Linha de Produto para BPM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Linha de Produto para BPM"

Transcrição

1 Linha de Produto para BPM Prof. Dr. Marcelo Fantinato Sistemas de Informação, EACH/USP

2 Agenda Fundamentos LP para BPM Estabelecimento de Contratos Exemplo de Aplicação Trabalhos em Andamento/Próximos Cooperações Atuais

3 Fundamentos BPM Business Process Management SOA Service-oriented Architecture LP Linha de Produto Modelos de Características

4 BPM Processo de Negócio Fonte: xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

5 BPM QoS Requisitos não funcionais Atributos de QoS: Disponibilidade Desempenho Tempo de Resposta Tempo de Espera Segurança Integridade Confiabilidade Níveis de QoS: Tempo de Resposta: 10 segundos 1 minuto 10 minutos Disponibilidade: 8 X 5 horas-dias 24 X 5 horas-dias 24 X 7 horas-dias SLA - Service Level Agreement

6 BPM Gestão de Processos de Negócio Fornecedores de Serviços Modelagem do Processo de Negócio Definição do Processo de Negócio Execução do Processo de Negócio Monitoramento do Processo de Negócio Análise do Processo de Negócio Auditores Independentes Consumidores de Serviços Manutenção do Processo de Negócio

7 BPM Origem: Workflows (~ ano ) Sistemas gerenciadores: WfMSs BPMSs Escopo: intra-organizacional interorganizacional Intranets Internet Tecnologia: Middleware EAI (CORBA, DCOM) SOC/SOA (Serviços Web)

8 BPM Contratos eletrônicos Contrato 1 Eletrônico 1 1 * 1 * * * 1 Processo de 1 Serviços Parte * * 1 Cláusulas Negócio Eletrônicos Contratuais 1 1 * Proibições Direitos Obrigações (QoS)

9 Arquitetura SOA Paradigma SOC Serviços eletrônicos: Unidades de software Autônomos Independentes de plataforma osição de serviços: Serviços eletrônicos mais complexos Processos de negócio

10 SOA Arquitetura SOA Estendida Fonte: xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

11 SOA SOA + Internet: Serviços Web Padrões da Internet: Descrição (interface): WSDL (Web Service Description Language) Diretórios (publicação/busca): UDDI (Universal Description, Discovery, and Integration) Comunicação (RPC sobre HTTP): SOAP (Simple Object Access Protocol) Baseados em XML Processo de Negócio: Execução por Orquestração: WS-BPEL (Web Service Business Process Execution Language) Execução por Coreografia: WS-CDL (Web Services Choreography Description Language) Qualidade de serviço (QoS) Ws-Agreement WS-Policy

12 BPM Contratos eletrônicos X Linguagens de especificação Contrato 1 Eletrônico 1 1 * 1 * * * 1 Processo de 1 Serviços Parte * * 1 Cláusulas Negócio Eletrônicos Contratuais 1 1 * Proibições Direitos Obrigações (QoS) WS-BPEL WSDL WS-Agreement

13 BPM/SOA Cenário atual: lexidade! Interdependências! etitividade! Dinamismo! Potencial para reuso: Serviços eletrônicos Atributos de QoS Processos de negócio Contratos eletrônicos

14 Linha de Produto Arquitetura Base Arquitetura Específica Arquitetura Específica Arquitetura Específica

15 Linha de Produto Processo de LP de software Engenharia de Domínio Análise do Domínio Desenvolvimento da Arquitetura da Linha de Produto Desenvolvimento dos onentes Reusáveis Modelo do Domínio Arquitetura da Linha de Produto onente 1 Método FORM: Análise Baseada no Modelo do Domínio Instalação da Arquitetura da Linha de Produto Desenvolvimento e Teste da Aplicação Modelos de Características Especificação da Aplicação Arquitetura da Aplicação Aplicação Final Gerada Aplicação 1 Aplicação 2 Aplicação N Engenharia de Aplicação

16 Modelos de Características Exemplo: Loja Virtual NOTAÇÃO pagamento entrega Obrigatório Opcional detecção de fraude tipos de pagamento terra ar mar E OU-Exclusivo OU-Inclusivo cartão de crédito cartão de débito boleto bancário

17 Modelos de Características Exemplo de Configuração: Loja Virtual pagamento entrega NOTAÇÃO Obrigatório Opcional tipos de pagamento terra mar E OU-Exclusivo OU-Inclusivo cartão de crédito

18 Linha de Produto para BPM SW 1 SW 3 SW 2 SW 6 Template de Contrato Eletrônico SW 4 SW 5 SW 7 SW 8 SW 1 SW 3 SW 1 SW 2 Instância de Contrato Eletrônico SW 5 SW 2 SW 6 Instância de Contrato Eletrônico SW 4 SW 5 SW 6 Instância de Contrato Eletrônico SW 4 SW 7 SW 7 SW 7 SW 8

19 Estrutura LP para BPM Explorar potencial de reuso Modelos de Características Envolver todo o ciclo de vida Extensão com Aspectos

20 Ambiente de Execução Organização Cliente Organização Fornecedora Sistema SOC Serviços Web Próprios Sistema SOC Serviços Web Subcontratados Execução do WS-Contrato Organização Monitora Servidor WS-BPEL Processo de Negócio Monitoramento do WS-Contrato Serviços Web Monitores Definição do WS-Contrato Modelos de Características WS-Contrato Termos de QoS

21 Estabelecimento de WS-Contrato Desenvolvimento de template de contrato 1. Elaboração do s modelos de características 2. Criação do template de WS-Contrato 3. Desenvolvimento de Serviços Web Modelos de características Descrição de Serviço Web Termos de QoS Processo de negócio Template de WS-Contrato Serviço Web 1 4. Configuração do s modelos de características 5. Instanciação do WS-Contrato Modelos de características configurados Descrição de Serviço Web Termos de QoS Processo de negócio WS-Contrato Final WS-contrato 1 WS-contrato 2... WS-contrato N Desenvolvimento de instância de contrato

