REFORMAS DA PREVIDÊNCIA, SEGURANÇA JURÍDICA E PROTEÇÃO DA CONFIANÇA LEGÍTIMA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REFORMAS DA PREVIDÊNCIA, SEGURANÇA JURÍDICA E PROTEÇÃO DA CONFIANÇA LEGÍTIMA"

Transcrição

1 18º ENCONTRO DO FISCO ESTADUAL GAÚCHO A CRISE FISCAL - ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA E AS REFORMAS TRIBUTÁRIA E PREVIDENCIÁRIA REFORMAS DA PREVIDÊNCIA, SEGURANÇA JURÍDICA E PROTEÇÃO DA CONFIANÇA LEGÍTIMA Rafael Da Cás Maffini Mestre e Doutor em Direito pela UFRGS, Professor de Direito Administrativo na UFRGS, Advogado, Sócio Diretor do escritório Rossi, Maffini, Milman & Grando Advogados

2 1) Pré-compreensão Segurança (inclusive a jurídica) como clamor antropológico Estado e Direito como fenômenos culturais decorrentes da necessidade de segurança Previdência e segurança: conceitos inerentes e imanentes Direito adquirido conceito arcaico?

3 2) Abordagem jurídico-dogmática Estado de Direito Estado de Direito Proteção da confiança

4 Noção de Estado de Direito (segundo STF) Submissão do Estado à ordem jurídica (juridicidade) Submissão do Estado a mecanismos de controle e de responsabilização Separação de Poderes Direitos Fundamentais Segurança jurídica

5 Segurança jurídica (segundo Sylvia Calmes) Previsibilidade PREVER ( cálculo prévio ) feição ex ante Acessibilidade SABER/CONHECER Transparência administrativa no aspecto formal (publicidade) e no aspecto material (motivação clara, coerente e precisa) Estabilidade MANTER feição ex post

6 Proteção da confiança Decorrência da segurança jurídica como estabilidade Aspecto subjetivo da segurança jurídica Direito Público pela perspectiva do cidadão Tutela jurídica de expectativas legítimas É verdade que o futuro não pode ser um perpétuo prisioneiro do passado... (Almiro do Couto e Silva), mas deve haver limites às alterações de políticas públicas Manifestação em todas as funções do Estado

7 Proteção substancial da confiança na função legislativa Aplicabilidade sobre a função legislativa: controle de constitucionalidade modulação de efeitos (art. 27, da Lei 9.868/99) Aplicabilidade na a função legislativa Proibição de retrocesso Regras de transição

8 Proibição do retrocesso social Efeito cliquet Ingo W. Sarlet:...a otimização da eficácia e a efetividade deste direito e princípio fundamental [segurança jurídica] reclama (também) uma certa proteção contra medidas do Poder Público que venham a aniquilar ou reduzir de modo desproporcional e/ou ofensivo à dignidade da pessoa... os níveis já concretizados de proteção social.

9 Proibição de retrocesso no STF... A PROIBIÇÃO DO RETROCESSO SOCIAL COMO OBSTÁCULO CONSTITUCIONAL À FRUSTRAÇÃO E AO INADIMPLEMENTO, PELO PODER PÚBLICO, DE DIREITOS PRESTACIONAIS. - O princípio da proibição do retrocesso impede, em tema de direitos fundamentais de caráter social, que sejam desconstituídas as conquistas já alcançadas pelo cidadão ou pela formação social em que ele vive. - A cláusula que veda o retrocesso em matéria de direitos a prestações positivas do Estado (como o direito à educação, o direito à saúde ou o direito à segurança pública, v.g.) traduz, no processo de efetivação desses direitos fundamentais individuais ou coletivos, obstáculo a que os níveis de concretização de tais prerrogativas, uma vez atingidos, venham a ser ulteriormente reduzidos ou suprimidos pelo Estado.... Em conseqüência desse princípio, o Estado, após haver reconhecido os direitos prestacionais, assume o dever não só de torná-los efetivos, mas, também, se obriga, sob pena de transgressão ao texto constitucional, a preservá-los, abstendo-se de frustrar - mediante supressão total ou parcial - os direitos sociais já concretizados... (ARE AgR, Rel. Min. Celso de Mello)

10 Regras de transição Questão do direito adquirido à regime jurídico e as peculiaridades de um regime jurídico de transição Peculiaridades temporais Peculiaridades quanto à geração de direitos subjetivos Limitações à alterabilidade e revogabilidade de regras de transição (crítica à decisão da ADI 3.104) Necessidade de normas transitórias razoáveis na tutela das legítimas expectativas

11 3) Panorama das reformas previdenciárias LINHA DO TEMPO CF/88 EC/93 EC 20/98 EC 41/03 EC 47/05 PEC 287

12 Regime original da CF/88 Regime não contributivo interpretação dada ao Art. 149, único, da CF/88 Direito de proventos integrais e revisão de proventos Servidores sujeitos a tal regime: CEs e CCs Aposentadoria voluntária sem limitação etária

13 Emenda Constitucional 3/93 Regime potencialmente contributivo (alteração do Artigo 40, 6º, c/c Art. 149, único da CF/88) Mantidas as demais condições

14 Emenda Constitucional 20/98 Regime contributivo e atuarial (Art. 40, da CF/88) Mantidos direito de proventos integrais e revisão de proventos Servidores sujeitos a tal regime: CEs Aposentaria voluntária com requisitos etários (60/35), de tempo de contribuição (35/30), de serviço público (10) e de cargo (5)

15 Emenda Constitucional 41/2003 Regime contributivo, atuarial e solidário contribuição de inativos Proventos calculados por meio de média (Art. 40, 3º/Lei /04), limitada à remuneração da época da aposentadoria (Art. 40, 3º) revisão dos proventos sem paridade Servidores sujeitos a tal regime: CEs Mantidas as condições para a aposentaria voluntária

16 Emenda Constitucional 47/2005 Objetivo principal = flexibilização das regras de transição

17 PEC 287 Violação à noção de proibição de retrocesso Exigências etárias e de contribuição mais elevadas para a obtenção do direito à aposentadoria Cálculo de proventos mais prejudicial aos servidores Regras de transição que não atendem à proteção das legítimas expectativas

