Anais do V Encontro de Mecanização em Agricultura de Precisão

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Anais do V Encontro de Mecanização em Agricultura de Precisão"

Transcrição

1 Anais do V Encontro de Mecanização em Agricultura de Precisão

2 Encontro de Mecanização em Agricultura de Precisão (5. : 2014: Pompeia, SP) E56a Anais do V Encontro de Mecanização em Agricultura de Precisão / Marisa Silveira Almeida Renaud Faulin, Gustavo Di Chiacchio Faulin, (Ed.). Pompéia: Faculdade de Tecnologia Shunji Nishimura - FATEC, CD ROM. Encontro realizado na Fatec Shunji Nishimura nos dias 3 de novembro a 5 de novembro de ISSN Mecanização em Agricultura de Precisão Pompéia Congressos. 2. Mecanização em Agricultura de Precisão Pesquisa - Congressos. I. Faulin, Marisa Silveira Almeida Renaud. II. Faulin, Gustavo Di Chiacchio. III. Título. CDD: 631.3

3 APRESENTAÇÃO Atualmente a agricultura passa por uma revolução tecnológica com o objetivo de aumentar a produtividade, ser rentável e preservar o ambiente. No Brasil, a oferta de máquinas e equipamentos capazes de atender a nova demanda tecnológica está cada vez mais perceptível. Na mesma direção, as instituições de ensino e pesquisa estão empenhadas em formar e difundir o conhecimento, assim como, capacitar pessoas para que todo o processo funcione. Eventos como o EncMAP oferecem a oportunidade de integrar conhecimento e tecnologia, e também promover o relacionamento profissional. Assim, desejamos aos participantes que aproveitem plenamente o evento e possam aplicar os novos conhecimentos em prol de uma agricultura mais sustentável. OBJETIVO O 5º EncMAP - Encontro de Mecanização em Agricultura de Precisão, tem por objetivo promover o conhecimento, gerar discussões relacionadas ao tema e favorecer o relacionamento entre estudantes e profissionais da área. EDIÇÕES ANTERIORES 1º Encontro de Mecanização em Agricultura de Precisão Realização: Faculdade de Tecnologia de Marília Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia

4 Local: Pompeia, SP Ano: 2010 Dias de evento: 1 Participantes: 150 2º Encontro de Mecanização em Agricultura de Precisão Realização: Faculdade de Tecnologia de Marília Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia Local: Pompeia, SP Ano: 2011 Dias de evento: 2 Participantes: 260 3º Encontro de Mecanização em Agricultura de Precisão Realização: Faculdade de Tecnologia de Marília Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia Local: Pompeia, SP Ano: 2012 Dias de evento: 3 Participantes: 400 4º Encontro de Mecanização em Agricultura de Precisão Realização: Faculdade de Tecnologia de Marília Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia Local: Pompeia, SP Ano: 2013 Dias de evento: 3 Participantes: 400

5 COMISSÃO ORGANIZADORA Márcio Christian Serpa Domingues - Presidente EDITORES Marisa Silveira Almeida Renaud Faulin Gustavo Di Chiacchio Faulin COMISSÃO CIENTÍFICA Marisa Silveira Almeida Renaud Faulin Gustavo Di Chiacchio Faulin COMISSÃO DE APOIO Acalian Clementino da Costa Ana Claudia Batista dos Santos Souza Caio Manoel de Souza Catherine Bouwman Danilo Tedesco de Oliveira Edir Gilberto Nisczak Gisele Prado Gimenez Giuliano Antonio D'Epiro Gustavo Henrique Deckman Igor Henrique Vieira de Oliveira Ingra Nantes Vasconcelos João Antonio Baugis Junior Laís Marinho da Costa Leandro Catossi Leonardo Trigolo Plixo Marcel Rainhold Schwendler Frantz Márcia Rodrigues Melo Marcos Vinícius Gomes Fermiano

6 Mylene Isaura Andrade Crespe Níkolas Felipe Moralez Paula Schmidt Gonçalves Loncarovich Gomes Rafael de Graaf Correa Rafael Klein Kronbauer Ricardo Silva Rodrigues Rodrigo Carmo Cardoso Talison Zardin Kronbauer Vinícius Andrade Favoni

7 CONTEÚDO RESUMOS 1. Análise de sensibilidade do custo operacional da semeadura em função da implementação das tecnologias embarcadas. Silvério DS, Cornelius JE, Salvi JV. FATEC, Pompéia, SP, Brasil. Operational cost sensibility of sowing in function of deploying embedded tecnology. Atualmente o Brasil ocupa o segundo lugar na produção mundial de soja sendo de grande importância compreender os fatores que diminuem sua produtividade logo que a mesma é uma cultura totalmente mecanizada. Por esta razão, este trabalho tem como objetivo a análise da sensibilidade do custo operacional da semeadura da soja, em função da implementação de tecnologias embarcadas. Para isto, foram elaborados 4 cenários: cenário 1 - conjunto de trator sem piloto e semeadora de 15 linhas (mecânica básica); cenário 2 - conjunto de trator com piloto e semeadora de 15 linhas (mecânica básica) com taxa variável para semente e adubo (motores PWM) e monitoramento de semente; cenário 3 - conjunto de trator com piloto e semeadora de 15 linhas (mecânica básica) com taxa variável para semente e adubo (motores Rawson) e monitoramento de semente; e cenário 4 - conjunto de trator com piloto e semeadora de 15 linhas (mecânica básica) e com taxa variável para semente e adubo, corte de seção individual por linha para semente (motores PWM + TruCount) e monitoramento de semente. Neste sentido, os resultados indicam que o cenário 2, obteve um incremento de 21,06% no custo operacional em relação ao cenário 1 (sem tecnologias de AP), já o cenário 4 obteve um incremento de apenas 2% em relação ao cenário 3. Palavras-Chaves: Análise de sensibilidade; Custo Operacional; Pontualidade de semeadura. 2. Análise histórica da segmentação de mercado dos materiais compósitos. Jané DA, Cornelius JE, Ignácio CC, Silva SC. FATEC, Pompéia, SP, Brasil. Historical analysis of market segmentation of composite materials Os constantes avanços tecnológicos permitiram diminuir os custos de processamento das matérias-primas garantindo desta forma um melhor aproveitamento dos materiais compósitos. Por definição, material compósito, é formado pela combinação de dois ou mais materiais em escala macroscópica, resultando em um material com propriedades finais distintas aos que lhe deram

8 origem. A utilização de materiais compósitos está crescendo em importância, quantidade e campos de aplicação, logo que além de continuarem a ter uma aplicação privilegiada em mercados chamados avançados (militar, espacial e aeronáutico), substituam também, os materiais tradicionais nas aplicações mais frequentes (automotivo e agrícola). Nesse sentido, o estudo tem como objetivo analisar o comportamento destes materiais quanto à segmentação mercadológica e, principalmente, sua crescente participação na esfera agrícola. Para a realização deste trabalho foi necessário aprofundamento bibliográfico/teórico, caracterizando essa pesquisa como quantitativa. Enquanto resultados percebeu-se um aumento significativo na demanda destes materiais tanto a nível nacional, quanto internacional, e especificamente, quanto ao uso de compósitos com matriz polimérica (epóxi) reforçados com fibra de vidro, devendo ser considerado esse aumento impulsionado principalmente pela demanda dos setores agrícolas e de transportes. Palavras-Chaves: Compósitos; setor agrícola; Segmentação de mercado. 3. Características vegetativas de cinco genótipos de milho (Zea mays L.) cultivados na região de Pompeia SP. Pinotti EB, Santos GN, Cornelius JE, Monteiro A, Fernandes, D. FATEC, Pompéia, SP, Brasil. Vegetative charactheristics of five genotypes of corn (Zea mays L.) in the region of Pompeia SP. A cultura do milho é de extrema importância socioeconômica para o Brasil. O objetivo deste trabalho foi de avaliar as características vegetativas: Diâmetro de colmo, Altura de plantas, Altura de inserção de espiga e Produtividade em cinco híbridos (Feroz, Truck, Impacto, Status e Superis) semeados na Fatec Shunji Nishimura. As características vegetativas foram avaliadas em 10 plantas destacadas da área útil da parcela que possuía 8 m 2 (2 linhas com 8 m). O diâmetro foi avaliado em cm com auxílio de paquímetro e a altura da planta e inserção da espiga com régua, ambas graduadas em cm. A produtividade foi estimada pela colheita total de uma rua (Kg ha -1 ), convertidas a 13% de teor de água. O Diâmetro de colmo e a Produtividade apresentaram diferenças nos tratamentos ao nível de 1 e 5% (Tukey), respectivamente. Para a Altura de plantas e Altura de inserção de espigas não houve diferença ente os tratamentos. O híbrido Impacto apresentou o maior Diâmetro de colmo, diferindo estatisticamente apenas do Feroz. Os híbridos Truck, Status e Superis não apresentaram diferença entre si. Para a Produtividade o híbrido Impacto foi o que se destacou, diferindo dos híbridos Truck e Feroz. Assim, este pode ser recomendado com segurança para a semeadura para a região de Pompeia SP. Palavras chave: Características agronômicas, Zea mays L, materiais genéticos.

