Universidade Federal do Amazonas Faculdade de Ciências Agrárias FCA Departamento de Ciências Pesqueiras DEPESCA Laboratório de Ictiologia

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Universidade Federal do Amazonas Faculdade de Ciências Agrárias FCA Departamento de Ciências Pesqueiras DEPESCA Laboratório de Ictiologia"

Transcrição

1 Universidade Federal do Amazonas Faculdade de Ciências Agrárias FCA Departamento de Ciências Pesqueiras DEPESCA Laboratório de Ictiologia Manaus, 02 de Outubro de Ao: A Presidência da Comissão Organizadora do s Prêmios Professor Samuel Benchimol e Banco da Amazônia de Empreendedorismo Consciente Prezados Senhores, Venho por meio desta, encaminhar o Projeto com o Título: Eco- Amazon Piabas do Rio Negro, um empreendimento coletivo de estabelecer uma cadeia de comercio verde de Peixes Ornamentais do Amazonas. Para concorrer ao Prêmio Benchimol 2009 no Empreendedorismo consciente: melhor na categoria sênior - autor com idade acima dos 60 anos; na categoria sênior. Sem mais agradeço sua atenção. Atenciosamente, Prof. Ning L. Chao, Ph.D. Universidade Federal do Amazonas Coordenador do Projeto Piaba DEPESCA/FCA Contato: (92)

2 PRÊMIOS "PROFESSOR SAMUEL BENCHIMOL E BANCO DA AMAZÔNIA DE EMPREENDEDORISMO CONSCIENTE" Anexo I - Inscrições de Propostas Temáticas Observação: No preenchimento deste formulário de inscrição, deverá ser usada a fonte Arial 12. * depois de devidamente preenchido enviar para: 1. Como tomou conhecimento do Prêmio ( x ) Cartas ( ) Televisão ( ) Internet ( ) Jornal ( ) Universidade/ Instituições de Pesquisa ( x ) Agraciados em anos anteriores ( ) Rádio ( x) ( ) Outros 2. Informações sobre o Proponente Nome Ning Labbish Chao Instituição Universidade Federal do Amazonas Setor de atividade Departamento de Ciência Pesqueiras, Faculdade de Ciências Agrícolas (ensino, pesquisa e extensão) ( ) Empresarial (x) Acadêmico ( ) Governamental Outros Telefone (XX) Fax (XX) Telefone celular (XX) Endereço Rua Rainha Catarina No. 3 País Brasil Cidade Manaus UF AM CEP

3 3. Currículo resumido, destacando a experiência e a vivência do proponente em temas relacionados à proposta Formação Acadêmica: Pós-doutorado:National Museum of Canada, Ottawa., Canada. Postdoctoral fellow Virginia Institute of Marine Science, College of William and Mary, Williamsburg, Virginia EUA. (Ph.D. Ciências Marinhas) - Graduate assistant Northeastern University, Boston, USA. (M.S. Biologia Marinha) - Teaching assistant (Auxílio de Ensino) Tunghai University, Taiwan, ROC. (B.S. Biologia), monitor. Experiência Profissional: Focal Point, Sciaenidae Red List Authority IUCN-Species Survival Commission. Desde 2008 Membro de IUCN-SSC Freshwater Species Specialist Group. Desde 1989 Professor Titular, Departamento de Ciências Pesqueiras, Universidade Federal do Amazonas e professor de Pós-graduação da INPA/UFAMA. Manaus, AM. Desde 2000 Pesquisador Associado de Fish Divission, Smithsonian Institute, Washington, D.C.USA Pesquisador associado no Departamento de Ichthyology, Museum of Comparative Zoology, Harvard University, Cambridge, MA. USA Visiting Scholar", CAPES - FULBRIGHT Commission, na Florida State University, Tallahassee, Florida, EUA Professor Titular, Departamento de Oceanografia, Universidade do Rio Grande, RS. Desde 1976 Consultor especial de FAO (Food and Agricultural Orgnization, United Nations). Prêmios recebidos recentes: 2009 SEED Awards 11 May, 2009 (UNEP, IUCN etc. (http://www.seedinit.org/award-winners/2009-winners-overview.html) Ornamental Fish International award Maio de 2006 Nuerenberg, Alemanha. 3

4 Auxílios de pesquisa sobre Peixes Ornamentais recebidos Base de Indicação Geográfica para Peixes Ornamentais do Rio Negro, AM - capacitação e gestão participativa nas comunidades ribeirinhas, desenvolver técnicos novos de manejar sanidade dos peixes vivos. (CNPq Processo /2009-3) Sustentabilidade da Cadeia Produtiva de Peixes Ornamentais Amazônicos: Manejo Pesqueiro, Sanitário e Gestão Participativa (CNPq Processo /2006-4) PRONEX (FINEP) Projeto Mariuá Bases Ecológicas, tecnológicas e sócio-econômicas para o manejo sustentável de peixes ornamentais e quelônios na bacia do Rio Negro, AM. Desde 1990 Recebi apoio de pesquisa através de várias ONGs: Fundação Dr. Herbert R. Axelrod, Bio-Amazonia Conservation International, Pet Industry Joint Advisory Council, New England aquarium (EUA); Ornamental Fish International (UK) e ACEPOAM (Brasil), etc. Outras Atividades Relevantes: 2010 Organizador de Aquamazonia Towards a Green ornamental Fish Industry, January, 2010 Manaus, Amazonas, Brazil. Esta é a primeira vez que um evento Internacional sobre Peixes Ornamentais e a indústria de acessórios são trazidos para o coração da Amazônia, de onde peixes nativos aparecem em aquários de todo o mundo. O maior objetivo do AQUAMAZÔNIA 2010 é a valorização do verde da floresta, tornando o negócio de peixes ornamentais socialmente responsáveis. O tema Aquamazônia expressa um avanço da indústria na direção do verde responsável, do social, do econômico e do ambiental Palestrante convidado, Segundo Taller Internacional Aspectos socioeconómicos y de manejo sostenible del comercio de peces ornamentales de sur América, 3 al 5 de diciembre de 2008,Bogotá Organizador de Workshop international sobre Biodiversity of Amazon River Basin and its Social and Economic Impact de março de 1999, St. Louis, MO, EUA. Desde 1990, numerosas palestras, entrevistas foram realizadas nos congressos cientificam, oficina de negócios, exposições e evento culturais, e convite por vários pais sobre a conservação da Amazônia viam peixes ornamentais. Publicações Cientificas e Divulgações de Peixes Ornamentais da Amazônia: 1. Chao, N. L. 1992a. Ornamental fishes and fisheries of the Rio Negro. Tropical Fish Hobbyist, 40(12): (#438, August, 1992) 2. Chao, N. L. 1992b. Into the Flooded Forest. Tropical Fish Hobbyist, 41(2): (#440, October, 1992) 3. Chao, N. L. 1992c. Exploring the Rio Demini in the dry season. Tropical Fish 4

5 hobbyist, 41(3): (#441, November, 1992) 4. Chao, N. L. 1992d. Diversity and conservation of ornamental fishes - the gems from flooded forests in Amazonia. Global (Canadian) Biodiversity, 2 (2):2-7. (summer, 1992) Ottawa, Canada. 5. Chao, N. L Conservation of Rio Negro Ornamental fishes. Tropical fish hobbyist, 41 (5): (#443, January, 1993) 6. Chao, N. L Project Piaba. Aquatic survival, Bull. of the Aquatic Conservation Network, 3(1), p Chao, N. L. and S. Prada-Pedreros Diversity and conservation of ornamental fishes and fishery of Rio Negro, Amazonas, Brazil. p in C.W. Voigtlander (ed.) Theme 3. Protection of aquatic biodiversity. Proceedings of World Fisheries Congress, May 3-8, 1992, Athens, Greece. Oxford & IBH Publ. New Delhi. 8. Chao, N. L. e S. Prada-Pedreros O cardinal tetra, Paracheirodon axelrodi, e diversidade dos peixes ornamentais do Rio Negro, Amazonas. p Anais do VII Congresso Brasileiro de Engenharia de Pesca, Santos-SP, 22 a 26 de julho de Associaço dos Engenheiros de pesca de Pernambuco, Recife, Chao, N. L Ornamental fish resources of Amazonia and aquatic conservation. Conference Proceedings of AQUARAMA '95, Singapore, May, 1995, p Chao, N. L Ornamental fish resources of Amazonia and aquatic conservation., Part 1. Species diversity. Ornamental Fish International Journal, No. 12, p (August, 1995). 11. Chao, N. L Ornamental fish resources of Amazonia and aquatic conservation; Part 2. Protection and aquatic conservation, No. 13, p November, 1995). 12. Chao, N. L Ornamental fish resources of Amazonia and aquatic conservation (November, 1995); Part 3. List of Species that can be captured, commercialised and exported legally from Brazil, No. 14, p (February, 1996). 13. Chao, N. L Project Piaba, the ornamental fishery in the Rio Negro, Brazil. OFI Journal. No. 15, p (May, 1996). 14. Chao, N. L Saving the rain forest s endangered ornamentals. Today s Aquarist. 6(6): Chao, N. L. 1996, Project Piaba - Update. Aquatic Survival. 5 (1): Chao, N. L Project piaba - Ornamental fishes and festivals in Barcelos, Amazonas, Brazil. Tropical Fish Hobbyists, 45 (1): (September, 1996). 17. Chao, N. L The Dr. H.R. Axelrod Ornamental fish laboratory - A project Piaba report. 18. Tropical Fish Hobbyists, 45 (2): (October, 1996) 19. Chao, N. L. e G. Prang, Project Piaba - Toward a sustainable ornamental fishery in Amazon. Conference Proceedings, AQUARAMA 97 - The 5th International Aquarium Fish and Accessories Exhibition & Conference, 22-25, May 1997, World Trade Centre Singapore, 7 p. 20. Chao, N. L. and G. Prang 1997 Project Piaba - toward a sustainable ornamental fishery in Amazon. Aquarium Science and Conservation, 1: Chao, N. L A draft list of Brazilian freshwater fishes for the hobby - a proposal 22. to IBAMA. Ornamental fish International journal, No.24, (May, 1998). 23. McAllister, D. E., N. L. Chao & C.T. Shih 1998 Cyanide fisheries: where did they 5

