Com a sua energia a nossa marca será mais forte. Manual de identidade edp

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Com a sua energia a nossa marca será mais forte. Manual de identidade edp"

Transcrição

1 Com a sua energia a nossa marca será mais forte. Manual de identidade edp

2 Manual de Identidade Introdução EDP Introdução Bem-vindo (a) ao Manual de Identidade edp Este livro é, acima de tudo, uma ferramenta de trabalho imprescindível a todos os que trabalham com a marca EDP, quer sejam gestores de comunicação ou responsáveis por aplicar a marca nos diversos meios e suportes. Ao longo dos vários capítulos, ficará a conhecer o que representa a marca EDP, como esta se apresenta aos públicos com que se relaciona e qual a sua personalidade. Terá ainda a oportunidade de conhecer o universo EDP, um pouco da história desta grande marca do setor energético português e o lugar que conquistou no mundo. Conhecer a empresa e a marca e utilizar todos os elementos corretamente, garantindo uma comunicação mais coesa e uma imagem de marca mais forte que, não obstante a sua diversidade e dimensão, fala a uma só voz, seja qual for o meio, o suporte ou o local onde está no mundo. Obrigado por consultar este manual e por fazer parte desta grande corrente de pessoas, unidas pela mesma energia: a EDP. 2

3 Índice Índice A marca EDP Elementos da marca EDP Universo visual EDP Sobre a EDP 05 Outras marcas do grupo 06 Elementos da marca EDP 15 Formas principais 16 Construção da linha gráfica 40 Conceito visual 41 Identidade 07 Versões da marca 17 Aplicações da marca 43 Valores 08 Marca com assinatura 20 Tom de comunicação 09 Áreas de proteção 22 Discurso 10 Dimensões mínimas 24 Assinatura 12 Cor 25 Conceito gráfico e visual da marca 13 Comportamento sobre diversos fundos 29 Tipografia 34 Utilizações incorretas 36 Construção de peças 37

4 Manual de Identidade EDP A marca edp 4

5 A Marca EDP Sobre a edp Com mais de três décadas de eistência, a EDP é hoje uma empresa de dimensão mundial. É um dos grandes operadores europeus do setor da energia, um dos maiores operadores energéticos da Península Ibérica, o maior grupo industrial português e um dos maiores produtores mundiais de energia eólica. Além da produção, distribuição e comercialização de eletricidade, a EDP tem, também, uma presença relevante no setor do gás da Península Ibérica, e integra os índices Dow Jones de Sustentabilidade (World e STOXX) - os mais eigentes do mundo - que distinguem as companhias com melhor desempenho nas questões ligadas à transparência, sustentabilidade e ecelência na gestão económica, ambiental e social. Ao longo da sua eistência a empresa cresceu, conquistou mercados, alargou a atividade e epandiu negócios. E a sua marca acompanhou todas essas mudanças, continuando a evoluir rumo a um futuro de grande energia para todos A EDP é fundada após a fusão de 13 empresas nacionalizadas É apresentada a primeira marca EDP, com o nome EDP - Eletricidade de Portugal/Empresa Pública. A sua identidade visual integra o E e o P da designação e a faísca, símbolo de energia, faz a associação direta ao negócio da eletricidade A mudança de identidade jurídica desencadeia a mudança de visual da identidade da empresa e a rutura com a marca anterior é total. Nasce, então, uma marca conceptual que transmite a ideia de mudança e dinamismo, com a representação das três áreas de atividade da empresa - produção, transporte e distribuição de energia Querendo afastar se da imagem demasiadamente técnica e fria, a empresa foca se na relação que mantém com todos aqueles com quem se liga e muda novamente de imagem. O novo posicionamento - proimidade - dá origem a uma imagem que transmite maior abertura, transparência e humanização: conceitos sintetizados no sorriso e na cor que simboliza a paião, a diferenciação, a emoção e o calor. Com o negócio a abranger outras atividades no setor da energia, a assinatura também muda para: Energias de Portugal A liberalização do mercado doméstico do setor elétrico em Portugal incentiva a EDP a reforçar ainda mais a sua ligação com os seus clientes, mudanças que se refletem, essencialmente, no posicionamento e numa nova assinatura, mais emotiva - sinta a nossa energia. Graficamente, a marca evolui e confere tridimensionalidade ao sorriso, mas mantém a sua essência Com um espírito mais inovador, a marca ganha dinamismo e entusiasmo e altera a sua assinatura para um convite ao envolvimento e à eperiência: viva a nossa energia. Esta assinatura é uma homenagem à vida e à energia humana Neste ano, a EDP começa uma nova etapa da sua história com uma mudança de marca e reposiciona-se, tendo na sua base valores intemporais e universais que se sobrepõem às inovações de produto ou mudanças competitivas. Enquanto empresa dinâmica, na vanguarda da área energética, a EDP assume a Humanização, a Sustentabilidade e a Inovação como os três valores do seu posicionamento e atividade. A mudança estrutural torna se, também, visível na nova identidade e na nova marca que não só representa, como demonstra o seu dinamismo Neste ano, a EDP adota uma nova assinatura que, mais focada nos seus clientes, os convida a viver a vida com mais intensidade e emoção: viva a sua energia

6 A Marca EDP Outras marcas do grupo Figura 1 O universo EDP é muito vasto. Nesse sentido, além dos sete logos principais, o Grupo EDP conta com diversas outras marcas que, partilhando os mesmos valores da identidade da marca mãe, têm representações diferentes. Estas são as marcas das várias empresas do universo EDP. EDp Renewables edp renováveis A designação Renewables é eclusiva para o mercado internacional. Em Portugal e Espanha deve ser usada a designação Renováveis (ver fig.1). Também aqui a marca pode usar qualquer um dos sete logos da marca EDP. fundação edp instituto edp fundación EDP As várias Fundações do Grupo EDP partilham a mesma marca, fia independentemente do país a que pertencem. Diferenciam-se, no entanto, pelo nome: em Portugal a designação é Fundação, em Espanha, Fundación e no Brasil recebe o nome de Instituto. EDp distribuição edp serviço universal edp gás distribuição edp gás serviço universal As empresas reguladas do Grupo EDP, em Portugal EDP Distribuição, EDP Serviço Universal, EDP Gás Distribuição e EDP Gás Serviço Universal - não têm uma marca mutante. Para a EDP Distribuição e EDP Gás Distribuição, eiste um logo único e fio alterando-se apenas o indicador com o nome da empresa. O mesmo acontece para as marcas EDP Serviço Universal e EDP Gás Serviço Universal. EDp COR EDp HC ENERGÍA EDp NATURGAS ENERGIA A empresa comercializadora do mercado regulado, em Espanha, EDP Cor tem um logo único e fio. Para as empresas distribuidoras reguladas, EDP hc energía e EDP naturgas energia, eiste também um logo único e fio alterando-se apenas o indicador com o nome da empresa. 6

7 A Marca EDP Identidade Tal como as pessoas, também as marcas têm uma personalidade que se revela naquilo em que acreditam, na forma como se apresentam e como falam, nos locais ou eventos que frequentam, no modo como trabalham e desempenham as suas atividades e nos resultados que obtêm. No caso da EDP, a sua história mostra bem como esta empresa tem sabido evoluir, mantendo-se responsável e séria na sua atividade, mas constantemente renovada e próima de todos aqueles com quem se relaciona. Do ponto de vista de comunicação, a EDP tem, assim, uma personalidade abrangente e sociável, que contacta com cada público de forma positiva na abordagem, cordial e afável no trato e relevante no conteúdo. 7

8 A Marca EDP sustentabilidade Humanização Valores Na essência de cada empresa estão os valores em que acredita. Na EDP, tendo sempre o futuro no horizonte, é assumido o compromisso com o presente: trabalhar para as pessoas e para as suas comunidades, com uma atitude responsável para com o meio ambiente e fortemente empenhado em inovar. Ou seja, são criadas sinergias que geram mais e melhor energia. Como empresa, a EDP acredita que o futuro pertence não só a quem tem uma perspetiva responsável sobre o planeta mas, também, a quem proporciona essa capacidade a outras pessoas. Por isso, tem uma abordagem ambientalmente consciente em todos os processos, através de manutenção de práticas de negócio sustentáveis, transversais a toda a organização. De igual forma, investe na sociedade e na cultura, procurando apoiar causas sociais que lhe são sensíveis. Preocupa-se em melhorar questões sociais como a pobreza e a educação infantil e, também, providenciar assistência a instituições sociais e culturais. A EDP está intimamente ligada às pessoas. Constrói relações sólidas e genuínas, envolvendo os clientes, parceiros e as comunidades que serve. A EDP é uma marca transparente e aberta, com um forte compromisso de satisfação das necessidades individuais e na procura do bem-estar social. inovação A EDP é uma empresa orientada pela ecelência e que procura inovar constantemente, em todos os níveis da organização. Empenhada em ser um Grupo com uma postura positiva e criativa, do qual se pode esperar soluções tecnicamente avançadas e tecnologias direcionadas para o futuro. 8

9 A Marca EDP Clareza Conhecimento Proimidade Tom de Comunicação Sempre que é emitida uma mensagem - escrita, gráfica ou verbal a marca fala e estabelece uma relação com os seus stakeholders. Neste sentido, é importante que o tom com que entra em contacto com alguém seja coerente com a imagem que transmite. E que este contribua para reforçar os valores em que acredita. No caso da EDP, o tom de voz é sempre positivo na abordagem, cordial e afável no trato e relevante no conteúdo. Para o conseguir é importante ter em conta o que caracteriza o seu discurso: A EDP utiliza uma linguagem simples e direta. Comunica de forma transparente processos, produtos e serviços, pedras basilares na formação da sua identidade. Consciência Fala de um modo afirmativo e realista, reiterando o seu compromisso com as preocupações ambientais, políticas de negócio, sustentáveis e de responsabilidade social. Fala com conhecimento dos benefícios, desafios e ramificações do seu negócio. Para assegurar o perfeito entendimento por parte de toda a audiência, por vezes, recorre a um estilo mais pedagógico ou educativo. Abertura A marca envolve-se num diálogo honesto com os seus clientes e parceiros. Partilha com ambos uma comunicação íntegra. Genuinamente disponível e pronta a ouvir, é sensível a questões relacionadas com o serviço ao cliente, produtos e processos. A marca fala num tom sociável, amigo e humano, projetando uma imagem de consenso e de acessibilidade. O seu otimismo reflete se na identidade visual da marca. Pragmatismo A EDP fala com orientação proativa, cumprindo as promessas de forma honesta. Reafirma os valores da marca e, ao mesmo tempo, partilha oportunidades de poupança, melhores práticas ajustadas à vida dos clientes e preocupa-se em promover a sustentabilidade. 9

