[Insira o Título da Postagem Aqui]

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "[Insira o Título da Postagem Aqui]"

Transcrição

1 [Insira o Título da Postagem Aqui] Cindy e a galera Marcus venicius 1 ATO - Cena 01 - CENÁRIO: Quadra de educação física de uma escola de classe média. Kerolainny: (gritando) Aiiiiiiiiiiiiiiiiiii... Que horror!!!! Não, não pode ser (chora) tanto tempo, tanto tempo para chegar... Nicolly: Solidariedade, amiga, solidariedade... Kerolainny: Vou processar, vou reclamar meus direitos, vou... Nicolly: Vai não, vamos!!! Todas unidas em prol de uma causa justa... Kerolainny: tanto amor, carinho, dedicação... Nicolly: Dedicação? Dedicação com dois SS ou com Ç? De repente bateu a dúvida. Kerolainny: Que importa isso agora, amiga? Vale mais pensar na minha dor! Bianca: (chegando) De barriga?! De dente?! De cabeça?! Dor?! Dor de quê?! Nicolly: Então você não está vendo o estrago? Alõõõõõõõõ, se liga Bai... Bianca: Bi, Bianca. Se liga vocês nos exercícios, não podemos perder mais tempo. Daqui a pouco é o jogo e não podemos perder tempooooooooooo!!! Kerolainny: Mas o que é o jogo diante de um fato lamentável como esse, ora. Bianca: Karolanyyyyyyyyyy... Kerolainny: Karolainny, nãooo, sua idiota, kerolainny, estúpida... Bianca: Olha, não vou ficar aqui aturando seu mau humor, fui... (sai) Cena 2 grupo de meninas ensaiando a torcida organizada. Nós somos a torcida organizada, somos as mais bonitas, somos as preparadas... Flash!! Som!!! Movimento!!! Ação!!! Quando nosso time entra em campo é a sensação Quando nosso time acerta a bola é, é, éééééé show!!!!

2 Música: - DO OUTRO LADO: Nick: (olhando seus braços como se fosse um garoto muito bombado) As jogadas de amanhã não podemos falhar. Precisamos fazer tudo perfeito, nada, nada pode sair errado, temos de ganhar asas e voar em quadra. Mc Dudu: (de fone no ouvido, bola de basquete na mão) é, vamos, vamos nessa cambada, nosso time é da pesada. (joga a bola para o Nick) O outro time é baba, nosso time está na parada, vamos fazê-los dançar nosso rap, vamos fazê-los cantar mequetrefes. Temos tudo para detonar, temos tudo para detonar, é o Mc Dudu na área, é o Mc Dudu jogando, é o Mc Dudu falando para vocês. Nick: É, vamos. É o jogo final da temporada de jogos escolares ( olha para a Kerolainny, faz pouse de playboy) sorte no jogo, azar no amor... Preciso de férias com título de campeão, conhecer novas gatinhas, azarar em outros campos... Mc Dudu: (em ritmo de rap) Férias, surf, praia, sol, meu irmão, som, jogo, balada, azaração. Tou nessa, tu tá também!!! Toque aqui (inventar toque de mão) Quem tiver a fim de ser mesmo campeão... (gritos de alegria). Rick Rock: Som, música. Balada... Quero ir ao festival de rock do acampamento... Mc Dudu: Acampamento? Tou fora, coisa de Mané... Rick rock: Coisa de Mané? Aquelas gatinhas todas tomando banho de biquíni, desfilando o bronze de noite em roupas minúsculas, beijinho de boca, som maneiro a luz da lua... Dormir e acordar sem a pressão dos pais, armar barracas... Nick: Para, cara, já encheu... Areia, cabelo assanhado... Rick rock: Tão por fora vocês... - ENTRA A TURMA DA CINDY. Cindy: Manobra, derrapa, Calado, vai Pampa, acelera Malu... Pampa: Adrenalina demais... É do bem entrar aqui sobre rodas... Malu: Saco é ter de fazer movimentos, suar... Coisa mais careta participar de torcida organizada. Cindy: Eu que não quero isso para mim, mas se eles gostam, deixa eles... Quero mais adrenalina, saltar rampa, criar novos desafios, andar sobre o fio e sentir a alegria do ar da natureza em meus pulmões...

3 Calado: Vamos então, vamos saltar para a vida, criar asas coloridas por aí, vamos fazer uma pichação ecológica, descobrir a lógica da vida em manobras radicais... Cindy: Pô, meu, demorou, demais isso que tu disse!!! Fazer uma pichação eco... lógica... maneiro esse pensamento... Malu: (olhando para o relógio) Eita, meus, o tempo não para, veja... A hora está passando, passando e quem chegar por derradeiro no mirante da ponte vai pagar lanche todo o mês das férias de janeiro... Calado: Espera, acho que as rodas do meu skate estão bodeadas... Professor de Ed. física: Parem aí mocinhos e mocinhas... Resolveram aparecer, não foi? Já não era sem tempo. Aqui nos meus registros não constam presenças de vocês, somente ausências. Deixe-me ver então... É, estamos precisando de pessoas mesmo para limpar todo o vestiário, enxugar as bolas e varrer toda a quadra para o jogo de logo mais... Kerolainny: (chorosa e olhando para Nick que vem ao seu encontro) Mas, mas e minha unha? Professor: Como é que é? E eu lá tenho tempo de pensar em unha, faça-me mil favores... Cindy: (risos altos) Como é mesmo? O que tem sua unha? Perdeu ou deixou pendurada na pia do banheiro na hora do banho? Kerolainny: Não fale comigo (entortando a boca), já disse, só te conheço em casa... Bianca: Karolainny, não fale assim com ela, é nossa irmã... Kerolainny: Não me chame de karolainny, sua idiota, meu nome, meu nome é Kerolainny, Kerolainny com k, dois ns e y no final... Cindy: (risos geral) Kerrolainny, kero, kero, La, La iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii nyynynynynynynyn(risos) 2º ATO Cena 1. (mãe das três vai entrando pela porta central do teatro falando ao telefone) MÚSICA: Mãe: Nossa, eu não acredito, não diga, sei... Sério? Tudo isso? Estou gostando, claro... Sim, sei... Como? É um pacote individual, não podemos levar ninguém?ai, ai, estou vivendo meus tempos áureos quando era convidada para todas as cerimônias, bailes, comemorações, close, isso, mais um... Quantas capas de revistas, quantas entrevistas... Alô, alô... Caiu a ligação... Meu amor, já chegou da escola? Kerolainny: Ai, mãe, não torra. Estou vermelha de raiva, Pink de estresse e marrom de desgosto...

4 Mãe: Por que, minha bambina? Por que tantas cores feias, fortes, de péssimo gosto? Veja que tudo isso acaba com sua beleza, meu doce... Quer ficar feia antes do tempo? Kerolainny: Não mãe, mas veja (mostra a mão) veja isso, que tragédia, veja com seus próprios olhos... Mãe: Ai, não diga, sua unha... Fique assim não bobinha, a mamãe tem um esmalte importado ali que logo, logo vai resolver seu problema... Vá já retocar essa maquiagem, combinar melhor esses acessórios, a mamãe não quer a filhinha com olheiras... Kerolainny: Ai, mãe, só a senhora mesmo para levantar o meu astral... Estava pensando em ir ao shopping, fazer algumas comprinhas, renovar minha coleção de... Bianca: De nada, esquece. Não vai ao shopping e não vai comprar nada sem necessidade... Mãe: Como é que é? Quem está falando que não estou ouvindo? Kerolainny: Nossa senhora sabe tudo, não está vendo... Bianca: Nossa senhora de coisa nenhuma, ou melhor, senhora do juízo no lugar isso sim. Não ver, vocês duas que não podemos estar gastando à-toa. Lembrem-se de que o dinheiro que o papai manda não está mais cobrindo nossas despesas diárias e você ainda pensa em gastar? Mãe: Não me lembre isso, não me faça perder a paciência lembrando esse fato. Mas seu pai vai ver, ele me paga, ou melhor, ele nos paga, eu já falei com nosso advogado... Cindy: (vai chegando) Como é que é? A senhora novamente falando mal do meu pai? Kerolainny: Chegou a fede, fede... Já te disse mais de uma vez que não me dirija à palavra quando estivermos fora de casa... Cindy: Não quero saber disso agora, a pergunta é outra e estou falando com a mamãe... O que a senhora pensa em fazer com o meu pai? Mãe: Baixa o tom mocinha e antes de ele ser seu pai, é meu ex-marido. Você não ver que o que ele manda não estar dando para pagar nossas despesas diárias? A conta do condomínio está atrasada, o colégio de vocês também, minha cabeleireira, minha manicure, meu maquiador, a conta da boutique.. Cindy: Claro que não, né mãe? Você e essa aí que eu não conheço vive gastando com coisas sem futuro... Gasta mais com vocês duas e esquece-se das coisas mais necessárias para nosso dia a dia. Bianca: É isso mesmo. Temos que cortar essas despesas e pensar em coisas mais significativas para todas nós...

