NOTAS SOBRE OS CANAIS INFORMATIVOS DA TV POR ASSINATURA NO BRASIL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NOTAS SOBRE OS CANAIS INFORMATIVOS DA TV POR ASSINATURA NO BRASIL"

Transcrição

1 NOTAS SOBRE OS CANAIS INFORMATIVOS DA TV POR ASSINATURA NO BRASIL Sandra Reimão (orientadora)* Aparecida Ribeiro** Débora Tavares** Eliane Basso** Elisângela de Souza** *Professora da Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP) ** Pós-Graduandas em Comunicação Social na UMESP Resumo Esta comunicação pretende traçar o perfil temático atual (maio de 2000) dos canais informativos dos principais fornecedores de TV por assinatura no Brasil. Os fornecedores enfocados são: de TV a cabo, NET e TVA, e de transmissão por satélite, DirectTV e SKY. Trata-se de um levantamento exploratório-descritivo da oferta (enfocando nos pacotes básicos aqueles oferecidos para os assinantes da cidade de São Paulo) de canais informativos e do perfil temático destes, tendo por objetivo traçar um delineamento inicial da noção de informação neles presente. Palavras-chaves: TV por assinatura, informação, Brasil.

2 NOTAS SOBRE OS CANAIS INFORMATIVOS DA TV POR ASSINATURA NO BRASIL Sandra Reimão (orientadora)*/aparecida Ribeiro**/Débora Tavares**/Eliane Basso**/Elisângela de Souza** *Professora da Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP) ** Pós-Graduandas em Comunicação Social na UMESP Os canais abertos, no modelo comercial dominante da TV brasileira, sempre tenderam a uma programação generalista - era preciso que cada canal atendesse às demandas de todos os membros de uma família e aos diferentes perfis de telespectadores em uma mescla que a todos contemplasse. A TV por assinatura chega ao Brasil com a promessa de uma imagem de melhor qualidade, de poucos intervalos comerciais e principalmente com a oferta de uma gama imensa de canais temáticos para públicos segmentados, gerados por um leque das principais emissoras do mundo. Assim, de um só golpe, chega ao telespectador brasileiro, o acesso regular a inúmeros produtos televisivos estrangeiros e a possibilidade de uma escolha por programas de temáticas bem específicas e direcionadas. (O caráter segmentado dos canais fica evidente, por exemplo, no slogan do canal Sony, repetido ad infinitum em 1998 e 1999: Sony. Sempre mais do mesmo - sendo o mesmo neste caso, os seriados norte-americanos de comédias de situação - os sitcoms). É neste princípio da fragmentação da audiência que repousa a base da existência dos canais temáticos e, dentre eles, aqueles voltados para a informação.

3 A TV POR ASSINATURA ENTRE NÓS A TV por assinatura surgiu, com as transmissões por cabos, nos Estados Unidos, em O objetivo era melhorar a recepção em locais cuja topografia prejudicava a propagação dos sinais enviados pelas torres das redes e em áreas rurais. Posteriormente, vislumbrou-se a possibilidade das transmissões por cabos quebrarem a hegemonia das grandes redes nacionais de televisão (Squirra, 1995, p. 97). Em 1972, em decorrência de diversas pressões, houve, uma primeira regulamentação das transmissões por cabos. Mas, uma versão mais completa desta regulamentação só foi organizada a partir de 1984 (Squirra,1995, p. 98). No Brasil, o processo ocorrerá bem mais tarde. Muito embora em 1958, em Petrópolis (RJ), visando a melhoria da recepção de canais de TV aberta, já se tenha a transmissão por cabo, de fato, a primeira transmissão de um conteúdo diferenciado, verificável apenas no cabo, deu-se em 1989, através do Canal + que retransmitia a programação da ESPN (fonte: Página na Web da ABTA citando dados da Datafolha). O desenvolvimento deste mercado acontecerá na década de 90. Honeiff atribui a morosidade desse processo ao poder de fogo do mercado de TV aberta : Poucos mercados experimentam uma situação tão permanente de lucro e estabilidade quanto o da televisão aberta no Brasil (Honeiff, 1996, p. 27). O mesmo autor afirma que, além do Brasil ter chegado atrasado na comunidade da TV por assinatura, é provável também que vá levar mais tempo ainda para entender que a era da televisão por broadcast terminou (Honeiff, 1996, p.27). A TV por assinatura, no Brasil, ganha corpo a partir de 1991, com a criação da TVA pelo grupo Abril (em sistema - MMDS) e da Globosat pelas Organizações Globo (operando via satélite de banda C fonte: Página na Web da ABTA). Novos grupos expandirão esse mercado a partir de 1993, através das operadoras das empresas NET Brasil, Multicanal e TVA. A TV digital por satélite começa a operar em 1996 (fonte: Página na Web da ABTA citando dados da Datafolha). A TV por assinatura no Brasil, chegou tarde, mas vem evoluindo rapidamente. Já são quase 10 milhões de telespectadores que dispõem de uma expressiva variedade de canais. Opções não faltam, são canais de filmes, telejornais, shows, desenhos etc. Segmentação tornou-se a palavra de ordem do momento e a TV por assinatura parece ter sido concebida sob medida para esta realidade de mercado, com canais dirigidos para públicos específicos e com uma programação destinada a atingir o gosto bem definido destes micropúblicos. Nas palavras de Dênis de Moraes, retomando vários autores, hoje a chamada hiper-segmentação consolida-se como um dos alvos centrais das práticas

4 mercadológicas(...) os veículos de comunicação investem, simultaneamente, na fragmentação e no reagrupamento de consumidores por interesses afins. Os usuários formam comunidades autônomas, de tamanhos substantivos e capacidade de respostas imediatas aos estímulos dos meios de promoção. Segundo a ABTA- Associação Brasileira de TV por Assinatura - o número de assinantes em 1993, quando as empresas começaram a operar com o sistema, era de 250 mil. Este total passou para em março de A distribuição dos assinantes por grandes grupos está assim configurada: 54% para as afiliadas da Net Brasil; 29% para TVA e associados e 7% para grupos independentes. O Brasil utiliza três tecnologias de distribuição de TV por assinatura: o cabo - sistema de distribuição mais difundido e utilizado - com 64% dos assinantes; o DHT direta por satélite, com 25% - (sendo: 22% banda KU e 3% banda C); e o MMDS microondas terrestres com 11%. O preço médio ao consumidor pelo serviço é de U$ 30 e não fica distante da realidade do Chile, México, Argentina e Estados Unidos. CANAIS OFERECIDOS - NET A NET iniciou-se em 1993 e hoje é líder, com 54% do mercado brasileiro de TV por assinatura. Trata-se do braço de TV por assinatura via cabo das Organizações Globo. Se tomarmos o conjunto dos canais oferecidos no pacote básico da NET verificaremos a seguinte composição: NÚMERO DE CANAIS: 35 ORIGEM DOS CANAIS: 14 canais EUA 16 canais - BR outros países - 5 canais TIPOS DE PROGRAMAÇÃO: VARIEDADES (entretenimento/informação) - 16 CANAIS ENTRETENIMENTO - 6 CANAIS INFORMAÇÃO - 9 CANAIS Educação/Cultura - 4 CANAIS. SLOGANS DOS CANAIS INFORMATIVOS:

