Infecção Relacionada à Assistência (Infecção Hospitalar) e Outras Complicações Não Infecciosas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Infecção Relacionada à Assistência (Infecção Hospitalar) e Outras Complicações Não Infecciosas"

Transcrição

1 Infecção Relacionada à Assistência (Infecção Hospitalar) e Outras Complicações Não Infecciosas Rotinas e Procedimentos 3 a Edição

2

3 Infecção Relacionada à Assistência (Infecção Hospitalar) e Outras Complicações Não Infecciosas Rotinas e Procedimentos 3 a Edição RENATO CAMARGOS COUTO Médico Especialista em Clínica Médica Especialista em Terapia Intensiva Doutor em Medicina na Área de Controle de Processos Assistenciais Professor Adjunto do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG Professor do Curso de Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado Senso Estrito) em Ciências da Saúde, Infectologia e Medicina Tropical (UFMG) Professor do Curso de Pós-Graduação da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais Coordenador do Curso de Especialização em Acreditação da ONA Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais IAG Saúde Diretor do Instituto de Acreditação e Gestão em Saúde IAG Saúde TANIA MOREIRA GRILLO PEDROSA Médica Especialista em Clínica Médica Especialista em Medicina do Trabalho Mestre em Medicina na Área de Sistemas Gerenciais Certificáveis para Hospitais (ONA e ISO 9001) Doutora em Medicina na Área de Gestão de Riscos Assistenciais Professora do Curso de Pós-Graduação da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais Coordenadora do Curso de Especialização em Acreditação da ONA Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais IAG Saúde Diretora do Instituto de Acreditação e Gestão em Saúde IAG Saúde

4 Infecção Relacionada à Assistência (Infecção Hospitalar) e Outras Complicações Não Infecciosas Rotinas e Procedimentos 3 a Edição Direitos exclusivos para a língua portuguesa Copyright 2012 by MEDBOOK Editora Científica Ltda. NOTA DA EDITORA: Os autores desta obra verificaram cuidadosamente os nomes genéricos e comerciais dos medicamentos mencionados; também conferiram os dados referentes à posologia, objetivando informações acuradas e de acordo com os padrões atualmente aceitos. Entretanto, em função do dinamismo da área da saúde, os leitores devem prestar atenção às informações fornecidas pelos fabricantes, a fim de se certificarem de que as doses preconizadas ou as contraindicações não sofreram modificações, principalmente em relação a substâncias novas ou prescritas com pouca frequência. Os autores e a Editora não podem ser responsabilizados pelo uso impróprio nem pela aplicação incorreta de produto apresentado nesta obra. Apesar de terem envidado o máximo de esforço para localizar os detentores dos direitos autorais de qualquer material utilizado, os autores e editores desta obra estão dispostos a acertos posteriores caso, inadvertidamente, a identificação de algum deles tenha sido omitida. Editoração Eletrônica: REDB Produções Gráficas e Editorial Ltda. CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO-NA-FONTE SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ Reservados todos os direitos. É proibida a duplicação ou reprodução deste volume, no todo ou em parte, sob quaisquer formas ou por quaisquer meios (eletrônico, mecânico, gravação, fotocópia, distribuição na Web, ou outros), sem permissão expressa da Editora. Rua Mariz e Barros 711 Maracanã Rio de Janeiro RJ Telefones: (21) e

5 Agradecimentos Às instituições com as quais temos aprendido ao longo dos inúmeros anos de convivência e que nos têm permitido um crescimento cada vez maior no exercício da gestão das infecções relacionadas com a assistência e da segurança dos pacientes: AHMG Associação dos Hospitais de Minas Gerais Axial Medicina Diagnóstica Cedus Centro Oftalmológico de Minas Gerais CEROM Centro de Radio-Oncologia de Minas Gerais CEU Diagnósticos Clínica Eccos Clínica Forma Conrad Diagnóstico por Imagem Coopanest Coopercon CTC Centro de Tomografia Computadorizada de Minas Gerais Federação das Unimeds de Minas Gerais Fundação UNIMED Hematológica Hospital Arnaldo Gavazza Hospital Belo Horizonte Hospital Daher Lago Sul Hospital Dia e Maternidade UNIMED BH Hospital e Maternidade São José Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus v

6 vi Agradecimentos Hospital Evangélico de Vila Velha Hospital Felício Rocho Hospital Fundação Ouro Branco Hospital Infantil São Camilo Hospital Irmandade Nossa Senhora das Dores Hospital Margarida Hospital Maternidade Octaviano Neves Hospital Metropolitano de Várzea Grande Hospital Monte Sinai Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus Hospital Regional Terezinha Gaio Basso Hospital Santa Rita Hospital Santa Rosália Hospital São José Teresópolis (RJ) Hospital Semper Hospital Universitário São José Hospital Vera Cruz Instituto de Radioterapia Geral e Megavoltagem de Minas Gerais Instituto Mário Penna IPAS Instituto Pernambucano de Assistência à Saúde IPSEMG Hospital Geral e Centro de Especialidades Médicas do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais Laboratório Hugo Silviano Brandão Laboratório Virchow Lavanderia Atmosfera Maternidade Santa Fé MEDMIG Neocenter Núcleo de Oftalmologia Especializada NUPAD Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Medicina Núcleo de Ações e Pesquisa em Apoio Diagnóstico Oncocentro Oncoclínica Recife ONCOMED Pedilar Radiocare Rede FHEMIG: Hospital Regional Antônio Dias Santa Casa da Misericórdia de Ouro Preto

7 Agradecimentos vii Santa Casa de Caridade de Diamantina Santa Casa de Juiz de Fora SETIMIG Sociedade Brasileira de Anestesiologia SOGIMIG Associação de Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais UNIMED Betim UNIMED Cuiabá Unimed Federação Paraná UNIMED Itaúna UNIMED Sergipe UNIMED Sorocaba UNIMED Uberaba UNIMED-BH UNINEO Urológica O nosso obrigado mais profundo e o reconhecimento pelo esforço e dedicação aos colaboradores desta obra e aos colegas de trabalho de todas as instituições onde temos a honra de exercer nossas atividades, sem os quais nada seria possível.

8

9 Colaboradores Antonio Jorge Cadar Neto Enfermeiro. Consultor Técnico do Instituto de Acreditação e Gestão em Ariane Caroline de Oliveira Enfermeira. Consultora Técnica do Instituto de Acreditação e Gestão em Arlene Aparecida Laborne da Silva Caiafa Farmacêutica. Consultora Técnica do Instituto de Acreditação e Gestão em Breno Augusto Duarte Roberto Enfermeiro. Consultor Técnico do Instituto de Acreditação e Gestão em Carla Cristina Silva Marques Enfermeira. Ex-Membro da CCIH do Hospital Unimed BH. Carolina Araujo Novais Enfermeira. Consultora Técnica do Instituto de Acreditação e Gestão em ix

10 x Colaboradores Cristiane Marize Caldeira Borges Enfermeira. Consultora Técnica do Instituto de Acreditação e Gestão em Daniele Guedes Barbosa Enfermeira. Consultora Técnica do Instituto de Acreditação e Gestão em Debora Borges Amaral Médica. Membro das CCIHs do Hospital Dia e Maternidade Unimed BH; Casa de Saúde e Maternidade Santa Fé; e Centro Oftalmológico de Minas Gerais. Mestre em Infectologia e Medicina Tropical. Elaine Alvarenga de Almeida Carvalho Médica. Professora Adjunta do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da UFMG. Doutora em Infectologia e Medicina Tropical. Elisa Caroline Pereira Assad Médica. Membro das CCIHs do Hospital Unimed BH e Hospital Santa Rita. Mestre em Infectologia e Medicina Tropical. Fabiana Lelis de Avelar Silva Enfermeira. Membro da CCIH do Hospital Santa Rita. Flavia Rezende Salgado Enfermeira. Consultora Técnica do Instituto de Acreditação e Gestão em Gisele Marques Enfermeira. Analista de Projetos Hospitalares da Unimed BH. Janine Pinho Enfermeira. Membro da CCIH do Centro de Terapia Intensiva de Adulto Medimig.