18 4) Mensagem sobre segurança jurídica "Quando os nazistas levaram os comunistas, eu calei-me, porque, afinal, eu não era comunista. Quando eles prenderam os sociais-democratas, eu calei-me, porque, afinal, eu não era social-democrata. Quando eles levaram os sindicalistas, eu não protestei, porque, afinal, eu não era sindicalista. Quando levaram os judeus, eu não protestei, porque, afinal, eu não era judeu. Quando eles me levaram, não havia mais quem protestasse (Martin Niemöller, em adaptação de um célebre poema de Vladimir Maiakovski E Não Sobrou Ninguém )

19 OBRIGADO Contatos:

Regras APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA POR TEMPO INTEGRAL DE CONTRIBUIÇÃO SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL - SP

Regras APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA POR TEMPO INTEGRAL DE CONTRIBUIÇÃO SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL - SP Regras APOETADORIA VOLUTÁRIA POR TEMPO ITEGRAL DE COTRIBUIÇÃO ERVIDOR PÚBLICO ETADUAL - P REGRA PREVIÃO ORMATIVA IGREO ER. PÚBL IDADE TEMPO DE COTRIBUIÇÃO TEMPO DE ERVIÇO PÚBLICO TEMPO O CARGO EFETIVO

Leia mais

Lei /16 e Licitações

Lei /16 e Licitações Lei 13.303/16 e Licitações Rafael Da Cás Maffini Mestre e Doutor em Direito pela UFRGS, Professor de Direito Administrativo na UFRGS, Advogado, Sócio Diretor do escritório Rossi, Maffini, Milman & Grando

Leia mais

BOCA PAULISTA ELETRÔNICO

BOCA PAULISTA ELETRÔNICO BOCA PAULISTA ELETRÔNICO São Paulo, 4 de janeiro de 2017 - nº 1 A PEC DA PREVIDÊNCIA - I De acordo com o RH Em Números, do Depes, de novembro/2016, o Banco Central do Brasil possuía 4.060 servidores ativos,

Leia mais

Notas prévias à 12ª edição 7 Agradecimentos (1ª edição) 9 Abreviaturas 11 Prefácio (1ª edição) 15 Sumário 19 Notas introdutórias 21

Notas prévias à 12ª edição 7 Agradecimentos (1ª edição) 9 Abreviaturas 11 Prefácio (1ª edição) 15 Sumário 19 Notas introdutórias 21 Índice geral Notas prévias à 12ª edição 7 Agradecimentos (1ª edição) 9 Abreviaturas 11 Prefácio (1ª edição) 15 Sumário 19 Notas introdutórias 21 1ª P A R T E O Sistema dos Direitos Fundamentais na Constituição:

Leia mais

Regras de Aposentadoria no. Serviço Público.

Regras de Aposentadoria no. Serviço Público. Rolando Rubens Malvásio Júnior. Coordenador Geral da FASUBRA Sindical. rolando@fasubra.org.br 0XX 61 9271.5042 Breve histórico para entendimento: A EC nº 41/03 introduziu quatro regimes normativos de aposentação,

Leia mais

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS RISCOS E VANTAGENS. Paulo Modesto (UFBA)

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS RISCOS E VANTAGENS. Paulo Modesto (UFBA) PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS SERVIDORES PÚBLICOS P EFETIVOS: RISCOS E VANTAGENS Paulo Modesto (UFBA) http://www.direitodoestado.com.br Texto base: MODESTO, Paulo (org). Reforma da Previdência: análise

Leia mais

Estabilidade Constitucional

Estabilidade Constitucional Estabilidade Constitucional Defesa da Constituição: 1ª. Aula Introdução Prof. João Paulo Santos Constituição Rígida de 1988 Defesa da Constituição Substancial (consensos mínimos além da política eventual)

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO 01 - PRINCÍPIOS. Prof. Dra. Nara Suzana Stainr Pires

DIREITO ADMINISTRATIVO 01 - PRINCÍPIOS. Prof. Dra. Nara Suzana Stainr Pires DIREITO ADMINISTRATIVO 01 - PRINCÍPIOS Prof. Dra. Nara Suzana Stainr Pires Regras que funcionam como parâmetros para a interpretação das demais normas jurídicas NORTEADORES/ORIENTADORES NÃO IMPÕEM UMA

Leia mais

PEC 287 A (SUBSTITUTIVO): A MINIMIZAÇÃO DA PREVIDÊNCIA PÚBLICA SINPAF, DOURADOS/MS 10 DE MAIO DE 2017

PEC 287 A (SUBSTITUTIVO): A MINIMIZAÇÃO DA PREVIDÊNCIA PÚBLICA SINPAF, DOURADOS/MS 10 DE MAIO DE 2017 PEC 287 A (SUBSTITUTIVO): A MINIMIZAÇÃO DA PREVIDÊNCIA PÚBLICA SINPAF, DOURADOS/MS 10 DE MAIO DE 2017 PRINCIPAIS ALTERAÇÕES Mantém o salário mínimo como piso dos benefícios previdenciários e assistenciais

Leia mais

A PEC 287/2016 E O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL

A PEC 287/2016 E O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL PALESTRA: A PEC 287/2016 E O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL MINISTRANTE: JANE BERWANGER SÃO PAULO 08/02/2017 1. Aposentadoria do Servidor no texto original da Constituição Federal de 1988 : Servidor

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO 1. Requerimento do servidor. 2. Mapa do tempo de contribuição.

