As Universidades Públicas e a Cooperação Internacional

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "As Universidades Públicas e a Cooperação Internacional"

Transcrição

1 As Universidades Públicas e a Cooperação Internacional António Rendas Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) Reitor da Universidade Nova de Lisboa Seminário Diplomático 2013 Projetar Portugal Lisboa, 3 e 4 de janeiro de 2013

2 1. O CRUP no contexto do Ensino Superior 2. Estudantes estrangeiros na rede de Ensino Superior 3. Enquadramento internacional das universidades públicas 4. A cooperação luso-brasileira no âmbito das universidades públicas 5. Estratégias de captação de estudantes estrangeiros

3

4 1. Universidade de Coimbra 2. Universidade de Lisboa 3. Universidade do Porto 4.Univ. Técnica de Lisboa 5. Universidade Nova de Lisboa 6. Universidade de Aveiro 7. Universidade do Minho 8. Universidade de Évora 9. Universidade dos Açores 10. Universidade do Algarve 11.Univ. Trás-os-Montes e Alto Douro 12. Universidade da Beira Interior 13. Universidade da Madeira 14. Universidade Aberta 15.Universidade Católica 16. ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa

5 Objetivos Assegurar a coordenação e representação global das universidades nele representadas, sem prejuízo da autonomia de cada uma delas Colaborar na formulação das políticas nacionais de educação, ciência e cultura Pronunciar-se sobre os projetos legislativos que digam diretamente respeito ao ensino universitário público Pronunciar-se sobre questões orçamentais do ensino universitário público Audição obrigatória sobre alterações no ensino universitário público

6 Fonte: Reitorias das Universidades

7

8

9 População Taxa de natalidade 9.2 Taxa de mortalidade 9.7 Filhos/Mulher Km ilhas 2335 Km / / / / / /12 Fonte: DGEEC-MEC Nota: engloba apenas estudantes inscritos num período mínimo de 1 ano pelo que não inclui os estudantes CsF (Graduação Sanduíche).

10 / / / / / / Angola Cabo Verde Guiné-Bissau Moçambique São Tomé e Príncipe Brasil Timor-Leste Fonte: DGEEC-MEC

11 / / / / / Angola Cabo Verde Guiné-Bissau Moçambique São Tomé e Príncipe Brasil Timor-Leste Fonte: DGEEC-MEC

12 4.8% dos estudantes inscritos no ensino superior são estrangeiros (imigrantes ou participantes em programas de mobilidade) Apenas 2.4% são estudantes internacionais (deslocados com o propósito específico de estudar) No 1.º e 2.º ciclo o sistema é muito dependente da mobilidade a partir dos países CPLP e do espaço europeu Captação de estudantes estrangeiros nos doutoramentos é mais aprofundada (estrangeiros representam 12.3% das inscrições) Fonte: DGEEC-MEC; Percentagens globais relativas ao ano letivo 2008/09

13 Enquadramento Internacional das Universidades Públicas (1)/ Presença constante em rankings internacionais Times Higher Education NOVA UCoimbra UPorto UAveiro UMinho ULisboa UTL >400 > (434) (353) (371) (383) QS World University Shanghai Webometrics Scimago World Report 663 (1,2) 531 (1,2) 270 (1,2) 550 (1,2) 684 (1,3) 511 (1,1) 294 (1,3) Scimago Iberoamericano (1,2) 28 (1,2) 11 (1,2) 29 (1,2) 39 (1,3) 27 (1,1) 15 (1,2) Leiden (P) Leiden (Impacto)

14 Enquadramento Internacional das Universidades Públicas(2) Parcerias internacionais com universidades norte-americanas de excelência Programa MIT Portugal 276 estudantes de doutoramento e 149 estudantes de mestrado Programa Carnegie Mellon Portugal 70 estudantes de doutoramento Programa UT/Austin - Portugal 100 estudantes de doutoramento e 80 estudantes de mestrado

15 Cooperação Luso-Brasileira (CAPES e CNPq) Programa Ciência sem Fronteiras 16 universidades portuguesas participantes 2.º país com mais estudantes CsF (em 38 países) Graduação Sanduíche 2343 estudantes colocados Doutorado Sanduíche 245 Doutorado Pleno 84 Pós-doutorado 103 Programa de Licenciaturas Internacionais 11 universidades portuguesas participantes 689 colocados em 2012 Fonte: CNPq ; CAPES

16 Objetivos Aumentar o número de estudantes estrangeiros em Portugal Diversificar os países de origem dos estudantes Rentabilizar capacidade instalada Reforçar cooperação académica e científica com instituições fora do espaço europeu

17 a) Propostas apresentadas ao Governo Bases para elaboração de um Decreto-lei que defina o estatuto do estudante internacional e que estabeleça a criação de um concurso especial de acesso ao ensino superior para estes estudantes Metodologia a seguir na organização de uma estrutura executiva nacional que coordene a estratégia de captação de estudantes internacionais

18 b) Propostas apresentadas ao Governo Constituição de grupo de trabalho para desenvolver mecanismos de agilização nos processos de emissão de vistos destinados a estudantes internacionais Apoio do Ministério de Negócios Estrangeiros para reforçar as diligências da rede diplomática portuguesa na divulgação do ensino superior português e para identificar potenciais mercados-alvo

19 Iniciativas a desenvolver pelas universidades Definição de programas de formação/cursos com formato de short studies para ensino da língua portuguesa Oferta de maior número de cursos em inglês, especialmente no 2.º ciclo Estabelecimento de acordos para graus conjuntos ou duplas titulações que permitam períodos mais alargados de presença para estudantes estrangeiros em Portugal Participações conjuntas em feiras internacionais

20 Obrigado pela vossa atenção.

A internacionalização do ensino superior

A internacionalização do ensino superior A internacionalização do ensino superior A perspectiva das universidades públicas António Rendas Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) Reitor da Universidade Nova de Lisboa

Leia mais

ENSINO SUPERIOR: SITUAÇÃO EM 2012/13 DOS INSCRITOS PELA PRIMEIRA VEZ EM 2011/12. Dados Estatísticos