11 Colaboradores xi José Mauro Nogueira Médico. Especialista em Clínica Médica (UFMG) e Terapia Intensiva (AMIB). Mestre em Infectologia e Medicina Tropical. Luciana Horta Vidigal Montalvo Enfermeira e Fisioterapeuta. Consultora Técnica do Instituto de Acreditação e Gestão em Luciana Valverde Vieira Delfim Enfermeira. Luna Cosenza Enfermeira. Consultora Técnica do Instituto de Acreditação e Gestão em Mariana Lisboa Machado Enfermeira. Membro da CCIH do Hospital Dia e Maternidade Unimed BH. Mariana Vaz Enfermeira. Consultora Técnica do Instituto de Acreditação e Gestão em Michele Silva Oliveira Enfermeira. Membro da CCIH do Hospital Dia e Maternidade Unimed BH. Nívia Eliza P. da Silva Quirino Farmacêutica Hospitalar e Membro da CCIH do Centro Oftalmológico de Minas Gerais. Rafaela Oliveira França Enfermeira. Ex-Membro da CCIH do Hospital Unimed BH.

12 xii Colaboradores Renato Camargos Couto Médico. Especialista em Clínica Médica. Especialista em Terapia Intensiva. Doutor em Medicina na Área de Controle de Processos Assistenciais. Professor Adjunto do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG. Professor do Curso de Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado Senso Estrito) em Ciências da Saúde, Infectologia e Medicina Tropical (UFMG). Professor do Curso de Pós-Graduação da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais. Coordenador do Curso de Especialização em Acreditação da ONA Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais IAG Saúde. Diretor do Instituto de Acreditação e Gestão em Saúde IAG Saúde Rosana Coutinho Enfermeira. Membro das CCIHs dos Centros de Terapia Intensiva Neonatais/Pediátricos Neocenter e Unineo. Silvana Kelly Leite Reis Enfermeira. Consultora Técnica do Instituto de Acreditação e Gestão em Tania Moreira Grillo Pedrosa Médica. Especialista em Clínica Médica. Especialista em Medicina do Trabalho. Mestre em Medicina na Área de Sistemas Gerenciais Certificáveis para Hospitais (ONA e ISO 9001). Doutora em Medicina na Área de Gestão de Riscos Assistenciais. Professora do Curso de Pós-Graduação da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais. Coordenadora do Curso de Especialização em Acreditação da ONA Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais IAG Saúde. Diretora do Instituto de Acreditação e Gestão em Saúde IAG Saúde Valéria Pinto Fonseca Médica. Consultora Técnica do Instituto de Acreditação e Gestão em Membro das CCIHs do Neocenter e Maternidade Otaviano Neves. Wilma Rocha da Silva Enfermeira. Consultora Técnica do Instituto de Acreditação e Gestão em

13 Nossos agradecimentos às acadêmicas, abaixo relacionadas, pela colaboração na elaboração deste livro. Camila Simeone Fontes Acadêmica de Enfermagem. Membro da CCIH do Hospital Dia e Maternidade Unimed BH. Crislaine Silva Reis Acadêmica de Enfermagem. Franciele Ferreira Acadêmica de Enfermagem. Consultora Assistente do Instituto de Acreditação e Gestão em Luciane Pereira Rosa Acadêmica de Enfermagem. Consultora Assistente do Instituto de Acreditação e Gestão em Thais Bebiana de Almeida Lima Acadêmica de Enfermagem. Membro da CCIH do Hospital Unimed BH. Thatianny Santana da Silva Acadêmica de Enfermagem. xiii

14

15 Prefácio Esta obra, que agora entregamos ao público, é o produto da experiência de mais de duas décadas de trabalho de seus editores na gestão diária da prevenção das infecções hospitalares e da experiência de toda uma vida profissional de seus colaboradores. O objetivo desta obra não é fornecer soluções prontas para os mais variados problemas referentes à determinação e à ocorrência das infecções relacionadas com a assistência (IRA), aí incluídos os Hospitais, Clínicas Especializadas, Cuidados Domiciliares e Laboratórios, e sim fornecer um entendimento global dos determinantes da ocorrência das IRA e disponibilizar as ferramentas básicas necessárias e suficientes para que o gestor possa estruturar um sistema operacional seguro que consiga atender as necessidades de todas as partes interessadas. De posse dessas ferramentas, o gestor estará apto a dar não só a melhor solução para os problemas de sua organização, mas, antes de tudo, será capaz de prevenir as não conformidades dos processos e produtos. Os conhecimentos aqui disponibilizados permitirão a construção de um sistema de gestão assistencial seguro, garantindo os meios corretos para que sejam alcançados os objetivos finais. Este é um Manual com informações concisas e objetivas, com foco em sua aplicação no cotidiano das organizações, sendo a segunda parte desta obra estruturada em capítulos organizados no formato de Procedimentos Operacionais. Procuramos abordar os eventos adversos, tanto os infecciosos como os não infecciosos, propondo critérios diagnósticos para estes últimos com base na bibliografia pertinente e na expertise dos editores e de seus colaboradores. xv

16 xvi Prefácio Tivemos o maior carinho e atenção em buscar as mais recentes normas legais e recomendações técnicas da área. Contudo, como se trata de uma área muito dinâmica com relação às normas legislativas, os editores expressam sua firme orientação aos leitores para que verifiquem a atualização das normas legais e diretrizes técnicas aplicáveis, acessando os seguintes websites: (Diário Oficial da União DOU) Os Autores

17 Sumário SEÇÃO I PROCEDIMENTO ORGANIZACIONAL Eficácia dos Programas de Controle de Infecções Relacionadas à Assistência... 1 Tania Moreira Grillo Pedrosa e Renato Camargos Couto 2. Aspectos Legais das Infecções Relacionadas à Assistência Janine Pinho 3. Epidemiologia Aplicada ao Controle das Infecções Renato Camargos Couto e Tania Moreira Grillo Pedrosa 4. Estatística Aplicada à Segurança Assistencial Renato Camargos Couto e Tania Moreira Grillo Pedrosa 5. Critérios Diagnósticos de Erros e Eventos Adversos Assistenciais Infecciosos e Não Infecciosos Renato Camargos Couto, Tania Moreira Grillo Pedrosa e Wilma Rocha da Silva SEÇÃO II PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO Higienização das Mãos Daniele Guedes Barbosa