9 4. Comparação entre diferentes métodos de amostragem de solo. Cacielli, JC; Moralez, NF; Baugis, JA; Andreati, I; Tanaka, EM. Pompéia-SP. Comparison of different methods of soil sampling. A amostragem do solo é realizada para quantificar e localizar a variabilidade dos atributos do solo, algo fundamental para aplicação de tecnologias de Agricultura de Precisão. Ela deve ser bem representativa, ou seja, seus valores devem ser próximos dos reais evitando prejuízos ecológicos e econômicos. Existem diversos métodos para a realização da amostragem, neste estudo foram utilizados três destes métodos: trado holandês, broca elétrica e um enxadão, para verificar a variabilidade existente entre estes métodos. O trabalho foi realizado numa área de um hectare, para isso utilizou-se uma grade amostral com nove pontos georreferenciados. Foram feitas 5 amostras em cada ponto, uma no centro e quatro ao redor, com aproximadamente 10 metros de raio, realizadas na profundidade de 0-20cm, sendo levadas para análise no Laboratório de Análises Agronômicas da Fundação Shunji Nishimura. Analisou-se os resultados da análise dos seguintes fatores: ph, matéria orgânica, fósforo, potássio, CTC e V%, verificando a maneira como os métodos variam entre si e em relação aos diferentes fatores, buscou-se qual deles apresenta menor variação e melhor representatividade. Utilizando o trado como referência, obteve-se uma variação de 12% para o enxadão, e 14,8% para a broca elétrica, concluindo-se que o enxadão é o método com resultados mais próximos do trado. Apoio GECOM. Palavras-Chave: Trado Holandês; Broca elétrica; Enxadão; Atributos do solo. 5. Componentes de espiga de cinco genótipos de milho (Zea mays L.) cultivados na região de Pompeia SP. Pinotti EB, Santos GN, Cornelius JE, Monteiro A, Fernandes, D. FATEC, Pompéia, SP, Brasil. Ear components of five genotypes of corn (Zea mays L.) in the region of Pompeia SP. A cultura do milho é de extrema importância socioeconômica para o Brasil, portanto testes de adaptação dos híbridos são necessários no sentido de determinar a sua adaptação local. O objetivo deste trabalho foi de avaliar os componentes de espiga: Comprimento (cm), Número de grãos, Massa de grãos (g), Produtividade (Kg ha -1 ) e suas correlações em cinco híbridos cultivados no Campo experimental da Fatec Shunji Nishimura. Os híbridos avaliados foram: Feroz, Truck, Impacto, Status e Superis. Para as determinações foram retiradas 10 espigas da área útil da parcela, sendo o comprimento determinado em cm, a massa de espiga em gramas e a produtividade em Kg ha -1 padronizadas a 13% de teor de água e o número de grãos contados diretamente. Para o Comprimento, Número de grãos e Massa de grãos por espiga o híbrido Impacto apresentou melhor comportamento em relação aos outros. Em relação à correlação linear

10 simples a característica que mais influenciou a Produtividade foi o Número de grãos por espiga, na qual observou-se a correlação ao nível de 5% de probabilidade. A produtividade depende diretamente do comportamento dos componentes da espiga, portanto, o híbrido Impacto apresentou melhores resultados na avaliação destas características, podendo ser recomendado com bom nível de segurança para a região de Pompeia SP. Palavras chave: Características de espiga, Zea mays L, cultivares. 6. Custos gerados através das perdas de colheita mecanizada do milho (Zea mays L.) transgênico. Carreira A.S., D Epiro G.A., Tanaka E.M. FATEC Shunji Nishimura, Pompéia, SP, Brasil. Costs generated through the loss of mechanical harvesting of transgenic corn (Zea mays L.). Esta análise de dados teve como princípio avaliar como os agricultores estão controlando e quanto estão gastando para o controle de restos culturais ou tigueras do milho transgênico. Esses dados foram coletados na avaliação de perdas na colheita mecanizada de milho na segunda safra 2013 na região de Cândido Mota e Pedrinhas Paulista, no vale do Paranapanema, localizada no oeste do estado de São Paulo, conforme metodologia de Mesquita et. al. (1998), descrita no manual de Perdas na colheita mecanizada da Embrapa. Os dados de controle de plantas voluntárias foram levantados através de visitas às propriedades rurais, onde foram obtidos dados na etapa de pulverização para o controle dos restos culturais transgênicos. Com a quantificação de perdas em mãos, que foi em média 2,22 sacos.ha -1 na região e de gasto com controle através de pulverização que em média ficou em torno de R$ 35,00, a soma dessas perdas com os gastos no controle dos restos culturais resultou em áreas que totalizaram um custo na produção com valores acima de R$ 150,00 por hectare produzido. As perdas de colheita somada ao seu custo de controle resultam em um gasto excedente, pois além de ser um produto que não esta gerando renda, no caso sendo deixado no chão, está gerando um investimento extra com o seu controle. Palavras chave: Quantificação; Pulverização; Tiguera. 7. Distribuição espacial de falhas em cana-de-açúcar (Saccharum officinarum L.). Ferrari, JMS; Tanaka, EM; Venâncio, NSR; Sali, CS. Fatec Shunji Nishimura, Pompéia-SP. Spatial distribution of faults in cane sugar (Saccharum officinarum L.). A cana de açúcar é uma das culturas agro energéticas de maior importância econômica no Brasil devido a sua grande vocação para a geração de energia, açúcar e álcool. Porém é muito sensível

11 a fatores que podem contribuir nas perdas de perfilho, como por exemplo a qualidade de plantio. A área em estudo foi na fazenda Santa Martha na cidade Espirito Santo do Turvo/SP, onde foi plantada cana-de-açúcar de variedade precoce-6928 em um solo misto, com espaçamento entre linhas de 1,50 metros georreferenciadas. Foram avaliadas falhas de cana-de-açúcar pós plantio conforme metodologia de Stolf (1986), que considera falhas quando a distância entre dois colmos consecutivos for maior que 0,5 metros. Foram coletadas 55 amostras de falha, como também amostras de solo para análise de fertilidade. Com os resultados foram determinados os índices de falhas e confeccionado mapas de falhas de plantio, fertilidade e textura. Analisando-se os resultados houve um índice de falhas de 10,61%, a análise do solo apresentou resultado de um solo com teor de fertilidade alto e médio. No entanto conclui-se que o índice de falhas é muito alto 10,61%, e a concentração do maior número de falhas coincidiu em solo de textura mais arenoso, que podem ser fatores que potencializem a diminuição da produtividade. Apoio financeiro: GECOM. Palavra Chave: Cana-de-açúcar, falha, produtividade. 8. Evolução e distribuição espacial de falhas do perfilhamento em cana de açúcar (Saccharum officinarum L.). Venâncio, NSR; Tanaka, EM; Ferrari, JMS; Sali, CS. Fatec Shunji Nishimura, Pompéia-SP. Evolution and spatial distribution of failures of tillering in sugar cane (Saccharum officinarum L.). A cana-de-açúcar é uma das principais culturas comerciais do Brasil, que tem sofrido várias transformações em seu sistema de produção, desde preparo do solo até a colheita mecanizada, para se cumprir o protocolo agro ambiental. Como consequência, houve aumento de tráfego de máquinas pesadas, causando intenso pisoteio nas soqueiras, prejudicando consideravelmente sua longevidade. Assim surge a necessidade de avaliar falhas de plantio, bem como, monitorar a sua evolução nas soqueiras dos canaviais. Para avaliar as falhas utilizou-se a metodologia proposta por Stolf (1986). O trabalho foi realizado em uma fazenda no município de Quatá-SP, no período pós plantio como também foi verificada sua evolução durante os ciclos da cultura. As amostras foram analisadas e manipuladas, onde a partir destas foram construídos mapas de falhas e de sua evolução, no programa ESRI ArcGIS versão 10.2, dos anos agrícolas de 2012 e Com base nos dados observou-se o aumento de falhas e seu local na área amostral. Ao analisar os dados pôde se observar que após a colheita mecanizada notou-se um pequeno aumento no índice de falhas de 33 % em 2012 para 35 % em Em relação a sua distribuição na área, observou-se que ficou concentrada nos mesmo locais nos dois anos, exceto onde a falha era pequena que houve recuperação da área por causa do perfilhamento da cana-de-açúcar. Apoio GECOM.