10 A Marca EDP Discurso - eemplos do discurso edp Como a edp fala de si própria: Por sua vez, nos corpos de teto, que pressupõem a descrição mais aprofundada de temas ou a eplicação sobre qualquer assunto, a marca utiliza a 3ª pessoa do singular. Desta forma, o discurso torna-se menos pessoal e, consequentemente, mais claro e objetivo. Como a edp fala com os outros: Juntos geramos uma boa energia. A maior energia é a sua. Quando fala de si própria, o discurso da marca assume características específicas ou variações. Assim, nos títulos e subtítulos a marca fala como um todo enquanto empresa, e utiliza a 1ª pessoa do plural para reforçar a sua dimensão, união e dedicação aos clientes e parceiros. Eemplos de títulos e/ou subtítulos - 1ª Pessoa do Plural (nós): A nossa marca é a sua. A nossa energia é de todos. Conheça os nossos serviços. Eemplos de corpo de teto 3ª Pessoa do Singular (a EDP): Este serviço foi criado pela EDP para o ajudar. A edp eplica lhe como pode poupar energia em sua casa e baiar o valor da sua fatura mensal. A EDP integra o ranking da Brand Finance das marcas mais valiosas do mundo. Finalmente, quando as peças de comunicação combinam todos os elementos - títulos, subtítulos e corpo de teto - os dois estilos complementam-se: Temos um novo serviço para si. Neste sentido, é usado o pronome de tratamento você (singular) / vocês (plural), que concorda com o verbo na 3ª pessoa. No entanto, sempre que possível, este deve estar subentendido e omisso e não epresso: (Você) Fale connosco. A pensar em (você) si, a EDP criou este serviço. Descubra-nos no mundo. Fale connosco. A pensar no seu conforto e comodidade, a EDP criou este novo serviço. Conheça-o em pormenor e adira a esta nova forma de poupança em sua casa. Contacte-nos. Nota: Na ativação de marca, em eventos ou patrocínios dirigidos aos mais novos (crianças e/ou jovens), ececionalmente, a marca pode falar na 2ª pessoa do singular (tu). 10

11 A Marca EDP Discurso - pormenores do discurso edp A escrita de números Para garantir uma maior coerência do discurso da marca, também a escrita de números deve ser uniformizada. Os números até dez são escritos por etenso: A semana tem sete dias. A partir de 11 usam se algarismos: Um dia tem 24 horas. Quando se trata de um número elevado, para garantir a sua leitura e compreensão poderá ser usada uma forma mista (algarismos e por etenso): 16 milhões; 250 mil. No começo de uma frase os números, mesmo que superiores a 11, são escritos por etenso: Quinze dias após a adesão... A pontuação O discurso da marca EDP é positivo, elegante e sóbrio. Neste sentido, sinais de ortografia como pontos de eclamação, interrogação, reticências ou aspas, devem ser usados com moderação, tendo em conta o seguinte: A EDP não grita, nem se surpreende com o que diz. Só ececionalmente se poderá recorrer a pontos de eclamação, como no caso de uma promoção ou mensagem dirigida aos mais novos. A EDP esclarece, não levanta dúvidas. Neste sentido, os pontos de interrogação só devem ser utilizados como teasers de algumas peças de comunicação ou numa lógica de pergunta com resposta imediata. A EDP fala com assertividade, razão pela qual as reticências não fazem parte do discurso da marca. A EDP fala com clareza. As aspas apenas são usadas para citações. A utilização de maiúsculas e minúsculas na escrita do nome EDP A marca EDP é versátil e permite aplicações em maiúsculas e/ou minúsculas. No entanto, a sua utilização está sujeita às regras que se apresentam em seguida: Títulos e/ou subtítulos em minúsculas ou mistos (maiúsculas e minúsculas). Quando o nome EDP é utilizado em títulos e/ ou subtítulos escritos em minúsculas ou combinando maiúsculas e minúsculas, a marca deve sempre ser escrita em minúsculas e numa espessura duas vezes superior à aplicada na restante frase. As espessuras Thin e Light são recomendadas para utilização em toda a comunicação. Adira à edp no mercado livre Títulos e/ou subtítulos e corpo de teto em maiúsculas Quando o nome EDP é utilizado em títulos e/ou subtítulos totalmente compostos por maiúsculas, a marca deverá sempre ser escrita também em maiúsculas, mas sem uma espessura diferente do restante teto. Adira à edp no mercado livre Corpo de teto e legendas Em teto corrido ou em legendas, a designação EDP deve sempre ser escrita em maiúsculas, sem diferença de espessura para o restante teto. Adira à EDP no mercado livre. Acordo ortográfico A EDP segue as regras constantes do novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (1990). Nota: Na comunicação comercial ou institucional, a escrita dos números deverá ser feita da forma que se pretender. 11

12 A Marca EDP Assinatura A EDP é uma empresa de energia com foco no bem-estar de todos. Neste sentido, se por um lado é a empresa que fornece a energia que contribui para o bem estar das pessoas, por outro, é o bem-estar de cada um que produz a energia mais importante: a de viver a vida com intensidade e emoção. Assim, ao assinar as suas peças de comunicação com a assinatura viva a sua energia, a EDP relembra todas as pessoas que o mais importante é viver a vida com vitalidade, motivação e paião e que, enquanto empresa, estará ao lado de cada um, contribuindo para que esse lema de vida se concretize. viva a sua energia 12

13 A Marca EDP Conceito gráfico e visual da marca A EDP é uma empresa global, dinâmica e inovadora. Assim, em vez de uma marca estanque, que surge de igual forma em todas as ocasiões, a EDP apresenta se de forma ágil e enérgica, através de sete versões que podem ser usadas alternadamente, sem que uma tenha mais importância que as restantes. Fazendo a etensão do grafismo simples da marca anterior - o sorriso - são agora usadas formas geométricas - círculo, quadrado, triângulo e semicírculo - que possibilitam a combinação de muitas formas que servem de suporte ao monograma EDP. Este, independentemente da forma escolhida para suporte, mantém-se sempre presente e é o denominador comum em todas as versões da marca EDP. Com este sistema moderno, fleível e adaptável, a marca reafirma os seus valores essenciais e acompanha o ritmo de mudança deste setor. 13

14 Manual de Identidade EDP Elementos da marca edp 14

15 Elementos da marca EDP Elementos da marca edp Este capítulo define o conjunto de regras e recomendações que garantem a correta aplicação dos elementos básicos da marca EDP. De modo a assegurar uma identidade visual coerente e uniforme, é indispensável a colaboração de todos no cumprimento e aplicação destas normas. Todas as formas, versões e/ou aplicações da marca que não estiverem contempladas neste manual, ou quaisquer dúvidas que surjam sobre a aplicação da mesma, deverão ser submetidas à Direção de Marca e Comunicação. Para o efeito, todos os contactos são disponibilizados nas páginas finais deste manual. + + = sombra + forma + monograma = marca 15

16 Formas Principais A EDP, é uma empresa dinâmica. Esse dinamismo estende-se à sua representação visual que tem sete marcas principais. Assim, cada uma delas deve ser utilizada com frequência e alternadamente de aplicação para aplicação, em vez de se optar por apenas uma. Ao fazê-lo, a comunicação ficará mais rica e dinâmica. Das marcas faz parte a sombra em gradiente que eiste por baio de cada uma das sete versões e que acrescenta uma epressão dimensional a cada uma delas. A sua correta aplicação é apresentada mais à frente, neste manual. (1) (2) (3) Nota: Nos casos em que a comunicação se pretende mais institucional, como quando terceiros, como o Regulador do Mercado, a Bolsa de Valores ou outra organização, requerem uma representação visual constante da EDP, a versão da marca a utilizar deverá ser esta (1). (1) Versão de marca mais institucional. (4) (5) (6) (7) 16

17 Versões da Marca - versão principal policromática fundo branco e com sombra Sempre que possível é recomendada a utilização das marcas EDP na sua versão principal policromática. Sombra Quando aplicar: Apenas quando a marca esteja isolada num fundo branco. Nota: Quando o espaço disponível é reduzido a sombra não deve ser utilizada porque faz diminuir o tamanho do logo. 17

18 Versões da Marca - versão principal monocromática fundo branco e com sombra Quando aplicar: As versões monocromáticas da marca não podem ser usadas sobre fundos de cor, com eceção do preto. Neste caso, a sombra só está presente em fundo branco. Sob fundo preto, a sombra desaparece. Nota: Quando o espaço disponível é reduzido a sombra não deve ser utilizada porque faz diminuir o tamanho do logo. 18

19 Versões da Marca - versão secundária: monograma edp Quando aplicar: Deve sempre ser usado apenas o monograma EDP quando: - a dimensão de reprodução é inferior a 6mm; - a dimensão de reprodução é superior a 6mm mas o método de reprodução não suporta aplicações com gradações de cor. 19

20 Marca com Assinatura A assinatura da EDP - viva a sua energia - reforça o posicionamento da empresa e contribui para a descodificação da promessa patente na marca, podendo ser utilizada com qualquer uma das sete marcas principais. A representação gráfica da assinatura foi cuidadosamente construída e refinada, pelo que é fundamental que não seja composta em teto e que não seja alterada ou recriada de modo algum. Para garantir a correta aplicação, deve utilizar-se sempre a arte-final correspondente à versão de idioma que se pretende. Uso de marca e assinatura em relação fia A assinatura encontrase junto da marca, com o intervalo de espaço indicado no eemplo (X), medindo este metade da altura do monograma. A fonte usada para construção da assinatura é a EDP Preon Regular, em caia baia, com altura de 0,4X. Mantém-se a presença de sombra apenas na versão horizontal, quando as marcas são combinadas com a assinatura num fundo branco. Para uma correta aplicação da marca consulte os capítulos sobre Sombra, páginas 17 e 18 e sobre Comportamentos Em Fundos de Cor, na página 29. Nota: Cada uma destas assinaturas pertence a uma geografia diferente. 20

21 Marca com Assinatura 0,4 Edp preon regular A marca e assinatura tanto podem ser utilizadas numa relação fia (demonstrado na página anterior), como separadamente. Uso de marca com assinatura separada A marca é posicionada em oposição à assinatura, com cada elemento encostado à margem esquerda (marca) e direita (assinatura). 0,4 Edp preon regular Nota: A fonte usada para construção da assinatura é a EDP Preon Regular, em caia baia, com altura de 0,4X. Para uma correta aplicação da marca, consulte os capítulos sobre Sombra, página 17 e 18, sobre comportamentos em fundos de cor, na página