ENSINO SUPERIOR: SITUAÇÃO EM 2012/13 DOS INSCRITOS PELA PRIMEIRA VEZ EM 2011/12. Dados Estatísticos ENSINO SUPERIOR: SITUAÇÃO EM 2012/13 DOS INSCRITOS PELA PRIMEIRA VEZ EM 2011/12 Dados Estatísticos Índice 1. Licenciaturas. 3 Gráfico 1. Situação em 2012 dos alunos inscritos no 1.º ano, pela 1.ª vez,

Leia mais

Isabel Pedreira, Cláudia Roriz e Joana Duarte. Introdução

Isabel Pedreira, Cláudia Roriz e Joana Duarte. Introdução Os estudantes estrangeiros provenientes de países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa no ensino superior em Portugal: contributos para uma caracterização Isabel Pedreira, Cláudia Roriz e Joana

Leia mais

Regulamento Interno de Atribuição de Bolsas a Estudantes Internacionais Versão: 03 Data:10/01/2017

Regulamento Interno de Atribuição de Bolsas a Estudantes Internacionais Versão: 03 Data:10/01/2017 Regulamento Interno de Atribuição de Bolsas a Estudantes Internacionais Versão: 03 Data:10/01/2017 Elaborado: Verificado: Aprovado: RG PR12 09 Vice Presidente do IPB Pró Presidente para os Assuntos Académicos

Leia mais

Programa de Mobilidade Nacional Almeida Garrett Princípios Orientadores para 2017/2018

Programa de Mobilidade Nacional Almeida Garrett Princípios Orientadores para 2017/2018 Programa de Mobilidade Nacional Almeida Garrett Princípios Orientadores para 2017/2018 1. Enquadramento O Programa Almeida Garrett, adiante designado por Programa AG, é o programa de mobilidade nacional

Leia mais

Programa de Mobilidade Nacional Almeida Garrett Princípios Orientadores para 2014/2015

Programa de Mobilidade Nacional Almeida Garrett Princípios Orientadores para 2014/2015 Programa de Mobilidade Nacional Almeida Garrett Princípios Orientadores para 2014/2015 1. Enquadramento O Programa Almeida Garrett, adiante designado por Programa AG, é o programa de mobilidade nacional

Leia mais

PORTUGAL 4/3/2016 VISÃO GERAL

PORTUGAL 4/3/2016 VISÃO GERAL PORTUGAL 2015 VISÃO GERAL Com origens que remontam ao século XVIII, a Universidade do Porto é uma prestigiada instituição de ensino e investigação científica portuguesa, classificada entre as 100-150 melhores

Leia mais

Enlaces útiles/ Esteka Interesgarriak. Jornais e revistas

Enlaces útiles/ Esteka Interesgarriak. Jornais e revistas DEPARTAMENTO DE PORTUGUES // PORTUGALERA DEPARTAMENTUA PORTUGAL Nacionais http://www.publico.clix.pt http://www.expresso.pt http://www.correiomanha.pt http://www.dn.pt http://www.visaoonline.pt http://www.acapital.pt

Leia mais

18 de Outubro de ,0% 33,3% 16,7% 2,6% 4,4% 11,5% 10,2% 2,9% 6,4% 14,6% 12,3% 16,8% 3,1% 5,6% 15,4% 14,8% 2,0% 15,4%

18 de Outubro de ,0% 33,3% 16,7% 2,6% 4,4% 11,5% 10,2% 2,9% 6,4% 14,6% 12,3% 16,8% 3,1% 5,6% 15,4% 14,8% 2,0% 15,4% UM 18 de Outubro de 2006 Ensino Superior dicas - entre as razões que levaram os estudantes a concorrer à UMinho em detrimento de outras instituições de ensino superior encontra-se, destacada, a proximidade

Leia mais

Diplomados pela U.Porto inscritos nos centros de emprego do Continente a 30 de Junho de 2009

Diplomados pela U.Porto inscritos nos centros de emprego do Continente a 30 de Junho de 2009 pela U.Porto inscritos nos centros de emprego do Continente a 30 de Junho de 2009 Universidade do Porto. Reitoria Serviço de Melhoria Contínua. 20 de Outubro de 2009 (versão 16fev2011) 1 Índice Introdução

Leia mais

INDICADORES DE ENDOGAMIA ACADÉMICA NAS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO UNIVERSITÁRIO /16 -

INDICADORES DE ENDOGAMIA ACADÉMICA NAS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO UNIVERSITÁRIO /16 - INDICADORES DE ENDOGAMIA ACADÉMICA NAS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO UNIVERSITÁRIO - 2015/16 - DGEEC Setembro de 2017 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 1 INDICADORES DE ENDOGAMIA ACADÉMICA: DADOS POR INSTITUIÇÃO

Leia mais

Diplomados pela U.Porto inscritos nos centros de emprego do Continente a 31 de Dezembro de 2010

Diplomados pela U.Porto inscritos nos centros de emprego do Continente a 31 de Dezembro de 2010 pela U.Porto inscritos nos centros de emprego do Continente a 31 de Dezembro de 2010 Universidade do Porto. Reitoria Serviço de Melhoria Contínua. 9 Junho de 2011 1 Índice Introdução e notas... 3 I. (Dezembro

Leia mais

Acesso ao Ensino Superior 2004 Análise Descritiva

Acesso ao Ensino Superior 2004 Análise Descritiva Acesso ao Ensino Superior 2004 Análise Descritiva Reitoria da Universidade do Porto >> Gabinete de Comunicação e Imagem. 10 2004 ÍNDICE Introdução... 4 Cap. I 1ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao

Leia mais

Panel Modelos de Gestión de la Calidad del Postgrado y el Doctorado. Experiencias institucionales

Panel Modelos de Gestión de la Calidad del Postgrado y el Doctorado. Experiencias institucionales Panel Modelos de Gestión de la Calidad del Postgrado y el Doctorado. Experiencias institucionales Gestão da qualidade da pós-graduação a experiência da Universidade de Aveiro Teresa Bettencourt tbett@ua.pt