22 Estabelecimento de WS-Contrato Organização A Template de WS-Contrato 1 Organização A Template de WS-Contrato 1a Organização B WS-Contrato Organização C WS-Contrato Modelo de características Configuração de modelo de características * * 1 Template de WS-contrato WS-contrato 1 * Serviço Web *

23 Estabelecimento de WS-Contrato Ferramenta FeatureContract Feature Contract Feature Plugin XSL Transformer XML Editor WSDL Editor ActiveBPEL Designer WS-Contract Factory Eclipse

24 Estabelecimento de WS-Contrato Regras para modelos de características

25 Estabelecimento de WS-Contrato Meta-modelo para WS-Contratos

26 Exemplo de Aplicação Domínio da aplicação sistemas de telecom: Relacionamento com cliente (CRM) Gerenciamento de cobranças

27 Exemplo de Aplicação

28 Exemplo de Aplicação

29 Trabalhos em Andamento/Próximos Negociação Dinâmica Fornecedores de Serviços Modelagem do Processo de Negócio Definição do Processo de Negócio BPMN Execução do Processo de Negócio Monitoramento do Processo de Negócio Análise do Processo de Negócio Auditores Independentes Consumidores de Serviços Manutenção do Processo de Negócio

30 Trabalhos em Andamento/Próximos Multipartes Organização Cliente Organização Fornecedora Sistema SOC Sistema SOC Serviços Web Próprios Serviços Web Subcontratados Execução do WS-Contrato Organização Monitora Servidor AO4BPEL Processo de Negócio Aspectos Monitoramento do WS-Contrato Serviços Web Monitores Definição do WS-Contrato Modelos de Características WS-Contrato Termos de QoS Renegociação

31 Trabalhos em Andamento/Próximos Desenvolvimento de template de contrato 1. Elaboração do s modelos de características 2. Criação do template de WS-Contrato 3. Desenvolvimento de Serviços Web Informações adicionais Modelos de características Descrição de Serviço Web Termos de QoS Processo de negócio Template de WS-Contrato Serviço Web 1 Modelos de decisão Ontologias computacionais 4. Configuração do s modelos de características 5. Instanciação do WS-Contrato Modelos de características configurados Descrição de Serviço Web Termos de QoS Processo de negócio WS-Contrato Final WS-contrato 1 WS-contrato 2... WS-contrato N Desenvolvimento de instância de contrato

32 Trabalhos em Andamento/Próximos Diferenciação de cores no template Melhor integração Melhor interação com usuário Feature Contract Feature Plugin XSL Transformer XML Editor WSDL Editor ActiveBPEL Designer WS-Contract Factory Eclipse

33 Trabalhos em Andamento/Próximos Estudo de caso

34 Cooperações Atuais Unicamp, Instituto de utação Profa. Dra. Maria Beatriz Felgar de Toledo UEM, Departamento de Informática Profa. Dra. Itana Maria de Souza Gimenes

35 Linha de Produto para BPM Prof. Dr. Marcelo Fantinato Sistemas de Informação, EACH/USP

Aplicação de Apoio Computacional Baseado em Processos de Negócio e Serviços Web para o Desenvolvimento Distribuído de Software

Aplicação de Apoio Computacional Baseado em Processos de Negócio e Serviços Web para o Desenvolvimento Distribuído de Software Aplicação de Apoio Computacional Baseado em Processos de Negócio e Serviços Web para o Desenvolvimento Distribuído de Software Gabriel Costa Silva 1, Itana Maria de Souza Gimenes 1, Marcelo Fantinato 2,

Leia mais

2 Conceitos relativos a Web services e sua composição

2 Conceitos relativos a Web services e sua composição 15 2 Conceitos relativos a Web services e sua composição A necessidade de flexibilidade na arquitetura das aplicações levou ao modelo orientado a objetos, onde os processos de negócios podem ser representados

Leia mais

Maria Beatriz Felgar de Toledo Diego Zuquim Guimarães Garcia Itana Maria de Souza Gimenes Marcelo Fantinato Wilson Akio Higashino Gabriel Costa Silva

Maria Beatriz Felgar de Toledo Diego Zuquim Guimarães Garcia Itana Maria de Souza Gimenes Marcelo Fantinato Wilson Akio Higashino Gabriel Costa Silva Maria Beatriz Felgar de Toledo Diego Zuquim Guimarães Garcia Itana Maria de Souza Gimenes Marcelo Fantinato Wilson Akio Higashino Gabriel Costa Silva Sistemas de Gestão de Processos de Negócio e a Tecnologia

Leia mais

Um Processo para Desenvolvimento de Aplicações Web Baseado em Serviços. Autores: Fábio Zaupa, Itana Gimenes, Don Cowan, Paulo Alencar e Carlos Lucena

Um Processo para Desenvolvimento de Aplicações Web Baseado em Serviços. Autores: Fábio Zaupa, Itana Gimenes, Don Cowan, Paulo Alencar e Carlos Lucena Um Processo para Desenvolvimento de Aplicações Web Baseado em Serviços Autores: Fábio Zaupa, Itana Gimenes, Don Cowan, Paulo Alencar e Carlos Lucena Tópicos Motivação e Objetivos LP e SOA Processo ADESE

Leia mais

UNIVERSIDADE. Sistemas Distribuídos

UNIVERSIDADE. Sistemas Distribuídos UNIVERSIDADE Sistemas Distribuídos Ciência da Computação Prof. Jesus José de Oliveira Neto Web Services Web Services Existem diferentes tipos de comunicação em um sistema distribuído: Sockets Invocação

Leia mais

PROGRAMA DE MBA em Gestão e Engenharia do Produto. O Produto Internet e suas Aplicações

PROGRAMA DE MBA em Gestão e Engenharia do Produto. O Produto Internet e suas Aplicações Universidade de São Paulo Escola Politécnica Programa de Educação Continuada em Engenharia PROGRAMA DE MBA em Gestão e Engenharia do Produto O Produto Internet e suas Aplicações Tecnologias de Informação

Leia mais

Web Services. Integração de aplicações na Web. Sistemas Distribuídos

Web Services. Integração de aplicações na Web. Sistemas Distribuídos Web Services Integração de aplicações na Web Integração de Aplicações na Web Interoperação entre ambientes heterogêneos desafios diversidade de componentes: EJB, CORBA, DCOM... diversidade de linguagens:

Leia mais

Fase 1: Engenharia de Produto

Fase 1: Engenharia de Produto Fase 1: Engenharia de Produto Disciplina: Análise de Requisitos DURAÇÃO: 44 h O objetivo principal da disciplina é realizar uma análise das necessidades e produzir um escopo do produto. Representará os

Leia mais

SOA - Service Oriented Architecture. Marcelo Canevello Ferreira

SOA - Service Oriented Architecture. Marcelo Canevello Ferreira SOA - Service Oriented Architecture Marcelo Canevello Ferreira Índice Arquitetura baseada em componentes Introdução a SOA Principais conceitos de SOA SOA Framework Abordagem de integração Conclusões Evolução

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Prof. Adriano Avelar Site: www.adrianoavelar.com Email: eam.avelar@gmail.com Mecanismos de Comunicação Protocolos de Aplicação Mecanismos de comunicação

Leia mais

Arquitetura Orientada a Serviço

Arquitetura Orientada a Serviço Arquitetura Orientada a Fabio Perez Marzullo IEEE Body of Knowledge on Services Computing Sponsored by Technical Committee on Services Computing, IEEE Computer Society 1 SOA e Web Services SOA é um modelo

Leia mais

Comunicado Técnico 11

Comunicado Técnico 11 Comunicado Técnico 11 ISSN 2177-854X Maio. 2011 Uberaba - MG Web Services e XML Comunicação Inteligente entre Sistemas Responsáveis: Daniela Justiniano de Sousa E-mail: dsol_dani21@hotmail.com Graduada

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 2 Computação em Nuvem Desafios e Oportunidades A Computação em Nuvem

Leia mais

Web Services. (Introdução)

Web Services. (Introdução) Web Services (Introdução) Agenda Introdução SOA (Service Oriented Architecture) Web Services Arquitetura XML SOAP WSDL UDDI Conclusão Introdução Comunicação distribuída Estratégias que permitem a comunicação

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 13 Web Services Web Services

Leia mais

INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÕES UTILIZANDO WEB SERVICE 1. Kellen Kristine Perazzoli 2 ; Manassés Ribeiro 3

INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÕES UTILIZANDO WEB SERVICE 1. Kellen Kristine Perazzoli 2 ; Manassés Ribeiro 3 INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÕES UTILIZANDO WEB SERVICE 1 Kellen Kristine Perazzoli 2 ; Manassés Ribeiro 3 INTRODUÇÃO Atualmente empresas de diversos portes estão encontrando nos web services soluções para seus

Leia mais

WORKFLOW. Mapeamento de Processos de Negócio 26/11/2009. Tadeu Cruz, Prof. M.Sc. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

WORKFLOW. Mapeamento de Processos de Negócio 26/11/2009. Tadeu Cruz, Prof. M.Sc. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS WORKFLOW Mapeamento de Processos de Negócio Tadeu Cruz, Prof. M.Sc. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS É proibido a reprodução total ou parcial de qualquer forma ou por qualquer meio sem a expressa autorização

Leia mais

Serviços Web: Arquitetura

Serviços Web: Arquitetura Sistemas Distribuídos Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão Objetivos Nesta aula

Leia mais

Microsoft.NET. Desenvolvimento Baseado em Componentes

Microsoft.NET. Desenvolvimento Baseado em Componentes Microsoft.NET Lirisnei Gomes de Sousa lirisnei@hotmail.com Jair C Leite jair@dimap.ufrn.br Desenvolvimento Baseado em Componentes Resolução de problemas específicos, mas que podem ser re-utilizados em

Leia mais

SOA: Service-oriented architecture

SOA: Service-oriented architecture SOA: Service-oriented architecture Roteiro Breve História O que é Arquitetura de Software? O que é SOA? Serviços Infraestrutura Composição Sua empresa está preparada para SOA? Breve História Uma empresa

Leia mais

INFRAESTRUTURA DE TI E TECNOLOGIAS EMERGENTES

INFRAESTRUTURA DE TI E TECNOLOGIAS EMERGENTES Sistema de Informação e Tecnologia FEQ 0411 Prof Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br Capítulo 5 INFRAESTRUTURA DE TI E TECNOLOGIAS EMERGENTES PRADO, Edmir P.V.; SOUZA, Cesar A. de. (org). Fundamentos

Leia mais

Integração Orientada a Serviços

Integração Orientada a Serviços Integração Orientada a Serviços Porto Alegre, Agosto de 2006 Agenda Sobre a e-core SOA O que é? Web Services x SOA Principal Motivação - Integração SOI ESB BPEL JBI ServiceMix Solução Proposta A Empresa

Leia mais

Arquitetura de Software: Uma Central para Gestão da execução de serviços

Arquitetura de Software: Uma Central para Gestão da execução de serviços Arquitetura de Software: Uma Central para Gestão da execução de serviços ADILSON FERREIRA DA SILVA Centro Paula Souza São Paulo Brasil afs.software@gmail.com Prof.a. Dr.a. MARILIA MACORIN DE AZEVEDO Centro

Leia mais

11/20/10. Resoluções: Teste de Áudio. Não suporto esses malucos de TI. Só inventam despesas. Não acredito que teremos que pagar por mais softwares.