18 xviii Sumário 7. Coleta de Material para Exame Microbiológico Wilma Rocha da Silva 8. Bactérias Multirresistentes Carla Cristina Silva Marques 9. Isolamento e Precauções Breno Augusto Duarte Roberto 10. Abordagem de Surtos Elaine Alvarenga de Almeida Carvalho e Rosana Coutinho 11. Prevenção de Infecção Associada às Dietas SND e Lactário Tania Moreira Grillo Pedrosa, José Mauro Nogueira e Rafaela Oliveira França 12. Reprocessamento de Materiais Médico-Hospitalares Mariana Lisboa Machado e Tania Moreira Grillo Pedrosa 13. Higienização Ambiental Michele Silva Oliveira 14. Reprocessamento de Roupas Gisele Marques e Carla Cristina Silva Marques 15. Gerenciamento de Resíduos dos Serviços de Saúde Flavia Rezende Salgado 16. Controle de Vetores Nívia Eliza P. da Silva Quirino 17. Garantia da Qualidade da Água Luna Cosenza 18. Ar Ambiente e Infecção Relacionada à Assistência Antonio Jorge Cadar Neto 19. Controle de Infecção em Construções e Reformas Hospitalares Wilma Rocha da Silva

19 Sumário xix 20. Prevenção de Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica Janine Pinho 21. Prevenção de Infecção Urinária Associada à Sondagem Vesical Ariane Caroline de Oliveira 22. Prevenção das Infecções Associadas aos Dispositivos Intravasculares e Boas Práticas de Administração de Nutrição Parenteral Luciana Horta Vidigal Montalvo e Arlene Aparecida Laborne da Silva Caiafa 23. Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico Silvana Kelly Leite Reis e Luciana Valverde Vieira Delfim 24. Prevenção de Infecção em Unidades Neonatais Débora Borges Amaral 25. Feridas e Curativos Mariana Lisboa Machado 26. Prevenção de Infecção em Centros de Diálise Mariana Vaz 27. Prevenção de Infecção Associada a Diálise Peritoneal Flavia Rezende Salgado 28. Prevenção de Infecção Associada aos Procedimentos Anestesiológicos Luna Cosenza 29. Prevenção de Infecção em Oftalmologia Mariana Vaz e Valéria Pinto Fonseca 30. Prevenção de Infecção em Ambulatório Antonio Jorge Cadar Neto e Cristiane Marize Caldeira Borges 31. Prevenção de Infecção em Serviços Odontológicos Luciana Horta Vidigal Montalvo

20 xx Sumário 32. Prevenção de Infecções Nosocomiais Ocupacionais Tania Moreira Grillo Pedrosa, Renato Camargos Couto e Daniela Guedes Barbosa 33. Auditoria de Antimicrobianos Valéria Pinto Fonseca 34. Uso Racional de Antibióticos Profiláticos e Terapêuticos Débora Borges Amaral, Elisa Caroline Pereira Assad e Valéria Pinto Fonseca 35. Auditorias Internas Carolina Araujo Novais Índice Remissivo

21 Infecção Relacionada à Assistência (Infecção Hospitalar) e Outras Complicações Não Infecciosas Rotinas e Procedimentos 3 a Edição

22

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÂO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (CCIH) E SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (SCIH) DO HU/UFJF

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÂO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (CCIH) E SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (SCIH) DO HU/UFJF REGIMENTO INTERNO DA COMISSÂO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (CCIH) E SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (SCIH) DO HU/UFJF CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO Artigo 1º Atendendo à Portaria de número

Leia mais

Veículo: Revista Exame Digital - SP

Veículo: Revista Exame Digital - SP Hospital AC Camargo Tópico: HOSPITAL AC CAMARGO Veículo: Revista Exame Digital - SP Página: Online Data: 29/04/2013 Editoria: Mural 1 / 1 Os hospitais brasileiros de excelência, segundo a ONA Clique aqui

Leia mais

USO PRÁTICO DOS INDICADORES DE IRAS: SUBSIDIANDO O TRABALHO DA CCIH HOSPITAIS COM UTI

USO PRÁTICO DOS INDICADORES DE IRAS: SUBSIDIANDO O TRABALHO DA CCIH HOSPITAIS COM UTI USO PRÁTICO DOS INDICADORES DE IRAS: SUBSIDIANDO O TRABALHO DA CCIH HOSPITAIS COM UTI Débora Onuma Médica Infectologista INTRODUÇÃO O que são Indicadores? 1. Indicador é uma medida quantitativa que pode

Leia mais

Resolução nº 492 de 26 de novembro de 2008

Resolução nº 492 de 26 de novembro de 2008 Resolução nº 492 de 26 de novembro de 2008 Ementa: Regulamenta o exercício profissional nos serviços de atendimento pré-hospitalar, na farmácia hospitalar e em outros serviços de saúde, de natureza pública

Leia mais

AREMG - PSU 2016 - Relação de Inscrições por vaga

AREMG - PSU 2016 - Relação de Inscrições por vaga AREMG - Associação de Apoio a Residência Médica de Minas Gerais AREMG - PSU 2016 - Relação de Inscrições por vaga Numero total de Candidatos 7.283 Numero total de inscrições 39.753 Vaga Instituição Vagas

Leia mais

Uma área em expansão. Radiologia

Uma área em expansão. Radiologia Uma área em expansão Conhecimento especializado e treinamento em novas tecnologias abrem caminho para equipes de Enfermagem nos serviços de diagnóstico por imagem e radiologia A atuação da Enfermagem em

Leia mais

PORTFÓLIO: UMA PROPOSTA DE AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL 4 28

PORTFÓLIO: UMA PROPOSTA DE AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL 4 28 PORTFÓLIO: UMA PROPOSTA DE AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL 4 28 ORIENTAÇÃO SOBRE PREPARAÇÃO DE ALIMENTOS 4 17 AS LINGUAGENS DA CRIANÇA E O SABER FAZER NA EDUCAÇÃO INFANTIL: CONTRIBUIÇÕES TEÓRICO-METODOLÓGICAS

Leia mais

Na verdade são 4130 candidatos mas alguns se inscreveram para mais de uma área. Especialidade ou Área de atuação- Entrada pre-requisito Candidato s

Na verdade são 4130 candidatos mas alguns se inscreveram para mais de uma área. Especialidade ou Área de atuação- Entrada pre-requisito Candidato s Estatísticas referentes ao PSU para 2010 Relação candidato/vaga Especialidade entrada direta Candidatos Vagas Cand/vaga Clínica Médica 1147 131 8,8 Cirurgia Geral 804 76 10,6 Anestesiologia 458 32 14,3

Leia mais

Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN

Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN DIMENSIONAMENTO DE SERVIÇOS ASSISTENCIAIS E DA GERÊNCIA DE ENSINO E PESQUISA BRASÍLIA-DF, 27 DE MARÇO DE 2013. Página 1 de 20 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 3 1.1.