DOCUMENTAÇÃO 1. Requerimento do servidor. 2. Mapa do tempo de contribuição. DEFINIÇÃO É um incentivo pago ao servidor que já preencheu todos os requisitos para se Aposentar, mas opta por permanecer na ativa. Deferido o abono, o servidor continua recolhendo a contribuição previdenciária,

Leia mais

REQUISITOS PARA APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS

REQUISITOS PARA APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS REQUISITOS PARA APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS Fabiana Martins Maia Advogada Pós-graduanda em Direito Público Assessora Jurídica da Asscontas Em virtude das Emendas Constitucionais que

Leia mais

MUNICÍPIO DE ROLADOR/RS. Parecer 042/14/PJM

MUNICÍPIO DE ROLADOR/RS. Parecer 042/14/PJM Parecer 042/14/PJM Consulente: Departamento de Pessoal (DEPEL). Assunto: Contribuição previdenciária de servidor efetivo ocupante de cargo em comissão. Referência: Processo Administrativo nº. 760/2014

Leia mais

DE RECURSOS HUMANOS MARCOS CANDIDO ANALISTA ADMINISTRATIVO

DE RECURSOS HUMANOS MARCOS CANDIDO ANALISTA ADMINISTRATIVO CENTRO DE RECURSOS HUMANOS MARCOS CANDIDO ANALISTA ADMINISTRATIVO APOSENTADORIA BOAS VINDAS... MSG APOSENTADORIA Objetivo do treinamento Fortalecer o conhecimento das formas mais empregadas de aposentadoria

Leia mais

Natureza Jurídica. Características. Gerações.

Natureza Jurídica. Características. Gerações. Natureza Jurídica. Características. Gerações. Direitos humanos estão relacionados com a importância da própria pessoa humana. A pessoa humana, que é o bem mais valioso da humanidade, estará acima de qualquer

Leia mais

APOSENTADORIA DO SERVIDOR PÚBLICO

APOSENTADORIA DO SERVIDOR PÚBLICO «DESCONTO PREVIDENCIÁRIO INFOMATIVO FÓRUM DAS SEÇÕES SINDICAIS DO ANDES SN DAS IEES PARANAENSES» APOSENTADORIA DO SERVIDOR PÚBLICO PRINCIPAIS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS EC. Ns. 41/2003 E 47/2005 - quebra

Leia mais

Instituto de Previdência e Assistência Municipal de Caxias do Sul

Instituto de Previdência e Assistência Municipal de Caxias do Sul Instituto de Previdência e Assistência Municipal de Caxias do Sul Instituto de Previdência e Assistência Municipal de Caxias do Sul Instituto de Previdência e Assistência Municipal de Caxias do Sul Instituto

Leia mais

Aposentadoria especial nos RPPS

Aposentadoria especial nos RPPS Aposentadoria especial nos RPPS Quem deve emitir o PPP e os Laudos Periciais? Conversão de períodos especiais em comum para servidores públicos; Regime Jurídico único????? Mandado de Injunção e Aposentadoria

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Código da Disciplina: 2716 Vigência: 1 / 2004 Disciplina: DIREITO ADMINISTRATIVO I Código do Curso: 17 Curso: Direito Unidade: NÚCLEO UNIV BH Turno: NOITE Período: 6 Créditos: 4 Carga Horária TOTAL 60

Leia mais

Rioprevidência com você. Novembro de 2015

Rioprevidência com você. Novembro de 2015 Rioprevidência com você Novembro de 2015 O principal objetivo desta apresentação é levar aos servidores do Estado do Rio de Janeiro a Educação Previdenciária, ampliando os conhecimentos dos seus direitos

Leia mais

DIREITOS HUMANOS E A CONSTITUIÇÃO

DIREITOS HUMANOS E A CONSTITUIÇÃO DIREITOS HUMANOS E A CONSTITUIÇÃO Aula 06 NOS CAPÍTULOS ANTERIORES... Identificamos a evolução histórica dos direitos humanos Direitos Humanos Direitos fundamentais Geração x Dimensões Documentos Históricos

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA NO ÂMBITO MUNICIPAL FRENTE ÀS MUDANÇAS INSTITUIDAS PELA EMENDA CONSTITUCIONAL N. 41/2003.

CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA NO ÂMBITO MUNICIPAL FRENTE ÀS MUDANÇAS INSTITUIDAS PELA EMENDA CONSTITUCIONAL N. 41/2003. NOTA JURÍDICA N.º 001/2004 (Atualizada em 24.08.2005) Cuiabá/MT, 23 de janeiro de 2004. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA NO ÂMBITO MUNICIPAL FRENTE ÀS MUDANÇAS INSTITUIDAS PELA EMENDA CONSTITUCIONAL N. 41/2003.

Leia mais

Tudo o que você precisa saber sobre a previdência e a aposentadoria.

Tudo o que você precisa saber sobre a previdência e a aposentadoria. Tudo o que você precisa saber sobre a previdência e a aposentadoria. Cuidar da sua previdência é fazer o seu futuro mais seguro. Esta cartilha reúne as principais informações sobre a previdência e a aposentadoria

Leia mais

Nº RECURSO EXTRAORDINÁRIO Nº /210 ORIGEM : SÃO PAULO

Nº RECURSO EXTRAORDINÁRIO Nº /210 ORIGEM : SÃO PAULO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA Nº RECURSO EXTRAORDINÁRIO Nº 543.253-0/210 ORIGEM : SÃO PAULO RECTE : MUNICÍPIO DE SANTOS RECDOS : ROBERTO LENCIONI NOWILL E OUTRO(A/S) RELATOR:

Leia mais

Asscontas Associação dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais / Artigos Acesse: ABONO DE PERMANÊNCIA

Asscontas Associação dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais / Artigos Acesse:  ABONO DE PERMANÊNCIA ABONO DE PERMANÊNCIA O Abono de Permanência, instituto criado pela Emenda Constitucional 41, de 19 de dezembro de 2003 (EC 41/03), consiste em uma restituição, feita pelo Estado ao servidor, do valor que

Leia mais

Matérias previdenciárias no Supremo Tribunal Federal: como chegar e como atuar

Matérias previdenciárias no Supremo Tribunal Federal: como chegar e como atuar Matérias previdenciárias no Supremo Tribunal Federal: como chegar e como atuar SÃO PAULO PREVIDÊNCIA APEPREM X ENCONTRO TEMÁTICO Jurídico/Financeiro Agosto de 2016 SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL Função precípua

Leia mais

RECURSO EXTRAORDINÁRIO Nº / DF

RECURSO EXTRAORDINÁRIO Nº / DF Procuradoria Geral da República Nº 8809 RJMB / pc RECURSO EXTRAORDINÁRIO Nº 744.447 / DF RELATOR : Ministro CELSO DE MELLO RECORRENTE : Distrito Federal RECORRIDO : Wilson de Souza Oliveira RECURSO EXTRAORDINÁRIO.