11/20/10. Resoluções: Teste de Áudio. Não suporto esses malucos de TI. Só inventam despesas. Não acredito que teremos que pagar por mais softwares. Não suporto esses malucos de TI. Só inventam despesas. Não acredito que teremos que pagar por mais softwares. Teste de Áudio Quero adaptar os softs que já temos e você não sabe como faz e diz que não é

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 14 SOA e ESB Service-Oriented

Leia mais

Modelos e algoritmos para composição de Web Services com qualidade de serviço. Bruno Tardiole Kuehne

Modelos e algoritmos para composição de Web Services com qualidade de serviço. Bruno Tardiole Kuehne Modelos e algoritmos para composição de Web Services com qualidade de serviço Bruno Tardiole Kuehne SERVIÇO DE PÓS-GRADUAÇÃO DO ICMC-USP Data de Depósito: Assinatura: Modelos e algoritmos para composição

Leia mais

Service Oriented Architecture (SOA)

Service Oriented Architecture (SOA) São Paulo, 2011 Universidade Paulista (UNIP) Service Oriented Architecture (SOA) Prof. MSc. Vladimir Camelo vladimir.professor@gmail.com 04/09/11 vladimir.professor@gmail.com 1 04/09/11 vladimir.professor@gmail.com

Leia mais

Combinação de serviços já existentes para criar um novo serviço. jcd@cin.ufpe.br. cin.ufpe.br. cin.ufpe.br. Composição de Serviços Com WS-BPEL

Combinação de serviços já existentes para criar um novo serviço. jcd@cin.ufpe.br. cin.ufpe.br. cin.ufpe.br. Composição de Serviços Com WS-BPEL Introdução à Composição de serviços Web Júlio César Damasceno jcd@ Agenda Definição Motivação Background Arquitetura Orientada a Serviço (SOA) Computação Orientada a Serviço (SOC) Web Services Composição

Leia mais

Apoiando Alinhamento Estratégico em Organizações Usando Contratos Eletrônicos Estendidos com BLA

Apoiando Alinhamento Estratégico em Organizações Usando Contratos Eletrônicos Estendidos com BLA Apoiando Alinhamento Estratégico em Organizações Usando Contratos Eletrônicos Estendidos com BLA Lilian Florio, Guilherme B. M. Salles, Marcelo Fantinato Escola de Artes, Ciências e Humanidades Universidade

Leia mais

Serviços Web: Introdução

Serviços Web: Introdução Sistemas Distribuídos Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão Objetivos Nesta aula

Leia mais

acoplamento Exprime o grau de conexão entre os módulos; os módulos de um software devemapresentar um baixo coeficiente de acoplamento.

acoplamento Exprime o grau de conexão entre os módulos; os módulos de um software devemapresentar um baixo coeficiente de acoplamento. SOA Arquitetura Orientada a Serviços Conceitos e Aplicações Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com/ http://edilms.eti.br Gestão de TI Conceitode SOA SOA - Service OrientedArchitecture (Arquitetura

Leia mais

DISTRIBUTED SYSTEMS ARCHITECTURES. Ian Sommerville, 8º edição Capítulo 12 Aula de Luiz Eduardo Guarino de Vasconcelos

DISTRIBUTED SYSTEMS ARCHITECTURES. Ian Sommerville, 8º edição Capítulo 12 Aula de Luiz Eduardo Guarino de Vasconcelos DISTRIBUTED SYSTEMS ARCHITECTURES Ian Sommerville, 8º edição Capítulo 12 Aula de Luiz Eduardo Guarino de Vasconcelos Objetivos Explicar as vantagens e desvantagens das arquiteturas de sistemas distribuídos

Leia mais

Estruturação da Arquitetura Estadual de Sistemas de Informação por Meio da Orientação a Serviços

Estruturação da Arquitetura Estadual de Sistemas de Informação por Meio da Orientação a Serviços Estruturação da Arquitetura Estadual de Sistemas de Informação por Meio da Orientação a Serviços Relato de Experiência da ATI-PE WCGE 2010 20/07/2010 1 Introdução 2 Sobre a ATI Agência Estadual de Tecnologia

Leia mais

MADALENA PEREIRA DA SILVA SLA Sociedade Lageana de Educação DCET Departamento de Ciências Exatas e Tecnológica

MADALENA PEREIRA DA SILVA SLA Sociedade Lageana de Educação DCET Departamento de Ciências Exatas e Tecnológica MADALENA PEREIRA DA SILVA SLA Sociedade Lageana de Educação DCET Departamento de Ciências Exatas e Tecnológica Desenvolvimento de Web Services com SOAP. 1. Introdução. Com a tecnologia de desenvolvimento

Leia mais

Arquitetura Orientada a Serviços (SOA) Copyright e-core LTDA, 2010. Todos os direitos reservados.

Arquitetura Orientada a Serviços (SOA) Copyright e-core LTDA, 2010. Todos os direitos reservados. Arquitetura Orientada a Serviços (SOA) Visão Geral e-coree Estabelecida em 1999 Escritórios rios no Brasil e EUA Aproximadamente 100 profissionais Atua em prestação de serviços offshore desde 2004 Roteiro

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO WAGNER LARAS DOS SANTOS ActiveMonitor: Um método para monitoramento

Leia mais

3 Serviços na Web (Web services)

3 Serviços na Web (Web services) 3 Serviços na Web (Web services) 3.1. Visão Geral Com base na definição do Word Wide Web Consortium (W3C), web services são aplicações autocontidas, que possuem interface baseadas em XML e que descrevem

Leia mais

Arquiteturas SOA, WOA, e REST

Arquiteturas SOA, WOA, e REST Arquiteturas SOA, WOA, e REST Aplicação de Software Social Fred Figueiredo Luiz Borges Pedro Pires Arquiteturas SOA, WOA e REST Desenvolvimento de aplicações orientadas ao fornecimento de serviços que

Leia mais

Web Services. Tópicos. Motivação. Tecnologias Web Service. Passo a passo Business Web Conclusão. Integração de aplicações SOAP, WSDL, UDDI, WSFL

Web Services. Tópicos. Motivação. Tecnologias Web Service. Passo a passo Business Web Conclusão. Integração de aplicações SOAP, WSDL, UDDI, WSFL Web Services Antonio Dirceu adrvf@cin.ufpe.br Tópicos Motivação Integração de aplicações Tecnologias Web Service SOAP, WSDL, UDDI, WSFL Passo a passo Business Web Conclusão Motivação Integração de Aplicações

Leia mais

Padrões Abertos, Componentização e SOA A chave para a evolução e criação de uma nova geração de sistemas de gestão comercial

Padrões Abertos, Componentização e SOA A chave para a evolução e criação de uma nova geração de sistemas de gestão comercial Padrões Abertos, Componentização e SOA A chave para a evolução e criação de uma nova geração de sistemas de gestão comercial Sindo V. Dias Antônio C. Mosca Rogério A. Rondini Agenda Cenário do Setor de

Leia mais

Web services. Um web service é qualquer software que está disponível através da Internet através de uma interface XML.