5 Mãe: Então foi para isso que eu criem vocês, para me virarem as costas e ficarem contra mim? Vocês querem ser filhas de uma mãe feia? Descabelada? Mal arrumada para que por onde passar as pessoas apontarem e dizer: Olha ali, olha ali a própria decadência em pessoa... Uma pessoa tão famosa acabar assim... Kerolainny: Não mame (chegando perto da mãe) Eu não quero, Deus me livre, quero minha mãe cheirosa, bonita, elegante... Bianca: (chegando perto da mãe) Não, mãe, não te quero mal falada não, não é isso. Só queria que a senhora fosse mais controlada... Cindy: Começou a sessão novela mexicana... Cena mais patética. Para ser bonita, basta ser somente você mesma, não precisa se artificializar tanto... Mãe: Você me envergonha, minha filha, me envergonha... Veja você mesma. Olhe suas roupas, seu cabelo, seus modos... Não sei a quem você puxou, a quem você quer seguir... Kerolainny: A mim que não foi... Não sou feia e fedorenta como essa aí... Cindy: Até parece que não saí do seu ventre não é mesmo? Para mim, a senhora parece mais uma madrasta de conto de fada que minha mãe. Na verdade, eu sou simplesmente eu mesma! Meu modo de vestir, minha catinga, meu jeito... Sou feliz como sou porque sou eu mesma, não uso maquiagem, não me visto de personagem, quem sabe puxei ao meu pai... Diferente de vocês, eu não me envergonho de vocês não, eu sinto pena.(sae) Mãe: Volta aqui, Cindy, volta aqui... Insolente, atrevida, falar comigo assim. Não foi isso que eu te ensinei, não foi essa a educação que eu te dei... Kerolainny: Deixa ela mãe, eu estou aqui, estou do seu lado... Bianca: Deixa ela, nada, ela está coberta de razão... (sai) Kerolainny: Enfim, nós duas... Deixa-as, recalcadas... Vamos ao que interessa, vamos às compras, vamos ao shopping... Mãe: Isso mesmo, isso mesmo... Já fui hoje pela manhã, nossa, tem cada coisa, vamos... Vamos, no caminho eu te digo... Kerolainny: Passada!!! Cena 2 NA ESCOLA Professor de artes: (anunciando o baile de final de ano) Atenção, atenção gente. Quero aproveitar a oportunidade para divulgar nosso baile de final de ano. Como é do conhecimento de todos, logo mais faremos o grande encerramento do ano letivo reunindo todos os alunos da escola numa grande comemoração de arte, música e alegria. Quem se interessar em participar do espetáculo final, as inscrições estão abertas, é só se dirigir ao departamento de artes da escola... Os testes para os papeis principais serão nesse fim de semana, durante todo o dia no teatro da escola.

6 Professor de Ed. Física: E aproveitando o momento também quero convidar todos os alunos e alunas da escola para logo mais a noite assistirem ao grande final do campeonato escolar e torcer para o nosso time que chegou na final. Quanto mais gente torcendo, melhor para nossos atletas, vamos nessa moçada, vamos incentivar nossos meninos... Cindy: Babaquice, eu que não vou participar de nada disso... Espetáculo, baile de final de ano, final de campeonato, tou fora... Vou é curtir o céu estrelado hoje lá de cima do mirante... Pampa: Vai não, vamos... Tou nessa também... Não perco esse programa por nada. Podíamos trocar nossos skates e patins por bikes, que acham? Calado: Legal, muito legal. A gente aproveita e leva as barracas e podemos acampar por toda noite... Cindy: Sei não, lá em casa o clima está pesado. Não sei se a mãe vai liberar... Malu: Vai amarelar? Vai dar pra trás agora, vai obedecer aos caprichos da mamãe? Cindy: Não é isso, não é amarelar, é que tou cansada de tantas brigas... Malu: Sei, sei, eu entendo. Quando meus pais se separaram o clima lá em casa ficou insuportável por muito tempo também... Pampa: Sessão melodrama, agora as radicais vão ficar derramando lágrimas à-toa... Pega leve, turma, deixa os adultos resolverem os problemas deles, nós somos jovens, temos de viver nossos problemas e a onda agora é surfar no espaço, desvendar o mundo, pois então? Cindy: se ao menos elas parassem de pegar no meu pé, de torrar minha paciência. Por que tenho de ser comportadinha, bonitinha, vestir róseo, Pink, branco, passar tinta no cabelo, pintar unha, ir a shopping... Por que tenho de ser do jeito delas e não dou meu jeito? Calado: Vai querer entender? As pessoas adultas são assim, gostam de relativizar as coisas, pensam quadrado e acham que todas as pessoas devem ser iguais... Cindy: Mas não somos (gritando) não somos iguais... Todos iguais, todos iguais, mas ninguém igual a ninguém... Malu: (gritando) isso mesmo Cindy... Todos iguais, todos iguais, ninguém igual a ninguém!!!! Cindy: Temos de gritar isso porque ninguém parece nos ouvir, todos parecem surdos... Pampa: O que nos falta outros é respeito, respeitar os gostos, gestos, jeitos, maneiras de ver a vida, de ser dos outros... Somos iguais porque pensamos, agimos e sentimos, mas somos diferentes porque sentimos, agimos e pensamos diferente um do um...

7 Cindy: Meninas, meninos, vejam... O Pampa estudou bem a lição de casa (risos de todos)... - NO OUTRO LADO... Nicolly: (comemorando) Aiiiiiiiiiii, amiga, veja, estão abertas as inscrições do espetáculo final e do baile de encerramento do ano letivo, e aí, vamos nos escrever? Kerolainny: Não é escrever, sua tonta, é inscrever... E se inscrever para quê? Nicolly: ora para quê, para concorrer ao papel principal... Kerolainny: Eu não preciso de inscrição, para que eu me inscrever se já sei que o papel principal, como todos os anos é meu? Se já tenho o meu par para o baile? Bianca: É mesmo? Tem certeza disso? Kerolainny: Claro que tenho... Nicolly, quem é a mais talentosa? Nicolly: você amiga... Kerollainny: A mais invejada? Nicolly: Você amiga... Kerolainny: A que todos param para ver passar? Nicolly: Você amiga... Kerolainny: A que todos os meninos babam, disputando para levar ao baile? Nicolly: Assim também não vale... Bianca: Assim também não vale... Você só quer ser a última gota de suor derramado por Cristo na cruz!!! Saco!!! Beatriz: (nova amiga chegando, bem espalhafatosa) Amigaaaaaaaaaaaaa, Kerolainny (beijinhos), Nicolly (beijinhos), oi, Bianca... Meninas, tava doidinha para encontrar vocês, vejam (de maletinha na mão) trouxe uma nova coleção de esmalte, perfumes, pulseiras, biju da minha nova viagem a Miami, querem ver? Bianca: Eu não acredito, não acredito...luxoooooooooo, eu quero, quero ver tudo!!! Kerolainny: De jeito nenhum, ninguém ver primeiro que eu!!! Afinal de contas (olhando para Bia) Sou ou não sou sua melhor amiga? Nicolly: Sério? Isso é verdade? E o fato de sermos primas, morarmos no mesmo prédio, isso não conta, Bia? Choquei!!! Doeu muito agora, tou de birra... Beatriz: Calma, meninas, meu coração é grande como o mundo, cabe todas vocês de uma só vez...