22 Áreas de proteção da marca - sem assinatura Logo sem sombra Manual de Identidade EDP Monograma Logo com sombra Para garantir a sua visibilidade e boa leitura, as marcas necessitam de respirar, isto é, ter espaço à sua volta. No caso da EDP, tratando se de sete logos com formas diferentes, o monograma é a referência a partir da qual se estabelece a área de proteção de cada uma. Por sua vez, a caia eterior define o espaço livre mínimo que deve eistir à volta da marca. A sombra deverá ser sempre colocada nessa área. Área de proteção O X representa a altura do monograma EDP, da linha ascendente (topo do d) à linha descendente (base do p). Esta unidade de medida é utilizada para determinar a área de proteção para cada uma das marcas. 22

23 /2 Áreas de proteção da marca - com assinatura A assinatura - viva a sua energia - deverá estar sempre relacionada com a altura do monograma EDP (X), mesmo estando afastada da marca. A assinatura deverá estar sempre do lado direito da marca EDP, e na baseline do monograma EDP. Área de proteção /2 O X representa a altura do monograma EDP, da linha ascendente (topo do d) à linha descendente (base do p). Esta unidade de medida é utilizada para determinar a área de proteção para cada uma das marcas com assinatura. Eceção: Eemplos adicionais são apresentados no capítulo dedicado às Aplicações da Marca, na página

24 Dimensões mínimas Dimensões mínimas para impressão X = 6,5mm Há um limite a partir do qual a marca perde a sua leitura e visibilidade. É, por isso, fundamental estabelecer as medidas mínimas em que as marcas podem ser reproduzidas. Para referência de dimensão em impressão ou numa aplicação digital, é utilizada a altura (X) do monograma EDP. Nota: X = 6,5mm: Dimensão mínima para aplicação da marca. Em aplicações de dimensão inferior utilizar apenas o monograma. Assim, como dimensão mínima da marca em impressão, é definida a altura de 6,5mm do monograma EDP. Para dimensões inferiores a forma principal da marca desaparece, podendo ser usado apenas o monograma EDP. Neste caso, a altura mínima do monograma é de 4mm. Nota: X = 6mm: Dimensão a partir do qual se deve utilizar apenas o monograma. X = 6mm Nota: X = 4mm X = 4mm: Dimensão mínima para aplicação do monograma Nas aplicações digitais, o monograma nunca pode ter uma altura inferior a 16p, quer esteja integrado na forma que o suporta, quer seja aplicado isoladamente. Dimensões mínimas para suportes digitais X = 16p Nota: X = 16p: Dimensão mínima para aplicação do monograma 24

25 Cor - Paleta de cores principais A paleta de cores EDP é um elemento importante e epressivo do seu sistema de identidade. O vermelho primário e a paleta de cores quentes fazem parte do património da marca, sendo fortemente representativas da empresa. As cores principais nascem das sete marcas EDP. Por isso, as suas matizes foram selecionadas com o intuito de manter a integridade de cada uma das sete versões. Nota: - As equivalências de cor (RAL, Vinyl e Oracal) sugeridas não são perfeitamente ajustadas, devido às limitações das paletas de cor dos fornecedores. A especificação do Pantone deverá ser a principal referência. - O Pantone 485 pode ser utilizado para representar o vermelho. Devem sempre ser utilizados os ficheiros Pantone fornecidos para aplicação de cores sólidas e ficheiros CMYK para aplicação de cores de seleção. - O Pantone 7427 pode ser utilizado para representar vermelho escuro. Devem sempre ser utilizados os ficheiros Pantone fornecidos para aplicação de cores sólidas, e ficheiros CMYK para aplicação de cores de seleção. Vermelho Vermelho Escuro Branco PANTONE 485 C 000 M096 Y 100 K 000 R 213 G043 B030 HTML D52B1E RAL M Vinyl Tomato Red PANTONE PROCESS 421 C 008 M100 Y 070 K 032 R 150 G023 B046 HTML 96172E RAL M Vinyl Deep Red PANTONE ---- C 000 M 000 Y 000 K 000 R 255 G 255 B 255 HTML FFFFFF RAL M Vinyl White ORACAL 326 (Opaque 951) 326 (Translucent 8800) ORACAL 030 (Opaque 951) 030 (Translucent 8800) ORACAL 010 (Opaque 951) 010 (Translucent 8800) 25

26 Cor - Paleta de cores secundárias Preto Cinza Sun Grass Verde A paleta de cores secundárias apresenta uma perspetiva complementar, que epande as cores principais. É, por isso, composta por um grupo de matizes que permite a utilização combinada com as marcas EDP e com a paleta de cores principais. PANTONE Process Black C 000 M000 Y 000 K 100 R030 G030 B030 HTML 1E1E1E RAL M Vinyl Matte Black PANTONE Process 421 C 013 M009 Y 011 K026 R 181 G182 B179 HTML B5B6B3 RAL M Vinyl Medium Gray PANTONE 108 C 000 M005 Y 098 K 000 R 252 G217 B000 HTML FCD900 RAL M Vinyl Cadmium Yellow PANTONE 375 C 048 M000 Y 094 K 000 R 146 G212 B000 HTML 92D400 RAL M Vinyl Brilliant Green PANTONE 354 C 82 M000 Y 90 K 000 R 000 G175 B063 HTML 00AF3F RAL M Bright Green Skin Sky Azul Intermédio Púrpura PANTONE 465 C 009 M029 Y 066 K 026 R 179 G153 B093 HTML B3995D RAL M Vinyl Light Beige PANTONE 2985 C 060 M000 Y 003 K 0 R 091 G198 B232 HTML 5BC6E8 RAL M Vinyl Blue PANTONE 7462 C 100 M045 Y 006 K 028 R 000 G090 B139 HTML 005A8B RAL M Vinyl PANTONE 7678 C 074 M085 Y 000 K 000 R 104 G071 B141 HTML 68478D RAL M Vinyl Purple Nota: - As equivalências de cor (RAL, Vinyl e Oracal) sugeridas não são perfeitamente ajustadas, devido às limitações das paletas de cor dos fornecedores. A especificação do Pantone deverá ser a principal referência. 26

27 Cor - Paleta de cores secundárias: variações PANTONE Process Black 100% R030 G030 B030 PANTONE Process Black 94% R015 G015 B015 PANTONE Process Black 88% R031 G031 B031 PANTONE Process Black 82% R046 G046 B046 PANTONE Process Black 76% R061 G061 B061 PANTONE Process % + K20% R161 G163 B166 PANTONE Process % + K10% R178 G179 B182 PANTONE Process % R181 G182 B179 PANTONE Process % R212 G212 B214 Para determinadas aplicações, com o intuito de manter um elevado grau de legibilidade das marcas EDP, a paleta de cores secundárias pode ser epandida. Em baio são apresentadas as variações da paleta, que oscilam entre 50% de menor opacidade até 20% de acréscimo de preto, por cor. PANTONE % + K20% R170 G141 B101 PANTONE % + K10% R188 G155 B111 PANTONE % R179 G153 B093 PANTONE % R0217 G189 B150 PANTONE % + K20% R209 G190 B018 PANTONE % + K10% R231 G209 B020 PANTONE % R252 G217 B000 PANTONE % R255 G236 B104 PANTONE % + K20% R130 G170 B086 PANTONE % + K10% R144 G188 B094 PANTONE % R146 G212 B000 PANTONE % R183 G217 B140 Nota: - As equivalências de cor (RAL, Vinyl e Oracal) sugeridas não são perfeitamente ajustadas, devido às limitações das paletas de cor dos fornecedores. A especificação do Pantone deverá ser a principal referência. PANTONE % + K20% R0 G127 B48 PANTONE % + K10% R0 G140 B53 PANTONE % R 000 G 175 B 63 PANTONE % R64 G186 B96 27

28 PANTONE % + K20% R063 G165 B194 PANTONE % + K10% R070 G181 B212 PANTONE % R091 G198 B232 PANTONE % R120 G205 B234 PANTONE % + K20% R000 G055 B095 PANTONE % + K10% R000 G064 B110 PANTONE % R000 G090 B139 PANTONE % R064 G119 B158 PANTONE % + K20% R080 G056 B121 PANTONE % + K10% R086 G060 B131 PANTONE % R104 G071 B141 PANTONE % R107 G071 B142 28

29 Comportamento sobre diversos fundos - Marca sobre fundo preto e branco K = 100 K = 0 As sete formas EDP podem ser aplicadas em fundo branco ou preto. Contudo, enquanto que num fundo branco a marca integra a sombra, num fundo preto a aplicação faz se sem a eistência de sombra. K = 100 K = 60 K = 20 K = 0 Nas situações em que a marca é apenas representada pelo monograma EDP, deve garantir o maior contraste possível face ao fundo, podendo, para o efeito, optar-se pela sua versão a branco, preto ou vermelho. K = 100 K = 20 K = 0 Nota: - Em fundo preto, podem ser usados: marca policromática sem sombra; marca monocromática sem sombra; monograma. - Não usar monograma branco em fundos K < 20%. K = 100 K = 60 K = 0 - Não usar monograma preto em fundos K > 60%. - Não usar monograma vermelho em fundos entre K < 70% e K > 20%. - Não usar a marca monocromática em fundos entre K < 60% e K > 20%. K = 100 K = 70 K = 20 K = 0 29

30 Comportamento sobre diversos fundos - Marca sobre fundos de cor A aplicação das marcas EDP em fundos de cor tem um princípio básico definido que é o de manter a integridade cromática das marcas, garantindo o máimo contraste possível. Para tal, foram definidas algumas regras que devem ser seguidas. Quando as cores de fundo são a paleta de cores secundárias, o contraste e integridade das marcas está defendido. No entanto, quando as cores de fundo não fazem parte da paleta de cores secundárias, a atenção deve ser redobrada para garantir que os tons e intensidades das cores não prejudicam a leitura ou colidem com as cores da marca. Nos dois casos, a sombra das marcas desaparece. Nota: Sobre fundos de cor não é permitido o uso de: Marca policromática com sombra; Marca monocromática com e sem sombra. M = 100 C = 100 M = 100 C = 100 C = 100 Y = 100 Y = 100 M = 100 Y =

31 Comportamento sobre diversos fundos - Marca sobre fundos fotográficos ou teturas Tetura + dispersa Também sobre os fundos fotográficos deve ser mantida a integridade cromática com o máimo contraste possível. Por isso mesmo, devem ser evitadas as áreas de cores mais quentes, próimas das cores da marca, pois impedem a sua boa leitura e perceção. Esta regra aplica-se tanto às sete versões policromáticas da marca como à aplicação do monograma nas suas cores principais (preto, branco ou vermelho). Nota: Sobre fundos fotográficos ou teturas não é permitido o uso de: Marca policromática com sombra; Marca monocromática com e sem sombra. Tetura + concentrada K = 100 K = 0 Em fundos fotográficos com tetura a preto e branco ou tons similares: Deve ser usado o monograma branco em zonas mais escuras que permitam um grande contraste ou a marca policromática sem sombra. 31