5 CNN INTERNACIONAL COBERTURA TOTAL DAS NOTÍCIAS NA HORA EM QUE ELAS ACONTECEM, 24 HORAS POR DIA. GLOBONEWS - O SEU CANAL DE JORNALISMO 24 HORAS POR DIA. CANAL RURAL - não localizamos GNT - O CANAL DA CIDADANIA DISCOVERY - DESCOBRINDO O MUNDO PEOPLE + ARTS - DO CLÁSSICO AO ROCK...ISTO É PEOPLE + ARTS TV SENADO - INFORMAÇÕES SOBRE OS TRABALHOS E TRÂMITES DO SENADO BRASILEIRO E RESUMO DOS PRINCIPAIS FATOS DA SEMANA TV CÂMARA - não localizamos TV LEGISLATIVA não localizamos CANAIS OFERECIDOS - TVA A TVA, empresa do Grupo Abril, foi criada em 1989 e iniciou suas operações no Brasil em Inicialmente pelo sistema MMDS, cobrindo São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belém e Goiânia. Em 1994, já pelo sistema a cabo, estende a sua atuação e leva sua imagem a várias outras localidades do país, como : Foz do Iguaçu e Curitiba (PR), São Paulo (Capital), Região do ABC e Baixada Santista, Florianópolis e Balneário Camboriú (SC). A largura da banda do cabo da TVA tem uma amplitude de onda de 750Mhz. Os decodificadores acessíveis utilizados pelo sistema de cabo da TVA permitem o aperfeiçoamento, a simplificação ou a desconexão do serviço de um assinante a curto prazo. A TVA registrou um balanço positivo em 1999 e anuncia planos de crescimento na nova economia que incluem parcerias estratégicas para aprimorar suas operações de multiserviços. A TVA oferece a seus assinantes um pacote básico de 15 canais. Se tomarmos o conjunto de canais oferecido no pacote básico verificaremos a seguinte composição: NÚMERO DE CANAIS: 15 ORIGEM DOS CANAIS: 9 canais EUA 3 canais - BR outros países - 3 canais

6 TIPOS DE PROGRAMAÇÃO: VARIEDADES (entretenimento/informação) - 3 CANAIS ENTRETENIMENTO - 8 CANAIS INFORMAÇÃO - 4 CANAIS EDUCAÇÃO/CULTURA - 0 CANAIS. SLOGANS DOS CANAIS INFORMATIVOS: TV CÂMARA não localizamos TV SENADO INFORMAÇÕES SOBRE OS TRABALHOS E TRÂMITES DO SENADO BRASILEIRO E RESUMO DOS PRINCIPAIS FATOS DA SEMANA E! ENTERTAINMENT - O CANAL DO ENTRETENIMENTO 24 HORAS NO AR DISCOVERY - DESCOBRINDO O MUNDO CANAIS OFERECIDOS - DIRECT TV A Galaxy Latin American, composta pela associação das empresas Hughes Eletronics Co. (EUA) e o grupo Cianeros (Venezuela) foram responsáveis pelo lançamento em 1995 no Brasil da DirectTV, a primeira TV por assinatura via sistema digital DTHG Direct to Home em banda KU. O Grupo Abril associou-se à Galaxy Latin American passando a ser o provedor da Galaxy Brasil (Direct TV). Essa união foi desfeita em julho de 1999, voltando o controle total ao grupo internacional. Tamboré, a 30 km da capital, foi escolhido para ser o centro de transmissão via satélite no Brasil, instalado em uma área de 20 mil metros quadrados. Sendo a pioneira na colocação de um satélite em órbita, o Galaxy II-R - em dezembro de 1995 e o segundo Galaxy VIII - em dezembro de A captura de seus sinais é feita através de um decodificador acoplado à TV e de uma antena miniparabólica. Se tomarmos o conjunto dos canais oferecidos no pacote básico da DirectTV verificaremos a seguinte composição: NÚMERO DE CANAIS: 32 (mais 53 só de áudio) (não incluindo as TV abertas nacionais e nem os pay-per-view)

7 ORIGEM DOS CANAIS: 19 canais EUA 5 canais - BR outros países 8 canais TIPOS DE PROGRAMAÇÃO VARIEDADES (entretenimento/informação) - 3 CANAIS ENTRETENIMENTO - 17 CANAIS INFORMAÇÃO - 10 CANAIS EDUCAÇÃO/CULTURA- 2 CANAIS. SLOGANS DOS CANAIS INFORMATIVOS: CNN INTERNACIONAL COBERTURA TOTAL DAS NOTÍCIAS NA HORA EM QUE ELAS ACONTECEM, 24 HORAS POR DIA CNN ESPANHOL - OS GRANDES ACONTECIMENTOS MUNDIAIS FOCADOS PARA A AMÉRICA LATINA, 24 HORAS POR DIA. BLOOMBERG - A ADRENALINA DO MERCADO DTV - O CANAL DO TEMPO DTV Mercosul - O CANAL DO TEMPO TV SENADO - INFORMAÇÕES SOBRE OS TRABALHOS E TRÂMITES DO SENADO BRASILEIRO E RESUMO DOS PRINCIPAIS FATOS DA SEMANA. E! ENTERTAINMENT O CANAL DO ENTRETENIMENTO 24 HORAS NO AR DISCOVERY DESCOBRINDO O MUNDO PEOPLE+ARTS - DO CLÁSSICO AO ROCK...ISTO É PEOPLE+ARTS CANAIS OFERECIDOS - SKY A SKY foi formada através de uma aliança entre as Organizações Globo, The News Corporation Ltd. e Liberty Media Corporation. Do ponto de vista internacional a SKY integra um consórcio do qual participam, entre outros, a Televisa (México). Fundada em 1993, a SKY oferece hoje a seus assinantes brasileiros um decodificador que pode programar até 140 canais. Em 31 de março de 2000 a SKY contava com 508 mil assinantes no país, o que a

8 coloca como líder no segmento de TV por assinatura via satélite. A empresa tem planos de estender seus serviços para outros países da América Latina. Se tomarmos o conjunto dos canais oferecidos no pacote básico da SKY verificaremos a seguinte composição: NÚMERO DE CANAIS: 32 (sendo 6 de Mosaico SKY trailers de filmes para futura compra em pay-per-view) (O pacote básico inclui também 33 canais só de áudio). ORIGEM DOS CANAIS: 16 canais EUA 7 canais - BR outros países - 03 canais TIPOS DE PROGRAMAÇÃO: VARIEDADES (entretenimento/informação) - 03 CANAIS ENTRETENIMENTO - 11 CANAIS INFORMAÇÃO - 10 CANAIS EDUCAÇÃO/CULTURA - 2 CANAIS. SLOGANS DOS CANAIS INFORMATIVOS: CNN ESPANHOL - OS GRANDES ACONTECIMENTOS MUNDIAIS FOCADOS PARA A AMÉRICA LATINA, 24 HORAS POR DIA. ECO - não localizamos GLOBO NEWS - O SEU CANAL DE JORNALISMO 24 HORAS POR DIA THE WEATHER CHANNEL - não localizamos TV SENADO - INFORMAÇÕES SOBRE OS TRABALHOS E TRÂMITES DO SENADO BRASILEIRO E RESUMO DOS PRINCIPAIS FATOS DA SEMANA. WORLDNET - não localizamos GNT - O CANAL DA CIDADANIA DISCOVERY - DESCOBRINDO O MUNDO PEOPLE+ARTS - DO CLÁSSICO AO ROCK...ISTO É PEOPLE+ARTS CANALRURAL não localizamos Nota sobre Canal Rural - No material publicitário da SKY o Canal Rural e indicado como sendo de variedades. Para nossa pesquisa e em função de divergência com outras