8 Bianca: Boa, Beatriz, na falta de uma comparação melhor, você foi profunda na análise dos fatos. Beatriz: Não há de que, de vez enquanto eu gosto de dizer o que eu leio nas revistas de signo que eu leio... Nossa, lá em casa eu tenho uma agenda cheia de frases, se quiser, depois eu te mostro... Bianca: (irônica) Está bem, vindo da sua cabecinha de vento, não se pode esperar outra coisa... Beatriz: Nossa (risos), você falou agora igual a uma tia minha de consideração que chegou de viagem da Noruega, irmã de consideração de minha mãe e está hospedada lá em casa, vive dizendo que eu tenho uma cabecinha de vento e eu fico pensando, será que ela diz isso porque meus cabelos são soltos e ficam voando, voando, é isso, Bianca? Bianca: É difícil de explicar a você esse processo, acho melhor a gente ver os esmaltes, depois falamos sobre isso... Beatriz: E o baile, me fala... Kerolainny: Vamos sentar, tomar um suco com uma gota e meia de adoçante e a gente atualiza o papo... - NO OUTRO ESPAÇO... Rick rock: Meu, vou inscrever minha música, quem sabe o professor gosta e escolhe como trilha sonora do espetáculo... Mc Dudu: Deixa de ser Mané, Rick, participar de festival de fim de ano? Rick rock: Meu mano, cada um na sua e todos no mesmo barco. Gosto de música, se rolar uma oportunidade de sacarem o som? Nick: Já pensou se for Romeu e Julieta novamente... Ohhhhhhhh, Julieta, Ohhhhhhhhh Julieta... (risos) Mc Dudu: Sou um cara preparado, sou mano desenrolado, não caio em papo de Mané, não me deixo ser enrolado... (som de rap com a boca) nesse negócio de espetáculo, cai fora, não entro, fico na porta, prefiro ficar do lado do amasso... Vou convidar a gatinha mais linda, quero levá-la ao baile. Nick: eu como já tenho a minha, fico despreocupado, só vou confirmar o que já sei e pronto, papo encerrado. Rick rock: Até fez rima, acho que o cara está apaixonado. E se ela quiser fazer parte do espetáculo como todos os anos, e bater a vontade de ser Julieta e escolher você como Romeu?

9 Nick: Eu? Tá me desconhecendo é Mané? Tou fora, não tou para essas paradas não. Meu lance é bola, lance, jogo, emoção... Esse negocinho de arte, palco, música é com você... Mc Dudu: Veja lá cara, a mina não tira o olho de você... Nick: Fazer o que se meus pais capricharam na fabricação? A forma foi única, única... O cara aqui é pegador... Mc Dudu: Só se for de roupa. Rick rock: Cara eu fico pensando aqui... Kerolainny, Bianca... Nick: Que quê tem? Tá querendo pegar minha cunhadinha? Rick rock: Não é isso... Fico pensando nas diferenças... Observem: Kerolainny, Bianca e Maria patins... Nick e Mc Dudu: Como?!! Quem?! Rick rock: Maria patins, a desengonçada, a dama de preto, largadona... Mc Dudu: Ah, você tá falando da toda estranha, a líder do bando radical, a Cindy... Rick: Menina estranha, vocês não acham? Mc Dudu: Tenho certeza que aquela ale é bv. Nick: Bv? Também acho!!! Mc Dudu: Tenho um plano!!! Nick e Rick: Um plano? Rick rock: Será que é o que estou pensando? Nick: Tou fora... Mc Dudu: Fora nada, você está nos devendo desde a temporada passada e agora chegou a hora de pagar... Rick rock: Boa, mano Mc Dudu... Já que ele conquistou a irmã, descobrir se a Maria patins é BV vai ser moleza... Nick: Não me obriguem a tal sacrifício!!! Mc Dudu: Contrato assinado, quem concorda toque aqui (juntam as mãos Rick e Mc Dudu) Você é voto vencido, brother, terá de descobrir se a garota estranha é BV até o dia do baile, caso contrário terá de pagar caro... Nick: (juntando a mão a dos companheiros) Eu confio no meu taco, combinado, vai ser moleza e quando conseguir vocês me pagam.

10 _ AS PATRICINHAS SE APROXIMANDO DOS MENINOS... Kerolainny: Oi meu amorzinho, tá tão lindinho... Nick: (cara de envergonhado) Rick e Mc Dudu: (risos e piadas, imitando a kerolainny) Kelorainny: Que é isso? Estão com inveja? Imagine quando virem nós dois lá no palco com os papéis principais de EDUARDO E MÔNICA UMA HISTÓRIA DE AMOR, não é my love? Rick e Mc Dudu: ( risos) Nick: Nós dois? Palco? EDUARDO E MÔNICA? HISTÓRIA DE AMOR? É mico demais para uma pessoa só!! Kerolainny: Como? Não entendi... Nicolly: Não fala assim, essa fala é minha, eu quem geralmente não entendo nada... Beatriz: São uns bobos esses meninos, por isso, por isso... Mc Dudu: fica na sua aí tá enfeite de geladeira... Ninguém aqui tá pedindo sua opinião... Vai falar assim como os seus negos, com a gente não... Bianca: Bem feito, quem não pensa antes de falar, acaba escutando o que não deve... E você, Mc Dudu, já tem acompanhante para o baile? Mc Dudu: Eu? Baile? Corta essa, tou fora, não gosto de babaquice como essa não... Bianca: Então deixa, perguntei só por perguntar. De repente, caso você não tivesse companhia e estivesse procurando uma... Mc Dudu: Prefiro mais minha cama e uma boa noite de sono... Rick: (pegando no braço do Mc Dudu e puxando-o para o lado) Cara, deixa de ser tão animal, animal. Se toca, Mané, a gatinha te manjando na maior azaração e você só dando toco!!! Kerolainny: Não faz beicinho não, meu atleta favorito, você me prometeu que esse ano faria par romântico comigo. Promessa é... Promessa é o que mesmo? Nick: Sei não, fim de semestre, muita coisa para fazer, muitos trabalhos para dar conta, além de estar pendurado em algumas matérias e, você sabe, meu lance é bola na cesta, não tenho muita vocação para esse lance de teatro não... Rick: Eu vou, vou escrever minha música, quero vê-la como trilha sonora do par romântico.

11 Nick: Bom, o papo tá muito bom, mas o dever nos espera cambada, vamos nessa, treino, treino e treino, o campeonato é nosso... - DO OUTRO LADO... Cindy: Um Zé Mané, esse Nick... Malú: Como? O que você disse? Cindy: Nada, eu não disse nada, só pensei alto... Malu: disse sim, eu ouvi, ouvi quando você falou o nome do Nick. Cindy: Pois você ouviu mal, eu não disse nada... Malu: Qual é Cindy, vai ficar de segredinhos para mim que sou sua melhor amiga? Eu o acho um tremendo gato, pena que finge que não me enxerga, só tem olhos para a boba da sua irmã... Cindy: Um tremendo bobo, isso sim, só pensa em basquete, musculação e ser o maior galinha da escola... Malu: Mas verdade seja dita, é um tremendo gatinho, fala sério... Que é gatinho, isso ele é. Cindy: Você acha mesmo? Malu: Se acho? Todas acham. Vai me dizer que você não acha? Cindy: Não sei de nada... Só acho que ele é um tremendo cabeça oca, vazia, não diz coisa com coisa e adora torrar minha paciência... Malu: Eu acho que você está apaixonada, amiga... É isso, está apaixonada... Apaixonada pelo namorado de sua irmã... Cindy: Você enlouqueceu de vez, só pode ter sido. Eu? Apaixonada? De jeito nenhum, sem chances e se estivesse não seria por um garoto chato e galinha como esse tal Nick e tem uma outra coisa, ele não é namorado de minha irmã, eles são ficantes... - NO OUTRO LADO, BIANCA E A TORCIDA ORGANIZADA... Bianca: Atenção todos e todas, gostaríamos de lembrar o jogo logo mais a noite e de passar para todos vocês nosso grito de guerra... Nós somos a torcida organizada, somos as mais bonitas, somos as preparadas... Flash!! Som!!! Movimento!!! Ação!!! Quando nosso time entra em campo é a sensação

12 Quando nosso time acerta a bola de montão...ééééé shoooow!!!!(bis) MÚSICA: Professor de artes: Agora atenção, um pouco de atenção... Vamos dizer, nesse instante a dupla que foi escalada para a limpeza do refeitório... Maria Cecília, popularmente chamada de Cindy e o jovem Nicolau, conhecido como o Nick. Cindy: Eu? Com esse garoto? Nick: Eu? Com essa garota? Professor: isso mesmo. Hoje quem escolhe sou eu porque hoje é o dia da arte e como vocês não entregaram o último trabalho de leitura dramática, vão limpar o espaço e terão de ler todo o quinto ato do texto de Eduardo e Mônica. Quero a leitura dramática de toda a cena do reencontro dos dois para a segunda-feira lida, estudada e decorada, senão ficarão os dois detidos para pagar só nas férias. Cindy: Eu não acredito... Eu odeio leitura dramática e odeio esse garoto... Nick: Pois para mim vai ser muito divertido ler esse texto ao lado de uma mina que se veste feito menino e fede a suor. Kerolainny: Protesto, não aceito essa Maria Patins ler No texto um papel que já é meu de direito e ao lado de meu namorado que fará par romântico comigo... Professor: Pois bem mocinha... Quer trocar de lugar com sua irmã e dar conta de toda limpeza do espaço? Catar papel por papel, limpar todas as mesas, esfregar o chão? Quer? Responda de uma vez... Kerlainny: Pensando bem, é só uma leitura não é meu amor? Logo mais a gente se encontra e podemos ler o texto em um bom restaurante, a luz de velas, é até romântico, você não acha? Nick: Eu não acho nada... Cindy: muito menos eu. Não quero, não aceito esse sacrifício. Isso é uma tortura, fere meus direito de cidadão... Professor de artes: É uma possibilidade de pagar suas faltas, uma segunda chance, mas a escolha é sua. Não faz a limpeza, não ler e ficará todas as férias na escola... Nick: Cindy, não complica, não temos escolha. Não pretendo ficar as férias ao seu lado. Prefiro esse sacrifício agora... Cindy: Se é assim, eu aceito. Professor de artes: Ambos concordando, aqui estão os textos, ali estão os uniformes e o material da limpeza, mão a obra e os demais, cada um nas suas respectivas atividades.