32 Comportamento sobre diversos fundos - Marca sobre fundos fotográficos ou teturas Tetura + dispersa Nota: Sobre fundos fotográficos ou teturas não é permitido o uso de: Marca policromática com sombra; Marca monocromática com e sem sombra. Tetura + concentrada Em fundos fotográficos de cor com tetura escura ou tons similares: Deve ser usado o monograma branco em zonas que permitam um grande contraste ou a marca policromática sem sombra. 32

33 Comportamento sobre diversos fundos - Marca sobre fundos fotográficos ou teturas Tetura + dispersa Nota: Sobre fundos fotográficos ou teturas não é permitido o uso de: Marca policromática com sombra; Marca monocromática com e sem sombra. Tetura + concentrada - Em fundos fotográficos de cor com tetura clara ou tons similares deve ser usado o monograma vermelho em zonas que permitam um grande contraste (próimo do espectro amarelo) ou a marca policromática sem sombra. 33

34 Tipografia - oficial Os tipos de letra e a sua correta conjugação com todos os elementos gráficos que compõem a identidade são etremamente importantes para uma representação consistente das marcas, pois contribuem para reforçar a sua personalidade. No caso da EDP, foram selecionadas famílias tipográficas tão distintas e inovadoras quanto a própria empresa. Neste sentido, foi desenvolvida uma família tipográfica eclusiva designada EDP Preon que reflete tanto o lado humano da empresa, como as metodologias inovadoras de base tecnológica. O nome Preon tem a sua origem no léico científico e está relacionado com a ideia de partículas individuais que se juntam e tendem para a formação de um todo. Esta ideia permite uma relação conceptual forte com a premissa original subjacente ao sistema de marcas EDP composto por formas dinâmicas e com a inovadora abordagem holística à energia. abc 123 ABC ;) &* Preon character set abcdefghijklmnopqrstuvwyz ABCDEF GHIJKLMNOPQRSTU VWXYZ &# $ ƒ ¹²³ abcdefghijklmnopqrstuvwyz *½¼¾% \/ - _ ΔΩ ΣΠπμ + = ± ^<> ~ l àáâãäåāăąææçćĉċčďđèéêëẽēĕėęě ĝğġģĥħìíîïıĩīĭįĵķłĺļľñńņňòóôõöō ŏőøoeoeŕŗřšśŝşšșßţťŧùúûüũūŭůűųŵ ẁẃẅýỳÿyžðþ ÀÁÂÃÄÅ ĂĄÆÆÇĆĈĊČĎĐÈÉÊËẼĒĔ ĖĘĚĜĞĠĢĤĦÌÍÎÏĪĬĮİĴĶŁĹĻĽĿÑŃ ŅŇÒÓÔÕÖŌŎŐØOEŔŖŘŠŚŜŞȘŢŤŦÙ ÚÛÜŨŪŬŮŰŲŴẀẂẄÝỲŸYŽĐÞ EDP PREON HAIR abcabc123 EDP PREON thin abcabc123 EDP PREON light abcabc123 EDP PREON regular abcabc123 EDP PREON medium abcabc123 EDP PREON HAIR Italic abcabc123 EDP PREON thin Italic abcabc123 EDP PREON light Italic abcabc123 EDP PREON regular Italic abcabc123 EDP PREON medium Italic abcabc123 34

35 Tipografia - utilização e espessuras A família tipográfica EDP Preon apresenta cinco espessuras - Medium, Regular, Light, Thin e Hair - permitindo uma elevada fleibilidade na sua utilização. Para escolher a que melhor se aplica em cada peça deve ter-se em conta que, regra geral, quanto maior a espessura, mais afável e próima será percecionada. Espessuras mais finas transmitem um estilo mais refinado e sofisticado. Nota: Quanto mais fina a espessura da letra, menor a sua legibilidade em corpo reduzido. Por este motivo não é recomendada a utilização da espessura Hair abaio dos 30 pontos e da Thin abaio dos 10 pontos. Títulos e subtítulos Em títulos e subtítulos recomenda se que a utilização da EDP Preon seja feita em minúsculas. O nome EDP deve também ser escrito em minúsculas, mas com uma espessura duas vezes superior à aplicada na restante frase. Teto A EDP Preon foi desenhada para ser utilizada como tipo de letra robusto e, como tal, poderá ser utilizada em teto regular. Devido às suas proporções é recomendada a espessura Regular em teto regular. A recomendação tipográfica para teto regular é 9 pontos no corpo de letra, com 14 pontos de entrelinha e não mais que 72 carateres por linha. Em teto corrido, o nome EDP deverá sempre ser escrito em maiúsculas, na mesma espessura do restante teto. Legendas A EDP Preon é uma família tipográfica etremamente legível e pode suportar a escrita de legendas num corpo de letra reduzido, que não deve ser inferior a um corpo de letra de 4 pontos. Abaio dos 6 pontos recomenda-se que o corpo de letra tenha a espessura Regular. Preferencialmente, as legendas devem ser escritas em minúsculas. Tal como na escrita de teto corrido, nas legendas, o nome EDP deverá sempre ser escrito em maiúsculas, na mesma espessura do restante teto. Tipografia de apoio secundária Para partilha de documentos como s, documentos de Word e/ou Powerpoint, deve ser utilizada, em substituição, a Calibri, uma família tipográfica eistente nos sistemas MAC e Windows. De igual forma, para os suportes online da marca EDP as fontes digitais, devem ser as famílias tipográficas de sistema Verdana ou Arial. abc 123 ABC &* Calibri abc 123 ABC &* Verdana abc 123 ABC &* Arial 35

36 Utilizações incorretas A marca EDP é o primeiro ponto de contacto com todas as pessoas, sejam parceiros ou clientes. É, por isso, tão importante manter uma abordagem coerente e consistente na sua aplicação, cumprindo as regras definidas neste manual. Para que não haja ambiguidade de interpretação, eemplificam se aqui algumas situações que nunca podem acontecer, sejam quais forem as circunstâncias. Não simplificar a marca para apenas uma cor. edp Não aplicar qualquer deformação à marca ou sombra. Não alterar a cor da marca. Não aplicar teturas ou efeitos à marca ou monograma. No caso deste manual não apresentar resposta a todos os casos, ou se persistirem dúvidas sobre a aplicação da marca, a situação específica deve ser eposta à Direção de Marca e Comunicação EDP, cujos contactos se encontram mais à frente neste manual. Não recriar a marca ou monograma com outra tipografia. Não aplicar molduras à marca. Não rodar ou utilizar a marca na vertical. Não aplicar a versão monocromática sobre fundo de cor. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Não aplicar a marca com sombra sobre fundos com cor. Não utilizar o monograma com, ou como outline. Não aplicar a marca sobre fundos vermelhos. Utilização da marca como moldura para tetos 36

37 Construção de peças a energia que nos une Neste capítulo eemplifica-se como se combinam os diferentes elementos que fazem parte da identidade EDP no seu todo e demonstra-se a sua correta aplicação, apesar das várias eceções e situações especiais. Localização da marca nos suportes EDPSURFSPOT Queres ter uma aula de SURF gratuita? A comunicação da EDP faz-se em diversos meios e através de diversos suportes. Em todos eles a regra transversal à aplicação da marca deve ser a de garantir o máimo de visibilidade. JULHO Lagoa de Albufeira Sesimbra SCS Praia do Passeio Atlântico Matosinhos Onda Pura AGOSTO 2-3 Praia do CDS Costa da Caparica Centro Internacional de Surf 8-10 Praia de Carcavelos Carcavelos Surf Academia Praia do Guincho Cascais Guincho Surf School Praia do Castelo Costa da Caparica Duckdive Praia Grande Sintra Surf Academia SETEMBRO 6-7 Praia da Rainha Costa da Caparica Duckdive Assim, preferencialmente, a marca (com ou sem assinatura) deverá aparecer sempre no topo dos suportes. E no caso dos MUPIS e cartazes esta regra é obrigatória. Vamos surfar com a energia da EDP. Informa-te: EDP, a energia oficial do desporto. A nossa energia levou mais de 5 milhões de portugueses aos melhores acontecimentos culturais e festivais de música, nos últimos cinco anos. EDP, a energia oficial da música. Contudo, noutros suportes, a aplicação da marca é mais permissiva, pois depende da quantidade de elementos a combinar. No entanto, a regra da visibilidade deverá prevalecer. Nota: Para aplicar a marca corretamente nos diferentes suportes, consulte os eemplos adicionais apresentados no capítulo dedicado às Aplicações da Marca, na página

38 Construção de peças - marca sem assinatura Zona para título Zona para sub-título ou teto Zona para imagem 38

39 Manual de Identidade EDP Universo Visual edp 39

40 Universo Visual EDP Construção da linha gráfica A marca EDP é epressiva. Através da conjugação de mensagens com representações visuais próprias, que caracterizam o seu mundo, conta narrativas cativantes que descrevem a sua personalidade, a sua atividade e os seus valores, enquanto parte interveniente nas comunidades. Assim, foi desenvolvido um universo visual próprio, intimamente ligado à marca, tanto na consistência, como na capacidade de ser dinâmico e variável. Este universo visual, combinado com a marca, com o estilo fotográfico, com os tipos de letra e com toda a sua iconografia, compõe a linha gráfica da marca EDP, ou seja, aquilo que a torna única e distinta sempre que fala, seja em peças de comunicação ou noutros ambientes. É todo este conjunto de elementos, cheio de diversidade, mas com o mesmo fio condutor, que enriquece a sua identidade, distingue a sua personalidade e permite o reconhecimento da marca por todos aqueles com quem se relaciona. 40