12 Palavras-chaves: Plantio, Soqueira, falhas, cana-de-açúcar. 9. Parâmetros agronômicos correlacionados com a produtividade do milho (Zea mays L.) e sua variabilidade. Pinotti EB, Santos GN, Cornelius JE, Monteiro A. FATEC, Pompéia, SP, Brasil. Parameters agronomic correlated with productivity of maize and its variability (Zea mays L.). A cultura do milho (Zea mays L.) para a produção de grãos é vista com grande importância no agronegócio, logo que cerca de 50,268 milhões de toneladas de grãos são produzidos em uma área de aproximadamente 14,126 milhões de hectares (Conab, 2009). Dessa maneira, este trabalho tem como objetivo analisar características agronômicas que obtenham correlações diretas com a produtividade, tais como: diâmetro da espiga, número de grãos, massa da espiga e de grãos, com a finalidade de mensurar a produtividade prévia, analisando o comportamento e a variabilidade. O experimento utilizou a amostragem em grade obtendo se um total de 26 pontos dispostos sobre uma área de 9,86 ha-¹, com os dados inseridos em planilhas eletrônicas foi possível realizar a análise exploratória. O método utilizado para determinação de correlação dos atributos da espiga foi a Inverso da Distância (IDW), bem como foi utilizado o método do coeficiente de correlação de Pearson (Souza, 2008) para a produtividade assim como a variabilidade. Nesse sentido, os resultados demonstraram ser possível comprovar estatisticamente que os parâmetros agronômicos da espiga obtêm correlação direta com a produtividade. Palavras-Chave: Características Agronômicas; Produtividade; Variabilidade. 10. Quantificação e qualificação de perdas do mecanismo de plataforma na colheita do milho (Zea mays L.). Carreira A.S., D Epiro G.A., Tanaka E.M. FATEC Shunji Nishimura, Pompéia, SP, Brasil. Quantifying and qualifying platform mechanism losses in the corn (Zea mays L.) harvest. O presente trabalho de avaliação das perdas na colheita mecanizada do milho teve por objetivo quantificar as perdas presentes na plataforma recolhedora, e quantificar essas perdas perante a metodologia de Mesquita et al. (1998), descrita no manual de Perdas na colheita mecanizada da Embrapa. Segundo essa metodologia, a perda máxima aceitável é de 1,5 sacos.ha -1, essa perda é a soma da média de perdas de grãos em espiga e a média de grãos soltos no chão. Nas amostragens de espigas para quantificar perdas de plataforma foram consideradas espigas inteiras e espigas em pedaços que apresentavam quebra pelo mecanismo de plataforma, pois de acordo com Embrapa (2009) essas perdas são responsáveis por vários fatores, entre eles: altura da plataforma em relação ao chão, inserção da espiga, diâmetro da espiga entre outros fatores. O estudo avaliou 20 máquinas

13 na segunda safra de 2013 na região de Cândido Mota e Pedrinhas Paulista, no vale do Paranapanema, no oeste do estado de São Paulo. Com base nos dados coletados em campo podemos perceber que 65% das colhedoras estudas estavam dentro do limite aceitável, descrita segundo a metodologia utilizada, porém 35% das colhedoras analisadas estavam com perdas acima do aceitável. Palavras chave: Colheita mecanizada; Colhedora. 11. Simulação computacional por Elementos Finitos de corpos de prova metálicos sujeitos a cargas estáticas de tração e cisalhamento. Jané DA, Zambom Filho JR, Leiva FHL, Oliveira SS, FATEC, Pompéia, SP, Brasil. Computer simulation by Finite Elements proof metal bodies subject to static tensile loads and shear. Existem atualmente no mercado várias opções de softwares que incorporam os princípios de Desenho Auxiliado por Computador (CAD) e Análise por Elementos Finitos (FEA). Em relação à plataforma CAD, tem-se à disposição softwares como o AutoCAD e Autodesk Inventor desenvolvidos pela empresa Autodesk. A empresa Dassault Systèmes tem em seu portfólio softwares como o Catia e o SolidWorks. Em relação à plataforma para análise por elementos finitos (FEA) têm-se entre outros, os softwares Simulation (Autodesk ), Simulia (Dassault Systèmes ), Ansys (Ansys Inc. ). O objetivo do trabalho foi validar os dados obtidos através da simulação computacional de dois corpos de prova sujeitos a cargas estáticas de tração e cisalhamento comparando-os com resultados empíricos. Para isso, foram realizados ensaios de tração e cisalhamento no Laboratório de Tecnologia Mecânica da FATEC Shunji Nishimura utilizando uma máquina de ensaios universal e corpos de prova normatizados; com base nos resultados obtidos, foram selecionados valores de carga para posterior utilização no modelo computacional gerado para a análise FEA através do software Solidworks Simulation. As tensões geradas foram comparadas, demonstrando uma grande proximidade entre os valores ensaiados e simulados, validando assim a modelagem feita. Palavras-Chaves: Simulação; Elementos Finitos.

14 12. Variação de produção de milho (Zea mays L.) em diferentes populações e variedades. Moralez, NF; Cacielli JC; Baugis, JA; Andreati, I; Tanaka, EM. Pompéia-SP. Variation of corn (Zea mays L.) yield in different populations and varieties. O milho (Zea mays L.) é um cereal de muita importância no mundo, tanto para alimentação humana quanto para animal. O Brasil é o terceiro maior produtor mundial, com aproximadamente 7% da produção, porém, com produtividade muito inferior a de países como Estados Unidos. Realizou-se um estudo numa área com sistema de plantio direto implantado há um ano, com o objetivo de comparar a produtividade de três híbridos: Dekalb 390, Agrosceres 8088 e Syngenta Impacto, em quatro populações: 45, 50, 55 e 60 mil plantas por hectare, onde foram realizadas medições de quatro linhas de 10 metros, para verificação da população. Já na colheita, as espigas de milho foram separadas de acordo com sua linha de origem, debulhadas, tendo seus grãos pesados bem como a umidade medida, por meio do medidor de umidade da Stara, obtendo assim seu peso real. Com os dados de peso de grãos, calculou-se a produção média de cada área de estudo, sendo possível compará-las. Levando em consideração somente as populações, pl/ha foi a mais produtiva e, entre as variedades, a mais produtiva foi a Dekalb 390, sendo a produtividade na área com estes dois fatores a maior do estudo, com kg/ha. Apoio GECOM. Palavras-chave: Produtividade; População. 13. Variação espacial da compactação do solo em uma área de plantio mecanizado de cana-de-açúcar (Saccharum officinarum L.). Silva CS; Tanaka EM, Maiara JMS, Venâncio NSR, Grupo GECOM, Fatec, Pompéia, SP, Brasil. Spatial variation of soil compaction in an area of mechanized planting of cane sugar (Saccharum officinarum L.). A produção de cana-de-açúcar tem sido aperfeiçoada no Brasil para a produção de energia limpa, principalmente etanol e açúcar. Para se cumprir o protocolo agro ambiental tem-se intensificado o emprego da colheita mecanizada em todo o processo de produção da cultura de cana-de-açúcar. A utilização intensa de máquinas agrícolas vem provocando mudanças nos atributos físicos do solo, onde encontramos altos índices de compactação. Conhecer a variabilidade espacial dos atributos do solo que determinam o desempenho da produção das culturas e definir zonas de manejo específicas para aplicação de insumos e práticas agrícolas mais sustentáveis. O objetivo deste estudo foi verificar a dependência espacial de algumas propriedades físicas do solo por meio de medição de compactação do solo em áreas com sistema de colheita em cana crua. O experimento foi conduzido na cidade Espirito Santo do Turvo SP onde foram feitas medições

15 de compactação em uma área amostral de 18,2ha de cana-de-açúcar plantada em um solo misto, realizou-se 58 pontos na área onde foram coletados os dados na profundidade de 0-20 e de cm, utilizando o penetrômetro elétrico da marca Falker. Com base nos resultados encontrados houve maior compactação nas entre-linhas da cultura devido ao tráfico intenso de máquinas. Palavras-chave: cana-de-açúcar; Compactação, solo, colheita.

RELATÓRIO FINAL. AVALIAÇÃO DO PRODUTO CELLERON-SEEDS e CELLERON-FOLHA NA CULTURA DO MILHO CULTIVADO EM SEGUNDA SAFRA

RELATÓRIO FINAL. AVALIAÇÃO DO PRODUTO CELLERON-SEEDS e CELLERON-FOLHA NA CULTURA DO MILHO CULTIVADO EM SEGUNDA SAFRA RELATÓRIO FINAL AVALIAÇÃO DO PRODUTO CELLERON-SEEDS e CELLERON-FOLHA NA CULTURA DO MILHO CULTIVADO EM SEGUNDA SAFRA Empresa solicitante: FOLLY FERTIL Técnicos responsáveis: Fabio Kempim Pittelkow¹ Rodrigo

Leia mais

AVALIAÇÃO DE PROGÊNIES DE MILHO NA PRESENÇA E AUSÊNCIA DE ADUBO

AVALIAÇÃO DE PROGÊNIES DE MILHO NA PRESENÇA E AUSÊNCIA DE ADUBO REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA ISSN 1677-0293 PERIODICIDADE SEMESTRAL ANO III EDIÇÃO NÚMERO 5 JUNHO DE 2004 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

AGRICULTURA DE PRECISÃO EM SISTEMAS AGRÍCOLAS

AGRICULTURA DE PRECISÃO EM SISTEMAS AGRÍCOLAS IX SIMPÓSIO NACIONAL CERRADO BRASÍLIA 12 A 17 DE OUTUBRO DE 2008 AGRICULTURA DE PRECISÃO EM SISTEMAS AGRÍCOLAS ANTÔNIO MARCOS COELHO OBJETIVOS : INTRODUÇÃO - CONCEITOS E DEFFINIÇÕES: PRECISÃO NA AGRICULTURA

Leia mais

AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE UM MICROCONTROLADOR NA PLATAFORMA ARDUINO NA LEITURA DE SENSORES ELÉTRICOS PARA CORRELAÇÃO COM ATRIBUTOS DO SOLO.

AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE UM MICROCONTROLADOR NA PLATAFORMA ARDUINO NA LEITURA DE SENSORES ELÉTRICOS PARA CORRELAÇÃO COM ATRIBUTOS DO SOLO. AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE UM MICROCONTROLADOR NA PLATAFORMA ARDUINO NA LEITURA DE SENSORES ELÉTRICOS PARA CORRELAÇÃO COM ATRIBUTOS DO SOLO. Fábio Vinicius de Freitas Damiati (Universidade Estadual de

Leia mais

Aproveitamento dos grãos da vagem verde de soja

Aproveitamento dos grãos da vagem verde de soja Aproveitamento dos grãos da vagem verde de soja 53 Marcos César Colacino 1 ; Carolina Maria Gaspar de Oliveira 2 RESUMO A antecipação da colheita da soja resulta em uma grande quantidade de vagens verdes

Leia mais

Avaliação agronômica de variedades de cana-de-açúcar, cultivadas na região de Bambuí em Minas Gerais

Avaliação agronômica de variedades de cana-de-açúcar, cultivadas na região de Bambuí em Minas Gerais Avaliação agronômica de variedades de cana-de-açúcar, cultivadas na região de Bambuí em Minas Gerais César Ferreira Santos¹; Antônio Augusto Rocha Athayde²; Geann Costa Dias 1 ; Patrícia Fernades Lourenço¹

Leia mais

Espacialização comparativa de dados de produtividade de milho com teores agronômicos das propriedades químicas dos solos

Espacialização comparativa de dados de produtividade de milho com teores agronômicos das propriedades químicas dos solos Espacialização comparativa de dados de produtividade de milho com teores agronômicos das propriedades químicas dos solos Amarindo Fausto Soares Embrapa Informática Agropecuária, Campinas São Paulo - Brasil

Leia mais

Culturas. A Cultura do Milho. Nome A Cultura do Milho Produto Informação Tecnológica Data Outubro de 2000 Preço - Linha Culturas Resenha

Culturas. A Cultura do Milho. Nome A Cultura do Milho Produto Informação Tecnológica Data Outubro de 2000 Preço - Linha Culturas Resenha 1 de 5 10/16/aaaa 11:24 Culturas A Cultura do Milho Nome A Cultura do Milho Produto Informação Tecnológica Data Outubro de 2000 Preço - Linha Culturas Resenha Informações resumidas sobre a cultura do milho

Leia mais

INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS NO CULTIVO DA CANOLA NO BRASIL E IMPACTOS NO CUSTO DE PRODUÇÃO E NA RENTABILIDADE.

INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS NO CULTIVO DA CANOLA NO BRASIL E IMPACTOS NO CUSTO DE PRODUÇÃO E NA RENTABILIDADE. INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS NO CULTIVO DA CANOLA NO BRASIL E IMPACTOS NO CUSTO DE PRODUÇÃO E NA RENTABILIDADE. Cláudia De Mori 1 ; Gilberto Omar Tomm 1 ; Paulo Ernani Peres Ferreira 1 ; Vladirene MacedoVieira

Leia mais

CENSO VARIETAL E DE PRODUTIVIDADE EM 2012

CENSO VARIETAL E DE PRODUTIVIDADE EM 2012 CENSO VARIETAL E DE PRODUTIVIDADE EM 2012 REGIÃO CENTRO-SUL RESUMO O censo varietal e de produtividade de cana-de-açúcar é realizado pelo CTC - Centro de Tecnologia Canavieira, na Região Centro-Sul do

Leia mais

DENSIDADE DE SEMEADURA DE CULTIVARES DE MAMONA EM PELOTAS, RS 1

DENSIDADE DE SEMEADURA DE CULTIVARES DE MAMONA EM PELOTAS, RS 1 DENSIDADE DE SEMEADURA DE CULTIVARES DE MAMONA EM PELOTAS, RS 1 Sérgio Delmar dos Anjos e Silva 1, Rogério Ferreira Aires 2, João Guilherme Casagrande Junior 3, Claudia Fernanda Lemons e Silva 4 1 Embrapa

Leia mais

DIMENSIONAMENTO DE UM SISTEMA DE SECAGEM E ARMAZENAGEM DE GRÃOS

DIMENSIONAMENTO DE UM SISTEMA DE SECAGEM E ARMAZENAGEM DE GRÃOS ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 DIMENSIONAMENTO DE UM SISTEMA DE SECAGEM E ARMAZENAGEM DE GRÃOS Vinicius Calefi Dias 1 ; Jefferson

Leia mais

PRODUTIVIDADE DO CONSÓRCIO MILHO-BRAQUIÁRIA EM INTEGRAÇÃO COM PECUÁRIA E FLORESTA DE EUCALIPTO

PRODUTIVIDADE DO CONSÓRCIO MILHO-BRAQUIÁRIA EM INTEGRAÇÃO COM PECUÁRIA E FLORESTA DE EUCALIPTO PRODUTIVIDADE DO CONSÓRCIO MILHO-BRAQUIÁRIA EM INTEGRAÇÃO COM PECUÁRIA E FLORESTA DE EUCALIPTO Valdecir Batista Alves (1), Gessí Ceccon (2), Júlio Cesar Salton (3), Antonio Luiz Neto Neto (4), Leonardo

Leia mais

COMPORTAMENTO DE HÍBRIDOS EXPERIMENTAIS DE MILHO EM CONDIÇÕES DE ESTRESSES DE SECA

COMPORTAMENTO DE HÍBRIDOS EXPERIMENTAIS DE MILHO EM CONDIÇÕES DE ESTRESSES DE SECA COMPORTAMENTO DE HÍBRIDOS EXPERIMENTAIS DE MILHO EM CONDIÇÕES DE ESTRESSES DE SECA Marco Antônio Ferreira Varanda 1 ; Aurélio Vaz de Melo 2 ; Rubens Ribeiro da Silva³ 1 Aluno do Curso de Agronomia; Campus

Leia mais

CALAGEM, GESSAGEM E AO MANEJO DA ADUBAÇÃO (SAFRAS 2011 E

CALAGEM, GESSAGEM E AO MANEJO DA ADUBAÇÃO (SAFRAS 2011 E RESPOSTA DE MILHO SAFRINHA CONSORCIADO COM Brachiaria ruziziensis À CALAGEM, GESSAGEM E AO MANEJO DA ADUBAÇÃO (SAFRAS 2011 E 2012) Carlos Hissao Kurihara, Bruno Patrício Tsujigushi (2), João Vitor de Souza

Leia mais

A N A I S D O E V E N T O. 12 e 13 de Novembro de 2014 Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

A N A I S D O E V E N T O. 12 e 13 de Novembro de 2014 Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil A N A I S D O E V E N T O 12 e 13 de Novembro de 2014 Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil Evolução da mecanização da colheita de cana-de-açúcar em São Paulo: uma reflexão a partir de dados do Protocolo

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE UMA SEMEADORA-ADUBADORA DE PLANTIO DIRETO NA CULTURA DA SOJA

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE UMA SEMEADORA-ADUBADORA DE PLANTIO DIRETO NA CULTURA DA SOJA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE UMA SEMEADORA-ADUBADORA DE PLANTIO DIRETO NA CULTURA DA SOJA Jorge Ricardo Moura 3 ; Elton Fialho dos Reis 1,4 ; João Paulo Arantes Rodrigues da Cunha 2,4 ; 1 Pesquisador Orientador

Leia mais

UNIDADES DE MANEJO: UMA OPÇÃO DESAFIADORA E MAIS INTELIGENTE

UNIDADES DE MANEJO: UMA OPÇÃO DESAFIADORA E MAIS INTELIGENTE Departamento de Engenharia de Biossistemas ESALQ/USP UNIDADES DE MANEJO: UMA OPÇÃO DESAFIADORA E MAIS INTELIGENTE V Seminário de Agricultura de Precisão Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz 9

Leia mais

Resultados da Avaliação de Cultivares de Milho IAC/APTA/CATI/Empresas Safra de Verão 2013/14. Aildson Pereira Duarte Programa Milho IAC/APTA

Resultados da Avaliação de Cultivares de Milho IAC/APTA/CATI/Empresas Safra de Verão 2013/14. Aildson Pereira Duarte Programa Milho IAC/APTA REUNIÃO TÉCNICA SOBRE A CULTURA DO MILHO CAMPINAS - Junho 2014 Resultados da Avaliação de Cultivares de Milho IAC/APTA/CATI/Empresas Safra de Verão 2013/14 Aildson Pereira Duarte Programa Milho IAC/APTA

Leia mais

PLANTIO MECANIZADO MAIS UM DESAFIO A SER VENCIDO

PLANTIO MECANIZADO MAIS UM DESAFIO A SER VENCIDO PLANTIO MECANIZADO MAIS UM DESAFIO A SER VENCIDO Armene José Conde Gerente Regional Mauro Sampaio Benedini Gerente Regional José Guilherme Perticarrari Coordenador de Pesquisa Tecnológica CTC - Centro

Leia mais

Portfólio Formal. Projetos e consultorias prestadas pela EMPRESA JÚNIOR DO CURSO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS

Portfólio Formal. Projetos e consultorias prestadas pela EMPRESA JÚNIOR DO CURSO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS Portfólio Formal Projetos e consultorias prestadas pela EMPRESA JÚNIOR DO CURSO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS APRESENTAÇÃO Uma Empresa Júnior é uma associação civil, sem fins lucrativos, constituída e

Leia mais

EFICIENCIA DE SISTEMAS DE APLICAÇÃO DE VINHAÇA VISANDO ECONOMIA E CONSCIENCIA AMBIENTAL

EFICIENCIA DE SISTEMAS DE APLICAÇÃO DE VINHAÇA VISANDO ECONOMIA E CONSCIENCIA AMBIENTAL ISBN 978-85-609-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 7 a 0 de outubro de 009 EFICIENCIA DE SISTEMAS DE APLICAÇÃO DE VINHAÇA VISANDO ECONOMIA E CONSCIENCIA AMBIENTAL Ricardo Gava ;

Leia mais

Influência do Espaçamento de Plantio de Milho na Produtividade de Silagem.