13 (Cindy de um lado e Nick do outro) Calado: Força, Cindy, passa logo... Cindy: Espero sobreviver a esse martírio... Mc Dudu: Quero ver agora se o pegador vai domar a fera... Nick: Vai ser moleza, aguarde... Confio em mim... Rick rock: Isso, brother, assim que se fala... Mc Dudu: Se não conseguir, já sabe, até o baile... Nick: Já consegui... Malu: Menina, é a sua chance... Cindy: Não fala bobagem, você não sabe o que diz... Malu: Sei sim, sei muito bem e você sabe que eu sei... Pampa: Eiii, quando mulher bota pra falar em enigma, sai de perto... Calado: Taí, falou e disse... Também estou voando... Qual é o papo mesmo... Malu: Não enche, papo de mulher, como vocês mesmos disseram... Cindy: Acho melhor parar com essa conversa que já me cansou... Tenho muito trabalho a fazer... Malu: Aproveita, amiga, você teve a sorte que qualquer menina dessa escola queria ter... Uma tarde inteira com o Nick gato, demais... Cindy: você está falando igual a minha irmã... MÚSICA: COMO SE FOSSE UM MUSICAL Cena 1. Ato 3. Mãe: (em casa, pensando na vida, com creme no rosto e bobes nos cabelos) Ai, ai, quanta correspondência... Conta da água não quer ver agora... Conta da energia aviso de conte? Quem já viu isso, duvido se alguém se atreve a cortar o fornecimento de luz de minha casa... Sou uma mulher fina, de tradição... descasada, mas de família influente... Conta, conta do cartão essa eu não quero nem ver, vou mandar diretamente para ele, o pai de

14 minhas filhas... Vou dizer que tudo foi conta delas... (toca a campainha) Nossa ninguém para abrir a porta? Alguém poder atender?ninguém em casa ainda... As meninas na escola, hoje é quarta, não é dia da diarista, só sobra euzinha... Decadência, eu uma dama, fina, socialite, modelo, aposentada, mas uma vez, sempre, me prestar a esse papel, abrir porta de minha própria casa... Preciso ver isso direito...( vai abrir a porta)... Scarlet: Amigaaaaaaaaaaa (beijos) Mãe: Charrirrrrrrrrrr... Deus do céu, quanto tempo... Scarlet: Pois então... Mas a vida é muito gentil contigo. A cada dia que passa sua pele fica mais limpa, mais rejuvenescida... Mãe: Modéstia sua, você que deixou o tempo passar e esqueceu de ir junta. Veja, até parece que parou nos quinze... Scarlet: Ah, se assim fosse... Somos duas pessoas cordiais, estamos a trocar figurinhas e ser agradável uma com a outra... Mãe: Quer um suco, um biscoito? Scarlet: Não, não posso, agradecida... O que tinha de comer por hoje já degustei... Não podemos vacilar, você não acha? Mãe: Com toda certeza, mas nesses tempos de ociosidade, acabamos por extrapolar um pouco... Scarlet: Não posso me descuidar, o dever, o ofício me exigi muito... Mãe: Mas diga a que devemos a honra dessa tão magnífica visita. Scarlet: Estou trabalhando no momento como promoter. Estou à frente de alguns eventos... Mãe: Nossa, que fantástico... Scarlet: Acabei de ser consultada para organizar o baile de formatura do Colégio Secular e como são muitas as atividades a serem desenvolvidas e estou formando a equipe de trabalho, pensei em você. Mãe: Em mim? Scarlet: Isso mesmo. Lembra-se de nossos velhos tempos? Quantos chás organizamos? Pensei em voltar a velha parceria e... Mãe: Não fale velho, isso me atribui um peso enorme nas costas... Scarlet: hábitos... E então? É um momento em que a alta sociedade se reúne para ver os filhos, é um momento de aparecer, ser lembrada...

15 Mãe: Inclusive, minhas filhas estudam lá... Scarlet: Nossa (risos) Mais um motivo então... Mãe: Então vamos, essa volta merece uma comemoração... (saem) - No refeitório da escola (tudo muito limpo: cadeiras empilhadas, mesas arrumadas, nenhum papel ou sujeira no chão e os dois exaustos). Cindy: Não me dirija à palavra... Não quero saber de papo com você... Você fica do lado de lá e eu fico do lado de cá e chega de leitura por hoje. Nick: Mas para que toda essa distância? Já acabamos de limpar tudo, agora é só ler mais algumas vezes o texto e pronto, logo, logo a gente está livre. Você fica mais linda acuada. Adorei ouvir você lendo, é como se estivesse sendo verdadeira como personagem. Cindy: Não pense que sou essas meninas fáceis que vai cair na sua lábia de conquistador barato. Vá cantar de galo em outro terreiro, comigo não. Só li para não ter de repetir de ano e você ler muito ruim, engole as palavras e não transmite emoção, além de não olhar direito nos olhos. Nick: Mas eu não estou dizendo nada demais, só fiz um elogio. Qual garota não gosta de ser elogiada... Sei que você gosta também... Você é linda, Cindy... Cindy: E você um babaca. Se continuar com essas coisas chatas, não vou ler mais texto nenhum... Até parece o personagem do texto que ainda freqüenta as aulinhas de inglês e anda de camelo. Nick: Me dá uma chance de ser diferente... Deixa eu te mostrar que não sou do jeito que você está pensando... Quer ir ao baile comigo? Cindy: (risos) Baile? Com você? Virou humorista, foi? Quer que eu sorria? Esqueceu que você é namorado de minha irmã? Eu não mereço isso, não mereço... Nick: Eu?! Nada disso. Sua irmã que encarnou essa história. Eu sei que ela não gosta nada de mim, só quer estar comigo por causa do meu dinheiro. Meu não, do meu pai. Como alguém pode ser interessar por uma menina interesseira como a Kerolainny, com K, do ns e y no final... Saco. Cindy: Não sei, não quero saber. Vocês dois se merecem, são farinha do mesmo saco, resolva com ela. Está ficando tarde e tenho que ir...

16 - COMO SE ESTIVESSEM LENDO O TEXTO DE EDUARDO E MÔNICA. MÚSICA: Nick: Espera (pegando na mão dela) Deixa ao menos eu sentir o calor de sua mão. Veja, ponha sobre o meu peito e sinta como bate forte o meu coração (pausa) sentiu? É a emoção de estar frente a frente contigo e perceber como são belos os olhos que olham os meus (DANÇAM) Cindy: É tarde e preciso ir. Por mais que batam no mesmo compasso os nossos corações, não há mais nada a fazer... É tarde, no céu a lua anuncia que já é hora de ir. No relógio, o ponteiro, veja... Nesse momento, acaba-se a noite e com ela a certeza de... Escute, são as badaladas, neste momento se desfaz o encanto... (sai correndo). Nick: Espera, vamos acabar a leitura do texto... Posso ir a sua casa mais tarde se quiser... (pensativo) Coisa mais estranha... Não, não pode ser (bate de leve no rosto) Ei, carinha, acorda. Você é o pegador, o pegador, não confunda as coisas, essa menina é só uma Maria patins, como diz a irmã e tudo isso é só um sacrifício, uma aposta (joga água no rosto). Mc Dudu: (entrando) Ei, cururu, ainda por aqui, esqueceu o jogo foi... Nick: Não enche, cara, não enche... Mc Dudu: Nossa, tu tá fedendo, meu... Nick: Sério? Mc Dudu: Até parece que andou se esfregando na Maria Patins (corre). Nick: Eu vou te pegar Mané (corre). - NA CASA DA CINDY. Bianca: Mas por que isso agora? Cindy: Não sei, me bateu vontade de me sentir diferente... Bianca: então tá, veja, prenda seu cabelo assim, olha... Cindy: Deixa eu ver, não quero ficar fresca igual a kerolainy... Não sei... Bianca: Põe essa presilha e esses brincos e vamos colocar uma corzinha nos olhos... Cindy: Pintar? E se mangarem de mim? Bianca: Você não liga. E as roupas? Cindy: Roupas? E o que é que tem com as minhas?