Leia mais

Remuneração Hospitalar. Modelo com Diária e Atendimento Semi-Global

Remuneração Hospitalar. Modelo com Diária e Atendimento Semi-Global Remuneração Hospitalar Modelo com Diária e Atendimento Semi-Global Sobre a Unimed Vitória UNIMED VITÓRIA / ES 310.000 CLIENTES, SENDO DESTES, 20.000 EM ATENÇÃO PRIMÁRIA; 2.380 MÉDICOS COOPERADOS; 208 PRESTADORES

Leia mais

QUALIFICAÇÃO DE PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SAUDE. Rita Maria B. R. Kaluf rita.kaluf@unimeds.com.br (11) 21462585

QUALIFICAÇÃO DE PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SAUDE. Rita Maria B. R. Kaluf rita.kaluf@unimeds.com.br (11) 21462585 QUALIFICAÇÃO DE PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SAUDE Rita Maria B. R. Kaluf rita.kaluf@unimeds.com.br (11) 21462585 Sistema Unimed no Estado de São Paulo Singulares - 73 Intrafederativas - 6 Federação Estadual

Leia mais

CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR É DEFICIENTE EM MAIS DE 90% DOS HOSPITAIS DE SÃO PAULO

CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR É DEFICIENTE EM MAIS DE 90% DOS HOSPITAIS DE SÃO PAULO CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR É DEFICIENTE EM MAIS DE 90% DOS HOSPITAIS DE SÃO PAULO 13/04/2009 Levantamento inédito sobre a situação do controle da infecção hospitalar realizado pelo Conselho Regional

Leia mais

Inovação em serviços de saúde: experiência da Unimed-BH. CISS Congresso Internacional de Serviços de Saúde

Inovação em serviços de saúde: experiência da Unimed-BH. CISS Congresso Internacional de Serviços de Saúde Inovação em serviços de saúde: experiência da Unimed-BH CISS Congresso Internacional de Serviços de Saúde Quem somos Por que inovar Qualificação da rede Adoção do DRG Acreditação da Operadora Inovação

Leia mais

O PEP como Instrumento de Otimização Clinica Marcos Sobral

O PEP como Instrumento de Otimização Clinica Marcos Sobral O PEP como Instrumento de Otimização Clinica Marcos Sobral São Paulo, 19 de setembro de 2005 Agenda Introdução Desafios MVPEP Formas de acessos Funcionalidades Formulários eletrônicos Índices clínicos

Leia mais

RESUMO DA REDE AMPLA UNIMED-BH UNIPART E UNIMAX BELO HORIZONTE

RESUMO DA REDE AMPLA UNIMED-BH UNIPART E UNIMAX BELO HORIZONTE BELO HORIZONTE PRONTO -ATENDIMENTO CARDIOLOGIA - Hospital Felício Rocho - Hospital Lifecenter - Hospital Socor - Hospital Vera Cruz - Hospital Madre Tereza PRONTO -ATENDIMENTO CIRURGIA GERAL - Hospital

Leia mais

Relatório de Gestão da CCIH

Relatório de Gestão da CCIH Relatório de Gestão da CCIH 1 - Apresentação A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar CCIH é formada por membros executores -01 enfermeira, 01 farmacêutica e 01 infectologista e consultoresrepresentantes

Leia mais

ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO DE APOIO À ASSISTÊNCIA HOSPITALAR

ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO DE APOIO À ASSISTÊNCIA HOSPITALAR ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO DE APOIO À ASSISTÊNCIA HOSPITALAR Pelo presente termo de compromisso, de um lado a Secretaria de Estado da Saúde do Estado do Rio de Janeiro/ Fundo Estadual de Saúde, com endereço

Leia mais

Questionário básico sobre a percepção de profissionais de saúde a respeito das infecções relacionadas à assistência à saúde e à higienização das mãos

Questionário básico sobre a percepção de profissionais de saúde a respeito das infecções relacionadas à assistência à saúde e à higienização das mãos IDENTIFICAÇÃO DO LOCAL: ANEXO 31 Questionário básico sobre a percepção de profissionais de saúde a respeito das infecções relacionadas à assistência à saúde e à higienização das mãos Você está em contato

Leia mais

RUA RIO GRANDE DO NORTE, 63 SALA 41 SANTA EFIGÊNIA BH/MG

RUA RIO GRANDE DO NORTE, 63 SALA 41 SANTA EFIGÊNIA BH/MG CONFIRA A RELAÇÃO COMPLETA DA DE CORTE DO PSU POR PROGRAMA, HOSPITAL, OU NÚMERO DE ACERTOS PROGRAMA INSTITUIÇÃO ACERTOS Anestesiologia Hospital Luxemburgo 74 66,6 67,5 Class. 101,4% Anestesiologia Hospital

Leia mais

Eventos da área da Saúde no Brasil no ano de 2012

Eventos da área da Saúde no Brasil no ano de 2012 Eventos da área da Saúde no Brasil no ano de 2012 Evento Data Local Congresso Latino Americano de 29 a Hotelaria Hospitalar 31/03/12 Seminário Avaliação da Lesão Crônica e Indicação de Curativo 30/03/2012

Leia mais

O desafio é A Segurança do Paciente

O desafio é A Segurança do Paciente O desafio é A Segurança do Paciente CAISM - Fevereiro de 2011: Implantação do Segundo Desafio Global Cirurgias Seguras Salvam Vidas Profª Drª Roseli Calil Enfº Adilton Dorival Leite Conhecendo um pouco

Leia mais

PRINCIPAIS HOSPITAIS CREDENCIADOS DA UNIMED BH-REDE AMPLA. HOSPITAL SOCOR Av. do Contorno, 10.500. Tel.: 31 3330-3000

PRINCIPAIS HOSPITAIS CREDENCIADOS DA UNIMED BH-REDE AMPLA. HOSPITAL SOCOR Av. do Contorno, 10.500. Tel.: 31 3330-3000 PRINCIPAIS HOSPITAIS CREDENCIADOS DA UNIMED BH-REDE AMPLA Belo Horizonte BELO HORIZONTE CARDIOLOGIA MADRE TERESA Av. Raja Gabaglia, 1.002 Gutierrez Tel.:313339-8000/313339-8062 VERA CRUZ FELÍCIO ROCHO

Leia mais

Incentivo à qualidade como estratégia da Unimed-BH. Helton Freitas Diretor-presidente

Incentivo à qualidade como estratégia da Unimed-BH. Helton Freitas Diretor-presidente Incentivo à qualidade como estratégia da Unimed-BH Helton Freitas Diretor-presidente Agenda P P P P A Unimed-BH no mercado Qualificação da Rede Prestadora DRG Certificação e acreditação da Operadora A

Leia mais

André Luiz Baptiston Nunes (SP) Professor Titular da disciplina de Semiologia da Faculdade de Medicina São Camilo (SP) Coordenador Médico da Linha de Assistência Clínica a adultos do HGP (SP) Diretor do

Leia mais

RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014

RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014 RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014 O Secretário Municipal Adjunto de Recursos Humanos, no uso de suas atribuições legais, comunica as alterações

Leia mais

ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA. Flávia Soveral Miranda Luciana de Camargo

ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA. Flávia Soveral Miranda Luciana de Camargo ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA Flávia Soveral Miranda Luciana de Camargo Padrão Nível 1 Uso seguro e racional de medicamentos Dimensões da qualidade Aceitabilidade, adequação e integralidade Assistência Farmacêutica

Leia mais

ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO

ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO FUNÇÃO / REMUNERAÇÃO Médico Infectologista REQUISITO Medicina e Título de Especialista concedido pela Respectiva Sociedade de Classe ou Residência

Leia mais

Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 36, DE 25 DE JULHO DE 2013.

Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 36, DE 25 DE JULHO DE 2013. ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 36, DE 25 DE JULHO DE

Leia mais

PLANO DE SEGURANÇA DO PACIENTE NORMA Nº 648

PLANO DE SEGURANÇA DO PACIENTE NORMA Nº 648 Página: 1/4 1- OBJETIVO Definir estratégias para garantir a segurança do paciente, visando minimizar os riscos durante os processos associados aos cuidados de saúde através da implementação de boas práticas

Leia mais

Núcleos de Vigilância Epidemiológica Hospitalar e Ensino

Núcleos de Vigilância Epidemiológica Hospitalar e Ensino Núcleos de Vigilância Epidemiológica Hospitalar e Ensino A experiência do NHE do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP Curitiba, 16 de abril de 2015 Hospital das Clínicas

Leia mais

Segurança do Paciente e Atendimento de Qualidade no Serviço Público e Privado

Segurança do Paciente e Atendimento de Qualidade no Serviço Público e Privado Simpósio Mineiro de Enfermagem e Farmácia em Oncologia Belo Horizonte - MG, setembro de 2013. Segurança do Paciente e Atendimento de Qualidade no Serviço Público e Privado Patricia Fernanda Toledo Barbosa

Leia mais

Minas Gerais. Plano de Saúde Coletivo por Adesão. Ambulatorial + Hospitalar com Obstetrícia (com Coparticipação) Linha Medial R$ 143,74 R$ 186,87

Minas Gerais. Plano de Saúde Coletivo por Adesão. Ambulatorial + Hospitalar com Obstetrícia (com Coparticipação) Linha Medial R$ 143,74 R$ 186,87 Tabela A Estudantes e Comerciários Ambulatorial + Hospitalar com Obstetrícia (com Coparticipaçã Linha Medial 468759131 468757134 469147134 464164117 131,25 143,74 162,49 187,50 380,93 Com coparticipação

Leia mais

"Acreditação: Valeu a pena investir na Certificação de Qualidade?" Centro Integrado de Atenção a Saúde CIAS Unimed Vitória - ES

Acreditação: Valeu a pena investir na Certificação de Qualidade? Centro Integrado de Atenção a Saúde CIAS Unimed Vitória - ES "Acreditação: Valeu a pena investir na Certificação de Qualidade?" Centro Integrado de Atenção a Saúde CIAS Unimed Vitória - ES AGENDA Programação do Evento - Histórico do Centro Integrado de Atenção a

Leia mais

Relatório de Gestão da CCIH

Relatório de Gestão da CCIH Relatório de Gestão da CCIH 1 - Apresentação A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar CCIH é formada por membros executores -01 Enfermeira, 01 Farmacêutica e 01 Medico Infectologista e consultores-representantes

Leia mais

FUNDAÇÃO HOSPITALAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS

FUNDAÇÃO HOSPITALAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS FUNDAÇÃO HOSPITALAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO REGIDO PELO EDITAL FHEMIG Nº. 01/2009, PARA PROVIMENTO DE CARGOS DAS CARREIRAS DE MÉDICO, PROFISSIONAL DE ENFERMAGEM, ANALISTA DE GESTÃO E

Leia mais

Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício da Enfermagem, e dá outras providências

Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício da Enfermagem, e dá outras providências Decreto Nº 94.406 / 1987 (Regulamentação da Lei nº 7.498 / 1986) Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício da Enfermagem, e dá outras providências O Presidente da

Leia mais

Programa Estadual de Triagem Auditiva Neonatal

Programa Estadual de Triagem Auditiva Neonatal Programa Estadual de Triagem Auditiva Neonatal Coordenadoria de Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência Coordenadora Mônica Farina Neves Santos Referência Técnica em Saúde Auditiva Fga. Gabriela Cintra

Leia mais

Gestão Estratégica da Cadeia de Suprimentos: Modelos e Tendências SANTA CASA DE SÃO PAULO. Dr. Antonio Carlos Forte

Gestão Estratégica da Cadeia de Suprimentos: Modelos e Tendências SANTA CASA DE SÃO PAULO. Dr. Antonio Carlos Forte Gestão Estratégica da Cadeia de Suprimentos: Modelos e Tendências SANTA CASA DE SÃO PAULO Dr. Antonio Carlos Forte SANTA CASA DE SÃO PAULO Complexo hospitalar formado por dez unidades de assistência a

Leia mais

2. Quais os objetivos do Programa Nacional de Segurança do Paciente?

2. Quais os objetivos do Programa Nacional de Segurança do Paciente? O tema Segurança do Paciente vem sendo desenvolvido sistematicamente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) desde sua criação, cooperando com a missão da Vigilância Sanitária de proteger

Leia mais

ÁREAS DE ATUAÇÃO, PERFIL E COMPETÊNCIAS DOS EGRESSOS DOS NOVOS CURSOS

ÁREAS DE ATUAÇÃO, PERFIL E COMPETÊNCIAS DOS EGRESSOS DOS NOVOS CURSOS CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA ÁREAS DE ATUAÇÃO, PERFIL E COMPETÊNCIAS DOS EGRESSOS DOS NOVOS CURSOS 3. CURSO DE NUTRIÇÃO Área de atuação De acordo com a RESOLUÇÃO

Leia mais

LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009.

LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009. LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009. DISPÕE SOBRE A REESTRUTURAÇÃO DO DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE SAÚDE, CRIAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL, DA DIVISÃO DE MEIO-AMBIENTE E

Leia mais

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS INTEGRANTES DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS INTEGRANTES DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS INTEGRANTES DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA ATRIBUIÇÕES DO MÉDICO I- Realizar consultas clínicas aos usuários de sua área adstrita; II- Participar das atividades de grupos de controle

Leia mais

Programa Estadual de Triagem Auditiva Neonatal

Programa Estadual de Triagem Auditiva Neonatal Programa Estadual de Triagem Auditiva Neonatal Coordenadoria de Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência Coordenadora Gabriela Cintra Januário Referência Técnica em Saúde Auditiva Luana Deva Mendes Surdo

Leia mais

Palácio dos Bandeirantes Av. Morumbi, 4.500 - Morumbi - CEP 05698-900 - Fone: 3745-3344 Nº 191 - DOE de 10/10/09 - Seção 1 - p.95

Palácio dos Bandeirantes Av. Morumbi, 4.500 - Morumbi - CEP 05698-900 - Fone: 3745-3344 Nº 191 - DOE de 10/10/09 - Seção 1 - p.95 Regimento Interno Capítulo I Das Finalidades Diário Oficial Estado de São Paulo Poder Executivo Seção I Palácio dos Bandeirantes Av. Morumbi, 4.500 - Morumbi - CEP 05698-900 - Fone: 3745-3344 Nº 191 -

Leia mais

Prevenção e Controle de Infecção em Situações Especiais: Pacientes em atendimento domiciliar. Enfª. Viviane Silvestre

Prevenção e Controle de Infecção em Situações Especiais: Pacientes em atendimento domiciliar. Enfª. Viviane Silvestre Prevenção e Controle de Infecção em Situações Especiais: Pacientes em atendimento domiciliar Enfª. Viviane Silvestre O que é Home Care? Metas Internacionais de Segurança do Paciente Metas Internacionais

Leia mais

EDITAL DE RETIFICAÇÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 002/2012

EDITAL DE RETIFICAÇÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 002/2012 EDITAL DE RETIFICAÇÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 002/2012 A FUNDAÇÃO HOSPITAL MUNICIPAL GETÚLIO VARGAS, divulga a retificação do Edital de Abertura do Processo Seletivo Simplificado n 002/2012 destinado

Leia mais

I CURSO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR EM BETIM

I CURSO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR EM BETIM 2012 I CURSO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR EM BETIM REALIZAÇÃO: e Secretaria Municipal de Saúde de Betim Local: Auditório do Hospital Público Regional de Betim, Avenida Mattos Lazzarotti, 3800 Ingá Betim MG.