Leia mais

Oportunidades de Negócio e Financiamento

Oportunidades de Negócio e Financiamento Oportunidades de Negócio e Financiamento 1 Fundos de Cooperação Europeia 2 Fundos de Cooperação Europeia 3 Fundos de Cooperação Europeia 4 Vantagens para as empresas: 1. Internacionalização de empresas

Leia mais

Diplomados pela U.Porto inscritos nos centros de emprego do Continente a 31 de Dezembro de 2009

Diplomados pela U.Porto inscritos nos centros de emprego do Continente a 31 de Dezembro de 2009 pela U.Porto inscritos nos centros de emprego do Continente a 31 de Dezembro de 2009 Universidade do Porto. Reitoria Serviço de Melhoria Contínua. 3 de Maio de 2010 (versão 16fev2011) 1 Índice Introdução

Leia mais

Carlos Alexandre Netto Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Carlos Alexandre Netto Universidade Federal do Rio Grande do Sul Carlos Alexandre Netto Universidade Federal do Rio Grande do Sul netto@gabinete.ufrgs.br Objetivos da Avaliação na UFRGS: Estabelecer Cultura de Avaliação; Assegurar Qualidade de Processos e de Produtos

Leia mais

VISÃO GERAL uma das mais prestigiadas instituições de ensino e investigação melhores universidades da Europa uma das mais prestigiadas

VISÃO GERAL uma das mais prestigiadas instituições de ensino e investigação melhores universidades da Europa uma das mais prestigiadas PORTUGAL 2014 VISÃO GERAL A Universidade do Porto é uma das mais prestigiadas instituições de ensino e investigação científicas portuguesas, classificada entre as 100-150 melhores universidades da Europa.

Leia mais

Programa de Mobilidade Nacional. Almeida Garrett. Princípios Orientadores

Programa de Mobilidade Nacional. Almeida Garrett. Princípios Orientadores Programa de Mobilidade Nacional Almeida Garrett Princípios Orientadores 2011/2012 1. Enquadramento O Programa Almeida Garrett, adiante designado por Programa AG, é o programa de mobilidade nacional de

Leia mais

Diplomados pela U.Porto inscritos nos centros de emprego (30 de Junho de 2008)

Diplomados pela U.Porto inscritos nos centros de emprego (30 de Junho de 2008) pela U.Porto inscritos nos centros de emprego (30 de Junho de 2008) Universidade do Porto. Reitoria Serviço de Melhoria Contínua. 12 de Dezembro de 2008 (versão 16Fev2011) Índice Introdução e notas...

Leia mais

IV REUNIÃO DE MINISTRAS DA IGUALDADE DE GÉNERO E EMPODERAMENTO DAS MULHERES DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP

IV REUNIÃO DE MINISTRAS DA IGUALDADE DE GÉNERO E EMPODERAMENTO DAS MULHERES DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP IV REUNIÃO DE MINISTRAS DA IGUALDADE DE GÉNERO E EMPODERAMENTO DAS MULHERES DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP "Empoderamento Económico da Mulher, Género e Globalização" Declaração de

Leia mais

Programa de Mobilidade Nacional Almeida Garrett. Princípios Orientadores

Programa de Mobilidade Nacional Almeida Garrett. Princípios Orientadores Programa de Mobilidade Nacional Almeida Garrett Princípios Orientadores 2011/2012 1. Enquadramento O Programa Almeida Garrett, adiante designado por Programa AG, é o programa de mobilidade nacional de

Leia mais

A investigação, o ensino e a profissão de contabilista:

A investigação, o ensino e a profissão de contabilista: A investigação, o ensino e a profissão de contabilista: O caso da contabilidade pública Aveiro, 12 de Outubro de 2017 João Baptista da Costa Carvalho Questão de partida O que se investiga e ensina em Contabilidade

Leia mais

Memorando de Entendimento. Entre A COMUNIDADE DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA A ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE TURISMO

Memorando de Entendimento. Entre A COMUNIDADE DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA A ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE TURISMO Memorando de Entendimento Entre A COMUNIDADE DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA E A ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE TURISMO Considerando que a Comunidade de Países de Língua Oficial Portuguesa doravante designada por

Leia mais

SEMINÁRIO «A LEGÍSTICA E A QUALIDADE DA LEI» 30 de maio a 2 de junho de 2016 CONCLUSÕES

SEMINÁRIO «A LEGÍSTICA E A QUALIDADE DA LEI» 30 de maio a 2 de junho de 2016 CONCLUSÕES SEMINÁRIO «A LEGÍSTICA E A QUALIDADE DA LEI» 30 de maio a 2 de junho de 2016 CONCLUSÕES Tendo em conta que a melhoria da qualidade da lei é uma prioridade na agenda estratégica dos Parlamentos, o XVI Encontro

Leia mais

Síntese da proposta de orçamento. da UTAD e notas explicativas. Conselho Geral

Síntese da proposta de orçamento. da UTAD e notas explicativas. Conselho Geral Síntese da proposta de orçamento da UTAD e notas explicativas Conselho Geral 2014 PROPOSTA DE ORÇAMENTO DA UTAD PARA 2014 E NOTAS EXPLICATIVAS 1. De acordo com o artigo 36º dos estatutos da UTAD, compete

Leia mais

A FCT e a CooperaçãoemCiênciae Tecnologia com ospaísesdo EspaçoCPLP

A FCT e a CooperaçãoemCiênciae Tecnologia com ospaísesdo EspaçoCPLP A FCT e a CooperaçãoemCiênciae Tecnologia com ospaísesdo EspaçoCPLP 2ª CONFERÊNCIA SOBRE O FUTURO DA LÍNGUA PORTUGUESA NO SISTEMA MUNDIAL 30 de outubro2013 Maria João Maia Departamento das Relações Internacionais,

Leia mais

1. Portugal no Mundo Promover a Paz e a Segurança PORTUGAL NO MUNDO PROMOVER A PAZ E A SEGURANÇA

1. Portugal no Mundo Promover a Paz e a Segurança PORTUGAL NO MUNDO PROMOVER A PAZ E A SEGURANÇA 1. Portugal no Mundo Promover a Paz e a Segurança PORTUGAL NO MUNDO PROMOVER A PAZ E A SEGURANÇA 2º Encontro Conhecimento e Cooperação - Lisboa, 06-06-2013 2. Portugal no Mundo Promover a Paz e a Segurança

Leia mais

COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE (DOMINGO) NOTA

COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE (DOMINGO) NOTA COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE 14-07-2013 (DOMINGO) NOTA 1. Tem início no próximo dia 17 de julho, 4.ª feira, a apresentação da candidatura à 1.ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior público.