17 Bianca: Não combina, não é Cindy, toda diferente com roupas largadonas... Cindy: Não quero ser motivo de piada, quero só me sentir um pouco diferente, só para ver como é que eu fico... Bianca: Sei, sei muito bem o que é isso. No mínimo, no mínimo você viu um passarinho verde. Cindy: Não é nada disso. Está vendo só, não quero mais, eu sabia que isso não ia dar certo, todos logo iriam pensar isso e iriam rir de mim. Bianca: Não é nada disso, só quis brincar e você está ficando linda. Vamos, vamos ao quarto, vamos escolher uma roupa bem bonita. - VAI CHEGANDO A MÃE... Mãe: Tudo correndo bem, como o combinado... Scarlet: Espero continuar assim até o fim. É a nossa grande cartada, toda a alta sociedade reunida num evento produzido por nós duas, já pensou, novos convites, novas oportunidades... Mãe: Só falta, agora, o namoro de minha adorável Kerolainny Yoskinária Senna Sá se oficializar com o Nicolau Braz Borba do Porto Terceiro Neto, Filho do Nicolau Braz Borba do Porto Segundo Brasileiro Nato para minha alegria se fechar em círculo e eu poder voltar as grandes rodas da socialite. Scarlet: Então, vamos ao trabalho, faltam poucos meses e muita coisa a fazer. (saem). - O JOGO DE BASQUETE. Rick rock: Que foi, meu, você parece estar no mundo da lua... Nick: Não enche e não torra meu juízo. Mc Dudu: Não seja bundão, Nick, a gente só tá querendo entender o que se passa. Você não parece o mesmo, não se liga mais nas coisas da gente. Você não quer ser mais nosso amigo? Nick: Nada disso, eu só estou a fim de ficar só, de pensar na vida, no que tem me acontecido. Saco, vocês deveriam me entender... Rick: Entender? Entender o quê? Sua ausência nos treinos? O celular desligado? Você desligado (nesse momento vai passando Cindy e a galera dela) Ei, pessoal, quem é aquela nova garota? Calado: Mas você mudou muito. Não quer mais andar de skate, não quer mais escalar, deixou de usar as roupas de antes...

18 Cindy: Não mudei nada, só tive vontade de experimentar, só isso. Pampa: Experimentar? Não entendo. A gente sempre experimentou, sempre fizemos manobras radicais, sempre... Malu: Vocês não entendem, vocês são uns bobos mesmos, meninos. As meninas são assim mesmo. Nós mulheres somos sensíveis e passamos por coisas que faz com que... Cindy: Para Malu, não é nada disso. Eu só estou a fim de ficar só, de pensar na vida, no que tem me acontecido. Saco, vocês deveriam me entender... Calado e Pampa: Entender? Calado: De leve, Cindy, é muita mudança, tudo muito rápido e sem explicação. Cindy: Mas a vida é assim, rápida e muita coisa não se explica, as coisas acontecem, ora. Calado: Vou nessa tenho que chegar mais cedo se não quiser ficar sem mesada... Pampa: E eu vou junto. Malu: Que tal um cineminha? Cindy: Sem a mínima chance. Marquei com o saco do Nick para acertar os últimos detalhes, esqueceu? É amanhã a tal leitura dramática... Malu: Sei, sei, não precisa dizer mais nada, eu já entendi tudo... Cindy: Vai começar? Nick: Vou nessa... Mc Dudu: Já, tão cedo? Nick: Esqueceu que tenho de ler amanhã o tal texto com a Maria Patins? Rick: E não esqueça a aposta. (nesse momento vai chegando as patricinhas kerolainny, Nicolly e Beatriz e escutam a conversa) O baile é daqui a uma semana e o prazo se vence... Mc Dudu: Tem de beijar a BV Maria Patins... Nick: Vai ser moleza, tá no papo... Até já a convidei para ir ao baile comigo. Mc Dudu e Rick: Sério? Nick: E eu lá sou homem de mentira? Não durmo em serviço. Mc Dudu: E a irmã (risos) Kerolainny com K e... (risos)

19 Nick: É outro saco. A menina só é gata, mas não tenho mais saco. Ela pensa que não sei que ela e a mãe só estão visando meu dinheiro. Quando acabar o ano, vou é viajar, quero respirar novos ares. (fica impaciente Kerolainny) Rick: Vamos nessa? Nick: Vão vocês, ainda tenho ensaio da tal leitura dramática, esqueceram? É amanhã... (vai chegando Cindy e também fica escondida) O tal sacrifício de ler com aquela mina esquisita... Mc Dudu: Mas beijá-la na sala não adianta. A aposta é para beijá-la só na festa, na frente de todos... Rick: Isso mesmo. Se não for assim, não vale. Se não beijá-la no baile, vai ficar devendo dois micos. Nick: Isso nunca... Já ganhei, tá no papo. Ela pensa que estou caidinho por ela (risos) Vocês vão ver. Vou entrar para a história... Cindy: (entra sem ninguém esperar) Você não vale nada, Nick, não vale nada. Eu te odeio, te odeio. Aposta é? Me beijar? Então é isso... Nick: (nervoso) Não Cindy, espera, eu posso explicar, você está entendendo mal... Cindy: Entendendo mal? Eu ouvir com todas as letras a conversa de vocês. Tanto sacrifício de te aturar, de ensaiar com você, de te ajudar para estar sendo motivo de riso e deboche de vocês? Tão pensando o quê? Que pode agir assim é, que não tenho sentimento? (saem os amigos do Nick, fica só ele e a Cindy e as patricinhas escutando) Você é asqueroso, Nick, asqueroso. Eu odeio você... Nick: Calma Cindy, me escuta vai, me deixa explicar...esses meus amigos são uns otários... Cindy: E você é o que? Diferente deles? Não acho... Nick: Cindy, entenda, logo no começo foi tudo uma brincadeira, eles fizeram uma aposta comigo, mas eu fui conhecendo você, convivendo, sentindo a pessoa maravilhosa que você é e quando menos esperei, já estava vendo você com outros olhos... Cindy: Vá iludir outra... Eu odeio você, Nick. Odeio. Não tem mais leitura, não tem mais trabalho. Por mim você ficará as férias toda de castigo, trabalhando se quiser passar de ano... (Sai correndo) Nick: Espera Cindy, não faz isso, me escuta, eu amo vo... (música romântica, ele fica triste) Kerolainny: Eu não acredito, não acredito no que estou ouvindo. Não pode, não pode. Nicolly: É, não pode, aquela Maria patins...

20 Beatriz: Até que ela mudou, emagreceu, trocou o preto por cores mais fashion, passou a usar maquiagem... Meninas, tudo acontecendo debaixo do nosso nariz e a gente nem deu por conta. Kerolainny: Por isso, por isso que ele ainda não oficializou o pedido de me levar ao baile. Nicolly e Beatriz: Não?! Gente... Boba, boba.bobaaaaaaaaaa. Kerolainny: Calem-se suas duas tontas, não ver que eu estou tentando pensar... Beatriz: Pois pensa logo, amiga, você não viu? Ele disse que a amava com todas as letras... Beatriz: Ama nada, você não escutou que tudo não passou d uma aposta assustadora... Nicolly: Assustadora com ç ou com dois ss, ai, me ajuda, tenho tantas dúvidas... Beatriz: Assustadora é com x tonta, ou melhor, é a sua cara no espelho pela manhã bem cedo, tédio!!! Nicolly: Doeu... Kerolainny: Vamos, eu tenho um plano... Ato 4. Mãe: vamos filhas, vamos, não podemos chegar atrasadas, vamos... Bianca: Como estou, mamãe? Mãe: Maravilhosa, minha filha, maravilhosa... Bianca: A senhora acha mesmo? Não gostei muito desses brincos... Mãe: Meu docinho, esses brincos são maravilhosos, é um jóia de família... Foi da minha bisavó condessa das guinas francesas de Gov. Dix-sept Rosado que passou para a minha vó baronesa dos estados Unidos do Apodi que passou para minha mãe embaixatriz do país de Mossoró que passou para mim, modelo, socialite, promoter que estou passando para você, futura doutora em relações exteriores... Bianca: E onde está a kerolainny? Mãe: Ajustando os últimos detalhes do vestido. Nossa princesa tem de estar impecável, hoje, poderá oficializar o namoro com o Nicolau Braz Borba do Porto Terceiro Neto, Filho do Nicolau Braz Borba do Porto Segundo Brasileiro Nato. Bianca: E a Cindy não vai...