9 fontes, optamos por incluí-lo como sendo de informação. Tal inclusão encontra embasamento também no Guia de Canais PayTV, maio (Fonte: assessoria de imprensa SKY e página na Web da SKY) CONCLUSÃO O breve percurso que realizamos até aqui buscando traçar o perfil dos canais informativos disponíveis para os assinantes dos pacotes básicos dos principais fornecedores de TV por assinatura no Brasil, conduziu-nos à algumas reflexões que delineamos a seguir como pautas para um futuro desenvolvimento e possíveis questionamentos. 1) Se na TV aberta comercial brasileira o mix informação/entretenimento/educação se dá no interior da programação de cada canal, na TV por assinatura esse mix se perfaz pelo conjunto dos canais oferecidos. Nas quatro operadoras de TV por assinatura que enfocamos, verificamos o peso dos canais informativos no perfil do pacote de canais transmitidos: em média 29% dos canais de cada pacote básico podem ser classificados como informativos. Tal fato só pode ser explicado como uma consciência clara que os operadores de TV por assinatura têm de que a necessidade de informação é uma das motivações dos assinantes. 2) Assumindo que, no âmbito da comunicação social ou de massa, o termo informação no geral, (...) refere-se, a notícia ou dados factuais e aceitando-se a clássica distinção entre hard news e soft news, caracterizando-se que hard news propõe-se a relatar eventos atuais, enquanto soft news diz respeito a notícias de interesse humano ou informações menos urgentes (tal como definido no Webster s New World Dictionary of Media and Communications, de Richard Weiner) verifica-se que na TV por assinatura brasileira encontramos canais informativos tanto de hard news quando de soft news. Nos quatro pacotes básicos de TV por assinatura mais difundidos no Brasil, no que tange a canais informativos, embora tenhamos encontrado tanto canais que podem ser caracterizados como basicamente de hard news quanto de soft news, verificamos também um franco predomínio dos canais de hard news. Dos 39 canais informativos localizados nos pacotes básicos da NET, TVA, DirecTV e SKY, 13 podem ser caracterizados como de notícias atuais. Verificamos nos pacotes da DirecTV e da SKY grande presença de hard news. Essas provedoras oferecem 05 canais deste perfil em um conjunto de 10 canais informativos. No pacote básico da Net, dos 09 canais informativos, 03 são de hard news e no da TVA, não encontramos nenhum canal de notícias atuais no conjunto dos 10 canais informativos.

10 Em termos de canais noticiosos com compromisso com a atualidade não podemos deixar de enfatizar que alguns canais atuam como verdadeiros prestadores de serviço no sentido de fornecerem praticamente em tempo real informações que podem subsidiar tomadas de atitudes por parte de seus telespectadores. Estamos pensando, neste caso, em canais como Bloomberg que oferece informações sobre aplicações financeiras, situação de bolsas e de vários aplicativos e, também, vários canais de tempo, com descrição da situação climática em vários lugares do mundo e previsão para os próximos dias, podendo auxiliar, por exemplo, tanto em decisões sobre viagens quanto sobre procedimentos agrícolas. 3) Em que pese cada vez mais verificar-se uma certa ficcionalização da informação e a presença de fatos reais em ficções televisivas, assim como, fatos reais pensados e articulados em termos de planejamento de sua repercussão nos meios de comunicação, em termos gerais, pelo menos enquanto paradigmas iniciais, pode-se dividir, a programação televisiva em dois grandes blocos: informação e ficção. 1. Programas de informação, (seriam aqueles) onde a tevê fornece enunciados a respeito de eventos que se verificam independentemente dela.(...) Os eventos podem ser políticos, do cotidiano, esportivos ou culturais. Em cada um desses casos o público espera que a tevê cumpra com sua obrigação; (a) dizendo a verdade, (b) dizendo-a segundo critérios de relevância e proporção, (c) separando informação e comentário. (...)Não se julga a tevê pela veracidade do que diz o entrevistado, mas pelo fato de que o entrevistado é realmente aquele que corresponde ao nome e à função que lhe é atribuída e que suas declarações não são resumidas ou mutiladas(...). 2. Programas de fantasia e de ficção, habitualmente denominados espetáculos, tais como dramas, comédias, óperas líricas, filmes, filmes para tevê. Nesses casos o espectador exerce conscientemente a chamada suspensão da incredulidade, e aceita de brincadeira tomar como verdadeiro e válido aquilo que todos sabem não passar de uma construção fantástica. (Eco, 1984, 183/184) Frente a essa dicotomia é curioso observar-se um canal como o E! Entertainment Television, um canal informativo que veicula informações a respeito do mundo do entertainment, da produção ficcional - notícias a respeito de qual personagem o autor está fazendo, vida de atores, quanto cada ator ganhou para cada trabalho, idéias de roteiristas, entrevistas com diretores etc. Não se trata de um borrar de fronteiras entre ficção e realidade, ao contrário, o telespectador é claramente informado do que é informação e do que é produto ficcional, a questão é que as notícias informativas versam apenas sobre o universo

11 da construção de produtos ficcionais - é um voltar-se para o interior da indústria cultural na sua faceta ficcional explicitando os mecanismos de elaboração destes produtos/mercadorias. Dois mecanismos básicos parecem ser a pauta explicativa para a existência de um canal como E! Entertainment Television. 1) Por um lado, tal pauta temática parece satisfazer a necessidade psicologicamente explicável que os receptores tem de conhecer ou de se sentirem participantes das supostas intimidades e privacidade de seus mitos olimpianos (ver Morin, 1984); 2) Por outro lado, parece que a ênfase nos aspectos pragmáticos e comerciais da fabricação de produtos culturais induziria a uma maior valorização destes. Seria como se os produtos ficcionais pudessem ter, frente ao receptor, um valor agregado maior, um plus de prestígio, quanto mais ele explicitar o seu caráter de mercadoria - de custo, de investimento e de lucro.

12 BIBLIOGRAFIA Eco, Umberto. Tevê: A transparência Perdida. Viagem na Irrealidade Cotidiana. Rio de Janeiro: Nova Fronteira HONEIFF, Nelson. A nova televisão- desmassificação e o impasse das grandes redes. Rio de Janeiro: Comunicação Alternativa/ Dumará, MORAES, Dênis de. Planeta Mídia. Campo Grande: Letra Livre MORIN, Edgar. Cultura de Massa no Século XX Volume 1 O Espírito do Tempo- Neurose. Rio de Janeiro: Forense Universitária a. edição. SQUIRRA, Sebastião O século dourado: a comunicação eletrônica nos EUA. São Paulo: Summus Weiner, Richard.Webster s New World Dictionary of Media and Communications. New York: Macmillan.1996.