6 start? Ocean Voice International, Sea Wind, 12 (2): Waichman, A.; N. L. Chao and P. Petry Bio-piracy in Amazonia: a question of knowing the laws. Ornamental Fish International Journal, no.33, November 2000, p Chao N. L Update on scientific collection and ornamental fish trade in Brazil. Ornamental Fish International Journal, no.33, November 2000, p Chao, N. L., S. Dowd, & M. Tlusty Project Piaba Buy a Fish, Save a Tree! Communiqué, American Zoo & Aquarium Association, January 2000, p Chao, N. L.: P. Petry: G. Prang: L. Sonneschien and M. Tilusty (eds.) 2001 Conservation and management of ornamental fish resources of the Rio Negro basin, Amazonia, Brazil Projeto Piaba. Editora da Universidade do Amazonas, Manaus. 309p. 28. Chao, N. L.; G. Prang and P. Petry Project Piaba- Maintenance and sustainable development of Ornamental fisheries in the Rio Negro basin, Amazonas, Brazil. p.3-7 in Chao et al. (eds) Conservation and management of ornamental fish resources of the Rio Negro basin, Amazonia, Brazil Projeto Piaba. Editora da Universidade do Amazonas, Manaus. 29. Chao, N. L Fisheries, diversity and conservation of ornamental fishes of the rio Negro basin, Brazil a review of project Piaba ( ). p in Chao et al. (eds) Conservation and management of ornamental fish resources of the Rio Negro basin, Amazonia, Brazil Project Piaba. Editora da Universidade do Amazonas, Manaus. 30. Chao, N. L Two new species of Stellifer from inshore waters of the eastern Pacific with a redescription of S. ephelis (Perciformes, Sciaenidae). Rev. Biol. Trop. Suppl. 2: Chao, N. L.; P. Béarez & D. R. Robertson A new genus and new species of Sciaenidae from the Gulf of Panamá (Perciformes: Sciaenidae). Rev. Biol. Trop. 49 Supl. 1: Chao, N. L. & G. Prang A decade of project Piaba. Journal of Ornamental fish International, No. 38: Norris, S with N. L. Chao 2002 Buy A Fish, Save A Tree -Safeguarding Sustainability in an Amazonian Ornamental Fishery. Conservation in Practice, 3 (3): Chao, N. L Taxonomy of the seatrout, genus Cynoscion (Pisces, sciaenidae), with artificial keys to the species. p.5-16 in S. A. Bortone (ed.) Biology of the spotted seatrout. CRC Press, Boca Raton. 35. Chao, N.L. & P. Petry 2003 Respect Brazilian s good list policy to avoid bioparacy of ornamental fishes from the Amazon. Journal of Ornamental fish International, No. 43: Dowd, S.; N. L. Chao & J. Lloyd 2004 Challenges for an Artisanal Fishery in a Changing World. Ornamental fish International, No. 46: 37. Beheregaray, L. B., L. M. Möller, T.S Schwartz, N. L. Chao, G. Caccone 2004 Microsatellite markers for the cardinal tetra Paracheirodon axelrodi, a commercially important fish from central Amazonia. Molecular Ecology Notes (Expected online publication date: May 2004). Molecular Ecology Notes (2004)4, Beheregaray LB, Schwartz TS, Möller LM, Call D, Chao NL, Caccone G 2004 A set of microsatellite DNA markers for the one-lined pencilfish Nannostomus unifasciatus, an Amazonian flooded forest fish. Molecular Ecology Notes (2004)4,

7 39. Mario J. F. Thomé-Souza* and Ning Labbish Chao 2004 Spatial and temporal variation of benthic fish assemblages during the extreme drought of (El Niño) in the middle rio Negro, Amazonia, Brazil. Neotropical Ichthyology, 2(3): Tlusty, M; S. Dowd; R. Cooper; N.L.Chao; B. Whittaker, 2005 Shipping Cardinal tetras from the Amazon-understanding stressors to decrease shipping mortality. OFI Journal 48, p BEHEREGARAY, L. B.; CHAE,J: CHAO N. L and CACCONE, A Characterization of microsatellite loci for the Amazonian rummy-nose tetra, Hemigrammus bleheri (Teleostei, Characidae). Molecular Ecology Notes (2005) doi: /j Itussu, D. R. & N. L. Chao, Feeding habits and reproductive biology of Apistogramma pertensis (Haseman, 1911) from Igarapé Zamula, Rio Negro, Amazonas, Brazil. in: Römer, U. (ed.): Cichlid Atlas 2 - Natural History of South American Dwarf Cichlids, Part 2: L. B. BEHEREGARAY, M. PIGGOTT, N. L. CHAO and A. CACCONE Development and characterization of microsatellite markers for the Amazonian blackwing hatchetfish, Carnegiella marthae (Teleostei, Gasteropelecidae). Molecular Ecology Notes (2005) doi: /j Rabelo, José Gugel, Neto & n. L. Chao 2008 Biologia reprodutiva do Aruanã preto Osteoglossum ferreirai Kanazawa 1966, no Município de Barcelos, Médio Rio Negro. AM-Brasil. p in H. L. de Queroz & M. Camargo (orgizadores) Biologia, conservação e manejo dos Aruanãs na Amazônia Brasileira, Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamiraúa, Tefe. 45. Cooke, G. M., N. L. Chao and L.B. Beheregaray, Phylogeography of a flooded forest specialist fish from central Amazonia based on intron DNA: the cardinal tetra Paracheirodon axelrodi. Freshwater Biology (2009): 1-17 (doi: /j x) 46. Chao, N. L Forever Project Piaba. OFI Journal, No.59, p February, 2009, Rotterdam, Netherlands. 47. M. J. Sistrom1, N. L. Chao & L. B. Beheregaray 2009 Population history of the Amazonian one-lined pencilfish based on intron DNA data. Journal of Zoology. Mais 25 artigos de divulgação sobre Amazônia e peixes ornamentais em Chinês foram publicados nas revistas da China e Taiwan. Pesquisas de longo prazo: Conservação dos ecossistemas aquáticos Amazônicos. Projeto Piaba - diversidade e conservação sobre os peixes ornamentais do Rio Negro, Amazonas e sua importância sócio-econômica da região. (20 anos) Sistemática, ecologia, zoogeografia e conservação dos peixes ciaenídeos - pecadas e corvinas. (mais de 30 anos). 7

8 1. Dados da Proposta de Projeto Título: Eco-Amazon Piabas do Rio Negro, um empreendimento coletivo de estabelecer uma cadeia de comercio verde de peixes ornamentais do Amazonas. Categoria ( ) Ambiental ( ) Econômica/Tecnológica ( ) Social ( ) Banco da Amazônia de Empreendedorismo Consciente Categoria Junior ( ) Banco da Amazônia de Empreendedorismo Consciente Categoria Intermediário (x) Banco da Amazônia de Empreendedorismo Consciente Categoria Sênior 5. Descrição resumida da proposta do projeto incluindo oportunidade e estratégia de execução (Este texto será usado para a publicação do relatório anual) Eco-Amazon: Piabas do Rio Negro é uma iniciativa baseada na riqueza dos recursos de peixes ornamentais (piabas) e dos conhecimentos científicos e técnicos para um negócio verde por os piabeiros e exportadores do Amazonas. Eco-Amazon tem fim de manter a pescaria de peixes ornamentais do Amazonas com um novo sistema de comercialização diferenciada e sócio-ambientalmente responsável. Esta iniciativa evoluiu a partir do "Projeto Piaba" (Universidade Federal do Amazonas), que é um projeto de pesquisa e extensão de longo prazo que vêem estudando a ecologia de peixes e a sócia-economia da pesca por duas décadas. O fato que a cada vez maior quantidade dos peixes Amazônicos são criados em cativeiro fora da região, e a exportação dos peixes amazônicos é controlada pelas poucas empresas, quais mantidos os peixes em baixo valor e repetidamente infringir as leis ambientais do país. Os piabeiros recebem o mesmo preço por mais de 20 anos, isto é $ 5-6 USD por milheiro de peixes ornamentais vivos. Nesse sentido, uma parceria foi iniciada, incluindo uma cooperativa ORNAPESCA (Cooperativa de Pescadoras e Pescadores Artesanais de Peixes Ornamentais do Médio e Alto Rio Negro ), comerciantes locais e internacionais, e órgãos públicos (SEBRAE, ICMBio-CEPAM, SEPA/SEPROR, UFAM). Eco-Amazon será o primeiro serio vivo de aplicar um selo verde, seja uma certificação de Indicação Geográfica (IG) de procedência, para os peixes ornamentais do Rio Negro. Através desta coletiva, podemos defender uma pescaria responsável sócio-ambientalmente, e estabelecer uma cadeia de valor justo, e uma indústria verde de peixes ornamentais amazônicos. A meta do Eco-Amazon é de usar nosso conhecimento sobre a pesca de piabas e contatos locais e internacionais para desenvolver novos mercados de peixes ornamentais e programar uma cadeia de valor com selo verde e incentivar os empreendedores locais. As ações sendo desenvolvidas são (1) introduzir técnicas novas (mini tanques-rede) para estocar peixes ornamentais nas comunidades ribeirinhas; (oficina e implantação foram realizadas em cinco comunidades); (2) fortalecer as estruturas de organização social comunitária local e promover um sistema regional de gestão descentralizada e participativa (cursos de cooperativismo foram realizados em municípios de Barcelos e Santa Isabel do rio Negro pelo SEBRAE); (3) estabelecer um programa de selo verde (Indicação Geográfica) para incrementar o valor 8

9 de peixes ornamentais do Rio Negro (o processo está iniciando); (4) organizar uma exposição internacional sobre peixes ornamentais Amazônicos Aquamazônia 2010 Towards a Green Ornamental Fish Industry (Promover uma indústria verde de Peixes Ornamentais), 24-27, Janeiro 2010, Manaus, Amazonas, Brasil, para o mundo. A estratégia de curto prazo (dois anos) é de organizar a nova cadeia de produtividade serão: (1) fortalecer a estrutura e funcionamento de ORNAPECA; (2) procurar novas parcerias empresárias locais e internacionais, e introduzindo novas variedades de piabas para mercado global. Por médio e longo prazo (mais de dois anos) planejamos as seguintes ações, (1) capacitação de recursos humanos locais em área de sanidade, tecnologia de transporte e gerenciamento de negócios locais e internacionais; (2) incentivar empreendedores locais para desenvolver rendimentos alternativos como eco-turismo; (3) trabalhar com órgãos públicos para normalização da pesca de peixes ornamentais. 6. Principais objetivos A missão de Eco-Amazon é estabelecer um novo sistema comercial justo e sustentável, que valorize os peixes ornamentais da Amazônia com selo verde, seja uma Indicação Geográfica de procedência de piabas, através cooperativos de piabeiros. Objetivos: 1. Estabelecer um sistema novo de comercialização e mercado nicho para ampliar o mercado dos peixes ornamentais Amazonas (confecção de um guia de espécies alvos de mercado para piabeiros). 2. Estabelecer um programa de selo verde (Indicação Geográfica) para incrementar o valor de peixes ornamentais do Rio Negro Amazonas (vinculado com programa de SEBRAE/AM). 3. Introduzir novas técnicas (mini tanques-rede) e protocolo de boas práticas de manejo sanitário aos pescadores para reduzir a mortalidade e melhorar qualidade sanitária dos produtos. (confecção cartilhas com desenhos simples). 4. Avaliar e monitorar a produtividade individual nas comunidades ribeirinhas nas suas dimensões temporais e espaciais (cadernetas para registrar produtividade, distribuída em cinco comunidades ribeirinhas). 5. Fortalecer as estruturas de organização social comunitária local (como cooperativa ORNAPESCA) e capacitação os líderes locais. 6. Organizar uma exposição internacional sobre peixes ornamentais Amazônicos Aquamazônia 2010 Towards a Green Ornamental Fish Industry (Promover uma indústria verde de Peixes Ornamentais), 24-27, Janeiro 2010, Manaus, AM Brasil (WWW. Aquamazonia.com). 9

10 7. Local de execução Médio e alto Rio Negro nas comunidades ribeirinhas dos municípios de Barcelos, Santa Izabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira. 8. Esta proposta de projeto está em execução: ( ) SIM ( X )NÃO Um empreendimento que surgiu através de informações bases de pesquisas científicas do Projeto Piaba e os contatos com a indústria de peixes ornamentais internacionais. ( Em caso afirmativo, observar o regulamento Artigo 23) 9. Prazo de implantação em meses (máximo 36 meses) 36 meses 10. Prazo de retorno ( ) Imediato ( ) Até 12 meses ( ) 12 a 24 meses ( x) 24 a 36 meses ( ) Mais de 36 meses 10