Leia mais

FORPLAD Recife, março 2017 INTERNATIONAL AFFAIRS OFFICE

FORPLAD Recife, março 2017 INTERNATIONAL AFFAIRS OFFICE FORPLAD Recife, março 2017 INTERNATIONAL AFFAIRS OFFICE Internacionalização do Ensino Superior Aspectos do debate >> Universidade casa de produção do conhecimento a Universidade e o conhecimento não tem

Leia mais

III REUNIÃO ORDINÁRIA DE MINISTROS DOS ASSUNTOS DO MAR DA CPLP

III REUNIÃO ORDINÁRIA DE MINISTROS DOS ASSUNTOS DO MAR DA CPLP III REUNIÃO ORDINÁRIA DE MINISTROS DOS ASSUNTOS DO MAR DA CPLP Díli, 18 de maio de 2016 DECLARAÇÃO DE DÍLI Os Ministros dos Assuntos do Mar da CPLP ou seus representantes de Angola, Brasil, Cabo Verde,

Leia mais

Acesso ao Ensino Superior 2011 Análise descritiva. Parte I: Panorama nacional e U.Porto dados globais

Acesso ao Ensino Superior 2011 Análise descritiva. Parte I: Panorama nacional e U.Porto dados globais Acesso ao Ensino Superior 2011 Análise descritiva Parte I: Panorama nacional e U.Porto dados globais Reitoria da Universidade do Porto >> Serviço de Melhoria Contínua. 21-10-2011 SUMÁRIO Introdução 2 Panorama

Leia mais

Acordo sobre a Concessão de Visto para Estudantes Nacionais dos Estados membros da CPLP

Acordo sobre a Concessão de Visto para Estudantes Nacionais dos Estados membros da CPLP Acordo sobre a Concessão de Visto para Estudantes Nacionais dos Estados membros da CPLP e-mail: geral@info-angola.com portal: www.info-angola.com Página 1 / 5 Considerando que um dos principais objectivos

Leia mais

TEMA I - Políticas e estratégias de viabilização da mobilidade académica nos países lusófonos

TEMA I - Políticas e estratégias de viabilização da mobilidade académica nos países lusófonos ÍNDICE LISTA DE PARTICIPANTES SESSÃO DE ABERTURA Discurso de abertura do Presidente da Comissão Organizadora da UNTL Professor Doutor Vicente Paulino... 23 Discurso do Presidente da AULP e Vice-Reitor

Leia mais

LABORATÓRIO ESTRATÉGICO DE TURISMO. Conhecimento, Emprego & Formação

LABORATÓRIO ESTRATÉGICO DE TURISMO. Conhecimento, Emprego & Formação LABORATÓRIO ESTRATÉGICO DE TURISMO Conhecimento, Emprego & Formação SETÚBAL, 6 de outubro de 2016 Nuno Fazenda O Turismo nos últimos 10 anos ESTRUTURA Gestão e Monitorização Grandes Desafios Referencial

Leia mais

Sustentabilidade: Desafio Actual do Ensino Superior

Sustentabilidade: Desafio Actual do Ensino Superior Os desafios da Gestão e da Qualidade do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa 15 de Novembro de 2011 Sustentabilidade: Desafio Actual do Ensino Superior Instituto Superior Técnico,

Leia mais

Ingresso no ensino superior público,

Ingresso no ensino superior público, Ingresso no ensino superior público, 2017 2018 Mais de 73 mil novos estudantes previstos no ensino superior público, incluindo cerca de 47 mil estudantes através do Concurso Nacional de Acesso (CNA) 44914

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 RESULTADOS DA 3.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 RESULTADOS DA 3.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 RESULTADOS DA 3.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO 12 de outubro 2017 Estão concluídas todas as fases do Concurso Nacional de Acesso 2017, tendo sido admitidos 46544 estudantes

Leia mais

O financiamento da FCT às universidades do interior e ilhas 1. Enquadramento

O financiamento da FCT às universidades do interior e ilhas 1. Enquadramento O financiamento da FCT às universidades do interior e ilhas 1 1. Enquadramento Atualmente é do reconhecimento geral que o conhecimento resultante das atividades de investigação científica e de desenvolvimento

Leia mais

VII REUNIÃO DE MINISTROS DA CULTURA DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA. Declaração Final

VII REUNIÃO DE MINISTROS DA CULTURA DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA. Declaração Final VII REUNIÃO DE MINISTROS DA CULTURA DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA Palácio Nacional de Sintra, Sintra, 18 de junho de 2010 Declaração Final Os Ministros e os representantes dos Ministérios

Leia mais

CONCURSO PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO INDIVIDUAIS

CONCURSO PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO INDIVIDUAIS CONCURSO PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO INDIVIDUAIS Encontra-se aberto concurso para atribuição de duas (2) Bolsas de Doutoramento no âmbito do TropiKMan PhD, doutoramento FCT, em Saber Tropical e Gestão

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 RESULTADOS DA 3.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 RESULTADOS DA 3.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 RESULTADOS DA 3.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO 12 outubro 2017 Estão concluídas todas as fases do Concurso Nacional de Acesso 2017, tendo sido admitidos 46544 estudantes

Leia mais

Acesso ao Ensino Superior 2010 Análise descritiva. Parte I: Panorama nacional e U.Porto dados globais

Acesso ao Ensino Superior 2010 Análise descritiva. Parte I: Panorama nacional e U.Porto dados globais Acesso ao Ensino Superior 2010 Análise descritiva Parte I: Panorama nacional e U.Porto dados globais Reitoria da Universidade do Porto >> Serviço de Melhoria Contínua. 29-10-2010 (versão 2. 16-11-2010)