Conteúdo Audiovisual em tempos de Convergência Tecnológica

Conteúdo Audiovisual em tempos de Convergência Tecnológica Conteúdo Audiovisual em tempos de Convergência Tecnológica Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal ABTA Alexandre Annenberg 23/08/2007 Os marcos regulatórios

Leia mais

RESTRIÇÕES A INVESTIMENTOS ESTRANGEIROS EM EMPRESAS JORNALÍSTICAS E DE RADIODIFUSÃO EM OUTROS PAÍSES

RESTRIÇÕES A INVESTIMENTOS ESTRANGEIROS EM EMPRESAS JORNALÍSTICAS E DE RADIODIFUSÃO EM OUTROS PAÍSES RESTRIÇÕES A INVESTIMENTOS ESTRANGEIROS EM EMPRESAS JORNALÍSTICAS E DE RADIODIFUSÃO EM OUTROS PAÍSES Walkyria Menezes Leitão Tavares Consultora Legislativa da ÁreaXIV Comunicação Social, Informática, Telecomunicações,

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A Apresentação Expomoney

Net Serviços de Comunicação S.A Apresentação Expomoney Net Serviços de Comunicação S.A Apresentação Expomoney Considerações Futuras Eventuais declarações que possam ser feitas durante essa apresentação, relativas às perspectivas de negócios da Companhia, projeções

Leia mais

Câmara dos Deputados Comissão de Defesa do Consumidor. - Serviço de TV por Assinatura -

Câmara dos Deputados Comissão de Defesa do Consumidor. - Serviço de TV por Assinatura - Agência Nacional de Telecomunicações Superintendência de Serviços de Comunicação de Massa Câmara dos Deputados Comissão de Defesa do Consumidor - Serviço de TV por Assinatura - Ara Apkar Minassian Superintendente

Leia mais

Edição especial: Retrospectiva da TV paga no Brasil em 2008. maio de 2009 - Ano XIII

Edição especial: Retrospectiva da TV paga no Brasil em 2008. maio de 2009 - Ano XIII Edição especial: Retrospectiva da TV paga no Brasil em 2008 n ú m e r o 147 maio de 2009 - Ano XIII número 147 - Maio de 2009 - Ano XIII Rua Sergipe, 401/Conj. 1.111 Higienópolis 01243-001 São Paulo (SP)

Leia mais

O PL 29 e as políticas de comunicação no Brasil: a importância da participação da sociedade civil e do Poder Executivo no processo legislativo

O PL 29 e as políticas de comunicação no Brasil: a importância da participação da sociedade civil e do Poder Executivo no processo legislativo O PL 29 e as políticas de comunicação no Brasil: a importância da participação da sociedade civil e do Poder Executivo no processo legislativo 1 Lara Haje Laboratório de Políticas de Comunicação (LaPCom)

Leia mais

Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite

Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite Com investimentos de mais de R$ 160 milhões, empresa amplia seu portfólio de serviços São Paulo, 20 de maio de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações

Leia mais

5 Apresentação do método de avaliação de desempenho aplicado ao Programa TV Digital para as Áreas Rurais

5 Apresentação do método de avaliação de desempenho aplicado ao Programa TV Digital para as Áreas Rurais 5 Apresentação do método de avaliação de desempenho aplicado ao Programa TV Digital para as Áreas Rurais 5.1 A Rede Globo A Rede Globo é uma das maiores redes de televisão do mundo, com milhões de espectadores

Leia mais

Subcomissão Temporária da Regulamentação dos Marcos Regulatórios

Subcomissão Temporária da Regulamentação dos Marcos Regulatórios Subcomissão Temporária da Regulamentação dos Marcos Regulatórios Audiência Pública Alexandre Annenberg 21/maio/2007 Os marcos regulatórios vigentes para a oferta de serviços de TV por Assinatura são baseados

Leia mais

Media Networks esteve presente na Conferencia VSAT Latin America 2014

Media Networks esteve presente na Conferencia VSAT Latin America 2014 16 de Maio, 2014 // Número 026 Media Networks esteve presente na Conferencia VSAT Latin America 2014 Ver más Apresentando as vantagens da Internet via satélite para a região Com plataforma via satélite

Leia mais

Fabyanne Nabofarzan Rodrigues

Fabyanne Nabofarzan Rodrigues Fabyanne Nabofarzan Rodrigues A relação entre o Poder Legislativo e a imprensa O papel da assessoria de imprensa na relação entre o Legislativo e a imprensa Projeto de pesquisa apresentado ao Programa

Leia mais

Sistemas de comunicação e novas tecnologias

Sistemas de comunicação e novas tecnologias Sistemas de comunicação e novas tecnologias Módulo 3: Capitalismo informacional 3.3: Ascensão da TV paga Esta obra estálicenciada sob umalicença CreativeCommons. Prof. Dr. Marcos Dantas 1948 Pequenos empreendedores

Leia mais

PLANO DE SERVIÇO TV POR ASSINATURA NET TV EMPRESA PLUS

PLANO DE SERVIÇO TV POR ASSINATURA NET TV EMPRESA PLUS PLANO DE SERVIÇO TV POR ASSINATURA NET TV EMPRESA PLUS 1. Aplicação Plano nº (Denominação do Plano de Serviço) Este Plano de Serviço de TV é aplicável a autorizatária Net Serviços de Comunicação S/A, denominada

Leia mais

NOTÍCIA INSTITUCIONAL: IMAGEM INSTITUCIONAL

NOTÍCIA INSTITUCIONAL: IMAGEM INSTITUCIONAL NOTÍCIA INSTITUCIONAL: IMAGEM INSTITUCIONAL RESUMO Caroline Ferreira 1 O objetivo deste artigo é falar sobre Noticia institucional e o interesse cada vez maior das empresas em cuidar da sua imagem institucional.

Leia mais

CONTENIDOS de TV DIGITAL y FORO TDT-OTT. La Televisión Universitaria. Experiencias internacionales

CONTENIDOS de TV DIGITAL y FORO TDT-OTT. La Televisión Universitaria. Experiencias internacionales CONTENIDOS de TV DIGITAL y FORO TDT-OTT La Televisión Universitaria. Experiencias internacionales Valderez de Almeida Donzelli Leite 01/10/2014 La Televisión Universitaria - SET Sociedade Brasileira de

Leia mais

8º CONGRESSO BRASILEIRO DE JORNAIS ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS (ANJ) PAINEL: LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA ERA DIGITAL.

8º CONGRESSO BRASILEIRO DE JORNAIS ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS (ANJ) PAINEL: LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA ERA DIGITAL. 8º CONGRESSO BRASILEIRO DE JORNAIS ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS (ANJ) São Paulo, 19 de agosto de 2010 PAINEL: LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA ERA DIGITAL Apresentação: A Anatel, a ampliação dos acessos de

Leia mais

SISTEMA BRASILEIRO DE TELEVISÃO DIGITAL

SISTEMA BRASILEIRO DE TELEVISÃO DIGITAL SISTEMA BRASILEIRO DE TELEVISÃO DIGITAL Questões Centrais Manoel Rangel, Diretor da Agência Nacional do Cinema. Esta apresentação: De que maneira a tecnologia deve ser ponderada na decisão? O uso do espectro

Leia mais

Na disputa da TV a Cabo um incrível dilema entre pluralismo e monopólio

Na disputa da TV a Cabo um incrível dilema entre pluralismo e monopólio Na disputa da TV a Cabo um incrível dilema entre pluralismo e monopólio No debate que ainda não saiu dos bastidores, a luta pelo controle da infra-estrutura da "sociedade da informação o cidadão chega

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - TV Digital Via IP (IPTV) www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito IPTV - TV Digital Via IP A IPTV (Internet Protocol TeleVision) é um novo método de transmissão