11 11. Benefícios esperados Econômicos/Tecnológicos Peixe ornamental é um dos poucos recursos oriundos do extrativismo ainda viável no interior da Amazônia. Por mais de cinco décadas a exportação de peixes ornamentais do rio Negro se manteve em torno de 40 milhões de unidades, gerando receitas 2-4 milhões USD de rendimento (oficialmente registrado, provavelmente acima de 10 milhões USD). Pesca de piabas é ecologicamente sustentável, devido à riqueza das espécies, rápida renovação dos estoques e pela grande área de planície inundável da região. No entanto, as exportações de peixes ornamentais não estão ampliadas por problemas de infra-estrutura de transporte e legislação nacional, bem como uma regulamentação sanitária e ambiental internacional mais exigente. O quadro também foi ameaçado com a reprodução dos peixes amazônicos no exterior. O sistema de comercialização (ou a cadeia de valor) não sofreu alteração significativa desde o boom da borracha no século XIX, porém, nos últimos anos, os piabeiros começaram a questionar se eles recebem sua parte da pescaria justa. Eles tomaram a iniciativa de organizar um sindicato (Colônia da Pesca Z-33) e uma cooperativa (ORNAPESCA), exigindo um sistema de comércio justo, mas eles não têm os meios para estabelecer os processos de comércios diferenciados. Situação atual 1. A atividade de pesca ornamental no Rio Negro ocorre principalmente entre a boca de Rio Branco Até cabeceira de Rio Uaupés, nos municípios de Barcelos, Santa Isabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira no Estado do Amazonas. Atualmente existem nestas regiões 14 tributárias onde a pesca de piabas acontece de forma sistematicamente. 2. A produção anual de peixes ornamentais no Rio Negro é de cerca de 40 a 60 milhões de peixes ornamentais e representa mais de 60% das receitas para os municípios de Barcelos e. (Fig. 1) 3. O sistema de comercialização é um tipo de regatão mantendo o preço de peixes pago por piabeiros mesmo por décadas. Em agosto de 2009, um milheiro de cardinal tetra foi cotado de R$10-12, que é mesmo de 1990 (equivalente de $4-5 USD por mil). Os exportadores pagam aos intermediários de R$25-30 por milheiro no porto de Manaus. (Fig. 2) 4. Desde 2002, uma parcela significativa do mercado se deslocou para a Ásia (de 5% a 30%). O mercado de grande potencial está na Ásia; Taiwan serviu como uma porta para o mercado Chinês para os peixes da Amazônia. 5. Devido o fechamento de maior exportador de peixes ornamentais (20 de agosto de 2009), os piabeiros não conseguiram vender as piabas e pararam de pescar e sem rendimento até o mês de setembro (R$ ). Os compradores internacionais estão mudando para fornecedores de países vizinhos. 11

12 NUMERO (in milhão) CARDINAL TETRA ANO Figura. 1 Exportação de peixes ornamentais do IBAMA ( ) Projeto Piaba de exportação de peixes ornamentais de Barcelos ( ). Exportadores Representantes de exportadores (Barcelos) Piabeiros Patrões Piabeiros autonomos Piabeiros Patrões Piabeiro (interior) Piabeiro (cidade) Piabeiro (interior) Figura 2. O sistema de comercialização dos peixes ornamentais do rio Negro. 12

13 Melhoria esperada 1. Técnicas novas (mini tanques-rede) para estocar peixes ornamentais na área de pesca e postos de armazenagens podem melhorar qualidade dos peixes e reduzir as perdas. 2. Estabelecer um sistema alternativo para comercialização de peixes ornamentais do Rio Negro (Fig. 3). Diversificar cadeias de comércios e as espécies alvos são fundamentais de evitar grande queda de comércio e desenvolver mercados novos. Figura 3. Novo sistema de comercialização. 3. Realização de uma feira internacional Aquamazonia 2010, de janeiro de 2010 para abrir mercado por peixes ornamentais amazônicos, e integrando ações conjuntos entre os países exportadores da região. Promover uma indústria de peixes ornamentais verdes para consumidores do mundo. 13

14 Sociais A Política do governo é reduzir a pobreza através do Programa Aumento da Competitividade e Sustentabilidade da Cadeia Produtiva de Peixes Ornamentais onde uma das ações é o subsídio aos pescadores (piabeiros) e organizar os produtores rurais. Colônias de Pescadores foram criados em todos os municípios rurais da Amazônia onde os pescadores registrados podem receber benefícios de "seguro de desemprego/difuso" durante a época de proteção da pesca. Situação atual 1. A colônia de pescadores (Z-33) foi criada em Barcelos com o apóio de um programa do governo federal e projeto Piaba. 2. Uma cooperativa de Pescadoras E Pescadores Artesanais de Peixes Ornamentais do Médio e Alto Rio Negro (ORNAPESCA) está sendo criada dentro de âmbito de nova cadeia de comercialização e selo Verde ou Indicação Geográfica. 3. Com auxilio de CNPq, o Projeto Piaba já desenvolveu projeto de pesquisa sobre Sustentabilidade da Cadeia Produtiva de Peixes Ornamentais Amazônicos: Manejo Pesqueiro, Sanitário e Gestão Participativa junto com ICMBio-CEPAM (Pro - Várzea) e SEBRAE. O projeto piloto envolveu cinco comunidades do médio do rio Negro. 4. Além de conflitos entre as pescas comestíveis, esportivas e piabas existentes, a demarcação território indígena estão gerando revoltas entre as comunidades ribeirinhas. Melhoria esperada 1. Fortalecer as estruturas de organização social comunitária local e a funcionamento de ORNAPESCA, uma estrutura regional que ligue organizações comunitárias às várias instâncias do poder público em um sistema regional de gestão descentralizada e participativa. 2. Incorporar pequenos exportadores e importadores na cadeia de valor (ou na cooperativa ORNAPESCA) e reduzidos taxas de intermediários. Piabeiros podem ser beneficiados por melhor rendimento e criar um espírito de empreendedor. 3. Criar um sistema gestão participativa dentro de cooperativo e as comunidades ribeirinhas para melhorar outros serviços locais, como áreas de educação e saúde. Ambientais Bacia do Rio Negro é uma região relativamente intocada, sua maior parte com a floresta intacta. Longo prazo de investigação científica tem mostrado que a pesca extrativista de peixes ornamentais tem pouco ou nenhum impacto ao ecossistema. As pescarias têm proporcionado renda para as comunidades rurais por quase seis décadas. 14

15 Situação atual 1. Existe mais de 100 espécies regularmente explorada, uma espécie, o cardinal tetra (Paracheirodon axelorodi), constitui mais de 80% da safra e exportação total. 2. Área de pesca não passa de 2% do habitat de piabas (planícies inundáveis do Rio Negro >75,000ha), apenas uma pequena área de habitat do peixes ornamentais foram exploradas. 3. A pesca é artesanal não há impacto ambiental significativo em 60 anos de atividade extrativismo da região. Porém a produtividade de alguns igarapés sendo reduzido por sobre pesca em áreas limitadas. Melhoria esperada 1. Uma pesca sustentável por comunidades ribeirinhas pode conter a exploração predatória, substituindo os outros recursos como madeira e caça os animais que ameaçados de extinção. 2. Elevar a conscientização ambiental, piabeiros devem tomar a iniciativa de preservar o meio-ambiente, dos quais, produzir peixes ornamentais. 3. A cooperativa de produtores de peixes ornamentais pode diversificar os clientes (exportadores) ou exportar diretamente aos compradores para reduzir o risco de perder mercado. Empreendedorismo Consciente Eco-Amazon é um empreendimento coletivo a fim de ampliar a pescaria de piabas do Rio Negro com um sistema de comércio sócio-ambientalmente responsável. Um empreendimento inovador e empreendedorismo pelas seguintes ações: 1. Introduzir técnicas novas (mini tanquesrede) para melhorar sanidade e qualidade dos peixes ornamentais nas comunidades ribeirinhas. 2. Desenvolver uma nova cadeia de valor através de parcerias entre a cooperativa (ORNAPESCA), comerciantes, órgãos públicos e ONGs. 3. Estabelecer um programa de selo verde (Indicação Geográfica) para animais vivos, peixes ornamentais. 4. Organizar a primeira exposição internacional sobre peixes ornamentais Amazônicos Aquamazônia 2010 Towards a Green Ornamental Fish Industry (Promover uma indústria verde de Peixes Ornamentais), 24-27, Janeiro 2010, Manaus, Amazonas, Brasil, para o mundo. Esta é a primeira vez que um evento Internacional sobre Peixes Ornamentais e a indústria de acessórios são trazidos para o coração da Amazônia, de onde peixes 15

16 nativos aparecem em aquários de todo o mundo. O maior objetivo do AQUAMAZÔNIA 2010 é a valorização do verde da floresta, tornando o negócio de peixes ornamentais socialmente responsáveis. O tema Aquamazônia expressa um avanço da indústria na direção do verde responsável, do social, do econômico e do ambiental. Situação atual Desde 2006, fizemos um programa piloto bem sucedido como o modelo de nova cadeia de valor entre grupos de pescadores de Barcelos, um exportador (Aquafish, Manaus) e um distribuidor internacional (Aquaproject-Taiwan). Este mercado requer entrada constante de novas variedades de peixes, um desafio importante é a garantia de um fornecimento constante de peixes. Por isso, estamos trabalhando junto com SEBRAE, ICMBio-CEPAM e SEPA/SEPROR de fortalecer a cooperativa e capacitando comunidades ribeirinhas. Melhoria esperada (inclusive fatores de produção) A estratégia de curto prazo (2 anos) é de organizar uma nova cadeia de valor, serão (1) fortalecer a estrutura e funcionamento de ORNAPESCA e criação das unidades de produção comunitária através de oficinas de cooperativismo, e boa prática de manejo dos peixes vivos; (2) estabelecer nova parceria de empresas locais e internacionais e introduzindo novas variedades de piabas para um mercado novo. Nós já testamos esse nicho de mercado por dois anos e podemos desenvolvê-lo com um empreendimento organizado; (3) oficializar programa de Indicação Geográfica de presidência do produto e desenvolver protocolo de procedimento na cadeia de valor. Por médio e longo prazo (mais de 2 anos) planejamos as seguintes ações (1) capacitação recursos humanos em área de sanidade dos peixes, tecnologia de transporte para os peixes vivos e gerenciamento de negócios locais e internacionais. (2) incentivar empreendedores locais para desenvolver rendimentos alternativos como eco-turismo relacionado a peixes ornamentais. (3) trabalhar com órgãos públicos para normalização da pesca de peixes ornamentais e incentivar a participação de outras empresas de apoios, como empresas de transportadores aéreos e fluviais. 12. O projeto gerará benefícios em âmbito Municipal 1. Aumentar venda e valorizar os produtos do extrativismo e manter a estabilidade sócio-econômica dos municípios de Barcelos, Santa Isabel do rio Negro e São Gabriel da Cachoeira. 2. Desenvolver novo tipo de eco-turismo relacionado à pesca esportivo de peixes ornamentais. 16