Leia mais

Direito Administrativo

Direito Administrativo Direito Administrativo Princípios constitucionais da Administração Pública Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Administrativo PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

DIREITOS FUNDAMENTAIS

DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS (PARTE GERAL) Conceito de direitos fundamentais Direito fundamental é aquilo que é essencial para o homem e para a sociedade, que está positivado na Constituição com intenção de efetivar

Leia mais

REGRAS PARA APOSENTADORIA. IPMDC Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Duque de Caxias

REGRAS PARA APOSENTADORIA. IPMDC Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Duque de Caxias REGRAS PARA APOSENTADORIA IPMDC Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Duque de Caxias Regras de aposentadoria com funções de magistério HOMEM: 55 ANOS DE IDADE 30 ANOS DE CONTRIBUIÇÃO

Leia mais

Nota Jurídica. Medida Provisória nº 664, de 30 de dezembro de Alteração das regras de pensão do servidor público federal.

Nota Jurídica. Medida Provisória nº 664, de 30 de dezembro de Alteração das regras de pensão do servidor público federal. Nota Jurídica Medida Provisória nº 664, de 30 de dezembro de 2014. Alteração das regras de pensão do servidor público federal. Brasília, 29 de janeiro de 2015. O ESCRITÓRIO TORREÃO BRAZ, em virtude da

Leia mais

PONTO 1: Poder Constituinte PONTO 2: Poder Reformador PONTO 3: Poder Constituinte Decorrente 1. PODER CONSTITUINTE NATUREZA DO PODER CONSTITUINTE:...

PONTO 1: Poder Constituinte PONTO 2: Poder Reformador PONTO 3: Poder Constituinte Decorrente 1. PODER CONSTITUINTE NATUREZA DO PODER CONSTITUINTE:... 1 DIREITO CONSTITUCIONAL PONTO 1: Poder Constituinte PONTO 2: Poder Reformador PONTO 3: Poder Constituinte Decorrente Precedentes: RExt 466.343 RExt 349.703 HC 87.585 1. PODER CONSTITUINTE Poder de elaborar

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO CONCURSOS LEGISLATIVOS ÁREA ADMINISTRATIVA

CONTROLE DE CONTEÚDO CONCURSOS LEGISLATIVOS ÁREA ADMINISTRATIVA 1 Domínio da Ortografia Oficial. Emprego das Letras. Emprego da Acentuação Gráfica. 2 Estrutura, Formação e Representação das Palavras. 3 Emprego das Classes de Palavras. 4 Relações de coordenação e de

Leia mais

1 Direito processual constitucional, 7

1 Direito processual constitucional, 7 1 Direito processual constitucional, 7 1.1 Esclarecimentos iniciais, 7 1.2 Direito processual constitucional: objeto de estudo, 8 1.3 Jurisdição, processo, ação e defesa, 10 1.4 Constituição e processo,

Leia mais

O papel do médico autônomo e o médico empregado (CLT) no SUS. Claudia Bezerra Batista Neves advogada do Sindimed/BA

O papel do médico autônomo e o médico empregado (CLT) no SUS. Claudia Bezerra Batista Neves advogada do Sindimed/BA O papel do médico autônomo e o médico empregado (CLT) no SUS Claudia Bezerra Batista Neves advogada do Sindimed/BA Sistema Único de Saúde SUS Institucionalização Constitucionalizada ( art. 197 a 200, CF)

Leia mais

Objetivos: Dar ao aluno noções gerais sobre o Estado e a ordem social e oferecer-lhe o pleno conhecimento da organização constitucional brasileira.

Objetivos: Dar ao aluno noções gerais sobre o Estado e a ordem social e oferecer-lhe o pleno conhecimento da organização constitucional brasileira. DISCIPLINA: CONSTITUCIONAL I CARGA HORÁRIA TOTAL: 60 CRÉDITOS: 04 CÓDIGO: DIR 02-07411 Dar ao aluno noções gerais sobre o Estado e a ordem social e oferecer-lhe o pleno conhecimento da organização constitucional

Leia mais

SUBSTITUTIVO DA PEC 287/2016 REFORMA DA PREVIDÊNCIA

SUBSTITUTIVO DA PEC 287/2016 REFORMA DA PREVIDÊNCIA SUBSTITUTIVO DA PEC 287/2016 REFORMA DA PREVIDÊNCIA APOSENTADORIA NO RGPS - Aposentadoria aos 65 anos de idade e 25 anos de tempo de contribuição; - Valor do benefício: - 51% da média +1% por ano de tempo

Leia mais

Sumário. Introdução... 31

Sumário. Introdução... 31 Sumário Introdução..................................................................... 31 Parte I. Teoria e significado da igualdade jurídica............................ 33 Capítulo I. Teorias fundamentais

Leia mais

Direito Previdenciário e Infortunístico

Direito Previdenciário e Infortunístico Direito Previdenciário e Infortunístico (o presente texto representa apenas anotações para exposição do autor sem validade para citação) 8º tema Previdência Social para os Servidores Públicos. Desde 1990,

Leia mais

Direito Constitucional PARA CONCURSO DE. Juiz do Trabalho

Direito Constitucional PARA CONCURSO DE. Juiz do Trabalho Direito Constitucional PARA CONCURSO DE Juiz do Trabalho Direito Constitucional PARA CONCURSO DE Juiz do Trabalho Janice Helena Ferreri Morbidelli con cursos Direito Constitucional para concurso de Juiz

Leia mais

SB = média dos últimos 36 salários-de-contribuição, considerados em um período não superior a 48 meses, cujo divisor não pode ser inferior a 24.