Influência do Espaçamento de Plantio de Milho na Produtividade de Silagem. Influência do Espaçamento de Plantio de Milho na Produtividade de Silagem. DAMASCENO, T. M. 1, WINDER, A. R. da S. 2, NOGUEIRA, J. C. M. 3, DAMASCENO, M. M. 2, MENDES, J. C. da F. 2, e DALLAPORTA, L. N.

Leia mais

O Melhoramento de Plantas e o Aquecimento Global. Arnaldo José Raizer P&D - Variedades

O Melhoramento de Plantas e o Aquecimento Global. Arnaldo José Raizer P&D - Variedades O Melhoramento de Plantas e o Aquecimento Global 1 Arnaldo José Raizer P&D - Variedades Roteiro Aquecimento Global Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) O setor sucro-energético Melhoramento Genético e

Leia mais

Adoção da Agricultura de Precisão no Brasil. Alberto C. de Campos Bernardi e Ricardo Y. Inamasu EMBRAPA 1

Adoção da Agricultura de Precisão no Brasil. Alberto C. de Campos Bernardi e Ricardo Y. Inamasu EMBRAPA 1 Adoção da Agricultura de Precisão no Brasil Alberto C. de Campos Bernardi e Ricardo Y. Inamasu EMBRAPA 1 Agricultura de Precisão A agricultura de precisão se deu inicio na década de 90 com o uso de monitores

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Desempenho Agronômico de Híbridos de Sorgo Biomassa Gutemberg de Aquiles Pereira 1, Rafael A. da C. Parrella 2, Nádia

Leia mais

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Atores envolvidos Movimentos Sociais Agricultura Familiar Governos Universidades Comunidade Científica em Geral Parceiros Internacionais,

Leia mais

VARIABILIDADE ESPACIAL DE ATRIBUTOS FÍSICOS EM SOLOS SOB PLANTIO DIRETO. Bolsista PBIC/UEG, graduando do Curso de Engenharia Agrícola, UnU Cet - UEG.

VARIABILIDADE ESPACIAL DE ATRIBUTOS FÍSICOS EM SOLOS SOB PLANTIO DIRETO. Bolsista PBIC/UEG, graduando do Curso de Engenharia Agrícola, UnU Cet - UEG. VARIABILIDADE ESPACIAL DE ATRIBUTOS FÍSICOS EM SOLOS SOB PLANTIO DIRETO Ródney Ferreira Couto 1 ; Cássio Rodrigues Moreira 1 ; Elton Fialho dos Reis 2 1 Bolsista PBIC/UEG, graduando do Curso de Engenharia

Leia mais

XV COBREAP - CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS - IBAPE/SP 2009

XV COBREAP - CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS - IBAPE/SP 2009 XV COBREAP - CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS - IBAPE/SP 2009 ANÁLISE COMPARATIVA NA AVALIAÇÃO DE FLORESTA PLANTADA DE PINUS PELO MÉTODO DO VALOR ECONÔMICO, UTILIZANDO COMO PARÂMETROS

Leia mais

Os Benefícios Econômicos da Biotecnologia Agrícola no Brasil: 1996/97 a 2010/11

Os Benefícios Econômicos da Biotecnologia Agrícola no Brasil: 1996/97 a 2010/11 Céleres Os Benefícios Econômicos da Biotecnologia Agrícola no Brasil: 199/97 a 2010/11 O CASO DO ALGODÃO GENETICAMENTE MODIFICADO O CASO DO MILHO GENETICAMENTE MODIFICADO O CASO DA SOJA TOLERANTE A HERBICIDA

Leia mais

Subsídios técnicos para a agenda brasileira de bioetanol

Subsídios técnicos para a agenda brasileira de bioetanol Subsídios técnicos para a agenda brasileira de bioetanol Oficina Sustentabilidade do Bioetanol 25 e 26 de fevereiro de 2010 Brasília Miguel Taube Netto UniSoma Luis Franco de Campos Pinto UniSoma Estudo

Leia mais

Referências Bibliográficas

Referências Bibliográficas Considerações Finais Todos os tratamentos testados apresentaram teores foliares de N inferiores ao recomendado para a cultura da soja. As aplicações isoladas de BIOMOL (0,3 L/ha), KALIBRE (1,5 L/ha) e

Leia mais

Estudo da dose de resposta de cobertura (N.K) na cultura do milho safrinha-mt Consultoria Pesquisa Agricultura de Precisão

Estudo da dose de resposta de cobertura (N.K) na cultura do milho safrinha-mt Consultoria Pesquisa Agricultura de Precisão Estudo da dose de resposta de cobertura (N.K) na cultura do milho safrinha-mt Consultor: Paulo Sérgio de Assunção Daniel Bennemann Frasson OBJETIVO O objetivo do presente trabalho foi realizar um estudo

Leia mais

NEW HOLLAND IDEA 2014

NEW HOLLAND IDEA 2014 NEW HOLLAND IDEA 2014 Samir de Azevedo Fagundes Marketing PLM Agricultura de Precisão Felipe Sousa Marketing Especialista Agricultura de Precisão IDEA Edições anteriores... 2009 Influência da lastragem

Leia mais

Produção de grãos na Bahia cresce 14,64%, apesar dos severos efeitos da seca no Estado

Produção de grãos na Bahia cresce 14,64%, apesar dos severos efeitos da seca no Estado AGROSSÍNTESE Produção de grãos na Bahia cresce 14,64%, apesar dos severos efeitos da seca no Estado Edilson de Oliveira Santos 1 1 Mestre em Economia, Gestor Governamental da SEAGRI; e-mail: edilsonsantos@seagri.ba.gov.br

Leia mais

O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira

O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira Clusters para exportação sustentável nas cadeias produtivas da carne bovina e soja Eng Agrônomo Lucas Galvan Diretor

Leia mais

Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária. Novembro 2015 PARANÁ

Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária. Novembro 2015 PARANÁ Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro 2015 PARANÁ A estimativa de área para a safra 2015/16 de soja é recorde no Paraná. Segundo os técnicos de campo serão semeados 5,24 milhões de hectares,

Leia mais

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Resultados incluem primeiro ano de cultivo de milho geneticamente modificado, além das já tradicionais

Leia mais

10 AVALIAÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA

10 AVALIAÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA 10 AVALIAÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA CONVENCIONAL (SOJA LIVRE) EM LUCAS DO RIO VERDE, MT O objetivo deste experimento foi avaliar o potencial produtivo de cultivares de soja convencionais (Soja Livre) em

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE AGRONOMIA E MEDICINA VETERINÁRIA DEPARTAMENTO DE SOLOS E ENGENHARIA RURAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE AGRONOMIA E MEDICINA VETERINÁRIA DEPARTAMENTO DE SOLOS E ENGENHARIA RURAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE AGRONOMIA E MEDICINA VETERINÁRIA DEPARTAMENTO DE SOLOS E ENGENHARIA RURAL RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DE SENSOR CLOROFILOG FALKER VARIAÇÃO

Leia mais

Desempenho Recente e Perspectivas para a Agricultura

Desempenho Recente e Perspectivas para a Agricultura Desempenho Recente e Perspectivas para a Agricultura A safra de grãos do país totalizou 133,8 milhões de toneladas em 2009, de acordo com o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de dezembro,

Leia mais

Ferramentas de AP Arvus Tecnologia. Gerente nacional de vendas Luiz Ghilherme Bridi Luiz.bridi@arvus.com.br (48) 8817-4115

Ferramentas de AP Arvus Tecnologia. Gerente nacional de vendas Luiz Ghilherme Bridi Luiz.bridi@arvus.com.br (48) 8817-4115 Ferramentas de AP Arvus Tecnologia Gerente nacional de vendas Luiz Ghilherme Bridi Luiz.bridi@arvus.com.br (48) 8817-4115 Arvus Tecnologia Estrutura e Equipe Unidade Administrativa (SC) Unidade Industrial

Leia mais

Variabilidade espacial da resistência à penetração de um LATOSSOLO VERMELHO Distroférrico típico e sua relação com a produção do cafeeiro.