17 Estadual Favorecimento do acesso aos serviços de assistência técnica, elevando o patamar tecnológico do processo produtivo e promoção na logística de distribuição nacional e internacional. Regional Diminuição da derrubada da floresta amazônica, com um novo paradigma de preservar o ecossistema amazônico através de pescaria sustentável de peixes ornamentais. Nacional Uma Política de desenvolvimento sustentável dos povos tradicionais sem a degradação do meio ambiente. Trata-se de um slogan verde, compre/vende um peixe, salve uma árvore 13. Principais atividades e resultados a serem gerados 1. Indicação Geográfica (IG) selo verde Os selos oficiais de qualidade são instrumentos de identificação, diferenciação e valorização de produtos junto ao consumidor. Por meio de um sistema competente, imparcial, independente e eficaz de controle, os selos atestam a conformidade de um produto a um laudo de especificações públicas, elaborado por profissionais e aprovado pelos poderes públicos, que garante ao consumidor a qualidade, o modo de produção e a origem. As Indicações Geográficas ainda são pouco conhecidas e utilizadas no Brasil. Instrumento jurídico e econômico previsto na Lei 9279/96, as indicações geográficas se prestam essencialmente a agregar valor a produtos e serviços associados a determinados territórios, concebidos em sua dimensão natural e cultural. As Indicações Geográficas conferem ao produto ou serviço identidade própria, já que o nome geográfico utilizado no produto ou serviço estabelece uma ligação entre as suas características e a sua origem (ex: peixes ornamentais do Rio Negro). No Brasil, possuímos quatro Indicações Geográficas oficialmente reconhecidas: Cachaça de Paraty (RJ), Vinho do Vales dos Vinhedos (RS), Carne dos Pampas Gaúcho (RS) e Café do Cerrado Mineiro (MG). 2. Gestão Participativa: Há um consenso de que o Estado não pode assumir sozinho, a responsabilidade pela gestão dos recursos naturais e que a participação dos usuários é fundamental para o bom funcionamento do sistema. O sistema tradicional de monitoramento e controle do uso dos recursos naturais está baseado no modelo tecnocrata. Esse modelo requer uma ampla infra-estrutura para fiscalização e um sistema sofisticado de monitoramento e avaliação, não apresentado pelos órgãos ambientais com atuação na Amazônia (ICMBio/CEPAM). Assim, buscando aperfeiçoar e adaptar um novo modelo propõe-se descentralizar os instrumentos legais às instituições locais possibilitando assinar e publicar atos normativos complementares às normas gerais e 17

18 reconhecer a legalidade do manejo comunitário e de outros instrumentos não formais como mecanismos complementares para ordenar a atividade pesqueira local. Esta integração também se faz necessária entre o setor produtivo e empresarial de peixes ornamentais bem como, entre as comunidades pesqueiras e pesquisadores, para que haja o repasse de informações científicas aos pescadores garantindo que as mesmas sejam inseridas no conhecimento tradicional, para que os principais usuários do recurso, os piabeiros, sejam inseridos na realidade do mercado internacional. 3. Manejo Sanitário de Peixes Ornamentais As medidas de ordem sanitária são estratégicas para melhorar a aceitação dos peixes ornamentais no mercado externo. Hoje, esta aceitação tem sido comprometida pela escassez de trabalhos de pesquisa de ordem ictio-sanitária em peixes ornamentais de origem extrativista em território nacional e pela carência de trabalhos dentro da área de atuação da medicina veterinária. O mercado internacional têm se tornado cada vez mais exigente para a importação de peixes ornamentais, sendo que justamente as barreiras sanitárias têm sido um dos principais entraves. Uma das características desta atividade na região é a forma ainda rudimentar no manejo dos peixes, Hoje, o uso de produtos permitidos para tratamento dos animais e desinfecção de utensílios da aqüicultura é regulado internacionalmente pela OIE (Organização Mundial de Saúde Animal) através de seu Código Aquático. O Brasil é país membro da OIE e sua autoridade sanitária (MAPA) norteia-se pela mesma. Neste sentido, tendo em vista o que foi descrito acima, medidas de correção de manejo e treinamento dos pescadores são necessárias para a melhor adequação das práticas adotadas na atividade às exigências da legislação brasileira e internacional no que se refere à qualidade sanitária do produto oferecido, além de proporcionar condições para um futuro processo de certificação sanitária para exportação de peixes ornamentais tropicais. 4. Explorar novos peixes e criar novo nicho de mercado O recurso de peixes ornamentais de alto rio Negro, São Gabriel da Cachoeira, (SGC) ainda não foi regularmente explorado. Os peixes endêmicos da região foram ocasionalmente exportados com alto valor no mercado internacional, como Tucanoichthys, Nanocara etc. (observações pessoais). Devido à história geológica, a variedades dos peixes de planícies inundáveis de alto Rio Negro tem alto endemismo com diferenças genéticas significativas (Beharegaray, et al 2005, Cooke, et al 2008). Devido os pequenos peixes ornamentais ter ciclo de vida curto e dominar os pequenos igarapés de floresta inundáveis, são recursos que se renovam rapidamente e é viável de explorar de maneira sustentável (Chao, 2001). Eco-Amazon também está visando explorar os recursos de peixes ornamentais de alto rio Negro e capacitar povos indígenas, e desenvolver uma atividade econômica sustentável. 18

19 14. Valor total para execução do projeto (necessidades e competências) Tempo Pessoal Consultoria Treinamento Viagens Material consumo Máquinas, instrumentos e equipamentos Obras e instalações Outros serviços Subtotal por ano 1 a 12 meses R$ 13,000 R$ 4,000 R$ 20,000 R$ 40,000 R$ 3,000 R$ 5,000 R$ 10,000 R$ 200,000 R$ 295, a 24 meses R$ 13,000 R$ 2,000 R$ 20,000 R$ 20,000 R$ 3,000 R$ 3,000 R$ 5,000 R$ 10,000 R$ 76, a 36 meses R$ 13,000 R$ 2,000 R$ 20,000 R$ 20,000 R$ 3,000 R$ 2,000 R$ 3,000 R$ 10,000 R$ 73,000 Subtotal por item R$ 39,000 R$ 8,000 R$ 60,000 R$ 80,000 R$ 9,000 R$ 10,000 R$ 18,000 R$ 220,000 R$ 444,000 Orçamento total de 36 meses: 1. Pessoal: um ajudante/ secretário (R$1.000 x 13 salários por ano) 2. Consultoria: consultor de negócio (Programa de SEBRAE) 3. Treinamento: capacitação recursos humano da cooperativa (Programa SEBRAE) 4. Viagens: 4.1.Especialistas convidados internacionais por Aquamazônia 2010 (R$20.000) 4.2. Viagens da equipe e piabeiros por ano (R$20.000) 5. Materiais Consumo: confecção guias e cartilhas, etc. 6. Máquinas e equipamentos: filtros e acessórios de aquários, caçapas por cooperativa. 7. Outros Serviços: 7.1. Organizar Aquamazonia 2010 (Nov/2009 a Fev/2010 R$ ) Serviços no campo (R$ por ano) Contra partida e rendimento esperados: (36 meses) Fontes Estimação 1 CNPq (Projeto de Aquamazõnia 2010, submetido) R$ SEBRAE - Aquamazônia 2010 R$ Consultoria, treinamento e viagens R$ ICMBio-CEPAM R$ SEPA/SEPROR R$ Inscrição e venda de estandes do Aquamazônia 2010 R$ Apoios de ONGs e auxilio de projetos R$ Comissões geradas pela vendas do Eco-Amazon. R$ TOTAL R$ Fatores críticos para o sucesso do projeto e estratégia de obtenção dos recursos necessários à sua execução, inclusive riscos críticos, problemas e premissas implícitos ao plano. 19

20 Os pequenos peixes (piabas) de planície inundável são recursos naturais sustentáveis e economicamente viáveis. A pesca de piabas é um meio de preservar a integridade do ecossistema da Amazônia. Projeto Piaba já fez estudos aprofundados sobre os aspectos ecológicos e sócio-econômicos da pesca ornamental na bacia do Rio Negro (Chao et al 2001). Além disso, nossos conhecimentos dos mercados é a base para a construção um "negócio de piaba verde", o Eco-Amazon. Compre um peixe, salve uma árvore é um slogan que destaca este meio inovador de conservação do ecossistema amazônico. Nossa Visão de Sucesso é de ajudar os pescadores rurais a vender mais peixes e serem compensados justamente para isso. 1. Liderança Inicialmente, a direção coletiva de Eco-Amazon inclui três elementos chaves: 1.1. Projeto Piaba, o carro-chefe do Eco-Amazon, irá coordenar o funcionamento do empreendimento Diretoria Executiva da cooperativa (ORNAPESCA) irá gerenciar os processos de produção e repartição dos benefícios entre os seus membros. O Projeto Piaba vai dar apoio total à construção de uma liderança forte da COOP Parceiros comerciais: Aquaproject-Taiwan irá fornecer informações de mercado e de compra através de exportadores de piabas baseados em Manaus (Aquafish & Aquário Neon) e servir como uma porta de entrada para os mercados asiáticos. 2. Gestão e Parcerias Eco-Amazon é uma empresa de cúpula, que inclui os pescadores da COOP, exportadores locais e distribuidores internacionais. A equipe do Projeto Piaba atua como coordenador para interagir com outros parceiros e interessados. Projeto Piaba vai priorizar os esforços multi-institucionais, como a coordenação do programa Indicação Geográfica em conjunto com o SEBRAE, ICMBio e SEPA/SEPROR. Inicialmente, a equipe do Projeto Piaba vai coordenar todo o processo e capacitar os interessados locais para assumir a responsabilidade. Nossos serviços incluem: 1. Prepare todos os contratos e documentos legais para os interessados ao longo da cadeia de valor. 2. Obter informações sobre espécies-alvo de mercado internacional e passar instruções para cooperativa e exportadores. 3. Aplicar protocolo de cuidados de saúde dos peixes e das novas tecnologias para melhorar a qualidade dos peixes. 4. Ajudar exportadores para negociar os processos comerciais e os métodos de pagamento com cooperativa e distribuidores internacionais. Serviços de tradução serão fornecidos. 5. Ajudar cooperativa e comerciante para controlar o ganho e a perda e harmonizar todas as discrepâncias entre as partes interessadas. 20

21 3. A prova da clareza do conceito inovador; A estratégia de marketing é uma tarefa fundamental. Já testamos o nicho de mercado para piaba verde e nova por dois anos, esse mercado requer entrada constante de novas variedades de peixes, um desafio importante é a garantia de um fornecimento constante de peixes. A cooperativa de piabeiros será a fornecedor principal. As táticas de dumping pelos grandes exportadores têm causado uma redução significativamente no valor de mercado de algumas espécies. O problema de abastecimento pode ser resolvido com a criação de uma nova cadeia de comércio com a cooperativa, e tomar controlar de quantidade e variedades será colocados no mercado. Repreender ou "forçar" os exportadores irresponsáveis a adotar o sistema de indicação geográfica e do sistema de comércio cooperado podendo reduzir as práticas de dumping. Recuperar os valores reais e justos dos peixes ornamentais amazônicos no mercado internacionais precisa vários anos de trabalho. 4. O planejamento estratégico e marketing: Eco-Amazon vai continuar a desenvolver o mercado comprovado com a cooperativa dos pescadores e melhorar as instalações do exportador local para garantir um fornecimento estável e produtos de boa qualidade. Nossa estratégia de marketing é primeiramente destinada a satisfazer as necessidades existentes no mercado e em segundo lugar, no fornecimento de novas variedades de peixes. A cooperativa dos pescadores receberá instruções específicas sobre as espéciesalvo com o auxílio de guias de campo (Fig. 4 ) e oficinas de capacitação. Exportadores irão comprar estas especialidades, além de peixes da espécie comum, diretamente a partir da cooperativa dos pescadores, e depois vender aos distribuidores. Especialidades dos peixes serão lançadas no mercado em quantidades controladas e com as freqüências para manter o valor do peixe estável. O nosso mercado-alvo primeiro é a China e outros países asiáticos, através da nossa parceira Aquaproject-Taiwan. O seu volume de vendas aumentou de US $ em 2006 para US $ em A sua quota de vendas é de 40% para a China, 30% ao resto da Ásia e 20% local. Recentemente, Aquaproject-Taiwan adquiriu um novo armazém em Taipei e voos diretos a partir de Taipe para as principais cidades chinesas foram abertas. Pretendemos dobrar as vendas e atingir as vendas da China para compartilhar 80% em Planejamento das linhas básicas Triplas: Transparência e responsabilidade por razões econômicas, ambientais e sociais no desempenho das empresas, são os principais conceitos incorporados no triplo planejamento da linha básica. Eco-Amazon pode e deve incorporar o triplo 21

