Manual do. Usuário.. Versão Imprimível.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual do. Usuário.. Versão Imprimível."

Transcrição

1 Manual do Usuário. Versão Imprimível.

2 Apresentando o InfraCAD Contexto do Saneamento Ambiental... 1 Sistemas de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário. 1 O InfraCAD O que é o InfraCAD?... 2 Versões do AutoCAD... 2 Confi gurações mínimas necessárias... 2 Elementos Gráficos e objetos inteligentes... 2 As ferramentas... 2 Barra de menus... 2 Pré-Lançamento... 3 Lançamento de Redes de Água... 3 Lançamento de Redes de Esgoto... 3 Cálculo ou Dimensionamento de Redes... 4 Detalhamento... 4 Acionamento... 4 Ferramentas Fixas Ajuda... 5 Confi guração... 5 Atualização Automática... 5 Info... 5 Verifi car Conexões... 6 Pré-Lançamento Cotar Curvas de Nível... 7 Cota automática... 7 Cota manual... 7 Converter Rede Existente... 7 Obtém Cota do Ponto... 7 Lançamento de Água Criar Reservatório... 9 Criar Bomba... 9 Numerar Nós... 9 Criar Nós Criar Trecho Tubulação no eixo de vias Tubulação no passeio Liga dois nós Trecho entre dois pontos Editar Curva de Transposição Rotina de utilização Conectar Lançamento de Esgoto Numerar Nós Criar Nós Criar Trecho Tubulação no eixo de vias Tubulação no passeio Liga dois nós Trecho entre dois pontos Editar Curva de Transposição Rotina de utilização Conectar Cálculo Hidráulico Cálculo de Água Relatório de Cálculo Cálculo de Esgoto Relatório de Cálculo Abrir Último Relatório de Cálculo Parâmetros de Adutoras... 18

3 Inserir Detalhes Quantitativo Gerenciamento de Listagens Confi guração de Modelo Botão Inserir Botão Exportar Criar Perfi l Inserir Texto Exportar Arquivo Memorial de Cálculo Sistema de Abastecimento de Água Vazões de Dimensionamento do Sistema de Abastecimento de Água Redes de Distribuição Redes Ramifi cadas Redes Malhadas Sistema de Adução Adutora por Gravidade em Cconduto Forçado Adutora por Recalque Rede coletora de esgoto Sanitário Vazões de Dimensionamento da rede Coletora de Esgoto Sanitário Cálculo da Taxa de Contribuição Linear Vazões de Projeto para Trechos de Tubulação Cálculo da Declividade Cálculo de Diâmetro Cota do Coletor Lâmina Líquida, Raio Hidráulico e Velocidades (Inicial e Final) Tensão Trativa e Velocidade Crítica Interceptores e Emissários Referências Bibliográfi cas... 30

4 Apresentando o InfraCAD Contexto do Saneamento Ambiental Cabe inicialmente destacar que os sistemas de saneamento ambiental, a saber, Abastecimento de Água, Esgotamento Sanitário, Drenagem Urbana e Resíduos Sólidos, são usualmente concebidos e projetados tãosomente sob o viés da efi ciência técnica e da viabilidade econômica. Todavia, são sistemas cuja concretização, na atualidade, ultrapassam tais abordagens, pois aspectos políticos, sociais, legais, institucionais e educacionais devem ser considerados. Neste sentido, ferramentas de projeto e dimensionamento surgem como fundamentais, de maneira a fl exibilizar as ações dos projetistas e facilitar as defi nições por parte dos tomadores de decisão. Diante deste contexto, o presente trabalho apresenta a rotina básica de equacionamento de adutoras e redes de distribuição de um sistema de abastecimento de água e de redes coletoras de esgoto. Tal roteiro é apresentado em detalhes, de maneira a outorgar ao projetista sufi ciente fl exibilidade no trabalho com os critérios do projeto no intuito de otimizá-lo. E esta otimização poderá atender a uma abordagem multicriterial para defi nição da melhor solução de saneamento, abordagem esta indispensável na atualidade em face da complexidade social estabelecida. Sistemas de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário O Sistema de Abastecimento de Água usualmente apresenta unidades como a captação, adutoras, tratamento de água, reservatórios e redes de distribuição. A captação pode ser de águas subterrâneas e/ ou superfi ciais, enquanto as adutoras são classifi cadas, dentre outros critérios, conforme o regime de escoamento, ou seja, escoamento forçado por gravidade ou por recalque. As estações de tratamento de água objetivam a potabilização da água, condição esta a ser atendida de forma imprescindível no sentido de buscar a redução máxima dos riscos à saúde pública. Com relação aos reservatórios, os mesmos são classifi cados, quanto à sua posição em relação à rede, em: de montante, de jusante ou centralizados. Já as redes podem ser ramifi cadas, em malhas ou mistas, confi gurações estas que em muito dependem do porte da comunidade a ser atendida. O Sistema de Esgotamento Sanitário, basicamente, é composto pela coleta, tratamento e disposição fi nal do esgoto sanitário. Dessa forma, o sistema pode ser o Unitário, no qual escoam tanto o esgoto sanitário quanto águas pluviais, ou o Separador Absoluto, onde o Sistema de Esgoto Sanitário é totalmente separado do Sistema de Drenagem Urbana. Em função de uma série de questões técnicas e de segurança sanitária, a norma brasileira recomenda o sistema separador absoluto. Para as adutoras e redes de distribuição de um sistema de abastecimento de água, inicialmente são apresentadas as equações para a estimativa das respectivas vazões de projeto, cuja tipologia consta das vazões Q 1, Q 2 e Q 3. Para tais estimativas faz-se necessária a adoção dos coefi cientes do dia de maior consumo (K1), da hora de maior consumo (K2) e da hora de menor consumo (K3), além do arbítrio do consumo efetivo per capita (qe) e do índice de perdas de água na rede de distribuição. Cumpre destacar que é necessário, igualmente, o arbítrio do índice de perdas de água na estação de tratamento. Na sequência, são apresentados dois métodos para o dimensionamento das redes de distribuição de água. Para redes ramifi cadas consta o método da distribuição em marcha, enquanto para redes malhadas tem-se o método Hardy Cross. Em ambos os métodos, as equações básicas utilizadas são as Equações da Continuidade e de Hazen Williams, além dos conceitos de pressão estática e pressão dinâmica, este último fundamental para verifi car se as pressões mínimas requeridas estão sendo atendidas. O equacionamento seguinte refere-se às adutoras por gravidade forçada e às adutoras por recalque. Para as adutoras cujo escoamento é forçado sob gravidade, de forma semelhante às redes de distribuição, as equações básicas são as Equações da Continuidade e de Hazen Williams. Não obstante, para as adutoras onde o escoamento ocorre por recalque, além das equações supracitadas, são consideradas também a equação que calcula a potência dos conjuntos motobomba e a estimativa dos custos globais respectivos ao sistema de recalque, que incluem os custos dos próprios conjuntos motobomba, das tubulações, do consumo de energia e os custos fi nanceiros. Outro equacionamento abordado para as adutoras por recalque é aquele respectivo ao golpe de aríete, onde são estimadas a celeridade e a sobrepressão na linha de recalque. No dimensionamento da rede coletora de esgoto, inicialmente são apresentadas as equações para as estimativas das vazões de projeto para os trechos coletores. Com tais dados de vazões, é possível defi nir qual a declividade de cada trecho a partir da avaliação conjunta da declividade do terreno e da declividade mínima que garanta a autolimpeza das tubulações. O próximo passo é o cálculo do diâmetro do trecho, onde são consideradas a lâmina máxima do escoamento e a declividade já definida na etapa anterior. Verifi cações Apresentando O InfraCAD 1

5 adicionais são apresentadas na sequência, em especial quanto à tensão trativa e à velocidade crítica. Para o dimensionamento dos interceptores e emissários, são consideradas abordagens semelhantes, cujas especifi dades são destacadas conforme normatização vigente. O que é o InfraCAD? prof. Daniel Costa dos Santos O InfraCAD Amanco é um plugin para AutoCAD, ou seja, ele será instalado no AutoCAD, e, portanto, necessita deste para ser utilizado. Caso o usuário não possua o AutoCAD instalado no seu computador, não será possível utilizar o InfraCAD. Este plugin não interfere nas demais funções do AutoCAD. Apenas acrescenta ferramentas que pretendem facilitar na realização de projetos de dimensionamento de redes de distribuição de água e coleta de esgoto com base na norma brasileira. Versões do AutoCAD O InfraCAD Amanco funciona nas versões 2000 a 2009 do AutoCAD. Confi gurações mínimas necessárias As confi gurações mínimas do computador exigidas para a instalação do InfraCAD Amanco são: AutoCAD 2000 a 2009, 32 bits, instalado e funcionando; Sistema operacional Windows XP, Windows Vista, Windows 2003, 32 bits; Resolução mínima de placa de vídeo de 1024x768 pixels; Espaço mínimo em disco de 100MB. Elementos Gráfi cos e objetos inteligentes A representação dos elementos no projeto é unifi lar, sendo identifi cados por simbologia e indicações. Detalhes destes elementos, imagens e informações técnicas contidas no catálogo de produtos fornecido serão apresentadas em local específico, acessado pelo usuário através da ferramenta Info, no agrupamento Geral(5) da solução. As ferramentas O InfraCAD agrupa as ferramentas cujos recursos correspondem a uma mesma etapa de projeto. Os agrupamentos criados são os seguintes: (1) Pré-lançamento, (2) Lançamento de Água; (3) Lançamento de Esgoto; (4) Dimensionamento e (5) Detalhamento. Além destes grupos, teremos algumas ferramentas fi xas, que estarão sempre visíveis na barra de ferramentas, chamado de (6)Geral, composto por cinco botões fi xos. As ferramentas que pertencem a este grupo são: Confi gurações; Info; Ajuda; Barra de Menus Atualização automática; Verifi car Conexões. Na barra de títulos, depois de instalado, haverá um menu chamado InfraCAD, no qual estarão disponíveis os seguintes recursos: Quadro Sobre: abre um quadro apresentando informações sobre a versão, tecnologia, direitos e autoria do software desenvolvido InfraCAD; InfraCAD: carrega o programa e abre a barra de ferramentas. O software será apresentado na forma de uma barra de ferramentas, que poderá ser colocada apenas na posição vertical no AutoCAD. Esta barra poderá permanecer fl utuando ou fi xa na lateral da janela de trabalho. Apresentando O InfraCAD 2