Leia mais

Relatório de atividades de cooperação 2012/2014

Relatório de atividades de cooperação 2012/2014 Proc. n.º -RI/14 Relatório de atividades de cooperação 2012/2014 Guilherme d Oliveira Martins Presidente do Tribunal de Contas Tribunal de Contas de Portugal LISBOA 2014 NOTA INTRODUTÓRIA I - ANO DE 2012

Leia mais

XI CONFERÊNCIA DOS CHEFES DE ESTADO E DE GOVERNO DA CPLP

XI CONFERÊNCIA DOS CHEFES DE ESTADO E DE GOVERNO DA CPLP SECRETARIADO EXECUTIVO COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA XI CONFERÊNCIA DOS CHEFES DE ESTADO E DE GOVERNO DA CPLP (Brasília, 01 de novembro de 2016) DISCURSO DA SECRETÁRIA EXECUTIVA DA CPLP MARIA

Leia mais

A EVOLUÇÃO COMERCIAL E SOCIETÁRIA NOS PAÍSES LUSÓFONOS: DA CARTA DE LEI DE 1888 ATÉ AOS

A EVOLUÇÃO COMERCIAL E SOCIETÁRIA NOS PAÍSES LUSÓFONOS: DA CARTA DE LEI DE 1888 ATÉ AOS VII ENCONTRO DE HISTÓRIA DA CONTABILIDADE ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DECONTAS A EVOLUÇÃO COMERCIAL E SOCIETÁRIA NOS PAÍSES LUSÓFONOS: DA CARTA DE LEI DE 1888 ATÉ AOS NOSSOS DIAS ILÍDIO TOMÁSLOPES INSTITUTO

Leia mais

Português: Língua de oportunidades. Números que falam

Português: Língua de oportunidades. Números que falam Português: Língua de oportunidades Números que falam Agenda 1 A CPLP enquanto mercado económico 2 Economia 3 4 5 6 IDE Fiscalidade Plataformas lusófonas Conclusões Slide 2 507 260 Slide 3 Economia Características

Leia mais

De facto, parece evidente que uma ligação estreita, integrada

De facto, parece evidente que uma ligação estreita, integrada Parcerias no espaço da língua portuguesa A ideia de que a cooperação entre universidades, centros de investigação e organizações ou empresas constitui um dos principais pilares da inovação de qualquer

Leia mais

QUEM SÃO OS FUTUROS MAGISTRADOS

QUEM SÃO OS FUTUROS MAGISTRADOS QUEM SÃO OS FUTUROS MAGISTRADOS Estudo de C dos Auditores de Justiça do II Curso de Formação de Magistrados para os Tribunais Administrativos e Fiscais (2010-2012) QUEM SÃO OS FUTUROS MAGISTRADOS Estudo

Leia mais

- Estágio da Licenciatura em História e Ciências Sociais - Ramo Educacional, na Escola Secundária Castêlo da Maia, no ano letivo

- Estágio da Licenciatura em História e Ciências Sociais - Ramo Educacional, na Escola Secundária Castêlo da Maia, no ano letivo MARIA MANUELA RIBEIRO OLIVEIRA 1. DADOS PESSOAIS Nascimento Lisboa, 8 de Fevereiro de 1971 Estado civil Solteira Morada Rua Frei Tomé Jesus, 16, 1700-215 Lisboa Telefone 963736563 E-mail: manuliva@gmail.com

Leia mais

O Acesso Aberto à literatura

O Acesso Aberto à literatura TÍTULO DA APRESENTAÇÃO O Acesso Aberto à literatura Complemento de título científica e a língua portuguesa Nome: e-mail: url Eloy Rodrigues eloy@sdum.uminho.pt Universidade do Minho Serviços de Documentação

Leia mais

Programa Ciência sem Fronteiras (Portugal) Ofertas formativas de Graduação para o ano letivo 2013/14

Programa Ciência sem Fronteiras (Portugal) Ofertas formativas de Graduação para o ano letivo 2013/14 Programa Ciência sem Fronteiras (Portugal) Ofertas formativas de Graduação para o ano letivo 2013/14 (Atualizado a 11.01.2013) Universidade dos Açores Universidade do Algarve Ciências Agrárias Ciências

Leia mais

Estudantes da CPLP no Ensino Superior em Portugal:

Estudantes da CPLP no Ensino Superior em Portugal: Estudantes da CPLP no Ensino Superior em Portugal: tendências de evolução e perfis sociais Isabel Pedreira Fórum Estatístico 17 de Novembro de 2014 I. NOTA PRÉVIA A apresentação seguinte baseia-se em dois

Leia mais

REGULAMENTO DAS OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA PREÂMBULO

REGULAMENTO DAS OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA PREÂMBULO REGULAMENTO DAS OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA PREÂMBULO Considerando a necessidade de incentivar o bom uso da língua portuguesa pelos alunos do 3.º ciclo do ensino básico e do ensino secundário, o Agrupamento

Leia mais

Valor económico da língua portuguesa

Valor económico da língua portuguesa 1 Seminário Diplomático 2013 PROJETAR PORTUGAL Fundação Champalimaud, 4.1.2013 Valor económico da língua portuguesa jose.esperanca@iscte.pt 2 As línguas no mundo Ecologia da Língua (Calvet) 3 Hipercentral

Leia mais

setembro de 2015); e, a realização das futuras missões a Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e à Guiné-Bissau.

setembro de 2015); e, a realização das futuras missões a Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e à Guiné-Bissau. O Pró-Reitor de Relações Institucionais da PROINST/UNILAB e Coordenador da Rede de Instituições Públicas de Educação Superior (RIPES), Prof. Dr. Edson Borges, representou o Magnífico Reitor Tomaz Aroldo

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE (QUINTA-FEIRA)

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE (QUINTA-FEIRA) ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO NOTA INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE 21-07-2015 (QUINTA-FEIRA) 1. Inicia-se quarta-feira, 19 de julho, o prazo de candidatura

Leia mais

Sessão de abertura. Escola Doutoral CeiED

Sessão de abertura. Escola Doutoral CeiED Sessão de abertura Escola Doutoral CeiED O Departamento de Urbanismo da ULHT esteve presente na Sessão de Abertura da Escola Doutoral, da qual incorpora o seu Doutoramento em Urbanismo. Fazendo parte do