Web services. Um web service é qualquer software que está disponível através da Internet através de uma interface XML. Web services Um web service é qualquer software que está disponível através da Internet através de uma interface XML. XML é utilizado para codificar toda a comunicação de/para um web service. Web services

Leia mais

Service Oriented Architecture SOA

Service Oriented Architecture SOA Service Oriented Architecture SOA Arquitetura orientada aos serviços Definição: Arquitetura de sistemas distribuídos em que a funcionalidade é disponibilizada sob a forma de serviços (bem definidos e independentes)

Leia mais

INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÕES UTILIZANDO WEB SERVICE. Kellen Kristine Perazzoli 1, Manassés Ribeiro 2 RESUMO

INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÕES UTILIZANDO WEB SERVICE. Kellen Kristine Perazzoli 1, Manassés Ribeiro 2 RESUMO INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÕES UTILIZANDO WEB SERVICE Kellen Kristine Perazzoli, Manassés Ribeiro RESUMO O grande avanço tecnológico vivenciado nos últimos anos, os web services vem sendo utilizados trazendo

Leia mais

SOA Introdução. SOA Visão Departamental das Organizações

SOA Introdução. SOA Visão Departamental das Organizações 1 Introdução A Organização é a forma pela qual nós coordenamos nossos recursos de todos os tipos para realizar o trabalho que nos propusemos a fazer. A estrutura de nossas organizações manteve-se basicamente

Leia mais

Consumindo um Web Service através de uma Aplicação Comercial em Android. Alex Malmann Becker www.alex.porthal.com.br alex@porthal.com.

Consumindo um Web Service através de uma Aplicação Comercial em Android. Alex Malmann Becker www.alex.porthal.com.br alex@porthal.com. Consumindo um Web Service através de uma Aplicação Comercial em Android Alex Malmann Becker www.alex.porthal.com.br alex@porthal.com.br 08/2014 Agenda Introdução Conceitos Web Service Por que utilizar

Leia mais

BPM e SOA. Grinaldo Lopes de Oliveira (grinaldo@gmail.com) Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

BPM e SOA. Grinaldo Lopes de Oliveira (grinaldo@gmail.com) Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas BPM e SOA Grinaldo Lopes de Oliveira (grinaldo@gmail.com) Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Como funcionam as organizações? O que ébpm Business Process Management (BPM)

Leia mais

Kassius Vargas Prestes

Kassius Vargas Prestes Kassius Vargas Prestes Agenda 1. Introdução Web Services 2. XML, SOAP 3. Apache Tomcat 4. Axis 5. Instalação Tomcat e Axis 6. Criação de um Web Service 7. Criação de um cliente Baixar http://www.inf.ufrgs.br/~kvprestes/webservices/

Leia mais

Uma Abordagem Dinâmica de Linha de Produto para Gestão de Processos de Negócio

Uma Abordagem Dinâmica de Linha de Produto para Gestão de Processos de Negócio Uma Abordagem Dinâmica de Linha de Produto para Gestão de Processos de Negócio Trabalho de Mestrado Roberto dos Santos Rocha (Aluno), Marcelo Fantinato (Orientador) Programa de Pós-graduação em Sistemas

Leia mais

HENRIQUE SHOITI FUGITA. MAPOS: Método de Análise e Projeto Orientado a Serviços

HENRIQUE SHOITI FUGITA. MAPOS: Método de Análise e Projeto Orientado a Serviços HENRIQUE SHOITI FUGITA MAPOS: Método de Análise e Projeto Orientado a Serviços SÃO PAULO 2009 HENRIQUE SHOITI FUGITA MAPOS: Método de Análise e Projeto Orientado a Serviços Dissertação apresentada à Escola

Leia mais

Introdução a Web Services

Introdução a Web Services Introdução a Web Services Mário Meireles Teixeira DEINF/UFMA O que é um Web Service? Web Service / Serviço Web É uma aplicação, identificada por um URI, cujas interfaces podem ser definidas, descritas

Leia mais

MARIO FREITAS DA SILVA UMA ABORDAGEM PARA MONITORAMENTO DE CONTRATOS ELETRÔNICOS BASEADA EM ASPECTOS

MARIO FREITAS DA SILVA UMA ABORDAGEM PARA MONITORAMENTO DE CONTRATOS ELETRÔNICOS BASEADA EM ASPECTOS MARIO FREITAS DA SILVA UMA ABORDAGEM PARA MONITORAMENTO DE CONTRATOS ELETRÔNICOS BASEADA EM ASPECTOS MARINGÁ 2008 MARIO FREITAS DA SILVA UMA ABORDAGEM PARA MONITORAMENTO DE CONTRATOS ELETRÔNICOS BASEADA

Leia mais

Módulo de Monitoramento de Serviços Web em CWSMarts Utilizando Aspectos

Módulo de Monitoramento de Serviços Web em CWSMarts Utilizando Aspectos UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE INFORMÁTICA CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO EDUARDO CASOTTI POSTAL Módulo de Monitoramento de Serviços Web em CWSMarts Utilizando Aspectos Trabalho

Leia mais

Extensões MIDP para Web Services

Extensões MIDP para Web Services Extensões MIDP para Web Services INF-655 Computação Móvel Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática MIDP Architecture MIDP = Mobile Information Device Profile Connection Framework HttpConnection

Leia mais

SOA. Fabio Perez Marzullo. Inovando seu negócio por meio de soluções orientadas a serviços. Novatec

SOA. Fabio Perez Marzullo. Inovando seu negócio por meio de soluções orientadas a serviços. Novatec SOA na prática Inovando seu negócio por meio de soluções orientadas a serviços Fabio Perez Marzullo Novatec Sumário Parte I Fundamentos técnicos da teoria de serviços... 17 Capítulo 1 Introdução à teoria

Leia mais

V JORNADA DE INTEROPERABILIDADE LOGISTICA. Ten Cel Andersonn KOHL Divisão de Comando e Controle Centro de Desenvolvimento de Sistemas