6 A cada etapa do projeto, a barra de ferramentas se adaptará através da seleção de botões que mostram as ferramentas dessa etapa. Apenas um grupo de ferramentas pode ser mostrado de cada vez. Ao selecionar um segundo grupo de ferramentas, o primeiro será fechado automaticamente Pré-Lançamento O pré-lançamento é a primeira etapa de projeto e consiste basicamente em identifi car curvas de nível e elementos de redes pré-existentes. Estas ferramentas são voltadas ao tratamento de elementos gráfi cos com o fi m de ser utilizados pelo software, tanto para novos sistemas quanto para ampliações. As ferramentas disponíveis dessa etapa são: Lançamento de Redes de Água Esta segunda etapa apresenta ferramentas voltadas ao lançamento dos dados de projeto. Os trechos de rede de água e os nós existentes nela são lançados através das ferramentas deste grupo. São elas: Criar Reservatórios Criar Bombas Numerar Nós Criar Nós Criar Trecho Dentro desta ferramenta, teremos ainda quatro ferramentas para auxiliar a criação de trechos: Paralelo entre duas linhas Paralelo com distância Entre nós Ponto a ponto Lançamento de Redes de Esgoto Nesta terceira etapa, a barra de ferramentas mostrará os comandos para o lançamento dos dados de projeto de rede de esgoto. Estas ferramentas são similares às de lançamento de rede de água, permitindo a criação de trechos de rede e a criação e identifi cação dos nós nela contidos: Numerar Nós Criar Nós Criar Trecho Dentro desta ferramenta teremos ainda quatro ferramentas para auxiliar a criação de trechos: Paralelo entre duas linhas Paralelo com distância Entre nós Ponto a ponto Editar (trecho e nó) Curva de Transposição Conectar Apresentando O InfraCAD 3 Cotar curvas de nível Obtém cota do ponto Editar (trecho, nó, bomba, reservatório) Curva de Transposição Converter rede existente Conectar

7 Cálculo ou Dimensionamento de Redes As ferramentas desta etapa são voltadas ao dimensionamento das redes do sistema. As ferramentas de cálculo identifi cam a rede e apresentam quadros com campos solicitando a entrada de dados. Depois de fornecidos os dados, a rede é calculada e os resultados obtidos serão apresentados como um relatório. O usuário aqui é considerado especialista, ou seja, o software realiza o cálculo, mas não o corrige. O próprio usuário deve entender como o cálculo funciona e o que ele precisa alterar para corrigir os erros apresentados no relatório. Qualquer dúvida sobe o procedimento de cálculo, consulte o Memorial de Cálculo. As funções oferecidas se subdividem em ferramentas de cálculo e ferramentas pós-cálculo: Cálculo de água Inserir detalhes Quantitativo Criar Perfi l Inserir texto Exportar arquivo Acionamento A barra de ferramentas poderá ser fechada e reaberta a qualquer momento. Sempre que a ferramenta for acionada, aparecerá um quadro de abertura da solução. Apresentando O InfraCAD 4 Cálculo de esgoto Abrir último relatório de cálculo (pós-cálculo) Aplicar parâmetros de adutoras A barra de ferramentas não será carregada automaticamente. Depois de instalado o InfraCAD, é necessário abrir o AutoCAD. Na área de trabalho do Acad, aparecerá um botão aguardando a solicitação do usuário para carregar o InfraCAD Amanco e um menu na barra de títulos chamado InfraCAD. O programa pode se carregado das maneiras descritas a seguir: Clicando no ícone do InfraCAD na barra de ferramentas do AutoCAD; Detalhamento Selecionando o item do menu InfraCAD na barra de menus do AutoCAD; Nesta quarta etapa, a barra apresentará ferramentas voltadas ao detalhamento do sistema. São ferramentas pós-cálculo, que auxiliam o usuário na preparação do projeto: Ao abrir um projeto feito pelo InfraCAD; Digitando INFRACAD na linha de comando + ENTER.

8 Ajuda Esta ferramenta é uma estrutura de busca por palavra-chave e através de índice de conteúdos. E também abre uma janela com links para os materiais de apoio disponíveis: O InfraCAD: Texto de apresentação com confi gurações mínimas e acionamento; Manual do usuário: detalhamento das ferramentas existentes no InfraCAD, ilustrado e em HTML; destes objetos, de acordo com material, tipo de peça, DN, etc. Este padrão é defi nido através de tags. Para cada tipo de informação existe um tag correspondente e, ao criar a layer, o InfraCAD solicita a informação do objeto criado para escrever o nome da layer de acordo com a ordem dos tags aqui informados. Memorial de cálculo: texto detalhado sobre o cálculo utilizado para o dimensionamento de redes utilizado no InfraCAD. Manual do usuário imprimível: todo o material de apoio disponível em formato PDF, pronto para impressão; Link Site Amanco: este atalho acessa o site da Amanco com mais informações sobre o InfraCAD e os demais produtos Amanco. Confi guração Com esta ferramenta, é possível defi nir alguns padrões que se aplicam para mais de uma ferramenta do InfraCAD. Estas defi nições permanecerão selecionadas mesmo depois de encerrar o AutoCAD. Peças: neste campo podemos alterar a unidade de trabalho e uma escala para apresentação das peças de conexão. Pode-se alterar a unidade de trabalho escolhendo entre metros, centímetros ou milímetros, para assim defi nir em que tamanho as peças de conexão devem ser representadas. A defi nição da unidade de trabalho do projeto infl uencia o tamanho das peças de conexão inseridas. Pressão: podemos defi nir o intervalo de pressões que deve ser considerado pelas ferramentas de cálculo. As pressões mínima e máxima aqui digitadas, serão consideradas como parâmetro para o software defi nir quais os erros de pressão encontrados na rede calculada. Padrão para textos: Texto padrão a ser inserido nas conexões de rede de esgoto, conexões de rede de água e tubos. Neste campo o usuário pode definir alguns parâmetros do texto que será inserido pela ferramenta Inserir Texto. Será possível escolher o tamanho do corpo de texto, e defi nir um valor para diâmetro ignorado. Ao alterar os padrões, a nova confi guração será alterada apenas para os próximos textos inseridos. Os textos inseridos com o padrão anterior continuarão os mesmos. Layers: Ao criar objetos, o InfraCAD pode adicionar layers específi cas para cada tipo de objeto. Este recurso aplica um padrão para o nome das layers Atualização Automática Esta ferramenta acessa um sistema que solicita a autorização do usuário para conectar à internet. Efetuada a conexão, é verifi cado no site da Amanco, a existência de uma nova versão do InfraCAD para atualização. Caso exista, a atualização será automática. Atenção: se não houver conexão com a internet, a ferramenta não poderá ser utilizada. Info Ferramentas Fixas 5

9 Abre uma janela a partir da seleção de um dos elementos do projeto. Nesta janela são exibidas informações sobre a peça selecionada, um link para o site da Amanco, fotos da peça e um botão que possibilita inserir o bloco dwg da peça. Também permite acesso ao catálogo virtual de produtos Amanco, inserção dos blocos do AutoCAD e a verifi cação dos parâmetros já calculados no trecho clicado. Em um único quadro teremos todas essas informações, mas só serão mostradas as informações de uma peça por vez. As mesmas informações básicas sobre as peças também podem ser obtidas pelo comando LIST, do AutoCAD. Verifi car Conexões Esta ferramenta solicita que sejam selecionados os trechos para a verifi cação. O comando caminha pela rede e busca trechos ou nós que não foram conectados e sinaliza-os com um círculo vermelho, indicando para o usuário que, apesar de estar no local correto grafi camente, os elementos da rede não estão realmente conectados. Esta ferramenta não conecta os objetos, apenas sinaliza onde a rede está aberta. Para conectá-la é necessário utilizar a ferramenta conectar. É realizada a interpolação para obter essa cota, e o método aplicado é o inverso do quadrado das distâncias. Ferramentas Fixas 6