22 planejamento da linha básica, conforme descrito abaixo Linha de Planejamento Econômico: A pesca de peixes ornamentais representa mais de 60% das receitas para os municípios, da média-bacia do alto Rio Negro. A pesca de peixes pequenos da planície de inundação é sustentável, sem impacto significativo ao ecossistema. A prática de comércio desleal e os preços têm beneficiado alguns exportadores; coletores de peixe têm trabalhado sob condições de semi-escravidão por cinco décadas Linha de Planejamento Ambiental: A produção anual de peixes ornamentais no Rio Negro é de cerca de 40 milhões de peixes. Porque os piabeiros têm a marca da pesca como fonte de rendimento mínimo de subsistência, eles agem como protetores do ecossistema, ao invés de exploração ou a destruí-lo. Mas há uma questão fundamental para a viabilidade da nossa empresa é se todos os peixes ornamentais selvagens capturados são sustentáveis. Uma forma de avaliar a sustentabilidade de uma espécie-alvo é usar o valor de F, estimando-se a porção de capturas de biomassa total. A biomassa total não pode ser estimada diretamente, mas a biomassa extraída do ecossistema através da pesca é desprezível. Tomando o cardinal tetra, como exemplo, um tamanho médio cardinal tetra, com 2,5 cm de comprimento, pesa de 0.2g, 50 milhões de tetras cardinais pesam 10 toneladas. As áreas de pesca incluem 3,7 milhões de hectares de planície inundáveis, a biomassa de peixes foi estimada em 1,6 t / ha ao longo do rio de água preta, enquanto a biomassa floresta tropical da é ton / ha. Outra forma de avaliar a vulnerabilidade é baseada na lógica difusa para definir os parâmetros da pesca. Por exemplo, um peixe de vida curta é menos vulnerável do que uns peixes de longa vida, ou de um herbívoro de baixo nível trófico é menos vulnerável do que um peixe carnívoro. Piabas são em sua maioria peixes de curto ciclo da vida (<2 anos) e onívoros, portanto, a vulnerabilidade é geralmente baixa Linha de Planejamento Social: A formação da Cooperativa de Pescadoras e Pescadores Artesanais de Peixes Ornamentais do Médio e Alto Rio Negro (ORNAPESCA) não foi bem receptivo pela a colônia de pescadores locais. A colônia de pescadores foi criada com o apóio de um programa do governo federal, e Projeto Piaba ajudou na organização em meados de Devido à corrupção da Colônia, os pescadores decidiram formar uma cooperativa. Acreditamos que uma forte organização como uma cooperativa auto-sustentável irão fazer a diferença. Especialmente, temos também o apoio de diferentes órgãos do governo. Felizmente, o SEBRAE (Administração Brasileira de Pequenas Empresas) e Projeto Piaba estão abraçando a cooperativa, prestando serviços administrativos e financeiros para ajudar a registrar a ORNAPESCA, e preparar um certificado de indicação geográfica de presidência. Queremos realizar a integração da pesca 22

23 artesanal para o mercado global de peixes ornamentais, estabelecendo as melhores práticas de manejo, e maior sensibilização para as questões da sustentabilidade do setor, bem como, entre os reguladores e os consumidores. 6. Gestão de benefícios a curto e longo prazo: As metas de curto prazo são para adicionar novos peixes (variedades de peixes), melhorar a qualidade dos peixes tradicionais, e manter o preço de exportação estável. Através da cooperativa, comerciantes e parceiros, alguns coletores de peixe irão se beneficiar imediatamente. No longo prazo, a indicação geográfica é para gerar valores adicionais, que serão reinvestidos no local nas causas sociais e ambientais. É muito cedo para especificar a gestão de benefícios, mas vamos ressaltar que a cooperativa e seus membros devem seguir o mandato de responsabilidades sócio-ambientais através de um processo democrático para beneficiar as comunidades locais. 16. Entidades parceiras, participantes ou co-executoras Exautores Parceiros de Eco-Amazon 1. Project Piaba Universidade Federal do Amazonas 2. SEBRAE/AM-Serviço do Brasil de Apoio ao Empreendedor e Pequeno Empresário 3. CEPAM/AM: Centro de Pesquisa e Gestão da Biodiversidade Aquática e dos Recursos Pesqueiros Continentais da Amazônia - (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade- ICMBio/ MMA). 4. SEPA/SEPROR- Secretaria Executiva de Pesca e Aquicultura, (vinculada ao sistema SEPROR-Secretaria de Estado de Produçao Rural) 5. ORNAPESCA: Cooperativa de Pescadoras e Pescadores Artesanais de Peixes Ornamentais do Médio e Alto Rio Negro Co-Executores: 1. AQUA FISH IMP. E EXP. DE PEIXES - Manaus 2. Aquario Neon - Manaus 3. Aqua Project-Taiwan, Taiwan Participantes: 1. Independent Aquatic Imports Ltd, UK 2. BASSLEER BIOFISH. Bélgica 3. Ornamental Fish International, Holanda 17. Atendimento aos planos de governo e prioridades das políticas públicas Federal Cidadania de Território Indígena do alto rio Negro 23

24 Estadual Programa de Aumento da Competitividade e Sustentabilidade da Cadeia Produtiva de Peixes Ornamentais Municipal Fortalecimento da atividade de pesca Ornamental, buscando a sustentabilidade dos povos tradicionais. 18. Em termos de desenvolvimento econômico, indique o valor do retorno financeiro esperado e qual a sua origem Desde 2007, um projeto piloto foi realizado para desenvolver novo mercado de peixes ornamentais amazônicos. Os desempenhos entre um pequeno exportador (Aquafish- Manaus) e importador (Aquaproject-Taiwan) foram razoavelmente sucedidos. Esperamos com o funcionamento de cooperativa (ORNAPESCA) e mais parcerias de empresas ou vendas de piabas possam crescer até 10 vezes in três anos. Vendas de ; vendas esperadas por 2009 a Vendas Cliente 1 (Taiwan) $30,308 $54,260 $60,000 $80,000 $100,000 Cliente 2 (Hong Kong) $2,061 $4,484 $6,000 $8,000 $10,000 Outros $10,000 $50,000 $150,000 Venda total $32,369 $58,744 $76,000 $138,000 $260,000 Custeios de peixes e fretes $19,259 $25,246 $36,000 $48,000 $60,000 Documentação $200 $300 $800 $10,000 $1,200 Outros gastos $100 $1,500 $8,000 $5,000 $7,000 Total de Gastos $19,559 $27,046 $44,800 $63,000 $68,200 Ganhos $12,810 $31,698 $31,200 $75,000 $191,800 Nosso primeiro mercado alvo é a China e outros países asiáticos, através da nossa parceira Aquaproject-Taiwan. Sendo que as infra-estruturas de exportadores e piabeiros já estão em lugar, o investimento inicial de Eco-Amazon é organização da cadeia de 24

Serviços Ambientais. Programa Comunidades - Forest Trends

Serviços Ambientais. Programa Comunidades - Forest Trends Serviços Ambientais OFICINA DE FORMACAO Rio Branco, Acre 12 de Marco, 2013 Beto Borges Programa Comunidades e Mercados FOREST TRENDS Programa Comunidades - Forest Trends Promovendo participação e beneficios

Leia mais

EXO ANEXO TEMÁTICO 2: Tema Prioritário II Manejo de Paisagem Linha de Ação Temática 2.1 Manejo Florestal Sustentável

EXO ANEXO TEMÁTICO 2: Tema Prioritário II Manejo de Paisagem Linha de Ação Temática 2.1 Manejo Florestal Sustentável EXO ANEXO TEMÁTICO 2: Tema Prioritário II Manejo de Paisagem Linha de Ação Temática 2.1 Manejo Florestal Sustentável 1. Objetivos da Chamada de Projetos para esta Linha de Ação Temática O objetivo da chamada

Leia mais

a Resolução CONAMA nº 422/2010 de 23 de março de 2010, que estabelece diretrizes para as campanhas, ações e projetos de educação ambiental;

a Resolução CONAMA nº 422/2010 de 23 de março de 2010, que estabelece diretrizes para as campanhas, ações e projetos de educação ambiental; Portaria Normativa FF/DE N 156/2011 Assunto: Estabelece roteiros para elaboração de Plano Emergencial de Educação Ambiental e de Plano de Ação de Educação Ambiental para as Unidades de Conservação de Proteção

Leia mais

PROJETO MAIS PEIXES EM NOSSAS ÁGUAS

PROJETO MAIS PEIXES EM NOSSAS ÁGUAS PROJETO MAIS PEIXES EM NOSSAS ÁGUAS Promover o desenvolvimento socioambiental e econômico na região de influência do reservatório da EMPRESA por meio de ações de inclusão social e produtiva e melhoria

Leia mais

Termo de Referência. Contexto. Objetivo. Atividades

Termo de Referência. Contexto. Objetivo. Atividades Contexto Termo de Referência Consultor de Monitoramento Socioeconômico para Projeto de Conservação da Biodiversidade Wildlife Conservation Society, Programa Brasil (WCS Brasil), Manaus, Amazonas, Brasil

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

SÍNTESE BARRA DO GARÇAS RP IV

SÍNTESE BARRA DO GARÇAS RP IV SÍNTESE BARRA DO GARÇAS RP IV Realizar projetos para destinação de resíduos sólidos * Meio Ambiente Desenvolver programas de educação ambiental Apresentar pequenos e médios projetos de recuperação (seqüestro

Leia mais

REGULAMENTO MES MECANISMOS DE ESTUDOS SISTÊMICOS Universidade Ibirapuera Aprovado pela Res. CONSUN nº 10/07, de 19.09.07 REGULAMENTO MES - MECANISMOS DE ESTUDOS SISTÊMICOS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

01/12/2012 MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL. Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO

01/12/2012 MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL. Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO TAREFAS ESTRUTURA PESSOAS AMBIENTE TECNOLOGIA ÊNFASE NAS TAREFAS Novos mercados e novos conhecimentos ÊNFASE

Leia mais

O Mercado como instrumento de conservação da Mata Atlântica. Consumo Responsável, Compromisso com a Vida!

O Mercado como instrumento de conservação da Mata Atlântica. Consumo Responsável, Compromisso com a Vida! Mercado Mata Atlântica Reserva da Biosfera da Mata Atlântica O Mercado como instrumento de conservação da Mata Atlântica Consumo Responsável, Compromisso com a Vida! Apresentação O Programa "Mercado Mata

Leia mais

Conservação das Espécies Ameaçadas de Extinção

Conservação das Espécies Ameaçadas de Extinção Programa 0508 Biodiversidade e Recursos Genéticos - BIOVIDA Objetivo Promover o conhecimento, a conservação e o uso sustentável da biodiversidade e dos recursos genéticos e a repartição justa e eqüitativa

Leia mais

Envolva-se! Venha ser um membro do FSC!