Leia mais

Programa de Doutoramento em Gestão, Liderança e Políticas no Sector Agroalimentar

Programa de Doutoramento em Gestão, Liderança e Políticas no Sector Agroalimentar Programa de Doutoramento em Gestão, Liderança e Políticas no Sector Agroalimentar Workshop Colaboração entre Moçambique e Portugal nos Sectores Agrícola, Alimentar e Florestal, Maputo, 2 de Junho 2015

Leia mais

Nados vivos segundo a nacionalidade dos pais, Portugal, 1995 a 2009 análise exploratória de dados

Nados vivos segundo a nacionalidade dos pais, Portugal, 1995 a 2009 análise exploratória de dados Nados vivos segundo a nacionalidade dos pais, Portugal, 1995 a 2009 Joana Malta Instituto Nacional de Estatística Graça Magalhães Instituto Nacional de Estatística Nados vivos segundo a nacionalidade dos

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2016 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE (QUINTA-FEIRA)

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2016 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE (QUINTA-FEIRA) ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2016 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO NOTA INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE 21-07-2015 (QUINTA-FEIRA) 1. Inicia-se quinta-feira, 21 de julho, o prazo de candidatura

Leia mais

I PROGRAMA DOCTV CPLP

I PROGRAMA DOCTV CPLP DOSSIER DE IMPRENSA I PROGRAMA DOCTV CPLP I ANTECEDENTES O DOCTV CPLP surge na sequência de experiências bem sucedidas de âmbito nacional DOCTV Brasil e transnacional DOCTV Ibero-América lançadas pelo

Leia mais

VI Reunião da Rede Regional para a Segurança Alimentar e Nutricional na CPLP

VI Reunião da Rede Regional para a Segurança Alimentar e Nutricional na CPLP Rede Regional da Sociedade Civil para a Segurança Alimentar e Nutricional na CPLP VI Reunião da Rede Regional para a Segurança Alimentar e Nutricional na CPLP Lisboa, 14 18 de Outubro de 2013 PROPOSTA

Leia mais

NOTA. 2. Concorreram a esta fase estudantes, o que representa um acréscimo de 5% em relação ao ano anterior ( em 2013).

NOTA. 2. Concorreram a esta fase estudantes, o que representa um acréscimo de 5% em relação ao ano anterior ( em 2013). NOTA 1. Concluída a primeira fase do 38.º concurso nacional de acesso 1, foram já admitidos no ensino superior público, em 2014, 37 778 novos estudantes, o que representa um ligeiro crescimento em relação

Leia mais

Procedimentos para Agendamento da Polícia Federal Montes Claros. Tutorial

Procedimentos para Agendamento da Polícia Federal Montes Claros. Tutorial Procedimentos para Agendamento da Polícia Federal Montes Claros Tutorial REGISTRO NA POLÍCIA FEDERAL Para realizar o registro, são necessários os seguintes documentos: Passaporte original válido; Cópia

Leia mais

Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal

Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal 1ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto U. Do Minho, Braga, 25-26 Nov 2010 Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Iniciado

Leia mais

1.ª Conferência. "Os desafios da Gestão e da Qualidade do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa"

1.ª Conferência. Os desafios da Gestão e da Qualidade do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa 1.ª Conferência "Os desafios da Gestão e da Qualidade do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa" Universidade de Lisboa e Universidade de Coimbra 14, 15 e 16 de Novembro de 2011 14 de

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE CURSO 2015/16 (Curso Desporto e Lazer) Escola Superior de Desporto e Lazer

RELATÓRIO ANUAL DE CURSO 2015/16 (Curso Desporto e Lazer) Escola Superior de Desporto e Lazer Relatório Anual de Curso (Público) RELATÓRIO ANUAL DE CURSO 2015/16 (Curso Desporto e Lazer) Escola Superior de Desporto e Lazer Índice 1. Estudantes e ambiente de ensino e aprendizagem... 2 1.1 Caracterização

Leia mais

CONCURSO PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO INDIVIDUAIS Agronegócio e Governação para o Desenvolvimento Agrobiotecnologia Ciências da Saúde

CONCURSO PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO INDIVIDUAIS Agronegócio e Governação para o Desenvolvimento Agrobiotecnologia Ciências da Saúde CONCURSO PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO INDIVIDUAIS Agronegócio e Governação para o Desenvolvimento Agrobiotecnologia Ciências da Saúde Encontra-se aberto concurso para atribuição de nove (9) Bolsas de Doutoramento

Leia mais

O ENSINO DE ENFERMAGEM EM PORTUGAL

O ENSINO DE ENFERMAGEM EM PORTUGAL O ENSINO DE ENFERMAGEM EM PORTUGAL Missão na Universidade de Cabo Verde Praia, 9 de Abril de 2008 Maria da Conceição Bento Até 1988 Curso de Enfermagem Geral Habilitavam: Prática Clínica de Cuidados de

Leia mais

ACORDO ENTRE A ANDIFES E O CRUP PARA EQUIVALÊNCIA, RECONHECIMENTO E REVALIDAÇÃO DE DIPLOMAS DE GRADUAÇÃO NAS ÁREAS DE ARQUITETURA E ENGENHARIAS

ACORDO ENTRE A ANDIFES E O CRUP PARA EQUIVALÊNCIA, RECONHECIMENTO E REVALIDAÇÃO DE DIPLOMAS DE GRADUAÇÃO NAS ÁREAS DE ARQUITETURA E ENGENHARIAS ACORDO ENTRE A ANDIFES E O CRUP PARA EQUIVALÊNCIA, RECONHECIMENTO E REVALIDAÇÃO DE DIPLOMAS DE GRADUAÇÃO NAS ÁREAS DE ARQUITETURA E ENGENHARIAS A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais

Leia mais

'A ULisboa é uma universidade que, da varanda do Rio Tejo, ambiciona projetar-se para o mundo'

'A ULisboa é uma universidade que, da varanda do Rio Tejo, ambiciona projetar-se para o mundo' 'A ULisboa é uma universidade que, da varanda do Rio Tejo, ambiciona projetar-se para o mundo' Reitor da Universidade de Lisboa, António Cruz Serra fala sobre infraestrutura da instituição que atrai cada