10 Cotar Curvas de Nível Esta ferramenta permite atribuir cotas às curvas de nível, através da função cota automática pela cota Z ou cotar manualmente curva por curva. A partir desses valores, o software pode identifi car as redes e os nós, gerar perfi s, identifi car áreas de maior ou menor pressão, pontos altos e baixos. Esta ferramenta atribuirá cotas apenas a elementos do tipo PLINE e SPLINE. Caso o programa encontre elementos diferentes dos especifi cados, eles serão ignorados. Na janela dessa ferramenta é possível confi gurar layers e a cor da curva cotada. Na confi guração de layer, todas as layers existentes no arquivo são listadas em um quadro e é possível selecionar a(s) layer(s) das curvas de nível e adicioná-las a uma lista, logo abaixo. As layers não selecionadas s e r ã o apagadas no momento da utilização da função cota manual, para facilitar a visualização e a seleção das curvas de nível. Através da função cor da curva cotada, é possível escolher para qual cor a ferramenta deve mudar a curva já cotada. Esta função estará sempre ativa com a cor 7 (cinza) e tem o objetivo de sinalizar grafi camente quais curvas já têm valor de cota atribuído. No entanto, é possível ao usuário alterar a cor da curva cotada. Cota automática Ao cotar automaticamente através da cota Z, o software lê a cota no eixo Z (altura) de cada elemento encontrado nas layers selecionadas e aplica esse valor como cota da curva, ou seja, o InfraCAD vinculará o valor numérico da cota Z ao objeto. Estes valores são chamados de cotas de curva de nível e devem corresponder à cota do terreno no eixo Z. Se os elementos possuírem cota Z igual a 0, nenhum valor de cota será administrado a ele. Ao fi nal do processo de cota automática, o InfraCAD abre um quadro com um relatório, indicando quantos elementos foram cotados, quantos elementos foram encontrados, etc. Cota manual Ao selecionar cada uma das curvas, esta função atribui uma cota e vai adicionando ou subtraindo um valor fi xo a partir de um valor de cota inicial. Depois de clicar no botão cota manual, o usuário volta para a área do CAD para cotar manualmente as curvas. Deve digitar uma cota inicial, um valor de incremento, escolher entre somar ou subtrair e selecionar cada curva. A ferramenta cota a primeira curva com a cota inicial e adiciona ou subtrai o incremento da cota inicial para cotar a segunda curva selecionada. Na terceira curva selecionada, esta função adiciona ou subtrai o incremento da cota anterior e atribui o valor encontrado à curva. E assim sucessivamente. Todas as opções dessa função estão sempre disponíveis através da linha de comando. E o usuário poderá mudar o incremento ou o sentido crescente ou decrescente do incremento, a qualquer momento, durante o uso da ferramenta. Converter Rede Existente Esta ferramenta permite converter os objetos em elementos do InfraCAD. A partir da seleção de um elemento de rede existente, este recurso converte os objetos um a um, ou converte todos os similares ao selecionado, em objetos de rede InfraCAD. Para converter um objeto de rede existente, primeiro clique no botão da ferramenta e selecione um elemento de rede que deseja converter. Ao selecionar um Pré-Lançamento 7

11 objeto, a ferramenta mostra as suas características em um quadro e, ao lado, mostra todas as possibilidades de elementos InfraCAD nos quais ele pode ser convertido. Primeiro o usuário deve escolher rede de água ou esgoto, depois trecho ou nó, tipo de trecho, tipo de nó, diâmetro e as demais informações solicitadas para cada tipo nó. Pode-se converter apenas o objeto selecionado ou todos os similares existentes no arquivo. A partir desta primeira identifi cação das características deste objeto, esta ferramenta varre o arquivo e seleciona todos os objetos com características similares ao selecionado e os converte ao objeto InfraCAD escolhido. Depois de convertido, o objeto será substituído por um elemento correspondente do InfraCAD. Posteriormente, para realizar o cálculo hidráulico, os dados de entrada dos nós terão de ser inseridos um a um, através da ferramenta Editar, pois, como a vazão e a cota de cada nó é diferente, não é possível defi ni-los todos ao mesmo tempo através da ferramenta converter rede existente. Obtém Cota do Ponto Esta ferramenta obtém o valor da cota Z de um ponto, a partir de um clique neste ponto, e apresenta esse valor numérico na linha de comando para o usuário. A cota Z é a cota altimétrica, ou cota no eixo Z. Ao clicar na ferramenta ela solicita que o usuário clique no ponto do qual deseja a cota. Após indicar o ponto, o valor da cota é dado na linha de comando. É realizada a interpolação para obter essa cota, e o método aplicado é o inverso do quadrado das distâncias. Pré-Lançamento 8

12 Criar Reservatório Esta ferramenta insere um bloco de reservatório com os dados fornecidos pelo usuário no quadro auxiliar. Para criar um reservatório, clique no botão da ferramenta, preencha a cota mínima e a cota do terreno solicitadas no quadro auxiliar. Clique em Criar e clique no local onde deseja inserir o reservatório. Se os dados do reservatório não forem preenchidos, o infracad insere um bloco sem nenhuma informação e será necessário editá-lo mais tarde para realizar o cálculo de dimensionamento. Para atribuir ou alterar esses valores, utilize a ferramenta Editar. Para editar um reservatório, também utilize a ferramenta Editar, selecione o reservatório e digite os valores solicitados. Depois de inserir um reservatório é necessário conectá-lo à rede. Para isso utilize a ferramenta Conectar. Pode-se criar um trecho entre um nó da adutora e o reservatório utilizando a opção trecho entre dois nós para conectar automaticamente o reservatório à rede. Criar Bomba Esta ferramenta calcula uma bomba de acordo com os dados fornecidos pelo usuário no quadro auxiliar e insere um bloco para essa bomba. Clique sobre o botão da ferramenta, preencha os dados solicitados para a bomba e clique em Criar. Estes dados servem para defi nir qual é a bomba necessária para a rede em exeução. É necessário, então, clicar no local onde se deseja colocar a bomba e conectá-la ao trecho correspondente. Se os dados da bomba não forem preenchidos, o InfraCAD insere um bloco de bomba sem nenhuma informação e será necessário editá-lo mais tarde antes de realizar o cálculo de dimensionamento. Adicione valores para o cálculo da bomba através da ferramenta Editar. Depois de inserir uma bomba é necessário conectá-la à rede. Para isso utilize a ferramenta Conectar. Pode-se criar um trecho entre um nó da rede e a bomba utilizando a opção trecho entre dois nós para conectar automaticamente a bomba à rede. Numerar Nós Esta ferramenta define um número para cada nó selecionado da rede. Essa numeração é necessária para realizar o dimensionamento da rede. Os nós são numerados na sequência em que eles forem selecionados, a partir de um número inicial escolhido. Se nenhum número inicial for escolhido, a ferramenta utiliza o número 1 (um) automaticamente. Para numerar nós, clique na ferramenta e observe que na linha de comando ela solicita a seleção do primeiro nó e dá a opção Inicial. Para iniciar em 1, selecione o primeiro nó e continue selecionando os demais na ordem em que devem ser numerados. O segundo nó selecionado será o nó de número 2, o terceiro será o de número 3, e assim por diante. Para numerar a partir de um valor diferente de 1, clique na ferramenta e tecle I + ENTER para escolher a opção Inicial. Só então digite o número a partir do qual deseja iniciar a numeração e selecione o nó. As próximas seleções de nós obedecerão à sequência numérica a partir do numero digitado. Pode-se atribuir um número inicial a qualquer momento durante a numeração clicando Lançamento de Água 9

13 em I +ENTER e digitando o número desejado. Esta ferramenta pode ser encerrada teclando ENTER ou ESC. Criar NÓS Esta ferramenta permite a criação de nós sobre um trecho ou nós isolados. Ao criar um nó, é necessário informar qual o seu uso, material, tipo, diâmetro, vazão e cota. De acordo com as combinações de uso e material, os tipos de nós possíveis são listados. Ao todo, são os seguintes tipos de nós que podem ser criados por essa ferramenta: luva adaptador cap cruzeta redução curva 90º curva 45º curva 22º 30 tê tê de serviço colar Para criar um nó, clique na ferramenta e abra o quadro de nós. Escolha o uso deste nó e seu material e, a partir dessa combinação, veja quais nós são possíveis criar no campo tipo. Escolha o nó desejado e preencha os dados solicitados: vazão e cota. Em redes malhadas, o valor da vazão que deve ser digitado é aquele referente à vazão de demanda da área atendida pelo nó, pois o cálculo das vazões nos trechos é realizado pelo Método de Hardy-Cross. Caso a um nó da rede malhada esteja conectada uma rede ramifi cada, que irá distribuir essa vazão, todos os nós desta rede deverão ser criados com o valor da vazão igual a zero, pois o cálculo é feito pelo método da distribuição em marcha que ocorre em redes ramifi cadas. Preencha a caixa de texto cota: com o valor da cota piezométrica do nó. Por último, clique em Criar. É depois de confi gurar os dados do nó e acionar o botão criar que o usuário define se o nó deve fi car isolado ou sobre um trecho. Para criar nó sobre o trecho, tecle ENTER e selecione o trecho no ponto em que deseja inserir o nó. O InfraCAD irá cortar o trecho naquele ponto e inserir o novo nó. Apenas as curvas e o cap não podem ser inseridos no meio de trechos. Para nó isolado, depois de clicar em criar, clique no ponto onde deseja criar o nó. Criar Trecho Esta ferramenta cria trechos de rede e adutoras. Para criar um trecho, o InfraCAD oferece, dentro de Criar Trecho, mais quatro ferramentas. Ao clicar no botão da ferramenta, abre-se um quadro auxiliar com alguns dados para a construção dos trechos e as seguintes ferramentas: Tubulação no eixo de vias Cria trecho equidistante a duas linhas paralelas. Ao clicar nessa ferramenta, a primeira e a segunda linha de referência são solicitadas, consecutivamente. Após a seleção da segunda linha, um trecho entre elas será criado. As linhas selecionadas podem ser paralelas, oblíquas ou inclinadas e é recomendável que tenham certa distância entre si. Linhas que possuem um ponto Lançamento de Água 10