V JORNADA DE INTEROPERABILIDADE LOGISTICA. Ten Cel Andersonn KOHL Divisão de Comando e Controle Centro de Desenvolvimento de Sistemas V JORNADA DE INTEROPERABILIDADE LOGISTICA Ten Cel Andersonn KOHL Divisão de Comando e Controle Centro de Desenvolvimento de Sistemas 21 de novembro de 2013 2/83 Objetivo Conhecer o projeto da família de

Leia mais

Modelagem de Sistemas Web. Ferramentas e metodologias para projeto de sistemas web

Modelagem de Sistemas Web. Ferramentas e metodologias para projeto de sistemas web Modelagem de Sistemas Web Aula 4 Ferramentas e metodologias para projeto de sistemas web Ferramentas e metodologias para projeto de sistemas web Ferramentas CASE Fontes: Sarajane e Marques Peres Introdução

Leia mais

Obtendo Qualidade com SOA

Obtendo Qualidade com SOA Obtendo Qualidade com SOA Daniel Garcia Gerente de Prática BPM/SOA daniel.garcia@kaizen.com.br 11 de Novembro de 2009 Copyright 2009 Kaizen Consultoria e Serviços. All rights reserved Agenda Sobre a Kaizen

Leia mais

PROGRAMAÇÃO SERVIDOR WEBSERVICES EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1

PROGRAMAÇÃO SERVIDOR WEBSERVICES EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB WEBSERVICES Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Compreender o que é um WebService e sua utilidade Compreender a lógica de funcionamento de um WebService Capacitar

Leia mais

Ambientes Visuais. Ambientes Visuais

Ambientes Visuais. Ambientes Visuais Ambientes Visuais Inicialmente, apenas especialistas utilizavam os computadores, sendo que os primeiros desenvolvidos ocupavam grandes áreas e tinham um poder de processamento reduzido. Porém, a contínua

Leia mais

Trabalho de Sistemas Distribuídos

Trabalho de Sistemas Distribuídos Cássio de Olivera Ferraz Trabalho de Sistemas Distribuídos Petrópolis 2015, v-1.0 Cássio de Olivera Ferraz Trabalho de Sistemas Distribuídos Trabalho sobre sistemas distribuídos e suas tecnologias. Universidade

Leia mais

: : Interoperabilidade entre Sistemas de Informação baseados na WEB - uma abordagem Multicanal

: : Interoperabilidade entre Sistemas de Informação baseados na WEB - uma abordagem Multicanal : : Interoperabilidade entre Sistemas de Informação baseados na WEB - uma abordagem Multicanal Sérgio Magalhães mgi01020@fe.up.pt As vantagens competitivas ganham-se muitas vezes por ser o primeiro a chegar

Leia mais

Arquiteturas, Padrões e Serviços para Geoprocessamento. Lúbia Vinhas 13/05/2008

Arquiteturas, Padrões e Serviços para Geoprocessamento. Lúbia Vinhas 13/05/2008 Arquiteturas, Padrões e Serviços para Geoprocessamento Lúbia Vinhas 13/05/2008 Desejo saber estatísticas sobre áreas queimadas. Desejo fazer análises por localização, por classes de uso ou ainda por seleção

Leia mais

ANEXO V Edital nº 03508/2008

ANEXO V Edital nº 03508/2008 ANEXO V Edital nº 03508/2008 Projeto de integração das informações de mandado de prisão e processos dos Tribunais Regionais Federais e do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios O objetivo

Leia mais

Web Services e SOAP. Alexandre Zua CaldeiraTecnologias de Middleware 2006/2007 20.10.2006. Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa

Web Services e SOAP. Alexandre Zua CaldeiraTecnologias de Middleware 2006/2007 20.10.2006. Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Alexandre Zua Caldeira Tecnologias de Middleware 2006/2007 Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa 20.10.2006 1 Introdução Definições Limitações do Middleware Estudado Integração com Web Services

Leia mais

Programação Cliente em Sistemas Web

Programação Cliente em Sistemas Web Programação Cliente em Sistemas Web WEBSERVICES Cap 18. - Sistemas distribuídos e serviços web em Deitel, H.M, Sistemas Operacionais, 3 ª edição, Pearson Prentice Hall, 2005 Fonte: Rodrigo Rebouças de

Leia mais

REST Um Estilo de Arquitetura de Sistemas Distribuídos

REST Um Estilo de Arquitetura de Sistemas Distribuídos REST Um Estilo de Arquitetura de Sistemas Distribuídos Márcio Alves de Araújo¹, Mauro Antônio Correia Júnior¹ 1 Faculdade de Computação Universidade Federal de Uberlândia (UFU) Monte Carmelo MG Brasil

Leia mais

Infra estrutura da Tecnologia da Informação

Infra estrutura da Tecnologia da Informação Infra estrutura da Tecnologia da Informação Capítulo 3 Adaptado do material de apoio ao Livro Sistemas de Informação Gerenciais, 7ª ed., de K. Laudon e J. Laudon, Prentice Hall, 2005 CEA460 Gestão da Informação

Leia mais

BPMN (Exemplos e Exercícios) e UDDI

BPMN (Exemplos e Exercícios) e UDDI DAS5316 BPMN (Exemplos e Exercícios) e UDDI Prof. Ricardo J. Rabelo (rabelo@das.ufsc.br) Responsável pela elaboração dos slides Alexandre Perin (perin@das.ufsc.br) Florianópolis (SC), 2010. Roteiro BPMN

Leia mais

Arquitetura Orientada a Serviço - Conceituação

Arquitetura Orientada a Serviço - Conceituação UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA Relatórios Técnicos do Departamento de Informática Aplicada da UNIRIO n 0012/2009 Arquitetura Orientada a Serviço

Leia mais

Universidade de São Paulo Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Gestão de Processos de TI SYLLABUS

Universidade de São Paulo Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Gestão de Processos de TI SYLLABUS Universidade de São Paulo Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Gestão de Processos de TI SYLLABUS 1. DADOS INFORMATIVOS 1.1. Unidade : Escola de Artes, Ciências e Humanidades EACH 1.2. Semestre :

