - CALDOS. Como preparar as diferentes bases para todos os molhos. EPISÓDIO 3 - CALDOS Como preparar as diferentes bases para todos os molhos. INTRODUÇÃO Além de agregarem bastante sabor aos preparos, os caldos preparados em casa são muito mais saudáveis do que os industrializados.

Leia mais

Dicas Para Emagrecer com Saúde

Dicas Para Emagrecer com Saúde 2011 www.blog.vivaplenamente.com Página 1 DIREITOS DE DISTRIBUIÇÃO Você pode distribuir este e-book livremente, assim como presenteá-lo a través do seu site ou blog aos seus visitantes e clientes. A única

Leia mais

Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas

Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas Benéfico para a saúde, o produto substitui com vantagens outros óleos vegetais na cozinha, no preparo de saladas, bolos,

Leia mais

Da Caatinga ao Cerrado SABORES DA AGRICULTURA FAMILIAR Na sua Ceia de Natal. Feliz Natal. 2011 com muita solidariedade! Execução: Parceria: Apoio:

Da Caatinga ao Cerrado SABORES DA AGRICULTURA FAMILIAR Na sua Ceia de Natal. Feliz Natal. 2011 com muita solidariedade! Execução: Parceria: Apoio: Feliz Natal Da Caatinga ao Cerrado SABORES DA AGRICULTURA FAMILIAR Na sua Ceia de Natal e 2011 com muita solidariedade! Baru do Cerrado Umbu da Caatinga Execução: Parceria: Apoio na Oficina: Escola Waldorf

Leia mais

Grande Diploma. Diploma de Cozinha. Diploma de Confeitaria. Certificado de Cozinha Básica. Certificado de Confeitaria Básica

Grande Diploma. Diploma de Cozinha. Diploma de Confeitaria. Certificado de Cozinha Básica. Certificado de Confeitaria Básica Duração 2 anos Grande Diploma Valor $57.000 A taxa de diploma inclui Ingredientes, uniformes, conjunto de facas Wüsthof e 2 livros Diploma de Cozinha Diploma de Confeitaria Horas por semana 18 Certificado

Leia mais

A formação moral de um povo

A formação moral de um povo É um grande desafio evangelizar crianças nos dias de hoje. Somos a primeira geração que irá dizer aos pais e evangelizadores como evangelizar os pequeninos conectados. Houve um tempo em que nos colocávamos

Leia mais

O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS?

O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS? O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS? São alimentos que além de fornecerem energia para o corpo e uma nutrição adequada, produzem outros efeitos que proporcionam benefícios à saúde, auxiliando na redução e prevenção

Leia mais

Manual AVANTE. Sirva-se e bom apetite!

Manual AVANTE. Sirva-se e bom apetite! Manual AVANTE Sirva-se e bom apetite! Sumário O seu estabelecimento como referência em alimentação de qualidade Conceito Alimentação Saudável O Programa Avante pela Qualidade de Vida O que temos para o

Leia mais

NÚMERO. Alimentação: Sustentável. Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. CHICO SARDELLI DEPUTADO ESTADUAL PV

NÚMERO. Alimentação: Sustentável. Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. CHICO SARDELLI DEPUTADO ESTADUAL PV Alimentação: Sustentável NÚMERO 3 Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. Risoto de casca de Abóbora Cascas de 2kg de abóbora (ralada ) 3 xicaras de arroz cozido 1 cebola grande (picada)

Leia mais

CURSO DE GASTRONOMIA Disciplina : matérias primas Conceito e Tipo de Matéria Prima

CURSO DE GASTRONOMIA Disciplina : matérias primas Conceito e Tipo de Matéria Prima CURSO DE GASTRONOMIA Disciplina : matérias primas Conceito e Tipo de Matéria Prima Profª. Nensmorena Preza ALIMENTO Toda substância ou mistura de substâncias, no estado sólido, líquido, pastoso ou qualquer

Leia mais

Urakepe. Olá. Meu nome é Romel. Sou uma índia Chachi. Eu moro no vilarejo de São Salvador, no oeste do Equador. Eu tenho cinco irmãos, duas irmãs e

Urakepe. Olá. Meu nome é Romel. Sou uma índia Chachi. Eu moro no vilarejo de São Salvador, no oeste do Equador. Eu tenho cinco irmãos, duas irmãs e Urakepe. Olá. Meu nome é Romel. Sou uma índia Chachi. Eu moro no vilarejo de São Salvador, no oeste do Equador. Eu tenho cinco irmãos, duas irmãs e muitos primos. Existem cerca de 60 famílias em São Salvador