14 em comum ou que os pontos das duas extremidades sejam muito próximos, provavelmente resultarão em trechos coincidentes a uma das linhas selecionadas. Esta ferramenta considera as extremidades das duas linhas e a distância entre esses pontos para encontrar uma linha na posição média entre elas. Tubulação no passeio Cria trecho paralelo a uma linha selecionada, com uma distância especifi cada. Primeiro a ferramenta solicita a seleção da linha de referência, a distância a ser aplicada e o lado da linha de referência ao qual deve ser criado o trecho. será aberto com o formulário de dados preenchido. Altere os dados que deseja modifi car nesse quadro e clique em Alterar ou Aplicar Trechos. Curva de Transposição Insere uma curva em um trecho de rede, indicando que esta rede sobrepõe a rede abaixo. Cria um bloco do elemento com o trecho de rede, sem alterar as características do objeto. Ou seja, a alteração é apenas visual. Permite também retirar uma transposição de um trecho de rede. 5. Clica no trecho que será transposto; 6. Software insere a curva exatamente no cruzamento dos trechos. Para retirar a curva de transposição, execute novamente esta ferramenta e clique nos dois trechos que se sobrepõem, de acordo com as solicitações da linha de comando, e o trecho será novamente mudado visualmente para um trecho sem curva de transposição. Esta ferramenta não coloca a curva de transposição se os trechos não se cruzam. Construa os trechos um por cima do outro, e depois insira a curva de trasnposição. Lançamento de Água Liga dois nós Conectar 11 Cria trecho reto entre dois nós selecionados; Trecho entre dois pontos Cria trecho reto a partir de um ponto inicial e outro fi nal, clicados na área do ACAD. O trecho será criado com o material, uso e diâmetro selecionados no quadro auxiliar. Pode-se alterar esse trecho com a ferramenta Editar. Editar Esta ferramenta altera parâmetros de objetos já criados. Ao clicar na ferramenta, aparece a mensagem na linha de comando: Selecione o objeto a ser editado: O software identifi ca, a partir do elemento clicado, como o quadro auxiliar deve abrir. De acordo com o objeto selecionado, um quadro correspondente ao objeto Rotina de utilização 1. Clicar na ferramenta; 2. Software pede indicação do trecho onde será colocada a curva de transposição; 3. Clicar no trecho que passa por cima; 4. Software pede trecho que cruza o transpasse; Com esta ferramenta, é possível realizar a ligação entre trechos e nós da rede. Mesmo que o desenho esteja parecendo correto, isso não garante que o trecho e o nó estejam conectados. Por meio desta ferramenta, é possível conectar trechos e nós, ou seja: ligar dois fi nais de trecho, conectar um fi nal de trecho ao meio de um trecho conectado, com um tê, e ligar um nó a um fi nal de trecho. Para verifi car as conexões, utilize a ferramenta Verifi car Conexões. Ao conectar dois fi nais de trecho, esta ferramenta estende os trechos até que se encontrem e cria um nó entre elas. Automaticamente, o quadro da ferramenta Criar Nó será aberto para que o usuário defi na as características do novo nó criado para conectar os dois trechos. Para ligar um fi nal de trecho ao meio de um trecho conectado através de um tê, é necessário selecionar um fi nal de trecho e um trecho com as duas extremidades

15 conectadas. A ferramenta então corta o trecho conectado, insere um tê no ponto perpendicular ao fi nal de trecho selecionado e abre o quadro de nós para confi gurar o tê ou a junção criada no meio do tubo. No caso de ligar um nó existente a um fi nal de trecho, ela estende o trecho até o nó existente. Esta ferramenta realiza a conexão dos trechos e nós ao mesmo tempo em que os estende. Lançamento de Água 12

16 Numerar Nós Esta ferramenta defi ne um número para cada nó selecionado da rede. Essa numeração é necessária para realizar o dimensionamento da rede. Os nós são numerados na sequência em que eles forem sendo selecionados, a partir de um número inicial escolhido. Se nenhum número inicial for escolhido, a ferramenta utiliza o número 1 (um) automaticamente. Para numerar nós, clique na ferramenta e observe que na linha de comando ela solicita a seleção do primeiro nó e dá a opção Inicial. Para iniciar em 1, selecione o primeiro nó e continue selecionando os demais na ordem em que desejam ser numerados. O segundo nó selecionado será o nó de número 2, o terceiro será o de número 3, e assim por diante. Para numerar a partir de um valor diferente de 1, clique na ferramenta e tecle I + ENTER para escolher a opção Inicial. Só então digite o número a partir do qual deseja iniciar a numeração e selecione o nó. As próximas seleções de nós obedecerão à sequência numérica a partir do numero digitado. Pode-se atribuir um número inicial a qualquer momento durante a numeração clicando em I +ENTER e digitando o número desejado. Esta ferramenta pode ser encerrada teclando ENTER ou ESC. Criar Nós Esta ferramenta permite a criação de nós sobre um trecho ou nós isolados. Ao criar um nó, é necessário informar qual o uso deste nó e o material. De acordo com as possibilidades de uso e material, os tipos de nós são listados. Ao todo, são os seguintes tipos de nós que podem ser criados pelo InfraCAD: luva adaptador cap curva 90º curva 45º curva 22º 30 tê junção curva 11º 15 redução excêntrica sela Para criar um nó, clique na ferramenta e abra o quadro de nós. Escolha o uso deste nó e seu material e, a partir dessa combinação, veja quais nós são possíveis de criar no campo tipo. Escolha o nó desejado e preencha os dados solicitados: vazão e cota. O cálculo da rede de esgoto é realizado com base nos parâmetros de entrada inseridos na janela de cálculo, portanto, o valor da vazão a ser colocado no quadro de nós deve ser igual a zero. Preencha a caixa de texto cota: com o valor da cota piezométrica do nó. Por último, clique em Criar. É depois de confi gurar os dados do nó e acionar o botão criar que o usuário defi ne se o nó deve fi car isolado ou sobre um trecho. Para criar nó sobre um trecho, tecle ENTER e selecione o trecho no ponto em que deseja inserir o nó. O InfraCAD irá cortar o trecho naquele ponto e inserir o novo nó. Apenas as curvas e o cap não podem ser inseridos no meio de trechos. Para nó isolado, depois de clicar em criar, clique no ponto onde deseja criar o nó. Criar Trecho Esta ferramenta cria trechos de coletores de esgoto. Para criar um trecho, o InfraCAD oferece, dentro de Criar Trecho, mais quatro ferramentas. Ao clicar no botão da ferramenta, abre-se um quadro auxiliar com alguns dados para a construção dos trechos e as seguintes ferramentas: Tubulação no eixo de vias Cria trecho equidistante a duas Lançamento de Esgoto 13

17 linhas paralelas. Ao clicar nessa ferramenta, a primeira e a segunda linha de referência são solicitadas, consecutivamente. Após a seleção da segunda linha um trecho entre elas será criado. As linhas selecionadas podem ser paralelas, oblíquas ou inclinadas e é recomendável que tenham certa distância entre si. Linhas que possuem um ponto em comum, ou que os pontos das duas extremidades sejam muito próximos provavelmente resultarão em trechos coincidentes a uma das linhas selecionadas. Esta ferramenta considera as extremidades das duas linhas, e a distância entre esses pontos, para encontrar uma linha na posição média entre elas. Tubulação no passeio Cria trecho paralelo a uma linha selecionada, com a distância especifi cada. Primeiro a ferramenta solicita a seleção da linha de referência, a distância a ser aplicada e o lado da linha de referência ao qual deve ser criado o trecho. Liga dois nós Cria trecho reto entre dois nós selecionados. Trecho entre dois pontos Cria trecho reto a partir de um ponto inicial e outro fi nal clicados na área do ACAD. O trecho será criado com o material, uso e diâmetro selecionados no quadro auxiliar. Pode-se alterar esse trecho com a ferramenta Editar. Editar Esta ferramenta altera parâmetros de objetos já criados. Ao clicar na ferramenta, aparece a mensagem na linha de comando: Selecione o objeto a ser editado: O software identifi ca, a partir do elemento clicado, como o quadro auxiliar deve abrir. De acordo com o objeto selecionado, um quadro referente será aberto com o formulário para entrada de dados preenchido. Para editar, altere os dados desse quadro e clique em Alterar Trechos ou Aplicar. Curva de Transposição Insere uma curva em um trecho de rede, indicando que esta rede sobrepõe a rede abaixo. Cria um bloco do elemento com o trecho de rede sem alterar as características do objeto. Ou seja, a alteração é apenas visual. Permite também retirar uma transposição de um trecho de rede. Rotina de utilização 1. Clicar na ferramenta 2. Software pede indicação do trecho que transpõe 3. Clicar no trecho 4. Software pede trecho sobre o qual transpõe 5. Clicar no trecho de baixo 6. Software insere a curva exatamente no cruzamento dos trechos. Para retirar a curva de transposição, execute novamente esta ferramenta e clique nos dois trechos que se sobrepõem, de acordo com as solicitações da linha de comando, e o trecho será novamente mudado visualmente para um trecho sem curva de transposição. Conectar Com esta ferramenta, é possível realizar a ligação entre trechos e nós da rede. Mesmo que o desenho esteja parecendo correto, isso não garante que o trecho e o nó estejam conectados. Por meio desta ferramenta, é possível conectar trechos e nós, ou seja: ligar dois fi nais de trecho, conectar um fi nal de trecho ao meio de um trecho conectado, com um tê, e ligar um nó a um fi nal de trecho. Para verifi car as conexões, utilize a ferramenta Verifi car Conexões. Ao conectar dois fi nais de trecho, esta ferramenta estende os trechos até que se encontrem e cria um nó entre elas. Automaticamente, o quadro da ferramenta Lançamento de Esgoto 14