Leia mais

Relatório de Conclusão do Estágio Curricular III Serviços Hospitalares

Relatório de Conclusão do Estágio Curricular III Serviços Hospitalares 1 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Enfermagem THAÍLA TANCCINI Relatório de Conclusão do Estágio Curricular III Serviços Hospitalares Porto Alegre 2011 2 THAÍLA TANCCINI Relatório de

Leia mais

4 Quando o número de vagas proposto corresponde adequadamente à dimensão do corpo

4 Quando o número de vagas proposto corresponde adequadamente à dimensão do corpo MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Regulação e Supervisão da Educação Superior - Desup Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM RELATÓRIO DE CONCLUSÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR III SERVIÇOS HOSPITALARES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM RELATÓRIO DE CONCLUSÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR III SERVIÇOS HOSPITALARES 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM RELATÓRIO DE CONCLUSÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR III SERVIÇOS HOSPITALARES MARIÁ BARBALHO NARDI Orientadora: Prof.ª Drª Isabel Cristina Echer

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE SEGURANÇA DO PACIENTE DO HOSPITAL SOFIA FELDMAN CAPÍTULO I

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE SEGURANÇA DO PACIENTE DO HOSPITAL SOFIA FELDMAN CAPÍTULO I REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE SEGURANÇA DO PACIENTE DO HOSPITAL SOFIA FELDMAN CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, COMPOSIÇÃO, DURAÇÃO E DEFINIÇÕES Artigo 1 - Este Regimento disciplina e estrutura as atividades

Leia mais

ANEXO I GRUPAMENTO DE GESTÃO TOTAL 07 07 00. 01 01 00 02 40h 7.010,96 7.010,96. 01 01 00 02 40h. 01 01 00 02 40h 7.010,96

ANEXO I GRUPAMENTO DE GESTÃO TOTAL 07 07 00. 01 01 00 02 40h 7.010,96 7.010,96. 01 01 00 02 40h. 01 01 00 02 40h 7.010,96 ANEXO I EDITAL N o 01/2014 ISGH/HMSC Seleção Pública de Provas e Títulos para provimento de cargos do Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar/Hospital e Maternidade do Sertão Central QUADRO DE CARGOS, HABILITAÇÃO

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PNEUMOLOGIA Ato de Oficialização: ATA de 12.03.1992 Conselho Departamental

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PNEUMOLOGIA Ato de Oficialização: ATA de 12.03.1992 Conselho Departamental PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PNEUMOLOGIA Ato de Oficialização: ATA de 12.03.1992 Conselho Departamental 1. Nome do Curso e Área de Conhecimento: Curso de Especialização em

Leia mais

PRINCIPAIS LEGISLAÇÕES SANITÁRIAS REFERENTES A ESTABELECIMENTOS DE SAÙDE PROJETOS UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR

PRINCIPAIS LEGISLAÇÕES SANITÁRIAS REFERENTES A ESTABELECIMENTOS DE SAÙDE PROJETOS UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 1 PRINCIPAIS LEGISLAÇÕES SANITÁRIAS REFERENTES A ESTABELECIMENTOS DE SAÙDE PROJETOS RDC/ANVISA nº 50 de 21 de fevereiro de 2002 RDC/ANVISA nº 307 de 14/11/2002 Dispõe sobre o Regulamento Técnico para planejamento,

Leia mais

I SEMINÁRIO NACIONAL DO PROGRAMA NACIONAL DE REORIENTAÇÃO DA FORMAÇÃO PROFISIONAL EM SAÚDE PRÓ-SAÚDE II

I SEMINÁRIO NACIONAL DO PROGRAMA NACIONAL DE REORIENTAÇÃO DA FORMAÇÃO PROFISIONAL EM SAÚDE PRÓ-SAÚDE II Ministério da Educação Secretaria de Ensino Superior Diretoria de Hospitais Univ ersitários e Residências em Saúde A articulação da Graduação em Saúde, dos Hospitais de Ensino e das Residências em Saúde

Leia mais

INSTITUTO DE MEDICINA INTEGRAL PROFº FERNANDO FIGUEIRA - IMIP

INSTITUTO DE MEDICINA INTEGRAL PROFº FERNANDO FIGUEIRA - IMIP INSTITUTO DE MEDICINA INTEGRAL PROFº FERNANDO FIGUEIRA - IMIP Complexo Hospitalar - Hospital Filantrópico - Área 69.000 m² - 10 prédios - 1.143 leitos - 101 leitos de UTI NHE (VEH / GRSH / CCIH) COMISSÕES

Leia mais

REDE NACIONAL DE MONITORAMENTO DA RESISTÊNCIA MICROBIANA EM SERVIÇOS DE SAÚDE REDE RM NOVO TERMO DE ADESÃO

REDE NACIONAL DE MONITORAMENTO DA RESISTÊNCIA MICROBIANA EM SERVIÇOS DE SAÚDE REDE RM NOVO TERMO DE ADESÃO REDE NACIONAL DE MONITORAMENTO DA RESISTÊNCIA MICROBIANA EM SERVIÇOS DE SAÚDE REDE RM NOVO TERMO DE ADESÃO Atribuições dos participantes da Rede RM 1) Gestor dos Hospitais Colaboradores da Rede RM Indicar

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 555 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 555 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 555 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2011 Ementa: Regulamenta o registro, a guarda e o manuseio de informações resultantes da prática da assistência farmacêutica nos serviços de saúde. O Conselho Federal

Leia mais

Instituto Couto Maia

Instituto Couto Maia Instituto Couto Maia Hospital Couto Maia 1853: ato de criação do Hospital de Isolamento de Monte Serrat Objetivo: assistir pacientes com febre amarela desembarcados de navios mercantes Construção de 160

Leia mais

Dr. Massanori Shibata Jr. SEGURANÇA DO PACIENTE

Dr. Massanori Shibata Jr. SEGURANÇA DO PACIENTE Dr. Massanori Shibata Jr. SEGURANÇA DO PACIENTE POR QUE? Porqueo paciente é colocado sob risco durante uma intervenção feita para melhorar sua saúde! Porque causam-se danos ao paciente durante os cuidados

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO TÓRAX

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO TÓRAX PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO TÓRAX 1. Nome do Curso e Área de Conhecimento: Curso de Especialização em Diagnóstico por Imagem do Tórax 4.01.00.00-6

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E REDES ASSISTENCIAIS ANEXO I

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E REDES ASSISTENCIAIS ANEXO I MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E REDES ASSISTENCIAIS ANEXO I DE ACORDO COM O ESTABELECIDO PELA PORTARIA Nº 3432 /GM/MS, DE 12 DE AGOSTO DE 1998, REFERENTE

Leia mais

AVALIAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE RADIOLOGIA, DIAGNÓSTICO POR IMAGEM, RADIOTERAPIA E MEDICINA NUCLEAR

AVALIAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE RADIOLOGIA, DIAGNÓSTICO POR IMAGEM, RADIOTERAPIA E MEDICINA NUCLEAR Normas NR: NA 6 Pág: 1/1 AVALIAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE RADIOLOGIA, DIAGNÓSTICO POR IMAGEM, RADIOTERAPIA E MEDICINA NUCLEAR 1. Objetivo Sistematizar a metodologia de Avaliação das

Leia mais

Sistemas de Informação Hospitalar: Presente e Futuro

Sistemas de Informação Hospitalar: Presente e Futuro Sistemas de Informação Hospitalar: Presente e Futuro Halley Johanston Unysis Corporation, EUA Revista Informédica, 1 (2): 5-9, 1993. A utilização da Informática na gestão hospitalar evoluiu, nos últimos

Leia mais

PROPOSTA DE REORIENTAÇÃO DO CURSO DE ENFERMAGEM UFMS: Formando Profissionais Integrados ao SUS.