SB = média dos últimos 36 salários-de-contribuição, considerados em um período não superior a 48 meses, cujo divisor não pode ser inferior a 24. APOSENTADORIA POR TEMPO DE SERVIÇO (REGRAS VIGENTES ANTES DA EC 20/98) * Requisitos: Qualidade de Segurado e Carência 30 anos de tempo de serviço, se homem, e 25, se mulher * Cálculo do benefício: 70%

Leia mais

Progressividade do IPTU e do ITBI e a jurisprudência recente dos Tribunais Superiores

Progressividade do IPTU e do ITBI e a jurisprudência recente dos Tribunais Superiores Progressividade do IPTU e do ITBI e a jurisprudência recente dos Tribunais Superiores Betina Treiger Grupenmacher Doutora UFPR, pós-doutora Universidade de Lisboa - Portugal e Professora UFPR ITBI JURÍDICO-TRIBUTÁRIO

Leia mais

RESUMO DAS REGRAS PARA APOSENTADORIA NO REGIME PRÓPRIO - PSS/UFRN

RESUMO DAS REGRAS PARA APOSENTADORIA NO REGIME PRÓPRIO - PSS/UFRN UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UFRN PRÓREITORIA DE RECURSOS HUMANOS PRH DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL DAP RESUMO DAS S PARA APOSENTADORIA NO REGIME PRÓPRIO PSS/UFRN DE DIREITO ADQUIRIDO

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA

CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA Direito Constitucional e Teoria Geral do Estado *Aspectos de Direito Eleitoral *Controle

Leia mais

A REGULAÇÃO COMO DIREITO FUNDAMENTAL E O PRINCÍPIO DA

A REGULAÇÃO COMO DIREITO FUNDAMENTAL E O PRINCÍPIO DA 1 / N A REGULAÇÃO COMO DIREITO FUNDAMENTAL E O PRINCÍPIO DA VEDAÇÃO DO RETROCESSO Liliane Sonsol Gondim Bacharela em Direito, Especialista em Direito Constitucional e em Direito Ambiental, Universidade

Leia mais

Base territorial, Itajaí, Navegantes, CARTILHA DA GREVE

Base territorial, Itajaí, Navegantes, CARTILHA DA GREVE CARTILHA DA GREVE INTRODUÇÃO A greve é um direito inalienável dos trabalhadores, públicos ou privados. O seu exercício envolve uma série de condições e implicações, que devem ser consideradas pelo movimento

Leia mais

APOSENTADORIA ESPECIAL DOS GUARDAS MUNICIPAIS

APOSENTADORIA ESPECIAL DOS GUARDAS MUNICIPAIS APOSENTADORIA ESPECIAL DOS GUARDAS MUNICIPAIS CURITIBA 15 DE SETEMBRO DE 2012 FESSMUC O QUE É APOSENTADORIA ESPECIAL O QUE É APOSENTADORIA ESPECIAL? EM RAZÃO DE CONDIÇÕES ESPECIAIS NOCIVAS À SAÚDE HÁ REDUÇÃO

Leia mais

REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA NA UNIÃO, ESTADOS E MUNICÍPIOS REGRAS DE CONCESSÃO Orientação Normativa SPS 03/04

REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA NA UNIÃO, ESTADOS E MUNICÍPIOS REGRAS DE CONCESSÃO Orientação Normativa SPS 03/04 MPS SPS Ministério da Previdência Social Secretaria de Previdência Social REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA NA UNIÃO, ESTADOS E MUNICÍPIOS REGRAS DE CONCESSÃO Orientação Normativa SPS 03/04 São Gonçalo /RJ

Leia mais

Princípios da Administração Pública

Princípios da Administração Pública Princípios da Administração Pública PRINCÍPIO DA LEGALIDADE Conceito: Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei (art. 5º, II da CF). O Princípio da legalidade

Leia mais

Aula 01. Direito Constitucional Esquematizado, Pedro Lenza (ed. 2016) Direito Constitucional Descomplicado, Marcelo Alexandrino (ed.

Aula 01. Direito Constitucional Esquematizado, Pedro Lenza (ed. 2016) Direito Constitucional Descomplicado, Marcelo Alexandrino (ed. Turma e Ano: Direito Constitucional Objetivo (2016) Matéria / Aula: Direito Constitucional 01 Professor: Luis Alberto Monitor: Gabriel Desterro e Silva Pereira Aula 01 Bibliografia indicada 1 : Direito

Leia mais

APOSENTADORIA ESPECIAL, PENSÃO E REDUÇÃO DE DIREITOS DRA. THAIS RIEDEL

APOSENTADORIA ESPECIAL, PENSÃO E REDUÇÃO DE DIREITOS DRA. THAIS RIEDEL APOSENTADORIA ESPECIAL, PENSÃO E REDUÇÃO DE DIREITOS DRA. THAIS RIEDEL PARA QUE SERVE UMA PREVIDÊNCIA SOCIAL? Proteção da Sociedade em relação aos RISCOS SOCIAIS. Contingências que diminuem ou retiram

Leia mais

REAJUSTE DAS APOSENTADORIAS E PENSÕES DOS SERVIDORES PÚBLICOS, APÓS A EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03

REAJUSTE DAS APOSENTADORIAS E PENSÕES DOS SERVIDORES PÚBLICOS, APÓS A EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03 REAJUSTE DAS APOSENTADORIAS E PENSÕES DOS SERVIDORES PÚBLICOS, APÓS A EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03 Elaborado em 11.2007. Damares Medina Advogada, pós-graduada em Direito Econômico pela FGV. O desfecho

Leia mais

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Pró - Reitoria de Gestão de Pessoal Coordenadoria de Administração de Pessoal

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Pró - Reitoria de Gestão de Pessoal Coordenadoria de Administração de Pessoal Aposentadoria Passagem do servidor da atividade para a inatividade, com proventos integrais ou proporcionais ao tempo de contribuição, observadas as regras específicas para cada situação. Pode ser concedida

Leia mais

Esperamos com isto ampliar a compreensão de toda a comunidade de servidores da UFSCar em relação a este tema.