21 Mãe: Eu já esperava, aquela ali já nasceu morta e não sabe. Não vou me estressar, se não quer ir, fique em casa. Bianca: Não sei porque a senhora faz questão de mostrar que não gosta dela... Mãe: Não diga o que você não sabe. Eu amo todas minhas filhas, todas vocês por igual, ela que sempre foi assim comigo, sempre demonstrou gostar mais do pai e menos de mim. Foi depois do nascimento dela que meu casamento começou a desandar, eu engordei, fiquei feia, seu pai passou a me ver diferente e... Kerolainny: (entra como se fosse uma princesa Pink) Sou ou não sou linda? Esse é o meu baile, a minha sorte grande. Quero ver se o Nicolau terá olhos para outra que não seja eu!!! Bianca: E ele vem te buscar maninha? Ainda não chegou... Kerolainny: Não, ficamos de nos encontrar lá... Mãe: Encantada, minha filha, encantada... Você parece uma princesa, uma princesa. É a volta aos tempos áureos da família... Vamos, não podemos nos atrasar. EM POUCOS INSTANTES. Cindy: (em casa, vestida como no começo: largadona) Saco, se elas pensam que vou ficar em casa, estão muito enganadas, façam bom proveito dessa noite patética... vou pegar minha mochila, por nas costas, pegar minha bike e vou sair por aí pedalando... Nick, Keroalinny, eles se merecem, que fiquem juntos para o festo da vida (se olhando no espelho) E você, Maria Cecília, ver se aprende, boba, ver se não se engana de novo (a porta bate) Não acredito, a essa hora, só pode ser a Malu para me encher a paciência... ( vai abrir) Você aqui? Eu não acredito. Nick: Espera, Cindy, você precisa me escutar... Por favor... Cindy: Não Nick, somos diferentes, de mundos diferentes, de gostos e atitudes diferentes, não há diálogo possível entre nós. Você me tratou como nada, como algo descartável e eu não sou, sou ser humano e você não soube me respeitar... Nick: Mas agora eu sei, você me ensinou isso. Você me ensinou a te ver com outros olhos... Nós, antes, éramos como o pequeno príncipe e a raposa, lembra? Meros desconhecidos e você me fez criara elos e hoje me sinto totalmente cativado por você, acredite... Cindy: Você brincou comigo e isso não tem perdão... Nick: Então olha dentro dos meus olhos e diz que você não gosta nenhum tantinhos assim de mim, olha dentro dos meus olhos e diz que não está morrendo de vontade de ir aquele

22 baile e dizer a todos que nos amamos que queremos ficar juntos para o resto de nossas vidas... Cindy: Nick, não posso dizer isso... Você sabe que eu amo você, mas estou ferida, magoada...nunca iria dar certo um romance entre nós... Nick: Somos como o Eduardo e Mônica e a prova que os opostos se atraem... Vem, Suba no meu camelo, agarre em minha cintura e vamos ao baile gritar aos quatro cantos o nosso amor... Cindy: Mas eu nem estou arrumada, nem estou de acordo com o baile... Nick: Que importa, você está vestida de você mesma, é assim que eu te quero a partir de hoje. Cindy: Se é assim eu vou... (saem e fecham as cortinas) Scarlet: Senhoras e senhores: pais, alunos, professores e demais convidados e convidadas. É uma honra par todos nós estarmos aqui nesta noite para mais um encerramento do aluno letivo. Na vida, na escola, sempre uma lição que nos conduz para todo o sempre... Mãe: As primeiras lições, as letras, a leitura, a turma de amigos, enfim, a escola é o espaço da formação, da descoberta da vida, do primeiro amor... E como não podia ser diferente, os nossos alunos, agora, representaram, o espetáculo... Scarlet: Eduardo e Mônica, do brasileiro Renato Russo. ENTRA TODO O ELENCO DA PEÇA CANTANDO A MÚSICA: EDUARDO E MÔNICA DO RENATO RUSSO E NICK E CINDY SIMULAM UM BEIJO NO FINAL.

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br Alô, alô Quero falar com o Marcelo. Momento. Alô. Quem é? Marcelo. Escuta aqui. Eu só vou falar uma vez. A Adriana é minha. Vê se tira o bico de cima dela. Adriana? Que Adriana? Não se faça de cretino.

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO.

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. Roteiro de Telenovela Brasileira Central de Produção CAPÍTULO 007 O BEM OU O MAL? Uma novela de MHS. PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. AGENOR ALBERTO FERNANDO GABRIELE JORGE MARIA CLARA MARIA CAMILLA MARÍLIA

Leia mais

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta Copyright Betina Toledo e Thuany Motta Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 MERGULHO FADE IN: CENA 1 PRAIA DIA Fotografia de

Leia mais

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Carnaval 2014 A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Nesta noite vamos fazer uma viagem! Vamos voltar a um tempo que nos fez e ainda nos faz feliz, porque afinal como

Leia mais

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Autora: Tell Aragão Personagens: Voz - não aparece mendigo/pessoa Nervosa/Ladrão faz os três personagens Menina 1 Menina 2 Voz: Era uma vez, duas irmãs que ganharam dois

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais)

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Tempo para tudo (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da

Leia mais

A.C. Ilustrações jordana germano

A.C. Ilustrações jordana germano A.C. Ilustrações jordana germano 2013, O autor 2013, Instituto Elo Projeto gráfico, capa, ilustração e diagramação: Jordana Germano C736 Quero-porque-quero!! Autor: Alexandre Compart. Belo Horizonte: Instituto

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER Atividades Lição 5 NOME: N º : CLASSE: ESCOLA É LUGAR DE APRENDER 1. CANTE A MÚSICA, IDENTIFICANDO AS PALAVRAS. A PALAVRA PIRULITO APARECE DUAS VEZES. ONDE ESTÃO? PINTE-AS.. PIRULITO QUE BATE BATE PIRULITO

Leia mais

TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA. (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico)

TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA. (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico) TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico) Januária setembro/2011 CENÁRIO: Livre, aberto, porém, deve se haver por opção uma cadeira, uma toalha e uma escova

Leia mais

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira?

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira? HISTÓRIA DE LINS EE PROF.PE. EDUARDO R. de CARVALHO Alunos: Maria Luana Lino da Silva Rafaela Alves de Almeida Estefanny Mayra S. Pereira Agnes K. Bernardes História 1 Unidas Venceremos É a história de

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

A DIVERSIDADE NA ESCOLA

A DIVERSIDADE NA ESCOLA Tema: A ESCOLA APRENDENDO COM AS DIFERENÇAS. A DIVERSIDADE NA ESCOLA Quando entrei numa escola, na 1ª série, aos 6 anos, tinha uma alegria verdadeira com a visão perfeita, não sabia ler nem escrever, mas

Leia mais

ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME

ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME ENTRE FERAS CAPÍTULO 16 NOVELA DE: RÔMULO GUILHERME ESCRITA POR: RÔMULO GUILHERME CENA 1. HOSPITAL. QUARTO DE. INTERIOR. NOITE Fernanda está dormindo. Seus pulsos estão enfaixados. Uma enfermeira entra,

Leia mais

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário epílogo O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário do rebuliço que batia em seu peito. Quase um ano havia se passado. O verão começava novamente hoje, ao pôr do sol, mas Line sabia que,

Leia mais

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto.

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto. O Coração Sujo Personagens - Tuca - Teco - Tatá - Tia Tuca e Tatá estão conversando. Teco chega. Teco Oi, meninas, sobre o que vocês estão falando? Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse?

Leia mais

JANELA SOBRE O SONHO

JANELA SOBRE O SONHO JANELA SOBRE O SONHO um roteiro de Rodrigo Robleño Copyright by Rodrigo Robleño Todos os direitos reservados E-mail: rodrigo@robleno.eu PERSONAGENS (Por ordem de aparição) Alice (já idosa). Alice menina(com

Leia mais

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem.

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem. Pais e filhos 1º cena: música ambiente (início da música pais e filhos legião urbana - duas pessoas entram com um mural e começam a confeccionar com frases para o aniversário do pai de uma delas (Fátima),

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:...