PROPOSTA DE REORIENTAÇÃO DO CURSO DE ENFERMAGEM UFMS: Formando Profissionais Integrados ao SUS. Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - CCBS Coordenação do Curso de Enfermagem PROPOSTA DE REORIENTAÇÃO DO CURSO DE ENFERMAGEM UFMS: Formando Profissionais Integrados ao SUS. RESUMO DO PROJETO 1. INTRODUÇÃO:

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA 21cir FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecimento: Portaria nº 604, de 31 de maio de 1995 E-mail: denf@unir.br Campus Porto Velho/RO. BR 364,

Leia mais

Palavras- chave: Vigilância epidemiológica, Dengue, Enfermagem

Palavras- chave: Vigilância epidemiológica, Dengue, Enfermagem ANÁLISE DAS NOTIFICAÇÕES DE DENGUE APÓS ATUAÇÃO DO SERVIÇO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA HOSPITALAR INTRODUÇÃO: A Dengue é uma doença infecciosa febril aguda de amplo espectro clínico e de grande importância

Leia mais

Manual de Competências do Estágio dos Acadêmicos de Enfermagem-Projeto de Extensão

Manual de Competências do Estágio dos Acadêmicos de Enfermagem-Projeto de Extensão Hospital Universitário Walter Cantídio Diretoria de Ensino e Pesquisa Serviço de Desenvolvimento de Recursos Humanos Manual de Competências do Estágio dos Acadêmicos de Enfermagem-Projeto de Extensão HOSPITAL

Leia mais

MATERNIDADE UNIMED UNIDADE GRAJAÚ

MATERNIDADE UNIMED UNIDADE GRAJAÚ MATERNIDADE UNIMED UNIDADE GRAJAÚ Larissa Fernanda Silva Borges de Carvalho Enfermeira, Especialista em Gestão de Serviços de Saúde Gerente Assistencial da Maternidade Unimed BH Unidade Grajaú Governança

Leia mais

CONCEITO. Despertar a potencialidade de indivíduos

CONCEITO. Despertar a potencialidade de indivíduos CONCEITO Despertar a potencialidade de indivíduos Utilizar a Arte como meio de comunicação e expressão e a Cultura no resgate de histórias de vida e valores 17 anos de atuação 231 mil atendimentos ARTE

Leia mais

ANEXO III REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES POR CARGO/FUNÇÃO

ANEXO III REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES POR CARGO/FUNÇÃO ANEXO III REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES POR CARGO/FUNÇÃO ANALISTA EM SAÚDE/ ASSISTENTE SOCIAL PLANTONISTA REQUISITOS: Certificado ou Declaração de conclusão do Curso de Serviço Social, registrado no MEC; E

Leia mais

procederá as anotações pertinentes no prontuário do servidor. Art. 3º. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

procederá as anotações pertinentes no prontuário do servidor. Art. 3º. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Salvador, Bahia Terça-feira 04 de agosto de 2015 Ano XCIX N o 21.747 PORTARIA Nº 1.925/2015 - Deferir a IÊDA DE JESUS FRANÇA, Analista Universitário, matrícula nº 74000575-4, lotada na Pró-Reitoria de

Leia mais

Portaria nº 339 de 08 de Maio de 2002.

Portaria nº 339 de 08 de Maio de 2002. Portaria nº 339 de 08 de Maio de 2002. O Secretário de Assistência à Saúde, no uso de suas atribuições legais, Considerando a Portaria GM/MS nº 866, de 09 de maio de 2002, que cria os mecanismos para organização

Leia mais

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, considerando:

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, considerando: PORTARIA Nº 3.432/MS/GM, DE 12 DE AGOSTO DE 1998 O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, considerando: a importância na assistência das unidades que realizam tratamento intensivo

Leia mais

COD.101 - CLINICA MÉDICA

COD.101 - CLINICA MÉDICA ANEXO III COD.101 - CLINICA MÉDICA AREAS BÁSICAS 1 (UNOESTE) 3 1 4 2 Complexo Hospitalar Padre Bento - Guarulhos 4 4 3 Conjunto Hospitalar do Mandaqui 12 6 18 4 Faculdade de Medicina da Universidade de

Leia mais

Unidades de Negócios

Unidades de Negócios Grupo Clivale Como surgiu? História Tudo começou com a iniciativa de Raphael Serravalle ao perceber a carência de um serviço médico especializado na cidade do Salvador, calçada, induziu dois de seus filhos:

Leia mais

no Brasil O mapa da Acreditação A evolução da certificação no país, desafios e diferenças entre as principais

no Brasil O mapa da Acreditação A evolução da certificação no país, desafios e diferenças entre as principais O mapa da Acreditação no Brasil A evolução da certificação no país, desafios e diferenças entre as principais metodologias Thaís Martins shutterstock >> Panorama nacional Pesquisas da ONA (Organização

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - Conaes Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

APRESENTAÇÃO COORDENAÇÃO LINHAS DE PESQUISA DOCENTES PESQUISADORES

APRESENTAÇÃO COORDENAÇÃO LINHAS DE PESQUISA DOCENTES PESQUISADORES APRESENTAÇÃO O Núcleo de Pesquisa de Enfermagem (NEPE) foi fundado em julho de 2014 e tem o objetivo de oferecer um espaço de reflexão acerca de temáticas referentes à área de saúde e oportunizar o crescimento

Leia mais

1- O que é infecção hospitalar? Para fins de classificação epidemiológica, a infecção hospitalar é toda infecção adquirida durante a internação

1- O que é infecção hospitalar? Para fins de classificação epidemiológica, a infecção hospitalar é toda infecção adquirida durante a internação 1- O que é infecção hospitalar? Para fins de classificação epidemiológica, a infecção hospitalar é toda infecção adquirida durante a internação hospitalar (desde que não incubada previamente à internação)

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014. Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014. Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014 Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social Entidade: Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil Endereço: Rua Antônio Miguel Pereira

Leia mais

ANEXO I - EMPREGOS, PRÉ-REQUISITOS, VAGAS, CARGA HORÁRIA, SALÁRIOS E DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES. ENSINO SUPERIOR - ESPECIALISTA EM SAÚDE: MÉDICO

ANEXO I - EMPREGOS, PRÉ-REQUISITOS, VAGAS, CARGA HORÁRIA, SALÁRIOS E DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES. ENSINO SUPERIOR - ESPECIALISTA EM SAÚDE: MÉDICO FUNDAÇÃO DE APOIO AO HOSPITAL DAS CLÍNICAS EDITAL Nº 01/2012 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL DA FUNDAÇÃO DE APOIO AO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFG (FUNDAHC) ANEXO I - EMPREGOS, PRÉ-REQUISITOS,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS R E S O L U Ç Ã O N.º 003/2013

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS R E S O L U Ç Ã O N.º 003/2013 Altera a nomenclatura da Divisão de Recursos Humanos para Divisão de Gestão de Pessoas, organiza a estrutura funcional e dá outras providências. O, no uso de suas atribuições legais, e CONSIDERANDO que

Leia mais

ENFERMAGEM DO TRABALHO - TURMA VII

ENFERMAGEM DO TRABALHO - TURMA VII Rua Rio Branco, 216, Centro, CEP 650-490, São Luís /MA - Fone: (98) 3878.21 Credenciado pela Portaria Ministerial nº 1764/06, D.O.U. 211 de 03.11.06, Seção 01, Folha14 ENFERMAGEM DO TRABALHO - TURMA VII