Leia mais

PLANO DE SERVIÇO TV POR ASSINATURA NET TV EMPRESA COMPACTO HD

PLANO DE SERVIÇO TV POR ASSINATURA NET TV EMPRESA COMPACTO HD PLANO DE SERVIÇO TV POR ASSINATURA NET TV EMPRESA COMPACTO HD 1. Aplicação Plano nº (Denominação do Plano de Serviço) Este Plano de Serviço de TV é aplicável a autorizatária Net Serviços de Comunicação

Leia mais

PLANO DE SERVIÇO TV POR ASSINATURA NET FÁCIL

PLANO DE SERVIÇO TV POR ASSINATURA NET FÁCIL PLANO DE SERVIÇO TV POR ASSINATURA NET FÁCIL 1. Aplicação Plano de Serviço Este Plano de Serviço de TV é aplicável a autorizatária Claro S/A (Sucessora por incorporação da Net Serviços de Comunicação S/A),

Leia mais

Comissão de Ciência e Tecnologia,

Comissão de Ciência e Tecnologia, Seminário de Rádio R Digital Comissão de Ciência e Tecnologia, Informática e Inovação Brasília 22 de novembro de 2007 Ronald Siqueira Barbosa O O pobre e o emergente de hoje são aqueles que no passado,

Leia mais

GfK Audience Measurements & Insights MEDIÇÃO DE AUDIÊNCIA DE TV E VÍDEO

GfK Audience Measurements & Insights MEDIÇÃO DE AUDIÊNCIA DE TV E VÍDEO MEDIÇÃO DE AUDIÊNCIA DE TV E VÍDEO Em nenhum momento de toda a história dos meios de comunicação modernos houve tantas mudanças fundamentais na distribuição e mensuração da mídia. Com o surgimento da transmissão

Leia mais

O Panorama da TV Digital no Brasil. Leandro Miller Leonardo Jardim

O Panorama da TV Digital no Brasil. Leandro Miller Leonardo Jardim O Panorama da TV Digital no Brasil Leandro Miller Leonardo Jardim Tópicos Abordados TV Aberta no Brasil Vantagens da TV Digital Padrões de TV Digital Sistema Brasileiro de TV Digital Oportunidades na TV

Leia mais

Digital no Brasil Audiência PúblicaP 12 de julho de 2007 Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, - CCT

Digital no Brasil Audiência PúblicaP 12 de julho de 2007 Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, - CCT Implantação do Rádio R Digital no Brasil Audiência PúblicaP Brasília 12 de julho de 2007 Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática - CCT Ronald Siqueira Barbosa Lembrando a importância

Leia mais

Sistema de Mídia Digital

Sistema de Mídia Digital Sistema de Mídia Digital Sistema completo para gestão de conteúdo informativo, entretenimento e publicidade para diversos ramos mercadológicos: Supermercados; Ônibus; Academias; Shoppings; Universidades;

Leia mais

4 Metodologia. 4.1. Primeira parte

4 Metodologia. 4.1. Primeira parte 4 Metodologia [...] a metodologia inclui as concepções teóricas de abordagem, o conjunto de técnicas que possibilitam a apreensão da realidade e também o potencial criativo do pesquisador. (Minayo, 1993,

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico. Parecer Analítico sobre Regras Regularórias n.º 14 COGCM/SEAE/MF

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico. Parecer Analítico sobre Regras Regularórias n.º 14 COGCM/SEAE/MF MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer Analítico sobre Regras Regularórias n.º 14 COGCM/SEAE/MF Brasília, 25 de agosto de 2008. Assunto: Contribuições à Consulta Pública da

Leia mais

Rádio Digital. Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Senado Federal

Rádio Digital. Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Senado Federal Rádio Digital Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal Roberto Pinto Martins Secretário rio de Telecomunicações Ministério das Comunicações Sumário 1. Cenário

Leia mais

PLANO DE SERVIÇO TV POR ASSINATURA NET TOP HD MAX

PLANO DE SERVIÇO TV POR ASSINATURA NET TOP HD MAX PLANO DE SERVIÇO TV POR ASSINATURA NET TOP HD MAX 1. Aplicação Plano de Serviço Este Plano de Serviço de TV é aplicável a autorizatária Claro S/A (Sucessora por incorporação da Net Serviços de Comunicação

Leia mais

Cenário Globosat de Distribuição de Conteúdo

Cenário Globosat de Distribuição de Conteúdo Cenário Globosat de Distribuição de Conteúdo 16 de Junho de 2009 Marcio Albernaz A Globosat Sede no Rio Comprido, Rio de Janeiro. Fundada em 1991 04 canais e nenhum assinante. Maior Programadora do Brasil.

Leia mais

JORNALISMO CULTURAL ONLINE: EXPERIÊNCIAS DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO SITE CULTURA PLURAL

JORNALISMO CULTURAL ONLINE: EXPERIÊNCIAS DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO SITE CULTURA PLURAL 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( x ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA JORNALISMO

Leia mais

Newsletter LANÇOU SERVIÇO DTH NA GUATEMALA EMPREGANDO A PLATAFORMA DA MEDIA NETWORKS

Newsletter LANÇOU SERVIÇO DTH NA GUATEMALA EMPREGANDO A PLATAFORMA DA MEDIA NETWORKS LANÇOU SERVIÇO DTH NA GUATEMALA EMPREGANDO A PLATAFORMA DA MEDIA NETWORKS Veja mais O serviço do Qualy TV será alargado para outros países da América Central e do Caribe Irá ao ar durante todo este mês

Leia mais

PLANO DE PATROCÍNIO INTEGRADO VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL

PLANO DE PATROCÍNIO INTEGRADO VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL PLANO DE PATROCÍNIO INTEGRADO VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL Dir. Nac. de Marketing Out/13 TROFÉU MUNDIAL DE NADO SINCRONIZADO 2013 De 29 de Novembro a 1 de Dezembro A partir de Novembro, os telespectadores

Leia mais

BEM-VINDO à NET DIGITAL.

BEM-VINDO à NET DIGITAL. BEM-VINDO à NET DIGITAL. Prepare-se para ter muito mais TV pelo seu controle remoto. Parabéns! A partir de agora, você está em um mundo com muito mais programação com qualidade de imagem e som digital

Leia mais

Somos a melhor opção de investimento para sua marca. mídia kit

Somos a melhor opção de investimento para sua marca. mídia kit Somos a melhor opção de investimento para sua marca. mídia kit Primeiro, um pouquinho sobre nós... Ao infinito e além! ESSE É O NOSSO LEMA. Com 26 anos de estrada, a TV Serra Dourada só cresceu. Também,

Leia mais

Direito Humano à Alimentação Adequada: um tema fora de pauta no Parlamento?

Direito Humano à Alimentação Adequada: um tema fora de pauta no Parlamento? ANA LÚCIA ALVES Direito Humano à Alimentação Adequada: um tema fora de pauta no Parlamento? Projeto de pesquisa apresentado ao Programa de Pós-Graduação do Cefor como parte das exigências do curso de Especialização

Leia mais

Propriedade intelectual e políticas de comunicação

Propriedade intelectual e políticas de comunicação 1 Fórum Para entender os eixos focais Propriedade intelectual e políticas de comunicação Graça Caldas O texto do prof. Rebouças oferece uma importante revisão histórica sobre os conceitos que permeiam

Leia mais

Lei 12.485/2011. SeAC Serviço de Acesso condicionado. Lei da TV Paga

Lei 12.485/2011. SeAC Serviço de Acesso condicionado. Lei da TV Paga Lei 12.485/2011 SeAC Serviço de Acesso condicionado Lei da TV Paga Segundo a Anatel, o serviço de TV por assinatura atende aproximadamente 54,2 milhões de lares brasileiros e 27,9% das residências do país.