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:... ALEGRIA PERSONAGENS: Duas amigas entre idades adolescentes. ALEGRIA:... TATY:... Peça infanto-juvenil, em um só ato com quatro personagens sendo as mesmas atrizes, mostrando a vida de duas meninas, no

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

A BOLINHA. por RODRIGO FERRARI. Versão finalíssima

A BOLINHA. por RODRIGO FERRARI. Versão finalíssima A BOLINHA por RODRIGO FERRARI Versão finalíssima rodrigoferrari@gmail.com (21) 9697.0419 Do lado direito do palco, CLÁUDIA está sentada numa cadeira. Ela segura um teste de gravidez. Ela abre a caixa e

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

Efêmera (título provisório) Por. Ana Julia Travia e Mari Brecht

Efêmera (título provisório) Por. Ana Julia Travia e Mari Brecht Efêmera (título provisório) Por Ana Julia Travia e Mari Brecht anaju.travia@gmail.com mari.brecht@gmail.com INT. SALA DE - DIA. VÍDEO DE Números no canto da tela: 00 horas Vídeo na TV., 22, com seus cabelos

Leia mais

INTERTÍTULO: DIANA + 1 FADE IN EXT. PRAIA/BEIRA MAR DIA

INTERTÍTULO: DIANA + 1 FADE IN EXT. PRAIA/BEIRA MAR DIA DIANA + 3 INTERTÍTULO: DIANA + 1 FADE IN EXT. PRAIA/BEIRA MAR DIA Pablo, rapaz gordinho, 20 anos, está sentado na areia da praia ao lado de Dino, magrinho, de óculos, 18 anos. Pablo tem um violão no colo.

Leia mais

Fantasmas da noite. Uma peça de Hayaldo Copque

Fantasmas da noite. Uma peça de Hayaldo Copque Fantasmas da noite Uma peça de Hayaldo Copque Peça encenada dentro de um automóvel na Praça Roosevelt, em São Paulo-SP, nos dias 11 e 12 de novembro de 2011, no projeto AutoPeças, das Satyrianas. Direção:

Leia mais

Anexo II - Guião (Versão 1)

Anexo II - Guião (Versão 1) Anexo II - Guião (Versão 1) ( ) nº do item na matriz Treino História do Coelho (i) [Imagem 1] Era uma vez um coelhinho que estava a passear no bosque com o pai coelho. Entretanto, o coelhinho começou a

Leia mais

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas).

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Titulo - VENENO Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Corta para dentro de um apartamento (O apartamento é bem mobiliado. Estofados

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

FUGA de Beatriz Berbert

FUGA de Beatriz Berbert FUGA de Beatriz Berbert Copyright Beatriz Berbert Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 FUGA FADE IN: CENA 1 PISCINA DO CONDOMÍNIO ENTARDECER Menina caminha sobre a borda

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

PEDRO, TIAGO E JOÃO NO BARQUINHO ISRC BR MKP 1300330 Domínio Público

PEDRO, TIAGO E JOÃO NO BARQUINHO ISRC BR MKP 1300330 Domínio Público PEDRO, TIAGO E JOÃO NO BARQUINHO ISRC BR MKP 1300330 Domínio Público Pedro, Tiago, João no barquinho Os três no barquinho no mar da Galiléia Jogaram a rede Mas não pegaram nada Tentaram outra vez E nada

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Karen Mudarak Braga. 6º ano. Escola Municipal Francisco Paes de Carvalho Filho

Roteiro para curta-metragem. Karen Mudarak Braga. 6º ano. Escola Municipal Francisco Paes de Carvalho Filho Roteiro para curta-metragem Karen Mudarak Braga 6º ano Escola Municipal Francisco Paes de Carvalho Filho O GAROTO PERFEITO SINOPSE Bianca se apaixona pelo aluno novo, em seu primeiro dia de aula, sem saber

Leia mais

Meu filho, não faça isso

Meu filho, não faça isso Meu filho, não faça isso Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da espiritualidade. O sonho de Deus para a família é que seja

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

BOLA NA CESTA. Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares

BOLA NA CESTA. Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares BOLA NA CESTA Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares 25/04/2012 SINOPSE Essa é a história de Marlon Almeida. Um adolescente que tem um pai envolvido com a criminalidade. Sua salvação está no esporte.

Leia mais

Vamos falar de amor? Amornizando!

Vamos falar de amor? Amornizando! Vamos falar de amor? Amornizando! Personagens 1) Neide Tymus (Regente); 2) Sérgio Tymus (Marido Neide); 3) Nelida (Filha da Neide); 4) Primeiro Coralista; 5) Segundo Coralista; 6) Terceiro Coralista; 7)

Leia mais

Laranja-fogo. Cor-de-céu

Laranja-fogo. Cor-de-céu Laranja-fogo. Cor-de-céu Talita Baldin Eu. Você. Não. Quero. Ter. Nome. Voz. Quero ter voz. Não. Não quero ter voz. Correram pela escada. Correram pelo corredor. Espiando na porta. Olho de vidro para quem

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO Roteiro para curta-metragem Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO SINOPSE Sérgio e Gusthavo se tornam inimigos depois de um mal entendido entre eles. Sérgio

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva O Convite Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e Gisele Christine Cassini Silva FADE OUT PARA: Int./Loja de sapatos/dia Uma loja de sapatos ampla, com vitrines bem elaboradas., UMA SENHORA DE MEIA IDADE,

Leia mais

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar CATEGORIAS OBJECTIVOS ESPECÍFICOS S. C. Sim, porque vou para a beira de um amigo, o Y. P5/E1/UR1 Vou jogar à bola, vou aprender coisas. E,

Leia mais

Narrador Era uma vez um livro de contos de fadas que vivia na biblioteca de uma escola. Chamava-se Sésamo e o e o seu maior desejo era conseguir contar todas as suas histórias até ao fim, porque já ninguém

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

Mostra Cultural 2015

Mostra Cultural 2015 Mostra Cultural 2015 Colégio Marista João Paulo II Eu e as redes sociais #embuscadealgumascurtidas Uma reflexão sobre a legitimação do eu através das redes sociais. Iago Faria e Julio César V. Autores:

Leia mais

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012.

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. MALDITO de Kelly Furlanetto Soares Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. 1 Em uma praça ao lado de uma universidade está sentado um pai a

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

HISTÓRIA DE SÃO PAULO. Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série.

HISTÓRIA DE SÃO PAULO. Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série. EE Bento Pereira da Rocha HISTÓRIA DE SÃO PAULO Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série. História 1 CENA1 Mônica chega

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADE

RELATÓRIO DE ATIVIDADE RELATÓRIO DE ATIVIDADE A IMPORTÂNCIA DE CADA ALIMENTO Coordenador da atividade: Thaís Canto Cury Integrantes da equipe: Manha: Bianca Domingues, Fernando Peixoto e Juliana Ravelli Tarde: Thaís Cury, Thalita

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

Luís Norberto Pascoal

Luís Norberto Pascoal Viver com felicidade é sucesso com harmonia e humildade. Luís Norberto Pascoal Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto. ISBN 978-85-7694-131-6 9 788576 941316 Era uma vez um pássaro que

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Super.indd 5 6/1/2010 17:05:16

Super.indd 5 6/1/2010 17:05:16 Super é o meu primeiro livro escrito inteiramente em São Paulo, minha nova cidade. A ela e às fantásticas pessoas que nela vivem, o meu enorme obrigado. E esse livro, como toda ficção, tem muito de realidade.

Leia mais

Só que tem uma diferença...

Só que tem uma diferença... Só que tem uma diferença... Isso não vai ficar assim! Sei. Vai piorar. Vai piorar para o lado dela, isso é que vai! Por enquanto, só piorou para o seu, maninho. Pare de me chamar de maninho, Tadeu. Você

Leia mais

Quem tem medo da Fada Azul?

Quem tem medo da Fada Azul? Quem tem medo da Fada Azul? Lino de Albergaria Quem tem medo da Fada Azul? Ilustrações de Andréa Vilela 1ª Edição POD Petrópolis KBR 2015 Edição de Texto Noga Sklar Ilustrações Andréa Vilela Capa KBR

Leia mais

DIANA + 3. Roteiro de Henry Grazinoli

DIANA + 3. Roteiro de Henry Grazinoli DIANA + 3 Roteiro de Henry Grazinoli EXT. CALÇADA DO PORTINHO DIA Sombra de Pablo e Dino caminhando pela calçada do portinho de Cabo Frio. A calçada típica da cidade, com suas ondinhas e peixes desenhados.