18 Criar Nó será aberto para que o usuário defi na as características do novo nó criado para conectar os dois trechos. Para ligar um fi nal de trecho ao meio de um trecho conectado através de um tê, é necessário selecionar um fi nal de trecho e um trecho com as duas extremidades conectadas. A ferramenta então corta o trecho conectado, insere um tê no ponto perpendicular ao fi nal de trecho selecionado e abre o quadro de nós para confi gurar o tê ou a junção criada no meio do tubo. No caso de ligar um nó existente a um fi nal de trecho, ela estende o trecho até o nó existente. Esta ferramenta realiza a conexão dos trechos e nós ao mesmo tempo em que os estende. Lançamento de Esgoto 15

19 Cálculo de Água Esta ferramenta consiste resumidamente na identifi cação do reservatório e da rede, cálculo e geração do relatório para análise do cálculo. Para calcular uma rede de distribuição de água, o usuário precisa indicar qual é a rede a ser calculada. Esta ferramenta permite que o usuário selecione o reservatório da rede e identifi ca automaticamente toda a rede a ser calculada. Para isso, esta ferramenta abre um quadro onde há um botão Selecione para que o usuário vá para a área do ACAD e selecione um reservatório. Ao selecionar o reservatório, o InfraCAD caminha sobre as tubulações até um cap ou fi nal de rede, identifi cando assim a rede a ser calculada. Após a identifi cação da rede, aparecem no mesmo quadro os dados do reservatório. Para realizar o cálculo, clicar no botão calcular. Quando o cálculo do dimensionamento da rede de distribuição de água estiver completo, uma janela com o relatório de cálculo será aberta. Relatório de Cálculo O relatório é um resultado do cálculo e ele mostra cada trecho calculado e os problemas encontrados. Ele é apresentado em uma janela que possui algumas funções para auxiliar na identifi cação dos erros e na visualização dos trechos calculados. Nesta janela aparece toda a rede calculada, detalhando cada trecho em uma linha da tabela. Na coluna status, o relatório apresenta o diagnóstico daquele trecho de rede, apontando problemas de pressão alta ou baixa e de velocidade. O resultado da pressão no trecho é apontado de acordo com os parâmetros selecionados na ferramenta confi gurações e os parâmetros para indicar problemas com a velocidade encontrada se baseiam na tabela 1: relação entre diâmetros e velocidade-limite para a vazão de montante, presente no memorial de cálculo. Quando a rede lançada for do tipo ramificada, na coluna vazão aparecerá o valor da vazão fi ctícia referente a cada trecho. A ferramenta de cálculo não corrigirá os problemas da rede. Ela apenas indica onde está o erro para que o usuário possa corrigi-lo. Na janela do relatório de cálculo serão disponibilizadas as seguintes funções: Filtros de resultado - para mostrar apenas os trechos que o usuário deseja visualizar, de acordo com os erros encontrados. Botão Zoom em cada linha de trecho para localizar no arquivo do ACAD este trecho na rede. Exportar memória de cálculo salva este relatório em Excel ou xml para futura consulta ou para impressão. O memorial de cálculo fi cará salvo em arquivo externo ao arquivo. Cálculo de Esgoto Esta ferramenta consiste resumidamente na entrada de dados, identifi cação da rede, cálculo e geração do relatório para análise do cálculo. Os dados de entrada que o usuário precisa fornecer para realizar o dimensionamento de uma rede coletora de esgoto são: População inicial (hab) População fi nal (hab) Consumo efetivo de água inicial (l/hab.dia) Consumo efetivo de água final (l/hab.dia) Cálculo Hidráulico 16

20 Coeficiente de retorno Coeficiente de dia de maior consumo (k1) Coeficiente de hora de maior consumo(k2) Taxa de infi ltração: (l/s.m) Comprimento médio do tubo inicial (m/ha) Comprimento médio de tubo final (m/ha) Profundidade mínima de coletores (m) Para identifi car a rede a ser calculada, esta ferramenta permite que o usuário selecione o emissário da rede e, a partir dele, o InfraCAD identifi ca automaticamente toda a rede a ser calculada. No quadro de entrada de dados, há um botão Seleção do Emissário para que o usuário vá para a área do ACAD e selecione o emissário. O InfraCAD caminha sobre as tubulações até um cap ou fi nal de rede, identifi cando assim a rede a ser calculada. Depois de identifi cada a rede, aparece no mesmo quadro o número do emissário. Para realizar o cálculo, é necessário então clicar no botão calcular. Quando o cálculo do dimensionamento da rede coletora de esgoto estiver completo, uma janela com o relatório de cálculo será aberta. Relatório de Cálculo O relatório é um resultado de cálculo e mostra cada trecho calculado e os problemas encontrados. Ele é apresentado em uma janela que possui algumas funções para auxiliar na identifi cação dos erros e na visualização dos trechos calculados. Nesta janela aparece toda a rede calculada, detalhando um trecho por linha da tabela. Na coluna status, o relatório apresenta o diagnóstico daquele trecho de rede, apontando problemas de Tensão Trativa e de Seção Líquida. A ferramenta de cálculo não corrigirá os problemas da rede. Ela apenas indica onde está o erro para que o usuário possa corrigi-lo. Na janela do relatório de cálculo são disponibilizadas as seguintes funções: Filtros de resultado - para mostrar apenas os trechos que o usuário deseja visualizar, de acordo com os erros encontrados. Botão Zoom em cada linha - para localizar no arquivo do ACAD este trecho na rede. Exportar memória de cálculo - salva este relatório em Excel ou xml para futura consulta ou para impressão. O memorial de cálculo ficará salvo em arquivo externo ao arquivo. Abrir Último Relatório de Cálculo Esta ferramenta abre o último relatório de cálculo gerado, na mesma janela de relatório de cálculo. O objetivo desta ferramenta é possibilitar ao usuário a correção de algum erro encontrado e depois continuar lendo o último relatório gerado. Se um novo cálculo for realizado, este relatório será substituído pelo novo relatório gerado. O relatório aberto através dessa ferramenta é diferente do memorial de cálculo exportado através da janela de Relatório de Cálculo. Mesmo depois de fechar o arquivo e o AutoCAD, o Cálculo Hidráulico 17

21 último relatório de cálculo gerado estará disponível nesta ferramenta. Parâmetros de Adutoras Esta ferramenta aplica parâmetros ao trecho todo, identifi cando a extensão da adutora. Esse parâmetro coloca o valor da vazão de saída do reservatório na adutora. É necessário atribuir esse valor á adutora para realizar o cálculo. A partir de uma única seleção, ela seleciona toda a extensão da adutora, m e s m o quando ela é composta por mais de um trecho. Cálculo Hidráulico 18

22 Inserir Detalhes Esta ferramenta abre um quadro com um grupo de blocos prontos para a inserção no projeto. São os blocos de detalhe técnico pré-concebidos e inseridos neste momento no projeto como desenhos ilustrativos, sem vínculo com o cálculo. Os blocos de detalhe fi cam na pasta Blocos, dentro da pasta de sistema do InfraCAD: C:/arquivos de programa/amanco/infracad. Para adicionar blocos de detalhe a essa ferramenta, basta adicionar arquivos aos existentes nesta pasta. Quantitativo Esta ferramenta quantifi ca elementos e materiais. Para isto, cria uma lista organizando e contabilizando os objetos que foram inseridos no projeto, a partir de uma seleção. Aparecem nesta lista os trechos e as conexões, contados por metragem de tubos e quantidade de conexões e acessórios. A função de criação de um quantitativo e as confi gurações desta tabela estão nesta mesma ferramenta. Desta forma, pode-se escolher quais os dados devem aparecer na tabela de quantitativos e ainda salvar vários modelos de tabelas através dessa ferramenta. As principais funções disponíveis no quadro principal desta ferramenta são: Gerenciamento de listagens: Opções para criar uma nova listagem, salvar, excluir, editar e dar nome a uma listagem. Quadro de visualização da tabela que será inserida, contendo objetos adicionados. Configuração de modelo: Diversos modelos de tabelas de quantitativos prontos para aplicação. Dá acesso ao quadro secundário que permite a criação, exclusão e edição de modelos. Botão Inserir: Comando para inserir a tabela da listagem salva. Segunda opção de inserir duas ou mais listagens salvas. Botão Exportar: O comando permite a escolha de quais listagens serão exportadas, qual o formato do arquivo exportado e tipos de separadores para os itens da tabela. A seguir a explicação de cada uma dessas funções: Gerenciamento de Listagens Todo quantitativo é um grupo de peças selecionadas no projeto relacionado às suas quantidades e características. A exibição desta lista de elementos ocupará a maior área do quadro, permitindo que o usuário visualize uma prévia das peças que foram selecionadas e as características visíveis conforme o modelo de tabela escolhido. Esta lista precisa de um nome para ser salva, que será utilizado como titulo principal da tabela ao inseri-la no projeto. As demais confi gurações de modelo de tabela são independentes a esta listagem, ou seja, alterar o modelo de tabela não altera o conteúdo da lista. Para salvar uma lista, o usuário deve defi nir um nome para ela e clicar em Salvar. Se já houver uma lista com o mesmo nome, o programa irá perguntar se o usuário deseja sobrescrever a lista existente. Todas as listagens já salvas serão exibidas em uma caixa chamada Seleções Salvas. Uma nova lista pode ser aberta, bastando selecionar a mesma e clicar na opção Abrir. Se a lista atual não tiver sido salva, o programa pergunta ao usuário se deseja salvar a lista atual antes de abrir a nova lista da relação. De forma semelhante, para excluir uma lista já salva, o usuário deve selecionar a lista e clicar em Excluir. Caso a lista excluída seja a lista atualmente aberta, o quadro será limpo, como se nenhuma lista tivesse sido selecionada. Para criar uma nova listagem, o usuário deve clicar Detalhamento 19