Leia mais

Sistemas Distribuídos Arquiteturas Middlewares

Sistemas Distribuídos Arquiteturas Middlewares Sistemas Distribuídos Arquiteturas s Arquitetura Arquitetura de um sistema é sua estrutura em termos dos componentes e seus relacionamentos Objetivo: garantir que a estrutura satisfará as demandas presentes

Leia mais

WS-BPEL Web Service Business Process Execution Language

WS-BPEL Web Service Business Process Execution Language DAS5316 WS-BPEL Web Service Business Process Execution Language Prof. Ricardo J. Rabelo (rabelo@das.ufsc.br) Responsável pela elaboração dos slides Alexandre Perin (perin@das.ufsc.br) Florianópolis (SC),

Leia mais

Porque adotar SOA. (Service Oriented Architecture) SOA. Por Ricardo de Castro Barbosa. Publicado Setembro/2008. 1 Portal BPM - www.portalbpm.com.

Porque adotar SOA. (Service Oriented Architecture) SOA. Por Ricardo de Castro Barbosa. Publicado Setembro/2008. 1 Portal BPM - www.portalbpm.com. SOA Porque adotar SOA (Service Oriented Architecture) Por Ricardo de Castro Barbosa Publicado Setembro/2008 Ricardo de Castro Barbosa é sócio da SOA- Savoir Faire (www.soa-savoirfaire.com.br) empresa dedicada

Leia mais

ANÁLISE DE LINGUAGENS DE COMPOSIÇÃO PARA WEB SERVICES

ANÁLISE DE LINGUAGENS DE COMPOSIÇÃO PARA WEB SERVICES DALTON LUIZ MARCÍLIO ANÁLISE DE LINGUAGENS DE COMPOSIÇÃO PARA WEB SERVICES Dissertação apresentada como requisito parcial à obtenção do grau de Mestre em Informática, Curso de Pós-Graduação em Informática,

Leia mais

MODELAGEM DE PROCESSOS

MODELAGEM DE PROCESSOS MODELAGEM DE PROCESSOS a a a PRODUZIDO POR CARLOS PORTELA csp3@cin.ufpe.br AGENDA Definição Objetivos e Vantagens Linguagens de Modelagem BPMN SPEM Ferramentas Considerações Finais Referências 2 DEFINIÇÃO:

Leia mais

Disciplina: Automação de Processos de Negócio

Disciplina: Automação de Processos de Negócio Disciplina: Automação de Processos de Negócio PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PROCESSOS DE NEGÓCIO Professor: Eros Viggiano Ementa da disciplina Viabilização da otimização de processo através da

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS O Banco ABC disponibiliza seus serviços exclusivamente por meio da Internet, 24 horas por dia, e está sujeito a ataques aos seus sistemas, que podem ser realizados por meio da

Leia mais

Uma Arquitetura de Linha de Produto Baseada em Componentes para Sistemas de Gerenciamento de Workflow

Uma Arquitetura de Linha de Produto Baseada em Componentes para Sistemas de Gerenciamento de Workflow Uma Arquitetura de Linha de Produto Baseada em Componentes para Sistemas de Gerenciamento de Workflow Itana M. S. Gimenes 1 itana@din.uem.br Fabrício R. Lazilha 2 fabricio@cesumar.br Edson A. O. Junior

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE APLICAÇÕES DISTRIBUÍDAS UTILIZANDO SERVIÇOS WEB

CONSTRUÇÃO DE APLICAÇÕES DISTRIBUÍDAS UTILIZANDO SERVIÇOS WEB CONSTRUÇÃO DE APLICAÇÕES DISTRIBUÍDAS UTILIZANDO SERVIÇOS WEB Deusa Cesconeti e Jean Eduardo Glazar Departamento de Ciência da Computação Faculdade de Aracruz UNIARACRUZ {dcescone, jean}@fsjb.edu.br RESUMO

Leia mais

SOA na Prática Ricardo Limonta

SOA na Prática Ricardo Limonta SOA na Prática Ricardo Limonta Arquiteto JEE Objetivo Apresentar os conceitos de Arquiteturas Orientadas a Serviços; Entender a relação entre SOA e a tecnologia Web Services; Implementar SOA com Web Services

Leia mais

UNIMINAS TRABALHO DE FINAL DE CURSO PROPOSTA DE UM MODELO DE TROCA DE INFORMAÇÕES ENTRE AS OPERADORAS TELEFÔNICAS UTILIZANDO SOA E BPEL

UNIMINAS TRABALHO DE FINAL DE CURSO PROPOSTA DE UM MODELO DE TROCA DE INFORMAÇÕES ENTRE AS OPERADORAS TELEFÔNICAS UTILIZANDO SOA E BPEL UNIÃO EDUCACIONAL MINAS GERAIS S/C LTDA. FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS DE MINAS Autorizada pela Portaria nº. 577/2000 MEC, de 03/05/2000 BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO TRABALHO DE FINAL DE CURSO

Leia mais

Abstraindo as Camadas de SOA & Aplicações Compostas

Abstraindo as Camadas de SOA & Aplicações Compostas Abstraindo as Camadas de SOA & Aplicações Compostas Serviço Service Requisitante Consumer Service Serviço Provider Provedor consumidores processos business e processes negócios Coreografia process choreography

Leia mais

SOA Service Oriented Architecture. Fabiano Oss fabiano.oss@gmail.com

SOA Service Oriented Architecture. Fabiano Oss fabiano.oss@gmail.com SOA Service Oriented Architecture Fabiano Oss fabiano.oss@gmail.com 1 Roteiro SOA Serviços Tecnologias para o desenvolvimento de serviços Modelagem de Negócios 2 O que é SOA É uma arquitetura de desenvolvimento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE INFORMÁTICA APLICADA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÂO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE INFORMÁTICA APLICADA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÂO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE INFORMÁTICA APLICADA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÂO Identificação automática de serviços a partir de processos de negócio em BPMN

Leia mais

Integração Empresarial / Abordagem Estratégica

Integração Empresarial / Abordagem Estratégica Integração Empresarial / Abordagem Estratégica Enterprise Integration Billing Service Customer Representative Situação Inicial Sales Portal Customer Enterprise Systems Accounting Order Processing BSD Customer