Envolva-se! Venha ser um membro do FSC! Envolva-se! Venha ser um membro do FSC! O seu apoio é fundamental para continuarmos a trabalhar pelo futuro de nossas florestas, da fauna, da flora e dos povos que nela habitam. Um planeta com qualidade

Leia mais

Roteiro para Apresentação de Projetos (Para sugestões da II OFICINA NACIONAL DE TRABALHO)

Roteiro para Apresentação de Projetos (Para sugestões da II OFICINA NACIONAL DE TRABALHO) MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SEDR - DEPARTAMENTO DE EXTRATIVISMO APOIO A GRUPOS VULNERÁVEIS SESAN COORDENAÇÃO GERAL DE CARTEIRA DE PROJETOS FOME ZERO

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Lei nº 17773 DE 29/11/2013

Lei nº 17773 DE 29/11/2013 Lei nº 17773 DE 29/11/2013 Norma Estadual - Paraná Publicado no DOE em 02 dez 2013 Dispõe sobre o Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte - SUSAF-PR.

Leia mais

Café Sustentável. Riqueza do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento CAPA. MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO.

Café Sustentável. Riqueza do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento CAPA. MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO. 12 MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO.indd 12-1 CAPA 1 30.10.09 16:08:10 Data (M/D/A): 10/30/09 Contato: (61) 3344-8502 Formato (F): 200x200 mm Formato (A): 400x200 mm Data (M/D/A): 10/30/09 Ministério

Leia mais

APÊNDICE C DIRETRIZES VOLUNTÁRIAS PARA A INTEGRAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NAS POLÍTICAS, PROGRAMAS E PLANOS DE AÇÃO NACIONAIS E REGIONAIS DE NUTRIÇÃO

APÊNDICE C DIRETRIZES VOLUNTÁRIAS PARA A INTEGRAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NAS POLÍTICAS, PROGRAMAS E PLANOS DE AÇÃO NACIONAIS E REGIONAIS DE NUTRIÇÃO APÊNDICE C DIRETRIZES VOLUNTÁRIAS PARA A INTEGRAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NAS POLÍTICAS, PROGRAMAS E PLANOS DE AÇÃO NACIONAIS E REGIONAIS DE NUTRIÇÃO Objetivo O objetivo das Diretrizes é apoiar os países a

Leia mais

1. Apresentação. 2. Pontos Fixos de Comercialização Solidária

1. Apresentação. 2. Pontos Fixos de Comercialização Solidária Edital de Seleção de Pontos Fixos de Comercialização Solidária Candidatos para Participar da Rede Brasileira de Comercialização Solidária - Rede Comsol (Edital - Ubee/Ims N. 01/2014) 1. Apresentação A

Leia mais

FICHA PROJETO - nº 072-MA

FICHA PROJETO - nº 072-MA FICHA PROJETO - nº 072-MA Mata Atlântica Grande Projeto TÍTULO: Vereda do Desenvolvimento Sustentável da Comunidade de Canoas: um Projeto Demonstrativo da Conservação da Mata Atlântica. 2) MUNICÍPIOS DE

Leia mais

PNPCT Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais

PNPCT Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais Políticas Públicas PNPCT Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais A PNPCT reafirma a importância do conhecimento, da valorização e do respeito à diversidade

Leia mais

ESPELHO DE EMENDAS DE ACRÉSCIMO DE META

ESPELHO DE EMENDAS DE ACRÉSCIMO DE META SISTEMA DE ELABORAÇÃO DE S ÀS LEIS ORÇAMENTÁRIAS Página: 2504 de 2619 ESPELHO DE S DE 1 Apoio à pesquisa e preservação de recursos genéticos e biotecnologia Custos financeiros: Despesas de custeio - 3

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

PROJETO SEMEANDO SUSTENTABILIDADE EDITAL DE SELEÇÃO PARA O V CURSO GEOTECNOLOGIA APLICADA À GESTÃO E ORDENAMENTO TERRITORIAL

PROJETO SEMEANDO SUSTENTABILIDADE EDITAL DE SELEÇÃO PARA O V CURSO GEOTECNOLOGIA APLICADA À GESTÃO E ORDENAMENTO TERRITORIAL PROJETO SEMEANDO SUSTENTABILIDADE EDITAL DE SELEÇÃO PARA O V CURSO GEOTECNOLOGIA APLICADA À GESTÃO E ORDENAMENTO TERRITORIAL Porto Velho/RO 20 a 22 de março de 2014 INSCRIÇÕES ATÉ O DIA 10/03/2014 Porto

Leia mais

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Atores envolvidos Movimentos Sociais Agricultura Familiar Governos Universidades Comunidade Científica em Geral Parceiros Internacionais,

Leia mais

PLANO SAFRA DA PESCA E AQUICULTURA 2015/2016

PLANO SAFRA DA PESCA E AQUICULTURA 2015/2016 PLANO SAFRA DA PESCA E AQUICULTURA 2015/2016 PLANO SAFRA DA PESCA E AQUICULTURA 2015/2016 Pilares do PSPA CRÉDITO PROMOÇÃO PROMOÇÃO DO DO CONSUMO PESQUEIRO PSPA INFRAESTRUTURA ASSISTÊNCIA TÉCNICA COMERCIALI

Leia mais

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012 GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY Oficina de Planejamento 2010-2012 Paraty, agosto de 2010 Objetivo da oficina Elaborar o Direcionamento Estratégico da Gastronomia Sustentável de Paraty para os próximos

Leia mais

1. Objetivos da Chamada de Projetos para esta Linha de Ação Temática

1. Objetivos da Chamada de Projetos para esta Linha de Ação Temática ANEXO TEMÁTICO 5: Tema Prioritário V - Projetos Comunitários Linha de Ação Temática 5.1 Projetos Comunitários (comunidades tradicionais e povos indígenas) 1. Objetivos da Chamada de Projetos para esta

Leia mais

Estratégias para evitar o desmatamento na Amazônia brasileira. Antônio Carlos Hummel Diretor Geral Serviço Florestal Brasileiro

Estratégias para evitar o desmatamento na Amazônia brasileira. Antônio Carlos Hummel Diretor Geral Serviço Florestal Brasileiro Estratégias para evitar o desmatamento na Amazônia brasileira Antônio Carlos Hummel Diretor Geral Serviço Florestal Brasileiro Perfil - 2-1. Fatos sobre Brasil 2. Contexto Florestal 3. Estratégias para

Leia mais

Questionário para Instituidoras

Questionário para Instituidoras Parte 1 - Identificação da Instituidora Base: Quando não houver orientação em contrário, a data-base é 31 de Dezembro, 2007. Dados Gerais Nome da instituidora: CNPJ: Endereço da sede: Cidade: Estado: Site:

Leia mais

Convenção sobre Diversidade Biológica: O Plano de Ação de São Paulo 2011/2020. São Paulo, 06 de março de 2.012 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Convenção sobre Diversidade Biológica: O Plano de Ação de São Paulo 2011/2020. São Paulo, 06 de março de 2.012 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Convenção sobre Diversidade Biológica: O Plano de Ação de São Paulo 2011/2020 SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE São Paulo, 06 de março de 2.012 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Contexto Convenção sobre Diversidade

Leia mais

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS INOVAÇÃO EM FINANCIAMENTO

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS INOVAÇÃO EM FINANCIAMENTO CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS INOVAÇÃO EM FINANCIAMENTO FUNDO COMUM PARA OS PRODUTOS BÁSICOS (FCPB) BUSCA CANDIDATURAS A APOIO PARA ATIVIDADES DE DESENVOLVIMENTO DOS PRODUTOS BÁSICOS Processo de

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS ECONOMICOS SOLIDÁRIOS (EES) CANDIDATOS A HABILITAÇÃO AO SISTEMA NACIONAL DE COMÉRCIO JUSTO E SOLIDÁRIO - SNCJS

EDITAL DE SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS ECONOMICOS SOLIDÁRIOS (EES) CANDIDATOS A HABILITAÇÃO AO SISTEMA NACIONAL DE COMÉRCIO JUSTO E SOLIDÁRIO - SNCJS 1. Apresentação União Brasileira de Educação e Ensino UBEE EDITAL DE SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS ECONOMICOS SOLIDÁRIOS (EES) CANDIDATOS A HABILITAÇÃO AO SISTEMA NACIONAL DE COMÉRCIO JUSTO E SOLIDÁRIO -

Leia mais

MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ

MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ 2009 Índice Introdução...3 O que é Base Tecnológica?...3 O que é o Programa de Incubação?...3 Para quem é o Programa de Incubação?...4 Para que serve o

Leia mais

PACTO PELA VIDA ANIMAL REDE DE DEFESA ANIMAL

PACTO PELA VIDA ANIMAL REDE DE DEFESA ANIMAL Pernambuco, 2012 PACTO PELA VIDA ANIMAL REDE DE DEFESA ANIMAL DOCUMENTO DE TRABALHO Sobre um Plano de Ação relativo à Proteção e ao Bem-Estar dos Animais 2012-2015 Base estratégica das ações propostas

Leia mais

CHAMADA DE PROPOSTAS Nº 1/2015

CHAMADA DE PROPOSTAS Nº 1/2015 Programa Áreas Protegidas da Amazônia Departamento de Áreas Protegidas Secretaria de Biodiversidade e Florestas Ministério do Meio Ambiente CHAMADA DE PROPOSTAS Nº 1/2015 APOIO FINANCEIRO AO PROCESSO DE

Leia mais

SEMINÁRIO: Tecnologias para o Desenvolvimento Econômico Sustentável

SEMINÁRIO: Tecnologias para o Desenvolvimento Econômico Sustentável SEMINÁRIO: Tecnologias para o Desenvolvimento Econômico Sustentável "INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE ASSOCIADOS A CENÁRIOS SOCIOAMBIENTAIS, NECESSÁRIOS AOS NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS DA AMAZÔNIA" 1. INSTITUCIONAL

Leia mais

Congresso Mundial da Natureza/IUCN Barcelona 2008. Coordenação. Marta de Azevedo Irving. Apoio:

Congresso Mundial da Natureza/IUCN Barcelona 2008. Coordenação. Marta de Azevedo Irving. Apoio: Congresso Mundial da Natureza/IUCN Barcelona 2008 Coordenação Marta de Azevedo Irving Apoio: Objetivo Promover a discussão sobre o turismo em áreas protegidas como alternativa potencial para a conservação

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA)

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) Contrato por Produto Nacional CONSULTOR JÚNIOR Número e Título do Projeto: BRA/09/004 Fortalecimento da CAIXA no seu processo

Leia mais

RELATÓRIO DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COE INSTITUTO BRASILEIRO DE PESQUISA E GESTÃO DE CARBONO CO2 ZERO

RELATÓRIO DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COE INSTITUTO BRASILEIRO DE PESQUISA E GESTÃO DE CARBONO CO2 ZERO RELATÓRIO DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COE INSTITUTO BRASILEIRO DE PESQUISA E GESTÃO DE CARBONO CO2 ZERO DECLARAÇÃO DE APOIO CONTÍNUO DO DIRETOR PRESIDENTE Brasília-DF, 29 de outubro de 2015 Para as partes

Leia mais

PROGRAMA BOM NEGÓCIO PARANÁ- APOIO AO EMPREENDEDORISMO AVALIAÇÃO DO NÚCLEO MARINGÁ

PROGRAMA BOM NEGÓCIO PARANÁ- APOIO AO EMPREENDEDORISMO AVALIAÇÃO DO NÚCLEO MARINGÁ PROGRAMA BOM NEGÓCIO PARANÁ- APOIO AO EMPREENDEDORISMO AVALIAÇÃO DO NÚCLEO MARINGÁ AREA TEMÁTICA: TRABALHO LAIS SILVA SANTOS 1 CARLOS VINICIUS RODRIGUES 2 MARCELO FARID PEREIRA 3 NEUZA CORTE DE OLIVEIRA

Leia mais

Estudos e projetos para o Oceanário de Salvador. Categoria Valorização e gestão de atrativos turísticos e criação de novos produtos

Estudos e projetos para o Oceanário de Salvador. Categoria Valorização e gestão de atrativos turísticos e criação de novos produtos Componente 1 Título da Ação Estratégia de Produto Turístico Item 1.4 Objetivos Estudos e projetos para o Oceanário de Salvador Categoria Valorização e gestão de atrativos turísticos e criação de novos

Leia mais

São Paulo, 25 de abril de 2013.