23 na opção Limpar Campos. Para incluir peças a uma listagem nova ou em uma listagem existente, o usuário deve clicar no botão Selecionar Peças e selecionar todas as peças que ele deseja incluir na lista. Se a mesma peça for selecionada duas vezes, a listagem contará a peça em duplicidade, sem fazer nenhuma verifi cação quanto a existência da peça na lista. Confi guração de Modelo Na exibição da listagem, a tabela que se vê tem tantas colunas quantas estão defi nidas no modelo de tabela utilizado. O programa oferecerá alguns modelos prontos. Sendo possível ao usuário editar, criar ou excluir modelos de tabela ao clicar no botão editar. O quadro que será aberto ao clicar no botão editar é um quadro secundário da ferramenta quantitativo. E neste quadro o usuário terá opções para: Criar novo, renomear, editar ou excluir modelos de tabela. Editar, inserir, excluir ou mover colunas dos modelos, bem como alterar o conteúdo, título e a largura de cada uma; Defi nir estilos e tamanho de texto para serem utilizados no título da tabela, título da coluna e nos itens da tabela; Controlar o comportamento do texto com relação às colunas. Especifi cando se o texto deve quebrar de linha ou aumentar a largura da coluna, para casos de texto maior que a coluna. Cada modelo deve ter um nome para poder ser salvo e é formado por diversas colunas, cada qual com seu título, tipo de conteúdo e a largura. são: Os tipos de conteúdo possíveis para as colunas Bitola; CCB; Contador Sequencial; Material; Nome; Nome Completo; Quantidade; Unidade SCB. Todos os modelos de tabela são salvos em arquivo externo no diretório Confi gurações. No quadro principal, na caixa Usar Modelo fi cam todos os modelos já criados e, quando o usuário escolhe um destes, a lista é redesenhada de acordo com as confi gurações do modelo de tabela escolhido. A tabela que é inserida ou exportada corresponde exatamente à lista visível neste quadro, a não ser pelos estilos de texto e cores. Botão Inserir Este é o comando totalizador da ferramenta quantitativo. Depois de selecionar os objetos, confi gurar a sua apresentação e salvar a listagem, ele insere a tabela no arquivo, mostrando os dados quantifi cados e solicitando um ponto para a inserção. Através do botão + é possível inserir duas ou mais listagens salvas com todas as totalizações e incluir uma tabela extra de total geral. Este botão abre um quadro onde será necessário informar quais serão, em que ordem aparecerão e qual o espaço deve haver entre as listagens salvas antes de inseri-las. Botão Exportar Este comando gera um arquivo de dados ou de texto fora do ACAD. A lista exportada será aquela já salva anteriormente e que estiver aberta no quadro. É possível exportar duas ou mais listagens para um mesmo arquivo, através do botão +. Na janela que será aberta o usuário precisa escolher quais listagens serão exportadas, qual o formato do arquivo exportado e os tipos de separadores. Antes de exportar, ele abre uma janela que mostra para onde está sendo exportado, possibilitando que o usuário escolha onde deve fi car o novo arquivo. Detalhamento 20

O Software... 3. Ferramentas Fixas...7 Ajuda...7 Atualização automática...7 Info...7. Configurações... 8 Verificar conexões... 8

O Software... 3. Ferramentas Fixas...7 Ajuda...7 Atualização automática...7 Info...7. Configurações... 8 Verificar conexões... 8 Sumário O Software... 3 O IrrigaCAD...3 Versões do AutoCAD...3 Configurações Mínimas...3 Acionamento... 4 Elementos Gráficos... 4 Apresentando as Ferrametas...5 Barra de Títulos e Agrupamentos...5 Ferramentas

Leia mais

1. Instalei o DutotecCAD normalmente no meu computador mas o ícone de inicialização do DutotecCAD não aparece.

1. Instalei o DutotecCAD normalmente no meu computador mas o ícone de inicialização do DutotecCAD não aparece. 1. Instalei o DutotecCAD normalmente no meu computador mas o ícone de inicialização do DutotecCAD não aparece. Para acessar o programa através do comando na barra de prompt, basta digitar dutoteccad e

Leia mais

Manual UFC9. Software para Traçado e Cálculo de Redes de Esgotos em AutoCAD. Orientador: Marco Aurélio Holanda de Castro

Manual UFC9. Software para Traçado e Cálculo de Redes de Esgotos em AutoCAD. Orientador: Marco Aurélio Holanda de Castro Manual UFC9 Software para Traçado e Cálculo de Redes de Esgotos em AutoCAD Orientador: Marco Aurélio Holanda de Castro Programadores: Alessandro de Araújo Bezerra Gustavo Paiva Weyne Rodrigues Índice Introdução

Leia mais

Apresentando o Software 4. O software...4 Iniciando...4 Configurações Mínimas... 4 Versões do AutoCAD... 4 Acionamento... 4

Apresentando o Software 4. O software...4 Iniciando...4 Configurações Mínimas... 4 Versões do AutoCAD... 4 Acionamento... 4 Índice Apresentando o Software 4 O software...4 Iniciando...4 Configurações Mínimas... 4 Versões do AutoCAD... 4 Acionamento... 4 Apresentando as Ferrametas...5 Barra de Títulos e Agrupamentos... 5 Barra

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO

LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO 2013 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 REQUISITOS DO SISTEMA... 3 3 INSTALAÇÃO... 3 4 COMO COMEÇAR... 3 5 FORMULÁRIOS DE CADASTRO... 4 6 CADASTRO DE VEÍCULO... 6 7 ALINHAMENTO...

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS 1 Conteúdo Apresentação... 3 1 Página Principal do Sistema... 4 2 Telas de busca... 8 3 Teclas de Navegação... 11 4 Tela de Menu de Relatório... 12 5 Telas de

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 1 Sumário 1 - Instalação Normal do Despachante Express... 3 2 - Instalação do Despachante Express em Rede... 5 3 - Registrando o Despachante Express...

Leia mais

Manual Captura S_Line

Manual Captura S_Line Sumário 1. Introdução... 2 2. Configuração Inicial... 2 2.1. Requisitos... 2 2.2. Downloads... 2 2.3. Instalação/Abrir... 3 3. Sistema... 4 3.1. Abrir Usuário... 4 3.2. Nova Senha... 4 3.3. Propriedades

Leia mais

Microsoft Office PowerPoint 2007

Microsoft Office PowerPoint 2007 INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007 O Microsoft Office PowerPoint 2007 é um programa destinado à criação de apresentação através de Slides. A apresentação é um conjunto de Sides que são exibidos em

Leia mais

GERENCIADOR DE CONTEÚDO

GERENCIADOR DE CONTEÚDO 1/1313 MANUAL DO USUÁRIO GERENCIADOR DE CONTEÚDO CRISTAL 2/13 ÍNDICE 1. OBJETIVO......3 2. OPERAÇÃO DOS MÓDULOS......3 2.1 GERENCIADOR DE CONTEÚDO......3 2.2 ADMINISTRAÇÃO......4 Perfil de Acesso:... 4

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição SSE 3.0 Guia Rápido Módulo Secretaria Nesta Edição 1 Acessando o Módulo Secretaria 2 Cadastros Auxiliares 3 Criação de Modelos Definindo o Layout do Modelo Alterando o Layout do Cabeçalho 4 Parametrização

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria da Agricultura Familiar Departamento de Financiamento e Proteção da Produção Seguro da Agricultura Familiar Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares

Leia mais

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx 1 Introdução O Conecta S_Line permite que o laboratório envie à Central S_Line os resultados de exames gerados pelo Sistema de Informação Laboratorial (LIS) em forma de arquivos digitais. Todo o processo

Leia mais

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0 Ajuda ao Usuário A S S I S T E N T E P I M A C O + 2.2.0 Ajuda ao usuário Índice 1. BÁSICO 1 1. INICIANDO O APLICATIVO 2 2. O AMBIENTE DE

Leia mais

Guia do Wattbike Expert Software para Iniciantes

Guia do Wattbike Expert Software para Iniciantes Guia do Wattbike Expert Software para Iniciantes 1 Índice Introdução............................................... 3 Conexão do software ao Computador de Desempenho Wattbike tela padrão Polar e edição

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa dos Santos Schmid WORD 2007

Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa dos Santos Schmid WORD 2007 WORD 2007 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE TECNOLOGIA Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa

Leia mais

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel *

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * material do 2010* 1.0 Introdução O Excel nos ajuda a compreender melhor os dados graças à sua organização em células (organizadas em linhas e colunas) e ao uso

Leia mais

Principais Característic

Principais Característic Principais Característic Características as Software para agendamento e controle de consultas e cadastros de pacientes. Oferece ainda, geração de etiquetas, modelos de correspondência e de cartões. Quando

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13 1-13 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores Attack 1.35 Software de controle e Monitoração de amplificadores 1 Índice 1 Hardware necessário:... 3 1.1 Requisitos do computador:... 3 1.2 Cabos e conectores:... 3 1.3 Adaptadores RS-232 USB:... 4 1.4

Leia mais

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos)

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos) Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Seja bem-vindo(a) ao Simulador de Ações FinanceDesktop. Seu propósito é oferecer um ambiente completo e fácil de usar que permita o registro

Leia mais

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0 G-Bar Software para Gerenciamento de Centrais de Corte e Dobra de Aço Módulo Básico Versão 4.0 Pedidos de Vendas Manual do Usuário 1 As informações contidas neste documento, incluindo links, telas e funcionamento

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM Manual DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DIRGTI 2015 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acessando o serviço...