Variabilidade espacial da resistência à penetração de um LATOSSOLO VERMELHO Distroférrico típico e sua relação com a produção do cafeeiro. Variabilidade espacial da resistência à penetração de um LATOSSOLO VERMELHO Distroférrico típico e sua relação com a produção do Taylor Lima de SOUZA 1 ; Diogo Santos CAMPOS 2 ; Adriano André LUIZ 3, Gustavo

Leia mais

Agricultura de Precisão em Máquinas Agrícolas

Agricultura de Precisão em Máquinas Agrícolas Agricultura de Precisão em Máquinas Agrícolas Eduardo R. Martini -Setembro 2011 Tendências Globais Crescimento Populacional População (bilhões) Crescimento da Renda Calorias de proteína animal (kcal) Crescimento

Leia mais

PRODUÇÃO DE MAMONEIRA CV BRS 149 NORDESTINA ADUBADA COM NITROGÊNIO, FOSFÓRO E POTÁSSIO

PRODUÇÃO DE MAMONEIRA CV BRS 149 NORDESTINA ADUBADA COM NITROGÊNIO, FOSFÓRO E POTÁSSIO Página 755 PRODUÇÃO DE MAMONEIRA CV BRS 149 NORDESTINA ADUBADA COM NITROGÊNIO, FOSFÓRO E POTÁSSIO Evandro Franklin de Mesquita 1,2, Lúcia Helena Garofálo Chaves 3, Hugo Orlando carvallo Guerra3, Diva Lima

Leia mais

150 ISSN 1679-0162 Sete Lagoas, MG Dezembro, 2007

150 ISSN 1679-0162 Sete Lagoas, MG Dezembro, 2007 150 ISSN 1679-0162 Sete Lagoas, MG Dezembro, 2007 A evolução da produção de milho no Mato Grosso: a importância da safrinha Jason de Oliveira Duarte 1 José Carlos Cruz 2 João Carlos Garcia 3 Introdução

Leia mais

Cana de açúcar para indústria: o quanto vai precisar crescer

Cana de açúcar para indústria: o quanto vai precisar crescer Cana de açúcar para indústria: o quanto vai precisar crescer A demanda crescente nos mercados interno e externo por combustíveis renováveis, especialmente o álcool, atrai novos investimentos para a formação

Leia mais

Efeito da colhedora, velocidade e ponto de coleta na qualidade física de sementes de milho

Efeito da colhedora, velocidade e ponto de coleta na qualidade física de sementes de milho Efeito da colhedora, velocidade e ponto de coleta na qualidade física de sementes de milho 1 Delineide Pereira Gomes, 2 Érika S. M. Koshikumo, 3 Leandra Matos Barrozo, 4 Breno Marques S. e Silva e 5 Rouverson

Leia mais

Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde

Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde Microbial Biomass In Lettuce Culture Under Different Organic Fertilizers And Management Of Green Manure

Leia mais

PERDAS DE CANA E IMPUREZAS VEGETAIS E MINERAIS NA COLHEITA MECANIZADA

PERDAS DE CANA E IMPUREZAS VEGETAIS E MINERAIS NA COLHEITA MECANIZADA PERDAS DE CANA E IMPUREZAS VEGETAIS E MINERAIS NA COLHEITA MECANIZADA Mauro Sampaio Benedini Gerente Regional de Produto CTC Fernando Pedro Reis Brod Pesquisador Engª Agrícola CTC José Guilherme Perticarrari

Leia mais

AGRÍCOLA NO BRASIL. Prefácio. resultados do biotecnologia: Benefícios econômicos da. Considerações finais... 7 L: 1996/97 2011/12 2021/22...

AGRÍCOLA NO BRASIL. Prefácio. resultados do biotecnologia: Benefícios econômicos da. Considerações finais... 7 L: 1996/97 2011/12 2021/22... O OS BENEFÍCIOS ECONÔMICOS DA BIOTECNOLOGIA AGRÍCOLA NO BRASIL L: 1996/97 2011/12 O caso do algodão geneticamente modificado O caso do milho geneticamente modificado O caso da soja tolerante a herbicida

Leia mais

DESEMPENHO DE MUDAS CHRYSOPOGON ZIZANIOIDES (VETIVER) EM SUBSTRATO DE ESTÉRIL E DE REJEITO DA MINERAÇÃO DE MINÉRIO DE FERRO

DESEMPENHO DE MUDAS CHRYSOPOGON ZIZANIOIDES (VETIVER) EM SUBSTRATO DE ESTÉRIL E DE REJEITO DA MINERAÇÃO DE MINÉRIO DE FERRO Belo Horizonte/MG 24 a 27/11/2014 DESEMPENHO DE MUDAS CHRYSOPOGON ZIZANIOIDES (VETIVER) EM SUBSTRATO DE ESTÉRIL E DE REJEITO DA MINERAÇÃO DE MINÉRIO DE FERRO Igor Fernandes de Abreu (*), Giovane César

Leia mais

ZONEAMENTO AGRÍCOLA DE RISCO CLIMÁTICO SPA/MAPA

ZONEAMENTO AGRÍCOLA DE RISCO CLIMÁTICO SPA/MAPA ZONEAMENTO AGRÍCOLA DE RISCO CLIMÁTICO SPA/MAPA III Reunião Técnica do CEMADEN Tema: Extremos Climáticos e Colapso de Produção Agrícola Fortaleza/CE 02 e 03 de abril de 2012 Antecedentes Altos índices

Leia mais

10º LEVANTAMENTO DE SAFRAS DA CONAB - 2012/2013 Julho/2013

10º LEVANTAMENTO DE SAFRAS DA CONAB - 2012/2013 Julho/2013 10º LEVANTAMENTO DE SAFRAS DA CONAB - 2012/2013 Julho/2013 1. INTRODUÇÃO O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), por meio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), realiza sistematicamente

Leia mais

ESPÉCIES DE TRICOGRAMATÍDEOS EM POSTURAS DE Spodoptera frugiperda (LEP.: NOCTUIDAE) E FLUTUAÇÃO POPULACIONAL EM CULTIVO DE MILHO

ESPÉCIES DE TRICOGRAMATÍDEOS EM POSTURAS DE Spodoptera frugiperda (LEP.: NOCTUIDAE) E FLUTUAÇÃO POPULACIONAL EM CULTIVO DE MILHO ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 ESPÉCIES DE TRICOGRAMATÍDEOS EM POSTURAS DE Spodoptera frugiperda (LEP.: NOCTUIDAE) E FLUTUAÇÃO POPULACIONAL

Leia mais

IX Curso de Atualização Lavoura Cafeeira RESULTADOS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO NA CAFEICULTURA. Alexandre Mudrik

IX Curso de Atualização Lavoura Cafeeira RESULTADOS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO NA CAFEICULTURA. Alexandre Mudrik IX Curso de Atualização Lavoura Cafeeira RESULTADOS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO NA CAFEICULTURA Alexandre Mudrik AGRICULTURA DE PRECISÃO GERENCIAMENTO DE PRECISÃO Prestação de Serviços em Agricultura de

Leia mais

Palavras-Chave: Projeto Aquarius, taxa variada, agricultura de precisão. Material e métodos. Introdução

Palavras-Chave: Projeto Aquarius, taxa variada, agricultura de precisão. Material e métodos. Introdução Agricultura de precisão voltada à melhoria da fertilidade do solo no sistema plantio direto R.B.C. DELLAMEA (1), T.J.C. AMADO (2), G. L. BELLÉ (), G.T.LONDERO (4), R.J. DONDÉ (4). RESUMO - O sistema de

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Custo de Produção e Lucratividade da Cultura de Milho Sequeiro: um estudo de caso no município de Sud Mennucci, SP

Leia mais

O PROBLEMA DO BAIXO NÚMERO DE REPETIÇÕES EM EXPERIMENTOS DE COMPETIÇÃO DE CULTIVARES

O PROBLEMA DO BAIXO NÚMERO DE REPETIÇÕES EM EXPERIMENTOS DE COMPETIÇÃO DE CULTIVARES O PROBLEMA DO BAIXO NÚMERO DE REPETIÇÕES EM EXPERIMENTOS DE COMPETIÇÃO DE CULTIVARES Cristiano Nunes Nesi 1, Antônio Lourenço Guidoni 2 Cleber Bringhenti 1 INTRODUÇÃO Uma questão importante a ser definida

Leia mais

Disciplinas. Dinâmica de Potássio no solo e sua utilização nas culturas

Disciplinas. Dinâmica de Potássio no solo e sua utilização nas culturas Disciplinas Solos nos domínios morfoclimáticos do cerrado Ementa: Solos em ambientes de Cerrado. Sistema Brasileiro de Classificação do Solo. Caracterização morfológica das principais classes de solo inseridas

Leia mais

Tabela 01 Mundo Soja Área, produção e produtividade Safra 2009/10 a 2013/14

Tabela 01 Mundo Soja Área, produção e produtividade Safra 2009/10 a 2013/14 Soja Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro de 2013 MUNDO A economia mundial cada vez mais globalizada tem sido o principal propulsor responsável pelo aumento da produção de soja. Com o aumento do

Leia mais

Bem-vindo ao futuro da agricultura Esta apresentação reúne os principais fatos observados nos clientes na safra de 2014/2015 no dia-a-dia com o

Bem-vindo ao futuro da agricultura Esta apresentação reúne os principais fatos observados nos clientes na safra de 2014/2015 no dia-a-dia com o Bem-vindo ao futuro da agricultura Esta apresentação reúne os principais fatos observados nos clientes na safra de 2014/2015 no dia-a-dia com o Strider nas fazendas A queda de braço entre custo e produtividade:

Leia mais

Foram quase dez mil anos de agricultura e praticamente

Foram quase dez mil anos de agricultura e praticamente 93 Buscando o trigo do terceiro milênio Gilberto R. Cunha Foram quase dez mil anos de agricultura e praticamente não houve nenhuma evolução perceptível no rendimento das lavouras de trigo, quando se compara

Leia mais

XXIV Congresso Nacional de Milho e Sorgo - 01 a 05 de setembro de 2002 - Florianópolis - SC

XXIV Congresso Nacional de Milho e Sorgo - 01 a 05 de setembro de 2002 - Florianópolis - SC Perfil de Propriedades e Produtores de Milho Varietal da Embrapa em Unidades de Observação/Validação Conduzidas pela Emater no Estado do Rio Grande do Sul. XXIV Congresso Nacional de Milho e Sorgo - 01

Leia mais

Custo de Produção da Cultura da Soja Safra 2011/2012

Custo de Produção da Cultura da Soja Safra 2011/2012 11 Custo de Produção da Cultura da Soja Safra 2011/2012 Dirceu Luiz Broch Roney Simões Pedroso 1 2 11.1. Introdução Os sistemas de produção da atividade agropecuária cada vez mais requerem um grau de conhecimento

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO LODO DE ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO PARA ADUBAÇÃO DO AÇAÍ (Euterpe oleracea)

UTILIZAÇÃO DO LODO DE ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO PARA ADUBAÇÃO DO AÇAÍ (Euterpe oleracea) Fertilidade di Solo e Nutrição de Plantas UTILIZAÇÃO DO LODO DE ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO PARA ADUBAÇÃO DO AÇAÍ (Euterpe oleracea) Aureliano Nogueira da Costa 1, Adelaide de Fátima Santana da Costa

Leia mais

INSTITUTO MATO-GROSSENSE DO ALGODÃO - IMA. Boletim - Nº 003 - Outubro de 2008 QUANTO VALE A SOQUEIRA DO ALGODÃO?