Esperamos com isto ampliar a compreensão de toda a comunidade de servidores da UFSCar em relação a este tema. Em decorrência do grande número de dúvidas dos servidores sobre a concessão de aposentadorias voluntárias, o Departamento de Aposentadorias, Pensões e Benefícios, da DiAPe/ProGPe, achou por bem relacionar

Leia mais

REGIME PRÓPRIO DOS SERVIDORES PÚBLICOS

REGIME PRÓPRIO DOS SERVIDORES PÚBLICOS APOSENTADORIA Os servidores serão aposentados e terão os seus proventos calculados e revistos, na forma prevista na Constituição Federal, observadas as normas gerais de previdência estabelecidas em lei

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE RIO CLARO MUNICÍPIO DE RIO CLARO ESTADO DE SÃO PAULO

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE RIO CLARO MUNICÍPIO DE RIO CLARO ESTADO DE SÃO PAULO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO O QUE É O IPRC? O Instituto de Previdência do Município de Rio Claro IPRC nasceu em 20 de setembro de 2007, através da Lei Complementar Municipal 023/2007. É uma Autarquia Municipal

Leia mais

Texto integral de Proposições

Texto integral de Proposições Texto integral de Proposições PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2008 Estabelece idade mínima para a concessão de aposentadoria no regime geral de previdência social, bem como regra de transição.

Leia mais

EIXO FUNDAMENTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA

EIXO FUNDAMENTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA Direito Constitucional e Teoria Geral do Estado * O Poder Constituinte * Processo Legislativo

Leia mais

ABONO DE PERMANÊNCIA. O abono de permanência foi instituído pela EC 41/2003:

ABONO DE PERMANÊNCIA. O abono de permanência foi instituído pela EC 41/2003: Autoria: Sidnei Di Bacco Advogado ABONO DE PERMANÊNCIA O abono de permanência foi instituído pela EC 41/2003: Art. 1º. A Constituição Federal passa a vigorar com as seguintes alterações: (...) Art. 40.

Leia mais

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA PARECER Nº, DE 2003 Redação, para o segundo turno, da Proposta de Emenda à Constituição nº 67, de 2003 (nº 40, de 2003, na Câmara dos Deputados).

Leia mais

Sumário. LRF_Book.indb 15 19/03/ :29:01

Sumário. LRF_Book.indb 15 19/03/ :29:01 Sumário Capítulo 1 Disposições Gerais... 1 1.1. Introdução... 1 1.2. Objetivo da obra... 6 1.3. Apresentando a LRF... 6 1.4. Origem da LRF... 7 1.5. Previsão constitucional para implementação da LRF...

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO Registro: 2014.0000263328 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação / Reexame Necessário nº 3012557-22.2013.8.26.0451, da Comarca de Piracicaba, em que são apelantes FAZENDA DO ESTADO

Leia mais

SUMÁRIO LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira

SUMÁRIO LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira SUMÁRIO LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira 1. INTRODUÇÃO 1.1. A importância do combate à corrupção 1.2. Conceito de improbidade administrativa

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO. MARATONA DO PONTO FCC Prof. Luiz Lima

DIREITO ADMINISTRATIVO. MARATONA DO PONTO FCC Prof. Luiz Lima DIREITO ADMINISTRATIVO MARATONA DO PONTO FCC Prof. Luiz Lima MARATONA DO PONTO CESPE Foco na Banca FCC Estudo das Leis e seus principais artigos / atualização jurisprudencial Aulas ao vivo (1h40 min de

Leia mais

AULA 1: ORGANIZAÇÃO DOS PODERES

AULA 1: ORGANIZAÇÃO DOS PODERES AULA 1: ORGANIZAÇÃO DOS PODERES EMENTÁRIO DE TEMAS: São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário (Art. 2º, da CRFB/88) Organização dos Poderes: separação

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL Márcio André Lopes Cavalcante DIREITO CONSTITUCIONAL A competência para legislar sobre serviços de telecomunicações é privativa da União A competência para legislar sobre serviços de telecomunicações é

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO B

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO B JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº200870520026288/PR RELATOR : Juíza Narendra Borges Morales RECORRENTE : MARIA VANIR FRAGA RECORRIDO : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS VOTO Insurge-se a

Leia mais

Reforma da Previdência. Dezembro de 2016

Reforma da Previdência. Dezembro de 2016 Reforma da Previdência Dezembro de 2016 1 Razões para a Reforma Evolução populacional Hoje o Brasil é mais jovem que EUA e Europa; Mas projeções indicam que o país ficará mais envelhecido que os EUA e

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO PROJETO DE LEI Nº 1.277, DE 2015

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO PROJETO DE LEI Nº 1.277, DE 2015 COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO. PROJETO DE LEI Nº 1.277, DE 2015 (Apenso: PL 2117/2015) Altera o art. 11 da Lei nº 8.429, de 2 de junho de 1992, para caracterizar como atos

Leia mais

Minimização da Previdência Pública

Minimização da Previdência Pública A PEC 287: Minimização da Previdência Pública Seminário Reforma da Previdência: Desafios e Ação Sindical São Paulo 7 e 8 de fevereiro de 2017 Roteiro da apresentação Características gerais da PEC 287 Mudanças

Leia mais

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO ADMINISTRATIVO

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO ADMINISTRATIVO P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO ADMINISTRATIVO QUESTÃO 1 - Quanto aos princípios constitucionais da Administração Pública, assinale a alternativa correta. A. O princípio da supremacia

Leia mais

A ENTIDADE QUE LUTA POR VOCÊ

A ENTIDADE QUE LUTA POR VOCÊ A ENTIDADE QUE LUTA POR VOCÊ LEGISLAÇÃO DISCIPLINAR EDUARDO HENRIQUE KNESEBECK ENCONTRO DE ENTIDADES REPRESENTATIVAS CURITIBA, 18 DE MAIO DE 2016 > Interpretação da legislação disciplinar Há necessidade

Leia mais

PROCESSO JUDICIAL PREVIDENCIÁRIO PROGRAMA

PROCESSO JUDICIAL PREVIDENCIÁRIO PROGRAMA PROGRAMA I. SEGURIDADE SOCIAL E PREVIDÊNCIA SOCIAL 2. Princípios e Características da Seguridade Social 2.1. Solidariedade 2.2 Universalidade da Cobertura e do Atendimento 2.3. Uniformidade e Equivalência

Leia mais

C.F de 1988, art. 40; Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de de 1998; Emenda Constitucional n 41, de19 de dezembro de 2003; Emenda