Leia mais

WF Processos. Manual de Instruções

WF Processos. Manual de Instruções WF Processos Manual de Instruções O WF Processos é um sistema simples e fácil de ser utilizado, contudo para ajudar os novos usuários a se familiarizarem com o sistema, criamos este manual. Recomendamos

Leia mais

ROTINAS PADRÕES DO SISTEMAS

ROTINAS PADRÕES DO SISTEMAS ROTINAS PADRÕES DO SISTEMAS Usando o Sistema pela primeira vez Ao executar o seu Sistema pela primeira vez a tela abaixo será apresentada para que você possa configurar os diretórios onde serão achados

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

Introdução. Nesta guia você aprenderá:

Introdução. Nesta guia você aprenderá: 1 Introdução A criação de uma lista é a primeira coisa que devemos saber no emailmanager. Portanto, esta guia tem por objetivo disponibilizar as principais informações sobre o gerenciamento de contatos.

Leia mais

ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007

ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007 ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007 CURITIBA 2015 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007... 3 JANELA PRINCIPAL... 3 1 - BOTÃO OFFICE... 4 2 - FERRAMENTAS DE ACESSO

Leia mais

MANUAL C R M ÍNDICE. Sobre o módulo de CRM... 2. 1 Definindo a Campanha... 3

MANUAL C R M ÍNDICE. Sobre o módulo de CRM... 2. 1 Definindo a Campanha... 3 ÍNDICE Sobre o módulo de CRM... 2 1 Definindo a Campanha... 3 1.1 Incluir uma campanha... 3 1.2 Alterar uma campanha... 4 1.3 Excluir... 4 1.4 Procurar... 4 2 Definindo os clientes para a campanha... 4

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Módulo de Georreferenciamento. Sistema. Página 1/75

Módulo de Georreferenciamento. Sistema. Página 1/75 Módulo de Georreferenciamento Sistema Página 1/75 Para iniciar o Módulo de Georreferenciamento acesse, no AutoCAD a partir do Menu flutuante >Posição >Georreferenciamento >Módulo de Georreferenciamento.

Leia mais

Tutorial 5 Questionários

Tutorial 5 Questionários Tutorial 5 Questionários A atividade Questionário no Moodle pode ter várias aplicações, tais como: atividades de autoavaliação, lista de exercícios para verificação de aprendizagem, teste rápido ou ainda

Leia mais

Themis Serviços On Line - Publicações

Themis Serviços On Line - Publicações Nome do documento Guia do Usuário Themis Serviços On Line - Publicações Sumário Introdução:... 3 1 - Cadastro dos Usuários do Themis Serviços On Line:... 3 2 - Acesso ao Sistema Themis Serviços On Line:...

Leia mais

Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE. Índice

Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE. Índice CAPA Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE Índice 1. Página da área administrativa... 1.1 Botões e campo iniciais... 2. Explicar como funcionam as seções... 2.1. Seções dinâmicos... 2.1.1 Como

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com.

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com. Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com.br 1-15 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior,

Leia mais

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit Presskit Guia Rápido Release 2.0 Presskit 06/07/2009 Sumário 1 Login 2 Login e Senha...................................... 2 Esqueci minha senha.................................. 2 Fale Com o Suporte...................................

Leia mais

Solicitação de Manutenção de Veículo. Manual SRM

Solicitação de Manutenção de Veículo. Manual SRM Manual SRM 1 Índice 1. Requerimentos Técnicos para Utilização do Sistema... 4 1.1 Hardware... 4 1.2 Software... 5 1.3 Conexão à Internet... 9 2. Desabilitação do Bloqueio Automático de Pop-ups...10 3.

Leia mais

Tutorial WEB CONTENT MANAGEMENT [WCM] Obtenha benefícios a partir das aplicações customizadas da ADMT.

Tutorial WEB CONTENT MANAGEMENT [WCM] Obtenha benefícios a partir das aplicações customizadas da ADMT. Tutorial WEB CONTENT MANAGEMENT [WCM] Obtenha benefícios a partir das aplicações customizadas da ADMT. PÁGINA: 2 de 21 Nenhuma parte deste documento pode ser utilizado ou reproduzido, em qualquer meio

Leia mais

Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar

Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar Desenvolvido por Hamilton Dias (31) 8829.9195 Belo Horizonte hamilton-dias@ig.com.br www.h-dias.cjb.net ÍNDICE Introdução...3 Implantação...3 Instalação...3

Leia mais

Manual do Usuário Cyber Square

Manual do Usuário Cyber Square Manual do Usuário Cyber Square Criado dia 27 de março de 2015 as 12:14 Página 1 de 48 Bem-vindo ao Cyber Square Parabéns! Você está utilizando o Cyber Square, o mais avançado sistema para gerenciamento

Leia mais

CERTIDÕES UNIFICADAS

CERTIDÕES UNIFICADAS CERTIDÕES UNIFICADAS Manual de operação Perfil Cartório CERTUNI Versão 1.0.0 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Departamento de Inovação Tecnológica Divisão de Tecnologia da Informação Sumário LISTA DE FIGURAS... 2

Leia mais

IREasy Manual do Usuário Versão do manual - 0.0.9

IREasy Manual do Usuário Versão do manual - 0.0.9 OBJETIVOS DO PROGRAMA DE COMPUTADOR IREasy Permitir a apuração do Imposto de Renda dos resultados das operações em bolsa de valores (mercado à vista, a termo e futuros). REQUISITOS MÍNIMOS DO COMPUTADOR

Leia mais

TOPOCAD2000 MANUAL DE UTILIZAÇÃO. 4 a. Edição 01/10/2010

TOPOCAD2000 MANUAL DE UTILIZAÇÃO. 4 a. Edição 01/10/2010 TOPOCAD2000 MANUAL DE UTILIZAÇÃO 4 a. Edição 01/10/2010 I N D I C E 1) INSTALAÇÃO...03 2) CONFIGURAÇÃO...03 3) PROTEÇÃO... 04 4) ATUALIZAÇÃO...05 5) GARANTIA E SUPORTE...05 6) UTILIZAÇÃO...06 7) MICROCAD...06

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização

Manual de Instalação e Utilização Manual de Instalação e Utilização DIGITAÇÃO DE PROPOSTAS ORÇAMENTÁRIAS Supervisão de Licitações Índice 1. Instalação do Programa 2. Utilização do Digitação de Propostas 2.1. Importar um arquivo 2.2. Realizar

Leia mais

Migrando para o Outlook 2010

Migrando para o Outlook 2010 Neste guia Microsoft O Microsoft Outlook 2010 está com visual bem diferente, por isso, criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Leia-o para saber mais sobre as principais

Leia mais

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Desenvolvido por Fábrica de Software Coordenação de Tecnologia da Informação Pág 1/22 Módulo: 1 Responsável: Desenvolvimento Ti Data: 01/11/2012 Versão: 1.0 Empresa:

Leia mais

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Use o Google Drive para armazenar e acessar arquivos, pastas e documentos do Google Docs onde quer que você esteja. Quando você altera um arquivo na web, no

Leia mais

Estalo Desenvolvimento e Tecnologia Rua Ismael Carlos Correia, 107 CEP 89221-520 - Joinville - SC estalo@estalo.com.br

Estalo Desenvolvimento e Tecnologia Rua Ismael Carlos Correia, 107 CEP 89221-520 - Joinville - SC estalo@estalo.com.br Estalo Thermal Design Conteúdo Apresentação...4 1.1 O QUE É O ESTALO THERMAL DESIGN?...4 1.2 ONDE ELE SE APLICA?...4 1.3 COMO SE REALIZA A ENTRADA DE DADOS?...4 Ajuda para utilização do programa...5 2.1

Leia mais

Adapti - Technology Solutions www.adapti.net Leonor cardoso nº 331 Fone : (041) 8844-7805 81240-380 Curitiba - PR MANUAL DO USUÁRIO

Adapti - Technology Solutions www.adapti.net Leonor cardoso nº 331 Fone : (041) 8844-7805 81240-380 Curitiba - PR MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO 1 Índice Administração de Documentos...2 Lista de documentos criados...3 Criando um novo documento...3 Barra de ferramentas do editor...4 Editando um documento...7 Administrando suas

Leia mais

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos Sistema topograph 98 Tutorial Módulo Projetos Como abrir um projeto existente _ 1. Na área de trabalho do Windows, procure o ícone do topograph e dê um duplo clique sobre ele para carregar o programa.

Leia mais

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM...