INSTITUTO MATO-GROSSENSE DO ALGODÃO - IMA. Boletim - Nº 003 - Outubro de 2008 QUANTO VALE A SOQUEIRA DO ALGODÃO? INSTITUTO MATO-GROSSENSE DO ALGODÃO - IMA Boletim - Nº 003 - Outubro de 2008 INFORMAÇÕES TÉCNICAS QUANTO VALE A SOQUEIRA DO ALGODÃO? QUANTO VALE A SOQUEIRA DO ALGODÃO? Diante da preocupação com o desmatamento

Leia mais

Sistema Agropecuário de Produção Integrada de Milho

Sistema Agropecuário de Produção Integrada de Milho Sistema Agropecuário de Produção Integrada de Milho José Carlos Cruz 1, Israel Alexandre Pereira Filho 1, João Carlos Garcia 1, Jason de Oliveira Duarte 1, João Herbert Moreira Viana 1, Ivan Cruz 1, Rodrigo

Leia mais

Estratégias de ação vinculadas ao manejo da agrobiodiversidade com enfoque agroecológico visando a sustentabilidade de comunidades rurais

Estratégias de ação vinculadas ao manejo da agrobiodiversidade com enfoque agroecológico visando a sustentabilidade de comunidades rurais Estratégias de ação vinculadas ao manejo da agrobiodiversidade com enfoque agroecológico visando a sustentabilidade de comunidades rurais O desenvolvimento das ações em diferentes projetos poderão identificar

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE INDICADORES DE RESULTADOS - ORIENTAÇÕES PARA PEQUENOS AGRICULTORES

RELATÓRIO SOBRE INDICADORES DE RESULTADOS - ORIENTAÇÕES PARA PEQUENOS AGRICULTORES RELATÓRIO SOBRE INDICADORES DE RESULTADOS - ORIENTAÇÕES PARA PEQUENOS AGRICULTORES APLICÁVEL A PARTIR DA COLHEITA DE 2014 Visão Geral Este documento explica como usar os modelos fornecidos pela BCI, para

Leia mais

ANÁLISE TÉCNICA E ECONÔMICA DA APLICAÇÃO DE FERTILIZANTES EM TAXA VARIÁVEL EM ÁREA MANEJADA COM AGRICULTURA DE PRECISÃO 1

ANÁLISE TÉCNICA E ECONÔMICA DA APLICAÇÃO DE FERTILIZANTES EM TAXA VARIÁVEL EM ÁREA MANEJADA COM AGRICULTURA DE PRECISÃO 1 ANÁLISE TÉCNICA E ECONÔMICA DA APLICAÇÃO DE FERTILIZANTES EM TAXA VARIÁVEL EM ÁREA MANEJADA COM AGRICULTURA DE PRECISÃO 1 CHERUBIN, M. R. 2 ; AMARAL, A. 3 ; MORAES, M. T. 2 ; FABBRIS, C. 2 ; PRASS, M.

Leia mais

Práticas Agronômicas que Interferem na Produção de Silagem de Milho

Práticas Agronômicas que Interferem na Produção de Silagem de Milho Práticas Agronômicas que Interferem na Produção de Silagem de Milho Engº Agrº Robson F. de Paula Coordenador Técnico Regional Robson.depaula@pioneer.com Silagem de qualidade começa no campo! E no momento

Leia mais

UTILIZAÇÃO DA AGRICULTURA DE PRECISÃO NO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE - CÂMPUS RIO DO SUL

UTILIZAÇÃO DA AGRICULTURA DE PRECISÃO NO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE - CÂMPUS RIO DO SUL UTILIZAÇÃO DA AGRICULTURA DE PRECISÃO NO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE - CÂMPUS RIO DO SUL Guilherme ANDRZEJEWSKI 1, Marlon GOEDE 2, Fabrício C. MASIERO 3, Ricardo K. VEIGA 4, Dionata HOTZ 5. 1: Bolsista

Leia mais

Sistemas de Informação Geográfica (SIG) para Agricultura de Precisão

Sistemas de Informação Geográfica (SIG) para Agricultura de Precisão 01 Sistemas de Informação Geográfica (SIG) para Agricultura de Precisão Rodrigo G. Trevisan¹; José P. Molin² ¹ Eng. Agrônomo, Mestrando em Engenharia de Sistemas Agrícolas (ESALQ-USP); ² Prof. Dr. Associado

Leia mais

COMPARAÇÃO DE DIFERENTES FONTES DE CÁLCIO EM SOJA

COMPARAÇÃO DE DIFERENTES FONTES DE CÁLCIO EM SOJA COMPARAÇÃO DE DIFERENTES FONTES DE CÁLCIO EM SOJA 1 INSTITUIÇÃO REALIZADORA SEEDS Serviço Especial em Diagnose de Sementes Ltda CNPJ 91.356.055/0001-94 Endereço: Rua João de Césaro, 255 - Sala 06 - Bairro

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Desempenho de Híbridos Simples de Milho no Estado do Maranhão na Safra de 2010 1 Cinthia Souza Rodrigues 1, Hélio

Leia mais

Inovação Tecnológica e Controle de Mercado de Sementes Transgênicas de Milho 1 João Carlos Garcia 2 e Rubens Augusto de Miranda 2

Inovação Tecnológica e Controle de Mercado de Sementes Transgênicas de Milho 1 João Carlos Garcia 2 e Rubens Augusto de Miranda 2 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Inovação Tecnológica e Controle de Mercado de Sementes Transgênicas de Milho 1 João Carlos Garcia 2 e Rubens Augusto

Leia mais

EXPERIMENTO SOBRE O EFEITO DO AGROSTEMIN APLICADO NO PLANTIO DE CANA DE AÇÚCAR

EXPERIMENTO SOBRE O EFEITO DO AGROSTEMIN APLICADO NO PLANTIO DE CANA DE AÇÚCAR EXPERIMENTO SOBRE O EFEITO DO AGROSTEMIN APLICADO NO PLANTIO DE CANA DE AÇÚCAR Este experimento foi conduzido no município de Aquiraz CE Brasil no ano de 2009 e 2010. A variedade utilizada foi a RB 92.579.

Leia mais

Custo de Produção do Milho Safrinha 2012

Custo de Produção do Milho Safrinha 2012 09 Custo de Produção do Milho Safrinha 2012 1 Carlos DirceuPitol Luiz2 Broch1 Dirceu Luiz Broch Roney Simões Pedroso2 9.1. Introdução Os sistemas de produção da atividade agropecuária cada vez requerem

Leia mais

Giuliana Aparecida Santini, Leonardo de Barros Pinto. Universidade Estadual Paulista/ Campus Experimental de Tupã, São Paulo.

Giuliana Aparecida Santini, Leonardo de Barros Pinto. Universidade Estadual Paulista/ Campus Experimental de Tupã, São Paulo. Entraves à consolidação do Brasil na produção de energias limpas e renováveis Giuliana Aparecida Santini, Leonardo de Barros Pinto Universidade Estadual Paulista/ Campus Experimental de Tupã, São Paulo

Leia mais

ANÁLISE ECONÔMICA DA CULTURA DE ALGODÃO EM SISTEMAS AGRÍCOLAS FAMILIARES MARÍA GLORIA CABRERA ROMERO; OSMAR DE CARVALHO BUENO;

ANÁLISE ECONÔMICA DA CULTURA DE ALGODÃO EM SISTEMAS AGRÍCOLAS FAMILIARES MARÍA GLORIA CABRERA ROMERO; OSMAR DE CARVALHO BUENO; ANÁLISE ECONÔMICA DA CULTURA DE ALGODÃO EM SISTEMAS AGRÍCOLAS FAMILIARES MARÍA GLORIA CABRERA ROMERO; OSMAR DE CARVALHO BUENO; FCA/UNESP BOTUCATU - SP - BRASIL gloriac@fca.unesp.br APRESENTAÇÃO SEM PRESENÇA

Leia mais

Desempenho da Agroindústria em 2004. histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003), os

Desempenho da Agroindústria em 2004. histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003), os Desempenho da Agroindústria em 2004 Em 2004, a agroindústria obteve crescimento de 5,3%, marca mais elevada da série histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003),

Leia mais

Eng o Agr o Decio Luiz Gazzoni. Do Oiapoque ao Chuí

Eng o Agr o Decio Luiz Gazzoni. Do Oiapoque ao Chuí Eng o Agr o Decio Luiz Gazzoni Do Oiapoque ao Chuí Nos últimos 40 anos, ocorreu no Brasil uma revolução sem paralelo na História da Agricultura: Passamos de importador de alimentos a maior exportador

Leia mais

Tecnologia & Engenharia Desafio Prático. Temporada 2014. Tecnologia & Engenharia. Desafio Prático. Torneio Brasil de Robótica

Tecnologia & Engenharia Desafio Prático. Temporada 2014. Tecnologia & Engenharia. Desafio Prático. Torneio Brasil de Robótica Temporada 2014 Tecnologia & Engenharia Desafio Prático Tecnologia & Engenharia Desafio Prático 7 3 1 4 5 6 2 1. Agroenergia: Descrição: trata-se da fabricação e uso dos diversos tipos de biocombustíveis

Leia mais

Ponto de Corte do Milho para Silagem

Ponto de Corte do Milho para Silagem Setor de Forragicultura Ponto de Corte do Milho para Silagem Eng. Agr. Igor Quirrenbach de Carvalho 23/8/213 Acertar o ponto de corte é fundamental para ter alta produção de massa e alta qualidade nutricional.