Leia mais

Acesso ao Ensino Superior 2014 Análise descritiva

Acesso ao Ensino Superior 2014 Análise descritiva Acesso ao Ensino Superior 2014 Análise descritiva Reitoria da Universidade do Porto >> Serviço de Melhoria Contínua. 24 de março de 2015 SUMÁRIO Introdução... 2 Panorama nacional: comparação das Universidades

Leia mais

DESDE 1308 CONSTRUÍMOS O FUTURO

DESDE 1308 CONSTRUÍMOS O FUTURO DESDE 1308 CONSTRUÍMOS O FUTURO UNIVERSITA DEGLI STUDI DI PERUGIA Fundada em 1308 02 Fevereiro 2017 UNIVERSITA DEGLI STUDI DI PERUGIA 03 Palácio dos Priores, Galeria Nacional da Úmbria e Fonte Maggiore

Leia mais

III REUNIÃO DE MINISTROS/AS RESPONSÁVEIS PELA IGUALDADE DE GÉNERO DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA

III REUNIÃO DE MINISTROS/AS RESPONSÁVEIS PELA IGUALDADE DE GÉNERO DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA III REUNIÃO DE MINISTROS/AS RESPONSÁVEIS PELA IGUALDADE DE GÉNERO DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA Maputo, 14 de Fevereiro de 2014 Declaração de Maputo As Ministras responsáveis pela Igualdade

Leia mais

de Investimento em Angola e Cabo Verde

de Investimento em Angola e Cabo Verde Conferência Client Perspectivas name appearse Oportunidades here de Investimento em Angola e Cabo Verde PwC Conferência Regime Fiscal do CINM Catarina Gonçalves Agenda 1 Região Autónoma da Madeira 2 Centro

Leia mais

Acordo Ortográfico: por que foi aprovado?

Acordo Ortográfico: por que foi aprovado? L.E. Semana 4 Segunda Feira Acordo Ortográfico: por que foi aprovado? Considerações acerca da unificação pretendida pelo acordo ortográfico O que é o acordo ortográfico é um tratado internacional firmado

Leia mais

Alguns indicadores de desempenho das universidades portuguesas

Alguns indicadores de desempenho das universidades portuguesas Alguns indicadores de desempenho das universidades portuguesas José Ferreira Gomes Faculdade de Ciências Universidade do Porto (Portugal) http://www.fc.up.pt www.fc.up.pt/pessoas/ /pessoas/jfgomes UPorto,

Leia mais

Indicadores Científicos Essenciais

Indicadores Científicos Essenciais Indicadores Científicos Essenciais 1998-2007 - Universidades do CRUP - Institutos Politécnicos do CCISP - Hospitais H. Nouws, J.T. Albergaria, E.S. Vieira, C. Delerue-Matos, J.A.N.F. Gomes Nota Técnica

Leia mais

APPASSI. Associação Portuguesa para o Serviço Social Internacional (Instituição particular de solidariedade social) PLANO DE A C CÃO PARA 2O17

APPASSI. Associação Portuguesa para o Serviço Social Internacional (Instituição particular de solidariedade social) PLANO DE A C CÃO PARA 2O17 Associação Portuguesa para o Serviço Social Internacional (Instituição particular de solidariedade social) PLANO DE A C CÃO PARA 2O17 ÍNDICE Introdução Enquadramento 1 Estrutura e Organização Interna 2

Leia mais

O prazo de inscrições decorre entre 1 e 17 de fevereiro de 2017, para todos os estabelecimentos de educação e de ensino.

O prazo de inscrições decorre entre 1 e 17 de fevereiro de 2017, para todos os estabelecimentos de educação e de ensino. Assunto: 5.ª edição das Olimpíadas da Língua Portuguesa - Convite Lisboa, 30 de janeiro de 2017 Exmo./a Senhor/a Diretor/a Presidente de CAP Solicitamos as V/ melhores diligências no sentido da divulgação

Leia mais

PROJETO DE DESPACHO. Projeto para consulta

PROJETO DE DESPACHO. Projeto para consulta PROJETO DE DESPACHO O Programa do Governo e, concretizando-o, as Grandes Opções do Plano para 2013, fixaram, entre os seus principais objetivos no âmbito do ensino superior, a manutenção e aprofundamento

Leia mais

Ministério da Educação Decreto-Lei nº 344/93 De 1 de Outubro

Ministério da Educação Decreto-Lei nº 344/93 De 1 de Outubro Ministério da Educação Decreto-Lei nº 344/93 De 1 de Outubro Criado em 1979, pelo Decreto-Lei nº 513-L1/79, de 27 de Dezembro, então como Conselho Coordenador da Instalação dos Estabelecimentos de Ensino

Leia mais

Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2017/18

Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2017/18 financiamento financiamento geoestratégia geoestratégia geoestratégia qualificação recursos recursos recursos relações relações sector sector seguros governação governação governação governação agronegócio

Leia mais

Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2017/18

Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2017/18 financiamento financiamento geoestratégia geoestratégia geoestratégia qualificação recursos recursos recursos relações relações sector sector seguros governação governação governação governação agronegócio

Leia mais

Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2017/18

Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2017/18 financiamento financiamento geoestratégia geoestratégia geoestratégia qualificação recursos recursos recursos relações relações sector sector seguros governação governação governação governação agronegócio

Leia mais

V Fórum da UE-CPLP. 16 e 17 de Dezembro. Europarque - Santa Maria da Feira ORGANIZAÇÃO APOIO INSTITUCIONAL

V Fórum da UE-CPLP. 16 e 17 de Dezembro. Europarque - Santa Maria da Feira ORGANIZAÇÃO APOIO INSTITUCIONAL V Fórum da UE-CPLP 16 e 17 de Dezembro Europarque - Santa Maria da Feira ORGANIZAÇÃO APOIO INSTITUCIONAL PATROCINADORES APOIOS 1. CONCEITO 5º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP ESPAÇO MOSTRA GRANDE CONFERÊNCIA