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM... 1 de 30 INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 3.1. ONDE SE DEVE INSTALAR O SERVIDOR BAM?... 4 3.2. ONDE SE DEVE INSTALAR O PROGRAMADOR REMOTO BAM?... 4 3.3. COMO FAZER

Leia mais

Manual do Módulo SAC

Manual do Módulo SAC 1 Manual do Módulo SAC Índice ÍNDICE 1 OBJETIVO 4 INICIO 4 SAC 7 ASSOCIADO 9 COBRANÇA 10 CUSTO MÉDICO 10 ATENDIMENTOS 11 GUIAS 12 CREDENCIADO 13 LIVRETO 14 BUSCA POR RECURSO 15 CORPO CLÍNICO 16 MENU ARQUIVO

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

MANUAL DO PVP SUMÁRIO

MANUAL DO PVP SUMÁRIO Manual PVP - Professores SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 6 2 ACESSANDO O PVP... 8 3 TELA PRINCIPAL... 10 3.1 USUÁRIO... 10 3.2 INICIAL/PARAR... 10 3.3 RELATÓRIO... 10 3.4 INSTITUIÇÕES... 11 3.5 CONFIGURAR... 11

Leia mais

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE ❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE a) Checagem de Estoque - Verifique o estoque dos produtos desejados. b) Listar produtos com a quantia de estoque mínimo atingido: ESTOQUE / RELATÓRIO / ALERTA DE COMPRA

Leia mais

Microsoft Office Excel

Microsoft Office Excel 1 Microsoft Office Excel Introdução ao Excel Um dos programas mais úteis em um escritório é, sem dúvida, o Microsoft Excel. Ele é uma planilha eletrônica que permite tabelar dados, organizar formulários,

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS 1 - A TELA AGENDA 1.1 - TIPOS DE AGENDA 1.1.1 AGENDA NORMAL 1.1.2 AGENDA ENCAIXE 2 - AGENDANDO CONSULTAS 2.1 - AGENDANDO UMA CONSULTA NA AGENDA

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas

GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas GerNFe 1.0 Manual do usuário Página 1/13 GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas O programa GerNFe 1.0 tem como objetivo armazenar em local seguro e de maneira prática para pesquisa,

Leia mais

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos O objetivo deste Manual é permitir a reunião de informações dispostas de forma sistematizada, criteriosa e segmentada

Leia mais

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4.

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. 1 Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. Interface do sistema... 4 1.4.1. Janela Principal... 4 1.5.

Leia mais

Ano III - Número 16. Versão 4.6.4

Ano III - Número 16. Versão 4.6.4 Versão 4.6.4 Sexta-feira, 08 de fevereiro de 2008 ÍNDICE 3 4 EDITORIAL NOVAS FUNCIONALIDADES 4 12 13 14 15 16 Novo Cronograma 4 5 5 6 7 8 8 9 9 10 10 Edição Rápida do Cronograma Recurso de Arrastar e Soltar

Leia mais

Manual de uso do Gerente

Manual de uso do Gerente Manual de uso do Gerente Manual do Hypnobox: www.hypnobox.com.br/manual Índice Acessar o Hypnobox Endereço o www Login e Senha Tela Principal Perfil de acesso Editar Dados pessoais Fila de corretores Gerenciar

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais

Microsoft Word INTRODUÇÃO

Microsoft Word INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO O Word é uma ferramenta utilizada para o processamento e editoração eletrônica de textos. O processamento de textos consiste na possibilidade de executar e criar efeitos sobre um texto qualquer,

Leia mais

Esse tutorial visa apresentar as principais funcionalidades do Editor de Roteiro de Aprendizagem do Portal Clickideia.

Esse tutorial visa apresentar as principais funcionalidades do Editor de Roteiro de Aprendizagem do Portal Clickideia. Sumário Introdução... 1 Objetivos... 1 Instruções para utilização do Tutorial... 1 Metodologia... 2 Apresentação do Editor de Roteiro de Aprendizagem... 2 Inserir Roteiro de Aprendizagem... 3 Meus Roteiros...

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Índice 1 Introdução...2 2 Acesso ao Sistema...3 3 Funcionamento Básico do Sistema...3 4 Tela Principal...4 4.1 Menu Atendimento...4 4.2 Menu Cadastros...5 4.2.1 Cadastro de Médicos...5

Leia mais

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word 1 Iniciando o Word 2010 O Word é um editor de texto que utilizado para criar, formatar e imprimir texto utilizado para criar, formatar e imprimir textos. Devido a grande quantidade de recursos disponíveis

Leia mais

SIMULADO Windows 7 Parte V

SIMULADO Windows 7 Parte V SIMULADO Windows 7 Parte V 1. O espaço reservado para a Lixeira do Windows pode ser aumentado ou diminuído clicando: a) Duplamente no ícone lixeira e selecionando Editar propriedades b) Duplamente no ícone

Leia mais

Instalação e utilização do Document Distributor

Instalação e utilização do Document Distributor Para ver ou fazer o download desta ou de outras publicações do Lexmark Document Solutions, clique aqui. Instalação e utilização do Document Distributor O Lexmark Document Distributor é composto por pacotes

Leia mais

EMANNUELLE GOUVEIA ROLIM

EMANNUELLE GOUVEIA ROLIM EMANNUELLE GOUVEIA ROLIM Bacharel em Ciência da Computação, especialista em Gerência de Projetos e em Criptografia e Segurança da Informação. Servidora Publica. Atua na área acadêmica em cursos de Graduação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Manual de Avaliação de Desempenho Cadastro

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Manual de Avaliação de Desempenho Cadastro UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Manual de Avaliação de Desempenho Cadastro UNIFAP MACAPÁ-AP 2013 S U M Á R I O 1 Tela de Login...2 2 Acessando ao submenu cadastro de avaliação

Leia mais

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS 1) Clique duas vezes no arquivo ControlGasSetup.exe. Será exibida a tela de boas vindas do instalador: 2) Clique em avançar e aparecerá a tela a seguir: Manual de Instalação

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR LOCAL. Entidade Municipal

MANUAL DO ADMINISTRADOR LOCAL. Entidade Municipal MANUAL DO ADMINISTRADOR LOCAL Entidade Municipal Abril / 2011 ÍNDICE Objetivos do Sistema de Registro de Integrado - REGIN... 3 Principais Módulos do Sistema... 4 Módulo Controle de Acesso... 5 Módulo

Leia mais

AULA 3: BrOffice Writer Numeração de páginas e outros comandos. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de:

AULA 3: BrOffice Writer Numeração de páginas e outros comandos. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: AULA 3: BrOffice Writer Numeração de páginas e outros comandos Objetivo Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: Conhecer o controle de exibição do documento; Fazer a correção ortográfica do documento

Leia mais

Manual do Painel Administrativo

Manual do Painel Administrativo Manual do Painel Administrativo versão 1.0 Autores César A Miggiolaro Marcos J Lazarin Índice Índice... 2 Figuras... 3 Inicio... 5 Funcionalidades... 7 Analytics... 9 Cidades... 9 Conteúdo... 10 Referência...

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Manual. ID REP Config Versão 1.0

Manual. ID REP Config Versão 1.0 Manual ID REP Config Versão 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-Requisitos... 3 2.1. Atualização... 3 3. Instalação do ID REP Config... 4 4. Visão Geral do Programa... 6 4.1. Tela Principal... 6 4.2.

Leia mais

Trabalhando com banco de dados

Trabalhando com banco de dados Avançado Trabalhando com Aprenda a manipular dados no Excel com a ajuda de outros aplicativos da suíte Office Armazenar e organizar informações são tarefas executadas diariamente por todos nós. Desde o

Leia mais

Manual de utilização da Ferramenta para disparo de E-mkt

Manual de utilização da Ferramenta para disparo de E-mkt Manual de utilização da Ferramenta para disparo de E-mkt 1 Índice Menu e-mail marketing...03 Conteúdo da mensagem...04 Listas de contatos...15 Ações de e-mail marketing...19 Perguntas frequentes...26 2

Leia mais

e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais Eletrônicos

e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais Eletrônicos Página1 e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais Eletrônicos Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é o e-nota R?... 03 2. Configurações e Requisitos...

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

Tutorial USERADM. Inserindo conteúdos no site

Tutorial USERADM. Inserindo conteúdos no site Tutorial USERADM Inserindo conteúdos no site Como acessar o Administrador de Conteúdos do site? 1. Primeiramente acesse o site de sua instituição, como exemplo vamos utilizar o site da Prefeitura de Aliança-TO,

Leia mais

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1 2 Índice 1. Escritório Virtual... 5 1.1. Atualização do sistema...5 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1.3. Cadastro do Escritório...5 1.4. Logo Marca do Escritório...6...6 1.5. Cadastro

Leia mais

Manual da AGENDA GRACES 2011

Manual da AGENDA GRACES 2011 1 Agenda Graces Manual da AGENDA GRACES 2011 O Sistema Agenda Graces integrada ao Sistema Graces e Agenda Graces Grátis foi desenvolvido pela empresa Quorum Informática. Este Manual tem por objetivo atender

Leia mais

Gerenciador de Referências. EndNote. Nonato Ribeiro Biblioteca de Ciências e Tecnologia (UFC)

Gerenciador de Referências. EndNote. Nonato Ribeiro Biblioteca de Ciências e Tecnologia (UFC) Gerenciador de Referências EndNote Nonato Ribeiro Biblioteca de Ciências e Tecnologia (UFC) Pesquisa na Web of Science O que é o EndNote? Funcionalidades da ferramenta Como incluir citações no Word usando

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Sumário Pré-requisitos para o Moodle... Entrar no Ambiente... Usuário ou senha esquecidos?... Meus cursos... Calendário... Atividades recentes...

Leia mais

Livro Caixa. www.controlenanet.com.br. Copyright 2015 - ControleNaNet

Livro Caixa. www.controlenanet.com.br. Copyright 2015 - ControleNaNet www.controlenanet.com.br Copyright 2015 - ControleNaNet Conteúdo Tela Principal... 3 Como imprimir?... 4 As Listagens nas Telas... 7 Clientes... 8 Consulta... 9 Inclusão... 11 Alteração... 13 Exclusão...

Leia mais