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2007 (Do Sr. Inocêncio Oliveira) O Congresso Nacional decreta:

PROJETO DE LEI Nº, DE 2007 (Do Sr. Inocêncio Oliveira) O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI Nº, DE 2007 (Do Sr. Inocêncio Oliveira) Dispõe sobre a outorga de canais de televisão no Sistema Brasileiro de Televisão Digital para as entidades que menciona. O Congresso Nacional decreta:

Leia mais

Comunicação social Jornalismo, Relações Públicas, Assessoria e Comunicação de Marketing.

Comunicação social Jornalismo, Relações Públicas, Assessoria e Comunicação de Marketing. Comunicação social Comunicação social A Comunicação Social é um campo de conhecimento académico que estuda a comunicação humana e as questões que envolvem a interação entre os sujeitos em sociedade. Os

Leia mais

Conteúdos audiovisuais na era da Convergência

Conteúdos audiovisuais na era da Convergência Conteúdos audiovisuais na era da Convergência 52º Painel TELEBRASIL Costa do Sauípe, 5 de junho de 2008 Manoel Rangel Diretor Presidente da Agência Nacional de Cinema - ANCINE Apresentação em três partes:

Leia mais

EMENTÁRIO Entrada: até 2009 1º ANO

EMENTÁRIO Entrada: até 2009 1º ANO EMENTÁRIO Entrada: até 2009 1º ANO TEORIA E TÉCNICAS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS EMENTA: Origem das Relações Públicas e sua evolução histórica e conceitual. O mercado de trabalho. Abordagens técnicas do profissional

Leia mais

MÓDULO 4 Meios físicos de transmissão

MÓDULO 4 Meios físicos de transmissão MÓDULO 4 Meios físicos de transmissão Os meios físicos de transmissão são compostos pelos cabos coaxiais, par trançado, fibra óptica, transmissão a rádio, transmissão via satélite e são divididos em duas

Leia mais

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA PROJETO DE LEI Nº 5.409, DE 2013

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA PROJETO DE LEI Nº 5.409, DE 2013 COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA PROJETO DE LEI Nº 5.409, DE 2013 Altera o 5º do art. 32 da Lei nº 12.485, de 12 de setembro de 2011, que dispõe sobre a comunicação audiovisual

Leia mais

A Faixa de 700 MHz Para Serviços Públicos. Brasília, 29 de Abril de 2014

A Faixa de 700 MHz Para Serviços Públicos. Brasília, 29 de Abril de 2014 A Faixa de 700 MHz Para Serviços Públicos Brasília, 29 de Abril de 2014 Happy 50 th Birthday in 2014! IDC tem posição única na indústria de TI e Telecom da América Latina Provedores Canais 16,903 Menções

Leia mais

NET chega a Guarulhos

NET chega a Guarulhos NET chega a Guarulhos Com a integração da BIGTV, a NET passa a operar em Guarulhos e traz para a cidade todo seu portfólio de produtos inovadores Guarulhos, 21 de maio de 2009 A NET Serviços, empresa brasileira

Leia mais

JARBAS JOSÉ VALENTE. Presidente Substituto da Agência Nacional de Telecomunicações

JARBAS JOSÉ VALENTE. Presidente Substituto da Agência Nacional de Telecomunicações JARBAS JOSÉ VALENTE Presidente Substituto da Agência Nacional de Telecomunicações Brasília, 4 de junho de 2013 Agenda Lei da Comunicação Audiovisual de Acesso Condicionado (Lei n. 12.485, de 11/09/2012);

Leia mais

Documento base sobre Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário. O que é e para quem é o Comércio Justo e Solidário?

Documento base sobre Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário. O que é e para quem é o Comércio Justo e Solidário? Documento base sobre Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário Este é um documento que objetiva apresentar a proposta do Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário, sua importância, benefícios

Leia mais

São Paulo, 25 de abril de 2013.

São Paulo, 25 de abril de 2013. São Paulo, 25 de abril de 2013. Discurso do diretor de Relacionamento Institucional e Cidadania, Luiz Edson Feltrim, na SME Banking Conference 2013 1 Dirijo saudação especial a Sra. Ghada Teima, IFC Manager

Leia mais

INQUÉRITO HÁBITOS CONSUMO MÍDIA (BRASIL 2013)

INQUÉRITO HÁBITOS CONSUMO MÍDIA (BRASIL 2013) INQUÉRITO HÁBITOS CONSUMO MÍDIA (BRASIL 2013) 1. Entre as mídias relacionadas abaixo, quais as que consome: TV ( ) Rádio ( ) Jornais( ) Revistas ( ) Internet Fixa ( ) Internet Móvel ( ) Internet no Celular

Leia mais

Mais de 8,5 milhões de assinantes; Concentração de operadoras de TV por Assinatura; Poucas Programadoras Brasileiras;

Mais de 8,5 milhões de assinantes; Concentração de operadoras de TV por Assinatura; Poucas Programadoras Brasileiras; Mais de 8,5 milhões de assinantes; Concentração de operadoras de TV por Assinatura; Poucas Programadoras Brasileiras; Concentração de programadoras brasileiras; Pouco investimento na produção audiovisual.

Leia mais

Público Interno e crises organizacionais: um estudo abordando a incidência de demissões motivadas pelo uso inadequado das redes sociais digitais

Público Interno e crises organizacionais: um estudo abordando a incidência de demissões motivadas pelo uso inadequado das redes sociais digitais Público Interno e crises organizacionais: um estudo abordando a incidência de demissões motivadas pelo uso inadequado das redes sociais digitais Penélope da Silva Almeida SANTOS Universidade Sagrado Coração

Leia mais

A TV Segmentada no Brasil Modelo de análise e situação atual César Ricardo Siqueira Bolaño 1 Ana Patrícia Alves Mendonça 2

A TV Segmentada no Brasil Modelo de análise e situação atual César Ricardo Siqueira Bolaño 1 Ana Patrícia Alves Mendonça 2 A TV Segmentada no Brasil Modelo de análise e situação atual César Ricardo Siqueira Bolaño 1 Ana Patrícia Alves Mendonça 2 Este texto foi produzido nos marcos de uma reflexão mais ampla sobre a televisão

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TELECOMUNICAÇÕES As telecomunicações referem -se à transmissão eletrônica de sinais para as comunicações, incluindo meios como telefone, rádio e televisão. As telecomunicações

Leia mais

Humsol e a luta contra o câncer de mama 1. Vinicius Arthur SANTOS 2 Luiz WITIUK 3 Universidade Positivo, Curitiba, PR

Humsol e a luta contra o câncer de mama 1. Vinicius Arthur SANTOS 2 Luiz WITIUK 3 Universidade Positivo, Curitiba, PR Humsol e a luta contra o câncer de mama 1 Vinicius Arthur SANTOS 2 Luiz WITIUK 3 Universidade Positivo, Curitiba, PR RESUMO A reportagem foi realizada para a disciplina de Rádiojornalismo ainda no quarto

Leia mais

TV por Assinatura. Telefonia Fixa. Banda Larga. Respeito

TV por Assinatura. Telefonia Fixa. Banda Larga. Respeito Banda Larga TV por Assinatura Telefonia Fixa Respeito APIMEC RIO Rio de Janeiro, 22 de Novembro de 2013 A GVT é uma empresa autorizada pela Anatel a prestar serviços em todo o país A GVT tem licença STFC