São Paulo, 25 de abril de 2013. São Paulo, 25 de abril de 2013. Discurso do diretor de Relacionamento Institucional e Cidadania, Luiz Edson Feltrim, na SME Banking Conference 2013 1 Dirijo saudação especial a Sra. Ghada Teima, IFC Manager

Leia mais

Prêmio Socioambiental CHICO MENDES. PROCERT Programa de Certificação do Compromisso da Responsabilidade Socioambiental. Edição 2013 SELO VERDE

Prêmio Socioambiental CHICO MENDES. PROCERT Programa de Certificação do Compromisso da Responsabilidade Socioambiental. Edição 2013 SELO VERDE Prêmio Socioambiental CHICO MENDES PROCERT Programa de Certificação do Compromisso da Responsabilidade Socioambiental. Edição 2013 SELO VERDE REGULAMENTO 1 DO PROMOTOR E OBJETIVOS 1.1 - A realização da

Leia mais

I Fórum Sustentabilidade da Cadeia do Cacau

I Fórum Sustentabilidade da Cadeia do Cacau I Fórum Sustentabilidade da Cadeia do Cacau Produção e Mercado de Cacau com Responsabilidade Socioambiental: Criação de Capacidades em Boas Práticas e Certificação na Cadeia do Cacau do Brasil. Missão:

Leia mais

Lilian Sarrouf Coord Técnica COMASP SindusConSP

Lilian Sarrouf Coord Técnica COMASP SindusConSP Lilian Sarrouf Coord Técnica COMASP SindusConSP VISÃO: O SindusCon-SP considera que a construção sustentável é uma questão estratégica para o setor da construção civil já que este é um assunto primordial

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE CURTA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

No Brasil, a Shell contratou a ONG Dialog para desenvolver e operar o Programa, que possui três objetivos principais:

No Brasil, a Shell contratou a ONG Dialog para desenvolver e operar o Programa, que possui três objetivos principais: PROJETO DA SHELL BRASIL LTDA: INICIATIVA JOVEM Apresentação O IniciativaJovem é um programa de empreendedorismo que oferece suporte e estrutura para que jovens empreendedores de 18 a 30 anos desenvolvam

Leia mais

Pesquisa e Desenvolvimento que geram avanços

Pesquisa e Desenvolvimento que geram avanços P&D O compromisso das empresas com o desenvolvimento sustentável por meio da energia limpa e renovável será demonstrado nesta seção do relatório. Nela são disponibilizados dados sobre a Pesquisa, Desenvolvimento

Leia mais

Ações para o turismo de base comunitária na contenção da degradação do Pantanal

Ações para o turismo de base comunitária na contenção da degradação do Pantanal Ações para o turismo de base comunitária na contenção da degradação do Pantanal TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA EM COMUNICAÇÃO - IMAGENS Abril de 2011 DETALHAMENTO DO TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR...o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff Julho/2014 0 APRESENTAÇÃO Se fôssemos traduzir o Plano de Governo 2015-2018

Leia mais

Identificação Contratação de consultoria pessoa física para desempenhar a função de Gerente de Projetos Pleno.

Identificação Contratação de consultoria pessoa física para desempenhar a função de Gerente de Projetos Pleno. TERMO DE REFERÊNCIA nº 030/2012 Responsável: Fábio Leite Setor: Unidade de Gestão de Programas Rio de Janeiro, 10 de julho de 2012. Identificação Contratação de consultoria pessoa física para desempenhar

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Gabinete do Deputado ODAIR CUNHA PT/MG

CÂMARA DOS DEPUTADOS Gabinete do Deputado ODAIR CUNHA PT/MG PROGRAMAS ABERTOS MINISTÉRIO DA PESCA Código do Programa 5800020130061 Administração Pública Estadual ou do Distrito Federal Programa 20.122.2113.2000.0001.0001 - Adminstração da Unidade - Nacional A atividade

Leia mais

Prefeitura Municipal de Jaboticabal

Prefeitura Municipal de Jaboticabal LEI Nº 4.715, DE 22 DE SETEMBRO DE 2015 Institui a Política Municipal de estímulo à produção e ao consumo sustentáveis. RAUL JOSÉ SILVA GIRIO, Prefeito Municipal de Jaboticabal, Estado de São Paulo, no

Leia mais

Nos estúdios encontram-se um entrevistador (da rádio ou da televisão) e um representante do Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural

Nos estúdios encontram-se um entrevistador (da rádio ou da televisão) e um representante do Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural Guião de Programa de Rádio e Televisão Tema: Redução de Emissões de Desmatamento e Degradação Florestal (REDD+) Nos estúdios encontram-se um entrevistador (da rádio ou da televisão) e um representante

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE DE DESTINOS TURÍSTICOS. Novembro de 2014

INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE DE DESTINOS TURÍSTICOS. Novembro de 2014 INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE DE DESTINOS TURÍSTICOS Novembro de 2014 1 Competitividade de Destinos Emergência nos estudos sobre estratégia empresarial Indústria, empresas, países, organizações Diferentes

Leia mais

O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais

O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais Alexandre Sylvio Vieira da Costa 1 1.Engenheiro Agrônomo. Professor Universidade Vale do Rio Doce/Coordenador Adjunto da Câmara

Leia mais

Curso Agenda 21. Resumo da Agenda 21. Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS

Curso Agenda 21. Resumo da Agenda 21. Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS Resumo da Agenda 21 CAPÍTULO 1 - Preâmbulo Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS CAPÍTULO 2 - Cooperação internacional para acelerar o desenvolvimento sustentável dos países em desenvolvimento e políticas

Leia mais

Portugal 2020. Inovação da Agricultura, Agroindústria. Pedro Cilínio pedro.cilinio@iapmei.pt

Portugal 2020. Inovação da Agricultura, Agroindústria. Pedro Cilínio pedro.cilinio@iapmei.pt Portugal 2020 Inovação da Agricultura, Agroindústria e Floresta Pedro Cilínio pedro.cilinio@iapmei.pt FEDER 2020 - Prioridades Concentração de investimentos do FEDER Eficiência energética e energias renováveis

Leia mais

Diagnóstico de oportunidades de quebra de barreiras para acesso às políticas públicas da Agricultura Familiar em São Félix do Xingu, Pará.

Diagnóstico de oportunidades de quebra de barreiras para acesso às políticas públicas da Agricultura Familiar em São Félix do Xingu, Pará. TERMO DE REFERÊNCIA Diagnóstico de oportunidades de quebra de barreiras para acesso às políticas públicas da Agricultura Familiar em São Félix do Xingu, Pará. 1. Título: Diagnóstico de oportunidades para

Leia mais

PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria do Meio Ambiente Secretaria da Agricultura e Abastecimento Dezembro de 2005 COBERTURA FLORESTAL (Inventário Florestal,

Leia mais

PROGRAMA PETROBRAS SOCIOAMBIENTAL: Desenvolvimento Sustentável e Promoção de Direitos

PROGRAMA PETROBRAS SOCIOAMBIENTAL: Desenvolvimento Sustentável e Promoção de Direitos PROGRAMA PETROBRAS SOCIOAMBIENTAL: Desenvolvimento Sustentável e Promoção de Direitos Pra começo de conversa, um video... NOVO PROGRAMA Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL 2014-2018 3 ELABORAÇÃO DO NOVO

Leia mais

Documento base sobre Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário. O que é e para quem é o Comércio Justo e Solidário?

Documento base sobre Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário. O que é e para quem é o Comércio Justo e Solidário? Documento base sobre Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário Este é um documento que objetiva apresentar a proposta do Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário, sua importância, benefícios

Leia mais

Entrevista Como é o trabalho desenvolvido pelo Departamento? Quantos Fóruns Permanentes de Micro e Pequenas empresas existem hoje?

Entrevista Como é o trabalho desenvolvido pelo Departamento? Quantos Fóruns Permanentes de Micro e Pequenas empresas existem hoje? Entrevista A diretora do Departamento de Micro, Pequenas e Médias Empresas do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Cândida Cervieri, foi entrevistada pelo Informativo RENAPI.

Leia mais

6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC

6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC 6 6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC Promoção Apoio Apresentação Com a criação do Dia Municipal do Empreendedor, e também encaminhado no âmbito estadual e nacional, a ACIB Jovem consolida um esforço

Leia mais

APRESENTAÇÃO PARTE 1 AGRICULTURA FAMILIAR NO BRASIL E O MDA-SAF PARTE 3 EXEMPLOS DE INICIATIVAS DE AGREGAÇÃO DE VALOR NA AGRICULTURA FAMILIAR

APRESENTAÇÃO PARTE 1 AGRICULTURA FAMILIAR NO BRASIL E O MDA-SAF PARTE 3 EXEMPLOS DE INICIATIVAS DE AGREGAÇÃO DE VALOR NA AGRICULTURA FAMILIAR MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO MDA E REGIÃO AMAZÔNICA: GERAÇÃO DE RENDA E AGREGAÇÃO DE VALOR NA PRODUÇÃO ORGÂNICA, AGROECOLÓGICA E EXTRATIVISTA DA AGRICULTURA FAMILIAR Manaus, 28.10.2011 APRESENTAÇÃO

Leia mais

Workshop Saneamento Básico Fiesp. Planos Municipais de Saneamento Básico O apoio técnico e financeiro da Funasa

Workshop Saneamento Básico Fiesp. Planos Municipais de Saneamento Básico O apoio técnico e financeiro da Funasa Workshop Saneamento Básico Fiesp Planos Municipais de Saneamento Básico O apoio técnico e financeiro da Funasa Presidente da Funasa Henrique Pires São Paulo, 28 de outubro de 2015 Fundação Nacional de

Leia mais

Conservação de tubarões e raias do Brasil EDITAL 01/2016

Conservação de tubarões e raias do Brasil EDITAL 01/2016 Conservação de tubarões e raias do Brasil EDITAL 01/2016 A sobrepesca e a degradação de habitats por fontes diversas têm alterado profundamente as populações de animais marinhos, trazendo consequências

Leia mais

Crescimento global da consciência socioambiental

Crescimento global da consciência socioambiental Programa de Sustentabilidade Bunge 1. Contextualização Crescimento global da consciência socioambiental Sociedade Importância do tema Estruturação e articulação das entidades civis Pressões comerciais

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO PROGRAMAÇÃO DO EVENTO Dia 08/08 // 09h00 12h00 PLENÁRIA Nova economia: includente, verde e responsável Nesta plenária faremos uma ampla abordagem dos temas que serão discutidos ao longo de toda a conferência.