41 Universo Visual EDP Conceito Visual A EDP acredita que há uma linguagem universal, através da qual é possível comunicar com os colaboradores e restantes stakeholders de qualquer parte do mundo. Foi por isso que criou um mundo pictográfico que, tendo a base gráfica da marca EDP, permite construir ideias abstratas, objetos, produtos, informações e até mesmo animais. ÍCONES E ILUSTRAÇÕES O ponto de partida para a construção da iconografia e ilustrações, tem na base as formas primárias a partir das quais também a marca EDP foi construída - o círculo, o quadrado, o triângulo e o semicírculo. Combinando esses elementos é possível criar uma linguagem própria, intimamente ligada à marca, mas compreensível por todos. Ícones Em contacto com a coleção rica e abrangente de marcas EDP, a marca mantém uma crescente biblioteca de representações iconográficas. Quando utilizadas nas aplicações apropriadas, todos ajudam a transmitir a história da EDP. Nota: Os ícones estão a ser utilizados em Portugal, em: - Comunicação interna institucional; - Comunicação digital comercial; - Comunicação gráfica comercial. A sua utilização deve ser feita com moderação, servindo especialmente de suporte à comunicação digital, a conteúdos de folhetos ou brochuras, para sistematização da mensagem. - Nas restantes geografias a utilização dos ícones é mais presente na comunicação porque o rebranding aconteceu algum tempo depois de ter acontecido em Portugal. Ilustração Embora os elementos de construção da identidade visual da EDP sejam formas geométricas simples e planas, estas podem ser combinadas com imagens compleas e diferentes narrativas, que permitem uma grande variedade de aplicações criativas. É preciso ter em conta que, seja qual for a situação, o objetivo é mostrar sempre a veia imaginativa e aspiracional da marca, através de mensagens imprevisíveis, divertidas e com grande poder de comunicação. Nota: As ilustrações devem ser utilizadas com moderação. ESTILO FOTOGRÁFICO A marca EDP comunica com o mundo através de um conjunto de elementos visuais gráficos informativos e sistemas iconográficos. Quando há necessidade de recorrer à utilização de fotografias - com ou sem pessoas - há algumas características a ter em conta, quer se tratem de fotografias de banco de imagem ou de imagens realizadas propositadamente para a EDP: Quotidiano A EDP faz parte da vida das pessoas. Neste sentido, as fotografias devem refletir momentos destas mesmas pessoas, quer estejam a sós, em família, com os amigos, a trabalhar ou integradas na comunidade. Nalguns casos, podem ainda refletir o estilo de fotografia tirado por cada um, como é o caso das fotografias tiradas com telemóveis (filtros), ou em redes sociais como, por eemplo, o Instagram. Naturalidade A EDP é para todos. Assim, quanto mais natural parecer a foto, melhor. O estilo fotográfico deve, portanto, integrar diferentes tipos e estilos de pessoas e famílias, como se fossem capturados momentos das suas vidas, sem poses ou cenários artificiais. O mesmo se aplica às fotografias de paisagens/ambientes ou objetos. Energia A EDP é energia feita da boa energia das pessoas. O estilo fotográfico deve revelar positivismo, dinamismo e bem-estar. Em resumo, fotografias demasiado elaboradas ou artificiais, demasiado minimalistas ou sofisticadas, negativas ou tristes, não são recomendadas para a comunicação EDP. Nota: Desde que os princípios enumerados continuem presentes na foto, poderão ser utilizadas fotografias a preto e branco. As ilustrações da marca nunca devem ser combinadas com fotografias. 41

42 Universo Visual EDP Conceito Visual - ícones 42

43 Universo Visual EDP Aplicações da Marca Em sintonia com a preocupação ambiental, prática de negócio sustentável e compromisso com a responsabilidade social, é fortemente recomendada a utilização de materiais, produtos e métodos de produção amigos do ambiente, sempre que seja necessário selecionar ou criar aplicações para a identidade da marca. Neste capítulo são apresentados alguns eemplos de peças de comunicação EDP, que permitem ver aplicações reais da marca em diferentes ambientes e materiais. 43

44 Universo Visual EDP Aplicações da Marca Brindes e merchandising Seja numa garrafa de água ou na criação de um porta-chaves promocional, deve tentar-se articular, de forma clara e inteligente, a marca EDP com os restantes elementos da identidade. Assim, deve tentar-se sempre encontrar uma forma criativa de eplorar o dinamismo da marca, nunca descurando as suas regras, cores, tipografia e universo visual. Vestuário e acessórios A roupa e os acessórios são suportes especialmente interessantes para eplorar a estética divertida e alegre da marca EDP. Artigos como malas ou t-shirts podem envolver padrões ou imagens mais compleas. No caso de objetos ou acessórios mais pequenos, aconselha-se a utilização do monograma simples EDP, para garantir legibilidade. Estes são casos particulares, em que as técnicas de reprodução determinam normalmente qual o tipo de elementos da marca que será mais ajustado. 44

45 Outros manuais da marca Apesar deste manual de identidade EDP ser a ferramenta que reúne as regras de aplicação da marca transversais a todo o universo EDP, eistem outros manuais que podem ser consultados para esclarecimento de situações específicas. Para os requerer, contacte a Direção de Marca e Comunicação EDP. Manuais: EDP EDP Distribuição EDP Serviço Universal EDP Renováveis Fundação EDP EDP Gás EDP Gás Distribuição EDP Gás Serviço Universal Fundación EDP Instituto EDP EDP Renewables Manual da Frota EDP Manual de Sinalética EDP Manual de Estacionário Outros manuais: EDP Comercial Manual de Lojas Manual de marca EDP Mobile Contactos: Para questões adicionais referentes à aplicação da marca EDP, e/ou sobre a sua identidade, contacte sempre a Direção de Marca e Comunicação EDP. Poupamos-lhe muita energia ao disponibilizar toda a informação em formato digital. 45

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Confiabilidade Confiabilidade será nossa palavra-chave: todas as nossas ações serão no sentido de conquistar o reconhecimento da OniSat como uma grande empresa na área de rastreamento.

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS CONTEÚDOS 01 RENOVAÇÃO DA MARCA 02 CONSTRUÇÃO DA MARCA 03 DIMENSÕES MÍNIMAS MARGEM MÍNIMA DE SEGURANÇA 04 05 06 CORES COMPORTAMENTOS SOBRE FUNDOS TIPOGRAFIA E RESPETIVOS ESTILOS

Leia mais

MANUAL DE MARCA R E G R A S D E U T I L I Z A Ç Ã O

MANUAL DE MARCA R E G R A S D E U T I L I Z A Ç Ã O MANUAL DE MARCA R E G R A S D E U T I L I Z A Ç Ã O Fundado por um grupo de cirurgiões-dentistas em 1987, o Grupo OdontoPrev é líder absoluto em Assistência Odontológica na América Latina e reúne corporativamente

Leia mais

MANUAL DE NORMAS E IDENTIDADE

MANUAL DE NORMAS E IDENTIDADE MANUAL DE NORMAS E IDENTIDADE INDÍCE 1 IDENTIDADE - Valores - Objetivos - Conceito Visual 2 ELEMENTOS - Versões - Dimensões mínimas - Cor - Aplicações de cor e sobre fundos - Aplicações sobre imagem -

Leia mais

IT- MKT-001-COM Data: 28/01/2015 versão: 04. Manual de aplicação da marca

IT- MKT-001-COM Data: 28/01/2015 versão: 04. Manual de aplicação da marca Manual de aplicação da marca IT- MKT-001-COM Data 15/08/2014 versão 02 SumárioApresentação 3 A marca 4 Memorial descritivo... 5 Versão preferencial... 6 Padrões cromáticos... 7 Versões positiva/negativa...

Leia mais

Manual de uso da marca do Governo Federal. SECOM / PR Janeiro de 2015

Manual de uso da marca do Governo Federal. SECOM / PR Janeiro de 2015 Manual de uso da marca do Governo Federal SECOM / PR Manual de uso da marca do Governo Federal 1.1 Introdução 3 1.2 Logomarca do Governo Federal 4 1.3 Proporções e medições 5 1.4 Zona de eclusão 6 1.5

Leia mais

Manual de Identidade Visual Golin Módulo II Guia Rápido de Utilização do Logotipo / Meios Digitais. Manual de Identidade Visual junho 2010

Manual de Identidade Visual Golin Módulo II Guia Rápido de Utilização do Logotipo / Meios Digitais. Manual de Identidade Visual junho 2010 1 Manual de Identidade Visual Golin Módulo II Guia Rápido de Utilização do Logotipo / Meios Digitais Manual de Identidade Visual junho 2010 Sumário 2 A marca 3 Introdução 4 Comunicação através de Símbolos

Leia mais

BRAND BOOK. Locamerica 2011 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

BRAND BOOK. Locamerica 2011 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS BRAND BOOK Locamerica 2011 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS BRAND BOOK Este BRAND BOOK foi criado para orientar a expressão da marca Locamerica em todos os momentos de contato com seus públicos. Seu objetivo

Leia mais

ÍNDICE. 1. Marca 1.1 Valores 1.2 Conceito visual

ÍNDICE. 1. Marca 1.1 Valores 1.2 Conceito visual 09.05.2013 ÍNDICE 1. Marca 1.1 Valores 1.2 Conceito visual 2. Elementos Visuais 2.1 Construção 2.2 Área de protecção 2.3 Dimensão mínima 2.4 Tipografia 2.5 Cores 2.6 Marca Registada 3. Assinatura 3.1 Conceito

Leia mais

manual de identidade institucional

manual de identidade institucional manual de identidade institucional outubro 2013 Introdução A marca ISEL entrou numa nova etapa da sua história. O ISEL tem 160 anos, e é com orgulho que se olha para a sua história e para o seu percurso.

Leia mais

LOGÓTIPO - VERSÕES A CORES. LOGÓTIPO O logótipo do turismo de Portugal foi criado para expressar o nosso espírito e modo de ser.