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Informática e Telecomunicações

Universidade. Estácio de Sá. Informática e Telecomunicações Universidade Estácio de Sá Informática e Telecomunicações A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades

Leia mais

Nome do programa, pesquisa ou produto: Almanaque IBOPE Pesquisa: Demografia Hábitos de lazer

Nome do programa, pesquisa ou produto: Almanaque IBOPE Pesquisa: Demografia Hábitos de lazer 1 Data de elaboração da ficha: Abr 2007 IBOPE - Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística Dados da organização Nome: IBOPE - Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística Endereço:

Leia mais

GESTÃO ESCOLAR: Motivação para melhorar

GESTÃO ESCOLAR: Motivação para melhorar GESTÃO ESCOLAR: Motivação para melhorar Betina Waihrich Teixeira 1 Sandra Maria do Nascimento de Oliveira 2 Resumo: O gestor escolar deve ter uma boa liderança de comunicação, sabendo interagir com sua

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Novembro 2014

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Novembro 2014 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Novembro 2014 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EM EMPRESAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL DE MÉDIO PORTE NO BRASIL. Elisabete Maria de Freitas Arquiteta

Leia mais

Sistema GNSS. (Global Navigation Satellite System)

Sistema GNSS. (Global Navigation Satellite System) Sistema GNSS (Global Navigation Satellite System) POSICIONAR UM OBJETO NADA MAIS É DO QUE LHE ATRIBUIR COORDENADAS O Sol, os planetas e as estrelas foram excelentes fontes de orientação, por muito tempo.

Leia mais

Contribuição da TIA/TEC-LA para a ANATEL sobre o gerenciamento do espectro de rádio-frequência

Contribuição da TIA/TEC-LA para a ANATEL sobre o gerenciamento do espectro de rádio-frequência Contribuição da TIA/TEC-LA para a ANATEL sobre o gerenciamento do espectro de rádio-frequência Sendo uma organização que representa os interesses de fabricantes e fornecdores de produtos e sistemas para

Leia mais

Portfolio de Produtos

Portfolio de Produtos Introdução O Guia de Produtos e Serviços da Assessoria de Comunicação (ASCOM) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi elaborado com o objetivo de apresentar os produtos e serviços prestados

Leia mais

NET Serviços chega a Vitória e Vila Velha com a mais moderna oferta de serviços de comunicação

NET Serviços chega a Vitória e Vila Velha com a mais moderna oferta de serviços de comunicação NET Serviços chega a Vitória e Vila Velha com a mais moderna oferta de serviços de comunicação Com a integração da ESC 90, a NET Serviços passa a operar em Vitória e Vila Velha e traz para a cidade o seu

Leia mais

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES 1. Conectando a Empresa à Rede As empresas estão se tornando empresas conectadas em redes. A Internet e as redes de tipo Internet dentro da empresa (intranets), entre uma

Leia mais

GEOGRAFIA. 49 TOPOGRAFIA As curvas de nível são linhas que unem pontos com a mesma altitude. A partir delas pode ser

GEOGRAFIA. 49 TOPOGRAFIA As curvas de nível são linhas que unem pontos com a mesma altitude. A partir delas pode ser GEOGRAFIA 49 TOPOGRAFIA As curvas de nível são linhas que unem pontos com a mesma altitude. A partir delas pode ser determinada a declividade do terreno e pode ser traçado seu perfil. Observe a figura.

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI Nº 5.269, DE 2001 (Apensos os Pls. 2.134/96, 2.415/96, 3.046/97, 3.422/97, 4.052/98, 4.360/98, 1.568/99, 2.029/99, 2.089/99, 2.507/00, 3.573/00, 3.235/00,

Leia mais

Dia Nacional da Consciência Negra

Dia Nacional da Consciência Negra Dia Nacional da Consciência Negra Sobre a EBC Criada em 007 para instituir o Sistema Público de Comunicação, a Empresa Brasil de Comunicação é formada pela TV Brasil, TV Brasil Internacional, Agência Brasil,

Leia mais

Planejamento de Campanha Publicitária

Planejamento de Campanha Publicitária Planejamento de Campanha Publicitária Prof. André Wander UCAM O briefing chegou. E agora? O profissional responsável pelo planejamento de campanha em uma agência de propaganda recebe o briefing, analisa

Leia mais

PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STRS2 MOURA LACERDA

PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STRS2 MOURA LACERDA PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STRS2 MOURA LACERDA TV por satélite Quando a televisão por satélite chegou ao mercado, as parabólicas domésticas eram unidades metálicas bastante caras, que ocupavam um grande

Leia mais

TV UFBA uma experiência em processo Área Temática: Comunicação Marise Berta de Souza Universidade Federal da Bahia (UFBA) Resumo Palavras-chave

TV UFBA uma experiência em processo Área Temática: Comunicação Marise Berta de Souza Universidade Federal da Bahia (UFBA) Resumo Palavras-chave TV UFBA uma experiência em processo Área Temática: Comunicação Marise Berta de Souza Universidade Federal da Bahia (UFBA) Resumo: A comunicação se propõe abordar o espaço de produção de uma televisão universitária,

Leia mais

Definição dos. Stakeholders * Planejamento de Marketing. Plano de ações. danielchicote.wordpress.com *STAKEHOLDERS

Definição dos. Stakeholders * Planejamento de Marketing. Plano de ações. danielchicote.wordpress.com *STAKEHOLDERS Definição dos Plano de ações Stakeholders * Há uma tendência cada vez maior das empresas descobrirem, como atuar com eficiência e eficácia junto a seus diversos stakeholder, ator ou públicos de interesse.

Leia mais

SEJA BEM-VINDO à net!

SEJA BEM-VINDO à net! 1 SEJA BEM-VINDO à net! Caro cliente, Este manual foi desenvolvido especialmente para você conhecer um pouco mais sobre os produtos e serviços NET que estão à sua disposição. Aproveite ao máximo tudo o

Leia mais

NET revoluciona oferta de HD com novos produtos e conteúdos em alta definição

NET revoluciona oferta de HD com novos produtos e conteúdos em alta definição NET revoluciona oferta de HD com novos produtos e conteúdos em alta definição Pioneira em alta definição no Brasil, NET lança novo decodificador HD e novos pacotes de canais neste formato, disponíveis

Leia mais

O PROJETO PORQUE PATROCINAR

O PROJETO PORQUE PATROCINAR PAIXÃO NACIONAL O gosto pelo futebol parece ser uma das poucas unanimidades nacionais do Brasil. As diferenças sociais, políticas e econômicas, tão marcantes no dia a dia do país diluem-se quando a equipe

Leia mais

Apresentação. Diariamente no Net Cidade Canal 26 Sábados na Band Canal 10 Apresentação Eliane Beuren www.progviverbem.com.br

Apresentação. Diariamente no Net Cidade Canal 26 Sábados na Band Canal 10 Apresentação Eliane Beuren www.progviverbem.com.br Apresentação No ar desde 13 de março de 2002, o Programa Viver Bem é apresentado por Eliane Beuren e inspirado no prazer que sentimos em viver e na conquista de uma melhor qualidade de vida através da

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais

Brasileiro faz plano de banda larga dos EUA

Brasileiro faz plano de banda larga dos EUA Brasileiro faz plano de banda larga dos EUA 4 de outubro de 2009 O brasileiro Carlos Kirjner, nomeado pelo presidente Barack Obama para o cargo de conselheiro do diretor-geral da Comissão Federal de Comunicações

Leia mais

I Seminário Comunicação Pública

I Seminário Comunicação Pública I Seminário Comunicação Pública Câmara de Vereadores Belo Horizonte Davi Emerich Diretor da Secretaria de Comunicação do Senado Federal A comunicação público-institucional, como entendemos, é recente no

Leia mais

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010.