Leia mais

PROGRAMA FÓRMULA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL SANTANDER UNIVERSIDADES 2015

PROGRAMA FÓRMULA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL SANTANDER UNIVERSIDADES 2015 PROGRAMA FÓRMULA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL SANTANDER UNIVERSIDADES 2015 EDITAL Nº 06, DE 17 DE JUNHO DE 2015 Pelo presente Edital, tornamos pública a abertura do Processo de Seleção para o

Leia mais

REGULAMENTO DE INVESTIGAÇÃO - ESCS. Artigo 1º. Missão

REGULAMENTO DE INVESTIGAÇÃO - ESCS. Artigo 1º. Missão REGULAMENTO DE INVESTIGAÇÃO - ESCS Artigo 1º Missão Os grupos de investigação têm como objetivo a promoção e desenvolvimento de atividades de investigação & desenvolvimento no âmbito das áreas científicas

Leia mais

VII REUNIÃO DE MINISTROS DA DEFESA DA COMUNIDADE DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA. Bissau, 31 de Maio e 1 Junho de 2004 DECLARAÇÃO FINAL

VII REUNIÃO DE MINISTROS DA DEFESA DA COMUNIDADE DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA. Bissau, 31 de Maio e 1 Junho de 2004 DECLARAÇÃO FINAL VII REUNIÃO DE MINISTROS DA DEFESA DA COMUNIDADE DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA Bissau, 31 de Maio e 1 Junho de 2004 DECLARAÇÃO FINAL Os Ministros da Defesa de Angola, do Brasil, de Cabo Verde, da Guiné-Bissau,

Leia mais

X REUNIÃO DOS MINISTROS DO TRABALHO E DOS ASSUNTOS SOCIAIS DA CPLP

X REUNIÃO DOS MINISTROS DO TRABALHO E DOS ASSUNTOS SOCIAIS DA CPLP As Ministras e os Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), reunidos na cidade de Fortaleza, no período de 22 a 24 de fevereiro de 2010, Considerando:

Leia mais

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA. UTL em Números 2011 ISSN: 1645-3670. www.utl.pt

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA. UTL em Números 2011 ISSN: 1645-3670. www.utl.pt UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA UTL em Números 2011 ISSN: 1645-3670 www.utl.pt Ficha Técnica Coordenador: Prof. Doutor António Palma dos Reis Edição Reitoria/DPD - Departamento de Planeamento e Documentação

Leia mais

ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATURAS, EMOLUMENTOS, CRITÉRIOS DE SERIAÇÃO E DOCUMENTOS A APRESENTAR

ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATURAS, EMOLUMENTOS, CRITÉRIOS DE SERIAÇÃO E DOCUMENTOS A APRESENTAR ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATURAS, EMOLUMENTOS, CRITÉRIOS DE SERIAÇÃO E DOCUMENTOS A APRESENTAR Prazos de Candidatura 2016/17: Primeira fase: 01 a 27 de março Segunda fase: 06 a 24 de junho Nota: Para

Leia mais

XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO

XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO DESAFIOS DA EDUCAÇÃO E QUALIFICAÇÃO Fontainhas Fernandes UTAD 18 de outubro de 2014 Fontainhas Fernandes

Leia mais

Formação de Engenheiros em Portugal

Formação de Engenheiros em Portugal Formação de Engenheiros em Portugal Um engenheiro tem que estar atento às necessidades sociais e decidir como as leis da ciência podem ser adaptadas. John C.Calhoun.Jr (1963) MIEEC05_1: Catarina Mendes

Leia mais

ENCONTROS DE ARQUITECTURA, ENSINO, DESAFIOS, PERSPECTIVAS E COOPERAÇÃO. coimbra. Mosteiro de Santa Clara-a-Velha

ENCONTROS DE ARQUITECTURA, ENSINO, DESAFIOS, PERSPECTIVAS E COOPERAÇÃO. coimbra. Mosteiro de Santa Clara-a-Velha ENCONTROS DE ARQUITECTURA, U R B A N I S M O E P A I S A G E M ENSINO, DESAFIOS, PERSPECTIVAS E COOPERAÇÃO coimbra Mosteiro de Santa Clara-a-Velha 14 de OUTUBRO de 2017 Este encontro nacional promove uma

Leia mais

DECLARAÇÃO DE BISSAU

DECLARAÇÃO DE BISSAU DECLARAÇÃO DE BISSAU Os Ministros da Cultura de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal encontraram-se, em Bissau, nos dias 28 e 29 de Outubro de 2006, a convite do Governo Guineense,

Leia mais

REGULAMENTO DA DIREÇÃO E GESTÃO DOS CICLOS DE ESTUDOS DA ESCOLA DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO MINHO 12

REGULAMENTO DA DIREÇÃO E GESTÃO DOS CICLOS DE ESTUDOS DA ESCOLA DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO MINHO 12 Escola de Medicina REGULAMENTO DA DIREÇÃO E GESTÃO DOS CICLOS DE ESTUDOS DA ESCOLA DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO MINHO 12 1 2 Aprovado em reunião de Conselho Pedagógico da Escola de Medicina (CP) no dia

Leia mais

Protocolo. Data de. Entidade. Definição de articulação técnica DGSP

Protocolo. Data de. Entidade. Definição de articulação técnica DGSP s Entidade Data de DGSP 01.06.1984 Instituto de Apoio à Emigração e Comunidades Portuguesas 01.08.1993 Fundação para o Desenvolvimento das Tecnologias da Educação 14.02.2004 Ministério da Ciência e Tecnologia

Leia mais

Relatório Anual de Curso (Público) RELATÓRIO ANUAL DE CURSO 2015/16 Curso TeSP de Manutenção Mecânica Escola Superior de Tecnologia e Gestão

Relatório Anual de Curso (Público) RELATÓRIO ANUAL DE CURSO 2015/16 Curso TeSP de Manutenção Mecânica Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório Anual de Curso (Público) RELATÓRIO ANUAL DE CURSO 2015/16 Curso TeSP de Manutenção Mecânica Escola Superior de Tecnologia e Gestão Índice FOR-09/03 Rev.0 2016.11.18 Página 1 de 5 1. Estudantes

Leia mais