Leia mais

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA Carolina e, acompanhados de, estão na biblioteca, no mesmo lugar em que o segundo episódio se encerrou.os jovens estão atrás do balcão da biblioteca,

Leia mais

A VERDADEIRA HISTÓRIA DOS TRÊS PORQUINHOS

A VERDADEIRA HISTÓRIA DOS TRÊS PORQUINHOS COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION Troca do Livro Lições de Português e de História 3º ano 3º A e B 3º C 3º D Semana de 7 a 11 de outubro quarta-feira segunda-feira terça-feira Leia o texto abaixo para realizar

Leia mais

Vivendo e aprendendo em família

Vivendo e aprendendo em família Vivendo e aprendendo em família VERSÍCULO BÍBLICO Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado

Leia mais

Não saia de seu Caminho! Sinopse: Uma Menina, indo atrasada da casa da avó para a escola. No caminho seu ônibus quebra e ela tem que tomar um caminho

Não saia de seu Caminho! Sinopse: Uma Menina, indo atrasada da casa da avó para a escola. No caminho seu ônibus quebra e ela tem que tomar um caminho Não saia de seu Caminho! Sinopse: Uma Menina, indo atrasada da casa da avó para a escola. No caminho seu ônibus quebra e ela tem que tomar um caminho alternativo, onde encontra com um sujeito estranho.

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

A Última Carta. Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead)

A Última Carta. Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead) A Última Carta Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead) E la foi a melhor coisa que já me aconteceu, não quero sentir falta disso. Desse momento. Dela. Ela é a única que

Leia mais

Belo reparo. capítulo um. No Japão, eles têm o kintsugi a arte de remendar porcelanas. Hoje Nova York Apartamento de Cassandra Taylor

Belo reparo. capítulo um. No Japão, eles têm o kintsugi a arte de remendar porcelanas. Hoje Nova York Apartamento de Cassandra Taylor capítulo um Belo reparo Hoje Nova York Apartamento de Cassandra Taylor No Japão, eles têm o kintsugi a arte de remendar porcelanas preciosas com ouro. O resultado é uma peça que nitidamente foi quebrada,

Leia mais

Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias

Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias 1/35 Pai, Estou Te Esperando Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias Fotos de Emma Raynes, 2007 2/35 Retratos dos Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar

Leia mais

PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com

PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com Tema:Humor Você vai ler a seguir um fragmento da peça teatral Lua nua, de Leilah Assunção, que foi encenada em várias cidades do país entre 1986 e 1989, sempre com grande sucesso de público e de crítica.

Leia mais

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Autora: Tell Aragão Personagens: Carol (faz só uma participação rápida no começo e no final da peça) Mãe - (só uma voz ela não aparece) Gigi personagem

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

ALICE DIZ ADEUS 4º TRATAMENTO* Escrito e dirigido por. Simone Teider

ALICE DIZ ADEUS 4º TRATAMENTO* Escrito e dirigido por. Simone Teider DIZ ADEUS 4º TRATAMENTO* Escrito e dirigido por Simone Teider SEQUENCIA 1 Uma mulher, (46), está sentada num sofá vendo TV e lixando as unhas. Ela veste um vestido florido e um brinco grande. (16), de

Leia mais

Lista de Diálogo - Cine Camelô

Lista de Diálogo - Cine Camelô Lista de Diálogo - Cine Camelô Oi amor... tudo bem? Você falou que vinha. É, eu tô aqui esperando. Ah tá, mas você vai vir? Então tá bom vou esperar aqui. Tá bom? Que surpresa boa. Oh mano. Aguá! Bolha!

Leia mais

Material: Uma copia do fundo para escrever a cartinha pra mamãe (quebragelo) Uma copia do cartão para cada criança.

Material: Uma copia do fundo para escrever a cartinha pra mamãe (quebragelo) Uma copia do cartão para cada criança. Radicais Kids Ministério Boa Semente Igreja em células Célula Especial : Dia Das mães Honrando a Mamãe! Principio da lição: Ensinar as crianças a honrar as suas mães. Base bíblica: Ef. 6:1-2 Texto chave:

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

MÚSICAS. Hino da Praznik Sempre Quando vens p ras colónias Sei de alguém Menino de Bronze Tenho Vontade VuVu & ZéZé

MÚSICAS. Hino da Praznik Sempre Quando vens p ras colónias Sei de alguém Menino de Bronze Tenho Vontade VuVu & ZéZé MÚSICAS Hino da Praznik Sempre Quando vens p ras colónias Sei de alguém Menino de Bronze Tenho Vontade VuVu & ZéZé Hino da Praznik Do Fá Gosto de aqui estar Sol Do E contigo brincar E ao fim vou arranjar

Leia mais

A Virada: contenido. Lecciones 1-100 de A Virada. A Gente. acabou de acontecer, acabei de comprar, acabei de chegar. Adverbios & Adjetivos

A Virada: contenido. Lecciones 1-100 de A Virada. A Gente. acabou de acontecer, acabei de comprar, acabei de chegar. Adverbios & Adjetivos A Virada: contenido Lecciones 1-100 de A Virada A Gente ACABAR de Adverbios & Adjetivos A gente vai acabou de acontecer, acabei de comprar, acabei de chegar fácil (adjective) facilmente (adverb) Adverbios

Leia mais

Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido.

Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido. Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido. Assim que ela entrou, eu era qual um menino, tão alegre. bilhete, eu não estaria aqui. Demorei a vida toda para encontrá-lo. Se não fosse o

Leia mais

Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo.

Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo. Capítulo um Meu espelho mágico deve estar quebrado Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo. Jonah está com as mãos paradas em frente ao espelho. Está pronta? Ah, sim! Com certeza estou pronta. Faz

Leia mais

Meninas Nhe nhe. Eu Aff Chegando lá. Eu Gente estou com um mau pressentimento

Meninas Nhe nhe. Eu Aff Chegando lá. Eu Gente estou com um mau pressentimento Eu e umas amigas íamos viajar. Um dia antes dessa viagem convidei minhas amigas para dormir na minha casa. Nós íamos para uma floresta que aparentava ser a floresta do Slender-Man mas ninguém acreditava

Leia mais

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Texto e Pesquisa de Imagens Arthur de Carvalho Jaldim e Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR

Leia mais

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal.

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal. -...eu nem te conto! - Conta, vai, conta! - Está bem! Mas você promete não contar para mais ninguém? - Prometo. Juro que não conto! Se eu contar quero morrer sequinha na mesma hora... - Não precisa exagerar!

Leia mais

MULHER SOLTEIRA. Marcos O BILAU

MULHER SOLTEIRA. Marcos O BILAU MULHER SOLTEIRA REFRÃO: Ei, quem tá aí Se tem mulher solteira dá um grito que eu quero ouvir Ei, quem tá aí Se tem mulher solteira dá um grito que eu quero ouvir (Essa música foi feita só prás mulheres

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

Lucas Liberato Coaching Coach de Inteligência Emocional lucasliberato.com.br

Lucas Liberato Coaching Coach de Inteligência Emocional lucasliberato.com.br Script de Terapia de Liberação Emocional (EFT) para desfazer crenças relativas aos clientes que você merece ter. Eu não consigo atrair clientes dispostos a pagar preços altos A Acupuntura Emocional é uma

Leia mais

Trabalhar em Casa. Um Guia para quem quer iniciar um trabalho em casa e não sabe por onde começar. 2015 bastianafutebol.com @bastianafutebol

Trabalhar em Casa. Um Guia para quem quer iniciar um trabalho em casa e não sabe por onde começar. 2015 bastianafutebol.com @bastianafutebol Trabalhar em Casa Um Guia para quem quer iniciar um trabalho em casa e não sabe por onde começar 2015 bastianafutebol.com @bastianafutebol Como Começar? Primeiro você deve escolher o tipo de trabalho que

Leia mais

KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15

KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15 KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15 A mentira não agrada a Deus Principio: Quando mentimos servimos o Diabo o Pai da mentira. Versículo: O caminho para vida é de quem guarda o ensino, mas o que abandona

Leia mais

Palavras do autor. Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura.

Palavras do autor. Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura. Palavras do autor Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura. Durante três anos, tornei-me um leitor voraz de histórias juvenis da literatura nacional, mergulhei

Leia mais

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE.

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE. OS 4 PASSOS PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA HIGHSTAKESLIFESTYLE. Hey :) Gabriel Goffi aqui. Criei esse PDF para você que assistiu e gostou do vídeo ter sempre por perto

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53 Rio de Janeiro Sumário Para início de conversa 9 Família, a Cia. Ltda. 13 Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35 Cardápio de lembranças 53 O que o homem não vê, a mulher sente 75 Relacionamentos: as Cias.

Leia mais

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Apresentaremos 4 lições, que mostram algum personagem Bíblico, onde as ações praticadas ao longo de sua trajetória abençoaram a vida de muitas

Leia mais

Harmonizando a família

Harmonizando a família Harmonizando a família Narrador: Em um dia, como tantos outros, como e em vários lares a, mãe está em casa cuidando dos afazeres doméstic os, tranqüilamente. Porém c omo vem ac ontec endo há muito tempo,

Leia mais