Leia mais

Contrato de Serviço (SLA) para [Cliente] por [Provedor]

Contrato de Serviço (SLA) para [Cliente] por [Provedor] Contrato de Serviço (SLA) para [Cliente] por [Provedor] Data Gerador do documento: Gerente de Negociação: Versões Versão Data Revisão Autor Aprovação (Ao assinar abaixo, o cliente concorda com todos os

Leia mais

A utilização do JSWDP para construção de Web Services

A utilização do JSWDP para construção de Web Services A utilização do JSWDP para construção de Web Services Fabiana Ferreira Cardoso 1, Francisco A. S. Júnior 1, Madianita Bogo 1 1 Centro de Tecnologia da Informação Centro Universitário Luterano de Palmas

Leia mais

Aula Prática #1. Sumário Aula #1. Modelo de avaliação Apresentação do Projecto

Aula Prática #1. Sumário Aula #1. Modelo de avaliação Apresentação do Projecto Aula Prática #1 SEI 2004/2005 DEI, LEIC Taguspark Instituto Superior Técnico SEI 2004/2005 - DEI, IST [Artur Caetano] 2 Sumário Aula #1 Modelo de avaliação Apresentação do Projecto Objectivos Metodologia

Leia mais

Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Graduação em Ciência da Computação. Proposta Trabalho de Graduação

Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Graduação em Ciência da Computação. Proposta Trabalho de Graduação Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Graduação em Ciência da Computação Proposta Trabalho de Graduação Um Mecanismo de Monitoramento e Seleção de Serviços Baseado em Atributos de Qualidade

Leia mais

www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00

www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00 www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00 Controle de Revisões Micropagamento F2b Web Services/Web 18/04/2006 Revisão Data Descrição 00 17/04/2006 Emissão inicial. www.f2b.com.br

Leia mais

Uma Ferramenta para o Gerenciamento de Nível de Serviço utilizando Serviços Web

Uma Ferramenta para o Gerenciamento de Nível de Serviço utilizando Serviços Web Universidade Federal de Santa Catarina Uma Ferramenta para o Gerenciamento de Nível de Serviço utilizando Serviços Web John Cleber Jaraceski Universidade Federal de Santa Catarina Centro Tecnológico Departamento

Leia mais

Integração de sistemas utilizando Web Services do tipo REST

Integração de sistemas utilizando Web Services do tipo REST Integração de sistemas utilizando Web Services do tipo REST Jhonatan Wilson Aparecido Garbo, Jaime Willian Dias Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil jhowgarbo@gmail.com jaime@unipar.br

Leia mais

IDC Portugal: Av. António Serpa, 36 9º Andra, 1050-027 Lisboa, Portugal Tel. 21 796 5487 www.idc.com

IDC Portugal: Av. António Serpa, 36 9º Andra, 1050-027 Lisboa, Portugal Tel. 21 796 5487 www.idc.com CADERNO IDC Nº 49 IDC Portugal: Av. António Serpa, 36 9º Andra, 1050-027 Lisboa, Portugal Tel. 21 796 5487 www.idc.com Web Services OPINIÃO IDC Apesar de não constituírem uma alteração tecnológica radical,

Leia mais

Arquitetura SOA SCP. Sistema de Controle Patrimonial. Pandora Tech Soluções em Software Livre. Versão Atual 1.0. Data Versão Descrição Autor

Arquitetura SOA SCP. Sistema de Controle Patrimonial. Pandora Tech Soluções em Software Livre. Versão Atual 1.0. Data Versão Descrição Autor SCP Pandora Tech Soluções em Software Livre Versão Atual 1.0 Histórico das Revisões Data Versão Descrição Autor 24/02/2010 1.0 Criação do Documento Fernando Anselmo Parte Conceito O uso de tecnologias

Leia mais

SABiO: Systematic Approach for Building Ontologies

SABiO: Systematic Approach for Building Ontologies SABiO: Systematic Approach for Building Ontologies Ricardo de Almeida Falbo Engenharia de Ontologias Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Agenda Preocupações Principais do

Leia mais

2. Gerar um arquivo XSD e referenciá-lo no WSDL, fazendo com que seja possível catalogar o XML Schema no catálogo de XML Schemas da e-ping;

2. Gerar um arquivo XSD e referenciá-lo no WSDL, fazendo com que seja possível catalogar o XML Schema no catálogo de XML Schemas da e-ping; Guia de Orientação para Implementação de Web Services Este documento apresenta alguns direcionamentos referentes à implementação de web services. É uma versão preliminar da construção do Guia de Orientação

Leia mais

Tendências da Arquitetura na Produção de Software

Tendências da Arquitetura na Produção de Software Tendências da Arquitetura na Produção de Software Prof. Dr. Ivanir Costa icosta11@terra.com.br mai-08 IC TECNOLOGIA EM SOFTWARE LTDA 1 Prof. Dr. Ivanir Costa Bacharel em Física pela USP Pós-Graduado em

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Capítulo 4 Infra-Estrutura de TI: Hardware e Software 2 1 OBJETIVOS

Leia mais

AUTOMAÇÃO SUPERVISÃO E CONTROLE E A APLICAÇÃO DA ARQUITETURA ORIENTADA A SERVIÇOS SOA.

AUTOMAÇÃO SUPERVISÃO E CONTROLE E A APLICAÇÃO DA ARQUITETURA ORIENTADA A SERVIÇOS SOA. AUTOMAÇÃO SUPERVISÃO E CONTROLE E A APLICAÇÃO DA ARQUITETURA ORIENTADA A SERVIÇOS SOA. Uma significativa parcela dos sistemas de automação de grandes empresas são legados de tecnologias de gerações anteriores,

Leia mais

Casos práticos de implementação de BPM na FGV

Casos práticos de implementação de BPM na FGV Casos práticos de implementação de BPM na FGV Apresentação da experiência da adoção do IBM BPM na Fundação Getulio Vargas. Maio 2014 Roteiro Alinhamento sobre processos e BPM Início do IBM BPM na FGV.

Leia mais