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Embratel Participações S.A. ( Embrapar ) (BOVESPA: EBTP4, EBTP3) detém 99,2 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ), 100,0

Leia mais

Comunicação Integrada de marketing.

Comunicação Integrada de marketing. Comunicação Integrada de marketing. - COMPOSTO DE COMUNICAÇÃO - 4 A s - 4 C s Comunicação: é a transmissão de uma mensagem de um emissor para um receptor, de modo que ambos a entendam da mesma maneira.

Leia mais

o melhor da noite já está no ar...

o melhor da noite já está no ar... PROGRAMA O PROGRAMA O Programa Click Noite é veiculado diariamente há 11 anos, acompanhando os principais eventos e acontecimentos de São Paulo. Há alguns anos iniciou a cobertura em outros estados e também

Leia mais

assinatura no Brasil junho de 2011 Manoel Rangel

assinatura no Brasil junho de 2011 Manoel Rangel O PLC 116 e os serviços de televisão por assinatura no Brasil Audiência no Senado Federal junho de 2011 Manoel Rangel Diretor-presidente id t Tópicos desta apresentação A evolução da proposta do PLC 116

Leia mais

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente.

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. .a agência A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. Nosso compromisso é auxiliar empresas e organizações

Leia mais

CASOS DE SUCESSO. Dezembro 2010

CASOS DE SUCESSO. Dezembro 2010 CASOS DE SUCESSO Dezembro 2010 Agenda O que é um Caso de Sucesso? A importância dos Casos de Sucesso Benefícios Critérios de Avaliação Etapas do Processo Resultados Definição 1 2 Breve história que apresenta

Leia mais

O PROGRAMA. Apresentação: Ricardo Mota

O PROGRAMA. Apresentação: Ricardo Mota O PROGRAMA Todas as terças feiras a partir das 22h30, o jornalista Ricardo Mota leva a análise dos fatos em forma de conversa para nossos assinantes. Política, administração pública, economia, arte e cultura

Leia mais

Canal 2. Justificativa

Canal 2. Justificativa Índice Canal 1 - Justificativa do Livro...2 Canal 2 - Como Tudo Começou?...4 Canal 3 - De Onde Vem a Imagem?...6 Canal 4 - Como Aparece a Imagem?...8 Canal 5 - Como ocorre a transmissão?...10 Canal 6 -

Leia mais

SENADO FEDERAL GABINETE DO SENADOR RODOLPHO TOURINHO PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2006

SENADO FEDERAL GABINETE DO SENADOR RODOLPHO TOURINHO PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2006 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2006 Dá nova redação ao inciso VII do 2º do art. 155 da Constituição Federal, para estender a aplicação da alíquota interestadual do ICMS às operações interestaduais

Leia mais

NET, Claro e Embratel se unem para transformar a oferta de telecomunicações e entretenimento no Brasil

NET, Claro e Embratel se unem para transformar a oferta de telecomunicações e entretenimento no Brasil NET, Claro e Embratel se unem para transformar a oferta de telecomunicações e entretenimento no Brasil Empresas investem na integração das suas redes e lançam a mais completa oferta convergente de serviços

Leia mais

PLANO DE SERVIÇO TV POR ASSINATURA

PLANO DE SERVIÇO TV POR ASSINATURA 1. Aplicação PLANO DE SERVIÇO TV POR ASSINATURA Plano nº 200 Pacote Fácil Este Plano de Serviço de TV é aplicável a autorizatária Embratel TV Sat Telecomunicações S.A., denominada doravante como Claro

Leia mais

Nova Lei da TV Paga estimula concorrência e liberdade de escolha Preços de pacotes devem cair e assinantes terão acesso a programação mais

Nova Lei da TV Paga estimula concorrência e liberdade de escolha Preços de pacotes devem cair e assinantes terão acesso a programação mais Nova Lei da TV Paga estimula concorrência e liberdade de escolha Preços de pacotes devem cair e assinantes terão acesso a programação mais diversificada A Lei 12.485/2011 destrava a concorrência no setor,

Leia mais

TV RÁ TIM BUM O primeiro canal infantil brasileiro da TV por Assinatura para a criança brasileira

TV RÁ TIM BUM O primeiro canal infantil brasileiro da TV por Assinatura para a criança brasileira O primeiro canal infantil brasileiro da TV por Assinatura para a criança brasileira Tel: 3874-3015 / Fax: 3611-2060 PROGRAMAÇÃO INFANTIL DA TV CULTURA Na década de 70, a TV Cultura uniu-se à TV Globo e

Leia mais

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br PROPOSTA DE PROPAGANDA - ANUNCIE NO JDC Apresentação de Plano de Publicidade Online no Site O JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ atende com o nome de JDC, porque é uma empresa que tem como sua atividade

Leia mais

O QUE SÃO COOPERATIVAS DE CRÉDITO PERFIL INSTITUCIONAL DESEMPENHO ECONÔMICO SOLUÇÕES FINANCEIRAS SUSTENTABILIDADE

O QUE SÃO COOPERATIVAS DE CRÉDITO PERFIL INSTITUCIONAL DESEMPENHO ECONÔMICO SOLUÇÕES FINANCEIRAS SUSTENTABILIDADE O QUE SÃO COOPERATIVAS DE CRÉDITO PERFIL INSTITUCIONAL DESEMPENHO ECONÔMICO SOLUÇÕES FINANCEIRAS SUSTENTABILIDADE AGENTES DA PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DAS COMUNIDADES ONDE ATUAM Principais

Leia mais

OBJETIVOS Conquistar exposição qualificada e grande visibilidade para o lançamento do Xbox One perante a concorrência, cada vez mais acirrada.

OBJETIVOS Conquistar exposição qualificada e grande visibilidade para o lançamento do Xbox One perante a concorrência, cada vez mais acirrada. 2 CONTEXTO O mercado brasileiro de games é o quarto maior do mundo, atrás apenas de Estados Unidos, Japão e México, e apresenta um grande potencial de crescimento. O aumento de renda e acesso ao crédito

Leia mais

Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO

Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO Prêmio de Empreendedorismo James McGuire 2013 REGULAMENTO Prêmio de Empreendedorismo James McGuire 2013 é uma competição interna da Laureate International

Leia mais

Mídia Kit NetCartas Versão 1.0

Mídia Kit NetCartas Versão 1.0 Mídia Kit NetCartas Versão 1.0 1 de 1 1) Objetivo deste documento Prover ao anunciante uma nova alternativa de divulgar suas campanhas de Marketing, produtos e serviços utilizando a estrutura de entretenimento

Leia mais

O Modelo DX sumário executivo

O Modelo DX sumário executivo White Paper O Modelo DX sumário executivo INTRODUÇÃO 2 O MODELO BROADCAST 3 MODELO TRADICIONAL DE BROADCAST 3 O MODELO DX 4 NOVOS MODELOS DE RECEITA 5 O MODELO DX PARA TELAS COLETIVAS 6 1 www.dx.tv.br

Leia mais