LOGÓTIPO - VERSÕES A CORES. LOGÓTIPO O logótipo do turismo de Portugal foi criado para expressar o nosso espírito e modo de ser. LOGÓTIPO O logótipo do turismo de Portugal foi criado para epressar o nosso espírito e modo de ser. O logótipo é parte integrante de uma série de elementos gráficos que criam uma imagem e aspecto consistentes

Leia mais

Manual de Identidade Junho de 2011

Manual de Identidade Junho de 2011 Manual de Identidade Junho de 2011 Índice Identidade Visual... 2 O que é a Identidade Visual... 2 Objectivos do Manual de Identidade Visual... 2 Marca... 3 Versão Preferencial... 4 Versão Auxiliar... 4

Leia mais

Uso correto da Marca ONS. versão 1.0 dezembro 2012

Uso correto da Marca ONS. versão 1.0 dezembro 2012 Uso correto da Marca ONS versão 1.0 dezembro 2012 O ONS desempenha com eficiência e eficácia seu papel no setor elétrico. A Marca ONS identifica e representa a organização e todos que a formam. Este documento

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual ÍNDICE 1. Marca 1.1 Apresentação 1.2 Versões de assinatura 1.2.1 Recomendações 1.3 Negativo e positivo 1.4 Escala de cinza 1.5 Versão não cromia 1.6 Área de proteção 1.7 Redução

Leia mais

Manual de Normas Gráficas. COMPETE - Programa Operacional Factores de Competitividade

Manual de Normas Gráficas. COMPETE - Programa Operacional Factores de Competitividade Manual de Normas Gráficas COMPETE - Programa Operacional Factores de Competitividade > Índice A Marca 05 Identidade 06. Logótipo 08. Versões 09. Margem de Segurança 10. Dimensão Mínima 11. A Cor 12 Suportes

Leia mais

SUMÁRIO INTRODUÇÃO ELEMENTOS E PROPORÇÕES DA ASSINATURA HORIZONTAL VERSÕES DA ASSINATURA HORIZONTAL SÍMBOLO CHAPADO

SUMÁRIO INTRODUÇÃO ELEMENTOS E PROPORÇÕES DA ASSINATURA HORIZONTAL VERSÕES DA ASSINATURA HORIZONTAL SÍMBOLO CHAPADO SUMÁRIO INTRODUÇÃO ELEMENTOS E PROPORÇÕES DA ASSINATURA HORIZONTAL VERSÕES DA ASSINATURA HORIZONTAL SÍMBOLO CHAPADO ELEMENTOS E PROPORÇÕES DA ASSINATURA VERTICAL VERSÕES DA ASSINATURA VERTICAL SÍMBOLO

Leia mais

NORMAS DE APLICAÇÃO DO LOGOTIPO CENTRO HOSPITALAR DE SÃO JOÃO

NORMAS DE APLICAÇÃO DO LOGOTIPO CENTRO HOSPITALAR DE SÃO JOÃO NORMAS DE APLICAÇÃO DO LOGOTIPO CENTRO HOSPITALAR DE SÃO JOÃO IMPORTANTE O LOGOTIPO CENTRO HOSPITALAR DE SÃO JOÃO É UM SÍMBOLO PROTEGIDO LEGALMENTE. NÃO PODE SER ALTERADO EM PARTE OU NO SEU TODO. TODA

Leia mais

Conceito Visual. Manual de aplicação de Marca

Conceito Visual. Manual de aplicação de Marca Conceito Visual Conceito Visual Qualidade e Durabilidade Principal característica a ser transmitida na comunicação, os produtos são feitos com alto padrão de qualidade e durabilidade, é o ponto mais forte

Leia mais

Manual de uso da marca do Governo Federal

Manual de uso da marca do Governo Federal Manual de uso da marca do Governo Federal SECOM / PR - 2011 Manual de uso da marca do Governo Federal 1.1 Introdução 03 1.2 Logomarca do Governo Federal 04 1.3 Proporções e medições 05 1.4 Zona de eclusão

Leia mais

Manual de Aplicação da Marca do BRB

Manual de Aplicação da Marca do BRB Manual de Aplicação da Marca do BRB Banco de Brasília Superintendência de Marketing Dezembro de 2011 Redução Para garantir que a marca do BRB esteja sempre legível e não apresente ruídos, foi estabelecido

Leia mais

BRIEFING BRASIL. Parceiro:

BRIEFING BRASIL. Parceiro: BRIEFING BRASIL Parceiro: 1 ÍNDICE 1 Índice... 1 2 Introdução... 2 3 Apresentação... 3 3.1 Tema 1 Consumo consciente... 3 3.2 Tema 2 - Qualidade e Satisfação no Atendimento ao Cliente... 4 4 Desenvolvimento

Leia mais

Manual da marca 2014

Manual da marca 2014 Manual da marca 2014 Índice 1. Marca 2. Elementos, versões e proporções 3. Área de reserva e redução 4. As cores da marca 4.1. Uso preferencial e versão PB 4.2. Cor complementar 5. Variação de fundos 6.

Leia mais

I ntrodução. Todas as versões e aplicações que não estiverem aqui contempladas devem ser submetidos à aprovação prévia.

I ntrodução. Todas as versões e aplicações que não estiverem aqui contempladas devem ser submetidos à aprovação prévia. I ntrodução O símbolo-logotipo do LNEG é a face visível da sua identidade. Este manual tem como objectivo definir um conjunto de regras e recomendações que garantam uma aplicação correcta dessa marca.

Leia mais

A marca. Versão beta 28 / 04/ 2010

A marca. Versão beta 28 / 04/ 2010 A marca O símbolo transmite brasilidade e a fluidez da Eletrobras, além de representar a evolução constante e o movimento contínuo e dinâmico da empresa rumo ao futuro. Em suas cores, temos o azul, representando

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Normas e padrões de utilização Versão 1.3 Alterada em 13/11/2014 Alteração: inclusão do elemento de marca registrada, após a concessão do registro da marca pelo INPI. Sumário

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Sumário Apresentação 3 Logotipo - Versões Cromáticas 4 Diagrama de Construção, Área de Reserva e Redução 5 Convivência com Outras Marcas 6 Patrocínio 7 Aplicações sobre Fundos 8 Aplicações Incorretas 9

Leia mais

A ETIAM Etiquetadora Amaral Ltda. pretende através deste documento, consolidar o bem mais valioso que uma instituição pode ter: sua marca.

A ETIAM Etiquetadora Amaral Ltda. pretende através deste documento, consolidar o bem mais valioso que uma instituição pode ter: sua marca. INTRODUÇÃO Ter uma identidade visual, que passe uma mensagem de qualidade e segurança aos clientes é fundamental para o sucesso da empresa. A identidade visual é a imagem ou, em outras palavras, a roupa

Leia mais

Manual pra quê? O que move uma marca? Ela é movida pela CONFIANÇA E PERCEPÇÃO DE VALOR POR SEUS CONSUMIDORES.

Manual pra quê? O que move uma marca? Ela é movida pela CONFIANÇA E PERCEPÇÃO DE VALOR POR SEUS CONSUMIDORES. Manual pra quê? O que move uma marca? Ela é movida pela CONFIANÇA E PERCEPÇÃO DE VALOR POR SEUS CONSUMIDORES. E a marca HEAVYLOAD transmite essa confiança e, também, cria essa percepção! Em cada momento

Leia mais

Manual de Identidade Visual Governo do Estado do Rio Grande do Sul

Manual de Identidade Visual Governo do Estado do Rio Grande do Sul Manual de Identidade Visual Governo do Estado do Rio Grande do Sul todos pelo rio grande É com muita satisfação que apresentamos a nova forma de expressão do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Daqui

Leia mais

Resumo MANUAL DE MARCA. neodent.com.br/identidade-corporativa

Resumo MANUAL DE MARCA. neodent.com.br/identidade-corporativa neodent.com.br/identidade-corporativa MANUAL Resumo DE MARCA 01 a Componentes da marca Cores da marca As cores podem incitar uma emoção e evocar uma associação com a marca. A importância da cor não está

Leia mais

Manual de Uso da Marca do Governo Federal Patrocínio

Manual de Uso da Marca do Governo Federal Patrocínio Manual de Uso da Marca do Governo Federal Patrocínio SECOM / PR - 2011 Manual de uso da marca do Governo Federal Introdução...3 Assinatura de marcas do Governo Federal em patrocínios...4 Reserva de integridade...6

Leia mais

Manual de uso da marca do Governo Federal

Manual de uso da marca do Governo Federal Manual de uso da marca do Governo Federal SECOM / PR - 2011 Manual de uso da marca do Governo Federal 1.1 2.2 Introdução Logomarca Governo Federal 2.1.1 Reduções Mínimas 2.1.2 Variantes do Logo 2.1.3 Cores

Leia mais

Atualização: JULHO/2011

Atualização: JULHO/2011 Uso do logo Teuto Pfizer Este material também é conhecido por manual da marca Teuto Pfizer. Ele é destinado a profissionais de comunicação, agências de publicidade, fornecedores e usuários em geral que

Leia mais

Manual de utilização do selo

Manual de utilização do selo Manual de utilização do selo Introdução O manual do selo Empresa Parceira da Saúde tem a função de ordenar e padronizar o signo que distingue e diferencia a parceira, compreendendo padrões e regras de

Leia mais

Manual de Normas Gráficas MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

Manual de Normas Gráficas MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS Manual de Normas Gráficas MANUAL 1 MANUAL 2 Manual de Normas Gráficas Este manual contém as regras básicas de utilização dos elementos fundamentais de design da marca Ceramics Portugal does it better e

Leia mais

M A N U A L D E NOR M A S

M A N U A L D E NOR M A S MANUAL DE NORMAS A Construção de uma Marca é o resultado de uma pesquisa apurada. A sua construção obedece a regras precisas, que asseguram o equilíbrio da sua composição. Qualquer alteração das proporções

Leia mais

INSTITUTO DOS IRMÃOS MARISTAS

INSTITUTO DOS IRMÃOS MARISTAS INSTITUTO DOS IRMÃOS MARISTAS Como líderes do instituto neste momento histórico, voltamos nosso olhar para Maria, aurora dos novos tempos, nos quais encontramos inspiração para descobrir como as atitudes

Leia mais

Apresentação 3. Conceitos Básicos 4. Conceito da Marca 6

Apresentação 3. Conceitos Básicos 4. Conceito da Marca 6 Sumário Apresentação 3 Conceitos Básicos 4 O Clube 5 Conceito da Marca 6 Versões da Marca Assinatura Principal 7 Assinatura Secundária 8 Escala de Cinza 9 Colorida 9 Preto e Branco positivo 9 Preto e Branco

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL VOLUME 1 - SISTEMA BÁSICO MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL GUIA PARA APLICAÇÃO DA IDENTIDADE VISUAL DO PROJETO TARAMANDAHY - FASE 2 1 MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL SISTEMA BÁSICO 2 REDESENHO DA MARCA TARAMANDAHY

Leia mais

manual de identidade corporativa * normas de utilização da marca

manual de identidade corporativa * normas de utilização da marca manual de identidade corporativa * normas de utilização da marca 01 - introdução O logótipo é um elemento de identificação da instituição e não tanto um mero elemento gráfico, por isso não deve ser alterado

Leia mais

MANUAL DE MARCAS. 11.02.2015 GEM - Gestão Estratégica de Marcas

MANUAL DE MARCAS. 11.02.2015 GEM - Gestão Estratégica de Marcas MANUAL DE MARCAS 11.02.2015 GEM - Gestão Estratégica de Marcas INTRODUÇÃO Na construção de uma marca forte é essencial sermos consistentes na forma de comunicar em todas as áreas de negócio onde atuamos.

Leia mais

Manual de identidade visual

Manual de identidade visual Manual de identidade visual A empresa Chrysalis Nutri Essences nasceu de uma necessidade de atender a uma grande demanda na área de saúde, qualidade de vida e educação alimentar, com a finalidade de prestar

Leia mais

Manual de Uso da Marca do Governo Federal. SECOM / PR Novembro de 2011

Manual de Uso da Marca do Governo Federal. SECOM / PR Novembro de 2011 SECOM / PR 1.1 Introdução 3 1.2 Logomarca do Governo Federal 4 1.3 Proporções e medições 5 1.4 Zona de eclusão 6 1.5 Reduções mínimas 7 1.6 Variantes de cor 8 1.7 Cores da logomarca 9 1.8 Aplicação sobre

Leia mais

APRESENTAÇÃO. A identidade visual da Virada da Saúde foi desenvolvida para expressar o conceito do evento.