Leia mais

DEFINIÇÃO DE UMA REDE DE SENSORES SEM FIO PARA A ARQUITETURA AGROMOBILE 1

DEFINIÇÃO DE UMA REDE DE SENSORES SEM FIO PARA A ARQUITETURA AGROMOBILE 1 DEFINIÇÃO DE UMA REDE DE SENSORES SEM FIO PARA A ARQUITETURA AGROMOBILE 1 Marcos Sulzbach Morgenstern 2, Roger Victor Alves 3, Vinicius Maran 4. 1 Projeto de Pesquisa Agromobile - Uma Arquitetura de Auxílio

Leia mais

Efeito de diferentes espaçamentos e densidades de semeadura no perfilhamento e produtividade de trigo

Efeito de diferentes espaçamentos e densidades de semeadura no perfilhamento e produtividade de trigo Efeito de diferentes espaçamentos e densidades de semeadura no perfilhamento e produtividade de trigo Gerson Sander 1, Antonio Carlos Torres da Costa 2, Jose Barbosa Junior Duarte 3 1 Eng. Agrôn., Mestrando

Leia mais

Pesquisas em Andamento pelas Fundações e Embrapa sobre os Temas Indicados pelo Fórum do Ano Passado

Pesquisas em Andamento pelas Fundações e Embrapa sobre os Temas Indicados pelo Fórum do Ano Passado II Fórum Nacional de Produtividade De Soja CESB Pesquisas em Andamento pelas Fundações e Embrapa sobre os Temas Indicados pelo Fórum do Ano Passado Leandro Zancanaro Brasília Agosto de 2011 Temas Indicados

Leia mais

TITULO DO PROJETO: (Orientador DPPA/CCA). Para que se tenha sucesso em um sistema de plantio direto é imprescindível uma boa cobertura do solo.

TITULO DO PROJETO: (Orientador DPPA/CCA). Para que se tenha sucesso em um sistema de plantio direto é imprescindível uma boa cobertura do solo. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PRPPG Coordenadoria Geral de Pesquisa CGP Campus Universitário Ministro Petrônio Portela,

Leia mais

GESTÃO DA PROPRIEDADE COMO EMPRESA RURAL E VIABILIDADE REAL DAS ATIVIDADES AGRÍCOLAS CASO PROPRIEDADE MONTE BELO (PEROBAL - PR)

GESTÃO DA PROPRIEDADE COMO EMPRESA RURAL E VIABILIDADE REAL DAS ATIVIDADES AGRÍCOLAS CASO PROPRIEDADE MONTE BELO (PEROBAL - PR) ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 GESTÃO DA PROPRIEDADE COMO EMPRESA RURAL E VIABILIDADE REAL DAS ATIVIDADES AGRÍCOLAS CASO PROPRIEDADE

Leia mais

ADEQUAÇÕES DAS TÉCNICAS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO A PEQUENA PROPRIEDADE NA REGIÃO OESTE CATARINENSE

ADEQUAÇÕES DAS TÉCNICAS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO A PEQUENA PROPRIEDADE NA REGIÃO OESTE CATARINENSE ADEQUAÇÕES DAS TÉCNICAS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO A PEQUENA PROPRIEDADE NA REGIÃO OESTE CATARINENSE Matheus Collet Tambosi 2, Cristiano Reschke Lajús 1, Ernandes Manfroi 2, Odair José Niederle 2, Giovanni

Leia mais

Monitoramento da Cultura de Cana-de-Açúcar no Estado de São Paulo

Monitoramento da Cultura de Cana-de-Açúcar no Estado de São Paulo Versão Online Boletim No: 12 Outubro, 2015 Monitoramento da Cultura de Cana-de-Açúcar no Estado de São Paulo I. PANORAMA Chuvas intensas no mês de setembro atrasaram a colheita de cana-de-açúcar nas principais

Leia mais

EVOLUÇÃO DA PRODUÇÃO DE FEIJÃO NO BRASIL DE 1976-2009 Paulo Roberto Vieira de ALMEIDA¹; Alcido Elenor WANDER² INTRODUÇÃO

EVOLUÇÃO DA PRODUÇÃO DE FEIJÃO NO BRASIL DE 1976-2009 Paulo Roberto Vieira de ALMEIDA¹; Alcido Elenor WANDER² INTRODUÇÃO EVOLUÇÃO DA PRODUÇÃO DE FEIJÃO NO BRASIL DE 1976-2009 Paulo Roberto Vieira de ALMEIDA¹; Alcido Elenor WANDER² ¹ Mestrando do Programa de Pós Graduação em Agronegócio na Escola de Agronomia e Engenharia

Leia mais

Aplicação do algoritmo genético na otimização da produção em indústrias de açúcar e álcool

Aplicação do algoritmo genético na otimização da produção em indústrias de açúcar e álcool Aplicação do algoritmo genético na otimização da produção em indústrias de açúcar e álcool Lucélia Costa Oliveira¹; Mário Luiz Viana Alvarenga² ¹ Aluna do curso de Engenharia de Produção e bolsista do

Leia mais

Vantagens e Desvantagens da Utilização da PALHA da Cana. Eng. Agr. Dib Nunes Jr. GRUPO IDEA

Vantagens e Desvantagens da Utilização da PALHA da Cana. Eng. Agr. Dib Nunes Jr. GRUPO IDEA Vantagens e Desvantagens da Utilização da PALHA da Cana Eng. Agr. Dib Nunes Jr. GRUPO IDEA NOVO PROTOCOLO AMBIENTAL (Única, Orplana e Secretaria do Meio Ambiente) Áreas mecanizáveis Extinção das queimadas

Leia mais

IMPACTOS DO USO X PERFIL DAS EMPRESAS E ANALISAR SEUS PROCESSOS DE GESTÃO DE PROJETOS

IMPACTOS DO USO X PERFIL DAS EMPRESAS E ANALISAR SEUS PROCESSOS DE GESTÃO DE PROJETOS IMPACTOS DO USO X PERFIL DAS EMPRESAS E ANALISAR SEUS PROCESSOS DE GESTÃO DE PROJETOS Vinicius Coutinho dos Santos BARBOSA (1); Michele Tereza Marques CARVALHO (2) (1) Campus Universitário Darcy Ribeiro

Leia mais

Avaliação Tecnológica

Avaliação Tecnológica Sistematização e Consevação do Solo e da Água em Cana de Açúcar Outubro de 2013 Ciência Básica Programa Industrial Sustentabilidade Programa Agrícola Avaliação Tecnológica Não muito tempo atrás 16 rodas

Leia mais

Propriedades físicas de um Cambissolo submetido a períodos de pastejo rotacionado

Propriedades físicas de um Cambissolo submetido a períodos de pastejo rotacionado Propriedades físicas de um Cambissolo submetido a períodos de pastejo rotacionado Rostirolla, P. 1 ; Miola, E. C. C. 2 ; Suzuki, L. E. A. S. 1 ; Bitencourt Junior, D. 3 ; Matieski, T. 1 ; Moreira, R. M.

Leia mais

PRODUTIVIDADE DE MILHO SILAGEM SOB ADUBAÇÃO COM DEJETO LIQUIDO DE BOVINOS E MINERAL COM PARCELAMENTO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA¹. a2es@cav.udesc.br.

PRODUTIVIDADE DE MILHO SILAGEM SOB ADUBAÇÃO COM DEJETO LIQUIDO DE BOVINOS E MINERAL COM PARCELAMENTO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA¹. a2es@cav.udesc.br. Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas PRODUTIVIDADE DE MILHO SILAGEM SOB ADUBAÇÃO COM DEJETO LIQUIDO DE BOVINOS E MINERAL COM PARCELAMENTO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA¹. Mauricio Vicente Alves², Luiz Armando

Leia mais

Aspectos Gerais e Agronômicos. Silagem de Milho na Bovinocultura Leiteira 05/04/2013. Silagem de Milho Aspectos Gerais

Aspectos Gerais e Agronômicos. Silagem de Milho na Bovinocultura Leiteira 05/04/2013. Silagem de Milho Aspectos Gerais Silagem de Milho na Bovinocultura Leiteira % 60 50 40 30 20 10 0 Prof. Thiago Bernardes DZO/UFLA Ciclo de Palestras em Bovinocultura de Leite e Corte Terra Jr Consultoria 31 de Janeiro de 2013 Utilização

Leia mais