Leia mais

WP WGFA 2/06 Add. 1 Rev. 1

WP WGFA 2/06 Add. 1 Rev. 1 International Coffee Organization Organización Internacional del Café Organização Internacional do Café Organisation Internationale du Café WP WGFA 2/06 Add. 1 Rev. 1 10 janeiro 2007 Original: inglês P

Leia mais

PORTARIA MMA Nº 43, DE 31 DE JANEIRO DE 2014

PORTARIA MMA Nº 43, DE 31 DE JANEIRO DE 2014 PORTARIA MMA Nº 43, DE 31 DE JANEIRO DE 2014 A MINISTRA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE, no uso de suas atribuições, e tendo em vista o disposto na Lei nº 10.683, de 28 de maio de 2003, e no Decreto nº 6.101,

Leia mais

Projeto Nacional de Ações Integradas Público-Privadas para Biodiversidade PROBIO II AÇÕES DO MMA

Projeto Nacional de Ações Integradas Público-Privadas para Biodiversidade PROBIO II AÇÕES DO MMA Projeto Nacional de Ações Integradas Público-Privadas para Biodiversidade PROBIO II AÇÕES DO MMA COMPONENTE 1: Priorização da Biodiversidade em Setores Governamentais Objetivo: Implementar a Política Nacional

Leia mais

Pesca Sustentável e Responsável. Antônio Olinto Ávila da Silva Pesquisador Científico Centro APTA Pescado Marinho

Pesca Sustentável e Responsável. Antônio Olinto Ávila da Silva Pesquisador Científico Centro APTA Pescado Marinho Pesca Sustentável e Responsável Antônio Olinto Ávila da Silva Pesquisador Científico Centro APTA Pescado Marinho O que é Sustentabilidade? Capacidade de persistir no longo prazo. Característica, p.ex.,

Leia mais

PROGRAMA DE SUSTENTABILIDADE

PROGRAMA DE SUSTENTABILIDADE PROGRAMA DE SUSTENTABILIDADE CONTEXTO DO PROGRAMA O Texbrasil, Programa de Internacionalização da Indústria da Moda Brasileira, foi criado em 2000 pela Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e

Leia mais

Participação dos pequenos negócios na economia

Participação dos pequenos negócios na economia Sebraetec Participação dos pequenos negócios na economia Países Participação Empresas (%) Participação Emprego Participação Val. Adic. PIB Itália 99,4 68,50 55,60 Espanha 99 63,20 50,60 Portugal 99,3 65,20

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: Gestão Ambiental campus Angra Missão O Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da Universidade Estácio de Sá tem por missão a formação de Gestores Ambientais

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA

POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA 1. Concepções e diretrizes políticas para áreas; Quando falamos de economia solidária não estamos apenas falando de geração de trabalho e renda através de empreendimentos

Leia mais

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO Objetivo: O Prêmio FINEP de Inovação foi criado para reconhecer e divulgar esforços inovadores realizados por empresas, Instituições Científicas e Tecnológicas - ICTs e inventores

Leia mais

TDR N O 11/2011 Diagnóstico Socioeconômico e Ambiental da região do Projeto REDD+ Jari/Amapá Módulo Regulamentações, Programas e Projetos

TDR N O 11/2011 Diagnóstico Socioeconômico e Ambiental da região do Projeto REDD+ Jari/Amapá Módulo Regulamentações, Programas e Projetos São Paulo, 11 de abril de 2011. Ref.: Termo de referência para realização de proposta técnica e financeira para diagnóstico socioeconômico e ambiental módulo regulamentações, programas e projetos da região

Leia mais

PROJETO TÉCNICO SAF/ATER 120/2010. PROJETO ATER - DESENVOLVIMENTO Rural Inclusivo e Sustentável Região da Grande Dourados, MS

PROJETO TÉCNICO SAF/ATER 120/2010. PROJETO ATER - DESENVOLVIMENTO Rural Inclusivo e Sustentável Região da Grande Dourados, MS PROJETO TÉCNICO SAF/ATER 120/2010 PROJETO ATER - DESENVOLVIMENTO Rural Inclusivo e Sustentável Região da Grande Dourados, MS Propósito da Coopaer Identificar problemas oriundos da Cadeia produtiva leite;

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA N.º 02/2010

TERMO DE REFERÊNCIA N.º 02/2010 INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATTURAIS RENOVÁVEIS - IBAMA PROJETO FLORESTA EM PÉ TERMO DE REFERÊNCIA N.º 02/2010 TÍTULO DO SERVIÇO A SER PRESTADO: Assessoria de natureza financeira

Leia mais

PROJETO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DO ESTADO DA BAHIA. Banco Mundial

PROJETO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DO ESTADO DA BAHIA. Banco Mundial PROJETO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DO ESTADO DA BAHIA POR QUE O PROJETO Decisão Estratégica do Governo do Estado da Bahia Necessidade de avançar na erradicação da pobreza rural Existência de

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

PADRÕES DE CERTIFICAÇÃO LIFE. Versão 3.0 Brasil Português. LIFE-BR-CS-3.0-Português (NOVEMBRO/2014)

PADRÕES DE CERTIFICAÇÃO LIFE. Versão 3.0 Brasil Português. LIFE-BR-CS-3.0-Português (NOVEMBRO/2014) LIFE-BR-CS-3.0-Português Versão 3.0 Brasil Português (NOVEMBRO/2014) Próxima revisão planejada para: 2017 2 OBJETIVO A partir das Premissas LIFE, definir os Princípios, critérios e respectivos indicadores

Leia mais

SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO NA MODALIDADE ASSOCIADA

SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO NA MODALIDADE ASSOCIADA SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO NA MODALIDADE ASSOCIADA EDITAL 04/2009 IDÉIA FLUXO CONTÍNUO INCUBADORA MULTI-SETORIAL DE BASE TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO Novembro de 2009. PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS

Leia mais

Apoio a Programas de Conservação

Apoio a Programas de Conservação Apoio a Programas de Conservação OBJETIVOS Apoiar instituições para que desenvolvam ações de conservação em médio e longo prazo, na forma de programa, que resultem em medidas efetivas de conservação. As

Leia mais

Dúvidas e Esclarecimentos sobre a Proposta de Criação da RDS do Mato Verdinho/MT

Dúvidas e Esclarecimentos sobre a Proposta de Criação da RDS do Mato Verdinho/MT Dúvidas e Esclarecimentos sobre a Proposta de Criação da RDS do Mato Verdinho/MT Setembro/2013 PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A CRIAÇÃO DE UNIDADE DE CONSERVAÇÃO 1. O que são unidades de conservação (UC)?

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.939

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.939 ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.939 TURISMO DE AVENTURA: ANÁLISES E QUESTIONAMENTOS SOBRE O PROCESSO DE CRIAÇÃO DA EXPERIÊNCIA

Leia mais

Código de Conduta Voluntários sobre Animais Exóticos Invasores

Código de Conduta Voluntários sobre Animais Exóticos Invasores Código de Conduta Voluntários sobre Animais Exóticos Invasores INTRODUÇÃO Um código de conduta voluntário é um conjunto de regras e recomendações que visa orientar seus signatários sobre práticas éticas

Leia mais

CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO

CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO CONVÉNIO CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO ÍNDICE FINALIDADE... 2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS... 3 CONSTITUIÇÃO E GOVERNÂNCIA... 4 FINANCIAMENTO... 5 RELATÓRIOS... 5 Ficha de Adesão ao CLUSTER

Leia mais

A Fundação Espaço ECO

A Fundação Espaço ECO www.espacoeco.org Sustentabilidade que se mede A Fundação Espaço ECO (FEE ) é um Centro de Excelência em Educação e Gestão para a sustentabilidade, que mede e avalia a sustentabilidade por meio de metodologias

Leia mais

Quem Somos Associação sem fins lucrativos, fundada em 1989 no município de São Sebastião, Litoral Norte de São Paulo;

Quem Somos Associação sem fins lucrativos, fundada em 1989 no município de São Sebastião, Litoral Norte de São Paulo; CENTRO CULTURAL SÃO SEBASTIÃO TEM ALMA DESDE 1989 VALORIZANDO A CULTURA CAIÇARA E O MEIO AMBIENTE Quem Somos Associação sem fins lucrativos, fundada em 1989 no município de São Sebastião, Litoral Norte

Leia mais

Projeto Espaço de Praticas Sustentáveis

Projeto Espaço de Praticas Sustentáveis Projeto Espaço de Praticas Sustentáveis A Brindes Caiçara junto com os seus idealizadores criarão o Espaço de Praticas Sustentáveis. Objetivo deste espaço é nos unirmos com empresas que tenha visão socioambientais

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

Capítulo 10 ABORDAGEM INTEGRADA DO PLANEJAMENTO E DO GERENCIAMENTO DOS RECURSOS TERRESTRES

Capítulo 10 ABORDAGEM INTEGRADA DO PLANEJAMENTO E DO GERENCIAMENTO DOS RECURSOS TERRESTRES Capítulo 10 ABORDAGEM INTEGRADA DO PLANEJAMENTO E DO GERENCIAMENTO DOS RECURSOS TERRESTRES Introdução 10.1. A terra costuma ser definida como uma entidade física, em termos de sua topografia e sua natureza

Leia mais

RECURSOS HÍDRICOS URBANOS - PROPOSTA DE UM MODELO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO INTEGRADA E PARTICIPATIVA NO MUNICÍPIO DE MANAUS - AM.

RECURSOS HÍDRICOS URBANOS - PROPOSTA DE UM MODELO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO INTEGRADA E PARTICIPATIVA NO MUNICÍPIO DE MANAUS - AM. RECURSOS HÍDRICOS URBANOS - PROPOSTA DE UM MODELO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO INTEGRADA E PARTICIPATIVA NO MUNICÍPIO DE MANAUS - AM. Andréa Viviana Waichman* João Tito Borges** INTRODUÇÃO Nas últimas décadas

Leia mais

É esta imensidão de oceano, que mais tarde ou mais cedo teremos de aproveitar de um modo sustentável.

É esta imensidão de oceano, que mais tarde ou mais cedo teremos de aproveitar de um modo sustentável. Pescas Senhor Presidente da Assembleia Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente do Governo Senhoras e Senhores Membros do Governo É inevitável olhar as ilhas na sua descontinuidade e imaginá-las

Leia mais

Contribuir para a implantação de programas de gestão e de educação ambiental em comunidades e em instituições públicas e privadas.

Contribuir para a implantação de programas de gestão e de educação ambiental em comunidades e em instituições públicas e privadas. TÍTULO: EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ESTRATÉGIA PARA O CONHECIMENTO E A INCLUSÃO SOCIAL AUTORES: Chateaubriand, A. D.; Andrade, E. B. de; Mello, P. P. de; Roque, W. V.; Costa, R. C. da; Guimarães, E. L. e-mail:

Leia mais

Características. Carga horária 24 horas presenciais.

Características. Carga horária 24 horas presenciais. 1 Características Sobre o curso As organizações que apresentam melhores resultados financeiros, são nitidamente as que aprendem a lidar com as incertezas de forma proativa. Em mercados em constante mudança

Leia mais