Leia mais

Figura 1. Titulação do corpo docente do Curso de Medicina da UNIFENAS-BH, 2010 (n=70)

Figura 1. Titulação do corpo docente do Curso de Medicina da UNIFENAS-BH, 2010 (n=70) Avaliação inicial das atividades de pesquisa no Corpo Docente do Curso de Medicina da UNIFENAS-BH O objetivo desse trabalho é avaliar as atividades de pesquisa desenvolvidas pelos docentes do Curso de

Leia mais

ANEXO ROTEIRO DE INSPEÇÃO DO PROGRAMA DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR

ANEXO ROTEIRO DE INSPEÇÃO DO PROGRAMA DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 1 OBJETIVO: ANEXO ROTEIRO DE INSPEÇÃO DO PROGRAMA DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR Este Roteiro estabelece a sistemática para a avaliação do cumprimento das ações do Programa de Controle de Infecção

Leia mais

APURAÇÃO DE RESULTADO ENTREVISTA. 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior

APURAÇÃO DE RESULTADO ENTREVISTA. 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior 46 Samuel Souza Evangelista 130 104 Jussara Cândida Soares Desclassificada 45 Bruno José Rupino 130 61 Fabiana Grigógio

Leia mais

ALCATEIA ACAGRUP 2014 - SIERRA NORTE - MADRID - ESPANHA PARTICIPANTES: 26 60% INCIDÊNCIA NO GRUPO 20%

ALCATEIA ACAGRUP 2014 - SIERRA NORTE - MADRID - ESPANHA PARTICIPANTES: 26 60% INCIDÊNCIA NO GRUPO 20% ALCATEIA Sec NIN NOME NIN NOME Lob 1215050143005 Alice Neto Santos Nascimento 1215050143015 Afonso da Fonseca Machado Lob 1215050143010 Amélia Maria Mesquita Aleixo Alves 1115050143010 Afonso Jesus Dias

Leia mais

Hospital vinculado a fundação

Hospital vinculado a fundação Desafios do controle de IH: é mais fácil com recurso? Hospital vinculado a fundação Paulo de Tarso Oliveira e Castro CCIH Hospital de Câncer de Barretos Fundação Pio XII: 99% do atendimento pelo SUS Desafios

Leia mais

FUNDAMENTOS E HISTÓRIA DA NUTRIÇÃO. Profª Omara Machado Araujo de Oliveira

FUNDAMENTOS E HISTÓRIA DA NUTRIÇÃO. Profª Omara Machado Araujo de Oliveira FUNDAMENTOS E HISTÓRIA DA NUTRIÇÃO Profª Omara Machado Araujo de Oliveira Nutricionista (UFF) Mestre em Saúde Coletiva (UFF) Pós-Graduada em Nutrição Clínica ( UFF) ATRIBUIÇÕES LEGAIS E ESPECÍFICAS DO

Leia mais

Prescrição Farmacêutica. Aspectos técnicos e legais

Prescrição Farmacêutica. Aspectos técnicos e legais Bem Vindos! Prescrição Farmacêutica Aspectos técnicos e legais Quem sou? Prof. Dr José Henrique Gialongo Gonçales Bomfim Farmacêutico Bioquímico 1998 Mestre em Toxicologia USP 2003 Doutor em Farmacologia

Leia mais

2 LOCAIS/ ÁREA/ VAGAS/ PERÍODO/ REQUISITOS/ ATIVIDADES

2 LOCAIS/ ÁREA/ VAGAS/ PERÍODO/ REQUISITOS/ ATIVIDADES EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO VOLUNTÁRIO NO ÂMBITO DA UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL, NOS SEGUINTES LOCAIS: HOSPITAL GERAL (HG), AMBULATÓRIO CENTRAL (AMCE), INSTITUTO DE MEDICINA

Leia mais

Relatório Atividades Comitê de Enfrentamento da Dengue IBEDESS Ações realizadas:

Relatório Atividades Comitê de Enfrentamento da Dengue IBEDESS Ações realizadas: Relatório Atividades Comitê de Enfrentamento da Dengue IBEDESS Ações realizadas: Inserção no site do IBEDESS e envio, para todas as entidades que compõem o Instituto, do material citado abaixo, incluindo

Leia mais

qualidade do cuidado em saúde A segurança

qualidade do cuidado em saúde A segurança A Segurança nos serviços de saúde é um problema tão grande e as causas tão diversas e complexas que não é mais possível não separar as práticas da Qualidade e as práticas da Segurança. A qualidade do cuidado

Leia mais

1. CONCEITOS E OBJETIVOS DA VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA

1. CONCEITOS E OBJETIVOS DA VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA 1. CONCEITOS E OBJETIVOS DA VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA A VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA SEGUNDO A LEI 8.080, DE 1990, QUE INSTITUIU O SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS), PODE SER DEFINIDA COMO: O CONJUNTO DE AÇÕES

Leia mais

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino Corrida da Saúde Classificação geral do corta-mato, realizado no dia 23 de Dezembro de 2007, na Escola E.B. 2,3 de Valbom. Contou com a participação dos alunos do 4º ano e do 2º e 3º ciclos do Agrupamento

Leia mais

ORTARIA Nº 2.283 DE 10 DE OUTUBRO DE 2008. Cadastra, altera e reclassifica o número de leitos da Unidade de Tratamento Intensivo-UTI.

ORTARIA Nº 2.283 DE 10 DE OUTUBRO DE 2008. Cadastra, altera e reclassifica o número de leitos da Unidade de Tratamento Intensivo-UTI. ORTARIA Nº 2.283 DE 10 DE OUTUBRO DE 2008. Cadastra, altera e reclassifica o número de leitos da Unidade de Tratamento Intensivo-UTI. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso de suas atribuições, e Considerando

Leia mais

Anexo III. Vagas Adicionais AREAS BÁSICAS

Anexo III. Vagas Adicionais AREAS BÁSICAS Anexo III Vagas Adicionais AREAS BÁSICAS COD.101 - CLINICA MÉDICA 4 2 Hospital Geral de Pedreira 4 3 Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus (UNOESTE) 1 4 SANTA CASA DE FRANCA 2 1

Leia mais

Seminário: "TURISMO DE SAÚDE NO BRASIL: MERCADO EM ASCENSÃO"

Seminário: TURISMO DE SAÚDE NO BRASIL: MERCADO EM ASCENSÃO Seminário: "TURISMO DE SAÚDE NO BRASIL: MERCADO EM ASCENSÃO" FLEURY LINHA DO TEMPO Uma história de sucesso Uma história de sucesso Uma história de sucesso Uma história de sucesso Uma história de sucesso

Leia mais

Curriculum Vitae. Eliania Pereira da Silva Terapeuta Ocupacional CREFITO 12806-TO. Resumo. Formação Acadêmica. elianiasq@hotmail.

Curriculum Vitae. Eliania Pereira da Silva Terapeuta Ocupacional CREFITO 12806-TO. Resumo. Formação Acadêmica. elianiasq@hotmail. Curriculum Vitae Eliania Pereira da Silva Terapeuta Ocupacional CREFITO 12806-TO (98) 8850-2012 Resumo Formação Acadêmica Ensino superior MBA em Gestão da Saúde Fundação Getúlio Vargas, 2014 (previsão)

Leia mais