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

Uma receita de iogurte

Uma receita de iogurte A U A UL LA Uma receita de iogurte O iogurte, um alimento comum em vários países do mundo, é produzido a partir do leite. Na industrialização desse produto empregam-se técnicas diversas para dar a consistência,

Leia mais

Estamos presentes em 20 estados

Estamos presentes em 20 estados http://goo.gl/7kuwo O IDEBRASIL é voltado para compartilhar conhecimento de gestão com o empreendedor do pequeno e micro negócio, de forma prática, objetiva e simplificada. A filosofia de capacitação é

Leia mais

benefícios para seus colaboradores. Almoço executivo, choperia e eventos.

benefícios para seus colaboradores. Almoço executivo, choperia e eventos. benefícios para seus colaboradores. Almoço executivo, choperia e eventos. A 3B é uma casa de origem francesa que chegou ao Brasil com um novo conceito de gastronomia: um restaurante que fabrica suas próprias

Leia mais

Amadora Sintra ALIMENTAÇÃO

Amadora Sintra ALIMENTAÇÃO Amadora Sintra ALIMENTAÇÃO no 1º ano de vida INÍCIO DA DIVERSIFICAÇÃO A diversificação pode ser iniciada após os 4 meses. Substituir uma refeição de leite por: Papa sem glúten ou caldo de legumes (antes

Leia mais

Enóloga fala da participação das mulheres no mundo do vinho

Enóloga fala da participação das mulheres no mundo do vinho Enóloga fala da participação das mulheres no mundo do vinho Carlos Alberto Barbosa Susana Balbo esteve em São Paulo para conduzir a degustação do lançamento no Brasil da linha de vinhos Zohar Na quinta-feira,

Leia mais

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. Eu quero não parar coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - de consigo.o usar que eu drogas f o? aç e Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

A DIETA CERTA SAÚDE IATE

A DIETA CERTA SAÚDE IATE Ganhar músculos ou perder peso requer alimentos diferentes. Adequar o hábito alimentar aos objetivos garante resultados mais rápidos e eficazes A DIETA CERTA A alimentação equilibrada é essencial para

Leia mais

Muitas têm sido usadas como: moeda em rituais religiosos como símbolos políticos como fonte de inspiração filosófica e artística

Muitas têm sido usadas como: moeda em rituais religiosos como símbolos políticos como fonte de inspiração filosófica e artística Chef André Leite Muitas têm sido usadas como: moeda em rituais religiosos como símbolos políticos como fonte de inspiração filosófica e artística 6 bebidas definem a história mundial: Cerveja Vinho Destilados

Leia mais

5 Alimentos que Queimam Gordura www.mmn-global.com/aumenteseumetabolismo IMPRIMIR PARA UMA MAIS FÁCIL CONSULTA

5 Alimentos que Queimam Gordura www.mmn-global.com/aumenteseumetabolismo IMPRIMIR PARA UMA MAIS FÁCIL CONSULTA IMPRIMIR PARA UMA MAIS FÁCIL CONSULTA ÍNDICE Alimentos que Queimam Gordura TORANJA CHA VERDE E CHA VERMELHO AVEIA BROCOLOS SALMÃO TORANJA A dieta da Toranja já vem sendo discutida por algum tempo, mas

Leia mais

Livro de Receitas. Receitas do. Chef César Santos

Livro de Receitas. Receitas do. Chef César Santos Livro de Receitas Receitas do Chef César Santos Camarão com arroz de coco Ingredientes: 400 g de filé de camarão 10 quiabos médios 50 g de pimentão verde 50 g de pimentão amarelo 50 g de pimentão vermelho

Leia mais

Terra à vista! Nesta aula, utilizaremos os mapas para situar

Terra à vista! Nesta aula, utilizaremos os mapas para situar A U A U L L A Terra à vista! Nesta aula, utilizaremos os mapas para situar o lugar em que vivemos na superfície da Terra. Vamos verificar que os lugares são agrupados em grandes conjuntos chamados de continentes,

Leia mais

CORTE O AÇÚCAR, ELIMINE GRÃOS E FARINHAS, NÃO CONSUMA NADA PROCESSADO E CORTE LATICÍNIOS.

CORTE O AÇÚCAR, ELIMINE GRÃOS E FARINHAS, NÃO CONSUMA NADA PROCESSADO E CORTE LATICÍNIOS. Desafio: Whole30 INTRODUÇÃO Seja bem-vindo ao seu novo programa de reeducação alimentar Whole30! A partir de hoje durante 30 dias você vai seguir essa dieta exatamente como está aqui. Cada vez que você

Leia mais