C.F de 1988, art. 40; Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de de 1998; Emenda Constitucional n 41, de19 de dezembro de 2003; Emenda Regime Próprio de Previdência Social Legislação Básica C.F de 1988, art. 40; Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de de 1998; Emenda Constitucional n 41, de19 de dezembro de 2003; Emenda Constitucional

Leia mais

DIREITO FINANCEIRO ORÇAMENTO PÚBLICO (continuação)

DIREITO FINANCEIRO ORÇAMENTO PÚBLICO (continuação) DIREITO FINANCEIRO ORÇAMENTO PÚBLICO (continuação) III. VEDAÇÕES ORÇAMENTÁRIAS A vedação, tratada pelo art. 167, da CF, é dividida em 2 tópicos: a) Execução Orçamentária (limitações a serem aplicadas no

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 63-COU/UNICENTRO, DE 29 DE MAIO DE 2009. Altera o art. 2º e anexo da Resolução nº 037- COU/UNICENTRO, de 28 de dezembro de 2006, e dá outras providências. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL

Leia mais

Cargo: Efetivo (de carreira ou isolado) adquire estabilidade Em comissão livre exoneração Vitalício adquire vitaliciedade

Cargo: Efetivo (de carreira ou isolado) adquire estabilidade Em comissão livre exoneração Vitalício adquire vitaliciedade CAMPUS Capítulo 5 Administração Pública e Servidores Públicos Disposições Constitucionais 189 Servidor público em sentido estrito (regime estatutário) Cargo efetivo Cargo em comissão Adm. Direta, autárquica

Leia mais

S u m á r i o. 1. A Seguridade Social na Constituição de Capítulo 1 Notas Introdutórias Seguridade Social (arts. 194 a 204)...

S u m á r i o. 1. A Seguridade Social na Constituição de Capítulo 1 Notas Introdutórias Seguridade Social (arts. 194 a 204)... S u m á r i o Capítulo 1 Notas Introdutórias... 1 1. A Seguridade Social na Constituição de 1988...1 1.1. Seguridade Social (arts. 194 a 204)...1 1.1.1. Natureza do Direito à Seguridade Social...1 1.1.2.

Leia mais

Tropa de Elite Delegado Federal Direito Previdenciário

Tropa de Elite Delegado Federal Direito Previdenciário Tropa de Elite Delegado Federal Direito Previdenciário Seguridade Social André Studart 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Conceito de Seguridade Social Art. 194.

Leia mais

A CAPACIDADE CONTRIBUTIVA SOB O ENFOQUE DO STF

A CAPACIDADE CONTRIBUTIVA SOB O ENFOQUE DO STF A CAPACIDADE CONTRIBUTIVA SOB O ENFOQUE DO STF Débora Belloni FERRARI 1 Ana Carolina Greco PAES 2 RESUMO: O presente artigo tem como objetivo a demonstração da importância do Princípio da Capacidade Contributiva

Leia mais

PEDIDO DE ANÁLISE DA EXTENSÃO DOS EFEITOS DO RECURSO EXTRAORDINÁRIO AOS SERVIDORES INATIVOS DA AFFEGO.

PEDIDO DE ANÁLISE DA EXTENSÃO DOS EFEITOS DO RECURSO EXTRAORDINÁRIO AOS SERVIDORES INATIVOS DA AFFEGO. Goiânia, 11 de março de 2009 Parecer Jurídico nº /2009 PEDIDO DE ANÁLISE DA EXTENSÃO DOS EFEITOS DO RECURSO EXTRAORDINÁRIO 572.052-7 AOS SERVIDORES INATIVOS DA AFFEGO. 1. Trata-se de consulta formulada

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo)

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo) PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE 2003 (Do Poder Executivo) Modifica os artigos 37, 40, 42, 48, 96, 142 e 149 da Constituição Federal, o artigo 8º da Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro

Leia mais

IV SIMPÓSIO DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO

IV SIMPÓSIO DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO IV SIMPÓSIO DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO Novas Possibilidades de Revisão de Benefícios Previdenciários ESTER MORENO DE MIRANDA VIEIRA ester.vieira@globo.com 3 REVISÃO DE FATO Comprovação do aumento do tempo

Leia mais

SUBSTITUTIVO DA PEC 287/2016 REFORMA DA PREVIDÊNCIA

SUBSTITUTIVO DA PEC 287/2016 REFORMA DA PREVIDÊNCIA SUBSTITUTIVO DA PEC 287/2016 REFORMA DA PREVIDÊNCIA APOSENTADORIA NO RGPS 49 ANOS - Aposentadoria aos 65 anos de idade, para homens e mulheres, e 25 anos de tempo de contribuição; - Valor do benefício:

Leia mais

Manual de Direito Administrativo I Gustavo Mello Knoplock

Manual de Direito Administrativo I Gustavo Mello Knoplock Série Provas e Concursos Manual de Direito Administrativo I Gustavo Mello Knoplock ELSEVIER 5.6. Resumo AGENTES PÚBLICOS (segundo Hely Lopes Meirelles): 1. Agentes políticos Aqueles no alto escalão dos

Leia mais

08/12/2014. Constituição Federal. Ordem Social. Trabalho. Seguridade Social TÍTULO VIII - DA ORDEM SOCIAL. CAPÍTULO I - DISPOSIÇÃO GERAL (art.

08/12/2014. Constituição Federal. Ordem Social. Trabalho. Seguridade Social TÍTULO VIII - DA ORDEM SOCIAL. CAPÍTULO I - DISPOSIÇÃO GERAL (art. Constituição Federal TÍTULO VIII - DA ORDEM SOCIAL CAPÍTULO I - DISPOSIÇÃO GERAL (art. 193) CAPÍTULO II - DA SEGURIDADE SOCIAL Seção I - Disposições Gerais (arts. 194 e 195) Seção II - Da Saúde (arts.