APRESENTAÇÃO. A identidade visual da Virada da Saúde foi desenvolvida para expressar o conceito do evento. APRESENTAÇÃO A identidade visual da Virada da foi desenvolvida para expressar o conceito do evento. urbanidade e saúde qualidade de vida do homem sustentabilidade como promoção de saúde protagonismo pertencimento

Leia mais

IDENTIDADE VISUAL Manual de Normas MANUAL DE IDENTIDADE CORPORATIVA. acm. acm ALTO COMISSARIADO PARA AS MIGRAÇÕES. acm

IDENTIDADE VISUAL Manual de Normas MANUAL DE IDENTIDADE CORPORATIVA. acm. acm ALTO COMISSARIADO PARA AS MIGRAÇÕES. acm A FUNÇÃO DO MANUAL A garantia da aplicação correta da identidade ACM é o objetivo da definição do conjunto de regras e recomendações constantes neste manual. Este documento descreve o logótipo, as cores,

Leia mais

Manual de Normas Gráficas

Manual de Normas Gráficas Manual de Normas Gráficas Versão 1.0 1.0 Julho 2014 Manual de Normas Gráficas. 1 ÍNDICE 3 // A IDENTIDADE DO MARE 4 // LOGOMARCA 8 // ÁREA DE PROTEÇÃO DA LOGOMARCA 9 // DIMENSÃO MÍNIMA DA LOGOMARCA 10

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Índice

Manual de Identidade Visual. Índice Índice Introdução Concepção Proporção da identidade visual Limite de redução Cores institucionais Tipografia institucional Versão de assinatura Cores Fundos coloridos Papelaria Aplicação em ícone para

Leia mais

Aplicações da Logomarca Logomarca Preferencial - Assinatura Horizontal - Secretaria Logomarca Preferencial - Assinatura Vertical - Secretaria

Aplicações da Logomarca Logomarca Preferencial - Assinatura Horizontal - Secretaria Logomarca Preferencial - Assinatura Vertical - Secretaria Índice 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 Apresentação A logomarca da Prefeitura de Palmas Proporções e medições Zona de exclusão Redução mínima Variantes de cor Cores

Leia mais

Manual de Identidade Visual Diretrizes de uso e gestão da marca

Manual de Identidade Visual Diretrizes de uso e gestão da marca Manual de Identidade Visual Diretrizes de uso e gestão da marca Manual de Identidade Visual - 1 Um projeto de identidade visual tem o propósito de desenvolver a marca e os elementos gráficos que constituem

Leia mais

ÍNDICE ESTACIONÁRIO CARTÕES DE VISITA APLICAÇÕES ASSINATURA DE E-MAIL

ÍNDICE ESTACIONÁRIO CARTÕES DE VISITA APLICAÇÕES ASSINATURA DE E-MAIL ÍNDICE CONSTRUÇÃO DA MARCA O LOGÓTIPO ÁREA DE PROTECÇÃO ASSINATURA DIMENSÕES MÍNIMAS CORES INSTITUCIONAIS TIPOGRAFIA VERSÕES DA MARCA COMPORTAMENTO SOBRE FUNDOS FOTOGRÁFICOS USO INCORRECTO ESTACIONÁRIO

Leia mais

Uma sociedade inclusiva com alta empregabilidade com prioridades no Emprego, Competências e Combate à Pobreza;

Uma sociedade inclusiva com alta empregabilidade com prioridades no Emprego, Competências e Combate à Pobreza; MANUAL DE NORMAS INTRODUÇÃO O forte alinhamento dos objetivos portugueses para a Política de Coesão no período 2014-2020 com a Estratégia Europa 2020 é visível nos objetivos definidos para o próximo período:

Leia mais

Manual de Padronização

Manual de Padronização Manual de Padronização das Marcas EBC e seus veículos Novembro de 2013 1. Marca da EBC 4 1.1 Reduções mínimas 5 1.2 Aplicações da marca 6 1.3 Tipografia 7 1.4 Cor da marca 8 1.5 Usos Indevidos 9 2. Marca

Leia mais

Manual de Identidade Visual. 1 iuni Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual. 1 iuni Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual 1 iuni Manual de Identidade Visual SUMÁRIO iuni Manual de Identidade Visual 2 Sumário 1. 2. 3. 4. 5. 6. A Marca Versão preferencial - VP Dimensões preferenciais Marca p&b Cores

Leia mais

Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Identificação Visual

Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Identificação Visual Identificação Visual Uma marca bem trabalhada esteticamente transmite a personalidade da empresa. Ela contribui decisivamente para a imagem da corporação, tanto no mercado quanto para os seus funcionários.

Leia mais

JUNHO 2014 V.01 MARCA GUIMARÃES MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

JUNHO 2014 V.01 MARCA GUIMARÃES MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS JUNHO 2014 V.01 MARCA GUIMARÃES MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS ÍNDICE 01. INTRODUÇÃO 02. IDENTIDADE MÚLTIPLA 03. MARCA INSTITUCIONAL 01. VERSÕES INSTITUCIONAIS 02. PATRIMÓNIO MUNDIAL 03. NOVAS VERSÕES 04. ESPAÇO

Leia mais

a marca bematech Tudo o que você precisa para usar a marca. Dezembro de 2009

a marca bematech Tudo o que você precisa para usar a marca. Dezembro de 2009 16 a marca bematech Tudo o que você precisa para usar a marca. 17 Marca Dinâmica e evolutiva, a marca Bematech é formada pelo símbolo e logotipo. Suas elipses simbolizam a essência de uma empresa empreendedora.

Leia mais

Manual de Identidade Visual RIO +20

Manual de Identidade Visual RIO +20 Manual de Identidade Visual RIO +20 ÍNDICE Introdução 1. O selo 2. Aplicação principal 2.1. Construção 2.2. Aplicação em cores sólidas 2.3. Tons de cinza 2.4. Versões monocromáticas 2.5. Redução máxima

Leia mais

THE BRAND GUIDE BOOKLET

THE BRAND GUIDE BOOKLET THE BRAND GUIDE BOOKLET APRESENTAÇÃO 1ª Edição Março de 2015 A experiência de uma pedalada perfeita só pode ser intensificada por uma bicicleta perfeita. Audax foi criada por almas aventureiras que entendem

Leia mais

Uma empresa que já atua há tanto tempo no mercado de maneira tão sólida e vitoriosa precisa portar-se institucionalmente, através dos tempos, de um

Uma empresa que já atua há tanto tempo no mercado de maneira tão sólida e vitoriosa precisa portar-se institucionalmente, através dos tempos, de um Uma empresa que já atua há tanto tempo no mercado de maneira tão sólida e vitoriosa precisa portar-se institucionalmente, através dos tempos, de um modo que justifique e reafirme o seu lugar na vanguarda.

Leia mais

Uma empresa que já atua há tanto tempo no mercado de maneira tão sólida e vitoriosa precisa, através dos tempos, portar-se institucionalmente de um

Uma empresa que já atua há tanto tempo no mercado de maneira tão sólida e vitoriosa precisa, através dos tempos, portar-se institucionalmente de um Uma empresa que já atua há tanto tempo no mercado de maneira tão sólida e vitoriosa precisa, através dos tempos, portar-se institucionalmente de um modo que justifique e reafirme o seu lugar na vanguarda.

Leia mais

PROPOSTA DE MARCA UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR 2ª Fase de Concurso Número de aluno 20710

PROPOSTA DE MARCA UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR 2ª Fase de Concurso Número de aluno 20710 PROPOSTA DE MARCA UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR 2ª Fase de Concurso Número de aluno 20710 01. UNIVERSO Antes de qualquer construção de uma nova marca, o primeiro passo deve ser sempre perceber qual o

Leia mais

Manual de identidade LINHA PROFISSIONAL

Manual de identidade LINHA PROFISSIONAL Índice Proporções do logotipo Manual de identidade LINHA PROFISSIONAL A Black & Decker desenvolveu este guia para manter o padrão visual na comunicação da LINHA PROFISSIONAL. Nela você encontrará os elementos

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL ÍNDICE CONSTRUÇÃO Versão preferencial... 03 Malha construtiva... 04 Cores institucionais... 05 USABILIDADE Área de não interferência... 06 Redução máxima... 07 Aplicações sobre

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL INTRODUÇÃO A marca de uma empresa é seu símbolo mais importante. Através dela o público reconhece a presença da empresa, suas conquistas, sua tradição e seus ideais. Ela nos

Leia mais

CECOM/IFC MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL CURSOS DO IFC

CECOM/IFC MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL CURSOS DO IFC CECOM/IFC MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL CURSOS DO IFC O OBJETIVO DO PROJETO A criação dos ícones dos cursos tem como objetivo construir uma identidade visual única para os cursos ofertados pelo IFC, principalmente

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL ÍNDICE 1. MARCA Definições de Interesse... 03 Conceito... 04 Desenho... 06 Cores... 07 Tipografia... 08 Uso Incorreto da Marca... 09 Redução da Marca... 10 Versões Monocromáticas...

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Introdução A logomarca Rio+20 - Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável - e o material de campanha foram desenhados pela Graphic Design Unit, nas Nações

Leia mais

Enap. Manual de uso da marca

Enap. Manual de uso da marca Manual de uso da marca O símbolo transmite seriedade, objetividade e contemporaneidade compatíveis com a instituição e também continuidade em relação ao sinal de identificação anteriormente usado. O desenho

Leia mais

Este é o Manual de Identidade Visual da Fundação CERTI. Ele serve para você conhecer melhor a nossa marca.

Este é o Manual de Identidade Visual da Fundação CERTI. Ele serve para você conhecer melhor a nossa marca. Manual de Para que serve este Manual Este é o Manual de Identidade Visual da Fundação CERTI. Ele serve para você conhecer melhor a nossa marca. Pag. 03 Pag. 04 Pag. 05 Pag. 06 Pag. 08 Pag. 12 Pag. 22 Pag.