Leia mais

Averbação de Tempo de Contribuição e Serviço. Ingrid de Souza Ilson dos Santos

Averbação de Tempo de Contribuição e Serviço. Ingrid de Souza Ilson dos Santos Averbação de Tempo de Contribuição e Serviço Ingrid de Souza Ilson dos Santos UVTR Unidade de Concessão de Vantagens, Apuração de Tempo de Contribuição e Registro Atividades Averbação de tempo de contribuição

Leia mais

PARECER Nº, DE RELATOR: Senador EDUARDO MATARAZZO SUPLICY

PARECER Nº, DE RELATOR: Senador EDUARDO MATARAZZO SUPLICY PARECER Nº, DE 2014 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, sobre o Projeto de Lei do Senado (PLS) nº 267, de 2013 - Complementar do Senador Alfredo Nascimento, que modifica a Lei nº 8.213, de 24 de julho de

Leia mais

NÃO. Art.41, 1º,III(avaliação desempenho) Art.169, 4º(excesso despesa pessoal) NÃO Idem anterior NÃO. NÃO Idem anterior SIM SIM.

NÃO. Art.41, 1º,III(avaliação desempenho) Art.169, 4º(excesso despesa pessoal) NÃO Idem anterior NÃO. NÃO Idem anterior SIM SIM. João Dado Deputado Federal PDT/SP Até Junho/98 Reforma Administrativa EC-19/98 - Jun Reforma Previdenciária EC-20/98 - Dez Reforma Previdenciária EC-41/03 Reforma Previdenciária EC-47/05 NÃO Estabilidade

Leia mais

PARECER Nº EC Nº 41/03: REFORMA DA PREVIDÊNCIA. APOSENTADORIA POR INVALIDEZ COM PROVENTOS PROPORCIONAIS. PARCELA COMPLETIVA.

PARECER Nº EC Nº 41/03: REFORMA DA PREVIDÊNCIA. APOSENTADORIA POR INVALIDEZ COM PROVENTOS PROPORCIONAIS. PARCELA COMPLETIVA. PARECER Nº 14.269 EC Nº 41/03: REFORMA DA PREVIDÊNCIA. APOSENTADORIA POR INVALIDEZ COM PROVENTOS PROPORCIONAIS. PARCELA COMPLETIVA. Trata-se de servidora de escola aposentada no cargo de Agente Educacional

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Atualizado em 04/11/2015 IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA A exigência de uma atuação moral se relaciona com o dever de probidade, ética e honestidade da Administração

Leia mais

O balizamento das negociações coletivas frente a Súmula 277 do TST. São Paulo, 28 de agosto de 2014

O balizamento das negociações coletivas frente a Súmula 277 do TST. São Paulo, 28 de agosto de 2014 O balizamento das negociações coletivas frente a Súmula 277 do TST São Paulo, 28 de agosto de 2014 Vigência das normas coletivas na CLT Prevê a CLT sobre a eficácia das normas coletivas: Art. 613, II:

Leia mais

CURSO NOVOS SERVIDORES LEI 8.112/90 BENEFÍCOS DA SEGURIDADDE APOSENTADORIA

CURSO NOVOS SERVIDORES LEI 8.112/90 BENEFÍCOS DA SEGURIDADDE APOSENTADORIA CURSO NOVOS SERVIDORES LEI 8.112/90 BENEFÍCOS DA SEGURIDADDE APOSENTADORIA 1 2 OBJETIVO: Orientar e esclarecer de forma sucinta, a luz da legislação, um dos benefícios da seguridade social APOSENTADORIA.

Leia mais

Comentários às questões de Direito Constitucional Prova: Técnico do Seguro Social Professor: Jonathas de Oliveira

Comentários às questões de Direito Constitucional Prova: Técnico do Seguro Social Professor: Jonathas de Oliveira Comentários às questões de Direito Constitucional Prova: Professor: Jonathas de Oliveira 1 de 5 Comentário às questões de Direito Constitucional Técnico do INSS Caderno Beta 1 No cômputo do limite remuneratório

Leia mais

QUADRO COMPARATIVO DA PEC 287/2016 SÍNTESE DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

QUADRO COMPARATIVO DA PEC 287/2016 SÍNTESE DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA QUADRO COMPARATIVO DA PEC 287/2016 SÍNTESE DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL (RGPS-INSS) REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS (RPPS) TEMAS Proposta do Governo

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DE REVISÃO

RELATÓRIO TÉCNICO DE REVISÃO RELATÓRIO TÉCNICO DE REVISÃO PROCESSO Nº : 21750-2013 PRINCIPAL : FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDENCIA DE ALTO ARAGUAIA INTERESSADO : EDILON CIRIACO DIAS ASSUNTO : APOSENTADORIA/REFORMA/RESERVAS GESTOR RELATOR

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO

DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO EMENTA DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO DISCIPLINA: Teoria Geral do Direito do Trabalho CARGA-HORÁRIA: 10 horas EMENTA: Estudo sobre a introdução ao direito do trabalho, analisando

Leia mais

OS TRABALHADORES RURAIS E REFORMA DA PREVIDÊNCIA. Jane Lucia Wilhelm Berwanger

OS TRABALHADORES RURAIS E REFORMA DA PREVIDÊNCIA. Jane Lucia Wilhelm Berwanger OS TRABALHADORES RURAIS E REFORMA DA PREVIDÊNCIA Jane Lucia Wilhelm Berwanger HISTÓRICO PREVIDÊNCIA RURAL Estatuto do Trabalhador Rural Lei n. 4.214/63 Lei Complementar 11/71 Constituição Federal Leis

Leia mais

CIRCULAR GEPE Nº 004/2004 ABONO DE PERMANÊNCIA

CIRCULAR GEPE Nº 004/2004 ABONO DE PERMANÊNCIA 1 CIRCULAR GEPE Nº 004/2004 De: Para: Gerência de Administração de Pagamento de Pessoal Gerências da GEPE, Gerências Regionais de Recursos Humanos e unidades de pessoal das demais Secretarias ABONO DE

Leia mais

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE AULA 6. Prof. Eduardo Casassanta

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE AULA 6. Prof. Eduardo Casassanta CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE AULA 6 Prof. Eduardo Casassanta ARGUIÇÃO DE DESCUMPRIMENTO DE PRECEITO FUNDAMENTAL Previsão constitucional e infraconstitucional A ADPF está prevista no art. 102, 1º da

Leia mais