Leia mais

2013: Ano da Contabilidade no Brasil. Manual de aplicação da marca

2013: Ano da Contabilidade no Brasil. Manual de aplicação da marca Apresentação A profissão contábil é um ofício antigo, que evoluiu e continua evoluindo, mas a sociedade não tem consciência dessa visão histórica, nem mesmo da importância dessa profissão para os dias

Leia mais

manual de identidade visual instituto fonte

manual de identidade visual instituto fonte manual de identidade visual instituto fonte por quê um manual de identidade visual é importante para o instituto fonte? Por uma razão de sentido. Faz sentido para nós conseguir comunicar, em um conjunto

Leia mais

MANUAL APLICAÇÃO LOGOTIPO LINTEC

MANUAL APLICAÇÃO LOGOTIPO LINTEC SUMÁRIO INTRODUÇÃO 03 APRESENTAÇÃO 04 VERSÃO INSTITUCIONAL 05 VERSÃO VERTICAL E HORIZONTAL 06 PRETO E BRANCO 07 PADRÕES CROMÁTICOS 08 MALHA CONSTRUTIVA 09 ÁREA DE PROTEÇÃO 10 REDUÇÃO MÁXIMA 11 APLICAÇÕES

Leia mais

manual de identidade visual

manual de identidade visual manual de identidade visual Índice do nosso manual 1.Nosso Logo 1.1. Apresentação...3 1.2. Versões...4 Logo A Aplicações...5 Cores...6 Logo B Aplicações...7 Cores...8 Logo C Aplicações...9 Cores...10 1.3.

Leia mais

Índice. Manual de Uso da Marca Multiverde

Índice. Manual de Uso da Marca Multiverde Manual de Uso da Marca Multiverde Índice Introdução Logomarca Multiverde Proporções e Medidas Zona de Exclusão Reduções Mínimas Variantes de Cor Cores da Logomarca Aplicação Sobre Fundos Instáveis Usos

Leia mais

Manual de Identidade Visual da Marca Fiat

Manual de Identidade Visual da Marca Fiat Manual de Identidade Visual da Marca Fiat Conceito A construção de um logo...é Em última instância o reflexo da integração da empresa que simboliza. Seu efeito depende consideravelmente da sua exposição

Leia mais

A extensa região territorial que abrange a estrutura multicampi da Unoesc é fator de orgulho

A extensa região territorial que abrange a estrutura multicampi da Unoesc é fator de orgulho Manual de Marca Apresentação A marca da Unoesc foi desenvolvida a partir de um estudo baseado no perfil histórico representativo da instituição Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), tomando

Leia mais

Manual de Identidade Visual CDL Celular

Manual de Identidade Visual CDL Celular Manual de Identidade Visual CDL Celular Índice Sistema... 03 Marca Símbolo... 04 Configuração Básica... 05 Sistema de Cores... 06 Uso Inadequado... 07 Identificação de Praças... 09 Aplicações - Promocional...

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL 1 MENSAGEM DA PRESIDÊNCIA O conjunto marca/logotipo é o elemento gráfico e visual pelo qual somos reconhecidos nos diversos meios em que atuamos. As suas formas foram concebidas

Leia mais

Manual de Identidade Visual ASA Versão simplificada

Manual de Identidade Visual ASA Versão simplificada Manual de Identidade Visual ASA Versão simplificada Manual de Identidade Visual ASA Versão simplificada Recife 2013 Copyright 2013, ASA Manual de Identidade Visual ASA Responsáveis técnicos Edson Figueiredo

Leia mais

MANUAL DE NORMAS logótipo TORRES VEDRAS. AGENDA 21

MANUAL DE NORMAS logótipo TORRES VEDRAS. AGENDA 21 MANUAL DE NORMAS logótipo TORRES VEDRAS. AGENDA 21 MANUAL DE NORMAS logótipo TORRES VEDRAS. AGENDA 21 03. Valores da marca 04. Grelha de Construção do Logótipo e Margens de segurança 05. Escalas e Dimensões

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL CORPORATIVA

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL CORPORATIVA MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL CORPORATIVA Índice 1. Introdução... Pág. 3 2. A Marca Atacadão Guarujá... Pág. 3 3. Logotipo... Pág. 4 4. Símbolo... Pág. 5 5. Utilização das Figuras Corporativas... Pág. 6

Leia mais

Educação para a Cidadania linhas orientadoras

Educação para a Cidadania linhas orientadoras Educação para a Cidadania linhas orientadoras A prática da cidadania constitui um processo participado, individual e coletivo, que apela à reflexão e à ação sobre os problemas sentidos por cada um e pela

Leia mais

Manual de Identidade Visual Universidade do Algarve

Manual de Identidade Visual Universidade do Algarve Manual de Identidade Visual Universidade do Algarve 1 índice 4 6 8 10 12 14 16 22 26 28 30 32 33 33 34 42 58 62 64 66 apresentação identidade verbal identidade visual tipografia logotipo / símbolo / marca

Leia mais

MANUAL DE MARCA. SECÇÃO 1.1. Manual de Elementos Básicos

MANUAL DE MARCA. SECÇÃO 1.1. Manual de Elementos Básicos MANUAL DE MARCA SECÇÃO 1.1. Manual de Elementos Básicos 2 Bem-vindo. Este manual define um conjunto de regras e recomendações que garantem uma aplicação correta dos elementos básicos da identidade CRITICAL

Leia mais

manual de normas gráficas Centro de Informação Europeia Jacques Delors

manual de normas gráficas Centro de Informação Europeia Jacques Delors manual de normas gráficas Centro de Informação Europeia Jacques Delors índice Eurocid logótipos de marcas associadas conceito p.2 normas de utilização p.3 construção margens de segurança dimensões cores

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Apresentação A marca é o maior patrimônio de uma empresa. Nela estão depositadas toda sua força e história. A forma como você escreve essa marca, acrescentando características

Leia mais

A Identidade Visual de uma empresa é um de seus principais patrimônios.

A Identidade Visual de uma empresa é um de seus principais patrimônios. Apresentação A Identidade Visual de uma empresa é um de seus principais patrimônios. É por meio dela que uma instituição apresenta, seus valores, sua filosofia, sua postura profis-sional, torna-se visível

Leia mais

Manual de Uso da Marca do Governo Federal Patrocínio. SECOM / PR - Janeiro de 2015

Manual de Uso da Marca do Governo Federal Patrocínio. SECOM / PR - Janeiro de 2015 Manual de Uso da Marca do Governo Federal Patrocínio SECOM / PR - Manual de uso da marca do Governo Federal 1.1 Introdução 1.2 Assinatura de marcas do Governo Federal em patrocínios 1.3 Reserva de integridade

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS ESCOLA SUPERIOR DE COMUNICAÇÃO SOCIAL MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS VERSÃO 1.0 > INTRODUÇÃO ESTE MANUAL APRESENTA AS REGRAS BÁSICAS DE UTILIZAÇÃO DA NOVA IDENTIDADE VISUAL DA ESCOLA SUPERIOR DE COMUNICAÇÃO

Leia mais

Manual de Identidade Visual Fiat Manual de Identidade Visual Fiat

Manual de Identidade Visual Fiat Manual de Identidade Visual Fiat Manual de Identidade Visual Fiat Manual de Identidade Visual Fiat De modo geral, a versão de logo preferida para uso é a versão fotográfica com sombra e brilho. Onde não for possível utilizar esta versão,

Leia mais

Código de Identidade Visual

Código de Identidade Visual Manual da Marca Apresentação O manual da marca Academia da Saúde tem a função de ordenar e padronizar o signo que distingue e diferencia o Programa, compreendendo os padrões e as regras de aplicação da

Leia mais

Manual de Identidade Visual. FACEPE Manual de Identidade Visual 1

Manual de Identidade Visual. FACEPE Manual de Identidade Visual 1 Manual de Identidade Visual FACEPE Manual de Identidade Visual 1 1. MARCA Apresentação Aplicação Cores Institucionais Família Tipográfica Reprodução da Marca Usos Incorretos Redução Área de Respiro Aplicação

Leia mais

Posicionamento Global da marca FSC e Ferramentas de Marketing - Perguntas e Respostas Frequentes

Posicionamento Global da marca FSC e Ferramentas de Marketing - Perguntas e Respostas Frequentes Posicionamento Global da marca FSC e Ferramentas de Marketing - Perguntas e Respostas Frequentes 1. Perguntas e Respostas para Todos os Públicos: 1.1. O que é posicionamento de marca e por que está sendo

Leia mais

Manual de Uso da Identidade Visual

Manual de Uso da Identidade Visual Manual de Uso da Identidade Visual Identidade Visual é o conjunto de elementos gráficos que formam a personalidade visual de uma empresa, produto ou serviço. Para que a METISA - Metalúrgica Timboense S.

Leia mais

Manual de Identidade Corporativa

Manual de Identidade Corporativa Manual de Identidade Corporativa Identidade Corporativa O que é Identidade Corporativa Identidade Corporativa é o conjunto de imagens, símbolos, logotipos, cores, fontes e padrões gráficos que são definidos

Leia mais

Identidade Visual. 4Normas para a construção da Marca 4Utilizações corretas 4Aplicações em material Promocional

Identidade Visual. 4Normas para a construção da Marca 4Utilizações corretas 4Aplicações em material Promocional Identidade Visual 4Normas para a construção da Marca 4Utilizações corretas 4Aplicações em material Promocional ÍNDICE Introdução A Marca A Tipografia Um pouco da História... 03 Diagrama da Estrutura 04

Leia mais

Manual de uso das marcas do pronac

Manual de uso das marcas do pronac Manual de uso das marcas do pronac (programa nacional de apoio à cultura) Mecanismos da lei 8.313/91 (Lei Rouanet) Este manual estabelece as regras de aplicação e orienta o uso das marcas do Programa Nacional

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL. Versão 04 - publicado em 12/junho/2013.

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL. Versão 04 - publicado em 12/junho/2013. MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Versão 04 - publicado em 12/junho/2013. Marca Introdução A marca da nossa empresa tem vida: ela reflete nossos valores, cultura e imagem. Por isso, o respeito na aplicação da

Leia mais

MANUAL. de Identidade Visual

MANUAL. de Identidade Visual MANUAL de Identidade Visual ÍNDICE APRESENTAÇÃO 1 ELEMENTOS Gráficos Logomarca...04 Malha Construtiva e Arejamento...05 Escala de Cores...06 USO da Marca 2 3 Material de Divulgação Institucional...08 Material

Leia mais

Manual de uso da marca Revisão: 01 - Janeiro/2011. Este Manual é a primeira publicação disponibilizada para o uso da Marca Marajó

Manual de uso da marca Revisão: 01 - Janeiro/2011. Este Manual é a primeira publicação disponibilizada para o uso da Marca Marajó Manual de uso da marca Revisão: 01 - Janeiro/2011 Este Manual é a primeira publicação disponibilizada para o uso da Marca Marajó 2 Índice 1. Apresentação... 3 2. Missão, Visão e Princípios e Valores...

Leia mais